Page 1

 LANÇAMENTO • AUDI A6 2012

RENAUL T DUST O RIVAL ER DO EC JÁ ESTÁ

M

A

G

A

Z

I

N

E

B

R

A

S

I

L

OS NAS RUPORT AS

NOVO BMW M5 enfrenta os melhores série M

Somos os primeiros a avaliar o novo M5 Turbo

Especial

SALÃO DE

FRANKFURT AS NOVIDADES QUE LOGO ESTARÃO POR AQUI

ISSN 1982-4246

NEW FIESTA VW TIGUAN NISSAN MARCH PORSCHE CARRERA S MUSTANG BOSS 302 EDIÇÃO NÚMERO 37 R$ 9,90


SUMÁRIO

confira mais em www.carmagazine.com.br NOVIDADES AUTO MARKET EDITORA LTDA.

PUBLISHERS José Fernando Bastos S. Alves Luiz Fernando Chuairi DIRETOR DE REDAÇÃO Heymar Lopes Nunes heymar@carmagazine.com.br DIRETOR ADJUNTO E MOTORSPORT Luca Bassani DIRETOR DE ARTE Edgard Santos Jr. ASSISTENTE DE ARTE Fabio S. De Luca Jr. TRATAMENTO DE IMAGEM Andressa Silvério EDIÇÃO E TRADUÇÃO Alan Magalhães REPÓRTER José Antonio Leme EXECUTIVO DE CONTAS SÊNIOR Vicente Felicetti (vicente@carmagazine.com.br) EXECUTIVOS DE CONTAS Fábio Pinheiro (fabio@carmagazine.com.br) Kellany Verardi (kellany@carmagazine.com.br) REPRESENTANTE COMERCIAL Rio de Janeiro e Brasília Sucesso Mídia (barroncas@sucessototal.com.br) GERENTE ADMINISTRATIVO Márcio Magalhães de Oliveira ASSISTENTE FINANCEIRA Mary Costa Reis ASSISTENTE OPERACIONAL Leonildo das Chagas Ribeiro ATENDIMENTO Marcela Ferreira ESTAGIÁRIO Vinícios Nastre Morette CONSULTORIA Marina de Lima Draib JORNALISTA RESPONSÁVEL Heymar Lopes Nunes (MTb 19.245) ASSESSORIA JURÍDICA Queiroz Lautenschläger Advogados IMPRESSÃO DISTRIBUIÇÃO FC Comercial e Distribuidora S/A CAR Magazine é uma publicação mensal da Auto Market Editora Ltda. REDAÇÃO E PUBLICIDADE Praça Dr.Sales Junior, 73 – 05451-160 São Paulo – SP – Tel. (11) 3022 9490 car@carmagazine.com.br CAR INTERNACIONAL Editores internacionais: Simon Greves e Henry Rimmer ASSINATURAS Tel. (11) 3022 9490 car@carmagazine.com.br As opiniões e os artigos contidos nesta edição não expressam, necessariamente, a opinião dos editores. É proibida a reprodução em qualquer meio de comunicação das fotos e matérias publicadas sem a autorização do editor.

Sob licença da Bauer Consumer Media Limited, Inglaterra

CARMAGAZINE.COM.BR I OUTUBRO 2011

12 I NISSAN MARCH A arma da Nissan que vai revolucionar os carros compactos 14 I MERCEDES-BENZ C63 AMG COUPE Ele quer reinar absoluto em seu segmento. Achamos que vai conseguir 16 I FERRARI 458 SPIDER O superesportivo vai ganhar sua versão conversível 18 I NOVO BMW SÉRIE 3 As primeiras imagens da nova geração do Série 3 20 I FORD MUSTANG BOSS 302 Com seu motor V8 de 444 cv, ele desafia o BMW M3 22 I FORD NEW FIESTA HATCH Belo design e muita tecnologia 26 I KAWASAKI VULCAN 900 LT Com visual clássico, ela nasceu para as estradas 28 I LIFESTYLE As melhores sugestões para você presentear com exclusividade

SALÃO DE FRANKFURT E CAR AWARDS 30 I CAR AWARDS 2012 Os carros, empresas e executivos indicados para o prêmio CAR Awards

MATÉRIAS DE CAPA 34 I SALÃO DE FRANKFURT As novidades mostradas no mais importante salão do mundo 44 I VW TIGUAN 2012 Modelo ganhou conteúdo e pequenas mudanças no visual 48 I RENAULT DUSTER O Ecosport ganhou um concorrente. E o Tucson que se cuide 52 I AUDI A6 Ele traz potência, conforto e tecnologia de carros acima de sua categoria 56 I PORSCHE 911 CARRERA S A nova geração do mítico esportivo alemão 64 I JAGUAR C-X16 CONCEPT Ele ainda é um conceito, mas seu objetivo é competir com o Porsche 911 72 I NOVO BMW M5 Com motor turbo, ainda mais rápido e esportivo 76 I COMPARATIVO: BMW M5 X SEUS ANTECESSORES O novo M5 frente a frente com os melhores carros da Série M 92 I UM DIA INTEIRO NA FÁBRICA DA FERRARI Nosso repórter visitou a fábrica da Ferrari. Um dia inesquecível 100 I MORGAN 3-WHEELER Ele é chamado de carro, mas tem três rodas

ESPECIAIS 105 I CLASSIFICADOS Os melhores e mais selecionados carros seminovos do mercado 109 I CAR MOTORSPORTS Fórmula 3 inglesa, Mercedes-Benz Challenge, Itaipava GT 126 I SHOW DE IMAGENS Bruno Senna leva de volta as cores verde e amarelo para a Lotus


