Page 1

TRABALHOS PARA A 16ª SEMANA stão abertas as inscrições de trabalhos técnicos para a 16ª Semana de Tecnologia Metroferroviária. O evento acontecerá de 13 a 16 de setembro de 2010, no Centro de Convenções do Shopping Frei Caneca, em São Paulo. As propostas poderão ser enviadas até o dia 31 de março de 2010. Para conhecer o regulamento os interessados deverão solicitá-lo por e-mail (eventos@aeamesp.org.br) ou com Débora, pelos telefones: (11)3284-0041 e (11)3287-4565.

E

Um ano especialmente intenso om a inauguração da Estação Sacomã, da Linha 2 – Verde, em São Paulo, e o anúncio de que haverá recursos do PAC da Copa 2014 para dois sistemas de monotrilhos, as primeiras semanas de 2010 propiciaram uma amostra bastante razoável da intensidade com que o setor como um todo e a AEAMESP em particular atravessarão o ano. Será preciso conciliar atenção e ação para que possamos, como uma Associação atuante, fazer diferença na defesa de políticas públicas que privilegiem o transporte público urbano, com realce para o segmento metroferroviário. Considerando a vida nacional, o ano é especialmente importante em razão das eleições para a presidência da República, os governos estaduais e os parlamentos nesses dois níveis político-administrativos. Precisamos nos esforçar para compreender os programas dos candidatos e ter

C

perfeita noção da medida em que tais propostas representam efetivamente compromissos para o próximo período de gestão. Mais do que isso, como especialistas, precisaremos prosseguir contribuindo com opiniões e propostas que ajudem a Sociedade, soberanamente, a tomar as suas decisões. Internamente, a AEAMESP também terá um período de grande relevância, com destaque para atividades associativas e recreativas de convivência e participação, e também para iniciativas de natureza técnica e tecnológica, que nos ajudem a ampliar os horizontes de conhecimento e de entendimento. Já estão abertas as inscrições de trabalhos técnicos para a 16a Semana de Tecnologia Metroferroviária que, junto com a Metroferr 2010, será realizada no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo, no período de 13 a 16 de setembro próximo. É preciso frisar que no dia 14 de setembro –

portanto, em meio à 16a Semana – comemoraremos os 20 anos de criação de nossa Associação. Dias após o encerramento da 16a Semana, haverá ainda uma ocasião festiva: o nosso já tradicional Jantar Dançante de Aniversário. Ainda quanto aos 20 anos, está em pauta um material editorial que retrate e permita uma reflexão sobre a combativa e vitoriosa trajetória da AEAMESP. Outra informação importante é que está em processo de reformulação o Portal da AEAMESP na Internet, que ganhará nova arquitetura e possibilitará agilidade em nossa comunicação eletrônica. E também já iniciamos a produção do Anuário Metroferroviário 2010, em parceria com a Editora OTM. Os detalhes a respeito dessas e de outras iniciativas coligadas serão oportunamente divulgados. No final deste ano estaremos também realizando as eleições que constituirão a direção de nossa Associação para o biênio 2011/2012. Arte sobre foto; arquivo de Rafael Asquini

1


MDT ESTRUTURA AÇÕES PARA 2010 METRÔ-SP ENTRE AS ‘MAIORES & MELHORES’ o dia 23 de novembro de 2009, o presidente da AEAMESP, José Geraldo Baião, e o vice-presidente, Jayme Domingo Filho, participaram da solenidade de entrega do prêmio Maiores & Melhores do Transporte e Logística, da Editora OTM. Na ocasião, representada por Conrado Grava de Souza, a Companhia do Metropolitano de São Paulo – Metrô recebeu o prêmio de Melhor Operadora de Transporte Público.

N

IMAGEM ESTÁVEL – Dados da pesquisa Imagem dos Transportes

na Região Metropolitana de São Paulo referente a 2009, divulgados no final de janeiro de 2010 pela ANTP, revelam que a imagem dos sistemas sobre trilhos permaneceu estável no período. Os trens da CPTM obtiveram 50% de “excelente e bom” em 2009, dois pontos acima dos 48% obtidos em 2008, mas dentro da margem de erro da pesquisa, que é justamente de 2%. O Metrô-SP prossegue como o sistema mais bem conceituado, mantendo, em 2009, avaliação idêntica à de 2008: 82% de indicações positivas. Veja a pesquisa completa no Portal da ANTP (www.antp.org.br).

