Page 1

Rio Conta Fácil Relatório PUC-Rio 2012.1 DSG 1006 - Projeto avançado: uso e imposição socio-ambiental Professores: Nathalia Cavalcante e Daniel Malaguti

Eduardo Franco Marcela Setton Peter de Albuquerque


“Quem consegue ler estas linhas, conectar as idéias lançadas nestas páginas, absorver as informações que emanam de uma simples frase certamente já se esqueceu de como foi difícil e desafiador enfrentar as primeiras linhas de leitura e de escrita.” Pesquisador Luis da Cascudo


SUMÁRIO 7

O Analfabetismo Funcional

9

Conversando com profissionais

11

Refletindo sobre pesquisas

15

Pesquisa de campo

17

Levantamento e análise de similares

20

Análise de contas

25

Planejamento

26

Primeiros rascunhos

30

Divisão e organização de serviços

31

Pictogramas

34

Paleta de cor

35

Logo

37

As Contas

51

Resumo destacáveis

52

Comunicação

53

Experimentação

56

Conclusões

57

Referências


6 - RELATÓRIO

- PROJETO 6


O Analfabetismo Funcional Nossas pesquisas iniciais partiram de dados coletados em sites como o do Instituto Paulo Montenegro (responsável pelo INAF Índice Nacional de Alfabetismo Funcional), além de observações cotidianas (que nos conduziram a um moodboard) e contatos com duas profissionais das áreas de pedagogia e fonoaudiologia: Heloísa Padilha e Katia Badin, respectivamente, que nos agregaram informações úteis e mais específicas sobre particularidades comportamentais dos analfabetos funcionais. O INAF, primeiramente, nos elucidou sobre as diferentes camadas e níveis no que diz respeito aos analfabetos funcionais, podendo estes se dividir em: Informações Exemplo:

Lorem ipsum dolor sit amet

Exemplo:

Lorem psum dolor Informações sit amet simples/ textos curtos.

8%

Não lêem nada.

Informações simples/ textos curtos.

simples/ textosRudimentar curtos.

- Corresponde à capacidade de localizar uma informação explícita em textos curtos e familiares (como um anúncio ou pequena Capacidade decarta), localizar maisler de e escrever números usuais e reaum item de informação em textos mais longos, comparar informação lizar operaçõescontida simples, manusear dinheiro para o pagaem diferentes como textos, estabelecer relações entre as informações (causa/efeito, regra mento de pequenas quantias ou fazer medidas de comprimento geral/caso, opinião/fonte), ater-se a informação textual quando contrária ao senso comum. usando a fita métrica;

Básico - As pessoas classificadas neste nível podem ser consideradas funcionalmente alfabetizadas, pois já lêem e compreendem textos de média extensão, localizam informações mesmo que seja necessário realizar pequenas inferências, lêem números na casa dos milhões, resolvem problemas envolvendo uma sequência simples de operações e têm noção de proporcionalidade. Capacidade de localizar mais de um item de informação em textos mais longos, comparar informação Mostram, no entanto, limitações quando as operações requeridas contida em diferentes textos, estabelecer relações entre as informações (causa/efeito, regra envolvem maior número de elementos, etapas ou relações; geral/caso, opinião/fonte), ater-se

30% 37% 25% a informação textual quando contrária ao senso comum.

Lêem, mas Lêem,Pleno com - Classificadas Lêem, comneste nível estão as pessoas cujas haCapacidade de localizar mais de bilidades não mais impõem restrições para compreender e inum item depouca informação em textos com compreensão total mais longos, comparar informação contida em diferentes textos, terpretar textoscompreensão. em situações usuais: lêem textos mais longos, compreensão. estabelecer relações entre as limitada. informações (causa/efeito, regra

Exemplo:

geral/caso, opinião/fonte), ater-se a informação textual quando contrária ao senso comum.

analisando e relacionando suas partes, comparam e avaliam informações, distinguem fato de opinião, realizam inferências e sínteses. Quanto à matemática, resolvem problemas que exigem maior planejamento e controle, envolvendo percentuais, proporções e cálculo de área, além de interpretar tabelas de dupla entrada, mapas e gráficos.

30% 37% 25%

Lêem, mas com pouca compreensão.

Lêem, com compreensão limitada.

37% 25%

Lêem, com compreensão limitada.

Lêem, com total compreensão.

(Definições Lêem, com extraídas do *site do INAF) total compreensão.

ANALFABETISMO FUNCIONAL - 7


Podemos observar comprovadas melhorias na abrangência e estrutura dos sistemas de educação, já que os dados coletados no último censo do INAF, em 2009, mostram uma diminuição no número de analfabetos no país. Todavia, ao contrário do que se imagina, esse índice não acompanha um crescimento do número de plenos alfabetizados, que, percentualmente, se manteve estagnado. Interpretamos essa informação como uma confirmação de que, além dos atuais números alarmantes, se nada for feito, o a quantidade de analfabetos funcionais só tende a aumentar no Brasil.

Uma das estatísticas do INAF a respeito dos níveis de analfabetismo no Brasil.

Lorem ipsum dolor sit amet

7% 8%

Não lêem nada.

Informações simples/ textos curtos. Capacidade de localizar mais de um item de informação em textos mais longos, comparar informação contida em diferentes textos, estabelecer relações entre as informações (causa/efeito, regra geral/caso, opinião/fonte), ater-se a informação textual quando contrária ao senso comum.

20% 46% 30% 37% 27% 25%

Lêem, mas com pouca compreensão.

Lêem, com compreensão limitada.

Lêem, com total compreensão.

Gráfico produzido pelo trio representa dados da pesquisa de 2009 do INAF.

8 - RELATÓRIO

- PROJETO 6


Conversando com profissionais Conversa com pedagoga e fonoaudióloga Conversar com a pedagoga Heloísa Padilha, que trabalha com metodologias diferenciadas de aprendizado para crianças e adolescentes, no centro Estudo de Bom, nos trouxe também interessantes conclusões sobre como vive e o que sente um analfabeto funcional: •Fracasso na educação básica tira o encanto com o mundo e as ambições. •Leitura por analfabeto funcional parte da dedução das primeiras sílabas, e isso pode trazer a falsa sensação de que ele sabe ler plenamente. •SAEB – Sistema de Avaliação da Educação Básica: mapeou competências na língua portuguesa em 6 categorias. •Testes atuais para definição de níveis de analfabetismo: bem pensados, teoricamente dariam boa aplicação. Mas são corrigidos e aplicados incorretamente, muitas vezes, nas escolas, o que distorce os resultados. •É necessário uma sociedade mais imagética, onde permitir “se perder” se torne divertido e não arriscado. (Deu como exemplo uma cidade com boas placas de orientação no trânsito) •Mesmo que não houvesse níveis de analfabetismo funcional por conta de educação incompleta, ainda assim teríamos os analfabetos funcionais por incapacidades cognitivas, visuais, idade, etc. Você “desaprende”, de certa forma, com o surgir da terceira idade. •Sugestão para a escolha de um universo específico, no projeto, para poder ter um foco. •Heloísa mostrou seus comprovantes do uso de cartão de débito, e ela tem que circular as informações mais importantes com sua caneta, para destacar dentre tantos números/dados (No seu caso, ela destaca número do cartão, dia da transação, valor da transação)

Fizemos também algumas perguntas: De acordo com os índices apontados pelo INAF (2003), apenas 25% da população é considerada alfabetizada em nível 3 (alfabetismo pleno), enquanto que a maior parte (37%) se concentra no nível 2. Existe um certo “comodismo”, em considerar que o nível 2 já é “suficiente” para a realização de tarefas cotidianas? Motivos políticos, históricos e sociológicos acarretaram na irresponsabilidade e comodismo em achar que outros níveis de analfabetismo funcional podem ser “ok”.

ANALFABETISMO FUNCIONAL - 9


Uma pessoa com baixo nível (ou nenhum) de alfabetismo costuma ter capacidade de compreensão de símbolos, ícones e representações pictóricas? Sim, pois as relações de imagem são formadas na sociedade, pois a pessoa está rodeada de símbolos em um cotidiano urbano. Um adulto analfabeto funcional costuma apresentar muita resistência à leitura (e ao aprendizado), contornando as dificuldades utilizando-se de outros artifícios (memória, intuição, etc); ou costuma ter vontade de se tornar plenamente alfabetizado? Sim. Memória se torna muito melhor. Mas ainda assim é muito desvantajoso ser analfabeto funcional, mesmo com essa “vantagem”. Dentre os 3 níveis de alfabetismo, a partir de qual a pessoa está apta a realizar tarefas comuns do dia-a-dia (pagamento de contas, transações bancárias, locomoção urbana, compras, obtenção de informação, cálculos matemáticos, declaração de imposto, etc)? A pessoa sempre dá um jeito de contornar o analfabetismo funcional, lendo as primeiras sílabas das palavras, ou decorando a posição da informação, pedindo ajuda, etc.

Conversamos também com a fonoaudióloga Kátia Badin. Kátia tem como um de seus focos o trabalho com disléxicos e pessoas que têm dificuldades de aprendizagem (como troca de letras), e nos ressaltou, numa rápida conversa, o quanto analfabetos funcionais podem apresentar características superficialmente similares a comportamentos de dislexicos. Dislexia caracteriza-se por uma dificuldade na área da leitura, escrita e soletração, e costuma ser identificada nas salas de aula durante a alfabetização, sendo comum provocar uma defasagem inicial de aprendizado A falta de conhecimento na língua portuguesa pode levar o indivíduo analfabeto funcional a fazer confusões oriundas de uma má leitura: a troca da sonoridade entre S, SS, Ç e Z, entre G e J, F e V, G e C Dificuldades como essas trazem insegurança e recolhimento social, na vida de pessoas com níveis de analfabetismo funcional

10 - RELATÓRIO

- PROJETO 6


Refletindo sobre Pesquisas Conversa com pedagoga e fonoaudióloga

Concluímos, a partir das pesquisas, que o problema do analfabetismo funcional é mais abrangente do que imaginávamos, atingindo grandes parcelas da população. Além disso, tarefas das mais variadas (e imprescindíveis) do cotidiano dos brasileiros estão intimamente ligadas à leitura (e compreensão); e existem poucas (e mal projetadas) alternativas à leitura visando facilitar a realização de tarefas por pessoas que não possuem uma alfabetização plena. images do Google

images do Google

Como exemplos, podemos citar o simples ato de pegar um ônibus, que se apoia muito na informação textual sobre a linha do veículo. Até pouco tempo, no Rio de Janeiro, a existência de diferentes modelos de carros ainda prestava algum auxílio, não só a analfabetos funcionais como a pessoas com diferentes graus de deficiência visual. Utilizar um aparelho celular também pode se tornar um problema, tendo em vista que compreender nomes na agenda, números de telefone e digitar sms podem se tornar tarefas complicadas para quem não tem total domínio da língua.

Outra atividade cotidiana que nos intrigou foi a do pagamento e compreensão de uma conta detalhada de serviços, como as contas mensais de luz, gás, telefone, etc. Nos sentimos estimulados em tentar interpretar, sem leituras textuais, as informações nessas contas, após termos pego várias para a devida análise. Percebemos que se torna praticamente impossível fazer qualquer tipo de análise de dados. No caso de valores indevidos sendo cobrados, o cidadão fica sem o menor conhecimento desse equívoco. Se colocar no lugar de um analfabeto funcional torna-se uma tarefa complicada, já que é difícil cegar-se à leitura praticamente imediata que fazemos, como alfabetizados. Torna-se, portanto, um exercício constante de concentração, em tentar racionalizar o nível de complexidade de informações textuais e visuais que permeiem o universo de qualquer interface gráfica e de interação.

