Page 38

alegria, a bagunça do meu marido, que se esqueceu de enxaguar o copo, e não ferver de raiva, atacando-o verbalmente. UM ERRO NÃO JUSTIFICA O OUTRO Posso imaginar o que você deve estar pensando neste momento, porque estou pensando nisso também. Acredito que isso seja verdade, mas tenho muitas coisas indo contra mim. Não consigo manter essa ideia em minha mente tempo suficiente para meditar sobre ela. Já posso ouvir os sons constantes do bebê vindo do quarto ao lado pela babá eletrônica. Não posso aplicar essas verdades com regularidade. E se não for apenas um copo sujo, mas uma casa inteira, dentro da qual parece ter se desencadeado uma tempestade de areia? O que fazer então? Preciso ter meu coração transformado. Se você é como eu, já deve estar, portanto, pronta para desistir. Isso é tão tentador para mim. Observo os padrões elevados de santidade e sei que não posso alcançá-los. Nesse caso, poderia apenas voltar aos pratos sujos, resmungando comigo mesma e fazendo comentários sarcásticos sobre “quantas vezes eu lembrei de você”, esperando envergonhar meu marido a ponto de fazê-lo confessar, sinceramente, como ele estava errado e eu estava certa (quando é que essa estratégia funcionou mesmo?). Ou eu poderia abordar essa situação de uma maneira diferente. Sei que a Bíblia diz para fazermos todas as coisas sem murmurações e para, em lugar disso, nos agarrarmos ao evangelho (Filipenses 2.14); e eu quero fazer o que é certo. Deus nos ensina como amarmos uns 36

Vislumbres da Graça - Gloria Furman  

Editora Fiel

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you