Page 1

R E V I S TA

impacto Campo Grande - MS

R$ 10,00 • Ano III • Nº 44 • Janeiro 2013

Integrando Mato Grosso do Sul

Sejam bem vindos a 2013

O mundo não acabou!


Editorial

ou, b a c a o ã n O mundo 013 2 z i l e f , o g o l

ília, a previsão horário de Bras eçou a cair no o, br m ze com de de último dia 21 mbro de 2012 as da manhã do em 21 de deze lândia e as Ilh 9h ia Ze às ar a te ab ov N ac en da do am e rt un e Exat m pa el i, o at e qu da rib qu a partir Maias de , como o Ki assim sendo, atribuída aos , alguns países em ra E, ho o. a br el m qu deze e na por terra. É qu . ar no dia 22 de dia abado de entr o o mundo acabar no dia 21 , o mundo aguardava o ac am vi ha ji, Fi m a12 co 20 nd s fu e ai m m m fil haveria aria tinha ento do s momento não o mundo acab oa reu o lançam e ss or qu pe oc as de do s ia um an qu o, foi com nto as teor br po m e ze s Desde 2009, qu de do é l at de na r si ra verifica ico dia 21 ria ser o 21/12/2012 pa do ano até o nem tão fatíd coisa que pode a m gu al a ício ferirem mento. Do in tá aí” ao se re preocupar essão “2012 es pr ex a começou a se em em ar qu us e dos do an ” foi cheg pacial dos Esta tempos. “fim do mundo do foi a Nasa. A Agência Es un m do o a e di o qu , te do an an entificamen ci do O ano foi pass que a previsão estava tom an ic pl tos ex são ta de argumen com a dimen meçarlgando uma lis vu di ou internautas co ab os ac o, rt pe Unidos a av nas e piadas u não) cheg ia. aques alieníge dominou o esperado (o at tã do não acabar a de di as o ls e fa qu sunto sagens medida s sociais e o as assunto. Men Na Internet, à força nas rede r para falar do do za ili an ob nh m ga se am a ra do foram reparados pa al fim do mun uns lugares “p lg sobre o eventu eb. A os . tr ira ou de e s ca re sola w na brin s tempestades as conversas na tavam levando a previsão ocurados foi a com medo da es pr s s s oa ai do ss m to pe m os s nt ta ne ui po m s Mas tos m do ra um be ceberam mui rofe” rece No Brasil, lar o planeta. dades maias re o dia da catást ci so as as e m a ria ui de rq e po r, a Tu a fenômenos qu raíso em Goiás. No exterio sa forma, o di Pa lto A de de aconteceu. Des não acabou, cida da na , va ra do s espe ia das pessoa em que o mun r turistas. como a maior mais uma vez ra resta espera o e, m go ou A co ss a. do rr pa ca Te 21 ar la m pe y ar O dia le fic al i H va a o de 2012 do Comet 21 de dezembr g do Milênio e a passagem o Grosso do”. Bu un no m o do m história de Mat a m “fi do o en assim co im ev óx cr ter acabado, barco e es ando será o pr o mundo não os tocando o de m para saber qu to va mfa a, o eg o ch nd dia não roveita s de Creative Co Enquanto esse s da revista Impacto que, ap liz 2013. (Com informaçõe gina um fe do Sul nas pá igos e leitores s os clientes, am do to a ja se de Eli Sousa 3.0). Até mons - CC BY O! FE VEREIR

6

JANEIRO 2013


Conteúdo

08 Mário César 10 OAB 12 Legislativo Estadual 13 Executivo Estadual 14 Executivo Federal 15 Executivo Municipal 16 Eleições 18 Fernando Soares 20 Turismo & Cultura 21 Crédito 22 Entrevista Maurício Dutra 24 Coxim e Camapuã 25 Câmara Ribas e Coxim 26 Sonora 27 Anastácio e Pedro Gomes 28 Costa Rica 29 De MS para MT 30 De Olho na Assomasul 32 Bela Vista 33 Rio Verde

34 Corguinho 36 Rio Negro 37 Água Clara e Ribas 38 São Gabriel do Oeste 39 Água Clara e Alcinópolis 40 Dicas Impacto 41 Bandeirantes e Jaraguari 42 Figueirão e Sidrolândia 43 Câmara de Terenos 44 Culinária Impacto 46 Câmara de Corguinho 47 Paraíso das Águas 48 Turismo & Algo Mais 50 MS em Brasília 51 Habitação e Roberto Costa 52 Aquidauana e Creginaldo 53 Ação Parlamentar 54 Rosildo Barcellos 56 Garotas Impacto

08

16

30

Expediente

Revista impacto

www.impactonewsms.com.br

Publicação de I3 Editora e Comunicação LTDA ME CNPJ 13.822.654/0001-42 Rua Jamil Félix Nagles, 589 - Parque dos Poderes - Campo Grande/MS CEP 79036-110 - Fone: (67) 3026-6162 revistaimpactoms@hotmail.com / redacaorevistaimpacto@gmail.com Diretor Executivo - Eli Sousa Gerente Administrativa - Luzia Helena Fonseca Coutinho Assessoria Jurídica - Wellington Coelho Souza Júnior Jornalista Responsável - Valdovir José Jota Menon - DRT/MS 180 Fotógrafo - Junior Acosta - DRT/MS 901 Diagramação e arte final - Clayton Marcondes - 9299-8302

Circulação Hotéis, agências de viagens, aeroportos do Estado de Mato Grosso do Sul, órgãos públicos da Capital, prefeituras, Câmaras do Estado e Brasília Assinatura: (67) 3043-0044 -3043-0055 Tiragem: 10.000 exemplares Impressão Gráfica e Editora Rossi Rua José Lacava, 411 - Jacy Guanandy - Campo Grande/MS CEP 79086-050 - Fone/Fax: (67) 3386-7910 A Revista Impacto não interfere nas avaliações publicadas por colaboradores. Opiniões emitidas em artigos assinados não refletem necessariamente a opinião da revista, que pode ser contrária.

Colaboradores Valdemir Delmondes, Roberto Costa, Wellington Coelho Souza Júnior, Rosildo Barcellos, Jonhnes Carvalho, Fernando Soares e Creginaldo Câmara

espaço do leitor

Queremos saber sua opinião! Mande-nos sugestões, críticas, elogios e dicas de matérias. Anote o e-mail redacaorevistaimpacto@gmail.com assim você pode nos ajudar a fazer a Revista Impacto.


entrevista

“Queremos levar a Câmara

Vereador Márcio César - Presidente da Câ

Governador do Estado, André Puccinelli e presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, vereador Mário César

L

evar os vereadores para mais perto da comunidade. É com essa meta que o vereador Mario Cesar (PMDB), eleito presidente da nova legislatura da Câmara Municipal, inicia o ano. Com a Casa de Leis passando por uma grande reestruturação, por conta do aumento do número de parlamentares, o presidente já deixa bem claro: não haverá aumento de despesas para a Prefeitura.

“A mesma PEC que em 2009 aumentou o número de vereadores de 21 para 29 também diminuiu o duodécimo de 5% para 4,5%. Ou seja: agora nós tivemos nossa despesa aumentada, mas a receita continua a mesma”, explica Mario Cesar. “Toda essa adequação de cargos é para atender os novos gabinetes. Vou ter que me organizar, dentro do orçamento, para poder preparar essa nova Câmara”, completa. A nova Mesa Dire-

8

JANEIRO 2013

tora também é formada pelo primeiro secretário Delei Pinheiro (PSD), pelo vice-presidente Flávio César (PT do B), pelo segundo vice-presidente Paulo Siufi (PMDB), pelo terceiro vice-presidente Alceu Bueno (PSL), pelo segundo secretário Carlão (PSB) e pelo terceiro secretário Paulo Pedra (PDT). Segundo Mario Cesar, o número de Sessões Itinerantes e Comunitárias deve aumentar nesses próximos dois


entrevista

ara mais perto dos bairros” da Câmara Municipal de Campo Grande anos. “Queremos levar a Câmara para mais perto dos bairros, da população, para assim estarmos mais juntos da sociedade. Dessa maneira, nós vereadores vamos saber ainda mais sobre as necessidades da cidade como um todo, podendo contribuir cada vez mais com a administração municipal”, afirma. Outra questão que pauta esse início de legislatura é a situação do prédio da Câmara, que é objeto de uma disputa judicial e os vereadores podem ser despejados do local. O imóvel alugado tinha o valor mensal de R$ 35 mil, o que foi considerado abusivo pelo MPE (Ministério Público Estadual) e em 2001 uma liminar reduziu o pagamento para R$ 15 mil. O contrato acabou em 2005 e desde então o aluguel não foi pago. A construtora proprietária recorreu e obteve aval para receber R$ 7 milhões pelos anos em que a Câmara não fez os depósitos pela locação. “A Mesa Diretora criou uma comissão especial de seis parlamentares [Edil Albuquerque (PMDB), Airton Saraiva (DEM), Carlão (PSB), Paulo Pedra (PDT), Otávio Trad (PT do B) e Elizeu Dionizio (PSL)] para acompanhar de perto a situação, mesmo não fazendo parte do processo. Deixo bem claro que quem tem que dar todas as condições para o Poder Legislativo funcionar é a Prefeitura”, diz Mario Cesar. “Queremos nos reunir com o prefeito para conversar sobre isso”, afirma. Um ofício, inclusive, foi enviado requerendo uma reunião com o prefeito. Sobre as suposições de que a Câmara fará oposição à Prefeitura, Mario Cesar rebateu a possibilidade. “Os vereadores sempre vão estar prontos para atender a população, e não fazer oposição de ma-

neira irresponsável. Campo Grande é muito maior que qualquer diferença de ideologia que possa existir”, diz. QUEM É MÁRIO CÉSAR? - Nascido no dia 1º de dezembro de 1964, casado, pai de três filhos, o parlamentar completou mais de 18 anos de carreira na administração municipal. Funcionário público concursado no setor financeiro da Prefeitura. Sua formação inclui a conclusão na Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante, onde se formou tenente e piloto da Marinha, e Pós-Graduações em Gestão de Políticas Públicas e Desenvolvimento, e em Direito Tributário. Esportista, pratica basquete e corrida, sendo atleta da As-

sociação de Basquete Veterano (ABVMS). Funcionário público municipal concursado, Mario exerceu a função de Auditor Fiscal de Tributos Municipais e, por mais de 12 anos, o cargo de direção na Secretaria Municipal de Receita. Incentivador do esporte, Mario Cesar também é grande defensor dos benefícios que o esporte pode trazer para a população, o vereador luta para que o desporto seja mais reconhecido dentro da sociedade, não sendo visto apenas como lazer, mas também contribuindo com outras áreas como educação, saúde e até mesmo segurança pública.

Mesa diretora eleita: vereadores Carlão, Alceu Bueno, Paulo Siufi, Flávio César, Márcio César, Delei Pinheiro e Paulo Pedra

9

JANEIRO 2013


oab

Júlio Cesar empossa CDA e destaca importância das prerrogativas

N

o primeiro ato efetivo da gestão, o presidente da OAB/MS, Júlio Cesar Souza Rodrigues realizou a posse dos membros da CDA (Comissão de Assistência e Defesa das Prerrogativas), e destacou a importância do trabalho na defesa dos advogados. O evento foi realizado no Plenário da Seccional. “Com o reinício dos trabalhos judiciais, após o fim do recesso forense, e é de essencial importância o trabalho da CDA na defesa das prerrogativas do advogado”, afirmou Júlio Cesar. Foram empossados Marco Antonio Ferreira Castello, como Presidente da CDA; Silmara Salamaia Hey Silva como Vice Presidente e Carolyne Garcia Terra Dittmar Duarte, como Secretária. A Comissão ainda conta

com os membros Frank Lima Peres, Ivan Hildebrand Romero, Kassya Dayane Fraga Domingues, Lucélia Souza, Lucimara Rocha de Oliveira, Mário Édson Monteiro Damião, Nilmare Daniele Silva Irala, Plínio José Tude Nakashian, Rafael Nunes da Cunha Maia de Souza, Robson Luiz da Paixão, Wilson Tavares de Lima e Marcos Ivan Silva. Durante o discurso de posse, o novo presidente da CDA, Marco Antonio Ferreira Castello, afirmou que a Comissão será “intransigente na defesa das prerrogativas”. “Não podemos transigir, temos que agir sempre em defesa das prerrogativas, que no fim são também direito da sociedade”, afirmou, logo após proferir, junto com os outros membros da CDA, o juramento. Presente na posse, o secretário-ger-

10

JANEIRO 2013

al adjunto da OAB/MS, Jully Heyder da Cunha Souza, chamou atenção para o fato das prerrogativas serem a “alma da advocacia”. Também estiveram presentes na posse o tesoureiro da Seccional, Jayme da Silva Neves Neto; o advogado Ademar Amancio Pereira Machado, agora ex-presidente da CDA; Solange Bonatti, presidente da CAAMS (Caixa de Assistência dos Advogados); e Abadio Baird, coordenador de Comissões da Seccional, que se colocou à disposição da CDA para trabalhar em prol da advocacia. Importância - A CDA tem como finalidade defender as prerrogativas dos advogados no exercício da profissão, assegurandolhes o acompanhamento nos casos em que estejam sendo obstruída a atividade profissional, ou no caso de constrangimento por parte de membros do judiciário, Ministério Público, ou qualquer instituição pública e privada. O papel da Comissão é fazer valer os direitos e as garantias dos advogados e auxiliá-los sempre que tiverem seus direitos afrontados no exercício profissional, mantendo desse modo a autonomia e independência do exercício da advocacia. Os advogados de Mato Grosso do Sul têm à disposição o SOS Prerrogativa, atendimento pelo telefone (8421-6411 e 9956-7161) 24h por dia, em forma de plantões para atender suas necessidades, e que facilite a defesa das prerrogativas no dia a dia forense.


oab

Após recesso, OAB acompanha retorno das atividades do Judiciário

O

retorno das atividades forenses do Judiciário Estadual, ocorrido no último dia 7, a OAB/MS está atenta ao correto funcionamento das ferramentas utilizados pelos tribunais para que falhas não prejudiquem as atividades da advocacia. Em 2012, as principais reclamações dos advogados foram em relação à morosidade e instabilidades do sistema eletrônico de atendimento ao jurisdicionado (e-Saj). O presidente da OAB/MS, Júlio Cesar Souza Rodrigues, orienta o advogado a entrar em contato com a Seccional caso tenha dificuldades na atividade profissional. Para isso, destaca as ferramentas “Reclame OAB” e “SOS Morosidade”. “Não podemos aceitar que esses impedimentos e transtornos sejam tratados como meros ‘problemas técnicos’. Desde que registramos as primeiras queixas, cobramos soluções imediatas do TJ/MS”, comentou Júlio Cesar. As ferramentas são gratuitas e estão à disposição não só dos advogados, mas de toda a sociedade, através do site www. oabms.org.br. Reclame OAB - Ao receber denúncias através do “Reclame OAB”, a Seccional toma providências, que vão desde comunicado ao órgão até abertura de processo administrativo. A Ordem ainda tem a preocupação de informar ao denunciante periodicamente o andamento de suas reclamações. SOS Morosidade - A ferramenta é o canal direto entre o advogado e a população. Através dele é possível registrar queixas sobre a morosidade do processo no Judiciário. Para isso, as denúncias podem ser registradas no site da OAB/ MS no link SOS Morosidade, pessoalmente na sede da Seccional ou pelo telefone (67) 9987-9231. No ano passado, o programa deu andamento a 62,3% das mais de 500 denúncias de processos parados.

11

JANEIRO 2013


legislativo nome matéria estadual

Casa de Leis foi porta-voz no combate à violência contra mulher

A

luta contra a violência praticada à mulher ganhou reforço da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul em 2012. A Casa de Leis levantou a bandeira dessa causa e se mobilizou com audiências públicas, reuniões e até a visita da CMPI (Comissão Parlamentar Mista de Inquérito) da Violência contra a Mulher para debater a situação tão crítica que, mesmo após a sanção da Lei Maria da Penha, vem apresentando números alarmantes. De acordo com a CPMI, Mato Grosso do Sul ocupa a 10ª colocação quando se trata de violência contra a mulher, com 6,1 assassinatos para cada 100 mulheres, índice maior que a média nacional que é de 4,0. O estudo feito pela comissão em MS aponta a necessidade da criação de uma Secretaria Específica da Mulher, da elaboração de políticas específicas para mulheres indígenas, mais delegacias e maior investimento na contratação e capacitação de servidores. A deputada estadual Mara Caseiro (PTdoB) comandou o primeiro debate sobre a questão e ressaltou o avanço conquistado pela lei que protege as mulheres contra a violência doméstica que está, segundo a ONU (Organização das Nações Unidas), entre as três legislações de maior relevância no mundo, pelo seu caráter social e de defesa dos direitos humanos. Na audiência realizada no dia 3 de maio para discutir a aplicabilidade e eficácia da Lei Maria da Penha, o desembargador Ruy Celso Barbosa Florence, da Coordenadoria da Violência contra a Mulher do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), destacou que a violência doméstica vem de uma questão cultural que prega referências desiguais entre mulheres e homens desde os primórdios. Ele pediu mais atenção para o aspecto penal. Por conta disso, em junho, a deputada Mara Caseiro falou sobre uma carta aberta enviada à presidente Dilma Rousseff, ministros

e membros do Congresso Nacional, com sugestões para o combate à violência contra a mulher. Segundo ela, o primeiro item lembrado como essencial para o combate à violência de gênero é a educação. Ela destacou que tanto na família quanto na escola ainda há um ranso de criação machista das crianças, o que precisa ser urgentemente repensado. Uma das propostas é a criação de uma disciplina específica nas instituições de ensino para o ensino da igualdade. Outro ponto é a ampliação da rede de delegacias especializadas em atendimento à mulher, assim como a criação de unidades 24 horas. A parlamentar ressalta que a mulher agredida chega fragilizada a esses locais, e que é muito importante a presença de psicólogos e assistentes sociais para atender não só a vítima, mas também o agressor. O terceiro item destacado é a agilidade na aplicação da lei Maria da Penha, ou seja, maior rapidez na prática de medidas protetivas que impeçam que o agressor chantageie ou volte a espancar sua companheira durante o desenrolar do processo. Também foi proposto que o crime de agressão contra a mulher seja inafiançável. ASSASSINATOSs - No dia 22 de junho, o deputado Pedro Kemp (PT) realizou uma debate no plenarinho Nelito Câmara para discutir os casos de assassinatos envolvendo mulheres em Mato Grosso do Sul. Segundo dados do Mapa da Violência 2012, o Estado é o 6º em assassinatos de mulheres no País e o 2º com mais vítimas provocadas por mortes violentas. O debate reuniu mulheres ligadas ao movimento feminista e integrantes do Comitê Estadual em Defesa da Lei Maria da Penha. O encontro antecedeu a audiência pública da CPMI da Violência contra a Mulher, que aconteceu em novembro na Casa de Leis. Conforme Pedro Kemp, o grande problema é a ausência da DEAM (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) nos fins de semana. “Temos apenas uma delegacia e essa não atende aos sábados e domingos. As mulheres são obrigadas a procurarem outras delegacias onde, muitas vezes, não há o preparo para recebê-las”, disse o petista na ocasião. Programa e Campanha - De olho nessa situação alarmante, os deputados Laerte Tetila (PT) e Jerson Domingos (PMDB) elaboraram um projeto de lei autorizando o Poder Executivo a criar um programa de regime assistencial especial de atendimento de emprego e renda às mulheres vítimas de violência conjugal, com dificuldades de inserção no mercado de trabalho. A proposta se transformou na Lei Estadual 4.273. O programa ajudará as mulheres submetidas a maus tratos como espancamento físico, opressão moral e psicológica, cárcere privado e estupro, praticados por seus respectivos maridos ou companheiros. As agressões deverão ser comprovadas por meio de boletins de ocorrência ou pela certidão de acompanhamento psicológico emitida por casas de abrigos ou por outras instituições de assistência social.

