Issuu on Google+

A VOZ DO POVO

Sexta-feira 08 de Março de 2013

■■■■

www.avozdopovobp.com

Este é o primeiro selo para concorrer a uma câmera digital

01

Tiragem Sul Fluminense 5.000 exemplares

R$1,00 - Edição nº 16 - Ano I - Semanal

redacao@avozdopovobp.com

Regulamento na página 02

TRÂNSITO PÁGINA 05

‘Terceira ponte’ será inaugurada hoje por Sérgio Cabral

SAÚDE PÁGINAS 06 E 07

Mais de 120 casos suspeitos de dengue são notificados

Reprodução/Internet

Índice é o maior dos últimos anos e risco de epidemia não está descartado PEDÁGIO PÁGINA 03

Tarifa

básica

sobe

para

R$ 4,60

Aumento dos preços reacende debate em torno da isenção para veículos barrenses


2.

Sexta-feira - 08 de Março de 2013 JUNTOS, FAZEMOS HISTÓRIA

LEITOR

www.avozdopovobp.com

PUB

Correspondente imobiliário:

CLASSIFICADOS

Caminhada da Família e a polêmica dos R$ 50 mil

Casa: 5qts,3bhs,2salões,copa,mesanino,2coz,área laser,Gr-2car,ter mil mts² 300.000 finan-caixa,Ipiabas Casa1: 3 qts , sala , coz , bh , gar ,varan, á. serv c/ 1qt , bh , casa 2 sl,cz, bh,qt, 300.000 finan- caixa Ipiabas

Rua Governador Portela, 146- sala 6. | Tel: 2442-9222 / 9999-1086/3022-1773 avista Assis Ribeiro

02 casas , 1ª gar, sl, 3 qts , bh , coz- , área de serviço, 2ª 2 qts , sl ,coz, bh 220.000,Caeira Casa: 3 qts , sl ,coz , bh , varan , área de lazer e serviço ,350.000 avista , Vila Suiça

Casa: 3 qts , sala , coz , bh , gar , despensa , quintal 110.000 avista Belvedere

Casa: 3 qts, sl ,coz , copa , bh , area de serv, gar ,2 kitinetes fina-caixa 200.000 Ipiabas

Casa: 3 qts ,sala , suite , coz- ,varan , gar , quinta c/ pomar 350.000 finan-caixa Conservatória

Casa: nova, 4 qts , 2 suiti ,sala ,coz , copa , bh área de serviço quintal 2mil² 320.000 Ipiabas

Manifestação religiosa que recebe repasses públicos fere a própria laicidade pública.

Casa: 3qts, sala ,coz , bh,gar , varan , quintal 220.000 finan-caixa California

Casa: 2qts,sl cp,coz, bh,área serviço e terraço 100.000 avista Cristiano Otoni

Bernard Magno, via Facebook

Casa: 3 qts , sala ,coz , bh , copa , varanda quintal 80.000 finan-caixa Asilo

Casa: 2qts,sl,coz,2 bh, área se serviço finan-caixa 200.000 Centro

Casa: 2pav-4qts,2suites 1c/hidro,2sls,área serv,gar,área laser 470.000-finan-caixa of-velha

Casa: 2 qts,sl copa,coz-,bh 2 varan + terreno 650m² 70.000 avista D.Ribeiro Casa : 2 qts ,sl , bh , gar 65.000 avista coimbra

Infelizmente isso é algo que cada vez mais acontece nessa cidade. Caminhada da Família é legal, tá. Mas pra quê repassar 50 mil? Não poderia ser investido na saúde? Olha a Santa Casa com sua dívida milionária! Olha a necessidade de otimizar o espaço dela! Daniel Dinelli, via Facebook

É interessante ver uma parcela da população indignada pelo fato de R$ 50 mil serem gastos na Caminhada da Família, simplesmente por ser um evento com iniciativa evangélica (lembrando que o evento é aberto para qualquer religião), mas os mesmos se tornam omissos mediante desvios, superfaturamentos, roubos e tantos outros problemas que assolam nossa cidade. Matheus Marins, via Facebook Todos os comentários publicados nesta seção são extraídos das nossas páginas na Internet. Frise-se que os comentários não representam a opinião do jornal, sendo a responsabilidade do autor da mensagem.

Casa: 2 pav:, 2 qts c/ sacada , sl coz , bh área de serviço e varan , area de laser c/ churr , piscina e lago c/ peixe 350.000 finan-caixa Ipiabas Casa: 3qts,sl,coz copa ,bh, área de lavanvaran 230.000 finan-caixa centro , satanésia Casa: 3pav, 120.000,00 avista Quimica Casa 3 qts , sala , coz , 2 bhs , dispesa ,var c/ churras , terr, quintal , gar finan-caixa 150.000 Ipiabas

Uma câmera digital para você!

Depois de sortear um Netbook, cuja ganhadora foi Thereza Cristina Moreira da Silva, moradora do Maracanã, a VOZ quer te dar uma câmera digital novinha em folha. Bora saber como entrar nessa?! Regulamento da promoção: 1) Para participar, basta colecionar os selos de 01 a 10, que serão publicados a partir desta edição. Ou seja, o leitor deverá adquirir os exemplares da VOZ durante dez semanas consecutivas para, então, participar do sorteio.

2) O décimo e último folha branca com identiselo será publicado na ficação. edição 25 do jornal, que chegará às bancas no dia 4) O sorteio será reali10 de maio de 2013. zado na quinta-feira, 16 de maio, às 13h30 na 3) Conforme estabele- redação. Já o nome do cido nas promoções ane- felizardo que faturar a câriores, o leitor que conse- mera digital será divulgaguir juntar os dez selos do na edição 26 da VOZ, promocionais deverá que chega às bancas em entregá-los diretamente 17 de maio (um dia depois na redação da VOZ, cito do sorteio). à Rua Paulo de Frontin, 139, sl 702, Centro (no Leia a VOZ, fique bem prédio em frente a anti- informado e ainda tenha ga delegacia) até as 13h a chance de ganhar um do dia 16 de maio, quin- super prêmio. Participe e ta-feira. Os selos devem junte seus selos promoestar dentro de um enve- cionais, uma câmera digilope de carta normal, de- tal está na parada, junte vidamente colados numa os 10 selos, e boa sorte! As opiniões e juízos expressados nas colunas deste semanário são de inteira responsabilidade de seus autores, não representando, em hipótese alguma, a opinião do jornal quanto aos assuntos abordados.

Casa: nova 2 pav: 3 qts , suites c/ hidro ,sala ,coz , copa , gar ,quintal 470.000 Ipiabas Casa: 2 qts , sala,coz- , bh , + terreno 60.000 avista Quimica Casas:

Casa: 3qts ,sl ,coz bh,var,área ser +ter 525m² 150.000 finan-caixa California Casa: 1qto,1 suíte,bh,sl,coz,área de lazer 200.000 finan-caixa Ipiabas Casa: 1 qto , sala , coz ,bh 40.000 avista Morro do Gama Casa:excelente ponto 370m² construção 200.000 avista Rodovia 393 Apt: 2qts,sl,coz,bh,á-serv,novo, 170.000 a vista Muqueca Apt: 3qts,sl,coz,copa,área de serviço 250.000 finan-caixa Santana Apt: 2qts,sl,coz,bh,

terraço

140.,000

Apt: 1 qt,sl,coz,bh e área de serviço 100.000 a vista Assis Ribeiro Terreno: 500m² 400.000 finan-caixa Matadouro Terreno: 420m², fian- caixa 45.000 , Quimica Terreno: 40.000 avista Dr Mesquita Terreno: 3.100m² ao lado do clube 60.000 finan-caixa Mendes Terreno: 2.700m²,na pista 150.000 avista Conservatoria Terreno: 10.000m² ,na pista 180.000 avista Conservatoria Terreno: 45.000 m² ,na pista 400.000 avista Conservatoria Terreno: 10 alqueires 350.000 avista Conservatoria Terreno: 6.000m² 120.000 financaixa ipiabas Terreno: 2.000m² 100,000 finanicaixa Ipiabas Galpão + terreno: 2.140m² 500.000 avista Oficina velha Ponto comercial c/2salão festa + terraço 170.000 avista Oficina velhas Sitio 4 ventos: 3 alqueires,sede c/área de lazer,3 casas de caseiro 350.000 Demetrio Ribeiro Sitio: 11.000m²,2casas , 1 galpão e Area de laser c/ piscina 280.000 finan-caixa Demetrio Ribeiro PUB

