Issuu on Google+

03

#

Caxias do Sul - Quinta-Feira / Sexta-Feira - 29 e 30 de agosto de 2013 - # 03

Realização:

FOTOS: PAULINE GAZOLA

Caxias do Sul - Quinta-Feira / Sexta-Feira - 29 e 30 de agosto de 2013

Nos primeiros dias de feira diversos foram os momentos marcantes, como a solenidade de abertura e o Jantar do Expositor, ocorridos na terca-feira

No caminho certo Com temas atuais e muita tecnologia nos estandes, evento reforça sua consolidação e cumpre seu objetivo de agregar valor à cadeia produtiva do plástico.

C

onstruir uma cidade do plástico dentro de um pavilhão de exposições coberto por frio,chuva e neve requer muita dedicação e profissionalismo. Tais características foram extremamente importantes para montar uma estrutura eficiente, trazendo tecnologia, informação e bem-estar a expositores e visitantes da Plastech Brasil 2013. Com o dever cumprido, os corredores do evento estão recheados de novidades e Caxias do Sul hoje respira o setor plástico. Durante a abertura do evento, no dia 27 de agosto, o presidente da Plastech Brasil Orlando Marin falou dos desafios da preparação da feira, especialmente em função das temperaturas extremamente baixas, e das expectativas de negócios.Marin falou da necessidade da valorização do trabalho na sociedade e destacou a importância do destino final e reaproveitamento de resíduos, sendo que um dos destaques da feira é o Recicla Plastech. “Temos que separar melhor os resíduos em casa e também dar condições de trabalho aos catadores, com políticas públicas”,afirmou. O presidente do Simplás, Jaime Lorandi, lembrou dos altos impostos pagos no Brasil e da importância de usar estes recursos para o bem comum. Para o dirigente, isso começa com a união entre empresários e trabalhadores. “Todos têm que ganhar com o nosso trabalho”. Ele também falou que toda a cadeia plástica luta por usinas para transformar os

resíduos e o papel do plástico nas questões vitais, como alimentação. “O plástico é a melhor tecnologia não alimentícia para combater a fome e a sede”, comentou. Já na quarta-feira, dia 28, aconteceram as Rodadas de Negócios do Sebrae com compradores de médias e grandes empresas e teve início o 4 Seminário de Tecnologia de Transformação de Plásticos, que vai até sexta-feira na Agência de Educação Profissional Senai do Plástico (Rua Giacomo Zatti, 2614), sempre pela manhã. Ainda na terça-feira, o organizador do evento Arley Galvani destacava agrande procura, com as turmas cheias. Também começaram na quarta-feira osWorkshops de Materiais Poliméricos UCS/Plastech Brasil, que também seguem até sexta-feira no estande da UCS, com apresentações de 15 a 20 minutos no final da tarde sobre as novidades do setor. Outra novidade foi o início do Happy Businnes, sempre às 21h. Nesta quinta feira, acontecem as Rodadas de negócios internacionais do Programa Think Plastic Brazil, das 14h às 19h, Rua X estande 171, em frente ao ReciclaPlastech. São cinco compradores internacionais (Carozzi e Multiexport Foods, doChile; Tecnosur-Tecnoquímicas e Solla, da Colômbia; e Attesa Holdings, de Miamie América Central) com foco em embalagens. Em 2013, esta é a única edição doProjeto Comprador realizada fora de São Paulo. “A região sul, especialmente Caxias do Sul, é um polo importante de transformação plástica, foco do trabalho de incentivo à exportação realizado pelo Programa Think Plastic Brazil. Devido a isso, estar na casa destas empresas se torna estratégico para aproximar compradores internacionais e os empresários brasileiros do setor. A chance deconsolidar negócios é maior quando há esta aproximação”, diz o gerente executivo do Think Plastic Brazil Marco Widra.


