Page 38

Gozando Através da Tortura Leandro Nogueira Desprezando meus instintos. Seguindo à noite, em busca de uma vítima para profaná-la. Gozando até que ela seja pulverizada E atingir o orgasmo por meio de tortura Sinto uma dor tremenda na minha espinha Sinto-me paralisado, apenas controlo minha mente Amarrado à mesa, nu, meus órgãos genitais expostos Olhos arrancados, Boca amordaçada fechada, e abrindo-se para tentar gritar, um grito agonizante. O pavor bloqueia o meu escroto como se fosse um vício Sendo apertado com força, um sentimento de agonia, gritos silenciosos, acorrentado e obrigado, sem saber o meu destino. Sendo chupado, e arrastado por todo escuro e insondável cemitério, pedindo ajuda aos mortos, que simplesmente ignoram, com seus gemidos e olhos fechados. Destinado a ser mutilado, para que o sofrimento seja estimulado. A pele do meu pênis é totalmente retirada com uma lâmina de barbear. Ela começa a chupar todo meu sangue e gozando em cima do meu membro em carne viva. Ela rasga meu pênis com seus dentes, com os dentes, mastigando, mordendo Ela regurgita, eu estou coberto pelos meus pedaços sangrentos Sofrendo para sobreviver, de uma forma assexuada.

38

A Arte do Terror - Memento Mori  

Memento Mori – Lembre-se da Morte, é mais uma edição especial do projeto A Arte do Terror. Neste volume queremos homenagear o Dia dos Mortos...

A Arte do Terror - Memento Mori  

Memento Mori – Lembre-se da Morte, é mais uma edição especial do projeto A Arte do Terror. Neste volume queremos homenagear o Dia dos Mortos...

Advertisement