Issuu on Google+


Método Ehrenfried Ginástica Holística e suas experiências pelo mundo


Método Ehrenfried

Ginástica Holística e suas experiências pelo mundo 2º Congresso Internacional de Ginástica Holística


Copyright © Patricia de Carvalho Lacombe Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução total ou parcial, de qualquer forma e por qualquer meio mecânico ou eletrônico, inclusive através de fotocópias e de gravações, sem a expressa permissão do autor. Todo o conteúdo desta obra é de inteira responsabilidade do autor. E ditora S choba Rua Melvin Jones, 223 - Vila Roma - Salto - São Paulo - Brasil CEP 13321-441 Fone/Fax: +55 (11) 4029.0326 | 4021.9545 E-mail: atendimento@editoraschoba.com.br www.editoraschoba.com.br

CIP-Brasil. Catalogação-na-fonte Sindicato Nacional dos Editores de Livros, RJ M552 Método Ehrenfried : ginástica holística e suas experiências pelo mundo / organização Patricia de Carvalho Lacombe. - Salto, SP : Schoba, 2013. 228 p. : il. ; 23 cm “II Congresso Internacional de Ginástica Holística aconteceu nos dias 30 e 31 de março e 2012, na cidade do Rio de Janeiro, e nos dias 06 e 07 de abril de 2012, em Campinas (São Paulo).” ISBN 978-85-8013-249-6 1. Saúde holística. 2. Exercícios terapêuticos. 3. Postura humana. I. Lacombe, Patricia de Carvalho. II. Congresso Internacional de Ginástica Holística (2. : 2012). 13-2120. CDD: 615.53 CDU: 615.85 02.04.13 08.04.13

043958


À Catherine Casini e Lucie Tetreault, que tão brilhantemente conduzem a Ginástica Holística em seus países. À Catherine Casini et Lucie Tetreault, qui conduisent si brillamment la Gymnastique Holistique dans leur pays.


A ABGH agradece a todos que contribuíram com este livro, seja por sua participação em trabalhos ou por suas ideias e empenho desde o 2° Congresso Internacional de Ginástica Holística. Em especial à: Helena Mangini; Patrícia Rezende; Fabíola Erbetta; Katia Scarpa; Lisandra Lopez; Marcia Martins e Guilherme Silva. A todos os autores que se comprometeram a documentar os resultados que, diariamente, acompanham. Nossa eterno agradecimento a todos os que, a sua maneira, contribuíram para que nosso encontro de prática e resultados tenha sido tão especial.


Sumário

Prefácio................................................................................... 15 Apresentação.......................................................................... 17 Método Ehrenfried – Ginástica Holística no mundo ��� 19 O ombro no centro de nossas preocupações...................... 25 Atitude curativa.................................................................... 29 Respirar dos pés à cabeça: Os diafragmas do ser humano............................................. 43 Método Ehrenfried – GH: resultados nas alterações degenerativas da coluna vertebral................................... 57 O Método Ehrenfried – Ginástica Holística em modelo especial para empresas...................................... 73 “Intervenção da Ginástica Holística – Método Ehrenfried no tratamento da hipotonia muscular do assoalho pélvico feminino associada à dor lombar: relato de caso”....................................................................... 87 “Relato de caso do tratamento conservador de Prolapso de Órgãos Pélvicos através da Ginástica Holística – Método Ehrenfried”.................... 97


Ginástica Holística: um caminho para a melhora da atenção......................................................... 115 A Atuação da Ginástica Holística na Postura de Criança com Visão Subnormal: Estudo de Caso............. 121 O impacto de um tratamento postural prático-conceitual sobre a dor funcional...................... 129 Ginástica Holística – Mais abrangente do que imaginamos? Benefícios com relação à saúde em geral................................................................... 135 Análise das estruturas esfenoide e diafragma torácico e a PTL – Estudo bibliográfico......................................... 143 Ginástica Holística aplicada à Doença de Still – Estudo de caso.................................... 149 Ginástica Holística Aplicada em Paciente Pós-AVC – Estudo De Caso................................................ 155 Ginástica Holística e Diabetes – Estudo de Caso........ 161 Atuação do Método Ehrenfried – Ginástica Holística na capsulite adesiva do ombro – estudo de caso............ 165 Atuação da Ginástica Holística no Pós-operatório de Ombro – Relato de Caso............................................... 177 Os efeitos do Método Ehrenfried – Ginástica Holística no pós-operatório de rotura de ligamento cruzado anterior................................................................. 183


