Page 1


A viagem é VIP. Você é VIP. Nada mais justo que a sala de espera ser VIP também. It is a VIP trip. You are VIP. It is only fair that you also go to a VIP waiting room. Em GRU a sua viagem começa antes do embarque. Aproveite o serviço de acesso avulso às salas VIP* no GRU Airport. At GRU your trip begins before you board. Enjoy the exclusive walk-in VIP* waiting room service at GRU Airport.

Executive Lounge First Class Lounge


*Consulte condições de utilização com as empresas que administram as salas VIP. *See terms and conditions of use with the company that manages the VIP waiting room.


CONHEÇA NOSSOS NOVOS RESTAURANTES:

MIAMI BEACH - OCEAN DRIVE, 1412

RIO DE JANEIRO - NYCC/BARRA SHOPPING • CASCAVEL-PR • GUARAPUAVA-PR • CUIABÁ-MT JOINVILLE GARTEN SHOPPING-SC • LAGES-SC • TAUBATÉ-SP


PRÓXIMAS INAUGURAÇÕES (SOON):

SYDNEY - GEORGE ST, 100

BRASÍLIA - SHOPPING ID • CAMPINAS • PORTO ALEGRE • ARARANGUÁ-SC • VILA VELHA-ES • VITÓRIA ENCONTRE UM DOS NOSSOS 65 RESTAURANTES:

www.restaurantemadero.com.br


AZUL MAGAZINE #36

Sumário

A B R I L 2 016

80

DESTINOS

90

80

Montevidéu

90

Caminhos do São Francisco

O charme e a tradição vanguardista da capital uruguaia

Entre Alagoas e Sergipe, um roteiro de extraordinária beleza

100 Turismo Solidário

ActionAid promove visitas às comunidades assistidas pela ONG

100 112

010 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

104 Chapada Diamantina

Cavalgada Caminhos do Marchador é realizada em maio

107

Miami A apresentadora Chris Flores dá dicas sobre a cidade da Flórida

EM FOCO

112

Denise Fraga

120

Estrela

126

Wine

A atriz, fã de humor, estreia comédia romântica no cinema

A incrível recuperação da tradicional marca de brinquedos

O e-commerce que defende a democratização do vinho


Sumário 36

28 48

14 Editorial 16 Expediente 18 Colaboradores 4 CANTOS

26 28 32 36 38 40

Agenda Cinema Literatura Exposição Música TV

HIGHLIGHTS

56

48 56 64 66 68 70 72

64

Menu Concierge 5 Perguntas Take 5 Vitrine Olhar Azul Colunas

Mário Magalhães Mara Salles Denise Campos de Toledo

AZUIS

66 012 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

68

130 Novidades 133 Curtas 136 Linhas de Ônibus 138 Experiência Azul 141 Mapa de Rotas 146 Panorâmica


Não há nada mais importante do que a sua saúde. Quanto antes você começa a cuidar dela, mais você aproveita a vida. 7 de abril. Dia Mundial da Saúde.


Editorial Azul em prol da cultura e da sociedade Caro leitor,

Antonoaldo Neves PRESIDENTE

014 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

RETRATO: DIVULGAÇÃO

Este ano vamos participar de um grande Maceió, Vitória da Conquista, Joinville, Campinas, evento que destaca a riqueza cultural brasileira. São Paulo, entre outras. Estamos presentes em A Azul Viagens, operadora de turismo da compa- municípios de Norte a Sul do País. Essa capilaridade nhia, será a parceira oficial e exclusiva do Festival nos confere uma força de mobilização única. Tenho Folclórico de Parintins, realizado de 24 a 26 de certeza de que nosso compromisso pode ajudar o junho na cidade amazonense. Desde o mês passado Brasil a virar o jogo contra o zika. estamos comercializando com Além da campanha contra exclusividade diversos pacotes o mosquito, a Azul também especiais para o evento. conta com o projeto ReciclAzul, Além disso, a Azul ampliou O APOIO AO FESTIVAL DE em que recolhe as latas de alua oferta de voos para Parintins: PARINTINS REPRESENTA mínio do serviço de bordo dos teremos mais de 100 frequências voos com embarque e desemNOSSA VOCAÇÃO DE extras, entre os dias 18 e 29 de barque nos aeroportos de ViVOAR PARA O MAIOR junho, para atender à demanda racopos (Campinas) e Confins NÚMERO DE DESTINOS (Belo Horizonte). No mês adicional prevista por conta da passado, expandimos a iniciafesta. Todos os voos serão opeE DE SER A COMPANHIA rados por jatos Embraer 195, com tiva também para o terminal PREFERIDA DE TODAS capacidade para 118 passageiros. de Guarulhos (São Paulo). A AS COMUNIDADES Dessa forma, serão mais de dez Azul é a única empresa aérea QUE ATENDEMOS” mil assentos extras disponibibrasileira a contar com reciclagem de resíduos de bordo e lizados no período. Para nós é um prazer apoiar o festival, que a destinar o valor arrecadado para ações sociais. reúne mais de 35 mil pessoas por noite. Este apoio Nosso engajamento em causas sociais e em representa nossa vocação de voar para o maior eventos culturais, como o Festival de Parintins, número de destinos do Brasil e de ser a companhia mostra que não só entendemos os anseios de preferida de todas as comunidades que atendemos. nossos Clientes por ligações aéreas como também Pensando justamente nas comunidades brasi- reconhecemos que é necessário apoiar cada uma leiras, lançamos uma campanha de combate ao Zika das regiões onde atuamos, fazendo parte do covírus. Além de distribuir materiais de orientação, tidiano delas. Tenho certeza de que dessa forma organizamos um mutirão de limpeza nos aero- contribuímos para o desenvolvimento do Brasil, portos para eliminar os focos de proliferação do além de reforçar nosso compromisso de estimular mosquito. Em uma única semana, os voluntários o turismo para além dos eixos tradicionais. Azul – uma equipe com mais de mil participantes – Agradeço pela escolha de voar conosco. Desejo compareceram a dez aeroportos, em cidades como uma boa leitura e um excelente voo!


MARKETING Gerente de Marketing Beatriz Spira

COMUNICAÇÃO E MARCA Diretora de Comunicação e Marketing Claudia Fernandes Gerente de Comunicação Gerente de Produto Coordenador de Comunicação Assessora de Imprensa voeazul.com.br

Carolina Constantino Renata Florenzano

Coordenador de Marketing

Francisco Almeida

Analista de Marketing

Euristone Custódio

Fabio Abud Damiana Tereza Ribeiro Ricci

facebook.com/AzulLinhasAereas

twitter.com/azulinhasaereas

DIRETORIA

EDITORIAL Editora

CEO

Bruna Tiussu bruna.tiussu@azulmagazine.com.br

Editora-assistente

Diretor Comercial

Marina Azaredo

Rodolfo Ferrari rodolfo.ferrari@azulmagazine.com.br

PUBLICIDADE/MARKETING

André Graciotti andre.graciotti@azulmagazine.com.br

Repórter

Rodrigo Ferrari rodrigo.ferrari@editoraferrari.com.br

marina.azaredo@azulmagazine.com.br

Editor de Arte

@azulinhasaereas

Gerentes de Contas

Ana Paula Matozo ana.matozo@azulmagazine.com.br

Luiza Vieira luiza.vieira@azulmagazine.com.br

Sandra Torre Produtora Executiva

sandra.torre@azulmagazine.com.br

Thais Lutti Simone Montenegro thais.lutti@azulmagazine.com.br simone@azulmagazine.com.br

Estagiárias

Claudia Gama Nathalí Isquierdo claudia.gama@azulmagazine.com.br nathali.isquierdo@azulmagazine.com.br

Coordenadora Comercial

Vitória Batistoti vitoria.batistoti@azulmagazine.com.br

Paula Rezende paula@azulmagazine.com.br | 11 3254 9895

Tratamento de Imagens e Pré-impressão

Checking

Everaldo Guimarães

Maurício Modesto mauricio.modesto@azulmagazine.com.br

Produção Gráfica Revisão

Marketing

Vitor Soares

Ariane Amaro ariane.amaro@azulmagazine.com.br

Paulo Vinicio de Brito

Analista de Trade e Marketing

COLABORADORES

Rafaella Cambiaghi Garcia rafaella@azulmagazine.com.br

Texto: Denise Mota, Lívia Aguiar, Marília Miragaia, Wagner Machado Foto: Alexandre Rezende, André Dib, Fábio Erdos, Fe Pinheiro, Fernanda Frazão, Gui Gomes, Julia Rodrigues, Ricardo Jaeger Ilustração: João Lauro Fonte Maquiagem: Mel Freese

Representantes de Vendas FTPI

Andrea Medrado (RJ) andreamedrado.rio@ftpi.com.br | 21 3852 1588

Cristiane Prataviera (PR) cristiane.curitiba@ftpi.com.br | 41 3026 4100

Luciana Mir (DF) lucianamir.brasilia@ftpi.com.br | 61 3035 3750

DISTRIBUIÇÃO Gerente de Distribuição/Circulação

Ronaldo Spagnuolo (MG) ronaldo.minas@ftpi.com.br | 31 2105 3609

Carlos Melo

Yuri Laurentino (PE)

carlos.melo@azulmagazine.com.br

yuri.nordeste@ftpi.com.br | 81 2128 4350

Representante de Vendas Porto Alegre

PROJETO GRÁFICO André Graciotti

AZUL MAGAZINE

#36 ABRIL O HUMOR PRECISO DA ATRIZ DENISE FRAGA RESTAURANTES COM COZINHA NATURAL E ORGÂNICA OS ATRATIVOS DA ROTA CAMINHOS DO SÃO FRANCISCO

pkoops@jazz.ppg.br | 51 9792 9898

Marcela Miranda marcela.miranda@ferraripublisher.com | 1 407 701 0738 Celebration Place, 215, 5º andar – Celebration, FL

FINANCEIRO/ADMINISTRATIVO Diretora Financeira

Valquiria Gomes Vilela valquiria.gomes@azulmagazine.com.br

OS ENDEREÇOS CULTURAIS, A CULINÁRIA TÍPICA E AS IDEIAS VANGUARDISTAS DA CAPITAL DO URUGUAI, O NOVO DESTINO DA AZUL

VOEAZUL.COM.BR

AZUL MAGAZINE

montevidéu

Leia também no tablet. O app da Azul Magazine está disponível para os sistemas iOS e Android

Diretora Executiva Ferrari Publisher INC, EUA

Patrícia Koops

#36 ABRIL

Gerente Administrativa

Thuany Tirapani

O HUMOR PRECISO DA ATRIZ DENISE FRAGA RESTAURANTES COM COZINHA NATURAL E ORGÂNICA

montevidéu

Tiragem

70.000 exemplares

thuany@azulmagazine.com.br

OS ATRATIVOS DA ROTA CAMINHOS DO SÃO FRANCISCO

OS ENDEREÇOS CULTURAIS, A CULINÁRIA TÍPICA E AS IDEIAS VANGUARDISTAS DA CAPITAL DO URUGUAI, O NOVO DESTINO DA AZUL

IMPRESSÃO CTP, Impressão LOG & PRINT e Acabamento Gráfica e Logística S.A.

VOEAZUL.COM.BR

Assistente Financeira

Bruna Veiga bruna.veiga@azulmagazine.com.br

A ZU L L I N HA S AÉR E A S B R A S I L E I R A S A B R I L 2016

AZ UL L I N H A S AÉ R EA S B R A S I L E I R A S A B R I L 2 016

36

36

Foto da capa Fernanda Frazão

Azul Magazine não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos assinados. As pessoas que não constam do expediente da revista não têm autorização para falar em nome de Azul Magazine ou retirar qualquer tipo de material para produção de editorial caso não tenham em seu poder uma carta atualizada e datada, em papel timbrado, assinada por pessoa que conste do expediente.

Editora Ferrari Av. Paulista, 2200, 19º andar Consolação, São Paulo – SP 01310-300 11 3254 9950

A Azul Magazine é uma publicação mensal da Editora Ferrari com conteúdo desenvolvido pela Azul Magazine, uma parceria entre as empresas Azul Linhas Aéreas e Editora Ferrari. 016 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6


Colaboradores Fe Pinheiro FOTÓGR AFO

Fernanda Frazão FOTÓGR AFA

Natural de São José do Rio Preto, formou-se em comunicação audiovisual na Unesp e na Universidade da Coruña, na Espanha. Colabora em revistas como Claudia, Exame e Época e, atualmente, está dirigindo o documentário Chega de Fiu Fiu, que denuncia o assédio sexual sofrido por mulheres em espaços públicos. Aqui, assina as belas imagens de Montevidéu, novo destino da Azul, que estampa a capa desta edição.

Alexandre Rezende

Denise Mota

018 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

Wagner Machado J O R N A L I S TA

Acostumado com coberturas políticas para a internet, mas enamorado do jornalismo cultural, o gaúcho acredita que o mais bonito da profissão é dar conta da polifonia de discursos. Fã de cinema, literatura, futebol e chope, gosta mesmo é de ouvir o que os outros têm a dizer. Para esta edição escutou várias histórias sobre brinquedos e negócios ao entrevistar Carlos Tilkian, presidente da Estrela.

Formado em jornalismo e artes visuais, o mineiro estudou vídeo e fotografia na capital espanhola e participou dos programas de trainee do jornal Folha de S.Paulo e da Editora Abril. Para este número ele clicou o charmoso e saboroso Bistrô Birosca S2, em Belo Horizonte.

FOTOS: PATA TORRES/DIV. (DENISE MOTA); ARQUIVO PESSOAL

FOTÓGR AFO

J O R N A L I S TA

É paulistana com pai baiano e mãe sergipana, mas mora no Uruguai há mais de uma década. Autora do livro Vizinhos Distantes: Circulação Cinematográfica no Mercosul, colabora em veículos brasileiros, como Folha de S.Paulo e BBC Brasil. Ainda que nunca tenha se adaptado ao mate e às águas geladas das praias uruguaias, ela relata aqui as particularidades e as principais atrações da capital Montevidéu.

Formado em cinema e doutor em antropologia visual, o carioca começou sua carreira produzindo imagens documentais, mas depois migrou para a moda, área na qual emplacou fotos em revistas como Flaunt, Elle, GQ, L’Officiel, entre outras. São dele os retratos da atriz Denise Fraga.


Um mundo melhor está em obra.

E a Tigre acredita que saneamento deve ser acessível a todos. Nós da Tigr e estamos tr abalhando par a que cada vez mais pessoas tenham acesso a água e esgoto tratados e sistema de coleta em casa. Em todos os países onde atua, a Tigre oferece soluções para a universalização do saneamento com o compromisso de melhorar o ambiente onde as pessoas vivem. Um mundo melhor está em obra. E, no que depender da gente, esta obra não fica um dia parada.

t i g r e . c o m . b r

É TIGRE pra toda obra.


SÓ QUEM CRIOU O SISTEMA AXIAL PODE FAZER A MELHOR AXIAL.

RESERVA DE POTÊNCIA

55 %

versus o principal concorrente

TANQUE DE COMBUSTÍVEL

25%

CAPACIDADE DE COLHEITA

10%

* Informações técnicas extraídas de testes da Axial-Flow 5130 em relação a concorrente do mesmo segmento.

t/hora

concorrente

ÁREA DE PENEIRAS

42 %

área (m²)

concorrente

NOVO ROTOR SMALL TUBE

26 %

volume útil para debulha e separação

AXIAL SÓ EXISTE UMA. CASE IH. MODELOS DA SÉRIE 130: • 4130 • 5130 • 6130 • 7130

AXIAL SÓ EXISTE UMA. CASE IH.


28 Cinema O clássico O Escaravelho do Diabo ganha adaptação para as telas

32 Literatura Títulos recém-chegados às prateleiras que valem a leitura

4 cantos

36 Exposição O artista hiper-realista Giovani Caramello inaugura nova mostra

FOTOS: NARIO BARBOSA /DGABC/DIV. (GIOVANI CARAMELLO); ALINE ARRUDA /DIV. (O ESCARAVELHO DO DIABO)

36

28


4 CANT OS | A G E N D A

dia

1º Festival de Gastronomia de Monte Verde

abril

MONTE VERDE, MG

Até 17 de abril, o distrito do município de Camanducaia apresenta o melhor da culinária local sob a temática “Sabores de Minas”. Os chefs prometem desvendar segredos guardados nos fogões a lenha, nos livros de receitas e nas cozinhas da região. Além dos mais de 20 restaurantes participantes, que preparam pratos especiais para o evento, haverá a Casa da Gastronomia, espaço para palestras e oficinas gratuitas.

dia

7

SP-Arte SÃO PAULO, SP

CASA DA GASTRONOMIA, AV. DAS MONTANHAS, 75, CENTRO,

Dan, Luisa Strina, Mendes Wood DM, Fortes Vilaça, Nara Roesler e Luciana Brito são algumas das 121 galerias de arte selecionadas para a edição 2016 do evento, realizada até o dia 10 deste mês, no Pavilhão da Bienal. A novidade deste ano é o Setor Design, representando o design autoral brasileiro. Grifes como Etel Interiores e Firma Casa marcam presença, além de criações de Jorge Zalszupin (foto) e Sergio Rodrigues.

MONTE VERDE, CAMANDUCAIA. DE 1º A 17 DE ABRIL

PAVILHÃO DA BIENAL, AV. PEDRO ÁLVARES CABRAL, S/Nº, PARQUE IBIRAPUERA, SÃO PAULO.

FESTIVALMONTEVERDE.COM.BR

QUI. (7) A SÁB. (9), DAS 13H ÀS 21H; DOM. (10), DAS 11H ÀS 19H. R$40

dia

7

11 3094 2820

SP-ARTE.COM

Coldplay SÃO PAULO, SP

A banda britânica escolheu São Paulo e o Rio de Janeiro (10 de abril) para apresentar aos brasileiros a turnê A Head Full Of Dreams. Este é o primeiro tour mundial da banda desde Mylo Xyloto Tour, de 2011 e 2012, que foi visto por mais de três milhões de pessoas. O público de ambos os shows pode esperar pela dançante Adventure Of a Lifetime, que deu o pontapé na divulgação do disco, além de hits mais antigos, como Yellow e Clocks. BRANCA, SÃO PAULO. QUI. (7), ÀS 21H. ENTRE R$240 E R$680 4003 5588

dia

14

Meia Maratona Star Wars – The Dark Side LAKE BUENA VISTA, FL

O lado negro da força toma conta do Walt Disney World Resort, na Flórida, com uma série de corridas realizadas entre os dias 14 e 17 deste mês. O trajeto da meia maratona, no último dia, passa por todo o complexo: começa no Epcot, cruza o Animal Kingdom e o Hollywood Studios e termina no ESPN Wide World of Sports Complex. Nas demais provas, as categorias disponíveis são kids, 5km e 10km, combinadas com atividades e eventos inspirados numa galáxia muito, muito distante. EPCOT RESORT, 200 EPCOT CENTER DR., ORLANDO. DOM. (17), ÀS 5H. US$199

1 407 939 4786

RUNDISNEY.COM

026 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

dia

14

TICKETSFORFUN.COM.BR

MAC/MON: Um Diálogo CURITIBA, PR

Com curadoria de Lenora Pedroso, Estela Sandrini e Sandra Fogagnoli, a exposição propõe a integração de importantes obras dos acervos dos dois museus paranaenses, o de Arte Contemporânea (MAC) e o Oscar Niemeyer (MON). Até o dia 31 de julho estarão em exibição mais de 40 peças de artistas como Arcangelo Ianelli, Daniel Senise, Domício Pedroso, Eliane Prolik, Emanoel Araújo, Ione Saldanha, Maria Bonomi, Nelson Leirner, Osmar Chromiec, José Rufino (foto), entre outros. MUSEU OSCAR NIEMEYER, R. MARECHAL HERMES, 999, CENTRO CÍVICO, CURITIBA. TER. A DOM., DAS 10H ÀS 18H. R$12

41 3350 4400

MUSEUOSCARNIEMEYER.ORG.BR

FOTOS: JULIA KENNEDY /DIV. (COLDPL AY); NICO ALSEMGEEST/DIV. ( TOMORROWL AND); DIVULGAÇÃO

ALLIANZ PARQUE, AV. FRANCISCO MATARAZZO, 1705, ÁGUA


Música dia

15

Cinema

TV

Esporte

Dança

Literatura

Exposição

Teatro

Outros

Festa Literária da Serra Imperial PETRÓPOLIS, RJ

Nélida Piñon (foto) é uma das convidadas de peso da edição de estreia do evento, que vai ocupar durante três dias o belo Museu Imperial da cidade serrana – a escritora abre o encontro literário, na sexta-feira, com a palestra “Literatura e Memória: O Livro das Horas”. Os autores Nei Lopes, Mary Del Priore e Isabel Lustosa também participam da festa, em atividades como mesas-redondas, debates e saraus. MUSEU IMPERIAL, R. DA IMPERATRIZ, 220, CENTRO, PETRÓPOLIS. SEX. (15), DAS 19H ÀS 21H; SÁB. (16), DAS 10H ÀS 21H; DOM. (17), DAS 10H ÀS 19H. GRÁTIS 24 2233 0300

MUSEUIMPERIAL.GOV.BR

dia

21

Tomorrowland ITU, SP

David Guetta, Steve Angello, Alok, Gui Boratto e DJ Marky são alguns dos gigantes da música eletrônica que agitam os três dias de festival no interior de São Paulo. Realizado pela segunda vez no País, o Tomorrowland espera um público ainda maior que o de 2015, que somou 180 mil pessoas. Além das atrações musicais, o camping Dream Ville terá diferentes tipos de acomodações e lojas para atender quem não quiser voltar para casa após os shows. PARQUE MAEDA, ROD. SP 75, KM 18, ITU. QUI. (21) A SÁB. (23), DAS 13H À 1H (ENTRADA ATÉ 23H). ENTRE R$399 E R$1899

dia

22

TOMORROWLANDBRASIL.COM

Deixa Clarear SÃO PAULO, SP

Até 15 de maio, os fins de semana são de Clara Nunes no teatro J.Safra. A cantora, morta em 1983 e até hoje considerada uma das maiores intérpretes do País, é homenageada com o musical que tem direção de Isaac Bernat. Em cena, a também Clara – Santhana – dá voz a composições clássicas como Juízo Final (Nelson Cavaquinho) e Morena de Angola (Chico Buarque), num texto em que canções e diálogos se misturam. TEATRO J. SAFRA, R. JOSEF KRYSS, 318, BARRA FUNDA, SÃO PAULO. SEX. E SÁB., ÀS 21H30; DOM., ÀS 20H. ENTRE R$30 E R$70

dia

29

11 3611 3042

TEATROJSAFRA.COM.BR

Abril Pro Rock RECIFE, PE

Em sua 24ª edição, o festival independente reúne jovens artistas e expoentes da nova música brasileira. Alice Caymmi, Tiê (foto) e Filipe Catto são alguns dos destaques da programação da sexta-feira, na casa de shows Baile Perfumado. Já no sábado é a vez do rock pesado no Classic Hall. Bandas consagradas do metal, do punk e do hardcore, como a americana Malevolent Creation e a paulistana Viper, vão ao palco. CASAS DE SHOWS DE RECIFE E OLINDA. SEX. (29), ÀS 21H E SÁB. (30), ÀS 17H. ENTRE R$35 E R$70

ABRILPROROCK.INFO

027


FOTOS: ALINE ARRUDA /DIV.