8

NEsse mês carta do editor

A indústria mundial está sempre em movimento à procura de suas oportunidades, muitas vezes distante de sua própria casa. Veja o caso da Nissan, que saiu do Japão para ser administrada na França e que abriu os olhos para o Brasil ao anunciar uma nova fábrica na cidade de Resende-RJ. O mesmo aconteceu com a Jac e a Chery, vindas da China que também querem uma fatia de nosso mercado e demonstraram a intenção em montar fábrica por aqui. Nestas andanças de país em país, as montadoras às vezes também sofrem seus reveses, principalmente quando encontram em algum país empresas já estabelecidas que sentem a ameaça que vem de fora. E as importadoras oficialmente estabelecidas por aqui sentiram o duro golpe que foi o aumento de IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) em 30 pontos percentuais para carros vindos de fora que não sejam produzidos nos países pertencentes ao Mercosul e também no México. Presidentes de importadoras se desesperaram, diretores financeiros então ficaram noites e noites sem dormir. Na área de marketing a conversa única era “E agora?”. Mas nenhum destes executivos de alto escalão chegou aos seus postos à toa. Dentro do curriculum de cada um está em destaque a criatividade, a rápida reação a intempéries e pleno gerenciamento de crises. Lógico que todos eles tiveram que mudar radicalmente planos que haviam sido traçados meses atrás não só junto a seus concessionários como também junto a suas matrizes. Em resumo, isto significa que em muito pouco tempo estas empresas já estarão adaptadas à nova legislação e vendendo seus produtos quase que nos mesmos patamares de antes do aumento. Cada

CAR brasil

CAR Itália

uma a seu jeito está encontrando uma forma de repassar um mínimo possível do aumento para seus carros. Vai encarecer, é verdade, mas bem menos que os 30 pontos percentuais ditos inicialmente. Ou seja, a competitividade vai diminuir mas não vai acabar. A indústria não para nunca. A indústria nacional também não para, e nem pode. Veja a quantidade de lançamentos que já tivemos este ano e os que logo logo estarão sendo apresentados. Basta ver a matéria especial sobre o Salão do Automóvel de Frankfurt que você irá perceber que vários dos modelos apresentados por lá em breve estarão em nossas ruas. Para sorte de todos nós, a indústria não para nunca. E a CAR está sempre preparada para levar a você leitor tudo que acontece neste apaixonante mundo dos carros.

Tenham uma boa leitura. HEYMAR LOPES NUNES diretor de redação

CAR rússia

CAR Tailândia

heymar@carmagazine.com.br

redazione@car-magazine.it

alexander.evshtokin@cmedia-online.ru

CAR China

CAR oriente médio

CAR África do sul editor@topcar.co.za

cartr@medyalink.com.tr

CAR Grécia

CAR Romênia

CAR espanha:

CAR Ucrânia:

wanghonghao@vip.sohu.com edit@carmagazine.gr

CAR índia

carindia@nextgenpublishing.net

carmagazine.com.br I outubro 2011

car@carmiddleeast.com costea@automedia.ro

car@progresa.es

contact@carmagazineth.com

CAR Turquia

vovk@carmagazine.co.ua www.bauersyndication.co.uk


12  Primeiras impressões i nissan march

nissan march Com o pequeno March, a Nissan quer conquistar novos clientes e maior participação de mercado Preço acessível e bem equipado. Esses são os principais diferenciais do Nissan March, primeiro carro popular japonês do Brasil. Com nível surpreendente de equipamentos de série, o modelo que é produzido no México tem preços que variam entre R$ 27.790 até R$ 39.990. O Nissan March em sua versão básica tem motor 1.0 16V, com dois níveis de acabamento: 1.0 e 1.0 S, que terão pacotes de itens opcionais. Este propulsor gera 74 cavalos e tem 10 kgfm de torque. O compacto também pode ser equipado com o motor 1.6 16V. A versão de entrada será a 1.6 S, que tem 111 cavalos de potência e é tão equipada quanto o 1.0S. Haverá ainda a 1.6 SV e a 1.6 SR, com visual carmagazine.com.br I outubro 2011

mais esportivo e itens exclusivos como retrovisores externos na cor do veículo, ponteira de escapamento cromada, rodas de liga leve e kit aerodinâmico. O design do March se mostra bastante moderno. A frente, por exemplo, tem aparência elegante e transmite sofisticação. A camada dupla da grade integrada ao para-choque com grande abertura inferior atende a esses requisitos, dando-lhe característica única. O teto recebeu dois “V”, que lembram a forma de bumerangues. Porém, não estão lá apenas para compor o estilo do carro. No interior, o amplo espaço tornou-se realidade em boa parte pelas linhas elevadas do teto – o March mede 1,53 m de altura e 1,66 m na

largura. Apesar de compacto – 3,78 m de comprimento o Nissan March tem espaço suficiente para garantir o conforto de todos os ocupantes. As soluções inteligentes de engenharia proporcionadas pela plataforma permitiram uma distância entre-eixos maior (2,45 m) para este tipo de veículo, que, junto com as rodas deslocadas para as extremidades, não só ampliaram o espaço interno, como também melhoraram o acesso e saída do carro. O painel de instrumentos tem design que facilita a leitura do velocímetro e conta-giros (item de série desde a versão de entrada) e dos indicadores parciais de distância. Harmoniza-se com o volante tipo esportivo de três

raios com ajuste de altura (a partir da 1.0 S) e com comandos do aquecimento, ar-condicionado e ventilação, de áudio e outros colocados em posição ergonômica e fáceis de operar. A segurança passiva conta ainda com airbags duplos de série, oferecidos desde a versão de entrada 1.0 (opcional nos concorrentes diretos), e prétensionadores dos cintos com limitador de carga. Desde a versão de entrada o March vem com computador de bordo, relógio digital, dois odômetros parciais e conta-giros. Os preços das revisões obrigatórias serão fixos e nacionais para que o proprietário do March saiba desde a hora da compra quanto gastará nas revisões periódicas.


