Page 1

Sistema de Informações da Mobilidade Urbana

Relatório Geral 2010

Novembro/2011


1

Sumário executivo .................................................................. 3

2

Mobilidade ............................................................................. 31

3

4

2.1

Valores para Brasil (municípios acima de 60 mil habitantes) ............. 31

2.2

Valores por faixa de população .......................................................... 34

2.3

Análise especial - quantidade de deslocamentos .............................. 54

Consumos .............................................................................. 57 3.1

Distâncias percorridas pelas pessoas ................................................ 57

3.2

Tempo ................................................................................................ 60

3.3

Energia............................................................................................... 64

3.4

Combustível ....................................................................................... 67

Externalidades ....................................................................... 69 4.1

5

6

7

8

Poluição ............................................................................................. 69

Custos .................................................................................... 79 5.1

Custos da Mobilidade......................................................................... 79

5.2

Custos das externalidades ................................................................. 83

5.3

Custos totais ...................................................................................... 89

5.4

Patrimônio .......................................................................................... 95

Transporte Público ................................................................ 99 6.1

Transporte Coletivo ............................................................................ 99

6.2

Táxi .................................................................................................. 115

Trânsito ................................................................................ 117 7.1

Recursos humanos .......................................................................... 117

7.2

Interseções semafóricas .................................................................. 119

7.3

Extensão viária ................................................................................ 121

7.4

Frota Total ........................................................................................ 123

Parâmetros utilizados para 2010 ........................................ 126

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

2


1 Sumário executivo Dados sócio-econômicos O conjunto de municípios que integram o sistema de informações da mobilidade da ANTP tem as seguintes características sócio-econômicas: Tabela 1 – Municípios que integram o sistema de informações, dados sócio-econômicos – 2010 Informação

Quantidade

Participação no país (%)

1

438

12

2

População (milhões)

122

64

3

15

Municípios

Empregos (milhões) Renda média mensal do 4 chefe de família (R$) 5

Matrículas (milhões) 6

Veículos (milhões)

1.359 30

66

30

60

Para efeito de diversas análises ao longo do presente relatório, os municípios do universo em estudo foram agregados por faixa de população. Os gráficos a seguir mostram a participação destas agregações nas variáveis sócioeconômicas.

1

O número de municípios com mais de 60 mil habitantes em 2010 era 501. Neste relatório foi utilizado o número verificado em 2003, igual a 438, para permitir comparações entre os oito anos de análise feitas pelo sistema de informação (2003 a 2010) até o momento. Fonte: FIBGE. 2 Fonte: FIBGE. 3 Considerados apenas empregos na indústria e comércio. Fonte: RAIS – Ministério do Trabalho e PME – Pesquisa Mensal de Emprego – FIBGE. 4 A partir do dado do Censo 2000 da FIBGE, atualizado com taxas obtidas na PME – Pesquisa Mensal de Emprego – FIBGE. 5 Consideradas as matrículas nos ensinos Fundamental, Médio e Superior. Fonte: INEP – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – Censo Escolar – Ministério da Educação. 6 Considerando automóvel, utilitário, caminhoneta, ônibus, microônibus, motocicleta e motoneta, classificação e dados provenientes do DENATRAN – Departamento Nacional de Trânsito – Ministério das Cidades. Foi aplicado um fator redutor da frota oficial do DENATRAN, elaborado pela ANTP, considerando que parte da frota registrada provavelmente não opera mais. Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

3


Gráfico 1 – Dados sócio-econômicos por faixa de população – 2010

100%

9%

10%

24%

24%

90% 80%

6% 18%

70%

16%

60%

19%

19%

13%

50% 14%

14%

35%

34%

População

Matrículas

40% 30%

46%

20% 10% 0%

>1 Milhão

500-1.000 mil

250-500 mil

Empregos 100-250 mil

60-100 mil

Gráfico 2 – Renda mensal média do chefe do domicílio por faixa de população – 2010

1.800

1,60 1,34 1,40

1.600 1.400

0,94

1,00 0,91

1,00

1.200 1.000

1,20

0,75

0,80

0,64

800

0,60

600 0,40 400 0,20

200 -

Relação com média do universo analisado

Renda mensal média do chefe do domicílio

2.000

>1 Milhão 500-1.000 mil 250-500 mil 100-250 mil

60-100 mil

Total geral

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

4


Mobilidade A população dos municípios com mais de 60 mil habitantes fizeram, em 2010, 59,5 bilhões de viagens (classificadas segundo o modo principal – para deslocamentos totais ver item a seguir). Isto corresponde a cerca de 200 milhões de viagens por dia. As viagens a pé e em bicicleta foram a maioria (24,1 bilhões), seguidas pelo transporte individual motorizado – autos e motocicletas (18,1 bilhões) e pelo transporte coletivo (17,3 bilhões) (gráfico a seguir). Gráfico 3 – Viagens por ano, por modo principal (bilhões de viagens) – 2010 30,0

24,1

Bilhões de viagens/ano

25,0

Total = 59,5 bilhões de viagens/ano

22,2

20,0 18,1

17,3 16,1 15,0 12,3 10,0

5,0 2,9

2,2

1,9

1,9

0,0 Municipal

Metropolitano

Trilhos

TC

Auto

Moto

TI

Bicicleta

A pé

TNM

Este número de viagens corresponde a uma mobilidade média de 1,62 viagens por habitante por dia. Quando esta mobilidade é estimada por porte dos municípios, observa-se uma grande variação: ela cai de 2,49 nas cidades com mais de 1 milhão de habitantes para 0,86 nas cidades entre 60 e 100 mil habitantes, conforme mostrado no gráfico a seguir.

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

5


Gráfico 4 – Mobilidade por habitante, por porte da cidade e modo – 2010 3,00

Viagem/habitante/dia

2,50

2,00

2,49

0,82 0,02

1,65

1,62

0,05

1,50

0,67

0,70

0,04

1,00

0,05

0,86 0,05

0,44

0,32 0,22

0,37

TC

500-1.000 mil Auto

0,11

0,06

0,14

0,06

0,27

0,18

0,17

250-500 mil

100-250 mil

60-100 mil

>1 Milhão

0,05 0,44

0,37

0,08

0,05

0,90

0,05

0,97 0,48

0,52 0,50

0,60

1,17

Moto

Bicicleta

0,47

Total geral A Pé

Divisão Modal A maior parte das viagens foi realizada a pé e por bicicleta (40,5%), seguidos dos meios de transporte individual motorizado (30,3%) e do transporte público (29,1%). Quando as viagens são classificadas por porte dos municípios, percebe-se que a participação do transporte público gira em torno de 20%, à exceção das cidades acima de 1 milhão de habitantes, nas quais ela atinge 36%. A participação dos autos é maior nas cidades entre 500 mil e 1 milhão de habitantes (31%), decrescendo com a diminuição da população. As viagens a pé são sempre dominantes, mas na maioria das vezes têm sua participação diminuída à medida que aumenta a população. Tanto as viagens de moto como as viagens de bicicleta aumentam significativamente nos municípios menores. Do ponto de vista da relação entre transporte não motorizado e transporte motorizado, vê-se que o primeiro é dominante (mais de 50% das viagens) nas cidades com população entre 60 e 100 mil habitantes.

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

6


Gráfico 5 – Divisão modal – 2010

A Pé 37,3%

TC 29,1%

Bicicleta 3,2% Moto 3,2%

Municipal 20,6% Metropolitano 4,8% Trilhos 3,7%

Auto 27,1%

Gráfico 6 – Divisão modal por porte de município – 2010 100% 90% 33% 80%

41%

70%

41%

43%

8%

13%

1% 2%

60%

2% 3%

50%

45%

28%

5% 4%

6% 40%

31%

7% 27% 22%

30% 20%

17%

36%

10%

23%

23%

500-1.000 mil

250-500 mil

19%

20%

100-250 mil

60-100 mil

0% >1 Milhão

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

7


Análise especial: deslocamentos feitos pelas pessoas Quando as viagens das pessoas classificadas por modo principal são decompostas em trechos de modos diferentes (por exemplo, o trecho andado a pé para chegar ao ônibus ou para mudar do ônibus para o metrô), obtém-se o número de deslocamentos feitos por elas, que é evidentemente maior do que o número de viagens. O gráfico a seguir mostra que as pessoas fazem 94,2 bilhões de deslocamentos por ano, valor cerca de 63% maior do que o valor das viagens classificadas por modo principal. O valor dos deslocamentos é muito útil para estudar com mais precisão, por exemplo, a exposição dos pedestres aos riscos do trânsito. Gráfico 7 – Comparação entre viagens por modo principal e total de deslocamentos feitos pelas pessoas – 2010

100,0

94,2

Bilhões de deslocamentos/ano

90,0 80,0 70,0 58,8

59,5

60,0 50,0

24,1

40,0 30,0

18,1

18,1

17,3

17,3

Viagens

Deslocamentos

20,0 10,0 -

Coletivo

Individual

Não Motorizado

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

8


Equipamentos usados na mobilidade As cidades com mais de 60 mil habitantes têm uma infra-estrutura viária estimada em 336 mil km, uma frota de 30 milhões de veículos e 32 mil semáforos instalados, conforme apontado na tabela a seguir. Tabela 2 – Equipamentos usados na mobilidade – 2010 Equipamentos de mobilidade

Quantidade

Índice/habitante

Vias (extensão em km) Veículos Interseções semaforizadas

335.549 30.406.074 32.227

2,7 km/mil hab. 0,2 veíc/hab. 0,3 sem/mil hab.

Recursos humanos usados na mobilidade A operação do transporte público coletivo é feita por 544 mil profissionais, ao passo que a gestão do trânsito é feita por 81 mil profissionais (tabela a seguir). Na operação dos táxis são estimados 185 mil condutores. Desta forma, para o ano de 2010 são estimados 809 mil empregos diretos na mobilidade urbana. Tabela 3 – Recursos humanos utilizados na mobilidade – 2010 Setor de atividade

Pessoas

Operação do transporte público Ônibus municipais Ônibus intermunicipais Ferrovias e metrôs Sub-total do transporte público

393.867 124.590 25.299 543.756

Operação dos táxis 8 Gestão do trânsito Total geral

7

184.922 80.810 809.488

7

Igual ao número estimado de táxis. Há táxis operados em turnos por mais de uma pessoa, fator que não foi considerado aqui. 8 Planejamento, engenharia, operação, fiscalização. Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

9


Distâncias percorridas pelas pessoas As pessoas percorrem 410 bilhões de quilômetros por ano (cerca de 1,36 bilhões por dia), usando várias formas de deslocamento. A maior parte das distâncias é percorrida nos veículos de transporte público (57,6%), seguido pelos automóveis, nos quais as pessoas percorrem 31,3% das distâncias (gráfico a seguir). Este é mais um dado que mostra que a população urbana brasileira (municípios com mais de 60 mil habitantes) já é dependente de meios motorizados de transporte para realizar a maioria das suas atividades. Quando são analisadas as distâncias percorridas por habitante, por porte de município, verifica-se que as distâncias aumentam de 3,0 km nos municípios entre 60 e 100 mil habitantes para 22,3 km nos municípios com mais de 1 milhão de habitantes. O maior acréscimo quantitativo ocorre nas distâncias percorridas nos veículos de transporte público. É importante salientar que nem todas as pessoas se deslocam e muitas o fazem algumas vezes por mês, portanto estes dados médios por habitante são menores do que os dados que corresponderiam apenas às pessoas que se deslocam regularmente. Gráfico 8 – Distâncias percorridas pelas pessoas, por modo – 2010 250

236 Total = 410 bilhões de km/ano

143

142

150

128

100 66 50

27

31

22

15

9

TN M

pé A

Bi

cic l

et a

TI

ot o M

Au to

TC

Tr ilh os

M

et ro po lita no

un ic

ip al

-

M

Bilhões de km/ano

200

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

10


Gráfico 9 – Distância percorrida pelas pessoas, por modo e porte do município – 2010 25,0 22,3 0,9 20,0

km/habitante/dia

7,1 15,0 11,1

9,5

10,0

0,9 14,3

4,8

3,9 5,3

5,0 2,1 3,8

0,7

500-1.000 mil Coletivo

3,5

2,5 250-500 mil

100-250 mil

Individual

3,0

0,8

1,3 1,4

>1 Milhão

0,8

0,9

0,9

6,4

1,3

60-100 mil

Sistema

Não motorizado

O gráfico a seguir mostra a estimativa da distância média de viagem percorrida na mobilidade urbana, por modo agregado e por faixa de população. Desta forma, no total (ponderado) do universo analisado, a distância média de viagem é de sete quilômetros. Por outro lado, o gráfico mostra as diferenças nas distâncias de viagem em função do modo e do porte do município. Considerando os modos motorizados as distâncias médias de viagem variam entre 16 km, para o modo agregado de transporte coletivo nos municípios acima de 1 milhão de habitantes, até quatro quilômetros, para o modo agregado de transporte individual nos municípios com população entre 60 e 100 mil habitantes.

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

11


Gráfico 10 – Distância média percorrida por viagem (km) – 2010 18 16

16 14

km por usuário/viagem

14 12 10 10 8

9

9 8

9

8

8

8

7 6

6

6

5

5

4

4

4 2

1

1

1

2

4

2 1

0 Coletivo >1 Milhão

Individual 500-1.000 mil

250-500 mil

Não motorizado 100-250 mil

Total (ponderado) 60-100 mil

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

Sistema

12


Tempo gasto pelas pessoas na circulação Os habitantes dos municípios com mais de 60 mil habitantes gastam, por ano, 21,4 bilhões de horas para deslocar-se. A maior parte do tempo é gasto nos veículos de transporte público (49%), seguido pelas viagens a pé (26%) (gráfico a seguir). O tempo gasto por habitante, por dia, aumenta de 13 minutos nos municípios menores para 64 minutos nos municípios com mais de 1 milhão de habitantes. É importante salientar que nem todas as pessoas se deslocam e muitas o fazem algumas vezes por mês, portanto estes dados médios por habitante são menores do que os dados que corresponderiam apenas às pessoas que se deslocam regularmente. Gráfico 11 – Tempo gasto pelas pessoas na circulação, por modo – 2010

A Pé 25,9%

TC 48,9%

Bicicleta 3,5%

Municipal 32,5% Metropolitano 13,0%

Moto 1,7% Auto 20,0%

Trilhos 3,4%

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

13


Gráfico 12 – Tempo gasto por habitante, por porte do município e modo – 2010

70

Minutos/habitante/dia

60

64 13

50 14 40

35

31 30

10 11

20

37

9

10 11 >1 Milhão

500-1.000 mil Coletivo

19

8 15

8

13

8

4

8 2

7

4

250-500 mil

100-250 mil

Individual

4

17 2

60-100 mil

Sistema

Não motorizado

O gráfico a seguir mostra os tempos médios de viagem por modo e porte dos municípios. Assim, o tempo médio de deslocamento total (ponderado) nos municípios do universo em análise é de 22 minutos. Considerando os modos motorizados, os tempos médios de viagem variam entre 42 minutos (transporte coletivo nos municípios acima de 1 milhão de habitantes) e 8 minutos (transporte individual nos municípios com população entre 60 e 100 mil habitantes).

