Page 1

#103

Novembro | 2O13 | R$ 9.1O

www.portalits.com.br

recicle esta ideia

trampolim para Como transformar o problema em

Pega essa, uma Banda na Escola!

Esporte, Cinema, Tecnologia e muito +

o sucesso

rdo: João Go a im ít v i u “F g e, de bullyin irei v , o s is r po sor s re g a um ” também


índice

página

20

Matéria de Capa | Bullyng

#103

indice

Música

18

Galera da Escola Básica Maria Tomázia Coelho

Tecnologia

12

4

36

página

Galera da Escola Básica Osmar Cunha

k.com/itssmidia its | ffacebook.com/itsmidia its

14

educação

Galerias

Cinema

10

novembro/2013

Aluno da Escola Municipal Maria da Conceição Nunes


/ssou /soubemfloripa /so

UMA CIDADE SEM IGUAL. UM POVO QUE FAZ A DIFERENÇA.

O Grupo RIC está lançando o Sou Bem Floripa, um movimento para provocar mudanças positivas na cidade e incentivar pequenos gestos que vão trazer grandes resultados para nossa qualidade de vida. Atitudes simples, como ser mais cordial no trânsito, denunciar maus-tratos aos animais, entre outras. Acompanhe as questões que vamos abordar e descubra como você pode fazer a diferença. Esta Florianópolis cada vez melhor de viver começa agora. E começa bem por você.


l a i r o t i d e

e apre a eu m ix e D ! . Opa o, sou vocês na fot o com baixo d m n e la its qui fa de. A ferir lá star a ovida e con e n d r o r e p e z p ê a su m pra o voc estão pre u m um , com , que os co É sem nelles vocês r m o a e t D d s e mês Riadis a cara r. Sou . Esse mais senta vem, da its r jo o s! is d a a nd rpresa its m reunir r e fu s e su a lizes, nossa t r a direto e d b o tos fe o c s ã s o s e r r d e r or v a eja, p ase de Uma roxim que s uper f teen! las, ap s m o a e c s n m e or u scola, nir as ndo p ar a e o de u passa e, é! s, torn missã e t a n ment e m o teling meira esu in sceu c t a s s o n o t c s , u nas A it assun e rolo que já ir u t o q u d o c o d dis sica ertid anas sores, da mú ais div o bac profes undo gar m s muit m lu ia o r n é m rt u teceu Rio Ve rir ma creio, e acon la do confe um re o u i c a q s v o e ê d uma ntro nos o, voc u em ediçã por de ios alu formo própr Nesta e ficar e s d s o e m e u d la on nda q ião, alé tas im a esco da reg ue no ma ba d q s u ia e la já r o d ó e c to na a hist is! Ah o proje 10 ai ontar dema hecer r nota mos c ficou o a s v s le e con e e f , m s é ro usam tamb aluno um p e que . Nós leger e uns melho niform e tal e juda d u u a q o a is r, ma ! aram scola o com muito ccion ano e zer iss m o a e f t e t o confe a n d ra e com ? E ain ito du icas d iro né m mu uma d ide! mane á porta , d a t e t s cê dec k - vo ? A its cio Co o n la o â o b c e M s sua e scola no fac s da e la ou a esco uerido u q s o a it mu os n ós vem ão, isso, n é o ã t Abraç En es ll e n Dor Riadis eral G r o t Dire

lera! a g a l Fa

No mês passado, publicamos nossa edição #102, especial EDUCAÇÃO

O sOm que rOlOu aqui enquantO fechamOs a ediçãO: CW7 – “Tenho Pressa” Demi Lovato – “Made in the USA” Leash – “Tudo Bem” Luan Santana – “Te Esperando” One Direction – “Best Song Ever” P9 – “Love You in Those Jeans”

Cinema, Cidadania e Educação 6 its | facebook.com/itsmidia

Matemática

Tecnologia e Música

Moda, Sustentabilidade e Esportes

Mileyd Jordão

Maitê Porciuncula

Luisa Oliveira

Jéssica Stierle

Gustavo Bruning

oS CULPADoS

História e Geografia


editorial Expediente Uma publicação do GRUPO RIC Fundador e Presidente EmÊrito Mario J. Gonzaga Petrelli GRUPO RIC SC Presidente-Executivo Marcello Corrêa Petrelli Diretor Comercial Reynaldo Ramos Diretor Administrativo e Financeiro Albertino Zamarco Jr. Diretor Operacional Paulo Hoeller ITS Diretor Geral: Riadis Dornelles | riadis@portalits.com.br %JSFUPS(FSBM4BOUB$BUBSJOBǞ Bruno Filomeno | bruno@portalits.com.br Marketing: Luiz Cardoso | luiz.cardoso@portalits.com.br Mirella Rzatk | mirella.rzatki@portalits.com.br Diretor de Arte: Eduardo Carvalho Motta eduardo@portalits.com.br Assistente Financeiro: Karin Roesner | karin@portalits.com.br Coodernadora de Eventos: Bårbara Dias | barbara.dias@portalits.com.br

Apresentador de Tv: Gabriel Silvestrin gabriel.silvestrin@portalits.com.br $JOFHSBmTUB LĂŞo Russo | leonardo.russo@portalits.com.br Editor de Tv: Krystopher Andrade krystopher.andrade@portalits.com.br NĂšCLEO COMERCIAL: Supervisor Comercial: Fabiano Aguiar | fabiano@ricsc.com.br Gerente Comercial ChapecĂł: Maristela dos Santos maristela@ricsc.com.br Gerente Comercial Meio Oeste: Leonardo Winter | @ricsc.com.br Gerente Comercial Joinville: Cristian Vieceli | @ricsc.com.br Contato Grande FlorianĂłpolis Gustavo Vicente gustavo.vicente@ricsc.com.br Contato Blumenau e ItajaĂ­ Ronny Reinhold ronny.reinhold@ricsc.com.br Atendimento Regional ParanĂĄ e Rio Grande do Sul Gondil Kurtz | gondil@ricsc.com.br Gerente de Mercado Nacional - SP, RJ e DF Nilton Aquino | nilton@ricsc.com.br

0T BSUJHPT BTTJOBEPT OĂŠP SFnFUFN OFDFTTBriamente a opiniĂŁo da revista, sendo de inteira responsabilidade de seus autores. É permitida a reprodução total ou parcial de reportagens e textos, desde que expressamente citada a fonte. Tiragem: 65 mil exemplares NĂƒO VACILA, FALA AĂ?: (48)

3212.4026

redacao@portalits.com.br

Pontos de distribuição: Floripa/SĂŁo JosĂŠ: ColĂŠgio Bom Jesus, ColĂŠgio Catarinense, ColĂŠgio Energia Jr., ColĂŠgio Energia 3ĂŁo, ColĂŠgio Geração, ColĂŠgio Dom Jaime, ColĂŠgio Imaculada Conceição, ColĂŠgio Menino Jesus, COC Centro, ColĂŠgio TendĂŞncia 3ĂŁo, ColĂŠgio Elisa Andreoli, ColĂŠgio da Lagoa, COC CĂłrrego, ColĂŠgio TendĂŞncia Kids, ColĂŠgio Cruz e Sousa e Cruz e Sousa SJ. Lojas: Varal, Curso Pascal, RĂĄdio Jovem Pan, Curso Cem, YĂĄzigi Idiomas, El Divino, Mormaii Lagoa e Teatro Vanguarda. Beiramar Shopping: Gang, Sul Nativo, J’Bay, Someday. Shopping Iguatemi: Sul Nativo. Shopping Itaguaçu: J’Bay, Sul Nativo. BalneĂĄrio /ItajaĂ­: ColĂŠgio Energia ItajaĂ­, ColĂŠgio SĂŁo JosĂŠ, ColĂŠgio Margirus, ColĂŠgio Salesiano, ColĂŠgio 6OJmDBEP #BM F $PMĂŒHJP &OFSHJB #BMOFĂ…SJP ItajaĂ­ Shopping: World Tenis, Academia Wave,

Gang shopping BC, YĂĄzigi Idiomas. Blumenau: ColĂŠgio Energia, ColĂŠgio Bom Jesus, ColĂŠgio Sagrada FamĂ­lia, ColĂŠgio BarĂŁo do Rio Branco, ColĂŠgio Senai e ColĂŠgio Etevi. Lojas: Cabanas, Marcello Sports, YĂĄzigi Idiomas, RĂĄdio Mix, YĂĄzigi Brusque e lojas Gang. CriciĂşma: ColĂŠgio Marista, ColĂŠgio Energia e ColĂŠgio SĂŁo Bento. TubarĂŁo: ColĂŠgio Energia, ColĂŠgio Dehon, ColĂŠgio Senai e ColĂŠgio SĂŁo JosĂŠ. Lages: ColĂŠgio Bom Jesus, ColĂŠgio Santa Rosa e ColĂŠgio Energia. RĂĄdio Cidade, YĂĄzigi TubarĂŁo e YĂĄzigi AraranguĂĄ. Joinville: ColĂŠgio Elias Moreira, ColĂŠgio Bom Jesus Ielusc, ColĂŠgio Santos Anjos e ColĂŠgio Tupy/Sociesc, RĂĄdio Jovem Pan, Lojas Gang Shopping MĂźller, YĂĄzigi Joinville ChapecĂł: ColĂŠgio Marista, ColĂŠgio Energia e ColĂŠgio Exponencial. YĂĄzigi ChapecĂł. JaraguĂĄ do Sul: ColĂŠgio Marista, ColĂŠgio Jangada e ColĂŠgio Bom Jesus. Rio do Sul: ColĂŠgio Energia e ColĂŠgio Dom Bosco. Todas as escolas estaduais, principais agĂŞncias do estado

www.portalits.com.br

its | facebook.com/itsmidia

7


5Ă…BmNEFQSBUJDBS VNBBUJWJEBEFGĂ?TJDB 0 RVFWPDĂ?BDIBEFVNB BUJWJEBEFRVFWBJBMĂŒN EPTFYFSDĂ?DJPTDPNVOT  2VFUBMVOJSFEVDBĂ‹ĂŠP  TBĂ›EFFDVMUVSB 4JN  JTTPĂŒQPTTĂ?WFM&TUBNPT GBMBOEPEB$BQPFJSB  FTQPSUFRVFSFĂ›OF UPEPTFTUFTCFOFGĂ?DJPT FBJOEBUSB[BNĂ›TJDB QBSBDPNQMFUBSPUJNF por .BJUĂ?Çž1PSDJVODVMB

F

oi pensando assim que a direção da

que o Mestre Calunga ensina aos alunos, ĂŠ

mais de mĂşsica, as ladainhas, chulas, qua-

Escola AcĂĄcio Garibaldi SĂŁo Thiago,

possĂ­vel exercitar toda a musculatura corpo-

dras e corridos sĂŁo as tradicionais cantigas

na Barra da Lagoa, implantou o Pro-

ral alĂŠm de estimular a destreza, o equilĂ­brio,

que dĂŁo ritmo a atividade.

grama Educação Integral, que propþe aulas

a coordenação e a noção de espaço e tempo.