Os efeitos do Método Ehrenfried – Ginástica Holística na Recuperação Funcional do pós-cirúrgico de fratura do platô tibial.............................................. 189 Os efeitos do Método Ehrenfried – Ginástica Holística no reajuste muscular nas sequelas de poliomielite, na qualidade de vida e nos sintomas de síndrome pós-pólio (SPP).................................................... 197 Os efeitos do Método Ehrenfried – Ginástica Holística associado a eletroterapia no pós-operatório tardio de tenoplastia do supraespinhoso.................................... 205 Associação do uso de ultrassom terapêutico modo pulsado como pré-cinético dos movimentos da Ginástica Holística – Método Ehrenfried na fratura de clavícula: um estudo de caso................... 211 Associação do uso de ultrassom terapêutico modo pulsado como pré-cinético dos movimentos da Ginástica Holística – Método Ehrenfried na ruptura total do tendão patelar: um estudo de caso................................................................ 215 Sobre os autores.................................................................. 219


Toque a alma das pessoas e elas nunca mais lhe esquecerão! José Carlos Teixeira


Prefácio Prefácio significa o que vem antes para explicar a que o livro se destina, qual o objetivo de cada capítulo e como podemos ter o melhor aproveitamento dele. Pois bem, começo explicando que este livro é fruto de muitos sonhos... Sonhos de uma associação que coordena uma metodologia que vem arrastando seguidores fiéis a quase 100 anos. Uma metodologia que por onde passa é transformadora e que nunca permite voltar ao que éramos depois de conhecê-la! O desejo de difusão deste método que leva o nome de sua criadora, Ehrenfried, nos encorajou a fazer este congresso e, agora, este livro que imortalizará estas experiências, deixando seu legado para outros que virão, guiados e inspirados em motivos maiores, fundamentais para que o valor, que é essencial, norteie e discipline o esforço. Cada trabalho foi desenvolvido por um autor diferente, retratando experiências diversas pelos estados do Brasil e pelo mundo, mas que trazem a paixão pela GH como ponto comum. Nossa história sempre foi prática e, assim, nossas habilidades tiveram que encontrar um caminho para descrever sensações em palavras. Como transpor o desafio de “cientificar” nossas almas? Transformar a tomada de consciência em evidências? Todos nós passamos a agir pelo prazer da realização e não pela obrigação em fazê-lo. Nossa Associação pratica um verdadeiro colegiado, onde, por definição, a chefia do executivo é exercida por mais de um. É desta forma que vimos, ao longo destes anos, nossa ABGH superando 17


todas as barreiras em prol de uma missão. Aqui está nossa contribuição para o mundo. Esperamos que sirva para que nossa metodologia continue transpondo obstáculos e se mantenha íntegra e unida! A Ginástica Holística, mais do que nosso trabalho, é nossa inspiração. Patricia Lacombe Presidente da Associação Brasileira de Ginástica Holística

18


Apresentação Queridos leitores, O II Congresso Internacional de Ginástica Holística aconteceu nos dias 31 de março e 01 de abril de 2012, na cidade do Rio de Janeiro, e nos dias 03 a 05 de abril de 2012, em Campinas (São Paulo). O evento, coordenado pela Associação Brasileira de Ginástica Holística (ABGH), teve em sua programação o encontro das três formadoras oficiais do Método Ehrenfried – Ginástica Holística: Catherine Casini (França), Lucie Tetreault (Canadá) e Patricia Lacombe (Brasil). Um momento enriquecedor e uma oportunidade ímpar de aprendizado e troca de experiências. Em quatro dias de evento foram apresentados resultados conseguidos utilizando-se o método, além de vivências em Ginástica Holística (GH). Os participantes experimentaram os benefícios e conheceram um pouco mais da história e das possibilidades que esse trabalho oferece. Trata-se de uma experiência de mais de 70 anos que promove o desaparecimento de inúmeras perturbações funcionais e contribui com a manutenção e o reencontro da boa saúde orgânica e psicológica.

19


Conselho ABGH www.abgh.com.br Presidente PATRICIA LACOMBE patricia@patricialacombe.com.br www.patricialacombe.com.br Vice-Presidente HELENA MARIA AZEVEDO MANGINI ZAIDAN helena.mangini@uol.com.br 2ª Vice-Presidente FABÍOLA ANDRADE fabiola.andrade@patricialacombe.com.br Secretária PATRÍCIA DE MAGALHÃES REZENDE patriciarezende69@hotmail.com

