Page 1


VALDIR EUSTÁQUIO DE CARVALHO

A BAT CAVERNA Os entrelaçados caminhos do poder. Tudo sobre a relação do Grupo SIM com o Prefeito de Juiz de Fora 2007 a 2008.

Foto da capa: Imprensa tentando filmar o interior do escritório do Prefeito Alberto Bejani em 19/06/2008. (Bat- Caverna foi o nome dado ao escritório pelo vice-presidente do Grupo SIM, Sinval Drummond)


VALDIR EUSTÁQUIO DE CARVALHO

A BAT CAVERNA Os entrelaçados caminhos do poder. Tudo sobre a relação do Grupo SIM com o Prefeito de Juiz de Fora 2007 a 2008.

editora

são paulo - 2010


editora

© Editora Lexia Ltda, 2010. São Paulo, SP CNPJ 11.605.752/0001-00 www.editoralexia.com

Editores-responsáveis Fabio Aguiar Alexandra Aguiar Projeto gráfico Fabio Aguiar

Diagramação e capa Equipe Lexia Revisão Vasti Heiderich

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação - CIP C837b Carvalho, Valdir Eustáquio de A Bat Caverna / Valdir Eustáquio de Carvalho. -- São Paulo: Lexia, 2010. 126 p. ISBN 978-85-63557-41-4 1. Prefeitura de Juiz de Fora. 2. Juiz de Fora. I Título CDU 341.4622 Ao adquirir um livro você está remunerando o trabalho de escritores, diagramadores, ilustradores, revisores, livreiros e mais uma série de profissionais responsáveis por transformar boas ideias em realidade e trazê-las até você. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste livro poderá ser copiada ou reproduzida por qualquer meio impresso, eletrônico ou que venha a ser criado, sem o prévio e expresso consentimento do autor. Impresso no Brasil. Printed in Brazil.


Dedicatória A todas as pessoas que buscam incansavelmente pela justiça neste País.


Agradecimento Primeiramente a Deus, pela graça que me concedi todos os dias para caminhar. Á minha esposa, Maria pela paciência e incentivo que a todo instante me confortam. As minhas filhas, Vanessa e Savane pelo amor que me dedicam a todo instante. Aos meus netos, Marina e Yuri, por completar minha abençoada família. Em especial, aos meus pais, ja falecidos Dona Elgita Helenita e Joaquim Dias a quem reverencio.


Sumário Capítulo I COMO TUDO COMEÇOU ............................................................. 11 Capítulo II MISSÃO SIGILOSA ................................................................... 21 Capítulo III O MENTOR DA BAT CAVERNA .................................................... 29 Capítulo IV CONSTRUINDO A BAT CAVERNA .............................................. 37 Capítulo V A ENTREGA DA BAT CAVERNA ................................................. 63 Capítulo VI NO INTERIOR DA BAT CAVERNA .............................................. 71 Capítulo VII SALVANDO A BAT CAVERNA ................................................... 101 Capítulo VIII AS RAZÔES QUE ME LEVARAM A ESCREVER ESTE LIVRO ...................................................... 115


Capítulo I COMO TUDO COMEÇOU

11


Não podia imaginar que naquele dia eu daria

início a uma das maiores aventuras de minha vida. Era dia 02 de novembro de 2006, finados. Havia sido convidado para uma festa de aniversário de 50 anos de um irmão de minha esposa, e não podia faltar. Era a primeira vez que visitava sua casa. Uma bela festa! Músicas, bebidas, churrasco e muita gente bonita. Eu, um homem de 61 anos, na época, com uma mulher de 32, sempre chama muita atenção e como estávamos muito alegres, dançando e sorrindo, todo mundo vinha brincar e nos cumprimentar, tudo muito família. Mas, como “coruja não dorme” eu me mantinha em alerta, por força do passado. Quando Militar, aprendi que o soldado é impermeável, superior ao tempo, entende? Não relaxa nunca! Então ficava atento ao que diziam os gestos e comentários. Foi aí que ouvi as palavras: Juiz de Fora, prefeito e concorrência. Desliguei-me do grupo e me aproximei da mesa onde três senhores conversavam sobre o assunto. Um deles dizia: – Estamos participando de uma concorrência na Prefeitura de Juiz de Fora para fazer a gestão fiscal do Mu-

