Supercombo - Amianto (encarte)

Page 1

95

53

I

A

N

To

SU

PE

RC

OM

BO

Am

7


1. MATAGAL (BRECI1300063) É eu temo que sim, chegou um novo dia e agora é acordar, pisar com o pé esquerdo e cair no chão. Ligar pra ambulância e ficar feliz. E eu espero que não, a gente não precisa ir comemorar. Sentar em um boteco as 6 da manhã, jogar conversa pra quem não quer te ouvir. Eu gostava de quando era um bebê, não tinha que pensar e sempre tinha alguém ali pra me limpar. Eu sei que o mundo inteiro esta errado. (Eu sempre soube) Me deixa ter meu próprio universo. (Tudo invertido) (oditrevni oduT) Um Matagal no meio do oceano.


3. PILOTO AUTOMÁTICO (BRECI1300062) 2. CAMPO DE FORÇA (BRECI1300064) Penso em você, tento te ajudar mas seu campo de força não me deixa entrar. Para de esconder, se a ponta do iceberg já é maior do que o Everest. Imagina a raíz, e tudo o que tem por lá enterrado, soterrado embaixo do chão. Você faz coleção do que eu tento evitar. Você faz coleção. Você faz promoção do que eu quero me livrar. Você faz promocão até acabar. A felicidade é de quem não se importa de ligar o “F” pro mundo inteiro. Preservando a matriz, com todos os ZEROs e UMs empilhados, encranhados na programação. Você não deixa eu entrar. Você não precisa se fechar deixa eu te salvar. Você não precisa se fechar deixa eu entrar.

Eu nunca fiz questão de estar aqui. Muito menos participar. E ainda acho que o meu cotidiano vai me largar. Um dia eu vou morrer. Um dia eu chego lá. E eu sei que o piloto automático vai me levar. Eu devia sorrir mais abraçar meus pais. Viajar o mundo e socializar. Nunca reclamar, só agradecer. Tudo o que vier eu fiz por merecer. Fácil de falar, difícil fazer. Quase toda vez que eu vou dormir Não consigo relaxar Até parece que meus travesseiros pesam uma tonelada. Eu nunca fiz questão de existir. Não queria incomodar. Um dia eu acho um jeito de aparecer e você notar, piloto automático.


5. SOL DA MANHÃ (BRECI1300066) Como eu adoro esses fogos embelezando o céu. Eu quase me esqueço que você tá do meu lado. Exigindo atenção. Que hoje está em falta. Eu sou assim. Me distraio facilmente: ‘Olha lá o avião’ 4. MENINO (BRECI1300065) Menino foi pro mato brincar com os seus irmãos. Furou o pé, ralou a mão. Menino da cidade não sabe andar descalço. Não sabe respirar. De onde menino vem os carros levam as pessoas pra passear. O sol é cinza, o mar esgoto. Menino.. Sai desse corpo que não te penteia. O sol é cinza, o mar esgoto.

Enquanto você me espera no escuro, eu aproveito pra tomar um sol da manha. Sei que o clima ta tenso e eu to rindo. Não consigo evitar enxergar o que é bom As luzes refletem no seu rosto tirando a minha concentração. Enquanto você se alimenta de ódio. Me preparo pra juntar os teus pedaços. É sempre assim. Me distraio. Me distraio facilmente: ‘Olha lá o avião’ (não reclama eu preciso me espera eu preciso eu reclamo mas preciso de você)


6. O PESO DA CRUZ (BRECI1300067) Todos de pé podem sentar, não tem como fugir agora é só rezar. Bota pra fora, se salve por dentro, todos aqui já querem almoçar. Não sei se você já sabe, estão comentando por aí. Se é pra sair atirando coloca um silenciador. Sem provas nem testemunhas. A tua própria defesa não quis te ajudar. Acha mesmo que você é inocente com tanto karma pra pagar? Não sei se você já sabe, estão comentando por aí. Que você sai atirando e não usa silenciador. Com seus conselhos quebrados, o peso do mundo pesa ainda mais. Não sei se você já sabe, estão comentando por aí. Quando você abre a boca, as suas palavras causam dor. Com seus conselhos quebrados, o peso do mundo pesa ainda mais. Tire os joelhos do banco, erga seu corpo e não volte mais.


7. ELA (BRECI1300068) Sopro as velas como quem não quer ver apagar. Eu sempre soube muito bem aonde isso vai dar. Toda vez que ganho uma, perco duas. Toda vez ela me estica e me puxa. Ela vai me acorrentar na areia e esperar a razão me devorar. Quanto mais me afundo mais difícil de escapar. Nadar até a superficie e te alcançar. Eu não suporto esses balões e nem os ‘com quem será’. E eu nem conheço a maioria das pessoas.


