__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

C onstrução REVISTA

SINDUSCON COSTA ESMERALDA

juLHO/2021 - Edição 139

ASSOCIADOS

SINDUSCON RETOMA REUNIÕES DE FORMA PRESENCIAL AMA ITAPEMA

SINDUSCON PARTICIPA DE INAUGURAÇÃO DA NOVA SEDE

VALORIZAÇÃO IMOBILIÁRIA

ITAPEMA LIDERA SALDO ACUMULADO DE EMPREGOS ITAPEMA NO TOPO DO RANKING NO PAÍS


22

Revista Construção

EDITORIAL tencial transformador social e econômico da construção civil para a região. Mais que RODRIGO gerar empregos, a indústria da construção PASSOS é uma gigantesca alavanca capaz de gerar negócios, abrir oportunidades de cresciSILVA mento, movimentar uma expressiva rede PRESIDENTE DO SINDUSCON de produtos e serviços em seu entorno e COSTA levar sustento a milhares de famílias - fator ESMERALDA estritamente importante em qualquer tempo, mas que ganha contornos ainda maiores neste momento que estamos atravessando. São números que nos entusiasmam e, no mesmo compasso, aumentam ainda mais nossa responsabilidade diante do mercado e da sociedade. Iniciamos julho com boas notícias para a geração de emprego na construção civil e Aquecida e sendo importante agente no números positivos no setor imobiliário. No processo de retomada econômica, a consprimeiro quadrimestre de 2021, o saldo de trução civil de Itapema colhe os frutos do empregos na construção civil cresceu cerca seu trabalho nas sucessivas valorizações do de 120% em Itapema, em comparação ao metro quadrado residencial constatadas mesmo período do ano passado. Na cidade, desde o início do ano. Estudo divulgado em foi o setor que maior saldo apresentou no junho pelo Índice FipeZap revelou que a período, mostrando mais uma vez o po- variação no preço do metro quadrado

residencial em Itapema alcançou, em maio, a marca dos 17,97% no acumulado dos últimos 12 meses - a maior valorização do País. A reportagem completa sobre este tema você confere nessa edição. E muitos outros assuntos positivos, que nos preenchem de esperança e otimismo, podem ser conferidos este mês, como a recente parceria firmada com a Rede Feminina de Combate ao Câncer de Itapema, que faz um trabalho extremamente valoroso junto às mulheres da nossa comunidade e que passará a receber auxílio mensal do Sinduscon. Em tempos difíceis, como este que o mundo está atravessando, surgem as grandes oportunidades de nos tornarmos melhores, de estendermos o olhar e compreendermos que juntos sempre seremos mais fortes!

Boa leitura!

EXPEDIENTE A Revista da Construção é o órgão oficial de comunicação do Sinduscon Costa Esmeralda. Jornalista responsável: Marta Vizzotto - Dep. Comercial: (47) 3398-3920 3361-0191 - 99113.2229. Financeiro: (47) 3264-9639. O Sinduscon Costa Esmeralda é presidido por Rodrigo Passos Silva e tem sede à Rua 248, número 633, em Meia Praia, Itapema/SC. Os artigos assinados são de responsabilidade de seus respectivos autores.

Produção e comercialização: Vizzotto Editora


3

Revista Construção

CCT 2021/2022

CONVENÇÃO COLETIVA É ASSINADA POR EMPRESÁRIOS E TRABALHADORES

Houve o reajuste de 5% sobre os salários vigentes em maio deste ano, tendo base no Índice de Preços do Consumidor (INPC). Foi realizado reajuste de 6% na tabela dos pisos da categoria da construção civil. Os salários ficaram definidos da seguinte forma: Mestre de Obras, R$2.751,00; Profissional, R$ 2.358,00 – engloba as funções de pedreiro, carpinteiro, armador, pintor, azulejista, marceneiro, serrador, almoxarife, apontador, encanador, eletricista, gesseiro, marmorista, aplicador de massa fina, cozinheira, escriturário, chefe de setores, secretária, recepcionista, dentre outras; e Meio oficial – de todas as funções acima –, R$1.727,00. O piso do grupo Servente, que abrange ajudante de serviços gerais em obras, auxiliar de escritório, faxineira, dentre outros, recebeu percentual pouco maior de reajuste, 8,8%, definindo o piso salarial em R$1.470,00. O valor da cesta básica também foi alterado, passando de R$155,00 para R$220,00 (mensais). As demais cláusulas da Convenção Coletiva permaneceram inalteradas.

Aniversário Tenha sempre tempo para sonhar e para olhar a vida como uma grande aventura a ser vivida. O Sinduscon Costa Esmeralda parabeniza todos os associados que comemoram mais um ano de vida este mês, desejando-lhes prosperidade, conquistas e sucesso neste novo ciclo que se inicia! Michael Gaida/Pixabay

Em junho, após algumas rodadas de negociação, o Sinduscon Costa Esmeralda assinou a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) 2021/2022 com os sindicatos laborais de Itapema (Siticom) e Porto Belo e Bombinhas (Sintcom). Em consenso, foram definidos percentuais de reajustes salariais e cláusulas sociais. A vigência desta CTT segue até 30 de abril de 2022, com data-base dia 1º de maio.


