Page 1

arauto #

o jornal da Eleva-te # março 2014 edição 08

Rescaldo O habitual cantinho onde podes ver o que a Eleva-te andou a fazer pág 3

A Eleva-te# em 2014 Com o novo ano, vêm novas ideias e projectos. Espreita o que a Eleva-te reserva para ti! pág 4

Novo ano, Novas formas de pensar Um texto de Rita Alves que reflete sobre as resoluções de Ano Novo pág 6

Prova com a Eleva-te# Acaba com a fome que estás a sentir neste momento e vai cozinhar umas Farinhas Torradas de Sesimbra! pág 7


2

3

arauto · arauto.elevate@gmail.com · fevereiro 2014

Editorial O Ser Humano é, na sua génese, um animal social. Nascemos, vivemos e morremos em sociedade. Seguimos padrões, ideias e regras socialmente estabelecidas, ocasionalmente contornadas ou contestadas e que resultam em novas premissas aceites pela maioria. Deslocamo-nos em grupo, festejamos em grupo, lutamos em grupo. Somos influenciados e influenciamos o meio que nos envolve. Somos um animal de hábitos e habitualmente social. Procuramos estar num grupo com que nos identifiquemos e quando tal não existe, criamos esse mesmo grupo – criamos a nossa própria família. A família é desde sempre a nossa base social. Aprendemos, apoiamos e recebemos apoio da família nas situações mais simples e nas mais complexas. A família é unida. Porém, o êxodo rural e as exigências da sociedade em constante mutação forçaram as famílias a afastarem-se cada vez mais do seu ponto de partida. Mudou-se de cidade, mudou-se de país. Originaram-se novas comunidades em novos locais. Um desses locais chama-se Quinta do Conde. Segundo os Censos de 2011, a Quinta do Conde foi a freguesia que mais cresceu nos últimos vinte anos. São mais de 25.000 os que aqui habitam, provenientes de diversos pontos de Portugal e também do estrangeiro. Esta população, recente e maioritariamente com raízes externas à Quinta do

Conde, debate-se agora com a complexa tarefa de criar um sentido de comunidade. Mas por que motivo deve isso acontecer? Uma comunidade unida é uma comunidade forte. Deve ser encarada como um grupo, onde cada um dos envolvidos dá e recebe, fortalecendo assim o todo perante uma situação adversa. Nos novos modelos sociais, originados por imigrações e emigrações, a comunidade pode e deve completar o papel habitualmente atribuído à família enquanto base de apoio e entre-ajuda. A comunidade deve ser a resposta a quem está deslocado das suas origens, longe do seu grupo original, da sua família. O vizinho, a dona do café do outro lado da rua ou o desconhecido que passeia o cão serão os primeiros a chegar, os primeiros a prestar auxílio em caso de necessidade. Se encararmos o nosso meio como um todo e não como diferentes grupos, estipulados pelas suas origens, ideologias, crenças ou características únicas, teremos uma comunidade unida e fortalecida, preparada para ajudar e ser ajudada em qualquer momento. Foi com este pensamento que a Eleva-te nasceu e acredito verdadeiramente de que esta é a solução para todos os problemas que assolam esta e outras comunidades. Apesar de já ter passado o “prazo” das resoluções para 2014, lanço-te o desafio: sê mais. Participa mais, descobre mais, comunica mais na nossa comunidade. Dá os bons dias ao próximo desconhecido que cruzar o teu caminho na rua, vai àquele evento que te cativou mas que não te inscreveste por receio de não conheceres ninguém. Conhece os problemas da nossa comunidade e participa nas soluções. Se cada um de nós fizer mais, o sentimento de uma comunidade unida será maior e no fim todos ganharemos com isso.