AEAMESP PARTICIPA DA GESTÃO DA ANTP AEAMESP é associada e participa da gestão da Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP). Em 23 de novembro de 2009, na 44a Assembleia Geral Extraordinária da ANTP, houve a eleição dos membros dos Conselhos Diretor e Fiscal para o Biênio 2010/2011. O presidente da AEAMESP, José Geraldo Baião, integrava a chapa única eleita na ocasião e tomou posse nesse cargo no dia 14 de dezembro de 2009, durante a 127a Reunião do Conselho Diretor da ANTP, ocasião em que Ailton Brasiliense Pires foi reconduzido ao cargo de presidente da Entidade.

A

PRIMEIRO TREM COREANO epresentando a AEAMESP, o presidente José Geraldo Baião e o conselheiro Odécio Braga de Loureiro Filho estiveram no dia 15 de janeiro de 2010 no Pátio da Vila Sônia, da Linha 4 - Amarela, ocasião em que puderam conhecer o primeiro trem Roten, corerano, entregue ao Consórcio Via Quatro. Esse trem operará sem condutor (driverless).O número 4016 significa 'sexto carro do primeiro trem da frota da Linha 4 - Amarela'. Na foto, a partir da esquerda, a engenheira Maria Clara Barros Santos, coordenadora de Manutenção Civil da Via Quatro; e os engenheiros Baião, Odécio e Paulo Eduardo Verri, este, coordenador de Manutenção Corretiva do Material Rodante da Via Quatro.

R

o dia 24 de novembro de 2009, na sede da ANTP, em São Paulo, houve reunião do Secretariado do MDT. A AEAMESP é entidade fundadora do Movimento e esteve representada nesse encontro. Na ocasião, foi apresentado o balanço financeiro da organização e propostas as atividades para 2010. Um destaque especial foi a entrega aos membros do Secretariado do MDT de exemplares da publicação Mobilidade Urbana e Inclusão Social, com 64 páginas, produzida em parceria com o Fórum Nacional da Reforma Urbana (FNRU). A publicação tem seis capítulos e traz uma súmula da legislação que rege o segmento e a bibliografia utilizada. Os capítulos discutem o conceito de mobilidade urbana, os problemas acarretados pela supremacia do automóvel na matriz do transporte urbano, e informam sobre circulação não motorizada (deslocamentos a pé e uso de bicicleta). É focalizado também o direito ao transporte público coletivo de qualidade e o debate mobilidade e economia, incluindo a questão do direito à cidade e, também, os instrumentos de gestão democrática no setor. A publicação é o primeiro passo de um projeto de formação e sensibilização da sociedade para a questão da mobilidade, com foco, neste momento, nos movimentos sociais que compõem o FNRU. O programa de formação está em elaboração e incluirá seminários e cursos regionais.

N

o

é uma publicação da Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Metrô – AEAMESP, Rua do Paraíso, 67, 2 andar, 041103-000, São Paulo-SP, telefone (11)3287-4565, fax (11)3285-4509. Diretoria Executiva – Presidente: José Geraldo Baião. Vice-Presidentes: Carlos Augusto Rossi (Assuntos Associativos) e Jayme Domingo Filho (Atividades JORNAL AEAMESP Técnicas); 1 Diretor Tesoureiro: Manoel Santiago da Silva Leite; 2 Diretor Tesoureiro: Arnaldo Pinto Coelho; 1 Diretor Secretário: Pedro Armante Carneiro Machado; 2 Diretor Secretário: Nestor Soares Tupinambá. o

o

o

o

Conselho Deliberativo – Antonio Fioravanti, Antonio Luciano Videira Costa, Eliete Mariani, Hélcio Suguiyama, José Alberto Horta Pimenta, José Arnaldo Macedo Catuta, Luiz Eduardo Argenton, Mara Silvana Siqueira, Mohamed Choucair, Nelson Fernandes S. Filho, Odécio Braga de Louredo Filho e Victor Manuel A. S. Vasconcelos (titulares); Agostinho Minicuci Junior, Ana Paula Di Sessa Martins Lagosta, Douglas de Oliveira, Joaquim Bueno Rocha de Macedo, Maria T. Yamawaki, Rolando José Santoro Netto, Safwat Fouad Khouzan, Sergio D'Agostinho, Sergio Renato de A Leme, Sidney Assis da Silva Junior e Valter Belapetravicius (suplentes). Conselho Fiscal – Antonio Marcio B. Silva, Iria S. Hissnauer Assef e Sergio Antunes de Oliveira e Souza Conselho Consultivo. Emiliano Affonso, José Ricardo Fazzole Ferreire, Luiz Felipe Pacheco de Araujo, Laerte Conceição Mathias, Luiz Carlos de Alcântara e Manoel da Silva Ferreira Filho. Arte e Projeto: Casa d’Arte. Revisão: Solange Visconte (Letras&Números). Jornalista Responsável: Alexandre Asquini (MTb 28.624).