12

JANEIRO 2013


executivo estadual

Ações de combate à dengue em MS recebem recursos de R$ 2,8 milhões

A

s ações de vigilância, controle e prevenção da dengue em Mato Grosso do Sul receberam no último dia 8 recursos no montante de R$ 2,8 milhões para os trabalhos de combate ao mosquito transmissor da doença. Todos 78 municípios do Estado receberam parte do recurso com um suplemento de 20% para reforçar as ações em campo no combate à dengue. Para a Secretaria de Estado de Saúde (SES) foram destinados mais de R$ 480 mil que serão utilizados exclusivamente nos trabalhos de divulgação e mobilização da população no enfrentamento à dengue. De acordo com a SES, está prevista a confecção de mais de 1 milhão de informativos sobre os cuidados com a dengue, divulgação em mídia, distribuição dos cartões de acompanhamento para pacientes nas unidades de saúde, aquisição de medicamentos e supervisão das equipes que atuam em campo nos municípios. Segundo

o secretário adjunto de Estado de Saúde, Eugênio Martins de Barros, equipes técnicas da SES serão enviadas aos municípios para acompanhar “in loco” o trabalho em cada bairro supervisionando os serviços. “Teremos equipes da SES que acompanharão de perto os trabalhos dos agentes de saúde nos bairros dos 78 municípios de Mato Grosso do Sul. Os técnicos ficarão encarregados de verificar o mapa de atuação das equipes de campo, o número de casas visitadas, além de prestar suporte às equipes. Além disso, contaremos com a divulgação em massa nos veículos de comunicação com os informativos para mobilizar a população sobre os cuidados para evitar a proliferação do mosquito transmissor da dengue”, afirmou o secretário. O repasse de recursos pelo Ministério da Saúde faz parte de um total de R$ 173,2 milhões divididos entre todos os municípios do Brasil.

13

JANEIRO2013 2013 JANEIRO


executivo federal

Governo autoriza repasse de mais de R$ 500 milhões a agricultores atingidos pela estiagem

A

presidenta da República, Dilma Rousseff, autorizou o repasse de mais R$ 500 milhões, por meio da linha emergencial de crédito operada pelo Banco do Nordeste, para apoiar empreendedores e agricultores que vivem em estados atingidos pela estiagem. O total de recursos disponibilizados pela linha emergencial de crédito chegará à marca de R$ 2,4 bilhões até fevereiro. O novo aporte foi confirmado pelo ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, segundo informação divulgada no último dia 7. A linha emergencial de crédito para estiagem disponibiliza recursos pelo Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), operado pelo Banco do Nordeste (BNB), para concessão de crédito de investimento, capital de giro e custeio agrícola e pecuário. O limite de crédito varia de R$ 12 mil a R$ 100 mil, com juros de até 3,5% ao ano. Para Bezerra, os recursos autorizados pela presidenta vão contribuir para redução dos prejuízos aos agricultores e pecuaristas. “A prioridade do governo é apoiar os agricultores familiares na manutenção de suas ativi-

dades mesmo nessa situação adversa”, ressaltou o ministro. Em 2012, o montante total contratado na linha de crédito emergencial chegou a R$ 1,775 bilhão. A maioria dos créditos contempla pequenos produtores rurais enquadrados no Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), em operações com juros de 1% ao ano e prazo de 10 anos para pagamento, com até três anos de carência.

14

JANEIRO 2013


executivo municipal

Programa de Saúde em Ação continua atendendo bairros da Capital

O

Programa de Saúde em Ação lançado no último dia 5 de janeiro pelo prefeito Alcides Bernal (PP), continua atendendo os bairros da Capital. Nesta terça-feira (08) A Prefeitura de Campo Grande executou a limpeza dos bairros Arnaldo Estevão de Figueiredo, Dalva de Oliveira, Aldeia Indígena Marçal de Souza, localizados na região do Bandeira. Amanhã (09) as equipes estarão limpando os bairros, Porto Belo, Estrela Parque e Cristo Redentor. O chefe de equipe de limpeza da Seintrha, Douglas Santos Fogaça explicou que os funcionários de limpeza da Prefeitura estão catando, latas, garrafas e recipientes que acumulam águas, nos terrenos baldios. “Os serviços mais pesados estão sendo executados com caminhões e máquinas. Num só dia foram retirados do bairro Tiradentes 18 caminhões de entulhos. Nós também estamos verificando a situação das bocas-de-lobo. As que estão com problemas estamos comunicando a secretaria de obras para serem solucionados”, disse.

Para a dona de casa Luzia de Fátima Alves de Souza, 57 só assim é possível diminuir os casos de dengue. “Este mutirão, é um bonito trabalho da nova administração. Nós precisamos de ações como esta daí para melhor”, disse. O morador do bairro Tiradentes Antonio Perez Martins, 35 considera o trabalho de limpeza da Prefeitura ótimo. “Antes aqui estava cheio de lixo e mato. O prefeito Alcides Bernal entrou na Prefeitura e já deu um jeito. Para nós aqui do Tiradentes o prefeito está de parabéns e está trabalhando para o povo”, comentou. A dona de casa, Dorca Gualberto, 48, moradora do bairro Tiradentes disse que a Prefeitura está de parabéns pela execução dos serviços de limpeza. “Para acabar com a dengue só com um trabalho igual a este. A Prefeitura está fazendo a parte dela, mas o povo também deve colaborar e manter o quintal limpo. Deus abençoe o trabalho do prefeito Alcides Bernal e dos funcionários da Prefeitura”.

15

JANEIRO 2013


oabmatéria ms nome eleições

Empossados 79 prefeitos de MS

Em duas cidades, presidentes das câmaras municipais administrarão até a realização de novas eleições

F

oram empossados no último dia primeiro de janeiro os 79 prefeitos dos municípios de Mato Grosso do Sul. Na verdade, foram empossados 77 prefeitos, uma vez que em Bonito e Sidrolândia os presidentes das câmaras eleitos no primeiro dia do ano serão os prefeitos interinos até que sejam realizadas novas eleições nas cidades para conhecer os novos prefeitos. Nos dois municípios, os eleitos foram cassados pela Justiça Eleitoral. Confira a lista dos 79 gestores dos executivos municipais de Mato Grosso do Sul. Água Clara – Silas José (PSDB) venceu com 52,67% dos votos; Alcinópolis – Ildomar Carneiro (PMDB) foi eleito com 53,57% dos votos; Amambai – Sério Barbosa (PMDB) foi eleito com 64,14% dos votos; Anastácio – Douglas Figueiredo (PSDB) recebeu 66,40%; Anaurilândia – Doutor Vagner (PR) recebeu 53,23% do total de votos; Angélica – Luizão (PSDB) foi eleito com 51,04% dos votos; Antônio João – Selso Lozano (PT) recebeu 47,89% dos votos; Aparecida do Taboado – Robinho Samara Almeida (PR) teve 69% dos votos; Aquidauana – Fauzi Suleiman (PMDB) foi o primeiro colocado com 48,97% dos votos, mas teve o registro da candidatura cassado. Assim, a Justiça Eleitoral deu posse ao segundo colocado José Henrique Trindade (PDT) que volta ao comando do Poder Executivo da cidade que é conhecida como Princesa do Sul; Aral Moreira – Edson David (PTB) foi eleito com 100% dos votos válidos; Bandeirantes – Márcio Faustino (PSD) foi eleito com 53,44% dos votos; Bataguassu – Pedro Caravina (PSDB) foi eleito com 60,16% dos votos; Batayporã _ Beto Sãovesso (PSDB) foi eleito com 55,91% dos votos; Bela Vista - Abraão Zacarias (PMDB) com 50,33%; Bodoquena - Dr. Jun (PMDB) com 55,39%; Bonito – O prefeito eleito foi Geraldo Marques (PDT), mas foi cassado e o segundo colocado Leonel Lemos de Souza Brito (PT do B) não pode assumir porque o cassado teve mais de 50% mais um dos votos. Assumiu a prefeitura o vereador Josmail Rodrigues (PTdoB); Brasilândia -– Jorge Justino Diogo (PT) venceu com 58,63% dos votos; Caarapó – Mário Valério (PR) teve 75,91% dos votos; Caracol – Manoel (PT) ganhou com 58,83% dos votos; Cassilânidia - Carlinhos do TRR (DEM) teve 57,62%; Chapadão do Sul – Doutor Felipe (PT do B) foi eleito com 57,38% dos votos; Corguinho– Dalton Lima (PMDB) teve 53,01%; Coronel Sapucaia - Nilcéia Alves de Souza (PR) teve 52,12% dos votos; Corumbá - Paulo Duarte (PT) foi eleito com 53,77% dos votos; Costa Rica – Wandeli Rosa (PR) – 54, 5% dos votos; Coxim – Aluizio São José (PSB) recebeu 46,19% dos votos válidos; Deodápolis - Maria Viana (PT) 47,36% dos votos; Dois Irmãos do Buriti - Dois Irmãos do Buriti – Japão (PMDB) recebeu 72,15% dos votos; Douradina – Darcy Freire (PDT) teve 59,66%; Dourados - Murilo Zauith foi reeleito com 62,43%; Eldorado - Marta (PT) conquistou 68,44%; Fátima do Sul – Junior Vasconcelos 50,47% dos votos; Figueirão - Getulio Furtado Barbosa (PMDB) eleito com 55,59%; Glória de Dourados: Arceno Athas Junior PSB, com 54,06% dos votos; Guia Lopes da Laguna - Jacomo (PMDB) venceu com 56,39%; Iguatemi : Zé Roberto (PSDB), candidato único; Inocência: Toninho da Cofapi (DEM) : candidato único; Camapuã: Marcelo Duailibi (DEM), com 44,61% dos votos; Itaporã - Wallas Minfont (PDT), com 57,64% dos votos; Itaquiraí - Ricardo Favaro (PSDB) recebeu 60,74% dos votos; Ivinhema - Tuta (PMDB) recebeu 49,81% dos votos; Japorã – Vanderley Bispo (PT) foi vitorioso com 47,87%; Jaraguari - Vaguinho

Alcides Bernal, prefeito eleito de Campo Grande, foi o fenômeno de votos na eleição de 2012 (PDT), com 58,15%; Jardim -Doutor Marcelo (PDT), com 51,35%; Jateí -Doutor Arilson (PMDB), com 54,07%; Juti - Bel (DEM) recebeu 54,29% dos votos; Ladário: José Antônio - PT - 37,05%; Laguna Carapã - Itamar Bilíbio (PMDB) conquistou 59,25%; Maracaju - Dr Maurilio (PMDB) recebeu 42,61% dos votos; Miranda - Juliana Almeida - PT - 39,66%; Mundo Novo: Humberto Amaducci - PT - 50,09%; Naviraí - Léo Matos (PV ) se elegeu com 53,54% dos votos; Nioaque – Gerson Garcia (PSB) ganhou com 34,69% dos votos; Nova Alvorada do Sul - Neto (PSDB) teve 55,34%; Nova Andradina –Roberto Hashioka (PMDB) teve 60,24%; Novo Horizonte do Sul: Nilza Ramos (Dem) 45,18%; Paranaíba – Zé Braquiaria (PDT) teve 45,84% dos votos; Paranhos - Julio Cesar de Souza (PDT) 52,31% dos votos; Paraíso das Águas – Ivan Xixi (PMDB) ganhou com 81,18% dos votos; Pedro Gomes - Pedro Gomes – Vanderley (PT) recebeu 50,23% dos votos; Ponta Porã - Ludimar Novais (PPS) recebeu 40,82% dos votos válidos; Porto Murtinho - Rosangela Baptista (PMDB) conquistou 49,69% dos votos, mas a posse foi dada a Heitor Miranda dos Santos, do PT, que ficou em segundo lugar. Rosângela teve a candidatura cassada na véspera da diplomação; Ribas do Rio Pardo - Zé Cabelo (PSDB), com 50,89% dos votos; Rio Brilhante - Sidney Foroni (PMDB), com 54,2% dos votos; Rio Negro - Dr. Gilson, com 58,93% dos votos; Rio Verde de MT - Mário Kruger (PT) 52,8% dos votos; Rochedo – João Cordeiro (PMDB) 59,35%; Santa Rita do Pardo – Cacildo do Sindicato (PRP) – 44,72%; São Gabriel do Oeste - Adão Rolim (PR) teve 59,21% dos votos; Selvíria - Jaime Soares Ferreira (PMN) 49,80% dos votos; Sete Quedas - Casé (PMDB) foi eleito prefeito com 57,09%; Sidrolândia - Enelvo (PSDB) ganhou com 50,25% dos votos, mas foi cassado e o segundo colocado não pode assumir porque Enelvo teve mais de metade mais um dos votos válidos. Comanda a prefeitura até abril o presidente da Câmara, vereador Ilson Peres (PSDB); Sonora Yuri Valeis (PR) teve 45,22% dos votos; Tacuru - Márcia Norbuta (PT) conquistou 45% dos votos; Taquarussu - Roberto Nem (PSDB) 100% dos votos; Terenos – Professora Carla (PMDB) teve 62,22% dos votos; Três Lagoas - Márcia Moura (PMDB) recebeu 53,71% dos votos; Vicentina - Hélio Sato (PMDB) conquistou 50,88% dos votos.

16

JANEIRO 2013

A C


nome matéria

As emissoras que Coxim e Região sintonizam

EMPRESAS QUE NOS AJUDAM A FAZER RÁDIO PRA VOCÊ:

17

JANEIRO 2013


Vida normal

O primeiro escalão do prefeito Nelson Trad Filho retoma a vida normal. Boa parte do staff já ocupava posições na administração pública, caso do eficiente e discreto secretário de Receita, César Estoduto, auditor fiscal da Prefeitura há 15 anos.

Comparação

A presidência da Câmara de Campo Grande distribuiu nota para a Imprensa, rebatendo as criticas de que os 5% autorizados para suplementação do orçamento ao prefeito eleito Alcides Bernal são o suficiente para administrar a cidade por meses. O engraçado é que com Nelsinho Trad essa suplementação era de 30%. Vai entender tal amarração!

Chororô

Ao despedir-se da presidência da Câmara Municipal, o vereador Paulo Siufi (PMDB) derramou-se em lágrimas e arrastou consigo diversos colegas e servidores. Além das homenagens aos vereadores que entram e aos que saem, fez questão de creditar aos servidores méritos decisivos na política de economia que garantiu à Mesa Diretora aplicar reajustes salariais que, acumulados, chegaram aos 15% neste ano.

Humildade

Na véspera do Natal, quem estava na maior alegria na Valley Pub era a dupla sertaneja Munhoz & Mariano. Fazendo shows pelo Brasil inteiro, de quarta a domingo, eles não viam a hora de rever os amigos de Campo Grande. O legal deles é que não perderam as origens, cumprimentavam os fãs e até dispensaram seguranças.

Beleza

A hair designer Lucimar Roza, que se empenhou a fundo pela regulamentação federal das profissões da área de beleza e estética, está preocupada com mudanças locais que podem dificultar os investimentos e o exercício da atividade. Ela foi à última sessão da Câmara Municipal, na tentativa de convencer os vereadores a não incluir na regulamentação municipal a exigência que torna obrigatória a assinatura de profissional habilitado em cada salão.

Símbolo

Mané Guató, ou Manoel da Costa Lima Filho, deixa saudades, especialmente entre os ativistas de esquerda de Campo Grande, que no início dos anos 1980 frequentavam sua livraria para apreciar obras de autores ligados ao pensamento marxista-leninista. A Livraria Guató ficava na Rua Rui Barbosa, entre a Barão do Rio Branco e a Dom Aquino. Na sala dos fundos, o clandestino PCB (Partido Comunista Brasileiro) promovia reuniões e cursos para os militantes. Mane Guató morreu no último dia 20 de dezembro, aos 74 anos, e era irmão de outro célebre comunista, o advogado Onofre da Costa Lima Filho.