Vassouras - 24 2471 2032

Expediente: CML de Paula Empreendimentos CNPJ: 17.150.485/0001-50 Editor-chefe: Felippe Carotta. Editorgráfico (paginação): Elías Moura Barbosa da Silva. Gestora Comercial: Soraia Soares. Redação: Rua Paulo de Frontin, 139, sl 702, Centro. Barra do Piraí - RJ. Impressão: Gráfica Correio de Notícias - 5000 exemplares


Sexta-feira - 08 de Março de 2013 JUNTOS, FAZEMOS HISTÓRIA

POLÍTICA

www.avozdopovobp.com

.3

PEDÁGIO ■ Aumento das tarifas reacende debate em torno de isenção para carros emplacados no município

Pagar ou não, eis a questão!

Opinião Arquivo

por Heraldo Bichara*

Se a canoa não virar

Pastor Monteiro: ‘A concessionária questionou judicialmente a lei municipal, de minha autoria, que isenta do pedágio os veículos emplacados em Barra do Piraí’ BARRA DO PIRAÍ Pastor Monteiro de Jesus (PRB), conseguiu a “alforria” Pode-se dizer que o ex- para os condutores. “Existe prefeito José Luiz Anchite uma lei, de minha autoria, foi uma pedra no sapato isentando os carros emplada Acciona, concessionária cados em Barra do Piraí do responsável pela adminis- pedágio. Só que a concestração do trecho da BR-393 sionária questionou o docu(Rodovia Lúcio Meira) que mento na justiça, e consecorta o município e liga-o a guiu um efeito suspensivo. Volta Redonda. Isso porque Aí, então, foi dada uma limio homem dos suspensórios nar, que restringiu o benefímoveu mundos e fundos cio apenas aos veículos dos na tentativa de isentar os distritos”, declarou o vereaveículos emplacados na dor, quando procurado, na cidade de pagarem o pe- tarde de terça, para comendágio, instalado próximo tar o assunto. ao distrito de Dorândia. A liminar à qual o parlaEle não conseguiu essa fa- mentar se refere foi expeçanha, é verdade, mas os dida pela Justiça Federal e motoristas barrenses não entrou em vigor no dia 04 desistem de sonhar com a de novembro de 2009. A possibilidade de passarem medida beneficia os moralivremente pelo posto, ain- dores de Dorândia, Vargem da mais depois que as tari- Alegre, São José do Turvo e fas foram reajustadas esta Califórnia, desde que eles semana – o aumento en- tenham realizado o emplatrou em vigor à zero hora camento de seus veículos de terça-feira, 5. no município. A Acciona Nem mesmo uma lei mu- bem que tentou reverter o nicipal, de autoria do atu- quadro, no entanto, a noral presidente da Câmara, ma é válida até os dias de

hoje. Questionado sobre em que “pé” está a situação atualmente, junto à Justiça, Pastor Monteiro respondeu: “Além dos esforços da Câmara no sentido de que a isenção seja uma realidade para todos os motoristas barrenses, existe a lei criada por mim e que foi sancionada pelo então prefeito Anchite. Não estamos parados quanto a esse assunto. Pelo contrário, nos colocamos à disposição para defender os interesses da população. Porém, a procuradoria da prefeitura é que deve ter maiores informações”. A equipe de reportagem da VOZ tentou, via assessoria de imprensa, ouvir representantes da Procuradoria Geral do Município. No entanto, a boa e velha política do silêncio foi novamente adotada pelo órgão.

no Facebook, a notícia de que as tarifas do pedágio foram reajustadas foi motivo de comentários ácidos por parte dos internautas. “Vai subir de novo? Fala sério”, escreveu o lutador Leo Milward. “É facada atrás de facada”, referendou o funcionário estadual Tarcisio Paiva. E a indignação não parou por aí. “Vergonha. Não temos juiz ou políticos para nos defender”, exclamou o aposentado Laudo de Freitas. “Sou contra. Se fizerem uma carreata, podem me avisar, (pois) acho um absurdo pagar pedágio para ir à Califórnia. Fala sério, né”, publicou a internauta Id Fernandes.

NOTA DA REDAÇÃO: A Acciona, via assessoria de imprensa, foi contatada para se pronunciar sobre o assunto. Porém, até o feIndignação chamento desta edição, a concessionária não emitiu Na página oficial da VOZ nenhuma declaração.

Imagino que os atuais governantes da cidade, recém -empossados, estão cantando esta manjadíssima marchinha que abrilhantou carnavais memoráveis, porque o bicho está pegando, e eu já antevia que algo tinha que acontecer, porque a Justiça demora, mas cumpre sua missão com eficiência. Escrevi neste jornal, logo nas primeiras edições, que o resultado das eleições municipais não parecia corresponder com o que foi visto na campanha eleitoral, onde o candidato da oposição era aclamado pelo povo nos seus comícios, e constatei isto pessoalmente. Ninguém, nem mesmo os habituais apostadores arriscavam dizer quem seria o vencedor, apenas afirmavam que a vitória seria apertada, e não foi o que aconteceu. Aconteceu o quê? Expressei num de meus artigos que a Justiça não poderia ignorar fatos que ocorreram, e que a população toda viu. Cito a máquina do governo em que o atual prefeito era vice, e na semana das eleições estavam asfaltando ruas nos bairros e no Centro, com grana do estado, e aquela propaganda “asfalto na sua porta”. A imprensa, ignorando a determinação da Justiça Eleitoral, na véspera do pleito, fazendo campanha contra o candidato da oposição, num programa de audiência expressiva, na rádio do candidato a vice. Foi uma covardia no dia das eleições ver aquele mar de adesivos no peito das pessoas com o número do candidato do governo, dando a nítida impressão de que havia alguma coisa estranha por conta disto. Fizeram o dever de casa de quem está no poder, isto é, o Vale Tudo. Não esperavam que ocorresse uma reação do candidato perdedor, que baseado nestes fatos recorreu à Justiça. O promotor ouviu os dois

lados, e entendeu serem procedentes os argumentos apresentados pelo perdedor, e encaminhou para o juiz, que com o prazo que a lei lhe confere, tomou a decisão que todos já conhecem, ou seja, o afastamento do prefeito e do vice, e uma nova eleição daqui a três meses. Todavia, o prefeito recorreu à justiça do estado e conseguiu uma liminar para continuar no cargo até que seja julgado o mérito da questão. Isto quer dizer que o seu lugar ainda não está garantido, e muita água vai rolar. É bom sempre relembrar que o promotor ouviu os dois lados, e concluiu que havia uma farta documentação que comprometia o candidato do governo. Entendeu que houve abuso do poder, e o pior ainda está ocorrendo isto. Dias destes ouvi na rádio de nossa cidade, que é, como já foi dito, de propriedade do pai do vice-prefeito, o mesmo apresentador daquele programa na véspera das eleições, criticando violentamente o autor da queixa. Fica clara a posição deste meio de comunicação, e provavelmente também será responsabilizada pela Justiça. Infelizmente ouço pessoas descrentes de tudo em matéria de política, e ficam naquela de dizer que isto tudo não vai dar em nada, de que quem manda é a máquina que tem o poder e em minha opinião se julgam os PH Deuses do saber. O jogo começou, e daqui pra frente caberá aos magistrados a decisão final. Até lá, os governantes que estão provisoriamente administrando a cidade, devem estar com aquilo na mão, cantarolando “Se a canoa não virar olê, olê, olá, eu chego lá”. Pergunta idiota; será? *Heraldo Bichara é professor aposentado e ex-vereador


4.

