Page 1

s da edu o s r u c e r r a ir t o é hora de ã n e u q o it d e r “Ac

cação”

PRESTAÇÃO DE CONTAS II Vitoria-ES. nº2. Ano 2. Vigência parlamentar 2017/2020

E

vereador.robertomartins@vitoria.es.leg.br

m respeito aos nossos eleitores e cidadãos de Vitória/ES, apresento um resumo das principais ações que realizamos ao longo do primeiro ano de mandato. Nossa meta foi fiscalizar o Executivo e atuar para valorização da categoria dos professores; além de desenvolver projetos importantes que contemplavam a redução do desperdício de recursos públicos. Este é o caminho para uma nova política. @robertomartinsvereador

Não adianta culpar as crianças que brincam nos telhados

208 proposições apresentadas

Projeto de lei proibe doadores de campanha em cargos no Executivo municipal

“A preocupação com a administração da vida parece distanciar o ser humano da reflexão moral” - Zygmunt Bauman


EDITORIAL

Por uma nova política

2N

UM ANO de mandato!

ova Política é não aceitar o inchaço da máquina pública com cargos comissionados; é não permitir que doadores de campanhas possam usufruir do erário público; é fiscalizar o uso excessivo de recursos públicos feito pelo Executivo junto à publicidade e marketing. Dentro de nossas ações destacamos a valorização dos professores, pois há um descumprimento do Plano de Carreira e as visitas às escolas (20 ao longo do primeiro ano de mandato) já que soubemos que parte delas encontram-se sucateadas, mesmo com o prefeito insistindo em atacar nossas visitas às escolas como uma perseguição pessoal. Zelamos pelo bem público e queremos uma cidade onde todos possam gozar da qualidade de vida tão anunciada pelo marketing do Executivo. A Nova Política fecha as torneiras do desperdício. Signifca defender o direito de fala do outro, tendo uma postura mais combativa, não permitir a espetacularização da política, enfim, defender a democracia participativa. “Eu estou político. Não sou um político profissional, mas não descolo do meu sujeito político”; é com consciência que sigo cobrando mais dignidade no uso de nosso cargo político. A todos e todas, um excelente 2018!

1

2

3

1. Reunião sobre passe escolar para responsáveis de estudantes do ensino infantil. 2. Participando do protesto em defesa da pessoa com deficiência. 3. Sessão solene sobre educação. 4. “A César o que é de César” - mais tempo para liberação de alvará. 5. Dialogando com os professores da EMEF Éber Louzada Zippinotti.

4

5

Av. Marechal Mascarenhas de Moraes, 1788, Sala 603. Bento Ferreira, Vitória/ES. Cep: 29.129-180.

Vigência parlamentar 2017/2020 TIRAGEM: 3 mil GRÁFICA: Formar. CHEFE DE GABINETE: Lilia Barros Redação e edição: Rafael Ribeiro MTB/ES 1520.

ASSESSORES: Ana Lúcia Caetano, Ana Maria Machado, Arthur Lopes Vieira, Camillo Neves, Maria Elvira Bazet, Thaís Caetano. Tem alguma sugestão, ligue para nós: 3334-4530/ (27) 99942-7400 Fotos: Arquivo AsCom Roberto Martins, AsCom CMV, Primelan Tecnologia.

@robertomartinsvereador


*PL 177/2017 torna possível a mudança de denominação de vias públicas mediante consulta popular, quando a questão envolver interesses difusos de toda a Municipalidade. PL 82/2017 veda a denominação de bens públicos com nomes de pessoas que tenham praticado ou sido historicamente consideradas como participantes de atos de lesa-humanidade e de violação de direitos humanos, bem como atos de improbidade administtrativa e de corrupção; estabelece a preferência a nomes de educadores e de pessoas que tenham biografia exemplar para a denominação de estabelecimentos de ensino público.

*PR 24/2017 cria as comendas Educador Edgar Morin, historiador Eric Hobsbawm e Pensador contemporâneo Zygmunt Bauman ou Pensador contemporâneo Boaventura de Souza Santos. PL 210/2017 insere os alunos da educação infantil no rol de titulares do direito ao passe escolar e destina o uso da meia passagem aos responsáveis que acompanham os alunos até as escolas, haja vista a Lei Orgânica do município de Vitória já garantir a meia passagem aos estudantes do infantil. * PL - Projeto de lei * PR - Projeto de resolução

PR 22/2017 altera dispositivos do Regimento Interno referente ao dever de pôr-se de pé na instalação da legislatura e na abertura das sessões ordinárias, subsitituindo-o pelo dever de colocar-se em posição de respeito.

