Page 277

corpo. Em seu segundo circuito, ele de repente sacode o chicote e bate no meu traseiro… contra meu sexo. Eu clamo de surpresa, enquanto todas as minhas terminações nervosas ficaram em alerta. Eu puxo contra as restrições. O choque corre através de mim, com o mais doce e mais estranho sentimento de prazer. — Quieta, — ele sussurra enquanto caminha ao redor de mim novamente, o chicote ligeiramente mais alto, em torno do meio de meu corpo. Desta vez, quando ele sacode isso contra mim, no mesmo lugar, eu estou antecipando-o… oh meu Deus. Meu corpo convulsiona na mordida doce do ardor. Enquanto ele faz seu caminho em torno de mim, ele sacode novamente, desta vez batendo em meu mamilo, e eu jogo minha cabeça para trás, enquanto as terminações nervosas cantam. Ele bate de novo… um breve, rápido, doce castigo. Meus mamilos endurecem e alongam com o ataque, eu ruidosamente gemo, puxando meus punhos de couro. — Isso parece bom? — Ele respira. — Sim. Ele me bate novamente entre as nádegas. Desta vez me dói. — Sim o que? — Sim, Senhor, — eu choramingo. Ele dá uma parada… mas eu não posso mais vê-lo. Meus olhos estão fechados enquanto eu tento absorver a miríade de sensações que circulam pelo meu corpo. Muito lentamente, ele chove pequenas lambidas do chicote abaixo, na minha barriga, indo para o sul. Eu sei onde isto está levando, e tento preparar-me para isso, mas quando ele bateu em meu clitóris, eu ruidosamente clamo. — Oh… por favor! — Eu gemo. — Quieta, — ele ordena e bate novamente em meu traseiro. Eu não esperava que isso fosse assim… eu estou perdida. Perdida em um mar de sensações. E, de repente, ele está arrastando o chicote contra meu sexo, pelos meus pêlos pubianos, até a entrada da minha vagina. — Veja como você está molhada, Anastásia. Abra seus olhos e sua boca. Eu faço como ele ordena, completamente seduzida. Ele empurra a ponta do chicote em minha boca, como no meu sonho. Puta merda. — Sinta o seu sabor. Chupe. Chupe duro, bebê. Minha boca se fecha em torno do chicote, enquanto fixo os meus olhos nos dele. Eu posso saborear o couro rico e o salinidade de minha excitação. Seus olhos estão ardendo. Ele está em seu elemento. Ele puxa a ponta de minha boca, enquanto fica na minha frente e me agarra e me beija duramente, sua língua invadindo minha boca. Envolvendo seus braços ao redor mim, ele me puxa contra ele. Seu peito esmaga o meu,

281

50 tons de cinza