  13

outubro 2011 I carmagazine.com.br


22  primeiras impressões i Ford New Fiesta Hatch

Ford New Fiesta Hatch Produzido no México, New Fiesta Hatch é moderno e cheio de tecnologia A versão hatch do New Fiesta já era esperada, mas a Ford preferiu esperar as modificações da linha 2012 do modelo para então lançá-lo aqui no Brasil. E, assim como o sedã, ele exibe design elegante e moderno, vem recheado de tecnologia e apresenta desempenho bem compatível com sua proposta. A personalidade é marcada pelo design exclusivo. É um carro que atrai e agrada o olhar. As linhas fluídas e limpas do design Kinectic transmitem a carmagazine.com.br I outubro 2011

sensação de movimento sob qualquer ângulo de visão. A impressão que o New Fiesta Hatch transmite é que ele é maior do que realmente é. Sua frente é marcada por uma grade exclusiva (diferente do modelo Sedã), com faróis alongados e proeminentes, luzes dianteiras de LED e molduras cromadas no para-choque. Suas linhas esculpidas inspiram movimento. As superfícies são trabalhadas para produzir efeitos de luz e sombra, realçados pela oferta de cores arrojadas e vibrantes.

A traseira do modelo também tem design sofisticado e harmônico, com linhas fortes e marcantes, proporções elegantes e detalhes de requinte que incluem lanternas de superfícies trabalhadas. O aerofólio na cor do veículo, integrado à tampa do porta-malas e ao teto, reforça a esportividade. O para-choque com refletores integrados forma um conjunto único com a carroceria, destacando a harmonia e fluidez de linhas. A régua cromada na tampa do porta-malas dá um

toque de sofisticação e valoriza o logo oval Ford. A criatividade vista na carroceria continua no design interno do veículo, com soluções modernas e inteligentes, em estilo “cockpit”. O resultado é um ambiente de visual contemporâneo e confortável, que envolve o motorista e os passageiros. Formas e texturas dos materiais foram selecionadas para agradar os sentidos e transmitir requinte e sofisticação. O painel inovador, com de-


23 Lanternas são recortadas e invadem as laterais do veículo

talhes prateados e acabamento de toque suave, facilita o acesso aos comandos, com ergonomia e segurança. Os bancos são revestidos com tecidos nobres ou couro. O New Fiesta Hatch expande para o consumidor novos padrões de tecnologia e qualidade global num segmento de baixa oferta desses itens. E contribui para agregar valor à imagem da Ford no segmento de compactos. A tecnologia avançada aplicada ao New Fiesta Hatch 2012 contribui para criar uma nova i n t e r a ç ã o homem-máquina. Equipado com o exclusivo sistema multimídia Sync, desenvolvido pela Ford em conjunto com a Microsoft, tem comandos de voz em português, conexão

Bluetooth para celular e para dispositivos USB, iPod e MP3 players, incluindo uma tela multifuncional de LCD no painel e controles de áudio na direção. O carro tem ainda sistemas avançados de segurança ativa para prevenir acidentes. É o único da categoria equipado com controle eletrônico de estabilidade e tração, que atua junto com o ABS para manter a estabilidade em situações imprevistas, como inclinação ou derrapagem em curvas. A direção com assistência elétrica ajusta automaticamente o esforço à velocidade do veículo e filtra oscilações da pista para uma condução mais confortável. Além disso, economiza combustível e dispensa trocas de óleo, contribuindo para a 4 outubro 2011 I carmagazine.com.br


26  test drive i Kawasaki Vulcan 900 Classic LT

Kawasaki Vulcan 900 Classic LT Custom agrada quem busca passeios sem pressa . Por José Antonio Leme das três versões existentes da Kawasaki Vulcan 900, a Classic LT é a que mais incorpora o espírito estradeiro para longas viagens. Equipada com alforjes laterais, encosto para garupa e um enorme para-brisa, tem nas estradas de longas retas o melhor caminho para quem busca um passeio sem pressa. Inspirada nas legítimas estracarmagazine.com.br I outubro 2011

deiras norte-americanas, a Vulcan 900 LT é uma japonesa feita para americano ver. Com cromados por todos os lados, é a moto que inevitavelmente remete aos tiozões que cruzam a rota 66 em suas Harley-Davidson. Entre os artífices que a colocam como uma legítima estradeira estão as plataformas para apoio dos pés, o já citado para-brisa e

as bolsas para carregar bagagem. Para os mais baixos, a pouca distância do solo ajuda na hora de parar, todavia ainda assim são pesados 282 kg do conjunto para administrar. As plataformas para os pés limitam e muito o quanto você deita nas curvas, elas raspam facilmente, mas proporcionam conforto para longos trechos. Seu guidão largo

tem altura aceitável e não tão cansativa como outros modelos custom. Os comandos estão à mão e são bem acabados. Seus espelhos oferecem boa visibilidade e ampla capacidade de ajuste. O para-brisa protege com maestria o piloto da chuva e do vento. Seu banco bipartido é bastante confortável e o tanque de 20 litros tem um formato que não


27 Estilo clássico e cheio de cromados quer conquistar os proprietários de Harley

obriga o motociclista a abrir tanto as pernas. O painel de instrumentos localizado sobre o tanque é completo, traz marcador de combustível analógico e é inclinado para facilitar a visualização. Calçada com pneus largos, eles fazem com que a moto transmita as imperfeições do piso ao piloto, tirando-a um pouco da trajetória caso o condutor não esteja atento. Uma característica de toda custom com pneus de largas medidas. Na hora de frear, a “Kawa”

instalou freios a disco simples com 300 mm na dianteira e 270 mm na traseira. Um conjunto com sistema ABS e discos duplos na dianteira fariam bem ao modelo que exige muita força do piloto no manete e pedal para efetivamente parar a motocicleta. Suas suspensões têm curso pequeno e não gostam muito de nossas estradas e ruas mal pavimentadas, transferindo para a coluna do piloto todo impacto que ela não consegue absorver ao se deparar com ondulações e buracos.