Segundo o Mestre Calunga, todo esse

de capoeira aos alunos que querem participar

A capoeira tem raĂ­zes da cultura africa-

conteĂşdo ĂŠ transmitido com os fundamentos

da atividade. O objetivo ĂŠ fortalecer os valores

na, em que a musicalidade ĂŠ muito presen-

que fortalecem o comportamento do aluno

educacionais e culturais de uma maneira mais

te, e nĂŁo poderia faltar em uma atividade

nas rodas de capoeira e na vida. Sem dĂşvidas

divertida e busca desenvolver nos alunos o fĂ­-

como essa. Berimbau, reco-reco, pandeiro,

ĂŠ um elemento importantĂ­ssimo para a forma-

sico e, atĂŠ mesmo, o carĂĄter e a personalidade.

agogĂ´ e atabaque sĂŁo os instrumentos que

ção integral do aluno e que proporciona tam-

"USBWĂŒT EB HJOHBT  FTRVJWBT F nPSFJPT

ajudam os alunos a aprenderem um pouco

bĂŠm o autoconhecimento.

8

its | facebook.com/itsmidia


esporte

Mexa-se Depois de saber de tudo que a capoeira pode te proporcionar tå na hora de colocar o aprendizado em pråtica. Poder aprender um pouco mais e colocar o corpo em movimento Ê o que devemos fazer. Existem alguns projetos muito bacanas que estão à disposição. Då uma olhada no blog do Projeto Escola Aberta: FscolaabFrUanoriaOoQolisblogsQoUcoNbr 18 escolas estão cadastradas e dispostas a reDFCFSBDPNVOJEBEFOPTmOBJTEFTFNBOBDPN PTNBJTWBSJBEPTUJQPTEFPmDJOB Se você quiser mais pode conferir o blog do Grupo de Capoeira Angoleiro Sim Sinhô aOgolFirosiNsiOhonoriQablogsQoUcoNbr Eles tem aulas durante a semana e uma roda de capoeira que acontece a cada 15 dias no Rio Vermelho.

its | facebook.com/itsmidia

9


FOTO: JĂŠssica Stierle

#cinema #

&EVBSEB;BOFMBUP (VJMIFSNF1BDĂ?mDP +PĂŠP7JDUPS -JOEB[J3PESJHVFT 4UFQIBOOZF$BSPMJOF :BO'FSOBOEFT 5IBZOB.PSFOP (J[FMMB%FMmOP +VMJB(VJUJFSSF[ +VMJB'VLVNBTB +PĂŠP(BCSJFMF.BSJB-VJ[B(BSDJB

"MVOPTFTUĂŠPEFTFOWPMWFOEPDVSUBNFUSBHFN

FNQBSDFSJBDPNPQSPGFTTPS por (VTUBWPÇž#SVOJOH

A

galera da 8ÂŞ sĂŠrie, turma 84 da Esco-

VONTADE DE APRENDER

as pessoas como elas devem se relacionar

la BĂĄsica Maria TomĂĄzia Coelho,

A ideia surgiu durante a aula de geo-

com as espĂŠcies. Maria Luiza ainda garan-

localizada no Santinho, embarcou

HSBmB EF VNB EBT ‹ TĂŒSJFT  RVF EJTDVUJB B

te que participar do projeto nĂŁo irĂĄ permitir

FN VN OPWP EFTBmP RVF QSPNFUF NVJUBT

aplicação do conceito de desenvolvimento

apenas que ela aprenda mais sobre a pesca

experiĂŞncias bacanas. Junto com o professor

sustentĂĄvel da pesca, e logo ganhou o apoio

predatĂłria da tainha. “Mostrar a gravidade

EFHFPHSBmB-Vi[ dF 7ascoOcFllos 'FrrFira

dos alunos. O projeto ĂŠ por adesĂŁo e promete

disso e saber coNo se Ga[ VN mlNew sĂŁo

SobriOo, a turma pretende desenvolver um

agregar valores de organização, trabalho em

algumas das suas outras motivaçþes.

documentĂĄrio de curta-metragem que abor-

equipe e dedicação, alÊm de reforçar o con-

darĂĄ a pesca predatĂłria da tainha no Norte

teĂşdo estudado em sala de aula. O professor

da Ilha de FlorianĂłpolis. O projeto vai permitir

QUANDO FICA PRONTO?

espera ainda que o documentĂĄrio colabore

O documentĂĄrio ainda estĂĄ em sua fase

que os alunos aprendam diversas tĂŠcnicas de

para a criação de um núcleo de cinema na es-

inicial e tem o tĂ­tulo provisĂłrio de “Pesca da

uma produção audiovisual, como o desenvol-

cola, viabilizando a ideia de produzir um novo

TaiOha /o -iNite da SVsteOtabilidade w.

vimento do roteiro, a realização de entrevis-

curta a cada ano.

De acordo com o professor Luiz, ele deve ser

tas e a produção de vídeos.

A aluna .aria -Vi[a Garcia )FOriRVF,

mOBMJ[BEPBUĂŒPmOBMEPBOPFTFSĂ…EJWVMHBEP

Os alunos vĂŁo entrevistar diversos en-

de 12 anos, acredita que o projeto vai trazer

primeiramente na escola e na comunidade.

volvidos no assunto. SerĂŁo ouvidos pesca-

novos recursos para a escola e para os alu-

Depois disso, serĂĄ disponibilizado em sites

dores, comerciantes e ĂłrgĂŁos pĂşblicos, como

nos. Ela jĂĄ havia assistido um documentĂĄrio

da internet voltados para curtas-metragens

o IBAMA, buscando entender os fatores que

TPCSF HPMmOIPT  F BmSNB RVF DVSUBT EFTTF

escolares, onde, os interessados, poderĂŁo

afetam a sustentabilidade e a cadeia produti-

gĂŞnero sĂŁo importantes, pois mostram para

acompanhar o resultado deste trabalho.

va da pesca da tainha.

10

its | facebook.com/itsmidia


/"1 13¨5*$" $PMPDBS FN QSÅUJDB B JEFJB EF VN mMNF PV documentårio não Ê fåcil! Se você pensa que Ê

ocuparĂĄ cada cargo e os lugares em que as cenas TFSĂŠPmMNBEBT

só pegar a câmera e começar a gravar, estå muito enganado. Assim como os famosos cineastas de Hollywood, o professor Luiz e os alunos terão

- Produção: Com o roteiro e cronograma de HSBWBËÙFTFNNÊPT BDPOUFDFPJO�DJPEBTmMNB-

que passar por algumas etapas atĂŠ que o seu

HFOT"FRVJQFUFOUBTFSPNBJTmFMQPTTĂ?WFMBP

DVSUB mRVF QSPOUP $POIFĂ‹B VN QPVDP TPCSF

roteiro e assim o documentĂĄrio ganha vida.

cada uma delas:

- PrÊ-produção: Ê aqui que são feitas as

- Pós-produção: EFQPJTEFUVEPmMNBEP  Ê a hora de editar o material. É nessa etapa que

pesquisas sobre o tema. O argumento e o roteiro

a trilha sonora ĂŠ adicionada e sĂŁo acrescentados

sĂŁo escritos e os storyboards (desenhos de cada

os elementos visuais que devem aparecer na

cena que mostram como elas serĂŁo fotografa-

tela, como os nomes das pessoas que sĂŁo inseri-

das) sĂŁo desenhados. TambĂŠm ĂŠ decidido quem

dos durante as suas entrevistas.

Curtas as vencedores do Festival de Brasília a do Cinema Brasileiro de 2013 3 $ategoria a 'icËão Lição de Esqui. $ategoria %ocVNeOtårio Contos tos da MarÊ. $ategoria AOiNaËão iNaËão Faroes Faroeste oe - Um Autêntico Western. rn.

Alguns A l dos documentårios mais lucrativos de todos os tempos: Fahren nheit – 11 de Settembrro (2004)

A Marccha do os Pin ngu uinss (2005)

Justin Biebe er: Nevver Saay Nevver (2011)

Esse polêmico documentårio aborda a situação

0TEFTBmPTEBKPSOBEBEFNJMIBSFTEFQJOHVJOT

O documentĂĄrio acompanha o dia a dia do

polĂ­tica dos Estados Unidos e as consequĂŞn-

pela AntĂĄrtida ao irem para o interior se repro-

cantor Justin Bieber durante a sua turnĂŞ e in-

cias dos ataques terroristas realizados contra o

duzirem, sĂŁo retratados nesse documentĂĄrio

clui ensaios, entrevistas com a sua famĂ­lia e

paĂ­s em setembro de 2001. Ganhou o prĂŞmio

francĂŞs ganhador do Oscar. Ele mostra a uniĂŁo

uma visĂŁo da carreira do cantor, que ganhou

Palma de Ouro no Festival de Cannes e se tor-

do grupo e a luta pela sobrevivĂŞncia da espĂŠcie,

destaque atravĂŠs de seus vĂ­deos na Internet.

nou o documentĂĄrio com maior bilheteria atĂŠ

que precisa se manter unida para enfrentar o

TambĂŠm conta com performances do show lo-

hoje: cerca de 268 milhĂľes de reais

frio, a fome e animais ferozes

tado que Bieber fez na arena Madison Square

Observação: * O valor da arrecadação da bilheteria mundial de “Fahrenheit – 11 de Setembroâ€? foi convertido seguindo a cotação do dia 30/09/2013, com U$1,00 equivalendo a R$2,25.

