Issuu on Google+

Feliz 2013! Este ano, vamos deixar a nossa marca

Edição nº2 – 4o trimestre | 2012

2

Jerome Peribere visita o Brasil e conversa com colaboradores

Festividades de confraternização fecharam o ano deixando a certeza de que a nova Sealed Air está pronta para deixar sua marca de sucesso agora em 2013!

9

I&L marca presença em importantes eventos e amplia parceria com mercado


Jerome Peribere visita o Brasil ESTRATÉGIA

Entre os dias 22 e 24 de outubro, Jerome Peribere, presidente e COO Global da Sealed Air, esteve no Brasil, acompanhado do CEO, Bill Hickey, e de Manuel Mondragon, vice-presidente de F&B LATAM. Em sua primeira visita ao País, como executivo da Sealed Air, Jerome visitou clientes e conversou também com os colaboradores das unidades da Vila Leopoldina e Socorro, falando sobre suas expectativas e planos à frente da companhia. Acompanhe aqui alguns dos temas abordados nessas conversas.

Convite aceito

Brasil

Jerome: Algumas pessoas me perguntam, por que você quis vir para a Sealed Air, após tanto tempo na Dow e ocupando uma posição importante? A razão é muito simples: vejo aqui um potencial muito maior, do que tinha lá, para fazermos coisas grandes e novas. E isso me atraiu. As oportunidades que estou vendo em vários setores são muito claras e já estamos vendo algumas coisas acontecerem. Sinceramente, acredito que essas duas empresas, Sealed Air e Diversey, agora juntas, podem fazer novas coisas que cada uma delas, sozinha, não podia fazer.

Países como o Brasil terão um papel importantíssimo na Sealed Air. O Brasil é hoje um país com uma economia muito forte: o nível de vida está subindo; a inflação ainda existe, mas está sob controle; tudo que é hoje importado – com máquinas e equipamentos eletrônicos – está ficando mais barato; enquanto aquilo que o país exporta – como soja, carne, minérios etc. – está ficando cada vez mais caro; o Brasil, que há alguns anos tinha uma enorme dívida externa, hoje empresta dinheiro a outras nações. Tudo isso nos obriga a olharmos de forma especial para o potencial de crescimento deste país. Na verdade, o olhar do mundo está muito voltado para a certeza de crescimento do cha-

Tecnologia O que tem me deixado extremamente feliz é descobrir que temos muito mais tecnologia do que eu imaginava. Somos líderes mundiais, por exemplo, em embalagem de carnes. Ninguém faz como fazemos, ninguém consegue competir com nossos filmes, equipamentos e produtos. Isso é muito importante, sobretudo em um pais como o Brasil, que é um grande produtor e exportador de carnes. O consumo de proteínas animais cresce de maneira significativa no mundo todo, essa é uma excelente notícia para o Brasil.

Colaboradores da Vila Leopoldina em encontro com Jerome

>> 2


>>

mado BRIC, ou seja, o Brasil, a Rússia, a Índia e a China. Por isso, vamos seguir investindo nesses países, essa é a boa notícia. Por outro lado, é preciso lembrar que as expectativas são muito altas e precisamos nos assegurar de que vamos conseguir explorar todo o potencial deste país. É muito importante porque toda a cadeia de alimentação deve ser mais industrializada do que é hoje e isso vai exigir um maior nível de segurança, de rastreabilidade, de limpeza, de higiene e de controle de qualidade nos processos produtivos. O que coloca a Sealed Air no centro desse cenário. Voltarei brevemente ao Brasil para tentar ajudar no crescimento, porque temos muitas coisas que estão prontas e que precisam começar a ser apresentadas e vendidas com o devido valor ao mercado.

O papel do RH Entendo que é algo, de certa forma, bastante simples. A pergunta que precisamos fazer é: como funciona uma companhia? Uma companhia funciona, essencialmente, com pessoas. Assim, obviamente, o tema aí é nos assegurarmos de que tenhamos melhores profissionais que a concorrência; pessoas mais motivadas que a concorrência e que possamos atrair talentos. Mas, se compararmos o nível intelectual médio de nossos profissionais com os de empresas similares, veremos que ele é praticamente o mesmo. Por quê? Porque basicamente contratamos profissionais com os mesmos níveis de escolaridade, com a mesma capacitação técnica, portanto, não há aí nenhuma diferença significativa entre empresas concorrentes. Então, o que pode fazer a diferença? A diferença vai estar em termos pessoas que entendem melhor para onde estamos caminhando, que querem realmente fazer algo diferenciado em relação à concorrência e que, de verdade, estão mais motivadas. Se tivermos isso, fará toda a diferença. Cada um de nós, no dia a dia, fazemos coisas que não são muito extraordinárias, são tarefas comuns, ordinárias. Mas o que nos faz seguir adiante é conhecer e entender o sentido do projeto, saber o quê estamos querendo fazer. Assim, o papel do RH é amplo, mas eu diria que o primeiro ponto é comunicar e ajudar a organização a compreender o quê fazemos, para onde vamos e qual o progresso que estamos tendo. O segundo, é garantir que façamos de forma correta, comparando com a con-

