Page 1

#JANEIRO 33 RIO DE JANEIRO INAUGURA O MUSEU DO AMANHÃ ATRAÇÕES DA CHARMOSA PALM BEACH, NA FLÓRIDA GASTRONOMIA E LAZER NA CASA DESTEMPERADOS, NO RS

selton mello

DE VOLTA À TV NESTE MÊS, O ATOR INTERPRETA UM HOMEM MADURO, SOMBRIO E SEDUTOR NA MINISSÉRIE GLOBAL LIGAÇÕES PERIGOSAS


Melhor

Melhor

Melhor

Cheeseburger

Hamburger

Melhor

Melhor Carne

Sobremesa

Restaurante do Sul do Brasil

Gazeta do Povo 2014 Veja 2014 Gula 2009

Veja 2014

Veja 2012 Gazeta do Povo 2011 Guia Brasil 4 Rodas 2011

Veja 2013 Gazeta do Povo 2012

Guia Brasil 4 Rodas 2010

Chef 5 Estrelas de Curitiba

Chef do Ano

Restaurateur do ano

Melhor

Gazeta do Povo 2012 (Hors-Concours)

Gazeta do Povo 2012 Gula 2011 Veja 2011

Guia Brasil 4 Rodas 2009

Gazeta do Povo 2015

(Hors-Concours)

Adega

(Hors-Concours)

Melhor

Carta de Vinhos Prazeres da Mesa 2014 Guia Brasil 4 Rodas 2013 Veja 2013

CONHEÇA NOSSOS NOVOS RESTAURANTES:

MIAMI BEACH - OCEAN DRIVE, 1412 RIO DE JANEIRO - NYCC/BARRA SHOPPING • CUIABÁ-MT • CASCAVEL-PR GUARAPUAVA-PR • JOINVILLE GARTEN SHOPPING-SC • LAGES-SC • TAUBATÉ-SP

ENCONTRE UM DOS NOSSOS 63 RESTAURANTES: restaurantemadero.com.br


PRÓXIMAS INAUGURAÇÕES (SOON):

SYDNEY - GEORGE ST, 100

QATAR - DOHA

BRASÍLIA-SHOPPING ID • CAMPINAS • CRICIÚMA • PORTO ALEGRE • RESENDE SÃO JOSÉ-SHOPPING ITAGUAÇU • VILA VELHA • VITÓRIA


AZUL MAGAZINE #33

Sumário

J A N E I RO 2 016

DESTINOS

106

78

90 010 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

78

Palm Beach

90

Baixo Arapiuns

101

Rio de Janeiro

Atrações da sofisticada ilha vizinha de Miami

Um tour por comunidades ribeirinhas do Pará

O chef Henrique Fogaça dá dicas sobre a cidade

EM FOCO

116

106

Selton Mello

116

Os Barbixas

124

Treinamento Funcional

126

Rabisquedo

A fase madura do ator na vida pessoal e na profissional

Comediantes do grupo dublam animação da Disney-Pixar

Movimentos e exercícios que são a base da modalidade

Desenhos infantis transformados em bonecos de pelúcia


Surpreender quem você ama.

#esseéoplano

A VIDA É MELHOR QUANDO VOCÊ ESTÁ BEM ACOMPANHADO. E ISSO INSPIRA A UNIMED A ESTAR SEMPRE AO SEU LADO.


Sumário 28

34 32

38

14 Editorial 16 Expediente 18 Colaboradores 4 CANTOS

54

62

26 28 34 38 42 46 48

Agenda Cinema Teatro TV Exposição Música Literatura

HIGHLIGHTS

54 60 62 64 66 68

Gastronomia O Quarto 5 Perguntas Vitrine Olhar Azul Colunas

Mário Magalhães Mara Salles Denise Campos de Toledo

AZUIS

60 012 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

64

130 Comemoração 133 Curtas 136 Linhas de Ônibus 138 Experiência Azul 141 Mapa de Rotas 146 Panorâmica


Trancoso, 2016


Editorial Aproveite o verão com a Azul Caro leitor,

Antonoaldo Neves P RESIDENTE

014 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

A bordo de nossas aeronaves Embraer, o Happy Hour Azul, iniciativa estreada em outubro e que distribui a cerveja dinamarquesa FAXE em várias rotas pelo Brasil, está fazendo enorme sucesso. Por isso, prolongamos a ação até 12 de fevereiro para que você desfrute de um serviço de bordo ainda mais completo. A Operação Verão vem para conquistar também os pequenos viajantes. A Azul montou o Espaço Kids na área de embarque internacional do Aeroporto de Viracopos, em Campinas, com diversas atrações para as crianças que voam conosco para os destinos no exterior. Há um acervo de brinquedos educativos, jogos, folhas para colorir e brindes muito especiais. Para que você possa compartilhar nas redes sociais sua experiência com a Azul neste verão, criamos a hashtag #VerãoAzul, que concentra fotos e depoimentos de nossos Clientes. Agradeço a confiança e a preferência de voar Azul. Desejo a você um excelente voo e um 2016 repleto de boas energias!

RETRATO: DIVULGAÇÃO

Para tornar sua experiência conosco ainda mais especial na estação mais quente do ano, lançamos a Operação Verão. Ela traz uma série de ações, como frequências extras para vários destinos turísticos – domésticos e internacionais –, uma linha sazonal de snacks e bebidas e muitas outras novidades. São mais de 4,5 mil voos adicionais, que começaram a ser operados no mês passado e vão até fevereiro, atendendo à demanda da alta temporada, com destaque para as cidades do Nordeste brasileiro, Orlando e Fort Lauderdale/Miami, nos Estados Unidos, além da grande novidade da malha da Azul: Punta del Este, no Uruguai. A Azul Viagens, nossa operadora de turismo, também planejou frequências para serem desfrutadas durante o verão. São mais de mil operações dedicadas a variados pacotes de viagens, que atendem de forma personalizada às necessidades de cada Cliente, com preços bastante atrativos e condições de pagamento facilitadas. Para ter informações sobre as opções, acesse o site azulviagens.com.br ou ligue para 4003 1181.


OUR WORLD IS YOUR PLAYGROUND.


COMUNICAÇÃO E MARCA Diretora de Comunicação e Marketing Claudia Fernandes Gerente de Comunicação Gerente de Produto Coordenador de Comunicação Diretor de Arte

Carolina Constantino Renata Florenzano Fabio Abud Nemo Sampaio

MARKETING Coordenador de Marketing Francisco Almeida

voeazul.com.br

facebook.com/AzulLinhasAereas

twitter.com/azulinhasaereas

DIRETORIA

EDITORIAL Editora Bruna Tiussu

Diretor Executivo

bruna.tiussu@azulmagazine.com.br

Editora-assistente

Repórter Produtora Executiva

PUBLICIDADE

Marina Azaredo

Gerentes de Contas

Ana Paula Matozo

André Graciotti

ana.matozo@azulmagazine.com.br

andre.graciotti@azulmagazine.com.br

Sandra Torre sandra.torre@azulmagazine.com.br

Luiza Vieira

Simone Montenegro

luiza.vieira@azulmagazine.com.br

simone@azulmagazine.com.br

Coordenadora Comercial

Thais Lutti thais.lutti@azulmagazine.com.br

Estagiárias

Rodrigo Ferrari rodrigo@azulmagazine.com.br

marina.azaredo@azulmagazine.com.br

Editor de Arte

@azulinhasaereas

Paula Rezende paula@azulmagazine.com.br | 11 3254 9895

Representantes de Vendas FTPI

Camila Nardi camila.nardi@azulmagazine.com.br

Sofia Franco

Andrea Medrado (RJ) andreamedrado.rio@ftpi.com.br | 21 3852 1588

Cristiane Prataviera (PR)

sofia.franco@azulmagazine.com.br cristiane.curitiba@ftpi.com.br | 41 3026 4100

Tratamento de Imagens e Pré-impressão Produção Gráfica Revisão

Luciana Mir (DF) Everaldo Guimarães lucianamir.brasilia@ftpi.com.br | 61 3035 3750

Ronaldo Spagnuolo (MG) ronaldo.minas@ftpi.com.br | 31 2105 3609

Vitor Soares Loren Rodrigues (PE) loren.nordeste@ftpi.com.br | 81 2128 4350

Paulo Vinicio de Brito Yuri Laurentino (PE) yuri.nordeste@ftpi.com.br | 81 2128 4350

Representante de Vendas EUA

COLABORADORES Texto: Ana Ávila, Rosa Jorge Foto: Chema Llanos, Eduardo Zappia, Gui Gomes, Leo Eloy, Rafael Kent, Raphael Briest, Vicente de Paulo Ilustração: João Lauro Fonte

Marcela Miranda (Flórida) marcela.miranda@azulmagazine.com.br | 1 407 701 0738

DISTRIBUIÇÃO

AZUL MAGAZINE

#33 JANEIRO RIO DE JANEIRO INAUGURA O MUSEU DO AMANHÃ ATRAÇÕES DA CHARMOSA PALM BEACH, NA FLÓRIDA GASTRONOMIA E LAZER NA CASA DESTEMPERADOS, NO RS

Leia também no tablet. O app da Azul Magazine está disponível para os sistemas iOS e Android

Gerente de Distribuição/Circulação

Carlos Melo carlos.melo@azulmagazine.com.br

FINANCEIRO/ADMINISTRATIVO Diretora Financeira

Valquiria Gomes Vilela valquiria.gomes@azulmagazine.com.br

AZUL MAGAZINE

VOEAZUL.COM.BR

#33 JANEIRO RIO DE JANEIRO INAUGURA O MUSEU DO AMANHÃ ATRAÇÕES DA CHARMOSA PALM BEACH, NA FLÓRIDA GASTRONOMIA E LAZER NA CASA DESTEMPERADOS, NO RS

Gerente Administrativa

PROJETO GRÁFICO André Graciotti

Thuany Tirapani

IMPRESSÃO CTP, Impressão LOG & PRINT e Acabamento Gráfica e Logística S.A. Tiragem

70.000 exemplares

thuany@azulmagazine.com.br VOEAZUL.COM.BR

Assistente Financeira

Bruna Veiga bruna.veiga@azulmagazine.com.br

AZUL LI NH AS AÉREAS BR ASI LEI R AS

AZ UL LINHAS AÉRE AS BRASILE IRA S

selton

selton

JA N EI RO 2 016

mello

JANE IRO 2 016

mello

DE VOLTA À TV NESTE MÊS, O ATOR INTERPRETA UM HOMEM MADURO, SOMBRIO E SEDUTOR NA MINISSÉRIE GLOBAL LIGAÇÕES PERIGOSAS

DE VOLTA À TV NESTE MÊS, O ATOR INTERPRETA UM HOMEM MADURO, SOMBRIO E SEDUTOR NA MINISSÉRIE GLOBAL LIGAÇÕES PERIGOSAS

33 AZUL_33_CAPA.indd 1

33 AZUL_33_CAPA.indd 1

12/18/15 6:52 PM

Foto da capa Vicente de Paulo

12/18/15 6:52 PM

Azul Magazine não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos assinados. As pessoas que não constam do expediente da revista não têm autorização para falar em nome de Azul Magazine ou retirar qualquer tipo de material para produção de editorial caso não tenham em seu poder uma carta atualizada e datada, em papel timbrado, assinada por pessoa que conste do expediente.

Editora Ferrari LTDA. CNPJ – 11.052.806/0001-40 Endereço – Av. Paulista, 2200, 23º andar Consolação. CEP 01310-300 11 3254 9950

A Azul Magazine é uma publicação mensal da Editora Ferrari LTDA. com conteúdo desenvolvido pela Azul Magazine, uma parceria entre as empresas Azul Linhas Aéreas e Editora Ferrari. 016 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6


Colaboradores

Rafael Kent FOTÓGR AFO

Um dos nomes da nova geração de videomakers do Brasil, possui a produtora OKent Films e assina a fotografia de clipes de artistas como Racionais MC’s, Sepultura, Planet Hemp e Capital Inicial. São dele os retratos do trio de comediantes do grupo Os Barbixas.

Gui Gomes

Chema Llanos

FOTÓGR AFO

FOTÓGR AFO

Natural de Campinas, mas radicado em São Paulo há oito anos, tem passagens por veículos como Época, Vogue e Vida Simples. Mantém projetos autorais sobre natureza e cenas cotidianas enquanto não realiza o sonho de morar na Chapada Diamantina. Para este número, clicou as atrações de Palm Beach, na Flórida, e uma aula de treinamento funcional.

Há cinco anos na capital paulista, o espanhol é expert em registros de viagens e de artes cênicas e também adora clicar famílias de comunidades isoladas. Suas belas imagens ilustram a reportagem sobre o roteiro de turismo comunitário na região do Rio Arapiuns, no Pará.

Vicente de Paulo FOTÓGR AFO

018 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

Ana Ávila J O R N A L I S TA

Gaúcha, tem especialização em política internacional e trabalhou por sete anos no portal Terra. Deixou o hard news para estudar em Londres e, na volta, descobriu uma nova paixão: a culinária. Aqui, ela assina a reportagem sobre a Casa Destemperados, espaço gastronômico de Porto Alegre que sedia eventos, cursos e jantares diversos.

FOTOS: ARQUIVO PESSOAL

Especialista em retratos e moda, divide-se entre Rio de Janeiro e Nova York desde 1997. Colabora em publicações como Vogue Brasil, Vogue Paris, L’Officiel e Folha de S.Paulo, além de realizar trabalhos para Osklen e Fórum, entre outras marcas. Para esta Azul Magazine, fotografou o ator Selton Mello, que estampa nossa capa.


FOTO: BETTO SILVA / REGINA SANTOS

5 novos bairros, com mais de 3.700 casas construídas. Redução de 98% nos casos de malária na região. 4 novos hospitais e 30 novas Unidades Básicas de Saúde. R$ 120 milhões para o fortalecimento da segurança pública na região. 378 salas de aula construídas, reformadas e ampliadas, beneficiando mais de 23 mil alunos. 40 milhões investidos para o desenvolvimento da pesca sustentável. R$ 485 milhões investidos em saneamento e água tratada. R$ 275 milhões destinados às ações indígenas. 2 laboratórios construídos e equipados para pesquisa da vida aquática do Xingu. 26 mil hectares de área de preservação/recuperação ambiental.


BISALAX CONTÉM BISACODIL. NÃO USE ESTE MEDICAMENTO EM CASO DE DOENÇAS INTESTINAIS GRAVES. BISALAX (bisacodil) – Indicado nos casos de prisão de ventre. MS 1.0497.1168. Ref. Bula do Produto. Ago/2015. www.uniaoquimica.com.br. SAC 0800 11 15 59 SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO


horas 2 1 a 6 e d a ação o Início din stã após a ge


28 Cinema Recheado de cenas de ação, Reza a Lenda chega às salas do País

34 Teatro Recife sedia a 22ª edição do festival Janeiro de Grandes Espetáculos

4 cantos

FOTOS: CHICO LUDEMIR (JANEIRO DE GRANDES ESPETÁCULOS); MARCOS CAMARGO/DIV. (REZ A A LENDA)

28

42 Exposição Recém-inaugurado, o Museu do Amanhã propõe uma reflexão sobre o futuro

34


4 CANT OS | A G E N D A

janeiro dia

6

Buster On Tour BRASÍLIA (DF)

A capital federal sediará, até o dia 25, uma versão brasileira do festival dinamarquês Buster, uma das iniciativas cinematográficas mais importantes dedicadas ao público infanto-juvenil. Além de filmes que foram destaques em edições realizadas em Copenhague – como A Vovó Voadora e A Melodia de Laya –, o evento daqui exibirá títulos nacionais, como O Menino e o Mundo (foto), pré-candidato ao Oscar de melhor animação deste ano. Debates e uma oficina gratuita para educadores completam a programação. CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL, SCES TRECHO 2, LOTE 22, ASA SUL, BRASÍLIA. DE 6 A 25 DE JANEIRO. R$4

dia

7

61 3108 7600

CULTURABANCODOBRASIL.COM.BR

Rider Weekends RIO DE JANEIRO (RJ)

O verão carioca fica ainda mais quente com a 5ª edição do evento, que promove noites especiais entre os dias 7 e 16 deste mês. O ambiente, equipado com 60 contêineres personalizados por artistas urbanos, será palco para nomes como Emicida, Chico Chico e Los Sebosos Postizos, além de receber festas tradicionais da cidade, como o Baile do Dennis, atual fenômeno do funk carioca. Pela primeira vez haverá uma data dedicada à música eletrônica, com o duo francês Amine Edge & Dance. MARINA DA GLÓRIA, AV. INFANTE DOM HENRIQUE, S/Nº, GLÓRIA, RIO DE JANEIRO. DE 7 A 9 E DE 14 A 16 DE JANEIRO. ENTRE R$50 E R$120

21 2555 2200

RIDERWEEKENDS.COM.BR

dia

10 dia

8

Verão Arte Contemporânea BELO HORIZONTE (MG)

O evento que reúne artes visuais, cinema, teatro, dança, moda, música e literatura chega à sua 10ª edição priorizando trabalhos recentes de cada vertente. Da vasta programação, que se estende até o dia 5 de fevereiro, vale destacar o projeto Parede no Sesc Palladium, no qual o público acompanhará o artista Jão (foto) em ação (dias 12 a 17), e a apresentação do duo formado pela bailarina Dudude Herrmann e pela norte-americana Katie Duck, nos dias 14 e 15, no Centro Cultural Banco do Brasil. ESPAÇOS CULTURAIS DE BELO HORIZONTE, DE 8 DE JANEIRO A 5 DE FEVEREIRO. HÁ APRESENTAÇÕES GRATUITAS E OUTRAS QUE CUSTAM ATÉ R$20

026 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

VERAOARTE.COM.BR

Voe com um Astronauta KENNEDY SPACE CENTER (FL)

Sucesso do centro de visitantes da Nasa, na Flórida, o programa ganha neste mês uma data especialmente dedicadas aos brasileiros – público cativo do complexo. No dia 10, o astronauta Marcos Pontes (foto) – único brasileiro a ir ao espaço – será o guia da visita realizada no complexo, que inclui, especialmente nesta ocasião, um tour pelo Vehicle Assembly Building, onde as aeronaves são montadas, além de uma foto feita na LC-39 Observation Gantry, local de lançamento de foguetes. KENNEDY SPACE CENTER, SR 405, ORLANDO. DOM. (10), ÀS 9H30. ENTRE US$209 E US$239 1 321 449 4400

KENNEDYSPACECENTER.COM


Música dia

15

Cinema

TV

Esporte

Dança

Literatura

Exposição

Teatro

Outros

Feira Plana SÃO PAULO (SP)

Editoras independentes, quadrinistas, artistas e designers exibem, na 4ª edição do evento, trabalhos que vão de livros a zines, passando por pôsteres. Publicações em preto e branco são a temática deste ano, que terá 140 expositores. A agenda conta também com oficinas, mesas, palestras e exibições de filmes. Um dos destaques é a presença do suíço Miklós Klaus Rózsa, fotógrafo e ativista político que foi por muito tempo monitorado pela polícia e produziu uma série de colagens para mostrar as turbulentas décadas de 70 e 80 em seu país. MUSEU DA IMAGEM E DO SOM, AV. EUROPA, 158, JARDIM EUROPA, SÃO PAULO. SEX. (15), DAS 18H ÀS 22H; SÁB. (16) E DOM. (17), A PARTIR DAS 12H. GRÁTIS 11 2117 4777

dia

18

FEIRAPLANA.ORG

Festival Internacional Sesc de Música PELOTAS (RS)

Concertos e cursos ministrados gratuitamente por professores de 13 países são as atividades promovidas pela 6ª edição do evento já tradicional na cidade gaúcha. Serão 12 dias movidos a música clássica, em que as manhãs são dedicadas às aulas, as tardes, aos ensaios, e as noites, às apresentações. O público ainda terá a chance de assistir a artistas como o violoncelista belga Ilia Laporev, o violinista russo Levon Ambartsumian e o fagotista estoniano Martin Kuuskmann. SESC PELOTAS, R. GONÇALVES CHAVES, 914, CENTRO, PELOTAS. DE 18 A 29 DE JANEIRO. GRÁTIS

53 3225 6093

EMSESC-RS.COM.BR

dia

22

Fest Verão Sergipe ARACAJU (SE)

FOTOS: LUIZ CARLOS OLIVEIRA FERREIRA /DIV. ( VERÃO ARTE CONTEMPORÂNEA); ALEX ANDRE FURCOLIN/DIV. (FEIRA PL ANA); DIVULGAÇÃO

Wesley Safadão, Ivete Sangalo, Aviões do Forró, Jota Quest (foto) e outros 25 artistas agitam a capital sergipana em três dias de folia antecipada. Além dos shows realizados em dois palcos principais, conta com uma tenda eletrônica e um circuito de trios elétricos. Esta será a primeira edição do festival, criado para substituir o tradicional Pré-Caju, que encerrou suas atividades em 2014. ARENA DE EVENTOS, AV. MÁRIO JORGE MENEZES VIEIRA, S/Nº, COROA DO MEIO, ARACAJU. SEX. (22) E SÁB. (23), ÀS 19H; DOM. (24), ÀS 16H. ENTRE R$55 E R$650 79 3219 2069

dia

26 dia

19

Ressonar Festival CHAPADA DIAMANTINA (BA)

CENTRALDOTICKET.COM.BR

Campus Party SÃO PAULO (SP)

Sob a temática Feel The Future, o evento deste ano propõe um debate sobre os desafios que a humanidade terá de enfrentar nas próximas décadas. E para isso apresenta inovações tecnológicas que prometem transformar os pilares econômicos da sociedade e traz nomes de peso para discursar, como o russo Eugene Chereshnev, vice-presidente de marketing de consumo na Kaspersky Lab, e Steve Gershik, expert em marketing para startups. A programação vai até 31 de janeiro.

Sob a primeira lua cheia do ano, moradores da região da Chapada Diamantina e turistas se encontram numa festa que dura nada menos que seis dias. Ocupando um antigo garimpo do século 18, a iniciativa mistura música de influências multiétnicas e performances artísticas em apresentações que se dividem em quatro palcos.

CENTRO DE EXPOSIÇÕES ANHEMBI, AV. OLAVO FONTOURA, 1209, PARQUE ANHEMBI,

CRATERA LUNAR, PRAIA DO ZAIDÃ, ARREDORES DE LENÇÓIS. DE 19 A 24 DE JANEIRO. R$460

SÃO PAULO. TER. (26) A DOM. (31), 24H POR DIA. R$290 (INGRESSO PARA TODOS OS DIAS)

(INGRESSO PARA OS SEIS DIAS DE FESTIVAL)

75 99803 4568

RESSONAR-FESTIVAL.COM.BR

BRASIL.CAMPUS-PARTY.ORG

027


4 CANT OS | C I N E M A

Sertão pop CAUÃ REYMOND E SOPHIE CHARLOTTE SÃO OS PROTAGONISTAS DE REZA A LENDA, LONGA DE AÇÃO QUE TRAZ UM BANDO DE MOTOQUEIROS VAGANDO PELAS PAISAGENS ÁRIDAS DO NORDESTE BRASILEIRO

Há 20 anos, na época em que fazia faculdade de Filosofia na Universidade Católica de Salvador, Homero Olivetto escreveu um conto sobre um bando de motoqueiros que vagava pelo sertão. Esquecido por uma década em uma gaveta, o texto foi resgatado em 2006, quando o autor achou que era a hora de transformar a história em filme. De lá para cá, passou por um longo processo de captação de recursos e agora, dez anos depois, Reza a Lenda chega às salas de cinema. Com estreia marcada para o dia 21 deste mês, o longa é diferente de tudo o que vem sendo feito no cinema nacional: um filme de ação, recheado de efeitos especiais, que bebe da fonte de obras icônicas como Easy Rider – Sem Destino (1969) e Mad Max (1979) e tem um quê de Deus e o Diabo na Terra do Sol (1964), de Glauber Rocha. Com elenco encabeçado por Cauã Reymond e Sophie Charlotte, Reza a Lenda se passa na paisagem árida do Nordeste – as filmagens foram realizadas em Petrolina (PE) e Juazeiro (BA). Ara, personagem de Cauã, é o líder do grupo de motoqueiros que pretende devolver liberdade ao povo da região. O bando acaba despertando a fúria do poderoso Tenório (Humberto Martins), que concentra suas forças em uma perseguição para destruir os justiceiros. Durante a caçada, a jovem Laura (Luísa Arraes) é resgatada de um acidente e tem de seguir com os motoqueiros contra a sua vontade. 028 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

FOTOS: MARCOS CAMARGO/DIV.