-6("3

-6("3

-6("3

Garden, em agosto de 2010.

its | facebook.com/itsmidia

11


tecnologia

por Luisa Oliveira

N

ão é novidade para ninguém que

QPTTVÐB NBJT JOUFSFTTF F IBCJMJEBEF  VOT

USBCBMIPDVNQSJVBNJTTÊPRVFEFTFKBWBEFV

mMNFTEFBOJNBËÊPFTUÊPFNBMUB

FODBSSFHBEPT EF QSPEV[JS PT EFTFOIPT EP

BPTBMVOPTBQPTTJCJMJEBEFEFEFTFOWPMWFSB

OPTDJOFNBT UPEPTKÅWJSBNPVPV-

DFOÅSJPFNPOUBSPTCPOFDPT FORVBOUPPV-

QSPYJNJEBEFDPNBUFDOPMPHJB POEFFMFTUJ-

WJSBNGBMBSTPCSFPFOUSFUFOJNFOUPBOJNBEP

USPTUJSBWBNBTGPUPHSBmBTFPSHBOJ[BWBNPT

WFSBNDPOUBUPEJSFUPDPNPTDPNQVUBEPSFT

QFMPNFOPTVNBWF[OBWJEB.BT BEJWFSTÊP

GSBNFTEPWÐEFP

FBNPOUBHFNEPWÐEFP BMÌNEFGB[FSBMHP

TFSWFUBNCÌNQBSBBMFSUBSFFOTJOBS

" QSPEVËÊP GPJ GFJUB OB TBMB EF JOGPSNÅ-

BJOEB NBJT JNQPSUBOUF PGFSFDFS BPT FTUV-

A Escola Osmar Cunha,MPDBMJ[BEBFN

UJDBEBFTDPMB PUFNQPEJTQPOJCJMJ[BEPQBSBP

EBOUFT P DPOIFDJNFOUP B SFTQFJUP EB TVT-

$BOBWJFJSBT  UPNPV FTTB JOJDJBUJWB F EFV

FODPOUSPFSBNJOJTUSBEPEFBDPSEPDPNPUVSOP

UFOUBCJMJEBEF BTTVOUPRVFOPTEJBTEFIPKF

BPTBMVOPTEF‹B‹TÌSJFBQPTTJCJMJEBEF

EPTBMVOPT PTRVFFTUVEBWBNEFNBOIÊEF-

ÌÛUJMFEFFYUSFNBJNQPSUÆODJB

EFGB[FSFNVNBBOJNBËÊP$PNPPCKFUJWP

TFOWPMWJBN P USBCBMIP B UBSEF  PT RVF FTUVB-

EFNPTUSBSBJNQMBOUBËÊPEBDPMFUBTFMFUJ-

WBNBUBSEF WJOIBNQFMBNBOIÊ

"JOJDJBUJWBEFGB[FSDPNRVFPTBEPMFTDFOUFTQBSUJDJQFNEFVNBGPSNBEJOÆNJDBOP

"T QSPGFTTPSBT Regina Schoninger e

DVJEBEP DPN P QMBOFUB OÊP TÕ USB[ CFOFGÐ-

Kamila Toni GPSBN SFTQPOTÅWFJT QPS PSHB-

DJPTBPTQSÕQSJPTFTUVEBOUFT NBT UBNCÌN 

0TFTUVEBOUFTGPSBNBUJWPTOPQSPDFTTP

OJ[BSFDPPSEFOBSPUSBCBMIP FYQPTUPOB*7

HFSB DPOTDJÍODJB BPT QBJT RVF QBSUJDJQBN 

EFTEFBNPOUBHFNEPDFOÅSJP RVFSFQSPEV-

‹ $POGFSÍODJB/BDJPOBM*OGBOUPKVWFOJMQFMP

QPJTFMFTTFBQSPYJNBNEBTJEFJBTEPTNBJT

[JV B GBDIBEB EB FTDPMB  BUÌ B EJTDVSTÊP EP

NFJPBNCJFOUF

OPWPT UPSOBOEPTFNBJTDPOTDJFOUFTOPDVJ-

WB OB FTDPMB  PT BMVOPT GJ[FSBN VN WÐEFP de stop motion

SPUFJSP $BEB VN TF GPDBOEP OBRVJMP RVF

12

its | facebook.com/itsmidia

"QFTBSEFOÊPUFSFNMFWBEPPQSÍNJP P

EBEPDPNBOBUVSF[BBPMBEPTEPTmMIPT


FOTOS: JĂŠssica Stierle

VocĂŞ sabe o que ĂŠ4UPQ.PUJPO O tal do “movimento paradoâ€?, ao ser traduzido para o portuguĂŞs, pode nĂŁo estar na boca de mui-

aprimorada e usada em vĂĄrios filmes ao longo de algumas dĂŠcadas.

UBHFOUF NBTTFVTmMNFTTJNÂŻCFNQSPWĂ…WFMRVF

A animação consiste em usar uma sequência

vocĂŞ jĂĄ tenha visto animaçþes como “O Estranho

EF GPUPHSBmBT EJGFSFOUFT EF VN NFTNP PCKFUP 

Mundo de +acLw (Disney), “A 'uga das Galinhasw

e, em que a cada foto, hå uma leve mudança de

(Universal) e atĂŠ mesmo o nacional “Minhocasw

QPTJĂ‹ĂŠP/PmN ĂŒTĂ•KVOUBSUVEPFSFQSPEV[JSBT

(Animaking).

fotos em sequĂŞncia.

O stop motion surgiu hĂĄ muito tempo

Parece simples, mas ĂŠ algo muito demorado

atrĂĄs, quando era usado em truques de magica

de ser produzido e precisa de muita calma e pa-

para deixar os filmes ainda mais realistas. Como

ciĂŞncia por que uma hora de trabalho pode gerar

tudo que Ê bom evolui, a pratica começa a ser

BQFOBTBMHVOTTFHVOEPTEFmMNF

:PVUVCFFPT(BNFT NĂŁo sĂł de maquiagem e de virais vive o

The Last of Us (para PS3) – No apocalipse os zumbis

mais famoso reprodutor de vĂ­deos mundial.

e os humanos são problemas. Sobreviver Ê a única opção em

VocĂŞ sabia que existem vĂĄrias pessoas fa-

um mundo que acabou.

mosas pelo youtube que ganham dinheiro fazendo vĂ­deos de jogos de computador e consoles? Games famosos constam com a opiniĂŁo de muitos gamers que compram os jogos e

Minecraft

QBSB1$ o&NVNNVOEPHSĂ…mDPRVBESBEP 

vocĂŞ comanda um personagem que tem o objetivo de coletar recursos de madeira a minĂŠrios para poder construir sua casa e sua prĂłpria mina.

gravam suas prĂłprias experiĂŞncias. Muitos

The Sims (para PC) – Aqui o objetivo Ê viver da melhor

produzem sĂŠries do jogo inteirinho, enquan-

maneira possĂ­vel. O jogo ĂŠ um simulador virtual que tem o

to vocĂŞ pode acompanhar jogando seu prĂł-

objetivo de parecer com a vida real.

prio jogo em casa. &TTBQSĂ…UJDBWFNmDBOEPDBEBWF[NBJT comum hoje em dia e vĂĄrios jogos se tornaram famosos por causa disso. Aqui vĂŁo alguns que vocĂŞ deve conhecer:

Angry Birds

(para tablets e smartphones) – Passaros

raivosos tentam derrubar e destruir porcos verdes. Pode nĂŁo fazer sentido, mas ĂŠ um dos mais jogados nos telefones celulares do mundo. facebook.com/itsmidia tsmidia its | facebook.com/it

13


eeducação ducaç

“ProGessor nota de[ ĂŒ aRuele Rue tem autoridade dentro da salaw +oĂŁo AntĂ–nio de Souto

por (VTUBWPÇž#SVOJOH

1SFNJBĂ‹ĂŠP QSFTUJHJB QSPGFTTPSFT NVOJDJQBJTNBJT DSJBUJWPTEF 2012

0TBMVOPT+PÊP Antônio de Souto F#SVOB+VMJBOB .BDIBEP EB&#. .ÆODJP$PTUB

14

its | facebook.com/itsmidia


FOTOS: Gustavo Bruning

N

o dia 1Âş de outubro aconteceu

Florianópolis em parceria com a Câmara

rie, turma 81, acredita que o professor

a entrega do “PrĂŞmio Profes-

de Vereadores, e abrange tanto traba-

nota dez ĂŠ aquele que consegue se

sor Nota Dez� pelo segundo

lhos individuais quanto coletivos. Os pro-

impor e evita bagunça. â€œĂ‰ o tipo de pro-

ano consecutivo. A premiação busca

fessores premiados recebem medalhas

fessor que entra na sala e os alunos res-

homenagear os professores da rede

e diplomas e garantem tambĂŠm a sua

QFJUBNw BmSNB4FVDPMFHB+PĂŠP"OUĂ–OJP

municipal que se destacaram atravĂŠs

participação gratuita em feiras, seminå-

de Souto concorda que o professor deve

de experiĂŞncias inovadoras e trans-

rios e congressos da årea de educação

ter autoridade dentro da sala e acredita

realizados em todo o Brasil.

que a maneira que ele explica a matĂŠria

formadoras, alÊm de contribuiçþes para a melhoria na qualidade

Um dos projetos que se destacou

ĂŠ crucial. AlĂŠm de fazer com que todos

da educação. TambÊm visa

nesta última edição foi o Blog da Horta,

os alunos entendam o conteĂşdo a fun-

prestigiar aqueles que de-

criado pela professora Diane, da EBM

EP  +PĂŠP UBNCĂŒN DPOTJEFSB JNQPSUBOUF

sempenharam os seus

Intendente Aricomedes da Silva. Atra-

a realização de exercícios para avaliar

papĂŠis de acordo com

vĂŠs de textos e desenhos, as turmas do

como a turma estĂĄ.

os valores da prefei-

4Âş ao 6Âş ano registravam as suas impres-

Quando questionados sobre quem

tura, que incluem

sĂľes a respeito das aulas, compartilha-

seria o professor nota dez na escola,

ĂŠtica e capacidade

vam receitas e acompanhavam o desen-

ambos nomearam logo de cara a pro-

volvimento da horta da escola.

fessora BĂĄrbara, de matemĂĄtica. Bruna

QSPmTTJPOBM  BTTJN

ainda cita a experiĂŞncia marcante que

como atuação no atendimento aos

A VOZ DOS ALUNOS

foi aprender geometria. Na ocasiĂŁo, os

Na EBM Mâncio Costa, no bairro

alunos utilizaram uma mĂĄquina fotogrĂĄ-

O prĂŞmio ĂŠ

Ratones, alguns alunos contaram para a

mDBPGFSFDJEBQFMBQSPGFTTPSBFUJWFSBN

uma

iniciativa

Its o que acham que ĂŠ necessĂĄrio para

a tarefa de procurar e fotografar dife-

da

Secretaria

tornar um professor nota dez:

rentes ângulos encontrados em objetos

alunos.

de Educação de

Bruna Juliana Machado, da 8ÂŞ sĂŠ-

e pela escola.