4 CANT OS | C I N E M A

Investigação em curso CLÁSSICO DA LITERATURA INFANTO-JUVENIL, O ESCARAVELHO DO DIABO GANHA ADAPTAÇÃO PARA O CINEMA COM DIREÇÃO DO ESTREANTE CARLO MILANI E MARCOS CARUSO NO PAPEL DO SAUDOSO INSPETOR PIMENTEL Por LUIZA VIEIRA

Na onda das adaptações cinematográficas, chegou a vez de O Escaravelho do Diabo (1972), clássico da coleção literária Vaga-Lume, ganhar versão para as telonas. Ainda que a mineira Lucia Machado de Almeida (1910-2005) tenha escrito o livro com foco no público infanto-juvenil, ela não economizou no suspense e caprichou no clima sombrio. É essa mesma atmosfera soturna que o diretor Carlo Milani quis transportar para seu primeiro longa. Com extensa trajetória na TV – na Globo desde 1991, ele fez parte da equipe das novelas Terra Nostra (1999) e América (2005), além das minisséries Aquarela do Brasil (2000) e Amazônia (2007) , entre outras –, Carlo esforçou-se para repaginar e atualizar a trama, a fim de entregar um filme abrangente, que, diferentemente da obra, instiga espectadores mirins e adultos. “Ele acertou bastante ao construir a história sob a ótica de quem a assiste, de maneira geral. Não apenas sob a perspectiva da criança ou do jovem”, afirma Marcos Caruso, intérprete do saudoso inspetor Pimentel. O personagem é o responsável pela investigação de uma série de assassinatos, ocorridos na

028 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

pacata cidade interiorana de Vila das Flores, que se relacionam por dois motivos: todos os alvos dos crimes são ruivos e recebem um curioso escaravelho na véspera de sua morte. Acometido por uma doença degenerativa, Pimentel chega a ser afastado do cargo. Porém, o adolescente Alberto (Thiago Rosseti), irmão de uma das vítimas, o ajuda a seguir em frente no objetivo de desvendar os mistérios. “Gosto muito de atuar com crianças, com a possibilidade do erro. O Thiago é um ator sem vício algum, muito espontâneo. Isso estimula você a entrar no jogo. O frescor dele me alimenta como profissional”, diz Caruso, que soma mais de 40 anos de carreira. Assim como no livro, a graça do filme também está em tentar adivinhar quem é o assassino antes de ele ser, enfim, desvendado. Para evitar possíveis spoilers, vale dizer apenas que o elenco do longa ainda conta com outros nomes de peso, como Jonas Bloch, Celso Frateschi, Lourenço Mutarelli, Bruna Cavalieri e Thogum Teixeira. E que a trama chega às salas de cinema do País no dia 14 deste mês.

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K


Na pรกgina anterior, Marcos Caruso, o protagonista do longa. Nesta pรกgina, em sentido horรกrio, o ator Thiago Rosseti; o diretor Carlo Milani; e a atriz Bruna Cavalieri

O Escaravelho do Diabo Estreia no dia 14 de abril AF_Azul_MeiaPagina_202x133_Amazonas.pdf 349292_AGรŠNCIA P+E_Muda de Ares_202x133 18/03/2016 - 14:03

1

18/03/16

13:30


4 C ANT OS | C I N E M A

TELA GRANDE FIQUE POR DENTRO DAS PRINCIPAIS ESTREIAS NACIONAIS E INTERNACIONAIS DO MÊS Por VITÓRIA BATISTOTI dia

14

Expedição selvagem dia

Baseado nas histórias do britânico Rudyard Kipling, Mogli – O Menino Lobo narra a aventura de um garoto que, apesar de ter sido criado na floresta por uma família de lobos, sente-se ameaçado por um temido tigre e é obrigado a abandonar seu lar. Guiado por amigos, como a pantera Baguera e o urso Balú, ele embarca em uma jornada em que conhece novos ambientes e criaturas. A direção é de Jon Favreau.

21

dia

14

Briga pela igualdade Resoluções de vida A amizade e o poder de decisão sobre a destino são os temas centrais de Truman, drama que traz Ricardo Darín como protagonista. Doente terminal, seu personagem, Julian, resolve interromper o tratamento e deixar tudo organizado para sua partida. Uma das providências que tem de tomar é encontrar uma nova casa para seu cachorro. Para cumprir a missão ele conta com a ajuda do amigo Tomás (Javier Cámara). 030 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

Amor por Direito narra a história vivida pela policial de New Jersey Laurel Hester (interpretada por Julianne Moore) e a mecânica Stacie Andree (Ellen Page). Elas veem seu relacionamento ser abalado quando Laurel é diagnosticada com uma grave doença. Como sinal de amor, ela deseja que a companheira receba os benefícios de sua pensão após sua morte. As autoridades, no entanto, recusam-se a reconhecer a relação homoafetiva.


dia

14

Estúdio em apuros Os irmãos Ethan e Joel Coen dirigem um elenco de peso no aguardado Ave, César!, comédia que se passa nos anos 1950, época de ouro do cinema hollywoodiano. A trama conta a história de um produtor (vivido por Josh Brolin) que se vê em uma enrascada quando o astro de seu próximo filme (interpretado por George Clooney) é sequestrado. O longa conta ainda com Scarlett Johansson, Tilda Swinton e Ralph Fiennes.

dia

FOTOS: PHIL CARUSO/DIV. (AMOR POR DIREITO); ALISON COHEN ROSA /DIV. (AVE, CÉSAR!); Z ADE ROSENTHAL /DIV. (CAPITÃO AMÉRICA: GUERRA CIVIL); DISNEY/DIV. (MOGLI – O MENINO LOBO); DIVULGAÇÃO

28

Escolha o seu lado Atual líder dos Vingadores, Steve Rogers (Chris Evans) enfrenta consequências políticas após um incidente causado pelo grupo de heróis em Capitão América: Guerra Civil. O fato dá margens para a criação de um sistema que supervisiona as ações da trupe e, enquanto ele defende sua liberdade, Tony Stark (Robert Downey Jr.), o Homem de Ferro, apoia o controle do governo.

pipocas De 27 de abril a 9 de maio, o Centro Cultural Banco do Brasil do Rio de Janeiro promove o Curta Cine CCBB, com a exibição de títulos nacionais inéditos e outros consagrados, como Ilha das Flores, de Jorge Furtado

Vencedor do Urso de Ouro no festival de Berlim deste ano, Fogo no Mar abre o Festival É Tudo Verdade em São Paulo, no dia 7 deste mês. O evento ocorre simultaneamente no Rio de Janeiro e vai até o dia 17


4 CANT OS | L I T E R A T U R A

estante

BIBLIOTECA VEJA AQUI UMA SELEÇÃO DE NOVOS TÍTULOS NACIONAIS E ESTRANGEIROS Por BRUNA TIUSSU

Anotações de uma vida Lançado em 2010, Só Garotos, autobiografia de Patti Smith, entrou para a lista dos títulos mais vendidos em vários países e garantiu à cantora e escritora o consagrado prêmio National Book Award. Agora, ela entrega uma espécie de continuação, um segundo livro de memórias. Linha M (Editora Companhia das Letras, R$39,90) expõe momentos marcantes de sua trajetória, como viagens ao México e a Berlim e a morte do marido, Fred Sonic Smith, em 1994; suas impressões sobre autores que vão de Rimbaud a Jean Genet; e suas percepções acerca do passado e do presente. O cenário inicial da narrativa (e o da foto de capa da obra) é o antigo Cafe ‘Ino, de Nova York, onde ela tomava café da manhã todos os dias, com seu bloquinho sempre à mão.

Pelos Mares do Mundo

Marcelo Skaf .......................... A vida subaquática de lugares como África do Sul, Antártica e Ilhas Canárias já foi alvo das lentes do fotógrafo e oceanógrafo, que reuniu neste livro 130 imagens clicadas ao longo de seus 20 anos de carreira. EDITORA BATEL, R$80

Viagem fantástica

032 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

O Pomar das Almas Perdidas

Nadifa Mohamed .......................... A primeira obra da jovem autora britânica publicada no Brasil entrelaça a história de três mulheres somalis que enfrentam uma guerra civil em seu país. Ainda que em meio a escombros e perdas, é a ternura e a força de cada uma delas que o texto ressalta. EDITORA TORDESILHAS, R$39,90

IMAGENS: REPRODUÇÃO

Mario Vargas Llosa resgata o protagonista de sua primeira obra infantil, Fonchito e a Lua (2011), e o coloca como condutor de O Barco das Crianças (Editora Alfaguara, R$49,90), seu mais recente trabalho voltado aos leitores mirins. Intrigado com um senhor que está sempre sentado em um banco do parque, olhando o mar, Fonchito aproxima-se dele. Em resposta, o homem resolve contar sua história, mas em etapas. Assim, a cada manhã, o garoto ouve um capítulo de uma trama que envolve um barco repleto de crianças que, desde a época das Cruzadas, singra os mares mundo afora. O livro tem ilustrações da artista polonesa Zuzanna Celej.


PROCURANDO

O LUGAR PRA FICAR? DIÁRIAS DIÁRIAS A A PARTIR PARTIR DE DE ,00

307

R$

São Paulo Vila Olímpia. Ibirapuera. Aeroporto Internacional de Guarulhos.

OUR WORLD IS YOUR PLAYGROUND RESERVE JÁ: PULLMANHOTELS.COM


Lições de quem fez história OZIRES SILVA, UM DOS NOMES POR TRÁS DA CRIAÇÃO DA EMBRAER, TERÁ O APOIO DA AZUL PARA DISTRIBUIR SEUS LIVROS GRATUITAMENTE NO BRASIL, NOS ESTADOS UNIDOS, EM PORTUGAL E NA ESPANHA

Com a MOVIDA, seu comprovante de embarque VALE DESCONTOS.

movida.com.br Central de Reservas 24h: 0800 606 8686 Baixe o aplicativo:

Siga:

Imagens meramente ilustrativas. (1) Proteção inclusa LDW. (2) Preço referente ao Grupo A. Promoção válida apenas para lojas de aeroporto e para todas as tarifas e Grupos. O cliente deve apresentar cartão de embarque no momento da retirada do veículo no balcão - a data do voucher da cia. aérea deve ser a mesma da retirada do veículo. O valor pode variar de acordo com a ocupação de cada loja. Consulte em nosso site a tarifa regional.

Duas obras de Ozires Silva, um dos criadores da Embraer, acabam de ganhar tradução para o inglês e o espanhol: Rotas para um Empreendedor, com dicas para quem deseja começar um negócio, e A Decolagem de um Grande Sonho, sobre a história da companhia de aviões brasileira. Os livros serão distribuídos gratuitamente a formadores de opinião, empresários e empreendedores no Brasil, nos Estados Unidos, em Portugal e na Espanha graças ao apoio da Azul e de empresas como Australis, Nextplan Consulting, Colégio Santo Agostinho de São Paulo, UK School e Xoqbox Tecnologia. Natural de Bauru, no interior de São Paulo, Ozires, 85 anos, sonhava em construir aviões desde a juventude. Após ingressar na Força Aérea Brasileira e, posteriormente, no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), capitaneou a equipe que projetou e construiu a aeronave Bandeirante, que voou pela primeira vez em 1968. Depois de uma vida dedicada à aviação, decidiu transmitir seus conhecimentos por meio da literatura. “Esses livros foram escritos com o coração. Nasceram de um sonho que se tornou realidade”, conta ele.

FOTO: DIVULGAÇÃO

4 CANT OS | L I T E R A T U R A


Armazenagem sempre bem acompanhada Há mais de 30 anos, a Manserv realiza serviços especializados com excelência, otimizando os processos e resultados da sua empresa.

Conheça nossos negócios: Manserv Manutenção Serviços Industriais

Manserv Facilities Serviços Prediais

Manserv Logística Serviços Logísticos

Para mais informações, acesse www.manserv.com.br


4 CANT OS | E X P O S I Ç Ã O

À esquerda, Giovani Caramello; ao lado, Ascenção, uma das obras expostas em sua nova mostra; e, abaixo, o artista em exercício

Realidade GIOVANI CARAMELLO INAUGURA SUA SEGUNDA MOSTRA INDIVIDUAL COM QUATRO NOVAS ESCULTURAS HIPER-REALISTAS QUE CONVIDAM A UMA REFLEXÃO SOBRE A PASSAGEM DO TEMPO Por LUIZA VIEIRA

A fala de garoto tímido entrega a idade: 25 anos. A determinação, por outro lado, coloca o jovem Giovani Caramello no grupo dos artistas experientes, que sabem bem o que querem. Em sua segunda mostra individual – a primeira foi em 2014 –, ele não tem receio de fugir um pouco da fórmula que o tornou conhecido como o único escultor brasileiro hiper-realista da atualidade. Ao contrário. De 1º de abril a 25 de maio, o público poderá conferir na OMA Galeria, em São Bernardo do Campo (SP), novas abordagens criativas em sua arte. Natural de Santo André, no ABC paulista, Giovani exibe no espaço da cidade vizinha quatro novas obras, todas confeccionadas a partir de técnicas e materiais diferentes daqueles utilizados em seus trabalhos de estreia. Saem o silicone e o realismo extremo para entrar a resina e uma nova maneira de olhar as peças. “Percebi que as pessoas se prendiam à perfeição e ao impacto visual das obras, deixando de ver além delas. O que de fato representam”, explica o artista autodidata, que

036 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

aborda questões relacionadas ao tempo e à sua efemeridade em suas criações. “Se você percebe que as coisas não são permanentes passa a ter uma vida melhor”, justifica. Outro fator que o impulsionou a testar novos processos criativos foi a vontade de afastar o seu trabalho da constante comparação com o do australiano Ron Mueck, maior representante da arte hiper-realista – sua exposição, realizada em 2015, rendeu à Pinacoteca de São Paulo um recorde de público, somando mais de 400 mil visitantes. Segundo Giovani, Mueck é apenas uma de suas inspirações. Sua lista ainda inclui nomes tão célebres no mundo artístico quanto o pintor simbolista austríaco Gustav Klimt (1862-1918) e o britânico surrealista Lucian Freud (1922-2011).

Individual de Giovani Caramello OMA Galeria, R. Carlos Gomes, 69, Centro, São Bernardo do Campo, São Paulo. De 1º de abril a 25 de maio. Seg. a sex., das 10h às 19h; sáb., das 10h às 14h. Grátis 11 4128 9006 OMAGALERIA.COM

FOTOS: NARIO BARBOSA /DGABC/DIV. (RETRATO); DIVULGAÇÃO

fugaz


SOMOS TIME, SOMOS POVO, PRONTOS PRA VENCER. PREPARADOS PARA FAZER ACONTECER. Os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 vão ser na nossa casa. Os olhos do mundo estarão voltados para nós. Vamos aproveitar essa oportunidade e mostrar nossa hospitalidade, nossa alegria, nossas belezas naturais e nossa cultura. Vamos praticar o espírito olímpico. Afinal, somos anfitriões. PRATIQUE O ESPÍRITO OLÍMPICO.

brasil2016.gov.br

Ministério do Esporte


4 CANT OS | M Ú S I C A

OUÇA ESSA OS PRINCIPAIS LANÇAMENTOS NACIONAIS E INTERNACIONAIS DO MÊS Por VITÓRIA BATISTOTI

Influências múltiplas Entre amigos Ben Harper lança neste mês Call It What It Is, seu 12º álbum de estúdio e aquele que marca a retomada da parceria com a banda The Innocent Criminals. Para alegria dos fãs, os músicos saem em turnê pelos Estados Unidos ainda neste mês. O trabalho, apesar de sério e solene, é um dos mais felizes de sua carreira. Entre as 11 faixas destaca-se Pink Ballon, a primeira a ser divulgada.

Foi na sala de sua casa que Luiza Possi deu vida ao disco LP, que acaba de chegar às lojas do País. Com produção do DJ Rodrigo Gorky, ele traz a voz da intérprete bem encaixada em arranjos eletrônicos nas dez canções, que transitam entre o hip hop, o pop e o jazz. Além de músicas inéditas, há uma versão de Como Eu Quero, sucesso do repertório do Kid Abelha, e de Insight, composição do cantor paraense Jaloo.

playlist Alice Wegmann

Come Away With Me Norah Jones I Put a Spell on You Nina Simone Gravity John Mayer

Ousadia sonora

Sunshine on My Shoulders Vanessa da Mata

Referência no cenário pop eletrônico, a dupla britânica Pet Shop Boys entrega agora o disco Super, produzido pelo veterano Stuart Price, que já havia colaborado no aclamado Electric (2013). O primeiro single, Inner Sanctum, evidencia a influência dos alemães do Kraftwerk e empresta o nome à residência que os músicos farão na London Opera House, com quatro apresentações marcadas para o mês de julho.

Nine Out of Ten Caetano Veloso e Gilberto Gil

038 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

FOTOS: MICHAEL HALSBAND/DIV. (BEN HARPER); PELLE CRÉPIN/DIV. (PET SHOP BOYS); DIVULGAÇÃO

AT R I Z


@acostamento93

www.acostamento.com.br


4 C ANT OS

|

TV

dia

VEJA ESSA

SAIBA QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS NOVIDADES DA PROGRAMAÇÃO DE TV Por VITÓRIA BATISTOTI dia

7

O ovo ou a galinha?

Veteranos do riso

A mistura equilibrada de ficção, realidade, nonsense e humor é a receita por trás de A Pergunta que não Quer Calar, novo programa do Multishow que vai ao ar de segunda a sextafeira, às 23h30. A trupe formada pelos apresentadores Murilo Gun, Bento Ribeiro, Didi Wagner, Bruna Louise e Paulinho Serra recebe convidados para debater curiosidades e dúvidas existenciais a partir de vídeos, tutoriais e reportagens.

Protagonistas de That’70s Show, sucesso da década de 90, Ashton Kutcher e Danny Masterson dividem o set novamente na nova aposta cômica da Netflix. Em The Ranch, Kutcher interpreta um jovem que, após uma breve e fracassada carreira esportista, volta para sua cidade natal para comandar os negócios da família ao lado do irmão mais velho (Masterson). A série foi criada por Don Reo e Jim Patterson, coprodutores de Two and a Half Men.

Cercado de mistérios Para satisfazer sua legião de fãs, a aguardada sexta temporada de Game of Thrones promete inovações no elenco e até mesmo trazer dos mortos personagens que marcaram a trajetória da série. Uma das grandes novidades é a participação do ator britânico Ian McShane, num papel de extrema importância para o desenrolar da trama. Os episódios vão ao ar aos domingos, às 22h, no canal HBO.

040 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

FOTOS: GREG GAYNE/NETFLIX /DIV. (THE RANCH); EDU VIANA /DIV. (A PERGUNTA QUE NÃO QUER CAL AR); DIVULGAÇÃO

dia

24


48 Menu As receitas de vó mineira da chef Bruna Teixeira, do Birosca S2

58 Concierge Uma seleção de hostels design espalhados pelo Brasil

highlights

64 5 Perguntas Marcelo Mejlachowicz fala sobre os cursos disponíveis no site Veduca

48

FOTOS: ALEX ANDRE REZENDE (BIROSCA S2); DIVULGAÇÃO

58


HI GHLIGHT S | M E N U

Comida

com afeto

BRUNA TEIXEIRA INSPIROU-SE NO SABOR E NO ACONCHEGO DOS ALMOÇOS DE DOMINGO EM FAMÍLIA PARA COMPOR O MENU DO BIROSCA S2, BISTRÔ DE BELO HORIZONTE QUE PRIVILEGIA OS INGREDIENTES DA ESTAÇÃO Por LÍVIA AGUIAR Fotos ALEXANDRE REZENDE

048 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

A casa de esquina no bairro Santa Tereza, em Belo Horizonte, poderia ser o lar daquela sua avó mineira. Delicadamente decorado com flores, crochês e bibelôs de cerâmica, o espaço fica entre o kitsch e o cool. Tem iluminação suave, cortininhas de pano e um piano instalado em um canto, em frente a uma parede de cobogó. O pátio bem arejado abusa das cores: há mesas de fórmica com cadeiras de estilos variados e postas com louças estampadas, talheres antigos e copos com múltiplos decalques. São tantos os detalhes e tanto capricho empenhado que o local é do tipo que faz você abrir um sorriso. De sua cozinha aberta, frequentada apenas por cozinheiras mulheres, escapam cheiros irresistíveis, como o do cupim de panela com purê de três batatas, o do pescoço de peru com creme de cenoura, o do risoto de abobrinha com pastrami e de outras maravilhas de um cardápio enxuto, que muda a cada estação do ano. No comando das panelas poderia estar uma avó experiente, mas o lugar é ocupado pela jovem Bruna Teixeira, que, aos 25 anos, é a chef-proprietária da casa batizada de Bistrô Birosca S2.


40 03 1181

nte Belo Horizos no

Quatro noite a Encore Hotel Ramad com café Minascasa, SAÍDA EM 25

/5 (DE CAMP

INAS)

a partir de

10x R$88,10

sem juros

ENDEREÇOS

gastronômicos

Por

Bruna Teixeira

Na página anterior, a chef Bruna Teixeira e dois ambientes do descolado Bistrô Birosca S2. Nesta página, no alto, ceviche de peixe branco com manga; e, acima, cupim de panela com purê de três batatas e farofa

Também saxofonista, a mineira de BH dividiu-se entre os estudos de gastronomia e música. Chegou a fazer dois breves estágios em restaurantes tradicionais da capital – o francês Taste-Vin e o italiano Vecchio Sogno – enquanto frequentava bares para assistir a apresentações de amigos. Nessa época, o sonho de abrir seu próprio negócio, a fim de unir as duas grandes paixões, foi se consolidando. Até virar realidade em 2013. “Decidi que alugaria uma casa para fazer um pequeno bistrô, com um piano para ser tocado todas as noites. E foi exatamente o que fiz”, conta Bruna, que teve de trancar a faculdade de música, na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), para colocar o plano em prática.

O único dinheiro que possuía para investir era a herança recebida do avô. “Todo o mundo tem uma reserva, um capital de giro. Eu abri no zero. Gastei tudo na reforma e inaugurei o bistrô”, lembra a chef, que apostou suas fichas em pratos saborosos preparados a partir de carne de segunda, inspirada nas receitas servidas nos almoços de domingo de sua família. Com criatividade, mãos habilidosas, uma lista de fornecedores locais fiéis e preços acessíveis, o restaurante logo se tornou um sucesso. Hoje, com menos de três anos de funcionamento, ela prepara uma expansão para a casa ao lado, com abertura prometida para o meio do ano. Ainda que o outono já tenha dado as caras, o menu verão segue em ação no Birosca S2 enquanto as temperaturas em BH continuarem altas. As receitas de vó mineira servidas em porções para duas pessoas – mas que alimentam três – dividem espaço com pratos não tão brasileiros, porém bastante refrescantes. “Eles são comida de vó de outros países”, justifica Bruna. É o caso do saboroso ceviche de peixe branco com manga e do nhoque vermelho com lula, queijo de cabra e pesto. De sobremesa é difícil escolher entre cheesecake de doce de leite brulée com paçoca ou torta de chocolate com caramelo salgado e sorvete de avelã. Para resolver o dilema, vale seguir aquela típica sabedoria de avó: “Na dúvida, experimente os dois”.

