Page 1

Ano 35 nº 792 Setembro 2016

35 anos

R$ 14,90

20 PACOTES PARA O FIM DE ANO

É hora de intensificar as vendas para quem ainda sonha em passar as festas longe de casa

DESTINOS

ALAGOAS

Roteiro revela belezas cinematográficas, a gastronomia e os costumes do interior

Pg. 18

Pg. 22

UNIVERSAL

Tecnologia, efeitos especiais e áreas temáticas são algumas das novidades do complexo

Pg. 32

CURAÇAO

Confira os dez pontos imperdíveis dessa ilha caribenha com paisagens de tirar o fôlego

SUSTENTABILIDADE

Alemanha divulga programa que engloba iniciativas voltadas a acessibilidade

Pg. 38

Pg. 12

HOTELARIA

Saiba por que a expressão “carpe diem” torna-se realidade no Costão do Santinho

Pg. 42

OPERADORAS

Agaxtur investe em plano de expansão que prevê abertura de cem lojas

ABAV Pg. 50

Edmar Bull defende a eficiência na gestão como estratégia para garantir competitividade às agências

Pg. 63

Pg. 6

LOCADORAS

Mister Car reposiciona marca e desenvolve programas de incentivo

ENTREVISTA

Brasilturis Setembro / 2016

1


2

Brasilturis Setembro / 2016


Brasilturis Setembro / 2016

3


4

Brasilturis Setembro / 2016


EDITORIAL

Fora do roteiro A

hospitalidade brasileira ajudou a fazer do País um sucesso entre os visitantes dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. Pesquisas mostraram que o índice de satisfação foi altíssimo, assim como a declaração de intenção de retorno. Esses números denotam a chegada de mais um bom momento para a promoção do País no exterior. Contabilizando o total de visitantes estrangeiros durante os dois eventos e o efeito multiplicador, o potencial de atração é imenso. Uma questão que pode ajudar – e muito – é a manutenção da dispensa de visto, concedida pelo governo brasileiro aos turistas de Austrália, Canadá, Estados Unidos e Japão. Aplicada durante o período dos jogos, a estratégia deu certo. Dados divulgados pelo Ministério do Turismo mostram que os quatro países enviaram mais de 53 mil turistas

ao Brasil entre 28 de julho e 15 de agosto. Desses, 40 mil se beneficiaram com a facilitação da isenção, o que resultou na entrada de US$ 48,5 milhões na economia. Segundo projeções do MTur, a isenção permanente pode trazer um impacto de US$ 175,2 milhões anuais e aumento de 20% na chegada de visitantes, considerando apenas os quatro países mencionados. É por isso que já está em pauta – além da extensão do prazo - a concessão para outros países. Pelo potencial, a China é uma das candidatas a receber o benefício. Representantes das pastas envolvidas vêm se reunindo para debater a prorrogação, amplamente apoiada pelos profissionais do trade. O impacto inclui turistas de lazer e também os visitantes corporativos já que a facilidade burocrática pode se tornar mais um forte argumento para a atração de eventos. Saindo do âmbito dos negócios, peço licença para abordar um assunto que chocou a todos. Assim como se viu por todo o Brasil, o

desfecho do episódio envolvendo o ator Domingos Montagner abalou a redação do Brasilturis. Quando a primeira informação chegou, nossa torcida era unânime para que a saída executada na dramaturgia espelhasse o percurso da vida real. Infelizmente, o desfecho ficou fora do roteiro planejado. Eu havia voltado dessa região há poucos dias. Os planos de conhecer as paisagens cinematográficas desenhadas pela natureza há milhares de anos começaram a ser costurados em agosto. No fim do mês, percorri quase mil quilômetros por municípios alagoanos para tentar desvendar o poder que o Velho Chico exerce sobre aqueles que vivem em seu entorno e a atração que fascina os visitantes em relação a esse gigante genuinamente brasileiro. O roteiro incluiu visita a Canindé do São Francisco, na margem sergipana do rio, ponto de partida para um dos passeios mais famosos da região: o tour de barco pelos cânions na divisa entre os dois estados. Em quatro dias, conheci

lugares fascinantes e pessoas com histórias encantadoras. O rio é vetor de desenvolvimento, fonte de inspiração e de renda. O turismo vem contribuindo para melhorar a vida por lá e isso não pode mudar. Foi por esse motivo que decidimos manter a reportagem. Não há culpados pela tragédia, mas vale se utilizar do episódio para tentar evitar repetições. Afinal, certos locais podem parecer convidativos para um turista que não enxerga potenciais perigos tão bem quanto quem convive diariamente com a realidade de cada local. É preciso tentar enxergar com os olhos do outro para prevenir. A reflexão vale para todos os destinos, especialmente aos que se apoiam em ambientes naturais – notadamente indomáveis e imprevisíveis. Analise se é válido incluir uma placa sinalizando um eventual problema. Nesse quesito, mais vale o exagero do que a moderação. Camila Lucchesi Editora

Brasilturis Setembro / 2016

5


ENTREVISTA

Edmar Bull

Presidente da Associação Brasileira dos Agentes de Viagens (Abav Nacional)

Luta pelo agente de viagens Por Camila Lucchesi

I

nvestimento em tecnologia e capacitação para elevar o padrão de atendimento e a qualidade dos serviços prestados. Essa é a combinação indicada por Edmar Bull para vencer a concorrência – inclusive com as OTAs. Exemplo de profissional que não para, ele consegue se dividir entre a presidência da Copastur e o comando da maior associação de classe do turismo nacional. Na atividade desde 1974, Bull sabe - como poucos - quais são as dores e as delícias de trabalhar em uma indústria tão dinâmica, responsável por movimentar mais de 50 setores da economia. Por outro lado, essa sinergia também contribui para que o segmento seja um dos mais sensíveis a oscilações. Às vésperas de realizar a 44ª edição da Abav Expo Internacional de Turismo, ele concedeu entrevista ao Brasilturis Jornal para falar sobre as oportunidades, os desafios e as carências atuais do segmento que é considerado o maior canal de distribuição de produtos e serviços turísticos para o mercado. E, claro, adiantou algumas informações em relação à programação do evento, um dos mais aguardados no calendário do trade. Como você avalia o mercado atual para as agências de viagens? Tivemos e temos alguns entraves a serem vencidos porque nosso setor é sabidamente impactado pelos reflexos da economia, mas temos de buscar e identificar oportunidades e na crise sempre existe uma, como costumo dizer. Diante de um cenário de instabilidade, o que recomendamos aos nossos associados é que redobrem a atenção na gestão interna, cortem excessos e enxuguem custos desnecessários. As viagens já entraram na prateleira de consumo do brasileiro e fazer com que elas continuem cabendo no seu bolso é a oportunidade que os agentes têm de mostrar eficiência. Somos o maior canal de distribuição de produtos e serviços turísticos para o mercado, respondendo por 70% das passagens aéreas nacionais e 85% internacionais, 75% dos cruzeiros, 60% das reservas de

6

Brasilturis Setembro / 2016

hotel, 28% da locação de veículos e 90% dos pacotes turísticos. Quais são os entraves mais urgentes? Que ações serão defendidas pela entidade em prol do turismo? A redução do IRRF ainda não saiu do nosso radar, porque nosso objetivo é a isenção e vamos trabalhar por isso. Temos muitos pleitos junto ao governo e mantemos reuniões quase semanais em Brasília para acompanhar o andamento da agenda com demandas do agenciamento de viagens que entregamos em julho ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha. Constam desse documento temas ligados a impostos e tributações, pedido de apoio contra a implantação da Central de Compras e Contratações vinculada ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), que retira as agências de viagens da comercialização de bilhetes aéreos no caso de compras governamentais. A remuneração das agências de turismo sobre taxas de embarque; a criação de um Fundo de Garantia para o setor; a liberação dos cassinos no Brasil e a flexibilização da política de concessão de vistos para estrangeiros também se incluem nessa agenda. Em sua análise, quais são as principais carências do agente? Temos uma fatia grande de agências de viagens associadas de micro e pequeno portes para as quais a tecnologia ainda é um “inimigo”. Temos trabalhado muito esse conceito internamente e até criamos um Grupo de Trabalho de Tecnologia que terá uma participação muito importante durante a Abav Expo, com uma palestra especialmente dedicada a esse perfil de agência. Queremos desmistificar essa ideia e provar que a tecnologia é aliada e não ameaça, e, no momento, esse tem sido o nosso grande desafio, porque muitos ainda resistem em aceitar essa realidade.    Como os profissionais estão conseguindo manter seus negócios em um ano de crise? Com capacitação e treinamento

para elevar o padrão de atendimento e a qualidade dos serviços que prestam. Esse é e sempre será o grande diferencial do agente de viagens. E investindo em tecnologia, pois só a eficiência na gestão pode garantir competitividade às agências de viagens, que cada vez mais terão que enfrentar um mercado de concorrência acirrada.  

“Só a eficiência na gestão pode garantir competitividade às agências de viagens que terão de enfrentar, cada vez mais, um mercado de concorrência acirrada.” O Hackathon Viagens seria uma prova da importância que a Abav dá para a aplicação de tecnologias dentro da atividade turística? Acreditamos que a maratona será um dos grandes atrativos da feira, justamente pela inovação da proposta. Queremos desafiar a criatividade desses jovens para o desenvolvimento de soluções digitais com um tema único e abrangente: “Melhore a experiência e a interatividade entre o agente de turismo e o viajante”. O projeto foi desenvolvido conjuntamente com a Braztoa e envolve jovens desenvolvedores em uma maratona de 30 horas que terminará com um grupo vendedor. Com apenas uma semana de credenciamento, já tivemos 30 inscritos. Estamos com uma expectativa muito positiva, com base principalmente no volume de inscritos prévios – que já superam a marca de 12 mil profissionais, o que para o período já é um recorde. A 20 dias do evento, as vendas de espaços para expositores ainda estão ativas. Só teremos o número final após o fechamento, mas a adesão tem sido

boa. Não esperamos diminuição no número de marcas expositoras, mas de área ocupada pelas empresas, o que entendemos como uma reação natural de contenção de custos em um ano difícil para todos os segmentos econômicos. Quais são as principais novidades da feira este ano? Teremos muitas novidades, como o Conexão ABAV – agente.com.você - no qual reuniremos as 27 ABAVs e as entidades congêneres - Abeta, Aviesp, Avirrp, Belta e Bito, além da Apavt (Associação Portuguesa das Agências de Viagem e Turismo) e a Abear – que funcionarão como anfitriãs dos agentes de viagens. Neste ano a ABAV Expo inova também no sistema de credenciamento que, pela primeira vez, abrirá ao público visitante a possibilidade de agendar reuniões prévias com os expositores. Até o ano passado, essa funcionalidade só era oferecida aos hosted buyers. Por esse mesmo sistema, os visitantes também poderão se inscrever antecipadamente para as palestras. Como vocês decidiram os temas que serão abordados na Vila do Saber? Ao fim de cada edição do evento, avaliamos os resultados da pesquisa de satisfação feita com expositores e visitantes. Esses dados norteiam boa parte dos projetos da edição seguinte. Além disso, contamos sempre com uma curadoria especializada que responde pelas ações do Instituto de Cursos da Associação Brasileira de Agências de Viagens (ICCABAV) e pela composição da grade. A deste ano está a cargo dos Mestres de Hospitalidade, trabalhando sob a coordenação do nosso vice-presidente de Capacitação e Certificação, Antonio Azevedo. Este ano, ao todo, serão 57 atividades, entre debates, mesas-redondas e palestras, entre as quais a de Ricardo Amorim, que terá transmissão simultânea para as quatro arenas temáticas da Vila do Saber.  Estamos muito satisfeitos com a programação que levaremos para o Congresso deste ano. 


Brasilturis Setembro / 2016

7


ARTIGO

MARIANA ALDRIGUI

Professora e pesquisadora na USP, quase sempre inconformada com os caminhos do turismo brasileiro

Turismo nas eleições

E

u nunca vi um candidato ser eleito por conta de plataforma ligada ao turismo. Ou melhor, eu quase nunca vi candidato falando seriamente de turismo. Já ouvi falar, por outro lado, de convites, cartas, pautas e sugestões que representantes dos diferentes setores enviaram a candidatos, pedindo atenção e algum compromisso. Há quem afirme que o Ministério do Turismo foi criado como resposta a uma demanda histórica do setor e não para se tornar mais um balcão de cargos a serem negociados em troca de apoio no congresso. Eu já fui de acreditar na primeira, mas o desenrolar da história vai mostrando que não é bem assim. A lógica de inserir uma pasta de turismo nos governos estaduais e municipais responde mais à necessidade de alinhar as estruturas dos três poderes para facilitar os pedidos e repasses de verbas do que, efetivamente, ao reconhecimento da importância da atividade nos estados ou municípios. E, novamente, vai lá o turismo servir de moeda de troca. Partidos e políticos que não foram bem sucedidos na negociação acabam ficando com o turismo como prêmio de consolação. E, em não encontrando caminhos para dar múltiplos significados a projetos de turismo para atrair mais verbas e fazer alguma obra que chame atenção de eleitores, abrem mão da posição. Ainda assustados com a responsabilidade, correm para se cercar de assessores que possam ajudar a montar os discursos, e lá vem

8

Brasilturis Setembro / 2016

a chuva de “potencial turístico”, possibilidades infinitas de resolver todos os problemas econômicos com investimentos no setor, “indústria sem chaminé”, “indústria da paz” e outros blablablás que já cansaram. E, na prática, o que fazem? Folder. Folder colorido, envernizado e cheio de imagens, para serem entregues em feiras de turismo que custam caro aos cofres, mas que não trazem resultado nenhum. Chega a me dar dó a cara de orgulho de muitos apresentando para a imprensa um papel datado, cheio de informações desnecessárias, impondo rotas e leituras de um destino em pleno século 21. Na mesma época em que quase todo turista tem em mãos um smartphone e pode coletar impressões de sua rede de contatos. Pagam caro, e muito caro, para dividir estandes em feiras de negócios de turismo, onde os agentes buscam produtos e preços, oportunidades de venda efetiva. Levam comida e folder. Pode ser que um dia tenha funcionado, mas eu não acredito que é por causa do folder que o fluxo de turistas vá mudar. Investem também em eventos locais. Aqueles que são feitos basicamente para a população residente. Usam as escassas verbas do orçamento de turismo para ajudar na organização de um ou mais eventos locais. Com quase nenhum apelo regional, que dirá estadual. Mais recentemente, conseguiram apoio oficial para a legitimação de mais uma lenda do turismo brasileiro – o plano diretor de turismo. E gastam recursos contratando “especialistas” para produzir

um documento que não vai servir para nada. Que, na maioria das cidades, não está sequer vinculado ao plano diretor municipal. Que fala de ideias e dá sugestões incríveis sem dizer como ou de onde vai sair o dinheiro e, principalmente, não apresentam a principal informação necessária – como medir o resultado dos investimentos feitos. Qual valor deve ser gasto em folder? E como saber qual a relação “R$ x visitante” do investimento em folder? E a participação em evento? E em viagens de promoção nacional e internacional? E se a sugestão for propaganda na televisão? Quantos mil (ou milhões de) reais implicam em um acréscimo de 5% na receita mensal com o turismo? Opa! Receita mensal com o turismo? Como é que uma prefeitura sabe quanto está ganhando? Por acaso sabe? Na maioria das vezes, não sabe. Não há controle, não há coleta de dados suficientes para gerar inteligência, não há adaptação de indicadores, análises aproximadas. Há, sim, um dedo lambido apontando para o alto para tentar sentir o lado no qual o vento sopra. E pouco mais que isso. Há exceções? Sem dúvida, mas são tão raras que parecem não fazer parte da realidade brasileira. Mas dizem que é possível mudar. E que acreditar na possibilidade de mudança é uma característica marcante dos brasileiros. E a mudança vai ter que passar, também, pelo processo eleitoral. Vai haver candidato falando de turismo na sua cidade? Acho que não. E mesmo se houver, pondere

outras questões. As cidades podem, em maior ou menor grau, ser interessantes ao turismo. Mas para isso elas precisam ser boas cidades para se morar e para trabalhar. Verifique se os candidatos estão considerando: Trabalhar pela limpeza, manutenção e melhoria urbana, pois faz bem morar em lugares limpos e agradáveis, e os visitantes vão apreciar a qualidade de vida dos moradores; Investir em espaços públicos e gratuitos de lazer, para todas as idades, acessíveis e que permitam o contato com a natureza, a vida ao ar livre, e o encontro entre pessoas; Estimular ambiente de negócios, com políticas específicas para atração de talentos, abertura de novas empresas, vantagens competitivas que permitam mais inovação e criatividade; Programas de educação em diferentes níveis, permitindo que mais ideias novas encontrem espaço para florescer; Indicação de nomes técnicos para a composição das secretarias e diretorias – já que nem todo político sabe o que deve ser feito em determinadas áreas.

• •

Turista não gera votos e turismo não costuma ser plataforma política. Mas turismo só acontece direito em lugares em que todas as demais áreas estão bem geridas, organizadas e trabalhando em conjunto, com propósito claro da busca do bem estar coletivo. Pense bem e pense coletivamente. Pode ser que, assim, as coisas melhorem.


Brasilturis Setembro / 2016

9


NOTÍCIAS

Embratur lança projeto com U foco em novo modelo A

Embratur apresentou um conjunto de ações para marcar os 50 anos que serão completados em novembro. “É preciso reciclar, mudar o modelo de gestão e transformar o Instituto em um órgão capaz de arrecadar recursos. Para isso, precisamos que os estados também mudem. Com isso, vamos fazer uma verdadeira Política Nacional de Turismo”, afirmou Vinicius Lummertz, presidente da entidade.  Entre as ações programadas, estão uma sessão solene que ocorrerá no Senado Federal, um seminário sobre os 50 anos da Embratur e o lançamento de moedas e selos alusivos ao cinquentenário do Instituto, além da publicação de livros e da criação de estratégias digitais. O presidente da Embratur aproveitou para falar sobre o lançamento do Visit Brasil, site oficial de turismo brasileiro que funciona como guia para o viajante. “No portal, o

Vinicius Lummertz

Rio inaugura em novembro maior aquário da América do Sul

A

partir de 8 de novembro, o Rio de Janeiro vai contar com o maior aquário da América do Sul. O AquaRio já recebeu as espécies marinhas e promete ser uma das grandes atrações da área do Porto Maravilha, região revitalizada da cidade. “A estimativa de público anual é de 1,2 milhão de pessoas por ano. O grande prédio centenário foi um antigo frigorífico público. Quem passa pelo local não pode imaginar o espetáculo que vai acontecer lá dentro”, disse o presidente do Trem do Corcovado, Sávio Neves, que

10 Brasilturis Setembro / 2016

m estudo produzido pela Associação Brasileira de O2O (on-line to off-line) em parceria com a empresa espanhola Netquest traçou o perfil e os hábitos dos brasileiros que utilizam aplicativos de smartphone para serviços como busca de passagens aéreas, solicitação de táxi ou reserva de mesas em restaurantes. Para 66,5% dos usuários, o fator preço é o mais importante para a contratação, seguido da eficiência (50,9%) e da experiência de compra (31,7%). Mais da metade dos usuários (55,3%) gastam entre R$ 100 e R$ 500; 29,2% pagam entre R$ 501 e R$ 1.000; e 10,6% entre R$ 1.001 e R$ 2.000. Apenas 5% têm custo superior a R$ 2001. A maioria é formada por mulheres (61%, contra 39% de homens) e jovens (cerca de 70% dos usuários têm menos de 34 anos).

D

turista encontra dicas de passeios, pontos turísticos, enfim, conhece um pouco os possíveis lugares para visitar”, disse. Lummertz lembrou a trajetória da entidade nesse meio século e projetou uma estrada ainda mais bela e vitoriosa. “Queremos mostrar ao povo que nós já percorremos um belo caminho e pretendemos trilhar um rumo ainda mais bonito pelos próximos anos. Vamos renovar o turismo para o próximo cinquentenário”, encerrou.

pertence à empresa Esfeco, uma das gestoras do AquaRio. Sávio Neves antecipou que a primeira atração ao visitante, logo ao entrar, vai ser um gigante esqueleto de uma baleia jubarte, animal que encalhou há dois anos no litoral do Rio. O aquário também vai expor estrelas do mar, arraias, moreias e crustáceos. “O tanque tem 7 metros de profundidade e 3,5 milhões de litros de água - o equivalente a uma piscina olímpica e meia - e vai receber 8 mil animais de 350 espécies diferentes”, explicou.