Por MARINA AZAREDO


Na página anterior, Cauã Reymond, protagonista de Reza a Lenda. Nesta página, acima, duas cenas do filme: com Sophie Charlotte (esq.) e com Cauã e Luísa Arraes (dir.); e, ao lado, o diretor Homero Olivetto

A mistura da cultura punk com o sertão é resultado de uma série de referências do diretor. “Além de ter uma forte ligação afetiva com o Nordeste, porque a minha família é de Sergipe, escutei muito mangue beat, Chico Science e essa turma”, conta Homero, que, assim como o pai, Washington Olivetto, trilhou uma profícua carreira na propaganda antes de se arriscar no cinema. A experiência como diretor de filmes publicitários foi fundamental para a realização de um longa que conta com cerca de 550 efeitos especiais. “Trouxe-me muita técnica”, afirma. Há explosões, perseguições, capotamentos e muito sangue. Cauã e Sophie tiveram de fazer auto-escola para adquirir intimidade

com as motocicletas, mas, ainda assim, contaram com a ajuda de dublês. “Há apenas uma cena em que eu dirijo a moto de verdade, mas era fundamental ter familiaridade com ela em todos os momentos”, diz a atriz, que exibe um visual sujo e castigado no filme – a semelhança com Charlize Theron em Mad Max: Estrada da Fúria (2015) é grande. Um dos principais galãs da TV nacional, Cauã Reymond encarou o desafio de interpretar um personagem que pouco fala, mas é muito expressivo. “Tive de construir o universo interno desse cara, entender como é ser um líder silencioso”, conta o ator. Além de protagonista, ele é produtor associado do longa, o que foi fundamental para o projeto acontecer, segundo Homero. “A participação do Cauã impulsionou muito o processo de captação”, revela. Prova de que nem só com uma câmera na mão e uma ideia na cabeça se faz cinema.

Reza a Lenda Estreia no dia 21 de janeiro

029


FOTOS: LEO L ARA /UNIVERSO PRODUÇÃO/DIV.

4 CANT OS | C I N E M A

É dada a largada A 19ª MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES ABRE O CALENDÁRIO 2016 DO AUDIOVISUAL NACIONAL E PRESTA HOMENAGEM AO DIRETOR ÍTALO-BRASILEIRO ANDREA TONACCI Por LUIZA VIEIRA

Começo de ano em Tiradentes é sinônimo de festa – e não por conta do embalo do réveillon. Em janeiro, o que dita a regra na cidade histórica mineira é a Mostra de Cinema, que chega à sua 19ª edição tomando conta de suas praças e tradicionais ruas de pedra. Primeiro evento do calendário audiovisual brasileiro, o festival será realizado entre os dias 22 e 30 deste mês e pretende traçar um panorama do que o público pode esperar da produção nacional no decorrer de 2016. “Desde que nasceu, em 1998, a Mostra tem a proposta de ser vanguardista, de revelar o que está sendo feito na sétima arte no País”, explica Raquel Hallak, nome por trás da iniciativa. De acordo com a idealizadora, ano após ano, a programação busca fomentar a reflexão, a difusão e a divulgação de conteúdo, o que acaba alavancando a carreira de muitos cineastas. O grande homenageado deste ano, por exemplo, é o diretor ítalo-brasileiro Andrea Tonacci, que há uma década estreou o seu Serras da Desordem justamente na Mostra de Tiradentes. Embora já fosse um profissional de prestígio, o longa foi um ponto de virada em sua trajetória. Além de colocá-lo na linha 030 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

Raquel Hallak, idealizadora do festival; e, acima, registro da edição 2015 da Mostra

de frente da produção contemporânea, o filme tornou-se grande referência no cinema nacional. Serras da Desordem será reprisado na abertura do festival e lança luz sobre a temática escolhida para esta edição: Espaços em Conflito. A trama traz como protagonista o índio Carapiru, que tem sua aldeia dizimada e sai em busca de um novo lugar para chamar de seu. Única mostra competitiva do evento, a Aurora apresenta sete trabalhos de novos diretores – o filme deve ser, no máximo, o terceiro da carreira de cada um. Além deles, outros 100 títulos, entre curtas, médias e longasmetragens, serão exibidos nas telas instaladas em todos os cantos da cidade mineira. O Largo das Forras, principal praça de Tiradentes, terá um telão a céu aberto, enquanto o Largo da Rodoviária ganhará o Cine-tenda, com sala climatizada para 700 pessoas, cafeteria, bar e área de convivência. Toda a programação será gratuita.

19ª Mostra de Cinema de Tiradentes Espaços públicos de Tiradentes, Minas Gerais De 22 a 30 de janeiro. Grátis MOSTRATIRADENTES.COM.BR


4 C ANT OS | C I N E M A

TELA GRANDE FIQUE POR DENTRO DAS PRINCIPAIS ESTREIAS NACIONAIS E INTERNACIONAIS DO MÊS Por MARINA AZAREDO dia

14

Rotina brutal Boi Neon apresenta o universo das vaquejadas do interior do Brasil ao se debruçar sobre o dia a dia de Iremar (Juliano Cazarré), que prepara os bois antes de soltá-los na arena. Levando a vida na estrada, o caminhão que transporta os animais é também a casa improvisada do protagonista e de seus colegas de trabalho: Zé (Carlos Pessoa), seu parceiro de curral, e Galega (Maeve Jinkings), motorista do veículo e mãe da audaciosa Cacá (Alyne Santana). Segundo longa de ficção do pernambucano Gabriel Mascaro, levou quatro prêmios no Festival do Rio, inclusive o de melhor filme.

dia

14

dia

14

Revolução digital As origens do crash americano Baseada no best-seller A Jogada do Século, de Michael Lewis, A Grande Aposta narra a história de quatro homens que perceberam de antemão o que bancos, a mídia e o governo não conseguiram prever: a crise econômica que abateu os Estados Unidos em 2008. O grupo faz investimentos ousados que o levam para o lado mais sombrio do sistema bancário. Em cena, Christian Bale, Steve Carell, Ryan Gosling e Brad Pitt. Adam McKay assina a direção. 032 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

Com Michael Fassbender no papel principal, Steve Jobs retrata momentos importantes da vida do inventor, empresário e magnata da tecnologia, morto em 2011. Os bastidores do lançamento do computador Macintosh, em 1984, e a apresentação do iMac, 14 anos depois, são alguns dos episódios narrados no longa dirigido por Danny Boyle. Kate Winslet interpreta Joanna Hoffman, uma executiva da Macintosh.


100 95 75

dia

7

Faroeste tarantiniano 25

Novo filme de Quentin Tarantino, Os Oito Odiados 5 se passa no século 19, em uma diligência cheia 0 de passageiros que se desloca pela paisagem invernal do Wyoming, nos Estados Unidos. O caçador de recompensas John Ruth (Kurt Russell) e a fugitiva Daisy Domergue (Jennifer Jason Leigh) estão indo para a cidade de Red Rock, mas, repentinamente bloqueados por uma nevasca, são vítimas de uma série de criminosos. Samuel L. Jackson e Walton Goggins também estão no elenco. dia

FOTOS: WILSON WEBB/DIV. (CAROL); VANTOEN PRJ/DIV. (VAI QUE DÁ CERTO 2); DIVULGAÇÃO

14

Dupla avant-garde Na Nova York dos anos 1950, a jovem Therese Belivet (Rooney Mara) tem um emprego entediante na seção de brinquedos de uma loja de departamentos. Um dia, ela conhece Carol Aird (Cate Blanchett), uma cliente elegante em processo de divórcio, que também não está contente com sua vida. As duas se envolvem e, quando o ex-marido de Carol a impede de passar o Natal com a filha, ela convida Therese para fazer uma viagem pelos Estados Unidos. 100 95

pipocas 75

Tudo indica que o gênero faroeste é a nova paixão de Quentin Tarantino. Além da estreia de Os Oito Odiados, ele já planeja uma minissérie baseada no western Forty Lashes Less One, do escritor Elmore Leonard

Os indicados ao Oscar 2016 serão divulgados no dia 14 deste mês. Entre as apostas para os principais prêmios estão As Sufragistas, Steve 25Max – Jobs, Perdido em Marte, Mad Estrada da Fúria e O Regresso 5 0


|

T E AT R O

FOTO: MAKER MÍDIA /DIV.

4 CANT OS

Produção de raiz REALIZADO EM RECIFE, O FESTIVAL JANEIRO DE GRANDES ESPETÁCULOS DIFUNDE O TEATRO PERNAMBUCANO E APRESENTA IMPORTANTES PEÇAS NACIONAIS E INTERNACIONAIS Por SOFIA FRANCO

Em Recife, 2016 começa com uma ode às artes cênicas: teatros e espaços públicos da cidade recebem, de 8 a 24 deste mês, uma série de montagens que compõem a agenda do Janeiro de Grandes Espetáculos, festival que se destaca pela programação diversificada, a fim de agradar públicos de todas as idades. O evento, que este ano chega à sua 22ª edição, começou como uma mostra de peças locais durante as férias e ampliou-se com o apoio de patrocinadores, até conseguir se internacionalizar. Porém, não deixou de lado suas raízes pernambucanas. “Nunca perdemos o foco na criação cênica do Estado. Tanto que investimos na vinda de curadores de outros festivais e o resultado foi o aumento da circulação de nossos espetáculos”, explica Paula de Renor, que divide a produção do projeto com Paulo de Castro e Carla Valença. Ao contrário das últimas edições, que tiveram suas programações estendidas aos municípios de Caruaru, Goiana e Arcoverde, o Janeiro de Grandes Espetáculos deste ano concentra-se apenas na capital, com mais de 30 peças na agenda. Dentre elas, 16 são regionais – o destaque vai para Angelicus Prostitutus, que trata da prostituição em sentidos variados e tem direção

034 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

Cena de Angelicus Prostitutus, montagem pernambucana que está na agenda do festival

de Rudimar Constâncio, e (L)a (P)lage, uma coprodução entre Recife e Portugal que traz percepções de lusitanos sobre o “jeitinho brasileiro”. A grade conta ainda com cinco montagens de outros estados brasileiros, como Conscerto do Desejo, solo de Matheus Nachtergaele que abre o festival – o ator será acompanhado no palco pelo violonista Luã Belik –, e Inutilezas, peça inspirada na obra de Manoel de Barros e interpretada por Gabriel Braga Nunes e Bianca Ramoneda. Já na agenda internacional as produções espanholas ganham maior visibilidade. O coletivo Agrupación Señor Serrano encena AHIA: Una Casa en Así, que utiliza maquetes e videoprojeções e foca no dia em que fuzileiros norte-americanos invadiram a casa de Osama Bin Laden; a dupla Roger Bernat e Yan Duvyendak apresenta Please Continue, Hamlet, peça que tem como tema o julgamento de um jovem acusado de matar o pai de sua noiva. Leituras de textos de dramaturgos espanhóis, como La Paz Perpétua, de Juan Mayorga, completam a programação.

22º Janeiro de Grandes Espetáculos De 8 a 24 de janeiro em vários teatros e espaços alternativos de Recife. Entre R$10 e R$50 JANEIRODEGRANDESESPETACULOS.COM


4 CANT OS

|

T E AT R O

NOS PALCOS ACOMPANHE A PROGRAMAÇÃO DOS FESTIVAIS E AS ESTREIAS TEATRAIS Por BRUNA TIUSSU

A alma feminina

A quarta parceria entre o diretor Luiz Fernando Marques e o dramaturgo Alexandre Dal Farra resultou em Teorema XXI, nova montagem do Grupo XIX de Teatro, com estreia marcada para o dia 22 deste mês. Livremente inspirada na obra do italiano Pier Paolo Pasolini, a peça retrata o lar de uma família burguesa tradicional – uma escola desativada na Zona Leste de São Paulo serve de cenário –, que pode sofrer mudanças em sua rotina estável e até em suas mais profundas ideologias com a chegada de um estrangeiro. Em cartaz até 5 de março. R. MÁRIO COSTA, 13, VILA MARIA ZÉLIA, BELÉM, SÃO PAULO. SEX. A DOM., ÀS 18H. GRÁTIS

11 2081 4647

GRUPOXIX.COM.BR

TEATRO VANNUCCI, R. MARQUÊS DE SÃO VICENTE, 52, SHOPPING DA GÁVEA, RIO DE JANEIRO. QUI. A SÁB., ÀS 21H30; DOM., ÀS 20H. R$80 21 2274 7246

INGRESSO.COM

Dilemas existenciais

Ao completar seis décadas de carreira, Stênio Garcia volta aos palcos, depois de um hiato de 23 anos, com a peça O Último Lutador, que estreia no dia 7 deste mês. A temática da montagem é o universo da luta livre e o lado humano de quem a pratica. O ator interpreta Caleb, patriarca de uma família que tem o sonho de recuperar o neto perdido (Marcos Nauer) e reunir os parentes num combate que irá mudar suas vidas. Até 27 de março.

Fã do autor norte-americano Will Eno, Debora Bloch escolheu o espetáculo Os Realistas – que marcou a estreia do dramaturgo na Broadway, em 2014 – para adaptá-lo numa versão brasileira, uma maneira de celebrar seus 35 anos de carreira como atriz e mais de duas décadas de produção teatral. Com estreia marcada para o dia 14 deste mês, a comédia fala dos variados estágios do casamento a partir da convivência de dois casais vizinhos que descobrem ter muito em comum. A direção é de Guilherme Weber e, além de Debora, Emílio de Melo, Fernando Eiras e Mariana Lima compõem o elenco. Até 27 de março.

TEATRO DOS QUATRO, R. MARQUÊS DE SÃO VICENTE, 52, SHOPPING DA GÁVEA, RIO DE

TEATRO POEIRA, R. SÃO JOÃO BATISTA, 104, BOTAFOGO, RIO DE JANEIRO. QUI., SEX. E

JANEIRO. SEX., SÁB. E SEG., ÀS 21H; DOM., ÀS 20H. ENTRE R$70 E R$90

SÁB., ÀS 21H; DOM., ÀS 19H. ENTRE R$70 E R$90

Guerreiros do mundo moderno

036 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

21 2239 1095

21 2537 8053

INGRESSO.COM

FOTOS: JONATAS MARQUES/DIV. (TEOREMA X XI); MARCOS MESQUITA /DIV. (MASTER CL ASS); DIVULGAÇÃO

Interferências no sistema

Depois do Amor traz Danielle Winits no papel de Marilyn Monroe e faz um recorte do dia em que a musa do cinema se vê diante de Margot Taylor, vivida por Carolina Ferraz. A amizade das duas havia sido rompida dez anos antes, quando o namorado de Margot se apaixonou pela atriz e com ela decidiu ficar – a união durou apenas nove meses. Mais do que uma chance para acertos de contas, o encontro desencadeia uma conversa franca, em que as duas falam sobre amores, alegrias e aflições da vida. Último trabalho de direção artística de Marília Pêra, morta no mês passado, a peça tem texto de Fernando Duarte e faz temporada no Rio de 7 de janeiro a 6 de março.


Loucuras do coração A capital paranaense recebe a estreia de Paixões Desenfreadas, peça que tem como mote as relações humanas, sejam elas familiares ou amorosas, e a busca incessante pela satisfação sentimental. Os atores Diogo Biss, Luiz Carlos Pazello e Robysom Souza se revezam em cena interpretando personagens múltiplos, que protagonizam casos envolvendo sexo, traição e consentimento. A dramaturgia e a direção são de Edson Bueno. O espetáculo fica em cartaz de 21 deste mês até 21 de fevereiro. ESTÚDIO DELÍRIO, R. SALDANHA DA GAMA, 69, CENTRO, CURITIBA. QUA. A DOM., ÀS 20H. R$40

41 3077 5757

Diva da ópera do século 20 Christiane Torloni interpreta Maria Callas (1923-1977) no clássico Master Class, que chega à capital fluminense no dia 8 deste mês, após temporada em São Paulo. Com texto de Terrence McNally, o musical – que estreou na Broadway em 1995 – foca em um período conturbado da vida da soprano: depois que seu companheiro, o bilionário Aristóteles Onassis, a abandona, ela começa a dar aulas na famosa Julliard School, de Nova York, onde encoraja seus alunos a seguir seus sonhos. José Possi Neto assina a direção da peça, em cartaz até o dia 6 de março. TEATRO CLARA NUNES, R. MARQUÊS DE SÃO VICENTE, 52, SHOPPING DA GÁVEA, RIO DE JANEIRO. SEX. E SÁB., ÀS 21H; DOM., ÀS 20H. ENTRE R$80 E R$90

21 2274 9696

037


4 C ANT OS

|

TV

DEPOIS DA SENSUAL ANGEL DE VERDADES SECRETAS, CAMILA QUEIROZ REPETE A PARCERIA COM WALCYR CARRASCO E INTERPRETA UMA DOCE CAIPIRA NA NOVELA ÊTA MUNDO BOM! Por SOFIA FRANCO

Acima, Camila Queiroz com a porquinha que será seu animal de estimação na novela; e, abaixo, a atriz, o diretor Jorge Fernando e o ator Klebber Toledo

Camila Queiroz passou com esmero pela pressão do trabalho de estreia. Coberta de elogios pela interpretação de Angel, protagonista de Verdades Secretas, a atriz já emenda outro trabalho na televisão, também repleto de desafios a serem vencidos em cena. Ela deixa de lado a sensualidade da primeira personagem para dar ênfase ao romantismo e à inocência, principais características de Mafalda, uma típica menina da roça da década de 40 que fará parte de Êta Mundo Bom!, novela que entra no ar no dia 18 de janeiro, na faixa das 18h, na Globo. No projeto, Camila volta a trabalhar com Walcyr Carrasco, autor que tem no currículo outros sucessos inspirados na pureza e no otimismo do interior, como O Cravo e a Rosa (2000) e Chocolate com Pimenta (2003). Para escrever a nova novela ele usou como referência o humor caipira do filme Candinho (1954), estrelado por Mazzaroppi, que, por sua vez, foi baseado no romance Cândido (1759), de Voltaire. Segundo a atriz, lidar com o texto de comédia de época é uma experiência completamente distinta do drama denso de Verdades Secretas. “O Walcyr mesmo disse que eu estou conhecendo um novo autor”, comenta.

FOTOS: JOÃO COT TA /GLOBO/DIV.

Comédia bucólica

Sob direção de Jorge Fernando, Camila tem gravado na fazenda cenográfica do Projac, em Jacarepaguá. Filha de Cunegundes (Elizabeth Savalla) e Quinzinho (Ary Fontoura) e irmã de Filó (Débora Nascimento), a protagonista da história, sua personagem esbanja doçura, com tranças no cabelo e vestidos floridos, ao lado de uma porquinha de estimação chamada Cheiro de Flor. “É um desafio provar para o público que já me conhece que eu consigo fazer algo completamente diferente”, diz a atriz, que, na pele de Mafalda, ainda passará por “perrengues” ao cair na lábia do cafajeste bonitão Romeu (Klebber Toledo). É na roça da família de Mafalda, no interior de São Paulo, que o protagonista Candinho (Sérgio Guizé) será acolhido, ainda bebê, após ser separado da mãe. Quando adulto, ele acaba sendo expulso do lar por revelar sua paixão por Filó e decide seguir para a capital, junto de seu inseparável burro, em busca da mãe biológica. A narrativa leve guarda grandes surpresas, sempre vividas com muito bom humor.

Êta Mundo Bom! Estreia no dia 18. De seg. a sáb., às 18h, na Globo

038 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6


4 C ANT OS

|

TV

dia

VEJA ESSA

7

SAIBA QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS NOVIDADES DA PROGRAMAÇÃO DE TV Por SOFIA FRANCO dia

7

Comida de verão

Viola Davis volta à telinha como Annalise Keating – papel que lhe rendeu o Emmy de melhor atriz, em 2015 – na segunda temporada de How to Get Away with Murder, exibida na Sony, às quintas-feiras, às 21h. A professora de direito e seus pupilos têm seus valores e convicções testados diante de um novo mistério a ser solucionado. A advogada ainda aceita como clientes dois irmãos acusados de matarem seus pais.

dia

21

Para poucos Aos 53 anos, Fernanda Keller refez o percurso em Oahu, no Havaí, que deu origem à arriscada competição do Ironman, para contar a história do triatlo. Dividida em seis episódios – que vão ao ar no canal Off, às quintas-feiras, às 22h –, a série Triatleta mostra a apresentadora enfrentando correntezas, ondas, calor, frio e vento, na modalidade que combina nado, pedalada e corrida.

040 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

Um quiosque na Praia de Grumari, no Rio de Janeiro, será a cozinha temporária de Rodrigo Hilbert, que vai aproveitar a estação quente para ensinar pratos que podem ser saboreados na areia, entre mergulhos no mar e partidas de frescobol. Os sete episódios de Farofa de Família – adaptação divertida do conhecido Tempero de Família – serão exibidos às quintas-feiras de janeiro e fevereiro, às 22h, no GNT. O primeiro convidado é o cantor Dudu Nobre, que experimenta uma receita de frango assado com farofa e pamonha.

dia

26

Retorno dos enigmas Os agentes especiais do FBI Fox Mulder (David Duchovny) e Dana Scully (Gillian Anderson) voltam a investigar casos complicados cujas únicas respostas possíveis parecem envolver fenômenos paranormais. A décima temporada de Arquivo X será em formato de minissérie, com seis capítulos de uma hora cada exibidos na Fox, à 0h de terça-feira. No episódio duplo de estreia, uma teoria da conspiração e uma possível abdução extraterrestre abalam a confiança dos investigadores.

FOTOS: MITCHELL HA ASETH/ABC/DIV. (HOW TO GET AWAY WITH MURDER); ED ARAQUEL /FOX /DIV. (ARQUIVO X ); DIVULGAÇÃO

Revés da justiça


AZUL E HERTZ.

A COMPANHIA PERFEITA PARA TODOS OS DESTINOS. Quem voa Azul sempre tem descontos especiais na Hertz.

RESERVAS: hertz.com.br/azul (11) 2246 - 4300 (grande São Paulo) 0800 701 7300 (demais localidades) Ou vá direto a uma loja da Hertz e apresente o seu cartão de embarque. Consulte nossas promoções e descontos especiais online. /hertzbrasil

@hertz_brasil

@hertzbrasil

A NOVA E DIVERSIFICADA FROTA HERTZ ESTÁ NAS PRINCIPAIS CIDADES E AEROPORTOS. * As condições da parceria são válidas somente para locações no Brasil. A Hertz não garante a escolha de modelo, cor, placa e disponibilidade de veículos e GPS. O cartão de embarque da Azul utilizado nos últimos 30 dias deve ser apresentado na retirada do veículo. Imagem do veículo meramente ilustrativa. Respeite a sinalização de trânsito.