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

14


Gráfico 13 – Tempo médio de viagem por faixa de população e por modo agregado (minutos) – 2010 45

42

40

36

Minutos/usuário/viagem

35 30

30 26

25

26 22

22 21

19

19

20

17

15

16 17 16 15 15 16

17 15 15

15 11 9

10

8

5 Coletivo >1 Milhão

Individual 500-1.000 mil

250-500 mil

Não motorizado 100-250 mil

Total (ponderado) 60-100 mil

Sistema

Energia consumida As pessoas consomem, por ano, cerca de 12,6 milhões de TEP (Toneladas Equivalentes de Petróleo) nos seus deslocamentos. A maioria desta energia (73%) é gasta no uso do automóvel. Ao transporte público cabem 23% do consumo de energia. A análise da variação do gasto de energia com o porte da cidade mostra que a energia gasta por habitante nas cidades com mais de 1 milhão de habitantes é oito vezes maior que aquela gasta nas menores cidades, variando entre 651 GEP (Grama Equivalente de Petróleo) até 77 GEP por habitante por dia, conforme gráficos mostrados a seguir. É importante salientar que nem todas as pessoas se deslocam e muitas o fazem algumas vezes por mês, portanto estes dados médios por habitante são menores do que os dados que corresponderiam apenas às pessoas que se deslocam regularmente.

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

15


Gráfico 14 – Consumo de energia pelas pessoas, por modo – 2010

Municipal 14%

Moto 4%

Metropolitano 5% Trilhos 5%

Auto 73%

Gráfico 15 – Energia gasta por habitante, por dia, por modo de transporte – 2010

700

651

GEP/habitante/dia

600 500 400

488

376 343

300

100

175

328

200

137

164

0 >1 Milhão

263 108

49

38

79 29

500-1.000 mil

250-500 mil

100-250 mil

TC

77 51 26

80

60-100 mil

Sistema

TI

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

16


O gráfico a seguir mostra as quantidades estimadas de consumo de energia por viagem, por modo agregado e porte de município. Considerando o total do sistema, uma viagem de transporte individual consome três vezes mais energia do que uma viagem de transporte coletivo. Em relação ao porte do município, os valores de consumo de energia por viagem no transporte individual variam de 649 GEP nos municípios maiores até 244 GEP nos municípios menores. Gráfico 16 – Energia gasta por viagem, por modo de transporte – 2010

700

649 578

600

536

GEP/viagem

500 400

370 288

300 200

244 169

182 142

130

161

152

100 0 >1 Milhão

500-1.000 mil

250-500 mil TC

100-250 mil

60-100 mil

Sistema

TI

Poluentes emitidos Os poluentes locais considerados são os seguintes: CO (monóxido de carbono), HC (hidrocarbonetos), NOx (Óxidos de Nitrogênio), MP (material particulado) e SOx (Óxidos de Enxofre), conforme definição da CETESB/SP. Os valores de emissão de poluentes locais sofreram uma grande redução em 2010 porque mudaram os parâmetros de cálculo feitos pela CETESB do Estado de São Paulo e por nós adotados neste relatório. Os novos parâmetros foram estimados pela CETESB/SP após a eliminação da parte da frota de veículos com idade alta e que provavelmente não circulava mais, usando novo cálculo de descarte/sucateamento aplicado à venda de veículos e também para dados de quilometragem anual rodada pela frota, segundo o Inventário Nacional de Emissões Atmosféricas por Veículos Automotores Rodoviários, do Ministério do Meio Ambiente. Para permitir uma melhor visualização por parte do leitor incluímos também, pela última vez, as

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

17


emissões que resultariam da utilização dos parâmetros usados em 2009, aplicados aos dados de mobilidade de 2010. A partir do próximo ano, serão usados apenas os parâmetros novos. Considerando os novos parâmetros de emissão, os veículos usados pelas pessoas emitem 28,2 milhões de toneladas de poluentes por ano nos seus deslocamentos (soma dos poluentes locais e do CO2). A maior parte (60%) é emitida pelos automóveis, seguida pelos ônibus (35%). A emissão de poluentes por porte de município varia de 207 a 1.422 gramas por habitante por dia (gráfico a seguir). É importante salientar que nem todas as pessoas se deslocam e muitas o fazem algumas vezes por mês, portanto estes dados médios por habitante são menores do que os dados que corresponderiam apenas às pessoas que se deslocam regularmente. Gráfico 17 – Poluentes emitidos pelos veículos, por modo – 2010 (com parâmetros novos)

Moto 5%

Auto 60%

Municipal 25%

Metropolitano 10%

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

18


Gráfico 18 – Emissão de poluentes por habitante, por porte de município – 2010 (com parâmetros novos)

1.600 1.422 1.400

49

gr/habitante/dia

1.200 1.000

870

815

800

768 37

35

600 581 400 200

9

306

235

28 29

187

130

500-1.000 mil

250-500 mil

0 >1 Milhão

463

422

197

Ôn. Mun.

Ôn. Met.

273 129 120

25 0

100-250 mil

207

25 77 105 0

60-100 mil

Auto

75 194 Total geral Moto

O gráfico a seguir mostra a emissão de poluente por viagem, por modo agregado e porte do município, com valores variando entre 1.222 gramas por viagem (transporte individual nos municípios maiores) até 493 gramas por viagem (transporte individual nos municípios menores).

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

19


Gráfico 19 – Emissão de poluentes por viagem, por porte de município – 2010

1.400

Emissão por viagem (gr./viagem)

1.222 1.200

1.091

1.015

1.000 800 600

709 561

598

653 564

524

611

571 493

400 200 >1 Milhão

500-1.000 mil

250-500 mil

Transporte Coletivo

100-250 mil

60-100 mil

Total geral

Transporte Individual

Considerando os parâmetros de emissão de 2009 aplicados aos dados estimados de mobilidade para 2010, os veículos usados pelas pessoas emitem 29,5 milhões de toneladas de poluentes por ano nos seus deslocamentos (soma dos poluentes locais e do CO2). A maior parte (61%) é emitida pelos automóveis, seguida pelos ônibus (34%). A emissão de poluentes por porte de município varia de 222 a 1.483 gramas por habitante por dia (gráfico a seguir). É importante salientar que nem todas as pessoas se deslocam e muitas o fazem algumas vezes por mês, portanto estes dados médios por habitante são menores do que os dados que corresponderiam apenas às pessoas que se deslocam regularmente.

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

20


Gráfico 20 – Poluentes emitidos pelos veículos, por modo – 2010 (com parâmetros de 2009)

Moto 5%

Municipal 25%

Metropolitano 9% Auto 61%

Gráfico 21 – Emissão de poluentes por habitante, por porte de município – 2010 (com parâmetros de 2009)

1.600

1.483 53

1.400

gr/habitante/dia

1.200 1.000

922

855

804

40

800

39

600 616 400 200

443

200 9 309

289

249 29

137

27

134

125

500-1.000 mil

250-500 mil

100-250 mil

Ôn. Mun.

Ôn. Met.

222

27 82 0 113

0

189

0 >1 Milhão

491 31

60-100 mil Auto

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

76 198 Total geral Moto

21


O gráfico a seguir mostra a emissão de poluente por viagem, por modo agregado e porte do município, com valores variando entre 1.298 gramas por viagem (transporte individual nos municípios maiores) até 527 gramas por viagem (transporte individual nos municípios menores). Gráfico 22 – Emissão de poluentes por viagem, por porte de município – 2010 (com parâmetros de 2009)

Emissão por viagem (gr./viagem)

1.400

1.298 1.159

1.200

1.078

1.000 754

800 600

608

566

663

601

532

630

578 527

400 200 >1 Milhão

500-1.000 mil

250-500 mil

Transporte Coletivo

100-250 mil

60-100 mil

Total geral

Transporte Individual

Custos da mobilidade Considerando os custos da mobilidade divididos em custos individuais (arcados pelos usuários) e custos sociais (arcados pelo poder público), os custos individuais da mobilidade em 2010 são estimados em R$ 132,8 bilhões por ano. A maioria destes custos (80%) ocorre no uso dos modos individuais (auto e moto). O custo social é estimado em R$ 11,8 bilhões por ano, sendo a maioria relacionada ao uso dos modos individuais (manutenção de vias) (93%). As despesas individuais por habitante crescem de R$ 1,63/dia nos municípios menores para R$ 6,04/dia nos municípios maiores. É importante salientar que nem todas as pessoas se deslocam e muitas o fazem algumas vezes por mês, portanto estes dados médios por habitante são menores do que os dados que corresponderiam apenas às pessoas que se deslocam regularmente.

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

22


Gráfico 23 – Custos individuais e sociais da mobilidade – 2010

140,0 122,2

Bilhões de reais/ano

120,0

11,8

Custo total da mobilidade em 2010 = 150,5 bilhões de reais/ano

100,0 80,0 60,0

110,4

40,0

28,2

20,0

0,8

27,4

0,0 Transporte Coletivo

Transporte Individual

Custo Individual

Custo Social

Gráfico 24 – Custos individuais da mobilidade, por modo e porte de município – 2010

Custo individual por habitante por dia (R$)

7,00 6,00

6,04

5,00 3,99 4,00

3,75

4,64

3,00

2,63 3,33

2,00

1,96

3,00 1,63

2,20 1,00

1,68

1,38

1,40 0,66

0,43

0,27

0,26

500-1.000 mil

250-500 mil

100-250 mil

60-100 mil

>1 Milhão

Transporte Coletivo

0,74 Brasil

Transporte Individual

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

23


Gráfico 25 – Custos individuais da mobilidade por viagem, por modo e porte de município – 2010 9,00

8,55

Custo médio por viagem (R$)

8,00

7,55 6,77

6,96

7,00

6,50

6,41

6,00 5,00 4,00 3,00 2,00

1,81

1,71

1,58

1,64

1,66

1,63

1,00 >1 Milhão

500-1.000 mil Transporte Coletivo

250-500 mil

100-250 mil

60-100 mil

Brasil

Transporte Individual

O gráfico anterior mostra a estimativa de custo individual por viagem, por modo agregado e porte do município. Custos das externalidades Em relação aos custos das externalidades, foram utilizadas as estimativas de emissão para 2010 com os parâmetros de 2009 e com os novos parâmetros adotados pela CETESB/SP, conforme explicação contida no item de emissões deste relatório. Considerando os novos parâmetros de emissão, a movimentação das pessoas em veículos motorizados tem um custo anual de cerca de R$ 5,4 bilhões associado à poluição atmosférica. O custo dos acidentes é estimado em R$ 11,6 bilhões, gerando um custo total de R$ 17,0 bilhões por ano (gráfico a seguir). Com os parâmetros 2009 o custo associado à poluição passa a ser R$ 7,7 bilhões.

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

24


Gráfico 26 – Custos da emissão de poluentes e dos acidentes de trânsito, por modo – 2010 – Dados com parâmetros novos

16,0 13,4 14,0 Bilhões de reais/ano 12,0

Custo total das externalidades em 2010 = 17,0 bilhões de reais/ano

10,0 10,0

8,0 6,0 3,6 4,0 2,0

1,6 3,4

2,0 0,0 Transporte Coletivo Custo Poluição

Transporte Individual Custo Acidentes

Gráfico 27 – Custos da emissão de poluentes e dos acidentes de trânsito, por modo – 2010 – Dados com parâmetros 2009

18,0 15,6

16,0

Bilhões de reais/ano

14,0 12,0

Custo total das externalidades em 2010 = 19,3 bilhões de reais /ano

10,0

10,0 8,0 6,0

3,8

4,0 2,0

1,6

5,6

2,1

0,0 Transporte Coletivo Custo Poluição

Transporte Individual Custo Acidentes

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

25


Custos totais Os custos totais anuais (mobilidade e externalidades) podem ser estimados em R$ 167 bilhões e R$ 170 bilhões com parâmetros de 2009. Os custos associados ao transporte individual (R$ 135,7 bilhões) correspondem a 81% do total. Com parâmetros 2009, os custos com TI elevam para R$ 137,8 bi. Gráfico 28 – Custos de mobilidade e de externalidades, por modo – 2010 160,0 135,7 140,0

Bilhões de reais/ano

120,0

10,0

Custo total = 167,5 bilhões de reais/ano

3,4

11,8

100,0 80,0 60,0

110,4 31,8

40,0 20,0

1,6 2,0

0,8 27,4

Transporte Coletivo Custo Individual

Transporte Individual Custo Social

Poluição

Acidentes

Gráfico 29 – Custos de mobilidade e de externalidades, por modo – 2010 – Dados com parâmetros 2009 160,0 137,8 140,0

Bilhões de reais/ano

120,0

10,0

Custo total = 169,8 bilhões de reais/ano

5,6

11,8

100,0 80,0 60,0

110,4 32,0

40,0 20,0

1,6 2,1

0,8 27,4

Transporte Coletivo Custo Individual

Transporte Individual Custo Social

Poluição

Acidentes

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

26


Patrimônio envolvido na mobilidade Na estimativa do patrimônio envolvido na mobilidade urbana foram considerados os valores de veículos e infra-estrutura viária e metro-ferroviária novos. Assim, para o ano de 2010, o valor total estimado foi de 2,00 trilhões de reais, sendo 1,76 no transporte individual e 0,24 no transporte coletivo. Em relação ao item de custo, os veículos representam 1,07 trilhão enquanto a infraestrutura responde por 0,55 trilhão. Gráfico 30 – Valores de patrimônio envolvido na mobilidade – 2010

2.000,0

1.761,1

1.800,0 1.600,0

Bilhões de reais

1.400,0

Total do patrim ônio envolvido na m obilidade = 2.001 bilhões de reais

691,9

1.200,0 1.000,0 800,0 600,0 400,0 200,0

1.069,2

239,7 184,9

54,8

0,0 Transporte Coletivo Veículos

Transporte Individual Infra-Estrutura

O gráfico a seguir aponta a estimativa de patrimônio por habitante, por faixa de população. A média para o universo em estudo aponta o valor de patrimônio de mais de 16,3 mil reais por habitante, variando de 19,5 mil nos municípios acima de um milhão de habitantes a 13,9 mil nos municípios entre 60 e 100 mil habitantes.

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

27


Gráfico 31 – Valores estimados de patrimônio por habitante, por modo agregado e por faixa de população – 2010 25.000

Reais por habitante

20.000

19.525 15.506

4.218

16.329

14.539

15.000

14.282

13.952 5.647

6.668

5.305 10.000

6.573

10.862

7.086

8.726 8.463

5.000 3.415 -

8.210 577

1.030

193

>1 Milhão

500-1.000 mil

Veículos TC

150

7.126 478

250-500 mil Infra-Estrutura TC

112

6.257 471

100-250 mil VeículosTI

101

508

60-100 mil

1.509 447 Brasil

Infra-Estrutura TI

O gráfico anterior aponta ainda uma curiosidade em relação ao valor obtido nos municípios entre 500 mil e um milhão de habitantes (14,5 mil reais), sendo inferior ao da próxima faixa de população menor (250-500 mil). Nota-se que, por um lado, estes municípios apresentam padrão de custos por infra-estrutura de transporte individual semelhante ao observado nos municípios maiores (4,2 mil reais), e por outro lado, padrão de custos por veículos individuais semelhante ao observado nos municípios menores (8,0 mil reais).

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

28


Resumo dos dados Tabela 4 – Resumo dos dados sócio-econômicos do universo – 2010 Informação

Quantidade

População (milhões) Matrículas (milhões) Veículos (milhões)

122 30 30

Tabela 5 – Resumo dos dados gerais para 2010 (valores totais) Modo

Viagens Dist. Tempo Energia Poluição Custo Custo (bilhões) (bilhões (bilhões (milhões (milhões mobilidade externalidades km) horas) TEP) ton.) (bi. R$) (bi. R$)

TC TI TNM

17,3 18,1 24,1

236 143 31

10,4 4,6 6,3

3,0 9,7

9,9 18,3

28,2 122,2

3,6 13,4

Total

59,5

410

21,4

12,6

28,2

150,5

17,0

Tabela 6 – Resumo dos dados relativos às viagens – 2010 Modo

Viagens Viagens (IM – viagens/ (divisão modal) habitante/ dia)

Distância média de viagem (km)

Tempo médio de viagem (min) 36 15 16

TC TI TNM

29,1% 30,4% 40,5%

0,47 0,49 0,66

13,6 7,9 1,3

Total

100,0%

1,62

6,9

9

22

10

Tabela 7 – Resumo dos dados dos efeitos da mobilidade, por habitante, por dia – 2010 Modo

Energia (GEP/ habitante/ dia)

Poluição (grama/ habitante/ dia)

Custo mobilidade (R$/ hab./ dia)

Custo externalidades (R$/ hab./ dia)

TC TI

80 263

269 499

0,76 3,33

0,10 0,36

Total

343

768

4,09

0,46

Tabela 8 – Resumo da infra-estrutura – 2010 9

Valor ponderado pela quantidade de viagens. Idem nota anterior.