02

Caxias do Sul - Quinta-Feira / Sexta-Feira - 29 e 30 de agosto de 2013 - # 03

EXPEDIENTE

SIMPLÁSGESTÃO 2013-2016 DIRETORIA EFETIVOS: Presidente – JAIME LORANDI 1º Vice-presidente – GELSON DE OLIVEIRA 2º Vice-presidente – PLÍNIO ROBERTO PAGANELLA 1º Secretário – RICARDO ALEXANDRE POLO 2º Secretário – HELOISA R. KUHN BROLIATO 1º Tesoureiro – REMO JOÃO BOFF 2º Tesoureiro – JOSEMAR BOEIRA MARTINS SUPLENTES: EUGÊNIO JOSÉ RAZZERA GUIOVANE MARIA DA SILVA IRINEU BOSCHETTI IVONIR HENRIQUE BERTOLLO LEOCÁDIO ANTONIO NONEMACHER MILTON PANIZZON ORLANDO ANTONIO MARIN CONSELHOFISCAL EFETIVOS: DAVID ANTONIO PISTORELLO LOURENÇO STANGHERLIN OSMAR ANTONIO PIOLA SUPLENTES: JOBEM DONADA MAURÍCIO PAGNO MOACIR BISI DELEGADOSREPRESENTANTES EFETIVOS: JAIME LORANDI ORLANDO ANTONIO MARIN SUPLENTES: GELSON DE OLIVEIRA PLINIO ROBERTO PAGANELLA

Conceitual - Publicações Segmentadas Av. Ijuí, 280 - CEP 90.460-200 - Bairro Petrópolis Porto Alegre - RS Fone/Fax: 51 3062.4569 - Fone: 51 3062.7569 Direção: Sílvia Viale Silva Edição: Melina Gonçalves - DRT/RS nº 12.844 Redação: Brigida Sofia Consultor de Redação: Júlio Sortica Departamento de Marketing: Izabel Vissotto Departamento Financeiro: Letícia Dias Departamento Comercial: Débora Moreira e Magda Fernandes Design Gráfico & Criação Publicitária: José Francisco Alves (51 9941.5777)

OPINIÃO

Identidade da Serra Gaúcha: nos negócios e nas taças

N

a Plastech Brasil 2013, a indústria da transformação gaúcha ganha lugar de destaque. Uma novidade concentra a movimentação em torno do fortalecimento e da geração de negócios para o setor, que a propósito conta com um programa setorial específico do Governo do Estado. Trata-se do estande Plástico RS – uma parceria entre Simplás, Sindicato das Indústrias de Material Plástico no Estado do Rio Grande do Sul (Sinplast), Sindicato das Indústrias de Material Plástico da Região dos Vinhedos (Simplavi), Braskem, Innova, Secretaria Estadual de Desenvolvimento e Promoção dos Investimentos (SDPI) e Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção dos Investimentos (AGDI). O espaço traz uma exposição a respeito da trajetória do programa setorial da indústria de material plástico, petroquímica e de produtos de borracha no Rio Grande do Sul. Atualmente, o programa setorial do plástico identifica como segmentos prioritários de abordagem os de implementos rodoviários, implementos agrícolas,automotivo, polo naval, energia eólica, peças técnicas, embalagens, sistemas construtivos e móveis. No caso da Serra Gaúcha, por exemplo, uma pesquisa realizada pelo Simplás junto aos associados constatou recentemente que 37% das empresas têm no setor automotivo o principal cliente. Logo atrás vêm os setores moveleiro (31%) e eletroeletrônico (26%). Em termos de participação no ne-

gócio de cada empresa, novamente, os segmentos automotivo e moveleiro ocupam os dois primeiros lugares, com 21,2% e 13,8%,respectivamente. O levantamento corrobora o direcionamento esboçado pelos sindicatos do setor ao programa setorial do Governo do Estado e aponta para oportunidades no horizonte. Para aproveitá-las do modo mais conveniente, a Plastech Brasil traz uma novidade. Happy Business: uma área de maior conforto, para estreitar relações e fechar negócios após o horário de encerramento da feira. Uma das grandes atrações da quarta edição do evento, o espaço estará aberto entre quarta (28) e sexta-feira(30), das 21h às 22h, no estande Plástico RS. Para o wine bar do Happy Business foram selecionados rótulos da Vinícola Perini – reconhecida em maio, na maior feira do setor vinícola das Américas, como elaboradora do melhor vinho tinto nacional da Serra Gaúcha. Sabemos que muitos participantes da Plastech Brasil desejam aproveitar ao máximo o período disponível em Caxias do Sul para encaminhar novas situações comerciais. Com o Happy Business queremos oferecer um espaço de maior tranquilidade, com um bom vinho da Serra Gaúcha e boa música para facilitar o aproveitamento destas oportunidades, após as 21h, sem precisar sair do pavilhão de exposições.

AGENDA

18h: Workshop de Materiais Poliméricos UCS/Plastech Brasil 21h às 22h: Espaço Happy Business

Quinta-feira - Dia 29

8h: Seminário de Tecnologia de Transformação de Plásticos (na Agência de Educação Profissional Senai do Plástico) 14h às 19h: rodadas de negócios internacionais do Projeto Comprador do programa Think Plastic Brasil, na Rua X estande 171, em frente ao Recicla Plastech.

