Page 57

FOTOS: DIVULGAÇÃO

EM FOCO | A N I M A M U N D I

Cenas de dois títulos que estarão na programação do festival deste ano: acima, Vagabond, do brasileiro Pedro Ivo Carvalho; ao lado, o curta francês Chase Me, feito a partir de cenários e personagens impressos em 3D Scenes from two titles that are part of the festival’s programming this year: above, Vagabond, by Brazilian Pedro Ivo Carvalho; opposite, the French short film Chase Me, made from 3D-printed settings and characters

Mas se a consolidação do festival enche de alegria os quatro diretores, por outro lado também desperta o que Cesar chama de “síndrome de porteiro de boate”. “A gente trabalha enquanto todo o mundo se diverte”, diz. Além de organizar o Anima Mundi, ele comanda, em parceria com Aída, o estúdio Campo 4, que faz animações publicitárias e para a TV Globo – recentemente, assinaram as aberturas da novela Cordel Encantado e da minissérie Divã. “Sobra pouco tempo para se dedicar a um trabalho autoral”, lamenta. Por isso o grupo decidiu que, em 2016, irá delegar as funções administrativas do festival, concentrando-se apenas na curadoria dos filmes. O objetivo é ter mais tempo para outros projetos. E ideias não faltam a quem bebeu de tantas fontes diferentes por anos. Aída não vê a hora de voltar a produzir um curta-metragem. “Imagine a tortura que é assistir a mais de mil filmes por ano e não conseguir executar seus próprios.” Ela também tem como objetivo desenvolver, junto com Cesar, uma série de terror em que cada episódio se baseie em um enunciado de um problema. “Queremos usar o temor que muitas crianças têm da matemática para atraí-las para a matéria”, explica Cesar, que ainda prepara um documentário sobre um sobrevivente do Holocausto radicado no Brasil.

132 A Z U L M A G A Z I N E | 0 7 . 2 0 1 5

But if the consolidation of the festival brings joy to the four directors, on the other hand, it also awakens what Cesar calls “nightclub doorman syndrome.” “We work while everyone else has fun,” he says. In addition to organizing Anima Mundi, he (in partnership with Aída) runs Campo 4 studio, which produces animated commercials, and recently produced the opening sequence of the telenovela Cordel Encantado and the miniseries Divã for the Globo television network. “There’s little time left to devote to an original work,” he laments. Therefore, the group decided that next year they will delegate the administrative duties of the festival, focusing only on the curation of the films. The goal is to have more time for other projects. And ideas are abounding for those who have drunk from so many different sources for years. Aída can’t wait to return to making a short film. “Imagine the torture to watch more than a thousand films a year and be unable to make your own.” She also intends to develop – together with Cesar – a horror series in which each episode is based on a statement of a mathematical problem. “We want to use the fear that many children have of math to attract them to the subject matter,” said Cesar, who is also preparing a documentary about a Holocaust survivor now living in Brazil. 

Azul 27 completa  
Azul 27 completa  
Advertisement