Page 1

#25 MAIO | MAY MOSTRA COM OBRAS DE JOAN MIRÓ CHEGA A SP EXHIBITION FEATURING WORKS BY JOAN MIRÓ ARRIVES IN SP

FESTIVAL LEVA JAZZ, SOUL E BLUES A PARATY MUSIC FESTIVAL BRINGS JAZZ, SOUL AND BLUES TO PARATY

O MAR CRISTALINO DA REGIÃO DOS LAGOS THE CRYSTAL-CLEAR SEA AT REGIÃO DOS LAGOS

maria

casadevall A ATRIZ QUE CONQUISTOU O BRASIL VOLTA ÀS NOVELAS EM I LOVE PARAISÓPOLIS E PREPARA SUA ESTREIA NO CINEMA THE ACTRESS THAT CAUGHT BRAZIL’S FANCY RETURNS TO SOAP OPERAS IN I LOVE PARAISÓPOLIS AND PREPARES HER DEBUT IN CINEMA

P ORT UG U ÊS - EN G L IS H


EST expansão de

moda • Mais de 100 novas marcas nacionais e internacionais. gastronomia • 5 novos restaurantes e uma nova praça de alimentação. lazer • Em breve, 3 novas salas de cinema Prime. serviços • 800 novas vagas de estacionamento com tecnologia de sinalização de vagas. E muito mais. A v. I g u a t e m i , 7 7 7 • C a m p i n a s • i g u a t e m i c a m p i n a s . c o m . b r

App


TILO Venha conhecer as novidades da nossa expansão. A G O R A

S Ó

F A L T A

V O C Ê .


AZUL MAGAZINE #25 M A I O | M AY 2 0 1 5

Sumário 122

DESTINOS

82

94

82

Região dos Lagos

94

Serra do Cipó

107

Belém

113

São Luís

A natureza generosa do litoral fluminense The generous nature of the Rio de Janeiro coast

Cachoeiras e flora exuberantes a 90km de BH Waterfalls and lush vegetation just 90km from BH

A fotógrafa Julia Rodrigues registra o Círio de Nazaré Photographer Julia Rodrigues shoots Círio de Nazaré

Juliana Alves indica o melhor da cidade Juliana Alves indicates the city’s best

EM FOCO

122

Maria Casadevall

132

Kobra

Do teatro independente às novelas From independent theater to soap operas

As obras grandiosas do artista paulistano Grand works of the São Paulo-based artist

140 Barbearias modernas Espaços com bar e decoração vintage Spaces with a bar and vintage decor

132 010 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

144

Capril do Bosque Produção artesanal de queijos de cabra Traditional production of goat cheese


Sumário 32

28

14 Editorial Editorial 16 Expediente Staff 18 Colaboradores Contributors

36

4 CANTOS

26 28 32 36 40 42 44 46

Agenda Agenda Exposição Exhibit Cinema Film Música Music Dança Dance Teatro Theater TV TV Livros Books HIGHLIGHTS

54

42 62

012 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

54 58 60 62 64 68 70

Gastronomia Cuisine O Quarto The Bedroom 5 Perguntas 5 Questions Take 5 Take 5 Vitrine Shop Window Olhar Azul Azul Look Colunas Columns

André Barcinski Mário Magalhães Mara Salles

AZUIS

148 Novidades News 149 Expansão Expansion 151 Frota Azul Azul Fleet 154 Linhas de Ônibus Bus Lines 156 Experiência Azul Azul Experience 159 Mapa de Rotas Route Map 162 Panorâmica Panorama


Editorial Qualidade em primeiro lugar Quality comes first

Em pouco mais de seis anos de operação, a Azul mudou a dinâmica do setor aéreo do País e trouxe aos brasileiros um novo jeito de voar. Com um alto padrão de qualidade nos serviços e uma extensa malha de voos e destinos, contribuiu para que mais pessoas pudessem usufruir do transporte aéreo, conectando todas as regiões do Brasil. Temos a certeza de que tudo o que construímos é resultado do esforço de um time brilhante. O capital humano é nosso maior ativo. Cuidar de pessoas está na cultura da companhia e, por isso, continuaremos a investir cada vez mais nelas. Confiantes na retomada do crescimento do Brasil e na certeza do desenvolvimento contínuo do setor, seguiremos investindo na ampliação de nossa frota e de nossa malha, dentro e fora do País. Firmamos contratos para a inclusão de mais de 120 novos aviões ao longo dos próximos cinco anos, dobramos o número de voos para a Flórida, incluímos 13 novas rotas domésticas e temos planos de construir um amplo hangar para manutenção de aviões em Campinas. Estamos sempre investindo no futuro. Até o fim deste ano, toda a frota de aeronaves A330, destinada às rotas internacionais, já estará totalmente reformada. Estão sendo empenhados cerca de dez milhões de dólares por avião. Com isso a Azul passará a oferecer um novo e exclusivo padrão de serviço, com o que há de melhor em termos de conforto e tecnologia. Este processo ocorrerá de forma gradual, mas algumas novidades já estão a bordo dos voos para os Estados Unidos. Começamos a oferecer tablets aos Clientes da classe econômica, com diversos filmes e jogos. Somos a única companhia aérea no mundo a oferecer esse produto para todos os Clientes. Além disso, o Kit Azul Kids integra as opções de entretenimento dedicadas exclusivamente às crianças. Confira na seção Azuis estas e outras novidades da companhia. Agradeço a escolha de voar conosco. Desejo a você uma ótima leitura e um excelente voo!

Dear Reader, In just over six years of operation, Azul has changed the dynamics of the airline industry in Brazil, and has provided Brazilians a new way to fly. With high standards of quality in our services and an extensive network of flights and destinations, we have been helping more and more people to enjoy air travel, connecting all regions of Brazil. We are certain that everything we’ve built so far is the result of the efforts of a brilliant team. Human capital is our greatest asset. Caring for people is the company’s culture, and so we will continue to invest more in them. Confident that Brazil will resume its economic growth and sure of our continuous development of the sector, we will continue investing in order to expand our fleet and network, within and outside Brazil. We have signed agreements to include more than 120 new aircraft over the course of the next five years, we have doubled the number of flights to Florida, we have included 13 new domestic routes, and we have plans to build a large aircraft maintenance hangar in Campinas. We are constantly investing in the future. Later this year, the entire fleet of A330 aircraft, assigned to international routes, will have been completely overhauled. Around ten million dollars per jetliner is being committed. Thus, Azul will offer a new and unique standard of service, with the very best in terms of comfort and technology. During this process, which will take place gradually, several new features can already be found on board flights to the US. We’ve begun offering tablets to Customers flying economy class, with a host of movies and games. We’re the only airline in the world to offer this product to all Customers. Additionally, the Azul Kids Kit provides entertainment options, designed exclusively for our younger flyers. Check out this and other news about the company in the Azuis section. I thank you for choosing to fly with us. Happy reading, and have a great flight!

Antonoaldo Neves PRESIDEN TE P RE S IDE NT

014 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

RETRATO: DIVULGAÇÃO

Caro Leitor,


Salvador é uma festa para os sentidos. Sinta e...

http://youtu.be/1uHqkddf6EY

http://kaywa.me/P1VK3


MARKETING

COMUNICAÇÃO E MARCA Diretor de Comunicação e Marca Gerente de Comunicação Coordenador de Comunicação Diretor de Arte Gerente de Produto

Gerente de Marketing

Gianfranco Beting

Coordenador de Marketing

Carolina Constantino

Analista de Marketing Sênior

Fabio Abud

Analista de Marketing

Nemo Sampaio

facebook.com/AzulLinhasAereas

EDITORIAL

Rafaela Cambiaghi Garcia

PUBLICIDADE Gerente Comercial

Bruna Tiussu

Marcelo Trevenzolli marcelo.trevenzolli@azulmagazine.com.br

Executivas de Contas

Marina Azaredo marina.azaredo@azulmagazine.com.br

Editor de Arte

Henrique Mathias

twitter.com/azulinhasaereas

bruna.tiussu@azulmagazine.com.br

Editora-assistente

Francisco Almeida

Renata Florenzano

voeazul.com.br

Editora

Dilson Gonçalves

Carina Nishida carina@azulmagazine.com.br

Sandra Torre André Graciotti

sandra.torre@azulmagazine.com.br

andre.graciotti@azulmagazine.com.br

Simone Montenegro Repórter

simone@azulmagazine.com.br

Luiza Vieira Ana Paula Matozo

luiza.vieira@azulmagazine.com.br

ana.matozo@azulmagazine.com.br

Produtora Executiva

Assistente Comercial

Thais Lutti

Paula Rezende

thais.lutti@azulmagazine.com.br paula@azulmagazine.com.br | 11 3254 9895

Estagiária

Representantes de Vendas FTPI

Sofia Franco sofia.franco@azulmagazine.com.br

Tratamento de Imagens e Pré-impressão Produção Gráfica

Andrea Medrado (RJ) andreamedrado.rio@ftpi.com.br | 21 3852 1588

Everaldo Guimarães

Cristine Prataviera (PR)

aldo@azulmagazine.com.br

cristiane.curitiba@ftpi.com.br | 41 3026 4100

Ivan Feitosa (PE) ivan.nordeste@ftpi.com.br | 81 2128 4350

Vitor Soares vitor.soares@azulmagazine.com.br

Loren Rodrigues (PE) Revisão Tradução e Revisão do Inglês

loren.nordeste@ftpi.com.br | 81 2128 4350

Paulo Vinicio de Brito

Luciana Mir (DF) lucianamir.brasilia@ftpi.com.br | 61 3035 3750

Business Translation Services

Marcela Miranda (Flórida) marcela.miranda@azulmagazine.com.br | 1 407 701 0738

COLABORADORES Texto: Daniel Telles Marques, Duda Miranda, Ivi Brasil, Luciana Garcia, Thiago Stivaletti, Xavier Bartaburu Foto: André Dib, Anna Carolina Negri, Camilla Maia, Du Zuppani, Fáustulo Machado, Gabriel Rinaldi, Julia Rodrigues, Rafael Kent, Ricardo Jaeger, Roberto Seba Maquiagem: Guilherme Orbêa Stylist: Mayara Inácio Produção de Moda: Carol Ribeiro Ferreira Produção: Lia Guimarães, Sophia Ladeira Ilustração: Danilo Bandeira, Mauricio Pierro

Ronaldo Spagnuolo (MG) ronaldo.minas@ftpi.com.br | 31 2105 3609

PROJETO GRÁFICO André Graciotti

MARKETING Gerente de Marketing AZUL MAGAZINE

#25 MAIO | MAY MOSTRA COM OBRAS DE JOAN MIRÓ CHEGA A SP EXHIBITION FEATURING WORKS BY JOAN MIRÓ ARRIVES IN SP

FESTIVAL LEVA JAZZ, SOUL E BLUES A PARATY MUSIC FESTIVAL BRINGS JAZZ, SOUL AND BLUES TO PARATY

O MAR CRISTALINO DA REGIÃO DOS LAGOS THE CRYSTAL-CLEAR SEA AT REGIÃO DOS LAGOS

Leia também no tablet. O app da Azul Magazine está disponível para os sistemas iOS e Android

Géssica Romanini gessica@azulmagazine.com.br

DISTRIBUIÇÃO Gerente de Circulação

IMPRESSÃO CTP, Impressão e Acabamento Tiragem

LOG & PRINT Gráfica e Logística S.A. 90.000 exemplares

Jane Pinheiro jane.pinheiro@azulmagazine.com.br

AZUL MAGAZINE

VOEAZUL.COM.BR

#25 MAIO | MAY MOSTRA COM OBRAS DE JOAN MIRÓ CHEGA A SP EXHIBITION FEATURING WORKS BY JOAN MIRÓ ARRIVES IN SP

FESTIVAL LEVA JAZZ, SOUL E BLUES A PARATY MUSIC FESTIVAL BRINGS JAZZ, SOUL AND BLUES TO PARATY

O MAR CRISTALINO DA REGIÃO DOS LAGOS THE CRYSTAL-CLEAR SEA AT REGIÃO DOS LAGOS

FINANCEIRO/ADMINISTRATIVO

VOEAZUL.COM.BR

Diretora Financeira

maria

Luciana Mello luciana@azulmagazine.com.br

THE ACTRESS THAT CAUGHT BRAZIL’S FANCY RETURNS TO SOAP OPERAS IN I LOVE PARAISÓPOLIS AND PREPARES HER DEBUT IN CINEMA

casadevall

M A I O 2 015 / MAY 2 015

M AIO 2015 / M AY 2 015

A ATRIZ QUE CONQUISTOU O BRASIL VOLTA ÀS NOVELAS EM I LOVE PARAISÓPOLIS E PREPARA SUA ESTREIA NO CINEMA

maria A ZU L L IN H A S AÉ REA S B RA S IL E IR A S

A ZU L LI NHAS AÉ RE AS BRA SI LE IR AS

casadevall

A ATRIZ QUE CONQUISTOU O BRASIL VOLTA ÀS NOVELAS EM I LOVE PARAISÓPOLIS E PREPARA SUA ESTREIA NO CINEMA THE ACTRESS THAT CAUGHT BRAZIL’S FANCY RETURNS TO SOAP OPERAS IN I LOVE PARAISÓPOLIS AND PREPARES HER DEBUT IN CINEMA

Gerente Administrativa e Financeira Assistente Financeira

Editora Arranjo de Letras Eireli CNPJ – 11.052.806/0001-40 Endereço – Av. Paulista, 2200, 23º andar Consolação. CEP 01310-300 11 3254 9950

Valquiria Gomes Vilela valquiria.gomes@azulmagazine.com.br

Bruna Veiga

25 P ORT U GU Ê S - E NGL I S H

bruna.veiga@azulmagazine.com.br

25 P ORT UG UÊS - EN G LISH

Foto da capa Gabriel Rinaldi

016 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

AZUL Magazine não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos assinados. As pessoas que não constam do expediente da revista não têm autorização para falar em nome de AZUL Magazine ou retirar qualquer tipo de material para produção de editorial caso não tenham em seu poder uma carta atualizada e datada, em papel timbrado, assinada por pessoa que conste do expediente.


Colaboradores Rafael Kent FOTÓ G R A FO / P HOTO G RAPHER

Um dos nomes da nova geração de videomakers do Brasil, possui a produtora OKent Films e assina a fotografia de clipes de artistas como Racionais MC’s, Sepultura, Planet Hemp e Capital Inicial. Neste número, fez os retratos do muralista Kobra.

André Dib F OTÓGRAF O / PHOTOGRAPHER

Colabora em publicações sobre natureza, esporte e turismo e mantém projetos autorais, como o livro Parques Nacionais Brasileiros, lançado em 2014. Suas imagens ilustram a reportagem sobre a Serra do Cipó, em Minas Gerais. Contributes to publications on nature, sports and tourism, and works on his own projects, such as the book Parques Nacionais Brasileiros, released in 2014. Here, his photographs illustrate the article on Serra do Cipó, in Minas Gerais.

One of the names of the new generation of videomakers in Brazil, he owns the OKent Films production company and has made music videos for artists such as Racionais MC’s, Sepultura, Planet Hemp and Capital Inicial. For this issue, he photographed the muralist, Kobra.

Thiago Stivalleti JORN AL ISTA / JOURN AL IST

Repórter e crítico de cinema, há sete anos cobre o Festival de Cannes para o portal UOL. Faz parte da equipe da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e é editor-assistente do site Filme B. Nesta Azul Magazine, entrevistou a atriz Maria Casadevall. A reporter and film critic, for seven years he has been covering the Cannes Film Festival for the web portal UOL. He is part of the team of the São Paulo International Film Exhibition, and is assistant editor for the “Filme B” web site. For this issue of Azul Magazine, he interviewed actress Maria Casadevall.

Xavier Bartaburu

Gabriel Rinaldi

JO R NAL I STA / J O U R N A L I ST F OTÓGRAF O / PHOTOGRAPHER

Writes about popular culture, travel, and the environment. Has contributed to several magazines, and works on projects for National Geographic and the “Viagem na Natureza” web site, maintained by Brazil’s Ministry of Tourism. He wrote the article on Região dos Lagos, in Rio de Janeiro.

018 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

Duda Miranda J O R NALISTA / J O URNALIST

Fez carreira na televisão como produtora e apresentadora de programas de variedades, viagens e esportes. Hoje mora em Orlando, onde cobre futebol, automobilismo e basquete – sem deixar de lado a efervescência cultural da cidade. Aqui, apresenta o restaurante Luma On Park. Made his career in television as a producer and host of travel, sports and variety shows. Currently lives in Orlando, where he covers football, racing, and basketball – without forgetting the city’s cultural effervescence. Here, he presents Luma On Park restaurant.

Formado no Rochester Institute of Technology, iniciou a carreira como retratista em Nova York. Atualmente mora em São Paulo e contribui em veículos como Forbes e Marie Claire. São dele os cliques da atriz Maria Casadevall, que estampa a capa desta edição. A graduate of Rochester Institute of Technology, he began his career as a portrait photographer in New York. He currently lives in São Paulo and contributes to publications such as Forbes and Marie Claire. He photographed actress Maria Casadevall, who graces the cover of this month’s issue.

FOTOS: ARQUIVO PESSOAL

Escreve sobre cultura popular, viagens e meio ambiente. Já colaborou em várias revistas e atua em projetos para a National Geographic e para o portal Viagem na Natureza, do Ministério do Turismo. É dele a reportagem sobre a Região dos Lagos, no Rio de Janeiro.


GRCcomunicacao.com.br


28 Exposição Exhibit Retrospectiva de Joan Miró chega a São Paulo Joan Miró retrospective arrives in São Paulo

32 Cinema Film Lázaro Ramos protagoniza dois longas Lázaro Ramos stars in two new movies

FOTOS: GUILHERME MAIA /DIV. (L Á Z ARO RAMOS); CARL THORBORG/DIV. (FESTIVAL O BOTICÁRIO NA DANÇA)

4 cantos

40

40 Dança Dance Rio e SP sediam Festival O Boticário na Dança Rio and SP host the “O Boticário na Dança” Festival

32


4 CANT OS | A G E N D A

maio may

dia

3

Wings for Life World Run BRASÍLIA (DF)

A corrida, realizada em 35 cidades mundo afora, destina todo o valor arrecadado a pesquisas para a cura de lesões na medula espinhal. Podem participar da competição de atletas iniciantes a corredores de elite, além de cadeirantes. The run, held in 35 cities around the world, earmarks all proceeds for research to find a cure for spinal cord injuries. Racers ranging from novice athletes to elite runners can participate, as well as users of common wheelchairs. ESTÁDIO MANÉ GARRINCHA, ASA NORTE. ÀS 8H. US$25 WINGSFORLIFEWORLDRUN.COM/BR

Ney Matogrosso SÃO PAULO (SP)

dia

7

Virtuosi Brasil RECIFE (PE)

A capital paulista ganha um novo teatro neste mês e o cantor é o encarregado do show de abertura com o espetáculo Atento aos Sinais. O setlist conta com composições de Lenine, Itamar Assumpção, Caetano Veloso, entre outros.

O festival chega à sua 11ª edição com apresentações do pianista Cristian Budu, do Quarteto de Cordas Carlos Gomes (foto) e do Duo Flauta & Violão (de Rogério Wolf e Paulo Porto Alegre). A abertura fica a cargo do Grupo Pau Brasil.

The city of São Paulo gets a new theater this month, and the singer will star in the grand opening performance, with the show Atento aos Sinais. The setlist features compositions by Lenine, Itamar Assumpção and Caetano Veloso, among others.

TEATRO LUIZ MENDONÇA, AV. BOA VIAGEM, S/Nº, BOA VIAGEM. DE 7 A 10 DE MAIO, ÀS 19H. GRÁTIS

TEATRO PORTO SEGURO, AL. BARÃO DE PIRACICABA, 740,

Após os shows Recanto e Espelho d’Água, a cantora resgata a obra de um dos maiores nomes da música brasileira: o cantor e compositor Lupicínio Rodrigues (1914-1974). A turnê de Ela Disse-me Assim: Canções de Lupicínio terá a sua apresentação derradeira na capital paulista.