20


Método Ehrenfried – Ginástica Holística no mundo Catherine Casini Na abertura deste congresso internacional tão brilhantemente organizado por nossa amiga e presidente Patricia Lacombe, permitam-me dizer à vocês no Brasil, e mais particularmente pela descoberta de Campinas, cidade jovem, com suas universidades, ultramoderna, de uma vitalidade magnífica, sobretudo graças aos laboratórios de pesquisa, situada a apenas 100 quilômetros do frenesi de São Paulo, capital da economia brasileira. É igualmente um grande prazer estar no ambiente desta empresa, a Amil, que possibilitou este encontro e uma satisfação, para mim, falar sobre o que, com certeza, eu mais prezo: o método de trabalho Ehrenfried, conhecido como Ginástica Holística. Quero ainda agradecer a você, cara Patricia, como também a todos os colegas que me deram toda esta energia, por ter realizado esse trabalho de organização, que me permitiu estar aqui com vocês. A todos os presentes, obrigada pela gentileza de sua atenção. O Método da Dra. Ehrenfried ou Ginástica Holística agora entrou para a história! Lembro-me de que tudo começou com François Delsarte: Francês nascido em Paris, em 1811. Depois, ele emigra e mora nos Estados Unidos; retorna, no final de sua vida, e morre em Paris, em 1871. Neste outono participei de um colóquio em Paris, 21


no bicentenário de seu nascimento, que esclarecia todo o valor, a importância e o brilho luminoso deste homem. Estamos cientes da importância atribuída pela Dra. Ehrenfried ao pensamento de François Delsarte. No quadro da Genealogia de seu livro inaugural, ele está no topo da lista e, por meio de Geneviève Stebbins, e depois da Sra. Kalmayer, foi o inspirador de Elsa Gindler. A figura humana de Delsarte havia permanecido um pouco misteriosa, mergulhada nas sombras do esquecimento. Esse colóquio ressaltou a personalidade de François Delsarte. Ele se revela um dos espíritos mais atuantes e brilhantes da intelligentsia do século XIX, tio de G. Bizet, amigo dos principais intelectuais da época. A polivalência desse homem é notável. François Delsarte aparece como um personagem crucial. Artista lírico inicialmente, torna-se ator dramático e, depois, professor de Arte. Intervém, quer direta, quer indiretamente, em uma grande quantidade de disciplinas. Pai da dança moderna; o teatro contemporâneo também gravita em torno dele. O cinema faz referência à sua obra. Na música, compôs numerosas melodias de elegíacas. Foi o inspirador de um trabalho corporal de liberação. Exprimindo suas emoções pelos gestos e pelo movimento, o artista encontra a espontaneidade de seu modo de reação pessoal, natural. Foi também um surpreendente pioneiro, abrindo caminhos de trabalho e de reflexão que inspiraram profundamente o pensamento de nossas duas mestras: Elsa Gindler e Lily Ehrenfried, criadoras da Ginástica Holística. A originalidade de seu pensamento criador, conforme ressaltaram os interventores nesse colóquio, foram a liberdade do corpo pelo movimento e, em particular, o trabalho, entre outros, da dupla 22


Respiração / Movimento. Todas essas ideias foram retomadas e exaltadas na ginástica concebida pela Dra. Ehrenfried. Encontrar essa liberdade do gesto apropriado, colocá-la a serviço de um expressionismo resplandecente de equilíbrio e estabilidade, tudo isso se concretiza na modernidade muito contemporânea da Ginástica Holística. A Dra. Ehrenfried (Berlim 1996 – Paris 1994) Apresentou as bases de seu Método em seu livro De l’éducation du corps à l’équilibre de l’esprit (Da educação do corpo ao equilíbrio do espírito). Edições Aubier, 1956. A Dra. Lily Ehrenfried, que nasceu em Berlim e depois morou em Paris até sua morte, viveu 98 anos. Foi formada, no trabalho do corpo, por Elsa Gindler. Foi junto a esta mestra que ela descobriu as bases do trabalho. Em seguida, recebeu o diploma de médica, mas foi obrigada a fugir das perseguições nazistas e chegou a Paris em 1933. Ali, não podendo exercer a medicina, obteve um diploma de fisioterapeuta e foi ensinar na escola de fisioterapia de Dolto. A partir de então, ela elaborou seu método original de trabalho do corpo centrado na saúde, tanto a título preventivo quanto a título curativo. Ela formou, de forma bem precisa, Marie Jo Guichard, que se tornou sua assistente e depois sua sucessora. Alguns anos mais tarde, eu mesma conheci a Dra. Ehrenfried, fui formada por ela e, depois, por Marie Jo Guichard. Por meio de um estudo mais aprofundado, pode-se traçar a sequência histórica do método, que nos conduz ao presente:

23


Ÿ Com a criação da AEDE, na França em 1986, de cuja presidência sou encarregada;