Zeca Martins, diretor executivo do Simplás

Sexta-feira - Dia 30

8h: Seminário de Tecnologia de Transformação de Plásticos (na Agência de Educação Profissional Senai do Plástico). Tema: Treinamento Masterbatches – Aplicação e Processamento, com Claudio Marcondes (Cromex). 17h45: Workshop de Materiais Poliméricos UCS/ Plastech Brasil 21h às 22h: Espaço Happy Business


03

Caxias do Sul - Quinta-Feira / Sexta-Feira - 29 e 30 de agosto de 2013 - # 03

Centro de Atendimento ao Expositor (CAEX): Célia Marin e Greice Dallegrave - Fones: (54) 8135.1182 / (54) 9176.9751

SERVIÇOS Espaço Happy Business: uma oportunidade para estreitar relacionamentos e fechar negócios a partir das 21h, quando se encerra a feira, em área de conforto, com música ambiente, vinhos da Serra Gaúcha e opções de alimentação. Rodadas de negócio internacionais do programa Think Plastic Brasil: Dia 29, das 14h às 19h. Em 2013, esta será a única edição do Projeto Comprador realizado pelo programa Think Plastic Brasil fora de São Paulo. Serão cinco compradores internacionais com foco no mercado de embalagens. Já estão confirmadas as companhias Solla (Colombia), Carozzi (Chile) e Attesa Holding (EUA). Nesta mesma ação, em 2011, 38 empresas associadas ao Programa participaram das rodadas e o evento gerou expectativa de quase US$ 2 milhões em negócios. Cartão Clube do Expositor: os expositores recebem junto com a credencial um cartão personalizado, com seu nome e da empresa, e um folder. Nesse folder estão listados cerca de 100 estabelecimentos conveniados à Plastech Brasil oferecendo vantagens exclusivas nos segmentos de alimentação, vida noturna, compras e serviços. Sala Vip: espaço exclusivo a expositores que oferece serviços como cabeleireiro, manicure, bar e quick massage. Seminário de Tecnologia de Transformação de Plásticos: Quarta edição do seminário para estudantes e profissionais da área de polímeros promovido pelo Senai. Ocorrerá entre 28 e 30 de agosto, na Agência de Educação Profissional Senai do Plástico. O endereço é Rua Giacomo Zatti, 2614, bairro Nossa Senhora de Fátima. As vagas são limitadas e as inscrições gratuitas. Mais informações pelo fone (54) 3028.7005 ou email senai.plastico@senairs.org.br. Confira entrevista sobre o evento na página 6. Workshop de Materiais Poliméricos UCS/ Plastech Brasil: Evento inédito. Cada workshop terá apresentação de diferentes temas por 15 a 20 minutos, com objetivo de divulgar atividades desenvolvidas na área de materiais poliméricos. Os trabalhos serão apresentados entre 28 e 30 de agosto, durante a feira, no estande da UCS.

MAPA


Caxias do Sul - Quinta-Feira / Sexta-Feira - 29 e 30 de agosto de 2013 - # 03

EXPOSITORES

Alta dose de inovação Mais novidades esperam pelos transformadores plásticos nos corredores da Plastech Brasil. Confira o que espera por você em alguns dos principais estandes do evento.

PAULINE GAZOLA

04

Granoplast

A Granoplast trouxe três máquinas para a Plastech Brasil: Puxador tipo Caterpillar para tubos e perfis PX 700; Extrusora Monorrosca 60mm;e a Serra automática para tubos e perfis SA 600. “O diferencial desta serra é que regula a velocidade de corte; um corte limpo, sem rebarbas”, diz o expositor Leonardo Nolasco. A empresa de Bauru (SP) tem conquistado mais mercado no sul desde a participação na última Plastech Brasil em 2011 e Nolasco diz que esta presença foi crucial. “É um grande polo transformador e queremos fazer parte. Para isso, essa visibilidade é muito importante”, afirma. Sobre o evento, ele diz que “Não conheço feira tão bem organizada. O acolhimento ao expositor, como na Sala Vip, por exemplo”. Nolasco também destacou a estrutura, lembrando que em outras feiras já aconteceram problemas como queda de luz, e a seriedadedo fechamento de negócios como uma característica da região, com atenção aos detalhes fiscais. O estande da Granoplast está no térreo, 75 A.