Perfil brasileiro

Aposta no interior paulista

epois de apoiar a realização da 39ª Aviesp – Expo de Negócios em Turismo, em abril, o Peru agora se prepara para ser o destino anfitrião da convenção promovida pela entidade. O evento acontecerá de 23 a 25 de outubro, no Santa Clara Eco Resort, em Dourado (SP). A programação será focada em convivência e networking, além de bate-papos sobre o mercado, temas da associação e uma capacitação sobre o destino sul americano. “É uma

maneira de reforçar o relacionamento com as empresas de viagens dessa região do Brasil, que se consolida como excelente polo emissor de turistas ao Peru”, salientou Milagros Ochoa, da Promperu.

Fernando Santos e Milagros Ochoa

Câmbio online A

startup Bidollar desenvolveu uma plataforma on-line para quem deseja realizar câmbio de moeda estrangeira. Ao entrar na plataforma o usuário consegue ver as cotações em tempo real de diversas instituições, todas aprovadas em testes realizados pela empresa. “Assim garantimos que os parceiros estão alinhados aos nossos valores e poderão atender os clientes de maneira ágil e eficiente”, comenta Kenzo Tominaga, fundador da Bidollar. A ferramenta permite ainda entender a necessidade de cada usuário em particular e oferecer atendimento personalizado. “So-

mos pioneiros no desenvolvimento de robôs para o mercado de câmbio e hoje é possível solicitar cotações ou mesmo fechar o seu câmbio por meio de aplicativos de mensagem de texto integrados ao nosso sistema de inteligência artificial”, finalizou.


Brasilturis Setembro / 2016 11


SUSTENTABILIDADE

Sem barreiras

O

laf Schilieper, gerente de inovação do Centro de Turismo Alemão (DZT), visitou a redação do Brasilturis para falar sobre as iniciativas sustentáveis realizadas no país europeu, considerado referência nesse assunto. Segundo ele, para alcançar resulta-

dos é preciso realizar um trabalho em equipe, unindo forças de governo e empresariado. Uma das apostas atuais do destino nesse sentido é o Turismo para Todos. Lançado em fevereiro de 2014, o programa teve o envolvimento de toda a cadeia e aposta na

Olaf Schilieper, gerente de inovação do Centro de Turismo Alemão (DZT)

promoção de passeios e estruturas turísticas – como hotéis e restaurantes - que ofereçam acessibilidade. Segundo ele, esse mercado representa 140 milhões de turistas potenciais apenas na Europa. “Não ficamos restritos a cadeirantes, incluindo opções para pessoas com problemas de audição, cegos, enfim, todos os tipos de deficiência. Devemos lembrar que idosos e mulheres com carrinho de bebê também têm necessidades específicas de locomoção”, disse. As informações foram reunidas em uma brochura que foi traduzida para o português e está disponível para download no site do DZT (www.germany.travel). Seguindo essa trilha, o Governo Federal lançou o Guia e Aplicativo Turismo Acessível (www.turismoacessivel.gov.br.). A ação visa ampliar o número de viajantes com algum tipo de deficiência ou mobilidade reduzida e melhorar as experiências turísticas desses consumidores através de uma ferramenta colaborativa sobre acessibilidade.

Material de pesquisa T

uristas, empresários e gestores públicos podem consultar o mapa da sustentabilidade do turismo brasileiro. O site funcionará como um facilitador para encontrar empresas, destinos e empreendimentos que possuem um compromisso com ações sustentáveis no País. A plataforma digital foi desenvolvida pelo Ministério do Turismo em parceria com a Associação Brasileira das Operadoras de Turismo para agrupar as 56 iniciativas vencedoras do Prêmio Braztoa de Sustentabilidade. As informações estão disponíveis em inglês, espanhol e português: www.iniciativassustentaveis.turismo.gov.br

12 Brasilturis Setembro / 2016


Brasilturis Setembro / 2016 13


TECNOLOGIA

RICARDO POMERANZ

Copresidente da Rapp Brasil, especialista e consultor em transformação digital

Como ser competitivo na era digital

E

m 2015, os sites das OTAs (agências de viagem online) responderam por uma em cada cinco reservas nos Estados Unidos - o dobro de 2006 - e uma em cada quatro na Europa. Se, por um lado, esses sites trazem novos hóspedes para as empresas hoteleiras, por outro o relacionamento entre esses sites e os hotéis está ficando um tanto azedo e a razão para isso são as comissões exigidas, que passam dos 20%. Recentemente, a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH nacional) declarou que, com a recusa do Decolar.com em rever suas margens de comissionamento, orientou as associações dos estados do Rio de Janeiro, Bahia, Minas Gerais, Alagoas, Pernambuco, Ceará e Sergipe a não disponibilizarem seus portfolios nesta agência. Uma proposta de solução para esta ‘crise’ foi publicada recentemente na revista The Economist. O artigo, “A briga da hospitalidade”, sugere que a saída para as redes hoteleiras é aumentar de tamanho para, assim, tentar reduzir as comissões cobradas pelas agências online. Ou seja, segundo a matéria, a escala do negócio é fator essencial de sucesso para o setor hoteleiro recuperar parte das margens perdidas nada mais do que a estratégia do tamanho é documento. Sim, o tamanho poderá ajudar nas negociações, mas é uma solução tática que não resolve a questão principal: como as empresas hoteleiras podem recuperar o protagonismo e as margens no setor? Certamente, não é o tamanho que vai fazer a diferença. A resposta passa pela análise dos maiores negócios da atualidade. Qual a maior empresa hoteleira da atualidade? Airbnb. Quantos hotéis ela tem? Nenhum! Qual é a maior empresa de táxi do planeta? Uber. Quantos carros ela possui? Zero! Qual é a maior varejista do mundo? Amazon. Quantas lojas ela tem? Absolutamente nenhuma! Qual a maior empresa de mídia do mundo? Google. Qual o volume de conteúdo que ela gera? Nenhum! Esses exemplos mostram que não é o tamanho dos bens de uma empresa que a torna grande. Isso é resultado da experiência que ela proporciona 14 Brasilturis Setembro / 2016

“Não é o tamanho dos bens de uma empresa que a torna grande. Isso é resultado da experiência que ela proporciona.” e, por consequência, o número de consumidores que atrai. Quem já utilizou os serviços da AirBnb sabe que é uma experiência única ter o aconchego do lar fora de casa. O Uber, no horário do rush nas grandes cidades, é a saída para a questão da mobilidade urbana. Comprar pela Amazon com apenas um clique é uma experiência única. Quanto ao Google, será que existe alguém que não utiliza a plataforma para pesquisar? Não é preciso ser grande e muito menos digital para criar experiências impactantes. Quer um exemplo? Já ouviu falar do motoboy de Fortaleza (CE) que criou a Pokemoto, serviço de moto-táxi para ajudar os jogadores a caçar seus Pokémons? Ele anunciou o novo serviço em sua página do Facebook e, rapidamente, recebeu dezenas de pedidos pelo whatsapp. A indústria do turismo também enxergou nessa ‘sensação’ uma grande oportunidade. Cidades passaram a anunciar, entre as atrações que oferecem, a concentração de pokéstops. Agências de viagem criaram pokétours, excursões guiadas que levam os turistas para caçar os ‘bichos’. Hotéis anunciam esses monstrinhos em seus apartamentos para atrair hóspedes. Isso é criar experiências únicas para conquistar os consumidores. O diferencial das empresas de sucesso nesta era digital não é o fato delas serem grandes nem digitais. Elas têm sucesso porque criam experiências diferenciadas para seus consumidores. Isso serve para companhias de todos os tipos de negócios, inclusive a hospitalidade. Então a pergunta que você precisa fazer a si mesmo para participar da nova era digital é: minha empresa oferece experiências memoráveis para os clientes?


Brasilturis Setembro / 2016 15


CIDADES CRIATIVAS

POR ANA CARLA FONSECA e ALEJANDRO CASTAÑÉ

Sócios-diretores da Garimpo de Soluções - Economia, Cultura & Desenvolvimento

Nossas pequenas (mas tão grandes!) cidades criativas

P

ense rápido: quando se fala em criatividade, qual é a primeira cidade que vem à sua mente? Barcelona?Londres? Nova York? Berlim? Trazendo a sardinha para o nosso braseiro verde e amarelo : São Paulo? Recife? Curitiba? Salvador? É verdade que essas e outras cidades trazem muitas inspirações e reinvenções, mas será que só cidades de grande porte podem ser criativas? Na-na-ni-na-não!Quer ver só alguns casos de cidades

nossas, brasileiríssimas, que são verdadeiras pequenas notáveis? Corria o ano de 1991 quando um empreendedor goiano ouviu na TV que a prefeitura de uma cidadezinha sul-mineira de 10 mil habitantes isentava os moradores de pagar as contas de água e eletricidade. Lá se foi ele, de mala e cuia para Juruaia, criar a primeira fábrica de lingerie da cidade. A empresa não durou muito tempo, mas a mensagem de que a singela comunidade

de raízes agrícolas poderia se reinventar foi longe. A partir de então, os moradores arregaçaram as mangas para criar lingerie de qualidade, a preços acessíveis e vendendo, de início, como manda um bom causo mineiro: no boca a boca. Em 1997, surgiu a Associação Comercial de Juruaia, com 35 indústrias de lingerie. Hoje são 250 confecções, soltando no mercado 1,6 milhão de peças a cada mês– ou seja, 15% da produção nacional. Pergunte a um jovem de lá se ele se sente obrigado a sair para ganhar a vida e se realizar e, muito provavelmente, ouvirá um retumbante não. Afinal, os 5 mil empregos gerados pelo setor absorvem não só a prata da casa, mas também a das cidades vizinhas, envolvidas no que se consolidou como o terceiro maior polo de lingerie do Brasil. Continue pelas doces montanhas que em parte, ainda hoje, desenham a rota do café, atravesse a fronteira para terras fluminenses e faça uma parada em Barra do Piraí. Se em Juruaia a guinada da cidade se deu a partir de moradores empreendedores, em Barra do Piraí a faísca para catalisar um novo momento foi acendida pela Prefeitura. Ciente de que precisava diversificar

sua estratégia de desenvolvimento devido às transformações econômicas mundiais, essa cidade de quase 100 mil habitantes resolveu seguir um caminho deliciosamente improvável, graças à perspicácia e à tenácia de sua gestão. Surgiu assim o Polo Audiovisual de Barra do Piraí, com a ambição de atrair produções audiovisuais, qualificar seus talentos e formar plateia. De lá pra cá, ver equipes de filmagem na cidade não é incomum. As 18 produções audiovisuais já realizadas (serão 20 até o final do ano), além de terem injetado a cada projeto uma média de R$ 300 mil na economia local, contribuíram para elevar a autoestima da população, resgatar a cultura local (vários filmes foram rodados em antigas fazendas de café e outros espaços patrimoniais), impulsionar a atratividade turística e mostrar às pessoas que pensar fora da caixa não só é possível, como também imprescindível. E, como o principal público da cidade é o cidadão, o simpático Festival Internacional Estudantil de Cinema, este ano em sua sétima edição, amplia os horizontes de reflexão e de possibilidades de jovens de todo o mundo; e o projeto “Luz, Câmera, Educação” já motivou a realização de mais de cem curtas pelas escolas participantes. São apenas alguns exemplos de cidades de porte pequeno e alma grande, que vêm se valendo da criatividade de seus cidadãos para se reinventar, tendo por base setores criativos. Você conhece outros casos nessa linha? Conte pra gente, no info@garimpodesolucoes.com.br e ajude o Brasil a espalhar algo muito precioso: o talento e a criatividade de seus cidadãos.

“As produções audiovisuais contribuíram para impulsionar a atratividade turística e para mostrar às pessoas que pensar fora da caixa não só é possível, como também imprescindível. ” 16 Brasilturis Setembro / 2016


Brasilturis Setembro / 2016 17


ESPECIAL

Fim de ano pelo Brasil Confira a seleção de 20 opções de hotéis com programação especial para as festas Por Christiane Flores

T

rês meses antes de acabar o ano, quem ainda não decidiu seu destino de viagem começa a sentir-se pressionado. É a hora de intensificar a venda para famílias, grupos de amigos e casais que sonham com o período que passarão longe de casa. Pensando em auxiliar os agentes na importante missão de indicar opções para seus passageiros, selecionamos 20 hotéis com programação especial e que ainda têm disponibilidade para Natal e Réveillon. Há opções para quem prefere praia e para os que gostam mais do campo, para turistas mais agitados e também para aqueles que buscam por sossego.

Natal

CURITIBA (PR)

O restaurante Origens, do Radisson Hotel preparou uma atração e menus especiais para a ocasião. Em 24 de dezembro, a partir das 21h, música ao vivo e Papai Noel darão o clima da ceia. www.atlanticahotels.com.br - (41) 3351-2222

GRAMADO (RS)

Localizado na entrada da cidade, em frente ao lago Joaquina Rita Bier, o Hotel Laghetto Gramado oferece completa estrutura de lazer. Para a ceia de Natal, bebidas alcoólicas estão incluídas e o jantar estará aberto ao público, não sendo restrito aos hóspedes do Hotel. Crianças até cinco anos não pagam. www.laghetto.com.br - (54) 3295-6969 Hotel Laghetto

ARAXÁ (MG)

Considerado o maior castelo do Brasil, o Tauá Grande Hotel oferece gratuidade para duas crianças com até oito anos, hospedadas com os pais. As diárias incluem café da manhã, almoço, chá da tarde e jantar - bebidas são cobradas a parte. O empreendimento não aceita animais de estimação. www.tauaresorts.com.br/araxa - (34) 3669-7020

Bourbon Atibaia

Situado em uma área de 350 mil m² de Mata Atlântica, o cinco estrelas Villa Rossa oferece pensão completa e ceia com bebidas não alcoólicas inclusas, além de chegada do Papai Noel, missa, baile com banda e atividades de lazer. Reservas a partir de quatro diárias garantem 10% de desconto. www.villarossa.com.br - (11) 4713-5560

SÃO SEBASTIÃO (SP)

Exclusivo para casais, o Ilha de Toque Toque Boutique Hotel oferece privacidade e romantismo para as festas de fim de ano. O pacote contempla quatro noites (de 21 a 25 de dezembro) com café da manhã buffet, chá da tarde, ceia de natal, serviço de praia e estacionamento. www.ilhadetoquetoque.com.br - (12) 3864-9112

MACEIÓ (AL)

A principal atração no Pratagy Beach All Inclusive Resort será a peça sobre a chegada do menino Jesus. O cenário se completa com a chegada do Papai Noel e a distribuição de presentes, na noite de 24 de dezembro. A recepção com coquetel de boas vindas terá início às 19 horas, nos jardins da piscina. No cantinho kids, as comidinhas preferidas da criançada garantem a tranquilidade na hora da ceia. www.pratagy.com.br - (82) 3355-1889

MATA DE SÃO JOÃO (BA)

O Grand Palladium Imbassaí Resort & Spa propõe um pacote de 19 a 26/12. No período, o all inclusive promoverá contos de Natal e coral, com a presença garantida do Papai e entrega de presentes. A festa do dia 24 acontece no restaurante Oxum. www.palladiumhotelgroup.com - 0800-891-5387

RIO DE JANEIRO (RJ)

A ceia de Natal do Courtyard & Residence Inn Rio de Janeiro Barra da Tijuca terá música ao vivo e decoração festiva. O hotel realizará, em 25 de dezembro, um brunch natalino (das 12h30 às 18 Brasilturis Setembro / 2016

SÃO ROQUE (SP)

Ilha de Toque Toque Boutique Hotel

ATIBAIA (SP)

A estrutura do Bourbon Atibaia convive em harmonia com a sofisticação e a natureza a apenas 50 quilômetros de São Paulo. O Natal contará com a presença do Papai Noel e entrega de presentes, participação dos personagens da Turma da Mônica, show de mágica e diversas brincadeiras, além da tradicional ceia. Cortesia para duas crianças com até oito anos e pensão completa com café da manhã, almoço e jantar, com bebidas não alcoólicas durante as refeições. www.bourbon.com.br - (11) 4414-4700

16h). Crianças até 5 anos não pagam e crianças de 5 a 11 anos têm 50% de desconto. www.marriott.com.br - (21) 4560-2700

SOROCABA (SP)

A apenas uma hora de São Paulo, a Fazenda Pitangueiras montou um pacote para comemorar a magia do Natal ao gosto de adultos e crianças. Com três diárias (de 23 a 26/12), o hotel fazenda oferece pensão completa, ceia de Natal com música ao vivo, chegada do Papai Noel e muita diversão para toda a família. Cortesia para crianças de até cinco anos hospedadas no mesmo apartamento dos pais. www.fazendapitangueiras.com.br - (15) 3229-4300 Fazenda Pitangueiras


Brasilturis Setembro / 2016 19


CUNHA (SP)

Réveillon CABO DE SANTO AGOSTINHO (PE)

No cinco estrelas Sheraton Reserva do Paiva, a festa de Ano Novo contará com show da cantora de MPB Vanessa Jackson. Haverá, ainda, apresentação de DJ e da banda Dizmaia, interpretando os maiores clássicos de Tim Maia. Como já é tradição, será servido o jantar, quando os hóspedes terão direito a mesa de frios e doces durante toda a noite e open bar de champanhe e bebidas premium. Para os pequenos, o hotel repete o sucesso das edições anteriores e promove, na noite de 31 de dezembro, a recreação infantil e o Espacinho do Sono, com baby-sitter à disposição. www.sheratonreservadopaiva.com (81) 3312-2000

CAMPINAS (SP)

As comemorações do Hotel Premium Norte, localizado a 90 km de São Paulo, já começam no almoço do dia 31, com churrasco à beira da piscina. Durante a ceia, estão incluídas bebidas não alcoólicas, cerveja e um espumante por apartamento, decoração temática, queima de fogos na hora da virada e banda que promete animar os hóspedes até 4h da manhã. www.hotelpremiumcampinas.com.br (19) 3781-8000

O Pouso Caminho das Artes oferece pacotes a partir de duas noites, incluindo ceia de réveillon com soft drinks e uma garrafa de espumante. Café da manhã, café da tarde e chazinho à noite estão garantidos durante o período de hospedagem. www.pousocaminhodasartes.com.br (12) 3111-1896

IPOJUCA (PE)

O réveillon do Nannai trará o tema “Acqua O Encanto das águas” que promete mergulhar os hóspedes em tons e cores, em meio as suas piscinas e fontes iluminadas. O bufê dará destaque para iguarias elaboradas com frutos do mar. A tradicional e aguardada queima de fogos dará as boas-vindas ao novo ano e a animação ficará por conta de uma orquestra, que dará sequência ao clima da comemoração. www.nannai.com.br - (11) 3081-6999

COSTA DO SAUÍPE (BA)

O complexo confirmou a participação de Tuca Fernandes para o show de réveillon, parte da programação de fim de ano do resort. Inspirada nas tradições da Bahia, a noite de 31 de dezembro também contará com uma missa especial a ser realizada na Capela da Vila. Em seguida, os hóspedes serão convidados para um jantar de gala ao redor das piscinas dos hotéis com música ao vivo. www.costadosauipe.com.br - (71) 2104-7020 Costa do Sauipe

A operadora Turismo Consciente lança um pacote exclusivo, com parada em Manaus e roteiro de navegação pelo Rio Negro e o icônico arquipélago de Anavilhanas, além de festa de Ano Novo em praia de rio e alta gastronomia a bordo. O roteiro terá duração de sete dias (28 de dezembro a 3 de janeiro), com todas as refeições e bebidas incluídas. www.turismoconsciente.com.br - (11) 3262-4399

NATAL (RN)