CAMPOS ELÍSEOS. ÀS 21H. ENTRE R$120 E R$180 4003 1212

INGRESSORAPIDO.COM.BR

The festival, currently it is 11th edition, features performances by pianist Cristian Budu, the Carlos Gomes String Quartet (photo) and the Flute & Guitar Duo (of Rogério Wolf and Paulo Porto Alegre). The Festival’s opening act will be Grupo Pau Brasil. 81 3363 0138

dia

8

VIRTUOSI.COM

Gal Costa SÃO PAULO (SP)

After the shows Recanto and Espelho d’Água, the singer revives the work of one of the biggest names in Brazilian music: singer-songwriter Lupicínio Rodrigues (1914-1974). The tour Ela Disse-me Assim: Canções de Lupicínio will have its closing performance in São Paulo. HSBC BRASIL, R. BRAGANÇA PAULISTA, 1281, SANTO AMARO. ÀS 22H. ENTRE R$50 E R$240 11 5646 2120

026 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

HSBCBRASIL.COM.BR

FOTOS: FE PINHEIRO (NEY MATOGROSSO); DANIEL A TOVIANSK Y/DIV. (GAL COSTA); JOÃO SAL AMONDE/DIV. ( VIRTUOSI BRASIL); PRESTON MACK /DIV. (COOLEST SUMMER EVER); FL ÁVIO COLKER/DIV.(CIA. DE DANÇA DEBORAH COLKER); DIVULGAÇÃO

dia

6


Cinema | Film

Música | Music

dia

11

TV | TV

Literature | Literature

Exposição | Exhibit

Dança | Dance

Festival Bananada

dia

19

GOIÂNIA (GO)

Teatro | Theater

Outros | Others

Mix SÃO PAULO (SP)

O espetáculo promove a fusão de Vulcão e Velox, as duas primeiras criações da Companhia de Dança Deborah Colker. A ideia de mesclar as apresentações surgiu após a 6ª edição da Bienal da Dança de Lyon, quando o diretor do evento se encantou com os dois balés e fez a sugestão para a coreógrafa.

Apresentações de música, artes visuais, gastronomia e esportes, além de produções audiovisuais, compõem a programação da 17ª edição do evento. Neste ano, os destaques são os shows de Caetano Veloso, Pato Fu, Criolo e do lendário guitarrista J Mascis. Attractions in music, visual arts, cuisine and sports, as well as audiovisual productions make up the programming of the 17th edition of the Festival. This year’s highlights include concerts by Caetano Veloso, Pato Fu, Criolo and legendary guitarist J Mascis. CENTRO CULTURAL OSCAR NIEMEYER, AV. DEPUTADO JAMEL CECÍLIO,

The show promotes the fusion of Vulcão and Velox, the first two creations of the Deborah Colker Dance Company. The idea of merging the presentations came after the 6th Dance Biennial of Lyon, when the director of the event was enchanted by both ballets and gave the suggestion to the choreographer.

4490, QUADRA GLEBA, LOTE 1, SETOR FAZENDA GAMELEIRA.

TEATRO SÉRGIO CARDOSO, R. RUI BARBOSA, 153, BELA VISTA.

DE 11 A 17 DE MAIO. ENTRE R$20 E R$80

TER. (19) E QUA. (20), ÀS 21H. ENTRE R$50 E R$70.

81 3645 9531

4003 1212

FESTIVALBANANADA.COM.BR

dia

22

INGRESSORAPIDO.COM.BR

Coolest Summer Ever ORLANDO (FL)

A Walt Disney World promove uma série de atrações para marcar a chegada do verão no Hemisfério Norte. O Magic Kingdom fica aberto durante 24 horas no início das comemorações. O anfitrião da festa será o carismático boneco de neve Olaf, do filme Frozen. Walt Disney World is promoting a number of attractions to mark the arrival of summer in the northern hemisphere. The Magic Kingdom is open 24 hours a day at the beginning of the celebrations. And the party’s host will be the charismatic snowman Olaf, from Frozen. MAGIC KINGDOM, 1180 SEVEN SEAS DR., LAKE BUENA VISTA. DAS 6H DO DIA 22 ÀS 6H DO DIA 23. O INGRESSO PARA UM DIA NO MAGIC KINGDOM CUSTA A PARTIR DE US$105 1 407 939 7679

dia

22

História de Amor SÃO PAULO (SP)

Uma das atrações do Circuito São Paulo de Cultura, a peça do grupo Teatro da Vertigem terá três exibições neste mês. Escrita em 1991, a trama fala do encontro de um casal com um homem, com o qual ambos viveram um romance. As one of the attractions of the São Paulo Culture Circuit, the play História de Amor, staged by the Vertigem Theater Group, will have three performances this month. Written in 1991, the plot tells of a couple who cross paths with a man, with whom both of them have had an affair.

DISNEYWORLD.DISNEY.GO.COM

dia

29

Arnold Classic Brasil RIO DE JANEIRO (RJ)

Corpos esculturais e atletas ousados. Esta é promessa do evento, realizado no último fim de semana do mês e chancelado pelo ator e ex-governador da Califórnia Arnold Schwarzenegger. As competições de fisioculturismo são os destaques.

TEATRO ALFREDO MESQUITA, AV. SANTOS DUMONT, 1770,

Sculpted bodies and daring athletes. This is a promise of the event, held on the last weekend of the month and sanctioned by actor and former governor of California, Arnold Schwarzenegger. The bodybuilding competitions are the main highlight.

SANTANA. SEX. (22) E SÁB. (23), ÀS 21H; DOM. (24), ÀS 19H.

RIOCENTRO, AV. SALVADOR ALLENDE, 6555, BARRA DA

GRÁTIS (OS INGRESSOS DEVEM SER RETIRADOS UMA HORA

TIJUCA. SEX. (29) E SÁB. (30), DAS 14H ÀS 20H; DOM. (31),

ANTES DA SESSÃO)

11 2221 3657

CIRCUITOSPDECULTURA.PREFEITURA.SP.GOV.BR

DAS 10H ÀS 18H. ENTRE R$50 E R$110 ARNOLDCONFERENCE.COM.BR

027


4 C ANT OS | E X P O S I Ç Ã O

FOTOS: HEREUS DE JOAQUIM GOMIS/FUNDACIÓ JOAN MIRÓ, BARCELONA /DIV. (RETRATO); SUCCESSIÓN MIRÓ, MIRÓ, JOAN AUT VIS, BRASIL, 2015/DIV. (OBRAS)

Lúdico e genial Playful and whimsical

MAIOR MOSTRA DEDICADA A JOAN MIRÓ CHEGA A SÃO PAULO COM UM CONJUNTO DE MAIS DE 100 OBRAS QUE EVIDENCIAM SEU INTERESSE PELA EXPERIMENTAÇÃO E PELAS QUALIDADES MÁGICAS DA ARTE THE LARGEST EXHIBITION DEDICATED TO JOAN MIRÓ IS COMING TO SÃO PAULO, WITH MORE THAN 100 WORKS THAT SHOW HIS INTEREST IN EXPERIMENTATION AND IN THE MAGICAL QUALITIES OF ART Por/By IVI BRASIL

A liberdade que Joan Miró (1893-1983) cultivou durante seus 90 anos de vida é a fonte primeira para entender seu trabalho. Suas pinturas, gravuras e esculturas são inconfundíveis pela fluidez das formas e pelo colorido marcante, mas também pela sensibilidade com o cotidiano, pelos seres cósmicos e cômicos. “Eu tento aplicar cores como palavras que são poemas, como notas que fazem música”, dizia o pintor. Esse universo do artista catalão, um dos mais importantes da arte moderna, chega a São Paulo na exposição Joan Miró – A Força da Matéria, realizada no Instituto Tomie Ohtake, a partir de 24 de maio – em setembro, ela aterrissa no Museu de Arte de Santa Catarina, em Florianópolis. A grandiosidade do gênio, que preferiu a liberdade de criação ao título de surrealista, está nos números da mostra. São cerca de 40 pinturas, 22 esculturas, 20 desenhos e 25 gravuras, além de objetos por ele criados. O acervo se divide em três blocos cronológicos – Anos 1930 e 1940, Anos 1950 e 1960 e Anos 1970 –, que coincidem com as pesquisas que guiaram o desenvolvimento crítico e formal de Miró.

028 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

A primeira etapa apresenta um artista indignado com a Guerra Civil Espanhola e com a Segunda Guerra Mundial. Esta transgressão aparece nas colagens e nos objetos feitos de itens cotidianos. Em seguida, vê-se um pintor interessado em testar materiais e explorar o espaço tridimensional, o que o leva às esculturas – mantendo nelas o lado onírico e colorido de suas pinturas e seus desenhos. E, na última fase, Miró faz uso de suportes inusitados a fim de questionar o sentido da arte. Neste período, ele envereda com mais força nas gravuras, mostrando total domínio técnico. O conjunto de obras expostas evidencia o desafio do artista, desde a década de 20, de recuperar as qualidades espirituais e mágicas que a produção artística teve na Antiguidade. De certa forma, a força e a intensidade da matéria usada por Miró o ajudaram a aproximar a arte do público. Sempre lúcido e atento ao mundo que o cercava e à velocidade do tempo, ele dizia que “mais importante do que a obra propriamente dita é o que ela vai gerar. A arte pode morrer, um quadro pode desaparecer. O que conta é a semente”.

Joan Miró – A Força da Matéria Instituto Tomie Ohtake, Av. Brigadeiro Faria Lima, 201, Pinheiros, São Paulo. De 24 de maio a 16 de agosto. Ter. a dom., das 11h às 20h. R$10 11 2245 1900 INSTITUTOTOMIEOHTAKE.ORG.BR


Na página anterior, Dois Personagens Caçados por um Pássaro (1976). Nesta página, acima, Cabeça na Noite (1968); ao lado, Mulher (1978); abaixo, Homem, Mulher, Pássaro (1959); e, no pé da página, Miró, em 1944 On the previous page: Two Figures Haunted by a Bird (1976). This page, above: Head in the Night (1968); opposite: Woman (1978); below: Man, Woman, Bird (1959); and bottom of page: Miró in 1944

The freedom that Joan Miró (1893-1983) cultivated over the course of his 90-year lifetime is the first source for understand his work. His paintings, engravings and sculptures are unmistakable not only by the fluidity of forms and striking use of color, but also by the sensitivity with daily life, and by the cosmic and comical beings. “I try to apply colors like words that shape poems, like notes that shape music,” the painter once said. This universe of this Catalan artist, one of the most important figures in modern art, arrives in São Paulo for the exhibition titled “Joan Miró – The Force of Matter,” held at Instituto Tomie Ohtake starting May 24th. In September, it travels to the Santa Catarina Art Museum, in Florianópolis. The grandiosity of this genius, who preferred the freedom to create in the surrealist style, can be seen in the numbers of the exhibition. There are around 40 paintings, 22 sculptures, 20 drawings and 25 engravings, as well as other objects created by him. The collection is divided into three chronological blocks – 1930s/40s, 1950s/60s, and 1970s – coinciding with the research that guided Miró’s critical and formal development. The first stage presents an artist outraged by the Spanish Civil War and World War II. This transgression appears in the collages and items made from everyday objects. In the next stage, we see a painter interested in testing materials and exploring three-dimensional space, which led him to sculpture – while maintaining the dream-like and colorful side of his paintings and drawings. Finally, in the last stage, Miró makes use of unusual media to question the very meaning of art. During this period, he is more strongly dedicated to engravings, showing his full technical mastery. The set of works on display highlights the artist’s challenge – since the 1920s – of recovering the spiritual and magical qualities that artistic production had in Antiquity. In a way, the strength and the intensity of the material used by Miró helped bring art closer to the public. Always lucid and mindful of the world around him and how fast time goes by, he said that “more important than a work of art itself is what it will sow. Art can die, a painting can disappear. What counts is the seed”.

029


4 C ANT OS | E X P O S I Ç Ã O

ARTE EM FOCO ART IN FOCUS SAIBA MAIS SOBRE OS DESTAQUES DE MUSEUS E ESPAÇOS CULTURAIS FIND OUT MORE ABOUT THE OUTSTANDING MUSEUMS AND CULTURAL SPACES Por/By SOFIA FRANCO

Figuras e formas Figures and forms

Em cartaz de 19 de maio a 26 de julho, em Porto Alegre, a exposição José Damasceno: Plano de Observação apresenta cinco grandes instalações do escultor carioca: Cinemagma, Observation Plan, Monitor Crayon, Mass Mídia (foto) e Poco a Poco, além de uma obra de mármore, Parábola, da Coleção do Instituto Inhotim. O público também pode consultar livros e catálogos do artista. Showing from May 19th to July 26th, in Porto Alegre, the exhibition José Damasceno: Observation Plan features five large installations by the Rio-based sculptor: Cinemagma, Observation Plan, Monitor Crayon, Mass Mídia (photo), and Poco a Poco, in addition to the marble sculpture Parabola, from the collection of Instituto Inhotim. Visitors to the exhibition can also check out the artist’s books and catalogs. SANTANDER CULTURAL, R. SETE DE SETEMBRO, 1028, CENTRO HISTÓRICO, PORTO ALEGRE. TER. A SÁB., DAS 10H ÀS 19H; DOM., DAS 13H ÀS 19H. GRÁTIS 51 3287 5500

SANTANDERCULTURAL.COM.BR

Trajetória em evidência Matriarca do samba brasileiro, Dona Ivone Lara inspira a 23ª Ocupação do Itaú Cultural. A história da artista, que acabou de completar 94 anos, será contada por meio de fotografias, objetos pessoais, vestimentas e instrumentos musicais. A exposição será aberta com uma roda de samba no dia 16 de maio e segue até 21 de junho. The matriarch of Brazilian samba, Dona Ivone Lara, inspires the 23rd edition of the Ocupação project, by Itaú Cultural. The story of this artist, who just turned 94, will be told through pictures, objects, clothing and musical instruments. The exhibition opens with a samba performance on May 16th, and is scheduled to run through June 21st. ITAÚ CULTURAL, AV. PAULISTA, 149, BELA VISTA, SÃO PAULO. TER. A SEX., DAS 9H ÀS 20H; SÁB. E DOM., DAS 11H ÀS 20H. GRÁTIS

11 2168 1776

ITAUCULTURAL.ORG.BR

Pratas da casa

Homegrown artists

Em sua primeira mostra dedicada exclusivamente a artistas nacionais, a Casa Daros reúne cerca de 60 obras pertencentes à Coleção Daros Latinamerica, de Zurique, na Suíça. Made in Brasil traz trabalhos de Antonio Dias (foto), Ernesto Neto, Vik Muniz, Waltercio Caldas, entre outros. Em cartaz até 9 de agosto. In its first exhibition devoted exclusively to Brazilian artists, Casa Daros gathers some 60 works belonging to the Daros Latinamerica Collection in Zurich, Switzerland. Made in Brazil features works by Antonio Dias, Ernesto Neto, Vik Muniz and Waltercio Caldas, among others. Showing through August 9th. CASA DAROS, R. GENERAL SEVERIANO, 159, BOTAFOGO, RIO DE JANEIRO. QUA. A SÁB., DAS 11H ÀS 19H; DOM., DAS 11H ÀS 18H. R$14

030 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

21 2138 0850

CASADAROS.NET

FOTOS: LUIS ASSIM (JOSÉ DAMASCENO); ARQUIVO PESSOAL (DONA IVONE L ARA); DIVULGAÇÃO

A celebrated career


4 C ANT OS | C I N E M A

À esquerda, Lázaro no papel de Vicente, em O Vendedor de Passados; abaixo, o ator em cena de Sorria, Você Está Sendo Filmado; e, na página seguinte, os bastidores da comédia Left: Lázaro in the role of Vincente, in O Vendedor de Passados; below, a scene of Sorria, Você Está Sendo Filmado; and on the next page: the actor while shooting the comedy, with fellow cast members

Presença

Confirmed presence

confirmada LÁZARO RAMOS ENTRA EM CARTAZ NESTE MÊS COMO PROTAGONISTA DE DOIS FILMES DE GÊNEROS DISTINTOS: UMA COMÉDIA DE BAIXO ORÇAMENTO E UM LONGA CHEIO DE MISTÉRIOS PROLIFIC ACTOR LÁZARO RAMOS HITS THE SCREEN THIS MONTH AS THE STAR OF TWO FILMS IN TWO VERY DIFFERENT GENRES: A LOW-BUDGET COMEDY AND A MYSTERY-LADEN THRILLER Por/By MARINA AZAREDO

Aos 36 anos e considerado um dos grandes atores de sua geração, Lázaro Ramos não foge de desafios. O mais recente foi Sorria, Você Está Sendo Filmado, longa de Daniel Filho, que estreia no dia 7 de maio e se passa todo no mesmo ambiente: a sala de um apartamento em Copacabana, no Rio. Na trama, que mostra a reação de funcionários e moradores de um prédio diante do suicídio de um dos vizinhos, ele interpreta o atrapalhado porteiro Geneton. “O filme tem pouquíssimos cortes e parece ser um grande plano-sequência. As marcações tinham de ser bem exatas. Ensaiamos muito e filmamos em dois dias. Até perguntaram se nos inspiramos em Birdman, mas nós gravamos antes”, diverte-se o ator, referindo-se à produção de Alejandro González Iñárritu que levou o Oscar de melhor filme este ano. Sorria é uma comédia de baixo orçamento e pouco se parece com Se Eu Fosse Você, o enorme sucesso de bilheteria de Daniel Filho. Com elenco afiado – Susana Vieira, Otávio Augusto, Roberta Rodrigues e Deborah Secco –, deve provocar risadas no público. Mas também incita a refle-

032 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

xão sobre a superexposição em redes sociais e o comportamento das pessoas diante das câmeras. O roteiro é inspirado no longa Morte de um Homem nos Bálcãs, do sérvio Miroslav Momcilovic. “Existe espaço no Brasil para a comédia de costumes. Tenho conhecido vários roteiristas com projetos bacanas”, comenta Lázaro. O ator ainda protagoniza outra produção que estreia este mês: O Vendedor de Passados – que chega às salas em 21 de maio – é um suspense dirigido por Lula Buarque de Holanda baseado no livro homônimo do angolano José Eduardo Agualusa. Nele, Lázaro é Vicente, um homem que constrói passados diferentes para seus clientes. Com enredo enigmático, o longa se afasta dos gêneros que têm dominado o cinema nacional, aproximando-se do que vem sendo produzido na Argentina. E é justamente para lá que o ator está com os olhos voltados. “Tenho muita vontade de fazer cinema na Argentina. Eles têm investido em roteiro, o que é extremamente importante para o processo de produção dos filmes”, justifica. Parece que Lázaro já tem o próximo desafio em vista.

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

FOTOS: THEODORA DUVIVIER/DIV. (SORRIA, VOCÊ ESTÁ SENDO FILMADO); GUILHERME MAIA /DIV. (O VENDEDOR DE PASSADOS)

ATOR PROLÍFICO,


At 36, and considered one of the great actors of his generation, Lázaro Ramos doesn’t eschew challenges. His most recent one was Sorria, Você Está Sendo Filmado [“Smile, You’re Being Filmed”], a feature film directed by Daniel Filho which opens May 7th and takes place in the same setting: the living room of an apartment in Copacabana, in Rio. In the plot, which centers on the reaction of building’s staff and residents following the suicide of one of the neighbors, Lázaro plays the bumbling doorman, Geneton. “The film has very few cuts and seems like one big long-take. The markings had to be right on cue. We rehearsed a lot and shot everything in two days. They even asked us if we were inspired by Birdman, but our movie 202x133mm_AzulMag_ComfortSuites.pdf 1 09/04/15 18:31 was shot first,” laughs the actor, referring to the Alejandro González Iñárritu 273972_AGÊNCIA P+E_Muda de Ares_202x133 film that won this year’s Oscar for best picture. 10/04/2015 - 02:07 8930_273972_REV_AZUL_MAGAZINE_202x133_alta.pdf Sorria is a low-budget comedy and bears little

resemblance to Daniel Filho’s major box office hit, Se Eu Fosse Você [“If I Were You”]. With a tight cast – Susana Vieira, Otávio Augusto, Roberta Rodrigues and Deborah Secco – it will surely have audiences laughing. But it also stimulates a reflection on the over-exposure on social media and the way people behave on camera. The screenplay is inspired by Death of a Man in the Balkans, by Serbian filmmaker Miroslav Momcilovic. “There is room in Brazil for the comedy of manners. I’ve met several writers with great projects,” says Lázaro. He also stars in another production slated to open this month: O Vendedor de Passados – which hits theaters on May 21st – is a thriller directed by Lula Buarque de Holanda and based on the novel by Angolan writer José Eduardo Agualusa [“The Book of Chameleons”]. In the movie, Lázaro plays Vincente, a man who fabricates different pasts for his clients. With an enigmatic plot, the picture moves away from genres that have dominated Brazilian cinema, and is closer to the type of works that have been produced in Argentina. And it is precisely there that the actor has his sights on. “I really want to make a movie in Argentina. They’ve invested heavily in script writing, which is so important for the film production process,” he explains. It seems that Lázaro already has his next challenge in view.