4

Revista Construção

POLÍTICAS PÚBLICAS

DISCUSSÃO SOBRE EMPREGO NA PANDEMIA E NO PÓS-PANDEMIA Em junho, a Secretaria de Avaliação, Planejamento, Energia e Loteria do Ministério da Economia (Secap/ME) promoveu mais um webinar da série que foi realizada ao longo do mês de junho e que terá continuidade este mês. O debate teve como foco as políticas públicas de emprego, tanto no contexto da pandemia da Covid-19, como no pós-pandemia.


Revista Construção

Participaram da discussão o secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco, e a especialista na Divisão de Mercados de Trabalho do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Livia Gouvêa.

mia; e no sucesso do BEm, que aliou a proteção ao trabalhador formal à simplificação de processos. Por meio do programa, o governo efetuou diretamente o pagamento do benefício aos trabalhadores, sem o intermédio das empresas.

Para o secretário da Secap, Gustavo Guimarães – que moderou o debate –, não há dúvidas sobre os impactos gerados pela Covid19 no mercado de trabalho em todo o mundo. Segundo ele, os choques foram diferentes entre os setores, gerando muitas oportunidades para alguns deles, sobretudo aqueles que estavam mais preparados tecnologicamente, mas trouxeram muitas dificuldades para outros. “Quem tinha menos proteção social acabou sendo mais atingindo”, afirmou o secretário.

De acordo com Bianco, o BEm foi um dos melhores programas nesta linha no mundo. O atual governo, reforçou ele, tem como foco não só a proteção dos empregados como também das empresas.

No caso brasileiro, enfatizou o impacto positivo das políticas públicas adotadas pelo governo. Citou o Auxílio Emergencial, que beneficiou mais de 68 milhões de informais no ano passado e mais de 40 milhões neste ano; além do bem-sucedido Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda (BEm), que conseguiu preservar mais de 12 milhões de empregos formais em todo o País. Para Guimarães, é fundamental pensar e debater os desafios do mercado de trabalho daqui para frente.

AMBIENTE DE TRABALHO Em sua fala, o secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco, destacou as políticas estruturais realizadas pelo governo no pré-pandemia, como a Reforma da Previdência e a modernização e desburocratização do ambiente de trabalho, por meio do estímulo à simplificação e melhoria do ambiente de negócios. “Estamos mudando o ambiente de trabalho do País”, defendeu. A respeito do cenário da pandemia, Bianco também enfatizou a atuação do governo em duas frentes: uma com foco no trabalhador informal, por meio do Auxílio Emergencial, ressaltando o efeito reflexo da iniciativa na injeção de recursos na econo-

Fonte: Ministério da Economia

5


66

Revista Construção

CONSTRUÇÃO CIVIL

renovação para itapema Neste mês, a Revista Construção conversa com o vereador Jaison Simas, de Itapema. O objetivo é apresentar aos empresários e à comunidade uma breve história de cada parlamentar e, também, suas propostas de mandato. Confira:

O SENHOR JÁ ESTUDA ALGUM PROJETO DE LEI VOLTADO À CONSTRUÇÃO CIVIL NOS PRÓXIMOS QUATRO ANOS? Pretendo enviar um projeto de lei para revitalização do bairro Centro, buscando incentivar novas construções de edifícios residenciais ou mistos, e a recuperação de imóveis degradados.

como o poder público e inciciativa privada podem trabalhar juntos para garantir o crescimento do setor em itapema?

COMO O SENHOR INICIOU SUA VIDA NA POLÍTICA?

Acredito que isso já esteja acontecendo. Vemos várias obras que estão sendo feitas com a participação do poder público e privado, como, por exemplo, o prolongamento da 3ª Avenida. Outra obra que pode se tornar realidade é a construção do Píer Turístico, na saída do Rio Perequê. Esses e tantos outros projetos beneficiam a todos, como empresários, poder QUAL A EXPECTATIVA DO SENHOR NESTE MANDATO? público e, principalmenAssumindo minha primeira legislatura como vereador te, a população. Trabaeleito pelo PSL, acredito em um trabalho voltado ao cres- lharei firme em apoiar e cimento do turismo e da principal atividade econômica aprovar projetos como de Itapema: a construção civil. Minha expectativa é andar estes. Tenho certeza lado a lado com as propostas de leis que venham a bene- que podemos crescer ficiar o desenvolvimento sustentável em nosso municí- juntos. pio. Desde muito jovem, participei de decisões em prol da coletividade, cito como exemplo as reuniões da igreja católica do meu bairro, a Capela São João Batista, no Sertão do Trombudo. Na área da educação, contribuí participando de debates em reuniões na Escola Municipal de Ensino Básico Vereador Paulo Reis. O que realmente me despertou para a vida pública foi acompanhar as necessidades dos menos favorecidos, durante os dois anos que trabalhei na Defesa Civil de Itapema. Ali decidi que sairia candidato a vereador.

Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal

ANÚNCIO RMD Fonte: CNI


Revista Construção

CONSTRUÇÃO CIVIL

MAIS CONFIANTE E OTIMISTA Em junho, o Índice de Confiança do Empresário da Indústria da Construção (ICEI-Construção), medido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), cresceu 2,9 pontos, alcançado 58,9 pontos. O resultado atual mostra que a confiança está se tornando mais forte e disseminada. Esse é o segundo aumento consecutivo do índice, que reverte a maior parte da queda de confiança que havia sido registrada desde o início de 2021 até abril. O índice varia de 0 a 100 e dados acima da linha de corte de 50 pontos indicam que os empresários estão confiantes. De acordo com o gerente de Análise Econômica da CNI, Marcelo Azevedo, o avanço da confiança da construção em junho ocorreu, principalmente, pela melhora da percepção dos empresários com relação às condições atuais das empresas e da economia brasileira. “O índice de Condições Atuais da construção avançou de 47,1 pontos para 50,9 pontos. Ao ultrapassar a linha divisória dos 50 pontos, o indicador mostra a transição de uma percepção negativa para uma percepção positiva das condições atuais pelos empresários da construção”, explica. A Utilização da Capacidade Operacional (UCO) se manteve estável em 63%. O indicador contrasta com o nível observado em maio de 2020, quando o setor sentia os efeitos da crise econômica causada pelo surgimento da pandemia de Covid-19 no Brasil. Naquele mês, a UCO havia sido de 53%. Fonte: Agência CNI de Notícias

77


8

Revista Construção

GERENCIAMENTO

5 MOTIVOS PARA IMPLEMENTAR A GESTÃO TRIBUTÁRIA KAIRO CARDOSO, ADVOGADO TRIBUTARISTA E EMPRESARIAL, SÓCIO DA AGR SOLUÇÕES TRIBUTÁRIAS Redução de custos – Diminuir a carga tributária exige conhecimento sobre os tributos que incidem na operação. A partir desse ponto, se estabelece estratégias para a redução do custo. Muitas vezes, o construtor não conta com um gestor tributário para auxiliá-lo nessa questão.

cal. A desordem tem levado diversos empreendedores a fecharem suas portas e terem sérios problemas com dívidas fiscais. A organização fiscal promovida pelo gestor tributário aumentará significativamente as chances do seu negócio se perpetuar.

Aumento de capital – Consequentemente, identificadas as oportunidades passíveis de diminuição e gerida a estratégia, se tem o aumento de capital disponível no caixa, abrindo portas para mais investimentos e participação maior nos lucros.

Não deixe para amanhã. Sua empresa precisa de uma gestão de tributos hoje. Fale com nossa equipe, nós temos um método exclusivo!

Controle financeiro – Estabelecido o panorama tributário, os riscos de sair da programação financeira, pelo menos no que toca a tributação, são mitigados. Segurança fiscal – A fiscalização tributária, realizada pela Receita Federal, é uma verdadeira “saia justa” para as empresas, principalmente quando essas empresas não são assessoradas por um gestor tributário que, nesses casos, trará clareza ao fisco e comprovará, por meio dos documentos hábeis, a regularidade das declarações e recolhimentos. Organização fiscal – A razão de existirem empresas com décadas de história pode ser resumida na organização fis-


Revista Construção

NR-18 E NR-35

CERCA DE 40 TRABALHADORES capacitados EM JUNHO Em junho, cerca de 40 trabalhadores foram capacitados nos cursos de NR-18 e NR-35 na sede do Sinduscon Costa Esmeralda. Os cursos são obrigatórios e integram a lista de serviços gratuitos que o sindicato coloca à disposição das empresas associadas. A NR-35 trata da Segurança no Trabalho em Altura e a NR-18 aborda as Condições de Segurança e Saúde no Trabalho. Sob o comando de profissionais do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), o curso trouxe temas como Legislação Vigente; Análise de Risco; Medidas de Prevenção e Controle; Equipamentos de Proteção Individual e Coletiva; Seleção, Inspeção, Conservação e Limitação do Uso dos EPIs; Prevenção de Acidentes; Acidentes Típicos, entre outros. Entre os objetivos da capacitação, destaque para o preparo dos trabalhadores em relação à própria saúde e segurança, bem como dos demais profissionais envolvidos direta e indiretamente nas atividades. Mais turmas, de ambos os cursos, já estão agendadas para os próximos meses. Informações podem ser obtidas com o Sinduscon através do telefone (47) 3368-6283. Os cursos são oferecidos em turmas com capacidade reduzida, respeitando as normas sanitárias estaduais.