A professora de mĂşsica Jaqueline Rosa foi uma das vencedoras do prĂŞmio em 2012. Ela montou um coral na EBM Luiz Cândido da Luz, que deu origem a omcinas de percussĂŁo e balĂŒ e possibilitou a criaĂ‹ĂŁo de salas de mĂşsica e dança.

its | facebook.com/itsmidia

15


sustentabilidade

7PDÍ $POIFDF por .BJUÍǾ1PSDJVODVMB

A

PERMACULTURA é uma maneira

ideias inovadoras. Busca um modo de vida

escola Batista Pereira, onde acontecem as

sustentável de viver. Vai muito

integrado à natureza em que plantas, ani-

aulas do grupo.

além de reciclar o lixo e fechar a

mais, pessoas e suas construções possam

Gabriel é um dos alunos do EJA respon-

torneira enquanto se escova os dentes. Os

viver em um ambiente produtivo e que vá

sável pelo projeto, ele já tem o contato com

alunos da Escola Municipal Batista Perei-

suprir as necessidades de cada um.

a permacultura há algum tempo. Entre seus

ra, no bairro Alto Ribeirão, em Florianópolis,

Os alunos de Educação para Jovens

projetos está transformar todo o seu sítio

tem uma experiência muito bacana que os

e Adultos EJA tem um aprendizado ba-

RVFmDBOP4FSUÊPEP3JCFJSÊP FN'MPSJBOÕ-

ensina um pouco mais sobre essa ideia.

seado em pesquisas. No primeiro bimestre

polis, onde já pratica a permacultura, em um

deste ano, eles realizaram o trabalho sobre

local aberto à visitação. Enquanto isso não

Desenvolvida no início dos anos Mollison

essa técnica. A experiência e o contato com

acontece, ele e os alunos do EJA ensinam os

e David Holmgren, a PERMACULTURA é

a cultura permanente, como também é cha-

alunos do sexto ano da escola municipal a

uma união das práticas tradicionais de agri-

mada, foi tão bom que criaram um projeto

viver de maneira sustentável.

cultura com as descobertas da ciência com

para realizar em conjunto com os alunos da

70

16

pelos

australianos

its | facebook.com/itsmidia

Bill


3FTFSWBUĂ•SJP

EF¨HVB

O projeto apresentado à direção da escola foi para a

PmDJOBTEFUPEPTPTUJQPTQBSBBDPNVOJEBEFFWJTJUBOUFT

construção de uma cisterna, um reservatório de ågua que

/PTTĂ…CBEPTPHSVQPEFBMVOPTEP&+"QBSUJDJQBEBTPmDJ-

serå criado com a ajuda dos alunos. A construção ainda não

nas e mostra como fazer os tijolos ecolĂłgicos, como tra-

começou, faltam algumas etapas do processo de realização,

balhar as hortas e muitas outras maneiras de praticar uma

mas logo, os alunos poderĂŁo ter essa experiĂŞncia divertida.

vida mais sustentĂĄvel.

Dessa forma, o incentivo aos alunos serĂĄ muito maior, ĂŠ uma

AlĂŠm de todos esses projetos, ainda existe na escola

maneira de aprender a economizar ĂĄgua, a reutilizar materiais.

uma horta que ĂŠ cultivada pelos alunos baseada tambĂŠm

Uma das maneiras mais fĂĄceis de aprendizado ĂŠ a prĂĄ-

no que aprenderam com a permacultura. Uma ideia que

tica. E as aulas prĂĄticas da permacultura sĂŁo responsĂĄveis

eles utilizam ĂŠ a cobertura vegetal. Com a palha seca ĂŠ

por atrair ainda mais os curiosos. A escola participa do pro-

possível fazer uma cobertura nas plantaçþes da horta e

KFUP&TDPMB"CFSUBRVFEJTQPOJCJMJ[B BPTmOBJTEFTFNBOB 

SFQSPEV[JSPTPMPEFVNBnPSFTUB TBCJB

Plantas Bioativas

.BRVFUFEF#JPmMUSP1SPOUP

$PNPQBSUJDJQBS

#JPmMUSP

2VFSTBCFSNBJT

Um jeito fĂĄcil de participar da permacultura em casa ĂŠ fazer

VocĂŞ pode saber um pouco mais

uma horta. Um jardim vertical ĂŠ a escolha perfeita para quem mora

sobre os projetos e como fazer parte

em apartamento, por exemplo. Que tal praticar?

dessa maneira sustentĂĄvel de viver na

É muito simples, os vasos para as plantas podem ser feitos

QSĂ•QSJBFTDPMB#BUJTUB1FSFJSB"PTmOBJT

com garrafas pet, aquelas de refrigerante. Nelas ĂŠ possĂ­vel culti-

EFTFNBOBBQSPHSBNBĂ‹ĂŠPEBTPmDJOBTĂŒ

WBSBMHVOTMFHVNFT FSWBT nPSFT

aberta a visitação, vai lå conhecer!

Para quem tem um pouco de espaço no quintal de casa outra

Aqui FTDPMBBCFSUBnPSJBOPQPMJT

ideia ĂŠ o espiral de ervas. Para por em prĂĄtica essa idĂŠia ĂŠ preciso

CMPHTQPUDPNCS vocĂŞ encontra mais

um pouco mais de habilidade e dedicação, mas o cultivo Ê muito

17 escolas municipais que oferecem

simples. É preciso criar com pedras, tijolos ou madeira um canteiro

PmDJOBTEPTNBJTWBSJBEPTUJQPT EBQFS-

em forma de espiral e preencher o interior com a terra. Assim vocĂŞ

NBDVMUVSBBP#BMMFU DPOmSBȡ

pode plantar chĂĄs, ervas, legumes e temperos.

Espiral de ervas

its | facebook.com/itsmidia

17


FOTOS: JĂŠssica Stierle

mĂşsica

por Luisa Oliveira

18

its | facebook.com/itsmidia


N

ĂŁo hĂĄ duvida de que muitos jĂĄ

Maria da Conceição Nunes, apostou em

O empenho e a cooperação ativa dos

tiveram vontade de tocar um

seus alunos e hĂĄ cinco anos oferece um

estudantes jå renderam a participação no

instrumento e fazer perfor-

projeto de mĂşsica que ensina os estudan-

2° Festival de Bandas de Corupå onde

tes a praticar o desejo de produzir som.

os alunos foram em excursĂŁo e tiveram

mances na frente de um grande publico, entĂŁo nĂŁo se preocupe, se vocĂŞ tem essa

A Banda na Escola, como ĂŠ chamado

um encontro com a banda Djavan, na So-

o projeto, consta com 50 alunos que parti-

ciedade Musical FilarmĂ´nica Comercial,

Desde o violĂŁo ao violoncelo vĂĄrias

cipam de aulas todas as terças e quartas-

no centro de FlorianĂłpolis. LĂĄ, foram tra-

pessoas tiveram e tem o mesmo sonho

-feiras das 8h as 17h. Os alunos tĂŞm con-

tados assuntos tĂŠcnicos com os mĂşsicos.

que vocĂŞ. Mas sem treino vocĂŞ nĂŁo terĂĄ

tato com instrumentos de precursĂŁo como

A orquestra dĂĄ possibilidade dos

uma boa experiĂŞncia auditiva. Para con-

nBVUB  DMBSJOFUF F TBYPGPOF  PGFSFDJEPT

BMVOPT EF TPOIBSFN BMUP  BmOBM B CBOEB

seguir sucesso nesse processo ĂŠ preciso

pelo municĂ­pio. As aulas acontecem no au-

participa de diversas apresentaçþes que

de muito treino e dedicação.

ditĂłrio e sĂŁo supervisionadas pelo profes-

ocorrem tanto em momentos de descon-

sor e maestro Paulo VinĂ­cius Rampinelli.

USBĂ‹ĂŠPOPDPMĂŒHJPDPNPFNMPDBJTPmDJBJT

vontade nĂŁo estĂĄ sozinho.

Percebendo isso, a Escola Municipal

FALANDO EM MÚSICA – ROCK IN RIO 1º dia – BeyoncÊ foi à estre-

QÛCMJDP RVF OÊP mDPV QBSBEP

6Âş Dia

terminando, mas a Its nĂŁo

la da noite que encantou todo

em nenhuma apresentação

ter feito as moças suspirarem

iria deixar de fora um dos

o pĂşblico, quase apagando

da noite.

com sua mĂşsica, mas a noite

maiores festivais de mĂşsica

grandes shows que rolaram

do mundo, que reuniu em se-

antes da diva norte-america-

4Âş Dia

UFNCSP  NBJT EF  NJMÇž QFT-

na como David Guetta e Ivete

soas em uma semana de mĂş-

Sangalo.

tremer com o rock pesado, o

7Âş Dia

– A banda Capital

público continuou na agitação

edição de 2013, a metal vol-

Inicial fez as honras e abriu a

atĂŠ Metallica fechar o quarto

ta para o Palco Mundo com

noite que contou com bandas

dia.

Kiara Rock, Slayer, Avenged

internacionais como Thirty

5Âş Dia

O Rock in Rio pode jĂĄ ter

sica boa. Depois de um ano da ultima edição do festival, o evento voltou com tudo para

2Âş dia

- John Mayer pode

- Sepultura + Tam-

era de Bruce Springsteen &

bours du Bronx , Alice in

The E Street Band que fechou

$IBJOTF(IPTUm[FSBNPDIĂŠP

o sexto dia do festival. – E para fechar a

- Frejat, Matchbox

Sevenfold e Iron Maiden que

Seconds To Mars, Florence

Twenty, Nickelback e em es-

se despediram do Ăşltimo dia

and The Machine e Muse que

pecial Bon Jovi provam que

de mĂşsica na Cidade do Rock.

misturaram rock e pop.

suas mĂşsicas sempre vĂŁo tra-

Se vocĂŞ perdeu nĂŁo se

Mundo atĂŠ mesmo, inverno

3Âş dia

- Jota Quest, Jessie

zer tanto jovens como os “tio-

desespere ainda tem mais um

virou verĂŁo

J e Alicia Keys igualaram em

zþes� jå que ninguÊm Ê velho

ano para se programar e es-

expectativa o show principal

demais para o Rock in Rio.

perar o Rock in Rio de 2015.

a cidade do Rio de Janeiro, que recebeu estrelas que brilharam mais que a luz da lua nas noites de festa. No Palco

do terceiro dia, Justin Timberlake. As bandas levantaram o

BeyoncĂŠ

Capital Inicial

Alicia Keys

Sepultura

Bon Jovi

John Mayer

its | facebook.com/itsmidia

Iron Maiden

19


UMA NOVA VISÃO SOBRE O

Como dar a volta por cima Texto: Alana Trauczynski - Fotos: Alexandre Eggert, Istockphoto e Arquivo Pessoal

ullying é um termo

Não, essa não é mais uma matéria sobre os absurdos cometidos nas

inglês utilizado para

escolas e nem sobre todos os que sofrem com ameaças, xingamentos e

descrever atos de

injustiças. O objetivo desta matéria é motivar você, que está passando ou

violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo ou grupo de indivíduos com o objetivo de intimidar ou agredir outro indivíduo.

passará por isso, a dar a volta por cima. Bem-vindo à vida. Uma boa parte dela – seja você Paris Hilton, Eminem ou Geyse Arruda – é sofrimento. No final, todo mundo sofre. A bonitona é taxada de burra, o inteligente é xingado de C.D.F, o engraçado é também gordinho e aquela que não tem nada é uma “sem sal”. Ou seja, não há saída. De uma forma ou de outra, as pessoas vão pegar no seu pé. Mas isso não é o importante, o importante é como você vai lidar com isso. Virar uma vítima incapaz e sofredora não é bem a melhor saída. Você já percebeu que quando a gente desencana de uma coisa as pessoas nunca mais tocam no assunto? Isso quer dizer que nós somos capazes de mudar a realidade, sem contar com a mudança nos outros, e que os agressores muitas vezes só são capazes de atacar porque existe dentro de nós uma certa insegurança. Olhando desta maneira, podemos mudar nosso mundo interior, o que causa uma mudança também no mundo externo. Sentir-se responsável por tudo o que acontece com você é um bom caminho - talvez o único - para que você seja capaz de transformar essa situação sozinho.