O Nobile Suítes Ponta Negra prepara uma noite de réveillon especial, com cardápio diferenciado para o jantar. Na contagem regressiva para entrada do ano, o mirante do hotel estará aberto para que os hóspedes possam apreciar a queima de fogos de Ponta Negra. www.nobilehoteis.com.br - (84) 3087-4300 Nobile Suíte Ponta Negra

PRAIA DO FORTE (BA)

Nannai

ITUPEVA (SP)

A 35 minutos de São Paulo, o Quality Resort Itupeva terá show ao vivo da banda Sant’Anna, ceia das 19h às 23h30 com bebidas não alcoólicas inclusas, um espetáculo de queima de fogos e bufê de caldos servido por volta das 3h da manhã. www.atlanticahotels.com.br - (11) 2136-5300

JALAPÃO (TO)

Os mais aventureiros podem adorar a ideia de comemorar a virada do ano em um safári pelo Jalapão, um dos locais mais preservados do cerrado brasileiro. O pacote terrestre da Korubo vai de 30 de dezembro a 5 de janeiro e inclui trilhas, mergulho em praias fluviais e muita aventura. A hospedagem é realizada em tendas que acomodam duas pessoas. www.safarinojalapao.com.br - (11) 4063-1502

20 Brasilturis Setembro / 2016

MANAUS (AM)

No Tivoli Ecoresort Praia do Forte, as diárias do período festivo dão direito a atrações especiais como luau com Banda Eva, shows de Alexandre Leão, banda cover dos Bee Gees, DJs, apresentação teatral e stand up comedy. Na noite de 31 de dezembro, o hotel oferecerá um coquetel seguido de ceia, com orquestra conduzida por Beto Nash e, seguindo as tradições baianas, pouco antes da virada os hóspedes serão convidados a participar do cortejo de oferendas a Iemanjá. Haverá ainda show pirotécnico e a animação da cantora Simone Sampaio trazendo o axé da Bahia e hits internacionais. www.tivolihotels.com - (71) 3676-4000 Tivoli Ecoresort Praia do Forte


Brasilturis Setembro / 2016 21


DESTINOS

Cais de Brogodó

Sítio arqueológico

Mistura boa O maior rio brasileiro é a estrela principal de um roteiro que revela locais de beleza cinematográfica, boa gastronomia e os costumes do interior de Alagoas Por Camila Lucchesi (texto e fotos)

V Catamarã que navega pelos cânions

Mirante de Olho D’Água do Casado 22 Brasilturis Setembro / 2016

elho Chico, Rio dos Currais, Rio da Integração Nacional, Nilo Brasileiro, Opará. Há muitas formas de se chamar o São Francisco, rio 100% brasileiro que teve papel decisivo no desenvolvimento do interior do País. Seu curso de quase 3 mil quilômetros serpenteia por cinco estados brasileiros levando oportunidades para as comunidades ribeirinhas e inspiração para artistas que não se cansam de cantar em sua homenagem. E é justamente em seu trecho final que os turistas encontram boas oportunidades de ter um contato bem próximo com esse importante ícone brasileiro e com os povos que vivem em função dele. “Caminhos do São Francisco – Do cânion à foz” é o nome dado ao roteiro que percorre 240 quilômetros do rio, passando por seis municípios alagoanos: Piranhas, Olho D’Água do Casado, Delmiro Gouveia, Pão de Açúcar, Penedo e Piaçabuçu. Quem defende a ideia de que o trajeto faz parte da experiência, pode desembarcar em Maceió e seguir por 280 quilômetros de estrada até Piranhas. Para aqueles que preferem chegar logo ao destino, a dica é voar até Paulo Afonso, na Bahia, e viajar pouco mais de 80 quilômetros até


Entre os atrativos da cidade, destaque para o casario em estilo barroco conservado. Um bom ponto de partida para entender um pouco mais sobre os costumes e para conhecer a história da região é visitar o Museu do Sertão, situado na antiga estação ferroviária. Outra dica imperdível é subir ao mirante da Pedra do Sino para uma vista panorâmica. Dá para chegar lá apostando na boa forma – os 365 degraus até o topo exigem força nas pernas e fôlego – ou de carro, pegando um desvio de 1,5 quilômetro de estrada de terra.

Peças criadas pelas bordadeiras da Pontos e Contos e Entremontes

Piranhas. Independente do local de chegada, é importante reservar pelo menos quatro dias inteiros para essa aventura que mistura histórias de cangaceiros, sítios arqueológicos, rendeiras que garantem a sobrevivência pela habilidade manual e o rio. Sempre, o rio.

Barroca e sertaneja Segundo uma lenda, um caboclo pescou uma grande piranha em um riacho e a levou para casa. Chegando lá, ele percebeu que havia esquecido o cutelo no local onde encontrou o peixe. Pediu, então, ao filho que voltasse ao “porto das piranhas” para buscar a ferramenta esquecida. Foi assim que, como dizem, consagrou-se o nome do local. A colorida cidadezinha de 24,5 mil habitantes aproveitou a mescla de potencial histórico, natural e cultural para se tornar o terceiro município alagoano na preferência dos turistas. Entram nessa conta também a boa e farta gastronomia - servida nos restaurantes do largo que fica no coração do centro histórico – e a receptividade do povo local que já entendeu que o turismo chegou para melhorar a vida na região.

Bordados e histórias

“Quatro anos atrás, existiam apenas cinco pousadas na cidade. Hoje já são 11 apenas no centro histórico. O turismo fecha um ciclo de desenvolvimento, gera empregos diretos e indiretos”, afirmou Celsinho Rodrigues, dono da pousada O Canto e do Altemar Dutra, misto de restaurante, pizzaria, cachaçaria e sushi bar. Ele conta que os empreendedores locais trabalham em conjunto para promover a região e receber bem o turista. “Se a prefeitura não tem verba para fazer uma festa de réveillon, a gente se junta e faz. É uma união de forças para proporcionar boas experiências”, afirmou.

A cidade também serve como ponto de apoio para passeios pela vizinhança. O primeiro deles é o tour até a vila de Entremontes, povoado de 800 habitantes que já hospedou Dom Pedro 2º. Pouco mais de 10 quilômetros de barco – ou 20 em estrada – separam os turistas da maior tradição local: os bordados Rendendê e Boa-Noite, produzidos exclusivamente no local há muitas gerações. Vestido de cangaceiro, Cícero Rogerio Oliveira recepciona os turistas no cais, conta histórias sobre a fundação da vila e os leva aos pontos de venda. “O turismo trouxe muitas oportunidades para o nosso povo”, comemora. No retorno a Piranhas, vale fazer uma parada no Cangaço Eco Park. O complexo fica do município de Poço Redondo, do lago sergipano do São Francisco, e oferece ativida-

des que vão de cavalgada ao simples prazer de relaxar na prainha criada às margens do rio. O passeio mais procurado, entretanto, é a trilha de 1.600 metros que leva até a Grota do Angico. Foi nessa área do sertão, marcada pelo curso de um rio temporário, que Lampião, Maria Bonita e outros nove cangaceiros do bando mais famoso do País foram mortos e decapitados, em 28 de julho de 1938. A trilha, de dificuldade média, é acompanhada por guias em trajes típicos que vão contando como se desenrolou o fatídico episódio que deu fim a um dos personagens mais conhecidos (e polêmicos) da história brasileira.

Roteiro verde-esmeralda O carro-chefe do turismo da região é o passeio de catamarã pelo Velho Chico. As embarcações partem do Karrancas, complexo no município sergipano de Canindé do São Francisco com cais, área para banho de rio em local seguro e restaurante. O tour é indicado para turistas de todas as idades, dura cera de três horas e conta com um ponto de parada para mergulho, em uma área protegida de águas verde-esmeralda, rodeada por imponentes cânions de arenito que foram esculpidos há cerca de 60 milhões de anos. Em novembro do ano passado, a MF Turismo passou a oferecer o passeio em lanchas rápidas para até dez passageiros. A embarca-

Surubim na chapa, servido no Altemar Dutra, e vista de Piranhas Brasilturis Setembro / 2016 23


Paço Imperial

Francisca Lessa, bordadeira da Pontos e Contos Timaia, representente da quinta geração de santeiros

ção garante agilidade no trajeto e permite atracação em pontos mais restritos, como o belíssimo Vale dos Mestres. A agência oferece ainda a opção de locar uma lancha e realizar um roteiro privativo. Os atrativos que pontuam o roteiro dos barcos se concentram nas cidades alagoanas de Pão de Açúcar, Delmiro Gouveia e Olho D’Água do Casado. Nessa última, a Candeeiros Ecotur opera trilhas ecológicas marcadas por experiências e visuais inesquecíveis. Os mais aventureiros podem descer o cânion do Talhado de rapel, enquanto os mais tranquilos admiram o pôr do sol em um mirante, tendo o Velho Chico aos pés e um cenário cinematográfico ao redor. Também em Olho D’Água do Casado estão cerca de 30 trilhas mapeadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) que levam a abrigos de pedra marcados por pinturas rupestres. As descobertas começaram há cerca de 20 anos, pela união da vivência do caçador João Inácio com a sabedoria de um de seus filhos. “Meu pai sempre falava que via ‘letreiros de caboclo bravo’ nas tocas que se abrigava. Quando meu 24 Brasilturis Setembro / 2016

Igreja Nossa Senhora das Correntes

irmão, Adalberto, começou a reconhecer ali as figuras pré-históricas que via nos livros de escola, percebeu a importância da descoberta”, contou o guia Zé Inácio. Os sítios estudados pelo Iphan têm entre 5 mil e 9 mil anos, mas a maioria ainda não está preparada para visitação. Quem tiver interesse pelo assunto, pode acompanhar as excursões realizadas pela agência que adota uma postura responsável em relação à preservação local. Além de ajudar a mapear, os profissionais fazem um trabalho de educação com o público, reforçando a importância de manter a integridade desses locais históricos.

Passeio pela história A próxima parada do roteiro é em Penedo, cidade erguida sobre um rochedo às margens do São Francisco que concentra um patrimônio cultural de valor inestimável. Fundado pelos portugueses em 1565, o antigo arraial foi território de holandeses e franceses, povos que deixaram suas marcas na arquitetura e nas coloridas construções coloniais. Em 1636, foi elevada a Vila de

São Francisco e só em 1842, já considerada uma cidade, é que passou a ser conhecida como Penedo. Com dezenas de construções importantes que vão do neoclássico ao art noveau, a cidade de 60 mil habitantes passa por uma grande revitalização que lhe dará novo ânimo. O projeto prevê a atualização dos prédios históricos e o aterramento de toda a fiação para que as construções brilhem, sem interferências. Para começar a entender Penedo é preciso conferir a exposição permanente montada na Casa do Patrimônio, onde também funciona a sede local do Iphan. Até Dom Pedro 2º se encantou com a cidade, quando a visitou em 1859. “O local é muito bonito e creio que deveria estar aqui a Capital da Província,” escreveu o imperador em seu diário. Entre os diversos atrativos, a guia de turismo Lucia Regueira Regina destaca os azulejos portugueses policromados da igreja de Nossa Senhora da Corrente e os acervos do Museu Imperial e da Casa do Penedo, que expõem livros raros e antigos utensílios doados por famílias penedenses. É impossível sair da cidade sem co-

nhecer o trabalho de dois de seus personagens. Francisca Lessa lidera o time de bordadeiras da Pontos e Contos, associação que iniciou uma tradição e ofereceu uma nova oportunidade de renda para as moradoras de um bairro marginalizado. “Ganhamos por produção, todas têm os mesmos direitos e deveres. Não sou dona de nada, sou igual a elas”, disse. “Minha ideia é garantir um salário mínimo mensal para todas as associadas”, revelou. O grupo disponibiliza uma vivência de 2h30 na associação para os interessados aprenderem a técnica e levarem seus próprios bordados para casa. O santeiro Timaia é outra “prata da casa”. A vocação para a escultura em madeira foi descoberta pelo mestre Antonio Pedro, quando ele tinha apenas 15 anos. “Faço parte da quinta geração de santeiros de Penedo e já ensinei tudo ao Newfrancis, meu filho, para que ele dê continuidade a essa tradição”, contou. “Pedi a Deus para que eu fosse o escultor mais rápido do planeta e ele me atendeu. Levo um dia para criar uma imagem e consegui sustentar sete filhos com meu trabalho”, completou.


Vizinha a Penedo, Piaçabuçu proporciona oferta turística complementar. Enquanto a primeira tem vocação para o turismo histórico e cultural, a segunda exibe um importante atrativo no quesito natureza. É na praia do Peba, localizada nesse município, que o rio São Francisco encontra o mar e a melhor forma de presenciar essa união é embarcando na Rota Dourada Plus, produto criado pela Farol da Foz. A agência é a única da região que realiza o tour de ida de 22 quilômetros em um buggy – com direito a incursão pelo coqueiral, observação de restinga, parada para ‘esquibunda’ nas dunas e passagem por uma comunidade quilombola – e volta de barco. “Operamos com grupos pequenos, pois nossa ideia não é trabalhar com turismo de massa em ambiente natural”, defendeu o proprietário, Robério Góes. Chegando à foz, os visitantes têm uma aula de educação ambiental e podem permanecer no local por uma hora, tempo estipulado pelo plano de manejo estabelecido pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). “Até 1995, o rio ia até aquele farol metálico”, indica o guia Maxwell David, sinalizando o deserto de areia que existe hoje no local. Segundo ele, a boca do rio que já teve seis quilômetros hoje tem pouco mais de 800 metros. E, enquanto o rio recua, o mar avança. “Antes era possível beber água do rio mesmo a 30 quilômetros da linha da praia. Hoje, a cerca de 40 quilômetros da foz a água é salgada”, finalizou. Se o processo é reversível, não se sabe. Mas conhecer a história ao vivo e espalhar o alerta pode ser uma boa maneira de lutar pela sobrevivência desse gigante brasileiro.

Passeio de buggy pelas dunas de Piaçabuçu leva à foz do São Francisco. No retorno de barco é possível admirar o movimento de pescadores pelo rio

Brasilturis Jornal viajou a convite da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Turismo de Alagoas (Sedetur), com apoio da Luck Maceió e seguro-viagem April Brasilturis Setembro / 2016 25


BAHIA Por Gorgônio Loureiro

José Alves assume o turismo da Bahia

om a chegada do novo cônsul-geral da Espanha, Gonzalo Foumier, e a inauguração da nova sede do Consulado para a Bahia e Nordeste, a Espanha aumenta a tradição de ser o país mais próximo da Bahia. É um claro reconhecimento da Espanha a Salvador, cidade onde reside a maior colônia espanhola no Brasil, e para as relações do Brasil com o Velho Mundo. Não é casualidade que a sede da Air Europa no Brasil esteja na capital baiana e marcas como Iberostar e Grand Palladium tenham na Bahia os melhores resorts do Brasil. O governo espanhol também está presente em Salvador com o Instituto Cervantes, instituição global de difusão cultural hispanoamericana.

T

omou posse, como novo secretário de turismo da Bahia, José Alves Peixoto Jr., substituindo Nelson Pellegrino, que esteve à frente da pasta nos últimos 19 meses. Aos 51 anos, 27 deles em atividade no turismo - atuando em operadoras, consolidadoras e agencias de viagens -, Zé Alves se afastou do cargo de presidente da Abav/BA que foi assumido por Jorge Pinto. Na posse de Zé Alves, o Governador Rui Costa disse que “o turismo da Bahia vai voltar ao patamar de destaque nacional e que a entrega do Centro de Convenções reformado é prioridade”. Na fala, o novo secretário, como profissional do trade e conhecedor de todos os gargalos do turismo baiano, prometeu empenho para destravar os principais projetos e, principalmente, a promoção do destino nos principais mercados emissores do Brasil e exterior.   Luiz Augusto Leão, presidente do Conselho Baiano de Turismo, espera que Zé Alves trabalhe alinhado com o trade baiano e, com isso, tenha o apoio do segmento para conseguir sensibilizar o governador Rui Costa a contemplar o turismo da Bahia com as obras e serviços solicitados.

Projeto pretende recuperar turistas Mais de 300 operadores e agentes de viagens do País serão capacitados para vender mais e melhor a capital baiana. A ação, uma parceria da Secretaria de Cultura e Turismo de Salvador (Secult) e a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH/BAA), atingem profissionais das seis principais emissoras de visitantes para Salvador. O roadshow será iniciado em 23 de setembro, em Ribeirão Preto (SP), seguindo para Campinas (28/9), São Paulo (29/9), Rio de Janeiro (18/10), Belo Horizonte (19/10) e Brasília (20/10). “Ao capacitar operadores e agentes de viagens sobre o destino e seus atrativos, facilitamos a venda do produto, pois são estes profissionais que estão em contato direto com o cliente”, destacou, Érico Mendonça, secretário de cultura de Salvador. 26 Brasilturis Setembro / 2016

Salvador é a cidade mais espanhola do Brasil C

José Alves

Enrique Martín-Ambrosio, diretor da Air Europa no Brasil; Nelson Taboada, presidente da Casa de Cultura Carolina Taboada e Gonzalo Fournier, Cônsul da Espanha

Jorge Pinto

Proposta inteligente Aldo Campos, Dary Rigueira, Flávio Soares e José Jorge Garcia, compõem uma orquestra de quatro experiências pontuais no ramo da hotelaria em Salvador. Os profissionais oferecem desde o detalhamento de todos os componentes necessários ao funcionamento de um complexo de hospedagem até as estratégias de marketing e comunicação que o identificam. Ousadia, concepção de crescimento, visão criativa na administração de bens e produtos hoteleiros, preocupação e segurança na afinação de todos os itens de um hotel, lastreiam o trabalho da 4H – Hotelaria & Consultoria Empresarial, garantindo eficiência e capacidade de construir parcerias com empreendedores que necessitam reativar a produtividade dos hotéis.

D

Hotel Fiesta aposta no crescimento do turismo em Salvador

irigentes do Fiesta Bahia Hotel reuniram-se com o secretário do Turismo da Bahia, José Alves, para comunicar que o estabelecimento prossegue com atividade normal, como divulgado em nota. A sócia, Lila Pinheiro, falou ao secretário sobre o desafio de administrar o empreendimento hoteleiro na atual conjuntura econômica, mas destacou a disposição do grupo em apostar no potencial turístico da capital baiana. “Em funcionamento há mais de duas décadas, o hotel requer agora uma série de medidas administrativas e de marketing ajustadas às nossas novas diretrizes”, disse.


DESTINOS

Maratona da Bíblia I

srael promoverá, em 21 de outubro, a segunda edição da Maratona da Bíblia. O evento esportivo propõe que os participantes sigam os passos do primeiro maratonista da história, um homem que correu 42 quilômetros partindo do campo de batalha em Eben Ezer (Rosh Ha’ayin, na era moderna) para Siló. A missão dele era informar Eli, sacerdote de Israel,

28 Brasilturis Setembro / 2016

sobre a derrota na guerra contra os filisteus e informar a captura da Arca da Aliança. Os atletas da era moderna podem escolher entre quatro percursos: percurso completo, meia maratona; trajeto de 15 quilômetros; ou corrida popular, de 5 quilômetros. Independente do ponto de partida, todos finalizam a prova entre as ruínas e os mosaicos da Antiga Siló.

St. Barth promove festival gastronômico A ilha caribenha receberá, de 3 a 6 de novembro, a quarta edição do St. Barth Gourmet Festival. Neste ano, o festival será dedicado à gastronomia do mundo todo, com a presença de nove chefs convidados dos mais consagrados restaurantes do mundo. O anfitrião será Christian Le Squer, do Hotel Four Seasons Georges V em Paris, que soma três estrelas no Guia Michelin. O evento contará ainda com o chef Arnaud Donckele, também estrelado por três vezes, além de Guy Martin e Sylvestre Wahid, com duas estrelas cada um. Os jantares serão preparados por estes grandes nomes em restaurantes da ilha, durante as três noites.