corrência, e também que motivemos as pessoas a desempenharem com cada vez mais qualidade. Por fim, o RH precisa garantir o “pagamento” dos salários de cada colaborador. Mas isso vem depois, tudo o que falamos antes é mais importante.

Novas estratégias É preciso dizer que não estamos mudando tanto assim. Estamos fazendo algumas coisas: a primeira delas, assegurar que, juntando essas duas companhias, possamos trabalhar sinergias que irão nos ajudar a vender mais do que, isoladamente, essas empresas atingiam; a segunda coisa, quando se faz uma fusão como essa, é assegurar que todos sintam-se bem, fazendo parte e integrados. E um terceiro ponto, que deriva da própria definição da palavra estratégia, é garantir que vamos alocar recursos naquilo que entendemos que poderá trazer uma melhor vantagem competitiva para a companhia. Ou seja, decidir onde vamos investir mais e onde vamos investir menos. Não é diferente de como administramos nossa casa. Nossos recursos são limitados e precisamos decidir se vamos viajar nas férias, se vamos pintar a casa ou se vamos trocar de carro. E a mesma coisa acontece em uma companhia, precisamos definir onde e quanto vamos investir.

O preço das ações É verdade que o preço das ações da Sealed Air baixou quando do anúncio da compra da Diversey, porque o mercado demonstrou que não entendeu, de início, os motivos da compra. O mercado não acreditou, naquele

Jerome: “precisamos definir onde e quando vamos investir”

>> 4o trimestre | 2012

3


>>

momento, que a compra era um bom negócio, mas agora estamos demonstrando que não foi uma má compra. Precisamos demonstrar que 1 mais 1 é mais que 2. E a tendência, desde agosto passado, tem sido de recuperação. A não ser que haja alguma surpresa muito ruim na economia, entendo que estamos em marcha para a recuperação.

Aquisições e investimentos Mundialmente, não estamos pensando de imediato em fazer aquisições, uma vez que a compra da Diversey foi um negócio muito grande. Por outro lado, podemos identificar que há alguns negócios que parecem não ser tão bons. O quê pode ser feito com esses negócios? Precisamos identificar onde está o problema, se está por exemplo em marketing ou na produção, e avaliar como os investimentos nessas áreas concorrem com outras oportunidades de investimento. Importante entender que não falo aqui de Brasil, falo mundialmente. Como disse, anteriormente, o Brasil é um país no qual, certamente, vamos investir. Se não o fizermos, outras empresas farão, e perderemos participação de mercado. Em um país com um futuro como o Brasil, isso não é interessante.

Mensagem

Bill Hickey, Mandragon e Jerome reunidos com os colegas do Brasil

Concorrência Ainda é cedo para eu poder falar qual a minha visão sobre a concorrência. Contudo, posso afirmar que não devemos monitorar a concorrência, é preciso muito mais: temos que ser obcecados em conhecer a concorrência. Precisamos saber aonde vão, quais são os passos que estão tomando e tudo que planejam. E precisamos comunicar tudo isso internamente, de forma rápida. Mas, entenda, precisamos conhecer a concorrência, mas não devemos ter medo dela. O que eles fazem, também podemos fazer. Diferentemente da concorrência, não somos uma empresa que vende plástico por quilo, temos muitas outras coisas, melhores, para oferecer ao mercado. Eles vendem produtos, nós vendemos soluções.

4

Tenho uma convicção: aquilo que precisa ser feito, faremos juntos. O resultado dessa companhia não será conseguido por mim, será conquistado por todos nós. O que fizermos juntos será visto pelo mercado e terá um impacto em nosso futuro. Se fizermos bem, sabemos onde vai dar; e se fizermos mal, também sabemos. Quando a empresa ganha e cresce, todos ganhamos e crescemos. Muito obrigado a todos._

No Socorro, colaboradores acompanham apresentação de Jerome


Vamos deixar a nossa marca ESPECIAL

Festa e eventos de confraternização em todo o Brasil marcaram o fechamento de um ano em que a Sealed Air deu passos importantes em direção à integração e consolidação da nova organização.