4 CANT OS | E X P O S I Ç Ã O

Em sentido horário, fachada do Museu do Amanhã, projeto do espanhol Calatrava; instalação do setor Nós; e outra de Terra

O RECÉM-INAUGURADO MUSEU DO AMANHÃ, NO RIO DE JANEIRO, PROPÕE UMA REFLEXÃO SOBRE A AÇÃO DO HOMEM NO MUNDO E DEBATE OS CENÁRIOS POSSÍVEIS PARA OS PRÓXIMOS 50 ANOS Por MARINA AZAREDO

Prestes a receber os Jogos Olímpicos – e os estimados 350 mil estrangeiros que acompanharão o evento –, o Rio de Janeiro acaba de inaugurar mais um espaço cultural na Zona Portuária, região que vem passando por um processo de transformação urbanística. Após cinco anos de obras, o Museu do Amanhã abriu as portas no fim de dezembro, propondo uma reflexão sobre o poder que cada um tem de mudar o mundo. Ambientes imersivos, instalações audiovisuais e atividades interativas compõem os espaços de sua exposição permanente. Dividida em grandes temas, a narrativa começa pelo Cosmos, sobre a origem de tudo, segue para a Terra, que conceitua do que somos feitos, e chega ao Antropoceno, área central da mostra, que fala da era em que vivemos. Depois, o visitante chega ao setor Amanhãs, com as tendências para os próximos 50 anos, e finaliza o percurso em Nós, área contemplativa que propõe uma reflexão sobre o que foi visto. “A mensagem principal do museu é que o amanhã não é uma data no calendário lá na frente. É produto do que fazemos hoje. O amanhã é aqui e agora. E ele é resultado das nossas escolhas”, diz Hugo Barreto,

042 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

diretor-geral da Fundação Roberto Marinho, que, ao lado da Prefeitura do Rio, é o órgão responsável pela implantação do projeto. Instalado a poucos passos de distância do Museu de Arte do Rio (MAR), inaugurado em 2013, o novo centro cultural também chama a atenção por suas formas, inspiradas nas bromélias do Jardim Botânico. Como não poderia deixar de ser, o prédio do arquiteto espanhol Santiago Calatrava segue diretrizes sustentáveis: a água da Baía de Guanabara, por exemplo, é aproveitada na climatização de seu interior e reutilizada no espelho d’água. O Museu do Amanhã é um dos principais projetos do Porto Maravilha, plano de reestruturação do centro da capital fluminense. A iniciativa também prevê a construção de 4,8km de túneis, a implantação de 17km de ciclovias e o plantio de 15 mil árvores.

Museu do Amanhã Pça. Mauá, 1, Centro, Rio de Janeiro. Ter. a dom, das 10h às 18h. R$10; grátis às terças-feiras MUSEUDOAMANHA.ORG.BR

FOTOS: ISABEL ARRUDA /DIV. (FACHADA); BERNARD LESSA /DIV. (OBRAS)

Passado x futuro


4 CANT OS | E X P O S I Ç Ã O

ARTE EM FOCO SAIBA MAIS SOBRE OS DESTAQUES DE MUSEUS E ESPAÇOS CULTURAIS Por MARINA AZAREDO

Panorama da produção nacional Primórdios do cinema O movimento das ruas das cidades, no mundo todo, filmados com câmera parada. Ou melhor, com cinematógrafo imóvel. Durante anos os irmãos Auguste e Louis Lumière, considerados os pais da sétima arte, registraram breves documentários com imagens do cotidiano. Pela primeira vez, 20 dessas obras visitam o Brasil na exposição As Vistas Lumière e os 450 Anos do Rio de Janeiro, que exibirá como contraponto cenas da capital fluminense gravadas em celulares por pessoas com deficiência visual. Até 21 de fevereiro.

Em cartaz até o último dia do mês, Uma Coleção Particular – Arte Contemporânea no Acervo da Pinacoteca reúne trabalhos inéditos assinados por artistas brasileiros – no total, são cerca de 60 obras, a maioria adquirida recentemente pela instituição paulistana. A exposição ocupa todo o primeiro andar do museu com pinturas, esculturas e instalações de Waltercio Caldas, Iberê Camargo, Vanderlei Lopes (foto), Regina Silveira, Tunga, Leda Catunda, Beatriz Milhazes e outros.

CENTRO CULTURAL CORREIOS, R. VISCONDE DE ITABORAÍ, 20, CENTRO,

PINACOTECA DO ESTADO DE SÃO PAULO, PÇA. DA LUZ, 2,

RIO DE JANEIRO. TER. A DOM., DAS 12H ÀS 19H. GRÁTIS

CENTRO, SÃO PAULO. DE QUA. A SEG., DAS 10H ÀS 17H30. R$6;

21 2253 1580

CORREIOS.COM.BR

GRÁTIS AOS SÁBADOS

11 3324 1000

PINACOTECA.ORG.BR

Marcha neoplástica Mondrian e o Movimento De Stijl apresenta ao público 30 obras do holandês Piet Mondrian (1872-1944) – conhecido pelos quadrados e retângulos de cores primárias delimitados por linhas pretas – e cerca de 40 trabalhos de artistas contemporâneos a ele diretamente influenciados pela revista De Stijl, que defendia o abstracionismo. A exposição é inaugurada em São Paulo no dia 25 deste mês e, ao longo do ano, passa por Brasília, Belo Horizonte e Rio de Janeiro.

A carioca Galeria Índica inaugura no dia 9 deste mês a exposição José Oiticica Filho, uma breve retrospectiva da carreira de um dos principais nomes da fotografia moderna no País. A mostra celebra os 110 anos do fotógrafo, pintor e entomólogo brasileiro (1906-1964), pai do artista Hélio Oiticica, que, a partir das experiências com a microfotografia de insetos, transformou-se numa referência dos movimentos concretista e neoconcretista. Em cartaz até 28 de fevereiro. GALERIA ÍNDICA, R. VISCONDE DE PIRAJÁ,

CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL, R. ÁLVARES PENTEADO,

82, IPANEMA, RIO DE JANEIRO. TER.

112, CENTRO, SÃO PAULO. QUA. A SEG., DAS 9H ÀS 21H. GRÁTIS

A SÁB., DAS 11H ÀS 19H. GRÁTIS

11 3113 3651

CULTURABANCODOBRASIL.COM.BR

044 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

21 2523 6493

INDICAARTE.COM

FOTOS: MAURO RESTIFFE /DIV. (PINACOTECA); DIVULGAÇÃO

Trabalho experimental


Por dentro da África O francês Edmond Fortier (18621928) viveu a maior parte da vida em Dakar, no Senegal, e produziu cerca de 4 mil imagens da África do Oeste no início do século 20. Uma seleção delas está em cartaz em São Paulo até 25 de janeiro, na maior exposição dedicada ao fotógrafo já realizada. Edmond Fortier – Viagem a Timbuktu reúne 200 registros da jornada de mais de 5 mil quilômetros que ele realizou pelo interior do continente, em 1906. INSTITUTO TOMIE OHTAKE, R. COROPÉS, 88, PINHEIROS, SÃO PAULO. DE TER. A DOM., DAS 11H ÀS 20H. GRÁTIS 11 2245 1900 INSTITUTOTOMIEOHTAKE.ORG.BR

Alugue o MercedeS-Benz Vito, umA exClusividAde movidA para Você! Curtir as férias em família acaba de ficar mais fácil.

movida.com.br Central de Reservas 24h: 0800 606 8686 Baixe o aplicativo:

Siga:

Imagens meramente ilustrativas. (1) 27h somente na diária de devolução do veículo. (2) Proteção inclusa LDW. (3) Preço referente ao grupo V. Valor válido apenas para o pacote de 7 dias. Valor do mesmo pacote para 1 diária, R$ 589,00; 2 diárias, R$ 998,00; 3 diárias, R$ 1.377,00; 4 diárias, R$ 1.716,00; 5 diárias, R$ 1.995,00; 6 diárias, R$ 2.214,00. O valor pode sofrer alterações de acordo com a ocupação de cada loja. Consulte em nosso site a tarifa regional. (4) O parcelamento em 10x é válido somente para a bandeira VISA. Para as demais, em até 6x. (5) Wi-Fi Movida por R$15,00 na diária. (6) Disponível no App Movida para Android e IOS.

045


4 CANT OS | M Ú S I C A

OUÇA ESSA OS PRINCIPAIS LANÇAMENTOS NACIONAIS E INTERNACIONAIS DO MÊS Por SOFIA FRANCO

Dupla centenária

Camaleão do rock No dia 8 deste mês, quando completa 69 anos de idade, David Bowie presenteia os fãs com o lançamento de Blackstar, 25º álbum de sua carreira. Ele mantém sua característica inovadora já na faixatítulo, que dura dez minutos e mistura elementos fantasmagóricos e espaciais – sua estreia foi acompanhada de um curta do diretor Johan Renck. O trabalho foi inspirado na sonoridade do rapper Kendrick Lamar e faz uma fusão de gêneros, do hip hop ao jazz.

Caetano Veloso e Gilberto Gil somam seus 50 anos de carreira em Dois Amigos, Um Século de Música, registro em CD e DVD do projeto comemorativo realizado no ano passado. Gravado em agosto, no Citibank Hall, em São Paulo, o show traz a harmonia de vozes e violões de dois dos maiores expoentes da MPB. O álbum tem 28 canções, incluindo a inédita As Camélias do Quilombo do Leblon, composta após a visita de ambos a Israel e Palestina durante sua turnê europeia.

playlist Felipe Simas

A voz da experiência Daniela Mercury explora sua maturidade profissional nas canções de Vinil Virtual. O 15º álbum solo da baiana abraça o que há de moderno no universo musical sem se esquecer da essência de sua trajetória, calcada no samba-reggae e no axé. Defensora do amor e da liberdade, a cantora inspirou-se numa célebre foto de John Lennon e Yoko Ono para desenvolver a capa do disco, em que ela aparece abraçando sua mulher, Malu Verçosa.

046 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

Paleta variada

Ain’t Got No Nina Simone

Beyoncé, Noel Gallagher, Tove Lo e Merry Clayton marcam presença no novo álbum do Coldplay, que chama a atenção pela divertida experimentação de estilos. O primeiro single, Adventure Of a Lifetime, é um bom exemplo do som colorido e animado do trabalho, que vai muito além do rock melancólico do início da carreira da banda britânica. Já a faixatítulo traz um sample do presidente Barack Obama cantando Amazing Grace.

One Day Matisyahu O Meu Guri Chico Buarque The Sound of Silence Simon & Garfunkel Preciso me Encontrar Cartola

FOTOS: DRICA DONATO/DIV. (FELIPE SIMAS); CELIA SANTOS/DIV. (DANIEL A MERCURY); CHRISTOPHER POLK /DIV. (RIHANNA); JULIA KENNEDY/DIV. (COLDPL AY); DIVULGAÇÃO

AT O R


EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA METODISTA

QUALIDADE | INOVAÇÃO | DESENVOLVIMENTO REGIONAL | INTERNACIONALIZAÇÃO

CREDENCIADA PELO

MEC DESDE 2005

Portaria MEC 244, 31/05/13

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

A UNIVERSIDADE METODISTA É O CAMINHO IDEAL PARA VOCÊ SUPERAR DESAFIOS. A melhor forma de diminuir distâncias e superar desafios é por meio da educação. A Universidade Metodista tem as melhores opções para permitir a aprendizagem por modelos mais flexíveis, com ótima qualidade, reconhecida pelo Ministério da Educação. Conheça os nossos cursos a distância e descubra como transformar a sua história.

CURSOS DE GRADUAÇÃO A DISTÂNCIA BIOLÓGICAS E SAÚDE • Gestão Ambiental [2 anos] [Graduação Tecnológica]

• Gestão Hospitalar [3 anos] [Graduação Tecnológica]

• Gestão de Recursos Humanos [2 anos] [Graduação Tecnológica]

• Gestão de Seguros [2 anos] [Graduação Tecnológica]

• Gestão Financeira [2 anos] [Graduação Tecnológica]

COMUNICAÇÃO • Jogos Digitais – Produção de Games [2,5 anos] [Graduação Tecnológica]

• Gestão Portuária [2 anos] [Graduação Tecnológica]

• Gestão Pública [2 anos] [Graduação Tecnológica]

• Logística [2 anos] [Graduação Tecnológica]

EXATAS E TECNOLOGIA • Marketing [2 anos] [Graduação • Análise e Desenvolvimento Tecnológica] de Sistemas [2,5 anos] [Graduação • Processos Gerenciais Tecnológica] [2 anos] [Graduação Tecnológica]

GESTÃO E NEGÓCIOS • Administração [4 anos] [Bacharelado]

• Ciências Contábeis [4 anos] [Bacharelado]

• Gestão Comercial [2 anos] [Graduação Tecnológica]

• Segurança Pública [2 anos] [Graduação Tecnológica]

HUMANIDADES • Pedagogia [4 anos] [Licenciatura] • Teologia [4 anos] [Bacharelado] • Teologia – Integralização de Créditos [1 ano] [Bacharelado]

HARIANE Aluna de Gestão Financeira

TRANSFORME SUA VIDA. TRANSFORME A REALIDADE.

CONHEÇA TAMBÉM OS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO A DISTÂNCIA EM: metodista.br/lato

Grande São Paulo: 11 4366 5000 | Outras localidades: 0800 889 2222 | facebook.com/universidade.metodista | twitter.com/metodista


4 CANT OS | L I T E R A T U R A

estante

BIBLIOTECA VEJA AQUI UMA SELEÇÃO DE NOVOS TÍTULOS NACIONAIS E ESTRANGEIROS Por BRUNA TIUSSU

Mito escancarado Os primeiros 40 anos de vida de Frank Sinatra foram minuciosamente narrados em Frank – A Voz (2013), volume que inicia o ambicioso projeto biográfico do jornalista James Kaplan. Agora, ele entrega a segunda parte do trabalho: Sinatra – O Chefão (Companhia das Letras, R$99,90) mostra o cantor a partir da década de 50, em pleno auge da carreira. Então recentemente premiado com o Oscar de ator coadjuvante em A um Passo da Eternidade (1953), ele levava uma vida movimentada, entre gravações de álbuns, shows na TV, a fundação da própria gravadora e outros negócios – até sua relação com a máfia aparece na obra. Graças a entrevistas e pesquisas exaustivas, o autor situa o astro norte-americano como nome principal – o chefão – da cultura que se formava à época.

Maní

Milly Lacombe .......................... Os bastidores da cozinha, os produtores parceiros, as receitas icônicas e a história dos chefs Helena Rizzo e Daniel Redondo são relatados pela jornalista no livro, lançado em comemoração aos dez anos do restaurante paulistano. EDITORA DBA, R$180

O coração do sertão

048 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

Livro dos Começos

Noemi Jaffe .......................... A obra faz uma investigação sobre o significado – ou os múltiplos significados – do verbo começar. Composta de breves textos em folhas soltas, guardadas num envelope, pode ser lida na ordem que a pessoa quiser. COSAC NAIFY, R$39,90

IMAGENS: REPRODUÇÃO

Ao mesmo tempo que celebrava a conquista do mais recente Prêmio Jabuti, por seu Quarenta Dias, Maria Valéria Rezende preparava-se para o lançamento de Outros Cantos (Alfaguara, R$34,90), que acaba de chegar às lojas. No livro, a escritora e freira, natural de Santos e radicada em João Pessoa, relembra sua primeira incursão no Nordeste, há 40 anos, quando para lá rumou a fim de alfabetizar jovens e adultos carentes. Ela relata as experiências vividas no período e fala das pessoas que cruzaram seu caminho, uma gente cheia de coragem e pureza que a ajudou a enfrentar os desafios encontrados ao longo de sua trajetória.


A DIARREIA

JA NAO INCOMODA MAIS

Restaurador da flora intestinal que auxilia no combate à diarreia.

O

COM

®

FLORA INT ES DA R O D

L NA TI

MUITA GENTE REPOFLOR,

RESTA UR A

INCOMODA

Nº 1 D O

C MER

A

D


REPOFLOR É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO. Repoflor (Saccharomyces boulardii - 17 liofilizado): Reg. nº 1.0235.0420. Indicado na restauração da flora intestinal biológica e também como auxiliar no tratamento da diarreia causada pelo Clostridium difficile, em decorrência do uso de antibióticos e quimioterápicos. Nov/2015. Ref. 1 - Bula do produto Repoflor. Ref. 2 - Fonte: IMS Health – Mercado de Saccharomyces boulardii em unidades. Out/15.


GLP Campinas

46.700 m²

de área disponível Potencial construtivo de 105.000 m²

GLP. LOCAÇÃO DE GALPÕES LOGÍSTICOS E INDUSTRIAIS. Os melhores parques logísticos nas melhores regiões do Brasil. Líder em instalações logísticas de alto padrão com presença na China, Japão e EUA, a GLP oferece localização estratégica, qualidade técnica, respeito aos recursos naturais e baixo custo operacional no aluguel de galpões logísticos e industriais. São 48 milhões de m² de galpões, mais de 4.000 clientes ao redor do mundo e 3,5 milhões de m² em 37 cidades brasileiras. Alugue um galpão com a GLP e obtenha a melhor eficiência logística para sua empresa.

GLP Guarulhos Guarulhos (SP) 192.500 m² de área disponível

GLP Cajamar Cajamar (SP) 79.000 m² de área disponível

GLP Gravataí – Grande Porto Alegre Gravataí (RS) 19.700 m² de área disponível Potencial construtivo de 53.000 m2

GLP Ribeirão Preto Ribeirão Preto (SP) de 1.500 a 17.100 m² de área disponível

GLP Hortolândia III Hortolândia (SP) 42.300 m² de área disponível

GLP Itapevi I Itapevi (SP) 17.900 m² de área disponível

GLP Jundiaí II Jundiaí (SP) 27.600 m² de área disponível

GLP Pavuna Rio de Janeiro (RJ) 9.500 m² de área disponível

área disponível

OUTROS CONDOMÍNIOS LOGÍSTICOS GLP área disponível

área disponível

área disponível

GLP Louveira II .......................... 6.500 m² GLP Jundiaí I .............................. 8.500 m² GLP Suape I ............................... 5.700 m² GLP Jundiaí III .......................... 93.000 m² Cond. Emp. Barão de Mauá ..... 11.900 m² Cond. Empresarial Atibaia ......... 7.400 m² GLP Jandira II............................. 9.300 m²

(11) 3500-3700 locacao@GLProp.com www.GLProp.com.br


54 Gastronomia Casa Destemperados leva agenda diversificada a Porto Alegre

62 5 Perguntas O Titã Paulo Miklos fala sobre sua estreia no teatro

highlights

64 Vitrine Uma seleção de produtos alegres para curtir o Carnaval

54

FOTOS: VICTOR IEMINI/DIV. (PAULO MIKLOS); DIVULGAÇÃO

62


HI GHLIGHT S | G A S T R O N O M I A

Onde moram os

sabores DEGUSTAÇÕES, COOK SHOWS, CURSOS E FEIRINHAS SÃO ALGUNS DOS EVENTOS PROMOVIDOS PELA CASA DESTEMPERADOS, PONTO DE ENCONTRO NA CAPITAL GAÚCHA PARA OS APAIXONADOS POR VIVÊNCIAS GASTRONÔMICAS Por ANA ÁVILA

054 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

Um espaço destinado a experiências culinárias, com programação mensal variada onde é quase impossível não se identificar com nada. Eis a Casa Destemperados. “É um modelo que não existe igual no Brasil. Um lugar para viver a gastronomia de diferentes maneiras”, explica Diego Fabris, um dos sócios do empreendimento inaugurado em junho de 2015 em uma rua tranquila e arborizada do bairro Moinhos de Vento, em Porto Alegre. A cada mês, o local explora um novo tema, a partir do qual trabalham chefs convidados em programações diversificadas, como cook shows, degustações orientadas, cursos de churrasco, de

drinks, de cerveja artesanal, feirinhas e food trucks, cujos ingressos podem ser, na maioria das vezes, adquiridos antecipadamente no site. A temática de janeiro é verão e a agenda está cheia de opções para desfrutar a estação que prolonga os dias e estimula atividades ao ar livre. Porém, a Casa não se destina exclusivamente aos eventos. De terça a sábado, entre 14h e 20h, as portas estão abertas para quem quiser desfrutar da infraestrutura, tomar um café, uma taça de vinho ou apenas se sentar e relaxar na varanda. “O café, a água e a cerveja são sempre de graça. São pequenas experiências que a gente oferece. Você pode vir aqui trabalhar, pode marcar com um cliente e vir usar o local”, explica Lela Zaniol, também sócia no Destemperados. A parceria com marcas variadas permite o agrado aos visitantes e também reduz os custos dos eventos.


FOTOS: ANDRÉA GRAIZ/DIV. (RETRATO); DIVULGAÇÃO

Na página anterior, registro de um evento realizado em 2015 na Casa Destemperados. Nesta página, alguns ambientes do espaço e os três sócios do projeto – da esq. para a dir., Diogo, Lela e Diego

Embora o espaço seja o mais recente empreendimento do trio – que é formado, além de Diego e Lela, por Diogo Carvalho –, a experiência no universo dos sabores é bem mais antiga. Há nove anos eles deram início ao site Destemperados, produzindo conteúdo digital sobre o assunto. “O projeto surgiu como uma multiplataforma de produtos gastronômicos com o ponto de vista do consumidor. Começamos mostrando a nossa visão sobre os restaurantes, contando as nossas experiências”, diz Diego. O primeiro passo foi um blog, depois conquistaram visibilidade nas redes sociais e daí passaram a produzir guias impressos com dicas testadas e aprovadas. Logo os três não conseguiram mais dar conta de percorrer restaurantes sozinhos e precisaram recorrer aos food hunters, que eles definem como “pessoas como a gente” escaladas para ajudá-los a mapear a gastronomia do Brasil com esse olhar de freguês. Hoje contam com

JANEIRO NA CASA:

uma rede formada por cerca de 100 colaboradores espalhados pelo País, que, em troca de um jantar subsidiado pelo projeto, dão sua opinião a respeito dos pratos. “É um hobby patrocinado”, brinca Diego. Preocupado em inovar e disposto a entregar aos seus consumidores experiências únicas, o trio do Destemperados pretende fazer de seu endereço a casa de todos os cozinheiros e dos mais variados projetos que envolvem a culinária. “A gente quer trazer pessoas para cá. Estamos buscando chefs novos e os colocando em evidência. Temos o compromisso de movimentar o mercado da gastronomia. Queremos ser uma vitrine”, resume Lela.

12/1 13/1 14/1 16/1 19/1 20/1 21/1 23/1 26/1 27/1 28/1 30/1

Curso de churrasco vegetariano Curso de comida de boteco Negroni Experience Degustação orientada de cervejas Piquenique no quintal Curso de parrilla para iniciantes Curso de hambúrguer caseiro Happy hour no bar da Bohemia Degustação orientada de cervejas Piquenique no quintal Curso de drinks Food talk cervejeiro com Sady Homrich Food talk fitness Happy hour no bar da Bohemia Degustação orientada de cervejas Piquenique no quintal

Casa Destemperados R. Marquês do Herval, 82, Moinhos de Vento, Porto Alegre 51 3907 3906 DESTEMPERADOS.COM.BR/CASA-DESTEMPERADOS

055


FOTOS: MELIESS FOTOGRAFIA /DIV. (FACHADA E EX TERNA); ULYSSES SEGAT TO/DIV. (DOCE FADO); DIVULGAÇÃO

HI GHLIGHT S | G A S T R O N O M I A

Pescados

Mercadão

com graça INSPIRADA EM SIMILARES QUE FAZEM SUCESSO MUNDO AFORA, A RECÉM-INAUGURADA MERCADOTECA APRESENTA GASTRONOMIA E DESCONTRAÇÃO EM FORMATO INÉDITO EM CURITIBA Por ROSA JORGE

Em viagens pelo mundo, a empresária formada em hotelaria e gastronomia Carolina Gomes Malucelli sempre gostou de frequentar mercados públicos. Do hábito surgiu a vontade de trazer o conceito para o bairro onde mora, no enclave entre os residenciais Campo Comprido e Mossunguê, nos arredores do Parque Barigui, em Curitiba. Assim nasceu a Mercadoteca, inaugurada há dois meses com três mil metros quadrados de área, onde se acomodam 18 boxes 056 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

de ingredientes para levar para casa, além de comidas e bebidas que podem ser degustadas na hora. Um espaço cheio de estilo, que serve tanto para as compras do dia a dia dos moradores quanto para a diversão dos turistas. Ao ar livre há uma praça com mesas comunitárias, parquinho infantil e uma churrasqueira que logo começará a ser usada para o preparo de carnes e pescados nos fins de semana. Confira os principais produtos que você encontra por lá:

O peixe do dia é aquele que o mar escolhe: a família proprietária do box Rosângela Pescados vai todas as manhãs buscar produtos fresquíssimos em Guaratuba, no litoral paranaense. O quilo do filé de tilápia custa a partir de R$35; o da lagosta, R$85.