Imagem: Geralt/Pixabay

9


10

Revista Construção

CONSTRUÇÃO CIVIL

NOVO SISTEMA PARA REGULARIZAÇÃO DE OBRAS Em junho, entrou em vigor a Instrução Normativa nº 2021 de 2021, da Receita Federal do Brasil (RFB), que regulamenta as contribuições sociais incidentes sobre o valor da remuneração da mão de obra utilizada na execução de obras de construção civil. A IN também institui o Serviço Eletrônico para Aferição de Obras (Sero), por meio do qual será realizada a aferição (avaliação) da obra de construção civil, para fins de cálculo das contribuições sociais devidas. Além dele, regulamenta Débitos e Créditos Tributários Federais Previdenciários e de Outras Entidades e Fundos (DCTFWeb) do tipo Aferição de Obras, que será emitida por meio do Sero depois de finalizado o procedimento de aferição da obra. O Sero está disponível no Portal e-CAC, no site da Receita Federal. A declaração deverá ser transmitida até o último dia útil do mês de envio das informações, pelo responsável pela regularização da obra de construção civil, e gerará o Documento de Arrecadação de Receitas Federais (DARF) para o pagamento dos tributos. O procedimento de regularização é necessário para a emissão da certidão de regularidade fiscal da obra; documento exigido pelos Cartórios de Registro de Imóveis para permitir a averbação da construção. Para utilizar o Sero, a obra de construção civil precisará estar devidamente inscrita no Cadastro Nacional de Obras (CNO).

Várias facilidades são disponibilizadas ao contribuinte na utilização do sistema Sero: • Acesso por meio do Portal e-CAC, no site da Receita Federal, sem necessidade de deslocamento a uma unidade da RFB, já que todo o procedimento será realizado via Internet; • Simplificação do preenchimento; • Aproveitamento automático de créditos da remuneração informada ao eSocial e proveniente de processos. Os dados serão automaticamente carregados para o sistema; • Possibilidade de verificação automática da situação fiscal para obter a Certidão Negativa de Débitos relativos a Tributos Federais e à Dívida Ativa da União (CND) ou da Certidão Positiva com Efeitos de Negativa de Débitos relativos a Tributos Federais e à Dívida Ativa da União (CPEND) relativa à aferição da obra; • Crédito tributário apurado automaticamente na aferição, pela emissão e transmissão da DCTFWeb Aferição de Obras; • Impressão automática do Darf correspondente ao débito constituído pela DCTFWeb Aferição de Obras; • Eliminação da necessidade de informar os valores de notas fiscais de aquisição de concreto usinado utilizado na obra; • Integração com o Cadastro Nacional de Obras (CNO) e com o Sisobrapref Web (Sistema de Cadastramento de Alvarás e Habite-se pelas prefeituras municipais e pelas administrações regionais do Governo do Distrito Federal), o que permite a obtenção automática dos dados relativos a alvarás e habite-se transmitidos pelas prefeituras; • Possibilidade de efetuar o cálculo da aferição indireta da remuneração da mão de obra utilizada na execução da obra de construção civil no primeiro dia do mês, independentemente da divulgação do Custo Unitário Básico (CUB) pelos sindicatos estaduais da indústria da construção civil (Sinduscon); • Possibilidade de verificação do cálculo efetuado na aferição indireta a partir da memória de cálculo detalhada disponibilizada. Fonte: Ministério da Economia


Revista Construção

ASSOCIADOS

SINDUSCON RETOMA REUNIÕES DE FORMA PRESENCIAL Após 15 meses realizando reuniões em modalidade virtual, em junho o Sinduscon retomou presencialmente a tradicional reunião mensal para discutir assuntos de pauta com os associados. Na ocasião, foram discutidos o encerramento das negociações da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) de 2021 e a Operação Urbana Consorciada, divulgadas a live “Modificações e Atualizações da NR-18”, a Campanha Inverno Solidário realizada pelo Sinduscon, e a adesão de novos associados ao sindicato. Para celebrar a volta das reuniões presenciais e a chegada de

novos associados, foi oferecido coquetel de boas-vindas. A reunião nesta modalidade só foi possível porque há flexibilização das medidas restritivas de segurança ao coronavírus, onde pequenos eventos já podem ser realizados. No entanto, o Sinduscon seguiu todas as diretrizes de prevenção durante o encontro, com a redução da capacidade do espaço físico para 50%, uso obrigatório de máscaras, higienização das mãos com álcool gel, distanciamento físico determinado pelas regras de prevenção, entre outras diretrizes estaduais.

