Page 1

UFCD 2 ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO


ConteĂşdos


PRODUTIVIDADE


PRODUTIVIDADE


PRODUTIVIDADE Produtividade é a redução do tempo gasto para executar um serviço, ou o aumento da qualidade de produtos elaborados, com a manutenção dos níveis de qualidade, sem o acréscimo de mão-de-obra ou aumento dos recursos necessários.


Produtividade não é somente maior quantidade. É preciso avaliar a qualidade do serviço.


A produtividade pode ser sempre melhorada através da criatividade, da formação e da melhoria contínua. É o máximo da produção que a qualidade permite.


Medidas de produtividade


Ciclo da produtividade


MODELOS DE AVALIAÇÃO DA PRODUTIVIDADE AO NÍVEL DA EMPRESA O esforço para definir e quantificar a produtividade ao nível da empresa, tem merecido dos autores bastante atenção. As duas últimas décadas mostraram-se decisivas na formulação de modelos mais precisos, inclusive definindo e relacionando os diversos fenómenos de variações, como aqueles relativos ao resultado global da empresa, resultante de alterações no trabalho, capital, materiais e outros fatores importantes.


Conforme as observações de Hayes et al. (l 988, pp. 142-145), Estes modelos constituem uma abordagem extremamente útil, no sentido de responder às inúmeras questões colocadas pelas companhias, tais como: "qual é o desempenho operacional efetivo de nossa unidade produtiva?", "quais são as atividades que estão operando particularmente bem, e que atividades apresentam baixo desempenho?", "a que resultados devemos chegar, para melhorarmos nossa posição competitiva?"


PRODUTIVIDADE DE FATOR SIMPLES • Fundamentalmente, produtividade é uma medida da eficiência, com a qual insumos físicos são transformados em resultados físicos. Este enfoque sobre as "transformações físicas", decorre da diferença em relação às usuais "medidas financeiras" de desempenho, que traduzem a eficácia com a qual os insumos monetários são convertidos em resultados monetários.


• Na prática, a operacionalidade de inputs e outputs físicos apresenta-se muitas vezes difícil, impondo quase sempre o uso de aproximações baseadas em valores monetários.


PRODUTIVIDADE DE VALOR AGREGADO • Para simplificar os cálculos requeridos e reduzir o impacto das variações de preços de material sobre suas medidas de desempenho, muitas companhias preferem basear seus cálculos de produtividade sobre o conceito de "valor agregado".


• Na verdade, algumas organizações definem produtividade como o "valor agregado por empregado", embora esta medida não leve em consideração, por exemplo, nem as variações de preços sobre o próprio montante de valor adicionado, nem as taxas de salários.


PRODUTIVIDADE DE FATOR TOTAL • Normalmente, as taxas de produtividade de fator simples não variam na mesma proporção. A produtividade do material 2, por exemplo, aumentou, embora a produtividade do trabalho tenha diminuído. Nesse sentido, surge a questão “como determinar se esta compensação (trade-off) é favorável ou desfavorável à organização, ou seja, o processo como um todo, está a funcionar melhor ou pior do que antes? “


• Nesse sentido, para determinar se a produtividade global do processo produtivo, que transforma a totalidade de todos esses recursos no produto A aumentou ou diminuiu, Ê necessårio encontrar algum meio de combinar as produtividades dos diversos recursos empregados (horas, pesos, BTU'S, etc.) em uma produtividade de fator total TFP.


• Similarmente, para se determinar a produtividade global da fábrica ou do departamento que produz vários produtos, é igualmente necessário combinar de algum modo suas TFP's individuais.


A curva da experiência • A denominada “curva de experiência” é uma ideia desenvolvida pelo Boston Consulting Group (BCG) nos anos 1960, através da análise de trabalhos de companhias fabricantes de semicondutores.


• Através destas análises, os consultores do BCG puderam perceber que o custo de produção de uma empresa caía 25% cada vez que o volume produzido se duplicava, e essa relação ficou conhecida como “curva de experiência”.