O coração é um motor V2 de 903 cm³ que gera 50 cv de potência a 5.700 rpm e 7,95 kgfm de torque a 3.700 rpm, acoplado a um câmbio de cinco velocidades e engates macios. Mesmo sendo uma motocicleta de motor V2 e o seu público seja o mesmo que gosta de Harley-Davidson, a Vulcan fez questão de não copiar os defeitos. Seu motor não ferve entre as pernas e quase não vibra, mas oferece o mesmo torque em baixas rotações que as concorrentes ao

simples comando no acelerador. Todavia, a unidade que nos foi entregue para avaliação, mesmo com injeção eletrônica, desligava quando era ligada depois de um tempo parada e precisava “esquentar” antes de sair. Feita para desfilar na estrada, a Vulcan 900 LT deixa claro que não gosta da cidade. Montada na Zona Franca de Manaus, tem valor sugerido de R$ 32.914,00 no eixo SP / RJ e tem na Yamaha Midnight Star 900 sua principal concorrente. outubro 2011 I carmagazine.com.br


30 especial I MErCEDES bENZ S63 AMg

MErCEDES bENZ S63 AMg

Quando o design se une à esportividade e tecnologia. Por Heymar Lopes Nunes agora com sangUe “latino”, a Fiat escolheu Miami, a cidade que acolhe todas as nacionalidades das Américas, para lançar o 500. o modelo que antes era feito na Polônia, passou a ser produzido em toluca, México. Chamado de Fiat 500 “americano” pela montadora italiana, o relançamento trouxe além da opção pelos motores 1.4 MultiAir ou 1.4 Evo, preços agressivos e pacotes de opcionais que o tornaram mais competitivo e colocam o simpático carro para disputar em dois distintos segmentos. Ser produzido no México trouxe como vantagens a queda da alíquota de importação que representava 35% no preço e a utilização do motor 1.4 Evo flex como opção de entrada ao invés do 1.4 l europeu que o equipava anteriormente. o 500 é o segundo produto da sinergia Fiat/Chrysler, (o primeiro foi o Freemont) já que a fábrica onde está sendo produzido pertence à marca norte-americana. Com essas mudanças, ele começa a ser oferecido a partir de r$ 39.990 na versão Cult 1.4 Flex com câmbio manual de cinco velocidades. A versão Cult 1.4 Evo Dualogic chega por r$ 42.990, ao passo que as versões intermediárias SportAir, equipadas com motor 1.4 MultiAir, têm preço de r$ 48.800 e r$ 52.800 com câmbio manual de cinco e automático de seis Depois das vitórias em 1964, 1965 e 1967 surge 44 anos depois o MINI, um 4x4 com uma potência mais do que 4 vezes maior, desenvolvido pela Prodrive, uma companhia inglesa especializada em esportes a motor e engenharia automotiva. A Prodrive em sua sede em banbury no condado de oxford, projeta, fabrica e coloca para correr carros de companhias como Subaru, Ford e Aston Martin, sob a batuta de David richards.As credenciais são, no mínimo, impressionantes já que incluem seis Campeonatos Mundiais de rally com o Subaru rally team de 1990 até 2008, três de pilotos (Colin Mcrae (1995), richard burns (2001) e Petter Solberg (2003) e três de construtores (1995,96,97) richards que tem um CbE (Condecoração de Comandante do Império britânico)é mais realeza na receita! ao lado de

carmagazine.com.br I outubro 2011


  31

outubro 2011 I carmagazine.com.br


34

Salão de Frankfurt 2011 Em sua 64ª edição, o Salão de Frankfurt, o maior e mais importante para a indústria automotiva, reservou muitas novidades não só para os mercados europeus, mas também adiantou muito do que poderá estar rodando por nossas ruas nos próximos três anos. A CAR esteve lá e fez uma seleção dos carros que estarão passeando – ou não - por aí em breve. Por José Antonio Leme

carmagazine.com.br I outubro 2010


SAlão DE FrANKFurt 2011 I especial 35

Alfa Romeo os conhecidos designers da Alfa mostram mais uma vez o 4C Concept que recebeu pequenas melhorias desde sua aparição no

Salão de Genebra, em março. Com produção para 2013 confirmada, terá um motor 1.7 l turbo com potência de 200 cv, transmissão de dupla embreagem e peso de 850 kg.

Aston Martin os ingleses da Aston Martin levaram – como prometido – o Zagato V12 para a mostra alemã. Projetado para celebrar os 50 anos de parceria entre o estúdio Zagato e a Aston Martin, ele será produzido em escala limitada. Serão 150 unidades a r$ 825 mil(na Europa) cada. Sob a carroceria, ele utiliza o chassi e o motor V12 de 6 litros e 517 cv que originalmente pertence ao Vantage V12.