2


AEAMESP RECEBE O PRÊMIO ENCONTREM 2009 m 9 de novembro de 2009, durante o coquetel e jantar de confraternização promovido pela Associação Brasileira da Indústria Ferroviária (Abifer) e pelo Sindicato Interestadual de Equipamentos Ferroviários e Rodoviários (Simefre) – o tradicional Encontro Nacional da Indústria e Operadoras Ferroviárias (Encontrem 2009), no Museu da Casa Brasileira, em São Paulo –, o presidente da AEAMESP, José Geraldo Baião, foi homenageado com o Prêmio Encontrem 2009. Participaram do evento o vicepresidente da AEAMESP, Jayme Domingo Filho, e o diretor, Pedro Machado. Outras 17 personalidades foram igualmente agraciadas com esse prêmio, pelos relevantes serviços prestados ao setor ferroviário. O Encontrem 2009 teve a participação de representantes

E

das concessionárias ferroviárias de carga e de passageiros, autoridades ministeriais e de outros organismos da administração federal, parlamentares federais, membros dos governos dos Estados de São Paulo e do Rio de Janeiro, dirigentes de entidades de classe e de empresas associadas à Abifer e ao Simefre.

José Geraldo Baião recebe a placa alusiva ao Prêmio Encontrem 2009 das mãos de Gerson Toller Gomes, diretor executivo da Revista Ferroviária.

NEGÓCIOS NOS TRILHOS – No período de 10 a 12 de novembro de 2009, os dirigentes da AEAMESP José Geraldo Baião, Jayme Domingo Filho, Pedro Machado e José Arnaldo M. Catuta visitaram a Feira Negócio nos Trilhos, realizada no Expo Center Norte, em São Paulo. DESEMPENHO INDUSTRIAL DO SETOR – No dia 3 de dezembro de 2009, no Hotel Renaiscence,

EMPOSSADA NOVA DIRETORIA DA AESABESP Associação dos Engenheiros da Sabesp (AESABESP) promoveu no dia 8 de dezembro de 2009 a cerimônia de posse da Diretoria eleita para o próximo período de administração, presidida pelo engenheiro Hiroshi Ietsugu. Também foram empossados os Conselhos da Entidade. O presidente José Geraldo Baião representou a AEAMESP nessa solenidade. Em 17 de novembro de 2009, a AEAMESP recebeu a visita do presidente Hiroshi Ietsugu, acompanhado do diretorsecretário, Nizar Qbar. É importante salientar que a AESABESP gentilmente cedeu suas instalações para a realização da festa de confraternização da AEAMESP, no dia 26 de novembro de 2009.

A

BAIÃO TOMA POSSE EM CÂMARA ESPECIALIZADA DO CREA-SP o dia 21 de janeiro de 2009, o presidente da AEAMESP, José Geraldo Baião, tomou posse como representante do Instituto de Engenharia na Câmara Especializada de Engenharia Mecânica e Metalúrgica do CREA-SP. Este seu mandato como conselheiro terá duração de três anos.

N

em São Paulo, José Geraldo Baião, Carlos Alberto Rossi, Jayme Domingo Filho e Pedro Machado representaram a AEAMESP no evento em que os diferentes setores representados pelo Simefre fizeram seus respectivos balanços sobre o desempenho do ano de 2009. Houve, na ocasião, uma solenidade comemorativa dos 75 anos do Simefre.

SOLENIDADE DE POSSE DA DIRETORIA DA FEBRAE Federação Brasileira de Associações de Engenheiros (FEBRAE) promoveu, no dia 25 de janeiro de 2010, no Clube de Engenharia do Rio de Janeiro, a cerimônia de posse da sua nova Diretoria e Conselho Fiscal. A entidade será presidida pelo engenheiro José Tadeu da Silva, atual presidente do CREA-SP. O presidente José Geraldo Baião representou a AEAMESP nessa solenidade.

