Page 1

Calor, Efeito Estufa e Aquecimento Global O efeito estufa é o nome dado à capacidade que a atmosfera tem de manter a temperatura estável em nosso planeta. Sem este efeito as temperaturas teriam amplitudes térmicas enormes e assim, não haveria desenvolvimento de qualquer tipo de vida em nosso planeta, sendo assim concluímos que ele serve para aquecer o planeta mantendo assim sua temperatura estável. A apresentação feita em sala trata sobre as conseqüências, causas, excesso e a influência do homem sobre o efeito estufa. O fenômeno é um processo que ocorre quando uma parte da radiação solar refletida pela superfície terrestre é absorvida por determinados gases presentes na atmosfera. Como consequência disso, o calor fica retido, não sendo libertado para o espaço. Resumindo, trata se da radiação solar que, ao atravessar a atmosfera, é absorvida em grande parte pela superfície terrestre, aquecendo-a; outra parte da radiação é refletida pelas nuvens e pelo solo de volta para o espaço e a última fração de energia, também refletida pelas nuvens e pelo solo, é bloqueada pela atmosfera e impedida de voltar ao espaço assim ocupando seu lugar na atmosfera terrestre. Esse é seu processo natural, o problema encontra-se no excesso dos gases do efeito estufa acumulados em nossa atmosfera. Tais gases são denominados dióxido de carbono (CO2), metano (CH4), óxido nitroso (N2O), CFC´s (CFxClx). Os CFC’s podem ser compostos de um ou alguns átomos de carbono ligados a átomos de cloro e/ou flúor. Moléculas de Ozônio flutuando na alta atmosfera acabam encontrando as moléculas de CFC. O clorofluorcarboneto (CFC) é uma molécula estável em condições normais de temperatura e pressão atmosférica (CNTP), porém, sofre reações pela radiação ultravioleta (UV), acaba se desestabilizando e libera o átomo de Cloro, que por sua vez é um catalisador poderoso que destrói as moléculas de ozônio, permanecendo intacto durante todo o processo e uma vez na alta atmosfera é difícil descer para a baixa atmosfera. Neste período, cada átomo de cloro destruirá milhões de moléculas de ozônio. A notícia ainda apresenta dados e equações sobre a chuva ácida causada pelo gás carbônico. O CO2 em contato com a água forma o ácido carbônico que se ioniza aumentando a acidez do meio e íons carbonato e bicarbonato, saturando a solução (no caso, o oceano). A saturação desses íons pode causar problemas para a flora e fauna marinha, pois cada ser vivo tem seu determinado pH e se aumentar essas condições, como já dizia Charles Darwin, em 1859: “Só os mais aptos sobrevivem”. Com o aumento da temperatura podem ocorrer secas que, pelo decréscimo da produção agrícola pode levar à fome e degradação do solo nas regiões equatoriais, o que poderá resultar na formação de desertos e elevação do nível do mar. Além da poluição atmosférica, desequilíbrio ecológico, impactos locais e globais, mudanças no clima, diminuição da camada de ozônio, aumento do efeito estufa, El Nino, La Nina e tsunamis. As notícias que serviram como fontes para a apresentação baseiam- se nas causas e no agravamento do efeito estufa que trás conseqüentemente o aquecimento global. Além de mostrar as equações e explicar detalhadamente como ocorre o processo natural do fenômeno estudado com imagens e gráficos usados na apresentação. Fontes: http://educacao.uol.com.br/quimica/ult1707u30.jhtm http://www.cidadeverde.com/alcide/alcide_txt.php?id=21088 http://atmosfera-atm.blogspot.com/2010/08/efeito-estufa.html

Karla Bonfá e Gianluca Bellassai do 1º ano, Ensino Médio

Calor, Efeito Estufa e Aquecimento Global  

O excesso dos gases do efeito estufa, acumulados em nossa atmosfera, estão causando o aquecimento global, trazendo os probelmas ambientais c...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you