Destaques

O jornal espanhol “El País” incluiu presidentes da República e do Supremo na Lista de destaques ibero-americanos. Com o título “Poderosa presidente”, o jornal diz que “2012 foi um ano bom para Dilma Rousseff, mas ruim para o Brasil”. Sobre Barbosa, o título “Justiça contra o vento e a maré” diz: “Negro e filho de um pedreiro e uma faxineira, Barbosa tinha tudo para engrossar as estatísticas da desigualdade no Brasil, mas ele acaba de alcançar a presidência do STF”.

Big Brother

O governo federal está monitorando 11.622 contribuintes que devem R$ 629 bilhões aos cofres públicos. A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional desenvolveu um sistema inteligente que capta, junto à CVM e à Bolsa de Valores, o exato momento em que um devedor está para receber novas receitas. Até novembro, a recuperação de débitos inscritos na dívida ativa chegou a R$ 682,2 milhões.

Edredom

Amigos, estou chocado. Acabei de saber que um casal, dos mais queridos da sociedade está separado ou em processo de separação. Não existia nenhum sinal de que o relacionamento não estava bem. Que Deus oriente os dois na difícil decisão.

18

JANEIRO 2013

Vixi!

Sabe o que as adolescentes da Capital em boa parte vem aprendendo nas escolas? A falsificar a identidade. Dia desses, uma aluna da Escola Auxiliadora revelou que tinha 16 anos e no documento estava com 21. Como aprendeu? A moça diz que foi por intermédio de outra amiga. Com isso, entra em tudo que é lugar e bebe sem ser barrada.

Trabalhador

Desde 1º de janeiro de 2013, o salário mínimo passou para R$ 678. O anúncio foi feito à véspera do Natal, pela ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffman, após reunião com a presidenta Dilma Rousseff. O reajuste é de 9% sobre os R$ 622.

Curiosidade da inflação

Você curte água de coco na praia? Conheça a jornada e a evolução do seu preço: o produtores custa R$ 0,35, o intermediários cobra R$ 0, 85, a centrais de abastecimento vende a R$ 1,20, os comerciantes vende a R$ 2,50 e, finalmente, o ambulantes vende entre R$ 4 e 5,00... E assim é para uma infinidade de produtos.

Altos e baixos

Se caiu em baixa junto a alguns setores em Campo Grande, o ex-governador e vereador eleito Zeca do PT cresceu junto às cúpulas do governo Dilma e da direção nacional do partido. Tudo por conta de seu discurso na cerimônia de diplomação, quando defendeu os companheiros alvejados pelo Supremo no julgamento do mensalão.

Satisfação

Apesar da crise e da recente mudança de proprietários, a Enersul festeja o prêmio concedido pela ANEEL por ter sido eleita uma das melhores distribuidoras do país.


Gabriel Santos

J

Flashes do show de Jorge & Matheus na Capital

áviraram tradição em Campo Grande os eventos assinados pelo empresário Eduardo Maluf, que arrasta multidões em tudo o que promove. Do futebol aos shows universitários. Dias atrás, ele trouxe a dupla Sertaneja Jorge & Mateus num espaço ainda pouco conhecido, mas que lotou de gente bonita. Era o Green Hall, com capacidade máxima para 25 mil pessoas. E olha que ele conseguiu encher de gente encantadora. De camarotes, havia dois. Um com uísque e champanhe, que chegou a ser vendido por R$ 380,00. Já o outro, com cerveja e vodka, colocou mais de 6 mil pessoas ao preço de R$ 180,00. A área vip, que esse ano tinha direito a cerveja, atraiu quase 10 mil pessoas e o ingresso variava entre R$ 120,00 e R$ 140,00. O grande público cantou e festejou até as 5 horas da manhã! Atrações como Israel Novaes e Victor e Vinícius fizeram a diferença, animando os presentes antes da entrada de Jorge & Mateus, que subiram ao palco quase às 2 horas da manhã. O show teve que ser atrasado em razão do grande público, eram quase duas da manhã e o povo entrando para a grande festa! Uma noite marcada pela boa organização, sem nenhuma briga ou violência do gênero e que fez a diferença para brindar o encerramento do ano 2012. Confira alguns flashes...

A empresária Emily Mânica e a jornalista Vânia Alves

Caroline e o empresário Sérgio Murilo Mota

Dupla Jorge & Mateus soltou a voz para 20 mil pessoas

Calinca e o prefeito eleito de Cabeleireira Cris Garcia, Andréa Pecuarista Lucimar Caramalac Sonora, Yuri Valeis Dibo e Patrícia Mendonça e o piloto da FAB, Vitor Graeff

O empresário Carlos Faria, o Cacá, com a esposa, Soraya Dibo, e Wanderley Ben Hur

Advogado Lincoln Ben Hur com a esposa, Suelen

Fabiana Jallad com os empresários, Kátia Locatelli Souza e Marcelo Souza

Irmãos, Carlos Alberto David, Proprietários do Green, Carol Razuk e o cantor Betinho Widal Marco Antônio e Giovanni

Mensagem

(Vincenzo Pinto/AFP)

Depois de um Natal maravilhoso em família, aqui em Campo Grande, é hora de refletir sobre as palavras do Papa Bento XVI e começar 2013 de bem com a vida: “Que os cidadãos construam juntos, sociedades baseadas na justiça, no respeito da liberdade e da dignidade de cada pessoa”. Joseph Ratzinger- Bento XVI

A primeira dama da Capital, Mirian, e o marido, prefeito Alcides Bernal

19

JANEIRO 2013


turismo & cultura

Cineasta sul-mato-grossense percorre países com um carro elétrico

Cineasta sul-mato-grossense Waldeck de Souza, percorreu com um carro nacional 100% elétrico

W

aldeck percorreu 15 Países, rodando mais de 25 quilômetros para gravar documentário sobre cultura, mantendo o foco também na sustentabilidade e nos desafios de uma via-

gem pioneira. Com o patrocínio da Lei Rouanet, do Ministério da Cultura, com o apoio da Fundação de Cultura do governo de Mato Grosso do Sul, concessionária FIAT, Pirelli e a Hidrelétrica Itaipu, o cineasta sul-mato-grossense Waldeck de Souza, percorreu com um carro nacional 100% elétrico (Palio Weekend) 15 países da América Central e do Sul, para gravar o documentário ‘’Zero Emissão’’, que estreiou no dia 13 de Dezembro, no Museu de Arte Contemporânea - Parque Indígenas.O documentário de 54 minutos é baseado em uma expedição que saiu de Los Angeles, nos Estados Unidos em abril de 2011. Foram quase cinco meses de estrada, começando nos Estados Unidos e terminando no Brasil. “Rodávamos 300 km por dia por conta da bateria do carro e em cada País, escolhíamos um tema local e investíamos nas imagens. Breve exibiremos no MIS Museu da Imagem e do Som e na Morada dos Baís” , salientou. O filme apresenta as culturas e as belezas de cada um dos países visitados, mantendo o foco também na sustentabilidade e nos desafios de uma viagem pioneira. A expedição enfrentou uma enorme diversidade geográfica e climática, rodando por asfalto perfeito e também por pavimentos extremamente precários, como terra, cascalho, gelo e neve. Encarou altitudes desde o nível do mar até os 5 mil metros na Cordilheira dos Andes, com variações de temperatura impressionantes: de 15ºC negativos da Patagônia até os 45ºC da zona equatorial. A exibição foi gratuita.

20

JANEIRO 2013


crédito

Banco do Brasil ultrapassa 100 mil unidades contratadas no ‘Minha Casa Minha Vida’

O

BB superou a meta estabelecida para 2012 e ultrapassou o número de 114 mil unidades habitacionais contratadas nas Faixas 1, 2 e 3 do Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV). O desafio inicial previa a contratação de 97 mil unidades habitacionais para o ano de ingresso da instituição na Faixa 1 do programa. A ATUAÇÃO NA FAIXA 1 - Os primeiros projetos da Faixa 1 foram contratados no BB em junho e, com pouco tempo de atuação nessa faixa do Programa, a instituição já conta com 50.349 unidades habitacionais contratadas, com empreendimentos localizados em 17 estados brasileiros, de todas as regiões do país, contribuindo para execução das políticas públicas de habitação do Governo Federal, estados e municípios. Para o diretor de Crédito Imobiliário do BB, Gueitiro Matsuo Genso, a boa performance do Banco na contratação de projetos do Faixa 1 deve-se ao rápido aprendizado da instituição na forma de operar no Minha Casa Minha Vida. “Procuramos entender as necessidades das construtoras dos municípios e atender às diretrizes do Ministério das Cidades. Com base nesse conhecimento, implementamos nosso modelo de negócio, que possui estrutura de apoio à originação dos projetos, por meio dos gerentes de negócios imobiliários e um processo centralizado de análise das operações, que trouxe grande agilidade na contratação de empreendimentos não só na Faixa 1, mas também nas outras faixas do PMCMV”, completa Genso. A Faixa 1 do Programa Minha Casa Minha Vida, foco principal do Governo Federal, beneficia famílias com renda de até R$ 1.600 mensais, selecionadas pelas prefeituras das cidades onde os empreendimentos são construídos. Além de possibilitar o acesso à moradia de qualidade para as famílias de baixa renda, os projetos da Faixa 1 do PMCMV são entregues às comunidades com soluções de transporte viário, educação, saúde e acessibilidade. O PMCMV E A ATUAÇÃO DO BB NAS FAIXAS 2 E 3 - Além dos empreendimentos da Faixa 1, atualmente, o BB possui contratos que viabilizam a construção de mais de 64 mil unidades habitacionais nas faixas 2 e 3 do PMCMV, em 204 projetos por todas as

regiões do Brasil. Desse total, mais de 10 mil unidades já foram repassadas aos compradores, por meio de financiamento imobiliário à Pessoa Física. Com atuação desde o início do Programa, o BB participa do PMCMV viabilizando empreendimentos junto às Pessoas Físicas, Construtoras, Incorporadoras e Prefeituras, promovendo o lançamento de produtos e soluções completas para atender às necessidades e características específicas de cada faixa do Programa Nacional de Habitação Urbana (PNHU) e do Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR). A liberação de empréstimos imobiliários pelo Banco do Brasil, no ano de 2012, chegou a R$ 11,35 bilhões, um crescimento de 75% frente ao valor contratado em 2011, que foi de R$ 6,43 bilhões. Do total contratado em 2012, R$ 7,11 bilhões correspondem a aplicações com recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE), em 29.563 operações PF e 98 operações PJ; R$ 1,27 bilhões com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), em 7074 operações PF e 53 operações PJ; e R$ 2,97 bilhões são de recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR) e demais fontes, em 50.332 unidades habitacionais contratadas.

21

JANEIRO 2013


entrevista

“Tivemos a eleição mais tranqüila d

MAURÍCIO TEIXEIRA DUTRA - Chefe do Cart

Reportagem: Eli Sousa - Texto final: Jota Menon

U

ma eleição sem precedentes na história da Comarca de Rio Negro. Assim pode ser definido o pleito eleitoral de 2012, quando três prefeitos, três vice-prefeitos e 27 vereadores foram eleitos e a Justiça Eleitoral não teve trabalho de analisar uma representação sequer. A informação é de Maurício Teixeira Dutra, chefe do Cartório Eleitoral de Rio Negro, responsável pela condução das eleições, tanto na sede da comarca quanto nos municípios de Rochedo e de Corguinho. Durante a solenidade de diplomação dos eleitos, no mês passado, ele recebeu a equipe da REVISTA IMPACTO e concedeu a seguinte entrevista: IMPACTO – Primeiro vamos conhecer a sua origem: de onde você veio para Mato Grosso do Sul e o que o levou a tomar essa decisão? MAURÍCIO – Eu sou de Natal, Estado do Rio Grande do Norte. Sou graduado em Engenharia Civil pela UFRN – Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Eu realmente optei pela segurança do concurso público. Trabalhei muito tempo no setor de telecomunicações, mas a área privada, em si, não é segura. Um dia você está bem e no outro dia não sabe. Então, larguei o emprego e passei dois anos só estudando para concursos. Tive propostas boas para voltar à iniciativa privada, mas fiz a opção pelo serviço público. Até optei por fazer fora da minha área, pois as oportunidades são maiores. IMPACTO – E há quanto tempo o senhor está aqui em Rio Negro? Pretende ficar por mais tempo na Comarca? MAURÍCIO – Dia oito de janeiro completam cinco anos que estou aqui em Rio Negro. Em um futuro próximo, existe a possibilidade de trabalhar na sede do TRE em Campo Grande, mas prefiro pen-

sar no presente e planejar meu trabalho como sempre faço. Eu sou uma pessoa que tenho uma ambição sadia, quero crescer para dar melhores condições para a família. Sou engenheiro civil, mas hoje trabalho com processos. Não fiz Direito ainda, mas a gente aprende muita coisa no dia a dia. O concurso em si já exige que você tenha conhecimento jurídico. Sou casado há cinco anos e tenho um filho sul-matogrossense de pouco mais de dois anos. Minha esposa, Ana Lúcia de Melo Dutra, e meu filho, Marcelo Henrique de Melo Dutra são razões da minha vida e é por eles que luto para crescer profissionalmente. IMPACTO – Agora partindo para o lado mais objetivo do seu trabalho, como funciona um cartório eleitoral? MAURÍCIO – O Cartório Eleitoral – a gente até brinca muito -, da mesma forma que tem um Juiz de Direito na Comarca, que é uma espécie de clínico geral, no cartório a gente faz um pouco de tudo. Desde os serviços iniciais, como o alistamento de eleitor, transferência de domicílio eleitoral, até tramitação de Ações Penais que é de maior complexidade. A preparação da eleição é um ponto interessante. Você passa três, quatro meses, ou mais, trabalhando e numa data só você vai ver o resultado de todo o trabalho. Aqui no cartório prestamos todos os serviços que a população possa imaginar, em termos eleitorais: alistamento, transferência, regularização da situação eleitoral, prestação de contas eleitorais, preparação do processo eleitoral. Uma infinidade de serviços. Nossos clientes são os eleitores, os partidos, os candidatos, as coligações partidárias. IMPACTO – A Comarca de Rio Negro atende a três municípios... MAURÍCIO – Isso mesmo. Atendemos aos eleitores da sede da Comarca, a Rochedo e Corguinho. Quando tomei posse aqui em 8 de janeiro de 2008, Rio Negro pertencia ao município de Rio Verde de Mato Grosso. Aqui era um posto de alistamento eleitoral, que a gente chama de PAE. No dia 1º de fevereiro de 2008 houve um rezoneamento para otimizar a Justiça Eleitoral em Mato Grosso do Sul e Rio Negro transformou-se em zona eleitoral que ficou responsável também por Rochedo e Corguinho, municípios antes vinculados à Comarca de Bandeirantes. IMPACTO – Então você foi e é o primeiro chefe do Cartório Eleitoral de Rio Negro? MAURÍCIO - Não. Um colega exerceu a chefia do Cartório, no período de fevereiro a agosto de 2008, sendo ele o primeiro chefe da comarca de Rio Negro. Ao final daquele mês eu assumi e estou no cargo até então. IMPACTO – O que o senhor conseguiu modernizar, otimizar no Cartório Eleitoral de Rio Negro? MAURÍCIO – Por ser engenheiro, tenho facilidade de planejar e otimizar os processos realizados aqui internamente. Eu estou aqui, há cerca de três anos, trabalhando apenas com “requisitados”. O quadro mínimo de um cartório eleitoral é composto de dois servidores efetivos e um requisitado. Para cada 10 mil eleitores o cartório tem direito de requisitar uma pessoa, seja da prefeitura, seja do governo. Mas, hoje, temos aqui um servidor efetivo e um requisitado. Então, a carga de trabalho requer grande esforço da equipe.