Bistrô Birosca S2

Bar do Nonô O lugar do caldo de mocotó em Belo Horizonte. Fica bem no centro e serve o caldo no balcão, além dos tira-gostos e da cerveja gelada. AV. AMAZONAS, 840, CENTRO, BELO HORIZONTE 31 3212 7458

Bar do Salomão Eu amo chorinho e há apresentações de bons grupos às segundas e às quintas-feiras. É bom assisti-los tomando uma cerveja. R. DO OURO, 895, SERRA, BELO HORIZONTE 31 3221 5677

Glouton O chef Leo Paixão oferece alta gastronomia com alma mineira. A papada de porco é deliciosa. R. BÁRBARA HELIODORA, 59, LOURDES, BELO HORIZONTE 31 3292 4237

Café Dois Irmãos Prepara uma broa de milho maravilhosa dentro do Mercado Central. E vende o café Cambraia, do Sul de Minas Gerais, que pode ser levado para casa em grãos ou moído. AV. AUGUSTO DE LIMA, 744, MERCADO CENTRAL, CENTRO, BELO HORIZONTE

R. Silvianópolis, 483, Santa Tereza, Belo Horizonte 31 2551 8310

049


HI GHLIGHT S | M E N U

O prato Veg Brasil do restaurante Veg e Lev: feijão-preto, arroz-cateto, abóbora grelhada, couve refogada e bife de sementes e cogumelos

RESTAURANTES QUE SE DEDICAM À COZINHA NATURAL, ORGÂNICA E FUNCIONAL GANHAM ESPAÇO NAS GRANDES CIDADES E COMPROVAM QUE A TENDÊNCIA VEIO PARA FICAR

Naturalmente

apetitoso Ingredientes funcionais, orgânicos e sem modificações genéticas. Receitas livres de glúten, de gordura pesada e de lactose. E que não deixam de lado o sabor. O crescente interesse por uma alimentação mais natural tem invadido os lares Brasil afora e incentivado o aumento de restaurantes que enfatizam essa cozinha. Destinos como Curitiba, Rio de Janeiro e Brasília já contam com bons endereços, onde a escolha dos produtos e suas 050 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

Por MARÍLIA MIRAGAIA

procedências são algumas das razões do sucesso de seus cardápios. Em São Paulo, por exemplo, vê-se que a tendência vai além: no ano passado a cidade ganhou a Casa S, loja da marca S Simplesmente, que não se contentou apenas em vender comida saudável. Em fevereiro, ela lançou a S School, espaço dedicado a aulas que tratam do tema. Para o cliente aprender alguns segredinhos e testar receitas também em sua casa.


Carro-chefe MOQUECA DE PUPUNHA COM PIMENTÃO, ALHO-PORÓ E COENTRO, ACOMPANHADA DE ARROZ-CATETO E FAROFA DE BANANA. R$27

Veg e Lev A maior parte do cardápio da casa é vegano, mas receitas com produtos de origem animal, como queijos e carnes (de frango e peixe) sem hormônios ou antibióticos, também têm seu espaço. Para os sócios do restaurante curitibano a filosofia de cozinha saudável se baseia no equilíbrio e na escolha dos ingredientes. “Nosso menu tem opções sem gorduras pesadas, alimentos superprocessados e açúcar refinado. Também usamos bastante grãos integrais, carboidratos bons, de absorção lenta, e pouco sal”, explica Almiro Neto, um dos donos do Veg e Lev, que acaba de completar um ano. A cada dia, há cinco opções de pratos elaborados de forma a gerar o menor desperdício possível de matéria-prima. “Queremos que as pessoas reavaliem o que elas comem. E também o método com que a comida é feita”, completa Almiro, que prefere comprar os ingredientes de fornecedores locais. VEG E LEV, AL. PRUDENTE DE MORAES, 1218, CENTRO, CURITIBA

FOTOS: JORGE MARIANO/DIV. ( VEG E LEV); TADEU BRUNELLI/DIV. (LE MANJUE ORGANIQUE)

41 3121 1218

Carro-chefe ARROZ AMAZÔNICO COM PIRARUCU GRELHADO, ARROZ DE PEQUI, ESPINAFRE, TOMATE E CASTANHA-DE-CAJU. R$55

VEGELEV.COM.BR

Le Manjue Organique Um dos veteranos da gastronomia funcional e orgânica – foi aberto em 2008 –, o restaurante está sob o comando do chef Renato Caleffi, que há mais de 15 anos estuda e trabalha com a vertente cujo princípio básico é preservar e potencializar as características dos alimentos capazes de favorecer a saúde. Na hora de criar suas receitas – o cardápio apresenta opções com carne, peixes e frutos do mar, além de alternativas vegetarianas, sem glúten e lactose –, o cozinheiro prioriza o equilíbrio de texturas e sabores e não abre mão de produtos típicos da rica culinária brasileira. Um bom exemplo é o arroz amazônico, que leva pirarucu grelhado, arroz de pequi, espinafre, tomate e castanha-de-caju. Cerca de 70% dos ingredientes utilizados na casa vêm de sua própria horta orgânica. LE MANJUE ORGANIQUE, R. DOMINGOS FERNANDES, 608, VILA NOVA CONCEIÇÃO, SÃO PAULO

11 3031 2896

LEMANJUE.COM.BR

051


HI GHLIGHT S | M E N U

Casa S

Carros-chefes GRANOLA. A PARTIR DE R$19; PÃO SEM GLÚTEN. R$22,90

O chef Thiago Medeiros foi um dos pioneiros no preparo de pão sem glúten, que ele assava e entregava aos clientes em São Paulo. Em 2014 conheceu o francês Charles Piriou e, juntos, criaram a S Simplesmente, site de venda de produtos saudáveis. No cardápio, sopas, sanduíches e sobremesas feitos artesanalmente. No ano passado, o imóvel em que funcionava a cozinha da empresa foi transformado na Casa S, onde é possível comprar e consumir as receitas, todas vegetarianas, sem glúten e lactose. Segundo Piriou, o objetivo é “produzir comida saborosa e saudável, que tenha um olhar especial para a sustentabilidade”. Por isso privilegia ingredientes sazonais, provenientes da agricultura local e há uma atenção na reciclagem das embalagens. Para agir também na conscientização sobre esses aspectos, a S Simplesmente lançou, há dois meses, a S School, com a oferta de aulas sobre o tema – no dia 2 deste mês, o encontro dará dicas sobre como montar uma mesa simples. CASA S, R. MOURATO COELHO, 1008, PINHEIROS, SÃO PAULO 11 3032 4532

SSIMPLESMENTE.COM.BR

Carro-chefe FILÉ COM SHITAKE E MOLHO DE MOSTARDA SERVIDO COM PURÊ DE MANDIOQUINHA E GENGIBRE. R$54

DuoO Dois princípios fundamentais regem a cozinha do restaurante: a prática de receitas funcionais, sem abrir mão do sabor, e o aproveitamento integral dos ingredientes, inclusive das partes que normalmente são descartadas. No DuoO, instalado na capital federal em 2014, a casca de banana pode virar uma caponata servida no couvert e até cobertura de uma pizza – cuja massa leva farinha de arroz e biomassa de banana verde. A pluralidade do cardápio é expressada em opções com carne, vegetarianas, sem glúten e lactose. Vale destacar o filé interfolhado com shitake e molho de mostarda, acompanhado de purê de mandioquinha com gengibre, e os smoothies, também feitos com biomassa de banana. DUOO, SCLS 103, BLOCO C, LOJA 36, ASA SUL, BRASÍLIA 61 3224 1515

DUOORESTAURANTE.COM.BR

NA PORTA DE CASA A ideia de uma alimentação saudável também invadiu os lares do Brasil. E, logo, a oferta de serviços de delivery de produtos fitness e orgânicos também cresceu. Conheça alguns deles:

Biounat

Bem Vivo

Feira Biodinâmica

Boutique de Orgânicos

Verde Viva

O site divulga os produtos da semana às segundas-feiras e os pedidos devem ser feitos até a quarta para que verduras, frutas e legumes cheguem fresquinhos aos fregueses na quinta. Atende apenas Brasília.

Deixa as frutas e hortaliças de lado para focar os alimentos veganos, sem açúcar, lactose e glúten. Entre as opções da cozinha fitness estão leite de arroz, blueberry desidratada, alfarroba e arroz-cateto com quinoa. Há delivery para todo o Brasil.

Além de hortifrúti, o grupo de agricultores familiares vende alimentos sem glúten, laticínios, doces e bebidas. As entregas são semanais e destinadas a São Paulo e região (Arujá, Mogi das Cruzes, Ferraz de Vasconcelos, Poá e Suzano).

O cliente pode escolher os produtos – que vão de verduras a sucos integrais – ou optar pelas cestas prontas, com cinco, sete ou dez itens de hortifrúti. Entrega em Curitiba e arredores (Araucária, Pinhais, São José dos Pinhais e Campo Largo).

Funciona com o método de assinaturas: o freguês paga uma mensalidade e recebe quatro cestas de produtos orgânicos – a opção mais barata custa R$118, com kits de seis itens cada. Para clientes de Vitória, Vila Velha e Cariacica.

BIOUNAT.COM.BR

BEMVIVO.COM.BR

052 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

FEIRABIODINAMICA.COM.BR

BOUTIQUEDEORGANICOS.COM.BR

VERDEVIDADELIVERY.COM


FOTOS: LUFE GOMES/DIV. (CASA S); ALEX ANDER L ANDAU/DIV. (NATURALIE); DIVULGAÇÃO

Carro-chefe LASANHA DE ABOBRINHA GRELHADA COM TOMATE, RICOTA TEMPERADA COM ERVAS E MOLHO DE TOMATE DA CASA. R$32,90

Naturalie Nem mesmo a chef Nathalie Passos acreditava que a lasanha de abobrinha com tomate e ricota pudesse fazer tanto sucesso a ponto de se tornar o principal prato da casa. “Esta é a maior prova de que ingredientes de boa qualidade fazem toda a diferença”, aponta ela, que não mede esforços para utilizar apenas produtos de origem conhecida em sua cozinha vegetariana, onde processados não têm vez e o estoque é abastecido diariamente. Mas não é somente a procedência dos alimentos que justifica o sucesso do restaurante, instalado há um ano num casarão delicado de Botafogo. Antes de abrir o Naturalie, Nathalie passou uma temporada no Natural Gourmet Institute for Health & Culinary Arts, em Nova York, e trabalhou em locais que são referência no assunto, como o Dirty Candy e o Pure Food and Wine, além de ter sido voluntária em feiras orgânicas da cidade norte-americana. NATURALIE, R. VISCONDE DE CARAVELAS, 11, BOTAFOGO, RIO DE JANEIRO

21 2537 7443

053


HI GHLIGHT S | M E N U

BOM APETITE CONFIRA AS MELHORES NOVIDADES DE BARES, RESTAURANTES E CAFÉS Por LUIZA VIEIRA

Opção dupla

Vinte torneiras, vinte cervejas locais. Este é o slogan da recéminaugurada Choperia São Paulo, que só comercializa rótulos artesanais paulistas. Quem visita o bar, instalado na gastronômica Rua dos Pinheiros, no bairro homônimo, pode provar receitas das marcas Júpiter – David Michelsohn, à frente da cervejaria, é um dos sócios da casa –, Urbana, Invicta, Blondine, entre outras. O local também promove workshops: no dia 12 deste mês, por exemplo, o próprio Michelsohn conduz uma degustação de seis cervejas acompanhadas de finger foods. O ingresso custa R$150. CHOPERIA SÃO PAULO, R. DOS PINHEIROS, 315, PINHEIROS, SÃO PAULO

BAR DO VICTOR SÃO LOURENÇO, R. LÍVIO MOREIRA, 284, SÃO LOURENÇO, CURITIBA

41 3353 1920

PIERDOVICTOR.COM.BR

11 3360 5101

Fim de semana saboroso Depois de sete anos funcionando apenas à noite, o carioca Meza Bar decidiu abrir as portas durante o dia para uma nova iniciativa, o Picnic Meza. Servido aos sábados e aos domingos, das 11h às 18h, ele é uma mistura de brunch e piquenique, em que o cliente escolhe entre as opções à la carte ou aceita o convite para uma experiência colaborativa ao eleger três comidinhas a serem compartilhadas. Destaque para as criações com ovo, como a moquequinha e o ovo pochê com polenta, e para os drinks preparados no Pimp My Bar, estações repletas de ingredientes, onde o visitante pode turbinar sua bebida como desejar. MEZA BAR, R. CAPITÃO SALOMÃO, 69, HUMAITÁ, RIO DE JANEIRO

054 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

21 3239 1951 MEZABAR.COM.BR

FOTOS: RIO FOTO/DIV. (MEZ A BAR); MARCELO KRELLING/DIV. (BAR DO VICTOR SÃO LOURENÇO); DIVULGAÇÃO

Com selo de origem

Referência em frutos do mar em Curitiba, a rede Victor vai além dos já conhecidos camarão do chef e bacalhau da casa ao promover o Festival do Mexilhão. Entre os dias 28 de abril e 7 de maio, o tradicional Bar do Victor São Lourenço e outras três unidades do grupo – Bar do Victor Praça da Espanha, Petiscaria do Victor e Bistrô do Victor – servem dois pratos especiais: mexilhões à marinière (foto), preparados com vinho branco e ervas, e à francesa, com molho de açafrão e creme de leite. As porções custam R$39 cada.


HI GHLIGHT S | C O N C I E R G E

Relax para o corpo e a mente COM SUÍTES CONFORTÁVEIS, ÓTIMOS TRATAMENTOS CORPORAIS E A POUCOS PASSOS DO MAR DE CAMBURI, NO LITORAL NORTE PAULISTA, O NAU ROYAL HOTEL BOUTIQUE E SPA PROPORCIONA UMA COMPLETA EXPERIÊNCIA DE DESCANSO Por BRUNA TIUSSU

056 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

É com um drink feito com água de coco e syrup de maçã-verde que o hóspede começa a entrar no clima do Nau Royal Hotel Boutique e Spa. Ele pode saborear a bebida em um dos confortáveis sofás do bar, num gazebo à beira da piscina ou em uma das enormes espreguiçadeiras do deck, com a brisa batendo no rosto e a vista do mar. Independentemente do local escolhido, este será apenas o primeiro momento de relaxamento vivenciado no hotel, cuja proposta é justamente dar alternativas para o visitante se desligar da rotina e esvaziar a mente.

Apesar do pouco tempo de funcionamento – foi inaugurado há quatro anos –, o Nau Royal passou por uma grande reforma em 2015, a fim de aprimorar ainda mais suas ferramentas para uma boa acolhida. Além de estruturas dos espaços coletivos e da cozinha do restaurante Azul Marinho, seis de suas 15 suítes foram remodeladas, com destaque para a Saccaro, a única da categoria. Concebida ao estilo loft, a habitação de 64 metros quadrados de área tem decoração fina, sem ser exagerada. O mobiliário Saccaro – a marca é parceira do hotel desde a sua construção – faz a linha praiana, com muita madeira e cores sóbrias. A cama king size conta com lençóis Trussardi e fica de frente para a TV giratória. Ou seja, é possível ver um filme também do sofá. E todo o ambiente é assistido por um versátil sistema de iluminação: são nada menos que 26 interruptores oferecendo opções múltiplas ao hóspede.


TOP 3 MASSAGENS NAU ROYAL SPA BY L’OCCITANNE 1. Nutrição intensa com karité

FOTOS: FABIANO CERCHIARI/DIV. (CAFÉ DA MANHÃ, BANHEIRA E SPA); DIVULGAÇÃO

Nutre a pele, alivia o cansaço e relaxa as tensões musculares R$320, COM 1H30 DE DURAÇÃO

2. Deep tissue para alívio intenso Combina técnicas de shiatsu, massagem Lomi Lomi havaiana e alongamentos

Na página anterior, parte da suíte Saccaro, com um solarium que tem vista da praia. Nesta página, ao lado, opções do café da manhã; abaixo, à esquerda, a banheira do quarto; e, à direita, tratamento do spa

R$210, COM 1H DE DURAÇÃO R$270, COM 1H30 DE DURAÇÃO

3. Desintoxicante de amêndoas Baseia-se na técnica da drenagem linfática para combater a retenção de líquidos R$210, COM 1H DE DURAÇÃO R$270, COM 1H30 DE DURAÇÃO

Com o objetivo de prolongar a sensação de bem-estar pós-praia, o quarto dispõe também de uma banheira de imersão, instalada ao lado do banheiro superespaçoso, com duchas e pias duplas, e um solarium com as mesmas espreguiçadeiras enormes do deck à beira do mar. Ao cair a tarde, o espaço torna-se perfeito para admirar a vista e curtir o barulho das ondas. Para ir mais a fundo no conceito de relaxamento, o Nau Royal ganhou a denominação “spa” em 2012, quando investiu em um espaço para massagens corporais e faciais sob a chancela da L’Occitane, que já assinava os amenities da casa. Único da região, oferece hoje 18 opções de tratamentos realizados em salas individuais ou para casais por terapeutas especializados.

Ainda que funcione durante todo o dia, a dica é agendar o seu tratamento entre 16h e 17h. Pois ao terminá-lo já estará posta no restaurante a mesa do chá da tarde (servido diariamente às 18h). E que chá da tarde: há sucos naturais, café, chás, tortas salgadas, quiches, mousses, bolachinhas com sabor de casa da vó e bolos incríveis, como o de mandioca, que já virou marca registrada do hotel. Diante de tantas delícias e depois de uma massagem revigorante é mesmo impossível pensar em um problema sequer.

Nau Royal Hotel Boutique e Spa Al. Patriarca Antônio José Marques, 1533, Praia de Camburi, São Sebastião, São Paulo. Entre R$1.120 e R$2.480 12 3865 4486 NAUROYAL.COM.BR

MIMOS QUE CONQUISTAM Cinema no quarto Filmes como Casablanca (1942) e Menina de Ouro (2004) estão disponíveis em blu-ray – basta pedir que os funcionários providenciam a pipoca

Para começar o dia Servido à la carte, o café da manhã pode ser saboreado em um dos gazebos do jardim. Entre as opções há omeletes, tapiocas, croque monsieur, crepes, açaí com granola, bolos, além de uma seleção de pães feitos na casa

Comida litorânea O restaurante Azul Marinho é uma das melhores opções de Camburi. Os destaques, claro, são os pratos com frutos do mar, como o polvo grelhado com risoto de queijo brie e presunto parma e o robalo com crosta de castanhas e purê de banana-da-terra

057


HI GHLIGHT S | C O N C I E R G E

Com estilo, sem pesar no bolso ATMOSFERA DESCOLADA, MÓVEIS GARIMPADOS EM ANTIQUÁRIOS, QUARTOS CONFORTÁVEIS E ÁREAS QUE CONVIDAM À INTERAÇÃO. COM ESTE CONJUNTO DE QUALIDADES, SOMADO ÀS DIÁRIAS ACESSÍVEIS, OS HOSTELS DESIGN TÊM SIDO AS HOSPEDAGENS PREFERIDAS DE MUITOS VIAJANTES Por LUIZA VIEIRA

Eles surgiram na Europa, entre 2008 e 2009, como uma resposta criativa à crise mundial que desestimulava os viajantes a fazerem as malas. Sua proposta de oferecer conforto e ambientes modernos a um preço acessível agradou perfis variados de turistas e logo os hostels design atravessaram as fronteiras do Velho Continente. Por aqui, as primeiras iniciativas apareceram no Rio de Janeiro e em São Paulo, mas empreendedores antenados às tendências do setor não tardaram a levar o conceito a outras regiões do Brasil. Muito mais do que uma acomodação, eles se encaixam no perfil de quem busca a interação, a troca de experiência com outros hóspedes. “O hostel design nada mais é do que a resposta ao desejo do turista por um ambiente inovador. Porém, sem abrir mão do senso de comunidade dos albergues”, define Luiz Geraldo Carolino Santos, diretor comercial da Federação Brasileira dos Albergues da Juventude. Não por acaso, a maioria deles investe pesado em seus espaços de convivência, que vão de rooftops com piscina a bares que sediam exposições e festas noite adentro. Opção certeira para um bom bate-papo regado a drinks que não custam uma fortuna. 058 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6


A D IÁ R IA S E PA R TI R D

R$

50

O Melhor da Comida Brasileira

We Hostel Design São Paulo, SP

Felipe Hess, um dos jovens arquitetos que têm dado o que falar na capital paulista, foi o responsável pelo projeto do hostel, instalado em 2012 em uma mansão do início do século passado. Vários ambientes sofreram apenas interferências sutis, ressaltando a cor branca original com a aplicação da preta em lugares estratégicos. A iluminação ganhou atenção especial: um exemplo é o lustre da recepção, feito com tubos fluorescentes suspensos no ar. Os quartos – há opções privativas, coletivas mistas, além de uma feminina – e as áreas comuns apresentam uma decoração que mescla o contemporâneo e o antigo, com peças garimpadas em pontos tradicionais da cidade, como a Praça Benedito Calixto e o bairro Bixiga. WE HOSTEL DESIGN, R. MORGADO DE MATEUS, 567, VILA MARIANA, SÃO PAULO

11 2615 2262

WEHOSTEL.COM.BR

.Oztel

FOTOS: FRAN PARENTE/DIV. ( WE HOSTEL DESIGN); DIVULGAÇÃO

Rio de Janeiro, RJ

A D IÁ R IA S E PA R TI R D

R$

42,90

É o conceito feel good que rege a atmosfera de cada ambiente da hospedagem, considerada por muitos o primeiro hostel design da capital fluminense, inaugurado em 2012. Possui 36 vagas dispostas em suítes coletivas e privativas que têm móveis e peças moderninhas, prioritariamente de marcas ou artistas nacionais. Um dos principais destaques da casa é o bar, cujo menu de drinks é assinado por Andressa Cabral, do Meza Bar, que fica a poucos passos dali – entre os mais pedidos está a caipirinha de três limões. O lugar também sedia exposições, festas e lançamentos de publicações, em que turistas e cariocas se misturam.