4 C ANT OS | C I N E M A

TELA GRANDE BIG SCREEN FIQUE POR DENTRO DAS PRINCIPAIS ESTREIAS NACIONAIS E INTERNACIONAIS DO MÊS GET IN ON THE BIGGEST NATIONAL AND INTERNATIONAL DEBUTS OF THE MONTH Por/By MARINA AZAREDO dia

7

Fragilidade em evidência Evident fragility

Na Segunda Guerra Mundial, quatro soldados brasileiros servindo na Itália (Daniel de Oliveira, Julio Andrade, Francisco Gaspar e Thogum) sofrem um ataque de pânico coletivo e têm de optar entre encarar a Corte Marcial ou seguir na batalha. Vencedor do Festival de Cinema de Gramado de 2014, A Estrada 47 é dirigido por Vicente Ferraz.

dia

28

In World War II, four Brazilian soldiers serving in Italy (played by Daniel de Oliveira, Julio Andrade, Francisco Gaspar and Thogum) suffer a collective panic attack and must either face court martial for desertion or remain in the battle. Winner of the 2014 Gramado Film Festival, A Estrada 47 (Road 47) was directed by Vicente Ferraz. dia

21

Relações familiares Family relations

Paixão proibida Forbidden passion

Miss Julie se passa no verão de 1980, na Irlanda do Norte, quando Julie (Jessica Chastain), a instável filha de um aristocrata, seduz John (Colin Farrell), um empregado de seu pai. O jogo dos amantes é testemunhado pela cozinheira (Samantha Morton). Liv Ullmann assina a direção. Miss Julie is set the summer of 1980, in Northern Ireland, when Julie (played by Jessica Chastain), the unstable daughter of an aristocrat, seduces John (Colin Farrell), an employee of her father. The lovers’ game is witnessed by the cook (Samantha Morton). The film was directed by Liv Ullmann.

034 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

No longa francês Meu Verão na Provença, de Rose Bosch, três irmãos adolescentes vão passar as férias com um avô que até então não conheciam. O senhor, a princípio rabugento, logo se revela um libertário, defensor dos costumes anarquistas da geração hippie. In the French feature film Avis de Mistral (Our Summer in Provence), by Rose Bosch, three teenage brothers go to spend their vacation with a grandfather whom they’ve never met. The initially grumpy old man soon reveals himself as a libertarian and a defender of the anarchist customs of the hippie generation.


dia

14

Humanidade em colapso Mankind in collapse

De George Miller, criador da franquia que fez sucesso nos anos 1980, Mad Max: Estrada da Fúria marca o retorno de Max Rockatansky, interpretado por Tom Hardy. Ele tem a missão de resgatar um grupo de garotas envolvido em uma guerra iniciada pela Imperatriz Furiosa (Charlize Theron). From George Miller, creator of the hit 1980s Mad Max franchise, the latest film in the series, Mad Max: Fury Road, marks the return of Max Rockatansky, played by Tom Hardy. He is on a mission to rescue a group of girls involved in a war initiated by Imperator Furiosa (played by Charlize Theron). dia

7

Retrato da juventude Portrait of youth

Composto de entrevistas feitas com jovens estudantes pelo documentarista Eduardo Coutinho, que faleceu em fevereiro de 2014, Últimas Conversas busca entender como pensam os adolescentes de hoje. A versão final é de João Moreira Salles. Composed of interviews with young students by documentary filmmaker Eduardo Coutinho, dead in February 2014, Últimas Conversas (Latest Conversations) seeks to understand the mindset of teens today. The final version is by João Moreira Salles.

pipocas

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Popcorn O Exótico Hotel Marigold 2 estreia no Brasil na abertura do Cine PE, de 2 a 8 de maio, em Recife. O evento soma 27 filmes, 12 deles pernambucanos

Joe e Anthony Russo foram confirmados como diretores de Os Vingadores – Guerra Infinita. Dividido em duas partes, será lançado em 2018 e 2019

The Second Best Exotic Marigold Hotel premieres in Brazil for the opening of the Cine PE film festival, held May 2–8 in Recife. The event will screen 27 films, 12 of them from Pernambuco

Joe and Anthony Russo have been confirmed as directors of Avengers – Infinity War. The story will be divided into two parts, slated for release in 2018 and 2019


4 CANT OS | M Ú S I C A

ATRAÇÕES

SEXTA, 29/5 FRIDAY Vasti Jackson Mike Stern Quartet Cluster Sisters

SÁBADO, 30/5 SATURDAY Sharon Jones & The Dap-Kings Banda Mantiqueira Nuno Mindelis New Orleans T-Band Leo Gandelman & Serginho Trombone Torquato Mariano

No restrictions

BOURBON FESTIVAL REÚNE, NO FIM DESTE MÊS, MÚSICOS DE JAZZ, SOUL, BLUES E R&B EM DOIS PALCOS INSTALADOS NA SIMPÁTICA E HISTÓRICA PARATY LATER THIS MONTH, THE BOURBON FESTIVAL GATHERS JAZZ, BLUES, SOUL AND R&B MUSICIANS ON TWO STAGES IN THE PLEASANT AND HISTORIC TOWN OF PARATY Por/By LUCIANA GARCIA

Muita gente o conhece como "o festival de jazz de Paraty". Mas o Bourbon Festival – prestes a dar largada à sua 7ª edição, de 29 a 31 deste mês – vai além e leva à cidade histórica fluminense artistas de jazz, soul, R&B e blues. A principal atração deste ano, inclusive, é famosa por um soul dançante e animado: Sharon Jones se apresentará ao lado de sua banda The Dap-Kings (que acompanhou Amy Winehouse nas gravações do álbum Back to Black). Ao todo, serão 15 apresentações divididas em dois palcos e para todos os gostos. "O evento tem certa abertura em termos de ritmos. Permite incluir vertentes mais modernas e bandas ligadas à MPB, já que o próprio jazz bebe da música latina hoje”, diz o produtor Edgard Radesca. Entre os nomes nacionais estão o do pernambucano Naná Vasconcelos, vencedor de oito prêmios Grammy e considerado um dos melhores percussionistas do mundo, e o da conceituada Banda Mantiqueira, formada por 14 integrantes e com 24 anos de som instrumental. Além dos grupos reconhecidos nacional e internacionalmente, haverá outras 16 apresentações – seis a mais do que no evento do ano passado – pelas ruas de pedras irregulares de Paraty. A ideia é que seja possível escutar vertentes da música negra americana em todos os cantos da simpática cidadezinha.

036 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

SUNDAY Naná Vasconcelos & Lui Coimbra Tulipa Ruiz Ella & Louie Tribute Band Arthur Maia The Jig Mestrinho

Many people know it as the “Paraty Jazz Festival." But the Bourbon Festival – about to kick-off its 7th edition which runs from the 29th to the 31st of this month – goes further and brings jazz, soul, R&B and blues artists to the historic town in the state of Rio de Janeiro. In fact, this year’s main attraction is famous for danceable and upbeat soul music: Sharon Jones will perform alongside her band The Dap-Kings (who backed up Amy Winehouse on the recordings for the Back to Black album). In all, there will be 15 performances divided between two stages, for all tastes. "The event has a certain openness in terms of rhythms. It allows us to include more modern aspects and bands linked to Brazilian music, just as jazz itself draws upon Latin music today," says producer Edgard Radesca. Among Brazilian names are Pernambuco-native Naná Vasconcelos, winner of eight Grammys and one of the world’s foremost percussionists, and the renowned Banda Mantiqueira, comprised of 14 members, which has been putting out instrumental music for 24 years. In addition to nationally and internationally recognized groups, there will be another 16 performances (six more than last year's event) throughout the cobblestone streets of Paraty. The idea is for festival-goers to be able to listen to the various facets of American black music on all corners of the friendly little town.

Bourbon Festival Paraty Praças da Matriz e da Igreja de Santa Rita, Paraty. De 29 a 31 de maio. Grátis BOURBONFESTIVALPARATY.COM.BR

FOTOS: PEDRO GUIDA /DIV. (FESTIVAL); PAUL MCGEIVER/DIV. (SHARON JONES)

Sem restrições

DOMINGO, 31/5 Acima, palco do Bourbon Festival instalado em Paraty; e, abaixo, Sharon Jones, a grande atração da edição deste ano Above: the stage of the Bourbon Festival in Paraty; below: Sharon Jones, the top attraction this year


Assim como as mães fazem tudo pelos filhos, a Hertz faz tudo por você. As melhores tarifas para alugar a frota mais variada do mercado. E só quem voa Azul também conta com ofertas e vantagens exclusivas.

FROTA NOVA

RESERVAS hertz.com.br/azuloferta (11) 2246-4300 (Grande São Paulo) 0800 701 7300 (demais localidades) Ou vá direto a uma loja da Hertz e apresente o seu cartão de embarque. A Promoção de “3 horas extras grátis e GPS por apenas R$ 10,00 por dia” não é cumulativa com outras ofertas e é válida até 30/05/2015. A Promoção “Acumule até 100 pontos por dia no Programa Tudo Azul” é válida de 23/03/2015 a 30/06/2015 para tarifas a lazer, máximo de 1.000 (mil) pontos. As condições da parceria são válidas somente para locações no Brasil. A Hertz não garante a escolha de modelo, cor, placa e disponibilidade de veículos e GPS. O cartão de embarque da Azul utilizado nos últimos 30 (trinta) dias deve ser apresentado na retirada do veículo. Imagem do veículo meramente ilustrativa. Respeite a sinalização de trânsito.


4 CANT OS | M Ú S I C A

OUÇA ESSA LISTEN TO THIS OS PRINCIPAIS LANÇAMENTOS NACIONAIS E INTERNACIONAIS DO MÊS THE MAIN NATIONAL AND INTERNATIONAL RELEASES OF THE MONTH Por/By SOFIA FRANCO

Química de sons Chemistry of sounds

Inspiração asiática Asian inspiration

Novo projeto de Lenine, Carbono combina diversos elementos musicais: da viola pantaneira ao afrojazz, da valsa moderna ao frevo’n’roll. Gravado de janeiro a março deste ano, no Rio de Janeiro, em São Paulo, em Salvador e em Amsterdam, o disco tem 11 canções inéditas e foi produzido pelo próprio compositor, ao lado de Bruno Giorgi e JR Tostoi. Carbono, the latest project by Lenine, combines various musical elements ranging from “viola pantaneira” to African jazz, and from modern waltz to “frevo‘n’roll.” Recorded from January to March this year in Rio de Janeiro, Sao Paulo, Salvador and Amsterdam, the album features eleven new songs and was produced by the singer himself, alongside Bruno Giorgi and JR Tostoi.

O Blur entrega The Magic Whip, seu oitavo álbum de estúdio e o primeiro de músicas inéditas desde Think Tank, de 2003. O trabalho começou a ser concebido em Hong Kong, durante uma viagem do grupo – e o local influenciou as composições, todas bem urbanas. Blur has just put out The Magic Whip, its eighth studio album and the first one featuring new songs since Think Tank, released in 2003. The album began to be written in Hong Kong, on one of the group’s trips overseas – and the location influenced the compositions, all of which have a very ‘urban’ feel.

playlist Aguardado retorno Back again

Sarah Oliveira

After an 18-year wait since their last album, Faith No More releases Sol Invictus this month. The ten tracks were produced by bassist Billy Gould and recorded at the band’s studio in California. The first single, Motherfucker, was released in late 2014.

038 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

Uma Noite e Meia Marina Lima Because the Night Patti Smith What a Little Moonlight Can Do Billie Holiday Tonight, Tonight Smashing Pumpkins Legal e Ilegal Felipe Cordeiro

FOTOS: DUSTIN RABIN/DIV. (FAITH NO MORE); LINDA BROWNLEE/DIV. (BLUR); FLORA PIMENTEL /DIV. (LENINE)

A P R E S E N TA D O R A

Com 18 anos de espera desde seu último disco, o Faith No More lança Sol Invictus este mês. As dez faixas foram produzidas pelo baixista Billy Gould e gravadas no estúdio da banda, na Califórnia. O primeiro single, Motherfucker, foi divulgado no fim de 2014.


ão de 6 Início da açestão após a ing

a 12 horas

BISALAX (bisacodil) – Indicado nos casos de prisão de ventre. MS 1.0497.1168. Ref.: Bula do Produto. Fev/15

BISALAX CONTÉM BISACODIL. NÃO USE ESTE MEDICAMENTO EM CASO DE DOENÇAS INTESTINAIS GRAVES. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO

www.uniaoquimica.com.br SAC 0800 11 15 59


4 C ANT OS | D A N Ç A

Por/By SOFIA FRANCO

Reunião de movimentos EM SUA TERCEIRA EDIÇÃO, FESTIVAL O BOTICÁRIO NA DANÇA LEVA IMPORTANTES COMPANHIAS BRASILEIRAS E ESTRANGEIRAS PARA SÃO PAULO E RIO DE JANEIRO IN ITS 3RD EDITION, THE “O BOTICÁRIO NA DANÇA” FESTIVAL BRINGS MAJOR BRAZILIAN AND FOREIGN DANCE COMPANIES TO SÃO PAULO AND RIO DE JANEIRO

ATRAÇÕES

SÃO PAULO 6/5 Israel Galvan & Akram Khan

7/5 Cullberg Ballet 8/5 Antonio Nóbrega 9/5 Michael Clark Company 10/5 Raça & Michael Clark Company

RIO DE JANEIRO 7/5 Michael Clark Company 8/5 Israel Galvan & Akram Khan 9/5 Cullberg Ballet 10/5 Balé da Cidade de São Paulo

040 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

Auditório Ibirapuera Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº, Parque Ibirapuera, São Paulo. Qua. (6) a sáb. (9), às 21h; dom. (10), às 18h. R$20 (grátis no domingo)

Theatro Municipal

Pça. Marechal Floriano, s/nº, Centro, Rio de Janeiro. Qui. (7) a sáb. (9), às 21h; dom. (10), às 19h30. Entre R$20 e R$60 OBOTICARIONADANCA.COM.BR

Entre os dias 6 e 10 de maio, o Auditório Ibirapuera, em São Paulo, e o Theatro Municipal, no Rio, serão palcos para algumas das mais inovadoras coreografias contemporâneas. Grandes companhias de dança nacionais e internacionais protagonizam espetáculos – e produtivos encontros – na terceira edição do Festival O Boticário na Dança. “Nós buscamos novos trabalhos para mostrar o que está sendo realizado no mundo todo”, explica a curadora Sheyla Costa. A abertura, na capital paulista, fica por conta do dueto Torobaka, encenado pelo espanhol Israel Galván, especialista em dança flamenca, e pelo britânico Akram Khan, expert em kathak, dança típica indiana. Ainda entre os estrangeiros estão o Cullberg Ballet, da Suécia, com 11th Floor, e a inglesa Michael Clark Company, que traz três montagens – destaque para come, been and gone (foto), inspirada nas músicas de David Bowie e inédita no Brasil. No dia 10, o grupo se reveza no palco com os brasileiros do Raça, em apresentações gratuitas. O Balé da Cidade de São Paulo e a Companhia Antonio Nóbrega completam o time nacional. O primeiro encena Cantata e Cacti, enquanto a segunda estreia seu novo projeto, PAI, criado em três meses especialmente para o festival. From May 6th to 10th, the Ibirapuera Auditorium in São Paulo and the Municipal Theatre in Rio will stage some of the most innovative contemporary choreography. Major Brazilian and international dance companies will star in the shows, as well as productive meetings, at the third edition of the “O Boticário na Dança” Festival. “We sought new works to show what’s being done around the world,” explains the festival’s curator, Sheyla Costa. The opening performance, in São Paulo, features the duet Torobaka, starring Spanish dancer Israel Galván, a specialist in flamenco, and Akram Khan, from the UK, an expert in Kathak, a typical Indian folk dance. Also among the international acts are the Cullberg Ballet, from Sweden, with 11th Floor, and the Michael Clark Company, from England, which will put on three performances – including Come, Been and Gone (photo), inspired by the music of David Bowie and performed for the first time ever in Brazil. On May 10th, the group joins up with Brazilian dancer from Raça company in performances free of charge. The São Paulo City Ballet and the Antonio Nóbrega Company round out the Brazilian team. The first one performs Cantata and Cacti while the second one premieres its new project, PAI, created in three months specifically for the festival.

FOTO: JAKE WALTERS/DIV.

A gathering of movements


Conectar. Recarregar. Relaxar.


|

4 C ANT OS

T E AT R O

N O S PA L C O S O N T H E S TAG E S ACOMPANHE A PROGRAMAÇÃO DOS FESTIVAIS E AS ESTREIAS TEATRAIS CHECK OUT THE FESTIVALS SCHEDULE AND THEATER DEBUTS Por/By SOFIA FRANCO

Tormento interior

Inquietações criativas

Depois de 21 anos interpretando personagens de Pirandello, Cacá Carvalho se debruça sobre o universo de Dostoiévski e apresenta 2x2=5 – O Homem do Subsolo. Baseada no texto Memórias do Subsolo, a peça expõe os sentimentos de uma pessoa que abandona o convívio social para enfrentar sua própria consciência. De 21 a 31 de maio.

No monólogo Uma Noite na Lua a plateia é levada para dentro da cabeça do personagem de Gregorio Duvivier, um angustiado escritor que é abandonado pela mulher e busca afirmar seu talento para os outros e para si próprio. Com texto e direção de João Falcão, faz curtíssima temporada em São Paulo, de 27 de maio a 10 de junho.

Creative angst

Inner torment

After 21 years playing Pirandello characters, Cacá Carvalho focuses on the universe of Dostoevsky and presents “2x2=5 – The Underground Man”, based on the text Notes from Underground. The play exposes the feelings of a person who abandons social living to face his own conscience. From May 21st to 31st. ESPAÇO SESC, R. DOMINGOS FERREIRA, 160, COPACABANA, RIO DE JANEIRO.

In the monologue Uma Noite na Lua [“A Night on the Moon”], the audience is taken inside the head of the character of Gregorio Duvivier, an anguished writer, abandoned by his wife, who seeks to affirm his talent to others and himself. Written and directed by João Falcão, the play makes a short run in São Paulo, from May 27th to June 10th. TEATRO PORTO SEGURO, AL. BARÃO DE PIRACICABA, 740, CAMPOS ELÍSEOS, SÃO PAULO. QUA., ÀS 21H. ENTRE R$50 E R$60

11 3223 2090

TEATROPORTOSEGURO.COM.BR

21 2547 0156

SESCRIO.ORG.BR

Arte em casa Art at home

De 20 a 31 de maio, o festival Home Theatre passa por diferentes regiões do Rio de Janeiro, da Zona Sul à Zona Oeste, transformando residências em palcos para seus espetáculos – que homenageiam os 450 anos da cidade. As apresentações são sempre seguidas de bate-papos entre os artistas e o público. From May 20th to 31st, the Home Theatre festival passes through different regions of Rio de Janeiro, from the South Zone to the West Zone, turning homes into stages for its performances – in honor of the city’s 450th anniversary. The shows are always followed by chats with actors and the public. HOME THEATRE, RIO DE JANEIRO. DE 20 A 31 DE MAIO. GRÁTIS FESTIVALHOMETHEATRE.COM.BR

042 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

FOTOS: RENATO MANGOLIN/DIV. (HOME THEATRE, UMA NOITE NA LUA); DIVULGAÇÃO

TER. A SEX., ÀS 20H30; SÁB., ÀS 18H E ÀS 20H30; DOM., ÀS 17H E ÀS 19H. R$20


4 C ANT OS

|

TV

dia

VEJA ESSA

18

LO O K AT T H I S SAIBA QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS NOVIDADES DA PROGRAMAÇÃO DE TV FIND OUT THE MAIN NEWS ABOUT TV PROGRAMMING Por/By SOFIA FRANCO

dia

5

Força na cabeleira ”Keep your hair on” Emotional neediness

Duas fases da vida ganham atenção na série Vizinhos, dirigida por Luiz Villaça. Um casal de meia idade – interpretado por Marcelo Airoldi e Bianca Byington (foto) – encara a rotina longe dos filhos, que saíram de casa. E, no imóvel ao lado, jovens se veem diante dos desafios de morar em uma república sem o respaldo dos pais. Às terças, às 23h, no GNT. Two stages in life gain attention in the new series Vizinhos, directed by Luiz Villaça. A middle-aged couple – played by Marcelo Airoldi and Bianca Byington (photo) – deals with their new routine now that their children have all left home. And, next door, young people are faced with the challenges of living in a university residence hall, without the support of their parents. Tuesday, 11pm, on GNT. dia

8

Um salão de beleza em Copacabana é o cenário da nova comédia do Multishow, protagonizada por Luiz Fernando Guimarães em um papel feminino. Acredita na Peruca – de segunda a sexta, às 22h30 – mostra o cotidiano de Eleonora, dona do Impecável Beauty Salão and Spa, e de sua atrapalhada equipe. A direção geral é da dupla Charles Möeller e Claudio Botelho. A beauty salon in Copacabana is the setting of a new comedy on Multishow, starring Luiz Fernando Guimarães in drag. Acredita na Peruca – from Monday to Friday, 10:30pm – portrays the daily life of Eleonora, owner of the Impecável Beauty Salão and Spa, and her bumbling staff. The series is co-directed by Charles Möeller and Claudio Botelho.