DESTINOS

Jungfrau Railways divulga potencial no Brasil Companhia suíça conta com o apoio de operadores e agentes para tornar as atrações mais famosas por aqui

Fernando Aquino e Marliese Herrmann reforçam convite para brasileiros

Por Christiane Flores

R

epresentantes da companhia suíça Jungfrau Railways estiveram no Brasil para divulgar seu potencial aos viajantes brasileiros. Com um conjunto de sete ferrovias de montanha, ela é considerada uma das maiores e mais importantes empresas turísticas do país europeu, com operação desde 1912. A empresa possui representa-

ção no Brasil há cinco anos, atualmente sob responsabilidade de Fernando Aquino. São realizados treinamentos constantes com operadores e agentes, com o objetivo de incluir cada vez mais a Suíça nos pacotes de viagens dos brasileiros. “Queremos tornar nossas atrações mais famosas no Brasil. Oferecemos restaurantes, shoppings, esportes e belas paisagens, seja no

inverno ou no verão, com opções para toda família”, destacou Marliese Herrmann, gerente de vendas da Jungfrau Railways. Trajeto pelas alturas O ponto inicial do percurso é a estação de Kleine Scheidegg, a 2.066 metros de altura. Um pouco acima, em Eiger Glacier, começa o Jungfrau Tunnel. É possível ter uma vista dos Alpes por meio de janelas panorâmicas de vidro. A Jungfraujoch – Top of Europe, a esta-

ção de trem mais alta da Europa e ponto final da Jungfrau Railways, é patrimônio mundial da Unesco e o principal passeio do país. Com neve o ano inteiro, o local possui plataforma de observação, palácio de gelo, circuito temático Alpine Sensation e, no verão, o Snow Fun – parque na neve. Há ainda a opção de fazer a First Cliff Walk by Tissot. Tratase de um circuito de caminhadas acessível a todos os tipos de viajantes, incluindo trilhas em penhasco, ponte suspensa por cordas e plataforma de observação com vista para as montanhas e geleiras.

A Jungfraujoch – Top of Europe é a estação de trem mais alta da Europa e ponto final da Jungfrau Railways

Circuito de caminhadas First Cliff Walk by Tissot 30 Brasilturis Setembro / 2016


Dinamarca se aproxima dos operadores brasileiros Com a realização de missões de venda em três estados, país espera alavancar o número de pernoites e divulgar o que a região tem de melhor Por Christiane Flores

C

astelos, parques, passeios de barco, família real, o país mais feliz do mundo. Tudo isso parece cenário de contos de fadas, mas na Dinamarca, é real. A mistura do antigo com o moderno, gastronomia aprovada pelo Guia Michelin, compras das marcas locais Pandora e Lego, design e arquitetura são apenas alguns exemplos do que se pode encontrar neste país tão receptivo. Para demonstrar as belezas e o potencial turístico da região, o Visit

Denmark desembarcou pelo terceiro ano consecutivo no Brasil. Executivos realizaram missões de vendas, compostas por eventos, reuniões e rodadas de negócios com os profissionais de turismo em São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Porto Alegre (RS) e Curitiba (PR). Cerca de 90 operadores e agentes tiveram contato direto com o Visit Denmark e seus parceiros, como Borealis Destination Management (receptivo local), hotéis Radisson

Blu e cruzeiros DFDS Seaways. O objetivo foi a aproximação com os profissionais de turismo, troca de informações e realização de negociações para aumentar a venda do destino. A expectativa é que o número de pernoites de brasileiros ultrapasse os 39.391 registrados no último ano.

Operadores como Flot Viagens, 55 Destinos, Queensberry, Orinter, CVC, Raidho Tour, Interpoint e Agaxtur Viagens marcaram presença no evento. Toda a programação foi organizada pela GVA, empresa responsável pela estratégia e ações de marketing e comunicação do Visit Denmark no Brasil.

Brasilturis Setembro / 2016 31


Tecnologia e inovação invadem o Universal Orlando Gorila, super-herói, fábrica de chocolate e vulcão. Essas são apenas algumas das novidades preparadas para quem busca surpresas a cada visita ao complexo Por Christiane Flores, de Orlando

N

os últimos anos, o Universal Orlando vem investindo constantemente em novas atrações para surpreender seus visitantes. Mas nada se compara às novidades e melhorias que o complexo preparou em 2016 e para os próximos anos. Investimentos em tecnologia, efeitos especiais e áreas temáticas, além de um restaurante especializado em chocolate e um novo parque aquático, garantem diversão para todas as idades. Segundo Marcos Barros, diretor sênior para Améri-

ca Latina, o conjunto de novidades que o complexo vem lançando e a inauguração do novo parque Volcano Bay no próximo ano, são ferramentas eficazes que os profissionais devem utilizar desde já. “Mais de 800 agentes participarão de fam tours ainda neste semestre. Será uma oportunidade para conhecer de perto as novidades e já vender os três parques. O Brasil e a América Latina continuam sendo mercados de grande importância para nós, portanto, seguimos investindo”, afirmou.

Nova entrada da montanha-russa do Hulk

32 Brasilturis Setembro / 2016

A nova atração chama atenção pela imponência do gigante King Kong

Marcos Barros com Ana Valles Moreno (relações públicas)


Adrenalina em alta no Island of Adventure Inaugurada em julho, a mais nova atração do parque Island of Adventure é Skull Island: Reign of Kong. A mistura de simulador, projeções e adrenalina coloca os visitantes bem próximos do gigante King Kong. Foram três anos dentre planejamento e construção e mais de 300 funcionários envolvidos na execução da área. A atração pode ser vista de longe dentro do parque - a entrada com uma réplica do gorila demonstra sua imponência. A aventura já começa na fila, onde surpresas aparecem por todo caminho. Todos recebem óculos 3-D e são convidados a embarcar em veículos abertos nas laterais. A jornada leva os visitantes por um antigo templo habitado por nativos hostis e uma perigosa selva dominada por dinossauros e criaturas pré-históricas. Fique atento em ambos os lados, pois surpresas inesperadas podem aparecer. A equipe do Universal Creative trabalhou junto a Peter Jackson, diretor do filme “King Kong”, de 2005, para imergir os visitantes em uma aventura inovadora. “Realizamos diversas reuniões com Jackson para construir uma atração cheia de efeitos especiais, onde os visitantes façam parte da aventura. Queremos que cada um vivencie uma experiência diferente de tudo o que já se viu”, explicou Mike West, produtor executivo do Universal Creative. “É uma atração para toda família, pois o personagem King Kong acompanha diversas gerações”, concluiu. Ainda no Island of Adventure, a aguardada reabertura da montanha-russa do Hulk – The Incredible Hulk Coaster – já pode ser conferida com nova história e trilha sonora, novo veículo e novas experiências de fila. Essas melhorias acrescentaram alta tecnologia, mas mantiveram a mesma personalidade que a torna uma das montanhas-russas preferidas entre os parques. Todo o prédio foi redesenhado como uma unidade de pesquisa militar de última geração. Os visitantes passam, então, por um processo chamado Hulk-a-fication. A partir daí, um veículo aparece para

embarque. Uma vez a bordo, um novo sistema de assento com áudio, toca a trilha sonora original criada por Patrick Stump, vocalista da banda Fall Out Boy. Quando menos se espera, o veículo sobe rapidamente através de um túnel de lançamento, repleto de efeitos especiais. Do lado de fora, ouve-se um estrondoso grito que ecoa na saída dos carrinhos. Os corajosos vão amar ainda mais! Mike West, produtor executivo do Universal Creative

Brasilturis Setembro / 2016 33


Do lado de fora, a fábrica exibe altas chaminés. Dentro, engenhocas enfeitam o restaurante, que serve deliciosas sobremesas

Uma doce experiência Depois de tanta adrenalina, é hora de fazer uma pausa para uma deliciosa refeição. Considerado um paraíso para amantes de chocolate, o Toothsome Chocolate Emporium também oferece opções mais ‘tradicionais’ para um lanche rápido ou jantar completo. Porém, experimentar coxas de frango com

Muito mais em 2017 O terceiro parque do Universal Orlando Resort e o primeiro parque aquático temático do complexo. Sim, estamos falando do Volcano Bay que já tem data para inauguração: 1º de junho de 2017. Planejada e inaugurada em tempo recorde - cerca de três anos -, a construção do imenso vulcão Krakatau, com quase 61 metros de altura, chama a atenção em Orlando. A promessa é que ele tenha água durante o dia e fogo durante a noite, sendo mais alto que as Cataratas do Niágara. Ocupando uma área de mais de mais de 113 mil m2, o parque foi inspirado nas ilhas do Pacífico e unirá atrações radicais à áreas para relaxamento e descanso,

calda de chocolate, queijo brie com morangos ou cerveja com toque de chocolate, é vivenciar uma experiência gastronômica deliciosa e nada convencional. Guarde espaço ainda para a sobremesa: será uma ofensa sair desse mundo de delícias sem experimentar o sundae S’mores - com sorvete e calda de chocolate, creme de marshmallow e biscoitos -, o

Chocolate x5 – milk-shake com espirais de chocolate, crocante, sorvete e chantilly – ou o Bacon Brittle – sorvete de bacon, crisps de bacon coberto de chocolate e bacon caramelado. O local ainda oferece a chance de assistir à produção dos doces, podendo levar para casa diversos tipos da iguaria. A novidade está localizada no Universal CityWalk – espaço de

gastronomia e entrenimento do complexo – ao lado do Hard Rock Café. Do lado de fora, uma fábrica de chocolate inspirada no século 19 exibe altas chaminés, tanques e tubulações. Dentro, uma mistura de latão, madeira e engenhocas enfeitam a área de bar e restaurante, junto à equipe de funcionários caracterizados, usando roupas que remetem à moda da era industrial.

com menos filas e instalações de fácil acesso. “Viajamos o mundo visitando parques aquáticos e resorts tropicais. A partir daí, começamos a projetar o conceito que queríamos para o Volcano Bay: algo diferente. Um dos primeiros objetivos era eliminar possíveis chateações encontradas em parques aquáticos, como carregar grandes boias ou encontrar

poucas opções para alimentação. Dessa maneira, os visitantes só precisam se preocupar com diversão”, explicou Dale Mason, vice-presidente da Universal Creative. O novo parque oferecerá 18 atrações, divididas em quatro áreas principais com influências da Polinésia, Ilha de Páscoa, Havaí e Nova Zelândia, funcionando 365 dias por ano

e com água aquecida durante o inverno. O ingresso “3-Park Explorer” que inclui acesso durante 14 dias consecutivos aos três parques do Universal Orlando Resort – Universal Studios, Island of Adventure e Volcano Bay – e ao CityWalk, já está disponível para venda, válido para utilização a partir de junho do próximo ano.

Dale Mason, vice-presidente da Universal Creative 34 Brasilturis Setembro / 2016

Obras do novo Volcano Bay já podem ser vistas em Orlando

O Brasilturis viajou a convite do Universal Orlando Resort, com seguro-viagem April


Brasilturis Setembro / 2016 35


36 Brasilturis Setembro / 2016


Brasilturis Setembro / 2016 37


Kenepa Grandi

Caribe com acento holandês Conheça dez temas imperdíveis em Curaçao, ilha caribenha de águas transparentes, paisagens de tirar o fôlego e cultura diversa Cas Abao

Por Camila Lucchesi (texto e fotos)

Q

uando a aeronave inicia a aproximação para o pouso do Aeroporto de Hato já dá para perceber que estamos prestes a descobrir um paraíso. Com o passar dos dias, temos a certeza de que a primeira impressão se tornou realidade. Curaçao é um pedaço de terra cercado de mar, desses que você não acredita que existem até ver de perto. A ilha ainda é pouco explorada pelos brasileiros, mas esse cenário deve mudar muito em breve. Afinal, a combinação de praias deslumbrantes, arquitetura única, cultura e gastronomia preenche a maioria dos requisitos do visitante que procura por um destino de sol e mar.

1

Dolce far niente

Não tem como fugir. As 38 praias são o atrativo número um dessa ilha encantadora. Os balneários mais próximos da área central ficam no trecho entre Piscadero Bay e o Sea Aquarium, na costa oeste. Mas é partindo para o norte que estão os maiores tesouros. O tour pode começar por Cas Abao e Porto Mari, praias particulares que cobram uma taxa de entrada por carro (respectivamente, US$ 6 e US$ 3) e para o aluguel de cadeiras (em torno de US$ 3,5 para o dia inteiro). Seguindo na mesma direção, quase chegando ao extremo da ilha, está Kenepa Grandi, a mais bonita de Curaçao. Lá de cima, do 38 Brasilturis Setembro / 2016

1 estacionamento, um mirante natural convida o turista para se deliciar nas águas calmas. A descida para essa praia – que é pública e conta com barracas de sapê para se proteger do sol - pode ser feita por escada ou rampa, o que permite o acesso de todos.

2

Diz a lenda...

Uma das imagens mais emblemáticas de Curaçao é o conjunto de casinhas coloridas que ficam de frente para o canal, na baía de Santa Anna. Elas estão em Punda, zona da capi-

tal, Willamstad, considerada Patrimônio Histórico e Cultural pela Unesco desde 1997. Segundo uma lenda local tudo começou por ordem de um governador que sentia muitas dores de cabeça - e culpava o reflexo do sol nas construções brancas. A saída foi criar um decreto para exigir que todos os moradores pintassem as casas com cores vivas. Dizem as más línguas que esse homem era dono de uma casa de tintas... Se é verdade ou mentira, são se sabe. O fato é que essas construções - que hoje abrigam lojas, restaurantes, bares e cafés - se tornaram marca registrada de Curaçao.


2

3

Para todos os perfis

O país conta com 5 mil leitos hoteleiros, em diversas categorias. Hotéis como o Hilton e o all inclusive Sunscape contam com trechos particulares de praia, para deleite de seus hóspedes. O primeiro fica em Piscadero Bay e conta com duas praias privativas, além de 196 apartamentos, piscinas, restaurantes, área para eventos spa e cassino. O segundo, com 341 quartos, prega o conceito de “diversão ilimitada”. Isso significa que os itens do frigobar estão incluídos na diária, bem como a alimentação nos restaurantes temáticos. Snorkel, caiaque e stand up paddle podem ser utilizados por uma hora, sem custo adicional.

4

4

Carne de iguana

Peixes e frutos do mar dividem espaço com legumes e itens inusitados como iguana. Um bom ponto de partida para conhecer as delícias locais é o Zus di Plaza (foto), em Punda. Focado em cozinha criola, o restaurante é um dos mais antigos e serve receitas tradicionais como o arroz moro (mistura de arroz com feijão). Outro local imperdível é o Joanchie’s, em Westpunt, com cardápio variado que inclui carne de iguana cozida. Em Otrobanda, vale conhecer o The Gouverneur de Rouville – situado em um casarão histórico, tem como destaque o típico “keshi yena”, pedaço de queijo recheado com frango, cebolas

e passas – e o Xquisit – que funciona dentro do Renaissance Mall, em ambiente moderno, com pratos deliciosos e atendimento impecável.

5

Guarde espaço na mala

Laraha, uma espécie local de laranja, é a base para preparar o Curaçao Blue, licor azul que ficou conhecido pelo mundo é o souvenir típico do país. Dá para conhecer a produção em um museu que conta toda a história da bebida criada em 1896. O passeio termina com degustação e compras na lojinha, onde o turista pode escolher a versão mais conhecida (azul) ou optar pelos licores em tom de verde, laranja, transparente e marrom (com chocolate).

Praia do Hilton

Zus di Plaza

5

3 Brasilturis Setembro / 2016 39


6

9

6

8 Universo de cores

Quem gosta de arte não pode deixar de conhecer o ateliê de Nena Sánchez, artista local autodidata. Os coloridos trabalhos podem ser vistos em uma linda construção colonial em Williwood, no caminho para as praias do norte, ou em um ponto de venda localizado em Punda.

7

Aventuras com animais

Um passeio inusitado é conhecer a fazenda de avestruzes. Os ovos que rendem até 25 omeletes são vendidos para hotéis e restaurantes, mas o local decidiu também apostar no turismo. Ali é possível conhecer os hábitos dessas aves gigantes em carros abertos, semelhante aos usados em safáris, alimentá-las e até participar de uma corrida sobre eles. Quem viaja com criança não pode deixar de conhecer o Sea Aquarium, espaço que promove diversas atividades de observação e interação com os animais. Há shows com golfinhos e leões marinhos, opções para alimentar tubarões, arraias e tartarugas, além de conhecer parte da fauna marinha em cerca de 30 aquários.

8

7

Ambientes naturais

Cansou de praia? A dica é visitar a Hato Caves e o Parque Nacional Shete Boka. A primeira é um complexo de cavernas que já serviu de esconderijo para os escravos. Dentro da formação, é possível ver estalactites e estalagmites que criam formas inusitadas – e também alguns morcegos, atuais moradores do local. Já o Shete Boka fica no extremo norte da ilha e apresenta paisagens 40 Brasilturis Setembro / 2016

rochosas e uma caverna subterrânea, formadas pelo movimento das ondas há milhares de anos.

9

Outro lado

Famosa por se mover lateralmente para a passagem de embarcações, a ponte flutuante Rainha Emma liga Punda a Otrobanda, distrito que se desenvolveu no século 18 e significa “outro lado” em papiamento. Ali estão diversas construções coloniais preservadas, com destaque para o Rif Fort, de 1828. Em tempos modernos, a fortaleza se transformou no Riffort Village, um centro de entretenimento, gastronomia e compras.

10

Bon bini (ou bemvindo) a Curaçao

Para fazer uma verdadeira imersão na cultura da ilha, é preciso aprender algumas palavras em papiamento. O idioma - uma mistura de holandês, espanhol, inglês e até português - foi criado pelos escravos africanos que trabalhavam nas lavouras como forma de não revelar suas conversas aos patrões. Por dedução, é possível entender o significado de “bon dia”ou “di nada”. Mas o que dizer de “duschi”, uma das palavras mais faladas na ilha e que cabe em praticamente todas as frases. Pode ser usada para pessoas, para lugares, para comidas. Significa algo incrível, bonito, doce, querido. Como a Duschi Curaçao. Brasilturis Jornal viajou a convite da Copa Airlines, Curaçao Tourist Board (CTB) e CVC

7 Informações gerais Localizado ao sul do Caribe, a pouco mais e 200 quilômetros da costa da Venezuela, o país de 150 mil habitantes se tornou independente da Holanda em 2010. A moeda local é o florim (1 USD = 1,75 F), mas o dólar norte-americano é aceito na maioria dos estabelecimentos. O sol é onipresente na ilha, então é preciso caprichar no protetor e na hidratação. A grande novidade para os operadores é o lançamento de uma ferramenta de ensino à distância com dados, fatos e vídeos para ajudar a vender o destino (www.curacaoead.com.br). Segundo Gisele Makinde e Janaína Araújo, sócias da Double Task, empresa que representa do destino no Brasil, uma campanha de incentivo será lançada em breve. “É a hora de Curaçao”, finalizou Gisele.