Carnes A loja 100% Angus vende cortes das raças angus e wagyu (a partir de R$41,80 o quilo da alcatra) e prepara espetinhos para serem saboreados ali mesmo. Se der vontade de um hambúrguer suculento, os da JPL são de produção própria. Entre as 11 opções, o novo Hellburger (R$24,90) leva cheddar e bacon e tem batata rústica como acompanhamento.

Queijos A Witmarsum Cooperativa produz queijos finos na cidade de Palmeira, a Oeste de Curitiba, e os vende no empório Bon Vivant, que abriu sua segunda loja na Mercadoteca (a primeira fica no Mercado Municipal). O macio minas frescal é destaque – R$32 o quilo.


Na página anterior, a fachada da Mercadoteca. Nesta página, ao lado, a área ao ar livre; e, abaixo, produtos à venda no espaço: sorvete da Gelataio; Hellburguer, da JPL; e quitutes da Doce Fado

40 03 1181

Curitiba u, no Hotel Mab Três noites com café SAÍDA EM 21

/1 (DE CAMP

INAS)

a partir de

10x R$83,20 sem juros

Bebidas Com 200 rótulos no catálogo, o Vino! Bar serve diariamente quatro variedades em taças de 75ml a 150ml (R$10, em média). Para quem prefere uma gelada, o Templo da Cerveja oferece seis tipos de chopes artesanais (R$10 o copo).

Mercadoteca R. Paulo Gorski, 1309, Campo Comprido, Curitiba. Seg. a sáb., das 9h às 21h; dom., das 10h30 às 18h. Entrada gratuita 41 3205 3901 MERCADOTECA.COM.BR

Doces Pastéis de Belém, de Santa Clara e toucinho do céu (a partir de R$5 a unidade): o receituário mais clássico dos quitutes portugueses enfeita as vitrines e provoca o paladar na Doce Fado, cujas receitas são preparadas pelo chef Paulo Cordeiro. Pães recheados e criações com bacalhau também estão no cardápio.

Sorvete Sem adições químicas, preparados diariamente segundo as técnicas da gelateria italiana, as delícias da Gelataio levam o talento da mestra sorveteira curitibana Emillene Stival para a Mercadoteca. O cone com dois sabores custa R$10. 057


HI GHLIGHT S | G A S T R O N O M I A

BOM APETITE CONFIRA AS MELHORES NOVIDADES DE BARES, RESTAURANTES E CAFÉS Por LUIZA VIEIRA

Clima tropical

Logo na entrada, o marinheiro grafitado na parede dá o tom do Riso: ambiente aconchegante e sem afetações. Já na cozinha do restaurante, novidade no bairro Aflitos, na capital pernambucana, é a mistura equilibrada de tradição e inovação que permeia as receitas mediterrâneas assinadas pelo chef Paolo Salvadori. Entre as entradinhas, o destaque fica por conta dos ouriços frescos servidos com cobertura de vinagrete. E, na lista dos pratos principais, o spaghetti de frutos do mar e o gnocchi al ragu de rabada figuram entre os mais pedidos. RISO, AV. SANTOS DUMONT, 544, AFLITOS, RECIFE

81 3314 6790

MARAKUTHAI PRAIA, FORÇA EXPEDICIONÁRIA BRASILEIRA, 495, ILHABELA 12 3896 5874 MARAKUTHAI.COM.BR

Mais que tacos e tortillas Quando teve suas portas abertas no Edifício Copan, no fim de 2014, o La Central cumpriu dupla função: contribuiu na renovação do centro paulistano e satisfez quem sempre buscou a legítima comida mexicana. Passado um ano, a casa já entrega duas boas novidades. A primeira é o menu executivo de almoço – entrada, prato principal e sobremesa saem por R$49,90 –, com delícias como o fideos, massa com chile chipotle, abacate e creme azedo, e as tiritas a la plancha, peito de frango com espinafre, cogumelos e purê de milho (foto). A segunda aposta é o brunch aos domingos, cujo menu oferece dos huevos divorciados (tortillas com ovos e salsas verde e vermelha) à torta de pechuga, um sanduíche de frango no pão de milho, com guacamole, romaninhas e cebolas roxas. LA CENTRAL, AV. IPIRANGA, 200, CENTRO, SÃO PAULO 11 3214 5360 LACENTRAL.COM.BR

058 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

FOTOS: GUI GOMES/DIV. (L A CENTRAL); FERNANDO TOMANIK /DIV. (MARAKUTHAI); DIVULGAÇÃO (RISO)

Italiano despretensioso

O Marakuthai, tailandês sensação da jovem chef Renata Vanzetto, acaba de ganhar uma ampliação em sua unidade de Ilhabela que promete agitar o verão. O restaurante agora possui um beachclub à beiramar, cuja decoração colorida conta com coqueiros, bangalôs, redes e futtons. Batizado de Marakuthai Praia, o espaço tem cardápio que preza por drinks refrescantes e pratos leves, como o Bali: atum selado, com molho de queijo de cabra e damasco, acompanhado de arroz com cebolinha e castanhade-caju. Para animar as tardes quentes, aos sábados, DJs convidados comandam as pickups.


HI GHLIGHT S | O Q U A R T O

Cercado de mordomias O EQUILÍBRIO ENTRE SIMPLICIDADE E SOFISTICAÇÃO SE FAZ PRESENTE NA SUÍTE JÚNIOR DO CASAS BRANCAS BOUTIQUE HOTEL & SPA, OPÇÃO DE HOSPEDAGEM EM BÚZIOS QUE OFERECE TRATAMENTOS EXCLUSIVOS E UMA VISTA DE ENCHER OS OLHOS Por ANDRÉ GRACIOTTI

A panorâmica da Baía da Armação de Búzios, onde barcos atracados dão cor à atmosfera pacata, é enquadrada pela gigantesca janela de maneira quase pictórica. O cenário privilegiado é a primeira das inúmeras regalias da Suíte Júnior do Casas Brancas Boutique Hotel & Spa, a única em sua categoria. Reformada há pouco mais de um ano – assim como as outras cinco acomodações da casa –, ela ainda impressiona pela decoração sóbria e de bom gosto, na qual predominam o branco e os detalhes de madeira. Um bom exemplo de simplicidade que não ofusca a sofisticação. Um dos frutos do restauro do quarto são as características que conferem a ele um ar de loft. Caso do lavabo, do chuveiro e da banheira, dispostos 060 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

ao longo de um pequeno corredor que os separa da cama. Mas é na sala que a suíte se revela por completo. Ocupando a maior parte de seus generosos 45 metros quadrados de área, possui um sofá posicionado estrategicamente de frente para a varanda, para o hóspede relaxar enquanto assiste ao belo pôr do sol da cidade fluminense e a caída da noite – eventualmente embalada pela agradável música ao vivo vinda do Restaurante 74, localizado logo abaixo da suíte. Com teto com forro de palha e móveis rústicos, o ambiente exibe uma composição bucólica que contrasta fortemente com a sobriedade dos demais espaços. Transitar dali para o quarto, por exemplo, é como sair de uma casa de praia e entrar num apartamento urbano em poucos passos.

Acima, o sofá e a varanda da Suíte Júnior. Na página ao lado, no alto, a área externa do Casas Brancas; no centro, detalhes da sala de estar do quarto, e, abaixo, sua decoração em tons sóbrios


FOTOS: DANIEL PINHEIRO/DIV (QUARTO); DIVULGAÇÃO (ÁREA EX TERNA)

BEM-ESTAR COMPLETO A mesa O antigo Café Atlântico acaba de passar por uma reestruturação e ganhou novo nome: Restaurante 74 – em homenagem ao ano de abertura do Casas Brancas. Além dele, o hotel possui ainda o Deck, localizado em sua parte externa e com vista da orla. A especialidade da casa são os drinks e as receitas italianas

Em forma Para quem não se contenta apenas com os tratamentos do spa, o hotel oferece aulas de ioga e tai chi chuan de manhã, de segunda à sexta-feira

Arte local A decoração dos espaços comuns conta com obras de artistas renomados. Entre eles, Milu Petersen, pintora moçambicana residente na vizinha Cabo Frio, e a brasileira Christina Motta, autora de algumas das estátuas icônicas de Búzios, como a escultura da atriz Brigitte Bardot e Os Três Pescadores, ambas instaladas na Orla Bardot

“Nosso lema é oferecer serviço como experiência”, diz Sebastian Hedjan, concierge do Casas Brancas. É ele o encarregado de atender a todas as demandas dos hóspedes, que incluem traslados para o aeroporto de Cabo Frio, agendamento em salões de beleza e passeios de barco exclusivos. Tudo arranjado com presteza e uma rápida ligação telefônica. “Para nós, luxo é padrão”, defende. De fato, não há como discordar dele. A atenção e a cordialidade estão presentes em todas as etapas da estada, das miúdas e delicadas flores de boas-vindas colocadas nos travesseiros e nas toalhas à caixa de chocolates que, junto com uma cartinha de despedida, adula o visitante no dia anterior ao seu check-out. As mordomias não param por aí. Outro destaque do hotel, que o fez conhecido nos quatro cantos do Brasil, é seu spa com cardápio extenso – entre as novidades estão o Spa Ouro Terapia, que usa ouro marinho para estimular a pele e prevenir o envelhecimento. As diversas massagens e tratamentos de beleza são capazes de fazer o hóspede esquecer que a badalada Rua das Pedras, repleta de lojas de grife e agito noturno, está a poucos metros dali. Difícil pensar em bater pernas quando estar no Casas Brancas parece mesmo ser um privilégio como poucos.

Casas Brancas Boutique Hotel & Spa R. Alto do Humaitá, 10, Centro, Armação de Búzios, Rio de Janeiro. Entre R$689 e R$2.492 22 2623 1458 CASASBRANCAS.COM.BR

061


H I GHLIGHT S | 5 P E R G U N T A S

À esquerda, o Titã Paulo Miklos; acima, o ator com o trompete que usará em cena; à direita, com Anna Toledo, um dos nomes do elenco. Na página seguinte, o norteamericano Chet Baker

Paulo Miklos passou boa parte das últimas semanas em um estúdio na Zona Oeste de São Paulo, cercado de músicos e instrumentos. O motivo, no entanto, não era a gravação de um novo álbum dos Titãs, banda da qual é vocalista desde a sua fundação, em 1982. Agora, aos 57 anos, ele se prepara para um novo “voo”, como tem chamado o seu début no teatro. Elogiado pelos papéis no cinema, o músico e ator estreia no dia 20 deste mês como protagonista da peça Chet Baker – Apenas um Sopro, em que interpreta um dos maiores trompetistas da história. 062 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

Por MARINA AZAREDO

Conhecido pela voz doce e suave, que influenciou até artistas da bossa nova, e também pelo envolvimento com drogas e pelo comportamento polêmico, o norte-americano ganha espetáculo em sua homenagem escrito por Sérgio Roveri e dirigido por José Roberto Jardim. “A peça se passa no momento em que ele está tentando voltar à ativa, depois de uma briga de rua em que perdeu os dentes”, conta o também guitarrista, que teve de estudar trompete para dar verossimilhança ao personagem. Aqui, ele fala mais sobre a montagem e sua preparação para entrar em cena.

FOTOS: VICTOR IEMINI/DIV (PAULO MIKLOS); MICHIEL HENDRYCK X / CC BY-SA 3.0/ VIA WIKIMEDIA COMMONS/DIV. (CHET BAKER)

Experiência de palco

APÓS ATUAÇÕES ELOGIADAS NO CINEMA, O TITÃ PAULO MIKLOS ESTREIA NO TEATRO NESTE MÊS NO PAPEL DE CHET BAKER, CONSIDERADO UM DOS MAIORES JAZZISTAS DA HISTÓRIA DA MÚSICA


1 23

Você já fez alguns papéis no cinema. Por que demorou tanto para estrear no teatro? Talvez porque eu não estivesse pronto. Mas bastou amadurecer a ideia para aparecer esse convite fantástico de fazer um personagem que une duas de minhas paixões, a atuação e a música. Eu me encantei com o projeto porque Chet Baker foi um cara incrível e por ser uma peça muito bem desenvolvida. Ela se passa no momento em que ele está tentando se reerguer, depois de uma briga de rua em que perdeu os dentes, e retrata com muita verdade a rotina do estúdio. Isso tudo conspira para que esta seja uma grande oportunidade para eu alçar esse voo. Agora estou em pânico, mas o resto está ótimo.

Você teve de aprender a tocar trompete? A primeira coisa que fiz foi me certificar de que eu teria um trompete que funcionasse na peça. Estou estudando, já sei tocar uma escalinha, mas é óbvio que a família e os colegas são os que mais sofrem. Você ouve aquele trompete maravilhoso do Chet Baker e de repente acha que vai ser igual. Mas não é bem assim. Ainda bem que existe a mágica do teatro. Eu toquei todos os tipos de instrumento por causa da minha banda – banjo, gaita, saxofone, flauta e até outros de sopro –, mas o trompete é especial, pois é muito próximo da voz. A melodia precisar estar dentro de você. E como eu vou estar com o instrumento em cena, é importante ter uma intimidade grande com ele.

Quando começou a se interessar pela dramaturgia? Eu sempre gostei. Quando era bem moleque ia ao teatro ver as grandes peças de Paulo Autran, porque meu melhor amigo de prédio era sobrinho dele. Assistir a O Homem de La Mancha, com Bibi Ferreira, e o Grande Otelo, com Paulo Autran, foi muito marcante. Na música, eu acompanhei o começo dos Secos & Molhados e toda aquela potência do Ney Matogrosso. E sempre fui um pouco histriônico, gosto de provocar o público. A música que eu faço tem essa função de movimentar as pessoas, de cantar junto, de fazer dançar, de causar uma catarse. Nunca curti a ideia de fazer um concerto parado, no qual você fecha os olhos e ouve o som.

4

Qual é a sua relação com a música de Chet Baker? Eu ouvia um jazz mais moderno, curtia os malucos: o pianista Thelonius Monk e o saxofonista Ornette Coleman. Adoro esses caras do avant-garde, que são de uma turma mais jovem. Mas Chet Baker e Charlie Parker são clássicos, são monstros. E gosto muito do fato de o Chet ser intérprete também. Os músicos têm certo preconceito com o canário, que é como chamam pejorativamente o cantor. Claro que é uma brincadeira, mas a verdade é que a estrela é temperamental e Chet é um grande exemplo disso. Ele teve uma vida conturbada, com relações difíceis, mas com a genialidade acima de qualquer suspeita. O resto é todo questionável, mas quando o homem pegava o trompete não tinha discussão.

5

Você teve alguma fonte de inspiração para interpretá-lo? Sim, um documentário muito impressionante feito por Bruce Weber, um fotógrafo próximo de Chet, que o acompanhou desde o princípio da carreira. Em um momento ele fez um filme chamado Let’s Get Lost, com Chet contando várias histórias. Além disso, ele entrevistou todas as mulheres e também os filhos dele. É um documento importante, em que você conhece o personagem e suas relações amorosas e profissionais. Como ele e Weber eram amigos íntimos, o papo é franco e não tem a coisa de entrevistador e entrevistado.

Chet Baker – Apenas um Sopro Centro Cultural Banco do Brasil, R. Álvares Penteado, 112, Centro, São Paulo. De 20 de janeiro a 7 de abril. Seg., qua. e qui., às 20h. R$10 11 3113 3651 INGRESSO.COM

063


HIGHL IGHT S | V I T R I N E

Feita de algodão e elastano, a bermuda masculina é novidade da grife Ricardo Almeida. Além de azul, há outras três opções de cores. R$319 RICARDOALMEIDA.COM.BR

Da linha verão 2016 da Gatabakana, as alpargatas são perfeitas para curtir dias de farra com conforto. A parte externa é de sarja e o interior, de couro sintético. R$213,18 GATABAKANA.COM.BR

Em ritmo de carnaval

O shampoo a seco Oh Bee Hive! da Bed Head Tigi remove a oleosidade do cabelo, resgata o volume e facilita a modelagem dos fios. R$127,50 BR.TIGIPROFESSIONAL.COM

O MÊS QUE VEM CHEGA TRAZENDO A FOLIA MAIS ALEGRE DO BRASIL. CONFIRA PRODUTOS PARA VOCÊ ENCARAR COM GRAÇA E ESTILO OS DESFILES DAS ESCOLAS DE SAMBA, OS BLOQUINHOS DE RUA E AS FESTAS NOS SALÕES Edição THAIS LUTTI Produção CAMILA NARDI

Os esmaltes da linha Atitude Neon da Impala dão o toque que faltava ao figurino de carnaval. Possuem acabamento cremoso e semibrilho. R$2,90 cada

De couro sintético e com revestimento térmico, a bolsa Pic-Nic da Fiat Fashion apresenta estampas divertidas e exclusivas. R$231 FIATFASHION.COM.BR

064 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

FOTOS: DIVULGAÇÃO

IMPALA.COM.BR


O body da grife da ex-atleta Fabiola Molina faz parte da coleção inspirada em elementos icônicos do Rio de Janeiro. Seu tecido biodegradável possui proteção contra raios ultravioletas. R$215 FABIOLAMOLINA.COM.BR

O nécessaire de neoprene da Uncle K também pode ser utilizado para guardar câmera, celular e documentos. Conta com um bolso frontal. R$89 UNCLEK.COM.BR

De fácil aplicação, o glitter em pó da Contém1g confere brilho extra às pálpebras. Está disponível em nove variedades de cor. R$26 CONTEM1G.COM.BR

O colar multicolorido da Souq é confeccionado manualmente e composto a partir de aplicações e amarrações variadas. R$229 SOUQSTORE.COM.BR

Com um copo e um amassador de frutas, o kit caipirinha da Coisas da Doris facilita o preparo dos drinks em casa. R$75 COISASDADORIS.COM.BR

065


HIGHLIGHT S | O L H A R A Z U L

@asegundo RN Nas areias de Ponta Negra, em Natal, Lara e Davi construíram seu primeiro castelo juntos

@ciminelli MG Uma boa dose de arte e encanto puro no Instituto Inhotim, em Brumadinho

Instantâneos CONFIRA AQUI ALGUNS DOS MELHORES CLIQUES FEITOS PELOS CLIENTES AZUL

@sepesifa PE Clique feito na Praia do Sancho, nada menos que a mais bonita do mundo!

@marcelomafre CE Entre Caririaçu e Juazeiro do Norte, tive de parar o carro para registrar o belo flamboyant

066 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

@jeanemarila BA A fé do povo de Bom Jesus da Lapa expressada no rosto comum e sofrido dos brasileiros


O Melhor da Comida Brasileira @iatanderson PE O melhor da vida do jeito Azul: viajar para Noronha com o tempero da natureza

@robertofaria001 CE Um senhor pronto para soltar foguetes na romaria do Padre Cícero, em Juazeiro do Norte

Oferecemos uma ampla variedade no sistema de buffet, com saladas e vegetais frescos, pratos quentes, grande variedade de carnes, grelhados, um delicioso pudim, aquele doce de leite e muito mais. FALE QUE VEIO DE AZUL E GANHE 10% DE DESCONTO

+ 1 BRINDE ESPECIAL

ORLANDO: (407) 354-2507

@gabrielmarssal MG As águas douradas da Cachoeirinha, uma das belas atrações do Parque Nacional de Ibitipoca

Quer ver sua foto na próxima edição da revista? Use a hashtag #azulmagazine no Instagram

5458 International Dr, Orlando, FL 32819

MIAMI: (305) 375-0992 129 South East 1st Ave, Miami, FL 33131 Insta

facebook.com/camilasrestaurante instagram/camilasrestaurant www.camilasrestaurant.com


HI GHL IGHT S

COLUNA Mário Magalhães

Peixaria

A

Mário Magalhães é jornalista e escritor. Recebeu 25 prêmios jornalísticos e literários. Foi ombudsman da Folha de S.Paulo. Quando criança, dizia que no futuro sua profissão seria “passageiro de avião”

068 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

RETRATO: LEO AVERSA

escritora portuguesa pergunta à mesa, Não sei se a colega portuguesa descobriu: com jeitinho, por que a cozinha brasileira em matéria de peixes de água doce, sobramos na não aproveita melhor os cardumes da turma. Quase ajoelhei diante de um tambaqui vasta costa nacional. Evoco nossas moquecas. E o na brasa em Manaus. Às margens do Solimões, digno cherne ao sal grosso servido no restaurante a quituteira preparou um almoço pantagruélicarioca onde jantamos. Mas entendo seu desaco, com oito pratos de peixe: matrinxã assado pontamento. Ela vem de um lugar cuja culinária ao forno, caldeirada de tambaqui, guisado de reverencia os pescados com rara devoção. tambaqui, caldeirada de surubim, guisado de Peixe em Lisboa é uma festa gastronômisurubim, desfiado de pirarucu, pirarucu frito e ca anual. Onde, mundo afora, provei o peixe peixe-boi – na verdade um mamífero, na época do mar mais saboroso? A li pertinho, em não ameaçado de extinção. Cascais, um dourado (de Os jundiás que uma tia cozinhava num balneário para os água sa lgada) ao forno. lados do Uruguai não faziam P reced ido de a mêijoa s, EM COPACABANA, DESDE feio. Nós os pescávamos nos molusco que no Brasil chama mos de vôngole, seu arroios das cercanias. Quer MENINO AJUDAVA A nome italiano. E sapateira, dizer, meus primos pescavam. PUXAR O ARRASTÃO NO um caranguejão. Tudo taEu era “sapateiro”, saía sempre POSTO 6. OS ARRASTÕES belando com vinho verde. de mãos vazias. ACABARAM, PORQUE SE Quase no mesmo nível, Ta lvez por isso nu nca em Bilbao me lambuzei tenham me levado à pescaACABARAM OS PEIXES” com uma iguaria incomum, ria da miraguaia, peixão de dezenas de quilos fisgado no mar por anzol de kokotxa, carne escondida na cabeça da merluza. Só a encontrei no País Basco, assim como só lá bebi três pontas encoberto pela isca, um siri inteiro. txakoli, vinho branco discretamente borbulhante, Certa manhã, fui à praia com dois moleques e comi o queijo idiazabal, de leite de ovelha. menores e, com uma rede, trouxemos para casa Inesquecíveis, feito o salmão fresco pechinchauns quinhentos siris e setenta peixes. do no mercado de Seattle. Meu pai o assou no forno Em Copacabana, desde menino ajudava a puxar do hotel, besuntado por colheradas de manteiga. o arrastão no Posto 6. Os arrastões acabaram, Revi salmões exuberantes como aqueles, primos do porque se acabaram os peixes. Em Surfers ParaPacífico, em peixarias chilenas. Ignoro que peixes dise, na Austrália, não tinha peixe no autódromo do Atlântico eram matéria-prima das moquecas de rua da Fórmula Indy. Pedi ostras frescas da com dendê que vinham em quentinhas nos almoços Tasmânia, acompanhadas – ninguém é perfeito – de férias em Ilhéus. Nem Gabriela faria igual. de Fanta laranja estupidamente gelada.


