Page 7

em uma cadeira na biblioteca do campus. Não sentada se contorcendo nervosamente em um colossal edifício de vidro e pedra. Eu reviro meus olhos para mim mesma. Mantenha o controle, Steele. A julgar pelo edifício, que é muito clínico e moderno, eu imagino que Grey está em seus quarenta: em forma, bronzeado, e de cabelos loiros para combinar com o resto do pessoal. Outra elegante, impecavelmente vestida loira sai de uma grande porta à direita. O que é isso tudo com as loiras imaculadas? É como Stepford5 aqui. Respirando fundo, eu me levanto. — Senhorita Steele? — A mais recente loira pergunta. — Sim, — eu coaxo, e clareio minha garganta. — Sim. — Agora, isto soou mais confiante. — O Sr. Grey irá recebê-la em um momento. Eu posso pegar seu casaco? — Oh, por favor. — Eu luto para tirar a jaqueta. — Já foi oferecido a você alguma bebida? — Hum, não. — Oh Deus, a Loira Número Um está em problemas? A Loira Número Dois franziu o cenho e olhou a jovem na escrivaninha. — Você gostaria de um chá, café, água? — Ela pergunta, voltando sua atenção para mim. — Um copo de água. Obrigada, — eu murmuro. — Olivia, por favor, vá buscar para Senhorita Steele um copo de água. — A voz dela é grave. Olivia foge imediatamente e se apressa para uma porta no outro lado do saguão. — Minhas desculpas, Senhorita Steele, Olivia é nossa nova estagiária. Por favor, sente-se. O Sr. Grey levará mais cinco minutos. Olivia retorna com um copo de água gelada. — Aqui está, Senhorita Steele. — Obrigada. A Loira Número Dois marcha para a grande escrivaninha, seus saltos clicando e ecoando no chão de arenito. Ela se senta, e ambas continuam seu trabalho. Talvez o Sr. Grey insista que todos os seus empregados sejam loiros. Eu me pergunto ociosamente se isto é legal, quando a porta do escritório abre e um alto, elegantemente vestido, atraente homem Afro-Americano com curtos dreads sai. Eu definitivamente vesti as roupas erradas. Ele se vira e diz pela porta. — Golfe, esta semana, Grey. 5

The Stepford Wives (Mulheres Perfeitas ou As Possuídas, disponível no mercado literário brasileiro com ambos os

títulos) é um romance de 1972 escrito por Ira Levin, baseados no qual foram lançados dois filmes homônimos: em 1975 e em 2004.

11

50 tons de cinza  
50 tons de cinza  
Advertisement