22

JANEIRO 2013


entrevista

üila de toda a história da Comarca”

do Cartório Eleitoral da Comarca de Rio Negro IMPACTO – Quais foram as maiores dificuldades encontradas? MAURÍCIO – Primeiramente, por eu ser de uma área diferente, ao analisar um processo sentia muita dificuldade. Eu não entendia nada. Desde a decisão de um Juiz, à tramitação do processo, uma ação penal, uma prestação de contas. Fui aprendendo, pedindo ajuda aos colegas. A Corregedoria também me ajudou muito. Hoje aprendi bastante. Mesmo com quadro reduzido, consegui otimizar os processos de trabalho. Quando se trabalha com quadro extremamente minimizado, você participa de todas as etapas dos serviços cartorários. Diferentemente dos Cartórios Eleitorais de Campo Grande, onde cada Cartório responde por um setor, nas Zonas Eleitorais localizadas no interior do Estado a gente faz de tudo: desde alistamento a prestação de contas, registro de candidaturas e de óbitos de eleitores. IMPACTO – Os políticos das três cidades atendidas pelo Cartório de Rio Negro elogiam muito seu trabalho. O senhor credita isto à sua dedicação? MAURÍCIO – Trabalhar é uma questão de consciência. Atualmente, o servidor público tem um nível de comprometimento maior do que em outros tempos. O próprio Poder Judiciário, hoje, busca a qualidade dos serviços. Como consequência disso, há um reconhecimento natural daqueles que se utilizam dos serviços oferecidos. IMPACTO – O Judiciário, no âmbito eleitoral, fez algum tipo de conscientização popular, do tipo levar o cartório itinerante até a população? MAURÍCIO – A gente fez, sim. Todos os anos realizamos atendimentos externos nos municípios de Corguinho e Rochedo, com informações através de rádios comunitárias, conscientizando os eleitores da importância do comparecimento a esse tipo de atendimento, sendo que muitos deles não comparecem, mesmo com ampla divulgação e facilidade de acesso. Quando se aproxima o período de fechamento do cadastro a equipe de servidores chega à exaustão, tendo em vista a grande procura nos últimos dias de atendimento. IMPACTO – Qual o diferencial entre o Cartório de Rio Negro e os demais cartórios eleitorais do nosso estado? MAURÍCIO – Olha, tenho conversado com colegas de outros cartórios, porque gosto muito do diálogo como fonte de informação e aprendizagem. Para se ter uma ideia, esta foi a segunda eleição municipal da qual eu participo aqui em Rio Negro e posso garantir que foi a mais tranqüila da história da Comarca. Nos três municípios não tivemos uma representação sequer. E temos de levar em conta que os titulares da Vara Única e da Promotoria de Justiça de Rio Negro foram promovidos. Em consequência disso passamos o ano inteiro sem juiz e promotor titulares na Comarca. No dia 20 de junho, fizemos uma reunião com os representantes dos partidos dos três municípios e buscamos fortalecer a tese da campanha limpa, para evitar uma enxurrada de representações eleitorais e uma consequente campanha limpa entre coligações, candidatos. Valeu à pena. Fizemos três reuniões distintas, uma para cada município, e o resultado surtiu efeito desejado: a eleição mais tranqüila de Mato Grosso do Sul, tanto em Corguinho, quanto em Rochedo e Rio Negro. IMPACTO – O senhor falou de eleições limpas... O senhor, com

chefe do cartório, como vê a questão da ficha limpa... Está funcionando? MAURÍCIO – Para nós funcionou. Nós avisamos desde o início do processo eleitoral que quem estivesse na lista dos inelegíveis não concorreria e assim foi o que aconteceu. IMPACTO – E para as eleições de 2014, o senhor acha que a ficha limpa vai funcionar? A Justiça vai cobra mais, vai trabalhar mais a transparência? MAURÍCIO – Eu acho isso importante e necessário. É um avanço e acredito que o papel da Justiça Eleitoral é esse: impedir que pessoas sem os requisitos de elegibilidade se habilitem a representar o povo. IMPACTO - O senhor tem o respeito do povo dos municípios em que atua, tanto que já recebeu até título de cidadão, não? MAURÍCIO – No dia 23 de junho, recebi o título de Cidadão Rochedense, que tanto me honra, porque é o reconhecimento de um trabalho que, para mim, é uma obrigação. Gosto de trabalhar e de buscar a perfeição, mesmo que para isso tenha que despender maior esforço. IMPACTO – O que mais o senhor gostaria de falar mais para a população dos três municípios atendidos pelo Cartório Eleitoral de Rio Negro? MAURÍCIO – Primeiramente, agradeço a oportunidade de poder falar um pouco do trabalho da Justiça Eleitoral para a população. Os meios de comunicação do Grupo Impacto chegam a todo o Estado e estamos aqui sempre à disposição. Cada dia mais iremos trabalhar para fazer a Justiça Eleitoral chegar cada vez mais perto dos eleitores com maior dificuldade de acesso aos serviços disponibilizados. Gostaria por fim de agradecer o papel dos candidatos e das coligações que disputaram as eleições de 2012. Ocorreram problemas, sim, mas, com diálogo, tudo se resolveu e conseguimos fazer a eleição mais tranqüila de todo o estado. Só posso agradecer, cumprimentá-los pela forma com que se posicionaram durante o pleito e, mais uma vez, colocar o Cartório Eleitoral á disposição de toda a nossa gente. Obrigado!

Maurício Dutra e esposa Ana Lúcia

23

JANEIRO 2013


coxim

Em cerimônia na UEMS, Aluízio assume

E

m cerimônia realizada no auditório da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), tomaram posse no começo da noite de terça-feira, 1º dia do ano, o prefeito de Coxim Aluizio São José (PSB) e o vice-prefeito Edilson Magro (PMDB). Eles serão os responsáveis por administrar o município pelos próximos quatro anos e terão a tarefa de tirar o município do abismo em que foi atolado ao longo dos últimos anos. Durante o evento, Aluizio nomeou cinco dos seis secretários que farão parte da sua administração, sendo eles o secretário

de Governo, José Francisco de Paula Filho, a secretária de Educação, Simone Beatriz Gonçalves, secretário de Assistência Social, Sergio Vanderly, secretário de Obras, Carlos Oliveira de Rezende “Carlão da Triângulo”, e o secretário de Saúde, Rogério Souto. O sexto e último nome, o do secretário de Gestão não foi revelado na cerimônia de posse do prefeito, vice-prefeito e vereadores de Coxim. Ao se dirigir ao público que prestigiou o ato de sua posse, o novo prefeito coxinense disse que administrar Coxim não será uma tarefa fácil, pois o município passa por reais dificuldades e ele tem o trabalho de reestruturar muitas coisas, principalmente as finanças da cidade. Além disso, o prefeito eleito agradeceu a presença de todos e a confiança depositada nele e em sua equipe. Diversas autoridades participaram da cerimônia de posse que lotou o auditório da UEMS, entre elas a ex-prefeita de Coxim Dinalva Mourão (PMDB), ex-prefeito Moacir Kohl (PSB), presidente da Câmara Municipal de Coxim, Marilene Gasparin (PSB), deputado estadual Junior Mochi (PMDB), presidente estadual do PSB, ex-deputado Sergio Assis, juiz federal Pedro Pereira dos Santos, pastor Erno Schmidt e o dispo dom Antonino Migliore.

camapuã

Marcelo Duailibi toma posse em 2º mandato

T

omaram posse como prefeito e vice-prefeita de Camapuã, respectivamente, Marcelo Pimentel Duailibi (DEM) e Fátima Malaquias (PP), em sessão solene realizada no dia 1º de janeiro, no plenário da Câmara Municipal. O evento ocorreu logo após a eleição da nova Mesa Diretora, já sob a presidência do vereador Humberto Bogarim Gonçalves (DEM) e do 1º secretário Roberto Canzilo (PDT). Em seu discurso de posse o prefeito reiterou que, não obstante as dificuldades financeiras pelo que passa o município,vai continuar as obras em andamento e também buscar parcerias para a realização de outras imprescindíveis à população, seja com recursos de emendas parlamentares ou mesmo com recursos próprios. Fez um rápido balanço da administração anterior, à qual refutou positiva, principalmente em razão das circunstâncias da economia brasileira e mundial. Duailibi também fez um agradecimento especial aos funcionários públicos municipais, afirmando que sem eles não é possível fazer uma boa administração, já que desde o mais humilde até o cargo mais elevado, todos tem a sua fundamental importância em termos de trabalho e dedicação.

Também agradeceu a população, que em sua maioria reconheceu o trabalho realizado, já que o reconduziu ao cargo por mais quatro anos. Afirmou à Mesa Diretora da Câmara e aos demais vereadores que espera da mesma um frutífero trabalho de apoio e cooperação entre os poderes Legislativo e Executivo. Agradeceu também os vereadores da gestão anterior, pelo apoio que sempre recebeu quanto às iniciativas administrativas necessárias às ações do governo. Também agradeceu aos eleitores que, mais uma vez, confiaram os destinos do município em suas mãos. Por fim, disse que está esperançoso de que nos próximos quatro anos o município terá um grande incremento de emendas parlamentares, já que até o momento existem empenhos e projetos no valor de mais de R$ 31 milhões, para obras e ações de infraestrutura urbana e rural. (Com informações de Etevaldo Vieira).

24

JANEIRO 2013


ribas do rio pardo

Foto Luis Henrique

Betinho é o novo presidente da Câmara de Ribas

N

a sessão bastante privilegiada foi definida chapa única entre todos os vereadores, tendo sido apresentada a chapa “Renovação” com Adalberto Alexandre Domingues (PRTB), o Betinho, presidente, Antonino Ângelo da Silva (PSC), vice-presidente, Dione Erick (PSDC), 1º secretário e Fa-

biano Duarte (PR), 2º secretário. Para o ano de 2013 em Ribas do Rio Pardo serão 11 cadeiras na Câmara Municipal, sendo assim 11 vereadores foram eleitos nas eleições de 2012 e apenas três voltam ao cargo e oito são novos vereadores. Os vereadores são Dione Érick (PSDC), Fabiano Duarte (PR), Lucineide Friosi (PSC), Justino Machado Nogueira (PTB), Adalberto Alexandre Domingues (PRTB), Roseli Codognatto Corrêa (PPS), Joaquim dos Santos (DEM), Antonino Ângelo da Silva (PSC), Celia Regina Rodrigues Ribeiro (PSDB), Cláudio Roberto Siqueira Lins (PT do B) e Adão Coene Batista (PMDB). A sessão de posse dos eleitos aconteceu na manhã do último dia 1º de janeiro no ginásio municipal. O vereador Adalberto Alexandre Domingues, o Betinho, foi eleito por unanimidade para ser o novo presidente da Câmara de Ribas do Rio Pardo para o biênio 2013/2014. Adalberto Alexandre Domingues, o Betinho, foi eleito vereador pela primeira vez com 445 votos. É administrador de empresas e tem 33 anos. (Fonte: 90FM)

Foto Diário do Estado

câmara de coxim

Por unanimidade, Marilene Gasperin é eleita presidente do Legislativo Coxinense

A

professora Marilene de Fátima Gasperin (PSB) foi eleita presidente da Câmara de Coxim, na manhã do último dia 1º de janeiro. A chapa encabeçada pela professora foi consenso e contou com votos dos 13 vereadores. Carlos Henrique Ferreira da Silva (PR) é o vice-presidente, Adenilson Vilalba Freires (PMDB) primeirosecretário, e Sérgio Alexandre da Silva (PTN), o Serginho do Bombeiro, é o segundo-secretário. Após as eleições, foi cogitada a disputa entre duas chapas, sendo que uma teria Johnny Guerra Gai (PMDB) como presidente. Porém, no início de dezembro os parlamen-

25

tares eleitos entraram em consenso. Marilene foi quem deu posse ao prefeito de Coxim, Aluizio São José (PSB), as 19h30 do mesmo dia de sua eleição, no auditório da UEMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), na avenida General Mendes de Moraes, Jardim Aeroporto.

JANEIRO 2013


sonora

‘‘A chave da prefeitura é do povo ’’, diz Yuri Valeis

D

urante sua posse, no dia 1º de janeiro, o prefeito de Sonora, Yuri Valeis (PR), enfatizou que a chave da prefeitura, a partir daquele momento, pertencia ao povo nosorense. A frase foi dita no momento em que o prefeito exibia a chave simbólica, recebida durante a manhã do então prefeito Zelir Antônio Maggionni (PMDB), o Mano. Mano optou em entregar a chave simbólica para Yuri antes da posse, pois não prestigiaria a solenidade. “Esta chave representa a mudança que o povo escolheu”, frisou o atual prefeito. Yuri afirmou que vai trabalhar por todos, pois chegou a hora do povo de Sonora. Foi justamente este discurso que convenceu a maioria dos eleitores do município, que estava cansada de administrações voltadas para a elite. Para desenvolver Sonora, o prefeito disse que espera contar com a participação de todos, do homem do campo e dos empresários, do mais humilde e do mais bem sucedido morador do município. “Vamos caminhar juntos para desenvolver a nossa cidade”, previu. No mesmo sentido discursou o vice-prefeito,

Antônio de Oliveira Neto (PTB), o Cearazão. “É tempo de união, de junção de idéias e forças em prol de Sonora. Juntos vamos fazer uma adiministração eficiente e transparente”, garantiu o vice. Cearazão, reforçou o discurso de participação popular. MESA DA CÂMARA - Vereador pelo segundo mandato, Jansen Peixoto Barbosa (PTB) foi eleito presidente da câmara de Sonora. Ele foi o encarregado de dar posse ao prefeito Yuri e ao vice-prefeito Cearazão. Jansen contou com nove dos 11 votos, sendo que um foi contra e outro em branco. Durante a votação ficou claro que Dalmi Alves (PSB), o Tutinha, foi quem votou em branco. O vereador fez questão de exibir a cédula em branco antes de depositar na urna. Já o voto contrário não foi anunciado pelo autor. Apesar das divergências, apenas a chapa “Por uma Sonora melhor”, encabeçada por Jansen, disputou a mesa diretora, que tem Ezequiel Reginaldo dos Santos (PDT) como vice-presidente, Laudir Abreu da Rosa (PSD) como primeiro-secretário e Joaquim Cassiano Teixeira (PT) como segundosecretário. A oposição até que tentou montar outra chapa, mas Jansen tinha cinco votos garantidos e conquistou mais dois que consagrariam sua eleição. Diante da situação, o atual presidente ganhou mais dois votos, totalizando nove. Durante a solenidade, o vereador sonorense Laudir informou que sofreu muita pressão pelo apoio à Jansen. “Amigos de 20 anos deixaram de falar comigo”, emendou. Porém, o parlamentar ressaltou que não teve padrinho político em sua campanha e por isso não aceitou que influenciassem seu voto. Para o presidente, as divergências são salutares em qualquer parlamento, pois fortalecem a democracia. “Apesar das diferenças, não tenho dúvida de que todos os vereadores irão trabalhar em prol do povo e consequentemente do desenvolvimento de Sonora” enfatizou.

26

JANEIRO 2013


anastácio

Douglas Figueiredo assume o segundo mandato

C

omo sempre acontece, a posse do prefeito, vice e dos vereadores em Anastácio foi novamente uma festa cívica. A presença de público e familiares dos empossados foi grande. O cerimonial instalou três tendas na frente da Câmara com cadeiras e telão sonorizado para que o público pudesse acompanhar toda solenidade. No início a execução dos Hinos Nacional, do Estado e de Anastácio num arranjo típico da região acompanhado por

sanfona e harpa. O pastor Gideão Cabral fez a benção da solenidade. Nessa primeira parte os trabalhos foram conduzidos pelo vereador Saru, o de maior idade dentre os vereadores empossados e secretariados pelo vereador Manoel Luiz. O esperado discurso do prefeito empossado Douglas Figueiredo foi acompanhado com muita atenção tendo ele feito um balanço do mandato que concluiu e agora as perspectivas de um mandato de quatro anos estribado na maior votação que um prefeito teve em Anastácio – quase 70% dos votos. Ele fez um minucioso relato dos projetos que já estarão em desenvolvimento a partir do dia 2 de janeiro de 2013. Ao final reuniu os secretários e fez a nomeação: Cynthia Figueiredo, Assistência Social; Cido, Planejamento e Finanças; Ernandes Peixoto, Administração; professora Severina Valério, Educação; Manoel Paes, Obras; José Edson dos Santos, Cultura; Valdevino Santiago, Desenvolvimento ; Marluce Carlos, Saúde; Luiz Antonio, procurador e Jamil Nagles, chefe de Gabinete. Num clima festivo a solenidade foi encerrada com um coquetel oferecido às autoridades e convidados. E, como prometeu na solenidade de posse, o prefeito Douglas Figueiredo, já na manhã do dia 2 de janeiro, estava na Prefeitura atuando a pleno vapor.

pedro gomes

Vanderley Mota diz que vai ouvir a população

‘‘A

voz do povo é a voz de Deus”, diz um dos mais conhecidos ditados populares e é sob esta máxima que o novo prefeito de Pedro Gomes, Francisco Vanderley Mota (PT), pretende administrar o município nos próximos quatro anos. Ele confirmou esse desejo durante a solenidade de sua posse, no dia 1º de janeiro em Pedro Gomes. O prefeito deixou claro que estará atento aos anseios da população. Conforme Vanderley, ele vai administrar visitando os bairros, indo de casa em casa, conversando com cada cidadão. “Somente assim vamos retomar o desenvolvimento de Pedro Gomes”, comentou o prefeito, que está convicto da importância da participação popular em sua gestão. Para Vanderley, a experiência de seu primeiro mandato (2005/2008), aliada a projetos inovadores, vai resultar num modelo de gestão pública eficiente. Para tanto, o prefeito pretende cortar os excessos, fazendo com que a máquina

volte a funcionar. A primeira ação anunciada por Vanderley, ainda na posse, foi a realização de um mutirão de limpeza na cidade, principalmente para combater a dengue, uma vez que Pedro Gomes sempre figurou entre os municípios com maior incidência no Mato Grosso do Sul. A então prefeita Maura Jajah (PMDB), derrotada nas urnas, não compareceu a posse. Coube a Vinícius de Mello Dassi, então secretário de Obras, transmitir o cargo para o atual prefeito.

27

JANEIRO 2013


costa rica

Waldeli retoma comando do Executivo no município Início da nova gestão traz de volta ao cenário político o ex-prefeito Roberto Rodrigues, empossado no cargo de vice-prefeito costa-riquense

C

om uma votação de 6.892 votos, o prefeito eleito e diplomado do município de Costa Rica (MS), Waldeli dos Santos Rosa (PR), e o vice-prefeito, Roberto Rodrigues (DEM), tomaram posse na madrugada da terça-feira, 1º de janeiro, em uma solenidade bastante prestigiada e que foi realizada no Conviver – Centro de Convivência do Idoso. A cerimônia contou com a presença do deputado estadual Eduardo Rocha (PMDB), que representou a Assembleia Legislativa no evento. O deputado estadual Londres Machado (PR), também esteve representado por Ali Terra. Waldeli é companheiro de partido de Londres Machado, que é a principal liderança política do PR em Mato Grosso do Sul. A SOLENIDADE – A solenidade de posse dos eleitos começou com a realização da sessão solene de instalação da Legislatura 2013/2016 na Câmara Municipal. Declarados empossados, os vereadores se reuniram para a primeira ação efetiva da nova composição legislativa que é a eleição da Mesa Diretora da Casa de Leis.

Com chapa única, foi realizada da votação protocolar da nova mesa diretora sendo eleitos os membros da chapa “Sonho que Contagia” que receberam a unanimidade de votos. A composição ficou assim definida: presidente: Lucas Lázaro Gerolomo; vice-presidente: Áurea Maria Frezarin Rosa; 1º secretário: Waldomiro Bocalan; 2º secretário: Rayner Moraes Santos; líder do Prefeito: José Augusto Maia Vasconcelos; vice-líder do Prefeito: Averaldo Barbosa; vereador: Adair Tiago; vereador: Ailton Amorin; vereador: Jovenaldo Francisco; vereador: Roni Cota e vereador: José Alcides Carrijo. Em seguida à posse dos novos vereadores e composta a nova Mesa Diretora foi dada posse ao prefeito Waldeli dos Santos Rosa e ao vice-prefeito Roberto Rodrigues. Em seu discurso, o novo prefeito muito emocionado pela receptividade do povo, afirmou que irá intensificar o governo municipal, no atendimento a população e que vai fazer uma gestão popular, com a colaboração de todos os munícipes.

