Page 98

Metodologia A pesquisa foi realizada no Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência/Filosofia/UFPel, em 2014/1. Como já se evidenciou inicialmente, a pesquisa procedeu com o método bibliográfico e documental, de forma a realizar uma leitura analítica e crítica das obras e documentos que se referem direta e indiretamente ao Ensino Médio Politécnico. No entanto, no que se refere à inquietação de verificar como se dá a aplicabilidade do projeto na prática, procede-se, em um segundo momento, com o método qualitativo exploratório por meio do qual se aplicou um questionário semiestruturado para realizar quatro entrevistas em quatro diferentes escolas estaduais na cidade de Pelotas, RS. A finalidade deste segundo momento é a obtenção de informações junto à coordenação destas escolas, parceiras do PIBID, para identificar algumas das principais vantagens e também os pontos que ainda precisam ser alcançados da reforma educacional. Este trabalho não tem a intenção de ser absoluto em seus levantamentos, mas quer contribuir com sua parcela na construção de uma educação melhor.

Ensino e Profissão Docente

Resultados e discussão

98

A reforma educacional apresentada pelo governo tem como objetivo central o aprimoramento do educando enquanto pessoa humana, incluindo a formação ética e o desenvolvimento da autonomia intelectual e do pensamento crítico. Além disso, existem outras importantes vantagens a serem consideradas, como, por exemplo: a) O aumento da carga horária e o desenvolvimento de seminários no turno inverso das aulas, uma vez que assim possibilita a ocupação dos jovens durante um período ocioso em que estariam fora da escola; b) Trabalhar em um contexto interdisciplinar, no qual todas as áreas possuem o mesmo valor, não existe a que é considerada mais importante e todas poderão ser trabalhadas juntas. O conhecimento tem várias “faces”, diferentes métodos e objetos de estudo. No contexto da interdisciplinaridade, o jovem deve aprender que todas as disciplinas têm seu valor e que elas contribuem à sua maneira para a construção da sociedade. Aprende também que o conhecimento não precisa necessariamente estar dividido em disciplinas, mas que pode – e muitas vezes deve – aprender a pensar os conteúdos e objetos interdisciplinarmente;

Ensino e profissão docente - Edição Comemorativa aos 25 anos da Jornada Nacional de Educação  

Organizadores: Noemi Boer, Diego Carlos Zanella, Sandra Cadore Peixoto Centro Universitário Franciscano © Editora UNIFRA 2016