Cristal Master

Há 9 anos no mercado, a Cristal Master vem se consolidando no desenvolvimento e comercialização de pigmentação e aditivação termoplástica, através de equipamentos de última geração e tecnologia avançada europeia. Atende todo o Brasil nos mais diversos setores de transformação termoplástica. Possui mais de 20.000 itens em sua linha de produtos, estoque de mais de 300 produtos para as mais diversas aplicações, além de disponibilizar um atendimento personalizado pela sua equipe especializada de vendas. Possui uma capacidade produtiva de 10.000 toneladas/ano, em sua matriz sediada em Joinville/SC, além de um Centro de Distribuição em São Leopoldo no Rio Grande do Sul. A importância da Plastech Brasil para a Cristal Master é de além de estreitar laços com

Destaque da Romi vai para a nova linha de injetora ROMI EN 380 PVC

seus clientes, buscar novos parceiros. Em 2012 foi inaugurada a filial em São Leopoldo/RS com o intuito de reduzir o prazo de entrega aos clientes e melhorar as condições comerciais. “Com a Plastech 2013, poderemos apresentar aos nossos clientes os nossos lançamentos e divulgar nossa filial no RS. A Cristal Master possui importantes clientes no Rio Grande do Sul, mas ainda é um mercado em que investimos fortemente visando o crescimento no atendimento”, informam Aline Arndt, coordenadora de Vendas, e Fábio Fazolim, Gerente de Vendas. Os visitantes terão acesso ao Agente Interfacial, Antimicrobiano e Modificador de Impacto para PP. “A Plastech se consolida como uma das principais feiras da América Latina e o Rio Grande do Sul é estrategicamente um mercado importante para a Cristal Master, por isso estaremos com a equipe completa de técnicos e agente de vendas para participar deste evento”, afirmam os executivos

Romi

Máquinas de alta performance, desenvolvidas para atender às mais diversas necessidades dos clientes, serão exibidas pela Romi durante a

Plastech Brasil. A Romi vai expor sua mais nova linha de máquinas para injeção de conexões em PVC. O destaque da nova linha é a injetora ROMI EN 380 PVC, destinada ao mercado da construção civil, com aplicações em PVC rígido. A Romi também vai levar ao seu estande a sopradora ROMI P, máquina que utiliza recurso hidráulico de alta performance, produzindo frascos em geral. O equipamento permite alta eficiência e produtividade na fabricação de embalagens de até 5 litros. Para William dos Reis, diretor da Unidade de Negócios de Máquinas para Plástico da Romi, a participação na Plastech é uma oportunidade de a empresa demonstrar seus lançamentos para o público da desenvolvida Região Sul. “Investimos em um equipamento voltado para a injeção de PVC, pois essa é uma demanda que ouvimos dos nossos clientes e se encaixa no atual momento da construção civil brasileira”.

Seibt

A SEIBT atua há 39 anos no mercado, oferecendo soluções para a indústria do plástico. Sempre na busca por melhorias, a fim de beneficiar o mercado consumidor de seus produtos,


Caxias do Sul - Quinta-Feira / Sexta-Feira - 29 e 30 de agosto de 2013 - # 03

oferecendo um produto de alta qualidade, atende o mercado plástico pós-consumo e pós-industrial. A linha de produtos atuais é composta por moinhos convencionais, de baixa rotação e para aplicações especiais, extrusoras, aglutinadores e sistemas completos para reciclagem de PET, PE, PP e projetos especiais. “A região sul do Brasil é de grande relevância para os negócios da empresa, uma vez que temos uma grande concentração de transformadores de plásticos. Devido à empresa estar sediada nesta região, ações comercias, corpo técnico são bastante facilitadas, permitindo ações diretas nos clientes”, diz Gilson Müller, do setor de exportação. A empresa estará na Plastech Brasil 2013 com a tradicional linha de moinhos: Baixa rotação: modelos MGHS 320LRX e MGHD 250LR, indicado para utilização em circuito fechado de aparas e sobras do processo de sopro e injeção, trabalhando ao pé de máquina, com eficiência, sem contaminação, com material final de excelente qualidade; Convencionais: modelos MGHS 550GF e MGHS 700GF, indicados para moagem em centrais de moagem, com capacidade para recuperação de materiais plásticos de diversos tamanhos e formatos e também como parte dos sistemas completos para reciclagem de PET, PE, PP, possui rotor vazado, sem eixo central, dependendo o tipo da moagem, garantindo maior produtividade, eficiência e material final de acordo com as exigências do mercado consumidor. Junto ao Recicla Plastech Brasil,

DIVULGAÇÃO

05

SEIBT oferece soluções para a indústria de reciclagem

terá para apreciação dos visitantes esteira de triagem, extrusora ES-90 com corte na cabeça (lançamento) e moinho MGHS 420LRX. “O evento é de grande valia para as empresas não só a nível regional, mas nacional também e vem demonstrando participação expressiva de empresários do Mercosul, em busca de novas tecnologias e equipamentos de qualidade”, diz Müller.