HI GHL IGHT S

COLUNA Mara Salles

Cozinha pan-amazônica

O

Mara Salles é chef do restaurante Tordesilhas, em São Paulo

070 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

RETRATO: DIVULGAÇÃO

engajamento de chefs com a sustentabi- zinheiros, cientistas, empresários e jornalistas lidade vai muito além de adotar em seu do continente e de outros lugares do mundo. cardápio um produto raro ou de apoiar Acabo de chegar do primeiro encontro, realipequenos produtores. Se essa relação acontecer zado na Amazônia peruana. Enquanto a floresta, sem causar impactos ambientais (e sem ser um como num filme, exibia sua exuberância através discurso meramente midiático), comunidades das grandes janelas envidraçadas do confortável extrativistas, ribeirinhas e caiçaras poderão viver barco que deslizava sobre as águas dos rios Ucayaly, com um pouco mais de dignidade, preservando Marañón e Amazonas, nós, 30 passageiros de todos os sotaques, estávamos imersos o seu meio e as suas tradições. Resultados concretos estão em uma discussão de alto nível, aí chancelando a importâncoordenada com maestria por NÃO IMPORTA ESTAR cia do chef nesse contexto. O Yolanda Kakabadse, presidente queijo feito com leite cru, que da WWF (World Wide Found DESTE OU DO OUTRO aos poucos vai deixando de ser for Nature), e respaldada por LADO DA FRONTEIRA comercializado ilegalmente. orga n i smos como Forest OU DO RIO, SE É BEIJU A valorização de ingredientes Trends, Canopy Bridge e Amigos OU CASSAVE. SÃO AS amazônicos fora da Amazônia, da Terra. dos sabores das frutas silvesTão rica é a biodiversidade MESMAS ÁGUAS DE tres do Cerrado e da excelência amazônica e tão pobre é grande UMA AMAZÔNIA ÚNICA” de algumas cachaças artesaparte de sua população, que não nais. Sem contar o resgate e a manutenção dos dispõe de recursos para a exploração equilibrada saberes aplicados aos subprodutos da mandioca dos bens e a garantia de sua manutenção na floresta. Uma respeitosa e qualificada intervenção, e tantos outros conhecimentos. Reconhecendo o poder desses atores em pro- portanto, vem muito a calhar. mover inclusões, acaba de ser criado um grupo Ao que parece, cuidados não vão faltar a multidisciplinar que tem como base a diversidade esse grupo que começa se pautando por uma das iguarias e o potencial gastronômico de toda a fórmula com grandes chances de acertos, junAmazônia. A ideia nasceu no Peru, país da América tando diferentes olhares sobre a mesma causa. Latina que melhor sabe expressar sua comida no Não importa estar deste ou do outro lado da mundo atual. Já havia algum tempo, Pedro Miguel fronteira ou do rio, se é beiju ou cassave. São Schiaffino, importante chef de Lima, vinha bus- as mesmas águas de uma Amazônia que é, sim, cando apoio para seu lindo projeto, que agora única. Que nos conecta e precisa urgentemente ganha corpo com a união de ambientalistas, co- ser preservada.


CRAVOSAN (peróxido de benzoíla) - Indicado no tratamento tópico da acne vulgar. MS Medicamento conforme RDC ANVISA Nº 199/2006. AFE Nº 1.00.497-7. Ref. Bula do Produto. Jan/16. CRAVOSAN É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA.

SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO

SAC 0800 11 15 59 |

www.uniaoquimica.com.br


HI GHL IGHT S

COLUNA Denise Campos de Toledo

Será que 2015 terminou mesmo?

A

Denise Campos de Toledo é jornalista especializada em economia, comentarista da Rádio Jovem Pan e da TV Gazeta, além de palestrante, escritora e editora do site economiaemfoco.com.br

072 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

RETRATO: ROBERTO SEBA

no novo, vida nova. Desta vez não de, com desemprego em alta e poder de compra podemos apostar muito nessa ideia. prejudicado pela inflação de dois dígitos. InflaPelo menos no que se refere ao andação que, contrariando todas as expectativas, mento de nosso País. Não é bom começar um ano tem resistido ao forte aumento dos juros, que falando de problemas, de dificuldades. Desculcontinuam batendo recordes. Até nesse sentido a crise pem-me. Mas a realidade não pode ser negada, porque atinge que o País enfrenta é atípica. o nosso dia a dia. Ninguém deve A inflação veio muito de corre2015 DEIXOU UMA se deixar levar pelo desânimo. ção de preços administrados – Só que é bom manter os pés no HERANÇA MUITO RUIM como da energia e dos combuschão e saber com quais condiE EM BOA PARTE DE 2016 tíveis –, que, além de atingições será preciso lidar, até para rem direto nos índices, ainda VAMOS TER MAIS DO que no plano pessoal as coisas dilatam o custo das empresas. MESMO. AINDA TEMOS Ao invés de elas fazerem procaminhem melhor. 2015 deixou uma herança PELA FRENTE UMA CRISE moções maiores para garanmuito ruim e em boa parte de tirem o movimento, acabam POLÍTICA DAS MAIS 2016 vamos ter mais do mesmo. repassando a diferença para os COMPLICADAS QUE O Ainda temos pela frente uma preços, para poderem manter BRASIL JÁ VIVEU” crise política das mais comalgum fôlego financeiro. E a plicadas que o Brasil já viveu. inflação realimenta a inflação. Um enrosco total, uma disputa de forças que A crise poderá ser mais amena em 2016, mas afeta demais o rumo da economia. No nível seguimos com desarranjos enormes: desequique chegou, a crise dificulta a governabilidade líbrio das contas públicas, que está na base dos e a definição de estratégias para combater os principais problemas da economia e pode fazer problemas econômicos, que também são dos o País sofrer novos rebaixamentos da avaliação piores da história. de risco; inflação ainda alta, assim como os juros, Fechamos 2015 com a maior recessão em que podem até subir mais; desemprego avançan25 anos. Com as projeções ruins que já temos do; investimentos em queda; baixa confiança. para 2016, a economia pode sofrer o tombo mais Administrada a crise política, crescem as intenso desde a depressão de 1929. Vejam só a chances de um encaminhamento mais eficiente gravidade da situação que estamos vivendo. Um para as questões econômicas. É o desafio que mergulho que produz danos para toda a socieda2015 deixou para 2016.


solution

Alugue um carro ito e aproveite mu . mais a sua viagem

Com as ofertas da Localiza, você viaja com todo conforto e liberdade.

ReseRvas 24h

www.localiza.com 0800 979 2000

Diárias com tudo incluso em até 10x sem juros*. Confira em nosso site. *Consulte condições

Baixe o novo App da Localiza e conheça os benefícios.


PUBLI EDIT ORIAL | M M A R T A N

Escolha a toalha ideal para você

Supima

banho e se deparar com uma toalha que não absorve a água da pele. Por isso, para a mmartan, a palavra de ordem é absorção. Este é o principal atributo comum às linhas de toalhas da marca. Conheça um pouco de cada uma delas:

Hydrocotton

São toalhas confeccionadas com fibras extralongas e de alta qualidade. As fibras Supima são produzidas nos Estados Unidos e passam por uma padronização e por um rígido controle de qualidade, além de serem submetidos à aprovação dos licenciadores internacionais. Seus produtos são macios, suaves e com textura e brilho incomparáveis. As toalhas têm 660 gramas por metro quadrado, sendo encorpadas e com altíssimo poder de absorção de água.

Fio Egípcio Mundialmente reconhecidos por sua maciez, os fios egípcios são consagrados por sua excelência. A palavrachave destas toalhas é qualidade. Possuem 660 gramas por metro quadrado e agradam aos mais exigentes consumidores.

Produzidas com fios egípcios, possuem capacidade de 15% a mais de absorção que as toalhas comuns. Este resultado é atingido após uma seleção ainda maior de matérias-primas e de um avançado processo de tecelagem que torna a peça mais maleável, com alto grau de conforto. Têm 550 gramas por metro quadrado e são perfeitas para clientes que querem conforto e qualidade num mesmo produto.

Estilos e 1 For All

Super Soft Possuem um ótimo índice de absorção por serem feitas com fios Low Twist (de baixa torção), que asseguram uma peça com alta maciez – quanto menos torcido o fio, menos rígido ele fica, gerando um produto de toque supermacio. Essas toalhas têm 560 gramas por metro quadrado.

Apresentam peças que transitam bem em todas as linhas da mmartan por terem uma cartela de cores comuns a estilos variados, coordenadas com os produtos de cama. A principal característica dessas toalhas é, portanto, sua habilidade de coordenação, o que se torna um atrativo para os consumidores que gostam de variar os estilos da moda banho. São confeccionadas com fibras de algodão que passam por um processo de penteagem, ou seja, elas são selecionadas, e pequenas impurezas são eliminadas. As toalhas têm 500 gramas por metro quadrado.

A mmartan oferece ainda uma linha praia/piscina com acabamento aveludado. Seja qual for a sua necessidade, a marca possui uma linha de produtos desenvolvida especialmente para você.

mmartan.com.br 074 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

FOTO: DIVULGAÇÃO

A hora do banho deve ser um dos momentos mais relaxantes do dia. Seja ele quente ou frio, de chuveiro ou na banheira, o que importa é aproveitar o momento para cuidar de si. E nada é mais inconveniente do que sair do

LEVES, MACIAS, FOFINHAS OU ENCORPADAS. CADA LINHA DE BANHO DA MMARTAN SE DESTACA POR UMA CARACTERÍSTICA DIFERENTE, MAS TODAS ELAS TÊM EM COMUM O ALTO PODER DE ABSORÇÃO


to: Vini ciu Fo

Bolo de Rolo

s Lu b a m b o

Porto de Galinhas

: to Fo

Recife - Foto: Andréa Rêgo Barros / PCR

Ro be rto Ros a

Sabor de férias.

O verão de Pernambuco é assim: irresistível. As atrações da gastronomia, da história e da cultura da capital, Recife, estão pertinho de belas praias, como Porto de Galinhas. Onde quer que você esteja, o convite é o mesmo: mergulhar nas belezas e no prazer de viver. E aproveitar ao máximo o sabor de cada momento.

SECRETARIA DE TURISMO, ESPORTES E LAZER


78 Palm Beach O charme e a exclusividade do balneário da Flórida

90 Baixo Arapiuns Um roteiro nas comunidades ribeirinhas da Amazônia

destinos

FOTOS: GUI GOMES (PALM BEACH); CHEMA LL ANOS (BAIXO ARAPIUNS)

78

101 Rio de Janeiro O chef Henrique Fogaça indica atrações da Cidade Maravilhosa

90


D EST INOS | P A L M B E A C H


Onde os paparazzi

não têm vez

Com restrições a fotografias nas áreas residenciais, Palm Beach, no Leste da Flórida, é um reservado reduto de luxo e sofisticação. Destino perfeito para quem prefere aproveitar o sol e o mar azul-turquesa da região longe da badalação da vizinha Miami Por MARINA AZAREDO Fotos GUI GOMES


D EST INOS | P A L M B E A C H

R

icos e fa mosos d iv idem-se em dois grupos: os que gosta m dos flashes, dos holofotes e das fotos esta mpadas nos tabloides e os que preferem a discrição, os points reservados e a liberdade do anonimato. Na Flórida, a primeira turma ruma para Miami. Já a segunda tem como destino preferido uma minúscula ilha na Costa Leste do estado. A 72km de Fort Lauderdale – aonde chegam os modernos jatos Airbus A330 da Azul, com o interior totalmente novo, em voos com origem em Campinas –, Palm Beach, no condado de mesmo nome, é o endereço de algumas das maiores fortunas dos Estados Unidos. E também um oásis para quem não quer chamar a atenção:

080 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

uma lei proíbe fotografar as propriedades privadas dessa porção de terra de apenas 27 quilômetros quadrados. Yoko Ono, Donald Trump e Rod Stewart são algumas das celebridades que mantêm mansões por lá – estimativas mais recentes indicam que 30 bilionários vivem em Palm Beach. Para ver estas casas de perto e conhecer curiosidades da história de cada uma, é possível contratar tours de bicicleta ou de carro a partir de US$35 por pessoa. Os passeios percorrem os endereços mais famosos, seja pela grandiosidade e pela suntuosidade de sua arquitetura, seja pelos escândalos que ali aconteceram. Um dos mais notórios é o do milionário Jim Sullivan, que, em 1987, mandou matar a ex-mulher por medo de perder a propriedade no divórcio. Depois de uma longa batalha judicial, ele foi condenado, em 2006.


Muitos dos casarões ficam na South Ocean Boulevard, com bela vista do Oceano Atlântico. O mar em tons de azul-turquesa e o clima tropical são, aliás, dois importantes atrativos da ilha, que, assim como outras cidades da Flórida, tem a alta temporada entre os meses de novembro e maio, no inverno americano. Durante o verão, o calor intenso espanta os turistas e a atmosfera é de calmaria e tranquilidade. Tudo muda após o feriado de Thanksgiving, em meados de novembro, quando os endinheirados começam a chegar de outras partes do país, fugindo do frio e da neve – não à toa, recebem o apelido de snowbirds (pássaros da neve). Nos meses mais amenos, a temperatura fica em torno de agradáveis 20 graus.

Na página anterior, a beira-mar da South Ocean Boulevard. Nesta página, no alto, uma das tranquilas ruas de Palm Beach; acima, a praia banhada pelo Oceano Atlântico; e, ao lado, passeio de bicicleta pela ilha

081


D EST INOS | P A L M B E A C H

O lado Oeste de Palm Beach também tem seu charme: é ali que ficam atracadas as embarcações dos residentes e dos turistas. Um passeio de bike pela Lake Trail – embora os Bentleys e Jaguares estejam por toda parte, a magrela é o veículo perfeito para desbravar o lugar – permite apreciar a vista do continente. Tal qual Brooklyn e Manhattan, em Nova York, a cidade é separada da vizinha West Palm Beach por pontes. Durante a pedalada, o Flagler Museum é parada obrigatória para conhecer a história local. O prédio do início do século 20 que o abriga já foi o lar de Henry Morrison Flagler, um dos fundadores da petrolífera Standard Oil e o homem que levou a estrada de ferro ao Sul da Flórida, região que até o século 19 era um grande pântano habitado por índios. Se as laterais da ilha são os lugares preferidos de quem quer se exercitar e reforçar o bronzeado, o point para ver e ser visto fica no centro, mais especificamente na Worth Avenue. Também conhecida como a Rodeo Drive da Flórida, uma referência à famosa rua de compras de Beverly Hills, a via ostenta vitrines de grifes como Tiffany, Gucci e Chanel, além de galerias e restaurantes. 082 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

Ali, apesar do mar a poucos metros, o dress code em nada lembra a descontração litorânea: o estilo é clássico e urbano e a elegância dá o tom. Mas se compras não forem a sua praia, não desista. Pequenas ruazinhas transversais, chamadas de vias, guardam todo um charme mediterrâneo. Com lojas menos conhecidas, fontes e restaurantes com mesas ao ar livre, assemelhamse às piazzas italianas. Para sentar, tomar um café e deixar a vida passar em tons fellinianos.


Na página anterior, o chef Clay Conley e as empanadas servidas no Buccan. Nesta página, à esquerda, o salão do restaurante HMF, no Breakers; e, abaixo, dois registros da elegante Worth Avenue

Embora não seja tão badalada quanto Miami, Palm Beach também tem seu agito noturno. Restaurantes, como o Buccan, casa do chef Clay Conley que tem reservas disputadíssimas, e o renovado HMF do Breakers, hotel cujo imponente prédio é um dos símbolos da cidade, atraem uma clientela ávida por bons drinks e pratos em pequenas porções, ideais para compartilhar. Após o jantar, os mais animados seguem para o Cucina dell’Arte, que fica aberto até tarde e é popular entre o público jovem. 083


D EST INOS | P A L M B E A C H

VIZINHA DINÂMICA Uma das principais portas de entrada para o viajante que visita a Flórida, Fort Lauderdale também atrai turistas interessados em conhecer seus quase 40 quilômetros de praias e os impressionantes 500 quilômetros de hidrovias – que lhe renderam a alcunha de “Veneza americana”. Porém, seus maiores atrativos são as inúmeras novidades das cenas gastronômica e cultural. Após muito tempo relegada à simples condição de vizinha de Miami, a cidade agora vive uma atmosfera de renovação, que pode ser conferida em locais como o Las Olas Boulevard, avenida que concentra bares, restaurantes, galerias e lojinhas, e o Fat Village, enclave hipster da região.

Vida litorânea

Quando o viajante se cansar do luxo e do glamour – se é que isso é possível –, é hora de cruzar uma das pontes em direção à menos pomposa West Palm Beach. A cidade de 100 mil habitantes, polo econômico da região, é daqueles lugares que sabem conciliar os atrativos urbanos com os naturais. Lá a vida acontece em um calçadão na parte revitalizada da orla. Nos fins de semana, há ofertas de esportes aquáticos, como jet ski e caiaque, e shows ao ar livre. Mas o destaque mesmo é o green market, mercado de produtos artesanais e orgânicos realizado nas manhãs de sábado. É ali que os locais se encontram, para bater papo, tomar uma mimosa e fazer compras – em bancas que mudam a cada temporada. A novidade de mais sucesso deste ano é a Dreamallows, que vende pequenos doces de marshmallow. “Estava há 12 anos no mundo corporativo, sentindo falta do toque humano. Então comecei a fazer os doces e fiquei muito feliz quando fui aceita no mercado”, conta a proprietária Milka Gordillo, ao lado do marido e do filho. 084 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6


Na página anterior, no alto, mesas comunitárias do West Palm Beach Green Market; no centro, fonte em West Palm Beach; e, embaixo, Juno Beach. Nesta página, abaixo, passeio de caiaque no Riverbend Park; e, à direita, o Jupiter Lighthouse

Como não poderia deixar de ser, o destino também hospeda um bom museu. O Norton Museum tem coleções de artes chinesa, americana e europeia, além de interessantes exposições temporárias. No dia 28 deste mês, o espaço inaugura a primeira mostra individual da artista plástica nigeriana Njideka Akunyili Crosby, além de dar continuidade à exibição fotográfica de Mary Ellen Mark, aberta em dezembro, com retratos de sem-tetos de Seattle. Mas se a ideia for aproveitar o sol que brilha na Flórida o ano inteiro, a dica é rumar para o Norte. A praia do município de Juno Beach, com sua larga faixa de areia, é popular entre surfistas e jovens bronzeados e seu píer, de aproximadamente 300 metros, atrai pescadores nos fins de semana.

Percorrendo pouco mais de dez minutos de carro, chega-se a Jupiter, simpática cidadezinha de 55 mil habitantes, cuja principal atração é um farol de 1860, o Jupiter Lighthouse. Subindo os seus 105 degraus tem-se uma admirável vista da região. No mesmo passeio ainda é possível conhecer uma das casas mais antigas do condado de Palm Beach, datada de 1892, que conta com piso original e mobília também do período. Para ir ainda mais a fundo na história local e conhecer a vegetação típica, siga para o Riverbend Park, uma área de 280 hectares – quase duas vezes o Parque Ibirapuera, em São Paulo – onde é possível alugar bicicletas e caiaques. Com sorte, observam-se até jacarés ao navegar pelas águas do Loxahatchee River. Aproveite. As fotos ali são permitidas. 085


D EST INOS | P A L M B E A C H

ONDE FICAR

ONDE COMER

PASSEIOS

The Brazilian Court

City Cellar Wine Bar & Grill

Island Living Tours

Já recebeu hóspedes famosos, como Audrey Hepburn e Marlon Brando, que batizam algumas das suítes mais disputadas da casa. O nome deve-se à antiga entrada do hotel, que ficava na Brazilian Avenue.

Localizado em uma área badalada de West Palm Beach, tem cardápio americano moderno e costuma ficar lotado à noite. Prato mais pedido da casa, o badejo chega à mesa em consistência perfeita.

A simpática Leslie Diver organiza passeios exclusivos e personalizados por Palm Beach – é preciso agendamento prévio. Arquitetura e história são alguns dos temas abordados por ela durante os tours.

301 AUSTRALIAN AVE., PALM BEACH

WEST PALM BEACH

1 561 655 7740

THEBRAZILIANCOURT.COM

CITY PLACE, 700 S ROSEMARY AVE.,

1 561 366 0071

1 561 868 7944 CITYCELLARWPB.COM

The Breakers

Emko Palm Beach

Símbolo máximo do luxo e da ostentação de Palm Beach, o hotel de 540 quartos recebe a elite norte-americana desde 1986, ano em que foi construído.

Misto de restaurante e galeria de arte, chama a atenção pelo cardápio sucinto e criativo, ideal para almoços. O sanduíche cubano é saboroso.

1 S COUNTY RD., PALM BEACH

2119 S DIXIE HWY., WEST PALM BEACH

1 561 655 6611

THEBREAKERS.COM

1 561 227 3511

EMKOPB.COM

Eau Palm Beach Resort & Spa

Buccan

Além de um dos melhores spas da região, tem quartos com vista do mar, piscinas adulto e infantil e um buffet de café da manhã (pago à parte) que faz sucesso. Fica em Manalapan, cidadezinha ao Sul de Palm Beach.

É difícil conseguir uma reserva no point mais badalado de Palm Beach, mas o esforço vale a pena. O prestigiado chef Clay Conley serve pratos deliciosos em um ambiente informal e descontraído.

100 S OCEAN BLVD., MANALAPAN 1 561 533 6000

350 S COUNTY RD., PALM BEACH 1 561 833 3450

BUCCANPALMBEACH.COM

EAUPALMBEACH.COM

Guanabanas Com mesas ao ar livre e atmosfera surfista, é uma das boas surpresas de Jupiter. Peixes e frutos do mar são os destaques do menu. 960 N HWY. A1A, JUPITER 1 561 747 8878

086 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

GUANABANAS.COM

ISLANDLIVINGPB.COM/ISLAND.HTML

COMO IR A Azul opera voos diários para Fort Lauderdale, a 72km de Palm Beach, a partir do aeroporto de Viracopos (Campinas).