A

JANTAR DA AEEFSJ – No dia 4 de dezembro de 2009, José Geraldo Baião representou a AEAMESP em Jantar Dançante da Associação dos Engenheiros da Estrada de Ferro Santos à Jundiaí (AEEFSJ), realizado no Clube Nacional, em São Paulo. 3


Inaugurada no Sacomã a mais moderna estação metroferroviária da América Latina epois de três semanas de visitas assistidas, foi oficialmente inaugurada no dia 30 de janeiro de 2009 a Estação Sacomã, da Linha 2 – Verde do Metrô-SP (situada na Rua Greenfeld, entre Bom Pastor e Lino Coutinho), que permite a conexão com o Expresso Tiradentes e com ônibus que passam no terminal, devendo receber cerca de 80 mil usuários por dia. O ato teve a presença do governador, José Serra, do prefeito, Gilberto Kassab, do secretário de Transportes Metropolitanos, José Luiz Portella, além de outros secretários estaduais e municipais, parlamentares, bem como diretores do Metrô-SP e da CPTM. Estiveram presentes à cerimônia o presidente da AEAMESP, José Geraldo Baião, e o diretor, Pedro Machado.

D

Com a inauguração da Estação Sacomã, a Linha 2 – Verde passou a ter 11,7 quilômetros de extensão em operação comercial, interligando Vila Madalena e Sacomã, com conexões com a Linha 1 – Azul nas estações Paraíso e Ana Rosa. Nos próximos meses, serão inauguradas outras duas estações que ampliarão ainda mais a Linha 2 – Verde: Tamanduateí (integração com a Linha 10 – Turquesa, da CPTM) e Vila Prudente, elevando o número de usuários da linha dos atuais 420 mil para 835 mil. Ainda em 2010, a Linha 2 – Verde terá mais uma integração, na Estação Consolação, com a futura Linha 4 – Amarela. A Linha 2 – Verde recebeu doze novos trens com ar-condicionado, portas mais

largas para facilitar o embarque e o desembarque, e todos os itens de acessibilidade. Nos próximos três meses, a mesma linha receberá mais quatro trens. NOVIDADES TECNOLÓGICAS – Um ponto bastante destacado no evento de inauguração foi o fato de a Estação Sacomã apresentar importantes novidades tecnológicas, que a configuram como a mais moderna estação de metrô da América Latina. As novidades incluem: portas de plataforma feitas de vidro resistente, cujo objetivo é conferir mais segurança aos usuários; portas de vidro na linha de bloqueio, tecnologia que visa garantir maior agilidade ao embarque; umidificadores de ar, equipamentos que regulam a umidade do ar com microgotículas de água, e, ainda, recursos que trarão benefícios ambientais, como o reuso da água das chuvas e melhor aproveitamento da iluminação natural para economizar energia elétrica. Também foi assinalado que a estação é totalmente acessível a deficientes ou pessoas com mobilidade reduzida. Para isso, conta com cinco elevadores, dispostos no mezanino, plataformas e passarela de acesso ao terminal de ônibus, além de 19 escadas rolantes e pisos táteis direcionais e de alerta, que encaminham os usuários com deficiência visual aos elevadores, bilheterias, bloqueios e áreas de embarque na plataforma.