Oferecemos uma ampla variedade no sistema de buffet, com saladas e vegetais frescos, pratos quentes, grande variedade de carnes, grelhados, um delicioso pudim, aquele doce de leite e muito mais. FALE QUE VEIO DE AZUL E GANHE 10% DE DESCONTO

+ 1 BRINDE ESPECIAL

ORLANDO: (407) 354-2507 5458 International Dr, Orlando, FL 32819 MIAMI: (305) 375-0992 129 South East 1st Ave, Miami, FL 33131

.OZTEL, R. PINHEIRO GUIMARÃES, 91, BOTAFOGO, RIO DE JANEIRO

21 3042 1853

OZTEL.COM.BR Insta

facebook.com/camilasrestaurante instagram/camilasrestaurant www.camilasrestaurant.com


HI GHLIGHT S | C O N C I E R G E

Hostel Britânico Gramado, RS

Na cidade gaúcha, casarões coloniais sediam hotéis, lojas, restaurantes, cafés e... o único hostel design do destino. Aberto em 2014, o estabelecimento contrariou a forte influência alemã local e inspirou-se no estilo inglês para compor seu decór, um tanto clean – há inclusive camas que remetem às que se veem em cabines de trens britânicos. Os visitantes escolhem entre quartos coletivos (com seis camas) e privativos (para duas, quatro, seis ou oito pessoas) e podem usufruir da sala com lareira e do bar, que tem mesa de sinuca. HOSTEL BRITÂNICO, R. ARTHUR REIMANN, 1, VILA SUÍÇA, GRAMADO 54 3286 6250

BRITANICO.COM

F Design

A D IÁ R IA S E PA R TI R D

R$

A D IÁ R IA S E PA R TI R D

65

R$

70

Salvador, BA

Resultado da parceria entre o ator Luiz Fernando Guimarães e o empresário Adriano Medeiros, o local se apresenta sob a designação “suítes & hostel”: são nove dormitórios coletivos e quatro suítes. Cada um segue uma temática diferente, que vai do movimento dos oceanos ao backstage dos estúdios cinematográficos. À semelhança dos grandes hotéis, possui o espaço K’alma, com opções de massagens e tratamentos corporais. Por outro lado, preza pela interação característica dos albergues e investiu em espaços comuns superagradáveis, como a sala de cinema e o deck no rooftop, com piscina de borda infinita, três bares e uma vista esplêndida do bairro Rio Vermelho que convida a ficar horas por ali. F DESIGN SUÍTES & HOSTEL, TRAV. PRUDENTE DE MORAES, 65,

Concept Design Hostel Foz do Iguaçu, PR

Depois de buscar inspiração em endereços do exterior, a jornalista Cyntia Braga não poupou esforços na construção e na decoração da hospedagem, que tem atmosfera moderna e funcional. Na casa principal ficam os quartos coletivos – cada um tem seu banheiro próprio – e numa edícula anexa, depois de passar a piscina e o aconchegante bar, estão os privativos, com capacidade para acomodar de dois a seis hóspedes. Além do foco no design inovador, ela também priorizou a sustentabilidade: o hostel possui sistema de aquecimento solar, captação de águas das chuvas para abastecimento dos vasos sanitários, iluminação de led e telhado verde, que garante maior conforto térmico. CONCEPT DESIGN HOSTEL, R. VEREADOR MOACYR PEREIRA, 337, VILA YOLANDA, FOZ DO IGUAÇU 45 3029 3631

060 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

CONCEPTDESIGNHOSTEL.COM

71 3035 9700

FDESIGNSALVADOR.COM.BR

A D IÁ R IA S E PA R TI R D

R$

30

FOTOS: ALESSANDRA SEIX AS/DIV. (HOSTEL BRITÂNICO); JONNE RORIZ (CONCEPT DESIGN HOSTEL); DIVULGAÇÃO

RIO VERMELHO, SALVADOR


HI GHLIGHT S | C O N C I E R G E A D IÁ R IA S E PA R TI R D

US$

35

NO EMBALO DE MIAMI

R$

40

FOTOS: JUSTIN NAMON/DIV. (FREEHAND HOSTEL); DIVULGAÇÃO

A D IÁ R IA S E PA R TI R D

Destino mais descolado da Flórida, Miami não deixa na mão o viajante que faz questão de uma noite com conforto e classe a um preço justo. O hostel design mais concorrido da cidade é o Freehand Hostel (foto), instalado no prédio do antigo Indian Creek Hotel, um clássico edifício art déco da década de 30, a uma quadra da praia de South Beach. Possui 81 incríveis quartos, um bar superbadalado, o The Broken Shaker, e uma piscina que frequentemente vira cenário das famosas pool parties, com turistas e moradores virando a madrugada dentro d’água, com seus drinks nas mãos. O modelo se replica em outras duas hospedagens de South Beach, o SoBe Hostel e o Ocean Blue Hostel, que também fazem o viajante experimentar o Miami way of life.

Collaborate Hostel Belo Horizonte, MG

Ocupa uma casa da década de 50, a cinco minutos do badalado bairro Savassi e da Praça da Liberdade, um dos principais redutos culturais da capital mineira, e trabalha sob o princípio da colaboração. Não quer ser apenas uma hospedagem, mas sim um lugar de troca de experiências, o que o leva a sediar palestras, pequenas festas e exposições – artistas locais, por exemplo, usam o espaço e contribuem com quadros e peças que enfeitam seus ambientes. Na contramão dos quartos sóbrios (são sete, entre coletivos e privativos), as áreas comuns esbanjam cores e móveis contemporâneos. COLLABORATE HOSTEL, R. PADRE SEVERINO, 399, SÃO PEDRO, BELO HORIZONTE 31 3564 9924

COLLABORATEHOSTEL.COM

A D IÁ R IA S E PA R TI R D

R$

55

Cult Hostel Design Recife, PE

Inaugurado em 2015, o espaço levou ao pé da letra a denominação hostel design: foi projetado de forma a aproveitar a luz natural e no decór destacam-se as telas do pintor recifense Wellington Senna (criadas exclusivamente para o Cult), as esculturas feitas de madeira reflorestada e as cadeiras da coleção Eames Wood. Além dos quatro dormitórios – todos coletivos, somando 66 leitos –, possui sala de TV e piscina. Entre os mimos adicionais estão as bicicletas disponibilizadas gratuitamente aos hóspedes e a chance de conhecer a galeria e a biblioteca do vizinho Cult Hotel. CULT HOSTEL DESIGN, AV. CONSELHEIRO AGUIAR, 755, PINA, RECIFE

062 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

81 2123 2777

CULTHOSTEL.COM.BR


solution

Localiza Fidelidade • Diárias grátis • Traslado exclusivo para te levar ao terminal de embarque • Check-in Express pelo aplicativo para você ganhar tempo • Upgrade de carro E muitos outros benefícios exclusivos.

Vai de Localiza. Acesse nosso site: www.localiza.com/fidelidade

Baixe o nosso aplicativo: IOS ANDROID WINDOWS


FOTOS: DIVULGAÇÃO

H I GHLIGHT S | 5 P E R G U N T A S

Tecnologia a serviço da

educação A cada mês pelo menos 30 mil pessoas se cadastram no site do Veduca. Elas chegam para reforçar o montante que já passa de 1 milhão de usuários da plataforma, a primeira do Brasil a disponibilizar cursos on-line de nível superior gratuitamente. Uma vez em seu universo, é possível estudar temas de mais de 20 áreas – ética, liderança, física, psicologia, adwords, entre outras – em cursos de extensão, MOOcs e aulas livres ministradas por professores de instituições tão gabaritadas quanto as nacionais USP e UnB e as estrangeiras Stanford, MIT e Harvard (com legenda em português). 064 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

PRIMEIRA PLATAFORMA NACIONAL A OFERECER CURSOS DE ENSINO SUPERIOR GRATUITAMENTE, O VEDUCA JÁ SOMA MAIS DE 1 MILHÃO DE USUÁRIOS E COMEÇA A ATRAIR UM NOVO PÚBLICO: EMPRESAS QUE APOSTAM NO VÍDEO PARA CAPACITAR SUAS EQUIPES Por BRUNA TIUSSU

Passados cinco anos desde a sua fundação, o Veduca segue com o propósito de democratizar a educação no País e já trilha novos caminhos para alcançar este objetivo. Além de aumentar a oferta de cursos no site, também atua no mundo corporativo: ele cria soluções baseadas em videoaulas com conteúdo específico para funcionários de uma empresa – Danone, Itaú, Procter & Gamble e L’Oréal são quatro dos clientes atuais. Marcelo Mejlachowicz, um dos fundadores da plataforma, fala um pouco mais sobre o seu trabalho.


OS CURSOS MAIS PROCURADOS: 1. Ética Prof. Clóvis de Barros Filho – USP Carga horária: 60h

2. Finanças Pessoais BM&FBOVESPA Carga horária: 13h

3. Ciência Política Prof. Clóvis de Barros Filho – USP Carga horária: 60h

4. Fundamentos de Administração Na página anterior, Marcelo Mejlachowicz e a equipe do Veduca. Nesta página, dois registros do dia a dia da plataforma

FEA-USP Carga horária: 60h

5. Energias Renováveis ONUDI – ONU Carga horária: 12h

1 23 5 4 veduca.com.br

Como nasceu a ideia de criar o Veduca? Eu era diretor da área financeira da multinacional Procter & Gamble quando um colega de lá, Carlos Souza, trouxe a ideia de montar o site. De cara eu quis fazer parte do projeto, que começou justamente como uma plataforma para democratizar o acesso à educação. Desde o início queríamos levar conhecimento de qualidade para o maior número de brasileiros possível, de maneira gratuita.

Quantos cursos o site oferece? Qual o mais recente deles? Temos 200 disponíveis: 2 de extensão, 15 MOOCs, cursos on-line abertos normalmente produzidos pelo Veduca, e o restante são aulas livres, que pinçamos de várias instituições daqui e de fora. Ou seja, neste caso, atuamos de forma similar à de um curador, selecionando o que há de melhor. O curso mais recente é o de gestão de projetos, em que vamos experimentar algo novo. Nossa ideia é dar a chance ao aluno de testar seus conhecimentos ao final e ganhar um certificado – a prova custará R$49.

Qual o perfil do usuário da plataforma? Isto é curioso, ele mudou bastante. No início tínhamos um público na faixa dos 34 anos e majoritariamente masculino (70%). Agora ele é igual, 50% homens e 50% mulheres. E mais jovem: a idade média é de 25 anos. É forte a presença de gente que está na faculdade e já busca outras capacitações. E acredito que a oferta de cursos de temas variados ajudou a aumentar a presença feminina.

No início a empresa recebeu aportes de investidores. E hoje, como ela se mantém? Nós já conseguimos tocar o Veduca a partir de seu próprio crescimento. Principalmente porque a atuação corporativa está aumentando. Temos vários projetos de cursos educacionais feitos sob medida para as necessidades das empresas. É bacana ver que, apesar da crise, há marcas que não deixam de investir na capacitação de seus funcionários.

Quais os principais planos para 2016? Primeiro buscamos nos consolidar como uma referência na criação de soluções educacionais baseadas em videoaulas para empresas. Queremos aumentar nossa atuação nesse segmento. Outro objetivo é organizar o Veduca internamente, de forma horizontal e colaborativa. Nossa equipe é ótima [são 30 funcionários] e cada vez que nos reunimos aparecem mais ideias interessantes.

065


HI GHL IGHT S | T A K E 5

Escapada rápida

PARA SE AVENTURAR EM TRILHAS E ENTRAR EM CONTATO COM A NATUREZA, NÃO É PRECISO ENFRENTAR HORAS DE ESTRADA. SELECIONAMOS CINCO LOCAIS PRÓXIMOS A GRANDES CIDADES QUE OFERECEM TREKKING COM NÍVEIS VARIADOS DE DIFICULDADE E RENDEM UMA BELA COLEÇÃO DE FOTOGRAFIAS Por MARINA AZAREDO

Cânion das Bandeirinhas

Cume do Olimpo

MORRETES (PR)

A caminhada até o ponto, o mais alto da região, é para experts: ela dura três horas e meia e tem nível extremo de dificuldade – quem vence o desafio ganha de presente uma vista de tirar o fôlego. Mas o Parque Estadual do Marumbi, a 70km da capital paranaense, não deixa na mão aventureiros que buscam opções mais leves. Ele oferece ainda a trilha do Rochedinho e a da Cachoeira dos Marumbinistas, ambas com percursos de 40 minutos. 066 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

Serra do Contente

Cascata Vitória

MARATÁ (RS)

No pequeno município gaúcho, a 90km de Porto Alegre, a caminhada que leva ao topo da cachoeira é feita em apenas 25 minutos – ideal para um programa em família. Lá de cima, observa-se a queda-d’água de 30 metros. Após a contemplação, a dica é se refrescar em seu poço. O parque também possui restaurante, churrasqueiras, feira de produtos coloniais, brinquedos infantis, área de camping e banheiros.

GRAVATÁ (PE)

Localizada em uma reserva de Mata Atlântica, esta trilha tem 1,5km de extensão. Ao longo do caminho, de dificuldade moderada, paredões, lagos, bicas, riachos de água cristalina, árvores centenárias, mirantes, grutas e a fauna local encantam os visitantes. Para repor as energias após o trekking vale escolher um dos restaurantes da cidade, a 85km da capital Recife, e provar uma tradicional buchada de bode.

Caminhos do Mar

SÃO BERNARDO DO CAMPO (SP)

Construída nos anos 1920 para fazer a ligação entre São Paulo e a Baixada Santista, a rodovia teve seu trecho serrano interditado na década de 80 e hoje é opção certeira para quem quer caminhar e observar belas paisagens perto da capital paulista. É possível percorrer a pé os oito quilômetros que compõem o trecho mais bonito da estrada, em uma caminhada que tem início no município do ABC – a 700 metros de altitude – e se estende até o nível do oceano.

FOTO: ANDRÉ DIB

SERRA DO CIPÓ (MG)

A apenas 90km de Belo Horizonte, o Parque Nacional da Serra do Cipó conta com trilhas de diferentes níveis de dificuldade. A que leva até o Cânion das Bandeirinhas tem 12km de extensão – com uma travessia de rio – e pode ser percorrida a pé, de bike ou a cavalo, disponíveis para aluguel no próprio local. O esforço é recompensado pelo visual dentro do cânion, com poços para banhos cercados de paredões de pedras.


SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO

www.uniaoquimica.com.br | SAC 0800 11 15 59


HIGHL IGHT S | V I T R I N E

Item da coleção outono-inverno 2016 da Cavalera, a camiseta masculina de meia malha em tons de azul confere um toque ousado ao visual. R$129 CAVALERA.COM.BR

Feito de resina, o colar da Prishma conta com detalhes de metal banhados a ouro. O toque elegante fica por conta da pedra azul-crisocola. R$359 PRISHMA.COM.BR

Inspiração étnica REFERÊNCIAS MULTICULTURAIS ESTÃO CADA VEZ MAIS PRESENTES EM NOSSO COTIDIANO: MODA, DECORAÇÃO E UTENSÍLIOS PARA O DIA A DIA MISTURAM DESENHOS SUPERCOLORIDOS, ELEMENTOS AFRICANOS E DE POVOS INDÍGENAS. CONFIRA AQUI UMA SELEÇÃO DE PRODUTOS QUE SEGUEM ESTA TENDÊNCIA

A caneca térmica da Zazzle possui alça e base de plástico, corpo de aço inoxidável e tampa revestida de borracha. Sua capacidade é de 414ml. R$51,95 ZAZZLE.COM.BR

068 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

O designer carioca Chicô Gouvêa é quem assina as estampas dos pratos de porcelana da coleção Olhar o Brasil, da Vista Alegre. Em cores fortes, eles dão alegria à mesa. R$95 cada 11 3085 3161

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Edição THAIS LUTTI Produção NATHALÍ ISQUIERDO


Da Westwing, o jogo de máscaras decorativas é composto de três peças de madeira maciça de diferentes tamanhos: a maior tem 38cm de altura e a menor, 25cm. R$319,90 WESTWING.COM.BR

Para relaxar durante a viagem, a almofada speaker da Imaginarium é confortável e moderna. Inclui um cabo auxiliar para você ouvir sua playlist preferida. R$99,90 IMAGINARIUM.COM.BR

As sapatilhas da Estilo Menina têm forro interno antimicrobiano, que favorece o arejamento dos pés, e palmilha revestida com material antibacteriano, para absorver a umidade. R$159,90 LOJAESTILOMENINA.COM.BR

De MDF e com acabamento de verniz, a cadeira circular da My Gipsy Bossa é uma ótima opção para dar charme aos ambientes. R$750 MYGIPSYBOSSA.COM.BR

O shorts da Youcom tem cintura alta e zíper nas costas. Para quem não abre mão do conforto na hora de compor um look despojado. R$49,90 YOUCOM.COM.BR

069


HIGHLIGHT S | O L H A R A Z U L

Instantâneos CONFIRA ALGUNS DOS MELHORES CLIQUES FEITOS PELOS CLIENTES AZUL E PUBLICADOS NO INSTAGRAM

@claudiaoiticica AL Praia do Patacho, em São Miguel dos Milagres: o paraíso tem um lindo pôr do sol

@edudefferrari RJ Conhecer lugares também é ver pontos turísticos famosos por outros ângulos

@garotadoblog_10 PE Viajar nos proporciona visitar locais e carregar um pouco deles com a gente

@joao_matheus MG Vale a pena acordar cedo para esperar o incrível espetáculo que é o nascer do sol

@passeando_a_limpo FL, EUA O parque da NASA foi uma das grandes surpresas da viagem à Flórida. Vale a visita!

@pmartins21 PR Em Foz do Iguaçu, o Parque das Aves é um verdadeiro retiro de paz e boas energias

Quer ver sua foto na próxima edição da revista? Use a hashtag #azulmagazine no Instagram

070 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6


FOTO: ARQUIVO PESSOAL

Fascínio pelos ares FÃ DA AZUL, O APOSENTADO PAULISTANO MILTON CEZARINO VIAJA TRÊS VEZES POR MÊS PARA CONHECER OS AVIÕES E A TRIPULAÇÃO DA COMPANHIA

Antonoaldo Neves, presidente da Azul, e Milton Cezarino em sua mais recente viagem a Brasília

Apaixonado por aviação, Milton Cezarino viu sua vida mudar em 14 de janeiro de 2012, quando embarcou em uma aeronave no Aeroporto de Viracopos, em Campinas, rumo a Vitória, no Espírito Santo. Embora estivesse acostumado a voar, foi naquele dia que ele viajou pela primeira vez com a Azul. “Gostei muito do atendimento, da tripulação e da aeronave. Desde então, só escolho a Azul”, conta o funcionário público aposentado, de 68 anos. Disposto a conhecer todas as bases da companhia, o paulistano começou então uma verdadeira jornada pelos terminais do País. Há quatro anos ele viaja cerca de três vezes por mês e sabe dizer na ponta da língua as matrículas de todas as aeronaves com quais já voou. Mas Milton não é um passageiro qualquer. Ao chegar ao aeroporto, faz questão de cumprimentar todos os tripulantes,

tirar fotos com sua pequena câmera digital e distribuir presentes – em geral, canetas. No destino, saca novamente a câmera do bolso e vai se apresentar aos funcionários em terra. Depois, sem nem sair do terminal, ele embarca de volta para casa. Hoje Milton coleciona 22 álbuns de fotografias das aeronaves e da tripulação da Azul. “Aonde eu vou, eu faço amizades. No último voo em que embarquei, para Brasília, encontrei o Antonoaldo Neves, presidente da companhia, e fiz questão de tirar uma foto com ele. Em outra ocasião, tive a oportunidade de conhecer David Neeleman (fundador da empresa). Ele é um mestre. Não tenho nem palavras para falar desse encontro”, conta o paulistano, que está sempre planejando uma viagem. O próximo destino será Manaus. “Voar é comigo mesmo. Se eu pudesse estaria todos os dias em um avião”, completa.

071


HI GHL IGHT S

COLUNA Mário Magalhães

O nosso filme de guerra

N

Mário Magalhães é jornalista e escritor. Recebeu 25 prêmios jornalísticos e literários. Foi ombudsman da Folha de S.Paulo. Quando criança, dizia que no futuro sua profissão seria “passageiro de avião”

072 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

RETRATO: LEO AVERSA

o Havaí, ainda moleque, corri a um museu mais de 25 mil soldados à Europa para encarar os de guerra com memorabilia do ataque- nazistas. Contamos os feridos na casa dos milhares, surpresa a Pearl Harbor. Décadas mais e 457 homens deixaram a vida nos campos da Itália. tarde, visitei os túneis labirínticos onde se acantoEssas jornadas de coragem renderam bons navam comandantes da Marinha Imperial japonesa documentários, ao menos um sublime, Senta a nas semanas sangrentas da Batalha de Okinawa. Pua!, de Erik de Castro. O cinema, porém, teimava Sempre em busca de saber mais sobre o conflito em desprezar o épico da FEB como matéria-prima para a ficção. Até que meses atrás o diretor Vicente que de 1939 a 1945 abalou o mundo. No cinema, dá dó quando perco um filme de Ferraz lançou A Estrada 47. Enfim, o nosso filme guerra. Nenhuma delas rendeu tantas produções de guerra. quanto a segunda. Inspirados ou É a história de dois soldados, não em episódios reais, os roteium sargento e um tenente do esros elegem como protagonistas quadrão antiminas destroçado combatentes de nações que despor baixas. A missão perigosísO CINEMA, PORÉM, pacharam tropas ao front. sima dos sobreviventes consiste TEIMAVA EM Dos norte-americanos ou em livrar de explosivos a estradaDESPREZAR O ÉPICO DA ingleses A Ponte do Rio Kwai, -título, abrindo caminho seguro FEB COMO MATÉRIAFugindo do Inferno e O Resgate à passagem de blindados dos PRIMA PARA A FICÇÃO. Estados Unidos. Tudo filmado em do Soldado Ryan ao soviético, Quando Voam as Cegonhas, que ATÉ QUE MESES ATRÁS montanhas e planícies italianas cobertas de neve. O mais incrível: papou a Palma de Ouro do FesO DIRETOR VICENTE tival de Cannes. Da safra século os personagens principais falam FERRAZ LANÇOU 21, sou mais Cartas de Iwo Jima. português. A ESTRADA 47” O Brasil também foi à A trama é inventada, mas bebe guerra. Mas o que eu ouvia na tim-tim por tim-tim na saga da escola sobre a Força Expedicionária Brasileira não campanha de outrora. Ao final, os atores, como via nas telas. Aprendi a Canção do Expedicionário, Julio Andrade e Daniel de Oliveira, dão lugar a melodia do maestro Spartaco Rossi e letra do poeta velhas imagens dos guerreiros em terras distantes. Guilherme de Almeida. Não esqueci versos como E ouvimos a Canção do Expedicionário. Depois de assistir ao belo filme, levei meu filho Por mais terras que eu percorra/ Não permita Deus que eu morra/ Sem que volte para lá/ Sem que leve caçula ao Parque do Flamengo, no Rio de Janeiro, por divisa/ Esse ‘V’ que simboliza/ A vitória que virá. onde repousam os restos de centenas de pracinhas Eu esperava o dia em que os cineastas exibiriam mortos na carnificina. “São os nossos heróis, heróis brasileiros tiroteando nas trincheiras. Mandamos de verdade”, eu disse ao Daniel.


SHOP ONLINE WWW.JOHNJOHNDENIM.COM JOHNJOHNDENIM‎

JOHNJOHNDENIM‎


HI GHL IGHT S

COLUNA Mara Salles

Os dez mandamentos da comida brasileira Honrarás nossas frutas, nossas raízes, nossas castanhas, nossas origens e não te envergonharás de pronunciar mungunzá, mingau, angu, gabiroba, guariroba, jurubeba, umbu e camapu. Taioba, efó, umbu, umbuzada, umbigo de banana e pirão. Pirão de leite, de parida, bambá, sarapatel, jaca, jenipapo e jerimum. Paçoca, mexido, virado e macaxeira. Vaca atolada, atolado de bode, jiló, mastruz e cocada. E, principalmente, não desdenharás da buchada.

2.

Não cobiçarás a comida estrangeira. Louvarás a naturalidade e o vigor de nossos pratos. Nem melhores nem piores do que outros, apenas diferentes.

3.

Não levantarás falso testemunho de que comida brasileira não combina com vinho. De que é pesada, de que a pimenta pertence aos pobres, de que nossa mistura é feia. E terás a recompensa do doce da rapadura.

6.

Guardarás o domingo e os dias santos para cometer o pecado da gula e para a remissão da dieta. Desfrutarás sem culpa das receitas regionais, da cerveja e da cachaça.

7.

Não adulterarás as matrizes da nossa cozinha. Servirás moqueca em panela de barro, tacacá na cuia e pamonha na palha do milho. Compartilharás com alegria a comida e tolerarás o atraso dos comensais em festas com feijoada ou churrasco.

LOUVARÁS A NATURALIDADE E O VIGOR DE NOSSOS PRATOS. NEM MELHORES NEM PIORES DO QUE OUTROS, APENAS DIFERENTE”

8.

No Brasil, não oferecerás mescal a um mexicano ou vodca a um russo nem te envergonharás de lhes apresentar a cachaça, a caipirinha, a marvada, a pinga, a branquinha.

9.

Não abusarás dos acepipes antes de pratos completos. Comerás com prazer, com calma e completamente a feijoada, a panelada e o nosso cozido.

Respeita rás sempre o horário das reservas nos restaurantes, não farás distinção entre os modestos e os requintados e não cometerás o equívoco de acreditar que o simples não pode ser sofisticado. Também não desejarás que dispensem atenção especial ao teu amigo estrangeiro. Lembrarás sempre de que somos todos iguais.