28 28

JANEIRO JANEIRO2013 2013


de nome ms matéria para mt

Camapuanense toma posse na Prefeitura de Sapezal, interior de Mato Grosso

N

Prefeite eleita Ilma Grisote Barbosa com os vereadores eleitos

atural da cidade de Camapuã, a 130 km de Campo Grande, Ilma Grisote Barbosa é a nova prefeita do município de Sapezal, no interior de Mato Grosso. A solenidade de posse da prefeita Ilma Grisoste Barbosa aconteceu na manhã do dia primeiro de janeiro, nas dependências do auditório do Paço Municipal João André Maggi. O evento, bastante aguardado pela população, contou com a presença de autoridades e de um grande número de populares que foram ao local levar o apoio e a demonstração de confiança à nova chefa do Poder Executivo Municipal de Sapezal. A prefeita Ilma nasceu no município de Camapuã no dia 15 de março de 1964, sendo a nona filha do casal Carlos Barbosa Silva e Sebastiana Grisoste Silva que teve um total de 12 filhos. Casada com, Marcos Antônio Neves, a prefeita de Sapezal tem dois filhos, João Carlos Grisoste Santana Barbosa e Paulo Marcel Grisoste Santana Barbosa. No dia de sua posse ela confirmou também todos os nomes que integrarão o primeiro escalão de sua administração, delegando-lhe poderes para iniciar imediatamente o trabalho de construção de uma cidade cada vez melhor para a população viver.

Ilma Grisote Barbosa é a nova prefeita do município de Sapezal

29

JANEIRO 2013


entrevista de olho

Foto Júnior Acosta

Douglas Figueiredo ass Anastácio de olho na pres

R

eeleito para o segundo mandato que, na verdade, será o primeiro que exercerá na plenitude dos quatro anos, o prefeito de Anastácio, Douglas Figueiredo (PPS), não esconde de ninguém que deseja partir para mais uma eleição nos próximos dias: ele se coloca como candidato a presidente da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul – Assomasul – entidade que representa os interesses dos municípios sul-mato-grossenses e que atualmente é presidida pelo ex-prefeito de Chapadão do Sul, Jocelito Krug (PMDB). Ainda antes de ser realizada a solenidade de diplo-

mação dos eleitos, Douglas Figueiredo já mantinha contatos com os colegas prefeitos eleitos em 7 de outubro passado e falava de sua plataforma para a entidade caso venha a ser escolhido pelos demais associados para presidir a Assomasul pelos próximos dois anos. “No momento em que os governos, da União e dos Estados, sobrecarregam cada vez os municípios com deveres e diminuem os repasses, as associações que representam os municípios precisam ser fortalecidas pois, junto com a Confederação Nacional dos Municípios, elas têm se tornado ferramenta de pressão para que os municípios sejam menos penalizados” avaliou

30

JANEIRO 2013


naentrevista assomasul

o assume Prefeitura de presidência da Assomasul o prefeito pré-candidato. Douglas Figueiredo, durante uma das primeiras reuniões realizadas na Assomasul com os prefeitos eleitos, afirmou que sentiu bastante receptividade de seus colegas prefeitos com relação à sua postulação de presidir a Associação. “Falamos com prefeitos de todas as regiões do Estado e sentimos uma boa recepção às nossas propostas que é de unir cada vez mais os prefeitos e tornar a Assomasul cada vez mais forte para fazer valer os interesses das administrações municipais que não mais são que os interesses dos munícipes”. Com o processo eleitoral marcado para acontecer no próximo mês, Douglas Figueiredo pretende intensificar o corpo a corpo nas próximas semanas visando, assim, montar uma chapa que possa representar todas as regiões do Estado e que seja eclética, ou seja, esteja desprovida de colorações político-partidárias. “É de suma importância a apresentação de uma chapa que contemple todos os pensamentos e filosofias políticas, assim como todas as regiões do Estado para que tenhamos mais força para defender as bandeiras do municipalismo junto aos nossos governantes”, avaliou. SEGUNDO MANDATO – Logo depois de eleito Douglas Figueiredo fez uma avaliação de seu primeiro mandato frente à Prefeitura Municipal de Anastácio, lembrando que o mandato se iniciou na metade devido à fatalidade representada pela morte do ex-prefeito Cláudio Valério (PMDB). A ele coube o dever constitucional de ocupar a cadeira de prefeito para cumprir o final do mandato do prefeito falecido. E ele avaliou

que fez um bom trabalho haja vista que obteve a reeleição com um dos mais elevados índices de aprovação dentre todos os 79 prefeitos eleitos em Mato Grosso do Sul no dia 7 de outubro passado. “Creio que cumprimos bem o nosso dever constitucional de concluir o trabalho que vinha sendo executado pelo saudoso e eterno prefeito Cláudio Valério e, agora, com o aval das urnas vamos para um mandato de quatro anos quando pretendemos desenvolver ações que realmente consolidem Anastácio como um dos mais portentosos pólos de desenvolvimento do interior do nosso Estado”. Douglas fez um minucioso relato dos projetos que já estarão em desenvolvimento a partir já a partir deste mês de janeiro e confirmou os nomes dos secretários municipais que serão Cynthia Figueiredo, Assistência Social; Planejamento e Finanças – Cido; Administração – Ernandes Peixoto; Educação – professora Severina Valério; Obras – Manoel Paes; Cultura – José Edson dos Santos; Desenvolvimento – Valdevino Santiago; Saúde Marluce Carlos; Procurador Luiz Antonio e Chefe de Gabinete - Jamil Nagles.

31

JANEIRO 2013


entrevista bela vista

Foto Enivaldo Acosta

Abraão assume prefeitura falando em resgate do desenvolvimento

A

pós assumir a prefeitura de Bela Vista para a gestão 2013 a 2016, Abraão Armoa Zacarias (PMDB) diz que o crescimento econômica da cidade tem que voltar a ser prioridade. Abraão garantiu que esse vai ser o grande marco dessa nova gestão. Ele explicou que Bela Vista é o uma das cidades mais importante da região Sudoeste do Estado e o que esta precisando é de respeito e seriedade com a população. “Isso nós iremos ter”, disse Abraão. Ele quer dinamizar essa relação, fazendo um trabalho de reestruturação da máquina administrativa para destravar o crescimento. Para isso, ele diz que vai melhorar os procedimentos de licenciamento, concessões de alvará e autorizações de ampliação de empreendimento e instalação de novos empreendimentos. Filiado ao PMDB, ele destacou que essa proposta vai ao encontro do que prega o Partido com seus aliados, de reforço da retomada do desenvolvimento. “Temos compromisso de que reforçar todos os setores de Bela Vista é papel estratégico fundamental para nossa comunidade, pois precisamos resgatar a autoestima da nossa gente”, destacou Abraão. Ele fez questão de destacar que “quando falamos em reforço conjunto, está incluída a preocupação com a divisão de renda e melhoria na qualidade de vida do trabalhador”. Ele lembrou que veio de família humilde, sempre trabalhou muito e que o serviço dignifica o homem. Para ele, a cidade conta com um setor operari-

ado forte e politizado. “É preciso investir em qualificação profissional, para justificar a atenção especial aos trabalhadores em geral de Bela Vista” enfatizou. MUITO APOIO - Para o novo prefeito, o apoio de vários deputados estaduais, federias e senadores será essencial para poder alavancar o desenvolvimento sócio econômico de Bela Vista. “Isso tudo aumenta muito a responsabilidade da nossa administração”, disse. Para obter êxito em sua empreitada, para a qual se preparou ao longo de sua trajetória política e vida profissional, Abraão conclamou apoio da Câmara de Vereadores e dos partidos políticos do município, e da população em geral. “Fizemos uma aliança ampla e contamos com apoio de vários partidos e dos vereadores eleitos, temos apoio do nosso governador”, disse Abraão. Além desses apoios, ele anunciou que “de forma estratégica, vamos governar Bela Vista em sintonia com a população durante esses quatros anos”. Disse, explicando que “juntos ela tem maior potencial de solução de problemas, execução de projetos e implementação de ação”. Abraão disse ainda que com essa parceria da retonada do desenvolvimento de Bela Vista, é essencial e dependerá de vários fatores, principalmente a colaboração dos secretários e servidores municipais a quem conclamou. Abraão contou ainda que desde que saiu o resultado da eleição municipal, ele iniciou um processo de trabalho buscando apoio para sua administração, juntamente com seu vice Luis Alexandre Palmieri que terá a missão de capitanear recursos para serem investidos no município. “Iremos trabalhar sob a ótica das prioridades que iremos adotar e que foram promessas de campanha”, disse Abraão, destacando a reestrutura da saúde, educação, esporte, lazer, obras e turismo. “É assim que iremos administrar Bela Vista”. Ele lembra que o governo anterior fechou diversas portas deixando a cidade abandonada e que tem o compromisso de recuperá-la, mas que o planejamento - do ponto de vista orçamentário e administrativo - é de reabertura gradativa, mas que garanta o funcionamento da máquina municipal. HOMENAGEM – Na solenidade de posse, a primeira dama Olga Zacarias foi homenageada com um buque de flores pelo prefeito Abraão Zacarias. (Com informações de Ademir Mendonça – Assessor de Imprensa)

32

JANEIRO 2013


entrevista rio verde

Mario Kruger encontra ‘‘rombo’’ na prefeitura

O

prefeito Mário Kruger (PT) nem bem sentou na cadeira principal do gabinete do Executivo Municipal de Rio Verde de Mato Grosso e já levou um susto. Ele foi empossado no cargo na manhã do dia primeiro de janeiro, como aconteceu em todo o Brasil, e já no dia seguinte levou um belo susto porque encontrou um rombo na prefeitura do município localizado na região norte de Mato Grosso do Sul. Os primeiros levantamentos feitos por sua equipe acenam para dívidas de aproximadamente R$ 6 milhões. Kruger informou que divulgará uma relação da “herança maldita” deixada por Wiliam Brito (PR). Em novembro, na condição de prefeito eleito, Kruger havia adiantado à imprensa estadual que a situação financeira do município era caótica. Entre as dívidas estão salários dos funcionários, assim como junto a Enersul (Empresa Energética de Mato Grosso do Sul), ao Hospital Regional Álvaro Fontoura e à Previdência. Para o prefeito, a divulgação se faz necessária para colocar em prática o seu compromisso de administrar com transparência. “Nossa proposta foi essa, governar com seriedade para que nossa administração seja eficiente em prol do bem coletivo”, comentou Kruger. Mário Kruger foi prefeito de Rio Verde de Mato Grosso nos quatro anos que antecederam a caótica administração de Willian Brito. Na época, tentou a reeleição, porém não logrou êxito. Em outubro passado, o povo rio-verdense consertou o erro cometido há quatro anos e devolveu o comando do Executivo ao líder político petista. LEGISLATIVO – Para não fugir a regra histórica, a disputa pela Mesa Ddiretora da Câmara Municipal foi acirrada. Primeiro cogitou-se três chapas, mas uma recuou. Com isso, Lauro Marchezan (PMDB) foi eleito com sete dos 11 votos. Pelo clima, a Mesa Diretora deve fazer oposição acirrada ao prefeito.

33

JANEIRO 2013


corguinho

Dalton se diz mais prepar Fotos Cuca Ferreira

Na posse , prefeito de Corguinho afirma: “Aprendi com m

C

om a presença maciça do povo corguinhense, na sessão mais esperada dos últimos dias, foram empossados os novos vereadores, o prefeito e o vice-prefeito de Corguinho. A sessão aconteceu às 09h e 30 da manhã do dia 1º de janeiro de 2013, no Ginásio de Esportes Ezio Massi. Coube ao presidente da Câmara, da ultima legislatura, dar posse aos novos vereadores que se reuniram para a escolha da nova diretoria da Casa para o biênio 2013-2014, que ficou assim definida: presidente, Marciano Novaes Pereira (PSD); vice-presidente, Edézio Fernandes de Lima (PP); 1º secretário, Rod-Nei Ribeiro Paraguassu (PT) e 2º secretário e Valdecir Santos da Silva (PRB. Empossado, o novo presidente assumiu a direção dos trabalhos e deu posse ao prefeito Dalton de Souza Lima (PMDB) e ao vice-prefeito, Gilmar Soares de Souza (PDT), o Gilmar Macaco, que foram recebidos com ovação pelo povo presente. O PREFEITO - Dalton chegou à prefeitura nas ultimas eleições com 53,01% ou 1.647 votos válidos, contra 1.460 votos da segunda colocada. O novo prefeito de Corguinho é corretor de imóveis e ad-

ministrador de empresas. Líder político dos mais respeitados dentro do município, Dalton concorreu à prefeitura em 1996, tendo o médico veterinário Zedechias Cruciol como candidato a vice. Perdeu e voltou a concorrer novamente no ano 2000, quando foi eleito vice-prefeito de Celsio Cerioli por dois mandatos consecutivos, nas eleições de 2000 e 2004. Em 2006, devido a sérios problemas de saúde do prefeito Celsio, Dalton assumiu a prefeitura. E em apenas dois anos e nove meses à frente do Executivo, conseguiu fazer uma administração séria onde a folha de pagamento e os fornecedores eram pagos rigorosamente em dia; asfaltou ruas da cidade e fez uma ponte de concreto que ficou na historia como sendo a primeira ponte de concreto do município. Sério e exigente, Dalton só não fez política durante sua estada à frente da prefeitura, o que certamente foi o principal motivo para não ter sido reconduzido ao cargo de prefeito nas eleições de 2008. “Passei quatro anos fora da prefeitura e aprendi muito com meus erros. Hoje me sinto muito mais preparado”, disse Dalton em programa de radio durante a campanha que o elegeu prefeito novamente. E foi esta mesma seriedade que o conduziu de volta ao Executivo.

34

JANEIRO 2013


corguinho

eparado para ser prefeito

i com meus erros, hoje , me sinto muito mais preparado Discursando já como prefeito de Corguinho, Dalton agradeceu em seu nome e do vice, Gilmar Macaco, aos 1.647 votos obtidos nas últimas eleições e disse que “queremos honrar esses votos e conquistar também o respeito daquelas pessoas que não votaram em nós. Queremos ser o prefeito e o vice–prefeito de todos. Queremos ser prefeito de Corguinho de uma maneira respeitosa e honrosa”. Dalton cumprimentou o novo presidente da Câmara, o vereador Marciano Novaes Pereira, e disse que quer governar “juntamente com a Câmara de Vereadores, pensando sempre no bem do nosso povo”. Seguindo seu discurso disse: “Eu não quero governar sozinho. Eu quero governar juntamente com a pessoa mais humilde e que possa nos ajudar com sua experiência de vida e com suas ideias pelo bem do nosso município”. Dalton agradeceu a honra de ter sido vice-prefeito de Celsio Cerioli, que numa atitude de extrema confiança lhe confiou o comando do município por dois anos e nove meses. Dirigindo-se ao ex-prefeito Teo Massi, Dalton disse reconhecer as suas dificuldades e disse ter “certeza de que todos sabemos o porquê, mas quero honrar o compromisso do seu partido e dos outros partidos que nos apoiaram, o PMDB, PDT, PSDB, PSD, PSB, PSC, PMN E PR. Diziam que o Dalton não

tinha grupo, não tinha o apoio dos vereadores. Eu sei da importância do apoio dos vereadores, mas não depende só disso. O passado, o presente, a demonstração de seriedade também fazem diferença e a população reconheceu e nos deu a vitoria em 7 de outubro”. Por fim o Prefeito ofereceu ao povo este momento de vitoria: “essa vitoria eu quero dedicar a todo o povo de Corguinho”. O VICE-PREFEITO - Gilmar Soares de Souza, o Gilmar Macaco, agora vice-prefeito, foi vereador por três mandatos. Líder político de destaque na região do Taboco, Macaco foi indicado pelo PDT para a candidatura a vice na chapa do prefeito Dalton. Em seu discurso, o vice–prefeito disse que sabe das dificuldades, “mas temos fé em Deus, que Dalton, juntamente com os vereadores e a equipe de secretários e comigo como seu vice, faremos o melhor por Corguinho”. BÊNÇÃO - O padre Rosinei, da paróquia do Senhor Bom Jesus, deu uma benção especial aos empossados e, em seguida, os amigos do prefeito Dalton ofereceram um churrasco a todos os presentes, dentre os quais destaque para o prefeito e o vice-prefeito de Rio Negro, Dr. Gilson Romano e Eronias Cândido de Rezende.