Audi A Audi foi a Frankfurt com um exército completo. levou o S4, S5, S6, S7, S8, A8 Hybrid, rS5, A5 com facelift e r8 Gt Spyder. Essa cavalaria não foi suficiente para ofuscar o conceito urban Concept e o renascimento do nome A2 como carro elétrico. Próximo de ser produzido, o A2 utiliza tecnologia de baixo peso na construção, tem motor elétrico de 85 kW (116 cv) e bateria de íon-lítio. Esse conjunto oferece 200 km de autonomia e leva 1,5 h para ser recarregado com tensão de 400 v ou 4h em tomada de 230 v. A marca também confirmou a chegada do S5 e S6 em 2012 ao brasil. outubro 2011 I carmagazine.com.br


44  especial i Volkswagen Tiguan

novo tiguan Renovado, utilitário esportivo muda para receber DNA Volkswagen. Por José Antonio Leme FOTOGRAfia: Luca Bassani

carmagazine.com.br I outubro 2011


45

sete meses após seu lançamento na Europa a Volkswagen traz ao Brasil o Tiguan 2012. Com preço sugerido de R$ 110.000, ele recebeu alterações cosméticas – o famoso facelift - que o alinhou com a nova identidade visual da marca alemã, formada pela grade frontal e os faróis. Oferecido em seis cores, (Branco Cristal, Prata Sargas, Cinza Pepper, Azul Night, Marron Toffe, Preto Mystic) conta ainda com ampla lista de itens de série como sistema ISOFIX nos bancos, ar-condicionado Climatronic, Bluetooth, controle de cruzeiro, sensor de estacionamento traseiro, entre outros. Entre os itens que podem ser considerados de segurança e que são de série estão a tração integral 4Motion, freios com ABS, controle de tração (ASR), bloqueio eletrônico do diferencial, controle de estabilidade,

seis airbags e sistema de controle de fadiga do motorista, que foi apresentado anteriormente no Passat. Quanto ao design, se os carros da Volkswagen são facilmente reconhecidos, eles também ficaram plastificados ao adquirir o mesmo visual – que apesar de clean – deixou todos os carros sem personalidade, característica sempre marcante em veículos da marca. Os faróis, assim como no Passat, ganharam uma fileira de LED’s integrados. O para-choque dianteiro acompanhou a mudança e agora apresenta linhas mais retas. Na traseira, as lanternas que mantinham um visual igual ao da primeira geração do SpaceFox também foram alteradas e perderam os detalhes em tom cristal em detrimento da peça toda vermelha, tal qual vem sendo feito com os outros carros da marca e também é parte desse novo DNA. Dentro do cofre do motor há um propulsor 2 litros, turbo, que desenvolve4 outubro 2011 I carmagazine.com.br


48  test drive i Renault Duster

Renault DUSTER Levantamos poeira com o Duster e mostramos a que ele veio. Por JosĂŠ Antonio Leme

carmagazine.com.br I outubro 2011


49

1.000 km de terra, asfalto bom e ruim, atravessar rios, sol “de rachar mamona” e chuva de desabar o céu. Foi assim, com todas essas situações que eu e o Renault Duster nos conhecemos. Serão seis versões a começar pela mais básica, a “pé de boi”, chamada apenas de 1.6, seguida da Expression 1.6 e a mais completa a Dynamique 1.6. Todas com tração 4x2 e câmbio manual de cinco velocidades. Com o motor 2 litros, todas as versões recebem acabamento Dynamique, mas diferem no câmbio que pode ser o automático de quatro velocidades - encontrado também no Sandero - ou o manual de seis velocidades. Na versão top de linha do modelo, a 2.0 4WD, a transmissão manual vem associada à tração 4x4. De série todas

as versões citadas vêm equipadas com direção hidráulica, arcondicionado e vidros e travas elétricas. Com preço sugerido entre R$ 50.900 e R$ 64.600, ele tem bons atributos e um pacote mecânico digno de enfrentar o rei do pedaço e talvez o único rival direto e com todas as similaridades, o Ford EcoSport. Refazer parte da Rota dos Tropeiros, nos fez aprender um pouco sobre como aqueles bravos homens, que com suas mulas cruzavam o interior do país de Viamão (RS) até Sorocaba (SP) para negociar e com seu trabalho acabaram como responsáveis pela criação de vários vilarejos que depois se tornaram cidades com o passar dos anos. Com certeza nossa vida foi mais fácil que a deles, enquanto a4

outubro 2011 I carmagazine.com.br


52  test drive i Audi A6

carmagazine.com.br I outubro 2011


53

AUDI A6

Sedã Audi A6 chega a sua sétima geração revolucionando o segmento. Saiba mais com Heymar Lopes Nunes FOTOGRAFIA: LUCA BASSANI

com o novo A6, a sétima geração do modelo, a Audi revoluciona a classe executiva de sedãs. repleto de inovações técnicas, carroceria mais leve, espaço e bem-estar à bordo, esse modelo vai escrever um novo capítulo na história de sucesso do A6. o design do novo A6 reflete um perfil atlético e elegante. o sedã mede 4,92 m de comprimento por 1,87 m de largura, e tem apenas 1,46 m de altura – a proporção mais esportiva de seu segmento de mercado. Ele é um pouco mais curto e baixo que o antecessor, mas ganhou 7 cm de entreeixos (agora tem 2,91 metros, o que favorece o espaço interno. A combinação entre o longo capô, as linhas proeminentes dos flancos e a baixa e fluida linha do teto cria uma aparência geral altamente dinâmica. Luzes com xenônio e LEds enfatizam a expressão agressiva da dianteira. A carroceria do novo A6 é extremamente leve, rígida e segura, graças a um inteligente conceito de projeto composto. diversos componentes de alumínio e de aço de alta resistência reduziram o peso em cerca de 30 kg, na comparação com o modelo anterior, fazendo dessa estrutura a espinha dorsal de um projeto de baixo peso. dependendo da versão, o novo sedã executivo pesa até 80 kg a menos que seu antecessor. A Audi – pioneira nos projetos de baixo peso na indústria automotiva internacional – mais uma vez inverte a espiral do peso, fincando a bandeira do projeto de veículos leves. A estrutura da carroceria traz outros pontos fortes adicionais. Materiais nobres e métodos de construção asseguram níveis de ruído extremamente baixos na cabine. o acerto preciso de todos os componentes e sistemas hidráulicos nos rolamentos dos eixos, e também no trem de força, proporcionando excelente isolamento de vibrações. todos os motores a diesel (estes só para a Europa) ou a gasolina evoluíram nesta geração do A6. destacamos aqui o propulsor 3.0 tFSi a gasolina, que será utilizado no modelo aqui no brasil. Ele desloca 2.995 cm³, produz 300 cv de potência e 44,9 kgfm de torque entre 2.900 e 4.500 rpm. Este motor