ANALFABETISMO FUNCIONAL - 11


Nossa ideia de projeto não se baseia na tentativa de erradicar o analfabetismo funcional no Brasil, e sim em desenvolver ideias, produtos ou serviços que simplifiquem a vida deste público. Através da observação de estatísticas preocupantes (que desencorajam o pensamento em uma solução de design pelo caminho da educação de todas essas pessoas - cerca de 75% da população), nosso foco será auxiliar a realização de tarefas cotidianas básicas de pessoas com baixos níveis de alfabetismo. Após as pesquisas iniciais, percebemos ser não só socialmente relevante, como de interesse dos três, trabalhar em um projeto que abordasse e aprimorasse a atividade do pagamento de contas para o analfabeto funcional, auxiliando também nas compreensões financeiras envolvidas. Consideramos o pagamento de contas como uma ação cotidiana primordial de qualquer cidadão, e que atualmente requer uma capacidade de leitura textual que ao nosso ver é mais complexa que o necessário. A partir desses fatores delimitadores, chegamos a três possibilidades em potencial para solução, ainda abstratos: 1. Sistema pictográfico, inserido em elementos cotidianos, que facilite a interpretação informacional por analfabetos funcionais. 2. Algum produto, portátil, que possa acompanhar o analfabeto e facilite seu entendimento do significado das palavras. 3. Alguma solução audiovisual que possa acompanhar documentos e/ou contas, dando maior ciência ao analfabeto funcional, das informações contidas.

Público-Alvo Analfabetos funcionais, classes D e E, a partir dos 45 anos, sendo estes de baixa renda, cariocas, que executem funções financeiras fundamentais (tais como pagamentos de contas, transações bancárias, declaração de imposto de renda, pagamento de INSS, etc.) e as realizam com algum grau de dificuldade ocasionado pelo baixo nível de alfabetismo.

12 - RELATÓRIO

- PROJETO 6


Moodboard produzido durante estudos

ANALFABETISMO FUNCIONAL - 13


Objetivo Facilitar a leitura/interpretação/gerenciamento e arquivamento de contas descritivas de serviços, para analfabetos funcionais de classes menos favorecidas.

Conceito PENEIRA

Seleciona Segrega Retém Hierarquiza Torna visível

Briefing Projeto gráfico que trafa clareza, ordem e conforto na leitura, através de resumo, síntese, que seja especialmente apoiada em imagens e que permita adaptação em diferentes circunstâncias cotidianas.

Atividade em sala de aula nos conduziu à organização do projeto em: objetivo, conceitos e briefing.

14 - RELATÓRIO

- PROJETO 6


Pesquisa de Campo Morro Santa Marta Com o intuito de nos aprofundarmos em nosso público-alvo, realizamos algumas visitas à comunidade do Dona Marta, em Botafogo. Através dessas visitas, pudemos observar, conversar e entender de modo um pouco mais claro a maneira como esse público lida com suas finanças. Qual a relação dessas pessoas com a leitura das contas, os níveis de compreensão e interesse pelas informações ali contidas foram o foco principal dessas visitas. Entrevistamos/conversamos com cerca de 50 moradores da comunidade e tentamos destacar as informações comuns a este número.

Fotos Eduardo Franco

Entrevista em loja onde era possível pagar contas

2 moradores do Santa Marta trabalhando

ANALFABETISMO FUNCIONAL - 15


Por meio destas conversas, pudemos concluir algumas questões; são estas: - O número de contas a pagar por pessoa é bastante variável. Um número considerável de pessoas pagam apenas 2 contas por mês (luz e telefone, ou luz e água), enquanto outras já apresentam um número maior de contas a pagar (algo em torno de 5 - luz, água, telefone, TV a cabo, internet, etc.) - As pessoas acham a organização de informações nas contas em geral confusa. Entretanto, estão acostumadas a procurar diretamente as informações “que importam” e ignorar o restante. São as informações ïmportantes”: o total a ser pago, o que está sendo pago e quando deve ser pago; - As pessoas têm o constume de armazenar suas contas (em uma pasta) por aproximidamente 2 anos. Entretanto, armazenam por motivos meramente arquivísticos, ou seja, guardam as contas para “o caso de acontecer alguma coisa e precisar provar que pagou, e quanto pagou”, e não para organizar e realizar uma análise comparativa de gastos mês a mês; - A relação dos usuários deste público com as contas se dá de maneira pouco simplificada. As contas são vistas como objetos estranhos, que não comunicam muito. A falta de organização e destaque às informações mais importantes faz com que o gerenciamento e a análise comparativa se torne complexa e defeituosa. Fotos Eduardo Franco

Moradores nos explicando como organizam suas contas

16 - RELATÓRIO

- PROJETO 6


Levantamento e Análise de Similares Ideias e conceitos que podem nos auxiliar

Visando amadurecer as ideias, partimos para a pesquisa de similares, em busca de qualquer meio de transmissão de informação pouco ou não textual.

Caixa da ATM para analfabetos Fotos Google

A ATM, conhecida em outros países por serviços de caixas eletrônicos de saque, desenvolveu para partes rurais da China e Índia, onde há um grande número de analfabetos funcionais, um terminal de saque que se ativa pelas digitais, e cujas cores remetem às notas desejadas. O processo é realizado sem informações textuais, e não utiliza qualquer monitor. PONTOS DESTACADOS: Simplicidade, comunicação através de cores, inovação tecnológica, estética interessante, inclusão digital. PONTOS NEGATIVOS: Custos para implementação, não ensinar de fato a reconhecer as notas e/ou a ler. As cores também só seriam funcionais no próprio país de criação. Fotos Help Remedies

Help Remedies Companhia farmaceutica criada em Nova York em 2008, com projetos de design que destoam completamente dos padrões atuais de comunicação visual para remédios. O nome dos remédios é o problema de saúde que o usuário deseja solucionar, e as embalagens são pequenas, portáteis e com a comunicação geral bem sucinta e direta. PONTOS DESTACADOS: Objetivo e sucinto na mensagem textual e visual. Cores diferenciam os produtos da linha. Identidade entre as diferenets caixas de remédios. PONTOS NEGATIVOS: Foge tanto ao padrão atual, que pessoas humildes e não habituadas com o serviço podem não compreender a proposta.

ANALFABETISMO FUNCIONAL - 17


Foto Google manipulada

SE TORNOU UMA DAS PROPOSTAS

OddCast - Leitura Dinâmica A empresa OddCast oferece um serviço online pago, que não requer instalação, de personagens simulando ambiente 3D, que leem qualquer frase que lhes é escrita, com pronúncia fluente e compreensível. Observamos nesta tecnologia, potencil de implementação em caixas bancários e outros, com o intuito de oferecer experiência audiovisual que pudesse substituir e/ou complementar as informações textuais e numéricas.

Foto Google

PONTOS DESTACADOS: Tecnológico, poderia se integrar a celulares, tablets e outras mídias atuais. PONTOS NEGATIVOS: Não atingir inteiramente classes desfavorecidas. É necessário escrever o texto para ela falar, mas a tecnologia de forma isolada tem muita utilidade.

Pictogramas em Geral

Foto Google

A linguagem pictográfica em geral serve como similar, por trazer uma comunicação simples, de compreensão universal, fácil aplicação e quase sempre a ausência de texto. PONTOS DESTACADOS: Simplificação da informação, comunicação através de cores, Estética interessante. Pode ser incluso em qualquer projeto praticamente, independente do caminho que decidamos. PONTOS NEGATIVOS: Muito utilizado, difícil trazer inovação ou proposta diferenciada dentro desse universo.

Aplicativo de celular para analfabetos Aplicativo desenvolvido em 2007, na Suíça, para os agricultores de amendoim, que perdiam grande parte da produção por falta de comunicação. Interface touch, com dinâmica através de fotos, que facilita a comunicação interna nessa comunidade agrícola. PONTOS DESTACADOS: Simplicidade, integrado a novas tecnologias, eficaz, dinâmico, portátil. PONTOS NEGATIVOS: Muito “local”, apenas os usuários deste nicho compreenderão as utilidades do aplicativo.

18 - RELATÓRIO

- PROJETO 6

Fotos Google


Aplicativos de celular para pagamentos Foto Google

PONTOS DESTACADOS: Portátil, abrevia etapas cotidianas. PONTOS NEGATIVOS: Não existem versões simplificadas desses aplicativos, todos podem ser relativamente intimidadores, em especial para analfabetos funcionais Fotos Rafaela Taranto

SE TORNOU UMA DAS PROPOSTAS

Percebemos a existência de diversos aplicativos, vinculados a bancos ou a gerenciadores financeiros, que muitas vezes utilizam QR code e facilitam a vida de quem não tem tempo ou quaisquer outras limitações para ir ao banco, além do gerenciamento de valores.

Projeto de bula pictográfica Projeto acadêmico que propõe substituição/ complementação da bula de remédios atual, com uma versão ilustrada e pictográfica

pictogramas originais

PONTOS DESTACADOS: Maximiza compreensão, e mensagens atingem mais usuários de forma bem sucedida. PONTOS NEGATIVOS: Impossível descartar algumas informações que devem ser textuais e não podem ser ilustradas.

Organizze

redesenho dos pictogramas

Startup brasileira que permite, de forma gratuita e online, que o usuário administre suas contas e custos, com gráficos comparativos e diversas opções customizáveis, e interface simplificada.

Foto Organizze

PONTOS DESTACADOS: Poucos cliques, customizável, usa cores para segmentar serviços e custos. PONTOS NEGATIVOS: Ainda pode ser complexo para um usuário sem noções de educação financeira. Exige internet no celular.

ANALFABETISMO FUNCIONAL - 19


Análise das Contas 1. Funcionalidades A análise de contas foi uma etapa importante em nosso projeto tanto para a conceituação, quando para o direcionamento de nossa proposta. Algumas constatações foram realizadas nesta análise, a mais óbvia é a de que a conta (de qualquer serviço) contém muitas informações. De fato, todo tipo de informação referente ao serviço prestado e à cobrança do mesmo é relatado na conta. Mesmo que a grande maioria das pessoas (segundo uma breve pesquisa realizada informalmente) chequem apenas dados essenciais (como o total a ser pago, e a data de vencimento, principalmente; e algum tipo de descrição dos serviços – por exemplo, em uma conta de telefone é comum que as pessoas confiram rapidamente os telefonemas, números discados e tempo de ligações), as empresas devem relatar todo tipo de informação para o cliente.

2. Produção Conversando com os professores Fabio Lopez e Elizabeth Grandmasson, descobrimos que a produção da conta é feita em duas etapas: a primeira é feito em uma gráfica, onde se imprime apenas a parte colorida que é comum a todas as contas, como por exemplo a logo da empresa, algum anuncio; a segunda seria a impressão dos dados individuais de cada conta, normalmente em preto. Essa parte seria impressa na própria empresa.

3. Lei Segundo o Código de Defesa do Consumidor, as empresas não podem omitir nenhuma informação referente ao serviço prestado ao cliente (assim como referente à cobrança do mesmo), como citado em: “CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR - lei 8078/90 Art. 6º São direitos básicos do consumidor: III - a informação adequada e clara sobre os diferentes produtos e serviços, com especificação correta de quantidade, características, composição, qualidade e preço, bem como sobre os riscos que apresentem;

20 - RELATÓRIO

- PROJETO 6


Art. 14. O fornecedor de serviços responde, independentemente da existência de culpa, pela reparação dos danos causados aos consumidores por defeitos relativos à prestação dos serviços, bem como por informações insuficientes ou inadequadas sobre sua fruição e riscos. § 1° O serviço é defeituoso quando não fornece a segurança que o consumidor dele pode esperar, levando-se em consideração as circunstâncias relevantes, entre as quais: I - o modo de seu fornecimento; II - o resultado e os riscos que razoavelmente dele se esperam; III - a época em que foi fornecido. Art. 22. Os órgãos públicos, por si ou suas empresas, concessionárias, permissionárias ou sob qualquer outra forma de empreendimento, são obrigados a fornecer serviços adequados, eficientes, seguros e, quanto aos essenciais, contínuos. Parágrafo único. Nos casos de descumprimento, total ou parcial, das obrigações referidas neste artigo, serão as pessoas jurídicas compelidas a cumpri-las e a reparar os danos causados, na forma prevista neste código.”