Sexta-feira - 08 de Março de 2013 JUNTOS, FAZEMOS HISTÓRIA

COMUNIDADE

www.avozdopovobp.com

NOVO MÉXICO ■ Moradores reclamam de lamaçal em rua do bairro e cobram soluções

O mesmo drama de sempre Soraia Soares

Foto do Leitor (Nádia Grijó)

Lamaçal: Quem passa pela rua depois de uma chuva corre o risco de ficar atolado; no detalhe, foto do leitor mostra sufoco de pedestre tentando atravessar o local BARRA DO PIRAÍ dação da VOZ, no domingo, redacao@avozdopovobp.com 3, através do Facebook. A autora foi a internauta Nádia O clima de tempestade Grijó, que postou a seguinte por si só, com céu escuro, mensagem na fan page do trovoadas e relâmpagos, já é jornal: “Que situação precásuficiente para deixar muita ria. Toda vez que chove, congente de cabelo em pé. Ago- vivemos com esse drama, há ra, imagine saber que, após 16 anos. Sem contar com as a chuva, o local onde você pessoas idosas que, se pasmora ficará praticamente in- sarem mal, não têm como o transitável, com lama por to- carro ir socorrê-las. Pedimos, dos os lados? Pior ainda se a por favor, às autoridades dessituação já dura quase duas ta cidade que deem atenção décadas. Pois moradores da ao problema”. Rua Antônio Felipe Santiago, Logo que o tópico foi visuno Novo México (Química), alizado, outros usuários da relatam que é exatamente rede social endossaram o esse o perrengue vivido por relato de Nádia. “Isso é um eles. descaso total. Enfeitar o CenA denúncia chegou à re- tro é bom demais, agora, os

bairros, ficam desse jeito”, publicou a jovem Luanna Santos. De posse dessas informações, a equipe de reportagem da VOZ foi até a rua, na manhã de terça-feira, 5. Lá, conversou com os moradores locais, Charles Pereira e Luciano da Silva Martins. Juntos, eles explicaram o teor da problemática que envolve a comunidade: “Esse lamaçal foi provocado por um barranco que cedeu. A terra desce, junto com a água da chuva, e para neste ponto da rua. A situação é preocupante, porque a lama impede a água da chuva de escoar corretamente, o que ocasiona o risco de casas serem

invadidas”. Quando questionada sobre a atenção que o governo municipal tem dado à situação, a dupla respondeu: “Os próprios moradores é que estão limpando, porque a prefeitura só aparece para recolher o que a gente retira. Mas, agora, está difícil, porque não temos nem onde jogar a terra”. NOTA DA REDAÇÃO: A Prefeitura de Barra do Piraí foi procurada, via assessoria de imprensa, para se pronunciar sobre o assunto. Mas, como já é de praxe, o órgão ignorou solenemente os e-mails da VOZ.

A Voz das Comunidades por FAMOR-BP • A comunidade do Lago Azul está encaminhando um abaixo-assinado ao Depar tamento de Infra Estrutura e à Acciona, concessionária que administra a BR-393 (Rodovia Lúcio Meira), solicitando a instalação de um redutor eletrônico de velocidade, na descida do Belvedere. O intuito é coibir o excesso de velocidade dos veículos que seguem para Volta Redonda, que ao pegar o declive da ci-tada rodovia, como carretas e caminhões, deparam-se com o estreitamento da pista, algumas vezes ocasionando graves acidentes. Desta forma, urge uma ação urgente para corrigir esta situação pe-rigosa causadas pelos motoristas desavisados na citada localidade. Parabenizamos a comunidade do bairro Lago Azul por esta iniciativa e a Federação das Associações de Moradores de Barra do Piraí (Famor/BP) é parceira nesta iniciativa. • E sta sem a n a , ta m bém, a com un id a de da Pon te do A n dr a d e inici ou um tr a b a l h o de col eta d e a ssin a turas e a b a ixo- a ssin a do, que ser á env ia d o à MRS L og ística , sol icitand o a con str uçã o d e uma p a ssa r el a n o l ocal, que é cor ta d o p el a linha fé rr ea e qua n d o uma comp osiçã o f ica ali p a r a d a os m or a dores f ica m p riva dos da sua l ocom oçã o de um l a d o p a r a outro. Dest a for m a , h aven d o a necessid a d e d essa p assa r el a p a r a o b em estar d a com un ida d e. A Fam or / BP é p a rceir a

n esta l uta da com un id a de. • C on tin ua a l uta d a s A ssocia ções de Mor a dor es d o A r ea l e S a n ta n a d a B a r r a p a r a que o p oder p ú- b l ico con str ua n a s com un id a de s ca l ça d a s p a r a os p ed estr es p od er em tr a n sita r em seg ur a n ça . Essa p rov id ên cia é d e sum a imp or tâ n cia p a r a a seg ur a n ça dos com un itá r ios l oca is. A Fa m or / BP con tin ua or ien ta n d o a s l ide ra n ça s com un itá r ia s de com o se d eve r eiv in dica r seus d ir eitos e m el h or ia s p a r a a v ida da s p essoa s n os b a ir ros. • Conselho Municipal de Educação tem o seu atendimento diário, à Rua Tiradentes, nº 122, Centro, Barra do Piraí/RJ, Tel.: (24) 2443-2545/24421302(fax), e-mail: cmebp@hotmail.com e as reuniões de plenárias (aber tas ao público): segundas-feiras, às 18h30. • Reunião da Famor/BP: Aproveitamos a opor tunidade para comunicar às comunidades que, devido ao calendário das nossas reuniões mensais encontrarem sempre acompanhadas de dias festivos no nosso município, informamos que a nossa próxima reunião mensal será em abril do corrente, no dia 13, às 16h, nas dependências do Senat, à Rua Tiradentes, nº 132, na subida do cemitério. For tale-çam a nossa Federação com a sua presença e par ticipação. Nosso endereço (escritório): Rua Tiradentes, nº 50 – Sala 101 – Centro. Tel.: (24) 2442-2929.