• De acordo com o BCG, quanto mais experiência tiver a empresa na produção de um determinado produto, menor será seu gasto. De acordo com Bruce Henderson, fundador do grupo, “os custos caem de 20% a 30% em termos reais, cada vez que uma empresa duplica sua experiência acumulada”.


O efeito de aprendizagem da curva • O efeito de aprendizagem da curva indica que na tarefa que é executada mais frequentemente, o tempo requerido para cada iteração será menor.


• Os estudos empíricos subsequentes de outras indústrias, concluíram diferentes valores que variam entre valores relativamente baixos até 30 por cento, mas na maioria de casos é uma percentagem constante: Não variou em escalas diferentes da operação.


O efeito da curva da experiência • O efeito da curva da experiência é mais largo no espaço do que o efeito de aprendizagem da curva que abrange distante mais do que apenas o tempo de labour. Indica que a tarefa que é executada mais frequentemente, implicará um custo mais baixo, também . A tarefa pode ser a produção de um produto serviço. Cada vez que o volume cumulativo dobra, avalie custos adicionados (administração, marketing, distribuição, e manufatura) caem por uma percentagem constante e previsível.


• Estes efeitos são expressados frequentemente sob forma gráfica. A curva é traçada com as unidades cumulativas produzidas na linha central e no custo de unidade horizontais na linha central vertical. Uma curva que descreva uma redução de custo de 15% para cada dobrar da saída é chamada de "uma curva da experiência 85%", indicando essa gota dos custos de unidade a 85% de seu nível original.


MĂŠtodos de trabalho


• O método é a série de etapas manuais, mentais, mecânicas, químicas, elétricas, eletrônicas, ou interpessoais dentro do processo de realização de um trabalho. Um método eficiente contém somente as etapas absolutamente necessárias. Em outras palavras, cada etapa “adiciona valor”.


ORGANIZAÇÃO E MÉTODO DE TRABALHO: Capacidade para organizar as suas tarefas e atividades e realizá-las de forma metódica. Traduz-se, nomeadamente, nos seguintes comportamentos:


Traduz-se, nomeadamente, nos seguintes comportamentos: • Verifica, previamente, as condições necessárias à realização das tarefas. • Segue as diretivas e procedimentos estipulados para uma adequada execução do trabalho. • Reconhece o que é prioritário e urgente, realizando o trabalho de acordo com esses critérios. • Mantém o local de trabalho organizado, bem como os diversos produtos e materiais que utiliza.


Quais são as etapas desnecessárias? Observe seu método de trabalho e verifique o que pode ser alterado ou eliminado


Mude a forma como um serviço é executado • Substitua um método mais simples para alcançar os resultados desejados. Execute trabalhos manuais dentro do tempo do processo Durante a espera do término do processo, utilize o tempo para fazer alguma outra coisa. Talvez iniciar a preparação para a próxima etapa ou executar um outro trabalho importante ao invés de ficar esperando. Simplifique, a documentação e os requisitos necessários para a entrada de dados


• A troca de informações é parte essencial nos negócios. Entretanto, tente eliminar as informações e os resultados duplicados ou desnecessários. Questione a ordem das etapas As repetidas caminhadas ou aberturas de armários podem ser combinadas em um único evento? O trabalho de limpeza deve esperar até o final do dia ou pode ser feito em pequenas etapas?


• Questione a ordem em que as etapas do método são executadas. Poderá existir uma ordem mais adequada. Reduza as demoras e interrupções Para isso, duplique os materiais de uso comum e coloque-os nos locais onde são utilizados; equilibre o número de pessoas e equipamentos para que não haja ociosidade com nenhum deles; faça um trabalho de preparação dos componentes antecipadamente;


• estabeleça pontos de reposição de pedidos para que não haja falta de materiais; e utilize estratégias visuais que orientem no sentido de evitar interrupções ou erros.Reduza o trabalho de juntar as coisas e outras atividades de preparação


• Como dicas, o stock dos itens necessários juntos e prepare as peças antecipadamente. Talvez você possa comprar os materiais em kits pré-embalados e utilizar mão de obra de baixo custo nos trabalhos de preparação, liberando os operadores mais experientes para outras atividades.