Geremia

A Geremia destaca na Plastech Brasil a linha GU, que possui uma relação peso/potência

otimizada, devido a sua alta capacidade de torque em relação ao seu tamanho. A transmissão do engrenamento pode ser feita diretamente pelo motor através de flangeamento. Este redutor possui os estágios alinhados, tendo a possibilidade de eixo vazado e maciço na saída. Esta linha possui um modelo específico para extrusoras, onde o mancal e a carcaça formam um único fundido (assim dando maior rigidez ao conjunto) e sendo bi-partido para facilitar a montagem e desmontagem. O vendedor técnico FrancielBonotto diz que o primeiro dia da feira foi calmo, mas as expectativas se mantiveram altas na abertura do segundo dia, que já começou com corredores mais movimentados. “A maioria de nossos clientes estão aqui, então esperamos que façam bons negócios para que, assim, nosso produto vá como equipamento”, comenta. Bonotto diz que através de outras participações na Plastech Brasil a empresa conquistou vários clientes.

Replas

Para a Replas, os meses que faltam para encerrar 2013 serão de muito resultado. “O mercado de brinquedos já está comprando e com o final de ano vem Natal”, comenta o representante comercial Júlio César Hoffmann, que destaca a área de Utilidades Domésticas. Para Hoffmann, o primeiro dia de Plastech Brasil não foi muito movimentado, mas ele se diz muito otimista em relação aos negócios até sexta-feira. “Natal é só alegria, só coisa boa”, reforça.


Caxias do Sul - Quinta-Feira / Sexta-Feira - 29 e 30 de agosto de 2013 - # 03

CAPACITAÇÃO

Treinamento em Materbatches encerra 4º Seminário de Tecnologia de Transformação de Plásticos nesta sexta-feira Em paralelo à Plastech Brasil, os visitantes podem participar do 4º Seminário de Tecnologia de Transformação de Plásticos do SENAI DO PLÁSTICO Caxias do Sul. O evento começou no segundo dia de feira e termina amanhã, sempre na Agência de Educação Profissional Senai do Plástico (Rua Giacomo

Zatti, 2614, bairro Nossa Senhora de Fátima) pela manhã. Nesta sexta-feira, Claudio Marcondes, da Cromex, encerra os trabalhos com o Treinamento em Materbatches – Aplicação e Processamento, a partir das 8h. Marcondes escreveu sobre o tema especialmente para o Jornal Diário da Plastech.

Masterbatches Aplicação e Processamento

D

esde meados da década de 50 novos materiais termoplásticos, sendo alguns com propriedades muito importantes, entraram na acirrada competição com os demais materiais metálicos, cerâmicos, madeiras e dielétricos dominavam que o mercado de uma forma geral. Sua característica de utilização de baixo consumo energético, facilidade de coloração, estabilização e mudança nas propriedades mecânicas, térmicas, etc, frente à escassez de recursos e à indisponibilidade de fontes de petróleo reflexo do pós-guerra em grande parte dos países europeus, alavancaram os índices de crescimento do mercado do plástico. À medida que a sociedade de consumo visualiza o plástico como um produto de fácil manuseio, milhares de projetos envolvendo os polímeros foram desenvolvidos utilizando produtos de diferentes, cores, formatos, dimensões reduzidas, substituindo os materiais tradicionais por materiais com maiores opções de cores, texturas, acabamento e alta produtividade.

