Page 86

qualquer coisa menos isso. Era o que Christian entendia por doçura e romantismo. Girei e ele estava olhando-me fixamente, como supunha, com uma expressão impenetrável. Avancei pela sala e me seguiu. As plumas tinham me intrigado. Decidi tocá-las. Era como um pequeno gato de noves rabos, porém mais grosso e com pequenas bolas de plástico nos extremos. — É um chicote de tiras. — Christian disse em voz baixa e doce. Um chicote de tiras... Nossa. Acredito que estou em estado de choque. Meu subconsciente sumiu, ficou mudo ou simplesmente morreu. Estou paralisada. Posso observar e assimilar, mas não articular o que sinto diante de tudo isso, porque estou em estado de choque. Qual é a reação adequada quando descobre que seu possível amante é um sádico ou um masoquista total? Medo... sim... essa parece ser a sensação principal. Agora percebo. Mas não dele. Não acredito que me machucaria. Bom, não sem meu consentimento. Várias perguntas nublaram minha mente. Por quê? Como? Quando? Com que frequência? Quem? Aproximei-me da cama e passei a mão por um dos postes. Era muito grosso e o talhe era impressionante. — Diga algo — Pediu Christian com um tom enganosamente doce. — Faz com as pessoas ou fazem com você? Franziu a boca, não sabia se divertido ou aliviado. — Pessoas? —Piscou um par de vezes, como se estivesse pensando o que responder. — Faço com mulheres que querem que o faça. Não entendo. — Se tem voluntárias dispostas a aceitá-lo, o que faço aqui? — Porque quero fazê-lo com você, desejo. — Oh. Fiquei com a boca aberta. Por quê? Fui para o outro canto do quarto, passei a mão pelo banco acolchoado, até a cintura e deslizei os dedos pelo couro. Gosta de machucar as mulheres. A ideia me deprimia. — É um sádico? — Sou um Amo. Seus olhos cinza ficaram abrasadores, intensos. — O que significa isso? — Perguntei com um sussurro. — Significa que quero que se renda a mim, em tudo, voluntariamente. Olhei com o cenho franzido, tentando assimilar a ideia. — Porque faria algo assim? — Para satisfazer-me. — Murmurou inclinando a cabeça. Vejo que esboçou o sorriso. Satisfazer-me! Quer que o satisfaça! Acho que fiquei com a boca aberta. Satisfazer Christian Grey. E nesse momento percebo que sim, que é

90

50 tons de cinza