Sexta-feira - 08 de Março de 2013 JUNTOS, FAZEMOS HISTÓRIA

CIDADE

www.avozdopovobp.com

.5

CONTORNO VIÁRIO ■ Sérgio Cabral inaugura hoje obra que promete melhorar em 12% o trânsito de BP

A hora do ‘vamo ver’

Mundo Rizomático Soraia Soares

por Rafael Nunes*

Hugo Chávez? Hugo Chávez morreu. Na última quarta feira fora anunciada o seu falecimento. O líder venezuelano veio brigando com um câncer, durante muito tempo. Doença que o impossibilitou de tomar posse para o seu terceiro mandato consecutivo. Hugo era um líder polêmico, por diversas vezes extremista, porém um nacionalista nato. Ele, sim, fazia algo para a melhoria da nação. Dizer que os EUA criaram o Câncer em Chávez? Chega a ser besteira. Pelos hábitos de comportamento do século XXI, seremos todos levados a desenvolver um câncer em alguma hora. Ele se foi porque a vida esvaiu-se de suas mãos. Hugo teve momentos épicos que o caracterizaram como um líder caricato, como em seu discurso na ONU. Logo após Bush, Hugo sobe ao altar para discurGigante: Ponte Deputado Geraldo Di Biase tem 245 metros de extensão e, segundo autoridades, vai ajudar a melhorar o trânsito no Centro BARRA DO PIRAÍ são. A ponte vai ligar a via redacao@avozdopovobp.com mencionada à Estrada Raimundo Padilha, na altura do Daqui a pouco, por volta Cantão. das 16h, os olhares de toda É grande a expectativa a imprensa regional esta- de diversas partes quanto à rão voltados para a peque- inauguração da obra, mas, na Pérola do Vale. É que, principalmente dos motorishoje, 8, o governador Sérgio tas que penam diariamente Cabral (PMDB) estará no com o caos que se instalou município, para inaugurar no trânsito barrense. Isso a primeira grande obra ao porque, de acordo com inlado do prefeito Maércio de formações veiculadas na Almeida (PMDB) – se bem terça-feira, 5, pela assessoque o investimento é mé- ria de imprensa da prefeiturito do governo anterior, e ra, o Contorno Viário promenão do atual, grifo nosso. te retirar o fluxo pesado de Finalmente, ficou pronto o caminhões e similares de Contorno Viário de Barra do dentro do município, desaPiraí, popularmente conhe- fogando o trânsito de Barcido como terceira ponte. ra do Piraí e beneficiando A obra, que custou R$ o escoamento de produtos 51 milhões aos cofres do industriais e agrícolas da Governo do Estado, incluiu região. serviços de drenagem, ter“Por ser cortado pela Roraplanagem e pavimenta- dovia Lúcio Meira (BR-393) ção de 3,6 quilômetros de e ter ligação com a Rodovia extensão da Estrada Mano- Presidente Dutra (BR-116), el Coutinho de Carvalho, no por meio da RJ-145, o Cenbairro Campo Bom, além da tro da cidade sofre com o inconstrução da Ponte Depu- tenso fluxo rodoviário, o que tado Geraldo Di Biase, que será melhorado depois da tem 245 metros de exten- finalização dos trabalhos na

localidade”, informa o texto “disparado” pelo Departamento de Comunicação. O próprio secretário de Cidadania e Ordem Pública, Antonio Carlos Elias, o Bitu, falou sobre o assunto, em entrevista concedida, no fim do ano passado, à VOZ. Na época, o gestor destacou que a construção da terceira ponte aliviaria o fluxo de veículos no Centro. “Cada carreta de 22 metros causa congestionamento de 18 minutos e, na cidade, passam cerca de 25 a 30 carretas por dia. Com certeza que essa terceira ponte irá melhorar em cerca de 12% o desenvolvimento rodoviário na cidade”, disse. Procurado, na quarta-feira, 6, para comentar a conclusão da obra que começou durante seu governo, o ex-prefeito José Luiz Anchite frisou a importância do investimento para setores importantes da administração pública. “Aquela obra precisa ser olhada como parte de um

grande projeto, composto da construção da ponte e da ligação da estrada com o polo industrial de Vargem Alegre. No distrito, o governo municipal possui um grande terreno, orçado em cerca de R$ 9 milhões, doado pelo Governo do Estado para alavancar o polo industrial. Ou seja, a inauguração da terceira ponte faz parte das três etapas desse grande projeto, sendo que as demais continuam, para solucionar de vez a problemática da geração de empregos no município”, analisou. Quando perguntado se participaria da inauguração, Zé Luiz respondeu que o atual chefe do Executivo, tinha o convidado para comparecer à solenidade. “Não tenho a menor dúvida de que a obra é um divisor de águas, até mesmo em relação à melhoria significativa que ela representa para o fluxo de veículos no Centro”, encerrou Anchite.

sar e ao começar a sua fala diz: “Ainda sinto o cheiro de enxofre”. Também teve o episódio que ao criticar o antigo primeiro ministro espanhol, fora interrompido pelo Rei Juan Carlos com a célebre frase “Porque no te callas?” (Porque não fica quieto?). A luta a favor dos direitos do povo perde, talvez, o seu mais polêmico membro. Que a Venezuela, a partir de agora consiga manter suas políticas visando a população na luta contra o imperialismo e possa desenvolver ainda mais o seu sistema econômico para que volte a trilhar em um caminho rumo ao fortalecimento de todo o Mercosul. Assim como toda a América Latina, esta coluna está de luto pela morte de Hugo Chávez. *Rafael Nunes é psicólogo


6.

Sexta-feira - 08 de Março de 2013 JUNTOS, FAZEMOS HISTÓRIA

CAPA

www.avozdopovobp.com

DENGUE ■ Casos da doença registram o maior aumento dos últimos anos; dos 122 notificados, 28 são confirmados

O fantasma da epidemia

Reprodução/Internet

Larvas: Focos do mosquito da Dengue se proliferam em água parada FELIPPE CAROTTA por causa disso, o mosquiBARRA DO PIRAÍ to Aedes aegypti, transredacao@avozdopovobp.com missor da dengue, tenha se tornado um “freguês” A dona de casa está indesejado dos brasileiros, limpando a casa, quando bem como dos barrenses. vê um pratinho de plantas Cada uma das situações cheio de água no fundo. ilustradas acima é um bálCom preguiça de abaixar, samo para a existência do ela faz vista grossa à situ- vetor, que se prolifera na ação. Prosseguindo a faxi- água parada. Resultado: na, chega a hora de dar o quadro se repete a cada uma geral no quintal, onde ano, com casos da doença existem alguns pneus, crescendo exponencialtambém com certa quan- mente, levando diversos tidade de água parada. municípios, em especial “Ai, isso é muito pesado. do Rio de Janeiro, a alarVou deixá-los como estão”, mantes epidemias. exclama. O mesmo aconEm Barra do Piraí, este tece na hora de limpar a ano, o mosquito da denpiscina, em que a água, já gue está se “fartando” de amarelada, dá indícios de vítimas. Segundo dados que precisa ser trocada. fornecidos, na segundaEnquanto isso, o marido feira, 4, pelo Centro Muniretorna do trabalho e, num cipal de Vigilância e Saúde lampejo, se lembra: “A cai- (Cemuvis), foram registraxa d’água está sem tampa dos 122 casos suspeitos há meses. Amanhã mes- da doença na cidade. Desmo vou resolver esse pro- ses, 28 foram confirmablema”. O dia seguinte che- dos, enquanto 94 seguem ga e a solução não vem. sendo investigados. Os O leitor pode até bater pé números contabilizados se que não, mas, é inegável referem à oitava semana que cenas como essas se epidemiológica de 2013, repetem frequentemente compreendida de 1º de janos lares do país. E talvez neiro até 23 de fevereiro.

‘Estamos muito próximos do limite’, revela coordenadora de Vigilância Epidemiológica Em entrevista exclusiva à VOZ, a coordenadora do Departamento de Vigilância Epidemiológica, Sandra Meire Nogueira, revelou estatísticas que apontam que o quantitativo de casos notificados em 2013 é cinco vezes maior quando comparado com o mesmo período dos dois anos anteriores. “Os números estão crescendo muito, a cada semana que passa. Estamos muito próximos do limite máximo esperado”, avaliou. De acordo com a profissional, a situação é preocupante, ainda mais tendo em vista que faltam ser contabilizados os dados referentes à semana nove. “Houve um grande registro de casos, maior até do que na semana oito, ocasionado principalmente por causa das chuvas”, disse. Sandra divulgou quais as localidades do município que figuram como as maiores originárias da doença. “Barra do Piraí está vivenciando um

aumento significativo dos casos de suspeita de dengue, polarizado em todos os bairros, mas com predominância na Caixa D’Água”, informou, ressaltando que 20% dos registros vieram daquela comunidade. “Centro e redondezas também são grandes focos”, acrescentou. Quando questionada se o município estaria à beira de uma nova epidemia de dengue, como a que ocorreu em 2002, a coordenadora de Vigilância Epidemiológica preferiu não polemizar. “É delicado prever isso. Só posso afirmar, sem sombra de dúvidas, é que estamos muito próximos do limite esperado de notificações da doença, um ‘teto’ que é elaborado com base em estudos junto à Secretaria Estadual de Saúde. Conforme já dito, os casos da semana nove aumentaram significativamente em relação à semana oito”, reforçou.