35

JANEIRO 2013


rio negro

Fotos Zé Fotógrafo

Gilson toma posse com secretários e vereadores

C

om uma grande participação da população de Rio Negro, foram empossados na noite de primeiro de janeiro o novo prefeito do município, Gilson Antônio Romano, e o seu vice-prefeito, Eronias Resende. Antes, foram empossados os vereadores, que elegeram os novos integrantes da Mesa Diretora do Legislativo, encarregados, constitucionalmente, de dar posse ao prefeito e vice-prefeito. O vereador João Batista, eleito para presidir a Câmara no biênio 2013 e 2014 foi quem deu a posse ao prefeito e ao vice-prefeito de Rio Negro. Empossado, o novo prefeito de Rio Negro, Gilson Romano lembrou que no dia 15 de julho de 2002 chegou a Rio Negro em busca de um lugar para residir e para trabalhar. Ali foi ficando, casou-se com uma rio-negrense e, assim foi contando sua trajetória de luta até chegar à Prefeitura Municipal. ¨ Nós vamos conseguir reerguer nosso município; pois, gosto de ouvir a opinião de todos os meus concidadãos e vamos fazer uma administração democrática e participativa” afirmou. “Estou pronto para os desafios e não tenho medo de tal” afirmou Gilson ao lembrar que estava recebendo o comando do Poder Executivo Municipal de Rio Negro com um rombo de 20 milhões de reais. “Fui à Brasília e até abril já estaremos recebendo as emendas. Preciso do apoio da população. Serão tomadas medidas para colocar a casa em ordem e isso não se coloca como perseguição e sim como necessidade. Vou ouvir muito

e selecionar idéias; se acertarmos ou errarmos, será juntos. Colocamos na nossa administração Deus à frente. A palavra de ordem é vamos trabalhar para nosso Rio Negro melhorar” enfatizou em seu discurso. Também usou da palavra o vice-prefeito, Eronias. Ele disse que naquele dia começava o trabalho da equipe do prefeito Gilson, da qual faz parte. Ele afirmou que a equipe da nova administração vai dormir tarde e acordar cedo. “E eu estou aqui para ajudar a cada um. Conheço cada pedaço do nosso município, por isto quero ajudar com minha experiência e conhecimento. As portas da minha casa estarão abertas e as da prefeitura deverão ser da mesma maneira”, enfatizou o vice-prefeito Eronias. O presidente eleito da Câmara, que comandou a solenidade de posse, falou sobre sua dupla emoção, por ser nomeado pelos vereadores e por poder falar por eles. Na ocasião ele afirmou que isto é o resultado de um trabalho árduo “que nos dá muito orgulho! Por saber que depositaram em nós a confiança. A Câmara é a casa do povo, pelo qual fomos eleitos e por quem devemos trabalhar, fiscalizando e buscando sugestões para resolver os problemas”. Pedindo ainda aos vereadores veteranos que ajudem os novos vereadores que estão chegando ele lembrou que ¨somos criticados porque temos o poder da caneta, ou seja, da decisão. Nosso compromisso deve ser em prol de Rio Negro e não em prol de um grupo ou partido”. O presidente abordou ainda a atual situação administrativa que se encontra o município. Dirigindo-se ao novo prefeito, ele pediu a união dos empossados e da comunidade para salvar Rio Negro. Falou do poder da imprensa e pediu que o Poder Legislativo seja independente em suas ações. Finalizando, afirmou que espera da administração do Dr. Gilson e Eronias a união de forças. Após os discursos de praxe o prefeito Gilson Romano anunciou e nomeou os seguintes secretários municipais: Administração, Saneamento e Finanças, Antônio Holsback; Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Maria Luíza Vieira de Rezende; Saúde Pública, Saneamento e Higiene, Roberto Rangel Alves da Silva; Produção, Meio Ambiente e Turismo, Escobar Pinheiro da Silva; Infraestrutura, Trânsito e Serviços Urbanos, Sebastião Evaldo Paes da Silva e de Assistência Social, Cidadania e Trabalho, Maria de Fátima Oliveira Silva; A finalização do evento se deu com uma apresentação ao vivo da música Sabor de Mel, escolhida pelo prefeito.

36

JANEIRO 2013


água clara

Silas José, Valéria Travain e vereadores são empossados

C

omo ocorreu em todos os mais de 5.550 municípios brasileiros, aconteceu na última terça-feira, primeiro dia primeiro do ano, a cerimônia de posse do novo prefeito, vice-prefeito e vereadores de Água Clara. Silas José, candidato eleito do PSDB, tomou posse como prefeito, ao lado de sua vice, Valéria Travain, e dos vereadores “Marcelo Carvoeiro”, “Soró”, Jorge Rossignolo, Val-

deir “Biróca”, Eulojari, Jurema, Dr. Márcio, “Rosinha” e Alfredo, este último que foi eleito com cinco votos para presidente da Câmara, derrotando a outra chapa encabeçada por Biróca, que obteve quatro votos. Presentes estavam as autoridades Ésio de Matos, presidente do Rotary Club de Água Clara, o comandante da Policia Militar Sub Tenente Aristides Alves, o ex-vereador de Três Lagoas Ângelo Guerreiro e senhora Marinete presidente da Associação de Senhoras e Rotarianas. O evento foi marcado pela emoção, e contou com a presença de familiares, amigos e simpatizantes dos eleitos, que lotou o Ginásio de Esportes de Água Clara para acompanhar a cerimônia. Também estava presente a mãe do novo prefeito, uma senhora de 90 anos, que em nenhum momento conseguiu esconder a alegria que sentia ao ver o seu filho tornar-se prefeito da cidade. Após a cerimônia, o evento teve continuidade no Paço Municipal onde o atual prefeito recebeu das mãos do ex-prefeito Tupete as chaves do prédio da prefeitura e logo foi lhe apresentado o gabinete, onde teve o termino na cerimônia.

ribas do rio pardo

Zé Cabelo empossado como prefeito

Q

uem apostou contra, perdeu. Quem divulgou que não aconteceria, está envergonhado. O Zé Cabelo foi diplomado e empossado prefeito de Ribas do Rio Pardo para o mandato de 2013 a 2016. A posse aconteceu diante de milhares de pessoas, no ginásio de esportes do município. Não existe nenhum recurso na justiça eleitoral, seja em Ribas do Rio Pardo, em Mato Grosso do Sul ou no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), em Brasília. Zé Cabelo já foi prefeito no município e sofreu perseguição política, mas provou sua inocência e está absolutamente tranquilo para trabalhar pela população de Ribas do Rio Pardo. Zé Cabelo foi aplaudido várias vezes em seu discurso de posse. Emocionado, homenageou o ex-prefeito Chico Pindó e agradeceu a população de Ribas pela votação vitoriosa. O novo prefeito agradeceu sua família, seus amigos e rendeu homenagem a seus pais. Reforçou seu compromisso de fazer uma administração humanista e cumprir os compromissos anunciados no seu plano de governo.

O vice-prefeito é Paulo Tucura e o primeiro escalão da equipe já está definido. Falta apenas o nome de quem assumirá a Secretaria de Assistência Social. Na saúde está a enfermeira Maria Ligia Gonzaga Duarte; na Finanças, Julio Cabreira; na Educação, Roseimeire dos Santos; na Obras, Jorge Harlsterberger; na Indústria, Comércio e Turismo,o vice-prefeito Paulo Tucura; na Agricultura, Pecuária e Meio Ambiente, Mario Augusto Vissoto; na Administração, Sueli Delamura.

37

JANEIRO 2013


sãonome gabriel matéria do oeste

Rolim apresenta seu secretariado e promete administrar para o povo

O

novo prefeito de São Gabriel do Oeste, Adão Rolim (PR), recebeu de volta o comando do Poder Executivo Municipal em sessão solene realizada na Igreja Batista. A transmissão do cargo foi efetivada com a presença do prefeito a quem Rolim passou o cargo há quatro anos, Sérgio Luiz Marcon (PSDB). Ao receber o comando do município novamente, Rolim prometeu uma administração para o povo, com o povo. Na mesma ocasião, ele anunciou os componentes do primeiro escalão da sua administração que, no geral, não tem grandes mudanças em relação ao secretariado do seu último mandato. O Partido dos Trabalhadores (PT) estará a frente de três pastas na administração de Rolim. Na mais importante secretaria, a de Governo, estará José Luis Ribeiro de Leon; na Agricultura, Pecuária e Meio Ambiente Leo Grison, e na de Educação Elisabetha Gricelda Klein, todos do PT. De novo, o grupo apresenta o secretário de Administração e Finanças, Rafael Oliveira Amaral, o empresário

Jair Frozza à frente da Secretaria de Indústria e Comércio e Serviços; Sonia Monteiro Candeloro na de Assistência Social e o vice-prefeito Pedro Freitas de Oliveira que ficará na de infraestrutura (Obras). Os demais nomes são os mesmos da segunda gestão de Rolim no município de São Gabriel do Oeste. A Secretaria de Saúde fica com o presidente do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde de MS (Cosems) Frederico Marcondes Neto (PTdoB) que ocupava a mesma pasta na última gestão de Rolim. Até o ano de 2008, quando concluiu seu segundo mandato consecutivo frente ao Executivo Municipal, havia uma Secretaria de Desenvolvimento Econômico com duas superintendências. Agora Rolim dividiu em duas pastas: a de Agricultura, Pecuária e Meio Ambiente terá Leo Grison que era superintendente da mesma pasta também na gestão de Rolim. O vice-prefeito, Pedrinho, comandará a secretaria de Infraestrutura (Obras), que agora será uma secretaria com superintendências para as áreas rural e urbana. (Com informações do Idest.com).

38

JANEIRO 2013


camara de água clara

Foto Correio Água Clarense

Vereador Alfredo comanda legislativo água-clarense

E

m Água Clara acordo político é para ser cumprido. Foi assim para a escolha dos novos integrantes da Mesa Diretora da Câmara Municipal para o biênio 2013/2014. Cinco vereadores haviam firmado um pacto em 21 de dezembro e o acordo foi honrado no dia 1º de janeiro, quando foram empossados os edis e se realizou a eleição para a escolha dos integrantes da Mesa da Casa. Efetivada a votação, para o cargo de presidente foi escolhido o vereador Alfredo Alexandrino dos Santos Júnior (PSC); o 1º vice-presidente será Marcelo Batista de Araújo, o Marcelinho

Carvoeiro (PSC); o 2º vice-presidente, Jorge Rossignolo (PTB); 1º secretária, Rosa Maria dos Santos Souza, Rosinha (PSB), e o 2º secretário, Waldenir Ferreira Lino, Soró (PDT). Segundo eles, o respeito com a população de Água Clara não poderia de forma alguma ser quebrado, interesses pessoais de qualquer natureza não podem ter valor maior que o interesse da coletividade, manobras políticas, chantagens, decisões obscuras, ou duvidosas não farão parte do grupo político e isto ficou provado na eleição da Mesa. Soró, Rosinha, Marcelo, Jorge e Alfredo em unanimidade defenderam que qualquer decisão tomada fosse para a formação da mesa ou de qualquer espécie, deve atender os anseios da população e não esperar por favores pessoais, financeiros ou de cargos públicos. “Eu votei nessa chapa encabeçada por Alfredo porque acredito que novas pessoas farão a diferença na política de Água Clara, iremos trabalhar para o bem-estar de nossa população, sempre priorizando projetos que atendam a necessidade do nosso povo”, destacou Marcelinho Carvoeiro. “Fiquei feliz pela confiança do grupo em poder assumir essa responsabilidade nos dois primeiros anos. A partir de agora a Câmara Municipal estará aberta para todo aquele que independente de sigla partidária ou posição social queira colaborar para o desenvolvimento do município”, finalizou Alfredo. Para o 2° biênio da atual legislatura - 2015/2016 - o acordo firmado garantiu a eleição de Jorge Rossignolo para o cargo de presidente da Mesa.

alcinópolis

E

m clima de festa o prefeito Ildomar Carneiro (PMDB) tomou posse pela terceira vez no comando do Poder Executivo do município de Alcinópolis. A cerimônia aconteceu na manhã do último dia 1º na Escola Municipal Alcino Carneiro com o comparecimento maciço da população. Ildomar assumiu a Prefeitura assegurando que lutará pelo progresso do município e pelo bem estar social dos alcinopolenses. O que chamou bastante a atenção foi a composição da Mesa Diretora da Câmara para o biênio 2013/2014 sendo que todos são das fileiras do PMDB onde Aluisio Martins Pereira será o presidente, Izamita Leite a

Foto Hilton Bulhões

Ildomar Carneiro toma posse vice, Alcir Gonçalves Dias o primeiro secretário e o vereador Levino o segundo secretário da Mesa. Durante a cerimônia Ildomar nomeou também o seu secretariado sendo o de Obras: Wellington Carneiro; a de Saúde: Neiva Carneiro; a de Assistência Social, Simone (vice-prefeita eleita); de Educação, Desporto e Cultura: Jesus Aparecido de Lima; de Desenvolvimento, Turismo e Meio Ambiente: Elisberto Martins Rezende; de Finanças: Karita Leite e o chefe de Gabinete: Luziano Furtado.

39

JANEIRO 2013


dicas nome impacto matéria

Confira 7 dicas para evitar compras por impulso nas liquidações Após o Natal , em janeiro, o comércio tradicionalmente faz liquidações para atrair os consumidores e desovar estoques

S

egundo os economistas da Serasa Experian, o Natal foi bom para o varejo, o que significa que os consumidores já estão endividados e, por isso, devem controlar seus gastos e evitar fazer compras sem necessidade. Conforme a consultoria, a orientação é planejar, aproveitando as liquidações para adquirir apenas o que é necessário e antes de se deixar seduzir pelas ofertas, o consumidor deve fazer as contas e relacionar as dívidas que já possui, lembrando também das adquiridas nas compras do final do ano. Para ajudar os consumidores, o órgão elaborou sete dicas para evitar que o consumidor faça compras por impulso nas liquidações de começo de ano. Confira:

1 - Dívidas no papel :

Anote no papel todas as dívidas para saber se há espaço no orçamento da família para novas compras.

2 - Planejamento:

Planeje as compras, reflita se está realmente precisando daquele produto e discuta a necessidade da compra com a família. Saia de casa sabendo exatamente o que vai comprar.

3- Impostos:

Lembre-se dos gastos do início do ano, que além de pagamento de impostos, compra de material escolar e matrícula, incluem despesas de férias, como viagens, cinemas, passeios.

4- Pagamentos em dia:

Evite parcelamentos longos, pois o risco de ficar superendividado e inadimplência (não pagar dívidas no prazo) é maior, diz a Serasa.

5- Dia das mães:

Lembre-se das datas comemorativas do primeiro semestre (Páscoa, Dia das Mães e Dia dos Namorados) e tente não chegar endividado e sem poder de compra nessas ocasiões.

6- Cuidado com o cartão: Evite gastos com o cartão de crédito, pois ele dá a falsa sensação de que não se está gastando. Antes de comprar, veja na fatura o valor total das compras antigas.

7- Pesquise:

Cuidado com descontos milagrosos e pesquise para saber se está fazendo um bom negócio ao comprar um produto em uma liquidação. Terra

40

JANEIRO 2013


bandeirantes

Empossado, Márcio Faustino toma primeiras medidas administrativas

E

m clima de festa o prefeito Márcio Faustino (PSD) e a vice-prefeita Maria do Macete (PMDB) foram empossados pela Câmara Municipal, no primeiro dia do ano, para administrar o município de Bandeirantes pelos

próximos quatro anos. Antes mesmo de ser empossado, Marcio Faustino de Queiroz já havia divulgado na imprensa quais seriam os nomes dos bandeirantenses que comporiam o seu primeiro escalão. Ou seja, ao ser empossado, o novo prefeito da cidade localizada a 60 km de Campo Grande já estava com a equipe prontinha para tomar as primeiras medidas administrativas. SECRETARIADO - Para a Secretaria de Finanças foi escolhido Rubens Canhete Antunes, para Secretaria de Administração Edson Rocha, Secretaria de Indústria e Comércio será Gelson Guimarães, Secretaria de Educação com Ana Lina Rezende Martins de Abreu, a Secretaria de Obras será comandada por Jander Bernardino Honório, a Secretaria de Saúde por Gilvan Gonçalves, a Secretaria de Assistência Social por Evelise Adames Lana e a Secretaria de Agricultura por Altamir Borges. De acordo com Marcio Faustino, em cumprimento ao compromisso assumido no curso de sua campanha eleitoral, priorizou convidar pessoas que residem na cidade para fazer parte de sua administração, sem deixar de levar em consideração parâmetros de qualificação técnica e profissional.

jaraguari

Vaguinho toma posse e já atua na recuperação da cidade e da área rural

E

leito com quase 60% dos votos válidos pela coligação formada por PDT/PMDB/DEM/PR/PSD/PPS/PTdoB/ PSDB/PRP, Vagner Gomes Vilela, o Vaguinho (PDT), foi empossado no último dia primeiro de janeiro e imediatamente iniciou o trabalho de recuperação do perímetro urbano e da área rural do município. As ações emergenciais anunciadas pelo prefeito e já em execução pela equipe da nova administração do município visam a recuperação das ruas da cidade que estavam completamente abandonadas, assim como medidas para atender a população rural que foi esquecida pela gestão anterior. “Assumimos o comando do Poder Executivo ciente dos desafios que teremos pela frente, mas, com uma equipe afinada e pronta para o trabalho, temos certeza de que suplantaremos os obstáculos que nos surgirem pela frente” afirmou o prefeito no contato mantido com a revista IMPACTO. FURNAS DO DIONISIO – Por outro lado, a administração municipal de Jaraguari confirma que foi aprovado o projeto de Compra da Agricultura Familiar com Doação Simultânea (CPR) da Associação dos Pequenos Produtores Rurais Quilombolas de Furnas do Dionísio, ano 2012. O projeto foi aprovado pela Co-

missão Permanente de Projetos do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional de Mato Grosso do Sul (Consea), vinculado à Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas). O CPR é uma modalidade do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) na qual a cooperativa ou associação de agricultores familiares vende a produção para o governo, via Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), e entrega o alimento diretamente em rede de equipamentos públicos de alimentação e nutrição (restaurantes populares, cozinhas comunitárias e bancos de alimentos) ou em rede socioassistencial (asilos, abrigos), governamentais ou não, responsáveis pelo atendimento a populações em situação de insegurança alimentar e nutricional.