10

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

29


Infra-estrutura

Valor

Vias (mil km) Veículos (milhões) Interseção Semafórica (mil)

335 30 32

Tabela 9 – Recursos humanos na mobilidade – 2010 Modo

Quantidade (mil)

Transporte coletivo Táxi Trânsito

544 185 81

Total

809

Tabela 10 – Patrimônio envolvido na mobilidade – 2010 Modo agregado

Veículos (bilhões Infra-Estrutura Total (bilhões de reais) (bilhões de reais) de reais)

Transporte coletivo Transporte individual

54,8 1.069,2

184,9 691,9

239,7 1.761,1

Total

1.123,9

876,8

2.000,8

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

30


2 Mobilidade 2.1 Valores para Brasil (municípios acima de 60 mil habitantes) 2.1.1 Viagens Tabela 11 – Viagens por ano, por modo principal11 (milhões de viagens/ano) – 2010 Sistema

Viagens (milhões)

Ônibus municipal Ônibus metropolitano Trilhos Transporte Coletivo – Total

12.263 2.862 2.208 17.333

Auto Moto Transporte Individual – Total

16.140 1.921 18.061

Bicicleta A pé Não motorizado – Total

1.929 22.171 24.099

Total

59.493

11

Quando a viagem compreende dois ou mais modos, ela é classificada segundo o modo principal, na escala do mais “pesado” (trem/metrô) para o mais “leve” (a pé). Assim, uma viagem feita por ônibus e depois metrô é classificada como viagem em metrô. Para total de deslocamentos em cada modo, ver item 2.3. Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

31


Gráfico 32 – Viagens por ano, por modo principal (bilhões de viagens) – 2010 30,0

24,1

25,0

Bilhões de viagens/ano

Total = 59,5 bilhões de viagens/ano

22,2

20,0 18,1

17,3 16,1 15,0 12,3 10,0

5,0

2,9

2,2

1,9

1,9

0,0 Municipal Metropolitano

Trilhos

TC

Auto

Moto

TI

Bicicleta

A pé

TNM

2.1.2 Divisão modal Tabela 12 – Divisão modal – 2010 Sistema

DM (%)

Ônibus municipal Ônibus metropolitano Trilhos Transporte Coletivo – Total

20,6 4,8 3,7 29,1

Auto Moto Transporte Individual – Total

27,1 3,2 30,4

Bicicleta A pé Não motorizado – Total

3,2 37,3 40,5

Total

100,0

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

32


Gráfico 33 – Divisão modal – 2010

A Pé 37,3%

TC 29,1%

Bicicleta 3,2% Moto 3,2%

Municipal 20,6% Metropolitano 4,8%

Auto 27,1%

Trilhos 3,7%

2.1.3 Índice de mobilidade Tabela 13 – Índice de mobilidade por modo (viag./hab. dia) – 2010 Sistema

IM

Ônibus municipal Ônibus metropolitano Trilhos Transporte Coletivo – Total

0,33 0,08 0,06 0,47

Auto Moto Transporte Individual – Total

0,44 0,05 0,49

Bicicleta A pé Não motorizado – Total

0,05 0,60 0,66

Total

1,62

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

33


Gráfico 34 – Índice de mobilidade por modo (viag./hab. dia) – 2010

0,70

0,66 0,60

0,60

Total = 1,62 viagens/habitante/dia

0,49

Viagens/habitante/dia

0,50

0,47

0,44

0,40 0,34 0,30

0,20 0,08

0,10

0,05

0,06

0,05

TN M

é P

B

A

ic ic le

ta

TI

M

ot o

ut o A

TC

Tr ilh os

M

M

un ic

ip al et ro po lit an o

-

2.2 Valores por faixa de população Tabela 14 – Viagens por faixa de população e modo (milhões de viagens/ano) – 2010 Modo

> milhão

500 mil - 1 milhão

250 - 500 mil 100 - 250 mil 60 - 100 mil

Ônibus municipal Ônibus metropolitano Trilhos TC

6.722 2.504 2.202 11.428

1.852 59 6 1.917

1.516 299 0 1.815

1.588 0 0 1.588

585 0 0 585

Auto Moto TI

8.935 619 9.555

2.643 257 2.900

2.184 350 2.534

1.884 479 2.363

494 215 710

Bicicleta A pé TNM

302 10.407 10.710

210 3.426 3.635

362 3.299 3.661

685 3.776 4.461

370 1.262 1.632

Total

31.692

8.452

8.010

8.412

2.927

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

34


Gráfico 35 – Viagens ano por modo – por faixa de população (bilhões de viagens/ano) – 2010

35,0 31,7 30,0 Bilhões de viagens/ano

25,0

10,7

20,0 15,0

9,6 8,5

10,0 5,0

8,4 8,0

3,6

3,7

4,5

2,9 1,9

2,5 1,8

2,4 1,6

500-1.000 mil

250-500 mil

100-250 mil

11,4

>1 Milhão

TC

TI

0,6

2,9 1,6

0,7

60-100 mil TNM

Tabela 15 – Divisão modal por faixa de população e modo (%) – 2010 Modo

> milhão

500 mil - 1 milhão

250 - 500 mil 100 - 250 mil 60 - 100 mil

Ônibus municipal Ônibus metropolitano Trilhos TC

21 8 7 36

22 1 0 23

19 4 0 23

19 0 0 19

20 0 0 20

Auto Moto TI

28 2 30

31 3 34

27 4 32

22 6 28

17 7 24

Bicicleta A pé TNM

1 33 34

2 41 43

5 41 46

8 45 53

13 43 56

Total

100

100

100

100

100

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

35


Gráfico 36 – Divisão modal por faixa de população por modo – 2010 50% 45%

45% 40%

41%

41%

43%

36%

35%

33%

31%

30%

28%

25%

23% 23% 19% 21%

20%

27% 22% 17%

15%

13%

10% 4%

5%

6%

8%

7%

2% 3%

5% 1%

2%

0% TC

Auto

>1 Milhão

Moto

500-1.000 mil

250-500 mil

Bicicleta 100-250 mil

A pé 60-100 mil

Gráfico 37 – Divisão modal por faixa de população – 2010 100% 90% 33% 80%

41%

70%

41%

43%

8%

13%

1% 2%

60%

2% 3%

50%

45%

28%

5% 4%

6% 40%

31%

7% 27% 22%

30% 20%

17%

36%

10%

23%

23%

500-1.000 mil

250-500 mil

19%

20%

100-250 mil

60-100 mil

0% >1 Milhão

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

36


Tabela 16 – Índice de mobilidade por faixa de população e modo (viagem/habitante/dia) – 2010 Modo

> milhão

500 mil - 1 milhão

250 - 500 mil 100 - 250 mil 60 - 100 mil

Ônibus municipal Ônibus metropolitano Trilhos TC

0,53 0,20 0,17 0,90

0,36 0,01 0,00 0,37

0,22 0,04 0,00 0,27

0,18 0,00 0,00 0,18

0,17 0,00 0,00 0,17

Auto Moto TI

0,70 0,05 0,75

0,52 0,05 0,57

0,32 0,05 0,37

0,22 0,06 0,27

0,14 0,06 0,21

Bicicleta A pé TNM

0,02 0,82 0,84

0,04 0,67 0,71

0,05 0,48 0,54

0,08 0,44 0,51

0,11 0,37 0,48

Total

2,49

1,65

1,17

0,97

0,86

Gráfico 38 – Índice de mobilidade por faixa de população por modo (viag./hab. dia) – 2010 3,00

Viagem/habitante/dia

2,50

2,00

1,50

1,00

0,50

TC >1 Milhão

Auto 500-1.000 mil

Moto

Bicicleta 250-500 mil

A Pé 100-250 mil

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

Total 60-100 mil

37


Gráfico 39 – Índice de mobilidade por faixa de população (viag./hab. dia) – 2010 3,00

Viagem/habitante/dia

2,50

2,00

2,49

0,82 0,02

1,65

1,62

0,05

1,50

0,67

0,70

0,04

1,00

0,86 0,05

0,52

0,44

0,32 0,22

0,37

TC

0,11

0,06

0,14

0,06

0,27

0,18

0,17

250-500 mil

100-250 mil

60-100 mil

500-1.000 mil

0,05 0,44

0,37

0,08

0,05

0,90

>1 Milhão

0,05

0,97 0,48

0,05 0,50

0,60

1,17

Auto

Moto

Bicicleta

0,47

Total geral A Pé

2.2.1 Municípios com população acima de um milhão de habitantes Tabela 17 – Viagens ano por modo – municípios acima de 1 milhão de habitantes – 2010 Sistema

Viagens (milhões)

Ônibus municipal Ônibus metropolitano Trilhos Transporte Coletivo – Total

6.722 2.504 2.202 11.428

Auto Moto Transporte Individual – Total

8.935 619 9.555

Bicicleta A pé Não motorizado – Total

302 10.407 10.710

Total

31.692

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

38


Gráfico 40 – Viagens ano por modo – municípios acima de 1 milhão de habitantes (bilhões de viagens/ano) – 2010

12,0

11,4 10,4 Total = 31,7 bilhões de viagens/ano

Bilhões de viagens/ano

10,0 8,0

10,7

9,6

8,9

6,7

6,0 4,0 2,5

2,2

2,0 0,6

0,3

TN M

pé A

Bi

cic l

et a

TI

ot o M

Au to

TC

Tr ilh os

M

M

un ic

ip al et ro po lita no

-

Tabela 18 – Divisão modal – municípios acima de 1 milhão de habitantes – 2010 Sistema

DM (%)

Ônibus municipal Ônibus metropolitano Trilhos Transporte Coletivo – Total

21,2 7,9 6,9 36,1

Auto Moto Transporte Individual – Total

28,2 2,0 30,1

Bicicleta A pé Não motorizado – Total

1,0 32,8 33,8

Total

100,0

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

39


Gráfico 41 – Divisão modal – municípios acima de 1 milhão de habitantes – 2010

A Pé 32,8%

TC 35,8%

Bicicleta 1,0% Moto 2,0%

Municipal 21,2% Metropolitano 7,9% Trilhos 6,9%

Auto 28,2%

Tabela 19 – Índice de mobilidade por modo – municípios acima de 1 milhão de habitantes (viag./hab. dia) – 2010 Sistema

IM

Ônibus municipal Ônibus metropolitano Trilhos Transporte Coletivo – Total

0,53 0,20 0,17 0,90

Auto Moto Transporte Individual – Total

0,70 0,05 0,75

Bicicleta A pé Não motorizado – Total

0,02 0,82 0,84

Total

2,49

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

40


Gráfico 42 – Índice de mobilidade - municípios acima de 1 milhão de habitantes (viag./hab. dia) – 2010

1,00

0,90

0,90

0,70 0,60

0,84

0,75

0,70

0,53

0,50 0,40 0,20

0,17

0,10

0,05

0,02 et a cic l Bi

TI

ot o M

Au to

TC

Tr ilh os

et ro po lita no

M

M

un ic

ip al

-

TN M

0,20

0,30

A

Viagem/habitante/dia

0,82

Total = 2,49 viagens/habitante/dia

0,80

2.2.2 Municípios com população entre 500 mil e um milhão de habitantes Tabela 20 – Viagens ano por modo – municípios entre 500 mil e 1 milhão de habitantes (milhões de viagens/ano) – 2010 Sistema

Viagens (milhões)

Ônibus municipal Ônibus metropolitano Trilhos Transporte Coletivo – Total

1.852 59 6 1.917

Auto Moto Transporte Individual – Total

2.643 257 2.900

Bicicleta A pé Não motorizado – Total

210 3.426 3.635

Total

8.452

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

41


Gráfico 43 – Viagens ano por modo – municípios entre 500 mil e 1 milhão de habitantes (milhões de viagens/ano) – 2010

4,0

3,6

2,9

3,0

2,6

2,5 1,9

2,0

1,9

1,5 1,0

TN M

pé A

et a Bi

cic l

ot o M

0,2

M

Tr ilh os

un ic

ip al

et ro po lita no

-

M

0,3

0,0

TI

0,1

Au to

0,5

TC

Bilhões de viagens/ano

3,4

Total = 8,5 bilhões de viagens/ano

3,5

Tabela 21 – Divisão modal – municípios entre 500 mil e 1 milhão de habitantes – 2010 Sistema

DM (%)

Ônibus municipal Ônibus metropolitano Trilhos Transporte Coletivo – Total

21,9 0,7 0,1 22,7

Auto Moto Transporte Individual – Total

31,3 3,0 34,3

Bicicleta A pé Não motorizado – Total

2,5 40,5 43,0

Total

100,0

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

42


Gráfico 44 – Divisão modal – municípios entre 500 mil e 1 milhão de habitantes – 2010

A Pé 40,5%

TC 22,9%

Bicicleta 2,5% Moto 3,0%

Municipal 21,9%

Metropolitano 0,7% Auto 31,3%

Trilhos 0,1%

Tabela 22 – Índice de mobilidade por modo – municípios entre 500 mil e 1 milhão de habitantes (viag./hab. dia) – 2010 Sistema

IM

Ônibus municipal Ônibus metropolitano Trilhos Transporte Coletivo – Total

0,36 0,01 0,00 0,37

Auto Moto Transporte Individual – Total

0,52 0,05 0,57

Bicicleta A pé Não motorizado – Total

0,04 0,67 0,71

Total

1,65

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

43


Gráfico 45 – Índice de mobilidade – municípios entre 500 mil e 1 milhão de habitantes (viag./hab. dia) – 2010

0,80 0,67 Total = 1,65 viagens/habitante/dia

0,60

0,71

0,57 0,52

0,50 0,40

0,37

0,36

0,30 0,20

Bi

TN M

et a

ot o M

Au to

TC

Tr ilh os

0,04

M

et ro po lita no

un ic

ip al

-

M

0,05

0,00

cic l

0,01

A

0,10

TI

Viagem/habitante/dia

0,70

2.2.3 Municípios com população entre 250 mil e 500 mil habitantes Tabela 23 – Viagens ano por modo – municípios entre 250 mil e 500 mil habitantes (milhões de viagens/ano) – 2010 Sistema

Viagens (milhões)

Ônibus municipal Ônibus metropolitano Transporte Coletivo – Total

1.516 299 1.815

Auto Moto Transporte Individual – Total

2.184 350 2.534

Bicicleta A pé Não motorizado – Total

362 3.299 3.661

Total

8.010

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

44


Gráfico 46 – Viagens ano por modo – municípios entre 250 mil e 500 mil habitantes (bilhões de viagens/ano) – 2010

4,0

3,7 Total = 8,0 bilhões de viagens/ano

3,3

3,0 2,5 2,5 1,8

2,0

2,2

1,5 1,5 1,0

TN M

pé A

et a cic l

TI

Bi

M

Tr ilh os

M

et ro po lita no

ip al un ic

ot o

-

-

M

0,4

0,3

0,3

Au to

0,5

TC

Bilhões de viagens/ano

3,5

Tabela 24 – Divisão modal – municípios entre 250 mil e 500 mil habitantes – 2010 Sistema

DM (%)