Fotos: Vanessa Matias/Estúdio de fotografia Vanessa Matias

11


12

Revista Construção

AMA ITAPEMA

SINDUSCON PARTICIPA DE INAUGURAÇÃO DA NOVA SEDE O Sinduscon Costa Esmeralda participou da inauguração da nova sede da Associação de Pais e Amigos do Autista - AMA Litoral SC, unidade de Itapema. Antes de ser inaugurado, o espaço passou por reformas estruturais que conferem maior conforto e ampliação de serviços aos usuários. O Sinduscon, através do associado João Formento, fez a doação de portas novas para a instituição. A coordenadora da AMA Itapema, Catia Cristiane Purnhagen, agradeceu a parceria e a contribuição necessárias para a conclusão das novas salas, desonerando o investimento por parte da instituição. “É desse olhar carinhoso e vindo de uma entidade tão importante, como o Sinduscon, que precisamos. Nos sentimos honrados e ainda salientamos que toda e qualquer contribuição da sociedade civil organizada nos é sempre muitíssimo bem-vinda e fará toda a diferença”, afirmou Purnhagen. A inauguração ocorreu em junho e contou com a presença de autoridades locais e do presidente do Sinduscon Costa Esmeralda, empresário Rodrigo Passos Silva, do associado João Formento e do vereador Adriano Pivotto. Eles parabenizaram o trabalho dos profissionais da AMA desenvolvido junto às pessoas com diagnóstico de Transtorno do Espectro Autista (TEA), e reforçaram a importância dos serviços oferecidos pela associação. Em Itapema, a AMA Litoral existe desde 2018. Nestes três anos, ofereceu em torno de 14,5 mil atendimentos terapêuticos nas áreas de psicologia, fonoaudiologia, terapia ocupacional, educação musical, psicopedagogia e educação física, como também atendimento psicossocial às famílias e responsáveis pelos usuários atendidos pela instituição e auxílio às escolas onde os atendidos estão inseridos. Purnhagen comenta que, durante o período em atividade, a AMA promoveu junto à sociedade o tema “Autismo”, visando o conhecimento sobre o assunto e desmistificando o preconceito. “A instituição colaborou com o planejamento, execução e a avaliação das políticas públicas voltadas aos autistas e as pessoas com deficiência. Também participou de eventos municipais, rodas de conversa em ins-

tituições de ensino, levando e trocando experiências com diversos profissionais que atuam com pessoas com TEA”, diz. A coordenadora completa informando que a atual necessidade da AMA Litoral, unidade Itapema, é aumentar o número de vagas para atendimento através de novas parcerias, considerando que a instituição possui fila de espera de crianças aguardando por atendimento. Grupo de apoio às famílias, oficinas e projetos complementares às crianças e adolescentes assistidos pela instituição também fazem parte das atividades desenvolvidas pela associação. Neste período de existência em Itapema, a AMA marcou sua trajetória através de ativa participação no Conselho Municipal da Criança e Adolescente (CMDCA) de Itapema e Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência de Itapema (CMPDI). A instituição também faz parte da Associação Catarinense de Autismo, a ASCA.


Revista Construção

CONTRIBUA COM A AMA Quando foi inaugurada em Itapema, a AMA começou atendendo cerca de 40 estudantes da rede pública de ensino, todos com diagnóstico do Transtorno do Espectro Autista. O atendimento era, e segue sendo, de forma integrada, recebendo os familiares do estudante e a equipe escolar. O convênio surgiu a partir de uma demanda da Secretaria de Educação, enviada ao Conselho Municipal do Direito da Criança e do Adolescente (CMDCA), que destinou recurso do Fundo da Infância e Adolescência (FIA) para a realização do projeto. Atualmente, a associação atende cerca de 60 crianças e adolescentes com diferentes graus do TEA, matriculados na rede pública de ensino. Com o novo espaço, a instituição poderá ampliar o atendimento e incrementar os serviços, principalmente com a recente contratação de uma nutricionista e de um médi-

co psiquiatra, através de convênio da Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE). A associação possui salas para atendimento médico, assistência social, psicológico, fonoaudiológico, neuropsicopedagógico, terapia ocupacional, música e educação física, sendo todos esses serviços financiados pelo Conselho Municipal do Direito da Criança e do Adolescente (CMDCA), através de recursos do Fundo da Infância e Adolescência (FIA). Mesmo recebendo verba municipal e estadual, a AMA Litoral de Itapema é uma associação que vive também de contribuições, podendo fomentar ainda mais a qualidade e a variedade dos serviços prestados. A antiga sede da associação ficava na Rua 250, nº 397, no bairro Meia Praia. A sede inaugurada em junho está localizada na Rua 238, nº 679, também no bairro Meia Praia.

Fotos: Vanessa Matias/Estúdio de fotografia Vanessa Matias

13


14

Revista Construção CAPA

VALORIZAÇÃO IMOBILIÁRIA

ITAPEMA NO TOPO DO RANKING brasileiro O setor imobiliário de Itapema vem apresentando números surpreendentes. O Informe de Maio do Índice FipeZap, divulgado na primeira quinzena de junho, apontam que o metro quadrado residencial em Itapema teve a maior variação positiva do Brasil no acumulado dos últimos 12 meses. O índice total ficou em 17,97%, alçando a cidade ao podium nacional em variação acumulada, e sendo seguida por Maceió (AL) com 14,02%, e por Itajaí (SC), com 13,05%.


Revista Construção

Desenvolvido em parceria pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) e pelo ZAP+, o Índice FipeZap de Preços de Imóveis Anunciados acompanha o preço médio de apartamentos prontos em 50 cidades brasileiras com base em anúncios da Internet. Conforme o levantamento, em maio Itapema ficou em sexto lugar no preço médio de venda do metro quadrado residencial por cidade: R$ 7.626,00. Rio de Janeiro ocupou o primeiro lugar, com R$ 9.530,00, e São Paulo a segunda posição, com R$ 9.491,00. Desde janeiro deste ano, a variação no preço médio do metro quadrado residencial em Itapema vem subindo mês após mês, acumulando – de janeiro a maio – 6,41%. Também desde janeiro a cidade se mantém entre as dez brasileiras que ocupam o topo da lista em preço médio de venda residencial por cidade.

