Page 1

ENTREVISTA ESPECIAL: Laisy Moriêre - Secretária Nacional de Mulheres do PT

“Não há democracia verdadeira sem a participação igualitária das mulheres nos espaços de poder e decisão.” Pág. 3

Setorial de Petróleo, Gás e Energia vai definir agenda de encontros anuais. Pág. 5

COMBATE AO RACISMO: Recife sedia

7º encontro nacional do Coletivo. Pág. 6

JPT-PE: ‘Modo petista de governar’, fortalecimento de políticas públicas e formação para jovens, são planos da Secretaria estadual. Pág. 8


EDITORIAL

A

Secretaria de Comunicação do PT Pernambuco, apresenta – aos dirigentes e militantes do Partido dos Trabalhadores - a primeira edição do jornal digital do diretório estadual, neste mês de julho. Nossa ideia é

trazer notícias sobre o partido, ações e acontecimentos, como um todo. Para a execução deste trabalho, contamos com a participação de companheiros e companheiras do PT Nacional e Municipal, a fim de trocarmos ideias, experiências e, principalmente, unirmos nossas tarefas, para construirmos a unidade, também, na comunicação. Nesta edição especial de lançamento, elaboramos um conteúdo destinado aos setoriais do PT em

Pernambuco. Por isso, agradecemos à colaboração dos companheiros e companheiras, que nos ajudaram a concretizar esse projeto. Nomes como Laisy Moriére, Clayton Cabral, Paula Goiana e Fernando Barbosa. Faço votos que apreciem o conteúdo e aguardem pela próxima edição do Informativo Digital do Diretório. Saudações petistas! Vívian Farias – Secretária de Comunicação PT Pernambuco

EXPEDIENTE: Presidente PT Pernambuco: Pedro Eugênio Secretária de Comunicação PT Pernambuco: Vívian Farias Jornalista responsável: Brenda Coelho Diagramação: Edmilson Santos - ESS Infor Distribuição: On Line

2


ENTREVISTA ESPECIAL: Laisy Moriére Entre lutas e conquistas, hoje em dia, o público feminino está presente em todos os setores da sociedade, buscando a equidade de direitos, deveres e representatividade. Parte disso se construiu dentro da política, onde a busca pelos direitos femininos foi difundida de maneira abrangente e mostrou a capacidade das mulheres na defesa de um debate de igualitário de gêneros. A exemplo de grandes representantes femininas petistas, a Entrevista Especial de hoje, conta com a participação da Secretária Nacional de Mulheres do Partido dos Trabalhadores, Laisy Moriére – que visitou Per-

nambuco no último mês de maio – e fala sobre a mulher petista, politizada, atuante e destaca projetos da SNMPT.

Foto: Richard Casas

I-E.: Qual o objetivo de sua visita e o que pôde observar, do ponto de vista da mulher, na política petista local? Laisy: Estou visitando todos os estados para mobilizar as mulheres do PT, discutindo os novos desafios do partido e percebi muitas mulheres da articulação das ações

do partido. I.E.: Quais as dificuldades que o público feminino encontra dentro da política? No PT, isso acontece? Como? Laisy: A política foi feita pelos homens e para os homens. Para a participação das mulheres a lógica de organização dos espaços da política tem que ser alterada. Tem que ter uma perspectiva feminista. I.E.: Quais as ações de formação de mulheres que a SNMPT, unida à de Pernambuco, tem como planejamento para o segmento feminino? Laisy: A Secretaria lançou, no ano passado, um curso de formação para as mu-

3


lheres do partido. Realizamos uma etapa nacional, com participação de todos os estados e o compromisso de cada uma promover o curso em seu estad. A SNMPT enviou o material para os diretórios estaduais. Na maioria dos estados os cursos estão acontecendo, infelizmente, o PE ainda não realizou. O curso discute o feminismo e a organização das mulheres do PT. I.E.: Existem projetos da Secretaria de Mulher que destaquem a atuação feminina na política? Laisy: No próximo período o PT vai passar por várias mudanças internas. A mais importante delas será a construção da paridade, aprovada no 4ºcongresso. Fazer