4. Análise Formal Partindo para uma análise formal da conta, percebemos a tentativa de sempre condensar o maior número de informação textual no menor espaço possível. Assim, colunas são dispostas segundo o tamanho de cada informação, visando sempre uma ocupação “plena” do espaço do papel. As divisões de informações são muito pouco eficientes, fazendo com que se tornem confusas (a localização e entendimento de cada informação contida na conta – também devido ao fato de que muitas vezes são empregadas abreviações de palavras). Em resumo, é feito um “confinamento” de um grande número de informações em um pequeno espaço de papel. Gerando um sentimento quase “claustrofóbico” de palavras. As decisões tipográficas costumam ser muito pouco adequadas à boa leitura. A utilização de fontes pequenas é justificada pela ideia de otimização e economia de papel. Mas existem recursos normalmente utilizados em boas composições tipográficas que compensam a utilização de corpos tipográficos pequenos (que não são observados nas contas em geral), tais como opções mais adequadas de entrelinha e entre-letra (e ajuste de kerning

ANALFABETISMO FUNCIONAL - 21


manual), que formem uma mancha gráfica que resulte em uma leitura mais confortável. Em caso de contas como as telefônicas, que apresentam grande quantidade de informações em tabela (no caso da conta de telefone que lista cada chamada realizada, sua origem, código, data, horário, etc), as tabelas parecem ser geradas visando apenas responder à necessidade de apresentar todas as informações, e não do ponto de vista do usuário que vai ler tais informações (as informações estão todas apresentadas, mas não de forma prática e adequada à leitura). Nem sempre há uma separação clara de colunas, e tampouco de linhas, de modo que o acompanhamento de uma linha se torna praticamente impossível sem o auxílio de algum tipo de ferramenta/artefato reto (como uma régua, por exemplo). As contas costumam apresentar uma espécie de resumo, ressaltando as informações mais fundamentais, mas nem sempre isso acontece, e quando acontece, não o faz de maneira realmente eficiente. O próprio espaço de resumo da fatura é confuso e mal ordenado. Existem ainda contas que se utilizam de diferentes orientações do papel em cada dobra (nos casos de contas que vem dobradas), em que em determinado espaço a orientação é horizontal, e em outro, vertical, confundindo o leitor, que ao girar a conta para um lado e para o outro, tende a perder orientação do que já foi visto ou não. Do ponto de vista da hierarquia e organização das informações, desenvolvemos uma metodologia de análise, em que dividimos os elementos das contas segundo 4 categorias: Informações primárias (as mais importantes para o usuário); Informações secundárias (aquelas um pouco menos importantes para o usuário); Informações terciárias (aquelas que costumam ser pouco, ou nada, importantes para o usuário comum); e Dados operacionais (elementos que não importam diretamente para a leitura do usuário, mas são importantes para a operação de pagamento da conta, como os códigos de barras). Dessa análise, concluímos que as informações primárias recebem muito pouco destaque, e que de fato, parece não existir hierarquia de informação (o que, do ponto de vista do usuário comum, existe). E essas análises certamente servirão como diretriz para o processo de redesenho das contas, levando em consideração a utilização de uma melhor divisão de categorias de informação.

22 - RELATÓRIO

- PROJETO 6


5. Pós Uso Nossas pesquisas na comunidade Dona Marta nos afirmaram que a conta permanece por 2 anos, em média, com essas pessoas, arquivadas em pastas. Essa ação de arquivamento nos levou a considerar um potencial em design, que conduza o projeto para além da redriagramação das contas, podendo também tratar do arquivamente/ gerenciamento desses valores.

De modo geral, faltam nas contas atributos como: • • •

Maior divisão entre categorias de informação; Hierarquização adequada dessas categorias; Solução de layout/tipográfica mais adequada à leitura (mesmo considerando a importância econômica de se utilizar de uma otimização do espaço).

Na próxima página é possível observar uma análise detalhada de uma conta de serviços. No caso, do serviço do OI Fixo

ANALFABETISMO FUNCIONAL - 23


6. Análise Visual nome da empresa

dados institucionais da empresa

s

s s

data de emissão

nome/endereço do usuário

s

is

CPF/inscrição/ terminal, etc.

total a pagar/ vencimento

código de barras

nome do plano

comparação com meses anteriores

Informações primárias

descrição de cada chamada/serviço

Informações secundárias

nome/e do usuá

Informações terciárias Dados operacionais

código

nome d regras e avisos

resumo da fatura

descrição chamada/

regras e av

24 - RELATÓRIO

- PROJETO 6


Planejamento

Produzido em atividade de sala de aula

Cronograma esquematizado com diversas expansþes de pesquisa, seguidas de afunilamentos nos processos projetuais, conforme sugerido no Projeto Avançado 1

ANALFABETISMO FUNCIONAL - 25


Primeiros Rascunhos Ideias geradas | Potenciais | Conceito do projeto

Alternativas

Os similares e suas distintas vertentes de mídias nos fizeram cogitar diversas possibilidades. A princípio, a ideia de produzir um aplicativo gerenciador de custos, e que viabilizasse também o pagamento de contas, nos atraiu. Todavia, recordar da necessidade de fazer toda (ou quase toda) a programação no produto final, somado ao fato de este tipo de solução ainda não abraçar todo o público de classes C e D, foram alguns dos fatores que nos desestimularam. Foto Google manipulada Foto Google manipulada

Desenho Peter de Albuquerque

Possibilidades de interação - alternativas de platatormas a toque que orientassem o analfabeto funcional a gerenciar e pagar suas contas.

26 - RELATÓRIO

- PROJETO 6


Decidimos propor para esse projeto um trabalho de redesign para contas de descrição de serviços no Rio de Janeiro como gás, telefone, celular - juntamente com um elemento complementar, que crie um vínculo com o usuário e estreite as relações entre o analfabeto funcional e o gerenciamento de suas finanças: um caderno de administração de contas, onde ele cole adesivos com as contas resumidas e seja estimulado assim a fazer comparação de custos, soma de valores, em agendas anuais, que permitam que ele também possa armazenar e catalogar essas informações com facilidade.

Quais contas? Escolhemos trabalhar em cima de 3 contas através do seguinte critério: Serviços mais utilizados pela classe D em pesquisas de campo: Luz / Telefone Fixo / Gás

Para escolher quais seriam as empresas dentro de cada categoria, utilizamos os critérios: Luz: Light. Maior prestadora deste serviço no estado do Rio de Janeiro, Gás: CEG. Única prestadora deste serviço no estado do Rio de Janeiro

Telefone Fixo: OI Fixo A empresa com maior fatia de mercado da categoria

Exemplos de contas, ainda sem o conteúdo descritivo. Quadrados nos cantos inferiores direitos seriam destacáveis para colagem em caderno de gerenciamento.

ANALFABETISMO FUNCIONAL - 27


O caderno Ao fazer a visita à Comunidade Dona Marta, percebemos em algumas residências o Uma dificuldade que enfretamos dizia respeito a como esses elementos destacáveis se fixariam no caderno de gerenciamento. Abaixo algumas das opções pensadas:

1) Adesivos vindo na conta (como em álbuns de figurinhas), para posterior colagem na agenda gerenciadora. PRÓS Incentiva o uso, atraente, prático. CONTRAS Esses adesivos teriam que vir soltos, os processos gráficos de produção de contas tornariam essa opção um pouco complexa.

2) Adesivos dupla-face, que venham junto da agenda gerenciadora – Em pedaços inteiros (retângulos que tenham o mesmo tamanho do “resumo destacável”) ou em pontinhos. PRÓS Mais prático que colar manualmente. CONTRAS Custos, usabilidade estranha, e não autoexplicativo

3) Cantoneiras, nas próprias folhas da agenda, com recorte especial. PRÓS Menos custos do que as opções anteriores CONTRAS Perde-se o verso da folha

4) Cantoneiras que venham separadas, para posterior aplicação nas páginas da agenda. PRÓS Alternativa possível ao adesivo CONTRAS 4 cantoneiras por “resumo destacável”pode ser um desistímulo para o usuário.

5) Utilizar cola externa e aplicar de forma manual PRÓS Baixo custo, menos disperdício de material, se adapta à muitas limitações de impressão de conta CONTRAS Pode não incentivar o uso por não ser tão simples como uma aplicação adesiva, por exemplo.

28 - RELATÓRIO

- PROJETO 6


Primeira ideia do caderno de Gerenciamento de contas.

Segunda ideia do caderno de Gerenciamento de contas.

ANALFABETISMO FUNCIONAL - 29


Divisão e organização de serviços O Rio Conta Fácil se baseia em um sistema de divisão e organização das categorias de serviços prestados. Dentro de nossa proposta de simplificação e destaque para as informações mais importantes e urgentes para os usuários, decidimos destacar as categorias de serviços através da associação de cada categoria com uma cor de identidade e uma representação pictográfica. Nesta etapa do desenvolvimento do projeto, apresentamos como exemplo a elaboração de 3 contas de 3 serviços (apurados como os mais básicos e recorrentes dentro do público-alvo) (que são luz, gás e telefone fixo), entretanto, o Rio Conta Fácil pretende abranger todas as principais contas do Estado. Visando este sistema maior, criamos a divisão em 7 categorias, que são: Internet, Gás, Água, Televisão, Telefone fixo, Telefone móvel e Luz. No caso de serviços que oferecem pacotes onde existem serviços integrados (por exemplo uma conta só para telefone fixo, móvel e internet), a orientação seria a do serviço mais comumente associado a empresa em questão (por exemplo, plano de telefone e internet da Oi, entraria na categoria Telefonia Fixa).

30 - RELATÓRIO

- PROJETO 6


Pictogramas A representação pictográfica é uma linguagem recorrente em sistemas de comunicação visual. É muito utilizada por oferecer uma praticidade de compreensão, inclusive em ambientes de frequência internacional, como aeroportos, onde os usuários do sistema nem sempre compreendem a linguagem escrita, em virtude de diferenças idiomáticas. Do mesmo modo, a linguagem pictográfica é uma linguagem adequada ao nosso projeto por ser não textual simples e de fácil (e imediata) compreensão. (Considerando, um sistema de representação pictográfica bem desenvolvido) Dentro de nossa pesquisa em sistemas pictográficos (com foco em pictogramas de serviços), chegamos a conclusão de que estes são, em geral, altamente convencionados, e nem sempre coerentes com a realidade. Por exemplo, o ícone pictográfico que representa o comando de “salvar” em programas de computador é uma referência ao disquete, objeto totalmente obsoleto. Em um exemplo mais próximo do nosso projeto, o ‘clássico’ pictograma para serviços de telefonia é uma ilustração de um telefone fixo com design antiquado, que poucas pessoas ainda possuem contato. Pensando em criar um projeto atual e que converse de maneira direta com os usuários, optamos por desenvolver pictogramas baseados nos objetos associados a cada serviço, e representá-los tais como são vistos no dia a dia.

