Page 165

Ambiental (DCN), conforme consta na Resolução n° 2, de 15 de junho de 2012 (BRASIL, 2012). Esse documento estabelece orientações para a implementação das determinações anteriormente firmadas pela Constituição (BRASIL, 1988) e pelo PNEA, em que a EA deve ser desenvolvida na prática educativa, de forma integrada e interdisciplinar. As DCN apontam, ainda, que a EA deve ser construída com responsabilidade cidadã, na reciprocidade das relações dos seres humanos entre si e com a natureza. Como fator prático, o que faz com que uma educação seja ambiental são as metodologias utilizadas no seu ensino (CARVALHO, 2008; BOER, 2007; 2013). Assim, com o avanço das práticas e da pesquisa no campo da EA e das contribuições das teorias de ensino e aprendizagem, diversas correntes de EA foram identificadas para explicar e descrever os processos de ensino e aprendizagem (SAUVÉ, 2005). Essa autora identificou, em seus estudos, quinze correntes de EA e as agrupou em dois blocos: as correntes de longa tradição, que tiveram seu início nos anos de 1970 e 1980 e, em outro bloco, as correntes mais recentes. Essas correntes não são excludentes, podendo ter zonas de convergência entre duas ou mais correntes. No entanto, os parâmetros que as distinguem são a concepção predominante de meio ambiente, a intenção, os enfoques privilegiados e as estratégias ou modelos de ensino. Dessa forma, com o objetivo de evidenciar alguns pontos básicos das concepções relacionadas aos processos de ensino e aprendizagem em EA, este artigo de revisão está estruturado em três seções inter-relacionadas: contribuições teóricas; abordagens metodológicas em educação ambiental e as considerações finais.

Amaral (2001) aponta para uma questão importante, porque a abordagem transversal da EA por si só não garante a eficácia de suas práticas. A transversalidade exige também a adequação do currículo escolar e a preparação dos professores. As finalidades da EA expressam e sugerem que as pessoas sejam reparadas para agir, passando por processos de compreensão, de aquisição de conhecimentos, de desenvolvimento de habilidades, atitudes, valores e comportamentos, de conscientização e participação. A aquisição dessas habilidades e competências está associada a um dos principais objetivos da EA, que consiste em “o ser humano compreender a complexa natureza do meio ambiente, resultado da interação de seus aspectos biológicos, físicos, sociais e culturais” (UNESCO, 1998, p. 109).

Ensino e Profissão Docente

Contribuições teóricas

165

Ensino e profissão docente - Edição Comemorativa aos 25 anos da Jornada Nacional de Educação  

Organizadores: Noemi Boer, Diego Carlos Zanella, Sandra Cadore Peixoto Centro Universitário Franciscano © Editora UNIFRA 2016