• Como fazer: Elimine a operação ou parte dela O modo mais fácil de se executar um serviço é torná-lo desnecessário! Pergunte por que uma operação é necessária para ver se ela pode ser eliminada. Questione também as etapas do método para ver se alguma delas pode ser eliminada.


Reformule o produto/serviço • Para reformular o produto ou serviço é preciso defini-los: O produto (ou peça) é um objeto montado ou fabricado através de um processo de manufatura. Uma placa de circuito eletrónico, por exemplo, é um produto montado numa operação de manufatura.


• O serviço é uma atividade que melhora a condição do cliente. Por exemplo, a comida servida ao cliente, a aprovação de um empréstimo, ou seu registro em um hotel. Tanto os produtos como os serviços têm peças e características valiosas para o cliente. O projeto das peças e das características impacta diretamente no trabalho envolvido para a realização de um bom serviço.


Organização do Trabalho


Formas de encarar: 1. Análise de funções 2. Conteúdo do trabalho 3. Tempo de trabalho 4. Carga física 5. Carga mental


Análise de Funções • O planeamento da mão-de-obra passa por uma adequação entre as pessoas e os postos de trabalho, assegurando que estejam disponíveis os recursos humanos, quando necessários; • •Contudo, este processo não pode nem deve ser estático (pois as funções estão sempre em constantes modificações) devendo considerar as capacidades humanas, as considerações tecnológicas e comerciais;


Conteúdo do Trabalho Uma adequada organização do trabalho, que pretende não só o aumento da produtividade, como a diminuição do risco e acidentes, deve ter em conta fatores como: • Monotonia repetição; • Motivação; • Autonomia; • Ritmo de trabalho; • Quantidade de trabalho; • Responsabilização; • Automatização; • Grau de atenção.


Monotonia e Repetição Descontentamento por parte dos trabalhadores, o que a curto/médio prazo origina uma redução do desempenho, da satisfação e da realização, com efeitos sobre a produtividade.


Motivação Este conceito remete para a satisfação das necessidades do sujeito. • Ao nível organizacional, encontramos as necessidades: – físicas (como as condições de trabalho); – de segurança (relacionadas com o tipo de vínculo com a empresa); – de relacionamento (através do estabelecimento de relações interpessoais);


– de realização (que passam não só pelo desempenho mas pelo alcance de objetivos); – de responsabilidade (relacionadas coma liderança e a delegação de funções); – de desenvolvimento (associadas à informação/formação); – e de reconhecimento (recompensas, salários e prémios).


Autonomia • Representa a possibilidade que um trabalhador tem de poder controlar o método de trabalho ou ordem de execução das tarefas, dentro dos procedimento estabelecidos. • Permitir um maior nível de autonomia dos trabalhadores permite aumentar o grau de satisfação no trabalho, evitando a saturação.


Ritmo de Trabalho • Representa o tempo que o trabalhador utiliza para executar uma tarefa, devendo ser tido em conta que o ritmo está diretamente associado como esforço que o trabalhador tem de prestar. • Quando um individuo sente que não existe modo ou forma de alcançar as exigências estabelecidas pelo ritmo de trabalho, desencadeia-se uma reação de stress, e consequentemente, fadiga física e cansaço psíquico.


Quantidade de Trabalho • Representada através do volume que um trabalhador tem de executar durante um dia de trabalho, devendo esta ser ajustada a cada pessoa em função do sexo, da idade, da experiência, etc.


Responsabilidade • É importante criar condições para o desenvolvimento de responsabilidades laborais, tendo em consideração a articulação entre o nível exigido pela tarefa e o grau de responsabilidade que cada trabalhador está disposto a assumir.


Automatização • Pode permitir a redução da carga física excessiva e a diminuição das tarefas repetitivas, podendo por outro lado apresentar desvantagens como a diminuição do conteúdo da tarefa, especialmente no que diz respeito à autonomia e à capacidade de tomar decisões.

4966  

Organização do Trabalho

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you