outubro 2011 i carmagazine.com.br


56  Test-drive i PORSCHE 911 2012

um novo passo para O 911... Georg Kacher encontra-se com o Deus do rally, Walter Röhrl, para um passeio rápido no radicalmente diferente Porsche 911 Fotografia: Paul Barshon

carmagazine.com.br I outubro 2011


  57

outubro 2011 I carmagazine.com.br


64

O 911 DA JAGUAR: BRINQUEDO PARA PURISTAS Lembranças do E-type se fazem presentes, mas o conceito Jaguar C-X16 olha para o futuro com sistema híbrido, estilo moderno e desempenho semelhante ao Porsche POR: Chris Chilton i FOTOGRAFIA: Jamie Lipman

carmagazine.com.br i OUTUbRO 2011


JAGUAR C-X16 CONCEITO i exclusivo  65

em seu escritório todo de vidro no quartel general de Gaydon, um espaço que faria o Centro de Tecnologia da McLaren parecer uma banca de jornais, o diretor mundial da marca Jaguar levanta as duas mãos lado a lado. Uma representa o Jaguar XK normal, a outra, o incrível Porsche GT3 RS 4.0. “No meio, fica o XKR-S”, diz Adrian Hallmark, enquanto usa a mão do Porsche para cortar o ar. “Esse novo esportivo será quase igual ao Porsche”, completa. “Não tão rápido quanto o XKR-S, mas muito bom de conduzir”. E custará a metade do preço. Apesar de ainda ser oficialmente um conceito, o C-X16 de 375 cv e tecnologia híbrida é muito mais do que apenas um estudo do futuro. Em 2013 ele estará à venda no mundo todo, um coupé de dois lugares com motor dianteiro, tração traseira, ficando entre o Cayman e o 911, com preços começando na faixa dos R$ 135 mil (na Europa). E não haverá muitos problemas na passagem de conceito para carro de produção, como aconteceu quando o C-XF se transformou em XF. O carro que estará nas concessionárias daqui a dois anos será praticamente este conceito que vemos aqui agora. “Fizemos o CX-F depois do XF e exageramos muito nele”, afirma Ian Callum, diretor de estilo da Jaguar. “Acho que o XF poderia ter tido muito mais impacto se nós não fizéssemos isso. Aprendemos uma lição e isso não se repetirá”. Isso mostra que a Jaguar vem aprendendo várias lições desde então. Como desenhar um carro respeitando as linhas do passado, mas deixando que ele se modernize. “Ainda 4 outubro 2011 I carmagazine.com.br


72 avaliação I bMW M5

NOVO M5 FOOTOGRAFIA: Mark Fagelson

A BMW SE SUPEROU? Alguns entusiastas torceram o nariz quando souberam que o novo M5 viria com um carmagazine.com.br I outubro 2011


73

motor menor e um par de turbinas. Eles podem ficar tranquilos, diz Chris Chilton outubro 2011 I carmagazine.com.br


oS MELHorES SÉrIE M I matéria de capa 77

FOTOGRAFIA: Jamie Lipman

NOVO M5

ENCARA OS MELHORES M Ben Barry é o mediador do maior desafio do novo M5 contra os melhores M de todos os tempos outubro 2011 I carmagazine.com.br


78 

O E9 CSL ganhou estas faixas nas competições e foi o primeiro carro da BMW Motorsport – sem emblema M

6 cil. M88 de 3.5 l gerava 206 cv e 29,1 kgfm de torque

O CSL não é um M, mas é a semente da Divisão M – a pista são as faixas laterais carmagazine.com.br I outubro 2011


92

24 Horas dentro da ferrari

S達o poucos os afortunados que recebem permiss達o para cruzar o port達o da Ferrari. Phil McNamara 辿 um deles FOTOGRAFIA: Jamie Beeden

cARmAgAzInE.com.bR i OUTUBRO 2011


TRÂNSITO LIVRE i FERRARI  93 Parede da cantina Montana. Restaurante ou box?

Fernando Alonso antes de jantar e depois do simulador

Rossella Giannini, proprietária da Montana em boa companhia (esq)

19h25min Quarta-feira sinto-me como um peregrino. Minha Meca é Maranello, Itália, berço da Ferrari. O coração e alma dessa cidade é a fábrica da Ferrari. Depois de passar por cartazes de Fernando Alonso e Felipe Massa na loja da Ferrari, chegamos ao estacionamento do Hotel Planet. Um pai e um filho – companheiros de peregrinação – estão do lado de fora, vestindo camisas vermelhas com detalhes em branco da Equipe Ferrari, a decoração do pequeno lobby do hotel lembra a marca, além de um quadro na parede do fundador Enzo Ferrari,

bem como a toalha autografada pelo Massa. Até a sopa deve ter reminiscências do famoso fabricante. 19h58min Nessa noite aproveito para um jantar informal no Restaurante Montana, um chalé que parece ter descido as montanhas para se instalar nessa cidade industrial. Dentro também há referências à Ferrari. Dois macacões de Schumacher e Irvine pendurados na parede, capacetes de Mario Andretti, Rubens Barrichello. Há também um de Nelson Piquet, que nunca chegou a pilotar para a equipe

– desejo confesso de Enzo - além de vários guardanapos autografados por pilotos, personalidades e Vips. Várias peças também estão penduradas por todos os lados, como bicos, aerofólios, comandos de válvula, rodas etc. A Montana é a cantina extraoficial da Ferrari onde existe uma sala privada para pessoas importantes. Num dia desses, Amedeo Felisa, o chefão da engenharia entrou ali, depois chegou o ator Hugh Grant. Mas a preferência lá é para Alonso e Massa, que são chamados por Rossella Giannini, a proprietária, como “meus 4 outubro 2011 I carmagazine.com.br