5.

10.

4.

Não terás para ti, no sertão, o tucupi, as endívias e as vieiras. Não blasfemarás e darás graças pelo desfrute das delícias da mandioca, do charque e da farinha.

Não desejarás o torresmo do próximo. Não o roubarás de seu prato quando ele se distrair.

Mara Salles é chef do restaurante Tordesilhas, em São Paulo

074 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

RETRATO: DIVULGAÇÃO

1.


HI GHL IGHT S

COLUNA Denise Campos de Toledo

A tempestade mais que perfeita

A

Denise Campos de Toledo é jornalista especializada em economia, comentarista da Rádio Jovem Pan e da TV Gazeta, além de palestrante, escritora e editora do site economiaemfoco.com.br

076 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

RETRATO: ROBERTO SEBA

crise econômica segue firme. A desacele- no “patinho feio”, em um país cheio de dificuldades, ração das atividades da maior parte dos que pode colaborar para uma piora do desempenho setores leva as empresas a mais ajustes, mundial. Na América Latina só estamos à frente que, na prática, traduzem-se no aumento do de- da Venezuela. semprego. As projeções indicam uma retração da Este cenário fica ainda mais preocupante diante economia em 2016 entre 3,5 e 4%. Serão dois anos da falta de espaço político para o governo adotar consecutivos de uma recessão muito pesada, que medidas eficazes para tentar reverter a situação nos remete ao pior momento da economia desde estabelecendo, pelo menos, um horizonte de recuperação. Continuamos sem saber até onde a crise os anos 1930, pós-depressão de 1929. Não é apenas uma questão de pode chegar. As investigações e as queda de atividade. Vemos uma denúncias da Lava Jato, o posiciopiora da economia em vários namento mais firme da oposição, a DE DESTAQUE GLOBAL pressão social e as discussões em sentidos. A inflação, mesmo com quedas pontuais, permatorno do impeachment deixaram o PELO POTENCIAL nece num patamar muito alto. O governo mais fragilizado e a goverDE CRESCIMENTO, próprio governo já admitiu que nabilidade comprometida. Nessas DE ‘BOLA DA devemos ter um novo estouro de condições, a crise econômica pode VEZ, O BRASIL SE teto da meta, de 6,5%. Fala-se se agravar além do previsto, já que em 7%. Para o mercado, a variaa paralisia tende a aumentar. O TRANSFORMOU NO ção deve ser ainda mais forte, clima de expectativa e as incerte‘PATINHO FEIO’” corroendo o poder de compra zas deixam os agentes econômicos da população, também pressionada pelos juros na defensiva. E as decisões são adiadas. altos, que já afetam até o pagamento de dívidas. Vivemos, de fato, uma tempestade perfeita: As finanças públicas permanecem no ver- uma crise econômica que se aprofunda, reforçada melho, sinalizando mais um ano de déficit e de pela crise política, que amplia a crise de confiança. aumento da dívida pública. Uma situação que já É mais ou menos o que estamos vendo desde provocou vários rebaixamentos da nota de avalia- 2015. Só que vamos descobrindo que o fundo ção do País, prejudicando o fluxo de investimentos, do poço pode ser ainda mais fundo. Em algum inclusive daqueles recursos que poderiam vir momento o quadro vai mudar. Só que, mais do para alavancar projetos que ajudariam no melhor que nunca, a reversão da crise econômica e de desempenho da economia. confiança está atrelada a um desfecho para a crise De destaque global pelo potencial de cresci- política. Quanto mais demorar, maior será o custo mento, de “bola da vez”, o Brasil se transformou para todo o País.


2 horas ão de 6 a 1 Início da açestão após a ing

BISALAX® (bisacodil) Indicado nos casos de prisão de ventre. MS 1.0497.1168. Ref.1. Bula do Produto. Mar/2016. www.uniaoquimica.com.br. SAC 0800 11 15 59.

BISALAX® CONTÉM BISACODIL. NÃO USE ESTE MEDICAMENTO EM CASO DE DOENÇAS INTESTINAIS GRAVES. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO


O novo ingresso de 3 Visitas oferece mais economia e flexibilidade, permitindo escolher os parques que desejar visitar entre SeaWorld, Busch Gardens e Aquatica. Reserve o pacote Discovery Cove Ultimate e viva um dia inesquecível em Orlando. Inclui também 14 dias de visitas ilimitadas e estacionamento grátis em todos os parques.

WWW.SEAWORLDPARKS.COM.BR ©2016 SeaWorld Parks & Entertainment, INC. Todos os Direitos Reservados.

Consulte seu Agente de Viagens


80 Montevidéu As atrações históricas, culturais e gastronômicas da capital uruguaia

90 Caminhos do São Francisco Os encantos da rota que percorre o último trecho do Velho Chico

destinos

100 Turismo Solidário ONG leva doadores para conhecer e ajudar comunidades carentes

FOTOS: FERNANDA FRA Z ÃO (MONTEVIDÉU); ANDRÉ DIB (CAMINHOS DO SÃO FRANCISCO)

80

90


DES T INOS | M O N T E V I D É U


PEQUENA

NOTÁVEL Com propostas vanguardistas, redutos multifacetados e um estilo de vida tranquilo, Montevidéu tem chamado a atenção mundo afora. A partir de junho você confere todas as suas atrações in loco com a nova rota da Azul, que vai ligar a capital uruguaia a Porto Alegre em voos diretos Por DENISE MOTA Fotos FERNANDA FRAZÃO


D EST INOS | M O N T E V I D É U

Nesta página, a famosa e democrática rambla da capital uruguaia. Na página ao lado, acima, pôr do sol visto do restaurante Hemingway, à beira do Rio da Prata; no centro, à esquerda, interior da casa; e, à direita, montevideano com a tradicional cuia de mate

S

e Vinicius de Moraes e Tom Jobim fossem montevideanos, a menina que passa em um doce balanço poderia estar indo a ca minho da praia, do centro financeiro, de um parque de diversões ou do bairro mais boêmio da cidade. É que a rambla, a orla que margeia o Rio da Prata e figura como seu maior cartão-postal, é o local onde tudo pode acontecer na capital do país do célebre ex-presidente José “Pepe” Mujica. A rambla mais parece um bairro à parte. Nada nela fica sem discussão. Debates acalorados abordam o letreiro “Montevideo” ali instalado há dois anos, a restauração de sua calçada, a licitação de quiosques para a venda de alimentos e a construção de prédios com altura limitada, para que não projetem sombra sobre o rio. A orla se prolonga por um percurso transitável de 22 quilômetros e se estende da entrada da cidade (para quem vem do aeroporto) ao porto. Nesse trajeto, ciclistas, atletas de fim de semana, executivos, surfistas, gente voltando da balada e pais com bebês transitam do elegante bairro Carrasco ao multifacetado Pocitos. Ou do arborizado e residencial Parque Rodó ao centro.

082 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6


PATRIMÔNIOS NACIONAIS Medio y medio Mistura de vinho branco com champanhe, a bebida nasceu na Casa Roldós, no Mercado del Puerto. Mas é tão cobiçada que atualmente é vendida engarrafada em lojas e mercados

Uvita A receita da bebida, criada pelo fundador do Baar Fun Fun, casa com 121 anos de história, é um dos segredos bem guardados do país. Sabe-se apenas que leva vinho do porto

Mate

Nos últimos anos, a rambla e toda Montevidéu têm atraído os holofotes mundiais por conta do vanguardismo serenamente calculado desse pequeno e discreto país sul-americano. Pequeno, discreto e muito atípico: ele é o rincão fervorosamente laico do continente, um lugar onde a Semana Santa se chama, por exemplo, Semana de Turismo, onde o divórcio foi aprovado nos idos de 1917, e onde a produção, o comércio e o consumo de maconha são assuntos de Estado. Mas a capital – com apenas 1,5 milhão de habitantes e considerada a

Semelhante ao chimarrão, mas mais amargo, faz parte da identidade uruguaia. É figura constante na rambla, onde amigos batem papo enquanto compartilham a cuia

de melhor qualidade de vida da América Latina, de acordo com estudo da consultoria Mercer – é muito mais do que um epicentro de iniciativas para romper estereótipos sociais e políticos. Ela se apresenta também como um destino verdadeiramente hospitaleiro e autêntico, que responde às expectativas do visitante que busca tranquilidade, cultura e boa comida.

Chivito É o sanduíche por excelência dos uruguaios, composto de pão de hambúrguer, filé de carne, alface, tomate, queijo, toucinho, ovo e maionese, geralmente acompanhado de batatas fritas. Pode ser servido al plato (sem o pão)


D EST INOS | M O N T E V I D É U

Legado e tradição

Deixe de lado o táxi. Uma boa forma de conhecer Montevidéu é caminhar sem muito planejamento durante o dia e frequentar seus bares e restaurantes especialmente à noite. Pois não poderia ser diferente na terra de Carlos Gardel, o maior cantor de tango de todos os tempos, nascido em Tacuarembó, ao Norte do país. Para entrar de cabeça no espírito uruguaio é preciso saborear uma uvita – bebida local à base de vinho do Porto, cuja receita está guardada a sete chaves – enquanto assiste a uma demonstração de tango apoiado no balcão onde Gardel cantou há oito décadas, no Baar Fun Fun. O mergulho na cultura local deve continuar na Cidade Velha, área em que se encontram, por todos os cantos, elementos da característica mais forte dos uruguaios: o amor pela política, pelo passado e pela reflexão. O Centro Histórico do destino tem como marco de entrada a Puerta de la Ciudadela, fortificação de 1741 que mantinha a colonial Montevidéu a salvo de ataques. O portão é ladeado pela Praça Independência, local em que estão os restos

084 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

mortais do líder José Gervasio Artigas (1764-1850), e pela Torre Executiva, sede do poder político nacional. Depois de cruzar a Puerta, já na Peatonal Sarandí (o passeio para pedestres), chega-se ao Museu Torres García, que reúne o legado de um símbolo da cultura local ao expor os principais trabalhos e o pensamento de Joaquín Torres García (1874-1949), criador do universalismo construtivo. Uma das mais célebres obras do pintor, professor e escritor, que traduz uma entre suas muitas reflexões, é o mapa da América Latina “de cabeça para baixo”, representação pictórica do agora já batido mote de que, para os sul-americanos, “nosso norte é o Sul”. Pouco mais adiante, Cidade Velha adentro, a Praça da Matriz se abre entre lojas de artesanato, lugares de comida ao ar livre, exibições de tango e a Igreja Matriz. Ali instala-se uma das melhores feiras de antiguidades da capital, com ofertas interessantes e de qualidade, porém preços um tanto salgados. Outro ícone do imaginário uruguaio localiza-se nas redondezas: o Café Brasilero, segunda casa do escri-


Na página anterior, abaixo, à esquerda, loja da Cidade Velha; no centro, Puerta de la Ciudadela; e, no alto, fachada do Mercado del Puerto. Nesta página, ao lado, a tradicional parrilla; abaixo, à esquerda, garçom do mercado; e, à direita, Café Brasilero

tor Eduardo Galeano (1940-2015), é um prato cheio para os amantes das letras. Bar mais antigo da cidade, fundado em 1877, tem proporções modestas e decoração sóbria. Seu nome se deve, segundo a lenda local, à nacionalidade dos primeiros donos, os sócios Correa e Pimentel. Era nesse endereço que o autor de As Veias Abertas da América Latina (1971) dava entrevistas, conversava com outros habituês, praticava um dos seus esportes favoritos – a observação de seres humanos – e tomava um suco de laranja, sempre natural, e um bom café com leite. Mais ao Sul e já na região do porto, ainda na Cidade Velha, o Mercado del Puerto, aberto em 1868, é o templo do medio y medio, bebida típica à base de

champanhe e vinho branco encontrada facilmente nos supermercados, mas que nasceu ali. O lugar ainda rende homenagem a um dos traços distintivos mais destacados dessa parte do mundo: a paixão pela carne. Ele reúne diversos restaurantes, de preços e cardápios variados, em que a principal estrela é a parrilla. Elas ostentam não apenas a carne, mas todos os miúdos do boi. Língua, glândulas salivares (a famosa molleja) e rins recebem um preparo especial pelas mãos dos cozinheiros. Dali ninguém sai com dúvidas nem com fome. Os garçons do mercado são solícitos e adoram explicar o que quer que seja em detalhes. Vegetarianos têm de buscar com afinco, mas há chances de encontrar algo que os agrade. 085


D EST INOS | M O N T E V I D É U

Ares contemporâneos

A Puerta de la Ciudadela é uma divisória de Montevidéu no tempo e no espaço. Ao cruzá-la novamente, agora em direção contrária (ou seja, afastandose do porto), tem-se a impressão de que o relógio recuperou seu ritmo normal. O portão deixa o visitante na Avenida 18 de Julio, uma via comercial comum, mas que guarda pelo menos duas pequenas joias. A primeira delas é o Bar San Rafael, a meio quarteirão de onde morava Mario Benedetti (1920-2009), outro ícone da literatura uruguaia. O estabelecimento, com grandes vidraças, decoração sem ostentação e pratos com jeito de comida feita em casa, deixou simbolicamente reservada a mesa preferida do autor de A Trégua (1960) após sua morte. 086 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

Segunda atração obrigatória, a feira de Tristán Narvaja começa na esquina da Avenida 18 de Julio com a Rua Tristán Narvaja. Mais popular do que a exposição de antiguidades da Praça da Matriz, reúne de lençóis brasileiros a porquinhos da Índia, além de frutas, mate, livros e bugigangas eletrônicas. Passeio tradicional de domingo, experimentála é misturar-se aos montevideanos. E é estar certo de ter vivenciado uma versão pitoresca, divertida e variada da capital uruguaia.

Em sentido horário, Bar San Rafael; bancadas de livros da feira de Tristán Narvaja; e turista passeando no local


ONDE FICAR

ONDE COMER

Intercity Montevideo

Café Brasilero

Restaurante Hemingway

A rede brasileira mantém uma agradável e confortável unidade na capital uruguaia, com funcionários que falam português. O hotel fica próximo da rambla, conta com estrutura completa e moderna e mimos como fitness center e jacuzzi externa. As suítes são acolhedoras, clean e espaçosas.

Atração da Cidade Velha, é o bar mais antigo da cidade. Merece a visita pelo ambiente e por sua história. Prefira passar lá para um café no fim do dia ou para saborear uma torta.

Com ar romântico e um quê de sofisticação, também chama a atenção pela bela vista do skyline da cidade, misturada à imensidão das águas do estuário. A cozinha é de qualidade e serve ótimas opções de massas e pescados.

CALLE ITUZAINGÓ, 1447, CIDADE VELHA 00 598 2917 2035

CAFEBRASILERO.COM.UY

RAMBLA REPÚBLICA DE MÉXICO, 5535, PUNTA GORDA

CALLE IBIRAY & ECHEVERRÍA, 2398, PUNTA CARRETAS 00 598 2600 0121 00 598 2711 6500

HEMINGWAY.COM.UY

INTERCITYHOTEIS.COM.BR

Bar El Tinkal Sofitel Montevideo Casino Carrasco & Spa Com 95 anos de história, este cinco estrelas foi restaurado para devolver aos hóspedes a atmosfera da época em que foi o lar temporário de personalidades como Federico García Lorca e Albert Einstein. Conjuga luxo e bom serviço no elegante bairro Carrasco. RAMBLA REPÚBLICA DE MÉXICO, 6451, CARRASCO 00 598 2604 6060

SOFITEL.COM

Crystal Palace A localização é o principal trunfo da hospedagem. No centro da capital, está perto de tudo o que o turista necessita conhecer em uma primeira visita. Suas instalações amplas são outra característica que costuma agradar.

Serve um dos melhores chivitos da cidade, o que o leva a ser também um dos locais mais concorridos para o happy hour. Próximo ao Parque Rodó, tem uma linda vista do pôr do sol no Rio da Prata. CALLE DR. EMILIO FRUGONI, 853, PARQUE RODÓ 00 598 2418 4705

Bar 62 Um dos clássicos do agitado bairro Pocitos, é descontraído e concorrido tanto na hora do almoço como à noite. Entre sushis e lanches, é pedida certa para respirar o cotidiano cultural da cidade, com um cardápio variado e clientela também. CALLE MIGUEL BARREIRO, 3301, POCITOS

Restaurante Rara Avis Anexo ao Teatro Solís, é uma das casas mais sofisticadas da cidade. Escolha entre o Salón Rouge, onde palco e piano de calda fazem a atmosfera perecer lúdica, e o Chivas Bar, com menu executivo e robusta adega. Destaque para os caprichados antepastos e as receitas com carnes. CALLE BUENOS AIRES, 652, CIDADE VELHA 00 598 2915 0330

RARAAVIS.COM.UY

00 598 2707 3022

62BAR.COM.UY

Restaurante Es Mercat Alternativa ao Mercado del Puerto, na Cidade Velha, é perfeito para quem gosta de frutos do mar. O ambiente rústico ressalta os pratos, preparados com peixes frescos e produtos da estação, o que faz com que o cardápio mude frequentemente. CALLE COLÓN, 1550, CIDADE VELHA 00 598 2917 0169

ESMERCAT.COM.UY

AV. 18 DE JULIO, 1210, CENTRO 00 598 2900 4645 CRYSTALPALACEHOTEL.COM.UY

COMO IR você a A Azul leva ar tir de p a éu id Montev hia vai an p m co junho. A etos ir d s o oferecer vo ital uruguaia a p ca a o d ligan quatro re – serão Porto Aleg s ai s seman frequência 40 03 1118 VO EA ZU L. CO

M .B R

087


D EST INOS | M O N T E V I D É U | F A Z E N D O A M A L A

r para O que leva

éu Montevid

1

2

3

7

4

Atraente vizinha 088 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

5 6

8

CIDADE PLANA, MONTEVIDEÚ CONVIDA A LONGAS CAMINHADAS. ESCOLHA ROUPAS CONFORTÁVEIS E VERSÁTEIS PARA BATER PERNA E CONHECER SEUS ENDEREÇOS CULTURAIS E GASTRONÔMICOS Edição THAIS LUTTI

Produção NATHALÍ ISQUIERDO Foto JULIA RODRIGUES


1 Camiseta de manga longa Damyller. R$149 DAMYLLER.COM.BR

2 Moletom com capuz Triton. R$264 TRITON.COM.BR

3 Bolsa transpassada Victorinox. R$265 VICTORINOX.COM.BR

4 Cachecol de lã Vila Romana. R$99,90 VILAROMANA.COM.BR

5 Kit com produtos Cade L’Occitane en Provence: Pincel de barbear. R$230 Sabonete para barbear. R$65 Saboneteira. R$120 LOCCITANE.COM.BR

6 Relógio de borracha Swatch. R$370

9

SWATCH.COM.BR

7 Tênis Calvin Klein. R$410 CALVINKLEIN.COM.BR

10

8 Óculos Notiluca. R$470 NOTILUCA.COM.BR

9 Camiseta de algodão Vilebrequin. R$265 11 3323 3555

10 Calça jeans Paco. R$251,79 PACO.IND.BR

AGRADECIMENTO: UTILPL AST (CABIDES) – UTILPL AST.COM.BR

089


DES T INOS | C A M I N H O S D O S Ã O F R A N C I S C O

Um mergulho

VELHO Por MARINA AZAREDO Fotos ANDRÉ DIB

S

obre um banco de concreto diante do Rio São Francisco, ao som do violão do colega Jackson Larry, Jacilene Barbosa recita um poema: “Hoje assistimos à decadência desse protetor ribeirinho, que saciou e continua saciando milhares de sedentos ao longo do seu caminho. Só não consegue saciar a sede dos gananciosos, que estão aniquilando sua vida em função de poder, com essa tal ambição que faz tudo perecer”. De autoria da poetisa Hélia Camilo, a leitura do texto faz parte do tour “Às Margens do Esquecimento”, que conta a história da pequena cidade alagoana de Penedo a partir do ponto de vista de dois personagens principais: o próprio Rio São Francisco, agente motivador do desenvolvimento da região, e a mão de obra escrava, que construiu seus ricos monumentos históricos e arquitetônicos, assim como seus santuários católicos.


profundo no

CHICO

Cenário da nova novela da Globo e repleta de atrativos naturais e históricos, a região do Baixo São Francisco, entre os estados de Alagoas e Sergipe, ganhou visibilidade nos últimos anos e passou a explorar todo o seu potencial turístico


D EST INOS | C A M I N H O S D O S Ã O F R A N C I S C O

Conhecido também pela alcunha de “rio da integração nacional”, o curso d’água que banha cinco estados brasileiros – nasce em Minas Gerais e deságua no mar, na divisa entre Sergipe e Alagoas, depois de passar também por Bahia e Pernambuco – vive hoje um momento delicado, que preocupa quem habita as suas margens. Após décadas de exploração para a geração de energia elétrica, o Velho Chico está perdendo força: se antigamente avançava 30km oceano adentro, hoje deixa o mar alastrar-se por cerca de 24km de seu leito. Impossível não lembrar da profecia de Antonio Conselheiro: “O sertão vai virar mar, e o mar vai virar sertão”. Loca l i zada entre a a lagoa na Piaçabuçu – a 140km de Maceió – e a sergipana Brejo Grande, a foz do rio é o local onde essa mudança pode ser observada e também o ponto de partida do roteiro Caminhos do São Francisco, projeto que busca levar desenvolvimento por meio do turismo para a região conhecida como Baixo São Francisco, 092 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

que vai da foz à cidade de Paulo Afonso, na Bahia. Em um passeio que começa de bugue pelas dunas litorâneas, com direito a parada para o divertido esquibunda, e termina percorrendo o rio com um barco voadeira, além das belas paisagens e do deslumbrante pôr do sol, pode-se observar um antigo farol, no meio do mar, onde, até 20 anos atrás, existia um povoado. Seguindo 30km para o interior, chega-se a Penedo, primeira cidade de Alagoas. Fundada no século 16, a cidade guarda tesouros arquitetônicos em seu Centro Histórico. Os destaques religiosos são a Igreja de Santa Maria dos Anjos, construída em estilo barroco e rococó, entre 1660 e 1759, e a Igreja de Nossa Senhora da Corrente, de 1729, onde uma portinhola ao lado do altar revela um esconderijo usado por escravos em fuga. O Paço Imperial, antiga residência que hospedou D. Pedro II em sua passagem pelo município, em 1859, tem uma boa coleção de peças da época e também merece a visita.