Brasilturis Setembro / 2016 41


HOTELARIA

Oásis catarinense A expressão “carpe diem” torna-se realidade no Costão do Santinho Por Mayra Salsa, de Florianópolis (SC)

R

odeado pela Mata Atlântica preservada, dunas, costões rochosos e sítios arqueológicos, o resort Costão do Santinho - localizado a 40 minutos de carro do aeroporto internacional Hercílio Luz - é um convite ao deleite à beira da paradisíaca praia de Santinho. Com cerca de um milhão de metros quadrados, dos quais 750 mil correspondem a área de preservação, o resort é formado por vilas apartamentos em estilo açoriano com até três dormitórios, sala, cozinha, área de serviço e varanda - e pelo Hotel Internacional, onde todas as suítes têm vista para o mar e piscinas, proporcionando algumas das melhores combinações para que os hóspedes encontrem o que realmente buscam: lazer e descanso em família. O Costão do Santinho também recebe diversos eventos corporativos, com capacidade para recepcionar até duas mil pessoas. Mas os pacotes temáticos é que são os carros-chefes do estabelecimento. “As agências estão trabalhando cada vez mais com vendas de lazer e ficamos muito felizes com isso. Realizamos o ‘Final de Semana do Rock’, quando apenas uma agência trouxe seis ônibus lotados para o resort”, comemorou Rafael Pires, diretor comercial adjunto. No mês de outubro, o empreendimento oferece o Costão Oktober, pacote para o período entre 15 e 21 de outubro que programação com

temática alemã e visita à Oktoberfest, em Blumenau, incluindo transfer e entrada. Em novembro, a dica é curtir a programação do feriadão com uma noite de hospedagem gratuita para pacotes de seis diárias. O resort trabalha com regime all inclusive e conta com 750 funcionários que trabalham diariamente para atender de forma impecável os turistas que chegam de diversas partes do mundo. “Na alta temporada, trabalhamos com 900 funcionários. Para atender bem nossos hóspedes, colocamos em prática o Projeto Atitude que mostra ao líder de cada área ou célula que é preciso se antecipar para que não existam problemas para os visitantes. Ou, caso ocorram, é preciso resolver de forma rápida”, complementou Pires. Atrações Os adultos podem usufruir do resort de diversas formas: há caminhadas ecológicas, trilhas que levam a ruínas arqueológicas, dunas para a prática de sandboard, campo de golfe com nove buracos, piscinas e academia, isso sem falar no mar de Santinho. O dia pode

Deize Beux e Rafael Pires (Costão) com João Paulo Pacífico (Grupo Gaia) e Eduardo Pacífico (Gaia+)

terminar o dia com uma massagem relaxante no SPA, que oferece mais de 50 opções de tratamento. As terapias são opcionais e não estão incluídas no valor da diária, devendo ser pagas à parte. Para quem chega com filhos, o empreendimento oferece programações especiais para crianças entre 4 e 11 anos e também para o público adolescentes com a presença constante da equipe de monitores. O Costão também conta com uma área para bebês e crianças de zero a 6 anos, onde uma equipe auxilia nos cuidados e pratica atividades com os pequenos que devem estar acompanhados por um dos pais ou responsável.

Viagem do Bem Iniciada em setembro, o resort fez uma parceria com Grupo Gaia para beneficiar cerca de 600 alunos de duas escolas públicas que ficam próximas ao Costão. Os estabelecimentos receberão uma doação de parte das diárias do pacote intitulado ‘Viagem do Bem’. “A ideia é transformar o produto turístico em dinheiro para o projeto social. O resultado é ajudar a movimentar o resort na baixa temporada e impactar a vida das pessoas que moram próximo ao empreendimento”, disse João Paulo Pacífico, do Grupo Gaia. O Costão sai à frente, não apenas apostando em experiências para os hóspedes, como também transformando a vida de todos que o cercam. Costão do Santinho (48) 3261-1000 www.costao.com.br Brasilturis Jornal viajou a convite do Costão do Santinho com seguro-viagem April

Apartamento do Hotel Internacional 42 Brasilturis Setembro / 2016

Vilas contam com até três dormitórios


E

Ibis Styles abre as portas em São Paulo

m agosto, a AccorHotels anunciou a abertura ibis Styles Barra Funda, o mais novo hotel do grupo que tem como temática a América Latina. A novidade marca a chegada do 13º ibis na capital paulista - que engloba as bandeiras econômicas ibis, ibis Styles e ibis budget. A unidade tem 308 apartamentos e está localizada no bairro da Barra Funda, próxima a uma das principais rodoviárias da cidade e do metrô, com fácil acesso à Marginal Tietê. “É com grande orgulho que anunciamos a inauguração de mais um ibis Styles no Brasil. Cada hotel tem seu próprio tema e design, o que desperta a curiosidade das pessoas que buscam conhecer novidades a um preço acessível”, afirma Franck Pruvost, Diretor de Operações da AccorHotels na América do Sul. A decoração do lobby retrata a diversidade cultural dos países latino-americanos. O hotel também contará com exposições periódicas relacionadas aos países que compõem a região. O renomado estilista Marcelu Ferraz desenvolveu a linha de uniformes temáticos, inspirados na fauna e a flora brasileira e nas linhas de Nazca, atrativo na região sul do Peru.

ibis Styles Barra Funda (11) 3576-5500 www.ibis.com

Patrick Mendes, CEO da AccorHotels no Brasil Brasilturis Setembro / 2016 43


Suíte da categoria Business

Lar, doce hotel Empreendimento aposta em mimos para fazer com que o cliente sinta-se em casa Por Camila Lucchesi

L Leandra Gallo

eandra Gallo assumiu em maio a gerência geral do Quality Suites Imperial Hall, localizado na região da Oscar Freire, na capital paulista. Em poucos meses, a executiva que iniciou carreira na Atlantica Hotels como recepcionista, há 15 anos, já deu

cara nova ao empreendimento. Uma de suas primeiras ações foi autorizar a parceria com a Art Lab, galeria vizinha, para expor algumas obras nos ambientes sociais do hotel. Além de dar um up na decoração, a ideia levou o hotel a fazer parte do cir-

Piscina na cobertura

cuito da Design Weekend, mostra que acontece anualmente em São Paulo. Ou seja, garantiu divulgação gratuita para clientes potenciais. O empreendimento é uma boa dica para executivos e também para profissionais envolvidos com os circuitos de arte e moda. Oferece 144 apartamentos divididos em quatro categorias – superior, executiva, luxo e business – e foca em serviços. A começar pelo café da manhã e cardápio de room service que levam a assinatura do premiado restaurante Marcel, conhecido por apostar na culinária francesa há mais de duas décadas. “Estamos refinando os serviços de acordo com cada categoria de apartamento”, afirmou Leandra. Aí está incluída a abertura de cama - que antes era oferecida apenas para clientes VIP e hoje foi estendida para os apartamentos business – e a oferta de um bombom de boa noite. “A ideia é fazer com que o cliente sinta-se em casa, mesmo estando afastado dela”, defendeu.

Mimos para os pequenos Leandra personalizou o atendimento e criou pacotes de mimos divididos por faixa etária. Assim, nos quartos em que se hospedarão bebês de até dois anos, os pais irão encontrar um berço com enxoval Trussardi e uma banheira. Crianças de 3 a 6 anos têm direito a cama extra e uma sacolinha personalizada com doces e livro de colorir. Hóspedes de 7 a 10 anos ganham um brinquedo tradicional – ioiô ou cubo mágico – e doces. Todos têm direito ainda a amenities infantis da Natura e uma cartinha personalizada, assinada pela governanta Elisângela Ferreira. “Ficamos emocionadas quando recebemos as respostas”, disse. Para consolidar todos esses serviços, Leandra conta com um time de colaboradores dedicados e atenciosos. “Eles têm muito tempo de casa, então costumo dizer que são um CRM vivo”, relatou. Quality Suites Imperial Hall (11) 2137-4555 www.atlanticahotels.com.br 44 Brasilturis Setembro / 2016


Rede Nobile anuncia novidades Programa de fidelidade e cinco novos hotéis que resultarão em oferta de 29 empreendimentos pelo Brasil Por Camila Lucchesi

O

bjetivo e consistente. É assim que Ricardo Pompeu, vice -presidente da Nobile Hotéis, conceitua o Nobile Plus+, programa de fidelidade da rede que foi lançado em agosto, durante a 20ª Feira da Avirrp, em Ribeirão Preto (SP). “Estudamos as possibilidades há dois anos para criar um sistema próprio e exclusivo que oferecesse vantagens ao hóspede de forma rápida”, disse. O sistema segue o modelo tradicional de acúmulo de pontos por meio de hospedagens em um dos empreendimentos da rede. Na primeira estada, o cliente faz um cadastro na recepção ou por meio do site da rede tem a pontuação creditada automaticamente em até três dias. “Com 12 diárias em um hotel econômico, o cliente recebe uma diária de cortesia na mesma categoria”, explicou Pompeu. No midscale, a bonificação é oferecida após 15 diárias e no upperscale, o hóspede tem direito a cortesia com 18 diárias.

Ricardo Pompeu e Neila Araújo

do para o período pós-olimpíadas. Para Pompeu, esse é o momento certo de investir e aproveitar as oportunidades da cotação desfavorável do dólar que vem fortalecendo o tu-

rismo nacional. Nesse sentido, ele afirmou que a rede abrirá outros cinco hotéis ainda neste ano que resultarão em uma oferta de 29 empreendimentos administrados pelo Brasil.

Serão duas unidades em São Paulo, uma em Juiz de Fora (MG), uma em Recife (PE) e uma em Curitiba (PR). Nobile Hotéis www.nobilehoteis.com.br

Próximas aberturas A novidade vale para o Tryp by Windham Ribeirão Preto, o mais novo hotel da rede que foi inaugurado em julho. Segundo Pompeu, o empreendimento tem registrado um índice de satisfação excelente graças a características muito peculiares da estrutura. A variedade de apartamentos, com destaque para as unidades family – com cama king size e beliche para as crianças – e fitness – que têm bicicleta ergométrica – é um dos pontos altos da unidade. Outras vantagens apontadas pelo executivo são a decoração moderna e o foco em serviços, com gastronomia de ponta e a inauguração do SPA, que deve ocorrer em 90 dias. No primeiro mês de operação, o hotel registrou ocupação de 20% e deve dobrar esse número no segundo semestre. “Acreditamos na recuperação de orçamento para eventos após setembro”, reforçou Neila Araújo, diretora de vendas e marketing da Nobile. Segundo os executivos, as solicitações de orçamento estão aumentando, revelando um aquecimento do mercaBrasilturis Setembro / 2016 45


Mavsa Resort comemora sucesso em 2016 Hotel promete expansão e divulga programação até o final do ano

C

Por Christiane Flores

om média de ocupação de 58% nos seis primeiros meses deste ano e crescimento de mais de 15% no faturamento, o Mavsa Resort, Convention & Spa, all inclusive localizado em Cesário Lange (SP), tem muitos motivos para comemorar. No mês de julho, foi registrado um recorde de ocupação – 87% – o que representou um crescimento de 12%, comparado ao mesmo período do ano passado. Todo este sucesso justifica-se pelas novidades oferecidas pelo hotel nos últimos meses: uma brinquedoteca exclusiva para crianças de até três anos; um bar molhado construído entre as piscinas adulto e infantil que serve bebidas incluí-

46 Brasilturis Setembro / 2016

das na tarifa; e uma tenda oriental, pensada para proporcionar momentos de relaxamento e tranquilidade, localizada entre o restaurante Lac D´Or e a piscina aquecida. “Estávamos preocupados com o primeiro semestre, mas resultado foi muito bom. Então, para o segundo semestre já não temos esta preocupação. Algumas empresas retornam com eventos agendados desde o ano passado. Para outubro, já não temos mais disponibilidade”, destacou Nilva Meirelles, gerente comercial do resort. “Seguimos com expansão gradativa, com mais 50 apartamentos para serem entregues nos próximos anos. Cuidamos dos nossos hóspe-

des e os surpreendemos com atendimento e novidades a cada visita. Esta é a política do Mavsa”, completou. Atualmente, o Mavsa Resort é o único resort all inclusive com oito refeições do estado de São Paulo. Programação O resort já divulga a programação para os próximos meses, com expectativa de superar os resultados do início do ano. Outubro será dedicado às crianças e terá a oferta do pacote ‘Era uma vez…’, com gincanas para pais e filhos, show de mágica, balada, show e café da manhã com per-

sonagens da Turma da Sabrina. Em novembro, o feriado prolongado contará com a temática de Halloween e brincadeiras especiais divididas por faixa etária, além de caças infantis e jogos do terror. Já no Natal, além da tradicional ceia e chegada do Papai Noel, haverá show da Família Lima. Finalizando a programação de dezembro, o hotel promoverá um tributo a Elvis Presley e, na noite de réveillon, show com a Banda Santa Esmeralda e queima de fogos. Mavsa Resort, Convention & Spa 0800-770-8210 www.mavsaresort.com


Luxo e exclusividade pelas trilhas do Peru Com lodges confortáveis que se integram à natureza e imersão na cultura peruana, o Lares Adventure oferece comodidade com roteiros entre Cusco e Machu Picchu

P

arte integrante do Mountain Lodges of Peru, o Lares Adventure oferece autenticidade cultural e acesso a localidades remotas, com serviços caracterizados pelo luxo e estilo. Com lodges confortáveis que se integram à natureza, localizados na cidade de Lamay e na comunidade rural de Huacahuasi, a empresa oferece programas de caminhadas de intensidade variada com saída de Cusco e duração de cinco a sete dias com término em Machu Picchu. A Mountain Lodges of Peru trabalha em parceria com a comunidade de Huacahuasi. Os terrenos pertencem aos nativos, que ficam com uma margem de 25% das receitas dos lodges que foram projetados para aproveitar a luminosidade solar, de forma a tornar o ambien-

te aconchegante e confortável. A decoração foi idealizada para resgatar a cultura local, recuperando aspectos tradicionais da região. Em Lamay - povoado em que o trabalho do campo representa uma das principais características da comunidade - a decoração remete ao cenário de uma típica fazenda. Já no lodge de Huacahuasi, por sua vez, as cores vivas das mantas e tecidos usados pela população em seu cotidiano chamam a atenção. “Trabalhamos com grupos pequenos, de 12 a 16 pessoas, para que os visitantes tenham uma experiência única de imersão na cultura e na paisagem peruana. Com atividades diferentes a cada dia, o visitante pode optar pela atividade que mais lhe agrada; há opções para todas as idades”, destacou

Andres Tapia, representante e guia do Mountain Lodges of Peru. “É um paraíso na terra, como se voltássemos no tempo, há 500 anos, e encontrássemos a mesma vista que nossos antepassados”, completou. Com uma programação que inclui atividades que estimulam o contato com comunidades peruanas isoladas, o Lares Adventure oferece um novo conceito de hospedagem com conforto em meio às montanhas e à paisagem do Vale Sagrado. Nos lodges, a sustentabilidade é um dos pilares das construções que promovem, continuamente, o reaproveitamento racional dos recursos e estabelecem parceria com as comunidades locais. As distintas condições climáticas de Lamay e Huacahuasi possibi-

litaram, ainda, diferentes soluções de arquitetura para os ambientes internos e externos dos lodges. O primeiro, mais ameno e agradável, tem áreas comuns com jacuzzis, jardim e recepção ao ar livre. O clima montanhoso e os ventos de Huacahuasi privilegiam ambientes fechados. As suítes têm jacuzzis das quais se pode ter uma vista privilegiada do povoado e dos Andes. O programa inclui ainda, refeições em meio às trilhas, como piqueniques gourmets montados junto das montanhas e almoços ao ar livre, servidos à beira do Lago Ipsaycocha. Mountain Lodges of Peru 1-877-491-5261 www.mountainlodgesofperu.com

Brasilturis Setembro / 2016 47


Experiência completa

Hotel no Chile presenteia hóspedes com conforto, gastronomia gourmet e saborosos vinhos

Por Camila Lucchesi

Q

ue tal se hospedar em um antigo casarão colonial de 1900 transformado em um exclusivo hotel de apenas sete apartamentos, localizado dentro de uma vinícola moderna e sustentável? Essa é a proposta do La Casona, hotel que funciona dentro da Matetic, no Vale de Casablanca, no Chile. A localização estratégica – a apenas 1h20 de Santiago e a 50 minutos de Valparaíso e de Viña del Mar – faz do local um refúgio perfeito para escapadas de fim de semana ou para combinar um período de descanso depois de dias agitados em alguma estação de esqui. Segundo Constanza Moya, gerente comercial de turismo, a oferta de tours começou a ser trabalhada junto com a produção da vinícola. “Isso demonstra a importância que a família dá para o enoturismo”, defendeu. O empreendimento oferece charmosas instalações, com cama

48 Brasilturis Setembro / 2016

king size ou italiana, lençóis em algodão 600 fios, amenities L’Occitane e varanda privativa e vista para os vinhedos. Famílias ficam bem acomodadas já que três apartamentos têm capacidade para se tornar triplos e outros três podem ser conjugados. Estar em meio aos parreirais é um forte argumento em favor do hotel. Com uma produção de 600 mil garrafas anuais, a Matetic aposta no conceito orgânico e biodinâmico. “Investimos na fertilidade natural do solo, enriquecido com compostos feitos com os restos da produção e trabalhados por animais como galinhas e lhamas”, explica Antonio Bunster, enólogo da propriedade. Entre os rótulos, há Chardonnay, Sauvignon Blanc, Riesling, Pinot Noir, Syrah, Gewürztraminer, Cabernet Sauvig-

non e um Blend feito com Syrah, Malbec e Cabernet Franc. O local oferece a melhor combinação de exclusividade na hospedagem com gastronomia gourmet, servida no restaurante da propriedade que serve pratos autorais inspirados na culinária chilena, feitos com produtos orgânicos comprados de produtores locais. Para os que preferem fazer uma refeição mais rápida, a dia é seguir para o El Emporio, espaço onde também fun-

ciona o ponto de venda oficial dos vinhos produzidos pela Matetic. O hotel conta ainda com piscina – aberta no verão – e oferece roteiros de caminhadas, cavalgadas para adultos e crianças a partir de 8 anos, roteiros de bicicleta e com o apoio da vans, além de pista de pouso e heliponto. É possível optar pelo regime de meia pensão – que dá direito a tour pela moderna adega com degustação, café da manhã e jantar – ou pensão completa – que inclui todas as opções anteriores e, ainda, coquetel e tour outdoor. “Costumamos servir o café da manhã no quarto, sem custo adicional”, informou Constanza. Precisa falar mais? La Casona – Vinícola Matetic +56 2 2611 1501 - www.matetic.com


CRUZEIROS

Enogastronomia na Ásia O

Taste of Asia, cruzeiro de 14 noites em itinerário que percorre Hong Kong e Cingapura com paradas em portos do Vietnã, Camboja e Tailândia, oferece aos hóspedes mais de 90 opções de eventos focados em vinhos e gastronomia, além da imersão cultural na região.       Durante a viagem, os convidados desfrutarão de diversas experiências, como compras com chefs nos mercados locais e demonstrações culinárias que podem ser desenvolvidas em casa. A Seabourn

oferece cardápio diferenciado, elaborado de acordo com a culinária regional de cada porto de parada, além de eventos gastronômicos em dias de navegação, nos quais os viajantes podem desfrutar do menu premiado elaborado pelo chef Thomas Keller.      O programa inicia operação em 21 de janeiro de 2017, a bordo do Seabourn Sojourn. www.qualitours.com.br/cruzeiros

Novas aventuras

A

partir de 2017, os cruzeiros fluviais pelos rios da Europa da AmaWaterways terão cem novas opções de viagens de luxo com aventura de bicicleta e caminhadas. Representada no Brasil pela Velle, a companhia oferece viagens combinadas com bike, em parceria com a empresa Backroads. Cada roteiro contará com especialistas, bicicletas elétricas, vans de suporte e itinerários inovadores. www.velle.tur.br

Recomendado pelo público

O

Iberostar Grand Amazon, hotel flutuante de luxo com regime all inclusive que navega pelos rios Negro e Solimões, na Amazônia, recebeu o certificado ‘Recommended on Holiday Check 2016’ do maior site europeu de viagens, o HolidayCheck, pelas recomendações dos hóspedes sobre o hotel na página, que recebe em média 27 milhões de visitas por mês. O navio-hotel pertence à categoria Grand Collection e preza pela excelência em serviços. www.thegrandcollection.com/ pt/hoteis/manaus/iberostargrand-amazon Brasilturis Setembro / 2016 49


OPERADORAS

A nova fase da Agaxtur Por Christiane Flores

C

om mais de 60 anos de história e credibilidade no setor turístico, a Agaxtur Viagens – comandada pela tradicional família Leone – escreve mais um capítulo importante de sua história: a união com a Soft Travel, operadora com

50 Brasilturis Setembro / 2016

27 anos de mercado e liderada por Magda Nassar, que assume a vice -presidência de marketing e produtos da Agaxtur. O objetivo desta parceria, que já era cogitada há alguns anos, é reunir em uma só empresa os melho-

Debora Izzo e Magda Nassar reforçam novos projetos e expansão da Agaxtur

res profissionais do mercado e unir forças em um momento no qual a economia do País encontra-se instável. Para completar este ciclo que

engloba novas ideias, expansão e desenvolvimento tecnológico, Silvia Fagundes, da Trade Tech – empresa de tecnologia da Trade Tours – assume a diretoria de tecnologia, e Debora Izzo segue como diretora de pessoas, processos e qualidade, responsável também por novas franquias pelo Brasil. “A tendência de mercado é que as empresas unam inteligências e potenciais para alavancarem o crescimento. Acredito neste formato, para que os produtos turísticos tenham uma distribuição para o consumidor e, principalmente, para o agente. Esta não foi a primeira, nem será a última fusão de grandes empresas. Não queremos ser os maiores, já temos uma posição consolidada no mercado. Juntas, a Soft Travel e a Agaxtur hoje estão entre as quatro maiores operadoras do País”, destacou Magda. “A crise sinaliza o melhor momento para investimentos e mudanças. É um desafio prazeroso, estamos satisfeitos e felizes por termos as melhores cabeças de cada área. Essa é a cara da nova Agaxtur”, pontuou. Segundo a executiva, a Agaxtur é uma das grandes forças do mercado, com excelência em atendimento e produtos para diferentes níveis de clientes, além da prioridade dada aos agentes de viagens. Cada vez mais focada em roteiros nacionais, a operadora conta com um departamento específico para o ‘produto Brasil’ e vem se consolidando como uma das maiores vendedoras de cruzeiros. “Queremos que as pessoas pensem na Agaxtur como a melhor operadora, um grande shopping de viagens. Estamos trabalhando muito para isso, com workshops e campanhas semanais para todos os tipos de produtos. Para onde o viajante quiser ir, a Agaxtur pode levar”, afirmou.