é a prevenção”. Com essa frase, Sandra pediu à população barrense que adote as medidas preconizadas pelo programa “10 minutos contra a dengue”, do Ministério da Saúde. Idealizado com base no conhecimento científico de pesquisadores do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), o projeto é inspirado em uma estratégia de controle do Aedes aegypti adotada em Cingapura, que foi capaz de interromper o pico de epidemia no país com ações semanais da população dentro de suas residências. “Convocamos a população a desenvolver as estratégias programa, em suas residências e locais de trabalho. O plano sugere que cada cidadão reserve dez minutos semanais para a eliminação de focos do mosquito da dengue, tais como piscinas sujas, caixas d’água sem tampa, vasos de planta, pneus etc. Qualquer Dez minutos contra a recipiente no qual é possível dengue o acúmulo de água deve ser evitado”, explicou a coorde“No combate ao mosquito nadora de Vigilância Epideda dengue, a melhor arma miológica.

A profissional aproveitou para ressaltar que a dengue não é uma banalidade, “conforme muita gente pensa”. “As pessoas ainda não têm consciência da gravidade dessa doença. Dependendo do estado imunológico do paciente, ela pode até matar. Temos histórico, em outros municípios, de pessoas que foram a óbito por causa da dengue. Conscientização e prevenção são palavras chaves no combate ao mosquito”, orientou Sandra, encerrando a entrevista. A diretora do Departamento de Vigilância e Saúde, Maria Célia Nascimento, endossou as palavras de Sandra: “Combater a doença é um compromisso de todos. O Ministério da Saúde está reforçando a importância do programa ‘10 minutos contra a dengue’. É fundamental reservar esse tempo da nossa semana para fiscalizar o ambiente em que vivemos. Isso não diminui, é claro, a atuação dos agentes de epidemiologia, no entanto, contribui significativamente na luta contra o mosquito vetor da dengue”.


Sexta-feira - 08 de Março de 2013 JUNTOS, FAZEMOS HISTÓRIA

CAPA

O Centro Municipal de Vigilância e Saúde (Cemuvis) possui um farto material de conscientização quanto à dengue. Parte desse trabalho foi encaminhada à redação da VOZ pela coordenadora do Departamento de Vigilância Epidemiológica, Sandra Meire Nogueira. Acompanhe, abaixo, informações completas sobre o mosquito e a transmissão da doença.

específico para a dengue, apenas tratamentos que aliviam os sintomas. Deve-se ingerir muito líquido como água, sucos, chás, soros caseiros, etc. Os sintomas podem ser tratados com dipirona ou paracetamol. Não devem ser usados medicamentos à base de ácido acetil salicílico e anti-inflamatórios, como aspirina e AAS, pois podem aumentar o risco de hemorragias.

Sintomas

Prevenção

A dengue se inicia de maneira súbita e pode ocorrer febre alta, dor de cabeça, dor atrás dos olhos, dores nas costas. Às vezes aparecem manchas vermelhas no corpo. A febre dura cerca de cinco dias com melhora progressiva dos sintomas em dez dias. Em alguns poucos pacientes podem ocorrer hemorragias discretas na boca, na urina ou no nariz. Raramente há complicações. Não existe tratamento

A melhor forma de se evitar a dengue é combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito transmissor da doença. Para isso, é importante não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d´água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros.

Reprodução/Internet (G1)

Veja informa��ões sobre a dengue e dicas de como combatê-la

Reprodução/Internet (www.dengue.org.br)

www.avozdopovobp.com

.7


8.

Sexta-feira - 08 de Março de 2013 JUNTOS, FAZEMOS HISTÓRIA

ESPECIAL

www.avozdopovobp.com

DESPEJO ■ Família reforma e ocupa casa abandonada no São Luiz; proprietário reaparece e exige o imóvel de volta

Longe de um final feliz

Soraia Soares

Posse: Marido, mulher e três filhos vivem em casa que estava abandonada, supostamente há 20 anos BARRA DO PIRAÍ meses, acompanhada de redacao@avozdopovobp.com sua família. “A casa estava abandoLogo no início da Rua nada, cheia de mato, e nós Carlos Almeida de Souza, a ocupamos. Foi a gente no bairro São Luiz, à es- mesmo que levantou as paquerda, é possível avistar redes e limpou tudo, mas, o uma casinha, envolta num dono apareceu e quer nos cenário bucólico e loca- expulsar. Só que, para ele lizada sob a sombra das fazer isso, terá que manárvores. Lá, mora a família dar embora um monte de do pedreiro Sidnei Martins famílias que mora lá atrás, Deodoro e de sua esposa, e que também construiu Eliana dos Santos. Desde o casas em terrenos abandofinal de 2012, eles residem nados”, relatou. no local, do qual tomaram “O fogãozinho de lenha posse, por assim dizer, de- estava quebrado, assim pois de terem encontrado a como as janelas, portas e residência – hoje rodeada quartos. Não tinha nada, por uma horta e cercada nem vaso (sanitário). Focom arame, grifo nosso ram os próprios moradores – completamente depre- que nos ajudaram, doando dada, sem portas, paredes várias coisas”, acrescene janelas. Fontes afirmam tou. que o terreno estava abanRetrocedendo um pouco donado há nada menos na história, Eliana recordou que 20 anos. como o caso teve início. Só que, agora, a família “Onde nós morávamos, anestá enfrentando o “fan- tes, era apenas um quartitasma” de ser despejada, nho com banheiro, dentro já que o proprietário do de um sítio, sem espaço imóvel reapareceu e exigiu para todo mundo. Daí, um que Eliana desse o fora de dia, meu marido veio trabalá, juntamente com o ma- lhar por aqui (no São Luiz), rido e seus três filhos. Na e um pessoal disse pra ele: manhã de terça-feira, 5, a ‘Olha, aquela casa está equipe de reportagem da abandonada. Por que você VOZ conversou com a dona e sua família não entram?’. de casa, que contou sua Já no dia seguinte, viemos versão da história. Segun- limpar e começamos a ocudo ela, a paisagem era bem pação. Demorou mais de diferente quando chegou, um mês para o meu marido há aproximadamente cinco conseguir ajeitar tudo”, re-

lembrou. Só que a alegria do casal durou pouco, pois, no mês passado, o proprietário do imóvel apareceu e deu o prazo de 30 dias para eles se retirarem. “Meu esposo é pedreiro, e não temos condições de pagar aluguel. Enquanto ele trabalha, eu fico em casa, cuidando dos nossos filhos. O dono alegou que deseja vender o terreno. Por causa disso, estamos nos sentindo muito ameaçados”, desabafou. ‘A casa tinha virado boca de fumo’ Eliana afirmou que os vizinhos ficaram contentes quando sua família chegou à área. “Os moradores deram graças a Deus quando ocupamos o terreno, porque estava virando boca de fumo e até ladrões se escondiam na casa abandonada. Estava perigoso para a comunidade, pois muitas crianças gostavam de brincar aqui, quando estava sujo, mal cuidado e o teto ameaçava desabar”, argumentou. “Os vizinhos são muito solidários, tanto que um deles é que nos cede a luz (energia elétrica)”, ressaltou. A mulher demonstrou que está disposta a travar