Dupla dinâmica Dynamic duo

As vidas de Grace and Frankie viram de cabeça para baixo quando seus maridos revelam que são gays e as deixam para ficarem juntos. Na nova série do Netflix, as personagens de Jane Fonda e Lily Tomlin formam uma parceria improvável e, juntas, descobrem um novo significado para a palavra família. The lives of Grace and Frankie turn upside-down when their husbands reveal they are gay and leave them to be together. In the new Netflix series, the characters of Jane Fonda and Lily Tomlin form an unlikely partnership and, together, they discover a new meaning of the word family.

044 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

FOTOS: ANDRÉ BRANDÃO/DIV. (VIZINHOS); DIVULGAÇÃO

Carência afetiva


4 C ANT OS | L I T E R A T U R A

estante

BIBLIOTECA

Bookshelf

LIBRARY VEJA AQUI UMA SELEÇÃO DE NOVOS TÍTULOS NACIONAIS E ESTRANGEIROS A SELECTION OF NEW BRAZILIAN AND FOREIGN TITLES Por/By BRUNA TIUSSU

Civilização em crise Civilization in crisis

Desde seu lançamento na França, no fatídico 7 de janeiro – dia do ataque contra o jornal Charlie Hebdo, que causou 12 mortes –, Submissão (Alfaguara, R$39,90), de Michel Houellebecq, lidera a lista dos mais vendidos no país. A visionária obra se passa em 2022, quando um muçulmano torna-se presidente da nação e impõe gradualmente as leis islâmicas. O livro foi comparado a 1984, de George Orwell, e a Admirável Mundo Novo, de Aldous Huxley. Since it was launched in France, on the fateful date of January 7th – the day of the attack on Charlie Hebdo newspaper that ended in 12 deaths – Submission (Alfaguara, R$39.90), by Michel Houllebecq, tops the best-seller list in that country. The visionary work takes place in 2022, when a Muslim becomes president of the nation and gradually imposes Islamic law. The book has been compared to George Orwell’s Nineteen Eighty-Four and Aldous Huxley’s Brave New World.

Morreste-me You Died on Me

José Luís Peixoto .......................... O livro de estreia, e aquele que revelou o autor português, completa 15 anos e ganha nova edição. Na obra, ele relata de forma comovente a morte de seu pai. The Portuguese author’s debut novel is completing 15 years and has gained a new edition. In the work, he movingly recounts the death of his father. DUBLINENSE, R$29,90

Angústias de uma geração Anguish of a generation

Author of Bonsai and other novels that place him on the list of the foremost Chilean writers today, Alejandro Zambra wagers on short stories in the collection published in Brazil as Meus Documentos [“My Documents”] (Cosac Naify, R$29.90). The eleven narratives feature common characters and speak on issues such as loneliness, religion and relationships. With fine irony and phrases of full lyricism, the author establishes himself as a master storyteller.

046 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

Brasil: Uma Biografia Brazil: A Biography

Lilia M. Schwarcz e Heloisa M. Starling .......................... Com acesso a uma vasta documentação, as autoras contam a história do País também a partir de seu cotidiano, sua cultura e sua arte. A iconografia é ponto forte da obra. With access to extensive documentation, the authors tell the history of the nation also from its culture, art, and everyday life. The iconography is work’s strong point. COMPANHIA DAS LETRAS, R$59,90

IMAGENS: REPRODUÇÃO

Autor de Bonsai e outros romances que o colocaram na lista dos principais escritores chilenos da atualidade, Alejandro Zambra aposta nos contos na coletânea Meus Documentos (Cosac Naify, R$29,90). As 11 narrativas trazem personagens comuns e falam de temas como solidão, religião e relacionamento. Com uma fina ironia e frases cheias de lirismo, Zambra se firma como um exímio contador de histórias.


Cuidar de você e de quem você ama.

#esseéoplano


A VIDA É MELHOR QUANDO VOCÊ ESTÁ BEM ACOMPANHADO. E ISSO INSPIRA A UNIMED A ESTAR SEMPRE AO SEU LADO.


54 Gastronomia Cuisine O cardápio primoroso do Luma On Park The exquisite menu of Luma On Park

58 O Quarto The Room Lobo Urban Stay, um charmoso hostel em SP Lobo Urban Stay – a charming hostel in SP

highlights

FOTOS: LEK A MENDES/DIV. (LOBO URBAN STAY); DIVULGAÇÃO

54

62 Take 5 Take 5 Casas de escritores abertas ao público Famous writers’ homes open to the public

58


H I GHLIGHT S | G A S T R O N O M I A

Combinações Spot-on combinations

certeiras NA CHARMOSA WINTER PARK, A 30KM DE DOWNTOWN ORLANDO, BRANDON MCGLAMERY COMANDA O LUMA ON PARK E INOVA AO USAR INGREDIENTES LOCAIS EM RECEITAS TRADICIONALMENTE AMERICANAS IN THE CHARMING WINTER PARK, LOCATED 30KM FROM DOWNTOWN ORLANDO, BRANDON MCGLAMERY IS AT THE HELM OF LUMA ON PARK AND SERVES UP INNOVATIVE FARE BY USING LOCAL INGREDIENTS IN TRADITIONAL AMERICAN RECIPES Por/By DUDA MIRANDA

054 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

É numa esquina privilegiada de Winter Park, a 30km ao Norte de Downtown Orlando, que Brandon McGlamery coloca todo o seu talento à prova. De avental, na cozinha de um edifício que já sediou um banco, ele comanda com maestria frigideiras, espátulas e ingredientes tão distintos quanto milho e caviar. Suas combinações – um pouco inusitadas à primeira vista – resultam em pratos que se encaixam na chamada "nova gastronomia americana", denominação que colocou seu restaurante, o Luma On Park, no radar de moradores, turistas e foodies de plantão. O maior diferencial das criações do chef está na escolha do produto. Adepto da culinária sustentável, ele respeita a sazonalidade dos ingredientes. Se a época é de morangos, faz cheesecake com calda da fruta; se encontrar um ótimo atum, prepara o yellowfin tuna crudo, atum cru banhado ao vinho, com rabanete ralado e couve-flor assada. Por conta dessa filosofia, o cardápio é alterado e impresso constantemente. "Nossos clientes são fiéis, estão acostumados com as mudanças. E acabam sendo surpreendidos com algo novo", diz.


400 3 1181

Orlando liday Inn Dez noites no Ho l Orlando Across Universa PINAS) SAÍDA EM 10 DE

JUNHO (DE CAM

a partir de

10x R$ 228

FOTOS: DIVULGAÇÃO

sem juros

De um modo geral, os frutos do mar são as estrelas da casa. Atualmente, o prato preferido de McGlamery é o bay leaf spaghettini, macarrão verde com alho, mexilhões, mariscos e camarões – que não passam por congelamento, vão frescos para a panela. Mas também há carnes vermelhas, cujo prato de destaque é o snake river farms flank steak, fraldinha servida com aspargos, rabanete, uvas-passas douradas e creme de milho produzido na região. Sua habilidade criativa é resultado de uma série de estudos. Até se instalar em Winter Park, agradável cidadezinha com clima de Europa, McGlamery traçou um longo caminho. Ele trabalha na cozinha desde os 14 anos, quando começou como lavador de pratos. Interessado por tudo o que está relacionado ao ambiente, foi estudar na Academia de Culinária da Califórnia e, depois, atuou ao lado de nomes como Thomas Keller, em Napa Valley, e Guy Savoy, em Paris. Hoje ele comanda uma equipe de 50 pessoas em sua própria cozinha. Aberta, ela possibilita aos clientes do Luma acompanhar o preparo dos pratos, o que contribui com o ambiente descontraído da casa. A decoração contemporânea está presente no salão, no lounge e na área aberta, espaço disputadíssimo para um happy hour, com direito a uma taça de vinho e o belo entardecer da Flórida.

Luma On Park 209 S Park Ave., Winter Park 1 407 599 4111 LUMAONPARK.COM

It’s on a prime corner of Winter Park, 30km North of Downtown Orlando, that Brandon McGlamery puts his talent to the test. Donning an apron, in the kitchen of the building that formerly housed a bank, he masterfully handles his skillets, spatulas and ingredients that run the gamut from corn to caviar. His combinations – somewhat unusual at first glance – result in dishes that fit perfectly into the so-called "new American cuisine," a designation that placed his restaurant, Luma On Park, on the radar of locals, tourists and discerning foodies. The most distinguishing feature of the chef's creations is his product choice. Versed in sustainable cuisine, he respects the seasonality of ingredients. If strawberries are in season, he makes cheesecake with strawberry topping; if he finds a nice tuna fish, he prepares yellowfin tuna crudo, – raw tuna basted in wine, with grated radish and roasted cauliflower. Because of this philosophy, the menu is constantly modified and reprinted. "Our customers are loyal; they’re used to the changes. And they end up being surprised by something new," he says. In general, seafood is the eatery’s main attraction. Currently, Chef McGlamery’s favorite dish is the bay leaf spaghettini, made with green pasta, garlic, mussels, clams and shrimp – none of which have ever been frozen – always fresh into the pan. But there is also a variety of red meats – the most mention-worthy option being the Snake River Farms Flank Steak, served with asparagus, radishes, golden grapes and cream of corn grown in the region. His creative ability comes from many years of study. Before settling in Winter Park, a pleasant town with a European climate, McGlamery forged a long path. He’s worked in kitchens since he was 14, when he started out as a dishwasher. Interested in all things related to this environment, he enrolled at the California Culinary Academy and then worked alongside the likes of Thomas Keller in Napa Valley, and Guy Savoy in Paris. Today he heads a staff of 50 people in his own kitchen. As an open kitchen, it allows Luma customers to watch the dishes being prepared, which contributes to the eatery’s relaxed atmosphere. The contemporary decor is present in the main dining hall, the lounge and in the outdoor area, a wildly popular place for happy hour to enjoy a nice glass of wine and the beautiful Florida dusk.

Na página anterior, Brandon McGlamery e o bay leaf spaghettini. Nesta página, pipoca com azeite trufado, servida para abrir o apetite, e o ambiente do Luma On Park On previous page: Brandon McGlamery and his bay leaf spaguettini. This page: popcorn with truffle oil, served as an appetizer; and the ambience at Luma On Park

ENDEREÇOS

gastronômicos Gastronomical addresses

Por/By

Brandon McGlamery

Prato Minha segunda casa em Winter Park. Oferece o melhor da cozinha italiana: pizzas, massas, saladas especiais e boas opções de vinhos. My second home in Winter Park. Offers the best in Italian cuisine: pizza, pasta, special salads and a nice choice of wines. 124 N PARK AVE. 1 407 262 0050

The Ravenous Pig Proporciona muita diversão e tem deliciosos petiscos. A cerveja artesanal da casa faz sucesso. Offers loads of fun and delicious appetizers. It’s craft beer is a hit. 1234 N ORANGE AVE. 1 407 628 2333

Cask & Larder Também prima pelos produtos frescos da estação. Os frutos do mar e as carnes estão entre os meus favoritos. Also excels in fresh products in season. The beef and seafood options are among my favorites. 565 W FAIRBANKS AVE. 1 321 280 4200

055


À esquerda, o chef peruano Pedro Schiaffino; ao lado, o famoso tacacá; e, acima, cena do festival do ano passado Left: chef Pedro Schiaffino, from Peru; opposite: the famous tacacá; and above: a scene from last year’s festival

Sabores Local flavors

da terra EM SUA 13ª EDIÇÃO, O FESTIVAL VER-O-PESO DA COZINHA PARAENSE CONVIDA A UMA LEGÍTIMA EXPERIÊNCIA POR RECEITAS E AROMAS AMAZÔNICOS IN ITS 13TH EDITION, VER-O-PESO PARÁ FOOD FESTIVAL INVITES VISITORS TO A GENUINE EXPERIENCE OF AMAZONIAN AROMAS AND RECIPES Por/By LUIZA VIEIRA

O tacacá, em São Paulo, não tem o mesmo sabor do tacacá no Pará. Assim como o bacuri, o jambu e a maniçoba. Por mais esmero que se tenha no preparo dessas iguarias, prová-las em sua terra natal é uma experiência especial. Foi com o objetivo de oferecer essa vivência que há 13 anos nasceu, em Belém, o Festival Ver-o-Peso da Cozinha Paraense, um irresistível convite a se aproximar da culinária amazônica in loco. Entusiastas da boa gastronomia já podem fazer as malas: a edição deste ano homenageia a Ilha de Marajó e tem atividades durante todo o mês de maio. Tudo pensado para difundir os sabores locais. "Não dá para levar a cidade no isopor”, brinca Joanna Martins, do Instituto Paulo Martins, que organiza o festival. "Nossa comida tem história e preparo único." A partir do dia 1º, 16 restaurantes participam do Circuito Gastronômico, com pratos que levam insumos amazônicos. No dia 23, há a Feira de Produtores. Chefs aclamados dão jantares e palestras entre os dias 23 e 31 – o peruano Pedro Schiaffino e o brasileiro Alex Atala estão entre os convidados. E, no dia 31, o jantar das boeiras encerra a festa. Nele, as merendeiras do mercado Ver-o-Peso preparam as receitas do Pará com a habilidade de quem bem conhece os ingredientes que tem.

056 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

Tucupi in São Paulo doesn’t taste the same as tucupi in Belém. The same goes for other indigenous foods like bacuri, jambu, and maniçoba. No matter how much care goes into preparing these ingredients, tasting them in their native land is a special experience. With this in mind, the Ver-o-Peso Pará Food Festival was born thirteen years ago in Belém, an irresistible invitation to savor Amazonian cuisine in loco. Enthusiasts of good food can start packing their bags: this year's edition honors Marajó Island and offers activities throughout the month of May. All conceived to disseminate the local flavors. "You can’t take the city in Styrofoam to-go container" jokes Joanna Martins of the Paulo Martins Institute, which organizes the festival. "Our food has history and unique preparation." From the very first day, 16 Belém restaurants take part in the “Culinary Circuit,” with dishes that use ingredients from the Amazon. On the 23rd, there’s a Farmers Market. Acclaimed chefs give dinners and lectures, from the 23rd through the 31st; Brazilian chef Alex Atala and Peruvian chef Pedro Schiaffino are among the guests. And on the 31st is the “Jantar das Boeiras,” a special dinner that wraps up the festival. At this event, the cooks of the Ver-o-Peso market prepare recipes from Pará with the skill of those who are well acquainted with the ingredients that go into them.

Festival Ver-o-Peso da Cozinha Paraense De 1º a 31 de maio, Belém, Pará. O valor das atividades varia entre R$10 e R$400 VEROPESODACOZINHAPARAENSE.COM.BR

FOTOS: DUDU MAROJA /DIV. (FESTIVAL E TACACÁ); DIVULGAÇÃO

H I GHLIGHT S | G A S T R O N O M I A


H I GHLIGHT S | O Q U A R T O

O LOBO URBAN STAY É PARA QUEM BUSCA UMA EXPERIÊNCIA CONFORTÁVEL E COLETIVA EM SÃO PAULO: O HOSTEL PRIVILEGIA A TROCA DE IDEIAS EM UM CASARÃO RESTAURADO E COM DESIGN ARROJADO THE LOBO URBAN STAY IS FOR THOSE SEEKING A COMFORTABLE AND COLLECTIVE EXPERIENCE IN SÃO PAULO: THE HOSTEL FAVORS THE EXCHANGE OF IDEAS IN A REFURBISHED OLD MANSION FEATURING BOLD DESIGN Por/By LUIZA VIEIRA

058 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

No badalado bairro Jardins, em São Paulo, uma fachada laranja se aninha tímida entre lojinhas e lanchonetes apinhadas de gente e esconde um belo casarão. Quem avança porta adentro são jovens com mochilas nas costas, casais ou grupos de amigos vindos de todas as partes do Brasil e de países como Inglaterra, França e Argentina. Foi o gosto pelo design contemporâneo que levou esses viajantes a elegerem o endereço como hospedagem. Inaugurado em janeiro de 2014 e batizado de Lobo Urban Stay, o local é hoje um dos hostels mais modernos da metrópole. A casa foi escolhida a dedo por Paula Queiroz e Henrique Paludetto, dois jornalistas que buscavam um plano B para suas vidas. Com interesse por arte e arquitetura, o casal a reformou a fim de fazer dela o seu lar e uma confortável opção de hospedagem para viajantes. Eles apostaram em um décor minimalista, em que a graça está nos detalhes. "O projeto tem uma pegada sustentável. Buscamos ressignificar os objetos, como os engradados de plástico, que viraram estantes, e as latas de óleo, agora usadas como vasos”, explica Paula. Ao contrário de muitos hostels, a suíte privativa para duas pessoas é a mais requisitada. Com paredes brancas, armários originais, cuidadosamente restaurados, e um amplo e claro banheiro, com detalhes de bambu, o espaço proporciona o silêncio perfeito para boas noites de sono – mesmo estando a três quadras da Avenida Paulista. Próximo da janela, uma mesa de vidro apoiada em cavaletes é ideal para quem está na cidade a trabalho. E, ao lado da cama, a luminária Bertolucci colabora com o clima moderninho. É importante destacar que não existe televisão nesse nem nos outros aposentos – há ainda um quarto com quatro beliches e um com quatro camas. O objetivo é incentivar a interação e a troca de ideias na sala, ambiente mais favorável para as longas conversas entre visitantes e anfitriões, que, não raro, se tornam amigos. O resultado dessa experiência está registrado na linda cozinha projetada pelo arquiteto Alan Chu, integrante da equipe de Isay Weinfeld. Seus azulejos guardam recados, em diversos idiomas, daqueles que provaram e aprovaram a estada neste antigo casarão paulistano.

FOTOS: LEK A MENDES/DIV.

Mi casa, su casa

Mi casa, su casa

Nesta página, a atmosfera clean da suíte privativa. Na página ao lado, acima, a cozinha; no centro, a sala; e, abaixo, peças da decoração do hostel: a vitrola funciona e os LPs ficam à disposição dos hóspedes This page: the clean ambience of the private suite. In the opposite page, above: the kitchen; center: the living room; and below: decorations at the hostel: the record player really works and the LPs are available to guests


COMUNITÁRIO COMMUNITY

Hora do lanche | A cozinha coletiva da casa sempre tem petiscos e frutas frescas à vontade. É equipada com fogão e geladeira para quem curte preparar suas refeições Snack time | The house’s collective kitchen always has plenty of snacks and fresh fruit. It’s equipped with a stove and refrigerator for those who enjoy preparing their own meals

Passeio temático | O casal organiza tours que exploram a arquitetura paulistana. No trajeto estão, por exemplo, a casa onde Lina Bo Bardi viveu, o Parque Burle Marx, ambos no Morumbi, e os prédios modernistas de Higienópolis Thematic tour | The couple organizes tours that explore São Paulo architecture. Along the way are, for example, the house where Lina Bo Bardi lived, Burle Marx Park, these two in Morumbi, and modernist buildings in Higienópolis

Bate-papo | Embora não seja focado num público específico, a maioria dos hóspedes é composta de designers e arquitetos. Se você é da área, o local é perfeito para uma rica troca de ideias

Small talk | Although not focused on a specific public, most of the guests are designers and architects. If you’re from the area, the place is perfect for a rich exchange of ideas

Lobo Urban Stay R. Haddock Lobo, 893, Jardins, São Paulo. Entre R$60 e R$190 11 3569 7198 LOBOURBANSTAY.COM

In São Paulo’s trendy Jardins neighborhood, an orange façade is timidly nestled among crowded shops and cafes, and hides a beautiful mansion. Those who venture inside are mostly backpack-wielding young people, couples or groups of friends from all over Brazil and from countries like England, France and Argentina. It was their taste for contemporary design that led these travelers to choose this address for accommodations. Opened in January 2014 and christened Lobo Urban Stay, today the property is one of the most modern hostels in São Paulo. The house was handpicked by Paula Queiroz and Henrique Paludetto, two journalists who were seeking a plan-B for their lives. With an affinity for art and architecture, the couple renovated the mansion to make it their home and a comfortable lodging option for travelers. They wagered on minimalist décor, in which the grace is in the details. "The project has a sustainable footprint. We sought to reframe objects, such as plastic crates that we turned into bookshelves, and oil cans now used as vases," said Paula.