Nesta Edição

Eleva-te Associação Cívico-cultural

Coordenadora Verónica Pereira Textos Carla Mirra, David Cardoso, Dúlio Santos, Rita Alves e Verónica Pereira Fotografia Arquivo Fotográfico da Eleva-te Design Editorial Diana Portela

CIPA - Rua Sacadura Cabral, 2975-375 Quinta do Conde E-mail eleva.te.acc@gmail.com Site elevateacc.wix.com/associacao Facebook Eleva-te Associação

David Cardoso

Clube Arauto arauto.elevate@gmail.com Clube Juventude Saudável juvsau@gmail.com Clube do Ambiente eleva.te.acc@gmail.com

Rescaldo

F

alar do último trimestre do ano sabe sempre bem. Afinal de contas, o nosso aniversário a 01 de Outubro é sempre um excelente início de trimestre! Começámos o mês de Outubro a participar na Feira Campestre Arrábida 2013, evento com o objectivo de “promover os produtos locais e proporcionar momentos de lazer e o contacto com a natureza”. Estivemos presentes graças aos voluntários que, presencialmente ou através do empréstimo de material, permitiram termos um espaço onde pudemos mostrar um pouco quem somos e o que fazemos. Houve pinturas faciais, jogos para crianças, reutilizações com arte, RASTREIA’qui e a festa do terceiro aniversário. Foram três dias preenchidos e repletos de boa disposição. Em Novembro a Eleva-te foi convidada a dar a voz numa entre-

vista em directo na Rádio Quinta do Conde. Durante uma hora falou-se do passado, presente e futuro da Eleva-te e dos seus projectos; do associativismo; da comunidade da Quinta do Conde. Podes ouvir a entrevista completa no nosso canal Youtube – youtube.com/user/ ElevateAssoc/. Ainda em Novembro, por ocasião de mais uma saída de campo de monitorização da ribeira de Coina com a nossa bióloga marinha, fomos convidados a juntar esforços no Florestar Portugal 2013. Assim, aliados à plantação e semeio de árvores autóctones, mais uma vez demos a conhecer a importância da ribeira de Coina e da natureza envolvente à nossa Quinta do Conde. Na nossa última actividade do ano, ensinámos a fazer Reutilizações Festivas: renas, Pais Natal, centros de mesa, estrelas e árvo-

res criadas a partir de materiais do dia-a-dia com um toque de imaginação e originalidade. Foi assim o nosso último trimestre do ano que passou. Fica atent@ ao nosso calendário e aponta as datas das actividades que te interessarem. Esperamos por ti! David Cardoso


4

A Eleva-te# em 2014 Depois de um ano repleto de mudanças, 2014 é o ano de implementar as várias ideias que nos foram surgindo em 2013. Aqui vão algumas delas, pois outras já foram apresentadas em edições anteriores do Arauto. Como sabes, a Eleva-te tem 3 clubes – do Ambiente, da Saúde e do Arauto. As suas actividades principais manter-se-ão, isto é, respectivamente, o RASTREIA’qui, todos os Domingos no Mercado Municipal da Quinta do Conde; as actividades de promoção e protecção da Ribeira de Coina através do Projecto Rio Cover e o nosso jornal, este mesmo que estás a ler. A par destas actividades, continuaremos de forma ocasional a ter os nossos workshops de assuntos variados, por isso, fica atento ao nosso site ou página do Facebook. Para 2014, a Eleva-te traz grandes novidades. Iniciaremos dois projectos de fundo na Quinta do Conde, um com a execução de um site de voluntariado para o Concelho de Sesimbra, que pretende simplificar o acesso a informação sobre voluntariado no Concelho, e um outro projecto de consulta aos jovens da Quinta do Conde, que pretende munir os jovens da freguesia de competências e ferramentas para que tomem uma posição mais activa na sociedade, nomeadamente através de uma série de workshops sobre Cidadania e Participação Activa e de um processo de consulta aos jovens do Município.