DIVULGAÇÃO

06

Ainda, com a melhor utilização das ferramentas de marketing e opções de design, os plásticos, principalmente quando utilizados em embalagens, tornaram-se elementos de “appel” para a venda de produtos, e fazendo parte da identidade visual do produto. Esse mesmo fenômeno aconteceu para os demais segmentos de mercado. No setor automobilístico, fez com que o design fosse totalmente renovado agregando valor à industria e reduzindo custos de projeto, produção etc. Cresce, dessa forma, a indústria de masterbatches e compostos, apresentando aos processadores de polímeros um modo mais econômico e pratico para agregação de cores, funcionalidades e alteração das propriedades atendendo as mais diversas exigências de mercado. A cor, como é amplamente reconhecida, traz grande

contribuição para o sucesso de um produto. Este reconhecimento traz consigo a intensificação de estudos sobre a cor e, consequentemente, a especialização nos métodos de coloração. No setor de plásticos, especificamente, em vista da complexidade crescente do mercado, a escolha e o desenvolvimento das cores ideais envolvem aspectos mais complexos que os tradicionalmente considerados, como estética e efeitos psicológicos. A obtenção da cor envolve a coordenação de diversos elementos, tais como utilização da peça, níveis de tolerância, resina utilizada, temperatura de processamento, atoxicidade e outros. Para que o sucesso do desenvolvimento, tanto de cores como de outros produtos, seja conduzido econômica e eficientemente, é necessário que haja grande entrosamento entre o cliente e o fornecedor de matéria-prima. Nesse mesmo sentido, a utilização de aditivos para auxiliar o processamento, conferir novas propriedades, foi tremendamente desenvolvido. Claudio Marcondes, da Cromex


Caxias do Sul - Quinta-Feira / Sexta-Feira - 29 e 30 de agosto de 2013 - # 03

ACONTECE

Emoção e sustentabilidade marcam início do evento

C

om auditório lotado, no Pavilhão 1 do Parque de Exposições da Festa da Uva, em Caxias do Sul (RS), foi aberta oficialmente a Plastech Brasil 2013, na noite desta terça-feira (27). Logo no começo da cerimônia houve um minuto de silêncio em homenagem ao empresário Valter Gomes Pinto, ex-diretor da Marcopolo, que falecera ao amanhecer. O presidente dafeira, Orlando Marin, também homenageou o industrial em seu discurso,descrevendo-o como “um guerreiro”. Emocionado, agradeceu a todos os que trabalharam pela realização do evento e defendeu maior dinamismo da legislação brasileira no que diz respeito a usinas de reciclagem energética do plástico. “No Japão há mais de 200, na Suíça, 27, no Brasil,nenhuma”, alertou Marin. Presidente do Sindicato das Indústrias de Material Plástico do Nordeste Gaúcho (Simplás), o realizador da Plastech Brasil, Jaime Lorandi criticou a alta carga tributária do Brasil, e cobrou bom exemplo da indústria de maneira geral. Além disso, reforçou a importância da reciclagem. “O plástico é a melhor tecnologia não-alimentícia para combater a fome e a sede. A maior parte da nossa comida e bebida é conservada em plástico. Mas temos o desafio de dar destino correto ao que foiútil para nós, termos a cultura da reciclagem”. O prefeito Alceu Barbosa Velho afirmou que Caxias do Sul preenche todos os requisitos legais quanto ao descarte do lixo. Contudo,acredita que em pouco tempo os processos precisarão evoluir. Ele também chamou a atenção para o tema do descarte de resíduos na Serra Gaúcha. “Temos reciclagem e aterro sanitário onde aterramos nosso lixo orgânico, mas em breve isso será ultrapassado. A usina de lixo a vapor é tendência mundial”. Representando o governador Tarso Genro, o presidente da Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção dos Investimentos(AGDI), Ivan de Pellegrin, destacou a importância de se construir uma indústria forte. Afirmou ainda que o Governo do Estado procura contribuir para o desenvolvimento da cadeia produtiva. “Um Arranjo Produtivo Local (APL) forte no setor plástico só tem potencial se estiver próximo a um parque tecnológico”, concluiu.

Jantar de diretores de sindicatos da CIC - O encontro mensal entre presidentes e

diretores desindicatos filiados à Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul(CIC) ocorrerá

PAULINE GAZOLA

07

Presidente da Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção dos Investimentos (AGDI), Ivan de Pellegrin, presidente do Simplás, Jaime Lorandi, prefeito de Caxias do Sul, Alceu Barbosa Velho, e presidente da Plastech Brasil, Orlando Marin (da esquerda para a direita),oficializam abertura da Plastech Brasil 2013

em meio à Plastech Brasil, nos pavilhões da Festa da Uva. Oencontro será no restaurante Tulipa, a partir das 20h de quarta-feira (28).Antes, a partir das 17h, haverá duas reuniões. O jantar é oferecido peloSindicato das Indústrias de Material Plástico do Nordeste Gaúcho (Simplás),organizador da feira.