PLENÁRIO

projetos aprovados por unanimidade

3


ENTREVISTA

4

P

ensando em termos de nova política, o vereador tem de ter a marca da independência. Nós, às vezes, pensamos que o papel principal do vereador é legislar. Legislar é importante, mas na verdade o principal é fiscalizar. E não se fiscaliza sem autonomia. O vereador não pode depender de cargos do executivo ou de quaisquer favores que o impeçam de exercer

mantendo nossa eficiência e autonomia perante o Executivo. “Primamos pela redução do desperdício público”. Achamos que devemos gastar apenas o que é necessário, com eficiência. “Primamos pela austeridade consciente”. Qual a real situação das escolas e creches do município de Vitória? Nós temos feito uma blitz nas escolas. Foram 20 desde

diz no marketing. Mas foi anunciado pelo prefeito que servidores receberão recomposição salarial. Mais um lance de marketing. Na realidade, o prefeito dará uma recomposição inflacionária de 3% referente ao ano de 2017. Só que ele não recompõe as percas salariais desde 2014. O correto é afirmar que ele irá repor a partir de 2014 uma

O QUE PENSA O PROFESSOR? com plena autonomia seu papel de fiscalizador. O senhor nos dá um exemplo? Não temos nenhum cargo na estrutura da prefeitura (Executivo). Também não temos cargos na estrutura da Câmara Municpal; nem estagiário nós temos. O que temos são assessores. Temos direito a quinze, mas utilizamos apenas oito

o início de nosso mandato. Temos nos deparado com escolas antigas depredadas e com escolas novas que apresentam problemas estruturais de projeto, ou seja, uma situação muito ruim em termos físicos. Além disso, encontramos professores desanimados por não terem um reajuste desde 2014 e tudo isso cria um clima de educação desfavorável, ao contrário do que se

parte da perda inflacionária. Mas, ele joga para 2017. Assim, dá a impressão de que tudo estaria acertado.

“eu não sou um político de carreira”. Qual a sua visão de democracia? Eu entendo que a democracia moderna está em crise.


de ditadores? Temos a lei 9183/2017, de minha autoria, já em vigor, que determina que se nomeie as escolas com nomes de educadores e não mais de violadores dos direitos humanos ou condenados por corrupção. Quais as dificuldades encontradas no início de mandato até agora? Quando você entra neste meio político, praticando

lutamos; para melhorar. Nosso compromisso não é com os interesses dos mandatários e sim com a população. Os governantes é que devem se subordinar ao interesse público e não o contrário. Fale um pouco de sua profissão? Hoje eu estou exercendo a função de vereador, mas eu não sou um político de carreira. Eu sou Professor

“Pelo direito ao plebiscito, pela educação, pelo direito de ouvir o outro - EU VOTO SIM”.

É o caso do PL 82/2017 que versa sobre o plebiscito – que permite que a população, através do plebiscito, modifique o nome de logradouros públicos quando entender que se envolva tema relacionado a direitos humanos, o que interessaria a toda coletividade da cidade e não só aos moradores de uma determinada rua. E as escolas com nomes

uma política diferenciada, você sofre todo tipo de pressão. Existem PL’s que tramitam propositalmente de forma mais lenta, indicações que sequer são respondidas. Mas isso não nos desanima. Através das mídias, das publicações nas redes sociais, muitas vezes o Executivo se vê constrangido, e acaba cumprindo uma agenda positiva para a cidade. Por isso,

e essa é minha profissão, que eu sigo exercendo há 30 anos. Durante as manhãs, eu leciono história em uma escola de Vitória; confesso ser inclusive um momento de terapia. É um tempo de relaxamento para me afastar um pouco deste ambiente conturbado que é a política - aquele em que estou em sala de aula, o espaço que melhor me define.

ENTREVISTA

Esse modelo de democracia representativa, herdado das revoluções liberais, está defasado. Cada vez mais o mundo necessita ampliar a participação do povo. Nesse sentido, qualquer instrumento que permita ao povo decidir diretamente sobre seus representantes, favorece o fortalecimento e o crescimento da democracia. Sendo assim, nós apresentamos projetos para ampliar a democracia participativa.

5


GABINETE

6 Uma economia de recursos e pessoal

De 15 vagas para assessores, contratamos apenas 8. Equipe enxuta, técnica e profissional, dá conta do recado com alegria e disposição.

PROPOSIÇÕES APRESENTADAS

FREQUÊNCIA EM PLENÁRIO

Frequência em Plenário Projeto de Lei (14) Projeto de Resolução (11) Moção (2) * Presente Requerimento (28) 2017 (126) Indicação (66) Voto de Louvor (33) Requerimento de Informa- * Falta Justificada 2017 (2) ção (21) Tribuna Livre (6) Justificativa de Ausência (2) * Total de sessões Sessão Solene (13) 2017 (128) Audiência Pública (12)


AÇÕES

1

7

Blitz Parque Moscoso (1, 2) Calçada cidadã (3, 4) Indicação melhoria Praça Dr. Athaíde (5) Regularização Fundiária (6) SOMOS CONTRA

(7) Emenda à Lei Orgânica que transfere recursos da educação para a segurança

2

3

4

5 6

@robertomartinsvereador

7


MĂ?DIA

8

r

o veread

martins

rto @robe

Informativo 2ªed  

Informativo 2ª edição Gabinete Vereador Roberto Martins Vitória, ES

Informativo 2ªed  

Informativo 2ª edição Gabinete Vereador Roberto Martins Vitória, ES

Advertisement