Tecnologia a favor Ter um dos melhores websites do mercado: esta é a proposta ousada da operadora, que se prepara para oferecer a maior gama de produtos e as melhores condições de trabalho para os agentes de viagens, além de aplicativo e versão mobile. A proposta é que o site tenha abas divididas por temas, como linhas de luxo e experiências, por exemplo; e novos produtos como trens, carros e navios pelo mundo. “Este é um grande projeto, pois nosso site será como um grande catálogo de produtos para que os visitantes e profissionais tenham prazer em navegar. Gosto de criar produtos inusitados e temos expertise para orientar, dar dicas e oferecer sempre o melhor”, declarou Magda.

VRZ oferece condições especiais para Orlando

C

om grande variedade de destinos e parcerias pelo mundo, a VRZ Operadora, empresa que pertence ao Grupo Virazóm, de Ribeirão Preto (SP), divulgou pacotes especiais para Orlando (Flórida/EUA), com o slogan ‘Eu vou de Virazóm’. As saídas se acontecem em outubro de 2016, janeiro 2017 e julho de 2017. Os pacotes incluem opções para visitas aos parques da Disney, Universal e SeaWorld, além de roteiros para compras, jantar no restaurante Planet Hollywood e ingressos para o espetáculo do Cirque du Soleil. Hospedagem em hotel dentro do complexo Disney, transporte aéreo com saídas de Guarulhos (SP), seguro-viagem

com ronda médica, guias especializados, todos os transfers e demais benefícios, também estão incluídos. A operadora preocupa-se com o atendimento e apoio aos agentes, proporcionando constantes treinamentos e campanhas de incentivo. “Por termos uma parceria de anos com os parques de Orlando, a VRZ tem ótimas negociações e sempre está atualizada em tudo que acontece na cidade da magia. Atendemos por ano cerca de 10 mil passageiros. Esperamos um aumento de 30% nas vendas ainda neste ano”, destacou Rogério Mari, diretor do Grupo Virazóm. www.virazom.com.br

Projeto de expansão Com um plano de expansão agressivo, a meta é chegar a cem pontos de venda espalhados pelo Brasil nos próximos dois anos. Atualmente, as lojas Agaxtur estão centralizadas em São Paulo, a única fora do estado localiza-se no Rio de Janeiro. De acordo com Debora, a proposta é ter o agente como parceiro para solidificar a marca por todo País, associando-se com agências que conhecem o mercado. A análise de novas franquias começará pelas grandes capitais, com identificação do perfil da agência, qualidade de atendimento e serviço e os mesmos valores da Agaxtur. A operadora fornecerá apoio para contratação da equipe, análise de currículos, entrevistas, auxílio na escolha ou reforma do ponto e consultoria de campo. Após a abertura da loja, um consultor acompanhará durante 15 dias o funcionamento da agência na prática. “Hoje a marca Agaxtur é um grande patrimônio. E o modelo de franquias dá resultado, pois é algo que já foi testado, com garantias de sucesso. Sabemos que um bom atendimento aliado a uma marca forte é interessante para todas as regiões. Estamos prontos para oferecer ao agente uma plataforma tecnológica eficaz, suporte operacional, atendimento 24 horas e um portfólio completo com tudo o que é necessário para uma agência vender”, destacou Debora. “Além disso, não queremos concorrência entre os representantes. Queremos unir forças para ser sustentável para todos, com vantagens reais”, finalizou. Brasilturis Setembro / 2016 51


DIREITO

Joandre Antonio Ferraz Bacharel e mestre em Direito (USP), especialista em Administração Pública (FGV), coautor do Manual Jurídico para Agências de Turismo e advogado da Joandre Ferraz Advogados Associados (www.joandreferraz.com.br)

Agência de turismo não responde pelos serviços do hotel intermediado

O

Tribunal de Justiça de São Paulo acolheu apelação* de agência de turismo contra sentença que a havia condenado a indenizar em mais de R$ 30 mil dano moral e material derivado de alegados defeitos nos serviços de hotel all inclusive por ela reservados, e negou a apelação das autoras da ação. A apelação questionou a inversão do ônus da prova ter sido

52 Brasilturis Setembro / 2016

aplicada só na própria sentença – impedindo sua tentada produção – sustentou a desvinculação entre a intermediação que exerce e as alegadas, falhas do hotel, que as autoras não provaram, nem os gastos de alimentação que teriam tido por sua causa. Em regra, o ônus da prova cabe a quem alega. O Código de Defesa do Consumidor (CDC) autoriza a inversão desse ônus, a critério do juiz,

quando a narrativa dos fatos é verossímil e o consumidor demonstra hipossuficiência econômica ou técnica em relação ao fornecedor. Se aplicada, cabe ao fornecedor – neste caso, a agência - provar que o fato ou o dano não ocorreu ou que foi de responsabilidade do próprio consumidor ou de terceiro que não integrou a cadeia produtiva do serviço. O tribunal entendeu que o ônus da prova poderia ter sido invertido pela sentença – por falta de regra legal em sentido contrário – mas ressalvou que a agência já incluíra a necessidade de camas extras na reserva feita, e as autoras não provaram sua alegada má qualidade ou dos serviços de praia, de alimentos e de bebidas. Daí ter concluído pela inexistência de provas demonstradoras da verossimilhança de suas alegações de que os serviços do hotel foram de má qualidade ou diversos dos contratados, pressuposto necessário para o ônus da prova ser invertido. Até porque, como destacou, as autoras os usufruíram durante todo o período previsto. Por consequência, não foi igualmente provado o alegado dano moral, mesmo porque, conforme prossegue a decisão, nem mesmo a petição inicial das autoras mencionara “concretamente em que consistiria a dor sofrida pela suposta má qualidade na prestação de serviços do hotel”. A precisão cirúrgi-

“Se o consumidor alega falhas, é obrigação dele a produção de indícios de provas” ca da decisão ora comentada bem ilustra a tese que há muito defendemos de que as regras do CDC sobre solidariedade e inversão do ônus da prova não são absolutas, sendo aplicáveis conforme as circunstâncias do caso concreto. A solidariedade entre fornecedores, no CDC, ora abrange todos os integrantes do ciclo produtivodistributivo, no vício do produto; ora nomeia o fabricante, produtor, construtor, importador e comerciante, no fato do produto; e ora não é expressa, no vício do serviço, que o torne impróprio ao consumo ou diminua seu valor. Assim, não sendo a agência de turismo fornecedora de produto algum, mas de serviço de intermediação de terceiros, sua obrigação é zelar pela informação que presta sobre os serviços destes, pela reserva do escolhido pelo consumidor e pela sua execução conforme ao informado e contratado. Por outro lado, se o consumidor alega falhas ou má qualidade do serviço intermediado, é sua a obrigação de, no mínimo, reporta-las com verossimilhança e produzir indícios de provas, como fotos e mensagens instantâneas que permitam à agência de turismo averiguar os fatos junto ao terceiro fornecedor. Enfim, a aplicação da solidariedade e da inversão do ônus da prova depende da demonstração dos fatos e direito alegados, não bastando meras alegações, como as autoras da ação ora comentada tentaram e continuam tentando em novo recurso, cujo julgamento poderemos noticiar em artigo futuro.

*Apelação nº 1001155-03.2014.8.26.0302, julgada em 04/08/2016, votação unânime.


AGÊNCIA

Para todos Agência cresce com modelo de compra pré-paga de bilhete aéreo Por Camila Lucchesi

V

ender passagens aéreas como se comercializam eletrodomésticos. Esse foi o mote para a criação da Vai Voando, agência com forte atuação em periferias que vem contribuindo para a democratização no acesso aos aeroportos brasileiros. “Nosso público, pertencente às classes C, D e E, viaja para rever a família. Fazemos acordos para oferecer preços competitivos em relação aos bilhetes rodoviários”, explicou Luiz Andreaza, diretor da agência.

As passagens são comercializadas em sistema pré-pago, parceladas em até 12 vezes sem juros no carnê. Para evitar a inadimplência, o trajeto só é confirmado após o pagamento de todas as mensalidades. “Não existe necessidade de comprovação de renda, fiador ou consulta de crédito, o que é extremamente importante para esse cliente”, afirmou Tatiana Guilherme, analista de marketing. Em mais de seis anos de existência, a empresa já embarcou

Tatiana Guilherme e Luiz Andreaza

366 mil passageiros e deverá ultrapassar os 600 pontos de venda até o fim do ano. A meta é chegar a 2 mil pontos de venda até o final de 2017. A Vai Voando trabalha em parceria com a Central Única de Favelas (Cufa) e oferece todo o suporte para os prestadores de serviços que trabalham dentro das

comunidades. “Além de back office e sistemas de vendas, oferecemos cursos à distância para qualificar esse prestador de serviços e fortalecer seu potencial de empreender. É uma corrente do bem”, finalizou o executivo. www.vaivoando.com.br

Brasilturis Setembro / 2016 53


AVIAÇÃO

Recife (PE)-Orlando (EUA)

A

partir de 7 de dezembro, a Azul Linhas Aéreas passará a oferecer voos partindo do Recife para Orlando, nos Estados Unidos. A operação será realizada duas vezes por semana - às quartas-feiras e aos domingos - e terá como diferenciais a conectividade com cidades do Nordeste e um completo serviço de bordo, além de todo o conforto e tecnologia oferecidos a bordo dos Airbus A330 que irão per-

correr a rota. “A linha internacional beneficiará milhares de pessoas, estimulando ainda mais o turismo e os negócios”, celebrou Antonoaldo Neves, presidente da Azul. As conexões para Orlando por meio do aeroporto do Recife estarão disponíveis para os viajantes que decolam de Aracaju (SE), Belém (PA), Fortaleza (CE), João Pessoa (PB), Maceió (AL), Natal (RN), Petrolina (PE), Salvador (BA), São

A

Luís (MA) e Teresina (PI). Quem parte de São Paulo (Guarulhos e Campinas) fará uma conexão na capital

Nova área vip

GOL inaugurou no fim de agosto o GOL Premium Lounge, na área de embarque internacional do Terminal 2 do Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. Com projeto arquitetônico inspirado na cultura brasileira, a nova sala VIP conta com espaços modernos que buscam oferecer mais conveniência e conforto aos clientes. Para proporcionar um ambiente mais aconchegante, foram criadas áreas exclusivas com poltronas de couro, espaço home theater, salas de banho e uma área dedicada aos clientes que precisam de um espaço mais reservado para

54 Brasilturis Setembro / 2016

pernambucana antes de chegar aos Estados Unidos. www.voeazul.com.br

trabalhar. Todos têm acesso a conexão wifi e à área gourmet, com itens variados de alimentação e cardápio elaborado especialmente para o novo espaço. O espaço substituirá a antiga sala VIP da GOL, instalada no mesmo terminal. A companhia pretende lançar mais três áreas exclusivas, sendo mais uma em Guarulhos (para uso doméstico) e duas novas no Rio de Janeiro. A previsão é que todas estejam prontas até o primeiro trimestre do próximo ano. www.voegol.com.br


Parada obrigatória TAP formalizou stopover e oferece oportunidade de visitar dois destinos pelo preço de um só Por Camila Lucchesi

U

m coquetel realizado no Consulado de Portugal em São Paulo marcou o lançamento do ‘TAP Portugal Stopover’, produto oferecido pela aérea em conjunto com mais de 150 parceiros. “O aumento do número de brasileiros em visita a Portugal marca um momento único para o turismo local. Os países são casados há mais de 500 anos, mas parece que a lua de mel começou há pouco tempo”, afirmou Paulo Lorenzo, Cônsul de Portugal na capital paulista. Apesar desse número crescente, a parcela de turistas que utiliza Portugal apenas como ponto de entrada para a Europa ainda é grande. “Cerca de 40% dos passageiros que vêm do Brasil ainda têm outros países como destino final”, explicou Mário Carvalho, diretor geral da TAP para América do Sul. Apoiada pela Secretaria de Turismo de Portugal, a ideia visa incentivar o intercâmbio com a ‘terrinha’, oferecendo aos visitantes a possibilidade de fazer uma parada de até três dias em Portugal, sem nenhum acréscimo na tarifa aérea. “É um produto que existe há alguns anos, então podemos

dizer que ele já nasce consolidado. Além de não ter custo adicional, o turista tem direito a descontos em hotéis e na entrada de alguns atrativos, além de cortesias em passeios e outras vantagens”, informou Francisco Guarisa, diretor de marketing

da TAP no Brasil. As informações podem ser acessadas em um portal e no aplicativo, criados especialmente para o produto. “Os clientes já saem do Brasil com tudo resolvido”, afirmou Guarisa, ressaltando que os benefícios

independem de tarifa e tempo de estada. A companhia está preparando uma série de capacitações para os agentes de viagens e irá abordar o tema durante a Abav Expo. www.flytap.com/Brasil/PTBR/ stopover

Novidade na executiva

A

Delta Air Lines lançará a One Suíte, primeira cabine de classe executiva a apresentar uma porta deslizante para cada suíte. Projetada com um foco em conforto e privacidade, ela oferece espaço privado com áreas para armazenamento de objetos pessoais, sistema de entretenimento avançado e acabamento cuidadosamente projetado para criar uma experiência incomparável. O produto será lançado no primeiro Airbus A350 da Delta, previsto para entrar em serviço no segundo semestre de 2017, em rotas entre os Estados Unidos e a Ásia. Cada aeronave apresentará 32 suítes. Após o lançamento, a frota de Boeing 777 irá receber progressivamente a Delta One Suíte. www.delta.com Brasilturis Setembro / 2016 55


UNEDESTINOS

Rio de Janeiro

Um futuro de oportunidades

O

O Rio de Janeiro está preparado para receber os visitantes que chegam a lazer, para realizar negócios ou participar de feiras e congressos. Acompanhando este processo, o Rio Convention & Visitors Bureau vem investindo em ações diversificadas que têm como objetivo impulsionar o turismo receptivo e fomentar os negócios de seus associados. A estratégia faz parte do plano aprovado no ano passado, que transforma o Rio CVB em uma câmara focada em ações comprome-

tidas em gerar resultados. São bons exemplos as alianças com instituições organizacionais, como o Instituto Brasileiro de Petróleo (IBP) e a Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ). Entre as ações de destaque, está o Projeto 20.20 que, em parceria com a ACRJ, busca movimentar o mercado de eventos após o período olímpico, criando 20 feiras e congressos até 2020. A Fundação atua, ainda, como órgão de apoio e dinamização junto aos promotores, associações, empresas e corporações interessadas

Por Alfredo Lopes, presidenteexecutivo do Rio Convention & Visitors Bureau

em promover eventos na cidade. O calendário de 2016 a 2020 do Rio CVB reúne 173 eventos técnicocientíficos cadastrados. A entidade, em conjunto com seus mantenedores, tem 1.800 eventos em prospecção e 29 em processo de captação. Em 2015, 302 feiras, seminários e convenções injetaram na economia local cerca de US$ 1,9 bilhão. Devemos lembrar que a cidade viveu momentos ímpares ao sediar a dobradinha Copa Mundo e Olimpíadas. Sem dúvida, tivemos a oportunidade de nos reposicio-

nar no cenário turístico mundial e nos reinventar em tempo recorde. A partir de agora, um dever de casa deve ser feito para fortalecer a imagem do destino, incluindo campanhas promocionais bem planejadas e dirigidas aos mercados com maior potencial de retorno. A desburocratização de vistos para os visitantes estrangeiros é outro importante fator, principalmente para o segmento MICE, que movimenta, por ano, mais de US$ 140 bilhões. E com a proposta de impulsionar a cadeia turística local e criar meios que facilitem a vinda e a permanência dos turistas, a Fundação mantém relação com todo o empresariado do setor turístico, além das instituições governamentais de promoção do turismo. A promoção do destino também está entre as prioridades do Rio CVB. Um exemplo de sucesso é a parceria com a IMEX, uma das mais importantes feiras de turismo do mundo. Nos últimos anos, o evento sediou, em Frankfurt (Alemanha) e em Las Vegas (Estados Unidos), o IMEXrun Inspired by Rio de Janeiro, reunindo, em média, 800 participantes por edição. São iniciativas como essas que fortalecem o papel do Rio Convention & Visitors Bureau como um agente na transformação e manutenção da indústria do turismo. Sua atuação visa não apenas promover a capital do estado e incrementar as atividades de seus mantenedores, como, também, colaborar com a economia local, ajudando o incremento de atividades em todos os setores que trabalham, direta ou indiretamente, com as ações de receptivo. Rio Convention & Visitors Bureau (21) 2266-9750 www.rcvb.com.br

56 Brasilturis Setembro / 2016


São Paulo

O

Travel Weekly destaca qualidades de São Paulo

jornalista Danny King, editor da Travel Weekly, uma das mais influentes publicações americanas da mídia especializada em turismo, destacou as qualidades de São Paulo em dois artigos. Pela vocação de negócios que a cidade transmite, não é fácil convencer agências de viagens principalmente do segmento luxo e lazer - a visitarem São Paulo. No início, tivemos receio de atender um grupo de dez importantes agências norte-americanas em tão pouco tempo. Como mostrar São Paulo em apenas um dia e meio? Sabíamos que eles já viriam cansados de uma viagem iniciada em Los Angeles e com primeira parada na cidade maravilhosa, onde já teriam desfrutado de uma paisagem incomparável. Fomos aconselhados a não cansá-los com tantas visitas. Partindo desse princípio e contando com a compreensão dos parceiros, organizamos a ação para que cada um dos hotéis, restaurantes, galerias de arte, salas de espetáculos ou bares visitados pudessem oferecer algo inesquecível a eles. Contamos com o apoio de uma guia apaixonada pela cidade Flavia Liz – que chamava a atenção de todos para a arquitetura do alto de edifícios históricos do centro, os grafites de artistas famosos da Vila Madalena e de tudo o que passa imperceptível aos olhos. Sim, foi com paixão e sem censura que mostramos as belezas e cicatrizes dessa metrópole, o que encantou tanto o jornalista que o fez escrever espontaneamente dois artigos sobre a visita. No primeiro texto, cujo título em livre tradução seria ‘São Paulo - Uma breve visita - breve demais!’, ele destaca a semelhança de São Paulo com Manhattan. No segundo, faz um relato mais denso, destacando a cidade que não quer ser segundo plano no roteiro de nenhum turista: ‘A garra de São Paulo contrasta com o glamour do Rio’. King conta que uma renomada agência norte-americana aconselha seus clientes a não parecerem turistas óbvios e a usar bons repelentes naturais. Segundo ele, as recomendações são: acostume-se a ser cumprimentado com um abraço e um beijo e a planejar as principais

refeições no horário do almoço, “afinal lá estão os melhores chefs do mundo”. Essa história mostra que quando trabalhamos unidos ao trade, com paixão e com o propósito de mostrar o que temos de bom, somos sempre bem-sucedidos! É por esse motivo que existem os CVBx no mundo todo. Vamos em frente!