Na página anterior, acima, as dunas da foz do São Francisco; e, abaixo, a paisagem aérea do rio em Piaçabuçu. Nesta página, em sentido horário, os guias Jacilene Barbosa e Jackson Larry; embarcações na região de Penedo; o Centro Histórico da cidade; e casa que marca o início da trilha até a Grota do Angico, em Sergipe

Encerrada essa etapa da viagem, é hora de partir para o sertão. Ao longo dos 210km que separam Penedo de Piranhas, ainda em Alagoas, a paisagem se transforma: some a vegetação litorânea e surgem os primeiros galhos retorcidos e folhas ressecadas, típicos da caatinga. A primeira parada é justamente em Piranhas, uma cidadezinha de casario colorido que durante muito tempo foi o último porto para quem fazia o percurso da foz ao interior. Quando lá chegavam, mercadorias como manteiga, queijo e carne seguiam em burros de carga para outros povoados. Acessível de barco, o vizinho distrito de Entremontes é uma joia encravada no sertão. Ali, a vida parece passar em outro ritmo: em suas ruazinhas pacatas há bordadeiras trabalhando sob a sombra de uma árvore – não à toa, o ponto cruz e o rendendê são os mais famosos produtos locais. A história de Piranhas também está intimamente ligada ao cangaço. Foi dali que partiu a volante – como eram chamados os grupos policiais que perseguiam os cangaceiros – que, em julho de 1938, descobriu o paradeiro de Lampião e Maria Bonita e decapitou o líder do movimento, sua mulher e outros nove companheiros. Agências de turismo locais fazem o passeio que leva até a Grota do Angico, já do lado de Sergipe, onde o bando de 35 pessoas foi surpreendido. Para provar que Lampião não era imortal, pois assim dizia a crença popular, as cabeças decapitadas foram expostas no centro da cidade, como comprovam registros fotográficos expostos no Museu do Cangaço. 093


D EST INOS | C A M I N H O S D O S Ã O F R A N C I S C O

A última parada do roteiro pelo Velho Chico – e talvez a mais surpreendente – é entre os municípios de Delmiro Gouveia, em Alagoas, e Canindé de São Francisco, em Sergipe. Do lado alagoano parte a trilha que leva ao Mirante do Talhado e proporciona uma das visões mais belas do Cânion do Xingó, espetaculares formações rochosas de paredes avermelhadas banhadas por águas que, em épocas de poucas chuvas, impressionam pelo tom esverdeado. Quem recebe o visitante que chega à trilha é José Francisco da Silva, ou apenas seu Zé Francisco, um forasteiro de 76 anos que já fez um “bocado de presepada” na vida e, há dez anos, mudou-se para a beira do cânion para trabalhar com turismo e ajudar a preservar as belezas que lá encontrou. “Eu tenho muitos títulos, mas o mais importante eu ganhei quando cheguei aqui e comecei a montar minha pousada: o de louco”, brinca.

094 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6


Na página anterior, seu Zé Francisco no Cânion do Xingó e a vista do Mirante do Talhado. Nesta página, ao lado, banho no Vale dos Mestres; e, abaixo, pinturas rupestres na Eco Fazenda Mundo Novo

2. 868 km

PRODUTOS

é a extensão do Velho Chico

15,5 milhões

LOCAIS

de pessoas vivem em municípios banhados pelo São Francisco

9

usinas hidrelétricas estão instaladas ao longo do rio Pimenta-rosa Coletada de forma sustentável por extrativistas do Projeto Aroeira, em Piaçabuçu, tem pouca ardência e uso versátil: vai bem em carnes, suflês e até molhos de saladas

Bordados A Pontos e Contos – Associação de Bordadeiras de Penedo vende peças de roupas, acessórios e itens decorativos bordados à mão por artesãs da região

Quem faz a trilha ao seu lado ganha uma verdadeira aula sobre a caatinga. Embrenhando-se na “mata branca”, ele revela os segredos de suas plantas medicinais e árvores frutíferas: cactos, macambiras e ameixas-da-caatinga não ficam de fora da lição. Vencido o percurso, que inclui uma descida em uma escada de madeira de 15 metros presa às pedras, surge uma visão paradisíaca: a Gruta do Talhado é uma fenda estreita, com paredes que parecem talhadas à mão. Dali, em uma pequena canoa, segue-se para a área mais ampla do rio, onde é possível embarcar em uma lancha e conhecer pedaços escondidos do cânion, como o Vale dos Mestres, com águas rasas e quentes, perfeitas para o banho. Em trechos mais profundos, o solo fica a 180 metros da superfície. O passeio mais tradicional, de catamarã, sai do lado sergipano, mas é limitado – o turista fica restrito a um cercadinho

que, cá entre nós, tem um quê de piscina de clube em dias concorridos. Propriedades da região ainda guardam coleções de pinturas rupestres datadas de nove mil anos, como é o caso da Eco Fazenda Mundo Novo, que conta com nove sítios arqueológicos – o Museu Arqueológico de Xingó tem uma exposição permanente bastante didática sobre os vestígios da presença humana pré-histórica por lá. Antes de embarcar de volta (o retorno pode ser feito a partir do aeroporto de Paulo Afonso, na Bahia, onde a Azul é a única companhia aérea a operar), ainda vale fazer um pit-stop na pequena cidade alagoana de Água Branca. Além do aprazível centrinho, o Engenho São Lourenço é a chance de encerrar a viagem recuperando as energias com uma saborosa rapadura. Após anos de exploração de seus recursos hídricos, o Velho Chico agora mostra todo o seu potencial turístico. 095


D EST INOS | C A M I N H O S D O S Ã O F R A N C I S C O

ONDE FICAR

ONDE COMER

PASSEIOS

Brisa Mar

O Siri

Destino Alagoas

Localizado na orla da Praia de Pajuçara, o hotel tem quartos com vista do mar esverdeado de Maceió e fica próximo às piscinas naturais, uma das atrações mais famosas da capital alagoana.

O carro-chefe do restaurante é o filé de siri, mas o cardápio é extenso, com boas opções de outros frutos do mar e pratos com carne de sol. As mesas ficam sob árvores, ao ar livre.

A operadora de Maceió cobre toda a rota Caminhos do São Francisco, organizando passeios e transfers a partir da foz do rio, em Piaçabuçu, até a região do Cânion do Xingó.

AV. DR. ANTÔNIO GOUVEIA, 133, PAJUÇARA, MACEIÓ 82 2123 4800 HOTELBRISAMARAL.COM.BR

ROD. DR. DALMO MOREIRA SANTANA, KM 20, PIAÇABUÇU 82 9653 9733

82 3022 5206

DESTINOALAGOAS.COM

Farol da Foz Ecoturismo Hotel São Francisco Embora sua arquitetura dos anos 1960 destoe do Centro Histórico, é dali que se tem as melhores vistas de Penedo. Possui quartos espaçosos, salão de jogos, piscina e um farto café da manhã.

Caboclo D’Água

AV. FLORIANO PEIXOTO, 237, CENTRO HISTÓRICO, PENEDO 82 3551 2273 HOTELSAOFRANCISCO.TUR.BR

LAGO DE XINGÓ, PIRANHAS

Além do cardápio regional, serve opções como o filé aos quatro queijos, fettuccine ao molho de funghi e filé de peixe à veneziana. O atendimento é cuidadoso.

A empresa oferece atividades por toda a região da foz do Rio São Francisco. Entre as opções estão os passeios de barco típico, de bugue, de lancha rápida e até voos de parasail. AV. ULISSES GUEDES, 228, BRASÍLIA, PIAÇABUÇU 82 99121 7543

Cangaço Eco Parque Eco Fazenda Mundo Novo Com nove sítios arqueológicos, um conjunto rochoso que serviu de esconderijo para Lampião e seu bando, cabanas confortáveis e uma piscina instalada à beira do Cânion do Xingó, é a melhor hospedagem da região. ROD. SE 230, KM 183, CANINDÉ DE SÃO FRANCISCO 79 9804 0673

O destaque fica por conta do bode guisado, da galinha a cabidela e das moquecas. Conta com bangalôs à beira do rio, atividades como escalada e slackline, além de oferecer cavalos para passeios. Ideal para ficar o dia todo. POÇO REDONDO, SERGIPE 82 8157 9617 CANGACOECOPARQUE.COM.BR

Engenho São Lourenço Pousada Trilha do Velho Chico À beira do rio e próxima do Centro Histórico de Piranhas, conta com quartos simples, porém equipados com televisão, arcondicionado, frigobar e Wi-Fi. R. DO CLUBE, CENTRO HISTÓRICO, PIRANHAS 82 3686 3188 POUSADATRILHADOVELHOCHICO.BLOGSPOT.COM.BR

COMO IR s era diverso A Azul op tir ar p a ó Macei as voos para o Campin m co es de cidad u, onde uç b ça ia P inhos e Recife – rota do Cam a começa a a fic o, ancisc a. de São Fr al alagoan it p ca a d 140km tem o ns fo A Já Paulo ara s diretas p frequência eiras -f as rt ua às q Salvador, ados. e aos sáb 40 03 1118 VO EA ZU L. CO

M .B R 40 03 1181

Maceió no Hotel Brisa Sete noites, fé, traslados ca m co Mar, a foz do Rio é at eio ss e pa , com tour co cis an Fr São almoço e o rc ba de INAS) SAÍDA EM 21

/5 (DE CAMP

a partir de

10x R$171,10 sem juros

096 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

FAROLDAFOZECOTURISMO.COM

79 99869 6482

Com sorte, o visitante consegue acompanhar o processo de moagem da cana-de-açúcar. No cardápio, chamam a atenção o peixe barão, a carne de sol e o sorvete de rapadura, também servido na versão frita. ROD. AL 145, KM 35, Nº 35, CHÁCARA SÃO LOURENÇO, ÁGUA BRANCA 82 9902 9468

Associação de Informantes de Turismo Pedagógico de Penedo O grupo organiza tours temáticos na cidade, sempre com recursos lúdicos, como música ao vivo, caracterizações e pequenas encenações. 82 9414 4096

Candeeiros Ecotur Opera as trilhas do Mirante do Talhado, faz tours de barco e outras atividades na região do Cânion do Xingó. 82 8893 8920

Opará-Tur Entre os principiais produtos do receptivo de Piranhas estão o passeio ao Cânion do Xingó e a Rota do Cangaço. 82 8851 0635


D EST INOS | C A M I N H O S D O S Ã O F R A N C I S C O | F A Z E N D O A M A L A

r para O que leva

a rota

s do Caminhoci sco São Fran

1

2

3

8 4

5 6

Natureza sertaneja 098 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

7

COM ATRAÇÕES QUE SE ESPALHAM ENTRE ALAGOAS E SERGIPE, A ROTA CAMINHOS DO SÃO FRANCISCO REÚNE TRADIÇÃO, BELAS PAISAGENS E MUITA HISTÓRIA. OPTE POR ROUPAS LEVES E CONFORTÁVEIS PARA CURTIR CADA MOMENTO DA VIAGEM Edição THAIS LUTTI

Produção NATHALÍ ISQUIERDO Foto JULIA RODRIGUES


1

Chapéu C&A. R$49,99 CEA.COM.BR

2 Shorts de renda Martha Medeiros. R$1.980 MARTHAMEDEIROS.COM.BR

3 Cropped Nephew. R$59,99 NEPHEW.COM.BR

4 Biquíni Empress Brasil: Top. R$138 Calcinha. R$163 EMPRESSBRASIL.COM

5 Bolsa de palha Brenda Lee para Passarela. R$149,99 PASSARELA.COM.BR

9

6 Kit de produtos Benefit: Protetor solar FPS 4. R$160 Tônico facial. R$149 Creme antiolheiras. R$169 Hidratante facial. R$209 SEPHORA.COM.BR

7 Sandálias Melissa. R$160

10

MELISSA.COM.BR

8 Camiseta jeans Colcci. R$211 COLCCI.COM.BR

9 Colar Olha que Linda. R$53 OLHAQUELINDA.COM.BR

10 Saída de praia Mos Beachwear. R$596 MOSBEACHWEAR.COM.BR

11 Brincos de renda Lokalwear. R$410 LOKALWEAR.COM

11

12

12 Óculos Absurda. R$199 ABSURDA.COM

AGRADECIMENTO: CABIDES UTILPL AST – UTILPL AST.COM.BR

099


D EST INOS | T U R I S M O S O L I D Á R I O

Exército

DO BEM Além de iniciativas que combatem a pobreza no Brasil, a ActionAid mantém um importante projeto de turismo solidário: o Mão na Massa leva doadores para conhecerem a fundo as comunidades beneficiadas pela organização Por BRUNA TIUSSU Fotos FÁBIO ERDOS

100 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6


Na página anterior, doadores, indígenas xakriabás, funcionários da ActionAid e do CAA/NM reunidos na aldeia visitada. Nesta página, crianças beneficiadas pelas organizações e Ilário, líder da comunidade

O

grupo de 11 pessoas era composto por gente dos ma i s variados lugares: Bra sí l ia , R io de Janeiro, São Paulo, Nata l, Sergipe e Minas Gerais. As idades, também distintas, iam da faixa dos 30 a dos 70 anos. Havia aposentado, médica, advogado, farmacêutica e funcionário público. Alguns com muitos quilômetros rodados pelo mundo e pelo Brasil, outros nem tanto. Apesar das diferenças – e do fato de não se conhecerem –, estavam ali reunidos, em Januária, no Norte de Minas Gerais, por acreditarem em um sentimento comum: o da solidariedade.

Longe de ser um ponto turístico concorrido, a cidade foi o destino escolhido pela ONG ActionAid para acolher os bravos integrantes do projeto Mão na Massa 2015. Em sua sexta edição, a iniciativa nasceu da necessidade de aproximar doadores e beneficiados. Ou seja, ao embarcar nessa aventura, quem apoia a organização vê de perto onde e como seu dinheiro está sendo investido, conhece uma das comunidades que ela ajuda e exerce, agora de maneira um tanto braçal, ainda mais a sua solidariedade – o nome do programa não é em vão: o roteiro inclui ações como o auxílio em hortas e plantações, além de mutirões para a construção de casas no povoado visitado.

Para atuar na região de Januária, a ActionAid mantém uma parceria há dez anos com o Centro de Agricultura Alternativa do Norte de Minas (CAA/NM) que, por sua vez, soma três décadas de trabalho ali. Juntos eles auxiliam famílias do semiárido em quatro frentes principais: segurança alimentar, inserção das mulheres na produção, direito à terra e direito à educação. Entre as comunidades atendidas pelas organizações está a do povo indígena Xakriabá, eleita para receber – e para colocar para trabalhar – os 11 integrantes do Mão na Massa. Localizada a uma hora de carro de Januária, a aldeia visitada tem 205 famílias e muitas, muitas crianças. Com o típico sorriso tímido, elas deram as boas-vindas ao grupo mostrando suas danças tradicionais, para então passar a palavra a Ilário, o líder local: “Mesmo antes de conhecê-los, já tínhamos uma gratidão enorme por vocês. É bom saber que tem gente preocupada com uma causa maior. Nosso planeta está chorando”, disse ele, antes de começar um tour contemplando os avanços conquistados graças à ajuda das organizações. 101


D EST INOS | T U R I S M O S O L I D Á R I O

REDE SOLIDÁRIA Fundada em 1972 e com sede na África do Sul, a ActionAid está presente no Brasil desde 1999. Possui 26 projetos em exercício atualmente, financiados por 26 mil doadores brasileiros e que beneficiam 300 mil pessoas em 13 estados do País. Seu foco principal são povos que vivem em extrema pobreza, as quais auxilia a partir de iniciativas que visam melhorar as condições de saúde e alimentação, aprimorar a geração de renda, auxiliar na agricultura e na educação das crianças, a fim de que elas assumam o papel de líderes de suas comunidades. Realizado anualmente, o projeto Mão na Massa leva doadores (e não doadores, que também são bem-vindos) às regiões assistidas pela organização. A edição 2016 do projeto está prevista para ser realizada no segundo semestre. 0300 789 8525 ACTIONAID.ORG.BR

A casa de medicina é hoje um dos espaços mais bem estruturados da aldeia. É ali que os indígenas produzem remédios a partir de sementes, flores e frutos, como a tintura de jatobá, ideal para cicatrização; o xarope de eucalipto, indicado para tosse e coriza; e o laxante natural de linhaça. Outra frente assistida é a escola da aldeia, que desde 1996 oferece uma educação contextualizada, que insere princípios da cultura xakriabá nos estudos. A ActionAid e o CAA/NM também atuam neste ensino: elas desenvolvem o projeto Enlaçando Experiências, com atividades que fortalecem ainda mais a tradição local, de modo que os alunos cresçam com vontade de ali permanecer e prosperar. Após essa etapa mais contemplativa era hora de colocar a mão na massa. Ao chegar ao espaço multiúso da aldeia o grupo partiu para suas duas missões. 102 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6


Na página anterior, acima, xakriabás durante uma demonstração cultural; e, abaixo o grupo construindo uma passarela no espaço multiúso da aldeia. Nesta página, ao lado, visitantes e moradores abastecendo a casa de sementes; abaixo, à esquerda, técnica de debulhar o milho; e, à direita, entrada da Caverna do Janelão, no Parque Nacional Cavernas do Peruaçu

Primeiro tiveram de concluir a construção de uma passarela que ligaria o pátio aos banheiros. Carriolas, cascalhos, pás, enxadas e força de vontade foram a receita para vencerem o compromisso. Depois o desafio foi organizar a casa da semente, uma espécie de banco utilizado por toda a comunidade para aprimorar suas plantações. Enquanto uns debulhavam o milho, outros os selecionavam e os embalavam. Após algumas horas, calos nas mãos, muito suor e uma parede com prateleiras totalmente ocupadas por sementes. Ao final da tarefa, Rosana Gigo, de Sumaré, São Paulo, não havia perdido a elegância, apesar do cansaço. “Quem diria que eu viria até o Norte de Minas debulhar milho? Foi uma experiência bem legal e diferente. O povo é muito simpático”, disse ela, que colabora

ATRATIVOS REGIONAIS

com a ActionAid há dois anos e fez sua estreia no Mão na Massa. Rose Aquino Silva, por sua vez, completava sua terceira participação no projeto. A carioca, moradora de Brasília, estava de férias, poderia ter escolhido viajar para qualquer parte do mundo, mas preferiu embarcar em mais uma edição da iniciativa. “Eu gosto desse tipo de turismo, de conhecer uma cultura mais a fundo. E até acho as tarefas propostas um pouco light. Eu poderia colocar mais a mão na massa fácil, fácil.” Taí a dica para a próxima saída do projeto.

O Mão na Massa também contempla atividades de lazer. O roteiro da edição 2015 incluiu a visita ao Parque Nacional Cavernas do Peruaçu, a 15km de Januária. O local possui 190 cavernas catalogadas – seis delas visitáveis – e 80 sítios arqueológicos. O ponto alto é a Caverna do Janelão, que exibe até uma claraboia natural no seu teto. Depois, o grupo percorreu parte do Circuito da Cachaça da cidade, que inclui engenhos novos e antigos, como o de Seu Zé Marinho, com 102 anos de produção. Há degustações e a chance de garantir ali sua garrafa.

103


D EST INOS | C H A P A D A D I A M A N T I N A

CAVALGADA

entre belezas baianas FOTO: JULIO OLIVEIRA /DIV.

No dia 28 de maio, amantes do cavalo da raça mangalarga marchador se reúnem na Chapada Diamantina e encaram um roteiro de 30 quilômetros que passa por montanhas, cânions e cachoeiras

COMO IR única A Azul é a a a que oper re aé sa re emp e r o d Salva voos entre a de entrada ort Lençóis, p tina. a Diaman da Chapad s são ncia As frequê ras quartas -fei diretas, às s o ad b e aos sá

Um dos pontos da Chapada Diamantina, local escolhido para a cavalgada Caminhos do Marchador

40 03 1118 VO EA ZU L. CO

C

onhecida por sua grande quantidade de cachoeiras, grutas, poços, rios, trilhas e cidadezinhas pitorescas, a Chapada Diamantina será palco de uma atividade diferente no dia 28 de maio. A Cavalgada Caminhos do Marchador reunirá amantes de cavalos da raça mangalarga marchador em um roteiro de 30 quilômetros por algumas das melhores atrações do destino baiano, como o Morro do Camelo e o Morro do Pai Inácio. O passeio é aberto a qualquer interessado. Ao final da atividade, os

104 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

participantes receberão medalhas da Associação Brasileira dos Criadores de Cavalo Mangalarga Marchador e os animais serão avaliados por árbitros. “Estamos em um dos lugares mais pitorescos da Bahia, talvez do Brasil. Essa é a chance de conhecê-lo de um jeito diferente”, afirma Calvert de Lima Barros, presidente do núcleo da associação da Chapada Diamantina. O mangalarga marchador foi trazido para o Brasil pelos portugueses das ilhas da Madeira e Canárias. Devido ao seu andar marchado – a maioria dos cavalos do mundo é de

M .B R

trote –, é ideal para lazer e cavalgadas de longa distância, além de suportar viagens e transpor obstáculos facilmente. Conhecido também por ser um animal dócil, pode ser montado por diferentes tipos de cavaleiros, inclusive crianças e idosos. A associação mantém um calendário de cavalgadas no Brasil inteiro. Antes mesmo da Chapada Diamantina estão previstos passeios na região do Cariri (17 de abril), na Paraíba, e na mineira Mercês (de 21 a 23 de abril). 31 3379 6146

ABCCMM.ORG.BR


DEST INOS | E U F U I

Miami P E L A A P R E S E N TA D O R A

Chris Flores

FOTO: RICARDO CORRÊA /DIV.

Apesar da maioria dos viajantes associarem a cidade a compras, a minha Miami é descolada e cultural. O destino da Flórida tão querido dos brasileiros tem ótimos museus e outros endereços artísticos, além de restaurantes e praias a serem explorados em roteiros que não passam necessariamente por shopping centers ou outlets. A cada visita eu descubro novas atrações que casam perfeitamente com o estilo da viagem que estou fazendo. Já estive lá várias vezes, nas mais diversas situações: com a família, sozinha, a passeio e a trabalho. De qualquer forma, sempre procuro aproveitar ao máximo o que a cidade oferece. Um costume que tenho é visitar o site do governo local antes de embarcar. Nele eu consulto o calendário de eventos para então montar uma programaçãozinha para os dias que estarei por lá. Sempre há uma feira, um festival ou um show que vale a pena correr atrás de ingressos. Também gosto de fazer tudo o que for possível a pé. Esta é minha principal dica para quem está planejando uma primeira viagem a Miami. A cidade tem uma linda orla, segura e limpa. Ideal para caminhadas – ou pedaladas –, um passeio que permite apreciar a bela arquitetura local.

Uma outra Miami NADA DE PERCORRER LOJAS E OUTLETS. ACOSTUMADA A VISITAR A CIDADE DA FLÓRIDA A PASSEIO E A TRABALHO, A APRESENTADORA CHRIS FLORES CONTA QUE GOSTA MESMO É DOS MUSEUS, DAS GALERIAS DE ARTE E DOS RESTAURANTES QUE O DESTINO OFERECE Em depoimento a LUIZA VIEIRA


D ES T INOS | E U F U I

Confira as dicas de Chris Flores para curtir o melhor de Miami:

1 Versailles Restaurant 3555 SOUTHWEST 8TH ST., MIAMI

1 305 444 0240 VERSAILLESRESTAURANT.COM

2 The Biltmore Hotel O Gigi tem decoração simples, mas é moderninho e interessante. Os pratos são maravilhosos, especialmente as variações de noodles e os que levam carnes, e há várias cervejas de estilos diferentes. Outro ponto a favor é o preço, bem acessível.

1200 ANASTASIA AVE., CORAL GABLES

1 855 311 6903 BILTMOREHOTEL.COM

3 Wynwood Arts District NW 25TH ST., MIAMI

WYNWOODMIAMI.COM

4 Gigi 3470 NORTH MIAMI AVE., MIAMI

3

4

1 305 573 1520 GIGINOW.COM

5 Joey’s

5

2506 NW 2ND AVE., WYNWOOD DISTRICT, MIAMI

1 305 438 0488 JOEYSWYNWOOD.COM

6 Pérez Art Museum Miami 1103 BISCAYNE BLVD., MIAMI

1 305 375 3000 PAMM.ORG

7 Vizcaya Museum & Gardens 3251 SOUTH MIAMI AVE., MIAMI

1 305 250 9133 VIZCAYA.ORG

A comunidade cubana é muito presente em Miami e isso fica claro no bairro Little Havana. Um bom exemplar da culinária tradicional do país dos Castros é o Versailles. O restaurante é simples, divertido e tem várias porções para compartilhar.