Vinícola Perini é atração - Visitantes e expositores da Plastech Brasil poderão levar para casa uma amostra da produção vinícola da Serra Gaúcha. A Vinícola Perini está comercializando seus vinhos, espumantes e sucos premiados em um estande exclusivo, durante a feira. No Espaço Perini é possível degustar e adquirir alguns dos mais premiados rótulos de vinhos, espumantes e sucos do país. Entre os destaques, as linhas Arbo, cujo varietal Moscato teve amostra premiada naAvaliação Nacional de Vinhos 2012, e exportação Macaw, que surgiu como sensação nas praias da Flórida e está chegando às prateleiras da Costa Leste dos Estados Unidos. O grande chamariz, porém, fica por conta de uma cobiçada caixa do íconePerini Qu4tro – reconhecido em maio, na Expovinis, a maior feira do setor vinícola das Américas, como o melhor vinho tinto nacional elaborado na Serra Gaúcha. O Espaço Perini funciona no mesmo horário da feira,das 14h às 21h, e fica na Rua K, no nível térreo do Centro de Eventos. Visitante também tem direito à quickmassage - Além de fazer negócios e apreciar gastrono-

mia e vinhos da Serra Gaúcha, expositores e visitantes da Plastech Brasil também têm a opção de relaxar durante a feira. Depois de lançar uma área exclusiva de conveniência e conforto aos expositores, com uma Sala Vip que virou referência nas feiras do segmento em todo país, agora a Plastech Brasil inova com um estande totalmente dedicado à comodidade dos visitantes.

Visitante também tem direito à quickmassage - Além de fazer negócios e apre-

ciar gastronomia e vinhos da Serra Gaúcha, expositores e visitantes da Plastech Brasil também têm a opção de relaxar durante a feira. Depois de lançar uma área exclusiva de conveniência e conforto aos expositores, com uma Sala Vip que virou referência nas feiras do segmento em todo país, agora a Plastech Brasil inova com um estande totalmente dedicado à comodidade dos visitantes. Espaço Bem-Estar é o nome da novidade na Rua K, no nível térreo do Centro de Eventos, onde é possível parar por alguns instantes para uma sessão gratuita de quick massage. A iniciativa é uma parceria da feira realizada pelo Simplás com as empresas Quiro Clim e Rofit, que ainda trabalham com serviços de saúde ocupacional preventiva, como ginástica laboral e quiropraxia. O horário de atendimento é o mesmo de funcionamento da feira, das14h às 21h


08

Caxias do Sul - Quinta-Feira / Sexta-Feira - 29 e 30 de agosto de 2013 - # 03

INTERNACIONAL

Empresários se preparam para ir à Feira K

A

indústria plástica é um key player na Alemanha e a número 1 na Europa, segundo a German Plastics Industry Federation ou Wirtschaftsvereinigung Kunststoff. O volume de negócios é de aproximadamente 95 bilhões de euros, empregando 415,000 pessoas em 7,100 empresas. Quando o assunto é feiras do setor, é a Alemanha que aparece como número 1. É lá, em Düsseldorf, que acontece a maior feira de plásticos e borracha do mundo, a K fair, que tem edição neste ano entre os dias 16 e 23 de outubro. Cerca de 3100 expositores vão apresentar ao mundo seus produtos e novidades na K2013. São importantes players globais e também start-ups; commodities e produtos especializados; maquinário, sistemas e soluções complexas para indústrias diversas. Devido à essa diversidade, os mais debatidos temas do setor – energia, recursos e eficiência material – serão cobertos, assim como segmentos especiais. Cerca de 200.000 especialistas do mundo todo são esperados como visitantes. A organização da K 2013 admite que a situação econômica na preparação para a feira não pode ser considerada cor-de-rosa, especialmente na Europa, onde muitos países são confrontados com a crise do euro e seus resultados na indústria automotiva e de construção, por exemplo, assim como impactos na energia e preço de matérias-primas.