Estudos pictogramas (energia elétirca, gás e telefone)

ANALFABETISMO FUNCIONAL - 31


Em um trabalho de equilíbrio, buscando uma representação o mais simplificada possível, mas ao mesmo tempo, que gerasse uma imediata identificação por parte do usuário, chegamos a essas representações finais:

Pictogramas finais

O gás, por ser invisível, está representado pelo fogo em uma boca de fogão (representando a consequência prática do gás). Alguns outros caminhos foram trabalhados, como a utilização de um botijão de gás, mas também pensando no que representa mais o gás encanado, que vem cobrado na conta, foi escolhido o fogo na boca do fogão.

32 - RELATÓRIO

- PROJETO 6


O telefone fixo foi representado por um aparelho de telefone fixo sem fio. Tentamos representá-lo da maneira mais simples e comum à maior parte dos aparelhos deste tipo. Com um pequeno visor (em oposição aos aparelhos de celular, que possuem um grande visor), o teclado numérico grande e uma pequena antena (também em oposição aos aparelhos de celular, que hoje em dia não possuem mais antenas). Ainda visando a clara distinção entre este telefone do telefone móvel (celular), o inserimos em uma base. Apesar de ser bastante simplificado, o desenho da base serve para facilitar a identificação como telefone fixo. Nos estudos de pictogramas para a conta de luz (de energia), pensamos em caminhos que evidenciassem mais o serviço como energia elétrica, através do uso de tomadas e raios, por exemplo. Mas concluímos que a conta da Light (no caso do Rio) é sempre referida como “conta de luz” (e não “conta de eletricidade”, ou “conta de energia”). Deste modo, adotamos o caminho da representação da lâmpada, símbolo máximo da luz elétrica. Apesar de visualmente preferirmos o desenho silhuetado da lâmpada de bulbo tradicional, optamos pela representação das novas lâmpadas econômicas, que são cada vez mais comuns no dia a dia das pessoas (e a tendência é que a lâmpada tradicional, entre em desuso com o tempo). Ficamos entre 2 opções formais, principalmente. A lâmpada em formato espiralado, e a lâmpada com 3 hastes em formato de “U” invertido. Em uma breve pesquisa de opinião e compreensão, concluímos que a lâmpada com as 3 hastes é mais facilmente reconhecida.

Estudo pictogramas energia elétrica

ANALFABETISMO FUNCIONAL - 33


Paleta de cor Para o desenvolvimento da paleta de cores, realizamos alguns estudos e tentamos apurar, em uma breve pesquisa, quais cores são mais comumente associadas a cada categoria. Em alguns casos a associação é óbvia (como luz – amarelo), em outras nem tanto. Pensando na paleta de cores como um todo (considerando a importância de que cada cor se destaque das outras, quando vistas separadamente e em conjunto), utilizamos uma metodologia bastante racional e matemática. Para tal, selecionamos 12 pontos equidistantes no espectro de cor, dentro de um mesmo nível de saturação e brilho (aquele que julgamos ser mais adequado para a linguagem adotada pelo projeto). Destes 12 pontos, selecionamos os 7 que mais se destacavam uns dos outros. Dessa forma, garantimos que haja uma clara diferenciação entre as cores de cada serviço, mas sem abrir mão de uma coerência e harmonia da paleta como conjunto.

34 - RELATÓRIO

- PROJETO 6


Logo Desejando fazer uma alusão implícita às silhuetas de uma nota de real e uma moeda, além de referência aos picotes destacáveis que implementamos às contas, desenvolvemos um logotipo que, de forma simples e geométrica, tem a intenção de passar a facilidade e bom humor que permeia todos os elementos gráficos do projeto. As cores utilizadas são parte da paleta de 7 cores escolhida para a divisão das categorias de serviço. Para as fontes do conteúdo das contas, optamos pela família tipográfica da helvética, que tem comprovadamente fácil legibilidade, identificação e neutralidade, o que torna a leitura confortável ao longo das diversas linhas de informações técnicas e detalhamentos nas contas. Todavia, para o logo, optamos por trazer mais personalidade e humor ao Rio Conta Fácil, ainda assim nos atentando à uma boa legibilidade e identificação tipográfica, em especial por parte do público analfabeto funcional. Escolhemos para isso, a família Mentone.

Logo versão colorida

Logo negativo

ANALFABETISMO FUNCIONAL - 35


Até chegar em sua forma final, diversas opções foram experimentadas, em busca da harmonia e equilíbrio gráficos.

Estudo do logo

36 - RELATÓRIO

- PROJETO 6


As contas A partir da análise das contas, levantamos alguns pontos que serviram como requisitos a serem cumpridos em nosso projeto. São eles, principalmente: - Melhor divisão das informações; - Melhor hierarquização das informações, dando destaque as informações mais relevantes; - Facilidade em encontrar e acompanhar alguma informação; - Eliminação de informações repetidas; - Fácil identificação das categorias de serviço. Para tal, desenvolvemos um sistema que tem como base: O formato de dobra como envelope; Esse sistema utiliza o próprio papel da conta para fechar e selar, sem a necessidade de um envelope. A conta é dobrada em 3 seções, e tem as laterais coladas (essas partes laterais são destacadas pelo usuário, possibilitando a abertura e leitura da parte interna da conta). A utilização das dobras para dividir as etapas de leitura das informações; Além de eliminar a necessidade da utilização de envelopes (e assim diminuir os custos econômicos e ambientais da produção), as seções criadas pelas dobras, podem ser utilizadas para dividir as etapas de leitura da conta. Desse modo, decidimos que a primeira parte interna a ser desdobrada (e lida) é a parte que contém o resumo destacado das informações mais importantes. No primeiro momento de abertura da conta (a primeira dobra), o usuário já pode ver, de maneira destacada e clara, as informações que são mais importantes. Assim, colocamos essas informações (serviço, empresa prestadora do serviço, nome do cliente, valor total a pagar e data de vencimento da conta) em primeiro plano (e em comparação com os modelos de conta atuais, essas informações raramente estão agrupadas, e são difíceis de localizar com rapidez).

ANALFABETISMO FUNCIONAL - 37


A inserção de uma margem identificatória do serviço; Aqui a paleta de cores é aplicada. Além de estar presente na parte externa do envelope, todas as páginas da conta contarão com uma borda da cor do serviço. Além de fechar o layout da conta como um todo de maneira mais agrupada (por envolver todas as informações dentro deste retângulo definido), cada conta é facilmente identificada por seu serviço. Apenas passando o olho em uma conta, já é possível de imediato identificá-la como sendo conta de gás, de telefone, luz, ou outro serviço. O uso de um resumo destacado das informações mais importantes; Este resumo é uma das partes principais do projeto. Inserida na primeira dobra, é a seção da conta em que apresentamos as informações mais importantes e procuradas pelos usuários comuns. São elas: A categoria do serviço; o logo da empresa prestadora do serviço; o nome do cliente; o valor total a pagar; e a data do vencimento. O processo de desenvolvimento desta parte foi longo, e cada elemento ali foi devidamente estudado para melhor cumprir sua função de comunicação. TOTAL A PAGAR: VENCIMENTO:

R$ XX,XX XX/XX/XX

DADOS DO CLIENTE

RS 117, 32 SEG

TER

3 4

LOGO DA EMPRESA

MAIO/2012

QUA

QUI

5

6

SEX

SAB

1

7 8

DOM

2 9

10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31

MAIO/2012

LOGO DA EMPRESA

38 - RELATÓRIO

- PROJETO 6

RS 117, 32

SEG

TER

3 4

QUA

QUI

5

6

SEX

SAB

DOM

1 2 AVISO AO CLIENTE 7 8

9

10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31


Vence em: SEG

117

TER

3 4

QUA

QUI

5

6

SEX

SAB

1

7 8

DOM

2 9

10 11 12 13 14 15 16

32

17 18 19 20 21 22 23

24 25 26 27 28 29 30 31

MAIO/2012

Estudos resumo da conta Em um primeiro momento trabalhamos em cima desta parte ocupando um terço da folha A4. Entretanto, neste modelo, o espaço estava sendo mal utilizado. Após alguns testes, concluímos que para destacar essa parte, não necessitávamos destinar tanto espaço. (além de tirar muito espaço das outras informações que, apesar de serem ‘menos importantes’, devem estar na conta e são muitas). Inserindo esta seção fora da área branca, e dentro da ‘moldura’ da cor (que identifica o serviço), colocamos em evidência e destaque. pague até:

MARCELA SETTON

117

32

PETER ALBUQUERQUE

1417

08

MAIO de 2012

pague até:

30 DEZEMBRO de 2012

pague até:

EDUARDO FRANCO

117

7

32

7

MAIO de 2012

Resumos das contas de energia elétrica, gás e telefone fixo

ANALFABETISMO FUNCIONAL - 39


Analisando os elementos:

pague até:

MARCELA SETTON

117

1 – A categoria do serviço: Foram inseridos os pictogramas em branco, sobre o fundo da cor do serviço, localizados no canto esquerdo. Assim, evidenciam ainda mais a ideia de que a moldura de determinada cor está associada a este serviço (simbolizado no pictograma).

7

MAIO de 2012

117

2 – Logo da empresa prestadora do serviço: localizado logo ao lado do pictograma, inserido dentro de um quadrado branco de bordas arredondadas. Todas as outras informações, nesta seção superior, e no próprio corpo da conta, vem destacados por um retângulo branco de bordas arredondadas. A utilização de retângulo é justificada pela necessidade de evidenciar a divisão de cada informação. Já a questão das bordas arredondadas, foi uma escolha feita dentre alguns estudos, por apresentar uma cara mais “leve”, e menos rígida, compondo um layout mais harmônico (em oposição ao encontro duro entre ângulos retos e pontiagudos).

117

junho 2011

julho 2011

agosto 2011

setembro 2011

R$110,22

R$101,36

janeiro 2011

junho

R$, 10344 2011

117

fevereiro 2011

março 2011

30

08

janeiro 2012

fevereiro 2012

MAIO de 2012

março 2012

abril 2012

maio 2012

DEZEMBRO de 2012

agosto setembro outubro novembro dezembro R$ 156,50 R$ 159,87 R$ 148,90 R$ 132,20 R$ 121,54 2011 2011 2011 2011 2011

R$ 147,12 2011

R$110,22

R$101,36

R$92,19

maio 2011

junho 2011

julho 2011

abril 2011

32

pague até:

julho

R$ 121,08 2011

R$119,34

MESES ANTERIORES dezembro 2011

maio

R$92,19

7

MAIO de 2012

outubro novembro dezembro 2011 2011 2011

1417

pague até:

EDUARDO FRANCO

MESES ANTERIORES R$119,34

DEZEMBRO de 2012

7

32

PETER ALBUQUERQUE maio 2011

30

08

pague até:

MARCELA SETTON

MESES ANTERIORES

32

pague até:

PETER ALBUQUERQUE

1417

p

EDUARDO FRANCO

32

R$,10344

R$121,08

agosto 2012

janeiro fevereiro R$117,32 2012 2012

117

32

R$147 ,12 R$156 159,87 R$148,90 LIGHT | ,50atéR$07/05/2012

setembro outubro Marcela 2012 Setton2012 CPF 154.810.157-32

março 2012

R$132,20

novembro dezembro 2012 2012

SAC: 0800 823 1900

OI R$1419,34 R$1410,22 R$1401,36

3 – Nome do cliente: O nome do cliente nesta parte vem reduzido (apenas primeiro e último nome), por uma questão de espaço e tamanho. No final da conta (e na parte externa) o nome completo é utilizado. Mas a função da inserção do nome nesta área é de o próprio usuário identificar rapidamente que aquela conta é dele. E para tal fim, apenas o nome e o último sobrenome são suficientes.