100  Test drive i o novo 3-wheeler

DE VOLTA DAS CINZAS Logo quando você pensou que a Morgan estava modernizada eles trazem de volta do passado o 3-Wheeler e o lançam como um novo carro. De onde eles vêm? Fomos conferir Por: Chris Chilton I Fotografia: Mark Fagelson

carmagazine.com.br I outubro 2011


101

exatamente no momento em que as leis de proteção aos pedestres recrudescem e os fabricantes quebram a cabeça para esconder seus motores e baixarem seus capôs, o novo Morgan faz questão de manter seu motor à frente do eixo dianteiro, da mesma forma que um avião da metade do século passado com motor de arquitetura radial. Está tudo ali, como um para-choque movido a gasolina. Mas graças a Deus que existem carros como esse. Graças a Deus que empresas como a Morgan existem, que se recusam a seguir a tendência que vários rivais seguiram, que traíram seus ideais originais que as fizeram o que são. O dono atual, Charles Morgan, neto do fundador HFS Morgan, é apenas a terceira pessoa a dirigir a empresa em 102 anos de história e ele está fazendo um ótimo trabalho. As vendas vão bem, a produção está crescendo a cada ano, seus carros continuam competitivos nas pistas e, apesar de seu pequeno tamanho, a Morgan pretende lançar um novo modelo a cada ano.

No ano passado já se falou no sucessor do Aero, o Eva GT, há rumores também da volta do Plus 8, utilizando motor V8 e chassi do Aero 8. Nesse ano a novidade é o 3-Wheeler. A Morgan começou fabricando triciclos e lançou um carro de quatro rodas apenas em 1936. Mas enquanto eles produziram seu último 3-Wheeler há quase 60 anos, vários outros fabricantes se aproveitaram da brecha, incluindo a empresa criada pelo ex-engenheiro da Lotus, Tony Divey com seu Triking e Richard “poderoso chefão dos kit cars” Oak e seu Blackjack Zero. Charles Morgan nunca teve vontade de reviver o 3-Wheeler, até agora. “A época não poderia ser melhor, com os preços da gasolina subindo sem parar”, ele diz. “Que outro carro faz de 0 a 100 km/h em 4,5 s e faz 19 km/l? Tudo bem, alguns dirão que ele não é um carro comum, mas ele está aí”. Para nossa surpresa, ele não teve inspiração nos velhos catálogos arquivados na fábrica, mas dos Estados Unidos, onde conheceu Pete Larsen, dono 4 outubro 2011 I carmagazine.com.br


110

Motorsports

F 3

I n g l e s a

Doze homens e nenhum segredo Maior categoria-escola do mundo lança mais um brasileiro rumo ao estrelato. Mas até quando ela aguenta? Texto: Alan Magalhães Fotografia: divulgação

outubro 2011 I CARMAGAZINE.COM.BR


f3 inglesa

outubro 2011 I CARMAGAZINE.COM.BR

111


116

Motorsports

I T A I P A VA

G T

Desafiando gigantes tÍtULO Da atUaL tEMpORaDa paSSa a SER DISpUtaDO DIREtaMENtE pELOS tRÊS ÚLtIMOS CaMpEÕES DO ItaIpava gt BRaSIL tEXto: sANDro LUÍs FotoGrAFIA: LUCA BAssANI E FErNANDA FrEIXosA

VALDENO BRITO, 37 anos, tinha carreira bem encaminhada no mar, foi pentacampeão brasileiro de vela, mas certa vez acordou disposto a abrir espaço para sua outra paixão, a velocidade no asfalto. Desde então, só voltou à água por hobby. Matheus Stumpf, 22, abriu mão do sonho de chegar à Fórmula 1 quando descobriu que ainda bem jovem podia guiar carros de gente grande nas

competições de gran turismo. Xandy Negrão, 58, em– presário de sucesso fora das pistas, foi quatro vezes vicecampeão de Stock Car antes de tornar-se o maior vencedor da história do Itaipava GT Brasil. O filho dele, Xandinho Negrão, 26, enveredou para a carreira internacional e bateu às portas da Fórmula 1. Claudio Ricci, 40, era atacante titular

do Passo Fundo, mas um belo dia faltou a um jogo do campeonato gaúcho porque a data conflitava com uma corrida de kart. Dava adeus aos gramados. E mais tarde conheceria Rafael Derani, 30, um cara que começou a levar as coisas tão a sério nas corridas, onde iniciou relativamente tarde, que não demorou até virar

OuTuBRO 2011 I CARMAGAZINE.COM.BR

piloto de ponta de gran turismo. São os seis homens, com perfis tão diferentes descritos assim, que se aproximam do título desta temporada do Itaipava GT Brasil. Em comum, talvez não tenham muito mais do que o fato de buscar uma conquista que não será inédita. Quase todos já foram campeões da Itaipava GT3. A


ItaIpava gt

exceção é Xandinho Negrão, que passou a disputar regulamente o campeonato somente nesta temporada. O pai dele, Xandy Negrão, ganhou as duas primeiras temporadas da categoria, em 2007 e 2008. No ano seguinte, os vencedores foram Claudio Ricci e Rafael Derani. Por fim, o ano passado consagrou a dupla formada por Valdeno

Brito e Matheus Stumpf. Não é por acaso que esta turma está, de novo, na frente no Itaipava GT Brasil. “Sem dúvida, são algumas das melhores duplas da categoria”, reconhece Valdeno Brito. Faltando três etapas para o encerramento da temporada, ele tem 17 pontos de vantagem sobre Xandy Negrão e Xandinho Negrão.