Foto: Jair Pires/Metrô-SP

Porta de plataforma com trem estacionado na Estação Sacomã 4


Dirigentes e engenheiros do setor falam sobre a nova estação O Jornal AEAMESP ouviu dirigentes e engenheiros do setor sobre a nova Estação Sacomã e seu significado para o sistema do Metrô-SP e para a própria engenharia metroferroviária. Esta estação muda o patamar de engenharia do Metrô-SP e também o patamar de engenharia aplicada a uma estação destinada a sistemas de transporte na América Latina. Tanto sob a ótica da engenharia civil e da arquitetura, como também sob o ponto de vista de sistemas e equipamentos” Milton Gioia, Gerente de Projetos e Concepção de Sistemas do Metrô-SP Desde a Linha 4 – Amarela, estamos buscando revigorar as nossas estações. E a Estação Sacomã, posso dizer, completa aquilo que buscamos na Europa há dez anos. Hoje, estamos no mesmo nível de Europa” Ricardo Leite, Gerente de Concepção Civil do Metrô-SP Quero cumprimentar a população de São Paulo por ter mais esta estação, a mais moderna do sistema e que será paradigma para as demais estações, que iremos construir daqui para frente” Luiz Carlos Pereira Grillo, Diretor de Engenharia e Construções do Metrô-SP Para nós é um orgulho saber que estamos bem atualizados em relação à tecnologia mundial na área metroferroviária. É um orgulho para os engenheiros do metrô entregar essa estação à população de São Paulo” Conrado Grava de Souza, Diretor de Operação do Metrô-SP O que acho mais importante é que a gente percebeu, já nos primeiros dias da operação assistida, o imenso orgulho que nossos usuários e os moradores da região sentem quando entram nesta estação. A população recebeu com muito carinho e muita admiração esta nova estação” Wilmar Fratini, Gerente de Operações do Metrô-SP Quero destacar não apenas a inauguração da Estação Sacomã, mas todo o Plano de Expansão. Trata-se de um plano que pensa no futuro, mas busca também ajustar o passado. Assim, nós estamos reformando 98 trens da Linha 1 – Azul e da Linha 3 – Vermelha, dotando-os de tecnologias novas e de equipamento de ar-condicionado, e estamos substituindo os sistemas de tração. Vamos colocar portas de plataformas também em estações já existentes, a começar pelas estações, da Linha 3 – Vermelha. E tudo isso é muito gratificante. Sentimos que realmente estamos beneficiando a população” José Jorge Fagali, Presidente do Metrô-SP A partir do Sacomã, estamos, de fato, entrando no setor Sudeste e indo em direção ao setor leste do município de São Paulo. A Linha 2 – Verde interliga Vila Madalena, o Espigão da Avenida Paulista, passa pela Chácara Klabin, atravessa a Rodovia dos Imigrantes, alcança o Alto do Ipiranga e, agora, estamos entrando num setor novo de atendimento do Metrô-SP. Assim, a Linha 2 – Verde vai passar da faixa de 400 e poucos mil passageiros por dia para atingir a casa dos 800 mil passageiros por dia quando chegar às Estações Tamanduateí e Vila Prudente” Marcos Kassab, Diretor de Planejamento e Expansão dos Transportes Metropolitanos Sacomã mostra que as estações do Metrô-SP vêm mudando: estão cada vez mais claras, com mais luz ambiente. A arquitetura é mais alegre, mais aberta e mais leve. Há também muitas inovações tecnológicas e, claro, não poderia esquecer as portas de plataforma, que aumentam significativamente a segurança dos passageiros. No MetrôSP, sempre trabalhamos com segurança o que é fundamental, até pelo número de pessoas que estamos transportando ultimamente; por exemplo, ontem, 22 de fevereiro de 2010, transportamos nada menos do que 3,6 milhões passageiros" Walter Ferreira de Castro, Gerente de Manutenção do Metrô-SP

Para mim, é um marco importante. É a primeira estação do Plano de Expansão que estamos inaugurando. Houve empenho especial do pessoal do Metrô-SP, em termos de dedicação, de garra e de vontade para que a Estação Sacomã, além da beleza e da parte técnica, mostrasse que o Plano de Expansão tem o sentido de uma renovação. Para mim, a Estação Sacomã representa exatamente isso: um momento de renovação!” Sérgio Corrêa Brasil, Diretor de Assuntos Corporativos do Metrô-SP Não se trata de um ganho somente do usuário do Metrô-SP ou para o morador da região do Sacomã. É um ganho para toda a articulação do transporte. Porque esse é o aspecto fundamental do Plano de Expansão: não somente ampliar uma linha ou trazer um trem novo, mas, sim, fazer com que o sistema de transporte de São Paulo seja uma rede articulada, uma rede que possibilite ao usuário várias opções de itinerário. A Estação Sacomã se integra ao terminal do Expresso Tiradentes e logo em seguida se integrará à Linha 10 – Turquesa, da CPTM, na Estação Tamanduateí. Estamos chegando perto de trazer os usuários da Linha 10 diretamente para a região da Avenida Paulista, sem precisar passar pelo Centro” Sérgio Henrique Passos Avelleda, Presidente da CPTM Entendo que esta estação representa uma revolução na oferta de serviço do Metrô-SP. A Companhia já tinha oferta de serviço ótima, mas deu um passo à frente. A Estação Sacomã tem vários pontos interessantes, quer se olhe a beleza da arquitetura ou as novidades tecnológicas, mas o que mais se destaca são as portas de plataforma, que garantem mais segurança aos usuários” Peter Alouche, engenheiro e consultor Cada quilômetro a mais que conseguimos implantar é um orgulho para todos nós que trabalhamos no Metrô-SP, pois sabemos que essa conquista é sempre algo de extrema importância para a cidade como um todo, e em particular, para a região alcançada, que passa a ser abastecida com transporte de alta qualidade. Quero ressaltar que os profissionais que trabalharam nessa obra – na parte de engenharia civil, de montagem de sistemas e de via permanente –, junto com todas as outras equipes da Companhia, tiveram um desempenho excepcional, vencendo um grande desafio em termos de prazo: conseguimos antecipar o projeto em pouco mais de três meses, o que é muito significativo!” Luiz Carlos Meirelles, Gerente de Construção da Linha 2 – Verde e Montagem de Sistemas