Já fiquei triste, chorei muito e até entrei em depressão por causa de bullying. Chegou uma hora que vi que nada disso mudava o meu problema. Sabem o que fiz? Usei o sofrimento a meu favor. Comecei a escrever e desabafar através de um diário. Aos poucos fui me libertando de tudo o que era ruim, então resolvi criar um blog. Ajudei várias pessoas com meus textos, e isso foi me deixando cada vez mais feliz. Hoje, estou escrevendo um livro, meu blog está sendo cada vez mais acessado, já saí em jornais e revistas adolescentes. Ainda recebo comentários anônimos me ridicularizando, mas querem saber? Não estou nem aí, vou continuar minha vida. Há males que vêm para o bem, acreditem nisso! Jhenifer Pollet, 17, escritora

20

its | facebook.com/itsmidia


Quando você está feliz e de bem consigo mesmo, não dá espaço para o bullying. Ninguém acha graça em atacar quem que não dá a menor bola para o que está sendo dito.

its | facebook.com/itsmidia

21


“Se deseja melhorar sua vida, deve mudĂĄ-la. Se deseja mudar qualquer outro, faça-o mudando a si mesmoâ€?. NĂŁo ĂŠ fĂĄcil olhar as coisas sob esta perspectiva e de forma alguma estamos tentando ignorar ou minimizar o sofrimento de quem lida com o bullying diariamente. Mas o sofrimento pode ter um lado bom, sim. O sofrimento pode levĂĄ-lo a encontrar seu caminho, aquilo que o motiva de verdade, aquilo que pode ajudĂĄ-lo a extravasar sua dor. A partir deste momento, vocĂŞ terĂĄ forças e auto-estima para lidar com o problema sem ser abalado por ele.

O segredo Ê focar cada vez mais nas coisas que você gosta de fazer, se aprofundar naquilo que faz bem e se aproximar cada vez mais das pessoas que o inspiram. Praticar esportes, escrever, cozinhar, desenhar, cantar – todas as atividades que extravasam emoçþes podem ajudå-lo a encontrar a segurança Moraes

interna para se livrar dos agressores. Conversar sobre o assunto com pessoas da sua

u Foto: Ed

confiança, como seus pais, irmãos ou atÊ mesmo um psicólogo, pode dar um adianto na sua vida. Não tenha vergonha de fazer isso, o primeiro passo pode ser seu.

“Eu fui vĂ­tima de bullying e, por isso, virei um agressor tambĂŠm. Fui uma criança obesa, era chamado de gordo, baleia, saco de areia. Para dar a volta por cima, eu vesti a carapaça do rock. O rock me ajudou a extrapolar o meu complexoâ€?. “Para ser popular no meio dos idiotas WPDĂ?BDBCBTFUPSOBOEPPNBJT idiota de todos. Eu era o zoeiro gordo, um gozador, um debochadoâ€?. “Depois Rue vocĂ? tem mlIo UVEPNVEB7PDĂ?OĂŠPRVFSRVFVNJEJPUB NFYBDPNTFVmMIP"Ă?WPDĂ?PMIBQSBUSĂ…TFWĂ?RVFGPJUVEPNVJUPFSSBEPw “O cara que provoca tem que ser ignorado, porque o que ele quer ĂŠ RVFWPDĂ?mRVFOFSWPTP)PKFSPMBCVMMZJOHDJCFSOĂŒUJDP OPPSLVU GBDFCPPLF tal... o cara nĂŁo tem muito por onde sair. O canal ĂŠ manter a calma e evitar confrontoâ€?. JoĂŁo Gordo, apresentador do LegenEĂ…SJPT FNVJUPHFOUFCPB

Sofreram bullying ullyying g e se ed deram eram mb bem em

22 22

VICTORIA BECKHAM HAM

DEMI LOVATO

TOM CRUISE

“As pessoas me empurmpurravam e diziam que ue iam me bater depois daa aula, me seguir. Eu me senti muito mal durantee todo o perĂ­odo escolarâ€?.

"O bullying acontece NBJTEPRVFWPD�QFOsa. Eu sofria bullying na escola e me afetou tanto que decidi ser escolarizada em casa�.

�Eu sempre fui o garoto novo, com os sapatos erran ddos e o sotaque engraçado. Não tinha amigos com quem N dividir as coisas ou fazer div DPOmE�ODJBTw DP

its | ffacebook.com/itsmidia


GUIA ITS O QUE FAZER QUANDO ESTIVER NĂŁo morda a isca. Fique calmo e nĂŁo expresse SFBĂ‹ĂŠP4FWPDĂ?SFBHJSEBNBOFJSBRVF PBHSFTTPS FTQFSB FMFDPOTFHVJSĂ…PRVFRVFS É importante que essa falta de reação deNPOTUSF JOEJGFSFOĂ‹B GBMUB EFJEFOUJm DBĂ‹ĂŠPDPN PRVFFTUĂ…TFOEP EJUP FOĂŠPNFEPP VJOGFSJPSJdade. Estes Ăşltimos sĂł deixarĂŁo o agressor mais forte; NĂŁo responda na mesma altura. Isso sĂł pode piorar as coisas, apesar de dar uma raiva sinistra. 1FOTF DPNP VN KPHBEPS EF QPLF S  EĂ? BRVFMF olhar blasĂŠ, borbulhe sua raiva inter namente e faça aquele ar de “o que vem de baixo nĂŁo me atingeâ€?;

NA ROUBADA

Tente, calmamente, remover-se da situação, saindo EP MPDBM DPNP TF JTTP KÅ GPTTF acontecer. É mais difícil que P BHSFTTPS DPOUJOVF BUSÅT EF WPD� Evite mcar so[inIo em luHBSFTQSPWÅWFJTQBSBVNiBUBque�. O agressor normalmente se sente mais poderoso nessa circunstância, o que Ê típico de pessoas que, no fundo, são covardes e estão piores do RVFWPD�

Nem moccinho, nem bandido o NinguÊm Ê cem por cento bom ou ruim, todo mundo tem um pouco dos dois. Seus amigos podem ser ótimos para você, mas para os outros podem ser os agressores. Você mesmo pode se tornar agressivo por vingança ao que lhe fizeram, e isso vira um ciclo vicioso, que só piora. Ser bom Ê resultado de um coração livre e consciente de todos os sentimentos. Quem escolhe o caminho do bem sabe que, quando faz mal a alguÊm, Ê a si mesmo que estå machucando. O estado ruim, de maldade, Ê de quem a pratica. NinguÊm faz o mal se sentindo super bem, certo? Essa compreensão interna permite que você fique numa boa, sem se identificar com o que o agressor estå falando ou fazendo. Assim você sai da situação na moral. Semelhante atrai semelhante, jå ouviram este ditado? O bullying Ê um problema que só terå fim quando cada um começar por si mesmo. Não faça aos outros o que você não gostaria que fizessem com você, ponto final.

ORLANDO BLOOM OR LOOM

GISELE BĂœNDCHEN

�Eu era dislÊxico co (ainda sou) e um pouco estranho. O tipo estr ipo de cara quieto, que ue não andava em turmas�. and mas�.

“Tinha que aturar muitas piadinhas sem graça por TFSNBHSBFBMUB5JOIBUSĂ?T apelidos: Saracura, OlĂ­via Palito e Somalianaâ€?.

Pode doer no bolso

ADOLESCENTE FOI MULTADO POR BULLYING EM BELO HORIZONTE &MFUFSĂ…RVFQBHBS3NJMQPSUFS agredido verbalmente uma colega. facebook.com/ittsmidia its | facebook.com/itsmidia

23 3


#horadafome

Veja a matéria em youtube.com/plataformaits

Molho: 1 - Junte JJu u numa panela 1/4 de xícara

Ingredientes: t Gergelim t Vagem t Cenoura t Cebola t Miojo t Frango t Molho de Soja

t Alho t Broto de Feijão t Amido de Milho t Açucar t Óleo t Gengibre t Cebolinha

EF

  EF YÐDBSB DPN ÅHVB  EF TIPZPV EF TIP IP 1 colher colh co olh he de sopa de açucar + 1 colher de sopa s pa so p de de gengibre picado. Deixe ferver.

2 - MMisture i um pouco de amido de milho

1

2

DPN F DPMPRVF BPT QPVDPT BUÌ DP PN N ÅHVB  Å ÅH engrossar engr en g os gr os o molho.

Macarrão: 1 - Prepare seu miojo normalmento, conforme as instruções na embalagem.

2 - Aqueça uma panela, e coloque uma colher de óleo para

1

2

fritar o frango. Separe numa vasilha.

3 - Coloque nessa panela, alho, cebola, cenoura e vagem. Agora volte com o frango, e o macarrão.