5

arauto · arauto.elevate@gmail.com · fevereiro 2014

Mas a grande novidade, e se estavas atento, leste no parágrafo anterior sobre as novidades da Eleva-te para a Quinta do Conde, a Eleva-te iniciará em 2014 actividade em Lisboa, mais concretamente na zona da Graça. Este será um novo território para as ambições da Eleva-te e dos seus voluntários, sempre com o intuito de promover a partilha de conhecimentos e através disso unir a comunidade local. Falando em ambições, 2014 é tudo aquilo que ansiamos por ver acontecer na Quinta do Conde e na Eleva-te, não esquecendo que a nossa permanente ambição é ver a comunidade da Quinta do Conde, e agora a de Lisboa também, mais unidas e “partilhadoras”, dia após dia. É verdade, é um desejo muito acima das nuvens, mas é isto que nos move todos os dias. Que 2014 seja um excelente ano para ti, caro leitor do Arauto, e que todas as nossas resoluções se venham a realizar. Da nossa parte, caro cidadão, muito trabalho prometemos! Saudações Elevadas, Dúlio Santos

Mensagem do Clube Ambiente 2014: Planos para o Futuro Resolução de Ano Novo do Clube do Ambiente: um ano mais “verde” na Eleva-te!E como é que poderá ser mais “verde”? Usarmos mais t-shirts verdes (da Eleva-te de preferência)? Pintarmos mais coisas com tintas verdes? Ou dedicarmo-nos mais a actividades sobre a floresta? Bem… a última opção (sendo que a primeira pode ser um bónus!). Este ano o Clube do Ambiente vai dedicar-se ao tema da Floresta, pelo que vamos desenvolver diferentes actividades interligadas, mas independentes, ao longo deste ano. Já no dia 1 de Março, teremos a iniciativa Árvores notáveis da Quinta do Conde. A par das actividades subordinadas ao tema da Floresta continuaremos com o projecto RioCover. Vê ao lado o que podes esperar desta acção e fica atent@ à nossa agenda para mais novidades!

Carla Mirra, coordenadora do Clube do Ambiente

Árvores notáveis da Quinta do Conde 1 de Março de 2014

Vamos aprender a medir árvores e tomar conhecimento da legislação específica da protecção do património natural. Após a procura da maior árvore na envolvente e sua medição, todos teremos “T.P.C.”: procurar na Quinta do Conde uma árvore que cumpra os requisitos para uma classificação como Árvore Notável. Os participantes que encontrarem tal árvore deverão informar-nos na próxima actividade para que se possa averiguar então a possibilidade de classificação e, consequentemente, se possam iniciar as devidas medidas.


6

7

arauto · arauto.elevate@gmail.com · fevereiro 2014

A farinha torrada de Sezimbra

Novo ano, novas formas de pensar

A

cada ano que passa sentimos a necessidade de novos objectivos de vida, novos acontecimentos e eventos que desafiem os nossos limites. É chegada a meia-noite de dia um de Janeiro e desviamo-nos do espumante que cai sobre os corpos ao mesmo tempo que a euforia se transforma em nostalgia do que aconteceu ou poderia ter acontecido de maneira diferente no passado. O passeio na praia que não demos, as palavras amáveis que não dissemos a quem mais gostamos, os suspiros encadeados antes e após um longo dia de trabalho, a viagem que há muito desejávamos fazer mas tal não foi possível, as discussões de família que iriam terminar, o novo projecto já escrito em papel para se realizar. Promessas que não foram cumpridas e dia após dia se iam acumulando e faziam-nos pensar: Para o ano tudo será diferente! Será? É difícil mudarmos os hábitos que há muito nos foram entranhando na pele e, mesmo que a vontade de mudar para melhor seja imensa, o esforço necessário assusta-nos e faz-nos recuar. Às vezes pegamos numa folha branca e num lápis mal afiado e escrevemos tópicos do que queremos mudar e fazer no ano novo, normalmente relacionados com a alimentação, prática de exercício físico, visitar o mundo, libertar a mente, sucesso no trabalho ou nos estudos, dando a sensação que agora é que vamos ser felizes. Preocupamo-nos de forma absurda com o futuro mesmo sabendo que é impossível adivinharmos o que nos vai acontecer mas, só é possível desconhecermos o dia de amanhã se não tivermos nada planeado. Se não estipularmos nenhum objecto para o dia seguinte, será um dia ao sabor da maré que poderia

