Page 1

“QUEM

GOSTA DA SUA ALDEIA”

HISTÓRIA ADAPTADA DA OBRA DEZ DEDOS DEZ SEGREDOS DE Mª ALBERTA MENERES POR BE MEA .


“Quem gosta da sua aldeia “ PERSONAGENS: 3 Narradores, galinha pedrês, Caracol, Lagarta, 2 Minhocas, 2 Passarinhos, Pomba, 2 Galinhas Novas, 2 abelhas, Coro 4


NARRADOR 1- Era uma vez, uma aldeia muito bonita, cheia de flores, com casas brancas. A verdade é que ninguém morava nesta aldeia muito antiga, perdida entre montanhas.

NARRADOR 2 – Ninguém morava nesta aldeia?... NÃO é bem assim!... No verão chegam muitas famílias que vêm cá apanhar os ares da montanha!... Vejam o que por cá se passa!...


(SAEM OS PASSARINHOS E ENTRA A POMBA) POMBA- Desculpe lá madame, mas ainda agora acabou de chegar e não pode andar p’raí a berrar sem primeiro observar a beleza que aqui pode encontrar! GALINHA PEDRÊS- Que horrror!!! POMBA E LAGARTA - (a cantar) Conhecemos as pedrinhas e os riachos a brilhar. Nos olhos da nossa aldeia, não há lágrimas a saltar. ( SAEM a LAGARTA E A POMBA E ENTRAM DUAS ABELHAS)


MINHOCAS 1- Ai que felizes que nós somos aqui nesta aldeia tão bonita!

MINHOCAS 1 e 2 (cantando) - Caracol, caracol, põe os pauzinhos ao sol!.... CARACOL- Ai que bom que é passear de pauzinhos ao sol, nesta linda aldeia. (saem as MINHOCAS e entra a GALINHA NOVA) GALINHA NOVA- Diz isso à minha prima, a galinha Pedrês, que chegou agora de França.


GALINHA PEDRÊS- (com sotaque frances) - Eu sou à galinha Pedrrrés, e sei falarrr frrrancês… Desculpem, mas eu não gostarrr nada desta vossa aldeia tão pouco animada!... Terrrivel!... Tudo velho e relho!!!! Que horrror! (SAI O CARACOL E ENTRAM 2 PASSARINHOS)

PASSARINHOS- QUE DISPARATE. Nós que viajamos muito, nunca vimos uma aldeia mais bonita que esta. (SAI A GALINHA NOVA E ENTRA UMA LAGARTA)


LAGARTA - também acho lindissima esta aldeia! Tem os melhores troncos e caules que uma lagarta possa desejar. ABELHAS 1 e 2- Conhecemos tantos ninhos, tantos bicos a piar…Não dizemos onde estão, é segredo a guardar. GALINHA PEDRÊS- Eu parrra acrrreditarrr tenho mesmo que verrrr. (SAEM AS ABELHAS E entra A GALINHA NOVA 2 )

GALINHA NOVA 2- Já vais ver!!! (A galinha nova SAI e vai por-se dentro de um cesto que está junto ao fantocheiro)


GALINHA PEDRÊS- O que irrá ela fazerrrr?

GALINHA NOVA 2- Vou para dentro daquele cesto e só saio de lá com o maior tesouro do mundo!!! CORO (não entra no fantocheiro, diz da plateia) - A galinha vai pôr um ovo E do ovo vai saír um pintainho novo Que vai trazer para a nossa à aldeia Tanto amor, tanto carinho A mais um novo filhinho.


NARRADOR 3- Passaram uns tempos, a galinha chocou aquele ovo e dele saiu um pintainho muito esperto. GALINHA NOVA 2- Cocorococ贸!... Cocorococ贸!... Aqui est谩 o meu filhinho, o meu rico tesourinho! (A galinha nova que est谩 no ninho, mostra um pintainho ) TODOS - OH!!!! Que lindo pintainho!


CORO de VOZES1 (a cantar)- A nossa aldeia é bonita e alegre. Dentro da aldeia há uma casa branca. Dentro da casa está um cesto. Dentro do cesto está uma galinha. CORO de VOZES 2 - A galinha pôs um ovo e cantou. E deste ovo nasceu um pintainho O pintainho cresceu e já é uma galinha A galinha saltou para dentro do cesto. O cesto saltou para dentro da casa. A casa saltou para dentro da aldeia. E a aldeia aqui está bem bonita e alegre.


TODOS - Olaré!... Olará!... Olaré, … olará!

GALINHA PEDRES- Essa desafinação da canção é mesmo um horrrorrr!... mas a aldeia, agora é mesmo um amorrrrr… (Apresentam-se, juntam-se todos os personagens e agradecem)

FIM


GALINHA PEDRES


GALINHA NOVA 1


GALINHA NOVA 2


PINTAINHO


CARACOL


LAGARTA


MINHOCA


POMBA


ABELHA


Quem gosta da sua aldeia 2  

Peça adaptada da obra Dez dedos dez segredos