R$1456,50 R$1459,87 R$1448,90 R$1432,20 R$1421,54

Eduardo Luís Gryner F R$1417,32 CPF 137.810.107-32 SAC: 0800 823 1900

1417 |

agosto 2011

R$119,34

R$110,22

R$101,36

R$92,19

fevereiro 2011

1417

EDUARDO FRANCO

julho 2011

MESES ANTERIORES

setembro 2011

117

MESES ANTERIORES maio 2011

R$,10344

R$119,34

março 2011

abril 2011

junho 2011

julho 2011

R$121,08

R$110,22

R$147,12

R$101,36

maio 2011

junho 2011

30 7

pague até:

08

outubro novembro dezembro 2011 2011 2011

janeiro 2012

fevereiro março DEZEMBRO 2012 2012

abril 2012

de 2012

32

maio 2012

agosto setembro outubro novembro dezembro R$156,50 R$159,87 R$148,90 R$132,20 R$121,54 2011 2011 2011MAIO 2011 2011

R$92,19

julho 2011

de 2012

R$,10344

agosto 2012

R$121,08

janeiro fevereiro R$117,32 2012 2012

117

abril 2012

maio 2012

R$132,20

R$121,54

R$117,32

32

LIGHT | ,50atéR$07/05/2012 R$147 ,12 R$156 159,87 R$148,90

Marcela Setton setembro outubro CPF2012 154.810.157-32 2012 SAC: 0800 823 1900

março 2012

novembro dezembro 2012 2012

OI

|

117

Eduardo Luís Gryner Franco R$1419,34 R$1410,22 R$1401,36 R$492,19 R$,140344 R$1421,08 R$1447,12 R$1456,50 R$1459,87 R$1448,90 R$1432,20 R$1421,54 R$1417,32CPF 137.810.107-32 SAC: 0800 823 1900

MESES ANTERIORES dezembro 2011

janeiro 2011

fevereiro 2011

MESES ANTERIORES

março 2011

abril 2011

maio 2011

4 – Valor total a pagar: Além da posição e do tamanho (grande), pensamos na melhor maneira de destacar e simplificar a compreensão deste valor. Para simbolizar como valor a pagar, agosto 2011

setembro 2011

CEG

junho 2011

julho 2011

outubro novembro dezembro 2011 2011 2011

agosto 2012

outubro 2012

|

fevereiro 2012

março 2012

abril 2012

R$148,90

R$132,20

R$121,54

maio 2011

junho 2011

julho 2011

R$492,19

R$,140344

R$1421,08 R$1447,12

R$1456,50 R$1459,87 R$1448,90 R$1432,20 R$1421,54

R$119,34

R$110,22

R$101,36

R$92,19

R$,10344

R$121,08

R$156,50

R$159,87

CEG

maio 2012

R$1417,32

1417117 08 |

Peter de Albuquerque CPF 137.890.157-38 SAC: 0800 823 1900

|

R$

,32

até 31/12/2012

117

32

até 07/05/2012

08

até 31/12/2012

novembro dezembro 2012 2012

R$1419,34 R$1410,22 R$1401,36

R$147,12

janeiro 2012

setembro 2012

OI

- PROJETO 6

1417

Peter de Albuquerque CPF 137.890.157-38 SAC: 0800 823 1900

Eduardo Luís Gryner Franco CPF 137.810.107-32 SAC: 0800 823 1900

40 - RELATÓRIO

08

até 31/12/2012

pague até:

PETER ALBUQUERQUE

junho 2011

Quanto a tipografia, optamos pela utilização da Helvetica em todo o projeto gráfico, pois é uma fonte sem serifa com desenho bastante simplificado, com terminações retas e perpendiculares, é uma fonte comumente considerada de fácil leitura por designers especialistas em tipografia (tanto em caixa alta como em caixa baixa), além de ser uma fonte comum, já com bastante inserção na comunicação visual presenta nas cidades. Isso tudo, somado ao fato de ser uma família que apresenta variações de peso, em suas versões Regular, Light, Bold e Itálica. A utilização das variações de peso é fundamental em nosso projeto gráfico, pois, juntamente com a variação no tamanho do corpo, garante a divisão e hierarquização de informações no corpo da conta.

R$1421,08 R$1447,12

CEG

maio 2011

janeiro 2011

R$,140344

Peter de Albuquerque CPF 137.890.157-38 SAC: 0800 823 1900

MESES ANTERIORES

dezembro 2011

R$492,19

32

até 07/05/2012


S

36

$ 117

Diferença entre o $ da fonte EDUARDO FRANCO Helvética e da utilizada na conta

117

7

concluímos que o R$ é suficientemente representativo da noção de preço. Entretanto, não consideramos o cifrão da Helvetica muito bem resolvido para esta aplicação “display”. Por isso, o MAIO adaptamos para ele ganhar peso e e se tornar mais relevante de 2012 pague até: como simbolismo de preço.

32

7

Para ajudar a leitura do valor indicado, desenvolvemos uma sistema em que o valor em reais é inserido em branco, dentro de MAIO de 2012 uma caixa preta (no formato de uma nota de Real) e o valor de centavos é inserido, também em branco, mas em um tamanho de corpo menor, dentro de um círculo preto (no formato de uma moeda). A separação do retângulo e do círculo é feita também por meio de uma vírgula (mantendo a leitura textual de valor, em que reais e centavos são separados por vírgula) preta entre elas.

32

Essa representação de nota e moeda não se propõe a ser obviamente percebida pelos usuários de imediato. Conscientemente a relação do retângulo/círculo com nota/ moeda pode não ser realizada, mas acreditamos que, em algum nível de compreensão, esta mensagem é passada, e isso auxilia a leitura do valor, ao menos por segmentar o valor em real do valor em centavo (dando mais destaque pelo tamanho, ao valor em reais).

agosto 2011

setembro 2011

R$92,19

R$,10344

outubro novembro dezembro 2011 2011 2011

R$121,08

R$147,12

R$156,50

janeiro 2012

fevereiro 2012

R$159,87

R$148,90

O valor inserido no círculo é sempre composto por 2 dígitos, e portanto não varia em tamanho, sendo colocado em uma caixa de texto dentro do círculo, com o texto sempre alinhado ao centro. Entretanto, o valor do retângulo pode variar de 2 dígitos para até mais de 4. Para tal, criamos também uma caixa de texto dentro do retângulo (respeitando margens mínimas de respiro estabelecidas por nós), onde o texto que representa o número tem seu tamanho variado, fazendo “caber” no espaço determinado. Pensamos março abril maio em desenvolver um sistema em que o comprimento 2012 2012 2012 do retângulo variasse, mas isso faria com que ele perdesse a referência de nota (no modelo adotado, o retângulo permanece com seu tamanho inalterado, respeitando a proporção de 132sempre 121 117 tamanho da nota de Real).

R$

,20

R$

,54

R$

117

,32

32

5| – Data do vencimento: Para comunicar a data de vencimento, até 07/05/2012 Eduardo Luís Gryner Franco CPF 137.810.107-32optamos por fugir da representação óbvia de data, separando SAC: 0800 823 1900 números por barras (representando dia, mês e ano), e buscar um sistema que fosse de compreensão mais fluída e intuitiva pelo usuário. Chegamos a ideia da representação do calendário, e realizamos uma série de testes e estudos. Começamos utilizando OI

ANALFABETISMO FUNCIONAL - 41


o calendário de um mês inteiro, destacando o dia. Nos estudos de posição do título do mês, optamos por alocá-lo embaixo no calendário, para dar uma leitura fluída de (de cima para baixo): dia, mês e ano. 32

117

O calendário com todos os dias do mês estava um pouco confuso e julgamos que estava com muitas informações desnecessárias. Por isso, optamos por um caminho que também faz clara referência a ideia do calendário, mas em que apenas EDUARDO FRANCO um dia é representado em cada “página do calendário”. Assim a referência do calendário segue presente, mas a informação se tornou mais clara e direta (sem elementos extras de distração).

117

32 Para que não haja dúvida quanto a que se refere a data indicada, inserimos o texto “pague até” sobre o calendário. Desse modo, evidenciamos que a data ali indicada é referente ao vencimento, mas introduzimos a informação em uma linguagem mais pessoal.

Vence em: SEG

TER

3 4

QUA

QUI

5

6

SEX

SAB

1

7 8

17 18 19 20 21 22 23

31

MAIO/2012

pague até:

7

MAIO de 2012

Essa é a parte que além de simplificar a leitura, estimula uma interação maior entre o usuário e a conta. Esse pedaço será destacado pelo usuário, para ser colado na “Minha Agenda Conta Fácil”. Seus objetivos então são: Conter as informações fundamentais para armazenamento do usuário (para que ele possa descartar o restante da conta), e apresentar de maneira clara as informações principais para o gerenciamento e a análise comparativa de gastos. Pensando nisso, esta seção é branca, com o destaque para o círculo com a cor e o pictograma correspondente à categoria de serviço, de modo que quando dispostos lado a lado na agenda, cada resumo destacável mantenha uma harmonia visual de identidade, mas se destaque através da cor e pictograma. Além do círculo, há ainda o valor pago (no mesmo formato retângulocírculo adotado no topo da conta), o nome da empresa, a data de vencimento (no formato padrão textual, separando dia, mês e ano por barras, por uma questão de espaço e tamanho), além de informações mais burocráticas como o nome completo do

junho 2011

42 - RELATÓRIO

julho 2011

agosto 2011

- PROJETO 6

setembro 2011

outubro novembro dezembro 2011 2011 2011

janeiro 2012

fevereiro 2012

março 2012

9

24 25 26 27 28 29 30

A inserção do resumo destacável no fim da página;

maio 2011

2

10 11 12 13 14 15 16

O processo de desenvolvimento desta parte foi longo, e cada elemento ali foi devidamente estudado para melhor cumprir sua função de comunicação.

MESES ANTERIORES

DOM

abril 2012

maio 2012


MESES ANTERIORES

MESES ANTERIORES

cliente, seu cpf eoutubro o número dodezembro Sac dajaneiro empresa. Essasabril informações agosto agosto setembrosetembro novembro dezembro julho outubro novembro fevereiro março maio 2012 2012 2012 2012 2012 2011 2011 2011 2011 2011 2011 2012 2012 2012 2012 2012 foram inseridas pensando na necessidade desta parte destacada ser independente do resto da conta, e funcionar como um comprovante. 119 101 921448 103 159 148 132 121 117 1447 117 110 1456 1459 1432 121 1421 1471417 156

dezembro fevereiro junhomaiojunho julho outubro novembrojaneiro dezembro janeiro março fevereiro abril março maioabril maio 20112012 2011 2011 2011 2011 2011 20112011 20112012 20112012 20112012 20112012 2011

R$1419 ,34 ,12 R$1410 ,22 ,50 R$1401 ,36 ,87 R$492 44 ,20 R$1421 ,08 R$ R$ R$121,08 R$147 R$156 R$159 R$,19 148R$, ,90 1403 R$132 R$121 ,54

LIGHT

,34 R$ R$,12 R$ ,32

117 |

,22 ,50R$R$ ,36 ,87R$R$ ,19 ,90 R$,R$ 44 ,20R$ R$ ,08 ,54 R$ R$ ,12

32

até 07/05/2012

CEG

1417 |

08

até 31/12/2012

Peter de Albuquerque CPF 137.890.157-38 SAC: 0800 823 1900

Marcela Setton CPF 154.810.157-32 SAC: 0800 823 1900

R$ ,32

,50

R$

,87

R$

,90

R$

,20

OI

R$

|

,54

R$

117

,32

32

até 07/05/2012

Eduardo Luís Gryner Franco CPF 137.810.107-32 SAC: 0800 823 1900

Parte destacável da conta

O corpo da conta Na parte interna da conta, estruturamos um grid, e separamos as informações por algumas categorias. Cada categoria é separada por um retângulo (com bordas arredondadas), delimitado por um pequeno fio preto (de 0,5 pt). Desse modo, há uma clara organização e divisão das informações. Dentro de cada retângulo, a diagramação varia de acordo com a necessidade, mas sempre seguindo 3 estilos de caracteres, que são: Título principal do retângulo: Helvetica Bold 10/12 pt. Texto 1: Helvetica Regular 8/9,6 pt. Texto 2: Helvetica Light 7/10 Com esses padrões de estilo, ajustamos as informações de cada retângulo para manter uma harmonia visual e uma organização gráfica funcional. Foram realizados diversos estudos entre as relações de peso, corpo e entrelinha até chegarmos nestes estilos, considerados ideais para se adequarem ao espaço pequeno da conta, e ao mesmo tempo serem visualmente claros e com boa leitura. Na conta de telefone, onde existe uma grande tabela com a relação de todas as ligações realizadas no mês, desenvolvemos um modelo de tabela que evidencia as colunas e a divisão de linhas, através de um sistema de faixas brancas e cinza (15%) intercaladas, facilitando o acompanhamento de cada linha pelo usuário.