41

JANEIRO 2013


figueirão nome matéria

Prefeito Getúlio Barbosa continua na prefeitura

Getúlio Barbosa torna-se o primeiro prefeito reeleito do município de Figueirão. Ele tomou posse juntamente com seu vice-prefeito Rogério Rosalin

E

m uma sessão solene marcada por novas expectativas, Getúlio Barbosa (PMDB) tomou posse no dia 1º de janeiro de 2013 para o cargo de Prefeito de Figueirão para o quadriênio de 2013/2016, juntamente com o vice-prefeito Rogério Rodrigues Rosalin. A sessão aconteceu no Ginásio Esportivo Aparecido Berquó da Silva, e contou com a presença de autoridades

civis, militares e eclesiásticas e foi comandado pelo novo presidente do Legislativo Municipal, Milton Alves Pereira (PMDB). Getúlio Barbosa e Rogério Rosalin assumiram respectivamente os cargos de prefeito e vice-prefeito e fizeram o seguinte juramento: “Prometo cumprir a constituição federal, a constituição estadual, a lei orgânica do município e observar as leis vigentes no País, desempenhar fiel e legalmente o mandato que o povo me conferiu, promovendo o bem geral do município”. O primeiro prefeito reeleito do município de Figueirão Getúlio Barbosa e vice prefeito Rogério Rosalin agradeceram a todos os que depositaram o voto de confiança em seus nomes e desejaram a todos os figueirãoenses um feliz 2013. Logo após a cerimônia de posse, Getúlio Barbosa e Rogério Rosalin receberam os cumprimentos da população no recinto da Chácara 3R onde foi servido um almoço a todos os presentes.

sidrolândia

Ilson Peres é eleito presidente da Câmara e será prefeito de Sidrolândia

O

vereador Ilson Peres (PSDB) foi eleito como presidente da Câmara de Sidrolândia em eleição realizada na manhã da terça-feira 1º de janeiro. Neste caso, o vereador além de ser eleito para comandar a Câmara também terá a responsabilidade de administrar a cidade, assumindo o posto de prefeito. Ele foi empossado no mesmo dia em que foi eleito presidente como chefe da administração municipal, já que o prefeito eleito Enelvo Felini, também do PSDB, teve o registro de candidatura cassado por irregularidades nas contas públicas no período que foi prefeito de Sidrolândia. O TSE negou no último dia do ano passado, o pedido de recurso feito por Enelvo e, com isso, quem assume

a Prefeitura é o presidente da Câmara. Em 3 de março, segundo o Tribunal Regional Eleitoral, deverá ser realizada nova eleição para escolher o prefeito. Ilson recebeu sete votos na eleição da presidência. O vereador Sérgio Bolzan teve seis votos e votou em Ilson, contrariando a orientado do PT. Irão compor a Mesa Diretora: Ilson Peres, como presidente; vice-presidente, Sergio Bolzan; 1º secretário, Cleidinaldo Marcelino e 2º secretário, Mauricio Anachye.

42

JANEIRO 2013


câmara terenos nomede matéria

Vereadores elegem Mesa para as duas sessões legislativas

A

poiados no disposto em uma emenda ao regimento interno, aprovada no ano de 2009, os vereadores de Terenos elegeram no dia primeiro de janeiro os integrantes das mesas diretoras do Poder Legislativo Municipal para as duas sessões legislativas que comporão a Legislatura que se iniciou no primeiro dia do ano e que se concluirá no dia 31 de dezembro de 2016. Os integrantes de um grupo político, excluídos da direção da Câmara pela composição que havia sido decidida no gabinete do ex-prefeito Beto Pereira, se uniram e conseguiram o intento de eleger os integrantes da mesa para o biênio 2013/2014 e os que administrarão a Casa no biênio 2015/2016. Com seis votos contra os cinco que optaram por seguir a liderança do ex-prefeito Beto e da prefeita Carla, os vereadores elegeram Clayton Cleone Melo Welter ( PR) para presidir o Legislativo neste ano e em 2014. Ele será sucedido por Braz Dias Neto, que comandará o Poder nos

dois últimos anos da Legislatura. Na atual mesa diretora estão ainda os vereadores Leandro Guimarães Caramalac da Costa, como vice-presidente; José da Silva Cipriano, como primeiro secretário e Marcelo Alexandre Consalter, como segundo secretário. Já no segundo biênio da atual gestão, além de Braz Dias, farão parte da Mesa diretora os vereadores Marcelo Alexandre, como vice-presidente; Leandro Caramalac, como primeiro secretário, e Assis Alves de Almeida, o Saci, como segundo secretário. Falando à imprensa após se eleger e dar posse à prefeita e o vice-prefeito, o novo presidente da Câmara ressaltou a independência dos poderes como fator que ficou evidenciado durante a escolha das mesas diretoras da Câmara Municipal para os próximos quatro anos. “Mas a cizânia deixa de existir no momento em que assumimos nossos postos, pois, a partir daí Câmara e Executivo terão de unir, de trabalhar unidos na busca do que é melhor para o povo de Terenos” avaliou o presidente.

43

JANEIRO2013 2013 JANEIRO


culinária nome matéria impacto

Profiteroles com sorvete

vigorosamente com a colher, até a massa se soltar das paredes da panela. Volte a panela ao fogo e continue a bater em fogo baixo por cerca de 30 segundos, só para secar a bola de massa. Junte os ovos, um de cada vez, mexendo bem após cada adição até que a massa fique brilhante e macia. Unte uma assadeira e peneire farinha de trigo. Faça bolinhas (do tamanho desejado) com a massa e coloque-as na assadeira. Pincele-as com gema. Asse em forno pré-aquecido por 25-30 min. Quando as bombinhas estiverem prontas, corte-as horizontalmente. Encha as bombinhas cortadas horizontalmente com o sorvete de creme, empilhe-as em uma travessa rasa.

Ingredientes: Massa:

2 xícara(s) (chá) de água 1 colher(es) (chá) de sal 6 colher(es) (sopa) de manteiga 3 xícara(s) (chá) de farinha de trigo 4 unidade(s) de ovo quanto baste de sorvete de creme

Calda:

200 gr de chocolate meio amargo picado(s) 1 lata(s) de creme de leite sem soro

Calda:

Modo de preparo: Massa:

Derreta o chocolate em banho-maria e em seguida adicione o creme de leite. Mantenha essa calda aquecida. Despeje a calda quente de chocolate por cima das bombinhas. Sirva imediatamente.

Em uma panela, misture a manteiga, a água e o sal. Aqueça até a manteiga derreter. Deixe levantar fervura e desligue em seguida. Junte a farinha em seguida toda de uma vez e bata

44

JANEIRO 2013


nome matĂŠria

45

JANEIRO 2013


câmara de corguinho

Por unanimidade Barrinha é eleito presidente da Câmara

O

vereador Marciano Novaes, o popular Barrinha, será o responsável pela condução dos trabalhos legislativos no município de Corguinho pelos próximos dois anos. Ele foi eleito para presidir a Casa de Leis do Município e foi responsável por comandar a solenidade de posse do

prefeito Dalton de Souza Lima (PMDB) que, depois de quatro anos, voltou ao comando do Poder Executivo Municipal. Além de Barrinha, no comando do Poder Legislativo Municipal, a Mesa Diretora da Casa será completada pelo vereador Edézio, como vice-presidente, e pelos vereadores Rod-Ney Paraguassu, como primeiro secretário, e Valdecir dos Santos da Silva que eleito pelos colegas para responder pela segunda secretaria. Eleito e empossado na presidência da Casa, após dar posse ao prefeito Dalton e ao seu vice Gilmar Macaco (PDT), Barrinha confirmou à imprensa que a Câmara Municipal continuará trabalhando em consonância com o Poder Executivo, apoiando todas as medidas que foram tomadas em benefício da população. Também integram a Câmara Municipal de Corguinho os vereadores Guiomar de Oliveira Gonçalves, Jair Cáceres da Silveira, Militão de Andrade, Jesiel Romão de Melo e Aires Amorim da Costa.

Restaurante do Posto Angico

Ponto de encontro da família camapuanense! Fone (67) 3286-1373 O Posto e Restaurante Angico fica na BR-060 – km 205 Correio eletrônico: postoangicocamapua@gmail.com 46 JANEIRO 2013


paraíso das águas

Foto Fernando Brito

Ivan Xixi e vereadores são empossados

A

manhã do dia 1º de janeiro próximo passado entrará para a história de Paraíso das Águas. No Ginásio de Esportes Profº. Sidney Alves Siqueira, foi realizada a solenidade de posse dos primeiros representantes do povo do município, o prefeito, o vice-prefeito e vereadores de Paraíso das Águas. A sessão de posse dos vereadores que, em seguida deram posse ao prefeito e ao vice-prefeito foi realizada com a presença dos presidentes do: PMDB, PR, PDT, DEM, PSB e PT, dos deputados estaduais Junior Mochi (PMDB), líder do governo na Assembleia, e Eduardo Rocha (PMDB) líder do partido no Legislativo Estadual, do diretor Executivo da Assomasul Sebastião Almeida Filho, do comandante da Polícia Militar de Paraíso das Águas, sargento PM Admilson Matos dos Santos, do subtenente do Corpo de Bombeiros de Chapadão do Sul Osair Brito. O Hino Nacional Brasileiro foi entoado ao som da Orquestra Plentitude, composta por jovens membros da Igreja Evangélica Assembléia de Deus, regida pelo maestro Wanderlan Ferreira e com interpretação da cantora gospel Luiza Aparecida Souza. A primeira parte da sessão solene foi presidida pelo Vereador José Targino Ferreira (PR), que empossou os demais vereadores. O vereador Celso Martins da Cunha (PMDB) foi nomeado pelo presidente e José Targino como secretário dos trabalhos da sessão. Em seguida foi eleita a Mesa Diretora da Câmara Municipal de Paraíso das Águas para os dois primeiros anos, sendo eleito por unanimi-

dade presidente o vereador Anizio Sobrinho de Andrade (DEM), vice-presidente Luiz Cláudio Siena (PDT), 1º secretário, Roberto Carlos da Silva (PR) e 2º secretário Antônio Luiz Soares (DEM). O vereador Celso Martins da Cunha (PMDB) será o líder do prefeito na câmara. A posse do primeiro Prefeito de Paraíso das Águas, Ivan da Cruz Pereira, o ‘Xixi’ (PMDB) e do vice-prefeito Ocesino Alves de Oliveira (PR), foi dada pelo presidente da Câmara, depois que a palavra foi franqueada a todos os vereadores e autoridades presentes. O prefeito Ivan Pereira emocionado agradeceu a presença e o apoio de todos, falou de sua luta pela emancipação e da felicidade que sentia naquele momento, apontou algumas das dificuldades que o município enfrenta e enfatizou que não fará da Prefeitura Municipal, cabide de empregos e que trabalhará por Paraíso das Águas e pelos distritos. Ivan encerrou suas palavras solicitando apoio aos deputados presentes ao mesmo tempo em que anunciava os cinco secretários municipais sendo o secretário municipal de Infraestrutura Rural e Urbana,Daniel Grégio; secretária de Assistência Social, Habitação e Cidadania, Fabiana dos Santos Pinho Pereira; chefe de gabinete e secretário municipal de Administração e Finanças, Ildo Furtado de Oliveira; secretária municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Inês dos Santos Pinho; secretária municipal de Saúde, Juliana Ferrari. O advogado Dr. Jaibis Rodrigues será o procurador e fará parte do corpo jurídico da Prefeitura Municipal.

47

JANEIRO JANEIRO 2013 2013


turismoimpacto por Valdemir Delmondes (Turismólogo)

Viaje por Goiás... Muitas belezas no coração do Brasil

N

o Cerrado é só emoção... Serra dos Caiapós, Arqueologia, agronegócio, Águas Termais, Chapadões, Fauna e Flora... Parque Nacional das Emas - Maior unidade de conservação do Bioma Cerrado existente no planeta, com cerca de 132 mil há. Santuário natural emoldurado pela Serra dos Caiapós. Região de mais de duas mil nascentes de águas, dentre elas as que originam o Rio Araguaia. Rio Verde - Devido ao Grande movimento do turismo de negócios, a região oferece infra-estrutura e serviços de qualidade. Cachoeira de Ouroana, Sobrado Major Frederico Gonzaga Jayme, Palácio da Independência. Jateí - Museus: Histórico de Jataí e de Arte Contemporânea Memorial JK e Casa do Artesão, águas Termais no Thermas Bech Parque. Serranópolis - Patrimônio Arqueológico, uma jóia da Arte Rupestre a aventuras na natureza. Uma Paisagem cultural de grande beleza que mostra e se materializa a cerca de 12 mil anos. Um grandioso santuário rupestre do Continente Americano, sobretudo no Mirante da pedra da Mesa e no Sítio Manuel Braga. Chapadão do céu - Portal de entrada do Parque nacional das Emas. Conta com vários atrativos naturais formados pelo rio Formoso, Prato e Sucuri. MINEIROS - Região do Pinga –Fogo, Mirante do Morro da Caixa, Chapada da Lua, Casa de Pedra da Boa Vista, Lago da boa Vista, Cleonice e Rio Verde. O Sudoeste do Estado de Goiás oferece infra-estrutura e serviços turísticos de qualidade, aliado a muitas emoções no cerrado do centro oeste brasileiro.

48

JANEIRO 2013


49

JANEIRO 2013 DEZEMBRO 2012


ms em brasília Produtores do Centro-Oeste receberão benefício em caso de calamidade Os pequenos agricultores do Centro-Oeste terão direito a um benefício que concede condições mínimas de sobrevivência para quem vive em localidades que frequentemente estão sujeitas a perda da produção por causa da estiagem ou do excesso de chuva. É o que determina o projeto (PLS 238/2012) do senador Antonio Russo (PR-MS) que estende o Seguro Garantia-Safra aos municípios do Centro-Oeste. A proposição foi aprovada pela Comissão de Agricultura do Senado. Agora a matéria será encaminhada à Câmara dos Deputados.

Delcidio anuncia verba para portais e centro de convenções

Vista do portal na BR-158 para quem chega a Aparecida procedente de Paranaíba O senador Delcídio do Amaral (PT-MS) anunciou a liberação de recursos, por meio de emendas de sua autoria, para o pagamento dos portais de Aparecida do Taboado e da terceira fase do centro de convenções de Costa Rica. Os portais já foram concluídos e até inaugurados. Já o centro de convenções precisará de novo aporte em razão dos riscos de ser engolido por uma erosão. De acordo com o senador, o governo federal liberou R$ 1,7 milhão referentes ao pagamento de emendas consignadas no Orçamento Geral da União.

Cogitado para presidência do Senado, Moka diz: “só se for consenso”

O senador Waldemir Moka (PMDB-MS) foi destaque na imprensa nacional mais uma vez como nome forte para a presidência do Senado Federal. O parlamentar, porém, disse ao Correio do Estado que só aceita a indicação se for nome de consenso no partido. “Se o Renan (Calheiros) achar que ele não deva ser candidato por outras razões, aí eu acho que aceitaria”, disse Moka argumentando que a disputa interna só enfraquece o partido. A revista IstoÉ dessa semana coloca o parlamentar sul-matogrossense, atual 2º vice presidente da Casa, como um dos nomes fortes para a disputa. Moka confirma que foi procurado pela ala independente do PMDB.

Marçal passa fim de ano entregando obras em Maracaju e Eldorado

O deputado federal Marçal Filho (PMDB), passou o fim de ano entregando obras resultantes de emendas individuais e de sua atuação em Brasília na liberação de recursos. O parlamentar tem se caracterizado por ações municipalistas, batendo às portas de praticamente todos os ministérios com projetos para os mais variados setores, sobretudo, infraestrutura. “Como um deputado que recebeu votos em todo o Estado, é uma preocupação minha conversar com as administrações municipais para atender as necessidades especificas de cada cidade”, explicou Marçal. Ele passou o final de ano entregando obras em Maracaju e Eldorado, além de Jateí.

Fábio Trad diz que PMDB tem Nelsinho e Simone para 2014

O deputado federal Fabio Trad (PMDB-MS) está confiante na construção de uma chapa forte para o governo do Estado em 2014. Segundo ele, o PMDB tem dois nomes de peso para encabeçar a contenda: o ex-prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho e a vice-governadora Simone Tebet. “Os dois nomes são excelentes. Tem virtudes que empolgam os peemedebistas, porque possuem experiência muito bem-sucedida no executivo, identidade com o partido, competência comprovada e formação política capaz de enfrentar os desafios de governar um estado. Jovens com maturidade política suficiente para conduzir Mato Grosso do Sul ao posto de um dos mais desenvolvidos estados da federação”, afirmou o deputado sul-mato-grossense.

Giroto diz que será senador se Puccinelli não for candidato

O governador André Puccinelli (PMDB), a vice-governadora Simone Tebet (PMDB) e o ex-prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB), estão em meio a uma disputa partidária para definir quem serão os candidatos ao Governo do Estado e ao Senado Federal em 2014. Neste contexto, o deputado federal Edson Giroto (PMDB) anunciou no último dia 8, durante visita a Governadoria, que será senador se Puccinelli desistir e decidir cuidar dos netos. Giroto deve brigar diretamente com a vice-governadora, Simone Tebet, que já demonstrou interesse em continuar o mandato que o pai não concluiu no Senado.

50

JANEIRO 2013


ms em brasília Biffi reitera compromisso com prefeito de Naviraí

“Estive na sua campanha, junto com o partido do PT e com o compromisso de ajudar a nossa querida Naviraí a se desenvolver”. Biffi ressaltou a importância do trabalho de um gestor municipal para determinar o desenvolvimento econômico e social de toda região. Biffi disse ainda que a eleição de Léo Matos (PV) foi uma escolha audaciosa e que com certeza sua administração vai melhorar a vida de todos que moram no município. “E o que pudermos, faremos para ajudá-lo” frisou.

Projeto de Vander garante benefício para cidades abaladas por desastres

Com as chuvas de verão, comuns no período de dezembro a janeiro em diversas partes do País, várias cidades brasileiras estão sofrendo com enchentes e inundações que matam pessoas, deixam muitas famílias desabrigadas e destroem a infraestrutura urbana. Para apoiar os municípios afetados gravemente por desastres naturais, o Projeto de Lei Complementar (PLP) 249/2007, de autoria do deputado federal Vander Loubet (PT-MS), propõe alterar a Lei Complementar 101/2000 – a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) – para suspender temporariamente o pagamento das dívidas assumidas com a União dos municípios que se encontrem em situação de emergência ou em estado de calamidade pública.