4 - Coloque o molho e misture bem. 26

its | facebook.com/itsmidia

3

4


matemĂĄtica

Craques da

c )2 :atsopser

MATEMĂ TICA por JĂŠssica Stierle

M

OS SETE CRAQUES:

BUFNĂ…UJDB QBSB NVJUPT ĂŒ TJOĂ–OJNP

"TJSNĂŠT.BSJBOBF3BGBFMB(BO[PGPSBN

de uma matĂŠria difĂ­cil, complicada,

duas das alunas premiadas. Elas foram sempre

DIFJB EF EJmDVMEBEFT 1BSB PVUSPT 

muito dedicadas na escola e nĂŁo encontraram

t'SBODDFTDP-JOIBSFT&MJBT

um problema ou uma mega conta difĂ­cil ĂŠ motivo

NVJUBTEJmDVMEBEFTEVSBOUFBQSPWB4FHVOEP

t&GSBJN-JOIBSFT&MJBT

de diversĂŁo. Muitos estudantes encararam atĂŠ

elas, o conhecimento do ensino fundamental e

t"OB(VJEJ

VOTEFTBmPTDPNBNBUĂŒSJB DPNPB0MJNQĂ?BEB

o bom senso na hora de responder as questĂľes

Menção Honrosa – Nível 01

#SBTJMFJSBEF.BUFNÅUJDBEBT&TDPMBT1ÛCMJDBT

foram importantes, e ĂŠ claro, o incentivo dado

t3BGBFMB(BO[P

Esse ĂŠ o caso de alguns alunos da Es-

QFMB B QSPGFTTPSB 3FHJOB 3PDIB MIFT EFV GF[

Menção Honrosa – Nível 02

cola BĂĄsica JosĂŠ Amaro Cordeiro. A escola

diferença. “Ela ĂŠ uma Ăłtima professora, gosta-

t*BQFBN.BSUJOT$BSEPTP4PV[B

RVFmDBMPDBMJ[BEBOP.PSSPEBT1FESBTUFWF

NPT NVJUP EFMB  GPJ B SFTQPOTĂ…WFM QFMB OPTTB

t.BSJOB(BO[P

sete estudantes premiados na OlimpĂ­ada que

DPMPDBĂ‹ĂŠPOBTPMJNQĂ?BEBTwBmSNB3BGBFMB

t4BSBI(VJEJ

aconteceu no ano passado. Os estudantes

4F WPDĂ? DVSUF NBUFNĂ…UJDB PV FTUĂ… EJT-

premiados estavam concorrendo com quase

posto a de estudar e a se aprofundar na ma-

 NJM BMVOPT EBT SFEFT FTUBEVBJT  NVOJDJ-

UĂŒSJB WPDĂ?OĂŠPQPEFEFJYBSEFQBSUJDJQBSEB

pais e federais de todo o paĂ­s. Eles concor-

QSĂ•YJNB0MJNQĂ?BEB.BSJOB(BO[PUFEĂ…VNBT

reram em dois nĂ­veis de provas e foram pre-

EJDBTi7Ă…mSNFFOĂŠPmRVFOFSWPTP1FOTBS

miados nos dois, um de 6ÂŞ a 7ÂŞ sĂŠrie e o outro

bastante e manter a calma Ê essencial!�.

Medalha de Bronze – Nível 01

OĂ?WFMQBSBPTFTUVEBOUFTEFÂ?PVÂ?BOP Marina Ganzo

Rafaela Ganzo

TREINANDO DESDE JĂ 7PDĂ?KĂ…DPOIFDFPRVBESBEPNĂ…HJDPEFPSEFNBTPNBEPTOĂ›NFSPTEBTMJOIBT EBTDPMVOBTFEBTEJBHPOBJTĂŒ"mHVSBBTFHVJSNPTUSB uma das oito possibilidades de escrever os nĂşmeros no quadrado: O Ăşnico nĂşmero que nĂŁo pode mudar de posição em todos esses RVBESBEPTNĂ…HJDPTĂŒ Escola JosĂŠ Amaro Cordeiro

B  C 

D 

E 

F 

tsmid dia its | facebook.com/itsmidia

27 27


moda

e com a primeira reuniĂŁo entre

?

pais, alunos e professores, a di-

quisas, consultas Ă s malharias e Ă s opiniĂľes

reção da escola começou a es-

dos alunos, escolheram alguns.

por .BJUĂ?Çž1PSDJVODVMB

escola foi inaugurada este ano

JĂĄ pensou poder escolher como vai ser o uniforme da sua escola? Escolher as cores, os modelos... Seria Ăłtimo nĂŠ?! Acredita que os alunos da Escola VirgĂ­lio do Reis de VĂĄrzea tiveram essa oportunidade?

Escola VirgĂ­lio do Reis de VĂĄrzea - PĂĄtio

28

its | facebook.com/itsmidia

Com as cores e logotipo escolhidos falta-

WBN FOUĂŠP PTNPEFMPT%FQPJTEFWĂ…SJBTQFT-

colher os rumos que seriam tomados pela ins-

Para que a maioria pudesse decidir pelo

UJUVJĂ‹ĂŠP/FTTBSFVOJĂŠP mDPVEFmOJEPRVFPT

VOJGPSNF BEJSFĂ‹ĂŠPPSHBOJ[PVVNEFTmMF%PJT

alunos usariam uniforme e, a partir daĂ­, a magia

alunos de cada turma, um menino e uma me-

começou a acontecer. O então diretor da escola

OJOB  EFTmMBWBN QFMBT TBMBT EF BVMB QBSB RVF

Pedro Rodrigues, acreditava que os alunos

os alunos conhecessem as peças de roupa. E

poderiam ser grandes aliados no processo de

assim todos puderam analisar e chegar Ă de-

criação. E foram mesmo.

DJTĂŠPmOBM

Com turmas de educação infantil e ensino

)PKF BFTDPMBKĂ…DPOUBDPNDFSDBEF

fundamental, a escola contava no inĂ­cio do ano

alunos e todos usam o uniforme, mesmo nĂŁo

MFUJWP DPN DFSDB EF  BMVOPT  0T BMVOPT EF

sendo obrigatĂłrio. Para eles ĂŠ como se fosse

QSJNFJSPBTĂŒUJNPBOPmDBSBNFODBSSFHBEPTEF

BDBNJTBEPUJNFEPDPSBĂ‹ĂŠP TBCF 5Ă?NPS-

DSJBSPMPHPUJQPEBFTDPMB m[FSBNVNDPODVSTP

gulho em vestir. Afinal, participaram de todo

para apresentar todas as ideias e depois de uma

o processo, desde a criação à finalização

votação foi escolhido o desenho de uma aluna

das roupas. E esse ĂŠ o benefĂ­cio em trazer

do quarto ano. As cores tambĂŠm nĂŁo haviam sido

os alunos para perto da escola, a integração

EFmOJEBT BJOEB F  OP EFTFOIP  GPSBN VUJMJ[BEBT

entre eles, a criatividade exercitada e todos

as cores das grades do muro e das portas da es-

objetivos conquistados a partir de um proje-

cola. A direção gostou da ideia e utilizou as mes-

to simples e que visa o bem-estar dos alunos

mas cores para o uniforme: azul, laranja e branco.

na escola.


Mãos à obra

Para te ajudar no quesito criatividade e coragem, aqui vão algumas dicas:

t 1-"/&+".&/50 – Se você não FTUÅ BDPTUVNBEB B CBODBS B FTUJMJTUB QPS VN EJB Ì NFMIPS QFOTBS CFN OPRVFWPDÍWBJGB[FSDPNBTQFËBT 1FTRVJTBSVNQPVRVJOIPTPCSFPRVF BOEBNBQSPOUBOEPQPSBÐFUFSBMHVNBTSFGFSÍODJBTWBJNVJUPCFN t 0 ."5&3*"- o %FQPJT EBT QFTRVJTBT F SFGFSÍODJBT WBJ mDBS GÅDJM FTDPMIFS DPNP WBJ FYQSFTTBS UPEB B TVB QFSTPOBMJEBEF OBT SPVQBT 1BSB JTTPWPDÍQSFDJTBTFQBSBSUPEPPNBUFSJBM RVF WBJ VTBS  BTTJN OÊP GBMUB OBEBFWPDÍOÊPWBJUFSRVFEFJYBSP USBCBMIP QFMB NFUBEF 5PEP DVJEBEP ÌQPVDPȷ

t"41&®"4o7PDÍQPEFQFSTPOBMJ[BSUVEP EFTEFVNBDBNJTFUBCÅTJDB Uniforme desenhado pelos próprios alunos

BUÌ BT TVBT CPMTBT 5VEP Ì QPTTÐWFM RVBOEP TF USBUB EF DVTUPNJ[BS .BT

#É TENDÊNCIA *OGFMJ[NFOUF OÊPÌUPEBBFTDPMBRVFWBJQSPQPSDJPOBSFTTBEJWFSUJEBSFBMJEBEFBPTBMVOPTF  UBMWF[ WPDÍBJOEBUFOIBRVFVTBSBRVFMFVOJGPSNFRVFOÊPHPTUBUBOUPBTTJNFTBCFRVFDPN BMHVOTBKVTUFTmDBSJBNBSBWJMIPTP NBTOÊPWBJSPMBS0RVFWPDÍBDIBEFVUJMJ[BSBDSJBUJWJEBEF NFMIPSBOEPBTTVBTSPVQBT "RVFMBCMVTBRVFWPDÍOÊPRVFSNBJTVTBS QPSRVFUPEPNVOEPKÅUFWJVDPNFMB"RVFMFTIPSU KFBOTRVFKÅTBJVEFNPEB"RVFMFDBTBRVJOIPRVFWPDÍKÅUÅDBOTBEBEFVTBS$BMNB UPEPTFMFT UÍNTBMWBËÊP4FKPHBOBDVTUPNJ[BËÊP-PHP TFVHVBSEBSPVQBFTUÅOPWPF NFMIPS WPDÍHBTUB CFNQPVRVJOIP 7PDÍQPEFFYQSFTTBSUPEBBTVBQFSTPOBMJEBEFQPSNFJPEPNPEPEFTFWFTUJS FJTTPQPEF mDBSNBJTFWJEFOUFBJOEBRVBOEPBQFËBEFSPVQBÌNPEJmDBEBQPSWPDÍ EBNBOFJSBRVFRVJTFS #BTUBNBMHVOTBDFTTÕSJPTTQJLFT UJOUBT VNBEPTFEFDSJBUJWJEBEFF EFSFQFOUF WPDÍUFNVNB QFËBDPNiDBSBEFOPWBw0VUSBWBOUBHFNÌRVFBTQFËBTTFUPSOBNFYDMVTJWBT &OÊPWFOIBNFEJ[FSRVFOÊPUFNDSJBUJWJEBEF*TTPWPDÍTÕDPOTFHVFFYFSDJUBOEP/PJOÐDJP QPEFTFSRVFBMHVNBTQFËBTOÊPmRVFNEPKFJUPRVFWPDÍFTQFSBWB NBTDPNPUFNQPNFMIPSB 5PNFDPSBHFNFDPNFDFMPHPBQFSTPOBMJ[BSTVBTSPVQBT

TFWPDÍBJOEBOÊPUFNNVJUBFYQFSJÍODJBBDPOTFMIPDPNFËBSQFMBDBNJTFUBCÅTJDB%FQPJTEBQSÅUJDBPDÌV ÌPMJNJUF 7PDÍ QPEF BCVTBS EPT DPSUFT  BQMJDBËÊP EF BDFTTÕSJPT  UJOUBT 7BMF UBNCÌN UJOHJS BMHVNBT QFËBT  Ì VN QSPDFTTPVNQPVDPEFNPSBEP NBTP SFTVMUBEPÌJODSÐWFM Se mesmo assim você ainda não está conmBOUFQBSBDSJBSBTTVBTQFËBT TBJCBRVFUFN WÅSJBT QFTTPBT RVF GB[FN B DVTUPNJ[BËÊP QBSBWPDÍ/BTSFEFTTPDJBJTFTJUFTUFNNVJUBT NFOJOBT RVF GB[FN SPVQBT DVTUPNJ[BEBT BMHVNBTBUÌQPSFODPNFOEB DPOGFSFMÅȷ its | facebook.com/itsmidia