No dia 8 de dezembro, o espaço para eventos Quinta das Fontainhas, no interior de São Paulo, foi palco de uma grande festa que marcou, na verdade, o primeiro grande evento reunindo os colaboradores de todas as cinco unidades da companhia no Brasil. Em ônibus fretados e veículos próprios, centenas de colaboradores e familiares saíram de Jaguariúna, Osasco, Guarulhos, Socorro e Vila Leopoldina. Em um sábado ensolarado, cerca de 1,4 mil pessoas se confraternizaram em um clima de muita alegria, diversão, brincadeira e integração.

Ao longo do mês de dezembro, as equipes de campo também puderam se reunir, em suas cidades, e comemorar o final de um ano desafiador, mas marcado por importantes conquistas. Os diversos eventos de celebração, envolvendo as equipes de TCS, Vendas e familiares, reuniram em torno de 600 pessoas. Os colaboradores de todo o País receberam, ainda, da companhia uma linda cesta de natal e brinquedos para a garotada. Este ano, nem os terceiros ficaram de fora, recebendo uma cesta para celebrar as festas com seus familiares. Acompanhe, nestas páginas, alguns dos momentos que marcaram as festividades de final de ano.

Todos puderam deixar sua marca!

Na Quinta das Fontainhas, a piscina bombou

4o trimestre | 2012

>> 5


>>

A churrasqueira não teve trégua

Colaboradores e familiares no clima de integração

Crianças puderam abraçar o Papai Noel

Confraternização em São José do Rio Preto

Comissão de Final de Ano Mary Kasahara Doratiotto Neves, Andrea Maria da Silva Jampietro, Carlos Roberto Mendes de Jesus, Linaldo Galdino Araujo Silva de Medeiros, Camila Mieko Kirihar, Cinthya Flexa, Claudio Janes, Jair Pocci, João Santos, Maria Emilia Rocamora, Maria da Penha Vadeki, Marta Aguiar, Neusa Cogo, Rafael Ribeiro, Taluana Correa, Tatiana Alcantara, Vanessa Sousa, André Gualberto, Alexsandro Carlos Peixoto, Fabio Cruz, Lucio Droghini e Gilberto Leme.

Hora do baile: muito agito na pista de dança

6

Lucilene Alves dos Santos, de Guarulhos, ganhadora da TV, ao lado da comissão

>>


>>

Confraternização da equipe de Vendas I&L - Sul Crianças ganharam livros infantis

Entrega de cestas de natal para os colaboradores

Confraternização em Uberlândia (MG)

Milton Bragança: agradecendo a dedicação de todos

4o trimestre | 2012

Ulisses Cason: um dia para celebrarmos

>> 7


>>

Marcos Eskenazi: um ano de superação

Colaboradores receberam brinquedos para presentear os filhos

8


Construção sustentável ACONTECE

Sealed Air participa do principal evento sobre construção sustentável do País.

A Greenbuilding Brasil – Conferência Internacional & Expo 2012 – considerado o principal evento sobre a construção sustentável no Brasil – aconteceu entre os dias 11 e 13 de setembro passado, no Transamérica Expo Center, em São Paulo. O evento, realizado pelo Green Building Council Brasil (GBC) e promovido pela Reed Exhibitions Alcântara Machado, ofereceu aos visitantes diversos produtos e serviços inovadores, com potencial para revolucionar o mercado de construções urbanas, tanto comerciais quanto empresariais. Nas palestras e nos estandes uma preocupação: mostrar a importância vital da conscientização ambiental. A Sealed Air marcou presença na conferência, com Noé Severino da Silva, assessor técnico em Building Care & Lodging, ministrando uma palestra sobre o tema “Limpeza Saudável de Alta Performance”. Na oportunidade, Noé apresentou um projeto da companhia realizado com empresas nos Estados Unidos, tais como Shell, Motorola, HSBC, Jones Lang Lasale etc. “A proposta é quebrar os paradigmas de uma mudança nos períodos e horários para a execução das limpezas das diversas áreas, lojas e escritórios; ou seja, deixar de efetuar as limpezas somente durante a noite, passando a efetuá-la durante o dia, no horário normal de expediente, utilizando produtos que não prejudicam as pessoas em suas aplicações”, explica Noé.