Ônibus municipal Ônibus metropolitano Transporte Coletivo – Total

18,9 3,7 22,7

Auto Moto Transporte Individual – Total

27,3 4,4 31,6

Bicicleta A pé Não motorizado – Total

4,5 41,2 45,7

Total

100,0

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

45


Gráfico 47 – Divisão modal – municípios entre 250 mil e 500 mil de habitantes – 2010

A Pé 41,2%

TC 22,9%

Bicicleta 4,5%

Municipal 18,9%

Metropolitano 3,7%

Moto 4,4% Auto 27,3%

Trilhos 0,0%

Tabela 25 – Índice de mobilidade por modo – municípios entre 250 mil e 500 mil habitantes (viag./hab. dia) – 2010 Sistema

IM

Ônibus municipal Ônibus metropolitano Transporte Coletivo – Total

0,22 0,04 0,27

Auto Moto Transporte Individual – Total

0,32 0,05 0,37

Bicicleta A pé Não motorizado – Total

0,05 0,48 0,54

Total

1,17

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

46


Gráfico 48 – Índice de mobilidade - municípios entre 250 mil e 500 mil habitantes (viag./hab. dia) – 2010

0,60 0,54 0,48 Total = 1,17 viagens/habitante/dia

0,40

0,37 0,32

0,30

0,27 0,22

0,20 0,10

0,05

0,05

0,04

TN M

Pé A

et a cic l Bi

TI

ot o M

Tr ilh os

et ro po lita no

M

M

un ic

ip al

-

Au to

TC

Viagem/habitante/dia

0,50

2.2.4 Municípios com população entre 100 mil e 250 mil habitantes Tabela 26 – Viagens ano por modo – municípios entre 100 mil e 250 mil habitantes (milhões de viagens/ano) – 2010 Sistema

Viagens (milhões)

Ônibus municipal Transporte Coletivo – Total

1.588 1.588

Auto Moto Transporte Individual – Total

1.884 479 2.363

Bicicleta A pé Não motorizado – Total

685 3.776 4.461

Total

8.412

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

47


Gráfico 49 – Viagens ano por modo – municípios entre 100 mil e 250 mil habitantes (bilhões de viagens/ano) – 2010

5,0 4,5

4,5

3,5 3,0 2,4

2,5 1,9

2,0

1,6

1,6

1,5 1,0

TN M

pé A

et a cic l

M

Bi

TI

Tr ilh os

ot o

et ro po lita no

ip al un ic

M

Au to

-

-

M

0,7

0,5

0,5

TC

Bilhões de viagens/ano

3,8

Total = 8,4 bilhões de viagens/ano

4,0

Tabela 27 – Divisão modal – municípios entre 100 mil e 250 mil habitantes – 2010 Sistema

DM (%)

Ônibus municipal Transporte Coletivo – Total

18,9 18,9

Auto Moto Transporte Individual – Total

22,4 5,7 28,1

Bicicleta A pé Não motorizado – Total

8,1 44,9 53,0

Total

100,0

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

48


Gráfico 50 – Divisão modal – municípios entre 100 mil e 250 mil de habitantes – 2010

A Pé 44,9%

TC 19,3% Bicicleta 8,1%

Municipal 18,9%

Metropolitano 0,0%

Moto 5,7%

Auto 22,4%

Trilhos 0,0%

Tabela 28 – Índice de mobilidade por modo – municípios entre 100 mil e 250 mil habitantes (viag./hab. dia) – 2010 Sistema

IM

Ônibus municipal Transporte Coletivo – Total

0,18

Auto Moto Transporte Individual – Total

0,22 0,06

Bicicleta A pé Não motorizado – Total

0,08 0,44

Total

0,97

0,18

0,27

0,51

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

49


Gráfico 51 – Índice de mobilidade - municípios entre 100 mil e 250 mil habitantes (viag./hab. dia) – 2010

0,60 0,51 Total = 0,97 viagens/habitante/dia

0,44

0,40

0,30

0,27 0,22 0,18

0,20

0,18 0,08

0,10

TN M

Pé A

et a

M

Bi

cic l

ot o M

Tr ilh os

ip al un ic M

Au to

-

-

TC

et ro po lita no

0,06

TI

Viagem/habitante/dia

0,50

2.2.5 Municípios com população entre 60 mil e 100 mil habitantes Tabela 29 – Viagens ano por modo – municípios entre 60 mil e 100 mil habitantes (milhões de viagens/ano) – 2010 Sistema

Viagens (milhões)

Ônibus municipal Transporte Coletivo – Total

585 585

Auto Moto Transporte Individual – Total

494 215 710

Bicicleta A pé Não motorizado – Total

370 1.262 1.632

Total

2.927

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

50


Gráfico 52 – Viagens ano por modo – municípios entre 60 mil e 100 mil habitantes (milhões de viagens/ano) – 2010

1,8

1,6 Total = 2,9 bilhões de viagens/ano

1,4

1,3

1,2 1,0 0,8 0,6

0,6

0,7

0,6 0,5

0,4

0,4

TN M

pé A

et a cic l

M

Bi

Tr ilh os

TI

et ro po lita no

ip al un ic M

ot o

-

M

-

-

Au to

0,2

0,2

TC

Bilhões de viagens/ano

1,6

Tabela 30 – Divisão modal – municípios entre 60 mil e 100 mil habitantes – 2010 Sistema

DM (%)

Ônibus municipal Transporte Coletivo – Total

20,0 20,0

Auto Moto Transporte Individual – Total

16,9 7,4 24,2

Bicicleta A pé Não motorizado – Total

12,6 43,1 55,8

Total

100,0

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

51


Gráfico 53 – Divisão modal – municípios entre 60 mil e 100 mil de habitantes – 2010

A Pé 43,1%

TC 20,5%

Bicicleta 12,6%

Municipal 20,0%

Metropolitano 0,0% Auto 16,9%

Moto 7,4%

Trilhos 0,0%

Tabela 31 – Índice de mobilidade por modo – municípios entre 60 mil e 100 mil habitantes (viag./hab. dia) – 2010 Sistema

IM

Ônibus municipal Transporte Coletivo – Total

0,17 0,17

Auto Moto Transporte Individual – Total

0,14 0,06 0,21

Bicicleta A pé Não motorizado – Total

0,11 0,37 0,48

Total

0,86

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

52


Gráfico 54 – Índice de mobilidade – municípios entre 60 mil e 100 mil habitantes (viag./hab. dia) – 2010 0,60 0,48 Total = 0,86 viagens/habitante/dia

0,40

0,37

0,30 0,17

0,20

0,21

0,17 0,14

0,11 0,10

TN M

Pé A

Bi

cic l

et a

TI

ot o

M

M

Tr ilh os

ip al un ic

Au to

-

TC

-

et ro po lita no

0,06

-

M

Viagem/habitante/dia

0,50

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

53


2.3 Análise especial - quantidade de deslocamentos O total de viagens mostrado anteriormente, classificado por modo principal, pode ser mostrado na forma de deslocamentos, que são os trechos percorridos pelas pessoas em todos os modos individualmente. Assim, uma viagem ônibus-metrô é dividida em dois deslocamentos, um por ônibus e outro por metrô. Estes dados foram estimados considerando que todas as viagens por transporte público incluem dois deslocamentos a pé, na origem e no destino, e que parte das viagens em transporte público inclui transferência entre veículos (ônibus-trem, ônibus-metrô, ônibus-ônibus). Tabela 32 – Quantidade deslocamentos/ano) – 2010 Sistema Ônibus municipal Ônibus metropolitano Trilhos Transporte Coletivo – Total Auto Moto Transporte Individual – Total Bicicleta A pé Não motorizado – Total Total

total

de

deslocamentos

(milhões

Deslocamentos (milhões/ano)

IM

DM

12.263 2.862 2.208 17.333

0,33 0,08 0,06 0,47

13,0 3,0 2,3 18,4

16.141 1.921 18.061

0,44 0,05 0,49

17,1 2,0 19,2

1.929 56.836 58.765

0,05 1,55 1,60

2,0 60,4 62,4

94.159

2,56

100,0

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

de

54


Gráfico 55 – Deslocamentos totais por faixa de população e por modo agregado (bilhões de deslocamentos/ano) – 2010 60,00 54,5

Bilhões de deslocamentos/ano

50,00 Total = 94,2 bilhões de deslocam entos/ano

40,00

33,56

30,00

20,00 9,56

12,3

11,6

11,6

7,47

7,29

7,64

2,90 1,92

2,53 1,82

2,36 1,59

500-1.000 mil

250-500 mil

100-250 mil

10,00 11,43 0,00 >1 Milhão TC

TI

4,1 0,59

2,80

0,71

60-100 mil TNM

Gráfico 56 – Comparação do total de deslocamentos e viagens por modo agregado (bilhões/ano) – 2010 100,0

94,2

Bilhões de deslocamentos/ano

90,0 80,0 70,0

50,0

58,8

59,5

60,0

24,1

40,0 30,0

18,1

18,1

17,3

17,3

Viagens

Deslocamentos

20,0 10,0 -

Coletivo

Individual

Não Motorizado

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

55


Gráfico 57 – Divisão modal dos deslocamentos totais, em comparação com as viagens – 2010

100% 90% 80%

41%

70%

62%

60% 50% 40%

30%

30%

19%

20% 10%

29%

18%

0% Viagens Coletivo

Deslocamentos Individual

Não Motorizado

Gráfico 58 – Índice de mobilidade considerando os deslocamentos totais, em comparação com as viagens (viag./hab. dia) – 2010

3,00

Deslocamentos/habitante/ano

2,56 2,50 2,00 1,60

1,62 1,50 0,66 1,00 0,49

0,49

0,47

0,47

Viagens

Deslocamentos

0,50 0,00

Coletivo

Individual

Não Motorizado

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

56


3 Consumos 3.1 Distâncias percorridas pelas pessoas 3.1.1 Dados totais Tabela 33 – Quilometragem percorrida pelas pessoas por modo (bilhões de quilômetros/ano) – 2010 Modo

Quilometragem percorrida (bilhões de km/ano)

Participação %

Ônibus municipal Ônibus metropolitano Trilhos Sub-total coletivo

142 66 27 236

35 16 7 58

Auto Moto Sub-total individual motorizado

128 15 143

31 4 35

Bicicleta A pé Sub-total não motorizado

9 22 31

2 5 8

Total

410

100

Gráfico 59 - Distância percorrida pelas pessoas, por modo (bilhões de quilômetros/ano) – 2010 250

236 Total = 410 bilhões de km/ano

143

142

150

128

100 66 50

27

31

22

15

9

TN M

pé A

Bi

cic l

et a

TI

ot o M

Au to

TC

Tr ilh os

M

et ro po lita no

un ic

ip al

-

M

Bilhões de km/ano

200

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

57


Gráfico 60 – Divisão modal da distância percorrida pelas pessoas – 2010

A Pé 5,4% Bicicleta 2,2% Moto 3,6% Municipal 34,7%

TC 57,6%

Metropolitano 16,2%

Auto 31,3%

Trilhos 6,6%

3.1.2 Dados por faixa de população Tabela 34 – Distância percorrida pelas pessoas por faixa de população e por modo agregado (bilhões de km/ano) – 2010 Faixa de população >1 Milhão 500-1.000 mil 250-500 mil 100-250 mil 60-100 mil Total

Coletivo

Individual

Não motorizado

Total

182 20 17 12 4 236

90 25 14 11 3 143

12 4 5 7 3 31

284 49 36 30 10 410

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

58


Gráfico 61 – Distância percorrida pelas pessoas por faixa de população e por modo agregado (bilhões de km/ano) – 2010 300

284 12

Bilhões de quilômetros/ano

250 90 200

150

100

182 49

50

25

36

20 500-1.000 mil

250-500 mil

Coletivo

30

5

14 17

0 >1 Milhão

4

11 12

7

100-250 mil

Individual

10

4

3 3

60-100 mil

Não motorizado

Gráfico 62 – Distância percorrida pelas pessoas, por habitante, por dia (km) – 2010 25,0 22,3 0,9 20,0

km/habitante/dia

7,1 15,0 11,1

9,5

10,0

0,9 14,3

4,8

3,9 5,3

5,0 2,1 3,8

0,7

500-1.000 mil Coletivo

3,5

2,5 250-500 mil

100-250 mil

Individual

3,0

0,8

1,3 1,4

>1 Milhão

0,8

0,9

6,4

0,9 1,3

60-100 mil

Sistema

Não motorizado

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

59


Gráfico 63 – Distância percorrida pelas pessoas, por usuário, por viagem (km) – 2010

18 16

16 14

km por usuário/viagem

14 12

10

10

9

9 8 8

8

9

8

8

6

7

6

6 5 4

5

4

4 4

2 1 1 1 1 2

2 0 Coletivo >1 Milhão

Individual 500-1.000 mil

250-500 mil

Não motorizado 100-250 mil

Total (ponderado) 60-100 mil

Sistema

3.2 Tempo Tabela 35 – Consumo de tempo na mobilidade (bilhões de horas/ano) – 2010 Modo

Tempo (bilhões de Participação horas/ano) %

Ônibus municipal Ônibus metropolitano Trilhos Sub-total coletivo

7,0 2,8 0,7 10,4

33 13 3 49

Auto Moto Sub-total individual motorizado

4,3 0,4 4,6

20 2 22

Bicicleta A pé Sub-total não motorizado

0,7 5,5 6,3

3 26 29

Total

21,4

100

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

60


Gráfico 64 - Consumo de tempo por modo (bilhões de horas/ano) – 2010 12,0 10,4 Total = 21,4 bilhões de horas/ano

Bilhões de horas/ano

10,0

8,0

6,9 6,3

5,5

6,0 4,6

4,3 4,0 2,8 2,0 0,7

0,7

0,4

TN M

Pé A

Bi

cic l

et a

TI

ot o M

Au to

TC

Tr ilh os

et ro po lita no

M

M

un ic

ip al

-

Gráfico 65 – Divisão modal do consumo de tempo – 2010

A Pé 25,9%

TC 48,9%

Bicicleta 3,5%

Municipal 32,5% Metropolitano 13,0%

Moto 1,7% Auto 20,0%

Trilhos 3,4%

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

61


3.2.1 Dados por faixa de população Tabela 36 – Consumo de tempo por faixa de população e modo agregado (bilhões de horas/ano) – 2010 Faixa de população

Coletivo

>1 Milhão 500-1.000 mil 250-500 mil 100-250 mil 60-100 mil Total

Individual Não motorizado

7,9 0,9 0,8 0,6 0,2 10,4

3,0 0,8 0,5 0,3 0,1 4,6

2,7 0,9 1,0 1,2 0,5 6,3

Total 13,6 2,7 2,2 2,1 0,8 21,4

Gráfico 66 – Consumo de tempo por faixa de população e modo agregado (bilhões de horas/ano) – 2010

16,0

Bilhões de horas/ano

14,0 12,0 10,0

13,6 Total = 21,4 bilhões de horas/ano

2,7

3,0

8,0 6,0 4,0

7,9

2,7 0,9 0,8 0,9

2,0 >1 Milhão

500-1.000 mil Coletivo

2,2 1,0 0,8

0,5

250-500 mil Individual

2,1 1,2 0,6

0,3

0,8 0,2

100-250 mil

0,5 0,1

60-100 mil

Não motorizado

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

62


Gráfico 67 – Consumo de tempo por habitante por dia (minutos) – 2010

70

64

60

13

Minutos/habitante/dia

50 14 40

35

31 30

10 11

20

37

19

9

8

10

500-1.000 mil

8 2

7

4

250-500 mil

100-250 mil

>1 Milhão

13

8

4

11

8

15

Coletivo

4

17 2

60-100 mil

Individual

Sistema

Não motorizado

Gráfico 68 – Tempo médio de viagem por faixa de população e por modo agregado (minutos) – 2010 45

42

40

36

Minutos/usuários/viagem

35 30

30 26

25

26 22 21

20

22 19

19 17

15

15 11

10

17 16 15 15 16 16

17

15 15

9 8

5 Coletivo >1 Milhão

Individual 500-1.000 mil

250-500 mil

Não motorizado 100-250 mil

Total (ponderado) 60-100 mil

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

Sistema

63


3.3 Energia 3.3.1 Dados totais Tabela 37 – Consumo de energia por modo (milhões de TEP – toneladas equivalentes de petróleo por ano) – 2010 Sistema

Milhões TEP Part. (%)

Ônibus municipal Ônibus metropolitano Trilhos Transporte Coletivo - Total

1,80 0,59 0,57 2,93

14 5 5 23

Auto Moto Transporte Individual - Total

9,21 0,46 9,67

73 4 77

Total

12,61

100

Gráfico 69 – Consumo de energia por modo (milhões de TEP) – 2010

12,00 9,67

Milhões de TEP/ano

10,00

9,21

Total = 12,61 milhões de TEP/ano 8,00

6,00

4,00

2,93 1,77

2,00

0,59

0,57

0,46

-

M

ic i un

l pa M

no lita o p ro et

os ilh Tr

TC

to Au

M

o ot

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

TI

64


Gráfico 70 – Consumo de energia por modo (%) – 2010

Municipal 14%

Moto 4%

Metropolitano 5% Trilhos 5%

Auto 73%

3.3.2 Dados por faixa de população Tabela 38 – Consumo de energia por faixa de população (milhões de TEP/ano) – 2010 Faixa de população >1 Milhão 500-1.000 mil 250-500 mil 100-250 mil 60-100 mil Total

Coletivo

Individual

Total

2,08 0,25 0,26 0,26 0,09 2,93

6,20 1,68 0,94 0,68 0,17 9,67

8,29 1,93 1,19 0,94 0,26 12,61

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

65


Gráfico 71 – Consumo de energia por faixa de população e por modos individual e coletivo (milhões de TEP/ano) – 2010 9,00

8,29

8,00

Milhões de TEP/ano

7,00 6,00 6,20

5,00 4,00 3,00

1,93

2,00

1,19

1,68

2,08

1,00

0,94 0,25

>1 Milhão

500-1.000 mil

0,94 0,68

0,26

250-500 mil

0,26

0,09

100-250 mil

Transporte Coletivo

0,26

0,17

60-100 mil

Transporte Individual

Gráfico 72 – Consumo de energia por modo e por faixa de população (%) – 2010

100%

0%

7%

90%

7%

80%

12%

12%

0% 3%

0% 19%

0%

0% 27%

0%

0% 34%

5% 5% 14%

6%

3%

70%

3%

4% 8% 12%

60% 50% 40%

84% 73%

72%

30%

73%

65% 55%

20% 10% 0% >1 Milhão Auto

500-1.000 mil Moto

250-500 mil Municipal

100-250 mil

60-100 mil

Metropolitano

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

Sistema Trilhos

66


Gráfico 73 – Energia por habitante por modo e faixa de população (GEP/hab. dia) – 2010

700

651

GEP/habitante/dia

600 500 488

400

376 343

300 175

328

200 100

>1 Milhão

108

137

164

0

263 77

49

38

79 29

500-1.000 mil

250-500 mil

100-250 mil

TC

51 26

80

60-100 mil

Sistema

TI

3.4 Combustível Tabela 39 – Consumo (bilhões/ano) – 2010 Faixa de População >1 Milhão 500-1.000 mil 250-500 mil 100-250 mil 60-100 mil Total

de

combustíveis

líquidos

na

mobilidade

Diesel (l)

Gasolina – Auto (l)

Gasolina – Moto (l)

2,64 0,29 0,30 0,30 0,10 3,64

7,76 2,09 1,13 0,79 0,19 11,95

0,28 0,09 0,09 0,10 0,04 0,60

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

67


Gráfico 74 – Consumo de combustíveis líquidos na mobilidade, por faixa de população – 2010

9,00 8,0 8,00 Total Diesel = 3,6 litros Total Gasolina = 12,5 litros

Bilhões de litros/ano

7,00 6,00 5,00 4,00 3,00

2,64

2,2

2,00

1,2

1,00

0,9

0,30

0,29

0,30

0,10 0,2

>1 Milhão

500-1.000 mil

250-500 mil

100-250 mil

Diesel

60-100 mil

Gasolina

Gráfico 75 – Consumo de combustíveis líquidos na mobilidade, em litros por habitante por dia – 2010 0,70

0,63

Litros/habitante/dia

0,60 0,50 0,42 0,40

0,34

0,30 0,21

0,18

0,20

0,10

0,10

0,06

0,04

0,03

0,10 0,03

0,07

>1 Milhão

500-1.000 mil TC (Diesel)

250-500 mil

100-250 mil

60-100 mil

Total

TI (Gasolina)

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

68


4 Externalidades 4.1 Poluição A emissão de poluentes foi estimada considerando dois tipos: poluentes locais (Monóxido de Carbono (CO), Hidrocarbonetos (HC), Óxidos de Nitrogênio (NOx), Óxidos de Enxofre (SOx) e Material Particulado (MP)) e poluente de efeito estufa (Dióxido de Carbono (CO2)). As emissões totais representam a soma das emissões destes dois tipos. Tabela 40 – Emissões totais dos veículos (milhões toneladas/ano) – 2010 Sistema

Milhões toneladas

Milhões toneladas parâmetros 2009

Part. (%)

Ônibus municipal Ônibus metropolitano Transporte Coletivo - Total

7,1 2,8 9,9

7,3 2,8 10,1

25 10 35

Auto Moto Transporte Individual - Total

17,0 1,3 18,3

18,0 1,4 19,5

60 5 65

Total

28,2

29,5

100

Gráfico 76 – Emissões totais por modo – 2010

Moto 5%

Auto 60%

Municipal 25%

Metropolitano 10%

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

69


Gráfico 77 – Emissões totais por modo – 2010 (com parâmetros de 2009)

Moto 5%

Municipal 25%

Metropolitano 9% Auto 61%

Tabela 41 – Emissões totais dos veículos (milhões toneladas/ano) – 2010 Faixa Pop.

Municipal

Metropolitano

Auto

Moto

2,5 0,0 0,2 0,0 0,0

TC 6,5 1,0 1,1 1,0 0,4

>1 Milhão 500-1.000 mil 250-500 mil 100-250 mil 60-100 mil

4,0 1,0 0,9 1,0 0,4

11,1 3,0 1,6 1,1 0,3

0,6 0,2 0,2 0,2 0,1

TI 11,7 3,2 1,8 1,3 0,4

Total 18,1 4,2 2,9 2,4 0,7

Total

7,1

2,8

9,9

17,0

1,3

18,3

28,2

Tabela 42 – Emissões totais dos veículos (milhões toneladas/ano) – 2010 (com parâmetros de 2009) Faixa Pop.

Municipal

Metropolitano

Auto

Moto

2,5 0,0 0,2 0,0 0,0

TC 6,5 1,0 1,1 1,1 0,4

>1 Milhão 500-1.000 mil 250-500 mil 100-250 mil 60-100 mil

3,9 1,0 0,9 1,0 0,4

11,7 3,2 1,7 1,2 0,3

Total

7,3

2,8

10,1

18,0

0,7 0,2 0,2 0,2 0,1

TI 12,4 3,4 1,9 1,4 0,4

Total 18,9 4,4 3,0 2,5 0,8

1,4

19,5

29,5

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

70


Gráfico 78 – Emissões totais por modo, por faixa de população (milhões toneladas/ano) – 2010 20,0 18,0

18,1 0,6

Milhões de toneladas/ano

16,0 14,0 12,0

11,1

10,0 8,0 6,0

2,5

4,2

4,0 2,0

0,2

2,9

3,0

3,9

1,0

>1 Milhão

0,0

500-1.000 mil

0,2

1,6 0,9

0,2

250-500 mil

Municipal

Metropolitano

2,4 1,1 1,0

0,2 0,7

0,4

100-250 mil

0,1 0,3

60-100 mil

Auto

Moto

Gráfico 79 – Emissões totais por modo, por faixa de população (milhões toneladas/ano) – 2010 (com parâmetros de 2009)

20,0

18,9

0,7

18,0

Milhões de toneladas/ano

16,0 14,0 12,0

11,7

10,0 8,0 6,0

2,5

4,4

4,0 2,0

0,2

3,2

3,9

1,0

>1 Milhão Municipal

0,0

500-1.000 mil

3,0 1,7 0,9

0,2 0,2

250-500 mil Metropolitano

2,5 1,2 1,1

0,2 0,4

100-250 mil Auto

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

0,8

0,1 0,3

60-100 mil Moto

71


Gráfico 80 – Emissões totais por habitante por dia, por modo e por faixa de população (grama/habitante/dia) – 2010 1.600 1.422 1.400

49

gr/habitante/dia

1.200 1.000

870

815

800

768 37

35

600 581 400 200

9

306

235

28 29

187

130

500-1.000 mil

250-500 mil

0 >1 Milhão

463

422

197

Ôn. Mun.

273 129 120

25

207

0

77 105

100-250 mil

Ôn. Met.

25

75

0

194

60-100 mil

Auto

Total geral Moto

Gráfico 81 – Emissões totais por habitante por dia, por modo e por faixa de população (grama/habitante/dia) – 2010 (com parâmetros de 2009) 1.600 1.422 1.400

49

gr/habitante/dia

1.200 1.000

870

815

800

768 37

35

600 581 400 200

9

306

235

28 29

187

130

500-1.000 mil

250-500 mil

0 >1 Milhão

463

422

197

Ôn. Mun.

Ôn. Met.

273 129 120

25

207

25

75

0

77 105

0

194

100-250 mil

60-100 mil

Auto

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

Total geral Moto

72


Tabela 43 – Emissão de poluentes por tipo e faixa de população (milhões de toneladas/ano) – 2010 Faixa de População

Poluentes 12 Locais

Poluentes Locais 13 Parâmetros 2009

Poluente 14 Estufa

Total

Total

>1 Milhão

0,3

1,1

17,8

18,1

18,9

500-1.000 mil

0,1

0,3

4,1

4,2

4,4

250-500 mil

0,1

0,2

2,8

2,9

3,0

100-250 mil

0,0

0,1

2,3

2,4

2,5

60-100 mil

0,0

0,0

0,7

0,7

0,8

Total

0,5

1,7

27,7

28,2

29,5

Parâmetros 2009

Gráfico 82 – Emissões de poluentes locais por modo, por faixa de população (mil toneladas/ano) – 2010 (com parâmetros novos)

350 300

300 37 Total = 0,483 milhão de toneladas/ano

Mil toneladas/ano

250 200 150

194

100 50

74 11

27 42

52 10

>1 Milhão

51

1

500-1.000 mil Municipal

10

28

12

44

2

20

13

250-500 mil Metropolitano

11

100-250 mil Auto

5

14

5 4

60-100 mil Moto

12

Poluentes locais: Monóxido de Carbono (CO), Hidrocarbonetos (HC), Óxidos de Nitrogênio (NOx), Óxidos de Enxofre (SOx) e Material Particulado (MP). 13 Os valores de emissão de poluentes locais sofreram uma grande redução em 2010 porque mudaram os parâmetros de cálculo feitos pela CETESB do Estado de São Paulo e por nós usados neste relatório. Os novos parâmetros foram estimados pela CETESB/SP após a eliminação da parte da frota de veículos com idade alta e que provavelmente não circulava mais, usando novo cálculo de descarte/sucateamento aplicado à venda de veículos e também para dados de quilometragem anual rodada pela frota, segundo o Inventário Nacional de Emissões Atmosféricas por Veículos Automotores Rodoviários, do Ministério do Meio Ambiente. Para permitir uma melhor visualização por parte do leitor incluímos também, pela última vez, as emissões que resultariam da utilização dos parâmetros usados em 2009. A partir do próximo ano, serão usados apenas os parâmetros novos. . 14 Poluente de efeito estufa: Dióxido de Carbono (CO2).

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

73


Gráfico 83 – Emissões de poluentes locais por modo, por faixa de população (mil toneladas/ano) – 2010 (com parâmetros de 2009)

1.200

Mil toneladas/ano

1.000

1.089 94 Total = 1,730 milhão de toneladas/ano

800

600

858

400 281

29

177

200 231

54 83

-

20

>1 Milhão

1

19

500-1.000 mil

Municipal

29

142

4

87

125

250-500 mil

32

100-250 mil

Metropolitano

13

42

20

23

8

60-100 mil

Auto

Moto

Gráfico 84 – Emissões de poluentes locais por modo, por faixa de população (%) – 2010 (com parâmetros novos)

100% 90%

12%

15%

16%

22%

29%

80%

38%

70% 60% 50%

65%

55%

70%

62%

45%

34%

40% 30% 20% 10%

9%

1%

14%

14%

19%

1

2

3

0%

0%

4% 26%

28%

4

5

6% 16%

0%

Municipal

Metropolitano

Auto

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

6 Moto

74


Gráfico 85 – Emissões de poluentes locais por modo, por faixa de população (%) – 2010 (com parâmetros de 2009)

100%

9%

10%

90%

11%

16%

23%

31%

80% 70% 60% 50%

79%

82%

70%

76%

61%

49%

40% 30%

0%

20% 10% 0%

2%

0%

5% 8%

7%

11%

1

2

3

Municipal

0% 16%

20%

4

5

Metropolitano

3% 9% 6

Auto

Moto

Gráfico 86 – Emissões de poluentes do efeito estufa por modo, por faixa de população (milhões toneladas/ano) – 2010

20,0 18,0

17,8 0,6

Milhões de toneladas/ano

16,0 Total = 27,7 milhões de toneladas

14,0 12,0

10,9

10,0 8,0 6,0

2,5

4,1

4,0 2,0

2,9

3,9

0,9

>1 Milhão

0,2 0,0

500-1.000 mil

Municipal

2,8 1,6 0,9

0,2 0,2

250-500 mil Metropolitano

2,3 1,1 1,0

0,2 0,3

100-250 mil Auto

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

0,7

0,1 0,4

60-100 mil Moto

75


Gráfico 87 – Emissões de poluentes do efeito estufa por modo, por faixa de população (%) – 2010 100%

3%

4%

6%

9%

12%

56%

47%

37%

90% 80% 70%

61%

60%

71% 0%

50% 0% 40% 30%

7% 14%

1%

20% 10%

51%

44% 31%

22%

23%

>1 Milhão

500-1.000 mil

0%

Municipal

250-500 mil Metropolitano

100-250 mil

60-100 mil

Auto

Moto

Tabela 44 – Emissões de poluentes locais por mil habitantes, por faixa de população (ton/mil hab.) – 2010 Faixa de População >1 Milhão 500-1.000 mil 250-500 mil 100-250 mil 60-100 mil Total

Ôn. Mun.

Ôn. Met.

Auto

Moto

Total

3,3 2,0 1,4 1,3 1,1 2,1

2,1 0,1 0,3 0,0 0,0 0,8

15,2 10,5 4,1 2,3 1,4 8,1

2,9 2,2 1,7 1,5 1,5 2,1

23,6 14,5 7,5 5,0 4,0 13,1

Tabela 45 – Emissões de poluentes locais por mil habitantes, por faixa de população (ton/mil hab.) – 2010 (com parâmetros de 2009) Faixa de População >1 Milhão 500-1.000 mil 250-500 mil 100-250 mil 60-100 mil Total

Ôn. Mun.

Ôn. Met.