Painel de Informações do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) apontaram saldo acumulado de 984 vagas em 2021, ante as 446 registradas no mesmo intervalo em 2020. Mês a mês, o comparativo também surpreende. Em 2021, o crescimento é observado logo no primeiro mês do ano, com positivas 368 vagas. Fevereiro, março e abril obtiveram 250, 146 e 220 vagas. Em relação a 2020, de janeiro a abril, o saldo mensal foi positivo nos três primeiros meses, sendo 187, 212, 98 vagas, respectivamente. Em abril, devido à pandemia de Covid-19, o setor apresentou saldo negativo de 51 vagas.

Para o presidente do Sinduscon Costa Esmeralda, Rodrigo Passos Silva, o número positivo de empregos na construção civil, em Itapema, está estritamente ligado à pujança do setor. “Vivemos em uma região onde a ALTA DE 120% EM SALDO DE EMPREGOS construção civil se faz presente há décadas e, mesmo com A construção civil de Itapema também foi o setor econô- a chegada da crise, o setor soube enfrentar as advermico que apresentou maior alta no saldo acumulado de sidades e não “baixou a guarda”, tanto no sentido de empregos nos primeiros quatro meses de 2021 no cuidado com os trabalhadores, como em manter os município, estando à frente da indústria, serviços, agro- canteiros de obras ativos”, finaliza. pecuária e comércio locais. O saldo do setor registrou crescimento de 120,62% nos meses de janeiro a abril deste ano, em comparação ao mesmo período de 2020. Dados do

15 25 23


16

Revista Construção

BIBLIOTECA

Confira as dicas de leitura da Revista Construção para este mês:

PARA OS NEGÓCIOS

QUEM CONVENCE ENRIQUECE NAPOLEON HILL A arte de convencer não pode ser considerada tão somente um talento, mas sim, um conjunto de técnicas e ferramentas ensinadas pelo mestre do desenvolvimento pessoal. Napoleon Hill (1883-1970) foi um autor e empreendedor norte-americano responsável pela construção de uma filosofia de realização pessoal. Seus ensinamentos influenciaram gerações inteiras de líderes que buscavam sucesso. Neste livro você aprenderá mais de 700 condicionadores mentais que vão estimular seus pensamentos criativos e colocá-lo na estrada da riqueza e da felicidade – nos negócios, no amor e em tudo que você faz.

PARA O ESPÍRITO

PONTO DE INFLEXÃO

Fonte: Amazon.com

FLÁVIO AUGUSTO DA SILVA Um livro que vai lhe ajudar a fazer seu próprio caminho. Nas palavras do autor: “Vou dispensar o aprofundamento nas equações que geram um Ponto de Inflexão, mas vou apenas me apropriar deste conceito para descrever momentos de nossa vida em que nossas decisões vão determinar para que direção seguiremos e que bônus ou ônus assumiremos. Em outras palavras, tomamos milhares de decisões diariamente. Porém, algumas delas não são decisões corriqueiras. São decisões especiais. Decisões que têm o poder de mudar o rumo do roteiro de nossa vida. A elas eu dou o nome de Ponto de Inflexão. É um conceito da matemática, mas que usaremos para ilustrar perfeitamente os momentos de nossa vida que podem tomar direções opostas a depender de nossas escolhas.”


NTC


18

Revista Construção

CUB /m²

Mês

índice

%

juLho

R$ 2.307,92M²

2,40

comercial projetos padrão

padrão de acabamento

pavimento

normal

alto

8 16 8

2.074,84 2.775,20 2.380,96

2.244,96 2.994,21 2.516,58

comercial, salas e lojas (csl) comercial, salas e lojas (csl) comercial andar livre (cal)

residencial projetos padrão

tipo

baixo

normal

alto

1

2.076,77

2.486,69

2.994,19

2.335,78

residencial (R)

unifamiliar

prédio popular (pp)

multifamiliar

4

1.920,58

projeto interesse social (PIS)

multifamiliar

4

1.469,21 1.831,98

residencial (R)

multifamiliar

8

residencial (R)

multifamiliar

16

cub médio residencial (R) r$:

R$ 2.307,92/M²

GALPÃO (GI) E RESIDÊNCIA POPULAR (RP1Q) PROJETOS PADRÃO

VALOR M2

GALPÃO INDUSTRIAL (GI)

1.173,62

RESIDÊNCIA POPULAR (RP1Q)

2.239,52

padrão de acabamento

pavimento

2.065,18

2.427,86

1.993,94

2.586,75

variação %: 2,40 Estes custos, elaborados pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil da Grande Florianópolis, são válidos para julho de 2021. Os preços dos materiais de construção foram coletados entre vários fornecedores da Grande Florianópolis e os valores de mão de obra pesquisados por sindicatos regionais conveniados. Os valores publicados são válidos para todo o estado de Santa Catarina, conforme a Lei 4.591/64 e de acordo com o convênio firmado com a CEIC/SC.


