Issuu on Google+


em quadrinhos

de aluĂ­sio azevedo por Guazzelli


instaurado, Guazzelli encontra a experiência quase mítica de Adão e Eva, que, enxotados do paraíso, mergulham na incerteza e

Esta adaptação à HQ do conto fantástico

do célebre escritor naturalista Aluísio Azevedo,

“Demônios”, de Aluísio Azevedo (1857-1913) -

A ref lexão sobre a literatura em si mesma,

Agora é a vez do quadrinista Eloar Guazzelli.

sobre a vida e sobre a arte, aparece em cada

Prepare-se, leitor, para atravessar com

quadro desse mundo singular, num convite irrecusável para um mergulho na obra de Aluísio Azevedo.

um dos mais importantes escritores bra-

levando-o a escrever um conto fantástico.

Guazzelli a escuridão e o lodo e encarar os mistérios da natureza.

Demônios Em quadrinhos

se fazem permanentes, partes da natureza.

Há mais de cem anos, demônios invadiram a noite

sileiros, reconhecido como o precursor do naturalismo no Brasil - ref lete toda a ambiguidade e riqueza da obra original. Praticamente desconhecido, o conto é uma ~ das mais precoces manifestaçoes do fantástico na literatura brasileira e a única peça do gênero do escritor maranhense, autor da trilogia canônica composta por O mulato (1881), Casa de pensão (1884) e O cortiço (1890).

Eloar Guazzelli é ilustrador, quadrinista,

Pelo traço do quadrinista Guazzelli, o lei-

ner. Mestre em comunicação pela Escola de

tor é conduzido, junto com o personagem

~ Comunicaçoes e Artes (ECA-USP), foi premia-

narrador, pelos caminhos abismais dessa

do no importante Yomiuri International Car-

narrativa, que se inicia com uma pequena e

toon Contest (1991), no Japão. Além desse,

sutil alteração do ritmo natural das coi-

recebeu inúmeros outros prêmios em festi-

sas. De um estado de hesitação diante do

~ vais de cinema, saloes de humor e bienais de

que vê, quando acorda à noite em meio ao

quadrinhos dentro e fora do Brasil. Parti-

silêncio absoluto, o personagem é vencido

~ cipou de exposiçoes em diversas partes do

pelo torpor e pelo estranhamento, atirado

mundo, publicou em revistas e ilustrou o

ao medo, à escuridão e ao lodo, entregue

livro El Arroyo de Élisée Reclus, publicado

ao mistério do processo de criação, ao seu

pela editora espanhola Media Vaca em 2001.

aprisionamento e terror.

Gaúcho de Vacaria, é admirador do fantás-

Para além da pura manifestação do fan-

tico desde a adolescência. A partir de Poe,

tástico,

seguiu pela admirável trilha de Lovecraft,

a riqueza imagética do conto em seu voo

~ Quiroga, Borges, Cortázar, Sim oes Lopes Neto, entre outros, enquanto se deleitava ~ com as conexoes entre esse gênero literário e os primeiros ensaios da linguagem de HQ, com Windsor, McCay, Raymond, Breccia, Moebius e Frazzetta.

Por Eloar Guazzelli

diretor de arte para animação e wap desig-

Guazzelli

ilustrou

não

apenas

quase cego em direção ao caos e à escuridão. Leitor atento e artista que convive intimamente com as agruras do processo criativo, Guazzelli soube também captar do conto as características mais recônditas, como a consagração do amor romântico e sua premissa de isolamento. Na busca do personagem pela resposta para o torpor

demonios capa 1

20/07/10 16:12


Demônios em quadrinhos