D EST INOS | P A L M B E A C H | F A Z E N D O A M A L A

3 4

1 2

5

Flórida exclusiva

ESCOLHA PEÇAS ESTILOSAS E CONFORTÁVEIS PARA CURTIR AS PRAIAS, OS RESTAURANTES E O CLIMA REFINADO DO BALNEÁRIO DE PALM BEACH Edição THAIS LUTTI Produção CAMILA NARDI Foto LEO ELOY

088 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6


1

Bata Batô Batô. R$250 BATOBATO.COM.BR

2

6

Bolsa de couro Schutz. R$590 SCHUTZ.COM.BR

3

Sabonete cremoso Prímula Weleda. R$45,90 WELEDA.COM.BR

4

Primer líquido Smashbox. R$159 SMASHBOXBRASIL.COM.BR

5

7

Alpargatas de couro Jorge Alex. R$169,90 JORGEALEX.COM.BR

6

Óculos Italia Independent. R$647 ITALIAINDEPENDENT.COM

7

Pulseiras de acrílico Ivana Salume. R$98 cada 11 5063 0440

8

Minibag Havaianas. R$49,90 HAVAIANAS.COM.BR

8

9

9

Biquíni de crochê Skinbiquini. R$429 SKINBIQUINI.COM.BR

AGRADECIMENTOS: REGAT TA TECIDOS (FUNDO TECIDO BOUCLÊ) – REGAT TATECIDOS.COM.BR CASA DA CORTIÇA – CASADACORTICA.COM.BR

089


DES T INOS | B A I X O A R A P I U N S


Adorável POVO DA FLORESTA Projeto inovador no Pará, o circuito de ecoturismo comunitário convida a conhecer, de forma genuína, comunidades ribeirinhas do Baixo Arapiuns, na região de Santarém. É a oportunidade de se aproximar do modo de vida e da cultura de uma gente forte e fascinante Por BRUNA TIUSSU Fotos CHEMA LLANOS


D EST INOS | B A I X O A R A P I U N S

D

e chapéu de palha, óculos escuros e um sorriso grudado no rosto, Maria Odila Godinho ajeita os últimos detalhes no barco ancorado no porto de Santarém, no Pará. Recebe com empolgação os viajantes e os observa inspecionar o ambiente que será seu meio de transporte, hotel e restaurante durante quatro dias. Ela indica o melhor canto para cada um armar a rede, confere o movimento na cozinha e dá o comando para a embarcação zarpar. Aos 64 anos, esperta como uma menina, Maria é a principal guia do circuito de ecoturismo comunitário que contempla unidades de conservação do Baixo Arapiuns. Região que não é só seu lar, mas seu universo, seu maior orgulho.

092 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

Há quem viva uma experiência na Amazônia e se encante principalmente com sua floresta abundante e com a rica diversidade da flora. Outros são surpreendidos sobretudo por seus rios de dimensões oceânicas, cujas águas chegam a ser mais transparentes que o mar de muitas praias famosas do Brasil. E ainda existem aqueles que ficam maravilhados com o seu povo, uma gente autêntica, cativante e extremamente forte – eu, por acaso, incluome neste grupo. Felizmente, Maria é apenas a primeira oportunidade de se aproximar dessas pessoas que parecem se esconder nos confins da região Norte – importante braço do Tapajós, o Rio Arapiuns segue a Oeste, chegando perto do limite com o Estado do Amazonas. Além de guia, ela é a presidente da Turiarte, Cooperativa de Turismo e Artesanato


Na página anterior, uma típica casa das comunidades do Baixo Arapiuns e Maria Odila, a guia do passeio. Nesta página, acima, três garotas nativas da região; à esquerda, Alvair, próximo às caixas de seu apiário; e, abaixo, o barco que leva os turistas durante toda a viagem

da Floresta, que tem como objetivo justamente diminuir a distância entre a população dessa porção amazônica e a do resto do mundo. Em parceria com a ONG Saúde & Alegria, que atua ali desde 1987 assistindo 1.200 famílias, o grupo de 54 mulheres e 16 homens hoje consegue levar turistas para algumas comunidades ribeirinhas, onde apresenta o modo de vida, a cultura e a energia do povo da floresta. Anã, local em que Maria nasceu e onde mantém sua casa, é a primeira parada do roteiro – são 3h30 de viagem desde Santarém. Como é comum por ali, as 96 famílias da comunidade vivem essencialmente do extrativismo e da agricultura de subsistência. O fomento de fontes de renda e de alimentação, aliás, são dois dos pilares mais trabalhados pelo Saúde & Alegria, que dá subsídio técnico para a manutenção de um viveiro de mudas e para o manejo de abelhas, entre outros projetos. Há dez anos trabalhando em seu apiário de melíponas (espécie nativa que não tem ferrão), Alvair produz 90 litros de mel por ano e vende tudo – o litro custa R$40. “Ainda não fazemos com própolis só porque não conhecemos a técnica. Senão...”, diz ele, ávido para melhorar o negócio. 093


D EST INOS | B A I X O A R A P I U N S

As mulheres da família de Alvair, por sua vez, atuam em outra frente apoiada pela ONG, a de criação de peixes em tanques flutuantes. Algumas “comadres” se juntaram e fundaram o coletivo Musa (Mulheres Sonhadoras em Ação), e, com a ração correta e os devidos cuidados para driblar a acidez do rio, não ficam mais sem tambaqui para assar desde 2005. Acostumada a acumular funções, Maria Odila também é a presidente desse grupo: “A mulher é movida pelos sonhos. Sempre temos um objetivo para correr atrás. E nós corremos, viu?”

094 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

O dia em Anã termina em terra firme. Em uma hospedaria construída há dois anos: de madeira e alvenaria, tem telhado de palha, espaço para 20 redes, banheiros e sistema de energia solar. O barco só volta a ver os viajantes na manhã seguinte para mais 2h30 de navegação até a comunidade de Atodi, que abriga 46 famílias. Lá, os nativos dão uma verdadeira aula de engenharia cabocla ao demonstrar o processo da farinhada. Dirleide – que aprendeu a técnica com a mãe, que aprendeu com sua mãe, e assim sucessivamente – esbanja habilidade ao moer a macaxeira, separá-la do tucupi, secá-la no tipiti (um espremedor de palha trançada), peneirá-la e, por fim, tostá-la no forno artesanal. “É simples, menina. Quer tentar?”, pergunta-me ela, que então ri, meio tímida, da total falta de jeito da moça urbana.

INGREDIENTES DA TERRA Dois produtos reinam soberanos no cardápio da região: a macaxeira e o peixe. A primeira está presente desde o café da manhã (servida cozida) até as demais refeições, em variações que vão do bolo ao saboroso biscoito de crueira, resíduo descartado no processo da farinhada. Quanto aos pescados, tambaqui, tucunaré e pirarucu são matérias-primas dos pratos deliciosos provados tanto nas comunidades quanto na embarcação. Na última noite, os viajantes ainda são surpreendidos com a piracaia – nas areias de uma praia, sob o luar, a tripulação do barco prepara peixes temperados com limão e sal em uma churrasqueira, da maneira que os pescadores da floresta fazem.


Na página anterior, em sentido horário, as redes do barco-hotel; Dirleide tostando a farinha de macaxeira; e a trilha dos castanheiros. Nesta página, acima, praia contemplada durante a navegação pelo Rio Arapiuns; ao lado, uma das crianças de Arimum; e, abaixo, artesã trabalhando a palha do tucumanzeiro

O passeio em Atodi ainda inclui a chamada trilha dos castanheiros: 9,5km de caminhada pela floresta nativa, para o deleite dos visitantes. Ou simplesmente o trajeto que leva até os roçados, segundo os moradores. Castanheiras, pequizeiros e árvores com propriedades medicinais, como o barbatimão, são vistos ao longo do percurso, que termina com um banho no igarapé. Apesar de também contar com uma hospedaria, o repouso é reservado ao barco. Afinal, outro ponto alto da viagem é dormir com o balanço da embarcação, o barulho leve do rio e o vento oportuno para aplacar o intenso calor de 30 graus. A premissa básica do turismo comunitário, a de reconhecer os nativos como protagonistas na gestão das ações, é reforçada na visita à comunidade de Arimum. Enquanto alguns

representantes de suas 32 famílias esperam o turista na areia, outros estão a postos para demonstrar o método de fabricação do artesanato a partir da fibra do tucumanzeiro, palmeira típica da Amazônia. Para organizar a atividade, eles formaram a Jararaca, cooperativa que os mantém unidos no objetivo de prosperar com o comércio das peças. Hoje vendem bijuterias, vasos e enfeites para comunidades vizinhas e até para Santarém. Quem chega ali aprende, primeiro, qual daquelas árvores é o tucumanzeiro – identificá-lo é fácil só mesmo para quem é da floresta. Depois acompanha a técnica de separação e de tingimento das palhas, para então arriscar fazer sua própria obra de arte. Confesso não ter sido a aluna que esperavam. Distraíme com o urucum e as crianças, que adoram ganhar um desenho no rosto. Mas não saí de mãos abanando: uma artesã presenteou-me com um pingente feito especialmente para combinar com meu tom de pele. Um gesto delicado que ajuda a compor o quadro de lembranças dessa gente especial.

095


D EST INOS | B A I X O A R A P I U N S

ONDE FICAR

ONDE COMER

PASSEIO

Por conta do horário de saída do roteiro de turismo comunitário, sempre pela manhã, é comum que os viajantes tenham de passar a noite anterior em Santarém. Veja opções de hotel na cidade:

Piracema

Turiarte

Polyana Melo dá um show no comando do restaurante e serve as mais modernas criações com ingredientes regionais. Aposte no filhote preparado no papelote com legumes e nas capirinhas que levam frutas tropicais.

Em parceria com a ONG Saúde & Alegria a cooperativa promove, organiza e comercializa expedições de turismo comunitário pela região do Baixo Arapiuns, no Pará. Normalmente as viagens são realizadas em barcos grandes, equipados com cozinha e banheiros, com capacidade para mais de 20 passageiros. Também há opção de saídas personalizadas, feitas em embarcações fretadas ou lanchas rápidas para grupos fechados de até 12 pessoas. O pacote inclui hospedagem nas pousadas das comunidades, passeios e pensão completa.

Hotel Sandis Inaugurado em 2008, possui 58 apartamentos equipados com arcondicionado, TV e frigobar. O destaque fica por conta do farto café da manhã – além dos quitutes corriqueiros, os hóspedes podem pedir tapiocas e ovos feitos na hora. R. FLORIANO PEIXOTO, 609, CENTRO, SANTARÉM 93 2101 2700

HOTELSANDIS.COM.BR

AV. MENDONÇA FURTADO, 73, PRAINHA, SANTARÉM 93 3522 7461

RESTAURANTEPIRACEMA.COM.BR

Nossa Casa Para provar as receitas clássicas da culinária amazônica e outros pratos da cozinha brasileira. Conta com ambiente agradável e bom atendimento.

93 3067 8000 R. SÃO CRISTÓVÃO, 2, PRAINHA, SANTARÉM TURIARTEAMAZONIA.BLOGSPOT.COM.BR 93 3255 7684 @ TURIARTEAMAZONIA@GMAIL.COM

Barão Center Hotel Seu ponto alto é a localização: no centro da cidade, fica próximo à orla e dos bancos, lojas e restaurantes. Os 45 quartos da casa se dividem entre as categorias superluxo, luxo e standard. AV. BARÃO DO RIO BRANCO, 344, CENTRO,

COMO IR

SANTARÉM

A Azul opera voos diários para Santarém a partir de vários destinos brasileiros – frequências que saem de Belém e Manaus são diretas. A cidade paraense é o ponto de partida para o circuito de turismo comunitário realizado na região do Baixo Arapiuns.

93 3064 9950

BARAOCENTERHOTEL.COM

096 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6


D EST INOS | B A I X O A R A P I U N S | F A Z E N D O A M A L A

1 2 4

5

3

6

7

Recantos amazônicos PARA NAVEGAR PELA IMENSIDÃO DO RIO ARAPIUNS E EXPLORAR SEUS POVOADOS RIBEIRINHOS COM COMODIDADE, APOSTE EM ROUPAS FRESQUINHAS, CAPAZES DE SUAVIZAR O CALOR INTENSO Edição THAIS LUTTI Produção CAMILA NARDI Foto LEO ELOY

098 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6


8 1

Mochila The North Face. R$399 THENORTHFACE.COM.BR

2 Gel renovador para o rosto Puriance Ultimate Profuse. R$66,90

9

PROFUSE.COM.BR

3 Sunga Track&Field. R$109 TF.COM.BR

4 Caderno de viagem Cicero. R$48,90 LIVRARIACULTURA.COM.BR

5 Boné de palha Salinas. R$169 SALINASCOMPRAS.COM.BR

6 Relógio linha I.N.O.X. Victorinox. R$3.020 VICTORINOXSTORE.COM.BR

7 Tênis Ellus. R$379 ELLUS.COM

8

Camiseta TNG. R$199,90 TNG.COM.BR

9 Óculos Pau Brasil. R$340 GRIFEPAUBRASIL.COM.BR

10 Bermuda de linho Richards. R$349

10

RICHARDS.COM.BR

AGRADECIMENTOS: PARANATEX (FUNDO TECIDO 100% ALGODÃO) – PARANATEX.COM.BR CASA DA CORTIÇA – CASADACORTICA.COM.BR

099


BEBIDA E DIREÇÃO NÃO COMBINAM. SE BEBER, NÃO DIRIJA.

VÁLIDO ATÉ 10/2/2016 OU ENQUANTO DURAREM OS ESTOQUES.

VINHOS GRANDS CRUS E ASSIMILÉS A EXCELÊNCIA DA ELEGANTE REGIÃO DE BORDEAUX.

WINE.COM.BR/SELECAOGRANDVIN 0800 602 9463


DEST INOS | E U F U I

Rio de Janeiro

por Henrique Fogaça

RETRATO: PATRÍCIA CORVO/DIV.

Conheci o Rio de Janeiro bem pequeno, numa viagem em família. Eu devia ter 8 ou 9 anos e lembro-me de nos hospedarmos na região da Barra da Tijuca. Atualmente, não visito a cidade com tanta frequência. As obrigações com meus quatro restaurantes em São Paulo e com as gravações do Master Chef, da Band, acabam limitando minha agenda. Encaro a ponte aérea somente quando tenho algum evento específico. O que mais gosto de lá são as praias, inegavelmente lindas. A Cidade Maravilhosa faz jus a sua alcunha e é toda turística. O Cristo Redentor, por exemplo, não é um dos lugares mais famosos do mundo à toa. Do alto de seu mirante é possível ter uma vista panorâmica inesquecível da capital. Já no Pão de Açúcar, outro clássico carioca, o passeio de bondinho é uma das atividades mais legais de se fazer. Eu brinco que é opção imperdível para quem vai ao Rio pela primeira vez. Ou pela segunda, ou pela terceira... E, claro, não poderia deixar de comentar sobre a culinária local. Apesar de não me lembrar de um prato específico, sempre me vem à memória um fato interessante, que chamou minha atenção: lá as pessoas comem arroz com feijão preto, todos os dias. E – quem diria – em São Paulo serve-se, diariamente, o feijão carioca.

O cartão-postal do Brasil O CHEF HENRIQUE FOGAÇA REITERA A MÁXIMA DE QUE O RIO DE JANEIRO É MESMO UMA CIDADE MARAVILHOSA. AS PRAIAS E O BONDINHO QUE LEVA AO PÃO DE AÇÚCAR ESTÃO ENTRE SEUS PROGRAMAS PREFERIDOS POR LÁ Em depoimento a LUIZA VIEIRA


D ES T INOS | E U F U I

Confira as dicas do chef para aproveitar o melhor do Rio de Janeiro:

1 Lagoa Rodrigo de Freitas 2 Delirium Café R. BARÃO DA TORRE, 183, IPANEMA

21 2502 0029 DELIRIUMCAFE.COM.BR

3 Parque Lage R. JARDIM BOTÂNICO, 414, JARDIM BOTÂNICO

Além do lindo visual, a Lagoa tem um cenário perfeito para o lazer e a prática de alguma atividade física, como andar de skate e bicicleta – o percurso ao seu redor tem quase 10km. Conta ainda com quiosques ao ar livre que servem vários tipos de comida. É um passeio bem democrático.

Patrimônio histórico e cultural da cidade, o parque é um ponto turístico bem tradicional e muito bonito – é ótima opção para se visitar no fim de tarde e tomar um café. Ele fica ao lado do Jardim Botânico, tem vista do Corcovado e seu palacete abriga a Escola de Artes Visuais.

3

1

21 3257 1800 EAVPARQUELAGE.RJ.GOV.BR

4 Olympe R. CUSTÓDIO SERRÃO, 62, LAGOA

21 2539 4542 OLYMPE.COM.BR

5 Circo Voador R. DOS ARCOS, S/Nº, LAPA

21 2533 0354 CIRCOVOADOR.COM.BR

6 Confeitaria Colombo R. GONÇALVES DIAS, 32, CENTRO

21 2505 1500 CONFEITARIACOLOMBO.COM.BR

4 2 O café no nome engana. Este bar é um dos melhores lugares do Rio de Janeiro para saborear cervejas de qualidade. Seu cardápio soma quase 400 rótulos vindos da Bélgica, da Dinamarca, dos Estados Unidos e de outros países. Há ainda opções produzidas na própria casa.

102 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

Comer na casa do chef Claude Troisgros, comandada por ele e seu filho, Thomas Troisgros, é uma experiência gastronômica completa. Claude é old school e o restaurante – dono de uma estrela Michelin – preza pela qualidade nas receitas, que mesclam ingredientes brasileiros e técnica francesa.


Fundada em 1894, a Colombo faz parte da história do Rio e é uma de suas importantes atrações turísticas. A visita vale tanto pela variedade de doces e salgados quanto pelo visual do lugar. O prédio é superelegante!

6

Localizada no boêmio bairro Lapa, a casa de shows é uma das mais tradicionais do Brasil. Alguns dos maiores artistas nacionais e internacionais já se apresentaram em seu palco. Fico feliz de ter tocado ali com a minha banda, a Oitão. 5

40 03 1181

ILUSTRAÇÃO: JOÃO L AURO FONTE

iro Rio de Janes no Rio

noite Pacote de 4 l, com café Design Hote S) SAÍDA EM 20/

1 (DE CAMPINA

a par tir de

10x R$ 141,80 sem juros

103


UMA COISA LIGA A OUTRA QUE LIGA O MUNDO QUE NUNCA DESLIGA. Nunca Desliga.


106 Selton Mello O ator volta à televisão num papel maduro e sombrio

116 Os Barbixas Trio de humoristas dubla nova animação da Disney-Pixar

emfoco

FOTOS: VICENTE DE PAULO (SELTON MELLO); RAFAEL KENT (OS BARBIX AS)

106

124 Treinamento Funcional Os benefícios da prática que virou moda nas academias

116


E M F OC O | S E L T O N M E L L O

106 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6


Maturidade

MODE ON

Completando 36 anos de carreira, Selton Mello deixa no passado os garotões que marcaram sua trajetória e volta à televisão neste mês com um personagem sombrio e sedutor na minissérie global Ligações Perigosas

Por MARINA AZAREDO Fotos VICENTE DE PAULO

107


H

á dois momentos cruciais na carreira de atores e atrizes que começam a trabalhar ainda na infância. O primeiro é a transição para adolescência, quando desaparecem as feições angelicais e é preciso provar que, por trás do rostinho bonito, existe talento para a profissão. Vencido este, surge outro obstáculo. Quando o corpo começa a dar sinais de que a juventude passou, é hora de se reinventar, de ressignificar seu papel no mundo artístico. Selton Mello superou o primeiro como poucos foram capazes de fazer e agora prepara-se para provar para o público – e para ele mesmo – que

108 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

também leva jeito para interpretar um homem maduro, conquistador e um tanto sombrio. Bem diferente dos seus personagens habituais. O papel em questão é o do bon-vivant Augusto de Valmont, um dos protagonistas de Ligações Perigosas, minissérie de época que estreia na Globo, no dia 4 deste mês. Libertino convicto, ele é ex-amante da personagem de Patricia Pillar, uma viúva bonita e manipuladora que usa as pessoas e as descarta quando convém. Cúmplices, os dois fazem planos maquiavélicos, arquitetam vinganças e se divertem à custa de outros. “Selton é um artista que consegue reunir inteligência e sensibilidade, além de ser um companheirão”, elogia a atriz.

PRODUÇÃO GERAL E ST YLING: THAIS LUT TI; AGRADECIMENTO: RIO SCENARIUM

E M FOCO | S E L T O N M E L L O


Selton Mello durante sessão de fotos realizada no Rio Scenarium, na capital fluminense

Em meio a episódios de luxúria, Augusto decide seduzir Mariana, uma mulher casada e devota, interpretada por Marjorie Estiano. Distante do marido e passando um tempo na casa da tia do conquistador, ela fica à mercê de seus galanteios e vive o dilema de resistir ou se entregar. Mas o plano acaba tendo efeito inesperado. O mau-caráter é tocado por Mariana e se transforma a ponto de ficar irreconhecível para si mesmo. “Selton é generoso e ao mesmo tempo propositivo. Denso e leve. Autor daqueles momentos que, sem critério específico, você vai se lembrar para o resto da vida com um sorriso”, festeja Marjorie. 109


E M FOCO | S E L T O N M E L L O

É assim que Selton se despede definitivamente dos garotões que marcaram a sua carreira. “Estou com mais de 40 anos. Até a série A Mulher Invisível (2011), eu fiz uns tipos meio jovens, meio engraçados. Mas eu já tenho uma certa quilometragem, a vida estampada no rosto. Então agora deixo o Johnny, de Meu Nome não é Johnny (2008), e o Jean Charles (2009) para trás e inauguro a minha fase homem”, explica o ator, que acumula 36 anos de profissão – o début foi aos sete. Embora precoce, a carreira não foi ideia dos pais – um bancário e uma dona de casa. Ainda criança, o mineiro Selton já era fã de televisão e dos programas de auditório. Por vontade própria, começou a cantar em shows de calouros em São Paulo, onde a família morava, com um repertório que ia de Roberto Carlos a Fábio Jr. Dono de cabelos encaracolados e carinha de menino travesso, ele migrou rapidamente para a publicidade e em algum tempo já contabilizava 200 comerciais de TV. Nessa época, tinha dois grandes parceiros de cena: Angélica e Rodrigo Faro. “Nós nos encontrá-

110 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

vamos em quase todos os sets.” Aos 11 anos, recebeu uma proposta para atuar na novela global Corpo a Corpo (1984) e a família decidiu fazer a mudança para o Rio de Janeiro. “Na época, foi uma oportunidade fantástica. Como se hoje me chamassem para trabalhar com Robert De Niro.” Mas a adolescência não foi fácil para o garoto-prodígio. Após alguns poucos trabalhos, os convites pararam de surgir e, durante vários anos, Selton dedicouse praticamente às dublagens. Não desistiu, porém. Voltou a se destacar na Globo em 1992, na novela Pedra Sobre Pedra. Também foi um dos personagens centrais de Tropicaliente (1994) e teve a sua grande chance em A Indomada (1997). “O diretor Paulo Ubiratan me chamou para fazer o filho do José Mayer, que era um menino meio anjo, e disse que eu poderia criar o que eu quisesse. Decidi, por conta própria, fazer um autista. Foi depois disso que o Guel Arraes me convidou para interpretar Chicó”, lembra. O protagonista de O Auto da Compadecida (1999), ao lado de Matheus Nachtergaele, foi um de seus papéis mais elogiados.