Por Toni Sando, presidente executivo do São Paulo Convention & Visitors Bureau

São Paulo Convention & Visitors Bureau (11) 3736-0600 www.visitesaopaulo.com Confira a íntegra dos artigos em: bit.ly/AShortStay e bit.ly/SaoPauloGrit

Brasilturis Setembro / 2016 57


UNEDESTINOS

Natal

Belezas naturais, cultura, gastronomia e excelente infraestrutura

E

ntre belas praias, agitada vida noturna, compras e história, Natal é uma cidade simplesmente irresistível. A capital do estado do Rio Grande do Norte tem o ar mais puro das Américas, belezas naturais de tirar o fôlego, restaurantes com o melhor da gastronomia regional, nacional e internacional, excelente infraestrutura para receber visitantes, além da simpatia e hospitalidade do seu

58 Brasilturis Setembro / 2016

povo. Com tantos atrativos, nos últimos anos, consolidou-se como um dos principais destinos brasileiros para lazer, eventos e negócios. A cidade possui ainda uma cultura rica e diversificada, com monumentos históricos tombados como a Fortaleza dos Reis Magos, na Praia do Forte (considerada o marco inicial da ocupação do território potiguar), além de espaços dedicados a cultura como a Casa da Ribeira, o

Por Francisco Barbosa, presidente do Natal Convention Bureau

secular Teatro Alberto Maranhão e o Teatro Riachuelo. No artesanato local predominam bordados, cerâmicas, cestarias, rendas e trançados. Já a gastronomia é influenciada tanto pela colonização portuguesa quanto pela cultura indígena. Entre os ingredientes e pratos da culinária regional apreciados por potiguares e visitantes estão a carne de sol, o feijão verde, a linguiça do sertão, a macaxeira, a paçoca, o queijo de coalho ou manteiga, manteiga de garrafa, frutos do mar e a tradicional ginga com tapioca. Entre as praias urbanas, Ponta Negra é a mais badalada, tendo como cartão postal o Morro do Careca. A capital potiguar conta ainda com boas opções de shoppings e centros comerciais, redes de supermercados, mercados de artesanato, cinemas e ampla programação noturna. Natal reúne ainda uma diversificada infraestrutura para eventos, com mais de 50 espaços disponíveis, entre hotéis, buffets, centro de convenções, salões de festas, universidades e centros culturais. O Centro de Convenções da capital potiguar é conside-

rado um dos melhores da região Nordeste. A moderna e ampla estrutura, com localização privilegiada de frente para o mar, conta com um pavilhão multiuso e modulável de 4.222 metros quadrados de área útil, com capacidade para até 3 mil pessoas, equipado com tecnologia de ponta. O espaço reúne ainda auditório para 800 pessoas, mini auditório com 120 lugares, dois pavilhões com áreas de 4 mil e de 1,5 mil metros quadrados e um salão de exposições. O estacionamento comporta até 1.200 veículos. Além disso, um novo pavilhão está sendo construído, permitindo dobrar a capacidade total do Centro de Convenções de 06 para 12 mil pessoas, em julho de 2017, quando será concluído. O ambiente terá ainda um auditório principal com capacidade para até 6.000 pessoas e um mirante para o Morro do Careca. O Natal Convention Bureau trabalha para o destino turístico Natal, fomentando o turismo de negócios e contribuindo com o desenvolvimento econômico da cidade. Com políticas de atuação que garantem o apoio necessário para estruturar eventos e ampla experiência em auxiliar na escolha do destino, a entidade, criada em março de 2000, é uma fundação de direito privado, sem fins lucrativos, que congrega hoje mais de 90 empresas ligadas diretamente ao segmento de eventos. Natal Convention Bureau www.natalcvb.com.br (84) 3219-2000


Atibaia e Região

O

Entidades se unem para o desenvolvimento turístico

Atibaia e Região Convention & Visitors Bureau (ARC&VB) iniciou em junho o projeto Turista+ que propõe envolver os visitantes da região em ações de sustentabilidade e preservação ambiental, por meio de parcerias com a rede hoteleira e o comércio de produtos e serviços. A contribuição no projeto será através de uma taxa que é aplicada em todo o mundo, a room-tax. Todas as unidades de Convention Visitors Bureaux são mantidas, primordialmente, por esta taxa que é recolhida nos meios de hospedagem e repassada pelos parceiros a essas entidades sem fins lucrativos. A arrecadação é utilizada no fomento do turismo local, financiando projetos de desenvolvimento turístico regional, e na manutenção do Bureau. O projeto Turista+ foi criado a partir de uma parceria firmada entre a entidade, o IPÊ - Instituto de Pesquisas Ecológicas e a Corretora FRX, e propõe destinar uma parte da roomtax para contribuir em pesquisas, estudos e ações de proteção ambiental do IPÊ, além de garantir ao visitante um seguro especial de proteção contra acidentes pessoais da Porto Seguro durante a hospedagem. O projeto Turista+ foi criado a partir de uma parceria firmada entre a entidade, o IPÊ – Instituto de Pesquisas Ecológicas, terceira maior ONG de sustentabilidade ambiental do Brasil, e a Corretora FRX, e propõe destinar uma parte da roomtax para contribuir em pesquisas, estudos e ações de proteção ambiental do IPÊ, além de garantir ao visitante um seguro especial de proteção contra acidentes pessoais da Porto Seguro durante a hospedagem. Apostamos no potencial da região, com mais de 6 mil leitos de hospedagem, para atingir uma meta de participação realmente expressiva em médio prazo. O intuito do projeto é envolver o visitante na rede de parceiros que cooperam para fomentar o desenvolvimento

da região, e estimular a prática do turismo consciente, disseminando a importância da preocupação e participação de todos na preservação do meio ambiente e no futuro do País.

Por Mônica Rubia Fontes, presidente do ARC&VB

Atibaia e Região Convention & Visitors Bureau (11) 4402-2159 www.atibaiaeregiao.com.br

Brasilturis Setembro / 2016 59


CORPORATIVO

O viajante está conectado e ponto! Por: Abracorp

A

Associação Brasileira de Viagens Corporativas (Abracorp), entidade que reúne 30 associadas, tem se empenhado para definir e tornar mais claro o papel das TMCs junto às empresas que compõem o mercado de viagens corporativas. Busca, por

60 Brasilturis Setembro / 2016

assim dizer, criar meios e procedimentos para ajudar as empresas a entenderem que as TMCs Abracorp estão ao lado delas na revisão de suas políticas, atualizando-as para o novo mundo já estabelecido. E esse mundo é o do viajante conectado.

Nesse contexto, a entidade volta as atenções para o conceito de Traveler Centricity, que nada mais é que o “foco do viajante”, ou “o viajante no centro do negócio”. Quando se define, com detalhes, o perfil da empresa e do viajante, é possível entender que este consumidor está

cada vez mais bem informado. É um viajante que precisa ser engajado como stakeholder ou parte interessada principal. Os representantes do Traveler Centricity não desejam, de forma alguma, oferecer aos viajantes apenas voos da primeira classe e hospedagens cinco estrelas. O cálculo é outro. Em vez de considerar a pessoa apenas como um custo, agora se leva em conta o retorno sobre o investimento da empresa. Ficou para trás da ideia de ordem e controle. Agora urge uma reflexão mais profunda sobre o viajante e a produtividade de cada viagem de negócios. O Traveler Centricity é visto como a tendência mais vigorosa na indústria de viagens de negócios. É o reconhecimento de que o viajante de negócios é a principal fonte de receita da empresa por meio da venda de produtos ou serviços. O papel do novo gestor de viagens corporativas passa a ser o de ajudar o viajante no cumprimento do seu objetivo empresarial: maior produtividade, enquanto na estrada, e maior taxa de rentabilidade. O presidente do conselho de administração da Abracorp, Rubens Schwartzmann, salienta que “cabe às TMCs defender uma política simples e eficiente, mais aderente ao novo cenário, considerando o viajante como ponto central, atendendo seus desejos e preferências, de modo a tornar a vida dele mais fácil e produtiva, a um custo menor. Ouvir o cliente é fundamental para a escolha dos caminhos, mas para chegar lá a tecnologia será sempre crucial, para se descomplicar processos”. Existem empresas que travam em suas políticas um range de horários na sua faixa de busca de voos, como, por exemplo, 3h em torno do horário escolhido. Como o usuário não sabe ainda que voo ele quer, entra num site de busca para ver todas as opções e, em seguida, volta ao seu OBT para fazer o self-booking. Do contrário, ele precisaria testar vários horários até encontrar o que ele quer. Daí a pergunta: - Será que realmente vale a pena essa trava? Em regra, travas e dificuldades que visam reduzir custos acabam por onerar despesas.


Hot or not?

Evento debateu tendências e apontou os entraves que barram o desenvolvimento do turismo Por Camila Lucchesi

O

Conselho Executivo de Viagens e Eventos Corporativos (Cevec) da Fecomercio SP reuniu representantes de diversos setores para debater tendências e analisar perspectivas. Intitulado ‘Hot or Not? O que vem por aí em MICE, viagens de lazer e negócios’, o encontro também apontou os entraves que barram o desenvolvimento do setor. “Estou muito orgulhosa de ter esse conjunto de cabeças estratégicas reunidas para debater a sustentabilidade do setor”, afirmou Viviânne Martins, presidente do Cevec durante a abertura. O primeiro painel foi apresentado por Adrian Alexandri, diretor de comunicação da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), e Adriana Cavalcanti, diretora de vendas da Air France. “A tendência é que o aumento da concorrência resulte em menos regulação, o que levará a um cenário de redução de preços e melhoria dos serviços”, argumentou Alexandri. No segmento de hotelaria, João Bueno, diretor-executivo da Associação Brasileira de Resorts focou o debate em tecnologia e no modelo de economia compartilhada como ferramentas importantes para a sobrevivência dos negócios. “A mudança tem de ser para ontem, pois não há como brigar com a economia compartilhada. O desafio da hotelaria é aprender a promover experiência ao viajante, além de pensar na infraestrutura”, disse. No segmento corporativo, tecnologia também foi a palavrachave. Gervásio Tanabe, diretor executivo da Associação Brasileira de Agências Corporativas (Abracorp) defendeu a adoção do virtual card number, sistema que oferece segurança total já que cada número corresponde a uma única transação. Patrícia Thomas, presidente da Associação Latino-Americana de Gestores de Eventos e Viagens Corporativas (Alagev) aposta em uma ruptura de padrões tendo em vista novos modelos de negócios que geram novos processos e resultam em amadurecimento para a indústria. Segundo eles, o futu-

ro está no chamado TMC digital, profissional que não exerce apenas funções operacionais – como emitir bilhetes e gerar relatórios -, mas tem um importante foco em estratégia, incluindo gestão de risco e a análise de dados. Fechando o debate, Monica

Viviânne Martins, presidente do Cevec durante a abertura

Samia, CEO da Associação Brasileira de Operadores de Turismo (Braztoa) também defendeu a importância de focar em experiência

para agregar. “Não dá mais para trabalhar com produtos empacotados e tarifários padronizados”, finalizou.

Brasilturis Setembro / 2016 61


CORPORATIVO

Star Alliance investe em facilidades Por Christiane Flores

C

om o intuito de facilitar e diminuir a burocracia das viagens corporativas, a Star Alliance reuniu, pela primeira vez, representantes de empresas de diversos segmentos para apresentar os benefícios do Corporate Plus. Trata-se de uma ferramenta que fornece acesso conjunto a todos os voos das companhias associadas à aliança, gerando apenas uma negociação e um único contrato. Para ter acesso, potenciais empresas que viajam o mundo todo, devem ter uma política de viagens definida e volume de bilhetes para, no mínimo, três membros da aliança. Todo o processo de emissão de passagens é realizado exclusivamente por agências de viagens, garantindo agilidade e trabalho em conjunto entre os profissionais e as

companhias. “Com o Corporate Plus propomos um acordo único, adaptado às necessidades dos gestores de viagens, que substitui a necessidade de vários acordos com companhias aéreas diferentes. Nosso objetivo é facilitar todo esse processo. A renovação de contrato, relatório e avaliação jurídica também são simplificados. As 28 companhias da aliança estão à disposição dos clientes, para que escolham as que melhor atendam sua demanda”, pontuou Marcia Galvão, coordenadora da Star Alliance no Brasil. Segundo Ian Gillespie, portavoz da Star Alliance, o Corporate Plus tornou-se completo no País, após a entrada da Avianca Brasil na aliança, viabilizando também as conexões domésticas. “Sem uma

Marcia Galvão e Ian Gillespie explicam as vantagens do Corporate Plus companhia aérea nacional, o processo não estava completo. Com a entrada da Avianca, o número de conexões pode ser ampliado a partir do Brasil para o mundo”, destacou.

Atualmente duas empresas já utilizam a ferramenta e outras seis estão em negociação. A expectativa até o final do ano é que 12 empresas utilizem o canal oferecido pela aliança.

GBTA apresenta otimismo para viagens corporativas em 2017 Encontro da entidade discutiu questões de mercado e inovações tecnológicas

Wellington Costa Por Rafael Massadar, do Rio de Janeiro (RJ)

C

om uma programação de palestras e debates que abordaram as tendências e gargalos do segmento de viagens corporativas, foi realizada em 29 de agosto, no Rio de Janeiro, a 3ª edição da Conferência GBTA 2016. O encontro foi uma oportunidade de discutir sobre as principais questões relacionadas às viagens corporativas na América Latina e suas inovações tecnológicas. Este ano, o evento registrou um aumento de 15% no número de participantes e expositores

62 Brasilturis Setembro / 2016

e trouxe uma visão inovadora, com foco na tecnologia e mídias sociais. “O evento já faz parte do calendário do trade de turismo no Brasil. Cada vez mais aumentamos os números de parceiros. Também registramos um aumento de buyers, que representam 60% do nosso público. Isso mostra que os participantes estão satisfeitos com o evento”, disse Wellington Costa, diretor da GBTA no Brasil. Segundo ele, o mercado de viagens de negócios no Brasil reflete o sentimento visto na maioria dos setores econômicos nacionais. “Em um momento de recessão interna, fatores como o crescimento global lento, os preços mais baixos das commodities e uma série de outras preocupações que afetam a economia, comprometeram o turismo corporativo”, completou.

Apesar de pontuar os evidentes problemas nessa conjuntura, Costa enxerga alento na situação e defende que o Brasil permanecerá entre os 15 principais mercados que terminarão o ano de forma mais fortalecida. “Acredito que cresceremos entre três e cinco pontos em 2017. Apostamos em boas práticas e colheremos bons frutos no próximo ano”, disse, confirmando a próxima edição do encontro da GBTA para 25 e 26 de junho de 2017 (São Paulo) e 21 de agosto (Rio de Janeiro). Positivismo e turismo de experiência O turismo de experiência social foi o tema abordado pela sócia-diretora da Mapie, Tricia Neves. Para

a especialista, este momento deve ser olhado como uma oportunidade para pensar e criar modelos de negócios que sejam sustentáveis no longo prazo. “É importante refletir os padrões do turismo em nível global, porque o paradigma mudou. O viajante não quer apenas ir a algum lugar, mas sentir que, por alguns dias, faz parte de um destino”, afirmou. O positivismo também foi tema de discussão na GBTA. Segundo Carlos Aldan, especialista em life coaching e CEO do grupo Kronberg, focado em inteligência emocional, agradecer é uma das melhores formas de gerar emoções positivas. Uma pesquisa brasileira indicou que para cada emoção negativa são necessárias três emoções positivas para compensar.


LOCADORAS

Mister Car reposiciona marca

Eduardo Alexandre

Por Christiane Flores

A

Mister Car, locadora de veículos com oito lojas nos principais aeroportos do Brasil, está analisando um plano de expansão para a rede em 2017. Nessa nova fase, a empresa está focada no cliente e, pensando em oferecer o melhor atendimento em um ambiente agradável, a empresa inaugurou sua primeira loja conceito. A estreia aconteceu em julho no aeroporto de Congonhas (SP). A próxima loja terá o mesmo padrão e será lançada em Porto Alegre (RS), ainda neste mês. “Nosso principal desafio é conti-

nuar crescendo em meio ao cenário de crise econômica. Mas é fácil superar quando existe um bom planejamento estratégico, uma forte atuação comercial e investimentos. Estamos vencendo muitos desafios e continuamos investindo no reposicionamento da marca. Neste ano, já tivemos muitas conquistas como o novo site, a implantação da primeira loja conceito, participação em eventos voltados ao mercado de turismo e, até dezembro, teremos ainda mais novidades”, destacou Eduardo Alexandre Pedro, gerente nacional Rent a Car. Atualmente, a maior parte dos veículos da locadora já é modelo 2017. Até o final do ano, a frota será ampliada. Diária com 28 horas na devolução e promoções pontuais são iniciativas realizadas constantemente. “Queremos oferecer ao mercado uma nova opção em aluguel de veículos, focada em qualidade de atendimento e aumentar o market

share da empresa no Brasil. Estamos desenvolvendo estratégias para nos consolidarmos no mercado de agências de turismo, operadoras e seguradoras. Atuamos fortemente no mercado corporativo e o objetivo é expandir esse mercado para os demais estados, com novas contratações comerciais”, afirmou o executivo. Segundo ele, o agente de viagens exerce a função de distribuidor, sendo um profissional fundamental para alavancar os negócios. Mas a parcela de vendas realizada pelos agentes, no momento, é pequena. O objetivo é que, em um futuro próximo, pelo menos 80% das locações sejam concretizadas pelos agentes. Para isso, a empresa está desenvolvendo um programa de incentivo focado em três pontos: o que o agente necessita; o que facilita o trabalho de reservas; e vantagens que sejam compensadoras. A previsão é que o programa seja lançado até o primeiro semestre de 2017.

Novo site O principal foco no desenvolvimento do novo site foi facilitar a experiência dos clientes ao alugar um carro. O endereço eletrônico também possui versão mobile e permite concretizar uma reserva de qualquer lugar. Além disso, todo o conteúdo está traduzido para o inglês e para o espanhol, pois a locadora atende muitos clientes estrangeiros. “A reserva online está muito mais fácil e intuitiva. É possível selecionar rapidamente o local e o veículo que deseja alugar e, em poucos minutos, terá seu carro garantido na loja escolhida. Além disso, o site tem um espaço dedicado à locação corporativa, para clientes que querem nos conhecer e saber sobre nossas vantagens. O site reforça nosso momento atual, repaginando tudo online e off-line”, finalizou.

Brasilturis Setembro / 2016 63


FEIRAS E EVENTOS

Está chegando a hora Em novembro, o trade turístico tem encontro marcado em Gramado (RS) Por Camila Lucchesi

O

rganizada, profissional e segmentada. Essas três características são chaves para a realização do Festuris Gramado – Feira Internacional de Turismo que, neste ano, acontece entre 3 e 6 de novembro. O evento é famoso pelo potencial aplicado ao fomento de novos negócios e por fornecer o ambiente propício para o lançamento de muitas das tendências que irão pautar o turismo do próximo ano.

A expectativa é receber mais de 14 mil profissionais no espaço de 22 mil metros quadrados, onde 450 estandes irão expor as novidades de 2.500 marcas de diversos países. Oferecer conhecimento é outra prioridade para a Rossi & Zorzanello, empresa organizadora do evento. As palestras abordam os principais cases do mercado turístico brasileiro em uma programação contínua que acontece no período da tarde.