9. SOLDADINHO (BRECI1300070) Lembro de quando eu era novo Planejava dominar o mundo com o pessoal da creche E mãe cortava meu cabelo Ignorava qualquer senso de estética que eu poderia vir a ter 8. FUNDO DO MAR (BRECI1300069) Ai mais uma pane no painel. Quem mandou abrir as escotilhas no fundo do mar. Só reclama quem não sabe esperar Fica a mercê de toda a pressão que te impede de ser teu oxigênio. Afundo com a tripulação sem fazer nada. Água nos meus pés. O sonar no dez, sem ouvir nada. Atiro os torpedos no que se mover no radar. Sempre finjo que o alarme não tocou só pra ninguém ver Que eu já me afoguei a muito tempo. Somos um eco do que imaginamos ser.

Não consigo dormir com tantos filmes passando Se eu fecho os olhos vejo infinitos momentos Sempre voltando no tempo e mudando o futuro Tentando me encaixar Não pensava em qualidade de vida Eu só queria sal, açúcar a aromatizantes Ei soldadinho, ta perdidinho O lance é inventar Fazer teu próprio rolimã Eu não preciso disso Alguém desliga os aparelhos e me ajuda a respirar Eu não preciso disso Alguém desliga os aparelhos e me ajuda a levantar Ei soldadinho, ta perdidinho O lance é inventar Fazer teu próprio rolimã Sempre voltando no tempo e mudando o futuro Ei soldadinho, ta perdidinho O lance é inventar, fazer teu próprio amanhã


11. AUTONOMIA (BRECI1300072) Vou começar a mentir. Fingir que tudo está suave e sorrir. Isso foi tema nas palestras semanais que tenho na minha cabeça. 10. MEMORIAL (BRECI1300071) Eu furei o vermelho e fui dormir. Larguei meu pé do freio. No asfalto eu consigo relaxar. Agora é tarde. O mundo inteiro girou e eu fiquei aqui. (Parado, suspenso) Me deu saudade de tudo o que eu não vivi. Mas quero que você viva aí. Assinei um contrato que eu não li. Me prendeu no passado, acho. Culpado é o tempo que passou. Ficou tão tarde que o mundo nem me viu passar.

Quero ser um anti-depressivo pra poder me medicar. Não depender de mais ninguém. Total autonomia sobre mim e demitir quem não me respeitar. Vou começar a mentir. Fingir que não bateu na trave e comemorar. Me salvar. Te salvar. Quero ser um anti-depressivo pra poder reconstruir meu teto e painel solar. Quero ser um anti-depressivo pra poder me medicar. Não depender de mais ninguém. Total autonomia sobre mim mandar embora quem não respeitar.


12. AMIANTO (BRECI1300073) Moça sai da sacada você é muito nova pra brincar de morrer. Me diz o que há. O que que a vida aprontou dessa vez. Venha, desce daí. Deixa eu te levar pra um café pra conversar. Te ouvir e tentar te convencer. Que a vida é como mãe que faz o jantar e obriga os filhos a comer os vegetais pois sabe o que faz bem. E a morte é como pai que bate na mãe e rouba os filhos do prazer de brincar como se não houvesse amanhã. Mas tudo bem, nem sempre estamos na melhor. Moço ninguém é de ferro somos programados pra cair.


FICHA TÉCNICA Produzido por Supercombo Gravado nos estúdios “Mega” e “Lua Nova” Mixado por Léo Ramos Masterizado por Ted Jensen (Sterling Sound NYC) Letras por Léo Ramos, Marcel Klaczko (Peso da Cruz, Sol da Manhã, Memorial e Ela) e Supercombo Músicas por Léo Ramos, Pedro Ramos, Carol Navarro, Paulo Vaz e Raul de Paula Arranjos por Léo Ramos e Supercombo Todas as obras foram editadas por Rega SUPERCOMBO É Léo Ramos: Voz e Guitarra Pedro Ramos: Guitarra e Voz Carol Navarro: Baixo e Voz Paulo Vaz: Teclado e Efeitos Raul de Paula: Bateria Projeto Gráfico por Juarez Tanure e Victor Rolim Fotografias por Eduardo Biermann ELEMESS Direção Geral: Thomas Roth Direção Artística: Thomas Roth, Marcos Passarini e Thiago Endrigo (TEJA) Planejamento, Marketing e Estratégia digital: Marcos Passarini A&R e Shows: Thiago Endrigo (TEJA), Kika Simões e Fábio Aguiar (Play Alternative) Direção de Arte: Juarez Tanure Departamento Comercial: Vagner Ali Sued, Larissa Valadão e Carol Navarro Jurídico e Clearence: Thiago Endrigo (TEJA) e Tácito Enrico (TEJA e TESA Soc. De Advogados) Produção executiva: Fábio Aguiar - Play Alternative Copyright 2014


SITE OFICIAL

supercomborock.com.br FACEBOOK

/supercombooficial YOUTUBE

CONTATO Elemess +55 11 5051.6979 contato@elemess.com.br www.elemess.com.br

/supercomborock