Participantes O evento atrai representantes de vários segmentos, interessados em conhecer e implantar sistema sustentáveis, tais como hotéis, empresas limpadoras, fornecedores diversos, síndicos, encarregados de segurança, gestores governamentais etc. Este ano, o evento contou com aproximadamente cinco mil participantes, entre expositores, congressistas e patrocinadores nacionais e internacionais. Na opinião do assessor, a presença da Sealed Air no evento foi uma oportunidade de mostrar a esses participantes que a empresa também tem uma preocupação

4o trimestre | 2012

com a sustentabilidade, ou seja, em linha com o apelo green do evento, não somente para construções, mas também para os produtos de higienização. “Muitas empresas prestadoras de serviços na área de preservação e limpeza têm prestigiado essa conferência, por isso temos buscado marcar presença e cada vez mais estabelecer parcerias com esse setor. Além disso, é sempre uma chance de apresentarmos nossas inovações, fundamentais para a conquista de novos mercados”, conclui Noé._

Saiba mais sobre a Greenbuilding A Greenbuilding Brasil – Conferência Internacional e Expo destaca-se por reunir um público altamente qualificado do setor da construção sustentável do Brasil e do mundo. O evento é, na verdade, um grande encontro de oportunidades entre marcas consolidadas, importantes profissionais e acadêmicos, em um ambiente favorável à atualização, geração de contatos e ótimos negócios. Quase a metade do público que visita o evento busca conhecer as tendências do mercado, 67% têm o poder de decisão final de compra de produtos e serviços e 74% ocupam cargos de liderança nas empresas em que atuam.

9


Muitas novidades no Congresso da WFBSC ACONTECE

Sealed Air aproveita evento para apresentar inovações ao mercado, como as soluções Smart Dose e Quattro Select. A Sealed Air, por meio da Diversey, marcou presença mais uma vez no Congresso Internacional da World Federation of Building Service Contractors (WFBSC). A 19a edição do evento, realizada entre os dias 10 e 14 de outubro, na cidade de Curitiba, teve a Sealed Air como principal patrocinadora. O evento da WFBSC, realizado a cada dois anos, em diferentes partes do mundo, é o maior congresso internacional de empresas limpadoras e tem como principal objetivo disseminar o conhecimento neste segmento, dividir as melhores práticas do mercado, além de apontar as principais tendências.

Gente do mundo todo O evento em Curitiba contou com a presença de diversas delegações internacionais, com representantes de diversos países da Europa, América Latina, Estados Unidos, além de países da Ásia, como China e Japão. “Os participantes do congresso são proprietários das empresas de limpeza, decisores dos processos de compra, gestores de contratos de todo o mundo além dos consumidores desses services”, conta Anderson Vetoriano - Trade Marketing BSC.

Jantar de confraternização no restaurante Madalosso: momento especial de integração

Patrocínio, prêmio e palestra

Novidades

A participação da Sealed Air foi marcante em todo o evento. Além de ser a principal patrocinadora, a empresa ofereceu o jantar de confraternização a todos os congressistas. Durante o jantar, Pedro Chidichimo, presidente de I&L, entregou o Prêmio Diversey de Inovação e Sustentabilidade à empresa limpadora que mais se destacou no mundo em relação à inovação e sustentabilidade. “A grande vencedora do prêmio foi a empresa americana Marden”, conta Anderson, lembrando que a brasileira Verzani&Sandrini ficou entre as finalistas. Pedro Chidichimo foi também um dos palestrantes do evento, falando sobre o tema Desenvolvendo eficiência operacional através de soluções integradas de limpeza. “A apresentação teve grande repercussão e trouxe importantes informações de mercado, além de mostrar as tendências que tornarão as operações das empresas de limpeza mais eficientes”, diz Anderson.

Em seu estande, a Sealed Air apresentou muita inovação, como as novidades Smart Dose e Quattro Select. Segundo Anderson, o ponto alto da participação foi a comunicação ao mercado de que a Sealed Air é hoje uma empresa de soluções completas para este mercado. >>

10

Equipe Sealed Air presente no Congresso da WFBSC


>>

“Temos em nosso portifólio os produtos químicos já conhecidos do mercado, mas também trouxemos novidades que estão sendo desenvolvidas em outros países e que teremos no mercado brasileiro muito em breve, como as máquinas Taski e os carros funcionais Trolley”, afirma._

Quem é a WFBSC? A World Federation of Building Service Contractors (WFBSC) é uma organização internacional sediada em Londres que congrega as principais federações das empresas prestadoras de serviços do mundo.