uma luta com o proprietário do terreno: “Uma coisa eu digo: para sairmos daqui, ele vai ter que arrumar outro lugar para morarmos. Não, vou colocar os meus filhos na rua. Pelo menos para as crianças ele terá que dar abrigo”. Por fim, a dona de casa revelou que está recebendo instruções sobre como proceder diante da situação. “Estamos sendo orientados por um advogado do bairro. Ele nos aconselhou a não assinar nenhum papel que o dono apresentar. De qualquer maneira, fico assustada, aflita, por causa dessa incerteza, da possibilidade de ficar sem teto da noite para o dia. Estou feliz, pois vivo tranquila e cuido dos meus filhos em segurança. Mas, com o pé atrás, porque se vier a ordem de despejo, não sei como será a nossa vida”, encerrou. NOTA DA REDAÇÃO: A equipe da VOZ colheu depoimentos de moradores locais, na tentativa de descobrir a identidade do proprietário do imóvel e chegar a ele. No entanto, até o fechamento desta edição, ele não foi localizado. Sendo assim, o jornal se coloca à disposição para ouvi-lo, em qualquer tempo e lugar.

Moradora do bairro revela que casa já funcionou como depósito de uma empresa Em tempos passados, a casinha que foi encontrada abandonada pela família de Eliana serviu como um depósito da empresa de seu proprietário. Quem revelou o passado do imóvel foi uma moradora do São Luiz, que pediu para não ser identificada. “Lá, funcionava um pequeno galpão, onde o dono guardava materiais de sua empresa. Depois que foi desativado, cerca de 12 anos atrás, o pessoal começou a roubar as coisas, como janelas e portas, até que a casa ficou ‘pelada’”, relatou. “Houve até uma época, há alguns anos, em que dois homens estranhos, andarilhos, começaram a dormir lá. Ficamos cabreiros, sim, por medo de que fosse algum mar-

ginal. Um policial que mora aqui no bairro foi e pediu para eles irem embora, pois estávamos receosos. Depois disso, a casa ficou abandonada mesmo, e nós tínhamos medo, porque servia de local para possíveis crimes”, complementou ela. A entrevistada foi só elogios à família que “invadiu” o imóvel. “Para nós, moradores, até que é bom, porque sabemos que é uma família decente que está lá. Mas, o proprietário da área pediu o terreno de volta, então, a situação é delicada. Eles não incomodam, e as crianças são educadíssimas. Até sugerimos que o dono do terreno faça um acordo. Vamos torcer para que dê tudo certo”, arrematou.


Sexta-feira - 08 de Março de 2013 JUNTOS, FAZEMOS HISTÓRIA

ESPORTE

www.avozdopovobp.com

.9

Por Jo Mariano

■ Zico: culpado ou inocente?

■ Hoje somos todos Chorões Reprodução/Internet (Globoesporte.com)

A semana que passou (principalmente no Rio de Janeiro) foi um martírio para quem não era torcedor do Flamengo. Tal qual O Corinthians na semana do Mundial, todos os meios de comunicação e transportes traziam ainda que involuntariamente a imagem ou uma notícia do Galinho Zico. Para se livrar do noticiário viral apenas dormindo ou morrendo. Ficar em sã consciência deslumbrando o passarinhar e o borboletear da natureza estava fora de cogitação em níveis supremos. E obviamente isso gera um certo incômodo em quem disconcorda dos fatos produzidos pela mídia pegajosa. No Olimpo da verdade, lugar onde todo e qualquer mortal de reveste da certeza, ganha voto de Minerva e adquire caráter ex-cathedra, mais conhecido como internet, foi possível ler e ouvir de tudo. Zico foi de grande a mesquinho, evoluin-

do a rei em questão de 140 caracteres livres. Dotados de impiedosa veemência veredictos foram proferidos, seja para condenar ou absolver. Principalmente no delito de 21 de junho de 1986 às 19:30 hs. Ok, era o exato momento em que uma simples mulher dava luz ao ser que viria a iluminar a Terra com seu carisma, beleza e bom humor – eu -, mas são tantos pareceres que analisando com clareza o vídeo da partida podemos, se desprovidos de pró ou anti-ziquismo, absolver o ex-camisa 10 da Gávea sem nenhum esforço. Vejam o resumo. O jogo estava tenso. Não era fácil se adaptar ao jogo. Quem viesse do banco levaria um tempo. Zico veio do banco. Vinha de lesão. Pênalti. Sócrates era o batedor oficial. Diante da responsabilidade fez que não era com ele. Amarelou. Ninguém se prontificou. Zico se prontificou. A contra-gosto, mas

se prontificou. Frio, fez uma de suas piores cobranças de pênalti da carreira. Se não pior, a mais famosa. O jogo terminou empatado. Fomos pros pênaltis. Lá, Zico retomou a responsabilidade e dessa vez fez. Sócrates, o amarelão, bateu, perdeu e fomos eliminados. Querido júri, se existe algum culpado respondamme de quem se trata. É impossível um ser sem uso de fungos alucinógenos afirmar que Zico foi o vilão da Copa de 86, assim como é inaceitável o diminuir por não ter ganhado uma Copa. Azar da Copa. Zico possui mais de uma dezena de títulos pela Canarinho e é o quarto maior artilheiro da seleção, sendo o único dentre os cinco melhores colocados a não ser atacante. Usar um argumento tão tendencioso contra o senhor de Quintino automaticamente coloca Vampeta a frente de Beckham e do nível de Buffon. Afi-

nal, Vampeta tem uma Copa. É colocar Ricardinho e Paulo Sérgio no patamar de Zidane, mais jogadores que Raul. É além de mostrar-se ridículo, atestar-se alucinado. Títulos são sim importantes a clubes e jogadores. Mas só tem caráter comparativo quando na esfera dos clubes. Jogador se mede doutra forma. Um jogador pode ser um verdadeiro craque e não ter ganhado tantos campeonatos como o Emerson Sheik. Um clube pra ser bom é preciso vencer. Compreendo que o amor clubístico do brasileiro o impede de ser imparcial por vezes, também sou assim. Mas temos que nos policiar, porque bostejar é permitido, mas bostejamento crônico é altamente prejudicial. Sejamos honestos pelo menos hoje e admitamos que sim, Zico jogou muita bola e não ficou devendo nada pra ninguém.

Reprodução/Facebook (Charlie Brow Jr Oficial)

Música e esporte pra quem chupou manga com medo de tomar leite dizem ser quase a mesma coisa. Concordo. Samba e futebol casam melhor que pastel e japonês. Mas o papo aqui é rock. Na verdade o silêncio do rock. Morreu na última quarta-feira o vocalista da maior banda brasileira na atualidade e a mais premiada de todos os tempos. Chorão foi pra mim e para muitos um mestre à distância. Um perfeito supletivo de “fodacidade”. Torcedor do Santos nunca se cansou de demonstrar seu amor à cidade e ao clube do coração. Chorão cantou minha adolescência, minha juventude, canta minha vida. No despertador, sua música. No toque do celular, também sua música. Em tudo na vida desse

colunista gaiato tem um pouco do Chorão. É triste, mas “um dia acontece”, já dizia o vocalista. E hoje resta apenas uma dor e um desejo de fazer alguma coisa, alguma homenagem, ainda que singela. Então, deixo aqui toda a minha tristeza, toda a minha dor e toda minha gratidão a esse homem louco, polêmico, perturbado, mas que contribuiu e muito na construção desse meu (também louco) ser. Despeço-me essa semana com um imenso e aparentemente infindável luto e uma de suas numerosas ilustres frases. “Talvez eu já nem lembre mais das coisas como eram, mas talvez agora eu saiba bem o que é bom pra mim”. Vai com Deus, Chorão!


