Page 1

Macaé comemora 1º de maio trabalhando

Oficializada no Brasil em setembro de 1925, com a criação de um decreto do então presidente Artur Bernardes, o dia 1º de maio, Dia do Trabalho foi lembrado na Capital do Petróleo, cidade que se destaca pela oferta de trabalho, como mais um feriadão onde muita gente continuou no batente. Os trabalhadores da construção civil, dos supermercados e da área de saúde não deram trégua ao descanso merecido. Veja na Pág. 3.

A cratera dificulta até a passagem dos pedestres Um buraco localizado na Rua E, esquina com a Rua A, na entrada do Distrito de Córrego do Ouro completa mais um ano e nada é feito pelas autoridades competentes. Acompanhe na pág.4.

Dr. Aluízio e Graça Foster discutem investimentos e segurança para trabalhador offshore Em audiência pública, na manhã da última quarta-feira, na Comissão de Minas e Energia, a presidenta da Petrobras, Maria das Graças S. Foster, anunciou os principais investimentos da empresa para os próximos anos. Durante uma apresentação, deputados e convidados puderam conhecer os grandiosos números que vão definir não só o aumento da produção de petróleo no Brasil, mas também que irão ditar o crescimento do país. O deputado Dr. Aluízio aproveitou o evento para questionar as ações para a área de segurança do trabalhador off shore. Veja na Pág. 6.

Buraco em Córrego do Ouro completa sete anos

Foto-legenda OAB debateu Ficha Limpa para esclarecer...

Aluízio aproveitou para questionar ações de segurança off shore

Macaé Tem Jeito traz também para você: • Malvinas continua abandonada pelo Poder Público, na Pág.5 • Novo Código Florestal não agrada ambientalistas e Bancada do PV repudia texto do relator. Pág. 6. • Na pág. 4, o repórter comunidade fala sobre o Dia do trabalhador e na pág. 5 tem comentários na coluna Bastidores. Na pág. 7 você encontra o esporte com o Serra Macaense na segunda fase do campeonato estadual e a competição de Jiu Jitsu nas academias locais.

Operação policial apreende veículos e um suspeito ferido Mais uma ação da Polícia Militar de Macaé terminou com cinco presos sendo um deles baleado no ombro, após troca de tiros com as equipes do grupo de Ações Táticas (GAT-I e II). Dois veículos roubados (um Gol preto e uma motocicleta vermelha), além de dois revólveres calibre 38 foram apreendidos. A ação policial aconteceu no início da tarde da segunda-feira (16) na W-24, no Lagomar. Veja na Pág. 7.


2•

Opinião Editorial Palavra da editora

Macaé/RJ Abril de 2012 - Edição nº 3

Carta do leitor Divulgamos alguns trechos de cartas recebidas e respostas da redação Leitor 1

Querida amiga e companheira de luta, Conte sempre comigo... Não trago comigo nenhum interesse político. O meu interesse é o nosso bem estar, fico feliz por ser leitora do meu espaço, e quero sempre poder contribuir com pessoas como eu, simples e de princípios humildes. Estamos juntos nessa luta. Grato e disponha sempre. Sergio Oliveira serginhocabelos@hotmail.com

Amigos leitores, neste 1º de maio celebramos o Dia do Trabalhador em todo o Brasil e em alguns outros países do mundo. O panorama nacional é de muito desemprego e salários baixos, enquanto que aqui em Macaé, capital do petróleo, o trabalhador qualificado e com uma profissão possui qualidade de vida, com salários compensatórios. Isso em detrimento à massa do subemprego que mora na periferia... Portanto, poucos têm o que comemorar e muitos têm que refletir sobre sua condição de vida. Será que estamos escolhendo certo os nossos governantes? Por que será que os ricos estão mais ricos e os pobres mais pobres? É preciso então fazer a escolha certa e o que não pode é se viver no submundo da marginalização, ou seja, à margem dos que possuem tudo... Por isso, é preciso que se lute e se saiba escolher... Por outro lado, o Macaé Tem Jeito (um jornal com a cara dos milhares de moradores da periferia, na sua grande maioria, advindos de outros lugares e que foram se instalando na cidade ao logo de quase 20 anos, porque vieram em busca de qualidade de vida), traz para voce notícias de interesse coletivo nesta edição. Senão vejamos: O bairro Malvinas e a Serra de Macaé continuam abandonados por falta de políticas públicas – lá no Córrego tem até buraco fazendo aniversário e a insegurança continua reinando na cidade. Estas e outras notícias voce irá encontrar em nossas páginas. No entanto, recomendamos que voce responda a uma enquete formulada sobre a instalação das UPPs e a migração dos bandidos para outros bairros de Macaé, na página 7, para medir a questão da segurança pública. Bem, O recado está dado. Boa leitura! Maria Estrela jornalista.star@globo.com

Resposta da Redação: Serginho, estamos aqui para contribuir com as comunidades de Macaé, com suas conscientizações e para que não sejam analfabetos políticos, mas, cidadãos de luta por melhorias...