Revista Construção

CUB/m² Desonerado

(julho/2021)

comercial projetos padrão

pavimento

comercial, salas e lojas (csl) comercial, salas e lojas (csl)

8 16 8

comercial, salas e lojas (cal)

19 19 23 25

galpão (gi) e residência popular (rp1q) projetos padrão valor m²

padrão de acabamento normal

alta

1.929,86 2.582,09

2.095,87 2.795,53

2.220,48

2.354,56

Galpão industrial (gi)

1.092,96

residência popular (rp1q)

2.067,10

residencial tipo

pvtos

unifamiliar

1

prédio popular (pp) residencial (r)

multifamiliar multifamiliar

4

residencial (r)

multifamiliar multifamiliar

projetos padrão residencial (r)

residencial (r)

4 8 16

padrão de acabamentos baixo

normal

1.943,72 1.809,03 1.378,54

2.305,29

1.727,05

1.921,14 1.855,48

alto

2.386,28 2.797,38

2.175,31 2.275,35 2.415,45

0,15% Nota Técnica CUB/m² Desonerado: Os valores do Custo Unitário Básico presentes nesta tabela foram calculados e divulgados para atender ao disposto no artigo 7º da Lei 12.546/11, alterado pela Lei 12.844/13, que trata, entre outros, da desoneração da folha de pagamentos da construção civil. Eles somente podem ser aplicados pelas empresas do setor da Construção Civil (assim considerada aquela de maior receita auferida ou esperada) que estejam enquadradas nos grupos 12, 432, 433 e 439 da CNAC. Salienta-se que eles não se aplicam às empresas da construção civil cuja atividade principal esteja enquadrada no grupo 411 da CNAE 2.0 (incorporação de empreendimentos imobiliários). A metodologia de cálculo do CUB desonerado é a mesma do CUB e obedece ao disposto na Lei 4.591/64 e na ABNT NBR 12721:2006. A diferença diz respeito apenas à diferença dos encargos sociais incidentes sobre a mão de obra. O cálculo do CUB desonerado não considera a incidência dos 20% referentes à previdência social, assim como as suas reincidências.


20

Revista Construção

RECURSOS

SINDUSCON AUXILIARÁ REDE FEMININA DE COMBATE AO CÂNCER DE ITAPEMA Em junho, o Sinduscon Costa Esmeralda, representado por seu presidente Rodrigo Passos Silva, participou de reunião com a Rede Feminina de Combate ao Câncer de Itapema. O objetivo foi conversar sobre a participação do sindicato em ação conjunta a fim de contribuir com arrecadação de recursos que visam a manutenção das atividades da rede. A entidade existe há 20 anos e presta serviços voltados à saúde da mulher, com ênfase à prevenção do câncer de mama e colo de útero. No acolhimento às mulheres, a rede oferece diversos serviços, tais como: ambulatório, atendimento educacional, atendimento psicológico, fisioterapia, drenagem linfática (mulheres mastectomizadas), massagem terapêutica, reiki, ioga e microfisioterapia; bem como a distribuição de lenços e perucas gratuitamente. A equipe conta com voluntárias, médico, profissionais de terapia e com a ajuda da comunidade. A sustentação financeira vem através de ações sociais, como o Bazar da Rede que ocorre o ano todo. A entidade está aceitando doações de roupas de inverno, com vistas ao bazar, e o Sinduscon participa doando parte da arrecadação da sua campanha Inverno Solidário. Também firmou um termo de compromisso com a Rede Feminina de Combate ao Câncer de Itapema e irá destinar recursos mensais para auxiliar com as despesas da casa e custos de exames fornecidos pela instituição à comunidade. Foto: Juliane Oliveira/Sinduscon Costa Esmeralda


Revista Construção

FERRAMENTAS PARA ENFRENTAR A CRISE

REESTRUTURAÇÃO DE DÍVIDAS E RECUPERAÇÃO JUDICIAL Luís Gustavo Coelho Ramos – Sócio-fundador do escritório Ramos e Ramos Advogados Associados e especialista em restruturação de empresas e recuperação judicial Há mais de um ano, a pandemia provocada pela Covid-19 tem se manifestado não apenas como um problema para a saúde pública, mas também para a economia mundial. No Brasil, levantamento divulgado em março pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) revelou que 75 mil estabelecimentos comerciais com vínculos empregatícios fecharam as portas em 2020. Esse número é calculado a partir da diferença entre o total de abertura e de fechamento das lojas.

Prevista pela Lei nº 11.101/05, a recuperação judicial tem por objetivo viabilizar a superação da situação de crise econômicofinanceira do devedor, a fim de permitir a manutenção da fonte produtora, do emprego dos trabalhadores e dos interesses dos credores, promovendo, assim, a preservação da empresa, sua função social e o estímulo à atividade econômica. Vale explicar que, apenas empresários, sociedades e companhias aéreas podem pedir recuperação judicial. Empresas que se enquadram no perfil da recuperação judicial devem demonstrar ao judiciário os motivos da crise financeira e a solução com o plano de recuperação. Importante, porém, contar com um advogado especialista no assunto para esse processo.