Auto

Moto

Total

6,5 4,0 2,8 2,7 2,4 4,2

4,2 0,2 0,6 1,6

67,4 45,1 18,2 10,0 6,0 35,9

7,4 5,6 4,2 3,7 3,8 5,4

85,6 54,9 25,9 16,4 12,2 47,1

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

76


Gráfico 88 – Emissões de poluentes locais por habitantes, por faixa de população (gr/hab./dia) – 2010 (com parâmetros novos) 25,0

23,6 2,9

gr/habitante/dia

20,0

14,5

15,0

13,1

2,2

15,2

2,1

10,0 7,5 1,7

10,2 5,0

2,1 0,1

0,3

2,0

1,4

500-1.000 mil

250-500 mil

-

Municipal

4,0 1,5 1,4

1,5

4,1

3,3 >1 Milhão

8,1 5,0 2,3 1,3 100-250 mil

Metropolitano

0,8 2,1

1,1

60-100 mil Auto

Sistema Moto

Gráfico 89 – Emissões de poluentes locais por habitantes, por faixa de população (gr/hab./dia) – 2010 (com parâmetros de 2009) 90,0 80,0

85,6 7,4

70,0

gr/habitante/dia

60,0

54,9 5,6

50,0

47,1

67,4

5,4

40,0 30,0

25,9 4,2

45,1

20,0 10,0 -

35,9 16,4 3,7

18,2 4,2 0,2

6,5

4,0

>1 Milhão

500-1.000 mil

Municipal

12,2 3,8 6,0

10,0 2,8

0,6

250-500 mil Metropolitano

2,7 100-250 mil

2,4

60-100 mil Auto

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

4,2

1,6

Sistema Moto

77


Tabela 46 – Emissões de poluentes do efeito estufa por mil habitantes, por faixa de população (ton/mil hab.) – 2010 Faixa de População >1 Milhão 500-1.000 mil 250-500 mil 100-250 mil 60-100 mil Total

Ôn. Mun.

Ôn. Met.

Auto

Moto

Total

91 56 39 35 31 58

59 3 9 0 0 22

256 171 69 38 23 137

14 10 8 7 7 10

420 240 124 80 61 226

Gráfico 90 – Emissões de poluentes do efeito estufa por habitantes, por faixa de população (gr/hab./dia) – 2010

1.600 1.400

1.398 46

gr/habitante/dia

1.200 1.000 854

755

800

800

34

33

600 571 400 200

195 9 303

26

268

29

127

231

203

23

74

24

185

128

118

76 104

192

500-1.000 mil

250-500 mil

100-250 mil

60-100 mil

Sistema

>1 Milhão

455

414

Municipal

Metropolitano

Auto

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

Moto

78


5 Custos 5.1 Custos da Mobilidade Tabela 47 – Custos da mobilidade por tipo (bilhões de reais/ano) – 2010 Tipo TC - Custo Individual 16 TC - Custo Social TC - Total TI - Custo Individual 18 TI - Custo Social TI - Total

Valor (bilhões de reais/ano)

Participação (%)

27,4 0,8 28,2

18 1 19

110,4 11,8 122,2

73 8 81

150,5

100%

15

17

Total

Gráfico 91 – Custos da mobilidade por tipo (bilhões de reais/ano) – 2010

2.000

1.890

1.800

72

1.600

Reais/hab/ano

1.400 1.200

1.294 90

1.228 96

1.393

1.000

911 114

800

707 112

1.000 600 5

400 200

661 505

413

6

421

8

197

128

500-1.000 mil

250-500 mil

>1 Milhão

901

619 121

TC - Custo Individual

TC - Custo Social

82

8

100-250 mil

77

7 9

60-100 mil

TI - Custo Individual

223 Brasil

TI - Custo Social

15

Custo individual do transporte coletivo – recursos gastos pelos usuários para utilização do sistema de transporte coletivo. 16 Custo social do transporte coletivo – recursos gastos pelo poder público para o funcionamento do sistema de transporte público (porcentagem do valor da infra-estrutura viária). 17 Custo individual do transporte individual – recursos gastos pelos usuários do transporte individual. 18 Custo público do transporte individual – recursos gastos pelo poder público para o funcionamento do sistema de transporte individual (porcentagem do valor da infra-estrutura viária).

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

79


Gráfico 92 – Custos da mobilidade por tipo (%) – 2010

TC - Custo Individual 18%

TI - Custo Social 8%

TC - Custo Social 1%

TI - Custo Individual 73%

Tabela 48 – Custo da mobilidade por tipo e faixa de população (bilhões de reais/ano) – 2010 Faixa Pop. >1 Milhão 500-1.000 mil 250-500 mil 100-250 mil 60-100 mil Total Global

TC - Custo Individual

TC - Custo Social

TI - Custo Individual

TI - Custo Social

Total

17,8 3,4 2,9 2,4 0,9 27,4

0,2 0,1 0,2 0,2 0,1 0,8

59,0 17,1 15,1 14,6 4,7 110,4

3,1 1,5 2,6 3,2 1,4 11,8

80,2 22,1 20,8 20,4 7,0 150,5

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

80


Gráfico 93 – Custo da mobilidade por tipo e faixa de população (bilhões de reais/ano) – 2010 90,0 80,0

80,2 3,1 Total = 150,5 bilhões de reais

Bilhões de reais/ano

70,0 60,0 50,0

59,0

40,0 30,0 22,1 20,0 10,0

20,8

1,5

0,2 17,1

17,8

3,4

>1 Milhão

20,4 3,2

2,6 15,1 0,1

500-1.000 mil

TC - Custo Individual

2,9

0,2

250-500 mil

TC - Custo Social

7,0

14,6 2,4

0,2

1,4 0,9

100-250 mil TI - Custo Individual

4,7

0,1

60-100 mil TI - Custo Social

Gráfico 94 – Custo da mobilidade por faixa de população (%) – 2010

60-100 mil 5% 100-250 mil 14%

250-500 mil 14%

>1 Milhão 52%

500-1.000 mil 15%

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

81


Gráfico 95 – Custo da mobilidade por habitante, por tipo e faixa de população (reais/ano) – 2010 2.000

1.890

1.800

72

1.600

Reais/hab/ano

1.400 1.200

1.294 90

1.228 96

1.393

1.000

911 114

800

707 112

1.000 600 5

400 200

661 505

413

6

421

8

197

128

500-1.000 mil

250-500 mil

>1 Milhão

901

619 121

TC - Custo Individual

TC - Custo Social

82

8

100-250 mil

7 9

77

60-100 mil

TI - Custo Individual

223 Brasil

TI - Custo Social

Gráfico 96 – Custos individuais da mobilidade por habitante, por tipo e faixa de população (reais/dia) – 2010

Custo individual por habitante por dia (R$)

7,00 6,00

6,04

5,00 3,99 4,00

3,75

4,64

3,00

2,63 3,33

2,00

1,96

3,00 1,63

2,20 1,00

1,68

1,38

1,40 0,66

0,43

0,27

0,26

500-1.000 mil

250-500 mil

100-250 mil

60-100 mil

>1 Milhão

Transporte Coletivo

0,74 Brasil

Transporte Individual

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

82


5.2 Custos das externalidades Conforme explicado anteriormente, os parâmetros de emissões adotados pela CETESB/SP, base para este relatório, foram significativamente alterados para o ano de 2010. Assim, as tabelas e gráficos a seguir apresentam a estimativa de custos com emissões considerando os novos parâmetros e considerando os parâmetros de 2009. Tabela 49 – Custos de externalidades (bilhões de reais/ano) – 2010 Tipo

2010

2010

Participação (%)

Parâmetros 2009

TC - Poluição TC - Acidentes TC - Total

2,0 1,6 3,6

2,1 1,6 3,8

12 10 21

TI - Poluição TI - Acidentes TI - Total

3,4 10,0 13,4

5,6 10,0 15,6

20 59 79

Total

17,0

19,3

100

Gráfico 97 – Custos de externalidades por tipo (bilhões de reais/ano) – 2010 (com parâmetros novos)

16,0 13,4

Bilhões de reais/ano

14,0 12,0

Custo total das externalidades em 2010 = 17,0 bilhões de reais/ano

10,0 10,0

8,0 6,0 3,6 4,0 2,0

1,6 2,0

3,4

0,0 Transporte Coletivo Custo Poluição

Transporte Individual Custo Acidentes

Gráfico 98 – Custos de externalidades por tipo (bilhões de reais/ano) – 2010 (com parâmetros de 2009) Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

83


18,0 15,6

16,0

Bilhões de reais/ano

14,0 12,0

Custo total das externalidades em 2010 = 19,3 bilhões de reais /ano

10,0

10,0 8,0 6,0

3,8

4,0 1,6

2,0

5,6

2,1

0,0 Transporte Coletivo

Transporte Individual

Custo Poluição

Custo Acidentes

Gráfico 99 – Custos de externalidades por tipo (%) – 2010 (com parâmetros novos)

TC - Poluição 12% TC - Acidentes 10%

TI - Acidentes 59%

TI - Poluição 20%

Gráfico 100 – Custos de externalidades por tipo (%) – 2010 (com parâmetros de 2009)

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

84


TC - Poluição 11% TC - Acidentes 9% TI - Acidentes 52% TI - Poluição 29%

Tabela 50 – Custos das externalidades, por tipo e faixa de população (bilhões de reais/ano) – 2010 (com parâmetros novos) Faixa população >1 Milhão 500-1.000 mil 250-500 mil 100-250 mil 60-100 mil Total

TC - Poluição TC - Acidentes TI - Poluição TI - Acidentes 1,3 0,2 0,2 0,2 0,1 2,0

0,6 0,2 0,3 0,3 0,1 1,6

2,2 0,6 0,3 0,3 0,1 3,4

3,9 1,4 1,8 2,1 0,8 10,0

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

Total 8,0 2,4 2,7 2,9 1,1 17,0

85


Tabela 51 – Custos das externalidades, por tipo e faixa de população (bilhões de reais/ano) – 2010 (com parâmetros de 2009) Faixa população

TC - Poluição TC - Acidentes TI - Poluição TI - Acidentes

>1 Milhão 500-1.000 mil 250-500 mil 100-250 mil 60-100 mil Total

1,4 0,2 0,2 0,2 0,1 2,1

0,6 0,2 0,3 0,3 0,1 1,6

3,5 0,4 1,0 0,6 0,1 5,6

Total

3,9 1,4 1,8 2,1 0,8 10,0

9,5 2,2 3,3 3,2 1,1 19,3

Gráfico 101 – Custo das externalidades por tipo e faixa de população (bilhões de reais/ano) – 2010 (com parâmetros novos)

9,0 8,0

8,0

Bilhões de reais

7,0 6,0

Total = 17,0 bilhões de reais/ano

3,9

5,0 4,0 3,0 2,0 1,0

2,7

2,2

2,4

>1 Milhão

0,2

0,6

0,2

500-1.000 mil

TC - Poluição

2,1

1,8

1,4

0,6 1,3

2,9

0,2

0,3 0,3

250-500 mil

TC - Acidentes

0,2

1,1 0,3 0,3

0,1

100-250 mil TI - Poluição

0,8

0,1 0,1

60-100 mil TI - Acidentes

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

86


Gráfico 102 – Custo das externalidades por tipo e faixa de população (bilhões de reais/ano) – 2010 (com parâmetros de 2009)

10,0

9,5

9,0

Bilhões de reais

8,0 7,0

Total = 19,3 bilhões de reais/ano

3,9

6,0 5,0 4,0

3,5

3,0 2,0 1,0

2,2 0,6

3,3

3,2

1,8

2,1

1,0

0,6

1,4

1,4

0,2

>1 Milhão

0,4

0,2

500-1.000 mil

TC - Poluição

1,1 0,3

0,2

250-500 mil

TC - Acidentes

0,2

0,3

0,1

100-250 mil

TI - Poluição

0,8

0,1 0,1

60-100 mil TI - Acidentes

Gráfico 103 – Custo das externalidades por faixa de população (%) – 2010 (com parâmetros novos)

60-100 mil 6% 100-250 mil 17% >1 Milhão 47% 250-500 mil 16%

500-1.000 mil 14%

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

87


Gráfico 104 – Custo das externalidades por faixa de população (%) – 2010 (com parâmetros de 2009)

60-100 mil 6% 100-250 mil 17%

>1 Milhão 49% 250-500 mil 17%

500-1.000 mil 11%

Gráfico 105 – Custo das externalidades por habitante, por tipo e faixa de população (reais/ano) – 2010 (com parâmetros novos) 200

189

180 160

Reais/hab/ano

140

139

93

139 117

120

101

100 80

73

60

20

81

79

51

40

94

79

70 28

35

15

15

9 12 7

6 12 6

13

12

13 9

500-1.000 mil

250-500 mil

100-250 mil

60-100 mil

Brasil

13

30

>1 Milhão

TC - Poluição

TC - Acidentes

TI - Poluição

16

TI - Acidentes

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

88


Gráfico 106 – Custo das externalidades por habitante, por tipo e faixa de população (reais/ano) – 2010 (com parâmetros de 2009)

250 223 200

Reais/hab/ano

93 158

144

150 130

112 100

81

98

79 79

83

73 70 50

45

42

15

24

32

13 13

13 9

12 8

10 12 7

13

>1 Milhão

500-1.000 mil

250-500 mil

100-250 mil

60-100 mil

Brasil

-

TC - Poluição

19

TC - Acidentes

TI - Poluição

17

TI - Acidentes

5.3 Custos totais

Tabela 52 – Custos totais da mobilidade urbana (bilhões de reais por ano) – 2010 (com parâmetros novos) R$ bilhões/ano Sistema Transporte Coletivo Transporte Individual Total

Mobilidade

Externalidades

Custo Individual Custo Social 27,4 110,4 137,8

0,8 11,8 12,6

Poluição

Acidentes

2,0 3,4 5,4

1,6 10,0 11,6

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

Total 31,8 135,7 167,5

89


Tabela 53 – Custos totais da mobilidade urbana (bilhões de reais por ano) – 2010 (com parâmetros de 2009) R$ bilhões/ano Sistema

Mobilidade

Externalidades

Custo Individual Custo Social

Transporte Coletivo Transporte Individual Total

27,4 110,4 137,8

0,8 11,8 12,6

Total

Poluição

Acidentes

2,1 5,6 7,8

1,6 10,0 11,6

31,1 131,8 169,8

Gráfico 107 – Custos totais da mobilidade por modo (bilhões de reais/ano) – 2010 (com parâmetros novos)

160,0 135,7 140,0

Bilhões de reais/ano

120,0

10,0

Custo total = 167,5 bilhões de reais/ano

3,4

11,8

100,0 80,0 60,0

110,4 31,8

40,0 20,0

1,6 2,0

0,8 27,4

Transporte Coletivo Custo Individual

Transporte Individual Custo Social

Poluição

Acidentes

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

90


Gráfico 108 – Custos totais da mobilidade por modo (bilhões de reais/ano) – 2010 (com parâmetros de 2009)

160,0 137,8 140,0

Bilhões de reais/ano

120,0

10,0 5,6 11,8

Custo total = 169,8 bilhões de reais/ano

100,0 80,0 60,0

110,4 32,0

40,0 20,0

1,6 2,1

0,8 27,4

Transporte Coletivo Custo Individual

Transporte Individual Custo Social

Poluição

Acidentes

Gráfico 109 - Custos totais da mobilidade por modo (%) – 2010

Transporte Coletivo 19%

Transporte Individual 81%

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

91


Gráfico 110 – Custos totais da mobilidade por modo e tipo – 2010

TI - Acidentes 6% TI - Poluição TI - Social 2% 7%

TC - Individual 16% TC - Social 1% TC - Poluição 1% TC - Acidentes 1%

TI - Individual 66%

Gráfico 111 – Custos totais da mobilidade por modo e tipo – 2010 (com parâmetros de 2009)

TI - Acidentes 6% TI - Poluição 3% TI - Social 7%

TC - Individual 16% TC - Social 0% TC - Poluição 1% TC - Acidentes 1%

TI - Individual 66%

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

92


Gráfico 112 – Custos totais da mobilidade do transporte coletivo por tipo – 2010 TC - Acidentes 5% TC - Poluição 6% TC - Social 3%