10.

Sexta-feira - 08 de Março de 2013 JUNTOS, FAZEMOS HISTÓRIA

ESPECIAL

www.avozdopovobp.com

NOITE BARRENSE ■ Boates continuam fechadas; Bar Night não reabrirá no mesmo local

Vazio no ‘coração’ das baladas

Foto do leitor: Bruno Barbosa

Já era: Imóvel onde funcionava casa noturna na Oficina Velha é devolvido ao dono e boate não será reaberta BARRA DO PIRAÍ terça-feira, 5. A notícia não redacao@avozdopovobp.com é das melhores para os saudosos do Bar Night, boQuem passa nas noites ate que funcionava no bairde quintas, sextas e sába- ro Oficina Velha. O local não dos, próximo à Praça dos será reaberto, pelo menos Expedicionários, no Centro, não em seu antigo endereprovavelmente sente-se ço, conforme revelou o proseduzido a, pelo menos, prietário Sérgio Maurício dar uma olhadinha no mo- Reis de Carvalho Júnior. vimento. É que o lendário “O imóvel onde funciona“palco” da cobra fumando va o Bar Night já foi até dese transformou, desde que volvido ao seu dono. Agora, foi reformado, ainda no go- estamos procurando outro verno de José Luís Anchite, local, mais adequado e que num dos maiores points da atenda às medidas de senoite barrense. E o local, gurança preconizadas pelo que chegou a competir em Corpo de Bombeiros. Tão pé de igualdade com as logo encontremos as deboates, ganhou ainda mais pendências ideais, a boate popularidade desde que será reaberta, dentro das elas saíram de cena, no iní- normas e primando pela cio do mês passado. proteção e diversão do nosMas, o público cativo das so público”, explicou. casas noturnas do muni“Enquanto isso, existe o cípio – apenas duas, grifo projeto ‘Bar Night Itinerannosso – ainda se pergunta te’, que vai proporcionar se esses estabelecimentos baladas de qualidade aos serão reabertos. A equipe barrenses. Os eventos sede reportagem da VOZ foi rão realizados no salão do em busca da resposta, na Royal Sport Club”, comple-

mentou o promoter. Já o Plano B Music Hall, localizado no Belvedere, também permanece fechado. O que está “bombando” por lá é a chamada “Chopperia”, que funciona no andar de baixo da casa. Esse setor do estabelecimento segue a todo vapor, com shows semanais e programação diversificada, principalmente nos finais de semana. O proprietário do local, Samir Rodrigues Anchite, não foi localizado, até o fechamento desta edição, para falar sobre uma possível reabertura do Plano B Music Hall. Palavra de ‘baladeiro’ Mesmo com o fechamento das boates – e ao contrário do que muita gente imagina, grifo nosso –, as noites de Barra do Piraí continuam tendo boas opções de lazer e entretenimento. Que o diga a

laboratorista Vânia Maria Ferreira, 26, moradora do Parque Santana. Ela, que se diz uma frequentadora assídua das casas locais, falou sobre onde mais gosta de ir. “Não sou muito fã nem do Largo da Feira, nem da Praça da Cobra Fumando. Adoro é o Plano B, pois, lá, a gente se sente em casa, até porque eu e minha galera somos clientes assíduos. O ambiente é ótimo, muito agradável, a comida é de qualidade, e o público, então, nem se fala. É a minha predileta”, derreteuse. Outro entrevistado, o comerciante Augusto Santiago, 28, tem outros gostos. “Hoje, prefiro a Praça da Cobra Fumando, até pelo estilo do ambiente. Também curto o Plano B. Nada contra o Largo da Feira, mas é que enche muito, ainda mais nos finais de semana”, opinou.

Pensando em voz alta por Felippe Carotta*

Se ainda fosse ontem Se hoje ainda fosse ontem, eu sentaria na esquina com você, e teríamos a mais longa conversa de nossas vidas. Não importaria que horas o relógio marcasse, porque o tempo valeria, mesmo, é nos ponteiros de dentro. Neles, as palavras eternizariam o afeto de cada minuto. Os segundos do nosso bate papo seriam contabilizados em quantas lembranças fossemos capazes de imaginar por milésimo, em cada palpite de futuro nós conseguíssemos acertar. Será que conseguiríamos prever este agora, em que frequentamos tantas esquinas e não nos encontramos, em que dizer olá me parece um lugar distante? Se ainda fosse ontem, eu não dormiria sem lhe enviar dezenas de mensagens, até que sua caixa de entrada se entupisse de sentimentos manifestados. Quem sabe, assim, hoje haveria um estoque de carícias verbalizadas, guardado em algum lugar, e ele seria capaz de banir o silêncio, de acabar com o estrago que as palavras não ditas têm nos feito. Eu lhe chamaria para diversas baladas, e dançaríamos juntos o triplo do que já fizemos. Seríamos nós dois, apenas, seduzidos pelo piscar das luzes, e lá, entre uma batida e outra, nos reconheceríamos novamente. “Do you wanna dance?”, você me perguntaria. Sem titubear, eu responderia que sim, sem precisar lembrá -lo que um sonho a mais nunca nos fez mal. Se ainda fosse ontem, você não teria confiado tanto nos meus ímpetos, pois já saberia que alguns desvarios nos custariam essa explosão. Já eu, bom, eu seria humilde o suficiente para lhe pedir somente o necessário, para não obrigá-lo

a carregar além do que os seus ombros eram capazes. Não vê o estado em que seus braços estão neste momento? Quase incapazes de me acolher, de tanto que o fizeram quando não podiam. Para que o futuro não nos fosse uma ameaça, como me parece agora, eu cantaria mil vezes mais a nossa música, repetiria um zilhão de vezes aquele refrão, para que os versos da poesia que nos uniu não se perdessem. Eu não precisaria chorar, pra rimar com amar, como estou fazendo agora. Se ainda fosse ontem, eu olharia pela janela e ficaria ansioso pela sua chegada, choraria por cada briga que nos apartasse. Guardaria meus mais preciosos segredos para lhe dizer ao pé do ouvido, e os trancaria, dando-lhe a chave em seguida, para que só você fosse capaz de tentar desvendá-los. Eu leria mais livros, te chamaria para escrever histórias comigo, não desafiaria o futuro, mas, sim, o convidaria a bailar com a gente, para que jamais fossemos vencidos por ele. Se ainda fosse ontem, eu não amanheceria tão triste, minhas lágrimas não molhariam as nossas fotos, nem haveria tantas histórias não contadas me sufocando. Porém, já é hoje. O tempo passou e acalmou nossos abraços, os meses chegaram trazendo os cadeados, o futuro se apresentou como um carrasco, prestes a decretar a escravidão do passado. Já é hoje e eu não te encontrei, já é hoje e ainda parece ontem. Já é dia, mas, impossibilitado de amanhecer, ainda me sinto noite. *Felippe Carotta é jornalista e editor-chefe da VOZ


Sexta-feira - 08 de Março de 2013 JUNTOS, FAZEMOS HISTÓRIA

NACIONAL

www.avozdopovobp.com

.11

POLÍTICA ■ Estados não produtores de petróleo derrubam veto e garantem fatia maior dos royalties