4

filiação de mulheres deve ser uma ação da política das mulheres do PT. A Secretaria Nacional de Mulheres está promovendo curso de formação para as mulheres em todo o Brasil. Houve até uma etapa nacional com a participação de PE. Por isso, convoco a todas as mulheres do partido a procurar a Secretaria Estadual de Mulheres e participar do processo de formação interno. I.E.: Desde a fundação da SNMPT, em 1995, quais as vitórias que você daria mais destaque? Laisy: A conquista da paridade, o curso de formação das mulheres, a eleição da nossa presidenta Dilma e das companheiras ministras.

I.E.: - Como você avalia a questão da paridade? Laisy: A aprovação da paridade é o resultado das lutas das mulheres do PT que sempre foram protagonistas da construção partidária. A regra já está valendo para os encontros municipais de definição da tática eleitoral. De hoje até 2013, data do PED, o partido deve trabalhar para implantar a paridade. As mulheres tem um papel fundamental nessa construção. Temos que articular as mulheres, incentivar e promover a participação delas no partido, desde hoje. I.E.: Quais são os maiores desafios, no tocante à Secretaria das Mulheres?


Laisy: Queremos aumentar o número de filiadas no partido e o processo de implantação da paridade. Esse será nosso grande desafio. I.E.: Como você vê

o papel da mulher na política? Laisy: A mulher deve participar da vida partidária e defender a reforma política ampla no Brasil. Realizar a reforma política é

fortalecer a democracia brasileira. Não há democracia verdadeira sem a participação igualitária das mulheres nos espaços de poder e decisão.

Foto: Google Imagens

Petróleo, Gás e Energia vai estabelecer calendário de reuniões anuais

Sob a coordenação provisória do companheiro Fernando Barbosa, o ‘Setorial Petróleo e Gás’ está em atividade, em Pernambuco, desde 2011. A ideia nasceu através das articulações de militantes interessados na temática, com o mesmo setorial do Rio de Janeiro, ainda no ano de 2006.

Em pauta, os treze integrantes da coordenação discutem temas ligados a petróleo e energia, com o propósito de possibilitarem ao grupo a proposição de políticas públicas que abranjam o setor dentro do Partido dos Trabalhadores. “Fizemos reuniões com da Petrobrás e da Agência Nacional de Petróleo, onde detectamos que – em Pernambuco – há indícios de petróleo a partir da camada de pré-sal que existe em

nossa Costa. Ao longo do tempo, vamos identificar se esse potencial é comercializável. O que será muito bom para nós”, disse Fernando. A composição da coordenação do ‘Setorial Petróleo e Gás’ é feita a partir de companheiros de diversas correntes. Entre elas: Consciência Socialista, Movimento PT, Construindo um Novo Brasil (CNB) e integrantes de correntes independentes.

5


Foto: arquivo pessoal

Secretárias nacional e estadual de Combate ao Racismo se encontram em Recife

Paula Goiana - Secretária Estadual do Setorial de Combate ao Racismo

Nos dias 25, 26 e 27 de maio, Recife foi sede do 7º Encontro Nacional do Setorial de Combate ao Racismo. Na conferência,

6

além de debates sobre o campo e temas relacionados à política de modo geral, houve a eleição da Secretaria Nacional do Setor.