5


11 de dezembro

INSTITUTO DE ENGENHARIA HOMENAGEOU PAULO VIEIRA DE SOUZA presidente da AEAMESP e membro do Conselho Consultivo do Instituto de Engenharia, José Geraldo Baião, participou, em 11 de dezembro de 2009, da solenidade de outorga do título de Eminente Engenheiro do Ano ao diretor de Engenharia da Dersa, Paulo Vieira de Souza, que já atuou no passado como diretor do Metrô-SP. A Dersa empreende atualmente a maior obra de engenharia em curso no País: o Rodoanel, que circunda a capital paulista.

O

SINDICATO DESTACA ATUAÇÃO EMPREENDEDORA DE PAULO BENITES ambém em 11 de dezembro, o engenheiro Emiliano Affonso, membro do Conselho Consultivo da AEAMESP, participou da solenidade de entrega do prêmio Personalidade da Tecnologia 2009, concedido pelo Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo ao engenheiro Paulo Benites, presidente do Grupo Trens de Tecnologia. “Benites é associado da AEAMESP e o Grupo Trends é uma organização parceira da nossa Associação”, salientou Baião. Na mesma solenidade, foram premiadas outras personalidades: José Roberto Bernasconi, na categoria Consultoria; Roseli de Deus Lopes, Educação; Fernando Leite Siqueira, Energia; Paulo Hilário Nascimento Saldiva, Ambiente/ Sustentabilidade, e Almino Monteiro Álvares Affonso, Valorização Profissional. Destaque. O prêmio destaca a atuação desses profissionais em suas respectivas áreas de atuação.

T

FAGALI PRESIDE A ALAMYS Companhia do Metropolitano de São Paulo–Metrô foi eleita por aclamação para presidir a Associação Latinoamericana de Metrôs e Subterrâneos (Alamys) por um ano, com direito à reeleição. O presidente do Metrô-SP, José Jorge Fagali, assumiu o posto de presidente da Alamys. É a primeira vez que o Metrô-SP ou outra organização brasileira preside a Alamys. De acordo com o que se divulgou logo após a eleição, Fagali trabalhará para que a Alamys leve adiante a bandeira do planejamento integrado dos transportes metroferroviário e rodoviário, além de promover novas tecnologias, como os sistemas de média capacidade (VLT e monotrilho) e o transporte ambientalmente sustentável. Outra questão a ser promovida será a realização de estudos visando à implantação de Autoridades Metropolitanas de Transportes em grandes José Jorge Fagali, aglomerações presidente do Metrô-SP urbanas, como São Paulo. Para a vice-presidência da instituição, foi escolhido o Metrô de Barcelona (Transports Metropolitans de Barcelona – TMB), representado por Sebastián Buenestado. A Secretaria Executiva Geral ficará a cargo do Metrô de Madrid, sob a direção de Aurélio Rojo. Contexto. A eleição aconteceu durante a XXIII Assembleia Geral da Alamys, em Barcelona, no período de 29 de novembro a 3 de dezembro de 2009, organizada pelos operadores ferroviários da cidade catalã: Transports Metropolitans de Barcelona, Ferrocarrils de la Generalitat de Catalunya, Tramvia Metropolità i Renfe Rodalies, e pela Secretaría Geral da Alamys.