ter sido aproveitado para algo que sempre quisemos fazer, poderia ter sido uma tarde no teatro que já não vamos há um longo tempo, uma manhã cujo pequeno-almoço tomámos na cama, uma noite de reunião entre amigos que têm saudades dos risos uns dos outros, um dia num país que nunca pensámos ir, um dia diferente de todos os outros. Planear todos os dias da nossa vida? Não, não foi isso que quis dizer. Ser espontâneo, ser ambicioso, não ter receio de almoçar mais tarde no fim-de-semana, não ter vergonha de ir para o aeroporto esperar por uma viagem de ida e volta no mesmo dia cujo custo é de dez euros para um país que nunca ouvimos falar, ser livre no caminho que escolhemos para voltar para casa, comprometermo-nos com os nossos desejos porque daqui a uns anos, em vez de dizermos aos nossos netos A avó, se fosse hoje, faria tanta coisa diferente!, diremos Tenta fazer tudo o que queres enquanto poderes tal como eu fiz e faço, pois a vida é para ser aproveitada a cada minuto e, não é fechado em casa a escrever uma lista de desejos universais, que nos enriquecemos como indivíduos!.

É difícil mudarmos os hábitos que há muito nos foram entranhando na pele e, mesmo que a vontade de mudar para melhor seja imensa, o esforço necessário assusta-nos e faz-nos recuar. Rita Alves

Ingredientes · 1 Kg de Farinha de Trigo · 500 g de Açúcar Amarelo · 6 Ovos · 1 Tablete de Chocolate de culinária · 1 Pacote pequeno de canela · Raspas de 1 limão · Margarina

Modo de confecção

Prova com a Eleva-te # Está na altura de saíres debaixo da manta, de te levantares do sofá e pôr mãos à obra, pois trazemos-te uma iguaria típica de Sesimbra, cuja história se resume assim... Começou por ser um remédio caseiro. Depois também serviu de alimento energético aos pescadores quando iam para o mar. Hoje faz sucesso em lojas gourmet e pastelarias do concelho.

Untar um tabuleiro com a margarina. Misturar com as mãos a farinha, o açúcar, o pacote de canela, as raspas do chocolate e do limão. Espalhar a massa no tabuleiro e fazer 6 buracos para depois colocar um ovo em cada um deles. Amassar devagar com as mãos. Levar ao forno bem quente durante mais ou menos 15 minutos. Tirar do forno e passados 5 minutos cortar aos quadradinhos. Guardar de preferência num saco de pano, para conservar durante mais tempo. Esta é uma das vantagens deste doce, a sua conservação!


7 saberes em 7 segundos O cavalo dorme em média 2,9 horas por dia enquanto um leão dorme 13,5 horas.

Próximas Actividades local: CIPA

O único parque nacional português, da Peneda-Gerês, foi criado há 43 anos. O bambu pode crescer até 1 metro por dia. A Nova Zelândia tem 39,5 milhões de ovelhas e apenas 4,4 milhões de pessoas. O Império Português foi o primeiro império global da história.

1 Mar | 15.00h

Workshop Árvores Notáveis da Quinta do Conde. Ponto de Encontro: Anfiteatro Parque da Vila 22 Mar | 12.30h

Repasto: Água, um recurso – Almoço vegetariano temático com tertúlia no âmbito do Dia mundial da Água e do Ano Europeu contra o Desperdício Alimentar. 2euros (tu + 1 amigo 3 euros) 22 Mar | 15.00h

As girafas e os seres humanos ostentam o mesmo número de vértebras no pescoço.

Assembleia Geral Ordinária 5 Abr | 15.00h

Jornal Arauto – vem conhecer-nos… 5 Abr | 16.00h

Incentivo a voluntários Gostas de escrever ou de fotografar? Gostavas de ser um repórter que descobre novas histórias e notícias imperdíveis? Tens algumas fotografias, trabalho da escola, poemas ou narrativas que gostarias de publicar? Eis a tua oportunidade! Envia-nos os teus textos para: arauto.elevate@gmail.com

Rodagem Filme: Temple Grandin – No âmbito do Dia Mundial de Consciencialização do Autismo Inscrições e informações: eleva.te.acc@gmail.com 9 Abr | 15.00 - 17.00h

Consultas de Aconselhamento Alimentar Marcações: juvsau.elevate@gmail.com

Arauto - o jornal da Eleva-te  

Edição de Março de 2014

Advertisement