Page 67

— Sim. Tenho um helicóptero. Olho para ele boquiaberta. Segunda entrevista com o misterioso Christian Grey. De um café a um passeio em helicóptero. Uau. — Iremos a Seattle de helicóptero? — Sim. — Por quê? Ele sorri perversamente. — Porque posso. Termine o café da manhã. Como vou comer agora? Vou a Seattle de helicóptero com Christian Grey. E quer me morder o lábio... Estremeço só de pensar. — Coma, — ele diz bruscamente. — Anastásia, não suporto jogar comida fora... Coma. — Não posso comer tudo isto, — digo olhando o que ficou na mesa. — Coma o que há em seu prato. Se ontem tivesse comido como devido, não estaria aqui e eu não teria que mostrar minhas cartas tão cedo. Aperta os lábios. Parece zangado. Franzo o cenho e miro a comida que há em meu prato, já fria. Estou muito nervosa para comer, Christian. Você não entende? Explica meu subconsciente. Mas sou muito covarde para dizê-lo em voz alta, sobretudo, quando parece tão áspero. Mmm... como um menino pequeno. A ideia me parece divertida. — O que parece tão engraçado? — pergunta-me. Como não me atrevo a dizer-lhe, não levanto os olhos do prato. Enquanto eu como a última parte da panqueca, elevo o olhar. Observa-me com olhos escrutinadores. — Boa garota. Levar-te-ei para casa assim que tenha secado o cabelo. Não quero que fique doente. Suas palavras têm um pouco de promessa implícita. O que quer dizer? Levanto-me da mesa. Por um segundo me pergunto se deveria lhe pedir permissão, mas descarto a ideia. Parece-me que abriria um precedente perigoso. Dirijo-me a seu quarto, mas uma ideia me detém. — Onde dormiu? Viro-me para olhá-lo. Está ainda sentado à mesa de jantar. Não vejo mantas nem lençóis pela sala. Possivelmente já os tenha recolhido. — Em minha cama, — responde-me, de novo, com olhar impassível. — OH. —Sim, para mim também foi uma novidade, — Ele diz sorrindo. — Dormir com uma mulher... sem sexo. — Sim, "sexo", — digo e ruborizo, é obvio. —Não, — responde-me movendo a cabeça e franzindo o cenho, como se acabasse de recordar algo desagradável. — Sinceramente, só dormir com uma mulher. Agarra o jornal e segue lendo. 71

50 tons de cinza