Unlike many hostels, the private suite for two people is the most requested. With white walls, original armoires, carefully restored, and a large and well-lit bathroom featuring details in bamboo, the space provides the perfect silence for a good night’s sleep, even though it’s just three blocks from Avenida Paulista. Near the window, a glass desk supported by sawhorses is ideal for those who are in town on business. And, beside the bed, the Bertolucci lamp collaborates with the modern ambience. It’s important to point out that there’s no TV in this or any other rooms – there’s also a room with four bunk beds and one with four beds. The goal is to encourage interaction and exchange of ideas in the living room, a more favorable environment for long conversations between visitors and hosts, who often become friends. The result of this experience is recorded in the beautiful kitchen designed by architect Alan Chu, a member of the Isay Weinfeld team. Its wall tiles feature messages in different languages of those who tried and approved a stay at this old São Paulo mansion.

059


H I GHLIGHT S | 5 P E R G U N T A S

À esquerda, Alessandro Martinello, um dos sócios do Swordtales; abaixo e na página ao lado, imagens do jogo Toren Left: Alessandro Martinello, one of the partners at Swordtales; below and next page: images from the Toren videogame

COM LINGUAGEM LÍRICA E UMA GAROTA NO PAPEL PRINCIPAL, TOREN É LANÇADO NO MERCADO

Um passo

COMO O PRIMEIRO GAME NACIONAL A CONSEGUIR CAPTAR RECURSOS PELA LEI ROUANET WITH LYRICAL LANGUAGE AND A GIRL IN THE LEAD ROLE, TOREN IS RELEASED AS THE FIRST BRAZILIAN

One step ahead

Chegou a vez de uma produção brasileira chamar a atenção do mercado de jogos mundial. Depois de anos de testes, muita expectativa e até uma menção honrosa no Independent Games Festival, um dos principais eventos do setor, Toren é lançado neste mês. Desenvolvido pelo estúdio gaúcho Swordtales, ele foi o primeiro game nacional a conseguir captar recursos a partir da Lei de Incentivo à Cultura – que passou a abranger jogos eletrônicos em 2011 – e caiu nas graças da gigante Sony. Tanto que chega ao público para PlayStation 4, o console mundialmente desejado da marca, e por meio da plataforma Steam, onde está disponível para PC e Mac. Alessandro Martinello, um dos nomes por trás da criação, conta detalhes desta façanha.

060 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

GAME FUNDED THROUGH THE ROUANET LAW Por/By LUIZA VIEIRA Retrato/Portrait RICARDO JAEGER

Now it’s Brazil’s turn to draw the attention of the global gaming market. After years of testing, high expectations, and even an honorable mention at the Independent Games Festival, one of the industry’s foremost events, Toren is being released this month. Developed by Swordtales, based in Rio Grande do Sul, it was the first Brazilian game to be bankrolled through a Cultural Incentive Act – which started encompassing electronic games in 2011 – and captured the attention of media giant Sony. So much so that it will be released for PlayStation 4, the brand’s globally popular console, and through the Steam platform, which is available for PC and Mac. Alessandro Martinello, one of the names behind the game’s creation, recounts some the details of this accomplishment.

IMAGENS: DIVULGAÇÃO

à frente


Toren US$9,90 no Steam

1

Como surgiu a ideia de Toren? Começamos a desenvolvê-lo como um trabalho de pós-graduação de desenvolvimento de jogos digitais, mas já pensávamos em levá-lo adiante. Desde o início queríamos algo autoral, diferente do que existia no mercado. No cenário independente há mais liberdade criativa. Nossa protagonista, por exemplo, é uma menina, a Moonchild, que vai contra o que geralmente se vê: os heróis de ação. How did the idea of Toren come about? We began to develop it as a project in the digital game development postgraduate program, but we had already thought about taking it forward. From the inception, we wanted something original, different from what existed on the market. In the independent scenario there’s more creative freedom. Our protagonist, for example, is a girl, named Moonchild, which goes against what we usually see: male action heroes.

2

O que o público deve esperar dele? O jogo é emocionante, cheio de mistérios. E tem uma linguagem mais lírica, como um poema visual. Toren traça a trajetória de uma garota que está presa em uma torre e tem o objetivo de escalá-la até o céu. Ela precisa se virar sozinha e não espera que alguém vá salvá-la.

What should consumers expect from it? The game is exciting, full of mysteries. And it has a more lyrical language, like a visual poem. Toren follows the trajectory of a girl who is trapped in a tower and whose fate is to climb up the tower to the sky. She has to fend for herself, and doen’t just wait for someone to come save her.

4 3

Como foi o processo até seu lançamento? No começo, em 2011, não tínhamos dinheiro algum. Um ano depois recebemos menção honrosa no Independent Games Festival e isso nos motivou. Só em 2013 fomos selecionados pela Lei Rouanet. No ano passado, levamos o game debaixo do braço para uma feira internacional em busca de interessados. Foi quando a Sony nos viu e ficou impressionada com a qualidade do produto. How was the process up to its release? Early on, in 2011, we had no money at all. A year later we received honorable mention at the Independent Games Festival, and this encouraged us. Only in 2013 were we selected by the Rouanet Law. Last year, we took the game to an international fair in search of stakeholders. That's when Sony saw us and was impressed with the quality of our product.

Qual a importância de ser selecionado pela Lei Rouanet? A lei ainda é ineficiente, pois não abate 100% do imposto de renda da empresa que ajuda. E é extremamente difícil encontrar aquelas dispostas a investir num produto virtual. Há um preconceito. Mas o fato é que um game como o Toren será visto por pelo menos 100 mil pessoas, um volume de gente que poucos eventos alcançam. Creio que é uma questão de tempo até os empresários entenderem isso. How important was it to be selected by the Rouanet Law? The law is still inefficient, because it doesn’t deduct 100% of the income tax of the selected company. And it’s also extremely difficult to find those willing to invest in a virtual product. There’s certainly some prejudice. But the fact is that a game like Toren will be seen by at least 100,000 people, a number of people that few events reach. I think it's just a matter of time until the corporate big-wigs understand that.

5

Acha que o mercado mundial está aberto às iniciativas brasileiras? As produções independentes ganharam força com a revolução digital. Sei que, depois de nós, outros jogos também foram selecionados pela Lei Rouanet. Abrimos portas bem difíceis, mas ainda há uma supervalorização do que é internacional. Não damos a devida atenção ao que é feito no Brasil. Do you think that the global market is open to Brazilian initiatives? Independent productions gained strength with the digital revolution. I know that, after us, other games were also selected by the Rouanet Law. We opened some very difficult doors, but international productions are still overvalued. We don’t give due value to what is made here in Brazil.

061


H I GHL IGHT S | T A K E 5

ANTIGAS RESIDÊNCIAS DE ESCRITORES SE TRANSFORMARAM EM MUSEUS E EXIBEM PEÇAS DO ACERVO PESSOAL, RASCUNHOS DOS TRABALHOS E OBJETOS QUE AJUDAM A COMPREENDER SUAS VIDAS E SUAS OBRAS SEVERAL FORMER RESIDENCES OF WRITERS HAVE BEEN TURNED INTO MUSEUMS AND DISPLAY PIECES FROM THEIR PERSONAL COLLECTIONS, ROUGH DRAFTS, AND OBJECTS THAT HELP US TO UNDERSTAND THEIR LIVES AND WORKS

Literary homes

Lares

literários

Por/By MARINA AZAREDO

Casa do Rio Vermelho SALVADOR (BA)

Antigo ponto de encontro de intelectuais e políticos, o imóvel dos baianos Jorge Amado e Zélia Gattai foi aberto ao público no fim de 2014. Em 15 ambientes, o visitante confere curiosidades da rotina do casal. A former gathering place for intellectuals and politicians, the estate of Bahia writers Jorge Amado and Zélia Gattai was opened to the public in late 2014. In 15 different settings, visitor can check out curiosities from the life of this amazing couple. R. ALAGOINHAS, 33, RIO VERMELHO 71 3333 1919

Casa Guilherme de Almeida SÃO PAULO (SP)

The Ernest Hemingway Home & Museum

Um dos mentores do movimento modernista brasileiro, o poeta viveu de 1946 a 1979 em uma residência no bairro Perdizes. Além de sua obra, o destaque ali é a coleção de arte, que inclui Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti e Lasar Segall.

KEY WEST (FLÓRIDA)

Visitors to this museum can see the rooms and gardens of the building where the writer lived and worked in the 1930s. The 40 cats that roam the property are descendants of the author’s pets. 907 WHITEHEAD ST., KEY WEST 1 305 294 1136

One of the mentors of the Brazilian modernist movement, from 1946 to 1979 this poet lived in this abode in the Perdizes district. There, in addition to his work, one of the major highlights is his collection of art, which includes works by Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti, and Lasar Segall.

Casa Guimarães Rosa CORDISBURGO (MG)

O museu reúne um bom acervo de fotos, a obra literária, rascunhos de trabalhos e outros objetos pessoais do escritor mineiro. Funciona no endereço em que ele morou até os nove anos de idade. This museum includes a lovely collection of photos, literary works, rough drafts, and other personal effects of the writer from Minas. It is located at the address where he lived until he was 9 years old. AV. PE. JOÃO, 744, CENTRO

062 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

31 3715 1425

Casa de Cora Coralina

R. MACAPÁ, 187, PERDIZES 11 3673 1883

GOIÁS (GO)

No local onde a poetisa viveu do nascimento até a morte há uma visita guiada em que é possível apreciar os tachos que ela usava para fazer doces, roupas originais e até a sua antiga máquina de escrever. The place where the poet lived from birth to death offers guided tours where visitors can see the pots she used to make sweet preserves, some of her original clothing, and even her old typewriter. R. D. CÂNDIDO, 20, CENTRO

62 3371 1990

FOTOS: ELIAS GOMES (CASA GUILHERME DE ALMEIDA); XICO DINIZ (CASA DO RIO VERMELHO); DIVULGAÇÃO

Em uma visita é possível conhecer os quartos e os jardins da construção em que o escritor viveu e trabalhou na década de 30. Os 40 gatos que circulam pelo imóvel são descendentes dos animais de estimação do autor.


H IGHLIGHT S | V I T R I N E

Elas merecem She deserves it

CHEGOU O MÊS DE HOMENAGEAR – E PRESENTEAR – AS MULHERES MAIS IMPORTANTES DAS NOSSAS VIDAS. VEJA AQUI UMA SELEÇÃO DE PRODUTOS QUE PODEM AGRADAR A MÃES DOS MAIS DIVERSOS ESTILOS THIS IS THE MONTH TO HONOR – AND TO GIFT – THE MOST IMPORTANT WOMAN IN OUR LIVES. CHECK OUT A SELECTION OF PRODUCTS THAT WILL PLEASE MOTHERS OF EVERY STYLE

Edição/Editing THAIS LUTTI

O espumante Maria Valduga Brut Vintage é resultado da seleção de uvas chardonnay e pinot noir e homenageia a matriarca da família da vinícola. R$157 Maria Valduga Brut Vintage sparkling wine is the result of selection of chardonnay and pinot noir grapes and is named in honor of the wine-making family’s matriarch. R$157 CASAVALDUGA.COM.BR

O estojo de maquiagem Dior Couture Make-up Palette possui iluminador, blush, sombras e gloss. R$379 The Dior Couture Make-up Palette comes with luminizer, rouge, eyeshadows and lip gloss. R$379 NIKSKIN.COM.BR

Modelo para corridas, o tênis Rainha Flash possui corpo de tecido, apliques laminados e sola de borracha. R$149,99 The Rainha Flash running shoe has fabric uppers, laminated applique and rubber sole. R$149.99 RAINHA.COM.BR

De prata, os brincos Copacabana, da Uber 47, têm design inspirado nos famosos calçadões do Rio de Janeiro. R$570 The design of the Copacabana silver earrings, by Uber 47, is inspired by the famous promenades of Rio de Janeiro. R$570 UBER47.COM.BR

064 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

The Hering long sleeve shirt, made of viscose rayon, features a print that harks back to the 1950s. R$119.99 HERING.COM.BR

FOTOS: DIVULGAÇÃO

A camisa de manga longa de viscose da Hering tem estampa que remete à década de 50. R$119,99


@acostamento93

www.acostamento.com.br


H IGHLIGHT S | V I T R I N E

A bolsa de couro sintético da Riachuelo é perfeita para carregar muitos itens – tem 45cm de comprimento e 28cm de altura. R$69,90 The synthetic leather handbag by Riachuelo is perfect for carry many items – it’s 45cm long and 28cm high. R$69.90 RIACHUELO.COM.BR

O recém-lançado Funny Girl, de Nick Hornby, se passa nos anos 1960 e aborda temas como cultura popular e diferenças de classe. R$44,90 The newly released novel Funny Girl, by Nick Hornby, is set in the 1960s and covers topics such as popular culture and class differences. R$44.90 COMPANHIADASLETRAS.COM.BR

A bem-humorada versão das Havaianas foi pensada especialmente para o Dia das Mães. R$38,90 The humorous version of Havaianas was specially designed for Mother’s Day. R$38.90 HAVAIANAS.COM.BR

066 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

Versátil, o macacão de tecido fluido, levemente acetinado, faz parte da coleção inverno 2015 da Maria Filó. R$498 Versatile, this jumpsuit made of lightly satin-finish fabric is part of Maria Filó’s winter 2015 collection. R$498 MARIAFILO.COM.BR

O celular Galaxy A5, da Samsung, tem uma lente grande angular criada exclusivamente para quem curte selfies. R$1.499 The Samsung Galaxy A5 mobile phone has a wide angle lens designed exclusively for those who like to take selfies. R$1,499 SAMSUNG.COM/BR


HIGHLIGHT S | O L H A R A Z U L

@volgarine FL Ver a filha e a esposa transbordando de alegria não tem preço Seeing your wife and daughter overflowing with joy: priceless

@legiovanelli PR Nossa Senhora Aparecida abençoando a entrada da igreja de Cascavel Nossa Senhora Aparecida blessing the entry to Cascavel church

Snapshots

Instantâneos CONFIRA AQUI ALGUNS DOS MELHORES CLIQUES FEITOS PELOS CLIENTES AZUL CHECK OUT SOME OF THE BEST PHOTOS TAKEN BY AZUL CUSTOMERS

@gabriela.daltro BA Depois de uma divertida manhã no Pelourinho, um grafite que transmite o sentimento After a fun morning in Pelourinho, graffiti that conveys the feeling

@alvarovillela BA Ser criança é poder se transformar num algodão-doce no mercado Iaô, em Salvador Being a child is being able to become cotton candy at Iaô market in Salvador

068 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

@mayangdi RS Gravando um documentário em Gramado e registrando as tradições gaúchas Shooting a documentary in Gramado and registering traditions of Rio Grande do Sul


@photogabia BA Um fim de semana na Praia do Forte para buscar paz e repor as energias A weekend at Forte Beach to seek peace and replenish your energy

@nadine_30stm AL Momento inesquecível em Maragogi, um lugar que está sempre em meu coração An unforgettable moment in Maragogi, a place that is always in my heart

@thabatasuzigan MS Bonito é realmente tão bonito que deveria se chamar Lindo Bonito is really so pretty it should be called Lindo (i.e., “Beautiful”)

@andersongagomes BA A beleza da Praia de Barra Grande, na Península de Maraú, em pleno verão The beauty of Barra Grande Beach, on the Marau Peninsula, in the middle of summer OLHAR

azul Quer ver sua foto na próxima edição da revista? Use a hashtag #azulmagazine no Instagram

@tfjonathas RS A caminho de Passo Fundo, voltei a ser criança imaginando figuras no céu On the way to Passo Fundo, I became a kid again, imagining figures in the sky

@luguiss RJ Conexões no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro Connections at Santos Dumont Airport, in Rio de Janeiro

Do you want to see your photo in the next edition of the magazine? Use the hashtag #azulmagazine in Instagram

069


H I GHLIGHT S

COLUNA André Barcinski

Falcatruas do mundo da música Wiles of the music world

E

very five or ten years, the industry of culture introduces a must-have novelty. What? You still watch DVDs? But Blu-ray is way better! And there you go changing your entire collection of movies for optical media. Having CDs of your favorite bands is no good anymore. The thing is to own the ultra-mega-deluxe-remastered version. And so on. The industry’s latest major sham is Tidal, new streaming service spearheaded by rapper Jay-Z. Singer, songwriter, producer and entrepreneur, he’s one of the strongest names in music. Last year, he ranked sixth on Forbes magazine’s list of “the richest and most powerful celebrities” – interestingly enough, the number one on the list is his wife, Beyoncé. In 2014 alone, the couple earned 180 million dollars. A few weeks ago, Jay-Z gathered a constellation of pop stars – Madonna, Daft Punk, Jack White, Rihanna, Kanye West, Chris Martin (Coldplay), Nicki Minaj, Calvin Harris, Usher, Alicia Keys – to announce the launch of Tidal, which intends to compete with services like Spotify and Deezer. The contrivance was called “the beginning of a new era.” What Jay-Z didn’t say is that Tidal costs more than the competition and was created so he and his billionaire cronies can rake in even more, since they’re unhappy with the proceeds from Spotify and the like. In videos about Tidal, made by his press office, the rapper appears a with worried look on his face, talking about his mission to “liberate music” and “give it back to the artists.” Interestingly enough, no one ever saw him saying anything like that in the last ten years, when the global concert market was completely dominated by only a handful of companies – including the one than puts on his own concerts. As a result, average concert tickets skyrocketed, small clubs closed down, and earnings – by the caste of 1% of the world’s wealthiest artists – reached an unbelievable 56% of total profits in this sector.

André Barcinski é colunista do portal R7 e diretor e produtor dos programas O Estranho Mundo de Zé do Caixão e Nasi Noite Adentro, no Canal Brasil is a columnist from the R7 portal and director and producer of the programs O Estranho Mundo de Zé do Caixão and Nasi Noite Adentro, on Canal Brasil

070 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

RETRATO: DIVULGAÇÃO

A

cada cinco ou dez anos, a indústria cultural entrega uma novidade imperdível. O quê? Você ainda assiste a DVDs? Mas o blu-ray é muito melhor! E lá vai você trocar toda a sua coleção de filmes pela tal mídia óptica. Ter o CD de sua banda favorita não presta. O negócio é ser dono da versão ultra-mega-deluxe-remasterizada. E por aí vai. A última grande picaretagem da indústria é o Tidal, novo serviço de streaming chefiado pelo rapper Jay-Z. Cantor, compositor, produtor e empresário, ele é um dos nomes mais fortes da música. No ano passado, ficou em sexto lugar na lista de “celebridades mais ricas e poderosas” da revista Forbes – curiosamente, a líder da relação é sua mulher, Beyoncé. Só em 2014 o casal faturou US$180 milhões. Há algumas semanas, Jay-Z reuniu uma constelação de astros do pop – Madonna, Daft Punk, Jack White, Rihanna, Kanye West, Chris Martin (Coldplay), Nicki Minaj, Calvin Harris, Usher, Alicia Keys – para anunciar o lançamento do Tidal, que pretende concorrer com serviços como Spotify e Deezer. A geringonça foi chamada de “o começo de uma nova era”. O que Jay-Z não disse é que o Tidal custará mais que a concorrência e foi criado para que ele e seus amigos bilionários possam faturar ainda mais, já que estão infelizes com os lucros provenientes do Spotify e congêneres. Em vídeos sobre o Tidal, feitos por sua assessoria de imprensa, o rapper aparece com semblante preocupado, falando de sua missão de “libertar a música” e “devolvê-la aos artistas”. Curiosamente, ninguém o viu dizendo nada semelhante nos últimos dez anos, quando o mercado de shows do mundo foi completamente dominado por poucas empresas – incluindo a que agencia o próprio Jay-Z. Como resultado, o preço médio dos ingressos das apresentações aumentou brutalmente, clubes pequenos fecharam e o faturamento, pela casta de 1% dos artistas mais ricos do mundo, chegou a inacreditáveis 56% do lucro total deste setor.


