Page 1


FLOR

Elemento de reprodução sexuada das Angiospermas e Gimnospermas, constituída pelos ontófilos (folhas modificadas).

1. Origem – gemas terminais e axilares


2. Partes constituintes . Pedicelo . Receptรกculo . Verticilos florais - Externos: - Cรกlice e Corola - Internos: - Androceu e Gineceu


Classificação do cálice

a) Quanto a cor: verde ou sepalóide b) Quanto a concrescência (união) das sépalas: gamo e dialissépala c) Quanto ao número de sépalas: trímera, tetra ou pentâmera. d) Quanto a duração: . Caduco – cai antes da fecundação . Persistente – no fruto . Marcescente – murcha . Decíduo – cai após a corola . Acrescente – desenvolve-se e cerca o fruto.

C a n a p


Classificação da corola

a) Quanto a cor: branca, colorida, petalóide.

b) Quanto a concrescência (união) das pétalas: gamo e dialipétalas c) Quanto ao número de pétalas: trímera, tetra ou

pentâmera. d) Quanto a duração: caduca e marcescente


T i p e) Quanto ao simetria: actinomorfa, zigomorfa, assimĂŠtrica. s d e C o


Tipos de Corola 1. Dialipétalas e actinomorfas 2. Dialipétalas e zigomorfas 3. Gamopétalas e actinomorfas


Classificação quanto aos Verticilos de Proteção · Perianto: cálice + corola · Perigônio: cálice = corola - tépalas

· Diperiantada ou Diclamídea · Monoperiantada ou Monoclamídea · Aperiantada ou Aclamídea OBS: Arquiclamídea = Dialipétala

Metaclamídea = Simpétala = Gamopétala


COROLA (PÉLATA) PEDUNCULO

ESTAME (ANTERA) ESTAME (FILETE)

CALICE (SÉPALA)

ESTIGMA

PISTILO


ANDROCEU E GINECEU


A SEGUIR VEREMOS ALGUMAS

ESPÉCIES DE FLORES


Alpínia ou colônia (Alpinia zerumbet)

Nome científico: Alpinia zerumbet Família: Zingiberáceas Nomes Populares: colônia, falso-cardamomo, helicondia, jardineira, alpínia, gengibreconcha. Outros nomes: collar de novia (em espanhol), shell ginger e pink porcelain lily (em inglês).

Esta planta, parente do gengibre, é uma herbácea, rizomatosa, que chega a 2 ou 3 metros de altura. Suas folhas são aromáticas, longas, largas e brilhantes. As flores, que surgem no verão e outono, são róseas e brancas, agrupadas em inflorescências semi-pendentes e apresentam aroma suave e agradável. O fruto é do tipo cápsula, de formato globoso e abriga diversas sementes. A propagação de alpínia se dá por meio da divisão de rizomas.

Planta de clima ameno, necessita de luz solar plena ou meia-sombra com pelo menos 4 horas de sol por dia. O solo indicado para o cultivo deve ser rico em matéria orgânica e apresentar boa drenagem. A Alpinia zerumbet gosta de regas espaçadas e não se dá bem com solo encharcado. Trata-se de uma espécie originária da Ásia (China e Japão), cultivada no Brasil principalmente como planta ornamental. A espécie apresenta propriedades medicinais, suas folhas e raízes contêm kavaína e dehydrokavaína. Estas substâncias, segundo estudos realizados, dão à Alpinia zerumbet as mesmas atividades farmacológicas da kawa-kawa (relaxante e anti-stress). A alpínia ou colônia é também conhecida por sua ação anti-hipertensiva que é atribuída às substâncias presentes no extrato e no seu óleo essencial.


Azaléia (Rhododendron indicum)

Família: Ericáceas Origem: China e Japão Porte: Atinge até 2 m. de altura Floração: inverno e início da primavera Propagação: estacas de galho Luminosidade: sol pleno/meia-sombra Regas: Regulares, sempre que o solo estiver seco

A azaléia, um arbusto da família das Ericáceas, tornou-se muito popular e hoje pode ser encontrada formando cercas-vivas, compondo maciços em jardins, alegrando corredores e entradas mesmo plantada em um vaso. Um dos segredos do seu sucesso é que a floração ocorre justamente nos meses de inverno e traz um pouco de colorido num período em que a maioria das plantas encontra-se em repouso. Outro segredo é que a azaléia é uma planta relativamente rústica e resistente: suporta com bravura certas condições bem adversas e, por isso, é muito usada em jardins e praças públicas, dando um toque de "vida" até mesmo nos canteiros das grandes avenidas de cidades como São Paulo, tão castigada do ponto de vista ecológico-paisagístico. A variedade mais popular no Brasil é a Rhododendron indicum, que originalmente produz flores roxas, rosas e brancas, mas graças à intervenção humana, pode ser encontrada em inúmeras matizes chegando até ao vermelho brilhante.