ANALFABETISMO FUNCIONAL - 43


Por fim, em cada página inserimos um gráfico exibindo o comparativo dos valores dos meses anteriores (completando um ano). Deste modo, o usuário pode ver graficamente e acompanhar as variações de seus gastos com este serviço. O gráfico foi desenvolvido no sistema de “barras”, em que cada barra é construída por uma representação ilustrada de uma pilha de moedas, evidenciando de maneira muito clara que onde a pilha de moedas é maior, foi o mês que houve maior gasto. A linha de base do gráfico ainda conta com setas em cada extremidade, e pontos indicando cada mês, como uma referência a uma linha do tempo, indicando que ali estão representados os meses ao longo de um ano.

Conta Oi atual

44 - RELATÓRIO

- PROJETO 6


pague até:

EDUARDO FRANCO

117 RESUMO DA FATURA SERVIÇOS MENSAIS E EVENTUAIS E LIG. FIXO-FIXO ................ R$ 63,85 LIGAÇÕES PARA CELULAR ......................................................... R$ 14,49

PREZADO CLIENTE, ATÉ 16/04/12 NÃO CONFIRMAMOS O PAGAMENTO DE CONTA(S) DE MES(ES) ANTERIOR(ES) TOTALIZANDO R$ 37,52. Pague sua conta em dia e evite suspensão dos serviços, conforme previsto na regulamentação Anatel.

SERVIÇOS OUTRAS PRESTADORAS ............................... R$ 0,00 SERVIÇOS DE TERCEIROS ............................................... R$ 0,00

Pagando até o vencimento você evita: - Cobrança de multa de 2% + juros de 1% ao mês - Suspensão da prestação de serviços (parcial 30 dias e total 60 dias) - Com + de 90 dias de atraso, inclusão nos cadastros dos Serviços de Proteção ao Crédito (Serasa, SPC e similares) e cancelamento da linha com perda do número.

OUTROS VALORES ............................................................ R$ 0,00

DATA DE EMISSÃO 19/04/2012 CNPJ / CPT 00005887135700

12/11 01/12 02/12 03/12 04/12 05/12

MAIO de 2012

AVISOS IMPORTANTES

SERVIÇOS OI FIXO ............................................................. R$ 1878,34

HISTÓRICO DO CONSUMO DE MINUTOS

7

32

A agência dos correios desta cidade está conveniada para atendimento aos consumidores.

TIPO DE TERMINAL RESIDENCIAL CCD. DEB. AUTOMÁTICO 1020007270035 CÓDIGO DDD 21 TELEFONE 2721-8358

230min 204min 212min 280min 228min 257min 21seg

23seg

PAG./LINHA

43seg

11seg

10seg

DATA

32seg

DESCRIÇÃO

SERVIÇOS MENSAIS 01/01 23/04/12 01/02 23/04/12 01/03 23/04/12

TEL ORIGEM

TEL CHAMADO

HORÁRIO

DURAÇÃO

TARIFA

ASSINATURA PLANO FALE RESIDENCIAL PACOTE FALE DIGITAL SUBTOTAL

LIGAÇÕES LOCAIS PARA FIXO 01/04 23/04/12 LIGAÇÃO LOCAL 01/05 24/04/12 LIGAÇÃO LOCAL 01/06 30/04/12 LIGAÇÃO LOCAL 01/07 01/05/12 LIGAÇÃO LOCAL 01/08 03/05/12 LIGAÇÃO LOCAL 01/09 03/05/12 LIGAÇÃO LOCAL 01/10 03/05/12 LIGAÇÃO LOCAL SUBTOTAL LIGAÇÕES LOCAIS PARA FIXO 01/11 23/04/12 LIGAÇÃO LOCAL 01/12 24/04/12 LIGAÇÃO LOCAL 01/13 30/04/12 LIGAÇÃO LOCAL 01/14 01/05/12 LIGAÇÃO LOCAL 01/15 03/05/12 LIGAÇÃO LOCAL 01/16 03/05/12 LIGAÇÃO LOCAL

VALOR R$ 4,52 R$ 24,00 R$ 6,90 R$ 35,42

21 2721 8358 21 2721 8358 21 2721 8358 21 2721 8358 21 2721 8358 21 2721 8358 21 2721 8358

21 2556 3382 21 2287 3453 21 2522 4355 21 3798 5567 21 2548 3324 21 2247 0045 21 2532 8875

11:23:40 12:43:09 09:04:13 16:02:20 16:05:24 18:00:33 22:56:45

00:01:23 00:03:12 00:02:32 00:06:54 00:00:24 00:01:14 00:06:32

NORMAL NORMAL NORMAL NORMAL NORMAL NORMAL NORMAL

R$ 0,52 R$ 1,00 R$ 2,30 R$ 3,13 R$ 0,12 R$ 0,60 R$ 2,82 R$ 10,49

21 2721 8358 21 2721 8358 21 2721 8358 21 2721 8358 21 2721 8358 21 2721 8358

21 9856 3382 21 9587 3453 21 8722 4355 21 8698 5567 21 7448 3324 21 9947 0045

11:23:40 12:43:09 09:04:13 16:02:20 16:05:24 18:00:33

00:01:23 00:03:12 00:02:32 00:06:54 00:00:24 00:01:14

NORMAL NORMAL NORMAL NORMAL NORMAL NORMAL

R$ 0,52 R$ 1,00 R$2,30 R$ 3,13 R$ 0,12 R$ 0,60

CONTINUA NA PRÓXIMA PÁGINA

MESES ANTERIORES maio 2011

R$119,34

junho 2011

R$110,22R

julho 2011

$101,36R

agosto 2011

$92,19R

setembro 2011

$,10344

outubro novembro dezembro 2011 2011 2011

R$121,08R

$147,12R

$156,50R

janeiro 2012

fevereiro 2012

$159,87R

$148,90R

março 2012

$132,20R

OI

abril 2012

$121,54R

|

maio 2012

$117,32

117

32

até 07/05/2012

Eduardo Luís Gryner Franco CPF 137.810.107-32 SAC: 0800 823 1900

Conta Oi Rio Conta Fácil

ANALFABETISMO FUNCIONAL - 45


PAG./LINHA

DATA

DESCRIÇÃO

LIGAÇÕES LOCAIS PARA FIXO 02/01 23/04/12 LIGAÇÃO LOCAL 02/02 24/04/12 LIGAÇÃO LOCAL 02/03 30/04/12 LIGAÇÃO LOCAL 02/04 01/05/12 LIGAÇÃO LOCAL 02/05 03/05/12 LIGAÇÃO LOCAL 02/06 03/05/12 LIGAÇÃO LOCAL 02/07 03/05/12 LIGAÇÃO LOCAL 02/08 03/05/12 LIGAÇÃO LOCAL 02/09 04/05/12 LIGAÇÃO LOCAL 02/10 04/05/12 LIGAÇÃO LOCAL 02/11 04/05/12 LIGAÇÃO LOCAL 02/12 05/05/12 LIGAÇÃO LOCAL 02/13 05/05/12 LIGAÇÃO LOCAL 02/14 05/05/12 LIGAÇÃO LOCAL 02/15 05/05/12 LIGAÇÃO LOCAL 02/16 05/05/12 LIGAÇÃO LOCAL 02/17 05/05/12 LIGAÇÃO LOCAL 02/18 06/05/12 LIGAÇÃO LOCAL 02/19 06/05/12 LIGAÇÃO LOCAL 02/20 06/05/12 LIGAÇÃO LOCAL 02/21 07/05/12 LIGAÇÃO LOCAL 02/22 07/05/12 LIGAÇÃO LOCAL 02/23 07/05/12 LIGAÇÃO LOCAL 02/24 08/05/12 LIGAÇÃO LOCAL SUBTOTAL

Conta Oi Rio Conta Fácil página 2

46 - RELATÓRIO

- PROJETO 6

TEL ORIGEM 21 2721 8358 21 2721 8358 21 2721 8358 21 2721 8358 21 2721 8358 21 2721 8358 21 2721 8358 21 2721 8358 21 2721 8358 21 2721 8358 21 2721 8358 21 2721 8358 21 2721 8358 21 2721 8358 21 2721 8358 21 2721 8358 21 2721 8358 21 2721 8358 21 2721 8358 21 2721 8358 21 2721 8358 21 2721 8358 21 2721 8358 21 2721 8358

TEL CHAMADO HORÁRIO 21 9856 3382 21 9587 3453 21 8722 4355 21 8698 5567 21 7448 3324 21 9947 0045 21 9856 3382 21 9587 3453 21 8722 4355 21 8698 5567 21 7448 3324 21 9947 0045 21 9856 3382 21 9587 3453 21 8722 4355 21 8698 5567 21 7448 3324 21 9947 0045 21 9534 9987 21 9008 7654 21 9008 6583 21 7448 3324 21 9947 0045 21 9856 3382

11:23:40 12:43:09 09:04:13 16:02:20 16:05:24 18:00:33 11:23:40 12:43:09 09:04:13 16:02:20 16:05:24 18:00:33 11:23:40 12:43:09 09:04:13 16:02:20 16:05:24 18:00:33 11:23:40 12:43:09 09:04:13 16:02:20 16:05:24 18:00:33

DURAÇÃO TARIFA 00:01:23 00:03:12 00:02:32 00:06:54 00:00:24 00:01:14 00:01:23 00:03:12 00:02:32 00:06:54 00:00:24 00:01:14 00:01:23 00:03:12 00:02:32 00:06:54 00:00:24 00:01:14 00:01:23 00:03:12 00:02:32 00:06:54 00:00:24 00:01:14

NORMAL NORMAL NORMAL NORMAL NORMAL NORMAL NORMAL NORMAL NORMAL NORMAL NORMAL NORMAL NORMAL NORMAL NORMAL NORMAL NORMAL NORMAL NORMAL NORMAL NORMAL NORMAL NORMAL NORMAL

VALOR R$ 0,52 R$ 1,00 R$ 1,30 R$ 3,13 R$ 0,12 R$ 0,60 R$ 0,52 R$ 1,00 R$2,30 R$ 3,13 R$ 0,12 R$ 0,60 R$ 0,52 R$ 1,00 R$ 1,30 R$ 2,13 R$ 0,12 R$ 0,60 R$ 0,52 R$ 1,00 R$2,30 R$ 3,13 R$ 0,12 R$ 0,60 R$33,89


EDUARDO LUIS GRYNER FRANCO Rua Senador Vergueiro, 973, Ap 502 Flamengo 22096-030 Rio de Janeiro - RJ

Conta Oi Rio Conta Fรกcil verso

ANALFABETISMO FUNCIONAL - 47


Conta Ceg atual

48 - RELATÓRIO

- PROJETO 6


pague até:

PETER ALBUQUERQUE

1417 TIPO DE GÁS NATURAL

NÚMERO DO CLIENTE 7640129-8

CLASSE RESIDENCIAL

NÚMERO DA FATURA 128969001

LOTE DE LEITURA 25

NÚMERO NOTA FISCAL 000178704

DATA DA LEITURA 04/05/2012

EMISSÃO 09/05/2012

DATA DA LEITURA ANTERIOR 02/04/2012

APRESENTAÇÃO 15/05/2012

30

08

DEZEMBRO de 2012

AVISOS IMPORTANTES ESTA DECLARAÇÃO SUBSTITUI AS QUITAÇÕES DE FATURAS MENSAIS DOS DEBITOS DO ANO A QUE SE REFERE, E ANOS ANTERIORES, E COMPROVA O CUMPRIMENTO DAS OBRIGAÇÕES DO CLIENTE. Após 10 (dez) dias do vencimento, pagamento somente no banco Bradesco. Após o vencimento haverá multa e acréscimos legais, estando passível de suspensão na forma da legislação vigente.

