Page 1

FERVO Cult

D esenvolvimento

Guy Bourdin Jr. Duran Robert Capa Bob Wolfenson


FERVO Cult


FERVO Cult

REFERÊNCIAS I. Imagem: Revista Vouge Fonte: MSN - http://msn.lilianpacce.com.br/portfolio/guy-bourdin-portfolio/ II. Imagem: Revista Vouge Fonte: Catraca Livre - http://catracalivre.folha.uol.com.br/2009/08/fotos-da-moda/ III. Imagem: Cauã Reymond -18ª edição da Revista Poder Fonte: Wikipedia - http://pt.wikipedia.org/wiki/Jr._duran IV. Imagem: Soldado II Guerra Mundial Fonte: Wikipedia - http://pt.wikipedia.org/wiki/Robert_Capa V. Imagem: Vouge Brasil Fonte: http://www.welovemodels.com/?p=28567

3


GUY BOURDIN: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER

4

FERVO Cult

Ele influencia no- páginas da revista com Message For You” (somes como David seu imaginário pra lá de bre o universo criativo LaChapelle, Nick erótico. do artista e sua parceKnight e David Lynch. As páginas pra Bour- ria profissional com a Até Madonna se ren- din eram duplas, rec- modelo Nicolle Meyer, deu a sua linguagem headas de sexualidade também autora da pube foi processada pelo e violência, fugindo do licação) – a singulariherdeiro Samuel por óbvio nas cenas cotidi- dade do trabalho dele copiar fotos do pai anas. Como desenhista, está “na composição, em seu clipe “Holcores, jogo de real e lywood”, de 2004. mistério e sur“Enquanto to- irreal, Contemporâneo realismo: “Enquanto de Helmut New- dos os anúncios todos os anúncios ton, Guy Bourdin é são iguais, ele explosão iguais, ele menos pop que o cora o olhar através de lega mas muito mais explora o olhar uma fechadura”. cult. O fotógrafo e Guy Bourdin se ilustrador francês através de uma tornou referência em nasceu em 1928, publicidade através fechadura”. em Paris, e foi abandos anúncios da mardonado pela mãe um ca de sapatos Charles ano depois. Viveu no tinha total liberdade Jourdan, pra quem Senegal, recrutado pelo para criar. Pensava ex- contribuiu durante 14 exército francês, onde atamente no peso de anos. Sua identidade é começou a ter aulas de cada elemento e fazia tão forte que é imposfotografia. Voltando a inúmeros rascunhos an- sível alguém ter passado Paris, virou pupilo de tes de fotografar. pelos anos 70 sem noninguém menos do que Sara Shelly Ver- tar suas campanhas. Man Ray e logo foi es- thime, especialista no calado pela “Vogue“ artista – e uma das francesa para rechear as autoras do livro “A

Surrealismo: Registrado com luz Surrealismo registrado com luz Bourdin passou boa parte de sua juventude vivendo o pós-guerra em Paris. Em 1954, entrou para a Vogue francesa, onde trabalhou por mais de 30 anos. Nos anos 1970, o fotógrafo já aparecia nas páginas das principais revistas de

moda do mundo. Trabalhou também para a Harper´s Bazaar e fotografou campanhas publicitárias para as marcas Chanel, Issey Miyake, Emanuel Ungaro, Gianni Versace, Loewe, Pentax e para a loja de departamentos Bloomingdale´s.


5

FERV Cul


6 FERVO Cult


7

FERVO Cult


FERVO Cult

Projeto  

Projeto experimental - texte

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you