Leitor 2

Estou bastante impressionado com o trabalho evidenciado nos exemplares on line do jornal “Lagomar tem jeito” e agora do Macaé Tem jeito... Parabéns! Permitam-me sugerir que vocês continuem e até intensifiquem a linha de conscientização comunitá-

ria-política, coisa que falta muito em Macaé, e, no Lagomar, em função da realidade sob a qual surgiu a comunidade, a falta é mais forte ainda. Excelente a iniciativa junto ao TRE. Ótimo que divulguem ações de moradores em quaisquer áreas (cooperativa de costuras...). O Lagomar pode muito, mas a população precisa ter consciência disso... Desejo sucesso a vocês. Fraterno abraço. A.M. Resposta da Redação: Prezado A.M. Somos gratos por suas palavras que impulsionam as pessoas de bem a continuar um trabalho que está só começando. Nossa pretensão é realmente formar conscientização política junto à comunidade que tanto carece de serviços públicos e que tem o poder nas mãos - o voto. Informamos que iremos partir para outros locais e se vc quiser colaborar estamos abertos a sugestões e informações que nos sirvam de subsídios para geração de matérias jornalísticas. Atenciosamente, Maria Estrela/Cristiane Moraes.


•3

Macaé/RJ Abril de 2012 - Edição nº 3

Geral

Macaé comemora 1º de maio trabalhando

O

ficializada no Brasil em setembro de 1925, com a criação de um decreto do então presidente Artur Bernardes, o dia 1º de maio, Dia do Trabalho foi lembrado na Capital do Petróleo, cidade que se destaca pela oferta de trabalho, como mais um feriadão onde muita gente continuou no batente. Os trabalhadores da construção civil, dos supermercados e da área de saúde não deram trégua ao descanso merecido. No Brasil e em vários países do mundo a data é um feriado nacional, dedicado a festas, manifestações, passeatas, exposições e eventos reivindicatórios que celebram as conquistas dos trabalhadores ao longo da história. O município embalou o dia com shows gratuitos, na Praça Washington Luiz, com os grupos Chega Mais (forró), Conversa Comigo e BokaLoka, além de oferta de serviços, como corte de cabelo e emissão de carteira de trabalho, entre outros. Para a trabalhadora Hayane Pereira (25 anos), de uma loja de

departamento do Shopping Plaza Macaé, o dia foi de muita labuta. “Trabalhei o dia inteiro. Mas, eu gostaria mesmo era de ter descansado ou me divertido nesta data, no entanto, tenho que me manter financeiramente e colaborar com a família”, lamentou. O pedreiro Raimundo José Silva, de 48 anos, residente na Aroeira também não teve alternativa, senão continuar trabalhando no feriadão. Ele que é oriundo de Porto Seguro/BA e reside em Macaé há dois meses, disse que veio para ficar e que foi atraído pelos bons salários oferecidos no mercado de trabalho macaense. - Trabalho desde os 13 anos de idade na construção civil e acho que o Brasil cresceu nos direitos do trabalhador e aqui em Macaé, então, a gente ganha melhor. Os salários daqui nem se comparam aos da minha cidade e de outros lugares onde já trabalhei. O ajudante daqui ganha melhor do que o pedreiro de outro lugar. Quanto ao dia do trabalho, não dá para comemorar com descanso, pois preciso pagar meu aluguel - afirmou.

Muitos pedreiros ficaram com a mão na massa no dia do trabalho História do Dia do Trabalho - A história do Dia do Trabalho remonta o ano de 1886 na industrializada cidade de Chicago  (Estados Unidos). No dia 1º de maio deste ano, milhares de trabalhadores foram às ruas reivindicar melhores condições de trabalho, entre elas, a redução da jornada de trabalho de treze para oito horas diárias. Neste mesmo dia ocorreu uma grande greve geral dos trabalhadores nos  Estados Unidos. Aqui no Brasil existem relatos de

que a data é comemorada desde o ano de 1895. Porém, foi somente em setembro de 1925 que esta data tornou-se oficial, após a criação de um decreto do então presidente Artur Bernardes. Em 1º de maio de 1940, o presidente Getúlio Vargas  instituiu o  salário mínimo. No ano seguinte, foi criada a Justiça do Trabalho, destinada a resolver questões judiciais relacionadas, especificamente, as relações de trabalho e aos direitos dos trabalhadores. Definição do salário mínimo

- De acordo com a Constituição de 1988, o salário mínimo deve suprir as necessidades básicas (alimentação, moradia, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social) do trabalhador e sua família. A lei máxima do nosso país também define o reajuste periódico do salário mínimo para preservar o seu poder aquisitivo do trabalhador. O valor do salário mínimo nacional é estabelecido e reajustado pelo governo federal brasileiro.