Cidadezinha ao Sul de Miami – mas que a maioria das pessoas considera como um de seus bairros –, Coral Gables é a casa do Biltmore, hotel que serve um delicioso brunch aos domingos, na beira da piscina. Uma dica é fazer um tour caprichado pelo prédio da hospedagem, de 1926, que abrigou um hospital durante a 2ª Guerra Mundial.

108 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

Próximo às famosas Wynwood Walls, este restaurante é um bom exemplo de cozinha italiana moderna – os muros grafitados, a propósito, ajudam no clima descontraído. Os pratos são muito bem servidos e com preços nada exagerados. Uma sugestão é o nhoque, com três opções de molhos a sua escolha.

6

Referência em arte latino-americana, o museu fica na agradável baía de Biscayne. Além de seu rico acervo, o Pérez recebe ótimas exposições e ainda possui o restaurante Verde, com boas opções gastronômicas e uma bela panorâmica da área.

1

2

Muros grafitados, muitas lojas de designers locais e arte para todo canto! Bater perna no Wynwood District é uma experiência incrível, que deve estar no roteiro de qualquer viajante. Gosto de ir para almoçar, passear à tarde e me estender por ali até o jantar.

7 Poucos brasileiros vão a este museu, o que é uma pena. Instalado em uma mansão construída nos anos 1910, exibe em seu interior o mobiliário original, de quando funcionava como casa de férias de uma família da elite norte-americana. Do lado de fora são os jardins bem cuidados que chamam a atenção.


COMO IR para A Azul leva você hia opera Miami. A compan etos com voos diários e dir o de ort rop Ae do ída sa s) para ina mp (Ca os Viracop i iam /M ale Fort Lauderd 400 3 1118 VOE AZU L.C OM .BR 4003 1181

Miami Cinco noites no Hotel ch, Thompson Miami Bea com café SAÍDA EM 1/6 (DE CAM

PINAS)

a partir de

10x R$252,90

ILUSTRAÇÃO: JOÃO L AURO FONTE

sem juros

109


112 Denise Fraga A atriz volta ao cinema em nova comédia romântica

120 Estrela Como Carlos Tilkian conseguiu reinventar a marca de brinquedos

FOTOS: FE PINHEIRO (DENISE FRAGA); GUI GOMES (CARLOS TILKIAN)

emfoco

112

126 Wine A empresa que nasceu para descomplicar o universo do vinho

120


E M FOCO | D E N I S E F R A G A

Em defesa do

HUMOR Convicta do poder da comédia, Denise Fraga aposta em projetos em que o sarcasmo e a ironia têm espaço de destaque. Além de interpretar um divertido Galileu Galilei no teatro, a atriz entra em cartaz neste mês com o filme De Onde Eu Te Vejo, que faz rir, mas também emociona Por BRUNA TIUSSU Fotos FE PINHEIRO

112 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6


E M FOCO | D E N I S E F R A G A

D

enise Fraga é um bom exemplo de carioca que aprendeu a amar São Paulo. Um caso mais raro do que usual, mas que existe por aí. Desde 1992 instalada na maior metrópole do Brasil, a atriz deixou o Rio de Janeiro por conta da profissão e não demorou a se apaixonar pela “capital cinzenta”. O trabalho ajudou um bocado. Os paulistanos transformados em amigos também. O colega elevado ao patamar de marido, idem. Assim como alguns cantinhos da cidade, que ganharam cara de lar. Passados mais de 20 anos de cumplicidade, Denise agora protagoniza uma bela homenagem cinematográfica ao destino que a acolheu. De Onde Eu Te Vejo, filme com estreia marcada para o dia 7 deste mês, é quase uma comédia romântica a três: além do casal principal, existe São Paulo. Não como um mero cenário, mas como uma personagem da história. Esse é mais um trabalho fruto da parceria entre a atriz e o diretor Luiz Villaça, seu companheiro de vida e de ofício – e outro admirador fervoroso de São Paulo. “O Luiz é muito paulistano. Eu me apaixonei pela cidade pouco antes de ele aparecer, não foi só seu mérito. Mas certamente ele tem grande parcela nisso”, conta Denise, que o conheceu em meados de 1995 e, cinco anos depois, seria por ele dirigida na TV em Retrato Falado, quadro do Fantástico que a consagrou como uma atriz de humor refinado. Foi justamente a experiência no programa da Globo, no qual contava histórias reais em tom de comédia, que fez com que ela se tornasse uma especialista no assunto. De Onde Eu Te Vejo não foge à regra, é também recheado de cenas engraçadas. No filme, ela vive a inquieta e mística Ana Lúcia, arquiteta que decide se separar de Fábio (Domingos Montagner), com quem está casada há 20 anos. Depois de ele se instalar num apartamento no prédio vizinho, os dois passam a se observar verdadeiramente. Direcionam um novo olhar para o relacionamento e notam mudanças curiosas em suas personalidades, calcadas numa metrópole também em constante mutação.

114 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

N oansdo ansod iaosdn oiasnd oiasndio ansoid naosid noaisdn oiasndoi ansiod naoisdn oiasnd oiansdoi nasoi

Denise Fraga posa para fotos na Leica Gallery, em Higienópolis, bairro paulistano em que ela mora


ST YLING: THAIS LUT TI; PRODUÇÃO DE MODA: NATHALÍ ISQUIERDO; MAQUIAGEM: MEL FREESE; AGRADECIMENTO: LEICA GALLERY (LEICAGALLERYSP.COM.BR)

115


LOOK 1: BLUSA FORUM; LOOK 2: VESTIDO ADRIANA BARRA E SAPATOS JORGE ALEX; LOOK 3: MACACÃO UMA, BRINCOS ROMMANEL E COL AR ELEONORA HSIUNG

E M FOCO | D E N I S E F R A G A

116 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6


FOTOS: ALEX ANDRE ERMEL /DIV. (DE ONDE EU TE VEJO); JOÃO CALDAS/DIV. (GALILEU GALILEI)

Ao lado e abaixo, cenas do filme De Onde Eu Te Vejo, no qual Denise contracena com o ator Domingos Montagner; à direita, a atriz no papel de Galileu Galilei

No estilo a arte imita a vida (ou quase, Denise e Luiz nunca se separaram), o longa, produzido pela BossaNovaFilms, foi rodado em Higienópolis, bairro onde eles moram, e traz muito de suas referências emocionais. Também estão lá as antigas cantinas do Bixiga e os cinemas de rua, que tristemente deram lugar a grandes empreendimentos imobiliários, o vaivém da Avenida Paulista e episódios fofinhos e cômicos de um casal que acabou de encontrar seu lugar na cidade. Para a atriz, o filme é o que classifica de comédia sentimental. “Ele tem estrutura de comédia romântica, mas vai além. Você dá risada, acha graça, mas se emociona. Ele faz um paralelo com a maneira com que cada um constrói sua história”, explica. A fácil identificação do público é mérito do casal protagonista: de classe média e excepcionalmente normal. Alcançar esse objetivo foi motivo de felicidade para Denise e Domingos, que nunca haviam trabalhado juntos. “Contracenar com ela é uma autêntica vivência de generosidade. Denise pratica em cena o que acredito ser um

AO COLOCAR IRONIA NA HISTÓRIA VOCÊ CHAMA A INTELIGÊNCIA. PORQUE UMA PESSOA SÓ RI DAQUILO QUE COMPREENDE”

dos grandes pilares da atuação: estar concentrado para que seu parceiro faça o trabalho da melhor forma possível”, elogia o ator. Além dessa parceria, o filme proporcionou à atriz dividir o set com grandes nomes da dramaturgia brasileira, como Juca de Oliveira, Fúlvio Stefanini e Laura Cardoso, que fazem participações especiais. “Especiais é pouco. Quando você vê esses caras no cinema, você fala: ‘Nossa!’ Eles têm uma impostação de voz muito natural. São atores em extinção, de uma escola que já passou”, analisa.

Se no cinema a atriz encarna Ana Lúcia, no teatro ela vive o ilustre Galileu Galilei. Depois da primeira temporada de sucesso, em 2015, o espetáculo homônimo voltou à programação do Teatro Tuca, na capital paulista, e segue lotando os quase 700 assentos do espaço – fica em cartaz até o dia 10 deste mês. A ideia de montar o texto de Bertolt Brecht foi da própria Denise, enaltecendo sua postura de defensora do humor. “Brecht dizia: divertir para comunicar. Eu me identifico profundamente com isso. Ao colocar ironia na história você chama a inteligência. Porque uma pessoa só ri daquilo que compreende”, afirma. Na pele do cientista italiano ela abusa do deboche e do sarcasmo para jogar no colo da plateia reflexões para levar para casa. “A peça fala de esperança e eu queria passar essa mensagem. Galileu nos faz pensar sobre o quanto abdicamos de projetos autorais simplesmente para sobreviver em sociedade. É algo muito propício para os dias de hoje, para o vazio do momento.” 117


E M FOCO | D E N I S E F R A G A

Em sentido horário, Denise na série 3 Teresas, do GNT; com Marco Nanini e Diogo Vilela, no filme O Auto da Compadecida (2000); em Barriga de Aluguel (1990); e interpretando um dos cômicos personagens de Retrato Falado (2000)

ZOOM Astro hollywoodiano Denise aponta Leonardo DiCaprio como um dos grandes nomes do cinema internacional. Ela destaca sua atuação em Django Livre (2012) e em O Lobo de Wall Street (2013) – ainda não havia assistido a O Regresso. “Fiquei muito feliz de ele ter ganhado o Oscar. Ele é o típico caso de ator roubado pela beleza. Mas é incrivelmente superior ao seu rostinho bonito”

Outro viés

118 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

mesma cena 30 vezes e de repente se dar conta: ‘É isso! Como não tinha sacado antes?’ É o que eu chamo de milagre da repetição.” Há 12 anos a atriz provou também de outra vertente artística: a literária. Começou escrevendo uma coluna sobre maternidade na revista Crescer, que mantém até hoje. Mais tarde, em 2002, topou o desafio de contar as histórias das personagens de Retrato Falado em um livro, e, cinco anos atrás, veio o convite para assinar um espaço quinzenal na Revista da Folha. “Quando a Folha de S.Paulo me procurou, eu recusei. Bateu um medo. Mas disseram que eu poderia falar sobre o que eu quisesse, então fiquei animada”, conta ela, que busca inspiração bancando a flâneur nas ruas de São Paulo. Assuntos como a passagem do tempo, a intromissão do WhatsApp em nossas vidas e a proliferação de pet shops em Higienópolis já foram temas de seus textos. Sempre tratados com o humor preciso e sagaz que é sua marca.

Entre parceiros Seu mais recente trabalho na televisão foi na série 3 Teresas, do GNT, também dirigida por Luiz Villaça e que fala sobre a convivência de três mulheres de gerações diferentes. Manoela Aliperti, intérprete de sua filha na série, também é Manu, sua filha no novo longa

Prole Uma das músicas de De Onde Eu Te Vejo é de Pedro, filho caçula de Denise e Luiz. O adolescente, de 16 anos, toca instrumentos, compõe e pensa em prestar vestibular para cinema. Já Nino, de 18 anos, ainda não sabe exatamente qual caminho seguir. Uma de suas opções é estudar marketing esportivo

FOTOS: THIAGO REGIS/GNT/DIV. (3 TERESAS); T V GLOBO/DIV.

Esse é o segundo texto do dramaturgo alemão sobre o qual ela se debruça. O primeiro foi A Alma Boa de Setsuan, outra comédia de fundo reflexivo, montada em 2008 e aclamadíssima. A partir de então Denise estudou a obra de Brecht a fundo, a ponto de ter de se controlar para não trabalhar apenas seus textos. “Outra característica que eu gosto muito é que Brecht não dita nada, ele deixa você em movimento. E fala do poder transformador do teatro, algo em que eu acredito antes mesmo de conhecê-lo.” Denise também crê no poder da arte cênica para o desenvolvimento de um ator. Ainda que tenha construído uma carreia plural ao longo de mais de 20 anos, que inclui novelas, como Barriga de Aluguel (1990), o programa TV Pirata (1988) e filmes, como Por Trás do Pano (1999) e O Auto da Compadecida (2000), é no palco que ela sente o crescimento profissional acontecer. “Eu adoro fazer projetos múltiplos, mas eu preciso fazer teatro. É onde existe o jogo do erro e do acerto, onde há a chance de fazer uma

Em 2011 a atriz encarou um dramalhão na telona. Em Hoje, filme de Tatá Amaral, ela interpreta uma ex-militante que se muda para um novo apartamento e relembra episódios vividos durante a ditadura. “Foi a personagem mais complexa que já fiz. Eram muitos sentimentos envolvidos numa só pessoa”, explica ela, que ganhou o prêmio de melhor atriz no Festival de Brasília por conta do papel


universal.tv.br

universalchannelbrasil

@canaluniversal

UM BOM E UM MAU POLICIAL, ÀS VEZES, SÃO A MESMA PESSOA.

Dividida entre o papel de mãe e de detetive do FBI, Harlee Santos (Jennifer Lopez) enfrenta o dilema de cumprir a lei e colocar em risco a lealdade a seus colegas policiais. Um drama policial com Jennifer Lopez, Ray Liotta e o dire tor e produtor executivo vencedor do Oscar Barry Lev in s o n.

TODA QUINTA, 22H. ESTREIA HOJE.

CONSULTE A SUA OPERADORA Consulte sua operadora deDETVTV porPOR assinatura. ASSINATURA.


E M FOCO | E S T R E L A

120 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6


Brincadeira

DURADOURA Com quase 80 anos de trajetória, a Estrela aposta na produção diversificada e na incorporação tecnológica para seguir à frente no mercado brasileiro de brinquedos. Sem temer as mudanças do mundo, seu presidente, Carlos Tilkian, reorganizou a empresa e recuperou o prestígio da marca Por WAGNER MACHADO Fotos GUI GOMES

P

rovavelmente você já teve um ou muitos brinquedos da Estrela. Afinal, quem nunca criou histórias com a boneca Susi, jogou Banco Imobiliário ou esteve no comando da locomotiva do Ferrorama? A marca é responsável por estes e outros produtos que têm lugar privilegiado no imaginário de muitas gerações – Detetive, Jogo da Vida, Autorama, Cara a Cara, Pula Pirata, Aquaplay e Genius também fazem parte de seu portfolio. Sinônimo de diversão há quase 80 anos, a Estrela nasceu em 1937, em uma pequena fábrica no Belenzinho, bairro da Zona Leste de São Paulo. Da primeira boneca,

costurada à mão, até o seu lançamento mais recente, o Aquaplay Procurando Dory, a empresa desenhou uma trajetória que se confunde com a própria história do Brasil. Hoje, além dos clássicos, a Estrela é dona de algumas das novidades de mais sucesso do mercado, como as pelúcias da linha Tsun Tsun e a boneca Luna. Mas o que nem todos sabem é que no início dos anos 1990 ela enfrentou uma forte crise e temia-se até mesmo o encerramento de suas atividades. Com o governo Collor e seu processo de abertura às importações, a indústria brasileira de repente se viu competindo com uma enxurrada de produtos trazidos da China e vendidos a preços baixos – e qualidade, idem. 121


E M FOCO | E S T R E L A

Foi aí que Carlos Tilkian, 62 anos, então executivo da casa, comprou as ações de Mario Arthur Adler, filho do fundador, e pôs em marcha um corajoso plano para reerguê-la. “Quando surgiu a oportunidade de presidir uma companhia que marcou muitas gerações, acreditei na chance de realizar um sonho”, conta. Formado em administração na Fundação Getulio Vargas, o paulistano filho de armênios fez carreira na Gessy Lever (atual Unilever) e transferiu-se para a marca de brinquedos no início da década de 90. Justamente quando pôde encabeçar a reestruturação da maior referência em entretenimento infantil do Brasil. Para aumentar a competitividade e salvar a empresa da bancarrota, Tilkian elaborou um plano de sobrevivência focado na área comercial, e não tanto na industrial. À época, a Estrela fabricava a totalidade de seus produtos – não à toa, seu nome completo é Manufatura de Brinquedos Estrela. Ao diagnosticar que seus grandes ativos eram a marca, o conhecimento do mercado e a capacidade de distribuição, o executivo colocou em prática a máxima que diz: se você não pode vencer o inimigo é melhor aliar-se a ele. E apostou em um esquema diversificado de produção, em que parte da fabricação é própria e parte importada. A China, então, passou de risco estratégico a vantagem competitiva.

Nesta página, Carlos Tilkian brinca com o Banco Imobilário. Na página ao lado, ele exibe os bonecos de pelúcia da linha Tsun Tsun

Autorama “Foi o brinquedo que mais marcou a minha infância”

122 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

Meu Bebê

Susi

“Tenho um carinho especial por nossa linha de bonecas, principalmente esta, que é um instrumento de realização da experiência da maternidade”

“Não está mais no mercado, mas voltará em uma homenagem aos anos 1980. Foi a primeira fashion doll do País. Gosto dela porque tem o perfil físico da mulher brasileira”

Faz de Verdade Banco Imobiliário “É maravilhoso! Joguei muito e ainda hoje gosto de jogar”

“Acredito que seja uma forma de estimular a criança a desenvolver aptidões, como a culinária”

IMAGENS: REPRODUÇÃO

OS BRINQUEDOS PREFERIDOS DO PRESIDENTE DA ESTRELA


Atento às transformações tecnológicas, Tilkian também não se intimidou diante das mudanças pelas quais o mundo passou nas últimas décadas. “Temos a capacidade de ler e incorporar o que faz parte do novo ambiente da criança, sem abrir mão dos produtos tradicionais”, avalia. Alguns de seus principais brinquedos passaram por mais de uma repaginação ao longo dos anos, caso do Autorama e do Banco Imobiliário. Este último aposentou as cédulas de papel e agora opera com uma máquina de cartão de débito e crédito. “Só essa mexida fez com que o jogo, com 40 anos de existência, fosse o mais vendido de 2012”, festeja o executivo. Neste ano, a empresa decidiu investir em aplicativos integrados a jogos, como o próprio Banco Imobiliário e o Detetive, outro clássico que atualmente conta com versão em 3D. As redes sociais, é claro, também não escaparam à estratégia de modernização. O Cara

a Cara ganhou um aplicativo no Facebook que permite o usuário substituir os rostos de personagens genéricos pelas fotos de perfis de seus amigos. O exemplo mais marcante, no entanto, é o Ferrorama. Fora de linha havia muitos anos, era objeto de culto de saudosistas que pediam a volta do trenzinho quase diariamente. A Estrela então lançou um desafio aos fãs: fazer o Ferrorama percorrer os últimos 20 quilômetros do Caminho de Santiago de Compostela, famosa rota de peregrinação na Espanha. “Demos 100 metros de pista e dois vagões. O grupo armava a pista, o trenzinho passava, eles desmontavam e saíam correndo para colocar lá na frente. Tudo foi transmitido ao vivo em redes sociais”, conta Tilkian, orgulhoso. “A locomotiva chegou à Catedral de Santiago, nós cumprimos a promessa e relançamos o brinquedo. Isso nos rendeu um Leão de Ouro no Festival de Publicidade de Cannes”, comemora.

10 milhões

de unidades do Banco Imobiliário já foram comercializadas. Ele é o item mais vendido na história da Estrela

R$

250milhões

foi o faturamento da empresa em 2014, divulgado em seu último balanço

2 mil é o número de funcionários nos períodos de pico de produção

123


E M FOCO | E S T R E L A

Alguns dos brinquedos icônicos da Estrela: em sentido horário, Pula Pirata, Ferrorama, Banco Imobiliário e Genius

ZOOM Preço x qualidade Quando a Estrela deixou de fabricar 100% dos produtos e passou a importar uma parte da China teve o desafio de garantir as características de seus brinquedos. “A gente negociava e os chineses baixavam o valor. Mas víamos que, à medida que diminuíam o custo, mudavam a estrutura do produto. É um aprendizado. Hoje fazemos inspeção antes do embarque para garantir o padrão”, conta

Conscientização Por meio de ações da Polícia Federal, da Receita Federal e da Abrinq, os produtos importados de preço baixo e péssima qualidade não têm mais tanta facilidade para entrar no Brasil. “O desafio é fazer o consumidor entender que é melhor dar menor quantidade de brinquedo a seu filho e privilegiar a qualidade. Para não afetar sua segurança e sua saúde”, avalia o empresário

A diversificação do catálogo, sempre atenta não apenas às tendências de comportamento infantil, mas também à situação econômica do País, é mais uma estratégia da companhia. Para 2016, ano de prognósticos econômicos pouco animadores, ela aumentou significativamente a oferta de produtos que custam até R$50. Mas reposicionar a empresa no mercado foi para Tilkian muito mais do que um case de sucesso, já que ele 124 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

cresceu brincando com a marca que viria a presidir. “Meu irmão e eu tínhamos um Autorama e, com as nossas mesadas, fomos comprando pistas adicionais. Até que convencemos meu pai a tirar o carro da garagem para montar uma superpista”, recorda. Manter a Estrela ativa significa para ele não apenas salvar a memória de sua própria infância, mas também ajudar a construir a das gerações futuras.

IMAGENS: REPRODUÇÃO

Questão de gênero Anos atrás era ponto pacífico: rosa era para meninas, azul, para meninos. Carrinhos, para eles, bonecas, para elas. Atualmente não é mais assim. “Houve uma mudança de comportamento. Por exemplo, temos uma linha de brinquedos para cozinhar de verdade que originalmente era voltada para meninas. Mas hoje desperta muito interesse em meninos”, diz


DICAS CAMPEÃS PARA O SEU EMBARQUE

• Antecipe o check-in (computador, celular ou tablet) • Se possível, informe sua necessidade à companhia • Solicite o atendimento prioritário • Chegue mais cedo ao aeroporto

CARLOS FARRENBERG Atleta com baixa visão

Medalhista mundial de natação O transporte aéreo é o meio mais eficiente para conectar pessoas com agilidade. Por isso, a ABEAR e o Comitê Paralímpico Brasileiro se uniram para aumentar a performance da acessibilidade no setor. Quem traz as dicas para tornar o avião ainda mais inclusivo são os próprios competidores, que acumulam muita experiência em viagens. Um verdadeiro trabalho de equipe no qual os passageiros são os que mais ganham. É O S E TO R A É R E O AVA N Ç A N D O E M AC E S S I B I L I DA D E .

VOLT.AG

ÃO M O T I VAÇ A E A O EM V IA DE QU C N SUPERAR Ê I S R O E M P A X V E , CO M A NHIAS V I AÇ ÃO . A A P A M N O E C D DA DA S E MOBILI D S O I F A OS DES


FOTOS: RAFAELL A REIS/DIV (RETRATO E WINEBOX); DIVULGAÇÃO

EM FOCO | M A D E I N B R A Z I L

O vinho é

para todos 126 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

COM A PROPOSTA DE DEMOCRATIZAR O CONSUMO DA BEBIDA, ROGÉRIO SALUME FUNDOU, EM 2008, A WINE, HOJE O TERCEIRO MAIOR E-COMMERCE DO SETOR NO MUNDO, COM DOIS MIL RÓTULOS EM SEU CATÁLOGO Por LUIZA VIEIRA


Na página anterior, o empreendedor Rogério Salume. Nesta página, a sede da empresa, na cidade capixaba de Serra, e uma das WineBox enviados aos sócios do ClubeW

Notas frutadas, alguma acidez no fim da boca, bem encorpado, talvez um toque de carvalho. As avaliações que permeiam uma degustação de vinhos sempre espantaram o baiano Rogério Salume, que teve de frequentar confrarias e ler muito sobre o assunto quando a loja em que trabalhava, na capital capixaba, do setor de secos e molhados (bacalhau, azeites, etc.), resolveu comercializar a bebida. “Isso foi antes dos anos 2000. Eu fiquei muito assustado com a frescura sobre aromas e texturas. Pensei: ‘rapaz, isso é muito complicado’”, lembra ele, achando graça. Porém, ao mesmo tempo que o intimidava, essa afetação toda ao redor da bebida serviu como impulso para o empreendedor querer driblar o cenário elitista e democratizar o hábito de se tomar uma taça de vinho. O clique aconteceu quando a tal loja na qual era funcionário fechou as portas. Ele tratou, então, de criar um site, em 2004, que reunia informações sobre vinhos. Também montou um pequeno estoque de garrafas em sua casa e começou a vendê-las para os leitores. O comércio se dava de forma curiosa: “O site tinha um botão ‘Quero Comprar’. A pessoa deixava seu telefone ali, eu ligava de volta e entregava o pedido a qualquer hora do dia”, explica Rogério, que não se lembra de quantas vezes teve de sair da cama de madrugada para um novo delivery.