Entre companheiros e companheiras de vários estados do Brasil, a reunião contou com a participação de Vera Gomes, Paula Goiana, José de Oliveira, Rosano Carvalho, Pedro Cavalcante, entre outros nomes que fazem a militância do Setorial no Partido dos Trabalhadores. Cida Abreu foi reeleita pela Corrente Construindo um Novo Brasil (CNB) e deve ficar à frente do Setorial Nacional de Combate ao Racismo, por mais um mandato. A companheira, Paula Goiana, foi eleita para a Secretaria


Estadual de Combate ao Racismo no mês de abril e participou, ativamente, da realização do Encontro. Segundo Paula, os setoriais - como um todo – “são como um link com os movimentos sociais, fazendo com que a base oriente os caminhos que serão percorridos pelo nosso Partido. Essa é a ideia.” De acordo com a Secretária, o racismo ainda representa uma discussão que fica restrita aos ‘guetos’. Por isso, defende que o tema seja amplamente debatido entre os governos e que o espaço para o setorial seja aberto, a fim de que seus integrantes te-

nham a oportunidade de contribuir com a continuidade da construção da Secretaria e, também, debaterem junto às bases, sobre a questão. “Combater o racismo é combater o capitalismo, deve ser um pilar central na consolidação da revolução democrática ora em curso no Brasil. Queremos conquistar a sociedade brasileira, através do PT, para a percepção de que uma sociedade onde há racismo não há democracia”, completa Paula. Como Secretária do Setorial de Combate ao Racismo, Paula –

a realização de um seminário com os candidatos ao Poder Executivo, do PT, sobre a questão racial e, em parceria com outros setoriais, apresentá-los políticas públicas apresentadas pela militância do partido. “Optei por este setorial para cumprir uma tarefa partidária. Nossa força política acumulou discussão sobre a temática e precisávamos disputar mentes e corações em torno delas. Como historiadora, militar neste setorial me permite amenizar uma dívida histórica

que é militante do PT que temos com o noshá 12 anos – vislumbra so povo”, conclui.

7


Eleito por aclamação, Clayton Cabral, assumiu a Secretaria Estadual de Juventude do PT Pernambuco, em fevereiro deste ano. A partir de então, sob a orientação de Cabral, os planos giram em torno do fortalecimento das Políticas Públicas de Juventude (PPJ’s), na capital e interior do Estado, formação política e a prática do ‘Modo Petista de Governar’ ao alcance dos jovens petistas. A Secretaria trabalha na realização de caravanas e seminários de formação política, onde o objetivo é inserir a juventude no projeto de governo exercido pelo Partido dos Trabalhadores. “Depois do IV

8

Foto: Beto Oliveira

Juventude do PT Pernambuco fortalece debate e formação de jovens militantes

Cleyton Cabral - Secretário Estadual da JPT - PE

(quarto) Congresso, a Juventude ficou mais fortalecida. Pois, os diretórios precisam atingir a cota de 20% de jovens militantes”, diz

Clayton. O jovem Secretário diz que o partido oferece ao seu grupo a oportunidade de se tornar um militante


consciente e atuante nos processos eleitorais como um todo. “Fazemos parte do debate sobre eleições, com pré-candidatos e gestores. Questionamos sobre qual a impressão deles diante da implantação de Políticas Públicas de Juventude em todos os municípios. Isso faz parte do nosso papel dentro do PT.” Clayton ressalta a

importância da interação geracional entre militantes petistas, que permitem a troca de experiências e visões entre as gerações petistas. “O jovem de ontem viveu a fase da Direita no poder. O de hoje, já contempla a fase do modelo de gestão da Esquerda. Isso faz muita diferença. Pois, hoje, temos mais oportunidade no campo da educação, traba-

lho, qualificação profissional. Contamos com maior incentivo à pesquisa científica a partir do Governo Lula. Então, o papel da juventude do país é aproveitar e ajudar na construção desse novo Brasil”, finaliza Cabral. As Caravanas da Juventude estão seguindo pelo interior do Estado e acontecem sob o convite dos diretórios municipais.

Para obter mais informações sobre as atividades da Juventude do PT Pernambuco, visite o

site: www.juventudedoptpe.wordpress.com

9


Jornal Digital PT-PE  

Jornal Digital PT-PE