“O Xandinho dispensa comen– tários e o Xandão, apesar da idade, ainda é um cara extremamente rápido. Estou sentindo que este final de campeonato será bem disputado”. Em diferentes estratégias Ele não esquece, claro, de Claudio Ricci e Rafael Derani. “Não é por acaso que os

OuTuBRO 2011 I CARMAGAZINE.COM.BR

117

campeões estão todos envolvidos na briga pelo título deste ano”, acrescenta Valdeno Brito. Cada um com sua vantagem. A dele, por exemplo, é possuir um carro que, se não é o mais veloz, pelo menos está entre os mais confiáveis, o Ford GT. Difícil o carro deixá-los na mão. E tem como parceiro de pilotagem alguém com quem se entende muito bem nos


120

Motorsports

MERCEDES-BENZ GRAND CHALLENGE

Bem-nascida e bem-criada COM MODELOS DE RUa pREpaRaDOS paRa COMpEtiÇÃO, O MERCEDES-BENZ gRaND CHaLLENgE tROUXE paRa O BRaSiL UMa NOva CatEgORia MONOMaRCa QUE JÁ É SUCESSO ENtRE piLOtOS E pÚBLiCO tEXto: sANDro LUÍs FotoGrAFIA: LUCA BAssANI E FErNANDA FrEIXosA

NESTA TEMPORADA, O automobilismo brasileiro passou a fazer parte de uma longa e rica história escrita pela Mercedes-benz. É o ano de estreia do novo Mercedes-benz Grand Challenge, campeonato que tem o apoio oficial da marca e é promovido pela Sro Latin America. No ano de nascimento da categoria foram programadas oito etapas, sempre em rodadas duplas, todas elas disputadas dentro da programação de um evento já absolutamente

consagrado pelo público e pela mídia, o Itaipava Gt brasil. os carros utilizados no Mercedesbenz Grand Challenge são os Mercedes-benz C250 CGI, idênticos para todos os pilotos, preparados para corridas pela Wb Motorsport, empresa comandada pelo experiente Washington bezerra. o trabalho de transformação do carro para as corridas passa por itens de segurança como santantônio, cintos e banco de competição, redução de peso e um ligeiro aumento de potência, o que permitiu aos modelos entrar

na pista com 245 HP. o conjunto motor e câmbio é lacrado durante o ano, ou seja, não pode ter suas características alteradas. E toda a manutenção é feita exclusivamente pela assistência técnica credenciada da categoria. um formato que permite igualdade de condições, fazendo do equilíbrio a principal proposta do Mercedes-benz Grand Challenge. “uma categoria como essa é um sonho para qualquer país do mundo”, resume Cleyton Pinteiro, presidente da

outubro 2011 i CARMAGAZINE.COM.BR

Confederação brasileira Automobilismo, a CbA.

de

Bons protagonistas “o evento já nasceu com grande sucesso em função da estrela da Mercedes-benz”, revela Walter Derani, presidente da Sro Latin America. Foi exatamente assim. Desde o anúncio da criação do Mercedes-benz Grand Challenge, as vagas disponíveis no grid de largada foram rapidamente preenchidas, formando uma lista de participantes que despertou


itaipava gt

muita curiosidade até ser divulgada oficialmente no início de maio, semanas antes da primeira corrida – realizada em Curitiba. Entre os confirmados, diferentes perfis, desde nomes novos para o automobilismo, até pilotos com experiência em categorias de ponta do cenário nacional, caso de Neto De Nigris, que esteve na Stock Car entre 2001 e 2005. O piloto, que já havia deixado as pistas, trabalhou para retomar a carreira assim que

soube do Mercedes-Benz Grand Challenge. “Eu gosto muito de velocidade, gosto muito de carros, e a verdade é que deixei a Stock Car porque naquela época não havia mais espaço para mim” “Não queria, mas precisei sair. Então, assim que recebi as informações sobre o MercedesBenz Grand Challenge achei que talvez fosse o momento de voltar e comecei a trabalhar para isso”, conta Neto De Nigris. “O espírito desta nova categoria é muito legal, estou no campeonato pelo

prazer de pilotar o carro”, acrescenta. Ele não foi o único a tirar a poeira do capacete para voltar acelerando forte no Mercedes-Benz Grand Challenge. João Campos, que também teve passagem pela Stock Car e fez história vencendo por cinco vezes o campeonato da Pick-Up Racing, saiu de uma sossegada aposentadoria para correr ao lado do filho, Márcio Campos. E no Mercedes-Benz Grand Challenge é assim mesmo: o piloto pode optar por correr em dupla ou

outubro 2011 I CARMAGAZINE.COM.BR

121

sozinho. A diferença é que não há pit-stops para troca de pilotos. São duas corridas de meia hora, uma no sábado, outra no domingo e cada piloto inscrito disputa uma delas. Quem está inscrito sozinho, corre nas duas. “Depois de cinco anos parado, estava difícil controlar a ansiedade, mas o momento para voltar era esse, podendo aproveitar o surgimento de uma categoria tão atrativa e com tanto potencial”, fala JoãoCampos. 4


126  show de imagens i Bruno Senna na Lotus Renault F1

I t a i p a va

G T

Bruno Senna na Lotus O brasileiro retornou à Fórmula 1, agora num carro competitivo que traz as cores preto e dourado, que junto do seu capecete amarelo trazem boas recordações do tio Ayrton. Bruno está conquistando seu espaço definitivo na categoria e os fotógrafos do circo já produziram belas imagens desse reencontro de cores Fotografia: Luca Bassani e agência Wri2

Bruno chega aos boxes da Lotus Renault para a troca de pneus em Monza

carmagazine.com.br I Outubro 2011


127

O Grande Prêmio da Bélgica foi o palco do reencontro de Bruno Senna com a F1

outubro 2011 I carmagazine.com.br

Car Magazine #37  

As melhores carros você só encontra aqui!

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you