Ficha Limpa é tema de palestra em Macaé

A

15ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Macaé, em parceria com o Centro Acadêmico de Direito e a Universidade Federal Fluminense (UFF), promoveu, na noite da última terça-feira (24), uma palestra sobre a Lei Complementar 135/2010, no auditório da Cidade Universitária. Para proferir o debate sobre o tema Ficha Limpa, convidou o juiz Rodrigo Moreira Alves, titular da Vara Criminal e Juiz Eleitoral. Para uma plateia formada por cerca de 200 participantes, o juiz eleitoral elucidou as dúvidas dos estudantes de direito. O evento contou com a presença de polí-

ticos partidários. O palestrante iniciou com o histórico da lei que nasceu da vontade popular (encabeçado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, pela OAB e muitas outras entidades), através de um milhão e seiscentas mil assinaturas e que levou oito meses para ser aprovado nas duas Casas Legislativas - Câmara e Senado. Em meio a algumas citações, Rodrigo Alves disse que, na verdade, a lei da Ficha Limpa restringe a entrada de candidatos que não possuem o perfil para o trato com a coisa pública e os considera inelegíveis aos cargos públicos se estiverem em condenação judicial. “A inelegibilidade não é sanção, mas, restrição

e as novas regras passam a valer imediatamente e para as eleições de outubro deste ano, onde estarão sendo colocados nomes para Prefeituras e Câmara Municipais. Por isso, torna-se necessário que a população tenha conhecimento da lei, saber quais são os casos de inelegibilidade e para que a formulação de seu voto tenha maior propriedade”, frisou. Para a presidente da OAB/Macaé, Andrea Meirelles, a palestra visou esclarecimento e divulgação de uma lei de cunho popular. “Torna-se muito importante todos conhecerem os detalhes da lei para compreendê-la evitar que os políticos difamem seus adversários nos períodos de campanha

A OAB foi a promotora do evento eleitoral. Em muitos municípios, por exemplo, pré-candidatos vêm divulgando que seus adversários estariam inelegíveis, seriam “fichas sujas”, numa espécie de campanha eleitoral antecipada, o

que é proibido pela legislação. E, ainda pior, por vezes essas afirmações distorcem a verdade, e condenam o adversário na imprensa, sem que exista julgamento pelos órgãos competentes”, assegurou.


4•

Macaé/RJ Abril de 2012 - Edição nº 3

Região

Buraco em Córrego do Ouro completa sete anos Descaso do poder público dificulta a vida de moradores do distrito

U

Por Filipe Dantas

culta a passagem de pedestres. Segundo informações de moradores próximos ao local do buraco, tudo começou depois de uma forte enxurrada que levou parte da rua. - Esse buraco já tem uns sete anos que existe. Teve uma forte chuva e com isso veio uma enxurrada que derrubou um lado todo da rua. Desde aquela época nós moradores reclamamos com a secretaria de obras para que fosse sanado o problema. Mas entra ano e sai ano

m buraco localizado na Rua E, esquina com a Rua A, na entrada do Distrito de Córrego do Ouro completa mais um ano e nada é feito pelas autoridades competentes. Medindo aproximadamente quatro metros de comprimento por três de profundidade, a cratera ocupa 90% da rua, o que difi-

O buraco já completou seu sétimo aniversário e nada é feito. Já teve caso de pessoas caírem aqui e se machucarem. Por causa disso temos que desviar por outra rua para que possamos passar. Acho uma falta de respeito com a população, que paga seus impostos e quando precisa da Prefeitura não é atendida, reclamou o ajudante de pedreiro Paulo Ricardo de Assis, 27 anos, que já enfrentou dificuldades para passar no local em período de chuva. Distante 20 km de Macaé, Cór-

rego do Ouro é o primeiro distrito subindo a serra macaense. A população tem a agricultura e o comércio como fonte de renda e o turismo também faz parte da realidade do local. Mas para que esse turismo se estenda é preciso que a localidade seja assistida devidamente. Segundo outra moradora, a costureira Leila Márcia de Souza, 32 anos, que também reside próximo à Rua E, vários políticos e autoridades já estiveram no local e promete-

ram resolver o problema. - Acho que eles aproveitam da situação para fazer campanha política. Já estiveram aqui vários políticos que prometeram arrumar a rua, mas até agora nada. Este ano, que é de eleição, com certeza irão voltar com a mesma conversa. Já estamos cansados de promessa, queremos uma solução imediata. Basta de descaso com essa população sofrida e que quer apenas o seu direito de ir e vir desabafou a moradora.

Repórter Comunidade

Thiago Silva • thiagosilvamacae@hotmail.com

O que comemoramos no Dia do trabalhador

N

esta terça-feira, 1º de maio, comemoramos em todo o Brasil e na maioria dos países do mundo, o Dia do Trabalhador. Para muitos trabalhadores, é um dia de descanso merecido, para outros, é dia de refletir suas condições de trabalho, salário, relação com os patrões e reivindicar seus direitos de maneira organizada. A maioria da população bra-

sileira reclama das condições de trabalho e do desemprego que assola o País. A taxa de desemprego ainda é grande e o salário incompatível com a inflação. Macaé, cidade conhecida nacionalmente como a capital do petróleo, tem a maior taxa de criação de trabalho do interior do Estado do Rio de Janeiro, de acordo com pesquisa feita pela Federação das Indústrias - 3,12 por cento ao ano.