Mesmo que análises tenham mostrado uma ligeira melhora, a dinâmica do mercado parece ser devagar e interrompida. Apesar das incertezas, o presidente da K2013 Ulrich Reifenhäuser, está otimista. “Nós antevemos um ano estável, na pior das hipóteses um pequeno declínio, mas estamos mais para crescimento. Estamos convencidos que a K 2013 vai revitalizar a indústria. Graças à abundância de inovações em outubro em Düsseldorf, estamos confiantes que a indústria vai experimentar um novo ímpeto”. Entre empresas de 60 países, fornecedores da Europa, especialmente Alemanha, Itália, Áustria, Suíça e França, estarão presentes. Mesmo países fortemente afetados pela crise, como Itália, Espanha e até a Grécia terão uma participação estável ou mesmo mais forte em relação à K 2010. A participação na K reflete as mudanças no mercado global, percebe-se já nesses meses que a antecedem. Desde a edição 2010, o número de exibidores da Ásia e também a área reservada para empresas asiáticas cresceu bastante; a área dos cinco maiores países, China, Taiwan, India, Japão e Coréia do Sul cresceu 1/3, passando para 25 mil metros quadrados. Os americanos estão de volta com força, com uma área de mais de 5.300 metros quadrados (2010: 4.402 metros quadrados). A crescente indústria plástica da Turquia vai expor em quase 4.000 metros quadrados, 1000 a mais que na úl-

tima K. A forte indústria de plástico e borracha alemã reservou 43% da área de 170.000 metros quadrados. Depois da Alemanha, a Itália tradicionalmente se estabelece como o maior país expositor, reservando neste ano mais de 26 mil metros quadrados. Outros destaques são China (9.600 m), Austria (8.100 m), Suíça (6.400 m), Taiwan (6.100 m), India (5.300 m), Holanda (4.700 m), França (4.500 m) e Reino Unido (3.100 m). “Como sempre, o expressivo número e a proveniência internacional de nossos expositores garantem que todos os segmentos da indústria estarão representados em nível mundial de mercado. Eles representam uma ampla gama de produtos e densidade máxima inovação. Muitos bons negócios serão feitos em Düsseldorf”, diz o presidente da Messe Düsseldorf, Werner Dornscheidt. Tradicionalmente, fornecedores de máquinas e equipamentos representam o maior grupo expositor da K. Neste ano, eles pegam 119.000 metros quadrados, mais de 2/3 da área de exibição e cerca de 4 mil metros quadrados a mais que em 2010. Os produtores de matérias-primas ficarão com 37.500 metros quadrados (quase 3,500 a mais que em 2010), onde os visitantes terão acesso a assuntos importantes, como otimização de plásticos standard, biopolímeros, espacialidades e plásticos reforçados, assim como os recentes desenvolvimentos para aplicações pioneiras.

Grupo1 Simplas - Feira K 01- Monique Quissini Rizzon - Ind. de Plásticos Ceta 02- Marta Quissini Rizzon - Ind. de Plásticos Ceta 03- Norival Garcia - NORB - Ind de Injetados Plásticos 04- Keth Rigeiro Garcia - Ind. de Injetados Plásticos 05- Daniel Dalcin - Tramontina Multi SA 06- Marcio Zuchi - Tramontina Multi SA 07- Milton Panizzon - Plásticos Panizzon 08- Paulo Ricardo Panizzon - Plásticos Panizzon 09- Reynaldo Oliver - So.F.teR - Comp. Termoplásticos - Sinplast POA 10- Itamar Colombo - Coplast 11- Ildo Artur Lange - Lange Termoplásticos - Sinplast POA 12- Marco Pescador - Acrilys 13- Joelcio Zanco - Acrilys 14- Edilson Zandei - Presindente Sinplast POA 15- Patrick Vieira - Massochini Moldes e Matrizes 16- Inácio Baldissera - Massochini Moldes e Matrizes 17- Leticia Reis - Polivalente Plássticos 18- Fabio Koller - Seibt Máquinas 19- Luiz Gugliemin - Gufani Ind e Com. de Plásticos 20- Nicole Gugliemin - Gufani - Ind e Com de Plásticos

21- Arceu Filippi - Filiplast - Bento Gonçalves 22- Elizabete Casrvalho - Filiplast - Bento Gonçalves 23- Paulo Webber - Pisani 24- Egidio Mazzarollo - Pisani 25- Amarildo Tomaz - ProAlt 26- Ricardo Polo - D´Zainer 27- Marines Polo - D´Zainer 28- Orlando Marin - Pasmosul 29- Moacir Sonda - Pasmosul 30- José Gustavo Muller - Sinplast POA 31 - Cleomar Meyer -Sinplast POA 32- Moacir Cemin - Cemin & Cemin Ltda 33- Kátia Cemin - Cemin & Cemin Ltda 34- João Lemos - Polistar Brasil 35- Juraci Lemos - Polistar Brasil 36- Felipe Bazzo - Perfilisa 37- Tiago Ricchetti - Perfilisa 38- Rafael da Silva - Perfilisa 39- José Antonio Severo Martins 40- Max Bareta


Diário da Plastech Brasil 2013 #03