Issuu on Google+


Hist贸rias de Preta


Copyright © Juliana Maria de Melo Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução total ou parcial, de qualquer forma e por qualquer meio mecânico ou eletrônico, inclusive através de fotocópias e de gravações, sem a expressa permissão do autor. Todo o conteúdo desta obra é de inteira responsabilidade do autor. Editora Schoba Rua Melvin Jones, 223 - Vila Roma - Salto - São Paulo - Brasil CEP 13321-441 Fone/Fax: +55 (11) 4029.0326 | 4021.9545 E-mail: atendimento@editoraschoba.com.br www.editoraschoba.com.br Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) Angélica Ilacqua CRB-8/7057

Melo, Juliana Maria de Histórias de Preta / textos e ilustrações de Juliana Maria de Melo. -- São Paulo : Schoba, 2013. (Educação em saúde : trabalhando com crianças) 36 p. : il. ISBN 978-85-8013-218-2 1.Vitiligo 2. Saúde 3. Educação 4. I. Título II. Série

13-0017

CDU 616.5:159.9 CDD 155.916

Índices para catálogo sistemático: 1. Doença de pele : aspecto psicológico e social


Conviver com as diferenças Ê viver mais feliz


Apresentação

“Depois de avaliar o conteúdo técnico da obra, pude perceber que ele está completamente adequado, já que o vitiligo se enquadra em uma patologia autoimune e, portanto, não transmissível, além de, possuir tratamento e acompanhamento médico especializados. Também vale ressaltar a importância de sabermos e relatarmos os locais acometidos apropriados para o início do quadro clínico, como as mãos, por exemplo. No entanto, embora se trate de uma patologia física, suas consequências psicológicas sempre a acompanham. Nesse caso, a obra retrata exatamente a preocupação, os medos e, principalmente, a negação existente dentro de nós. Por isso, por meio de um conteúdo humanizado, a autora consegue explorar esse momento e extrair dele tudo o que há de bom.” Ewerton Lamounier Júnior Médico Especialista em Medicina de Família


Prólogo Histórias de Preta aborda um cotidiano simples, permeado pela dignidade e superação. Mostra com leveza a importância do respeito por si próprio ao conviver com as diferenças e dificuldades do dia a dia, preservando os valores e a alegria, num entrelaçamento de significados, visando uma melhor qualidade de vida. Somos únicos no mundo, cada um com suas características, sua singularidade, sua subjetividade. Respeitar e aceitar essas diferenças constitui-se num desafio; urge orientar e conscientizar as nossas crianças. Nesse contexto, a autora apresenta essas questões que permeiam o nosso viver, as nossas relações, permitindo-nos uma reflexão e, através do livro infantil, numa construção artesanal e única, mostrar saídas para lidar com as relações sociais que discriminam e excluem, ao mesmo tempo em que apontam um caminho positivo e consciente de reconstrução. Seremos indiferentes às diferenças? Através dessa leitura, vestimos a pele de Preta e entendemos que, qualquer que seja a cor de nossos problemas, precisamos aceitá-los para vencê-los. Sônia Maria do Carmo Maulais Psicóloga


9



Histórias de preta