H I GHLIGHT S

COLUNA Mário Magalhães

Os perigos de falar sozinho The hazards of talking to yourself

I

once read an interview in which a renowned psychologist identified people who talk to themselves as steadfast. I know someone who loved that diagnosis. Good for them, but I’m not sure. If that’s the way it is, I’m far from steadfast. That’s also what the young people who live in the same building as an acquaintance of mine think. The eccentric fellow rides the elevator engaged in exalted conversation… with himself…. ignoring all others riding along with him. He heads down sidewalk, then comes back home, all the while conversing with himself. The kids all say he’s nuts. It must have its advantages. You never find a contrary argument, someone to tell you you’re wrong. Or do you? May you talk back to yourself, “You don’t know anything, stupid!” Hence begins the argument. This must explain my acquaintances passionate tone. He quibbles with his own shadow. A few weeks ago, the one who got himself into a pickle was Robert Durst, featured on an HBO documentary in the US. The millionaire had escaped suspicion on three murders: that of his wife, who went missing in 1982 and was later presumed dead; a woman – killed with a shot to the head – who was to testify in court about the disappearance of Durst’s wife; and a man whose body was found dismembered, to which Durst claimed self-defense in order to escape conviction. Then he screwed up by talking to himself. On the last episode of the series The Jinx, he gave a long interview and went to the bathroom. He seems to have forgotten that he was wearing a wireless microphone. And the microphone was on. Amidst solitary digressions while taking a pee, Durst said: “What the hell did I do? Killed them all, of course.” He ended up in the slammer, with loads of evidence against him. Another hazard is talking in your sleep. In a deep slumber, a friend of mine blurted out a real humdinger: “What a handsome blond,” she mumbled. Her husband, whose hair is jet black, was awake and freaked out. She claimed she was dreaming about her baby nephew. If loose lips sink ships, better just keep your mouth shut.

Mário Magalhães é jornalista e escritor. Recebeu 25 prêmios jornalísticos e literários no exterior e no Brasil. Quando criança, dizia que no futuro sua profissão seria “passageiro de avião” is a journalist and writer. He has received 25 journalistic and literary awards abroad and in Brazil. When he was a child, he said that in the future, his professional would be an “airplane passenger”

072 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

RETRATO: DIVULGAÇÃO

L

i certa feita numa entrevista um psicólogo consagrado identificar como muito bem resolvidas pessoas que falam sozinhas. Conheço uma que adorou o diagnóstico. Bom para elas, mas sei não. Se for por aí, estou longe de me resolver. É o que também acha a gurizada do prédio de um conhecido meu. O tipo excêntrico desce o elevador em conversas exaltadas. Com ele mesmo, ignorando os vizinhos. Sai pela calçada, volta para casa, sempre confabulando consigo próprio. As crianças o têm como maluco. Deve ter suas vantagens. Jamais encontra um argumento contrário, alguém para lhe dizer que está por fora. Ou encontra? Vai que se contrapõe: “Sabe de nada, inocente!” Daí principia a discussão. Está explicado o tom passional do meu conhecido. Ele bate boca com sua sombra. Semanas atrás, quem se deu mal foi Robert Durst, protagonista de um documentário da HBO, nos Estados Unidos. O milionário havia escapado da suspeita de três homicídios: de sua mulher, desaparecida e dada como morta, em 1982; da senhora, abatida com um tiro na cabeça, que deporia na Justiça sobre o sumiço da mulher de Durst; e, alegando legítima defesa para escapar da condenação, de um homem cujo cadáver acabou esquartejado. Ferrou-se por falar sozinho. No derradeiro episódio da série The Jinx, ele deu uma longa entrevista e foi ao banheiro. Pareceu esquecer que estava com um microfone sem fio. E o microfone estava ligado. Em meio a digressões solitárias durante o xixi, Durst esclareceu: “Que diabos eu fiz? Matei todos eles, é claro”. Acabou em cana, encurralado por muitas provas. Outro perigo é falar dormindo. No décimo sono, uma amiga caprichou no dengo: “Que loiro lindo”, balbuciou. Seu marido, de cabelos mais pretos que o velho papel-carbono, estava acordado e surtou. Ela contou que sonhava com um sobrinho bebê. Se o peixe morre pela boca, melhor ficar de boca fechada.


H I GHLIGHT S

COLUNA Mara Salles

Comida de índio Amerindian food

O

ne morning in Belém, a woman prepares her breakfast: she mashed up a mild chili pepper (pimenta-de-cheiro) in the bottom of a bowl, then mixes in some water, cassava meal, drops of lime, and chives. I tried her dish. Refreshing, crunchy. To please her guest, she made the mixture every morning and got a kick out of my joy. “Mmm, Mmm! This is chibé, my dear, a caboclo dish. I’ve been eating this since I was a little girl. In Bragança, also in Pará, I asked the waiter at a pub, as nonchalantly as possible, if they could whip me up some chibé. The guy chuckled. Then an insipid cook brought me a bowl of chibé. It was thicker than the one I had in Belém, but the cassava meal was better. This sealed my passion for this concoction, once and for all. Much later, in São Gabriel da Cachoeira, on the upper Rio Negro, amidst fishing for ants, stories about jaguars, and monkeys screaming in the jungle, we (some local friends and I) arrived at a mill where a couple, who were of Baré ethnicity, made cassava meal. It was just the two of them and their baby girl, who slept peacefully in a hammock, not at all bothered by the smoke from the oven. There, I understood the importance of chibé. Fresh water from the stream and a handful of cassava meal is subsistence food of the Brazilian Indians.. We all shared the mixture from the same bowl. There was a primitive taste that, in addition to nourishing, was instigative. This was genuine chibé, which helps Indians ward off hunger. Back in São Paulo, with the cassava meal in my suitcase, I decided to try to make my own version of chibé. Some purists who work in indigenous communities have expressed outrage. They said I was making a decal, a remake, a re-issue. Words that definitely don’t please me. I am more given to things that inspire me, and these are the things that enrich my work. I’m more concerned with freshness than with frills, I just put some ice cubes and herbs in the bowl of cassava meal and water. I couldn’t deprive myself of this delight, nor of replicating it. Long live the Indians, caboclos, and cooks of Brazil!

Mara Salles é chef do restaurante Tordesilhas, em São Paulo is the chef of the restaurant Tordesilhas, in São Paulo

074 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

RETRATO: DIVULGAÇÃO

N

uma manhã em Belém do Pará, uma mulher prepara seu desjejum: judia da pimenta-decheiro no fundo de um prato e mistura água do pote, farinha-d’água, gotas de limão e cebolinha. Experimentei seu prato. Refrescante, crocante. Para agradar sua hóspede, fez a mistura toda manhã e se divertiu com minha alegria. “Égua! Isso é chibé, minha filha, prato de caboclo. Como isso desde garota.” Em Bragança, ainda no Pará, perguntei ao atendente de um boteco, como quem não quer nada, se poderia me preparar um chibé. O moço riu. Uma cozinheira desenxabida trouxe uma cuia de chibé. Era mais espesso do que aquele de Belém, mas a farinha era melhor. Selei de vez minha paixão pela mistura. Bem mais tarde, em São Gabriel da Cachoeira, no alto Rio Negro, entre pescaria de formigas, histórias sobre onças e gritos de macacos no meio da mata, chegamos, eu e alguns de lá, a uma casinha onde um casal da etnia Baré fazia a farinha. Eram os dois e uma indiazinha bebê, que dormia placidamente numa rede, nem aí para o fumacê do forno. Ali entendi a importância do chibé. Água fresca do igarapé e um punhado de farinha é alimento de subsistência do índio. Compartilhamos a mistura numa mesma cuia. Tinha um gosto primitivo que, além de nutrir, instigava. Era o chibé de verdade, que socorre o índio na fome. De volta a São Paulo, com a farinha na mala, inventei de fazer a minha versão do chibé. Alguns puristas que atuam em comunidades indígenas se manifestaram indignados. Diziam que eu estava fazendo decalque, remake, releitura. Palavras que definitivamente não me agradam. Sou mais dada às coisas que me inspiram e são elas que enriquecem meu trabalho. Importando-me mais com o frescor do que com a frescura, só coloquei umas pedrinhas de gelo e ervinhas na cuia de farinha e água. Não poderia me privar dessa delícia, nem de replicá-la. Vivam os índios, os caboclos e as cozinheiras do Brasil!


82 Região dos Lagos As praias que conquistaram Brigitte Bardot The beaches that won over Brigitte Bardot

94 Serra do Cipó Aventura e natureza na medida certa Adventure and nature in the right dose

destinos

FOTOS: ANNA CAROLINA NEGRI (REGIÃO DOS L AGOS); ADNRÉ DIB (SERRA DO CIPÓ)

82

107 Belém Fé e tradição no Círio de Nazaré Faith and tradition in Círio de Nazaré

88

94


DEST INOS | R E G I Ã O D O S L A G O S

Natureza generosa Generous nature

Por/By XAVIER BARTABURU Fotos/Photos ANNA CAROLINA NEGRI

A bela combinação de vegetação densa e mar cristalino de Arraial do Cabo The beautiful combination of dense vegetation and crystal-clear ocean in Arraial do Cabo


Na região de Búzios e Arraial do Cabo, no litoral fluminense, as águas se alternam entre o azul-turquesa e o verde-esmeralda, a vida marinha é abundante e o número de dias ensolarados supera o de muitas praias do País. Precisa de algo mais para querer explorar suas paisagens? In the region of Búzios and Arraial do Cabo, on the coast of Rio de Janeiro state, the color of the ocean varies between turquoise and emerald, marine life is abundant, and sunny days here outnumber those of many beaches in Brazil. Do you need anything else to entice you to want to explore these landscapes?

I

magine um abraço. Ou o princípio dele. O continente envolvendo o oceano: um braço aponta para o Nordeste, o outro, na direção do Sudeste, como se procurassem um encontro em pleno Atlântico. Ao Norte, Armação dos Búzios. Ao Sul, Arraial do Cabo. Cada qual uma península – e, entre elas, uma baía, vigiada pela cidade de Cabo Frio – que a natureza concebeu quase como um posto avançado de terra em alto-mar. Bem onde as correntes frias impelidas desde a Patagônia afloram na superfície, favorecendo a multiplicação das espécies marinhas. E também onde as nuvens ainda estão em formação, livres de chuvas, dando espaço ao sol que brilha em boa parte dos dias do ano (o dobro em relação ao Rio de Janeiro). Vida embaixo d’água, vida em solo firme: peixes e humanos, ambos fazendo dessas quase ilhas um lugar para vir e querer ficar.

I

magine a hug. Or the essence of a hug. The mainland surrounding the ocean: one arm points to the Northeast, the other towards the Southeast, as if searching for a meeting place in the middle of the Atlantic. To the North, Armação dos Búzios. To the South, Arraial do Cabo. Each one is a peninsula – and between them, a bay, guarded by the city of Cabo Frio, which Nature designed almost as an outpost of land on the high sea, right where cold currents driven from Patagonia emerge to the surface, favoring the propagation of marine species. And also where the clouds are still forming, free of rain, making way for the sun to shine most days of the year (twice as many sunny days compared to Rio de Janeiro). Life under water, life on solid ground: fish and humans, both making these quasi-islands a place to come and want to stay.


DEST INOS | R E G I Ã O D O S L A G O S

“Búzios não tem saída”, afirma Mario José Paz, argentino radicado há 36 anos no balneário, catapultado à fama depois de participar da novela da Globo Viver a Vida (2009). “Aqui não é lugar de passagem. Tem que sair por onde entrou”, explica, justificando porque, como ele, milhares de pessoas trocaram sua cidade natal por esse pedaço da costa fluminense, distante 180km do Rio. Afinal, quem quer voltar para casa quando se tem dezenas de praias à disposição, eternamente ensolaradas, revestidas de areias finas e banhadas por águas que se alternam entre o azul-turquesa e o verde-esmeralda? Foi essa combinação natural, justamente, que atraiu a atriz Brigitte Bardot, nos anos 1960, a Búzios, na época uma vila de pescadores ainda não descoberta pelos turistas. Para a musa do cinema francês, uma enorme vantagem: ali ela encontrou o ar de exclusividade que buscava. Nada melhor do que um lugar sem luz elétrica para fugir dos paparazzi. Ao contrário de outros tantos estrangeiros que viriam a seguir, Bardot não fez dali sua casa. Mas deixou plantada a semente de um novo destino de verão. Com ela, o Brasil e o mundo finalmente souberam que Búzios existia. Tanto que, ainda hoje, o balneário deve muito de sua fama a ela. Que o digam as centenas de turistas que posam para fotos junto à estátua de bronze da atriz – obra da escultora Cristina Motta – instalada na orla.

084 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

Bardot também não voltou para lá, mas enviou uma carta no fim de 2014, por ocasião de uma mostra de cinema em sua homenagem. “Foi nessa pequena vila perdida e desconhecida que eu fui mais feliz”, escreveu. A “vila perdida”, como a atriz ressalta, não existe mais, mas isso não significa que a felicidade não seja possível. Pelo contrário: são muitas as formas de experimentá-la na região. Nem que você esteja apenas de passagem. Nem que seja por um dia. Felicidade, ali, rima com generosidade – e não só do ponto de vista fonético. Generosa, no caso, foi a geografia, que soube combinar, num só lugar, as condições mínimas necessárias para a criação de um paraíso. Isto vale para Búzios e também para Arraial do Cabo, o outro braço do abraço, separadas por 40km de distância, mas unidas na essência. Cada qual, à sua maneira, um mundo à parte (como é de praxe nas penínsulas) talhado pela natureza para o desfrute dos humanos.


Na página anterior, Mario e Christina, dois forasteiros que vivem há anos em Búzios. Acima, pequena pescadora no balneário; à esquerda, vista aérea de Arraial do Cabo; e, abaixo, Praia de Geribá On the previous page: Mario and Christina, two outsiders who have been living in Búzios for years. Above: a young girl fishing in the town; left: overhead view of Arraial do Cabo; and, below: Geribá Beach

“Búzios has no way out,” says Mario José Paz, an Argentinean who for 36 years has been living in this resort town, which was catapulted to fame after being prominently featured in the TV Globo telenovela Viver a Vida (2009). “This isn’t a place just for passing through. You have to leave town the same way you came in.” he explains, justifying why, not unlike himself, thousands of people traded their hometowns for this stretch of coastline, located 180km from the city of Rio de Janeiro. After all, who would want to go back home when you have dozens of beaches available, eternally sun-drenched, covered with fine sand and bathed by ocean water that ranges in color from turquoise to emerald? It was precisely this natural combination that attracted actress Brigitte Bardot to Búzios in the 1960s, which at the time was a simple fishing village undiscovered by tourists. For the muse of French cinema, there was a huge advantage: there she found the aspect of exclusivity that she sought. Nothing better than a place with no electricity to escape the paparazzi. Unlike many other foreigners who would follow, Bardot didn’t make her home there. But she planted the seed of a new summer destination. With her, Brazil and the rest of the world finally became aware that Búzios existed. So much so that, today, the resort owes much of its fame to her. Just ask the hundreds of tourists who pose for pictures next to the bronze statue of the actress – by sculptor Cristina Motta – which graces the waterfront. Bardot never returned there, but sent a letter in late 2014 during a film series in her honor. “It was in this small village, lost and unknown, that I was at my happiest,” she wrote. The “lost village”, as the actress described it, is no more, but that doesn’t mean that happiness isn’t possible. On the contrary, there are many ways to experience it in the region. Even if you are just passing through. If only for a day. There, “ felicidade” (happiness) rhymes with “generosidade” (generosity) – and not just from the phonetic viewpoint. Generous, in this case, was the geography that knew how to combine – in just one place – the minimum conditions necessary for creating a paradise. This applies to both Búzios and Arraial do Cabo, the other arm of our hug, separated by 40 kilometers but united in essence. Each in its own way, a world apart (as is the norm on peninsulas), cut out by nature for the enjoyment of humans.

085


DEST INOS | R E G I Ã O D O S L A G O S

Arraial, por exemplo, tem no mar seu grande atributo, graças ao fenômeno da ressurgência, o afloramento da corrente das Malvinas na superfície. Essas águas, que viajam desde o Sul do continente, esfriam o oceano e carregam nutrientes que atraem imensa variedade de animais marinhos. Bom para a pesca, bom também para um mergulho de cilindro. No chamado batismo você levita sobre um jardim de corais e vê peixes na companhia de um mergulhador profissional. Quanto às praias, elas são muitas. As de Arraial são bem mais tranquilas que as de Búzios. Na do Farol, por exemplo, só se chega de barco. E vale: segundo o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), é a faixa de areia mais perfeita do Brasil. Outras há como alcançar a pé, mas não de carro, o que garante certo estado de preservação. É o caso das praias do Forno e do Pontal do Atalaia – esta é vizinha a um costão de onde se vê uma das raras ocorrências da costa brasileira: o sol se pondo no mar. Já Búzios extrai sua força de uma dualidade: ela é uma de dia e outra de noite. Enquanto o sol brilhar o melhor a se fazer é curtir o mar – seja em passeios de barco, seja nas praias. Não muito extensas, é comum estarem lotadas de guarda-sóis, sobretudo as próximas do Centro, como a Azeda, a Azedinha, a dos Ossos e a João Fernandes. Prefira as mais afastadas, como a Praia do Forno, a José Gonçalves, a Tucuns e a Geribá – esta também é a da ferveção, reduto da juventude. De noite, o que ferve é a Rua das Pedras – e sua extensão natural, a Orla Bardot. Tudo ali é superlativo: o número de gente, de línguas faladas, de lojas e de restaurantes. E, sim, os preços também. Quem gosta de sossego talvez

086 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5


ONDE TUDO COMEÇOU WHERE IT ALL BEGAN Cravado entre Búzios e Arraial do Cabo, Cabo Frio é o maior município da região e também o mais antigo – em 1504, tripulantes da frota de Américo Vespúcio já extraíam pau-brasil por ali. É um bom lugar, portanto, para se ter um vislumbre do nosso passado colonial, presente em construções como o Forte de São Mateus e o Convento de Nossa Senhora dos Anjos, este aos pés do Morro da Guia, onde uma capela vigia aquela que é a melhor vista da cidade. Ela possui mais de dez praias. A Brava, por exemplo, é procurada por nudistas. Já os surfistas gostam da do Foguete, enquanto famílias preferem a das Conchas. E, no Centro, a Praia do Forte é dotada de calçadão com jeito carioca. Em todas, um diferencial: dunas. Além de emprestarem beleza à paisagem, são um excelente convite para se apreciar o pôr do sol. Na página anterior, acima, Rua das Pedras; no centro, corais em Arraial do Cabo; e, abaixo, passeio de barco em Búzios. Nesta página, no topo, Praia Brava; à direita, peixe laqueado com mel e azeite de especiarias, do Restaurante Sollar; e, acima, Forte de São Mateus, em Cabo Frio On the previous page, above: Rua das Pedras; center: corals in Arraial do Cabo; below: boat tours in Búzios. On this page, top: Brava Beach; right: fish basted with honey and spiced olive oil, at Restaurante Sollar; above: Forte de São Mateus, in Cabo Frio

Located between Búzios and Arraial do Cabo, Cabo Frio is the largest municipality in the region as well as the oldest: in 1504, the crew of Américo Vespucci’s fleet was already extracting Brazilwood around there. So this is a good place to get a glimpse of our colonial past, visible in buildings such as Forte de São Mateus and Convento da Nossa Senhora dos Anjos, the latter of which is located at the foot of Morro da Guia, where a chapel watches over the best view of the city. There are more than ten beaches in the area. Brava – for example – is a nudist beach. Surfers, in turn, like Foguete Beach, while families prefer Conchas Beach. And in the downtown area, Forte Beach features a promenade not unlike the one in Rio. At all area beaches, there’s a distinguishing feature: sand dunes. Aside from bestowing beauty upon the landscape, they are an excellent invitation to enjoy the sunset.