HISTÓRICO DO CONSUMO MENSAL DE GÁS NATURAL 12/11 01/12 02/12 03/12 04/12 05/12 06/12 07/12 08/12 09/12 10/12 11/12 12/12

M3

RESERVADO AO FISCO 89fd.2c99.0664.49f5.3f18.7b0b.86be.923c

205

98

130

300

98

186

283

188

138

259

100

133

175

Fornecimento Medidor

Leitura atual

Leitura anterior

Consumo

Fator de correção Poder calorífico

Consumo corrigido

D10L3112260D

4482

4307

175

0,978

171

Total de fornecimento³ [m:]

171

Faturamento

431,16

FORNECIMENTO GAS NATURAL

Total do Faturamento: Impostos incluídos no total do faturamento

R$ 431,16 ICMS Base de cálculo:

janeiro 2011

Alíquota:

18,00%

Valor:

ISS

Base de cálculo:

Alíquota:

Valor:

ISS

Base de cálculo:

Alíquota:

Valor:

MESES ANTERIORES dezembro 2011

687,43

fevereiro 2011

R$1419,34 R$1410,22 R$1401,36

março 2011

R$492,19

abril 2011

R$,140344

maio 2011

junho 2011

R$1421,08 R$1447,12

julho 2011

agosto 2012

setembro 2012

outubro 2012

23,43

novembro dezembro 2012 2012

R$1456,50 R$1459,87 R$1448,90 R$1432,20 R$1421,54

CEG

R$1417,32

1417 |

08

até 31/12/2012

Peter de Albuquerque CPF 137.890.157-38 SAC: 0800 823 1900

Conta Ceg Rio Conta Fácil

ANALFABETISMO FUNCIONAL - 49


PETER DE ALBUQUERQUE Rua Santa Clara, 490 Bl 3 Ap 807 Copacabana 22096-030 Rio de Janeiro - RJ

Conta Ceg Rio Conta Fรกcil verso

50 - RELATร“RIO

- PROJETO 6






Conta Light atual

                  



ANALFABETISMO FUNCIONAL - 51


pague até:

MARCELA SETTON

119 ENERGIA ATIVA Medição Anterior

Medição Atual Leitura

Data

15/05/2012 456

Leitura

Data

13/04/2012 409

ENERGIA REATIVA EXCEDENTE

Const

Consumo

Medição Acumulada:

Const

Medidor

kWh

Dias

Atual

Medidor kWh

MAIO de 2012

TENSÃO NOMINAL EM VOLTS

Consumo

Disponível:

380 Limites máximo: 396

Limites mínimos: 348

32

3.760

80

Anterior

4

29

INDICADORES DE QUALIDADE

CÓDIGO DO CLIENTE 20181479

NÚMERO DO MEDIDOR 6993394

CÓDIGO DA INTALAÇÃO 0412742182

CLASSE RESIDENCIAL TRIFÁSICO

UNIDADE DE LEITURA B09 525 18 0689

REFERÊNCIA BANCÁRIA 010053912344

DATA DE EMISSÃO 15/05/2012

NÚMERO DA FATURA 549902104952

DATA DE APRESENTAÇÃO 18/05/2012

DATA PREVISTA DA PRÓXIMA LEITURA 09/05/2012

INDICADORES DE QUALIDADE Mês de referência: Conjunto:

Março/2012 ALVORADA

Indicadores Apurado Mensal Meta Mensal Meta Trimestral Meta Anual 4,35 0,00 DIC 2,98 0,00 FIC 2,35 0,00 DMIC DIC - Duração de interrupção individual FIC - Frequência de interrupção individual DMIC - Duração maxima de interrupção contínua

17,43 11,95 ---

8,71 5,97 ---

VALOR DO ENCARGO DE USO DO SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO: R$ 967,36

HISTÓRICO DO CONSUMO MENSAL DE ENERGIA ELÉTRICA 05/11 06/11 07/11 08/11 09/11 10/11 11/11 12/11 01/12 02/12 03/12 04/12 05/12

O cliente tem o direito de solicitar a qualquer tempo a apuração dos indicadores DIC, FIC, DMIC e DICRI e também receber uma compensação, caso sejam violadas as metas de continuidade individuais - mensal, trimestral e anual - relativos`à unidade consumidora de sua responsabilidade.

kWh

AVISOS IMPORTANTES Após o vencimento haverá multa de 2%, juros e atualização de IGP-M, cobrados em conta posterior (Res. ANEEL n° 414 de 09/09/10 e Lei 10,762 de 11/11/203) 205

98

130

300

98

186

283

Descrição Consumo Contribuição de iluminação pública

Valor de Energia 26,55

188

259

100

133

175

CFOP

Unidade

Quantidade

Preço unitário R$

Valor R$

5.258 0000

kWh

3.760 0

0,52638

110,12 7,20

Valor da Transmissão 5,85

Tarifas em R$/kWh sem impostos:

138

Valor da Distribuição 20,23

Encargos Setoriais 12,20

Tributos 31,57

Total 119,29

0,34304 PIS/COFINS R$ 20,38

Reservado ao fisco 9828,E386.0B59.3912.C312.586B | Nota Fiscal - Série 01 no. 1527725 | Conta de Energia Elétrica RE PROC. E-04/053.359/09 - IFE 03 | SEPD - Autorização n.08 - 2005/0006384-9

MESES ANTERIORES maio 2011

junho 2011

julho 2011

agosto 2011

setembro 2011

R$119,34

R$110,22

R$101,36

R$92,19

R$,10344

outubro novembro dezembro 2011 2011 2011

R$121,08

R$147,12

R$156,50

janeiro 2012

fevereiro 2012

março 2012

abril 2012

maio 2012

R$159,87

R$148,90

R$132,20

R$121,54

R$119,29

LIGHT Marcela Setton CPF 137.430.187-32 SAC: 0800 823 1900

Conta Light Rio Conta Fácil

52 - RELATÓRIO

- PROJETO 6

119 |

29

até 04/05/2012


MARCELA SETTON Rua Muniz Barreto, 340, Ap 302 Botafogo 22096-030 Rio de Janeiro - RJ

Conta Oi Rio Conta Fรกcil verso

ANALFABETISMO FUNCIONAL - 53


Resumo destacáveis Minha Agenda - Rio Conta Fácil

Desde o início de nossas pesquisas, o descarte e/ou arquivamento das contas sempre foi observado e analisado. Percebemos que as pessoas guardavam as contas, muitas vezes apenas para recorrer ao valor que foi pago. Os detalhamentos das faturas são informações úteis em especial no mês corrente, mas perdem muito do seu valor com o passar do tempo, e o acúmulo de contas se torna uma ocupação desnecessária de espaço, em tempos onde solicitar uma segunda via não é uma tarefa complicada - caso o cliente queira confirmar algum equívoco da empresa, por exemplo. Logo, decidimos adicionar picotes ao final das contas, com um resumo do valor, vencimento e dados dos clientes. Além de viabilizar um arquivamento mais sintetizado, podem acompanhar o usuário como um lembrete, e favorecer um gereciamento mais consciente das finanças do lar. Conduzindo esses “resumos destacáveis” a algum outro produto, ainda daríamos ao usuário a noção do todo, da soma de suas contas e da visualização dos custos mensais, e por essa razão levamos em frente a ideia de desenvolver uma “agenda financeira”. Para poder se sustentar em móveis do cotidiano do públicoalvo (mesas, geladeiras, prateleiras,...), e com isso ser visualizada com facilidade, a estrutura escolhida para essa agenda foi a mesma dos calendários de mesa - uma faca com vincos que se apoie apoie de forma triangular, e no topo, páginas que viram em wire-o, com os 12 meses do ano. Para facilitar os custos de impressão, e possibilitar uma extensa tiragem inicial, decidimos não indicar o ano da agenda. Por não ser como calendário, e não conter dias de semana e feriados, não haveria essa necessidade. Na “Minha Agenda”, o que define o mês não são os dias, e sim as contas colocadas. É uma agenda gerenciadora de finanças. O verso das páginas do mês são em branco, propositalmente para favorecer o livre uso por parte do usuário, com anotações, rabiscos, colagens etc.

54 - RELATÓRIO

- PROJETO 6


Quanto à colagem dos resumos destacáveis, chegamos a cogitar abreviar uma etapa no fluxograma de uso, através de superfície adesiva, cortes especiais, cartela de pequenos adesivos fixadores, dentre outros. Mas concluímos que, simplesmente sugerir o uso de cola (através de liguagem pictográfica) já cumpriria com êxito a função principal.

Miha Agenda - Rio Conta fácil

Comunicação

Aproximar e não intimidar o público

Ter a atenção e leitura das contas por conta da população é um fator prioritário, porém desafiador, já que o projeto trata de informações financeiras e excessivamente descritivas - fatores comumente intimidadores. Por conta disso, utilizamos sempre uma linguagem amigável, sutilmente informal e com o mínimo possível de palavras. Desde o nome do projeto (sonoro, com palavras curtas e populares, e sem dificuldades de leitura) à agenda, chamada de “minha agenda”, e elementos como “pague até” (ao invés do frio e comum “vencimento”). O resultado se tornou uma comunicação sem exageros, sintética e humanizada, que funciona em coesão com a paleta de cores alegre, e que se aproxima de populações carentes, porém sem se afastar de outras classes econômicas (justamente por não ser estereotipada).

ANALFABETISMO FUNCIONAL - 55


Experimentação Fizemos uma breve experimentação com 5 pessoas do públicoalvo, para perceber o quão auto-explicativo o projeto poderia ser, e observar o nível de entusiasmo e receptividade com a proposta do Rio Conta Fácil. Entregamos a estas pessoas as contas, e perguntamos quais diferenças elas notavam em relação às contas que recebiam atualmente. O primeiro comentário entre os 5 foi o mesmo: a presença das cores. Alguns complementaram com expressões como “dá mais vida”, “me chamou mais a atenção”. Os pictogramas foram também rapidamente identificados como as devidas categorias. No momento da pesquisa, não tínhamos a agenda, portanto, após apresentar as contas, mostramos a ilustração 3D da agenda, descrevendo de forma resumida apenas suas características formais, e posteriormente perguntando se elas utilizariam, e como. Duas das pessoas tiveram resistências em diferentes níveis, em relação às agendas: A primeira disse que já está satisfeita com sua pasta para guardar contas, e uma agenda onde anota os valores. Já a segunda gostou de utilizar o resumo destacável em sua carteira, e chegou a demonstrar onde guardaria (em um compartimento para cartões de crédito que se encontrava vazio). A melhor diagramação e utilização do espaço foi observada e elogiada por todos os pesquisados. Ao fim da pesquisa, para fins de explicitar ainda mais as melhorias que o projeto propõe, mostramos cópias de como são as contas atualmente, o que gerou ainda mais entusiasmo dessas pessoas, em virtude do contraste entre o antes e o depois. Um dos comentários foi “Assim a conta fica é mais fácil mesmo” - Tudo o que os estudantes de design deste projeto gostariam de ouvir.

56 - RELATÓRIO

- PROJETO 6


Fotos Marcela Setton

Experimentação

ANALFABETISMO FUNCIONAL - 57


Fotos Marcela Setton

Experimentação

58 - RELATÓRIO

- PROJETO 6


Conclusões Um dos primeiros objetivos firmados na concepção deste projeto já nos colocou desafios: trabalhar com analfabetos funcionais que não desejavam romper essas deficiências de aprendizado, o que resumidamente pode ser descrito como “texto para quem não quer texto”. Essa escolha, apesar de difícil, nos trouxe a um nível de realidade, e tirou das nossas costas a utopia de resolver todos os problemas que permeiam a vida dessas pessoas, trazendo um foco recortado, que resultou em um projeto conceitualmente consistente. Todas etapas foram exaustivamente racionalizadas. Chegar ao simples como resultado de um grande trajeto é irônico, e coloca o ego do designer em segundo plano, já que a prioridade se tornou a ergonomia informacional impercebida pelo público alvo. A função social foi um fator de relevância. O projeto transcendeu o tópico analfabetismo, e se fundiu com outras carências da população brasileira, como os direitos do cidadão pouco difundidos, e a ausência de educação financeira. A sustentabilidade pode ser destacada no ato de darmos mais propósito ao suporte (papel), já que anteriormente, parte de suas informações poderia ser ignorada. A educação financeira em si, e a noção de comparação transmitida através dos gráficos, também estimulam o usuário a economizar seus recursos, o que se torna diretamente sustentável. Ler uma conta de serviços hoje é especialmente difícil para este público, entretanto, existem obstáculos na comunicação visual que atingem a todos os usuários. E, apesar de intencionado, nos surpreendeu a neutralidade e universalidade obtidas. Foi um projeto dividido homogeneamente entre 6 mãos e 3 cabeças: Todos trabalharam e colaboraram no processo criativo. E foi um grande prazer dar vida à uma ideia na qual acreditamos. Agradecemos aos professores e a todos os colaboradores, alunos e pessoas que se dispuseram a doar parte de seu tempo para contribuir com esse projeto. Todos estes também têm crédito pelo resultado.

ANALFABETISMO FUNCIONAL - 59


Referências Entrevista: Heloísa Padilha - Pedagoga Katia Badin – Fonoaudiologa

Livros: THACKARA, John; Plano B; São Paulo, Editora Saraiva; 2008 FREIRE, Paulo; Educação como prática da liberdade; 28 ed.; Rio de Janeiro; Editora Paz e Terra; 2005 LUPTON, Ellen. Pensar com tipos. Editora CosacNaify, 2006

Sites: Arquivo do INAF empresarial, Disponível em:: http://www.cereja.org.br/arquivos_upload/inaf_empresarial. pdf Acessado em 07/03 Site do instituto Paulo Montenegro – INAF Disponível em: http://www.ipm.org.br Acessado em 07/03 3 indicador Nacional de Analfabetismo funcional, Disponível em:: http://www.ipm.org.br/download/inaf03.pdf Acessado em 07/03 Monografia: Possibilidades de Uso da TVDi por analfabetos Funcionais: Desenvolvimento de aplicações interativas, Disponível em: http://www.seer.unirio.br/index.php/monografiasppgi/article/viewFile/947/721 Acessado em 07/03 Site do Joranl do Brasil, reportagem Analfabetismo functional na Universidade, Disponível em: http://www.brasilwiki.com.br/noticia.php?id_noticia=31428 Acessado em 07/03

60 - RELATÓRIO

- PROJETO 6


Site do IBGE, Disponível em: http://www.ibge.gov.br/ibgeteen/pesquisas/educacao.html Acessado em 10/03 Site Caravelas, Disponível em: http://caravelas.icmc.usp.br/wiki/index.php/Analfabetos_ funcionais_(AF) Acessado em 10/03 Site do Terra Notiíia de 08 de julho de 2010, Disponível em: http://noticias.terra.com.br/educacao/noticias/0,,OI4551343-EI8266,00-Analfabetismo+funcional+preocupa+profissionais+d a+educacao.html Acessado em 10/03 Síntese de estudo e pesquisa sobre analfabetismo funcional, UBE, união brasileira de escritores, Disponível em: http://www.brasilleitor.org.br/www/analfabetismo_funcional_sintese.aspx Acessado em 10/03 Artigo: compreensão leitora e analfabetismo funcional de Cléa Silva Bias Kraá, Disponível em: http://revista.ulbratorres.com. br/site/images/anoI/artigo05.pdf - Acessado em 10/03 Texto sobre analfabetismo funcional da pedagoga Izabel Sadalla Grispino, Disponível em:: http://www.izabelsadallagrispino.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=1463 Acessado em 11/03 Site Guia me, Disponível em: http://www.guiame.com.br/ntc/analfabeto-funcional.html Acessado em 11/03 Artigo Letramento no Brasil, alguns resultados do indicador nacional de alfabetismo funcional por Vera Massagão, Claudia Lemos, Mayra Patricia Moura, Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v23n81/13931.pdf Acessado em 11/03

ANALFABETISMO FUNCIONAL - 61


Artigo: Alfabetismo e analfabetismo funcional no Brasil por Vera Massgão, Disponível em: http://www.cereja.org.br/arquivos_upload/vera_masagao_ribeiro_analf_alfa_func.pdf Acessado em 11/03 Site do Terra - O Brasil precisa enfrentar desafio do analfabetismo funcional, Disponível em: http://noticias.terra.com.br/educacao/interna/0,,OI3760538-EI8266,00.html Acessado em 11/03 Site algo sobre o Brasil Letramento digital na sociedade do conhecimento, Disponível em: http://www.algosobre.com.br/cultura/letramento-digital-na-sociedade-do-conhecimento.html Acessado em 11/03 Analfabetismo funcional assomra o Brasil mas podemos mudar isso, Disponível em: http://carreiradeti.com.br/carreira-educacao-analfabetismo-funcional/ Acessado em 12/03 Site Educação Política - Analfabetismo funcional atinge 20% dos brasileiros, Disponível em: http://glaucocortez.com/2010/09/11/analfabetismo-funcional-atinge-20-dos-brasileiros-diz-ibge-e-o-professor-e-apontada-como-uma-das-solucoes-para-o-problema/ Acessado em 13/03 Site R7 Noticias - Um em cada 5 brasileiros com mais de 15 anos são analfabetos funcionais Disponível em: http://noticias.r7.com/vestibular-e-concursos/noticias/um-em-cada-cinco-brasileiros-com-mais-de-15-anos-sao-analfabetos-funcionais-20110907.html Acessado em 13/03

62 - RELATÓRIO

- PROJETO 6


Site Recanto das Letras, Disponível em: http://www.recantodasletras.com.br/artigos/3297935 Acessado em 13/03 O compromisso das empresas com o analfabetismo funcional instituto Ethos, instituto Paulo Montenegro, Disponível em: http://www.ethos.org.br/_Uniethos/Documents/alfabetismo_ funcional.pdf - Acessado em 13/03 Site da revista Jus Navigandi - Inelegibidadedo analfabeto funcional, Disponível em: http://jus.com.br/revista/texto/16607/inelegibilidade-do-analfabeto-funcional Acessado em 15/03 Site gazeta do povo, Disponível em: http://www.gazetadopovo.com.br/ensino/conteudo. phtml?id=950688 Acessado em 15/03 Site design digitak, Disponível em: http://designerzero.blogspot.com.br/2010/10/anafalbetismo-funcional-digital-e.html Acessado em 19/03 Pesquisa da nokia sobre usuarios de telefone analfabetos, Disponível em: http://smallsurfaces.com/2005/11/designing-for-illiterate-people/ Acessado em 14/04 Site technologyreview.com, Disponível em: http://www.technologyreview.com/communications/39974/ Acessado em 14/04 Site mobile phone updates, Disponível em: http://xf-mobile.com/design-of-a-text-messaging-application-that-could-help-millions-of-people-who-can-not-read-or-write.html Acessado em 15/04

ANALFABETISMO FUNCIONAL - 63


Site revista escola, Disponível em: http://revistaescola.abril.com.br/politicas-publicas/avaliacao/ uma-lenta-caminhada-analfabetismo-funcional-alfabetismo-inaf-instituto-paulo-montenegro-leitura-escrita-518768.shtml Acessado em 19/03 Site Papo de estudante, Disponível em: http://www.papodeestudante.com/2010/10/o-analfabetismo-funcional.html Acessado em 19/03 Site da biblioteca online UFSJ, Disponível em: h t t p : / / w w w. d i b i b . u f s j . e d u . b r / s i t e / i n d e x . php?option=com_content&view=article&id=250%3Ajoomla-analfabetismo&catid=44%3Aultimas-noticias&Itemid=1 Acessado em 19/03 Site da revista Jus Navigandi, Disponível em: http://jus.com.br/revista/texto/16607/inelegibilidade-do-analfabeto-funcional Acessado em 19/03 Artigo Haddad, marco conceitual e relevância do estudo, Disponível em: http://www.cedes.unicamp.br/pesquisa/artigos/HADDAD/ cap1.html Acessado em 19/03 Site do Jornal Estadão - política, Disponível em: http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,um-em-cada-cinco-brasileiros-e-analfabeto-funcional-diz-ibge,606837,0. htm?p=1 Acessado em 19/03 Site http://www.experientia.com/blog/ethnography-informs-text-free-ui-for-illiterate-people/ Artigo Text-Free User Interfaces for Illiterate and Semi-Literate Users, Disponível em: http://research.microsoft.com/pubs/143179/medhi_ictd2006.pdf Acessado em 14/04

64 - RELATÓRIO

- PROJETO 6


Blog scientifican american, Disponível em: http://blogs.scientificamerican.com/observations/2011/07/11/new-atm-designed-for-semi-literate-and-illiterate-populations/ Acessado em 15/04 Site Springwise, Disponível em: http://www.springwise.com/financial_services/atm-designed-illiterate-users/ Acessado em 15/04 Google book Disenõ gráfico para la gente, Disponível em: http://books.google.com.br/books/about/Diseño_gráfico_para_la_gente.html?id=hGTy0RXRuGsC&redir_ esc=y Acessado em 16/04 Slide sobre a pesquisa de desenho participativo de cones para interfaces computacionais voltadas oara usuários analfabetos, Disponível em: http://www.slideshare.net/ixdasp/desenho-participativo-de-cones-para-interfaces-computacionais-voltadas-a-usurios-analfabetos Acessado em 16/04 Site CPQD, Disponível em: http://www.cpqd.com.br/inclusao/arquivos/ Mod_interacao_Lara_v3_final.pdf Acessado em 16/04 Site AAAI, Disponível em: http://www.aaai.org/Papers/ Workshops/2002/WS-02-08/WS02-08-005.pdf Acessado em 16/04 Site Science direct, Disponível em: http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/ S0953543808000611 Acessado em 16/04

ANALFABETISMO FUNCIONAL - 65

Rio Conta Fácil - Relatório  

Relatório Acadêmico do projeto Rio Conta Fácil

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you