29


cidades

Blumenau Pedacinho da Alemanha no Brasil QPSMileyd Jordão

J

ÅQFOTPVFNDPOIFDFSVNQFEBDJOIPEB

OIBǾ4ÊPEJBTEFFWFOUP DPNNVJUBNÛTJDB 

&VSPQBTFNTBJSEP#SBTJM :FT  XF DBOȷ

EBOËB HBTUSPOPNJBUÐQJDBFDIPQFHFMBEP RVF

$POIFDJEB DPNP B "MFNBOIB 5SPQJDBM  B

BUSBFNWJTJUBOUFTEFUPEPP#SBTJMFEPFYUFSJPSǾ

DJEBEFEF#MVNFOBVGPJGVOEBEBQFMPmMÕTPGP

2VFN QSFUFOEF JS BUÌ B OPTTB "MFNBOIB

BMFNÊP%S)FSNBOO#SVOP0UUP#MVNFOBV F

5SPQJDBM OÊPQPEFEFJYBSEFDPOGFSJSP.BVTP-

ÌDPOIFDJEBQPSNBOUFSBUÌPTEJBTEFIPKFBT

MÌV %S #MVNFOBV  MPDBM RVF HVBSEB PT SFTUPT

USBEJËÙFTHFSNÆOJDBTEB"MFNBOIB

NPSUBJT EP TFV GVOEBEPS F QBSUF EF TVB IJT-

"DJEBEFFODBOUBTFVTWJTJUBOUFTQPSTVB

UÕSJB%B1SBËB)FSDÐMJP-V[ BNBJTGBNPTBEB

BSRVJUFUVSB  HBTUSPOPNJB  OBUVSF[B  JOEÛTUSJBT

DJEBEF UFNTFBNFMIPSWJTUBEPQÖSEPTPMF

LOCALIZAÇÃO:

F GFTUBT /P NÍT EF PVUVCSP  P NVOJDÐQJP

ÌPOEFmDBP.VTFVEB$FSWFKB"1POUF.F-

#MVNFOBVǾÌVNǾNVOJDÐQJPǾEPFTUB-

UPSOBTFVNEPTQSJODJQBMEFTUJOPUVSÐTUJDPEP

UÅMJDB F B 1SFGFJUVSB EF #MVNFOBV 4ÊP EPJT

EPǾEFǾ4BOUB$BUBSJOB BDJEBEFmDB

&TUBEP QPJTÌRVBOEPPDPSSFB0LUPCFSGFTU

DBSUÙFT QPTUBJT EP NVOJDÐQJP  BMÌN EP 5FBUSP

MPDBMJ[BEBOP7BMFEP*UBKBÐFÌBǾUFS-

"GFTUBUFWFTVBQSJNFJSBFEJËÊPFN

$BSMPT (PNFT  RVF DPN B TVB BSRVJUFUVSB FO-

DFJSBDJEBEFNBJTQPQVMPTBEPFTUB-

FǾ GPJ JOTQJSBEB OB NBJPS GFTUB EB DFSWFKB EP

DBOUBEPSB  NBOUÌN VNB BHFOEB SFQMFUB EF

EPFBǾ‹EB3FHJÊP4VMEP#SBTJM

NVOEP B0LUPCFSGFTUEF.VOJRVF OB"MFNB-

QFËBTFTIPXT

30

its | facebook.com/itsmidia


'F[)JTUÕSJB "TFODIFOUFTEFF SFBMNFOUF GPSBN BTTVTUBEPSBT $SJPVTF

#TOCOU OKTOBER Dicas legais para aproveitar a festa

EBÐFNEJBOUFVNFTUJHNBEFDJEBEFEBT FODIFOUFT.BTPUFNQPQBTTPV FOFN TFNQSF B QSJNFJSB JNQSFTTÊP Ì B WFSEBEFJSB)PKF#MVNFOBVÌVNBDJEBEFBMFHSF  DPN GFTUBT QPQVMBSFT  UVSJTNPT F B GBNPTB 0LUPCFSGFTU  RVF GPJ DSJBEB FN

t%BOËBSDPNBTCBOEBTBMFNÊT

t7FTUJSTFEF'SJU[F'SJEB

0T NÛTJDPT UÍN BMFHSJB EF RVFN DBOUB F

2VFUBM 6NBWF[OBWJEB2VFNTFBQSFTFOUB

OBVFOTFT  PV TFKB  OFN EJBOUF EBT EJm-

EBOËB QBSB NVMUJEÙFT DPNP BT EB 0LUPCFS-

OPTQPSUÙFTEFFOUSBEBEB7JMB(FSNÆOJDBDPN

DVMEBEFT#MVNFOBVQBSPVȷ

GFTUEF.VOJRVF

USBKFUÐQJDPBMFNÊPDPNQMFUPOÊPQBHBJOHSFT-

&N #MVNFOBV  B GFTUB UBNCÌN MFWBOUBN P

TP PRVFBKVEBBFYQMJDBSPTNJMIBSFTEFBEVM-

QÛCMJDPDPNDMÅTTJDPTEPSFQFSUÕSJPBMFNÊP EP

UPTFDSJBOËBTDJSDVMBOEPEFCFSNVEBT TVTQFO-

QPQFEPSPDLJOUFSOBDJPOBM

TÕSJPT QPMBJOBT NFJBTFDBNJTBTCSBODBTPVEF

"T CBOEBT BHJUBN P QPWP BUÌ DPN  .JDIFM

YBESF[NJVEJOIP

5FMÕFNBMFNÊP i"J BJ TFFVUFQFHPwmDBi"DI BDI XFOO

Você bombando com fotinhos no facebook, instagram, com várias curtidas!

JDIEJDILSJFHFw*NQBHÅWFM

QBSBMFWBOUBSPBOJNPEPT#MVNF-

A cidade e o Jasc "QÕT  BOPT  #MVNFOBV WPMUB B SFDFCFS FNOPWFNCSP PT+PHPT"CFSUPT EF4BOUB$BUBSJOB P+"4$¯BRVJOUBWF[ RVF P NVOJDÐQJP TFSÅ B DJEBEF TFEF EB DPNQFUJËÊP 0 NVOJDÐQJP Ì P NBJPS DBNQFÊP EP +"4$ BDVNVMBPSFDPSEFEFUÐUVMPT FN

É DAQUI!

O amigo de Darwin

FEJËÙFT"‹FEJËÊPUFNDPNPTMPHBO i/P $PSBËÊP EP &TQPSUFw RVF FYQSFTTB P

'SJU[ .ÝMMFSOBTDJEPOB"MFNBOIBWFJPFNJHSBEPQBSB4BOUB$BUBSJOB 'SJU[

sentimento que a cidade tem com a com-

FSBEPVUPSFN'JMPTPmB DPNGPSNBËÊPFN.FEJDJOBUBNCÌN FTFUPSOPVBNJHP

QFUJËÊP #MVNFOBV FTQFSB SFDFCFS   NJM

do cientista inglês $IBSMFT%BSXJO7PDÍEFWFFTUBSQFOTBOEPEFRVFGPSNBFSB

BUMFUBT EF  NVOJDÐQJPT DBUBSJOFOTFT F

QPTTÐWFMTFSBNJHPEFBMHVÌNEJTUBOUFOPTÌDVMPQPSDBSUBT

UPEBTBTFUBQBTEP+"4$FOWPMWFNNBJTEF

0BMFNÊPSBEJDBMJ[BEPDBUBSJOFOTFFOWJPVWÅSJBTEFTVBTQFTRVJTBTTPCSFB GBVOBFBnPSBEB.BUB"UMÆOUJDBQBSB%BSXJOFGPJVNEPTQSJNFJSPTOBUVSBMJTUBT EPNVOEPBBQPJBSQVCMJDBNFOUFBFOUÊPCPNCÅTUJDB5FPSJBEB&WPMVËÊP "IJTUÕSJBEBDPSSFTQPOEÍODJBFTUÅNFMIPSDPOUBEBOPMJWSP%FBS.S%BSXJO EF$F[BS

NJMBUMFUBTEFDJEBEFT " TFMFËÊP EB DJEBEF QBSB SFDFCFS PT +PHPT"CFSUPTBDPOUFDFVFNNBSËPPGBUPS EFUFSNJOBOUFQBSBBFTDPMIBQPSQBSUFEB 'FTQPSUF GPJ RVF QSBUJDBNFOUF UPEBT BT

;JMMJH QVCMJDBEPFN 0NVTFVGPJGFDIBEPEFWJEPÈTFODIFOUFTEF

JOTUBMBËÙFTFTQPSUJWBTKÅFTUÊPQSPOUBT

 NBTIPKFKÅTFFODPOUSBBCFSUPBPQÛCMJDP0 BDFSWPÌNPEFTUP NBTWBMFBQFOBDPOIFDFSQFMP WBMPSIJTUÕSJDPEBCJPHSBmBEF'SJU[.ÝMMFS RVFGBMFDFVFN#MVNFOBV BPTBOPT FN

Endereço do museu: 3VB*UBKBÐ   5FMFGPOF  

%"%04%0.6/*$³1*0 t'VOEBËÊPEFTFUFNCSPEF t(FOUÐMJDP#MVNFOBVFOTF t.VOJDÐQJPTMJNÐUSPGFT+BSBHVÅEP4VM .BTTBSBOEVCB (VBCJSVCB #PUVWFSÅ *OEBJBM -VÐT "MWFT (BTQBS 5JNCÕF1PNFSPEF %JTUBODJBBUÌBDBQJUBMLN t$BSBDUFSÐTUJDBTHFPHSÅmDBT t¨SFB LNă t1PQVMBËÊPIBC*#(& t"MUJUVEFN t*%). "UMBT1/6% its | facebook.com/itsmidia

31


voto

0

1 0 % & 3

EP

QPS(VTUBWPǾ#SVOJOH

Alunos poderão votar OBTFMFJËÙFT para diretor de escolas municipais 32

its | facebook.com/itsmidia

E

TTB Ì B DIBODF EF NJMIBSFT EF FTUVEBOUFT GB[FSFN WBMFS P TFV EJSFJUP F BKVEBSFN B FTDPMIFS P EJSFUPS JEFBM QBSB B TVB FTDPMB 5PEPT PT BMVOPT EP  BP ‹ BOP EB SFEF NVOJDJQBMEFFOTJOPEF'MPSJBOÕQPMJTQPEFSÊPQBSUJDJQBSEBTFMFJËÙFTEJSFUBT RVFWÊP BDPOUFDFSOPEJBEFOPWFNCSPFEFWFNFMFHFSPTEJSFUPSFTQBSBNBOEBUPTEFUSÍT BOPT EFKBOFJSPEFBKBOFJSPEF0EFDSFUPDPNUPEBTBTOPSNBTQBSBB FMFJËÊPGPJBTTJOBEPFNBHPTUPQFMPQSFGFJUP