For example, the greatest attribute of Arraial is the sea, thanks to the phenomenon called resurgence, the outcropping of the Falkland current to the surface. These waters, traveling from the Southern portions of the continent, not only cool the ocean but also carry nutrients that attract a tremendous variety of marine life. Good for fishing, also good for a scuba diving. In the so-called ‘baptism’ you hover above a coral garden and see fish accompanied by professional divers. As for beaches, there are plenty. The beaches at Arraial are a lot calmer than the ones in Búzios. Farol Beach, for example, can only be reached by boat. And it’s worth the effort: according to the National Institute for Space Research (INPE), this is the most perfect stretch of sand in Brazil. Other beaches can be reached only on foot, but not by car, thereby assuring a certain state of preservation. This applies to Forno Beach and Pontal do Atalaia Beach – the latter of which is neighbor to a shoreline where you see an occurrence that is rare along the Brazilian coast: the sun setting over the ocean. Búzios, on the other hand, draws its strength from duality: it’s one place during the day, quite another at night. While the sun shines, the best thing to do is to enjoy the ocean – whether on a boat, or on one of the beaches. These stretches are not very extensive, and it’s common for them to be packed with parasols, especially the beaches near downtown, such as Azeda, Azedinha, Ossos, and João Fernandes. Many prefer the more outlying beaches, such as do Forno, do José Gonçalves, Tucuns and Geribá – the latter of which is also a bustling favorite of young people.

087


DEST INOS | R E G I Ã O D O S L A G O S

À direita, Sérgio Soares em seu ateliê; e dois momentos do Porto da Barra Right, Sérgio Soares in his studio; and two moments at Porto da Barra

prefira o Porto da Barra, na Praia de Manguinhos, um complexo conectado por um deque de madeira que começou a ganhar corpo no ano passado. Há também uma casa de jazz, iniciativa do pianista Wagner Tiso, inaugurada há poucos meses com um show de Milton Nascimento. Como a Rua das Pedras, o Porto da Barra começa a ficar cheio no pôr do sol. É quando as lojas são abertas. Como a de Sérgio Soares, conhecido como “o último buziano”. Neto de pescadores e de carpinteiros navais, ele transforma restos de canoas e traineiras em sofás, estantes, quadros e luminárias. Começou vendendo em frente à sua casa, na beira da estrada, e hoje tem ateliê no lugar mais chique da cidade. Mas o espírito da velha Búzios – aquela que encantou Bardot – continua gravado em seus entalhes. “Essa madeira tem energia boa. Foi curtida com sal durante um longo tempo. Ajudou a matar a fome de muita gente”, diz ele, ecoando o fato de que, a despeito de tanto glamour, os barcos de pesca continuam ancorados na orla. Bem ali, ao lado do Porto da Barra, por sinal. Como é de praxe nas penínsulas, as tradições demoram a morrer. E isto, ali, faz toda a diferença.

088 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

At night, the action is along Rua das Pedras - and its natural extension, Orla Bardot. Everything there is superlative: the quantity of people, of different languages spoken, of shops and of restaurants. And, yes, the prices as well. Those who like a more peaceful setting may prefer Porto da Barra, at Manguinhos Beach, a complex connected by a boardwalk which began to take shape last year. There is also a jazz club, an initiative of pianist Wagner Tiso, which opened a few months ago with a performance by Milton Nascimento. Like Rua das Pedras, Porto da Barra starts to fill up with people at around sunset. It’s when the stores open. Like the store owned by Sérgio Soares, known as “the last Buziano” (person from Búzios). The grandson of fishermen and boatsmen, he turns scrap parts of canoes and fishing boats into couches, bookshelves, wall-hangings and light fixtures. He began by selling his crafts in front of his house, on the roadside, and now has a studio in the poshest place in town. But the spirit of old Búzios – the one that enchanted Bardot – remains etched in his carvings. “This wood has good energy. It was cured in saltwater for a long time. It’s helped to feed a lot of people,” he says, echoing the fact that, despite all the glamor, small fishing boats are still anchored along the waterfront. Right there, next to Porto da Barra, by the way. As usual on peninsulas, traditions die hard. And, in this place, that’s what makes all the difference.


solution

Quer simplificar a vida quando chegar ao seu destino?

A gente tá aqui pra isso.

Alugue um carro na Localiza e ganhe tempo, flexibilidade e toda a liberdade para escolher os horários e itinerários mais convenientes. Sem falar na tranquilidade de seguir com quem mais entende de aluguel de carros na América Latina. ReseRvas 24h 0800 979 2000 www.localiza.com

A gente também está à sua espera aqui.


DEST INOS | R E G I Ã O D O S L A G O S

ONDE FICAR

ONDE COMER

PASSEIOS

WHERE TO STAY

WHERE TO EAT

OUTINGS

Blue Tree Park (foto)

Sollar

Intertouring Receptivo

O maior resort da região fica na Praia de Tucuns, a 7km da Rua das Pedras. Tem uma piscina enorme, em torno da qual se espalham os bangalôs. Entre as opções de lazer, há karaokê, spa, minigolfe e até aulas de trapézio e arco e flecha. The largest resort in the region is located at Tucuns Beach, 7km from Rua das Pedras. It has a huge swimming pool, around which the bungalows are located. Among the recreational options, there’s karaoke, a spa, putt-putt, and even trapeze and archery lessons.

Neste restaurante da Orla Bardot, o chef Danio Braga privilegia ingredientes orgânicos em seus pratos de inspiração italiana. O forte são as massas, produzidas artesanalmente. At this restaurant on Orla Bardot, chef Danio Braga favors organic ingredients in his dishes inspired by Italian cuisine. The eatery’s forte is the handmade pasta.

A agência oferece transfers de ida e volta para o aeroporto, além de operar city tours e passeios diversos pela Região dos Lagos. The agency offers shuttle service to and from the airport, and it operates city tours and various other tours around Região dos Lagos.

AV. JOSÉ BENTO RIBEIRO DANTAS, 994, BÚZIOS 22 2623 5392

SOLLARBUZIOS.COM.BR

21 2549 0272 INTERTOURINGRECEPTIVO.COM.BR

La Barceloneta

Deep Trip

Como o nome sugere, este bar concentrase nas tapas espanholas, como as patatas bravas e a tortilla de patata. As the name suggests, this bar focuses on Spanish tapas, such as patatas bravas and tortilla de patata.

Operadora de mergulho que realiza o batismo em Arraial do Cabo. Um diferencial é que eles utilizam todo o cilindro de ar com o turista, o que se traduz em mais tempo embaixo d’água. A scuba diving agency that offers the ‘baptism’ in Arraial do Cabo. A distinguishing feature is that they use up an entire air cylinder with tourists, which means a longer time underwater.

AV. TUCUNS, S/Nº, BÚZIOS 22 2633 6700

BLUETREE.COM.BR

Pérola Búzios Hotel Opção para quem prefere se hospedar no Centro – está a cinco minutos de caminhada da Rua das Pedras. Destaque para a piscina, o spa e o restaurante com cozinha orgânica. An option for those who prefer to stay Downtown – it’s a 5-minute walk from Rua das Pedras. Because it sits on a hilltop, the view is one of its most outstanding features. AV. JOSÉ BENTO RIBEIRO DANTAS, 222, BÚZIOS 22 2620 8507

PEROLAHOTELS.COM

Pousada Pilar Localizada em Arraial do Cabo, faz o estilo rústico chic, com paredes de tijolos e móveis de madeira de demolição combinados com obras de arte e ladrilhos do século 18. Located in Arraial do Cabo, offers a “chic-rustic” style, with brick walls and reclaimed wood furniture combined with works of art and 18th century tiles. R. APRÍGIO MARTINS, 27, ARRAIAL DO CABO 22 2622 1992

POUSADAPILAR.COM.BR

R. CÉSAR AUGUSTO SÃO LUIZ, 177, BÚZIOS 22 2623 0035

Pôr do Sol 22 9983 1800

Vale a pena por duas razões: a vista da Praia Grande e o camarão na moranga. Há ainda diversas criações com peixes, selecionados pelo proprietário, um ex-pescador. Worthwhile for two reasons: the view of Grande Beach and the shrimp-stuffed squash. There are also several fish dishes, selected by the owner himself – a former fisherman. ORLA FLÁVIA ALESSANDRA, 61, ARRAIAL DO CABO 22 2622 5416

Picolino Ícone gastronômico de Cabo Frio, ocupa há 40 anos um casarão histórico, com paredes de pedra revestidas com óleo de baleia. O destaque fica por conta do bacalhau. A culinary icon of Cabo Frio, located in a historic mansion for 40 years, with stone walls coated with whale oil. The main attraction here is the codfish.

DEEPTRIP.COM.BR

COMO IR HOW TO GET THERE A Azul opera voos diretos para Cabo Frio a partir de Campinas, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. O aeroporto fica a apenas 10km de Arraial do Cabo e a 50km de Búzios. Azul Airlines operates direct flights to Cabo Frio from Campinas, Rio de Janeiro and Belo Horizonte. The airport is located just 10km from Arraial do Cabo and 50km from Búzios.

R. MARECHAL FLORIANO, 319, CABO FRIO 22 2647 6222

RESTAURANTEPICOLINO.COM.BR

MG RJ REGIÃO DOS LAGOS

SP

40 03 1181

Cabo Frio) Búzios (via café, almoço noites, com

Três ue Tree Park e jantar no Bl (DE CAMPINAS) SAÍDA EM 12

DE JUNHO

a par tir de

10x R$ 142,80 sem juros

090 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

Búzios Rio de Janeiro

Cabo Arraial Frio do Cabo


DES T INOS | R E G I Ã O D O S L A G O S | F A Z E N D O A M A L A

Coastal coolness

Frescor litorâneo CONFIRA PEÇAS E ACESSÓRIOS CHEIOS DE ESTILO PARA VOCÊ APROVEITAR AS PRAIAS E AS BELAS PAISAGENS DA REGIÃO DOS LAGOS, NO RIO DE JANEIRO CHECK OUT PIECES AND ACCESSORIES FULL OF STYLE FOR YOU TO ENJOY THE BEACHES AND BEAUTIFUL SCENERY OF REGIÃO DOS LAGOS IN RIO DE JANEIRO

Edição/Editing THAIS LUTTI E LIA GUIMARÃES Produção/Production SOPHIA LADEIRA Fotos/Photos FÁUSTULO MACHADO

1

2

AGRADECIMENTO: K&G DISTRIBUIDOR (PAPEL DE PAREDE STONES) E RICA FESTA (ADEREÇOS)

3

092 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5


4 1

Camisa Dudalina. R$399,90 Dudalina shirt. R$399.90 DUDALINA.COM.BR

2 Shorts jeans Costume. R$209

5

Costume denim shorts. R$209 COSTUME.COM.BR

3 Brincos Balonè. R$39 Balonè earrings. R$39 BALONEACESSORIOS.COM.BR

4 Travesseiro de praia As Zucas. R$30

6

7

As Zucas beach pillow. R$30 21 99974 2395

5 Toalha de veludo Havaianas. R$59,90 Havaianas velvet towel. R$59.90 HAVAIANAS.COM.BR

6 Rádio Bamboo Echo Vintage. R$298

8

Bamboo Echo Vintage radio. R$298 ECHOVINTAGE.COM.BR

7

Nécessaire My Shoes. R$149,90 My Shoes toiletry bag. R$149.90 MYSHOES.COM.BR

8 Kit Benefit Cosmetics: sabonete líquido, tônico, emulsão, esfoliante, loção para combater olheiras e creme facial. R$119

9

Benefit Cosmetics Kit: liquid soap, tonic, emulsion, exfoliant, lotion for dark circles and facial cream. R$119 SEPHORA.COM.BR

9 Pincel para blush Guerlain. R$140

10

Guerlain brush for rouge. R$140 SEPHORA.COM.BR

12 11

10 Blush Clinique Cheek Pop. R$99 Clinique Cheek Pop rouge. R$99 CLINIQUE.COM.BR

11 Biquíni Hope: top, R$109; tanga, R$99 Hope Bikini: top, R$109; bottom, R$99 HOPELINGERIE.COM.BR

12 Birken Cavalera. R$219 Cavalera sandals. R$219 CAVALERA.COM.BR

093


DEST INOS | S E R R A D O C I P Ó

Espécies do Cerrado, da Mata Atlântica e de campos rupestres formam a rica vegetação da Serra do Cipó, também privilegiada por dezenas de cachoeiras. A 90km de Belo Horizonte, a região é ideal para quem busca natureza e aventura – com direito à tradicional hospitalidade mineira Species from the Atlantic Forest, the Cerrado, and the Campos Rupestres Montane Savanna form the rich vegetation of Serra do Cipó, which is also embellished by dozens of waterfalls. Located 90km from Belo Horizonte, the region is ideal for those seeking nature and adventure – and of course the traditional hospitality of the “Mineiros”

O jardim Por/By MARINA AZAREDO Fotos/Photos ANDRÉ DIB

094 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5


do Brasil Brazil’s garden A Cachoeira Bicame e seu imponente poço, uma das principais atrações locais Cachoeira Bicame and its imposing waterfall lake, one of the locality’s main attractions

095


DEST INOS | S E R R A D O C I P Ó

E

do Brasil”. m 1950, entre um trabalho e outro em Belo Horizonte, Roberto Burle Marx conheceu a Serra do Cipó, a 90km da capital mineira, e ficou impressionado com o que viu: monjolos, ananás, velósias, quaresmeiras, araticuns, palmeiras, licuris, pequis, sempre-vivas, canelas-de-ema e uma infinidade de outras plantas, em um terreno com topografia acidentada, banhado por inúmeras nascentes e quedas d’água. Tamanha diversidade foi surpreendente até para aquele que viria a ser o responsável por alguns dos mais ousados projetos de paisagismo do País, como o Eixo Monumental de Brasília e o Aterro do Flamengo, no Rio de Janeiro. Tanto que, encantado, afirmou ter encontrado ali o “jardim do Brasil”. Burle Marx não estava errado. Devido à exuberância natural, a região, ao Sul da Serra do Espinhaço, foi transformada algumas décadas depois no Parque Nacional da Serra do Cipó. A unidade de conservação abriga 33,8 mil hectares e mistura características do Cerrado, da Mata Atlântica e de campos rupestres. Com entrada gratuita, é o ponto de partida para conhecer as paisagens que encantam turistas, viajantes e naturalistas que passam por aqueles lados das Minas Gerais. As atrações mais visitadas estão no Vale dos Mascates, um dos dois setores do parque abertos ao público. A 8km da portaria principal, a Ca-

096 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

choeira da Farofa, uma sucessão de sete quedas d’água, exige uma caminhada de pelo menos duas horas – carros não são permitidos. O percurso, no entanto, é plano e reserva boas surpresas: muitas das 1,7 mil espécies de plantas registradas na região podem ser vistas no caminho. O Cânion das Bandeirinhas demanda ainda mais disposição: são 12km de andança, um trekking de três horas que inclui a travessia de um rio. O esforço é recompensado pelo visual dentro do cânion, com poços para banhos cercados de paredões de pedras. A boa notícia para quem não está acostumado a longas caminhadas é que é permitido circular por lá a cavalo ou de bicicleta. Há aluguel de bikes e guias podem ser contratados para cavalgadas.

Nesta página, turistas circulam pelo Parque Nacional de bike. Na página ao lado, a Cachoeira da Farofa e exemplares da vegetação do Cerrado: da esq. para a dir., sempre-vivas, flores da canela-de-ema e uma kielmeyra rubriflora This page: tourists riding bikes around the National Park. On the opposite page: Cachoeira da Farofa and three examples of typical vegetation of the Cerrado: left to right, “sempre-vivas”, “canela-deema” flowers, and “kielmeyra rubriflora”


I

n 1950, between one project and another in Belo Horizonte, Roberto Burle Marx first visited Serra do Cipó, located 90km away, and was impressed with what he saw: acacias, pineapple plants, purple glory trees, vellozias, marolos, palm trees, licuri palms, pequis, evergreens, and a multitude of other plants covering the rough terrain, watered by innumerable springs and waterfalls. Such diversity was surprising even for the man who would be responsible for some of the boldest landscaping projects in Brazil, such as the Monumental Axis of Brasilia and Flamengo Park in Rio de Janeiro. So much so that the enchanted Marx affirmed that he’d found “Brazil’s garden” there. He wasn’t mistaken. Due to its natural exuberance, this region in the Southern portions of Serrra do Espinhaço was transformed decades later in the Serra do Cipó National Park. The protected area covers 33,800 hectares and mixes characteristics of Atlantic Forest, Cerrado, and Campos Rupestres Montane Savanna. With free admission, it’s the starting point to discover the landscapes that enchant tourists, travelers and naturalists who pass through those areas of Minas Gerais. The most visited attractions are in Vale dos Mascates, one of the two sections of the park open to the public. Eight kilometers from the main entrance, Cachoeira da Farofa – a series of seven waterfalls – requires at least a two-hour walk (no cars are allowed). The trail, however, is level and holds plenty of nice surprises: many of the 1,700 species recorded in the region can be seen along the way. The Cânion das Bandeirinhas demands even a stronger constitution: those who wish to behold its beauty must traverse a distance of12 kilometers – a three-hour trek that includes fording a river. The effort is rewarded by the view inside the canyon, with pools for taking a dip, surrounded by huge rock walls. The

097


DEST INOS | S E R R A D O C I P Ó

Mas as belezas da região vão muito além do Parque Nacional. Alguns dos pontos mais populares ficam em propriedades particulares. É o caso da Serra Morena, fazenda que abriga duas cachoeiras de fácil acesso, uma com 15 e outra com 60 metros de altura. A Cachoeira Grande é a mais próxima do distrito da Serra do Cipó, centrinho onde estão os principais restaurantes e pousadas. Sua queda d’água é de “apenas” dez metros, mas ela faz jus ao nome com seus 60 metros de extensão. Depois de muito banhar-se, a dica é fazer um pit-stop na Venda do Zeca, misto de bar e armazém à moda antiga que, segundo os proprietários – filhos do Zeca, falecido em 2002 –, funciona há 110 anos. É possível comprar produtos da roça, como goiabada cascão e arroz vermelho, matar a fome com um saboroso bolinho de bacalhau, tomar uma cerveja gelada e ainda se sentar ao balcão para bater um papo com os habituês, como Maritaca, um apaixonado por música e histórias que tem sempre um “causo” para contar. Afastando-se um pouco do distrito, no caminho para Conceição do Mato Dentro, está a terceira maior queda d’água do Brasil, a Cachoeira do Tabuleiro, já eleita a mais bonita do País. São impressionantes 273 metros de altura. Já a Cachoeira Bicame fica próxima ao vilarejo da Lapinha e tem um poço de 30 metros de diâmetro. No entanto, nenhum poço se compara ao do Soberbo, o maior de toda a Serra do Cipó, com uma profundidade de mais de 20 metros. Só é possível chegar lá com guias autorizados – a propriedade é particular –, fazendo uma parte do percurso em veículos 4x4 e 4,5km a pé. O caminho é cansativo, mas cheio de belas paisagens e riachos para matar a sede e refrescar o corpo. A chegada surpreende: com a incidência do sol, as águas variam do dourado ao negro e convidam a um banho demorado. Calmas, também são ideais para a prática de stand up paddle.

098 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5


Na página anterior, a Venda do Zeca. Nesta página, acima, a Cachoeira do Tabuleiro; à esquerda, o Poço do Soberbo, cujas águas variam do dourado ao negro; e, abaixo, a trilha para chegar até lá On the previous page: Venda do Zeca. This page, above: Cachoeira Tabuleiro; left: Poço do Soberbo, where the water varies from golden to black; below: the hike to get there

good news for those unaccustomed to long hikes is that you can also explore the area on horseback or bicycle. There are bike rentals and guides that can be hired for horseback rides. But the beauty of this region goes way beyond the National Park. Some of the most popular spots are located on private property. This is the case of the Serra Morena, a farm that has two waterfalls, 15 and 60 meters high, and both are within easy reach. Cachoeira Grande is the closest to the district of Serra do Cipó, the village where the main inns and restaurants are located. This waterfall is “only” ten meters high, but lives up to its name, because it measures 60 meters across. After a nice shower, we suggest making a pitstop at Venda do Zeca, a mixture of bar and oldfashioned country store that – according to the owners, who are Zeca’s children (he passed away in 2002) – has been operating for 110 years. You can buy products from local farms, such as guava paste and red rice, enjoy some tasty codfish cakes and a cold beer, as well as sit at the counter to chat with the regulars, like Maritaca, a lover of music and who always has a good yarn to spin. A little farther from the district, on the way to Conceição do Mato Dentro city, is the third largest waterfall in Brazil, Cachoeira do Tabuleiro, already voted the country’s most beautiful. It’s an impressive 273 meters high. Cachoeira Bicame is close to the village of Lapinha and has a plungepool that’s 30 meters in diameter. However, no pool compares to Poço do Soberbo, the largest waterfall lake in Serra do Cipó, over 20 meters deep. You can only get there with authorized guides – it’s located on private property – covering part of the way in 4x4 vehicles plus a 4.5km hike.

