Page 77

— Sente-se. E não toque em nada. — Ordenou-me e subiu por trás de mim. Fechou a porta. Alegrei-me que toda a zona ao redor estivesse iluminada, porque do contrário, nada se veria na cabine. Acomodei-me no assento que me indicou e ele se inclinou para mim para me atar o cinto de segurança. É um cinto de quatro pontos com todas as tiras se conectando a um fecho central. Apertou tanto as duas tiras superiores, que eu não podia me mover. Ele estava tão próximo a mim, muito concentrado no que fazia. Se pudesse me inclinar um pouco para frente, afundaria o nariz em seu cabelo. Cheirava a limpo, fresco, divino, mas eu estava firmemente atada ao assento e não podia me mover. Levantou o olhar para mim e sorriu, como se lhe divertisse essa brincadeira que apenas ele entendesse. Seus olhos brilharam. Estava tentadoramente perto. Contive a respiração enquanto me aperta uma das tiras superiores. — Está segura. Não pode escapar. — Sussurrou-me. — Respira, Anastásia. — Acrescentou em tom doce. Aproximou-se, acariciou meu rosto, correndo os dedos longos até meu queixo, que pegou entre o polegar e o indicador. Inclinou-se para frente e me deu um rápido e casto beijo. Fiquei impactada, me revolvendo por dentro ante o excitante e inesperado contato de seus lábios. — Eu gosto deste cinto. — Sussurrou-me. O que? Acomodou-se ao meu lado, atou-se ao seu assento e em seguida começou um processo de verificar medidores, virar interruptores e apertar botões do enorme gama de marcadores, luzes e botões na minha frente. Pequenas esferas piscaram luzinhas, e todo o painel de comando estava iluminado. — Ponha os fones de ouvido — Disse-me apontando uns fones na minha frente. Coloquei-os e o motor começou a girar. Era ensurdecedor. Ele também colocou os fones e seguiu movendo as alavancas. — Estou fazendo todas as comprovações prévias ao vôo. Ouvi a imaterial voz de Christian pelos fones. Virou-se para mim e sorriu. — Sabe o que faz? — Perguntei-lhe. Voltou-se para mim e sorriu. — Fui piloto por quatro anos, Anastásia. Está a salvo comigo. — Disse sorrindo-me de orelha a orelha. — Bom, ao menos enquanto estivermos voando. — Acrescentou com uma piscadela. Piscando... Christian! — Pronta? Concordei com os olhos muito abertos. 81

50 tons de cinza  
Advertisement