A

PARTICIPAÇÃO NA 5a CONFERÊNCIA DA CIDADE 5a Conferência da Cidade de São Paulo, realizada na Uniban/Chácara Santo Antônio, teve a participação de diretores e conselheiros da AEAMESP: José Geraldo Baião, Jayme Domingo Filho, Pedro Machado, José Arnaldo M. Catuta, Odécio Braga Louredo, Manoel da Silva Ferreira Filho e Emiliano Affonso. Esse encontro aconteceu nos dias 12 e 13 de dezembro de 2009. Na ocasião, foram escolhidos os delegados do município para

A

6

participar da Conferência Estadual, marcada para os dias 27 e 28 de março de 2010. No dia 29 de novembro, representantes da AEAMESP haviam participado dos encontros regionais preparatórios da 5a Conferência; os participantes foram José Arnaldo M. Catuta (Zona Norte), José Geraldo Baião (Zona Sul), Luis Guilherme Kolle (Zona Leste), José Henrique Z. de Freitas (Zona Oeste) e Jayme Domingo Filho (Centro).


2009 NA AEAMESP o dia 17 de dezembro de 2009, foi realizada a Assembleia Geral da AEAMESP, quando foram aprovadas as contas referentes ao exercício fiscal e se apresentou a proposta de orçamento para o ano de 2010. Na ocasião, a Diretoria Executiva apresentou um relato das atividades desenvolvidas em 2009. O principal evento do ano foi a 15a Semana de Tecnologia Metroferroviária, realizada no período de 25 a 28 de agosto de 2009, no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo, e que contou com aproximadamente 1.500 participantes, incluindo especialistas e dirigentes do setor, e também, professores e estudantes universitários.

N

DEBATES TÉCNICOS – Ainda no campo das discussões tecnológicas, foram realizadas três edições do evento AEAMESP Debate, na sede da Associação. Os dois primeiros se referiram a palestras do engenheiro Fábio Tadeu Alves, do Metrô-SP; a primeira delas, em 4 de junho, com o tema Trem de Alta Velocidade (TAV) – Características e Impactos, e a outra, em 26 de junho de 2009, intitulada O Mundo dos Sistemas de Média Capacidade e Os Sistemas de Média Capacidade no Mundo. No dia 26 de outubro, o engenheiro Mateus Araújo e Silva, da Fapesp, falou sobre o tema Modelos de Demanda – A teoria de viagens baseadas em atividades - Mudança de paradigma das viagens discretas para viagens encadeadas. EVENTOS SOCIAIS – Quanto aos eventos sociais, se destacaram a solenidade de posse da Diretoria e dos Conselhos Deliberativo e Fiscal, no dia 19 de fevereiro, o Jantar Dançante, que marcou o 19o Aniversário da AEMESP, realizado em 25 de setembro, e a Festa de Confraternização de Final de Ano, em 26 de novembro. COMUNICAÇÃO – No campo editorial, foram produzidas três edições – as de número 18, 19 e 20 – do Jornal AEAMESP, que também passou por um processo de reformulação editorial e gráfica, ganhando páginas coloridas e impressão em papel ecologicamente certificado. Foram produzidas edições do informativo

eletrônico Boletim AEAMESP e deu-se continuidade ao Portal da AEAMESP, que, no final do ano, entrou em processo de reformulação. Ao longo de 2009, a AEAMESP e a Editora OTM produziram a primeira edição do Anuário Metroferroviário 2009, distribuída em outubro. Houve também a distribuição da Agenda 2010. Quanto ao relacionamento com a Imprensa, além de facilidades para que jornalistas cobrissem e acompanhassem a 15a Semana de Tecnologia Metroferroviária, houve um esforço da direção da AEAMESP para atender às solicitações da mídia, com a concessão de entrevistas a diferentes órgãos de comunicação: as televisões RIT, Cultura, Gazeta e Câmara Federal, a rádio Eldorado, os portais de notícias, entre os quais, o Portal UOL, a revista Ferroviária, o Anuário Metroferroviário e os jornais O Estado de S. Paulo e Jornal da Tarde. PALESTRAS E EVENTOS – Em atenção a convites formulados por diferentes organizações públicas ou privadas, dirigentes da AEAMESP ministraram palestras ou participaram de eventos de natureza técnica: Palestra na Semana Cultural dos Cursos de Engenharia do Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos (vice-presidente Jayme Domingo Filho, em 11 de maio; Apresentação para a Diretoria da ABIFER sobre a AEAMESP e 15ª Semana de Tecnologia Metroferroviária (José Geraldo Baião e Jayme Domingo Filho, em 28 de maio); Moderação da mesa-redonda sobre transporte na Eco Business Show – Negócios e Cidades Sustentáveis – Centro de Convenção Imigrantes José Geraldo Baião, em 02 de setembro; Secretaria da sessão temática “Sustentabilidade da Metrópole”, organizada pela Comissão Metroferroviária da ANTP no 17º Congresso da ANTP, em Curitiba (Jayme Domingo filho, em 30 de setembro); Secretaria da sessão técnica “Gestão de Qualidade” no 17º Congresso da ANTP, em Curitiba (diretor Pedro Machado, em 30 de setembro); Moderação de apresentação da Siemens em Seminário no Instituto de Engenharia intitulado “Transporte de Média Capacidade para São Paulo: Propostas e Soluções” (José Geraldo Baião, em 15 de outubro).