7mil

pedidos, em média, são recebidos diariamente no e-commerce

300mil

clientes são ativos. Ou seja, compram no site com frequência

430

funcionários trabalham na empresa

Diante do aumento das vendas, o empresário partiu em 2008 para um projeto maior: a Wine, plataforma que não só comercializa vinhos pela internet como também defende que o melhor jeito de apreciar a bebida é o seu. “Quer tomar um tinto com sushi ou um branco com churrasco? Quer beber de canudinho? Que seja! O importante é ser feliz”, afirma ele. A proposta deu tão certo que hoje a empresa é considerada o terceiro maior e-commerce de vinhos do mundo. Atende a cerca de sete mil pedidos por dia de clientes que escolhem entre os dois mil rótulos disponíveis no catálogo, selecionados por uma equipe de seis profissionais: dois winehunters, que buscam o que há de novidade no mercado, e quatro sommeliers.

A primeira expansão da Wine deu-se em 2011 com a criação de um clube de assinaturas. Batizado de ClubeW, ele já soma 140 mil sócios que recebem em casa todo mês uma seleção de rótulos de acordo com o plano adquirido – há cinco opções, nas quais o cliente escolhe receber duas, quatro ou seis garrafas. Quatro anos depois veio o segundo grande crescimento: a empresa decidiu diversificar e apostou também no setor cervejeiro. Primeiro, comprou um clube de assinaturas que já fazia sucesso no País e, em 2015, oficializou a plataforma WBeer, e-commerce com cervejas do mundo todo, e o Clube WBeer, que entrega aos assinantes rótulos selecionados por um beerhunter. Empreendedor nato, Rogério já tem desenhado os próximos passos da marca. “Qual bom jantar, com ótimos vinhos e cervejas, não termina com um delicioso cafezinho?”, diz ele, justificando a compra, no ano passado, da Mocoffee, empresa suíça de máquinas e cápsulas de café. Neste caso, o plano vai além do comércio dos produtos Brasil afora: a ideia também é fabricar cápsulas em território nacional.

wine.com.br 127


130 Novidades Azul Viagens é a parceira oficial do Festival Folclórico de Parintins

133 Curtas Companhia estreia voos para Lages, em Santa Catarina

138 Experiência Azul

FOTO: DIVULGAÇÃO A ZUL

azuis

Dicas para tornar a sua viagem ainda mais agradável

130


AZUIS | N O V I D A D E S

Azul Viagens marca presença na festa dos bois PARCEIRA OFICIAL E EXCLUSIVA DO FESTIVAL DE PARINTINS, REALIZADO ENTRE 24 E 26 DE JUNHO, A OPERADORA DE TURISMO OFERECE PACOTES SOB MEDIDA PARA CURTIR O EVENTO. A COMPANHIA TAMBÉM DISPÕE DE VOOS EXTRAS PARA ATENDER À GRANDE DEMANDA DE PASSAGEIROS

A cidade de Parintins, no Amazonas, começa a ser pintada de vermelho e azul para seu grande festival folclórico, que neste ano conta com a parceria oficial da Azul Viagens. A operadora de turismo da companhia já colocou à venda pacotes formatados exclusivamente para atender aos viajantes que pretendem apreciar o evento, realizado entre os dias 24 e 26 de junho, e que tem como principal atração a disputa entre os lendários bois Garantido (vermelho) e Caprichoso (azul). Com saídas a partir da segunda quinzena de junho e tendo como origens cidades como Campinas e

Dançarinos do boi Caprichoso durante desfile no festival, no Bumbódromo de Parintins

Manaus, os pacotes incluem passagens de ida e volta, traslados, hospedagem e ingressos para o festival, em parceria com a Tucunaré Turismo, empresa com mais de 30 anos de experiência que dará o apoio local aos Clientes Azul. A companhia ainda oferece mais de 100 voos extras, entre os dias 18 e 29 de junho, para atender à grande procura prevista por conta do festival. Operadas entre Manaus e Parintins, além de uma ligação adicional entre Campinas e a capital manauara, as frequências serão realizadas com jatos Embraer 195, que possuem 118 assentos e são equipados com mais de 40 canais da TV SKY ao vivo e gratuita.

Desta forma, a empresa terá mais de dez mil assentos adicionais disponíveis no período do evento. "A forte presença da Azul em todas as regiões do Brasil, com voos para grandes centros urbanos e localidades menores, é uma excelente oportunidade para ampliar e tornar ainda mais conhecido o Festival de Parintins, que mostra um lado muito importante da cultura nacional. E a exclusividade da Azul Viagens é uma forma de potencializar a marca da operadora de turismo da companhia e explorá-la comercialmente", afirma Claudia Fernandes, diretora de Marketing e Comunicação da Azul.

40 03 1181

arintins

P s no Tropical Quatro noite ort com café, es or Ec s Manau ssos para o re ing e s l traslado ncada centra iba qu ar festival na S) SAÍDA EM 24

/6 (DE CAMPINA

a partir de

10x R$355

sem juros

você ao A Azul leva tins. Entre in ar P e Festival d nho, e 29 de ju 18 as di os ar ia vai oper nh pa m a co aus entre Man as tr ex voos de uma ém al s, tin e Parin entre adicional frequência s. au an M e Campinas 40 03 1118 VO EA ZU L. CO

130 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

M .B R

FOTO: NATHALIE BRASIL /SECOM/DIV.

COMO IR


Nova opção de pagamento de voos

FOTO: RODRIGO DE OLIVEIRA /DIV.

CLIENTES AZUL AGORA PODEM RESERVAR PASSAGENS NO SITE DA COMPANHIA E PAGÁ-LAS À VISTA EM MAIS DE 13 MIL CASAS LOTÉRICAS ESPALHADAS PELO BRASIL

A Azul apresenta mais uma comodidade aos seus Clientes: agora é possível emitir passagens no site da empresa e realizar o pagamento delas à vista em mais de 13 mil casas lotéricas da Caixa Econômica Federal instaladas em todos os destinos atendidos pela companhia no Brasil. A novidade é um serviço exclusivo da Azul, disponível para reservas realizadas com pelo menos três dias de antecedência da data do voo adquirido. Para utilizar o serviço é preciso selecionar a passagem desejada no site da empresa e, na página de pagamento, escolher a opção "Safety Pay/Lotérica", na aba "Boleto à Vista". Ao finalizar a etapa, uma nova tela vai ser aberta para o preenchimento dos dados pessoais para então gerar o número da transação que será utilizado no pagamento na

lotérica, que deve ser efetuado dentro de 24 horas. Os Clientes têm como opção pagar à vista em dinheiro ou com cartão de débito da Caixa Econômica Federal ou do Banco do Brasil. Contudo, nas compras acima de R$2 mil, o pagamento deve ser feito em uma agência da Caixa Econômica Federal. A confirmação da transação é feita em tempo real: o Cliente recebe em seu e-mail a sua reserva. Caso não haja pagamento, o cancelamento do pedido é feito automaticamente. "A novidade facilita e amplia as formas de pagamento oferecidas pela companhia que, desde a sua fundação, vem tornando cada vez mais democrático o acesso de milhões de pessoas ao transporte aéreo no País. A ação foi possível graças à parceia com a SafetyPay”, destaca Kleber Linhares, diretor de T.I. da Azul.

131


AZU I S | C U R T A S

Universo Azul DESCUBRA AQUI NOVIDADES E PROMOÇÕES DA EMPRESA PARA FACILITAR SUA VIAGEM

Em benefício do meio ambiente

FOTOS: OLUAP2512/ WIKIMEDIA COMMONS/CC BY-SA 3.0/DIV. ( VARGINHA); SANDRO SCHEUERMANN/DIV. (L AGES)

Azul mais forte em Santa Catarina No dia 18 de maio, a Azul dará início a operações em Lages, em Santa Catarina. A companhia vai oferecer um voo diário saindo da cidade com destino a Campinas/São Paulo (Viracopos), operado em turboélice ATR 72-600, com 70 assentos. O município será o sexto do Estado e ser servido pela Azul, que já atende Florianópolis, Criciúma, Chapecó, Joinville e Navegantes. “Além de ampliar a presença em Santa Catarina, a companhia espera ajudar a movimentar ainda mais a economia local e oferecer acesso a todas as regiões do País em uma malha aérea única entre as empresas nacionais”, afirma Marcelo Bento, diretor de Planejamento e Alianças da Azul. Ao desembarcar em Viracopos, os Clientes terão mais de 50 opções de conexões diretas para destinos brasileiros, além de Fort Lauderdale/Miami e Orlando, nos Estados Unidos.

Depois de Campinas (Viracopos) e Belo Horizonte (Confins) chegou a vez de São Paulo (Guarulhos) passar a participar do ReciclAzul, projeto exclusivo da companhia. A partir de agora, a empresa recolhe as embalagens de alumínio consumidas em voos que chegam ao aeroporto paulista e as destina para a reciclagem. A ação tem o apoio da GRU Airport, gestora do terminal, que recebe as latas em um contêiner e, posteriormente, encaminha-as a uma cooperativa da região. A bordo, os comissários anunciam o recolhimento das embalagens em sacos de lixo amarelos, de modo a diferenciá-los dos recipientes em que são depositados os demais resíduos. Em um ano e meio de atividade, o ReciclAzul já reuniu quatro toneladas de latas, e o valor obtido com sua reciclagem é direcionado para ações sociais.

Varginha volta a ser um destino Azul Importante cidade da região Sul de Minas Gerais, Varginha voltou a receber voos da Azul no mês passado – na manhã do dia 2 de março, o turboélice ATR 72-600 saiu de Belo Horizonte e pousou no aeroporto do município, onde foi recebido com o tradicional batismo com jatos d’água do Corpo de Bombeiros. A partir de então, a companhia passou a ofertar frequências às segundas, quartas e sextas-feiras com destino à cidade, que decolam da capital mineira às 9h17 e retornam às 10h45. A retomada da ligação só foi possível após a adequação do aeroporto local e a consolidação de Belo Horizonte (Confins) como hub da empresa. O terminal é o segundo maior centro de distribuição de voos da Azul, com mais de 900 frequências diárias – uma vez em Confins, Clientes que vêm de Varginha têm acesso a 55 destinos por meio de ligações simples ou duplas. 133


A ZUIS | L I N H A S D E Ô N I B U S

Transporte exclusivo CLIENTES AZUL CONTAM COM VÁRIOS ÔNIBUS EM SÃO PAULO QUE FACILITAM O ACESSO AOS AEROPORTOS. CONFIRA AS ROTAS E OS HORÁRIOS

FOTO: DIVULGAÇÃO AZUL

A Azul oferece ônibus executivos gratuitos, com Wi-Fi e ar-condicionado, em lugares estratégicos no Estado de São Paulo. Entre a capital paulista e o Aeroporto de Viracopos, em Campinas, a companhia opera linhas de 30 em 30 minutos. Para utilizar o serviço apresente seu cartão de embarque ou seu itinerário 15 minutos antes da partida do ônibus.

SÃO PAULO Campinas (Viracopos) Terminal Barra Funda (São Paulo-SP)

Shopping Tamboré (Alphaville) Shopping Eldorado (São Paulo-SP)

Sorocaba

Aeroporto de Congonhas (São Paulo-SP)

Aeroporto de Congonhas > Aeroporto de Viracopos > Aeroporto de Congonhas segunda a sexta

sábados

domingos

Congonhas > Viracopos

Viracopos > Congonhas

Congonhas > Viracopos

Viracopos > Congonhas

Congonhas > Viracopos

Viracopos > Congonhas

Saída

Chegada

Saída

Saída

Chegada

Saída

Saída

Chegada

Saída

4:00 5:00 6:00 7:00 8:00 9:00 10:00 11:00 12:00 13:00 14:00 15:00 16:00 17:00 18:00 19:00 20:00

5:30 6:30 7:30 8:30 9:30 10:30 11:30 12:30 13:30 14:30 15:30 16:30 17:30 18:30 19:30 20:30 21:30

5:45 6:45 7:45 8:45 9:45 10:45 11:45 13:45 14:45 15:45 16:45 17:45 18:45 19:45 20:45 21:45 22:45 23:45 0:45

4:00 5:30 6:30* 8:30* 10:30* 12:30* 15:00* 18:00 19:00*

5:30 7:00 8:00 10:00 12:00 14:00 16:30 19:30 20:30

6:15 8:15* 9:45 11:15* 12:15 13:15* 16:15* 17:15 19:15* 21:45 23:15*

4:30* 6:30 8:30* 10:00 12:00* 14:00 15:00* 16:00 18:30 19:30*

6:00 8:00 10:00 11:30 13:30 15:30 16:30 17:30 20:00 21:00

7:15 10:15 12:15* 13:45* 15:45* 17:15 19:15* 20:45 22:15* 23:15*

Chegada

7:15 8:15 9:15 10:15 11:15 12:15 13:15 15:15 16:15 17:15 18:15 19:15 20:15 21:15 22:15 23:15 0:15 1:15 2:15

Chegada

7:45 9:45 11:15 12:45 13:45 14:45 17:45 18:45 20:45 23:15 0:45

Chegada

8:45 11:45 13:45 15:15 17:15 18:45 20:45 22:15 23:45 0:45

*ônibus com parada no Shopping Eldorado 136 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6


Shopping Eldorado > Aeroporto de Viracopos > Shopping Eldorado segunda a sexta Shopping Eldorado > Viracopos

sábados

Viracopos > Shopping Eldorado

Shopping Eldorado > Viracopos

domingos

Viracopos > Shopping Eldorado

Shopping Eldorado > Viracopos

Viracopos > Shopping Eldorado

Saída

Chegada

Saída

Chegada

Saída

Chegada

Saída

Chegada

Saída

Chegada

Saída

Chegada

4:30 5:30 6:30 7:30 8:30 9:30 10:30 11:30 13:30 14:30 15:30 16:30 17:30 18:30 19:30 20:30

6:00 7:00 8:00 9:00 10:00 11:00 12:00 13:00 15:00 16:00 17:00 18:00 19:00 20:00 21:00 22:00

6:15 7:15 8:15 9:15 10:15 11:15 12:15 13:15 14:15 15:15 15:45 17:15 18:15 19:15 20:15 21:15 22:15 23:15 0:15

7:45 8:45 9:45 10:45 11:45 12:45 13:45 14:45 15:45 16:45 17:15 18:45 19:45 20:45 21:45 22:45 23:45 0:45 1:45

4:00 5:30 7:00 9:00 11:00 13:00 15:30 18:30 19:30

5:30 7:00 8:30 10:30 12:30 14:30 17:00 20:00 21:00

5:45 8:15 9:15 11:15 13:15 16:15 17:45 19:15 20:45 23:15

7:15 9:45 10:45 12:45 14:45 17:45 19:15 20:45 22:15 0:45

5:00 7:00 9:00 10:30 12:30 14:30 15:30 16:30 18:30 19:30 20:00

6:30 8:30 10:30 12:00 14:00 16:00 17:00 18:00 20:00 21:00 21:30

5:45 9:45 12:15 13:45 15:45 17:45 19:15 20:15 21:15 22:15 23:15 0:15

7:15 11:15 13:45 15:15 17:15 19:15 20:45 21:45 22:45 23:45 0:45 1:45

Terminal Barra Funda > Aeroporto de Viracopos > Terminal Barra Funda segunda a sexta Barra Funda > Viracopos

sábados

Viracopos > Barra Funda

Barra Funda > Viracopos

domingos

Viracopos > Barra Funda

Barra Funda > Viracopos

Viracopos > Barra Funda

Saíd

Chegada

Saída

Chegada

Saída

Chegada

Saída

Chegada

Saída

Chegada

Saída

Chegada

4:00 5:30 6:30 7:30 8:30 9:30 11:00 13:00 14:30 15:30 16:30 17:30 18:30 19:30 20:30

5:30 7:00 8:00 9:00 10:00 11:00 12:30 14:30 16:00 17:00 18:00 19:00 20:00 21:00 22:00

6:15 7:15 8:45 9:45 11:45 13:45 15:45 16:45 17:45 19:15 20:45 21:45 22:15 23:15

7:45 8:45 10:15 11:15 13:15 15:15 17:15 18:15 19:15 20:45 22:15 23:15 23:45 0:45

4:30 5:30 6:30 9:00 11:00 14:30 16:00 17:30 19:00 20:00

6:00 7:00 8:00 10:30 12:30 16:00 17:30 19:00 20:30 21:30

6:15 7:15 7:45 8:45 10:15 12:45 13:45 16:45 17:15 19:15 21:15 23:45

7:45 8:45 9:15 10:15 12:45 14:15 15:15 18:15 18:45 20:45 22:45 1:15

5:30 7:00 8:30 10:30 13:00 14:30 15:30 16:30 18:00 19:00 19:30

7:00 8:30 10:00 12:00 14:30 16:00 17:00 18:00 19:30 20:30 21:00

7:15 9:45 12:15 13:45 15:45 17:45 19:45 20:45 21:45 22:45 23:45

8:45 11:15 13:45 15:15 17:15 19:15 21:15 22:15 23:15 0:15 1:15

Shopping Tamboré > Aeroporto de Viracopos > Shopping Tamboré segunda a sexta Tamboré > Viracopos

sábados

Viracopos > Tamboré

Tamboré > Viracopos

domingos Viracopos > Tamboré

Tamboré > Viracopos

Viracopos > Tamboré

Saída

Chegada

Saída

Chegada

Saída

Chegada

Saída

Chegada

Saída

Chegada

Saída

Chegada

4:00 5:30 7:00 9:00 10:30 13:00 14:00 15:30 17:00 19:00 20:00

5:30 7:00 8:30 10:30 12:00 14:30 15:30 17:00 18:30 20:30 21:30

6:45 8:45 10:15 12:15 13:45 16:45 17:45 19:45 21:45 23:45

8:15 10:15 11:45 13:45 15:15 18:15 19:15 21:15 23:15 1:15

4:00 5:30 7:00 9:00 11:00 15:00 18:30 20:00

5:30 7:00 8:30 10:30 12:30 16:30 20:00 21:30

6:45 9:15 10:45 12:15 13:45 16:15 18:15 21:15 23:15

8:15 10:45 12:15 13:45 15:15 17:45 19:45 22:45 0:45

5:30 7:00 10:30 13:00 15:00 17:00 19:00 20:00

7:00 8:30 12:00 14:30 16:30 18:30 20:30 21:30

7:15 10:15 11:45 13:45 15:45 18:15 20:15 22:15 23:15

8:45 11:45 13:15 15:15 17:15 19:45 21:45 23:45 0:45

137


A ZUIS | E X P E R I Ê N C I A A Z U L

Experiência Bagagem

Azul

NESTA SEÇÃO, REUNIMOS ALGUMAS DICAS IMPORTANTES PARA TORNAR SUA VIAGEM SEGURA, TRANQUILA E CONFORTÁVEL

Na hora de preparar sua mala, lembre-se: o limite total para bagagem despachada é de 23kg. A de mão deve pesar até 5kg e não pode conter objetos cortantes e inflamáveis.

TudoAzul Para garantir pontos no programa de vantagens informe sempre seu CPF em suas reservas ou na hora do check-in. Se você ainda não é Cliente TudoAzul, cadastre-se e ganhe 1.000 pontos de boas-vindas. VOEAZUL.COM.BR/TUDOAZUL/AZUL-MAGAZINE

Aeroporto A Azul recomenda que você chegue ao aeroporto pelo menos uma hora antes de seu embarque, no caso de voos nacionais. E duas horas antes, em viagens aos EUA.

Bem-Estar

Ônibus Azul

- Faça uma alimentação leve e hidrate-se bem antes de embarcar - Prefira viajar com roupas confortáveis - Caso se sinta mal durante o voo, se necessário, utilize o saquinho disponível no bolsão à sua frente - Se sentir um desconforto nos ouvidos devido à mudança de altitude, tampe o nariz e engula saliva algumas vezes.

Serviços de ônibus para o aeroporto estão disponíveis em São Paulo e Santa Catarina. Não é necessário fazer reserva. Apenas apresente seu cartão de embarque. Confira a tabela de horários em nossos canais de atendimento e no site.

138 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6

Documentos Sempre que viajar com a Azul, tenha em mãos um documento de identificação em bom estado e com foto. Apresente-o no balcão de check-in e no portão de embarque.


Dicas para o

check-in A AZUL OFERECE CINCO MANEIRAS DIFERENTES PARA REALIZAR O SEU CHECK-IN*. ESCOLHA A QUE MELHOR SE ADAPTA ÀS SUAS NECESSIDADES

Totem check-in Para os Clientes que preferem o método tradicional de check-in, a Azul disponibiliza totens de autoatendimento nos aeroportos.

SMS check-in

Web check-in

Basta enviar um SMS para o número 26990 com o localizador do voo ou o CPF do passageiro. Ao final do processo, o Cliente recebe um SMS com o link para o acesso ao cartão de embarque.

No site da Azul é possível fazer o check-in de forma rápida e simples a partir de 48 horas antes de seu embarque. Perfeito para quem tem fácil acesso a computadores e quer economizar tempo.

App check-in Com o aplicativo da Azul, disponível gratuitamente para os sistemas iOS e Android, o bilhete fica guardado no passbook do smartphone e é possível embarcar mostrando apenas a tela do aparelho.

Fast check-in Para utilizar esta opção é preciso apenas digitar o endereço FC.VOEAZUL.COM.BR no navegador do celular e inserir uma das quatro alternativas de informação: número do localizador, RG, CPF ou número do Tudo Azul.

Clientes com conexão para voos da United Airlines em Guarulhos devem dirigir-se diretamente ao Terminal 3. Não há necessidade de refazer o check-in e nem despachar novamente as bagagens

139


AZU I S | M A P A D E R O T A S

Nossos destinos

Internacional DomĂŠstico Rotas futuras 141


AZU IS | M A P A D E R O T A S

Nossos parceiros

142 A Z U L M A G A Z I N E | 0 4 . 2 0 1 6


143


AZUIS

PA N O R Â M I C A Ricardo Jaeger

Harmonia singela Cenas cotidianas, que muitas vezes passam despercebidas pela maioria das pessoas, são fontes de inspiração para Ricardo Jaeger. Foi por conta de seu olhar treinado para os detalhes que o fotógrafo gaúcho registrou esta imagem, quando navegava pelos rios Negro e Solimões, em Manaus, em dezembro de 2011. “Eu estava na cidade fazendo um trabalho sobre artesanato de grupos locais e tive de cruzar os rios em busca de locações. Então me deparei com a composição barco, água e céu. Gosto muito de clicar coisas como essas: simples, mas que não deixam de ser belas”, diz Ricardo.


Leve

a vida maisleve

Azul 36 completa  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you