LOOK 1: CAMISA ETIQUETA NEGRA, BL A ZER DIESEL; LOOK 2: CAMISETA ETIQUETA NEGRA, BL A ZER UNITED COLORS OF BENET TON; LOOK 3: CALÇA ETIQUETA NEGRA, CAMISA HANGAR 33, BL A ZER HIGHSTIL, LENÇO ARAMIS

EU JÁ TENHO A VIDA ESTAMPADA NO ROSTO. ENTÃO AGORA DEIXO O JOHNNY, DE MEU NOME NÃO É JOHNNY, E O JEAN CHARLES PARA TRÁS E INAUGURO A MINHA FASE HOMEM”


111


FOTOS: CAIUÁ FRANCO/ T V GLOBO/DIV. (LIGAÇÕES PERIGOSAS); FABRÍCIO MOTA / T V GLOBO/DIV. (A MULHER INVISÍVEL); DOWNTOWN FILMES/DIV. (MEU NOME NÃO É JOHNNY ); T V GLOBO/DIV. (A INDOMADA, O AUTO DA COMPADECIDA)

E M FOCO | S E L T O N M E L L O

Em sentido horário, Selton no papel de Chicó, em O Auto da Compadecida (1999); em cena da novela A Indomada (1997); como protagonista de O Palhaço (2011), filme que também dirigiu; no longa Meu Nome não É Johnny (2008); e na minissérie global A Mulher Invisível (2011)

112 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6


Selton Mello e Patricia Pillar (esq.) e o ator com Marjorie Estiano (dir.), em duas cenas de Ligações Perigosas, minissérie que estreia no dia 4 deste mês, na Globo

Mas o reconhecimento como ator não era suficiente para Selton. Entre um e outro projeto começou a gestar a ideia de dirigir. “Desde criança, fui um ator ativo e meio autor, que questiona o porquê de uma cena ser feita de determinada maneira”, contou, durante a entrevista que se seguiu à sessão de fotos que ilustram estas páginas, em que sugeriu poses e enquadramentos e deu uma espiada no visor da máquina a cada clique. O primeiro trabalho atrás das câmeras foi no curta Quando o Tempo Cair (2005). Depois veio Feliz Natal (2008) e, finalmente, sua obra cinematográfica mais celebrada: O Palhaço (2011), que tem um quê de Wes Anderson e uma estética pouco vista no cinema brasileiro. Entre 2012 e 2014, dirigiu um dos seriados mais

festejados da TV nacional, o Sessão de Terapia, do GNT, e agora prepara-se para lançar seu terceiro longa. Com Bruna Linzmeyer e o francês Vincent Cassel no elenco, O Filme da Minha Vida tem estreia prevista para o segundo semestre deste ano. A fase ator-maduro-e-diretor-respeitado de Selton é marcada pela discrição, pela sobriedade e pela preocupação com a imagem. Ele quer deixar de lado o jeito de meninão em todas as facetas. Escolheu cuidadosamente as peças de roupa que usaria nestes retratos, evitando itens muito coloridos. Está vivendo uma vibe invernal – e pouco importa o calor do Rio. Ao final dos cliques, selecionou os que eram de seu agrado, ali mesmo. “Depois que uma foto feia ou estranha cai na internet, é impossível fazer com que ela suma”, justificou.

113


E M FOCO | S E L T O N M E L L O

ZOOM

Ligações Perigosas é uma adaptação do clássico francês Les Liaisons Dangereuses, de Pierre Choderlos de Laclos, que marcou o início do romance moderno na literatura mundial. Embora tenha sido escrito no século 18, a versão da Globo – assinada por Manuela Dias e dirigida por Vinícius Coimbra – se passa em 1928

Acima, à esquerda, o ator em Tropicaliente (1994); à direita, em seu primeiro trabalho na Globo, a novela Corpo a Corpo (1984); e, ao lado, com Vicent Cassel, ator que estrela O Filme da Minha Vida, longa dirigido por Selton Mello

Entretenimento atual Fã de séries de televisão, Selton cita Mad Men e Narcos como algumas de suas preferidas. “O Wagner Moura é um monstro, um dos maiores atores do mundo. Está no mesmo nível do Kevin Spacey”, diz, sobre o protagonista de Narcos

Multifacetado

Tanto cuidado com a reputação parece ter algum efeito. Quem digita Selton Mello no Google dificilmente encontra notícias em sites de fofocas. Pouco se sabe sobre sua vida pessoal – o único namoro público foi com a atriz Danielle Winits, na década de 90 – e ele faz questão de que as coisas continuem assim. Com o tempo, aprendeu a fugir dos mexericos e das boatarias: evita frequentar os points mais famosos do Leblon, bairro preferido dos paparazzi, e recusa-se a revelar quais são seus cantos preferidos na cidade. Atribui, com certo 114 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

orgulho, a falta de especulações à velha história de que “mineiro come quieto”. “Eu ando por aí e ninguém sabe, ninguém viu”, diz, cheio de mistérios. Aos 43 anos, Selton sabe o que quer e o que não quer. Prefere escolher bem os papéis, dirigir seus filmes, mergulhar nos projetos em que acredita. Não quer viver personagens banais, fazer cinema inacessível, produzir mais do mesmo. Não quer, sobretudo, virar notícia por motivos alheios ao seu trabalho. A maturidade transbordou a ficção e chegou também à vida real.

Além de ator e diretor, Selton também já foi apresentador. Durante cinco anos, esteve no comando do Tarja Preta, do Canal Brasil, em que entrevistou nomes consagrados do meio artístico nacional. O programa saiu do ar em 2009

Entre dois extremos Natural de Passos (MG), o ator mudou-se muito cedo com a família para São Paulo, mas as férias eram sempre passadas na cidade natal. “Na minha infância, vivi entre a metrópole e a fazenda. Este contraponto me deu um equilíbrio do qual eu me orgulho”

FOTOS: T V GLOBO/DIV. (TROPICALIENTE; CORPO A CORPO); PAUL A HUVEN/BANANEIRA FILMES/DIV. (O FILME DA MINHA VIDA)

Referência do passado


E M FOCO | O S B A R B I X A S

o e improvis d r o m u h s stas no internet, o Especiali a n e o tr gora o no tea e sucess rbixas a a B s O ão tes de ma. Eles d comedian e in c o n a estreia Bom fazem su ens de O g a n o rs e às p ue chega voz a três q o ã ç a ro, anim ês Dinossau 7 deste m ia d o n il s ra salas do B

e d e t A ar

R E Z A F

AV Por L U IZ FA E L K E N T Fotos R A IE IR A

116 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6


PRODUÇÃO: THAIS LUT TI; ASSISTENTE DE PRODUÇÃO: CAMIL A NARDI

R I R

117


E M FOCO | O S B A R B I X A S

A

brincadeira não para. Entre caras, bocas e gestos mil, eles tiram sarro de tudo e de todos. Vez ou outra, parece que um raro momento de sensatez toma conta do trio, a ponto de a conversa tornar-se papo sério. Ledo engano. Anderson Bizzocchi, Daniel Nascimento e Elidio Sanna têm a especial capacidade de tratar o mais dramático dos assuntos com uma descontração e uma comicidade invejáveis. Tanto que eles deram um jeito de ganhar dinheiro com isso. Desde 2004 sob a designação Cia. Barbixas de Humor, ou simplesmente Os Barbixas – sim, os três mantêm seus cavanhaques em dia, com muito esmero –, os paulistanos vêm se destacando como um dos principais grupos de humor do País. Daqueles de encher teatros e viralizar na internet. O sucesso da trupe é em tal grau que recentemente chamou a atenção de uma das gigantes do cinema: “Fomos dar uma ajuda àquele pessoal da Disney-Pixar. Empresa boa, viu? Tem potencial”, brinca Daniel, ao falar da tarefa de dublar personagens de O Bom Dinossauro, que estreia no dia 7 deste mês. Na animação, o trio dá voz a Bubbha, Melvin e Earl, três raptores que ameaçam até os temidos tiranossauros. Aficionados por cultura geek, o convite foi supercomemorado pelos comediantes. “Quando você recebe uma proposta dessas, aceita na hora”, diz Daniel. A empreitada, porém, escondia um grande desafio: seguir à risca o que ditava o roteiro. “Não é permitido dar um pulinho fora das falas. Nada de improviso”, lamenta Anderson, uma vez que o grupo conquistou fama justamen-

118 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6


Da esq. para a dir., Daniel, Anderson e Elidio durante o descontraído ensaio fotográfico realizado no Teatro Tuca, em São Paulo

te por conta da habilidade de dar asas à imaginação num tiro fugaz. Antes da afinidade pelo improviso, eles notaram a empatia compartilhada pela comédia quando ainda estudavam no colégio Jardim São Paulo, na Zona Norte da capital paulista. Fãs de Monty Python, preparavam números para exibir na sala de aula e, mesmo depois de formados, continuaram se apresentando no teatro da escola. Até que resolveram profissionalizar a coisa toda e começaram a tatear no mundo dos esquetes. Criaram produtos próprios e reproduziram títulos internacionais. Em 2006, lançaram o espetáculo Em Breves, em que situações do cotidiano, ora triviais, ora absurdas, ganhavam a visão nonsense da trupe. O trabalho foi sucesso de audiência e crítica. Um ano depois, deixaram de lado a segurança do texto pronto e se arriscaram no improviso. Beberam de fontes diversas, como o programa Whose Line Is It Anyway?, no ar na TV norteamericana desde 1998, e o espetáculo paulistano Jogando no Quintal, que despontava no cenário cômico brasileiro, e investiram nos estudos. “O Jogando era nossa referência central. Quem nos introduziu nessa arte foi Marcio Ballas, um dos criadores do show. Ele nos dava acesso livre às apresentações e nós observávamos tudo”, lembra Daniel. Ballas, por outro lado, não tardou a perceber o potencial do trio. “Eu não os conhecia, mas, quando vi os esquetes que faziam, fiquei encantado. Pensei: ‘esses meninos são bons’”, conta. Ele passou então a treiná-los e montou em conjunto com os três o que hoje é o maior sucesso de Os Barbixas: o espetáculo Improvável. LOOK 1: ACERVO PESSOAL; LOOK 2: CAMISETAS RENNER; AGRADECIMENTO: TEATRO TUCA

119


E M FOCO | O S B A R B I X A S

FOTOS: CAIUÁ FRANCO/GLOBO/DIV. (TOMARA QUE CAIA); DIVULGAÇÃO

À esquerda, o trio durante uma das apresentações de Improvável, seu espetáculo de maior sucesso; abaixo, no palco em Em Breves, show de 2006; e, no centro, com o elenco de Tomara que Caia, humorístico da Globo

NÓS SEMPRE ANALISAMOS AS CENAS QUE DERAM ERRADO.MESMO QUE NÃO SE REPITAM, DÁ PARA SABER O QUE DEVE SER EVITADO”

Lançado em 2007, o show já foi visto por um público estimado de 900 mil pessoas. Muito em razão do espaço cativo que conquistou na grade de programação do Teatro Tuca, em São Paulo, onde está em cartaz há sete anos – agora de férias, o trio volta a ocupar o palco da casa em março e promete novidades. O trabalho alavancou os comediantes ao estrelato e fez deles um produto bemsucedido também na internet, plataforma que reúne muitas gravações de trechos da montagem. Hoje, o canal de Os Barbixas no YouTube soma mais de 2 milhões de inscritos e 500 milhões de visualizações. No palco, Anderson, Daniel e Elidio se exibem de cara limpa. Eles encaram 1h30 de espetáculo sem roteiro, confiantes nas sugestões e nas intervenções do 120 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

público, responsável por ditar as temáticas que seus personagens têm de improvisar. De tênis, calça jeans e camiseta – e zero elemento cenográfico –, apostam exatamente na graça de não saber o que está por vir. Também recebem reforços esporádicos de outros nomes de peso da comédia brasileira. Fábio Porchat, Marco Luque, Rafinha Bastos, Marianna Armellini, Marcelo Tas e Marcela Leal são algumas das figuras que já participaram do show ao lado trio.


E M FOCO | O S B A R B I X A S

Registro de Os Barbixas no início da carreira, em 2005; e duas cenas da animação O Bom Dinossauro, que estreia neste mês: abaixo, os três raptores dublados pelos comediantes

ZOOM De Norte a Sul Há sete anos o grupo viaja aos fins de semana com Improvável, que já passou por 21 estados brasileiros e 50 cidades

Vida acadêmica Anderson e Daniel são formados em Rádio e TV. Elidio estudou seis anos de Física na Universidade de São Paulo, chegou a lecionar, mas não se formou

Ao contrário do que parece, improvisar em cena significa pensar e agir de forma cautelosa, e não rápida. O que exige muito trabalho e práticas diversas. Algo que, segundo o trio, assemelhase a um treino esportivo: “Um jogador ensaia técnicas, interação com os companheiros, rapidez. Mas, na hora do jogo, não sabe o que vai rolar. Nós sempre analisamos as cenas que deram errado para então melhorá-las. Mesmo que não se repitam, dá para saber o que deve ser evitado”, explica Anderson. 122 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

Nesses dois meses longe do teatro, a brincadeira tem de continuar. Os Barbixas aproveitam a folga de Improvável para esquentar seu canal no YouTube. Com a criatividade à flor da pele, o grupo tem produzido esquetes que caçoam de situações corriqueiras e agradam o público cibernético, dos que já os conhecem de longa data aos que acabaram de descobrir seu trabalho. Tudo feito em cenários caprichados e textos decoradinhos. O improviso eles deixam mesmo para o palco.

Em 2009, o trio foi convidado por Marcos Mion, na época apresentador da MTV, para fazer ali o que realizavam no palco. Assim, participaram do Quinta Categoria, primeiro programa cômico de improviso da TV aberta brasileira. Em 2010, eles migraram para a Band, com o É Tudo Improviso. A mais recente passagem pela telinha foi no ano passado, em Tomara Que Caia, da Globo, quando interpretaram os mestres de cerimônia do humorístico ao vivo

Vencendo fronteiras Em 2010, o grupo conquistou o Campeonato de Catch do Festival Internacional de Teatro de Bogotá, um dos principais eventos de dramaturgia. No ano seguinte, participou do 16º Festival de Teatro de Improvisação de Amsterdã, em que teve que se apresentar em inglês

FOTOS: DISNEY/PIX AR/DIV. (O BOM DINOSSAURO); DIVULGAÇÃO

Na frente das câmeras


#QUErOvOar

Como muitos sabem, na última década nossa aviação comercial viveu uma verdadeira revolução. Passamos de 30 milhões de passageiros transportados pelas empresas nacionais em 2002 para 102 milhões em 2014. Também ampliamos consideravelmente os postos de trabalho, passando de 29 mil em 2002 para 60 mil empregos diretos atualmente.

Esse fenômeno ocorreu, principalmente, pela diminuição do preço das passagens, que, em 2002, tinham o valor médio de R$ 580,00 e, atualmente, estão em R$ 330,00. Hoje somos o terceiro maior mercado doméstico do mundo, temos pontualidade superior à dos Estados Unidos e o menor extravio de bagagens (metade da média global).

ESSAS CONQUISTAS SÃO DE TODOS E MERECEM SER MANTIDAS! VERDADES SOBRE A NOSSA AVIAÇÃO Por que às vezes é mais barato viajar para fora do que pelo Brasil?

#1. Combustível com valor até 50% acima da média mundial O preço para abastecer as aeronaves aqui é um dos mais altos do planeta. Os impostos em voos domésticos são mais altos do que nos voos internacionais. Exemplo: um voo de São Paulo para Brasília paga 25% de ICMS. Já um voo de São Paulo a Buenos Aires (internacional) é isento de ICMS.

#2. Taxas reajustadas muito acima da inflação As empresas aéreas pagam para usar os aeroportos e seus serviços. Tudo o que é utilizado (radar, transporte de bagagens, uso da pista etc.) é pago, e os valores têm sido reajustados bem acima da inflação.

LIÇÃO DE CASA As empresas aéreas têm trabalhado para minimizar os impactos da crise econômica: corte de despesas, revisão de orçamentos, melhorias na gestão. Propostas foram encaminhadas ao governo federal e aos governos estaduais, sem qualquer pedido de subsídio. Temos uma aviação de qualidade internacional, e o justo é pagar os nossos encargos com o mesmo parâmetro utilizado no mundo.

O QUE PEDIMOS Acesse

www.abear.com.br/querovoar e compartilhe as nossas mensagens.

CONTAMOS COM O SEU APOIO Diante disso e da elevação dos custos com infraestrutura e operações, que são diretamente atrelados ao dólar (leasing de aeronaves, manutenção no exterior etc.), em 2015 teremos um aumento de despesas seis vezes maior que o de receitas. Por isso a sua voz é fundamental. Contamos com a sua colaboração para manter a nossa aviação no ar e com a mesma qualidade que os nossos passageiros conhecem.

Queremos continuar atendendo cada vez melhor, alcançar mais destinos e beneficiar mais gente.


HI GHLIGHT S | B E M - E S T A R

Nesta página e ao lado, três momentos da aula personal do treinamento funcional

Volta ao natural O TREINAMENTO FUNCIONAL UTILIZA MOVIMENTOS BÁSICOS DO CORPO HUMANO PARA DEFINIR OS MÚSCULOS, DESENVOLVER O CONDICIONAMENTO FÍSICO E TRABALHAR O EQUILÍBRIO E A FLEXIBILIDADE Por SOFIA FRANCO Fotos GUI GOMES

124 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

Andar, correr, pular, puxar, agachar, levantar, girar e empurrar são ações que fazem parte do cotidiano. Mas também são atividades que compõem a base do treinamento funcional, uma prática cada vez mais popular nas academias Brasil afora. O objetivo das aulas é trabalhar os músculos de forma integrada, focando nos movimentos que o corpo humano faz naturalmente e reeducando-o para adquirir a postura adequada e ampliar a mobilidade. O principal chamariz da modalidade é o fato de ela proporcionar definição muscular de forma harmônica e – importante! – sem a monotonia da musculação. O praticante ganha força, equilíbrio, flexibilidade, condicionamento, resistência e agilidade, além de, ao mesmo tempo, desenvolver consciência corporal, o que ajuda a evitar a postura incorreta causada pelas muitas horas que passamos sentados e no trânsito. Tudo isso sem “puxação de ferro”. Cada aluno desenvolve o treinamento de acordo com o seu progresso, do mais fácil para o mais difícil, do lento para o rápido, do conhecido para o desconhecido, respeitando os limites do corpo. Apenas quando adquire e automatiza os movimentos básicos é que o instrutor impõe uma intensidade maior e busca objetivos mais complexos. “Procuramos construir uma fundação sólida para levantar o prédio. Os exercícios mais específicos e intensos são a cobertura do edifício”, explica o professor da Funcional SP, Enrico Massoni.


ONDE

praticar São Paulo Funcional SP AL. JAÚ, 1607, JARDINS 11 95313 2099 FUNCIONALSP.COM.BR

Rio de Janeiro

AGRADECIMENTO: FUNCIONAL SP

Jungle Gym Brazil

Essa fundação sólida inclui, principalmente, o fortalecimento do core – como é chamada a região abdominal e da lombar –, de onde vem a força de sustentação do corpo. Alguns acessórios utilizados com esse propósito são bolas de ginástica, bosu (meia bola), muitos tipos de elásticos, TRX (fita suspensa), cordas, kettlebells (bola de ferro com alça) e medicine balls (bolas com peso), mas sua principal ferramenta é mesmo o próprio corpo. Embora os equipamentos favoreçam a prática em grupo, a modalidade mais popular é a aula personal, com um treinador para cada aluno, possibilitando um atendimento específico,

R. ACRE, 6, CENTRO 21 2253 5292 JUNGLEGYMBRAZIL. COM.BR

Salvador Summer Fitness AO AR LIVRE NAS PRAIAS DE VILAS DE ATLÂNTICO, ARMAÇÃO, PACIÊNCIA E BARRAVENTO 71 3016 0108 SUMMERFITNESSBAHIA. COM.BR

Porto Alegre Time Villeroy R. MÚCIO TEIXEIRA, 371, MENINO DEUS 51 3407 7779 TIMEVILLEROY.COM.BR

de acordo com as preferências e necessidades individuais. O treino de aproximadamente uma hora apresenta diversas possibilidades de combinações de exercícios, mas pode até incluir algumas referências a outros esportes ou atividades lúdicas, sempre com a essência do funcional. Como tem diferentes níveis de dificuldade, a prática é indicada para todas as fases da vida, da infância à terceira idade.“Os idosos precisam principalmente de ativação neural e muscular para realizarem os movimentos do dia a dia e diminuir o risco de lesões”, explica Enrico. Além disso, muita gente procura o treinamento funcional para reabilitação física – quem sofreu alguma contusão ou está há muito tempo sedentário, por exemplo –, pois o fortalecimento integrado e progressivo ajuda no retorno a uma condição saudável. 125


EM FOCO | M A D E I N B R A Z I L

Nathália Novaes, diretora da Rabisquedo, entre Patrícia Araújo (esq.) e Beth Proença (dir.), artesãs da empresa

Fantasia

materializada 126 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

HÁ QUATRO ANOS, A RABISQUEDO TRANSFORMA OS MAIS CRIATIVOS DESENHOS DE CRIANÇAS EM DIVERTIDOS, FOFINHOS E EXCLUSIVOS BONECOS DE PELÚCIA Por LUIZA VIEIRA Retrato RAPHAEL BRIEST


Nesta página, detalhe da fábrica da Rabisquedo e dois bonecos da marca

O que você faz com os inúmeros desenhos que seu filho lhe dá? Organiza em pastas, guarda numa gaveta e pendura na parede são as respostas mais corriqueiras. Mas há um seleto grupo de pais que já experimentou concretizar a fantasia de seu pequeno artista apostando nas habilidades artesanais da Rabisquedo, empresa que transforma em pelúcias personagens que até então habitavam apenas a imaginação das crianças. Vale ser um monstrinho com um olho grande, outro minúsculo e três pernas. Vale também ser uma garotinha de cabelos enrolados, quadril exagerado e sorriso torto. Manter as características originais do desenho – o cliente deve enviar por e-mail uma foto da figura a ser materializada – é o mote da marca. Com capricho e paciência, as três artesãs da empresa tornam até a criatura de proporções mais bizarras num simpático e exclusivo boneco. As crianças agradecem. Essa façanha vem sendo realizada desde 2011, quando o empreendedor Bruno Abdelnur decidiu dar um rumo diferente aos rabiscos carinhosos que ganhava de sua sobrinha, na época com 4 anos. Primeiro, ele encontrou na Holanda uma artesã que confeccionava brinquedos baseados nos esboços de seus filhos, mas ela não comercializava o serviço. A solução foi buscar aqui no Brasil uma pessoa que topasse a empreitada. “Uma amiga da minha mãe se propôs a fazer. E o boneco ficou horrível!”, diverte-se. “Mas porque ela seguiu

20 dias úteis é o prazo de entrega de um boneco

100

pedidos são recebidos por mês, em média

35

mil reais foi o investimento inicial da Rabisquedo

o desenho à risca. Enquanto os adultos achavam feio, minha sobrinha adorou. Então percebi uma oportunidade ali.” O próximo passo de Bruno foi empregar a ideia em uma ação social, que utilizou ilustrações de 20 crianças carentes. O resultado foi tão positivo que ele resolveu investir todas as suas fichas no negócio: pediu demissão (trabalhava com tecnologia) e montou a Rabisquedo, que tem loja on-line e fábrica em Sorocaba, no interior de São Paulo. O crescimento da empresa deu-se na divulgação boca a boca e, principalmente, por conta do valor afetivo dos produtos. Todos os bonecos são feitos de pelúcia, têm entre 30 e 35 centímetros e são embalados numa caixa para colorir. “Nós recebemos o retorno da maioria dos clientes agradecendo pelo momento especial que proporcionamos. Nós não

vendemos brinquedos, mas sonhos”, comenta Nathália Novaes, que assumiu a direção da empresa há um ano, quando Bruno se afastou da operação e passou a fazer parte do conselho da marca. Em 2016, o foco é na expansão. Apesar do sucesso da loja virtual, que entrega para todo o Brasil e também para o exterior – seus pacotes já cruzaram as fronteiras da Europa, da América do Norte e da Oceania –, a Rabisquedo pretende conquistar espaço em ações físicas realizadas em escolas, buffets infantis e shoppings. E, ainda este ano, tem como objetivo firmar presença nos Estados Unidos com representantes locais. O inusitado é que a empresa não se restringe a satisfazer os desejos de artistas mirins. Muitos pedidos são de adultos, que buscam reviver memórias da infância. “Já trabalhamos em cima de desenhos feitos por clientes quando pequenos. E há aqueles que querem confeccionar um brinquedo muito querido que não está mais no mercado”, explica Nathália. Não há idade para resgatar a criança que vive dentro de cada um.

rabisquedo.com.br Ganhe 15% de desconto informando o código RabisquedoAzul ao pedir seu boneco pelo e-mail contato@rabisquedo.com.br

127


130 Comemoração Companhia completa sete anos de sucesso no País

133 Curtas O novo Espaço Kids do Aeroporto de Viracopos

136 Linhas de Ônibus

FOTO: DIVULGAÇÃO A ZUL

azuis

Transporte exclusivo para Clientes Azul

130


AZUIS | C O M E M O R A Ç Ã O

EM OPERAÇÃO DESDE 2008, A AZUL SE CONSOLIDA COMO UMA DAS MAIORES AÉREAS DA AMÉRICA LATINA E DETÉM NÚMEROS IMPRESSIONANTES: SÃO CERCA DE MIL VOOS DIÁRIOS, 100 DESTINOS SERVIDOS E MAIS DE 10 MIL COLABORADORES

130 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

A Azul comemorou em dezembro sete anos de história com um alto índice de satisfação dos Clientes, novos investimentos e resultados que a colocam como uma das maiores aéreas da América Latina e uma das 100 mais importantes empresas do Brasil. Ao longo do ano passado a companhia chegou a aproximadamente mil voos diários, realizados a partir do trabalho de mais de 10.500 colaboradores. Além disso, o TudoAzul, programa de vantagens da empresa, aproxima-se da marca de 6 milhões de membros.