Ministério empenha R$ 2,5 milhões para asfalto em Dourados

O Ministério das Cidades empenhou (garantia de pagamento por parte do Governo Federal) R$ 2,5 milhões nesta segunda-feira (31), em recursos para asfalto em Dourados. O valor é parte de uma emenda individual no valor total de R$ 5 milhões de autoria do deputado federal Geraldo Resende (PMDB). Ao todo, seis novos bairros serão contemplados com os recursos. No Estrela Poravi I e II e em parte do Jardim Guaicurús os recursos vão possibilitar a drenagem das ruas: G 18 (entre as Ruas G 02 e G 08), G 17 (entre as Ruas G 01 e G 08), G 08 (entre as Ruas: G 18 e G 17), G 07 (entre as Ruas: G 17 e G 18), G 06 (entre as Ruas: G 17 e G 18), G 05 (entre as Ruas: G 7 e G 18), G 04 (entre as Ruas: G 17 e G 18) G 03 (entre as Ruas: G 17 e G 18) G 02 (entre as Ruas: G 17 e G 18) e G 01. Também garantem pavimentação, meio-fio e sinalização viária nas ruas: G 17 (entre as Ruas Marginal Guaicurus e G 09), G 18 (entre as Ruas G 01 e G 08), G 08 (entre as Ruas: G 18 e G 17), G 07 (entre as Ruas: G 17 e G 18), G 06 (entre as Ruas: G 17 e G 18), G 05 (entre as Ruas: G 17 e G 18), G 04 (a partir da Rua G 18) G 03 (entre as Ruas: G 17 e G 18) G 02 (entre as Ruas: G 17 e G 18).

Reinaldo também pode disputar o Senado

No âmbito da Câmara federal, se por um lado Edson Giroto sonha com a condição de candidato ungido do governador para o Senado, por outro, Reinaldo Azambuja (PSDB) também sonha com o cargo. Só que Reinaldo Azambuja conversa com o senador Delcídio do Amaral (PT) e se não houver ingerência das cúpulas partidárias pode acontecer uma inusitada aliança entre tucanos e petistas para a formação da chapa majoritária estadual em 2014.

Mandetta destaca trabalho da Comissão de Seguridade Social

O presidente da Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF), deputado Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS), fez uma retrospectiva dos trabalhos em 2012 destacando o ritmo intenso de votações e apreciações de requerimentos e audiências públicas. “Mesmo sendo um ano com eleições municipais, tivemos um aproveitamento muito acima da média, e não na quantidade, mas na qualidade dos Projetos”, afirmou.

51

JANEIRO 2013


nome habitação matéria

Marun conversa com André para voltar à Assembleia Carlos Marun quer autorização do governador André Puccinelli para deixar a secretária de Habitação

O

secretário de Estado de Habitação, deputado licenciado Carlos Marun (PMDB), terá nos próximos dias a conversa definitiva com o governador André Puccinelli sobre o seu retorno à Assembleia Legislativa. Com o possível retorno de Marun à Assembleia, a vaga de Secretários de Habitação poderá ser preenchida por um ex-secretário de Nelsinho Trad, Paulo Nahas ou Rodrigo Aquino. Já o suplente dele, deputado Professor Rinaldo (PSDB), deixa de ser deputado. Em entrevista à imprensa, Marun disse que ainda não teve essa conversa com o governador, mas reafirmou que é possível que ele retorne a Assembleia Legislativa. Por enquanto, um dos motivos que o mantém na secretaria é o fato de ele ser presidente do Fórum Nacional dos Secretários de Habitação e Desenvolvimento Urbano (FNSHDU).

Marun não fala em retaliação, mas durante as eleições de outubro de 2012 o PSDB rompeu a aliança com o PMDB em Campo Grande e apoiou Alcides Bernal no segundo turno contra o candidato governista Giroto.

câmara corguinho

RobertoCOSTA

Matemático - Só de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) a perda estimada da Prefeitura de Campo Grande para 2013 é R$ 30 milhões. A informação foi repassada pelo governador André Puccinelli (PMDB) em reunião com o prefeito Bernal. ** Desconfiado – Para o secretário de Planejamento, Finanças e Controle da Prefeitura de Campo Grande, Vanderley Ben Hur, alguma coisa pode estar errada em relação ao número divulgado pelo governador sul-mato-grossense. ** Semorin - o ex-prefeito de Sidrolândia, Enelvo Felini (PSDB), mantém discurso otimista quanto às chances de conseguir na Justiça anular a cassação do registro da sua candidatura e com isto, tomar posse. Para limpar a ficha está usando “alvejante sem cloro”. **

Abusado – Se dizendo assessor do novo prefeito campo-grandense, certo cidadão estaria usando e abusando do “direito” de afrontar os servidores da municipalidade. A frase “Sabe com quem você está falando?” tem sido usual pelo dito-cujo. ** Moderninho - O governador André Puccinelli (PMDB) anunciou a demissão de todos os cargos comissionados e a reestruturação na máquina administrativa do Executivo via Facebook. Os dinossauros ficaram arrepiados. ** Coitadinho! - O empresário Eike Batista, do grupo EBX, foi o bilionário que mais perdeu dinheiro em 2012, segundo o a ranking da agência de notícias Bloomberg. Com um recuo de US$ 10,1 bilhões na sua fortuna, o brasileiro foi o “maior perdedor do ano” em dólares. ** Roeu a corda – Afinal, como perguntar não ofende, qual mesmo é o nome do vereador responsável pelo nono voto conferido à vereadora Rose Modesto, do PSDB, quando da disputa pela presidência da Câmara Municipal? ** Fato ou boato? – Circulam rumores nos bastidores da política dando como certa a filiação do senador Delcídio do Amaral, do PT, ao

52

JANEIRO 2013

Jornalista

PMDB – Partido do Movimento Democrático Brasileiro. Ele seria o candidato de consenso à sucessão do governador André Puccinelli. ** Matéria financeira – O novo presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, Mário César, do PMDB, foi taxativo ao atribuir a responsabilidade para evitar o despejo do prédio que abriga o Legislativo: o prefeito Bernal. ** Empolgadíssimo – Ao vistoriar na quinta-feira (3) pela manhã – com uma hora de atraso – as obras do Aquário do Pantanal, o governador André Puccinelli não se conteve: “O Aquário do Pantanal será a grife sul-mato-grossense no exterior!”. ** Sob suspeita – A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional de Mato Grosso do Sul pretende analisar com especial atenção o projeto de lei que instituiu a inspeção veicular no município de Campo Grande, sancionado pelo ex-prefeito Nelsinho Trad. ** Acomodação – A vereadora Thaís Helena foi confirmada pelo prefeito Alcides Bernal para o cargo de secretária de Assistência Social. Alex do PT foi atendido nas preces que fez ao santo protetor dos suplentes: São Bernal.


nome aquidauana matéria

D

escendente de uma família que sempre participou da vida política de Aquidauana, o advogado José Henrique Gonçalves Trindade, é filho do ex-prefeito (eleito 3 vezes) – Rudel Trindade, médico, eleito deputado constituinte do Estado e Conselheiro do Tribunal de Contas. O prefeito Zé Henrique começou como chefe de gabinete do prefeito Tico Ribeiro. Depois disputou uma vaga na Assembléia Legislativa, tendo conseguido uma votação expressiva. Em seguida candidatou-se a prefeito e foi eleito, sucedendo Tico Ribeiro. Nesta última eleição, como a oposição estava dividida, lançou-se candidato a prefeito para que a oposição não desaparecesse. Ficou em segundo lugar. Com a decisão em diversos processos envolvendo sua administração, o então prefeito Fauzi Suleiman que obteve a maior votação não foi diplomado assim como seu vice-prefeito – Vanildo Neves, também condenado porque suas contas como ex-presidente da Câmara não foram aprovadas. Assim, segundo a legislação, Zé Henrique, o segundo mais votado, foi devidamente diplomado e empossado. Em nenhum momento a Justiça Eleitoral disse que ele seria empossado “temporariamente” como afirmou a presidente da Câmara – vereadora Luzia Cunha. Por isso as vaias. Ainda em sua fala, o prefeito Zé Henrique não fugindo ao respeito que as autoridades municipais devem ter entre si, cumprimentou a vereadora Luzia, desejando sucesso e disse que ela poderia contar com sua administração como parceira. Aquidauana precisa de menos discurso e mais ação, enfatizou. Agradeceu também ao ex deputado Roberto Orro presente na sessão e disse que quando falar de Aquidauana sempre lembrará de Roberto Orro, como quando falar de Anastácio lembrará do saudoso ex-prefeito Cláudio Valerio. No seu agradecimento se

Foto Marcos Quinhones

Zé Henrique, empossado prefeito pela segunda vez

emocionou, e disse que é muito complicado citar nomes, pois é uma luta e que ele está hoje prefeito de Aquidauana devido primeiro a vontade de Deus. Como advogado Zé Henrique disse que é “Homem da Lei” e que “respeita a lei que tem que ser cumprida”. E acrescentou: “Não tenho nenhuma ação contra o ex prefeito, é um problema da Justiça, do MP, não cabe a mim, não é de minha pessoa, são ações que causam reações, até contra mim agora colocaram uma ação e eu acato a decisão e não discuto, justiça cumpre-se.” Disse ainda que a eleição é um embate político; que passado o resultado das votações, “temos todos que nos unir e trabalhar em prol de um interesse único que é o interesse do povo, trabalhar para o povo e pelo povo, e é isso que quero, com apoio da Câmara, pois prezo muito pelo trabalho dos vereadores”.

Creginaldo CÂMARA Advogado e Jornalista “O BRASIL vira campeão mundial dos crimes homofóbicos, com mais da metade dos homicídios do planeta.” – GILBERTO LUIZ DI PIERRO, conhecido nacionalmente como GIBA UM, consultor de marketing político. é o do Governador ANDRÉ PUCCINELLI (PMDB/MS). A sua gestão, na prefeitura, não foi esquecida de forma alguma. Ficou a sua marca de tomadas rápidas.

Algo novo no cenário da política sul-mato-grossense é a tendência do Deputado Estadual ZÉ TEIXEIRA (DEM/ MS) mostrar-se inclinado a uma aliança com o Senador DELCÍDIO DO AMARAL (PT/MS) para o Governo do Estado em 2014. Um nome bem lembrado nas rodas da Capital, tanto para o Senado em 2014, quanto já para a Prefeitura em 2016,

Continua sobejamente lembrado nesse início de ano o nome do Senador DELCÍDIO DO AMARAL para o Governo do Estado, nacionalmente visto como um bom senador, principalmente no PARANÁ e SANTA CATARINA, sem deixar de estar bem no seu estado MATO GROSSO DO SUL. Quem anda dando uma estudada no terreno para uma vaga de Senador é o Prefeito de DOURADOS/MS, MURILO ZAUITH (PSB). Ele tinha dito que encerraria a política após

53

JANEIRO 2013

a sua gestão no seu município, mas parece que mudou de idéias por já ter cruzado os caminhos das pedras. O Deputado Federal EDSON GIROTO (PMDB/MS) continua lépido como sempre, trabalhando para o seu Estado, mas focado nas brechas a surgir: Senado, novamente Prefeitura ou a sua reeleição, tanto faz. O novel Prefeito de CAMPO GRANDE/MS indicou como da sua cota pessoal um excelente gestor e assessor JOSÉ CHADID (PSDB) de bagagem intelectual estupenda. Chadid comanda a Secretaria de Educação na administração de Alcides Bernal (PP).


ação parlamentar nome matéria

Lei garante benefícios para assistentes sociais e enfermeiros

C

omo forma de beneficiar profissionais que atuam na área da assistência social e enfermagem, o vereador e presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, Paulo Siufi, assinou no último dia do ano, a promulgação da Lei Complementar nº 213/12, de autoria do vereador Paulo Siufi, que estabelece em 30 horas a carga horária semanal para servidores públicos que ocupam o cargo de assistentes sociais e enfermeiros. Segundo a proposta, a carga horária semanal dos servidores públicos é de quarenta horas, cumprida em dois expedientes diários de quatro horas cada ou em unidades organizacionais com funcionamento contínuo, em turnos de revezamento ou

escalas de serviço, assegurado o intervalo para alimentação, à exceção do cargo de Assistente Social que por disposição expressa da Lei Federal nº 12.317 de 26 de agosto de 2010 está sujeito a jornada inferior e dos cargos de enfermagem, consoante as recomendações da Organização Internacional do Trabalho, de 30 (trinta) horas semanais. De acordo com o autor da matéria, a primeira dessas questões refere-se à redução da jornada de trabalho das categorias funcionais dos cargos de enfermagem e de Assistente Social, que no dia a dia da profissão lidam com situações de extrema dor e sofrimento, o que por si só acarreta para os mesmos, excessivo desgaste emocional. Tal condição peculiar impõe a adoção de um tratamento diferenciado de forma a evitar, inclusive, prejuízo ao desempenho de suas tarefas. Para o vereador Paulo Siufi, algumas atividades, entretanto, exigem mais do trabalhador, levando-o mais rapidamente à fadiga, pelo desgaste físico ou psicológico. Sua produtividade fica comprometida, e o trabalhador exposto a doenças profissionais e acidentes de trabalho. Em conseqüência, os usuários dos seus serviços também correm riscos maiores. “A maior exposição à fadiga, causada pelo exercício de determinadas profissões, justifica, portanto, a fixação de jornadas reduzidas de trabalho. Os assistentes sociais e os cargos de enfermagem constituem, sem dúvida, uma categoria cujo trabalho leva rapidamente à fadiga física, mental e emocional”, explicou o parlamentar.

Carlão apresenta 11 indicações atendendo pedidos da população

E

m atendimento as demandas da população dos bairros de Campo Grande, o vereador Carlos Augusto Borges (Carlão PSB) apresentou na sessão ordinária da Câmara Municipal, antes de iniciar o recesso, um total de 11 indicações às secretarias pertinentes. Carlão garantiu que são reivindicações ouvidas da população em suas visitas aos bairros da Capital. “Percorro os bairros para verificar as necessidades da população, ouvir os reclames e buscar as soluções devidas. Nessas visitas aos bairros me solicitaram, entre tantos pedidos, a instalação de redutor de velocidade (quebra-molas) na Rua Rio Negro na Vila Margarida. Local onde já aconteceram inúmeros acidentes. Instalação de redutor de velocidade com adequação das passagens de níveis do Colégio Amor Perfeito no Universitário. Semáforos na Avenida Interlagos em frente ao nº 681 na Vila Dr. Albuquerque”, detalhou. O parlamentar também solicita operação tapa-buracos na Rua Jaime Cerveira, esquina com a Rua Gualter Barbosa no Bairro Nova Lima e também na Avenida Mascarenhas de Moraes em frente ao Terminal Gal. Osório. Cascalhamento e patrolamento em todas as Ruas do Noroeste. Troca de lâmpadas queimadas em todas as ruas do Indubrasil. Instalação de braços de luminárias na Rua Mendocino no Bosque Santa

Mônica. Além de limpeza e retirada de entulhos de todas as ruas do Parque Residencial Iracy Coelho Neto, bocas de lobo de todo Cel. Antonino e a limpeza dos canteiros da rotatória próxima ao Ceasa (rua Antonio Rahe) na Mata do Jacinto.

54

JANEIRO 2013


nome matéria

RosildoBARCELLOS *Articulista e Autor do livro Histórias e Estórias que a vida nos faz contar

A desigualdade dos iguais

Q

uando se trata dos direitos das Pessoas com Deficiência um detalhe me chama a atenção.A percepção de que os valores morais e éticos estão em decadência na nossa sociedade. Precípuamente vislumbra-se como valor intrínseco, a aparência física e intelectual, mesmo sabendo que os dotes físicos são efêmeros, preocupa-se com o exterior e o belo, sem se importar com o imanente,com a essência. Nessa inversão de valores não há preocupação com o próximo evidentemente. Busca-se, a relação social somente entre os iguais, ofertando-se pouca importância para a inclusão dos desiguais. Muitos esquecem que ante a uma pintura crescente e aterrorizadora de violências causadas pela marginalidade e pelo destempero no trânsito, além de algumas doenças incapacitantes, qualquer pessoa, por mera fatalidade, está sujeita a ter algum tipo de incapacidade física ou motora.Ou seja além da própria deficiência terá que superar a deficiência cultural da sociedade. Históricamente por muito tempo se mascarava a inabilidade dos grupos sociais majoritários em lidar com o diferente,tanto que a principal deliberação do II Congresso Internacional de Instrução de Surdos, ocorrido em 1880, em Milão, Itália, foi o banimento da língua de sinais.Vejam como por vezes os problemas são criados por nós mesmos.Imaginem como é comum assistir pais praticando ações desrespeitosas diante de seus filhos, ou seja, ofertando um péssimo exemplo e de um caráter desvirtuoso a eles,o que fatalmente replicará nessas crianças e na sociedade em formação ações inesperadas e inconsequentes. Agora junte-se problemas em casa de formação e distanciamento do poder público para

os interesses reais da população. Aliás não vejo necessidades da edição de novas leis, basta que haja o cumprimento das atuais. Existem hoje, no Brasil, aproximadamente 6 milhões de pessoas com algum nível de perda auditiva, dos quais 1 milhão têm grande dificuldade ou são incapazes de ouvir e cerca de 1250 pessoas surdocegas. Embora o número de pessoas que apresentam perda auditiva por exposição constante a ruído esteja aumentando, as principais causas da surdez ainda são relacionadas a infecções, como rubéola, sarampo ou meningite.Ainda temos efeitos da Kerniktures e da eritroblastose fetal. Percebam como tudo se entrelaça:saúde pública,educação infantil,políticas sociais de inclusão; controle de ruídos,no trânsito,na construção civil, controle de infecções virais, lesões e toxicidade farmacológica. Não adianta tentar separar as coisas pois tudo volta a ser fundamentado no tripé: saúde,cultura e educação.

da Semana

Cardápio

Restaurante e Churrascaria do

Borges

Segunda – Lasanha Terça – Rabanada e Dobradinha Quarta – Frango Caipira Quinta – Peixe Sexta – Feijoada Sábado e Domingo – Churrasco Todos os dias – Saladas, arroz, feijão e bife

Fone: (67) 3286-2676 / 9962-5054 / 9642-5902

55 a AABB - Camapuã / MS Rua Pedro Celestino, 2940 - Próximo JANEIRO 2013


nome matĂŠria garota

Obrigado a todas as garotas que

56

JANEIRO 2013


impacto

s que foram Impacto em 2012!

57

JANEIRO 2013


58

JANEIRO 2013


Edição 44  

Edição 44 - revista Impacto

Advertisement