‘Deu ruim’ pro Rio de Janeiro

Agência Brasil

Vencedora do Garota Verão faz ensaio sensual

O Bella da Semana (www.belladasemana.com.br) fez um convite especial à doce Yasmin Assis, de Osório (RS), para fotografar em clima de brincadeira, num ensaio repleto de mimo e figurinos inusitados. A combinação do rostinho de menina com o corpo de mulher faz da modelo de 19 anos objeto de desejo de muito marmanjo por aí. E não são apenas os homens que se encantam com a beleza da Yasmin. “Acontece bastante de outras mulheres darem em cima de mim, principalmente em festas. Mas acho que isso é natural com a modernidade de hoje...” Este é o primeiro ensaio sensual da gaúcha que começou a trabalhar com desfiles quando tinha apenas 14 anos. As fotos são da fotógrafa Andréa Schaefer. Bella da Semana (Andréa Schaefer)

Confusão: Parlamentares das bancadas do RJ e do ES abandonam a sessão do Congresso Nacional Agência Brasil tação de requerimentos e BRASÍLIA questões de ordem para retardar a votação. Parlamentares de estaO resultado oficial foi dos não produtores de pe- proclamado ontem, 8 pelo tróleo conseguiram derrubar presidente do Congresso, o veto da presidenta Dilma Renan Calheiros (PMDB-AL), Rousseff (PT) ao projeto de e a parte rejeitada vai à prolei que trata da nova distri- mulgação. buição dos royalties do peEm novembro do ano tróleo. Segundo a Mesa Di- passado, a presidenta Dilretora do Congresso, dos 63 ma Rousseff vetou itens do senadores presentes, 54 vo- projeto de lei que mudou a taram pela rejeição de todos distribuição dos royalties os 142 dispositivos vetados. da exploração de petróNa Câmara, com o quó- leo. A proposta aprovada rum de 405 deputados, os pelo Congresso reduziu de itens derrubados com me- 26,25% para 20% a arrecanos votos receberam 349 dação dos estados produtomanifestações pela rejei- res e garantiu aos estados e ção. Já o dispositivo que municípios não produtores recebeu mais votos pela – que recebiam apenas derrubada teve 354 mani- 1,76% dos royalties do pefestações contrárias. tróleo – uma fatia maior dos Foram quase cinco horas recursos. de debates e discussões Com a nova regra, os proacaloradas no plenário. Em- dutores calculam perdas bora reconhecessem que que variam entre R$ 3 minão tinham votos suficientes lhões e R$ 5 milhões já este para manter os vetos, depu- ano. Os royalties são um tados e senadores do Rio de percentual do lucro obtido Janeiro e do Espirito Santo pelas empresas e pagos ao protestaram durante toda a estado como forma de comsessão. Eles obstruíram os pensação pelo uso de recurtrabalhos com a apresen- so natural.

Sessão tensa Os parlamentares do Rio de Janeiro e do Espírito Santo mudaram a estratégia na votação dos vetos presidenciais ao projeto de lei que altera a distribuição dos royalties do petróleo. A proposta inicial era se ausentar do plenário na hora da votação, mas os deputados e senadores dos dois estados decidiram se antecipar e sair do plenário ainda no início da discussão da matéria. Na opinião dos parlamentares, o presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), está desrespeitando a Constituição e o Regimento Comum das duas Casas na condução dos trabalhos. “Nós vamos entrar com vários mandatos de segurança [no Supremo Tribunal Federal] pedindo a anulação da sessão pelos atropelos [do presidente] aos direitos dos parlamentares falar e apresentar questões de ordem”, disse o senador Lindbergh Farias (PT-RJ).

A sessão começou tumultuada, com deputados e senadores disputando a palavra e gritando do centro do plenário. Renan Calheiros, então, cortou os microfones e determinou que cada parlamentar teria direito a cinco minutos para defender suas ideias. Fluminenses e capixabas consideraram arbitrária a decisão e entenderam que teriam direito a até 20 minutos de discurso. “A maioria pode muito, mas não pode tudo. Eles são maioria em relação ao Rio [de Janeiro] e ao Espírito Santo, mas têm que respeitar a Constituição e o Regimento”, disse o senador Eduardo Lopes (PRB-RJ). Lopes disse que os parlamentares dos dois estados produtores de petróleo já haviam decidido deixar o plenário no momento em que a votação começasse. “Nós não íamos legitimar uma votação com a qual não concordamos”, explicou. “Mas decidimos sair antes porque o Lindbergh teve a palavra cortada”.


12.

Sexta-feira - 08 de Março de 2013 POR RENAN ANDRADE

DANDO CLOSE

renan_deandrade@hotmail.com

Flopando & Arrasando

■ CLOSE DA SEMANA Parabéns pra você

Quem se destaca esta semana é o jovem barrense, Daniel Dinelli. Fã da cantora canadense Eilleen Regina Edwards, mais conhecida como Shania Twain, ele é integrante do único fã clube oficial da artista no Brasil. “Infelizmente, nunca fui a um show da Shania. Meu maior sonho é vê-la cantar de perto”, revelou à coluna. Mas, esse sonho pode estar prestes a se tornar realidade, já que o Daniel

me confidenciou que está planejando uma viagem a Las Vegas (cidade nos Estados Unidos), para assistir a um show de Shania. Parabéns, amigo, pois acreditamos em sonhos e em toda forma de amor. Se você tem um ídolo ou acha que alguém merece destaque em Barra do Piraí, mande um e-mail para renan_deandrade@ hotmail.com. Venha você também contar a sua história! Nós estamos loucos para ouvi-la.

05/03 – Na terça-feira, o dia foi de alegria para o advogado e empresário, Rodolfo Barreto. Embora seja formado em Direito, pelo Centro Universitário de Volta Redonda (Unifoa), atualmente o rapaz é proprietário de um restaurante e churrascaria, localizado no bairro Oficina Velha. Parabéns, Rodolfo! Te desejamos tudo de bom. Um beijo especial de sua mãe Lígia e seus irmãos Thaís e Lincoln.

06/03 – A administradora de empresas, Roberta Almeida, foi a ilustre aniversariante de quarta-feira. Graduada pelo Centro Universitário Geraldo di Biase (UGB), a jovem é a gerente de seu próprio negócio, uma lan house, chamada “Smart Games”. Dona de um sorriso encantador, posso dizer que ela é a simpatia em pessoa. Bebeta, um grande beijo! A mamãe Carminha e o esposo Juliano Nóbrega são muito orgulhosos por tê -la em seus corações.

Arrasou A equipe de técnicos em enfermagem, enfermeiros, recepcionistas e ajudantes do Polo de Emergência da Santa Casa. Mesmo em condições precárias de trabalho e supostos salários atrasados (como do pessoal do Samu), não deixam de prestar um serviço profissional e humano. Estive esta semana na unidade e vi verdadeiros anjos de Deus trabalhando para aqueles que sentem dor e angústia. Parabéns, eu tiro o chapéu pra vocês pelo que presenciei.

08/03 – “É big, é big! É hora, é hora!”. Certamente, essa famosa musiquinha vai ser cantada hoje na casa do cabeleireiro Rodolpho Costa. Cursando Administração de Empresas, no UGB, ele me contou que está vivendo o melhor momento de sua vida. Apesar de não abrir mão de amar, Rodolpho diz que o mais encantador é estar livre. Isso mesmo, nosso amigo está solteiro! Abraços, Rodolpho, tudo de bom.

Flopou O descaso da Prefei- tura de Barra do Piraí e da Secretaria de Obras com algumas localidades, como, por exemplo a Rua Moreira dos Santos (sentido Química), Rua da Estação e Rua Ana Nery (ao lado da Cruz Vermelha). A indignação dos internautas, manifestada nas redes sociais, é muito grande, já que, segundo relatos, tratam-se de vias esburacadas, com esgoto a céu aberto, sem calçadas, com bueiros entupidos etc. Enfim, quero deixar aqui um toque para o governo municipal dê uma moral e apresente soluções para nós, barrenses. PUB


Jornal A Voz do Povo - 8 de Março de 2013 - edição 16