13


nicípio e acho que vamos ganhar! O problema é que não sabemos nada sobre o prefeito. Nossa Empresa é muito forte, estamos em mais de 200 prefeituras em Minas Gerais e no Rio de Janeiro.” Neste momento, minha esposa chegou e disse: – Olha, querido, deixa eu lhe apresentar meu primo. Era exatamente o rapaz que conduzia a conversa. Depois das apresentações, eu entrei no assunto e pedi mais detalhes. Ele disse que se tratava do GRUPO SIM, Instituto de Gestão Fiscal de Belo Horizonte que estavam em negociações com a Prefeitura de Juiz de Fora. Entre um gole e outro, ele me perguntou: – Sabe alguma coisa sobre o Bejani, o prefeito de Juiz de Fora? – Sei que ele é bom de jogo, isto é, bom de negócio e muito ambicioso – respondi. – Ah! Vou falar com o meu chefe – respondeu o amigo – Senhor Sinval Drummod de Andrade, nosso vice-presidente, o homem encarregado de negociar os contratos. – Olha se vocês forem para Juiz de Fora, posso ajudar se precisar de alguma coisa, trabalho no momento com uma Corretora de Imóveis – disse eu sendo puxado para dançar por uma senhora que nem conhecia, mandada pela minha esposa para interromper a conversa que se alongava e o local nem o momento era apropriado. Nascia ali esta incrível AVENTURA. No final de dezembro, recebi um telefonema do meu primo, aquele da festa. Ele me disse:

14


– Olha, fechamos o negócio com a Prefeitura e vamos precisar de seus serviços. Está disponível? – Sim – respondi – o que é? – Na próxima semana disse ele – início de janeiro, uma moça, Gerente da Empresa, vai ligar para você para passar-lhe umas instruções sobre umas salas que precisamos alugar, aí na Cidade, para montar nosso escritório, uma base para nossos equipamentos e nossos técnicos. Ela vai te dar todas as instruções. Posso contar com você? – Claro! Obrigado pela lembrança. Farei o melhor – respondi. Fiquei muito contente, era uma oportunidade de ganhar um dinheirinho extra, justamente em uma data difícil, início do ano. Aguardei com ansiedade, e no dia 03 de janeiro de 2007, recebi a ligação da senhora Adriana... pedindo-me o e-mail, para passar as instruções, o que foi prontamente informado. Ao receber o e-mail com a solicitação, tratei de sair em busca dos imóveis. TRÊS salas bem localizadas, em prédio que disponha de toda a infra-estrutura para instalações de equipamentos modernos, próximo da prefeitura e dos melhores Hotéis. Não foi muito fácil, mas conseguimos os imóveis, preteridos no Edifício Space Center, que fica na Av. Barão do Rio Branco, 2390, salas 1608, 1507, 1508 e posteriormente, mais uma de numero 904, onde foi montada toda estrutura do GRUPO SIM-Instituto de Gestão Fiscal, em Juiz de Fora – MG, para cumprir o contrato de gestão, assinado com a Prefeitura em novembro de 2006.

15


Após estas informações, passei a receber instruções da Senhora Cleide Andrade, esposa do Senhor Sinval Drummond Andrade, que era responsável pelas contas. Ela mandava os numerários necessários para as despesas com cartório, correios, transporte e que mais fosse necessário para execução dos serviços. Dias depois, recebi um funcionário, chamado Roberto Paulo Gonçalves, que se apresentou como Supervisor de Patrimônio. Veio inspecionar as salas, trazer o contrato de locação, que me foi entregue em mãos, juntamente com a documentação. GRUPO SIM – Instituto de Gestão Fiscal, locador e Senhor Sinval Drummond de Andrade e Senhora Cleide Andrade, como avalistas.

16


Aprovada as salas, iníciou-se a montagem das mesmas. Em uma delas foi instalado uma BASE, com 02 servidores, 10 computadores, impressoras multifuncional, bebedouro, internet banda larga,04 linhas telefônicas, armários de madeira e uma mesa com 04 cadeiras para pequenas reuniões,tudo projetado exclusivamente para o escritório de Juiz de Fora, que deveria seguir o padrão dos escritórios de Belo Horizonte. A projetista de nome Ana Beatriz, conferia todas as instalações, etapa por etapa, (vinha a Juiz de Fora só para esse fim). Tudo era de ultima geração, trazidos de Belo Horizonte, sempre acompanhado de Notas Fiscais, umas em nome da 3-D Participações LTDA, uma das empresas do Grupo, várias outras em nome do GRUPO SIM – Instituto de Gestão Fiscal. O funcionário Roberto Paulo era o responsável pelas compras e o envio

17


de todo os materiais. Eu os recebia, guardava e aguardava os montadores e técnicos para montá-los. No final de Janeiro, tudo já estava pronto para receber os primeiros funcionários do GRUPO SIM,os Auditores que iniciavam os trabalhos na Prefeitura de Juiz de Fora. Foi ai que recebi mais um telefonema do meu primo, sabe? Aquele lá da festa de aniversário: este dizia satisfeito com o meu empenho em atender as exigências da Empresa e de viabilizar sua instalação, o que deixou o Senhor Sinval curioso em me conhecer, e se eu poderia recebê-lo. Eu respondi que sim, pois seria uma ótima oportunidade, até para eu receber pelos serviços que havia realizado para Empresa. Posteriormente, me foi passado os detalhes do encontro, local, data e hora. No dia 02 de fevereiro fui ao encontro do Senhor Sinval Drummond de Andrade, Gostei muito da postura do vice presidente do GRUPO SIM, educado, gentil e objetivo. No Hotel, conversamos um longo tempo, ele me falou que aproveitou as dicas sobre o Prefeito, aquelas que eu falei para o meu primo na festa de aniversario, quando me perguntou se sabia alguma coisa sobre o Bejani, tá lembrado? (ele é bom de jogo, isto é bom de negócio e ambicioso). Falou também da sua experiência no trato com o serviço Publico, dos planos da Empresa, do projeto de Gestão para a Prefeitura de Juiz de Fora e da Região. Então passou a perguntar sobre minha vida pessoal e profissional. Em resumo, falei da minha família, esposa, a quinta, duas filhas, dois netos, todos sob minha responsabilidade social e financeira. Forneci todos os detalhes da minha

18


vida profissional,como as diversas Empresas que trabalhei, nas áreas de administração, Marketing e Vendas, em 07 Estados da Federação, das que já possui em varias situações, mas o que ele mais gostou foi da minha passagem pela vida MILITAR. Falei dos tempos difíceis 1964 e1965, do aprendizado, das experiências e das emoções que vivi, mostrei-lhe o meu diploma de Menção Honrosa, concedido pelo Glorioso Exército Nacional em 1965, falei dos treinamentos da época, coisa dura,e das habilidades que possuo para trabalhos investigativos.Demonstrando satisfeito com o que ouvia, ele me convidou para trabalhar no GRUPO SIM, mas apenas sob a sua direção, não tendo que reportar a nenhum outro Diretor ou chefe, até mesmo o Presidente, Senhor Nilton de Aquino Andrade.Seria uma função de confiança ligado diretamente a ele, pois tinha necessidade de ter o controle de todas as situações que envolvesse o GRUPO SIM em Juiz de Fora. Depois de ouvir o meu de acordo, me pagou pelos serviços prestados até aquele momento e pediu para visitar as salas. Gostou do que viu, despediu-se e me pediu para aguardar novas instruções.

19


A BATCAVERNA  

O objetivo deste livro é relatar de uma forma clara e honesta as facetas dos entrelaçados caminhos do poder, exercidos pelo Sr. Carlos Alber...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you