TC - Individual 86%

Gráfico 113 – Custos totais da mobilidade do transporte coletivo por tipo – 2010 (com parâmetros de 2009) TC - Acidentes 5% TC - Poluição 7% TC - Social 3%

TC - Individual 85%

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

93


Gráfico 114 – Custos totais da mobilidade do transporte individual por tipo – 2010 TI - Acidentes 7% TI - Poluição 3% TI - Social 9%

TI - Individual 81%

Gráfico 115 – Custos totais da mobilidade do transporte individual por tipo – 2010 (com parâmetros de 2009)

TI - Acidentes 7% TI - Poluição 4% TI - Social 9%

TI - Individual 80%

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

94


5.4 Patrimônio19 Tabela 54 – Valor estimado do patrimônio envolvido na mobilidade urbana, por modo agregado (bilhões de reais) – 2010 Modo agregado Transporte coletivo Transporte individual Total

Veículos (bilhões Infra-Estrutura Total (bilhões de reais) (bilhões de reais) de reais) 54,8 1.069,2 1.123,9

184,9 691,9 876,8

239,7 1.761,1 2.000,8

Gráfico 116 – Valor estimado do patrimônio envolvido na mobilidade urbana, por modo agregado (bilhões de reais) – 2010

2.000,0

1.761,1

1.800,0 1.600,0

Bilhões de reais

1.400,0

Total do patrim ônio envolvido na m obilidade = 2.001 bilhões de reais

691,9

1.200,0 1.000,0 800,0 600,0 400,0 200,0

1.069,2

239,7 184,9

54,8

0,0 Transporte Coletivo Veículos

Transporte Individual Infra-Estrutura

19

Para efeito de estimativa de patrimônio envolvido na mobilidade, foram considerados valores de aquisição de veículos novos e de construção de infra-estrutura nova. Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

95


Gráfico 117 – Participação do tipo de patrimônio por modo agregado (%) – 2010

100% 90% 80%

39%

44%

61%

56%

Transporte Individual

Total

70% 60%

77%

50% 40% 30% 20% 10%

23%

0% Transporte Coletivo Veículos

Infra-Estrutura

Tabela 55 – Patrimônio estimado para a mobilidade urbana, por modo agregado, por faixa de população (bilhões de reais) – 2010

Faixa de pop. >1 Milhão 500-1.000 mil 250-500 mil 100-250 mil 60-100 mil Total

Transporte coletivo Transporte individual Veículos Infra-Estrutura Veículos Infra-Estrutura 43,7 3,3 3,4 3,2 1,2 54,8

144,8 9,9 10,9 13,6 5,8 184,9

460,6 144,4 187,0 206,0 71,2 1.069,2

178,8 90,5 151,9 190,0 80,6 691,9

Total 827,9 248,0 353,2 412,9 158,7 2.000,8

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

96


Gráfico 118 – Patrimônio estimado para a mobilidade urbana, por modo agregado, por faixa de população (bilhões de reais) – 2010

900,0 828 800,0

Bilhões de reais

700,0

Valor total estim ado para o patrim ônio da m obilidade = 2.001 bilhões de reais

178,8

600,0 500,0 400,0

413

460,6

353

300,0

90,5

200,0 100,0 -

190,0

151,9

248

144,8

144,4 3,3

43,7 >1 Milhão

187,0 9,9

500-1.000 mil

Veículos TC

10,9

3,4

13,6

3,2

250-500 mil

Infraestrutura TC

159 80,6

206,0

1,2 71,2 5,8

100-250 mil

Veículos TI

60-100 mil Infraestrutura TI

Gráfico 119 – Participação do tipo de patrimônio por modo agregado, por faixa de população (%) – 2010

100% 90%

22% 36%

80%

35%

43%

46%

51%

70% 60% 50%

56%

40%

53%

58%

30%

53%

50%

45%

20% 10% 0%

17% 1%

5% >1 Milhão

4%

500-1.000 mil

Veículos TC

1%

3%

250-500 mil

Infraestrutura TC

1%

3%

100-250 mil Veículos TI

1%

4%

60-100 mil

9%

3%

Total

Infraestrutura TI

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

97


Gráfico 120 – Patrimônio estimado por habitante, por modo agregado, por faixa de população (R$) – 2010 25.000

Reais por habitante

20.000

19.525 15.506

4.218

16.329

14.539

15.000

14.282

13.952 5.647

6.668

5.305 10.000

6.573

10.862

7.086

8.726 8.463

5.000 3.415 -

8.210 577

1.030

193

>1 Milhão

500-1.000 mil

Veículos TC

150

7.126 478

250-500 mil Infra-Estrutura TC

112

6.257 471

100-250 mil VeículosTI

101

508

60-100 mil

1.509 447 Brasil

Infra-Estrutura TI

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

98


6 Transporte Público 6.1 Transporte Coletivo 6.1.1 Dados Operacionais

6.1.1.1 Dados Totais por Sub-Sistema Tabela 56 – Dados operacionais de Transporte Coletivo – 2010 Sistema Ônibus municipal Ônibus metropolitano Trilhos Total

Pass. Transp. (milhões/ano)

Quilometragem em serviço (milhões/ano)

Frota

12.263 2.862 2.208 17.333

5.897 2.278 387 8.562

77.753 25.318 3.034 106.105

Gráfico 121 – Demanda no transporte coletivo (bilhões de viagens por ano) – 2010

14,0 12,3 Bilhões de viagens/ano

12,0

Total = 17,3 bilhões de viagens/ano

10,0 8,0 6,0 4,0

2,9

2,2

2,0 0,0 Ônibus municipal

Ônibus metropolitano

Trilhos

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

99


Gráfico 122 – Quilometragem no transporte coletivo (bilhões de quilômetros por ano) – 2010

Bilhões de quilômetros/ano

7,0 6,0

5,9 Total = 8,6 bilhões de quilômetros/ano

5,0 4,0 3,0

c

2,3

2,0 1,0

0,4

0,0 Ônibus municipal

Ônibus metropolitano

Trilhos

Gráfico 123 – Frota no transporte coletivo (mil veículos) – 2010

90,0 80,0

77,8

Total = 106,1 mil veículos

70,0

Mil veículos

60,0 50,0 40,0 30,0

25,3

20,0 10,0

3,0

0,0 Ônibus municipal

Ônibus metropolitano

Trilhos

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

100


Gráfico 124 – IPK20 (índice de passageiros por quilômetro) do TC – 2010

IPK (Índice de Passageiros/km)

6,00

5,70

5,00 4,00

3,00 2,08 2,00 1,26 1,00 0,00 Ônibus municipal

Ônibus metropolitano

Trilhos

Gráfico 125 – PVD21 (passageiros por veículo por dia) do TC – 2010

PVD (Passageiro/Veículo/Dia)

3.000 2.426

2.500 2.000 1.500 1.000 526 500

377

0 Ônibus municipal

Ônibus metropolitano

Trilhos

20

Trata-se do IPK físico, ou seja, a relação entre a quantidade de passageiros totais pela quilometragem percorrida. 21 Trata-se do PVD físico, ou seja, a relação entre os passageiros totais pela frota. Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

101


Gráfico 126 – Número de viagens por habitante por dia do TC – 2010

0,40 0,33

0,35

Total = 0,47 viagens de transporte coletivo por habitante por dia

Viagem/hab/dia

0,30 0,25 0,20 0,15 0,10

0,08

0,06

0,05 0,00 Ônibus municipal

Ônibus metropolitano

Trilhos

6.1.1.2 Dados por faixa de população por Sub-Sistema Tabela 57 – Dados operacionais por modo, por faixa de população – 2010 Faixa de população

Pass. Transp. (milhões/ano)

Quilometragem em serviço (milhões/ano)

Frota

>1 Milhão 500-1.000 mil 250-500 mil 100-250 mil 60-100 mil Total ônibus municipal

6.722 1.852 1.516 1.588 585 12.263

3.220 792 733 857 296 5.897

41.836 10.054 9.950 11.729 4.184 77.753

Ônibus metropolitano Trilhos

2.862 2.208 17.333

2.278 387 8.562

25.318 3.034 106.105

Total

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

102


Gráfico 127 – Passageiros transportados no TC por faixa de população, por modo (bilhões de viagens/ano) – 2010

14,0

Bilhões de viagens/ano

12,3

Total de viagens = 17,3 bilhões

12,0 10,0 8,0

6,7

6,0 4,0

2,9

1,9

2,0

1,6

1,5

2,2

0,6

Tr ilh os

M

M

un ic

60 -1 00

et ro po lita no

ip al

il m

il 10 025 0

m

il 25 050 0

m

il m 50 01. 00 0

>1

M

ilh ão

0,0

Gráfico 128 – Quilometragem percorrida no TC por faixa de população, por modo (bilhões de km/ano) – 2010

7,0

5,0 4,0

3,2

3,0

2,3

2,0 0,8

1,0

0,9

0,7

0,4

0,3

Tr ilh os

un ic M

et ro po lita no M

ip al

il m 60 -1 00

il m 10 025 0

il m 25 050 0

il m 50 01. 00 0

M

ilh ão

0,0

>1

Bilhões de km/ano

5,9

Total de quilometragem = 8,6 bilhões de km

6,0

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

103


Gráfico 129 – Frota em operação no TC por faixa de população, por modo (bilhões de viagens/ano) – 2010

90,0 77,8

80,0

Total de veículos = 106,1 mil

70,0

Mil veículos

60,0 50,0

41,8

40,0 30,0

25,3

20,0 10,1

11,7

10,0

10,0

4,2

3,0

Tr ilh os

M

M

un ic

60 -1 00

et ro po lita no

ip al

il m

il 10 025 0

25 050 0

m

il m

il m 50 01. 00 0

>1

M

ilh ão

0,0

Gráfico 130 – IPK (índice de passageiros por quilômetro) total de TC – 2010

IPK (Índice de Passageiros/Km)

6,00

5,70

5,00 4,00 3,00

2,34

2,09

2,07

2,08

1,98

1,85

2,00

1,26 1,00

Tr ilh os

un ic M

et ro po lita no M

ip al

il 60 -1 00

m

il m 10 025 0

il m 25 050 0

il m 50 01. 00 0

>1

M

ilh ão

0,00

Gráfico 131 – PVD (passageiro veículo dia) total de TC – 2010 Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

104


2.426

2.500 2.000 1.500 1.000

614

536

508

526

466

451

500

377

M

Tr ilh os

un ic M

60 -1 00

et ro po lita no

ip al

il m

il m 10 025 0

il m

il m

25 050 0

>1

50 01. 00 0

ilh ão

0

M

PVD (Índice de Passageiros/Veículo/Dia)

3.000

Gráfico 132 – Viagem por habitante por dia para o sistema municipal – 2010

Viagem/habitante/dia do Sistema Municipal

0,60 0,53 0,50

0,40

0,36 0,33

0,30 0,22 0,20

0,18

0,17

100-250 mil

60-100 mil

0,10

0,00 >1 Milhão

500-1.000 mil

250-500 mil

Municipal

Tabela 58 – Tarifa média do sistema ônibus municipal, por faixa de população (R$) – 2010 Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

105


Faixa População

Tarifa (R$)

>1 Milhão 500-1.000 mil 250-500 mil 100-250 mil 60-100 mil Brasil

2,24 2,33 2,26 2,15 1,89 2,19

Gráfico 133 – Tarifa média do sistema de ônibus municipal, por faixa de população (R$) – 2010

2,50

2,33

2,24

2,26

1,89

2,00

Tarifa (R$)

2,19

2,15

1,50

1,00

0,50

0,00 >1 Milhão

500-1.000 mil

250-500 mil

100-250 mil

60-100 mil

Brasil

Tabela 59 – Tarifa média do sistema ônibus municipal, por região do Brasil (R$) – 2010 Região Centro Oeste Nordeste Norte Sudeste Sul Brasil

Tarifa (R$) 2,39 1,88 2,00 2,32 2,15 2,19

Gráfico 134 – Tarifa média do sistema de ônibus municipal, por região do Brasil (R$) – 2010

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

106


3,00

2,50

2,39

2,15

2,19

Sul

Brasil

2,00

2,00 Tarifa (R$)

2,32

1,88

1,50

1,00

0,50

0,00 Centro Oeste

Nordeste

Norte

Sudeste

6.1.1.3 Recursos humanos Tabela 60 – Quantidade de recursos humanos empregados no transporte coletivo, por faixa de população – 2010 Faixa de população >1 Milhão 500-1.000 mil 250-500 mil 100-250 mil 60-100 mil Total

Ônibus municipal

Ônibus metropolitano

Trilhos

Total TC

224.350 52.021 47.103 51.580 18.813 393.867

109.363 2.099 13.128 0 0 124.590

24.936 363 0 0 0 25.299

358.649 54.483 60.231 51.580 18.813 543.756

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

107


Gráfico 135 – Quantidade de empregados no TC, por faixa de população (mil empregos) (ônibus municipal, ônibus metropolitano e trilhos) – 2010

RH/veículo (ônibus municipal)

400 350 300

360 25

Total = 544 mil empregos no TC

109

250 200 150 100

224 60

55

50

52

2

500-1.000 mil Ônibus Municipal

52

47

52

19 19

250-500 mil

100-250 mil

60-100 mil

>1 Milhão

13

Ônibus Metropolitano

Trilhos

Gráfico 136 – Quantidade de empregados no TC por veículo, por faixa de população (ônibus municipal) – 2010

10,0

Rh/veículo (ônibus municipal)

9,0

8,6

8,0 7,0

7,0 5,9

6,0

5,5

5,0

4,3

4,4

100-250 mil

60-100 mil

4,0 3,0 2,0 1,0 >1 Milhão

500-1.000 mil

250-500 mil

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

Brasil

108


Gráfico 137 – Quantidade de empregados no TC por veículo22, por sistema – 2010

9,0

8,3

8,0 7,0 RH/veículo

6,0 5,0

4,9

Ônibus Municipal

Ônibus Metropolitano

5,0 4,0 3,0 2,0 1,0 -

Trilhos

6.1.2 Sistemas metro-ferroviários Tabela 61 – Características físicas dos sistemas metro-ferroviários* Município Sede

Sistema

Linhas Ext. sup. (km)

Porto Alegre TRENSURB

1

31,45

Rio de Janeiro/RJ

OPPORTRANS

2

18,13

Salvador

CTS

São Paulo/SP Total

Ext. sub. (km)

18,83

Ext. elev. (km)

Total (km)

Nº Estações

2,11

33,56

17

3,99

40,95

35

13,7

10

13,7

CPTM/SP

6

256,38

4,4

260,78

89

Metrô/SP

4

13,8

35,6

15,9

65,3

58

13

333,46

58,83

22

414,29

209

* Dados informados para 2010.

22

Ônibus, no caso dos serviços municipais e intermunicipais, e carro, no caso dos sistemas metro-ferroviários. Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

109


Gráfico 138 – Tipologia da via metro-ferroviária – 2010

Elevado 5% Subterrâneo 14%

Superfície 81%

Tabela 62 – Dados operacionais dos sistemas metro-ferroviários* Município Sede

Sistema

Carros disponíveis

Carro km. Realizado (milhão/ano)

Entradas + Transferências (milhão/ano)

Porto Alegre

TRENSURB

25

11,2

48.685.321

1,70

Rio de Janeiro/RJ

OPPORTRANS

182

26,0

214.721.001

3,99

Salvador

CTS

12

0,7

2.444.100

0,50

1.069

165,0

642.019.030

2,65

900

119,0

1.044,1

2,65

2.188

321,9

907.870.496,1

São Paulo/SP

CPTM/SP Metrô/SP

Total

Tarifa

23

* Dados informados para 2010.