No entanto, para adentrar nesse mercado de trabalho as pessoas devem estar qualificadas. Atraídas por um bom salário e uma boa vida, milhares de pessoas de todo o Brasil chegam à procura de emprego, na cidade onde há exploração de petróleo e onde os salários são estimulantes, mas o mercado exige mão de obra qualificada. A estimativa é que metade dos 200 mil habitantes

chegaram nos últimos 10 anos. Com essa perspectiva que atraiu muita gente, a periferia da cidade ficou inchada por falta de moradia planejada, pois a cidade possui alta especulação imobiliária alta. Como grande parte dessa massa não possui qualificação adequada para trabalhar no ramo off shore e on shore ou fica desempregada, ou submete-se ao subemprego, como é o caso de centenas de moradores do

Lagomar, Malvinas, Águas Maravilhosas e muitos outros. Por isso, em Macaé existe um paradoxo: O do crescimento econômico associado às atividades do petróleo e o crescimento da pobreza e da miséria da população que não tem qualificação por que chegou aqui em busca do “El Dourado” e que não tem aptidão devido as suas culturas. Fica aí, nossa reflexão em contribuição pelo Dia do trabalhador!...


•5

Macaé/RJ Abril de 2012 - Edição nº 3

Cidade

Lagomar elege nova diretoria para associação comunitária

N

Por Maria Estrela

este sábado (28), os moradores do bairro Lagomar escolheram quem irá representá-los junto aos poderes constitutivos – os órgãos públicos das esferas federal, estadual e municipal, e à iniciativa privada, com a finalidade de reivindicar os direitos do povo que paga os seus impostos. O pleito, que ocorreu no colégio municipal Balneário Lagomar, durante todo o dia, apontou uma das sete chapas que concorreram, elegendo a chapa 2, encabeçada por André, mais conhecido como “chocolate”. Todos os candidatos do páreo prometeram lutar por uma Lagomar melhor. O bairro é um dos mais populosos de Macaé e possui inúmeros problemas, a começar pela

saúde preventiva, com a falta de saneamento básico – rede de esgoto e Estação de Tratamento (ETE) funcionando; Não possui água potável para o consumo humano; A segurança e a iluminação pública são caóticas; Com a falta de um hospital ou posto de saúde que atenda a demanda, a saúde curativa não vai bem; Sem escolas de Ensino Médio e apenas uma escola de ensino fundamental para uma população de mais de 20 mil moradores, entre outros problemas. Ao assumir o posto de presidente da associação do bairro, “Chocolate” terá pela frente um grande enfrentamento. Além disso, haverá que definir junto à população residente, qual destas lutas são as mais prioritárias: segurança, transportes, recolhimento de lixo, posto de saúde, etc. As prioridades, os assuntos

Nos Bastidores...

e respectivas reinvindicações, devem ser determinados em discussão democrática e em assembleia com os moradores. Segundo o empresário do supermercado Macaé, Thiago Silva, é importante lembrar que ao reivindicar os seus direitos, os moradores não estão pedindo nenhum favor, por isso é importante a existência de uma Associação de Moradores, para reunir, convocar, unir as forças e organizar a população. - A Associação de Moradores é uma ferramenta, que o povo tem a seu favor, como espaço de luta ao serviço do bem comum do bairro e da cidade. É neste espaço que a população reunida e organizada utiliza (por sua conta e risco) esses métodos para atingir um fim, ao não serem encontradas respostas por parte do “poder político”. Além disso, a

O novo presidente da Associação terá muitos enfrentamentos a vencer associação comunitária é o espaço privilegiado que faz crescer a consciência de todos nós, que desejamos construir uma sociedade igualitária e justa, onde se possa realmente exercer a cidadania. Uma de suas funções é organizar as lutas e mobilizar os moradores para enfrentar os problemas concretos que surgem da necessidade do nosso dia-a-dia - disse. Thiago Silva ressaltou que o perfil da chapa encabeçada pelo

Maria Estrela jornalista.star@globo.com

ETE não trata esgoto do parque

Creche do Novo Horizonte

Os moradores que residem próximo à Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do Parque Aeroporto estão reclamando do abandono em que se encontra aquela estação. Eles estão apreensivos porque sem funcionamento há mais de quatro anos, a ETE que deveria promover o saneamento do logradouro, pode acarretar doenças com o acúmulo de dejetos e muito lixo... Além da sujeira e o mau cheiro, eles também reclamam de que o lugar se tornou abrigo para moradores de rua, usuários de drogas e assaltantes. A Esane tem propagado que a prefeitura vai construir outra ETE numa área próxima ao terminal de ônibus urbanos da Ajuda... Queremos ver para crer!... Será que vai sair exatamente neste ano eleitoral???