Eduardo Zorzanello, Marta Rossi e Marcus Rossi

Neste ano, uma das novidades é o espaço Luxury, voltado à divulgação de produtos desse segmento. Os expositores terão à disposição uma área exclusiva para atendimento, com direito a decoração e aromatização especiais. Estão confirmadas as participações de Air Tahiti, Curaçao, Seychelles, Turks & Caicos e Villa Sergio Berti, além da Avianca, transportadora oficial do espaço, que será responsável pelo aéreo de compradores de produtos de luxo do Brasil e do exterior. Outros segmentos contemplados

são acessibilidade; destinos gastronômicos; enoturismo; entretenimento; MICE; LGBT; tecnologia; turismo cultural e religioso; sustentabilidade e turismo verde. Isso sem falar na área dedicada aos destinos, operadoras e demais integrantes da cadeia do turismo. Para garantir a presença de agentes dos quatro cantos do Brasil, a organização lançou a campanha “Festuris é do Agente”. A ação oferece hospedagem com valores especiais para o período do evento, credenciamento gratuito e cortesia no transfer para Gramado (com saídas de Porto Alegre, São Leopoldo e Novo Hamburgo), além de transporte free dos hotéis para a feira. Não é à toa que o evento é sucesso há quase três décadas.

Programação oficial : 28º Festuris 03/11 - quinta-feira 19h30: Solenidade de abertura – Palácio dos Festivais 04/11 - sexta-feira 8h às 12h: Congresso – Palácio dos Festivais 14h às 20h: Feira de Negócios – Serra Park 14h30 às 18h: Capacitações – Serra Park 05/11 - sábado 8h às 13h: Congresso Festuris – Palácio dos Festivais 14h às 19h: Feira de Negócios – Serra Park 14h30 às 17h: Capacitações – Serra Park

64 Brasilturis Setembro / 2016


Oktoberfest movimenta turismo em Blumenau C

onsiderada a maior festa alemã no Brasil, a Oktoberfest de Blumenau chega na 33ª edição. Neste ano, ela será realizada entre 5 e 23 de outubro, no centro de eventos Parque Vila Germânica. Turistas interessados em provar a culinária típica, harmonizada com diversos estilos de chopes devem lotar a cidade catarinense durante o próximo mês. Entre as várias novidades apresentadas, um dos destaques é um espaço de-

dicado à alimentação sem glúten. Blumenauenses recebem os visitantes para brindar e festejar a cultura, a gastronomia, as cervejas e, principalmente, a tradição germânica. O evento é responsável por

movimentar toda a cadeia do turismo da região. No ano passado, 473 mil pessoas passaram pela cidade e foram responsáveis pelo consumo de quase 600 mil litros de chope. Prost!

Hospedagem gratuita

O

6º Festival do Turismo de João Pessoa oferece hospedagem gratuita durante os dias do evento para os agentes convidados pelas empresas parceiras. Este ano, os agentes serão trazidos principalmente pelas operadoras Flytour, FRT, G7, Iberoservice, Masterop, MMT Gapnet e TREND. O evento também patrocina caravanas rodoviárias, vindas de vários lugares do Nordeste. O agente de viagem deve procurar as operadoras e solicitar a sua inscrição diretamente com uma delas. Realizada em 21 e 22 de outubro, no Centro de Convenções de João Pessoa, a programação contará com feira, rodada de negócios e capacitações. Brasilturis Setembro / 2016 65


FEIRAS E EVENTOS

Preocupação com a qualidade Com foco em capacitações e promoção dos produtos pós-Olimpíada, Feira Avirrp apresentou-se mais enxuta e intensificou preocupação com os temas abordados Por Christiane Flores

E

m tempos de crise, precisamos contar com parceiros comprometidos com o turismo. Este ano, a Feira Avirrp só foi possível graças ao apoio das empresas que acreditam na força do interior paulista e com a participação de agentes de viagens de qualidade”. Foi com este agradecimento que Evandro Oliveira, presidente da entidade, encerrou a coletiva de imprensa em Ribeirão Preto (SP) que recebeu a 20ª edição do evento entre os dias 5 e 6 de agosto. Representantes do seguro-viagem GTA, operadora Visual Turismo, Governo do Rio Grande do Norte, Vento Sul Turismo e Grupo Virazóm foram homenageados pelo apoio prestado ao evento. Com foco em capacitações e promoção dos produtos pós-Olimpíada por meio de seus expositores, a feira diminuiu o número de corredores e caravanas e intensificou a preocupação com a formação do agente de viagens que demonstra interesse em relação aos temas abordados. “Temos certeza que os agentes que procuram nossa feira estão comprometidos com o conteúdo. Disponibilizamos 500 lugares a mais para capacitações e vamos pensar em outras melhorias para o ano que vem”, completou Oliveira. A agente de viagens Michele Santos, da M&C Viagens de Osasco (SP), esteve pela primeira vez no evento e foi surpreendida pela organização e pela qualidade das capacitações. “Tive acesso a informações enriquecedoras e importantes, que agregam valor. Não tinha ideia do quanto seriam importantes as palestras do Tecnotu-

Evandro Oliveira com autoridades do Turismo durante abertura da feira

ris e das capacitações dos destinos que, realmente, surpreenderam. Nós, agentes, devemos ser a fonte de informação para o cliente. Volto para minha agência renovada”, declarou. Feira Avirrp em números Apurou-se um total de 2.446 agentes inscritos, número abaixo das 2.810 inscrições antecipadas divulgadas pela entidade. Segundo a diretoria, o motivo da divergência foi um erro de sistema na leitura dos dados. O Centro de Eventos Taiwan foi ocupado por 118 estandes, nos quais as empresas expositoras representaram 476 marcas.

Durante os dois dias de evento, foram realizadas onze palestras de capacitação subdivididas entre os salões Safira e Diamante. No total, 800 agentes foram capacitados. Um dos pontos altos foi a palestra motivacional de Marcos Pontes, o primeiro astronauta brasileiro. A apresentação cativou um público emocionado de 300 pessoas. As caravanas percorreram 49 cidades em oito estados, por meio de 19 itinerários e contaram com a presença de 600 profissionais. O almoço exclusivo para agentes de viagens, que teve apoio institucional do Rio Grande do Norte, alcançou lotação máxima de 1,2 mil participantes, assim como o jantar

de encerramento que comemorou o aniversário de 20 anos da Avirrp. Edméa Mamer, da Remaryan Turismo de Santos (SP), frequentadora das caravanas Avirrp há alguns anos, afirmou que a diminuição do espaço de feira foi compensada pelo conteúdo das palestras. “Achei que a quantidade de agentes participantes diminuiu e senti falta de operadores internacionais. Em contrapartida, as informações das capacitações abriram a mente para o novo. Será muito produtivo colocar tudo em prática. Os estandes tinham material à disposição e atendimento para explicações e dúvidas. Volto com a mala cheia”, finalizou.

A Editora Via distribuiu ingressos de cinema para os agentes de viagens que participaram de ação nas redes sociais do Brasilturis Jornal 66 Brasilturis Setembro / 2016


Tecnologia a serviço do agente Evento realizado durante 20ª edição da Avirrp ofereceu informações relevantes para utilizar a tecnologia a favor dos negócios e foi sucesso entre os presentes Por Camila Lucchesi e Christiane Flores

A

busca pelo novo, por um diferencial competitivo, por algo que nos destaque da multidão e melhore a experiência do cliente faz parte do cotidiano de profissionais comprometidos com suas funções. É preciso analisar as tendências e se reinventar sempre. Foi com esse mote que o Brasilturis Jornal retomou, em agosto, a programação do Tecnoturis – Tecnologia Aplicada ao Turismo. O evento aconteceu durante a Feira Avirrp, em Ribeirão Preto (SP) e recebeu mais de 200 profissionais do turismo para divulgar informações relevantes de como é possível transformar a tecnologia em uma importante aliada no ambiente de trabalho. Quatro palestrantes de diversos segmentos muniram o público presente de dicas preciosas. A ideia é que os participantes repliquem o conteúdo dentro das agências em que atuam, multiplicando o conhecimento Brasil afora. “Acolher eventos como esse atesta a preocupação da entidade com a capacitação de seus associados”, afirmou Evandro Oliveira, presidente da Avirrp. Especialista em transformação digital, Ricardo Pomeranz realizou a palestra de abertura com foco na importância das ferramentas digitais dentro da nova jornada de decisão do consumidor de viagens. O consultor é copresidente da Rapp Brasil, principal escritório latino -americano da Rapp Worldwide, o maior grupo de marketing de relacionamento do mundo. Com uma combinação de conhecimento e didática, Pomeranz forneceu dicas aos agentes pre-

Os palestrantes Deivis Tavares, Ricardo Pomeranz, Sérgio Tovanni e Caio Oliveira

sentes. “A internet trouxe mudanças no comportamento do consumidor. Por essa razão, os agentes devem usar as informações como aliadas de vendas. O profissional que utilizá-la a seu favor, somada ao seu conhecimento técnico, proporcionará uma experiência única aos seus clientes”, destacou. Caio Oliveira, gerente operacional na Lemontech, abordou as etapas do processo de gestão de bilhetes aéreos e deu dicas para que os agentes possam recuperar valores aparentemente perdidos. “Em primeiro lugar, é preciso ajudar o cliente a entender a necessidade de notificar o agente de viagens caso tenha algum problema que o impeça de voar, para evitar o no show”, orientou. O palestrante é membro do Comitê de Tecnologia & Inovação Alagev (CTI) e do Grupo de Tra-

balho de Tecnologia Abav (GTT-A). Sérgio Tovanni, fundador do Instituto Brasileiro de Neurolinguística, deu dicas de como é possível aliar um bom atendimento humano a recursos tecnológicos para contribuir com impacto positivo, gerando economia e aumento da carteira de clientes. “A sintonia entre o profissional e o cliente faz toda a diferença. Ao conhecer o perfil e as preferências dos viajantes, cria-se uma relação de confiança”, pontuou. Tovanni realizou uma ‘dinâmica cerebral’ com o público presente, para que cada um deles identificasse sua personalidade e aprendesse a lidar com clientes de outros perfis. Permeada por comentários e muitas risadas, a iniciativa foi aplaudida de pé pelos agentes. O palestrante é diretor da

Academia Corporativa e atende diversos players do trade turístico. Ao final do evento, Deivis Tavares, diretor de negócios da Intelly, apontou os erros e acertos para promover as marcas de maneira bem-sucedida na web. “O marketing digital está presente nas empresas para alavancar vendas. Se o aumento não acontece é porque algo no processo está errado. Hoje em dia, é preciso trabalhar em todos os canais digitais disponíveis, como e-mails e mídias sociais. A internet é um caminho sem volta”, frisou. Tavares  é especialista em inteligência corporativa, análise de processos de negócios e gerenciamento de projetos.

Fotos: Antonio Salani

Brasilturis Setembro / 2016 67


CLIQUES VIRAZÓM - Vinícius Chagas, Rogério Mari e Marcus Hentz TAP - Luis Quaggio e Claudia Marinaro

Fernando Santos (Aviesp) e Evandro Oliveira (Avirrp)

Astronauta brasileiro Marcos Pontes ALAGOAS - Jair Galvão e Paulo Kugelmas

Raul Monteiro (Iberostar) e João Cazeiro (GJP Hotels)

AVIESP - Sebastião Pereira e Juliana Assumpção

MALAI MANSO Julio Souza

NANNAI RESORT Marcelo Neves

MELIÁ Michelle Oliveira,Gisele Torrano e Kelly Leão TERMAS DE JUREMA Roberto Bacovis e Rosimeiry Volpato Amanda Leonel (Brasilturis) e Luigi Rotunno (ABR)

CASA GRANDE HOTEL - Romão de Oliveira e Sérgio Souza

Carlos Nascimento (Luzeiros Hoteis) e Eduardo Genekian (Cruise America)

GOVERNO DE SERGIPE - Allan Oliveira

SEAWORLD - Martim Diniz e Filipe Timerman

Afonso Louro (Visual Turismo) e Flávio Louro (E-HTL)

Equipe April

Luis Calle (Camar Representações) com Juliana Campeoto Molina e Alberto Cestrone (Infinity Blue)

AFFINITY ASSISTÊNCIA - Wilson Ramos e Luciane Costa

HOTÉIS PANAMBY Eduardo Lima, Kelly Sansivieri e Marcelo dos Santos

EL SALVADOR - Vladimiro Villalta Novoa e Abelino Lazo 68 Brasilturis Setembro / 2016

MSC - Junior Del Moro, Newton Santos, Ivan Mauro, Ricardo Rocha e Pedro Silva

RIO GRANDE DO NORTE - Solange Portela e Ana Maria da Costa

AIR EUROPA - Luis Sobrinho e Alessandra Feitosa Fotos: Antonio Salani


Atrações interativas e palestras são destaques na Adventure Fair O

São Paulo Expo receberá, de 12 a 16 de outubro, a 17ª edição da Adventure Sports Fair, maior feira latino-americana voltada ao segmento de esportes e turismo de aventura na América Latina. O evento oferecerá programação

variada de atividades para todas as idades. Os participantes também contarão com uma agenda de palestras ampliada e uma série de atrações interativas, por meio das quais poderão conhecer melhor as modalidades esportivas e vivenciar experiências.

Atividades como tanque de mergulho e apneia, pista de skate slackline, highline e espaços para test drive de motos e carros 4x4 são algumas das atrações disponíveis para aos visitantes. A Adventure Sports Fair também tem um forte

componente de negócios, reunindo expositores de todo País e do exterior que trazem as últimas novidades para o segmento. A programação completa pode ser conferida em: www.adventurefair.com.br

Agende-se! OUTUBRO ADVENTURE SPORTS FAIR 12 a 16/10 - São Paulo/SP São Paulo Expo www.adventurefair.com.br EVENTOFACIL MEETING 20/10 - São Paulo/SP Amcham Business Center www.eventofacilmeeting. com.br EXPO NOIVAS & FESTAS 20 a 23/10 - São Paulo/SP Expo Center Norte (Pavilhão Amarelo) www.exponoivas.com.br FESTIVAL DO TURISMO JPA 21 e 22/10 - João Pessoa/PB Centro de Convenções www.festivalturismojoao pessoa.com.br

NOVEMBRO FESTIVAL DO TURISMO DE GRAMADO 03 a 06/11 - Gramado/RS Palácio dos Festivais e Centro de Feiras Serra Park www.festurisgramado.com SALÃO DO AUTOMÓVEL 10 a 20/11 - São Paulo/SP São Paulo Expo www.salaodoautomovel. com.br CONGRESSO INTERNACIONAL DE GASTRONOMIA, HOSPITALIDADE E TURISMO 16 a 18/11 - São Paulo/SP Centro de Convenções Rebouças www.abresi.com.br/cihat FÓRUM TURISTIC BRASIL 18 e 19/11 - Salvador/BA Sheraton Bahia Hotel www.turisticbrasil.com.br Brasilturis Setembro / 2016 69


LUXO

CHRISTINA KLER Consultora de turismo de luxo

Fundado por Horácio Neves, em 1981 Primeiro jornal criado especialmente para a indústria do turismo nacional, Brasilturis atualmente é produzido pela Editora Via, maior grupo de comunicação especializado em publicações segmentadas sobre turismo.

Felizes para sempre

70 Brasilturis Setembro / 2016

Foto: Visit Denmark

U

DIRETORIA Publisher: Ana Carolina Melo CEO: Amanda Leonel amanda@editoravia.com Diretor-geral: Marcos Araújo marcosaraujo@editoravia.com REDAÇÃO Editora: Camila Lucchesi camila@editoravia.com

a Foto: Visite Norueg

Porto de Copenhague

Jornalistas: Christiane Flores chrisflores@editoravia.com Mayra Salsa mayra@editoravia.com Arte e diagramação: Diego Siliprando arte@editoravia.com

Vigeland Park

Colaboradores: Ana Carla Fonseca & Alejandro Castañé (Garimpo de Soluções), Carolina Leal, Christina Kler, Gorgônio Loureiro, Joandre Ferraz, Mariana Aldrigui, Rafael Massadar e Ricardo Pomeranz PUBLICIDADE E MARKETING Diretora: Marisa Marrocos marisamarrocos@editoravia.com Gerente comercial: Irineo Ferreira irineoferreira@editoravia.com

Foto: Fjord Norway

Executivo de contas: Alex Bernardes alex@editoravia.com

Fjords

ADMINISTRATIVO E FINANCEIRO Gerente: Rita de Cassia Leonel financeiro@editoravia.com REPRESENTANTES BRASIL Salvador (BA): Gorgônio Loureiro (71) 3334-3277 e (71) 9972-5158 gorgonioloureiro5@gmail.com Fortaleza (CE): Mario Pinho (85) 3298-1506 e (85) 99164-2757 ou 99764-4290 mariopinho@editoravia.com Brasília (DF): Ibis Comunicação/Ivone Camargo (61) 3349-5061, (61) 9666-7755 e (61) 8430-7755 ivone@ibiscomunicacao.com.br REPRESENTANTE EUA Multimedia Inc +1 (407) 903-5000 e +1 (407) 363-9809

a Foto: Visite Norueg

m segmento do turismo que parece nunca parar é o de viagens para lua de mel. Pode parecer fácil, mas elaborar um roteiro que se encaixe perfeitamente no perfil e no sonho de um casal só pode ser eficaz com um grande trabalho de pesquisa. Apesar de os jovens de hoje viajarem juntos muito antes do casamento, esse momento é muito esperado porque se trata da primeira viagem oficial do casal, como senhor e senhora. Escolher o destino, o hotel e as experiências para o casal é uma tarefa delicada. Todo o roteiro será depois relembrado com carinho, como aqueles momentos especiais antes de começarem a rotina de um casamento. A definição do destino é um passo fundamental, porém, mais importante ainda é saber qual é a expectativa do casal e que tipo de lua de mel eles desejam. Viver uma aventura com emoções? Um roteiro cultural? Ter tempo para relaxar? Ou, simplesmente, curtir momentos românticos? É importante se atentar para não fixar nada de horários ou de rebuliços. Paz e muito amor são os itens mais desejados em uma lua de mel. Se eu fosse escolher a minha viagem a dois atualmente, iria para a Escandinávia, onde reinam as linhas simples, o design, a gastronomia especial e renomada, e um pouco da magia dos contos de fadas do escritor dinamarquês Hans Christian Andersen. Entre os diversos países, Noruega e Dinamarca são destinos perfeitos para uma história de amor. A Noruega é um país de belezas naturais, vida agradável, magníficas paisagens e um povo sorridente e hospitaleiro. É interessante notar que esse é um dos países habitados com localização mais ao norte no mundo. Com um território extenso e quatro estações bem definidas, a Noruega é rica em atividades durante o ano todo. No inverno, é especialmente única pela Aurora Boreal e pelo famoso hotel de gelo. A capital Oslo surpreende com arquitetura arrojada e uma grande quantidade de atrativos como o parque de esculturas Vigeland; a moderna construção da Opera House; o Viking Ship Museum, focado em embarcações de estilo viking; o Museu Nacional de Arte, Arquitetura e Design onde está “O Grito” de Edvard Munch; o Palácio Real; e o Holmenkollen, um complexo de esqui com uma das maiores pistas de salto livre do mundo. Um cruzeiro em Fjord Norway completaria o sonho a dois. Localizado na parte oeste da Noruega, essa região abriga os mais incríveis fiordes do país com paisagens muitas vezes surreais, águas azuis, montanhas íngremes, densas florestas e topos nevados. Depois de encher os olhos com as belezas da Noruega, meu destino seria a deslumbrante cidade de Copenhague, na Dinamarca. Uma capital arrojada, centro do design, constituída de castelos, monumentos históricos e restaurantes famosos como o especial Noma, onde a simplicidade do espaço contrasta com o sublime cardápio criado pelo chef René Redzepi. E, claro, tiraríamos uma selfie com a está-

Rua Bento Freitas, 178 - cj. 75 e 76 - República São Paulo/SP - Brasil - CEP: 01220-000 +55 (11) 3259-2400

Assinaturas: financeiro@editoravia.com Impressão: Cilpress

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião deste jornal.

Aurora boreal

tua de bronze da Pequena Sereia ao fundo. Agentes de viagem, a Escandinávia é uma viagem linda que combina romantismo com cultura. Um destino perfeito para uma lua de mel diferente e inesquecível.

@brasilturis

www.editoravia.com


Brasilturis Setembro / 2016 71


72 Brasilturis Setembro / 2016

Brasilturis 792 - Setembro de 2016  

Apaixonados por informar www.brasilturis.com.br

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you