Violeta perfumada (Viola odorata)

Existe uma violeta tão delicada quanto a violeta africana (Saintpaulia ionantha), mas que além da beleza apresenta outros atributos: um suave perfume e propriedades medicinais. Trata-se da Viola odorata, planta da família das Violáceas, não tão conhecida no Brasil como a africana. Elas realmente se parecem muito, mas as diferenças são fundamentais: as flores da Viola odorata são perfumadas e de cor roxo intenso, as folhas são ovais, lisas e apresentam uma haste longa; enquanto que a violeta africana não exala perfume, possui folhas aveludadas, com formato redondo e as flores são de cores variadas, além de não apresentarem nenhum valor medicinal, apenas decorativo. A medicina homeopática começou a aplicar os poderes curativos da Viola odorata por volta de 1829. Nessa época, ela já mostrava sua eficiência, conhecida desde a Antigüidade, contra sinusites, tosse, dores de ouvido, rouquidão e reumatismo. Os povos antigos usavam a florzinha, sabiamente: em coroas contra as dores de cabeça.


Magnólia-branca

(Magnolia grandiflora)

Família: Magnoliáceas Porte: Árvore que alcança até 25 metros de altura, com copa medindo até 12 metros de diâmetro Plantio: Propaga-se por meio de estaquia da ponta de ramos Solo ideal: Argiloso, com boa drenagem e rico em matéria orgânica Podas: Os exemplares adultos devem receber apenas podas de limpeza, para eliminar os galhos secos. Quando ainda em crescimento, a magnólia pode adquirir um porte mais elegante, se receber podas para eliminar os ramos muito fracos e mal formados. É uma linda árvore ornamental, que da primavera até o verão cobre-se de grandes flores brancas, muito perfumadas, num formato interessante que lembra uma taça. Suas folhas são brilhantes, ovaladas e alternadas, mantendo-se firmes mesmo durante o inverno. A magnólia pertence a um gênero muito antigo de árvores. Acredita-se até que sejam cultivadas há cerca de 1.400 anos. Trata-se de uma árvore indicada para locais com bastante espaço.


VAMOS CONHECER ALGUMAS FLORES E SEUS NOMES CIENTIFICOS


ALGUMAS ESPÉCIES EXÓTICAS É uma trepadeira muito ornamental, originária das Filipinas, pertencente à família das Leguminosas. Seu crescimento é vigoroso e, em condições especiais, pode alcançar até 20 metros de comprimento. Normalmente, alcança em média de 6 a 8metros . Suas flores realmente são belíssimas. Elas surgem nos cachos florais que a planta emite no período que vai do fim do inverno ao início da primavera. O nome popular foi inspirado justamente pela sua coloração – uma mistura de azul e verde – semelhante à da pedra preciosa chamada jade.

Tacca Chantrieri é a flor mais próxima do negro existente, é também conhecida por bat-flower. É chamada de bat-flower pela semelhança das suas pétalas principais com asas de morcego.


É uma gigantesca flor de até 1,06 m de diâmetro e aproxima-damente 10 kg, motivo pelo qual ela recebe o título de maiorflor do mundo! Ela foi descoberta em 1818 na floresta tropicalúmida da Indonésia por um guia local que trabalhava como colector para o botânico britânico Joseph Arnold, e é uma das exuberantes plantas do gênero Rafflesia.

Essa planta é conhecida como Amorphophallus titanum, jarro-titã, flor-cadáver ou titan arum… Tantos nomes para se referir a uma planta tãoexotica. Uma das caracteristicas dela e exalar um odor muito forte, segundo os cientistas o odor de carne podre que ela exala serve para atrair insetos, que acabam carregando pólem da planta depois de ficarem presos nela.


AGORA QUE CONHECEMOS ALGUMAS PARTES DAS FLORES E ALGUMAS FLORES, ESTÁ NA HORA DE COLOCAR EM PRÁTICA O SEU CONHECIMENTO. NAS PRÓXIMAS PÁGINAS, TEREMOS ALGUMAS PARTES DAS FLORES PARA IDENTIFICAÇÃO.


1) IDENTIFIQUE AS PARTES DA FLOR ABAIXO:

2) INDIQUE A POSIÇÃO DO OVÁRIO E O TIPO DE FLOR


3) DESCREVA O NOME DE CADA PARTE E EXPLIQUE A REPRODUÇÃO DAS FLORES


ESTA APOSTILA É UMA COMPILAÇÃO DOS MATERIAIS DOS SEGUINTES SITES: 

WWW.MUNDO DAS ESPECIALIDADES.BLOGSPOT.COM

DICIONARIO DE JARDINAGEM

AULA SOBRE BOTANICA SISTEMÁTICA E FITOGEOGRAFIA Profª Joxleide M. da C.P Coutinho

AULA

SOBRE FRUTOS E FLORES

(especialidade de flores)

Especialidade de flores  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you