“As ações da Azul em 2015 refletem a atenção especial a cada Cliente que embarca nas aeronaves da companhia. Passo a passo, reforçamos nosso produto e criamos novas rotas, de modo a garantir, sobretudo, o acesso a regiões que não contavam com operações, além de ainda mais qualidade a bordo dos aviões. Com a ampliação da nossa base de acionistas, também temos novos acordos comerciais e sinergias que refletem positivamente na experiência de nossos passageiros. Passamos por muitos desafios e con-

FOTOS: DIVULGAÇÃO A ZUL

Sete anos de conquistas e realizações


quistas e estamos prontos para, em 2016, apresentar outras novidades que encantarão ainda mais os Clientes. A quem embarca em nossas aeronaves, nosso muito obrigado. O agradecimento também se estende ao trabalho dos colaboradores, que encontram aqui o melhor emprego de suas vidas”, festeja Antonoaldo Neves, presidente da Azul. Além dos mais de 100 destinos servidos, os números da companhia têm suporte na ampliação das forças regional e internacional. No ano passado, houve a estreia de operações em Uru-

Aeronaves que fazem parte da frota da companhia: modelos Embraer (pág. anterior) e Airbus A330 (abaixo)

guaiana (RS), Divinópolis (MG) e Caiena, capital da Guiana Francesa, além de voos sazonais para Punta del Este, no Uruguai. Os investimentos também estão confirmados para 2016 com o anúncio de frequências regulares para Santo Ângelo (RS) e Varginha (MG) a partir de março. O mercado internacional também ganhou um importante reforço em outubro, quando foram apresentados os jatos A330 com interiores completamente novos. Desta forma, a Azul estabeleceu um novo padrão de conforto e entretenimento em suas decolagens para Fort Lauderdale/Miami e Orlando. Ainda merecem destaque os primeiros

acordos de code share firmados com a United Airlines, dos Estados Unidos, no fim de outubro, e com a TAP Portugal, no início de dezembro. Com o compartilhamento de códigos de operação, os viajantes da companhia podem chegar a todos os continentes por meio de um serviço unificado de reservas e emissão de bilhetes, o que inclui cartão de embarque e despacho de bagagem até o seu destino final. E as novidades não param. Neste ano, a empresa deve receber os primeiros modelos Airbus A320neo, de um total de 63 aeronaves encomendadas. A companhia aguarda, ainda, a chegada de 50 Embraer E195-E2 a partir de 2020.

As principais conquistas da companhia: 2008 A empresa realiza seu primeiro voo (AD4064), de Campinas a Salvador

2009 É inaugurada uma nova opção de ponte aérea, ligando o interior de São Paulo à cidade do Rio de Janeiro

2010 A Azul é eleita uma das marcas mais importantes do mundo pela revista norte-americana Advertising Age

2011 Ganha o primeiro prêmio no Skytrax World Airline Awards, uma das principais premiações do setor, na categoria companhias aéreas low-cost na América do Sul

2012 Funde-se com a Trip para formar a terceira maior companhia aérea do Brasil

2013 A nova sede da UniAzul, onde são realizados todos os treinamentos, é inaugurada

2014 Recebe a frota de A330 e realiza os primeiros voos internacionais: para Fort Lauderdale/Miami e Orlando, nos Estados Unidos

2015 Eleita pela quinta vez consecutiva a melhor companhia aérea low-cost da América do Sul pela Skytrax World Airline Awards e empresa que mais respeita o cliente pela revista Consumidor Moderno

131


AZU I S | C U R T A S

Universo Azul DESCUBRA AQUI NOVIDADES E PROMOÇÕES DA EMPRESA PARA FACILITAR SUA VIAGEM

Diversão para viajantes mirins

Serviço de bordo especial Devido ao sucesso do projeto Happy Hour Azul, idealizado em parceria com a WBeer.com.br, a companhia o prolongará até o dia 12 de fevereiro. A ação consiste na degustação da cerveja dinamarquesa Faxe, famosa por suas embalagens de um litro, e distribuída gratuitamente aos Clientes com mais de 18 anos. A bebida é oferecida nos voos realizados entre 16h e 21h, em aeronaves Embraer 190 e 195 que decolam de 12 aeroportos brasileiros – Campinas, Belo Horizonte (Confins), Rio de Janeiro (Santos Dumont), São Paulo (Guarulhos e Congonhas), Porto Alegre, Curitiba, Cuiabá, Goiânia, Brasília, Recife e Vitória. Com o prolongamento da iniciativa, a estimativa é que mais de 28 mil latas de Faxe sejam servidas até o fim da ação.

A área de embarque internacional do Terminal 1 de Viracopos, em Campinas, acaba de ganhar uma novidade: o Espaço Kids da Azul. Com o objetivo de tornar ainda mais especial a experiência das crianças que viajam para os Estados Unidos com a companhia, o local oferece opções de entretenimento em parceria com o Cartoon Network, como acervo de brinquedos educativos, jogos e folhas para colorir. E 100 Kit Kids com passatempos infantis serão distribuídos diariamente – eles também estarão disponíveis nos jatos A330 da empresa, que voam para o exterior. “Além de ampliarmos a experiência das crianças, que poderão se entreter com diversas atividades, ajudaremos a deixar mais agradáveis as oito horas que separam o Brasil dos Estados Unidos”, afirma Claudia Fernandes, diretora de Marketing e Comunicação da Azul.

FOTOS: ROBERTO SEBA (RECIFE); DIVULGAÇÃO A ZUL

Férias com a Azul Até fevereiro mais de 4,5 mil voos extras serão operados pela companhia para atender à demanda da alta temporada. As frequências adicionais envolverão as seguintes cidades: São Paulo (Congonhas, Viracopos e Guarulhos), Salvador, Florianópolis, Caldas Novas, Natal, Maceió, Porto Seguro, Recife (foto), Navegantes, Ilhéus, Bonito, Fortaleza, Aracaju, Teresina, Petrolina, Foz do Iguaçu, Belo Horizonte (Confins), João Pessoa, Vitória, Rio de Janeiro (Santos Dumont), Cabo Frio, Manaus, Santarém, Tabatinga, Altamira, Belém, Parnaíba, Maringá, Londrina, Passo Fundo, Porto Alegre, Curitiba, Punta del Este (Uruguai) e Caiena (Guiana Francesa). Os destinos da Flórida – Fort Lauderdale/Miami e Orlando – também contam com operações extras, realizadas em jatos Airbus A330 completamente novos. E a Azul Viagens, a operadora de turismo da companhia, tem mais de mil voos dedicados ao verão. Este número representa aproximadamente 100 mil assentos disponíveis somente até o fim de janeiro. 133


A ZUIS | L I N H A S D E Ô N I B U S

Transporte exclusivo CLIENTES AZUL CONTAM COM VÁRIOS ÔNIBUS EM SÃO PAULO E EM SANTA CATARINA QUE FACILITAM O ACESSO AOS AEROPORTOS. CONFIRA AS ROTAS E OS HORÁRIOS

FOTO: DIVULGAÇÃO AZUL

A Azul oferece ônibus executivos gratuitos, com Wi-Fi e ar-condicionado, em lugares estratégicos nos estados de São Paulo e Santa Catarina. Entre a capital paulista e o Aeroporto de Viracopos, em Campinas, a companhia opera linhas de 30 em 30 minutos. Para utilizar o serviço apresente seu cartão de embarque ou seu itinerário 15 minutos antes da partida do ônibus.

SÃO PAULO Campinas (Viracopos) Terminal Barra Funda (São Paulo-SP)

Shopping Tamboré (Alphaville) Shopping Eldorado (São Paulo-SP)

Sorocaba

Aeroporto de Congonhas (São Paulo-SP)

Aeroporto de Congonhas > Aeroporto de Viracopos > Aeroporto de Congonhas segunda a sexta

sábados

domingos

Congonhas > Viracopos

Viracopos > Congonhas

Congonhas > Viracopos

Viracopos > Congonhas

Congonhas > Viracopos

Viracopos > Congonhas

Saída

Chegada

Saída

Saída

Chegada

Saída

Saída

Chegada

Saída

4:00 5:00 6:00 7:00 8:00 9:00 10:00 11:00 12:00 13:00 14:00 15:00 16:00 17:00 18:00 19:00 20:00

5:30 6:30 7:30 8:30 9:30 10:30 11:30 12:30 13:30 14:30 15:30 16:30 17:30 18:30 19:30 20:30 21:30

5:45 6:45 7:45 8:45 9:45 10:45 11:45 13:45 14:45 15:45 16:45 17:45 18:45 19:45 20:45 21:45 22:45 23:45 0:45

4:00 5:30 6:30* 8:30* 10:30* 12:30* 15:00* 18:00 19:00*

5:30 7:00 8:00 10:00 12:00 14:00 16:30 19:30 20:30

6:15 8:15* 9:45 11:15* 12:15 13:15* 16:15* 17:15 19:15* 21:45 23:15*

4:30* 6:30 8:30* 10:00 12:00* 14:00 15:00* 16:00 18:30 19:30*

6:00 8:00 10:00 11:30 13:30 15:30 16:30 17:30 20:00 21:00

7:15 10:15 12:15* 13:45* 15:45* 17:15 19:15* 20:45 22:15* 23:15*

Chegada

7:15 8:15 9:15 10:15 11:15 12:15 13:15 15:15 16:15 17:15 18:15 19:15 20:15 21:15 22:15 23:15 0:15 1:15 2:15

Chegada

7:45 9:45 11:15 12:45 13:45 14:45 17:45 18:45 20:45 23:15 0:45

Chegada

8:45 11:45 13:45 15:15 17:15 18:45 20:45 22:15 23:45 0:45

*ônibus com parada no Shopping Eldorado 136 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6


Shopping Eldorado > Aeroporto de Viracopos > Shopping Eldorado segunda a sexta Shopping Eldorado > Viracopos

sábados

Viracopos > Shopping Eldorado

Shopping Eldorado > Viracopos

domingos

Viracopos > Shopping Eldorado

Shopping Eldorado > Viracopos

Viracopos > Shopping Eldorado

Saída

Chegada

Saída

Chegada

Saída

Chegada

Saída

Chegada

Saída

Chegada

Saída

Chegada

4:30 5:30 6:30 7:30 8:30 9:30 10:30 11:30 13:30 14:30 15:30 16:30 17:30 18:30 19:30 20:30

6:00 7:00 8:00 9:00 10:00 11:00 12:00 13:00 15:00 16:00 17:00 18:00 19:00 20:00 21:00 22:00

6:15 7:15 8:15 9:15 10:15 11:15 12:15 13:15 14:15 15:15 15:45 17:15 18:15 19:15 20:15 21:15 22:15 23:15 0:15

7:45 8:45 9:45 10:45 11:45 12:45 13:45 14:45 15:45 16:45 17:15 18:45 19:45 20:45 21:45 22:45 23:45 0:45 1:45

4:00 5:30 7:00 9:00 11:00 13:00 15:30 18:30 19:30

5:30 7:00 8:30 10:30 12:30 14:30 17:00 20:00 21:00

5:45 8:15 9:15 11:15 13:15 16:15 17:45 19:15 20:45 23:15

7:15 9:45 10:45 12:45 14:45 17:45 19:15 20:45 22:15 0:45

5:00 7:00 9:00 10:30 12:30 14:30 15:30 16:30 18:30 19:30 20:00

6:30 8:30 10:30 12:00 14:00 16:00 17:00 18:00 20:00 21:00 21:30

5:45 9:45 12:15 13:45 15:45 17:45 19:15 20:15 21:15 22:15 23:15 0:15

7:15 11:15 13:45 15:15 17:15 19:15 20:45 21:45 22:45 23:45 0:45 1:45

Terminal Barra Funda > Aeroporto de Viracopos > Terminal Barra Funda segunda a sexta Barra Funda > Viracopos

sábados

Viracopos > Barra Funda

Barra Funda > Viracopos

domingos

Viracopos > Barra Funda

Barra Funda > Viracopos

Viracopos > Barra Funda

Saíd

Chegada

Saída

Chegada

Saída

Chegada

Saída

Chegada

Saída

Chegada

Saída

Chegada

4:00 5:30 6:30 7:30 8:30 9:30 11:00 13:00 14:30 15:30 16:30 17:30 18:30 19:30 20:30

5:30 7:00 8:00 9:00 10:00 11:00 12:30 14:30 16:00 17:00 18:00 19:00 20:00 21:00 22:00

6:15 7:15 8:45 9:45 11:45 13:45 15:45 16:45 17:45 19:15 20:45 21:45 22:15 23:15

7:45 8:45 10:15 11:15 13:15 15:15 17:15 18:15 19:15 20:45 22:15 23:15 23:45 0:45

4:30 5:30 6:30 9:00 11:00 14:30 16:00 17:30 19:00 20:00

6:00 7:00 8:00 10:30 12:30 16:00 17:30 19:00 20:30 21:30

6:15 7:15 7:45 8:45 10:15 12:45 13:45 16:45 17:15 19:15 21:15 23:45

7:45 8:45 9:15 10:15 12:45 14:15 15:15 18:15 18:45 20:45 22:45 1:15

5:30 7:00 8:30 10:30 13:00 14:30 15:30 16:30 18:00 19:00 19:30

7:00 8:30 10:00 12:00 14:30 16:00 17:00 18:00 19:30 20:30 21:00

7:15 9:45 12:15 13:45 15:45 17:45 19:45 20:45 21:45 22:45 23:45

8:45 11:15 13:45 15:15 17:15 19:15 21:15 22:15 23:15 0:15 1:15

Shopping Tamboré > Aeroporto de Viracopos > Shopping Tamboré segunda a sexta Tamboré > Viracopos

sábados

Viracopos > Tamboré

Tamboré > Viracopos

domingos Viracopos > Tamboré

Tamboré > Viracopos

Viracopos > Tamboré

Saída

Chegada

Saída

Chegada

Saída

Chegada

Saída

Chegada

Saída

Chegada

Saída

Chegada

4:00 5:30 7:00 9:00 10:30 13:00 14:00 15:30 17:00 19:00 20:00

5:30 7:00 8:30 10:30 12:00 14:30 15:30 17:00 18:30 20:30 21:30

6:45 8:45 10:15 12:15 13:45 16:45 17:45 19:45 21:45 23:45

8:15 10:15 11:45 13:45 15:15 18:15 19:15 21:15 23:15 1:15

4:00 5:30 7:00 9:00 11:00 15:00 18:30 20:00

5:30 7:00 8:30 10:30 12:30 16:30 20:00 21:30

6:45 9:15 10:45 12:15 13:45 16:15 18:15 21:15 23:15

8:15 10:45 12:15 13:45 15:15 17:45 19:45 22:45 0:45

5:30 7:00 10:30 13:00 15:00 17:00 19:00 20:00

7:00 8:30 12:00 14:30 16:30 18:30 20:30 21:30

7:15 10:15 11:45 13:45 15:45 18:15 20:15 22:15 23:15

8:45 11:45 13:15 15:15 17:15 19:45 21:45 23:45 0:45

137


A ZUIS | E X P E R I Ê N C I A A Z U L

Experiência Bagagem

Azul

NESTA SEÇÃO, REUNIMOS ALGUMAS DICAS IMPORTANTES PARA TORNAR SUA VIAGEM SEGURA, TRANQUILA E CONFORTÁVEL

Na hora de preparar sua mala, lembre-se: o limite total para bagagem despachada é de 23kg. A de mão deve pesar até 5kg e não pode conter objetos cortantes e inflamáveis.

TudoAzul Para garantir pontos no programa de vantagens informe sempre seu CPF em suas reservas ou na hora do check-in. Se você ainda não é Cliente TudoAzul, cadastre-se e ganhe 1.000 pontos de boas-vindas. VOEAZUL.COM.BR/TUDOAZUL/AZUL-MAGAZINE

Aeroporto A Azul recomenda que você chegue ao aeroporto pelo menos uma hora antes de seu embarque, no caso de voos nacionais. E duas horas antes, em viagens aos EUA.

Bem-Estar

Ônibus Azul

- Faça uma alimentação leve e hidrate-se bem antes de embarcar - Prefira viajar com roupas confortáveis - Caso se sinta mal durante o voo, se necessário, utilize o saquinho disponível no bolsão à sua frente - Se sentir um desconforto nos ouvidos devido à mudança de altitude, tampe o nariz e engula saliva algumas vezes.

Serviços de ônibus para o aeroporto estão disponíveis em São Paulo e Santa Catarina. Não é necessário fazer reserva. Apenas apresente seu cartão de embarque. Confira a tabela de horários em nossos canais de atendimento e no site.

138 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6

Documentos Sempre que viajar com a Azul, tenha em mãos um documento de identificação em bom estado e com foto. Apresente-o no balcão de check-in e no portão de embarque.


Dicas para o

check-in A AZUL OFERECE CINCO MANEIRAS DIFERENTES PARA REALIZAR O SEU CHECK-IN*. ESCOLHA A QUE MELHOR SE ADAPTA ÀS SUAS NECESSIDADES

Totem check-in Para os Clientes que preferem o método tradicional de check-in, a Azul disponibiliza totens de autoatendimento nos aeroportos.

SMS check-in

Web check-in

Basta enviar um SMS para o número 26990 com o localizador do voo ou o CPF do passageiro. Ao final do processo, o Cliente recebe um SMS com o link para o acesso ao cartão de embarque.

No site da Azul é possível fazer o check-in de forma rápida e simples a partir de 48 horas antes de seu embarque. Perfeito para quem tem fácil acesso a computadores e quer economizar tempo.

App check-in Com o aplicativo da Azul, disponível gratuitamente para os sistemas iOS e Android, o bilhete fica guardado no passbook do smartphone e é possível embarcar mostrando apenas a tela do aparelho.

Fast check-in Para utilizar esta opção é preciso apenas digitar o endereço FC.VOEAZUL.COM.BR no navegador do celular e inserir uma das quatro alternativas de informação: número do localizador, RG, CPF ou número do Tudo Azul.

Clientes com conexão para voos da United Airlines em Guarulhos devem dirigir-se diretamente ao Terminal 3. Não há necessidade de refazer o check-in e nem despachar novamente as bagagens

139


PUBLIEDITORIAL AZUL CARGO

Mande bem com Azul Cargo. A mais ágil e pontual no transporte de carga aérea. Com presença em mais de 3.500 municípios, o serviço de entregas expressas porta a porta da Azul Cargo já é referência no mercado e, assim como as operações da Azul, mantém a alta confiabilidade demonstrada desde o início das operações. Fator primordial para o sucesso da Azul Cargo é a segurança, o que norteia o modo com que manuseia e transporta suas remessas, além de ser o primeiro valor da companhia. Produtos com alto valor agregado recebem no transporte aéreo um tratamento seguro, com poucos transbordos, tempo mínimo de permanência em armazéns e entregas rápidas ao destinatário, evitando assim riscos de roubos, perdas e avarias. Os clientes da Azul Cargo contam com um alto padrão de atendimento pós-vendas.

Para remessas urgentes, que podem ser despachadas até duas horas antes da decolagem de um voo e retiradas até duas horas após a chegada.

Entrega em domicílio ou retirada da carga no dia seguinte ao dia do envio para remessas destinadas às capitais e principais cidades brasileiras.*

Indicado para cargas de maior volume, e que tenham um prazo mais flexível para a chegada ao destino.

Serviço customizado para clientes de e-commerce que tenham distribuição frequente de pequenas encomendas.

Garante entrega porta a porta ou retirada até as 10h horas da manhã do dia seguinte ao dia do envio. Consulte lista de cidades atendidas.

Tarifas reduzidas para documentos até 100g.

Para informações sobre localidades atendidas, endereços das lojas, horários de atendimento, horários limite de despacho, restrições e rastreamento das remessas, ligue (11) 4003-8399 ou acesse: azulcargo.com.br


AZU I S | M A P A D E R O T A S

Nossos destinos

Internacional DomĂŠstico 141


AZU IS | M A P A D E R O T A S

Nossos destinos

142 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 6


143


PUBLIEDITORIAL TudoAzul

TudoAzul o programa de vantagens fácil de ganhar e fácil de viajar! No TudoAzul você ganha até cinco pontos a cada R$ voado. A partir de 1.000 pontos você pode obter descontos na passagem e, a partir de 5.000 pontos, pode resgatar viagem de graça para vários destinos em todo Brasil. Também é possível usar os pontos em viagens internacionais. Clientes TudoAzul também podem transferir pontos de seus cartões de crédito, pois temos promoções recorrentes e parcerias com os principais bancos do país, além de diversas empresas no varejo. Temos quatro categorias: TudoAzul, TudoAzul Topázio, TudoAzul Safira e TudoAzul Diamante.

TUDOAZUL

TOPÁZIO

SAFIRA

DIAMANTE

categoria inicial

4.000

8.000

20.000

Adquira o cartão TudoAzul Itaucard e ganhe 10% de desconto em todas as passagens da Azul

pontos qualificáveis

GRUBSTER

Conheça alguns dos nossos parceiros Ganhe pontos mesmo quando não estiver voando:

Cadastre-se e ganhe 1.000 pontos voeazul.com.br/tudoazul/azul-magazine

pontos qualificáveis

Aproveite descontos exclusivos em mais de 900 restaurantes.

CELEBRE E vários outros benefícios. Saiba mais em: voeazul.com.br/tudoazulitaucard

pontos qualificáveis

30% de desconto na conta isenção da taxa de reserva do Grubster exclusiva para clientes TudoAzul Safira e TudoAzul Diamante.

MAIS!

Saiba mais em: https://tudoazul.voeazul.com.br/web/azul/restaurantes


Promoção

Cadastre-se em

vacomepoca.com.br e comece a planejar a sua próxima viagem! Consulte o regulamento no site

Certificado de Autorização CAIXA n° 6-3113/2015


AZUIS

PA N O R Â M I C A Eduardo Zappia

Massa camuflada O fotógrafo paulistano Eduardo Zappia, hoje morador do Rio de Janeiro, fez das areias cariocas o cenário para a série O Sal da Praia – em alusão divertida ao documentário O Sal da Terra, sobre Sebastião Salgado. No projeto, ele deixa de lado a câmera e utiliza o iPhone para captar habituês das praias que geralmente ficam escondidos atrás de isopores e barracas. “O objetivo é focar não os moradores da Zona Sul, mas sim quem vem de bairros periféricos para se divertir ou trabalhar”, explica. Neste registro, feito na Praia do Arpoador, em agosto de 2013, ele capta o movimento de dois vendedores. “E por trás deles estou eu, deitado e observando tudo.”


Leve

a vida maisleve.

freewayshoes.com.br

Azul 33 completa  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you