ATIVIDADES NA SEDE – Em 2009, foram desenvolvidas aulas de inglês para associados, atividade realizada no auditório da AEAMESP, que foi também o ambiente para o desenvolvimento de um treinamento contratual da Alstom com participação de engenheiros da equipe de sinalização da GCS, com o tema Troca do sistema de sinalização das Linhas 1, 2 e 3. SETOR METROFERROVIÁRIO – O trabalho de organização da 15a Semana Metroferroviária foi o principal propulsor de um conjunto de ações empreendias pela Diretoria Executiva, que significam articulações e fortalecimento dos laços com outros organismos do setor metroferroviário. Nesse sentido, foram desenvolvidas reuniões técnicas para definição do temário, estrutura e painéis da 15ª Semana. Houve negociações com Metrô-SP, CPTM, ABIFER, ANTF, Instituto de Engenharia, Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo, BNDES e Comissão Metroferroviária, visando à obtenção de apoio institucional e financeiro para o principal evento da AEAMESP. Igualmente com o objetivo de fortalecer a 15a Semana, a Diretoria Executiva também manteve reuniões com dirigentes da Secretaria de Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo, do Metrô-SP e da CPTM, bem, como de outras secretarias estaduais e municipais da Capital. Também merece realce o fato de o presidente da AEAMESP ter mantido encontros e reuniões com reitores, diretores e coordenadores de cursos das principais escolas de engenharia e arquitetura de São Paulo, com vistas à participação dos alunos formandos na 15ª Semana. Ao longo do ano, a direção da AEAMESP participou de reuniões no CREA-SP e tomou parte em reuniões do Conselho Diretor da ANTP e do Secretariado do Movimento Nacional pelo Direito ao Transporte Público de Qualidade para Todos (MDT). 7


UMA SUPERFESTA DE CONFRATERNIZAÇÃO proximadamente preparou cerca de 45 desenhos, 150 associados, amigos retratando de forma divertida e colaboradores da os participantes. Como já se AEAMESP participaram tornou tradicional, houve sorteio da Festa de Confraternização 2009, realizada na noite de 26 de novembro, em dependências da Associação dos Engenheiros da Sabesp (AESABESP), no bairro do Paraíso, em São Paulo. O cardápio era perfeito para uma ocasião descontraída, num dia típico de final de primavera, com muito calor e chuva. As comidas: queijos, churrasco - com o serviço de diferentes carnes -, saladas, pães e frutas. Para beber: chope, batidas, uísque, suco de frutas, refrigerantes e água. Para animar ainda mais o ambiente, além da música, houve a participação Os vencedores do 8o Desafio de Kart do mágico Geraldin, com seus números "de pequeno porte e grande impacto", feitos para os pequenos grupos que se formavam durante a festa. Houve também a participação de um caricaturista, Cláudio De Marco, que O trabalho do caricaturista O mágico em ação

A

Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Metrô – AEAMESP Rua do PParaíso, araíso, 67, 2o andar aulo andar,, 04103-000, São PPaulo aulo-- SP SP,, Telefone (11)3287-4565, fax (11)3285-4509 E-mail:aeamesp@aeamesp.org.br Jornalista responsável: Alexandre Asquini (MTb 28.624)

IMPRESSO 8

de vários brindes e presentes e, também, livros e CDs de Assis Ângelo, que prestigiou o encontro.

recebem seus troféus

Jornal AEAMESP - edição 21  

Jornal com notícias importantes sobre a comunidade metroferroviária brasileira

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you