23

Tarifa vigente em dezembro de 2010 (R$). Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

110


Gráfico 139 – Participação dos sistemas na frota disponível – 2010

TRENSURB 1% OPPORTRANS 8% Metrô/SP 41%

CTS 1%

CPTM/SP 49%

Gráfico 140 – Participação dos sistemas no carro km – 2010

TRENSURB OPPORTRANS 3% 8% Metrô/SP 37%

CTS 0%

CPTM/SP 52%

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

111


Gráfico 141 – Participação dos sistemas nos passageiros transportados (entradas + transferências) – 2010

TRENSURB 2% OPPORTRANS 11% CTS 1%

CPTM/SP 33%

Metrô/SP 54%

Gráfico 142 – Passageiros transportados por sistema – 2010

1.200 1044,1

Milhões de passageiros/ano

1.000

800 642 600

400 215

200 49

2

TRENSURB

OPPORTRANS

CTS

CPTM/SP

Metrô/SP

Tabela 63 – Arrecadação e custos dos sistemas metro-ferroviários (milhões de reais/ano) – 2010 Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

112


Sistema TRENSURB/Porto Alegre OPPORTRANS/RJ CTS/Salvador CPTM/SP Metrô/SP Total

Receita tarifária

Receita total

Custo operacional

Rec. tarif./custo

Rec. tot./custo

70,1

180,0

159,3

0,44

1,19

390,0 1,1 881,0 1283,0

478,1 15,5 1356,0 1283,0

247,0 15,5 1268,2 1691,0

1,58 0,07 0,69 0,76

1,94 1,00 1,07 1,06

2.625,2

3.312,6

3.381,0

0,71

1,25

Gráfico 143 – Taxa de cobertura com a tarifa (receita tarifária/custo operacional) dos sistemas metro-ferroviários – 2010

1,8 1,58

Receita tarifária/Custo operacional

1,6 1,4 1,2 1

0,76

0,8 0,6

0,69 0,44

0,4 0,2

0,07

0 TRENSURB/Porto OPPORTRANS/Rio Alegre de Janeiro

CTS/Salvador

CPTM/SP

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

Metrô/SP

113


Gráfico 144 – Taxa de cobertura total (receita total/custo operacional) dos sistemas metro-ferroviários – 2010

Receita total/Custo operacional

2,50

1,94

2,00

1,50 1,19 1,07

1,06

CPTM/SP

Metrô/SP

1,00

1,00

0,50

0,00 TRENSURB/Porto Alegre

OPPORTRANS/Rio de Janeiro

CTS/Salvador

Tabela 64 – Recursos humanos utilizados nos sistemas metro-ferroviários – 2010 Município Sede

Sistema

Porto Alegre/RS

Trensurb

Rio de Janeiro/RJ

Opportrans

Salvador/BA

CTS

São Paulo/SP

Operação (com estação)

Manut.

Adm.

Tercerizado Total

RH/ carro

618

105

350

1.073

42,9

1.238

612

174

2.024

11,1

70

55

81

206

9,8

CPTM/SP

4.187

2.252

855

7.294

6,8

Metrô/SP

4.103

2.304

2.342

8.749

9,7

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

114


Gráfico 145 – Perfil de RH nos sistemas metro-ferroviários – 2010

Administrativo 20%

Operação (com estações) 52% Manutenção 28%

6.2 Táxi 6.2.1 Quantidades Tabela 65 – Quantidade de táxi por faixa de população – 2010 Faixa População

Veículos

>1 Milhão 500-1.000 mil 250-500 mil 100-250 mil 60-100 mil

115.562 18.627 21.319 19.295 10.119

Total

184.922

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

115


Gráfico 146 – Quantidade de táxi por faixa de população – 2010

140 120

116 Quantidade total de táxis = 185 mil

Mil táxis

100 80 60 40 21

19

20

19 10

0 >1 Milhão

500-1.000 mil

250-500 mil

100-250 mil

60-100 mil

Gráfico 147 – Quantidade de táxis em circulação por mil habitantes – 2010

3,00

2,73

Táxi/mil habitantes

2,50

2,00 1,51 1,50 1,09 1,00

0,94

0,89 0,67

0,50

0,00 >1 Milhão

500-1.000 mil

250-500 mil

100-250 mil

60-100 mil

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

Brasil

116


7 Trânsito 7.1 Recursos humanos Tabela 66 – Recursos humanos na gestão do trânsito, por faixa de população – 2010 Faixa Populacional

Pessoas

>1 Milhão

28.585

500-1.000 mil

8.757

250-500 mil

16.585

100-250 mil

19.277

60-100 mil

7.606

Total

80.810

Gráfico 148 – Quantidade de recursos humanos na gestão do trânsito (mil pessoas) – 2010

35,0

Mil empregos no trânsito

30,0

28,6 Total = 80,8 m il em pregos no trânsito

25,0 19,3

20,0

16,6

15,0 8,8

10,0

7,6

5,0 >1 Milhão

500-1.000 mil

250-500 mil

100-250 mil

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

60-100 mil

117


Gráfico 149 – Recursos humanos na gestão do trânsito por milhão de habitantes – 2010

RH por milhão de habitantes

800 700

728

674

667

669

660

600 513

500 400 300 200 100 0 >1 Milhão

500-1.000 mil

250-500 mil 100-250 mil 60-100 mil

Brasil

Gráfico 150 – Recursos humanos na gestão do trânsito por mil veículos – 2010

3,50 3,14 3,02

3,00

3,01 2,66

RH por mil veículos

2,50

2,39 2,12

2,00

1,50

1,00

0,50

>1 Milhão

500-1.000 mil

250-500 mil

100-250 mil

60-100 mil

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

Brasil

118


7.2 Interseções semafóricas Tabela 67 – Interseções semafóricas por faixa de população – 2010 Faixa Populacional

Interseções semafóricas

>1 Milhão

16.660

500-1.000 mil

5.007

250-500 mil

4.380

100-250 mil

4.567

60-100 mil

1.613

Total

32.227

Gráfico 151 – Quantidade de interseções semafóricas no trânsito (mil IS), por faixa de população – 2010

18,0

16,7

Mil interseções semafóricas

16,0

Total = 32,2 m il interseções sem afóricas

14,0 12,0 10,0 8,0 6,0

5,0

4,4

4,6

4,0 1,6

2,0 0,0 >1 Milhão

500-1.000 mil

250-500 mil

100-250 mil

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

60-100 mil

119


Gráfico 152 – Interseções semafóricas por milhão de habitantes (por faixa de população) – 2010

450

IS por milhão de habitantes

400

393

350 293

300

263

250 192

200

158 150

142

100 50 0 >1 Milhão

500-1.000 mil

250-500 mil

100-250 mil

60-100 mil

Brasil

Gráfico 153 – Interseções semafóricas por mil veículos – 2010

1,60

IS por milhão de habitantes

1,40

1,39 1,21

1,20

1,06

1,00 0,80

0,80

0,71

0,67

0,60 0,40 0,20 >1 Milhão

500-1.000 mil

250-500 mil

100-250 mil

60-100 mil

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

Brasil

120


7.3 Extensão viária Tabela 68 – Extensão viária por faixa de população – 2010 Faixa Pop. 2003

Km de vias

>1 Milhão 500-1.000 mil 250-500 mil 100-250 mil 60-100 mil

86.737 43.898 73.664 92.164 39.085

Total

335.549

Gráfico 154 – Extensão do sistema viário, por faixa de população – 2010

100,0

Mil km de sistema viário

90,0

86,7

92,2

Total = 335,5 m il km de sistem a viário

80,0

73,7

70,0 60,0 50,0

43,9

39,1

40,0 30,0 20,0 10,0 0,0 >1 Milhão

500-1.000 mil

250-500 mil

100-250 mil

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

60-100 mil

121


Extensão de sistema viário por mil habitantes

Gráfico 155 – Extensão do sistema viário por mil habitantes (km) – 2010

4,0 3,4

3,5

3,2

3,2

3,0

2,7

2,6 2,5 2,0 2,0 1,5 1,0 0,5 0,0 >1 Milhão

500-1.000 mil

250-500 mil

100-250 mil

60-100 mil

Brasil

Extensão de sistema viário por mil veículos

Gráfico 156 – Extensão do sistema viário por mil veículos (km) – 2010

18,0

16,1

16,0

14,4 13,4

14,0

11,0

12,0

10,6

10,0 8,0

7,2

6,0 4,0 2,0 0,0 >1 Milhão

500-1.000 mil

250-500 mil

100-250 mil

60-100 mil

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

Brasil

122


7.4 Frota Total24 Tabela 69 – Frota total por tipo de veículo (milhões) – 2010 Tipo de Veículo

Veículos

Auto Ônibus Moto

22,6 0,1 7,4

Total

27,8

Gráfico 157 – Composição e quantidade da frota total de veículos em circulação (milhões de veículos) – 2010

25,0

22,6 Total = 30,1 m ilhões de veículos

Milhões de veículos

20,0

15,0

10,0

7,4

5,0 0,1

0,0 Auto

Ônibus

Moto

24

Considerando três agregações: Auto – automóvel, utilitário e caminhoneta; Ônibus – ônibus e microônibus; Motos – motocicleta e motoneta. (Fonte: DENATRAN, com fator de ajuste da ANTP, considerando que parte da frota registrada não circula). Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

123


Gráfico 158 – Composição da frota total de veículos em circulação – 2010

Moto 25%

Ônibus 1%

Auto 75%

Gráfico 159 – Frota total de veículos em circulação, por faixa de população – 2010

14,0

Milhões de veículos

12,0

11,9 Total = 30,1 milhões de veículos

10,0 8,0 6,3 6,0

5,4 4,1

4,0 2,4 2,0 0,0 >1 Milhão

500-1.000 mil

250-500 mil

100-250 mil

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

60-100 mil

124


Gráfico 160 – Frota total de veículos por habitante, por faixa de população – 2010

0,40

0,37

0,35

Veículo/habitante

0,30

0,28 0,25

0,24

0,25

0,21

0,20 0,14

0,15 0,10 0,05 0,00 >1 Milhão

500-1.000 mil

250-500 mil

100-250 mil

60-100 mil

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

Brasil

125


8 Parâmetros utilizados para 2010 Neste capítulo são apresentados os parâmetros utilizados na elaboração dos estudos referentes ao perfil da mobilidade urbana no Brasil em 2010. As tabelas a seguir apresentam os parâmetros adotados para a geração dos dados de poluição (emissão e custos), veículos e vias, e outros parâmetros gerais.

Tabela 70 – Parâmetros adotados para poluição – 201025 Poluição

Poluentes 26

Sox

27

Indicador

CO

HC

MP

NOx

CO2

Emissão ônibus (g/km)

1,84

0,51

0,35

10,23

0,13

1.197,00

Emissão auto (g/km)

3,00

0,17

0,08

0,17

0,07

196,00

Emissão moto (g/km)

4,20

0,82

0,05

0,15

0,02

81,70

Custo emissão ônibus (R$/km)

0,0017

0,0021

0,0085

0,0485

0,0023

0,1768

Custo emissão auto (R$/km)

0,0028

0,0007

0,0019

0,0008

0,0013

0,0289

Custo emissão moto (R$/km)

0,0039

0,0034

0,0012

0,0007

0,0004

0,0121

25

Os valores de emissão de poluentes locais sofreram uma grande redução em 2010 porque mudaram os parâmetros de cálculo feitos pela CETESB do Estado de São Paulo e por nós usados neste relatório. Os novos parâmetros foram estimados pela CETESB/SP após a eliminação da parte da frota de veículos com idade alta e que provavelmente não circulava mais, usando novo cálculo de descarte/sucateamento aplicado à venda de veículos e também para dados de quilometragem anual rodada pela frota, segundo o Inventário Nacional de Emissões Atmosféricas por Veículos Automotores Rodoviários, do Ministério do Meio Ambiente. Para permitir uma melhor visualização por parte do leitor incluímos também, pela última vez, as emissões que resultariam da utilização os parâmetros usados em 2009. A partir do próximo ano, serão usados apenas os parâmetros novos. 26 Considerando que a CETESB/SP indica não-existência de dados para emissões de SOx e MP (auto e moto), optamos por manter os dados de 2009. 27 Idem nota anterior. Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

126


A tabela a seguir mostra os parâmetros de emissão adotados no ano de 2009, utilizados em algumas análises neste relatório. Tabela 71 – Parâmetros adotados para poluição – 2009 Poluição

Poluentes CO

HC

MP

28

NOx

Emissão ônibus (g/km)

13,40

2,05

0,47

9,81

0,13

1.197,00

Emissão auto (g/km)

11,40

3,17

0,08

0,75

0,07

196,00

Emissão moto (g/km)

10,40

2,61

0,05

0,12

0,02

81,70

Custo emissão ônibus (R$/km)

0,0124

0,0084

0,0114

0,0465

0,0023

0,1768

Custo emissão auto (R$/km)

0,0105

0,0130

0,0019

0,0036

0,0013

0,0289

Custo emissão moto (R$/km)

0,0096

0,0107

0,0012

0,0006

0,0004

0,0121

Indicador

Sox

29

CO2

Tabela 72 – Parâmetros adotados para os veículos – 2010 Veículos

Tipo de veículo

Indicador

Ônibus

Auto

Moto

Trilho

Consumo combustível (l/km)

0,39

0,14

0,04

Consumo energia (GEP/l) (GEP/km no trilho)

848

771

771

1.476,9

Preço combustível (R$/l) (R$/Kwh no trilho)

1,9830

2,5940

2,5940

0,1423

Preço veículo novo (R$)

278.551

44.659

8.078

7.967.228

Tabela 73 – Parâmetros gerais adotados – 2010 Indicador

Valor

Custo de acidente por veículo (R$/ano)

387,18

Participação do TC no custo total de acidentes

14,2%

Participação do TI no custo total de acidentes

85,8%

Custo médio de construção das vias (R$/km)

2.318.224

Custo de construção trilhos (R$/km) Número de dias equivalentes no ano

284.543.867 30

Ocupação média do automóvel (pass./veículo)

300 1,50

Tabela 74 – Parâmetros adotados para a tipologia das vias – 2010 28

Considerando que a CETESB/SP indica não-existência de dados para emissões de SOx e MP (auto e moto), optamos por manter os dados de 2009. 29 Idem nota anterior. 30 Para transformar valores de demanda de dia útil para valores anuais. Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

127


Tipologia das vias

Participação

% Asfaltada

% Terra

Local (2 faixas e mão dupla)

77%

62%

38%

Coletora (4 faixas e mão dupla)

11%

80%

20%

Arterial (2 pistas de 3 faixas, com canteiro)

9%

91%

9%

Expressa

3%

100%

0%

Tabela 75 – Parâmetros adotados para o custo de construção dos sistemas metro-ferroviários – 2010 Valor da infra-estrutura dos sistemas metro-ferroviários (base: 285 milhões R$/km)

% do valor base

SP/Metrô

100%

Rio/Opportrans

100%

SP/CPTM

60%

Rio/Supervia

60%

Belo Horizonte

60%

Brasília

60%

Porto Alegre

60%

Metrô Recife

60%

Trem Recife, Fortaleza, João Pessoa, Maceió, Natal, Salvador

10%

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

128


Equipe técnica Presidente da ANTP:

Ailton Brasiliense Pires

Superintendente da ANTP:

Marcos Pimentel Bicalho

Coordenação Geral:

Eduardo Alcântara Vasconcellos

Coordenação Técnica:

Adolfo Mendonça

Coordenação de Modelagem e Estatística:

Bernardo G. Alvim

Coleta e Tratamento de Dados:

Bruna Cristina da Silva Santos

Apoio de Informática:

Paulo Sussumu Hatada

Relatório 2010 – Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP – Novembro/2011

129

Brasil 2010 - Relatório Geral da Mobilidade  

Sistema de Informações da Mobilidade Urbana da ANTP

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you