Voces já viram que as obras eleitoreiras já começaram? Uma delas é a creche que o município está construindo no bairro Novo Horizonte. A obra está fincada numa área antes destinada ao lazer da população e terá um difícil acesso dos escolares. É que as duas ruas laterais transbordam d’água nos dias de chuva, dificultando a passagem de pedestres e motoristas, imaginem a dos estudantes mirins!... Será que teremos de nos conformar sempre com a falta de saneamento básico e com o escoamento das águas pluviais em nossa cidade?...

eletricista Marcelo Barcelos Pimentel foi a que mais se encaixou na realidade do bairro. “Além de morar no Lagomar há mais de 10 anos, ele já viveu toda a transformação ocorrida aqui. Depois, tem a experiência de liderança, pois já foi presidente de associação de moradores em outra comunidade. De qualquer forma, o novo presidente eleito terá que contar com o apoio dos moradores”, acentuou.

Fraude I

E Conceição de Macabu, heim? Com suspeitas de fraudes uso do dinheiro público pela secretaria de Saúde da cidade. Nesta semana, foi aberta uma Comissão Processante na Câmara de Vereadores para apurar a possível falcatrua. A decisão saiu depois de uma sessão tensa e polêmica.

Fraude II

O Ministério Público Estadual (MP), através da 1ª Promotoria de Tutela Coletiva, está investigando uma série de denúncias de fraude nos concursos públicos realizados pela Prefeitura de Macaé através do Instituto Nacional do Concurso Público (INCP). São nove os inquéritos abertos pelo MP para apurar as irregularidades. Há indícios de manipulação do resultado em favor dos aliados do prefeito e de outros políticos da cidade. Olha que nos inquéritos há suspeitas desde o procedimento licitatório até a fraude de pessoas concorrerem às vagas exclusivas de deficientes físicos... Se as denúncias procederem, milhares de pessoas que prestaram concurso podem ter sido vítimas de uma grande armação com o objetivo da Prefeitura arrumar um meio “legal” de contratar apadrinhados políticos “pela janela”. Estamos de olho!...


6•

Macaé/RJ Abril de 2012 - Edição nº 3

Política

Dr. Aluízio e Graça Foster discutem planos de investimentos e segurança para trabalhador offshore

E

m audiência pública, na manhã da última quarta-feira, na Comissão de Minas e Energia, a presidenta da Petrobras, Maria das Graças S. Foster, anunciou os principais investimentos da empresa para os próximos anos. Durante uma apresentação de pouco mais de meia hora, deputados e convidados puderam conhecer os grandiosos números que vão definir não só o aumento da produção de petróleo no Brasil, mas também que irão ditar o crescimento do país. O deputado Dr. Aluízio aproveitou o evento para questionar as ações para a área de segurança do trabalhador off shore. Considerada uma das cem pessoas mais influentes do mundo, pela Revista americana Time, e a primeira mulher a presidir a Petro-

Aluízio aproveitou para questionar ações de segurança off shore

bras, a engenheira química, Graça Foster, foi recebida na CME, para falar dos planos de investimentos e desenvolvimento da Petrobras. “Energia é soberania”, defendeu, na abertura da sua apresentação. A presidenta da Petrobras começou mostrando os indicadores dos últimos dez anos de exercício da empresa e os principais projetos para o futuro. A surpresa ficou por conta da revelação de que a Petrobras irá investir na produção de fertilizantes para o crescente mercado agrícola do Brasil e do mundo. “A demanda por derivado de petróleo, no Brasil, cresceu 32% enquanto que no resto do mundo aumentou em 15%”, revelou Dr. Aluízio, que é membro da CME. De acordo com o deputado, isso justifica o anúncio de Graça Foster sobre os novos projetos para a

Câmara aprova texto base do Código Florestal

O

plenário da Câmara dos Deputados aprovou no início da noite desta quarta-feira (25) o texto base do novo Código Florestal com as mudanças propostas pelo relator da matéria, deputado Paulo Piau (PMDBMG). Após horas de discussões, os deputados aprovaram por 274 votos a 174 e 2 abstenções, as mudanças feitas pelo relator ao texto aprovado pelo Senado, contrariando a orientação do governo e dos ambientalistas. O plenário, de forma simbólica, também acatou os disposi-

tivos aprovados pelos senadores que receberam parecer favorável de Piau. Os deputados seguem analisando 14 destaques apresentados por vários partidos políticos para mudar o parecer do relator. O governo e os ambientalistas defendiam o texto aprovado pelos senadores e enviado à Câmara para nova votação, com o argumento de que, no Senado, a proposta havia sido acordada com o setor produtivo e com os ambientalistas, e que também contou com a aprovação de deputados.

