Page 95

Para atingir tais objetivos, a Matriz Curricular de cada escola deverá promover a construção do conhecimento a partir de dois pilares: i) contemplar a formação geral e ii) também contemplar o conteúdo diversificado. O primeiro abrange os conhecimentos específicos necessários à continuidade dos estudos, enquanto que o segundo refere-se à formação social, cultural, política e econômica, capaz de proporcionar o aprimoramento do educando enquanto cidadão. Assim, a base comum, composta pelas disciplinas tradicionais, deve ser complementada por uma parte diversificada, definida conforme as características locais da sociedade, da cultura, da economia e do perfil dos estudantes. A carga horária total será de três mil horas, divididas em três anos de duzentos dias letivos, podendo ser dividida da seguinte forma: 75% de formação geral e 25% de parte diversificada, no primeiro ano; 50% para cada parte da formação, no segundo ano; 75% para parte diversificada e 25% para formação geral, no terceiro ano. Esta proporcionalidade de distribuição das cargas horárias dos dois blocos não é rígida, visando assegurar um processo de ensino e aprendizagem contextualizado e interdisciplinar. A articulação dos dois pilares do currículo, formação geral e parte diversificada, acontece por meio de projetos construídos em um Seminário Integrado, realizado no turno inverso às aulas. Neste Seminário, momento no qual o PIBID/UFPel tem a possibilidade de desenvolver seu projeto interdisciplinar, os estudantes têm a oportunidade de realizar projetos de pesquisa de acordo com temas de interesse do corpo discente e conforme o contexto onde estão inseridos. Desta forma, os seminários oportunizam, de forma significativa, a apropriação da vida e as possibilidades no mundo do trabalho. Proporcionam também a experiência clara da construção do conhecimento, desde a elaboração de um projeto de pesquisa até sua aplicação e obtenção de resultados.

Ensino e Profissão Docente

a) Propiciar a consolidação e aprofundamento dos conhecimentos adquiridos no ensino fundamental, possibilitando o prosseguimento de estudos na finalização da Educação Básica e no Ensino Superior; b) Consolidar no educando as noções sobre trabalho e cidadania, de modo a ser capaz de, com flexibilidade, operar com as novas condições de existência geradas pela sociedade; c) Possibilitar formação ética, o desenvolvimento da autonomia intelectual e o pensamento crítico do educando; d) Compreender os fundamentos científico-tecnológicos dos processos produtivos, relacionando teoria e prática, parte e totalidade e o princípio da atualidade na produção do conhecimento e dos saberes (SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, 2011, p. 4).

95

Ensino e profissão docente - Edição Comemorativa aos 25 anos da Jornada Nacional de Educação  

Organizadores: Noemi Boer, Diego Carlos Zanella, Sandra Cadore Peixoto Centro Universitário Franciscano © Editora UNIFRA 2016