Makro Extravaganza: sucesso absoluto ACONTECE

Exposição de produtos, palestras e muito relacionamento reforçam parceria entre Makro e Sealed Air. Nos dias 23, 24 e 25 de outubro de 2012, a Sealed Air participou do 6° Evento Makro Extravaganza 2012, realizado em São Paulo, no espaço Transamérica Expo. O evento contou com a participação de aproximadamente 3 mil visitantes por dia. Toda estrutura e organização da participação da Sealed Air no evento contou com o apoio de Sandro Silva, gerente de Canais Indiretos; Rodrigo Mucillo, gerente distrital; Egle Sales, analista de Marketing, e Vitor Oliveira, analista de Canais. Além de participar como uma das patrocinadoras do evento, expondo produtos do portifólio LEM, a Sealed Air também realizou duas palestras na parte técnica do evento, o que proporcionou à empresa a possibilidade de consolidar e fortalecer sua imagem frente ao cliente Makro e empresários visitantes da feira. Para as palestras, a Sealed Air levou Gerson Souza, gerente distrital, que ministrou sobre “Higienização em Restaurantes”, e Carla Naldini, líder Diversey Consulting Brasil, falando sobre o tema “Segurança Alimentar”, para um público de empresá-

4o trimestre | 2012

rios do setor. Ambas as palestras tiveram seu objetivo superado devido à expertise e domínio demonstrado pelos palestrantes com relação aos temas abordados. Segundo Sandro Silva, a exemplo do que ocorreu nas edições anteriores, o Makro Extravaganza 2012 permitiu, mais uma vez, que a Sealed Air influenciasse os pequenos e médios empresários na busca de profissionalização em limpeza. “A exposição dos nossos produtos, as importantes palestras de nossos experts em Cozinhas e Segurança Alimentar e a oportunidade de travar contato com as pessoas ajudaram a reforçar a parceria entre Makro e Sealed Air, além de alavancar nosso market share no cliente”, conclui._

11


Embalagem diferenciada TECNOLOGIA

Solução Grip&Tear agrega diferencial aos produtos da Sadia, atendendo necessidades de varejistas e consumidores.

Uma peça de queijo embalada com Cryovac Grip & Tear – Portion Pull é o primeiro produto lançado pela Sadia após a fusão que deu origem à BR Foods. O objetivo é dar ao produto um diferencial, respondendo à necessidade de varejistas e consumidores na busca de soluções práticas e que reduzam o desperdício (veja box). Ellen Callman, gerente de Comunicação e Marketing F&B, explica a busca da Sadia por se posicionar no mercado nacional de queijos. Um mercado que, segundo estimativas, comercializa anualmente 700 mil toneladas, com participação predominante dos tipos mussarela e prato. “Antes o presunto se pedia pela marca Sadia, agora eles querem fazer o mesmo com o queijo”, conta a gerente, explicando que a Sadia pretende fidelizar sua marca nesse segmento que movimenta cerca de R$ 7 bilhões ao ano e do qual a empresa não participava. Assim, os diferenciais e a inovação tecnológica da Grip & Tear – Portion Pull vieram ao encontro dos objetivos da Sadia. “Por permitir que o fatiador abra o pacote aos poucos, em pequenas porções, na medida em que fatia a peça, sem a necessidade do uso de facas, as novas embalagens proporcionam a visibilidade da marca do cliente por muito mais tempo na gôndola”, destaca Ellen.

Divulgação Para mostrar aos varejistas e fatiadores como manipular corretamente as embalagens Grip & Tear, os departamentos de marketing da BR Foods e da Sealed Air desenvolveram um guia para o Food Service e o Varejo. Agora, as equipes de marketing das duas empresas trabalham no desenvolvimento de uma comunicação especial para queijos menores (embalagens de 400 gramas), dirigida aos consumidores. Inicialmente vendidas em padarias do Estado de São Paulo, as peças de queijo mussarela e prato nas novas embalagens Cryovac começam a chegar agora a todo o Brasil. Além de queijos, com Grip & Tear – uma solução diferenciada em embalagem que agrega muito valor aos produtos – a Cryovac abre também excelentes oportunidades nos mercados de FRM (carne fresca) e carne processada.

Benefícios Veja alguns dos benefícios que a tecnologia Grip&Tear – Portion Pull traz para os varejistas e consumidores. • Trabalho mais simples e rápido; • Menos descoloração e ressecamento do produto; • Sem uso de facas e tesouras, ou seja, maior segurança para o usuário; • Mesma durabilidade e vantagens de vida útil de uma embalagem e vácuo convencional; • Embalagem prática e fácil de abrir, sem perda de tempo; • Embalagem mais higiênica, evitando a contaminação cruzada; • Abertura em porções, conforme a necessidade de uso.

12


Jornal Sealed Air In #2