produção de derivados. “Vamos produzir fertilizantes, não só para a demanda interna, mas também para exportação”, revelou a presidenta da Petrobras. De acordo com Graça Foster, o crescimento da demanda por derivados de petróleo no Brasil e principalmente nos países como Rússia, Índia e China, fez com que a empresa brasileira abrisse investimentos como o de Mato Grosso do Sul, onde entrará em operação, em dezembro de 2014, uma fábrica que produzirá 1,22 milhões de toneladas de ureia e 70 mil toneladas de amônia. Os dois componentes são amplamente utilizados na produção de fertilizantes agrícolas. Em Uberaba, Minas Gerais, já está em fase de terraplanagem, uma área para produção de 519 mil toneladas/ano de amônia,

dentro do triângulo mineiro, o maior mercado consumidor de fertilizantes. Outros estados que receberão investimentos são Sergipe, que abrigará uma fábrica de sulfato de amônia e Espírito Santo, com o Complexo Gás-Químico. Para Aluízio Junior, os anúncios feitos por Graças Foster comprovam a visão da importância da soberania energética para a nova presidenta da Petrobras. Com o aumento do consumo de alimentos no Brasil, a demanda interna por amônia cresceu 32% em dez anos. No resto do mundo o aumento foi de 26%. Nos próximos cinco anos a Petrobras investirá cerca de 8 bilhões dólares em plantas(áreas de produção) de fertilizantes. Mesmo com essa produção, em 2020, o Brasil ainda estará importando 14% da amônia que consome.

Crescimento gigantesco - De acordo com Graça Foster, nos últimos dez anos houve um crescimento de 293% no número de blocos de exploração de petróleo no Brasil. “Tivemos um crescimento de nossas reservas de 73%. Saímos de 9.9 bilhões para 17 bilhões de barris, enquanto que o mundo crescimento de 33%. Esse crescimento não inclui as reservas do pré-sal que se estivesse incluído já somaríamos 32 bilhões de barris de petróleo em reservas. A produção diária de petróleo no Brasil, de 1991 a 2011, cresceu 213%, de 650 mil para 2 milhões e 23 mil barris/dia. “Nós prosperamos muitíssimo nesses últimos dez anos, afirmou Graça Foster”. Em dez anos a produção do Brasil cresceu 73%, a do mundo 12%. “É o que chamamos de uma grande caderneta de poupança no nosso país”, avaliou.

Bancada do PV diz que relator do Código Florestal Brasileiro não assegurou proteção às florestas (Veja a nota pública de repúdio da bancada do Partido Verde sobre o parecer do deputado Paulo Piau, no último dia 24) As modificações propostas pelo senhor Relator pioram, ainda mais, a presente revisão do Código Florestal. De forma geral, pode-se afirmar que o Relatório promoverá graves retrocessos quando comparado às normas atualmente em vigor. A grande preocupação do mesmo não foi assegurar a proteção das florestas e demais formas de vegetação, e também não foi a de garantir padrões sustentáveis de exploração dos recursos florestais. Tampouco possibilita a compatibilização da atividade produtiva com a efetiva proteção ambiental, observando os pressupostos da sustentabilidade. Ao contrário, manteve a anistia, ampliando as suas formas e seu alcance, ao mesmo tempo em que exclui benefícios e garantias aos que cumpriram a lei. Trata-se, claramente, de incentivo a quem não cumpriu e não cumpre as normas neste País. Elegeu-se uma data “mágica” – 22 de julho de 2008 – data da edição do mais recente regulamento da Lei de Crimes Ambientais e passa-se um verdadeiro “cheque em branco” para as ocupações

anteriores a esta data serem legalizadas mediante Programas de Regularização extremamente vagos. Na prática, o instituto da Área de Preservação Permanente- APP, deixa de existir, na medida em que remete ao executivo e aos estados a responsabilidade pela sua fixação, bem como a obrigatoriedade de sua recomposição, gerando um espaço de total insegurança jurídica nesta questão, entre outros aspectos pelo fato de que estados situados em um mesmo bioma poderão ter limites diferenciados de APPs entre si. A demasiada ampliação da consolidação de atividades no interior de APPs, e agora até mesmo no interior das Unidades de Conservação (inclusive as de Proteção Integral), coloca em risco todo o arcabouço legal vigente, bem como todo o esforço voltado a uma efetiva consolidação da gestão ambiental no Brasil, no momento em que o país está prestes a sediar a Rio+20. Com a aprovação da nova lei na forma proposta, o Brasil estará institucionalizando a opção pelo atraso no lugar de escolher o rumo da liderança mundial em prol da economia verde. Teremos todos que arcar com as consequências dessa opção

equivocada, e nossos filhos e netos também. A proposta leva a um crescente desmatamento e por consequência ao não cumprimento das metas fixadas para a redução das emissões dos gases responsáveis pelo efeito estufa. Ao incentivar a ocupação de áreas de risco e as de preservação permanente, está se menosprezando a relação direta que esta ocupação tem, com a lamentável ocorrência das catástrofes que tem afetado o nosso País, a cada início do ano, tirando milhares de vidas. O Relatório, com as suas propostas de exclusão, consegue retroagir a patamares inferiores aos que estavam previstos na proposta da Câmara e aos mínimos avanços propostos no Senado. Desta forma, a Bancada do Partido Verde, fiel aos seus compromissos com a efetiva proteção ambiental e a melhoria da qualidade de vida do cidadão brasileiro, vem a público manifestar seu total repúdio tanto às propostas aprovadas na Câmara e no Senado, quanto ao relatório do Deputado Paulo Piau. Brasília, 24 de abril de 2012. Bancada do Partido Verde. Câmara dos Deputados