Diante desse cenário, a reestruturação de dívidas é importante instrumento para que as empresas possam planejar com mais segurança seus próximos passos. Em resumo, a reestruturação de dívidas consiste em um diagnóstico inicial da real situação do negócio, com mapeamento completo de dívidas, despesas e obrigações financeiras de curto e longo prazo, previsão de receita, além de intenso trabalho de renegociação. Soluções consensuais costumam ser mais vantajosas, rápidas e menos dispendiosas do que decisões judiciais. No entanto, os cenários complexos da economia podem fazer com que a empresa necessite recorrer à recuperação judicial para garantir a própria sobrevivência. Trata-se de um verdadeiro pedido de socorro ao judiciário. Foto: Divulgação Ramos e Ramos Advogados Associados

21


22

Revista Construção

MORRO DE ZIMBROS

ASSINADA ORDEM DE SERVIÇO PARA PAVIMENTAÇÃO

O Poder Público de Porto Belo assinou, em maio, a ordem de serviço para a pavimentação da Rua Carlos Antônio da Silva Filho, conhecida como Estrada do Morro de Zimbros. A obra, orçada em cerca de R$ 6 milhões, já iniciou com a drenagem das ruas de acesso e a previsão de entrega da obra, por parte de Porto Belo, é de 12 meses.

Imagem: Roberta Dietrich


Revista Construção

Além da estrada que liga Porto Belo a Bombinhas pelo Morro de Zimbros, também serão pavimentadas as ruas Irineu José Moreira, José Guerreiro Filho e Leopoldo José Guerreiro. Em Bombinhas, a obra tem orçamento inicial de pouco mais de R$ 1,7 milhão, também já está em execução e a previsão de entrega é de seis meses. O recurso para a obra nas duas cidades foi conquistado junto ao Governo do Estado, com apoio da deputada estadual Ana Paula da Silva, a Paulinha. O prefeito de Porto Belo, Emerson Stein, destaca a importância desta obra não apenas aos moradores de Porto Belo, mas também aos moradores de Bombinhas e turistas. “Assinar a Ordem de Serviço para a pavimentação do Morro de Zimbros é, acima de tudo, a realização de um sonho. Esta é uma obra aguardada há décadas, importante para moradores de Porto Belo e Bombinhas, mas também para os turistas que visitam as nossas cidades. É uma obra complexa, mas vamos acompanhar tudo de perto para que seja feito com a mais alta qualidade e em breve veremos esta importante obra pronta”, explica Stein.

vereadores Jonas Amadeu, Ednaldo Manoel da Silva e Juliano Guerreiro.

BOMBINHAS Em maio, o Poder Público de Bombinhas também realizou reunião que tratou do alinhamento da obra. O encontro contou com a participação de representantes da concessionária Águas de Bombinhas, pois a adutora que abastece o município passa por esta mesma via, e a empresa Qualidade Mineração, responsável pela pavimentação e drenagem da via. O prefeito de Bombinhas, Paulo Henrique Dalago Muller, destaca que esta é uma obra muito aguardada pela comunidade, pois melhora a mobilidade urbana entre os municípios, funcionando como caminho alternativo para moradores e turistas. *Com informações ASCOM/Prefeitura de Porto Belo e Prefeitura de Bombinhas

A assinatura da ordem de serviço ocorreu de forma restrita, em decorrência da pandemia, com a participação do prefeito Emerson, vice-prefeito professor Elias Cabral, a secretária de Administração Eliane Tomaz, o presidente da Câmara de Vereadores, Joel Orlando Lucinda e os Imagem meramente ilustrativa

23 23


CARO (A) EMPRESÁRIO (A), Gostaria de convidá-lo(a) para se filiar ao Sindicato das Indústrias da Construção Civil da Costa Esmeralda - SINDUSCON, afinal, para superar dificuldades e gerar benefícios comuns, a indústria precisa estar unida. As dificuldades são impostas a todos nós do setor produtivo, independentemente do porte ou do que produzimos. Cada um de nós sofre, por exemplo, com a pesada carga tributária, a insegurança jurídica, o excesso de burocracia e a insuficiência de investimentos em infraestrutura. Somente juntos seremos capazes de propor mudanças para aumentar a competitividade da indústria e de fazer nossa voz ser ouvida pelo governo e pela sociedade.

também reduzir riscos na pesquisa de soluções inovadoras para o setor. Além disso, podemos aprender uns com os outros por meio da troca de informações e experiências, afinal, só um empresário conhece os desafios e as necessidades de outro empresário. O SINDUSCON existe para unir pessoas que acreditam na indústria e na sua importância para o país. Entre em contato conosco e saiba como participar (47) 3368 6283. Cordialmente, Rodrigo Passos Silva Faça parte do Sindicato das Indústrias da Construção Civil da Costa Esmeralda.

Por meio do associativismo, podemos também aumentar nosso poder de barganha junto a fornecedores, obter ganhos de escala na compra de insumos ou contratação de serviços e

www.sindusconcostaesmeralda.com.br Acesse industriaforte.com.br e saiba mais.

Profile for Editora Vizzotto

Revista Construção - Ed. Julho 2021  

Revista Construção - Ed. Julho 2021  

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded