Page 20

estavam me assistindo enquanto eu preparava nuggets de frango e fervia o macarrão. Uma delas disse: “Quero cozinhar também, me dê uma faca, mamãe!”. Ela não tem nem cinco anos; não se pode confiar a ela uma faca. Comecei a argumentar com ela: “Você não é responsável o suficiente para usar esta faca tão grande”. Por quê? (Lá vamos nós!) “Porque é uma faca pesada, afiada e perigosa. Você poderia se cortar.” Por quê? “Porque você é pequena e somente gente grande pode utilizar facas como essa.” Tudo bem, então eu vou ferver o macarrão. “Eu também não quero que você mexa nos botões do fogão.” Por quê? “Porque você não tem idade suficiente para usar o gás e o acendedor de modo apropriado.” Por quê? “Porque são difíceis de usar, até mesmo para a mamãe.” Mas eu consigo fazer coisas difíceis. Eu consigo soltar meu cinto de segurança e contar até cem — quando você me ajuda. “Desculpe, querida, você ainda não está qualificada para lidar com fogo.” Por quê? (Suspiro) Esse diálogo faz sentido quando você está conversando sobre os perigos em uma cozinha com uma criança em idade pré-escolar. Porém, às vezes, pensamos sobre teologia desse mesmo modo. Acreditamos que ela seja muito arriscada, difícil e não temos confiança em nossa qualificação para utilizá-la. Sentimos que deveríamos deixar o trabalho da teologia para mestres, pastores e professores da escola bíblica dominical. 18

Vislumbres da Graça - Gloria Furman  

Editora Fiel

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you