"TTJNDPNPPTQBJT QSPGFTTPSFTFGVODJPOÅSJPTEBTFTDPMBTNVOJDJQBJT PTFTUVEBOUFTUFSÊPVN

QBQFMNVJUPJNQPSUBOUFOFTTBEFDJTÊP$PNBQBSUJDJQBËÊPEFVOJEBEFTEBFEVDBËÊPJOGBOUJMF FTDPMBTEPFOTJOPGVOEBNFOUBM BQSFWJTÊPÌRVFPDPMÌHJPFMFJUPSBMSFDFCBNBJTEFNJMQFTTPBT 1BSBDPODPSSFS PTDBOEJEBUPTQSFDJTBNDVNQSJSEJWFSTPTDSJUÌSJPT DPNPUFSGPSNBËÊPFNOÐWFMTVQFSJPSOBÅSFBEFFEVDBËÊP"MÌNEJTTP UBNCÌNÌQSFDJTPUFSDPODMVÐEPPDVSTPEFIPSBTEF(FTUÊP &TDPMBSFFTUBSBUVBOEPEFTEFEFNBSËPEFOBFTDPMBRVFQSFUFOEFEJSJHJS


Escola Bรกsica Municipal Brigadeira Eduardo Gomes

Escola Bรกsica Municipal Batista Pereira

Escola Bรกsica Municipal Herondina Medeiro Zeferino

&WPMVร‹รŠP "TFMFJร‹ร™FTEJSFUBTQBSBEJSFUPSBDPOUFDFNEFTEF NBTOPJOรDJP PDPSSJBN BQFOBT FN FTDPMBT Cร…TJDBT 4ร• B QBSUJS EF  RVF UPEBT BT FTDPMBT DSFDIFTFOร›DMFPTEFFEVDBร‹รŠPJOGBOUJMUJWFSBNBPQPSUVOJEBEF EFFMFHFSPTTFVTEJSFUPSFT&TUFBOP BTFMFJร‹ร™FTBMDBOร‹BSรŠPVNOPWPQBUBNBS QPJTTFSรŠPGFJUBTBUSBWรŒTEFVSOBTFMFUSร–OJDBT*TTPรŒSFTVMUBEPEF VNBQBSDFSJBDPNP5SJCVOBM3FHJPOBM&MFJUPSBMEF4BOUB$BUBSJOB P53&  RVFBJOEBEFJYBSร…รˆEJTQPTJร‹รŠPEB4FDSFUBSJBEB&EVDBร‹รŠPVNBFRVJQFUรŒDOJDBQBSBQSPWJEFODJBSPTJTUFNBQBSBBTFMFJร‹ร™FT

/FTUFBOPBTFMFJร‹ร™FTQBSBEJSFUPS DPOUBSรŠPDPNVSOBTFMFUSร–OJDBT 2 6 " / 5 0 4  & - & * 5 0 3 & 4

BMVOPTEPย BOPรˆย‹TรŒSJF

QBJTEFBMVOPT

QSPmTTJPOBJTEBFEVDBร‹รŠP

its | facebook.com/itsmidia

33


EBM Almirante Nicole Hames e Bruna Silva Domingues

Luiz Felipe da Silva Souza e Weslley Jo達o Machado de Souza

36

its | facebook.com/itsmidia

Luiza Nazario e Kevin Flores Teixeira


EBM Almirante

its | facebook.com/itsmidia

37


EBM Herondina Medeiros Zer

EBM Intendente Aricomedes .BVSĂ?MJP$SJTUJBOEF0MJWFJSB$BNJMP -FBOESP%JPHĂ?OJP.POUFJSP *HPS4BOUBOB (BCSJFMBEF1BVMB.B[[JUFMMJ #SJBO.BDBMPTTJ#BSSPT ,BVĂ?%BNJBOEB4JMWB -FPOBSEP4PBSFTÇž(BJB

38 38

ffacebook.com/itsmidia its | GBDFCPPLDPNJUTNJEJB its


EBM JosĂŠ do Valle Pereira Carla Goulart Alves, JĂŠssica Santos Costa, Willian Rodrigues Silva, Guilherme Alexandre Piva, Gabriel de Souza, Marcelo JosĂŠ Domingos, Eric Acosta da Silva, Victor Silva Ferreira e Jean Manoel Peres Junior

Leandro dos Santos Fortunato, Brenda Fantini, Ana Carolina Ramos Garbelini, Jonas Andrade Lima, Isadora Costa Tocchetto e Jean Karlos Vieira

Jonas Andrade Lima, Jean Karlos Viera, Pamella Tancredo NazĂĄrio, Leandro dos Santos Fortunato, Larissa Soares Ferreira, Evelyn Broering, Ingrid Ramos Reinaldo, Isadora Costa Tocchetto, Julia, Beatriz e Giovana Emilly da Silva Pires, Brenda Fantini, Amanda da Silva Schultz, Ana Carolina Ramos Garbelini, Luara Cristina Souza, Karoliny Ferreira Pires e Ana Carolina Raymundo

facebook.com/itsmidia tsmid ts id dia its | GBDFCPPLDPNJUTNJEJB

39 39


EBM Dilma Lucia Eduarda Ceretta de Souza (turma 81), Grasiela Alexandrina da Silveira ( diretora ), Yasmim Santos Garcia (turma 81),Maria Eduarda Hossein ( turma 81)

Lucas Paim (turma 71), Messias Santana da Costa (turma 83) e Gabriel dos Santos (turma 81)

Alice da Cunha (turma 62), Isaque Farias (turma 62) e Maia Yamila Bonilla Hernandez (turma 62)

Stefany Greiciele Dantas dos Santos (turma 81), Ana Carolina Coelho (turma 81), Sara Gabriellli da Hora (turma 81), Eduarda Ceretta de Souza ( turma 81), Yasmin Santos Garcia ( turma 81)

40 40

its | ffacebook.com/itsmidia its


EBM Luiz Cândido da Luz TURMA 82 e 71 (8ª série e 7º ano) Carla Bianca Alves Lopes – T 82, Amanda Iaroseski Martins – T 82, Denilso De Bastos – T 82, Nicole Souza Martinez – T 82, Marcella Neves Fabra – T 82, Larissa Rocha Siqueira – T 82, Marcelo Garcia Prates – T 82, Vinicius Santos Meneses – T 71 e Ketlin Naiara Da Rocha Dias – T 82

Irani Bueno Recchia, Maria Inês Thiel Drummond, Maria Casagrande Emerich, Marise Matos Gonçalves, Marcela Monteiro De Leon, Nanci Vellose De Sousa, Eliana Cecília Del Rio Prado, Fabricio Zimmermann e Ledi Consul

TURMA 71 (7º ANO) Eliza Gabriela Vaz, Maria Eduarda De Oliveira, Ana Karolina Dos Santos Nivinski, Luan Ferreira e Nathan Farias

Julia, Beatriz e Giovana

tsmid dia its | facebook.com/itsmidia

41 41


EBM Maria da Conceição Nunes 42 42

its | ffacebook.com/itsmidia its


EBM Anisio teixeira Pamela Correa Barbisa, Guilherme De Matos Da Silva e Ruan Juliano Machado

Pamela Correa Barbosa, Shanaya Silva Rodrigues e Cristina Dos Santos

Adriano Anderson do Nascimento, Yohan Moraes e Diego dos Santos

Jessica de Oliveira Alves Manole Rodrigues Alessandra Fagundes

tsmid dia its | facebook.com/itsmidia

43 43


gus magalhaes @limaigor @MagalhaesCWB | igor@portalits.com.br | facebook.com/magalhaescwb

DiĂĄrio de um formando Entrar na faculdade ĂŠ fĂĄcil, difĂ­cil ĂŠ sair. É com essa frase que começo a coluna deste mĂŞs! Brincadeiras Ă parte, lĂłgico que passar OPWFTUJCVMBSFYJHFNVJUPFTGPSĂ‹P NBTEFDJEJFTDSFWFSTPCSFJTTPQPSRVFGBMUBNBQFOBTNFTFTQBSB FOmN EBSBEFVTĂˆVOJWFSTJEBEF

sa saideira

Nesses 4 anos de estudos, posso descrever rapidamente as fases que nos acompanham. No primeiro ano tudo acaba em festa, as pessoas sĂŁo novas, consequentemente legais e best friends forever, e sim, vocĂŞ se considera um intelectual. A largada foi dada e o TFHVOEPBOPDPNFĂ‹B WPDĂ?KĂ…OĂŠPTFDPOTJEFSBVNDBMPVSP NFTNPTFOEPIFIF BTNBUĂŒSJBTmDBNNBJTEJOÆNJDBTFWPDĂ?mDBBOJNBEP pelo fato de que o terceirĂŁo jĂĄ pode ser considerado um passado distante. Chegamos ao terceiro ano da faculdade! UAU! Como tudo passou WPBOEP BHPSBFTUPVOBSFUBmOBMQBSBNFGPSNBS0QFOTBNFOUPRVF nos rodeia nessa fase ĂŠ: “Bom, jĂĄ que nĂŁo dĂĄ tempo de desistir do DVSTP WBNPTDPNGPSĂ‹BUPUBMQBSBQFHBSPEJQMPNBw&OmN PRVBSUP

Esse sou eu

e Ăşltimo ano chegou (menos pra vocĂŞ que faz engenharia ou algum curso que dure cinco anos ou mais, Deus me livre!). E aĂ­? E ai amigos ĂŒRVFBNĂŠFDPNFĂ‹BBGBMBSDPJTBTEPUJQPi/PTTBmMIP DPNPQBTTPV

Roupa preta para a foto de formatura

rĂĄpido, nĂŠ? Lembro de quando vocĂŞ entrava na faculdade... Meu Deus, UĂ–mDBOEPWFMIBNFTNPw Fora isso, vem aquela palavrinha tĂŁo pequena e ao mesmo tempo tĂŁo assustadora, o TCC!!! NĂŁo querendo assustar vocĂŞs, mas tudo o que eu nĂŁo me dediquei nos trĂŞs primeiros anos, estou me EFEJDBOEPBHPSB0HSBVEFFTUSFTTFBVNFOUB WPDĂ?mDBTVSUBEP PT

Livros...

prazos sĂŁo curtos e suas noites longas. ConclusĂŁo de tudo isso: as

Livros...

pessoas são as mesmas, nem tão legais quanto você achava que eram, nem tão amigas quanto deveriam ser. Mas com perseverança o ciclo uma hora tem que se encerrar! Desculpem-me se assustei vocês. Boa vida acadêmica!

E mais livros... * Gus Magalhães adora fotografar, manda bem na produção de vídeos e tambÊm Ê apresentador de tevê. Um cara nota 10!

44

its | facebook.com/itsmidia


its | facebook.com/itsmidia

45


its #103teens  

Its Teens

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you