Ÿ Depois, criação da ABGH, para o Brasil, atualmente sob a presidência de Patricia Lacombe; Ÿ e da AEDEPGHQ, para o Canadá, presidida por Louise Lapointe. Gênese e sucessão do trabalho de Elza Gindler “É importante, para nossa história, ilustrar, em forma de quadro, as relações não apenas daqueles que fundaram nosso pensamento, como também daqueles que a ele deram continuidade.” Conhecemos, assim, a equipe dos formadores atuais, ao qual é preciso acrescentar, para a França, Michel Paré. Isto nos traz ao presente e à Definição do Método: A Ginástica Holística – Método da Dra. Ehrenfried – propõe um conjunto de movimentos espontaneamente interativos, e aqui todas as palavras têm sua importância – efetuados em condições de vivência pessoal e de comparação, estimulando a propriocepção e liberando o corpo das coações adquiridas. O corpo encontrará, assim, seu próprio equilíbrio natural. Estes movimentos são todos orientados por um controle do organismo como um todo, fazendo intervir três grandes aparelhos orgânicos, cujas interações permitem viver a realidade dessa globalidade que nós pretendemos desenvolver.

Ÿ A / A Respiração espontânea e não induzida. Ÿ B / A Tonicidade – Relaxamento Ativo 24


Ÿ C / Finalmente, e essencial: o Equilíbrio biomecânico que sustentará o equilíbrio psicológico. Estes três eixos estão no centro de nossas preocupações e todos os movimentos propostos são orientados neste sentido. Devo lembrar alguns princípios elementares: é preciso notar que nós não impomos movimentos, mas nós os propomos, descrevendo-os oralmente e deixando que o aluno se encarregue de se colocar no molde proposto e efetuar o movimento, em perfeita liberdade, à sua maneira. Disto resulta:

Ÿ uma sensação de naturalidade na aprendizagem desses movimentos;

Ÿ um tipo de liberação das tensões musculares induzindo a uma redução e depois ao desaparecimento das dores articulares tendinosas;

Ÿ enfim, e principalmente, como nós demonstramos, há um aumento da propriocepção profunda, tanto consciente quanto inconsciente. Um exemplo concreto dos benefícios do método é o efeito que ele tem na prevenção das quedas, como a Dra. Anne Pezzi demonstrou em sua tese orientada para o interesse da Ginástica Holística no campo da geriatria.

25


Para prosseguir com esta análise do trabalho Ehrenfried, formulamos duas propostas: 1a Proposta: Postulamos, no início de nossa reflexão, que toda dor articular decorre das tensões adquiridas durante a existência do sujeito, particularmente na infância e na adolescência. Depois, mais tarde, todas as obrigações da vida moderna, trabalho em fábrica e no computador impõem movimentos e atitudes antinaturais que acabam por fixar-se, deles resultando tensões musculares e torções ligamentares, fontes de dores permanentes. 2a Proposta: O Método Ehrenfried postula também que nosso corpo dispõe, em si próprio, e mecanicamente, de uma tendência ordenadora espontânea. É esta tendência que permite ao sujeito reconhecer, adotar e conservar a atitude fisiológica de boa congruência articular desejável, descoberta e sentida por ocasião da sessão, quando a tensão mecânica tiver sido retirada pelos movimentos propostos.

Todas essas noções que nos pareceram indispensáveis para recordar e desenvolver diante de vocês, objetivando precisar e esclarecer as sutilezas e as aberturas desta Ginástica Holística, a tornam única para encarregar-se das dores e das patologias articulares e musculares, porque, gerando liberdade, ela oferece ao aluno as possibilidades de encontrar, então, a paz do corpo e do espírito, da saúde.

26


O ombro no centro de nossas preocupações Catherine CASINI MK D.E

Trata-se de um assunto que nos parece inegavelmente atual. Com efeito, em nossa prática, constatamos a multiplicação de todas as periarterites, que atualmente costuma ser de bom tom fragmentar em bursite, síndrome do manguito rotador, tendinite do supra ou sub-espinhal e até mesmo da cabeça longa do bíceps. Sutis distinções muito interessantes no plano nosográfico, mas que caracterizam de fato um “coto” escapular inflamatório de mobilidade atenuada, evoluindo, às vezes, para a calcificação e a anquilose. Tudo o que a terapêutica clássica oferece, no campo dos medicamentos, resume-se em anti-inflamatórios, cujos riscos iatrogênicos todos conhecemos, ou infiltrações locais de corticoides, com riscos infecciosos e de destruição cartilaginosa que ninguém ignora. A própria cinesioterapia está pouco preparada diante de tais síndromes escapulares álgicas, devido à intensidade frequente da dor e à impossibilidade de agir diretamente sobre a articulação atingida. Há então, nessa conjuntura, um espaço interessante para nosso trabalho com o Método Ehrenfried.

27



Ginástica Holistica