Page 24

casa. Todo mundo queria me consolar e eu dizia que estava tudo bem, mas não era verdade. Eu estava mesmo muito mal; muito infeliz. Poucos dias depois, pela manhã, eu estava sozinho em casa quando acordei. Eu me sentia tão triste que não conseguia sair da cama. Eu não estava aguentando aquela tristeza. Então, eu gritei: – Se você existe mesmo, então, me ajuda seja lá quem você for! Faz alguma coisa porque eu não estou aguentando de tanta tristeza; me ajuda! Confesso que chorei um pouco, mas foi só um pouquinho. E fiquei ali na cama mais um tempo, mas nada aconteceu. Depois que me acalmei, levantei, e o dia seguiu normalmente. No dia seguinte, meu pai me chamou e disse: – Arrume-se, pois nós vamos à escola. Eu, muito contrariado, respondi: – Fazer o que lá, pai? Eu não quero ir. Não tem nada para a gente fazer lá! Meu pai insistiu: – Filho, confie em mim. Prepare-se e vamos logo. Percebi que não tinha escolha, então, obedeci. Fiquei pensando: ele vai tentar uma solução, mas é pura perda de tempo! É a velha história dos sonhos que só atrapalham! 24

Agentes do Reino  

Agentes do Reino conta a história de um pré-adolescente que descobre a existência de uma dimensão paralela – o Reino. <br> Embarque com Brup...