•7

Macaé/RJ Abril de 2012 - Edição nº 3

Polícia

Operação da Polícia Militar no Lagomar termina com apreensão de veículos e um suspeito ferido

M

ais uma ação da Polícia Militar de Macaé terminou com cinco presos sendo um deles baleado no ombro, após troca de tiros com as equipes do grupo de Ações Táticas (GAT-I e II). Dois veículos roubados (um Gol preto e uma motocicleta vermelha), além de dois revólveres calibre 38 foram apreendidos. A ação policial aconteceu no início da tarde da segunda-feira (16) na W-24, no bairro Lagomar. Mauricio Venceslau Silva, 22 anos, Jeferson José Eufrasio Duarte, 23 anos, Anildo Penha da Silva, 21 anos e Jhon Lenon Nunes Santos,

Os bandidos foram presos durante a ronda

19 anos, de acordo com o comandante do 32º Batalhão da Polícia Militar (32ºBPM-Macaé), tenente coronel Ramiro Oliveira Campos, foram denunciados à Polícia. Eles fariam parte de uma quadrilha que diariamente se reunia fortemente armada no endereço indicado para prática de roubos na área central e para uso de entorpecentes. O nome do quinto elemento, que inicialmente achavam que era menor de idade, não foi divulgado. “Quando as guarnições chegaram ao local, um deles avistou a viatura e atirou contra os militares, que reagiram também atirando. Sem a intenção de matá-lo, mas

sim dominá-lo e impedir sua fuga, um deles foi atingido no ombro e em seguida socorrido para o Hospital Público de Macaé”, contou Ramiro, acrescentando que no hospital o ferido está sob escolta policial. Com o bando suspeito foi apreendido o Gol preto placa LDC 1139-Macaé, veículo que foi roubado na noite do último domingo na área Central. Na ocasião, o proprietário teria sido alvo de três homens que estariam em uma motocicleta com as mesmas características da moto vermelha sem placa, também apreendida na mesma operação. “Os dois revólveres, um com seis munições sendo duas defla-

Foto-legenda Nelson da Silva

Policiais no Lagomar

gradas, teria sido apreendido com o adolescente ferido e a outra, sem tambor, teria sido encontrada em um imóvel desativado apontado por um dos suspeitos presos”. A mãe de um dos envolvidos esteve na delegacia para onde o quarteto foi levado e disse aos policiais que sempre deu bons conselhos para o filho, que até alguns meses era trabalhador e nunca havia sido preso. Mas, segundo ela, “As más companhias o levaram à situação atual. Nenhuma mãe merece ver um filho ser preso ou envolvido com pessoas do mal. Que isso lhe sirva de lição”. Arma – Na Praia Campista,

Enquete jornalmacaetemjeito@gmail.com

As UPPs e a Migração de bandidos

N

Hoje, dia 25 de abril, o Lagomar foi invadido por policiais, acreditamos que é devido a alguns fatos de violência que estão acontecendo. O Lagomar precisa de segurança fixa e os policiais só vêm aqui quando o bicho está pegando. Parece que o bairro está sendo invadido por traficantes, pois só neste mês prenderam 28.

um homem foi preso após ser denunciado por vizinhos de que estaria armado em casa. No início da tarde a guarnição do Delta, da Polícia Militar, esteve na residência e conseguiu deter Alexandre Peçanha, 35 anos, no momento em que ele tentava fugir pulando muros de outros imóveis. Ele foi imobilizado e levado para Delegacia de Polícia (123ª DP-Macaé) onde o caso, até o fechamento dessa edição, estava sendo avaliado pelo delegado de plantão. A arma foi apreendida e encaminhada para o Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE).

a última semana abrimos uma enquete para perguntar ao nosso leitor sua opinião sobre a insegurança que estamos vivendo em Macaé nos últimos tempos. Pois bem, a enquete irá continuar até o início de maio. E a pergunta é: Voce acha que a instalação de UPPs no Estado do Rio de Janeiro e, principalmente, aqui em Macaé, nos bairros Malvinas, Nova Holanda e

Nova Esperança, onde tínhamos que pedir licença aos traficantes para entrar fez com que quadrilhas de bandidos migrassem para outros locais, aumentando assim o índice de assaltos e assassinatos??? O Jornal Macaé Tem Jeito quer saber sua opinião sobre o assunto. A enquete ficará no ar até o dia 2 de maio. Participe como cidadão consciente e envie sua opinião para: jornalmacaetemjeito@gmail.com


8•

Macaé/RJ Abril de 2012 - Edição nº 3

Esporte

Serra Macaense perto da segunda fase do Campeonato Estadual da Série B

O Serra está entre os cinco primeiros colocados

Confira um balanço da Série B. Classificação do Grupo A:

Time está próximo da classificação e conta com uma equipe preparada para vencer

F

altando duas rodadas para o fim da primeira fase do Campeonato Estadual da Série B, a briga pela classificação à segunda fase da competição está acirrada e o Serra Macaense continua com chances. De acordo com o que foi estabelecido pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ), os cinco primeiros colocados de cada grupo e mais as duas equipes de melhor índice técnico, independentemente da chave, se classificam. As últimas

rodadas dos Grupos A e B acontecem neste sábado, (28), e na quarta-feira (02/05). O regulamento diz o seguinte: “Art. 3º - Na primeira fase as associações serão distribuídas em 02 grupos (A e B) formados mediante sorteio dirigido, com as equipes jogando entre si, dentro do grupo, em turno e returno, classificandose para a segunda fase as 05 primeiras colocadas de cada grupo e mais as duas de melhor índice técnico, independentemente do grupo a que pertençam, perfazendo o total de 12 equipes”.

Em relação às vagas pelo índice técnico, neste momento estariam se classificando o Rio Branco e o Serra Macaense, em sexto e sétimo lugares do Grupo A. O Rio Branco tem índice técnico de 2,89. Apesar de ocupar uma posição atrás da tabela de classificação, o Serra Macaense tem o melhor índice entre todas as equipes que estão fora do G-5 nos dois grupos: 2,94. No Grupo A, Quissamã e Ceres, primeiro e segundo colocados, com 44 pontos e 37 pontos, respectivamente, estão matematicamente classificados. Artsul (em terceiro),

1º) Quissamã - 44 pontos 2º) Ceres - 37 pontos 3º) Artsul - 32 pontos 4º) Barra Mansa - 32 pontos 5º) Tigres - 31 pontos 6º) Rio Branco - 28 pontos (índice técnico - 2,89)

Barra Mansa (em quarto) e Tigres (em quinto), têm grandes possibilidades de classificação. Nesta chave o Quissamã já assegurou também a primeira colocação. No Grupo B, o São João da Barra, líder com 29 pontos, está praticamente classificado. Daí em diante, a disputa é muito acirrada. Apenas quatro pontos separam a Portuguesa, segunda colocada, com 27, do Goytacaz, em sexto, com 23. O Audax é o terceiro, com 26. O Angra dos Reis é o quarto, com 25, mesma pontuação do Sampaio

7º) Serra Macaense - 25 pontos (índice técnico - 2,94) 8º) Mesquita - 22 pontos (índice técnico - 2,50) 9º) Carapebus - 15 pontos (índice técnico - 1,72) 10º) São Cristóvão - 12 pontos (índice técnico - 1,94) 11º) Teresópolis - 0 ponto (índice técnico - 0)

Correa, que está em quinto. Próximo jogo – O Serra Macaense não entra em campo no próximo sábado. O time enfrentaria o Teresópolis, que foi excluído da competição. Com isso, a equipe vai vencer por WxO, o que significa um placar de 3x0 e mais três pontos na tabela de classificação. Se derrotar o Artsul, no Estádio Cláudio Moacyr de Azevedo, o “Moacyrzão”, em Macaé, na última rodada, o Serra só não se classifica se os outros times que brigam pelas vagas do índice técnico vencerem seus jogos por diferença de muitos gols.

Jiu-jítsu movimenta academias locais

O

Por Filipe Cyriaco

retorno de uma grande competição de jiu-jítsu na região movimenta as academias da cidade. Trata-se da famosa e internacional competição “Arena Búzios”, realizada na charmosa cidade Armação de Búzios. Este ano, ela entrará no calendário dos competidores de alto nível já que a premiação será de dezesseis mil reais distribuídos em várias categorias e faixas. E no dia 27 de maio, a academia Barroco Combat enviará para a Arena sua equipe Malafaia Team/Gordo JJ. Desta vez, não só os adultos participarão, mas, as crianças de 7 a 17

anos. As expectativas são ótimas, já que entre elas temos o atual Campeão Brasileiro da X-Combat, Wesley de Jesus, de 15 anos. Entre os adultos o destaque fica para o atleta Max Alves - faixa Marrom Leve, que vem de duas vitórias no MMA e é o atual campeão Estadual de jiu-jítsu sem kimono. Como ele vai lutar o mundial de JJ na Califórnia, EUA na mesma semana do Arena Búzios, já está à procura de patrocínios. Os treinos foram intensificados diariamente pelo mestre Luciano Malafaia, para as crianças às 19h e para os adultos às 12h, 17h e 20h, na Academia Barroco Combat, localizada no centro de Macaé, próxi-

mo à Rodoviária. Ressaltando que a equipe de crianças é um fruto de um projeto que oportuniza menores de baixa renda e pagantes. “Isso faz com que a amizade se fortaleça e lá na frente se evite as desigualdades sociais, colocando-as em condições de conflitos”.

O Jiu Jitsu infantil começa aos 3 anos de idade

Macaé Tem Jeito 3 - Abril 2012  

Edição 3 do Macaé Tem Jeito. Jornal tablóide de Macaé, a Capital Nacional do Petróleo.