099


DEST INOS | S E R R A D O C I P Ó

Acima, uma das construções deixadas pelos americanos próximo ao Poço do Soberbo; e, à direita, Zé Branco, um dos moradores da região Above: one of the buildings left by American diamond prospectors near Poço do Soberbo; right: Zé Branco, one of the local residents

O lugar também é cheio de histórias. Na década de 60, americanos exploraram o Soberbo em busca de diamantes. Ainda há vestígios de máquinas e algumas construções. Mas a passagem dos gringos pela região durou pouco e ninguém sabe ao certo se algo foi encontrado. Dizem que um garimpeiro achou uma grande pepita e comemorou: “Agora nem Deus pode comigo!” No mesmo instante, a pedra escorregou de suas mãos, caindo na água. Desesperado, ele teria saído à procura dela e desaparecido para sempre. Quem melhor pode contar relatos da estada dos americanos por ali é José Geraldo Ferreira, ou apenas Zé Branco, morador de uma fazenda na estrada da Lapinha da Serra, parada obrigatória após o passeio ao Poço do Soberbo. Ele foi um dos homens que abriram a golpes de picareta o caminho usado pelos forasteiros. “Todos chegaram e foram embora muito rápido”, lembra. Hoje mantém em sua propriedade o Bar e Restaurante Luar da Serra. Da cozinha de Dona Terezinha, sua esposa, saem delícias mineiras, como frango caipira e carne de porco com ora-pro-nóbis. “Aqui é tudo bem simples, não sei fazer essas coisas modernas. Não adianta pedir lasanha”, avisa ela. Os temperos e a prosa do casal são tão saborosos que o visitante deixa a Serra do Cipó com a sensação de ter encontrado não só o jardim do Brasil, mas também a melhor representante da nossa cozinha.

100 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

The trail is tiring but full of beautiful landscapes and streams to quench your thirst and refresh your body. The surprise upon arrival: in the sunshine, the waters vary from golden to black, and invite visitors to a nice long swim. These calm waters are also ideal for stand-up paddle boarding. The place is also full of stories. In the 1960s, Americans explored Poço do Soberbo in search of diamonds. There are still traces of machines and some buildings. But the gringos spent little time in the region and no one knows for sure if anything was ever found. It’s said that a prospector found a large nugget and celebrated: “Now not even God can mess with me!” At that moment, the rock slipped out of his hands, falling into the water. In desperation, he purportedly dove into the water after it and disappeared forever. The one who can best recount the stories of the Americans’ time there is José Geraldo Ferreira, known simply as Zé Branco, who lives on a farm on Serra Lapinha road, a mandatory stop after your visit to Poço do Soberbo. He was one of the men who used pickaxes to clear the path used by the yanks. “They all came and left very fast,” he recalls. Today he runs the Luar da Serra Bar & Restaurant on his property. Typical Minas delights such as Frango Caipira and Porco com Ora-pro-nóbis are served up from the kitchen of his wife, Dona Terezinha. “This is all very simple, I don’t know how to make all those modern things. It’s no use ordering lasagna,” she warns. The couple’s spices and prose are so tasty that visitors leave Serra do Cipó with the feeling of not only having found Brazil’s garden, but also the best representative of our cooking.


DEST INOS | S E R R A D O C I P Ó

ONDE FICAR

ONDE COMER

PASSEIOS

WHERE TO STAY

WHERE TO EAT

OUTINGS

Hotel Cipó Veraneio

Restaurante Luar da Serra

Bela Geraes

O grande destaque é a piscina, que fica junto ao Rio Cipó – há um acesso privativo para hóspedes. Os quartos são confortáveis e acomodam até cinco pessoas. The major highlight is the pool, which is alongside the Cipó River – there is a private access for guests. The rooms are comfortable and can accommodate up to five people.

Comandado por Zé Branco e Dona Terezinha, oferece a legítima comida mineira. Recomenda-se ligar antes para consultar a disponibilidade. Run by Zé Branco and Dona Terezinha, it offers genuine local fare. We recommend calling ahead to check availability.

A agência organiza diversas atividades na Serra do Cipó, como caminhadas, excursões off-road, cavalgadas e passeios de caiaque. This agency organizes various activities in Serra do Cipó, such as hiking, offroad excursions, horseback riding, and kayaking.

ACESSO PELO KM 94 DA MG-O10, JABOTICATUBAS

A 3KM DO CENTRO DE SANTANA DO RIACHO

31 3718 7000

CIPOVERANEIOHOTEL.COM.BR

FAZENDA VISTA ALEGRE, EST. DA LAPINHA DA SERRA,

Fazenda Monjolos

Parador Nacional

Tradicional hospedagem da Serra do Cipó, é cercada de vegetação nativa e tem sauna e quadra de tênis na área de lazer. Traditional lodging at Serra do Cipó, surrounded by native vegetation. It has a sauna and tennis court in the recreational area.

Restaurante de culinária variada e ambiente sofisticado, serve peixes, carnes e massas. Destaque para a entrada que leva shimeji e shitake. A restaurant offering a wide-ranging cuisine and a sophisticated atmosphere; serves fish, meat and pasta. The shimeji and shitake appetizer is one of the eatery’s highlights.

ACESSO PELO KM 95 DA MG-010, SANTANA DO RIACHO 31 3718 7011

FAZENDAMONJOLOS.COM.BR

AL. DAS ORQUÍDEAS, 180, SANTANA DO RIACHO 31 9984 3278

Capim do Mato A pousada mais luxuosa da região conta com mordomias como cama king size e ofurô, além de um spa da marca francesa L’Occitane. The most luxurious inn in the region has perks like king size beds and hot tubs, plus a spa run by the French chain L’Occitane. AL. RUBENS FERREIRA BELISÁRIO, S/Nº,

31 3718 7394

SERRADOCIPOGERAES.COM.BR

31 9689 2013

COMO IR HOW TO GET THERE A Azul opera voos diretos para o Aeroporto de Confins, a 90km da Serra do Cipó, a partir de diversas cidades do País. Azul operates direct flights to the Confins airport, 90km from Serra do Cipó, from several cities in Brazil.

Restaurante Coqueiros O ambiente é simples e os pratos típicos da cozinha mineira são fartos e saborosos. Fica aberto só até as 18h. The ambience is simple and the typical Minas dishes are tasty and served up in hearty portions. Only open until 6pm.

PARQUE NACIONAL DA SERRA DO CIPÓ

JABOTICATUBAS ACESSO PELO KM 90 DA MG-010, JABOTICATUBAS 31 3718 7480

CAPIMDOMATO.COM.BR 31 9683 9508

Santana do Riacho Jaboticatubas

ES

Belo Horizonte

MG

RJ

102 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5


DES T INOS | S E R R A D O C I P Ó | F A Z E N D O A M A L A

1 2

3 4

5

Aventura mineira TRILHAS, CACHOEIRAS, VALES E MONTANHAS COMPÕEM O CENÁRIO EXUBERANTE DA SERRA DO CIPÓ. JUNTE FÔLEGO E ROUPAS CONFORTÁVEIS PARA EXPLORAR AS BELEZAS DA REGIÃO TRAILS, WATERFALLS, VALLEYS AND MOUNTAINS MAKE UP THE LUSH SCENERY AT SERRA DO CIPÓ. YOU’LL NEED PLENTY OF BREATH AND COMFORTABLE CLOTHING TO EXPLORE THE NATURAL BEAUTY OF THIS REGION Edição/Editing THAIS LUTTI E LIA GUIMARÃES

104 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

Produção/Production SOPHIA LADEIRA

Fotos/Photos FÁUSTULO MACHADO

AGRADECIMENTO: JRJ TECIDOS (LONA)

Adventure in Minas


1

6

Diário de bordo Papirus. R$52,16 Papirus logbook. R$52.16 SARAIVA.COM.BR

2 Jaqueta Hangar 33. R$424,62 Hangar 33 Jacket. R$424.62 HANGAR33.COM.BR

3 Mosquetão Rocky Simond. R$29,90

7

Rocky Simond carabiner. R$29.90 DECATHLON.COM.BR

8

4 Lanterna de dínamo Onbright 100. R$29,90 Dínamo Onbright 100 flashlight. R$29.90 DECATHLON.COM.BR

5 Óculos Colcci. R$349 Colcci glasses. R$349 COLCCIOCULOS.COM.BR

9

6 Toalha de caminhada Quechua. R$49,95 Quechua hiking towel. R$49.95 QUECHUA.COM.BR

11

7

Gel relaxante para pés e pernas Avatim. R$21 Avatim relaxing gel for feet and legs. R$21

10

AVATIM.COM.BR

8 Relógio X-Games Orient. R$138 Orient X-Games watch. R$138 ORIENTNET.COM.BR/XGAMES

12

9 Kit Alchemia 07: xampu, sabonete, creme de barbear e loção pós-barba. R$34,90 Alchemia Kit 07: shampoo, soap, shaving cream and aftershave lotion. R$34.90 LOJASRENNER.COM.BR

10 Bermuda Adidas. R$259,90 Adidas Bermuda shorts. R$259.90 ADIDAS.COM.BR

11 Camiseta Catamaran. R$139

13

Catamaran tee-shirt. R$139 VIVACATAMARAN.COM.BR

12 iPod Nano 16GB. R$949 iPod Nano 16GB. R$949 APPLE.COM.BR

13 Bota de couro West Coast. R$292,20 West Coast leather boots. R$292.20 WESTCOAST.COM.BR

105


DES T INOS | G R A N D E A N G U L A R | B E L É M

Crianças brincam no projeto Arrastão do Círio, do Instituto Arraial do Pavulagem. O cortejo percorre o Centro Histórico da cidade e homenageia Nossa Senhora de Nazaré, padroeira do Pará Children playing as part of the “Arrastão do Círio” project, by Instituto Arraial do Pavulagem. The parade makes its way through the historic city center and honors Our Lady of Nazareth, the patron saint of Pará

Tradition and devotion

Tradição e

devoção A fotógrafa Julia Rodrigues esteve em Belém em outubro de 2014 e acompanhou o Círio de Nazaré, maior manifestação católica do País. As procissões, os endereços mais emblemáticos da cidade e a fé dos paraenses foram alvos de seus cliques Photographer Julia Rodrigues was in Belém in October 2014 and followed the Círio de Nazaré, the largest Catholic event in Brazil. The processions, the most emblematic attractions in the city, and the faith of the people of Pará were the subjects of her pictures Fotos/Photos JULIA RODRIGUES 107


DEST INOS | G R A N D E A N G U L A R | B E L É M

Barcos atracados no porto e especialmente decorados para as romarias. Abaixo, feirantes no icĂ´nico mercado Ver-o-Peso Boats moored in the harbor and specially decorated for the pilgrimages. Below: stall-keepers at the iconic Ver-o-Peso market

108 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5


Banca de embutidos no mercado Ver-o-Peso ornada com imagens religiosas Stall selling sausages at the Ver-o-Peso market, decorated with religious imagery

109


DEST INOS | G R A N D E A N G U L A R | B E L É M

Açougueiro no Mercado da Carne, também conhecido como Mercado de Ferro, um dos patrimônios arquitetônicos de Belém A butcher at the Mercado da Carne, also known as Mercado de Ferro, part of the architectural heritage of Belém

110

A Z U L M AG A Z I N E | 0 5 . 2 015


111


DEST INOS | E U F U I

São Luís por/by Juliana Alves

Minha viagem a São Luís, em 2009, foi particularmente especial. Fui a trabalho, para participar de uma ação social, mas aproveitei a oportunidade para levar minha mãe e conhecer uma parte da minha família com a qual ainda não tinha contato. Não poderia ter sido uma experiência mais emocionante! Nos quatro dias em que estive lá, encontrei primas com quem até hoje me mantenho próxima e descobri uma cidade que me surpreendeu por sua beleza. Pude me aprofundar em sua história e admirar sua riqueza arquitetônica, cujos casarões passam por um importante trabalho de preservação. Fã de reggae desde a adolescência, também gostei muito de ver o modo como o povo local curte o ritmo – passei por vários barzinhos onde as pessoas dançavam e se divertiam. Outra marca registrada de lá que eu adorei foi o Guaraná Jesus. O refrigerante se tornou um de meus preferidos. Pena não ser fácil encontrá-lo fora do Maranhão.

Viagem às raízes

Back to her roots

JULIANA ALVES TEM FORTE APREÇO POR SÃO LUÍS: ALÉM DA RICA HISTÓRIA E DO IMPORTANTE PATRIMÔNIO ARQUITETÔNICO, A CAPITAL MARANHENSE É LAR DE ALGUNS DE SEUS FAMILIARES JULIANA ALVES HAS A STRONG APPRECIATION FOR SÃO LUÍS: ASIDE FROM THE RICH HISTORY AND IMPORTANT ARCHITECTURAL HERITAGE, THE MARANHÃO STATE CAPITAL IS HOME TO SEVERAL MEMBERS OF HER FAMILY Em depoimento a/A testimony to LUIZA VIEIRA Retrato/Portrait CAMILLA MAIA

My trip to São Luís, in 2009, was particularly special. I went there on business, to take part in a social project, but I took the opportunity to bring my mother along and get to know a part of our family that I’d never had contact with. The experience couldn’t have been more thrilling! During the four days I was there, I met some of my cousins and I’m still close to them today, plus I found a city that surprised me by how beautiful it was. I could delve into its history and admire the architectural wealth; many of the old mansions are undergoing major conservation work. As a reggae fan since childhood, I also liked to see how locals are so into that kind of music – I went to several bars where people were dancing and having fun. Another one of the city’s hallmarks that I loved is “Guaraná Jesus.” It’s one of my favorite soft drinks. Too bad it’s so hard to find outside Maranhão.


DES T INOS | E U F U I

Confira as dicas de Juliana Alves para curtir o melhor de São Luís Check out Juliana Alves’ tips for enjoying the best of São Luís A comida é típica, com frutos do mar fresquíssimos. Provei uma das melhores moquecas da minha vida e sucos de combinações deliciosas.

1 Palácio dos Leões Lion’s Palace AV. D. PEDRO II, S/Nº, CENTRO HISTÓRICO

The food is typical of the region, with the freshest seafood. I had one of the best moquecas I’ve ever tasted in my life, and delicious combinations of different fruit juices.

98 3232 9789

2 Casa de Nhozinho Nhozinho’s House R. PORTUGAL, 185, CENTRO HISTÓRICO 98 3218 9951

3 Centro Histórico Historic Downtown Region

4 Museu de Artes Visuais Museum of Visual Arts R. PORTUGAL, 273, CENTRO HISTÓRICO 98 3218 9938

Sede do governo estadual, foi erguido em 1612 pelos franceses e até hoje mantém a pompa neoclássica, com mobiliário, gravuras e quadros originais.

CULTURA.MA.GOV.BR

5 Praça Maria Aragão Maria Aragão Square R. DA INDEPENDÊNCIA, S/Nº, CENTRO HISTÓRICO

The seat of the state government, it was built in 1612 by the French, and still keeps the neo-classical pomp, with original furniture, engravings and paintings.

6 Restaurante Maracangalha Maracangalha Restaurant R. DOS GAVIÕES, 10, PONTA DO FAROL 98 3235 6700

7 Centro de Produção de

Artesanato do Maranhão Maranhão’s Crafts Production Center R. NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO, 1332, MONTE CASTELO 98 3232 2187

8 Santuário de São José de Ribamar Sanctuary of São José de Ribamar PÇA. DA MATRIZ, 239, CENTRO, SÃO JOSÉ DE RIBAMAR 98 3224 1147 SANTUARIOSAOJOSEDERIBAMAR.COM.BR

O museu homenageia a cultura popular do Maranhão ao exibir uma série de elementos que revelam os costumes locais, como fogões a carvão e uma casa de farinha. The museum pays homage to the popular culture of Maranhão, featuring exhibits that reveal the local customs, such as charcoalburning stoves and a flour mill.

Visitei o local para saber mais sobre os azulejos que enfeitam os casarões da cidade – as peças são os destaques do acervo, com exemplares portugueses, ingleses, franceses e alemães. I visited the space to learn more about the decorative ceramic tiles, called “azulejos” that adorn many of the houses in the city – these pieces are the highlights of the collection, with examples of Portuguese, English, French and German tilework.

A região tem um belo conjunto arquitetônico colonial, com construções dos séculos 18 e 19. É lindo passear por ali observando suas fachadas. The region has beautiful colonial architecture, with buildings from the 18th and 19th centuries. It’s nice to walk around there looking at the façades.

114

A Z U L M AG A Z I N E | 0 5 . 2 015


O espaço recebe shows e festas populares. Foi lá que assisti à apresentação de um grupo de bumba meu boi e tambor de crioula. Fiquei extasiada com a música e a dança. The site hosts concerts and festivals. It was there that I watched a performance of bumba meu boi and tambor de crioula. I was ecstatic with all the music and dance.

The place, known as Ceprama, features stalls that sell leather goods, coconuts and seeds. I bought (and still wear to this day) a necklace made from babassu, a typical palm tree from this state.

São José de Ribamar fica a 40 minutos de São Luís e tem um forte apelo religioso. Sua igreja, de 1915, é muito charmosa – e a fé dos moradores é algo bonito de se ver.

ILUSTRAÇÃO: MAURICIO PIERRO

Conhecido como Ceprama, abriga barracas que vendem artigos de couro, coco e sementes. Tenho e uso até hoje um colar de babaçu, palmeira típica do Estado.

São José de Ribamar is 40 minutes from São Luís, and has a strong religious appeal. The church there, built in 1915, is very charming – and the faith of the local residents is something beautiful.

115


122 Maria Casadevall A beleza e o talento da atriz paulistana The beauty and the talent of the actress from SP

132 Eduardo Kobra Os murais cheios de cor e histórias do artista The artist’s murals full of colors and stories

emfoco

FOTOS: GABRIEL RINALDI (MARIA CASADEVALL); RAFAEL KENT (EDUARDO KOBRA); LOOK MARIA CASADEVALL: JULIANA JABOUR

122

132

144 Capril do Bosque Queijos de cabra produzidos com esmero Goat cheeses made with loving care


E M F OCO | M A R I A C A S A D E V A L L

Beleza de origem Genuine beauty

Por/By THIAGO STIVALETTI Fotos/Photos GABRIEL RINALDI


Maria Casadevall volta à TV em I Love Paraisópolis, novela global que estreia neste mês. O cenário da trama é São Paulo, cidade em que a atriz nasceu, cresceu e que aprendeu a curtir – caminhando com fone de ouvido, passando horas num café, frequentando a Praça Roosevelt... Maria Casadevall returns to TV in I Love Paraisópolis, a soap opera on the Globo network that premieres this month. The story is set in São Paulo, the city where the actress was born, raised, and learned to enjoy life – walking around with her headphones, spending hours in a cafe, hanging out at Roosevelt Square...


E M FOCO | M A R I A C A S A D E V A L L

N

a década de 70, Caetano Veloso compôs Sampa, hino de amor à maior metrópole do País, no qual falava na "deselegância discreta de suas meninas”. Talvez ele mudasse a letra depois de conhecer Maria Casadevall. Paulistana de nascimento, a atriz, de 27 anos, é hoje a mais completa tradução de uma elegância que não passa despercebida: rosto anguloso, sobrancelhas grossas e retas que atraem os olhares onde quer que ela esteja. O público conheceu esta perfeita combinação em 2013, na novela global Amor à Vida, na qual ela vivia Patrícia, uma advogada de franjinha reta e nariz empinado que ia e vinha no amor com o médico Michel (Caio Castro). Dois anos depois, Maria está de volta às novelas como a arquiteta Margot de I Love Paraisópolis, trama que estreia na faixa das 19h da emissora, no dia 11 deste mês. Nora de Soraya (Letícia Spiller), que comanda um projeto de urbanização agressivo na comunidade de Paraisópolis, em São Paulo, sua personagem vai ver o namoro com Benjamin (Mauricio Destri) e o projeto de ter um filho serem ameaçados pela presença de Marizete, papel de Bruna Marquezine. Apesar da fama repentina, seu trajeto até a TV foi longo. O desejo de atuar esteve presente desde menina, quando mantinha uma companhia de teatro dentro do condomínio onde morava. Na faculdade, ela estudou cinema e jornalismo. Morou em Paris e na Austrália e trabalhou como garçonete até entender que seu caminho de expressão passava mesmo pelo corpo. Foi então que, em 2008, fez um teste para um espetáculo dos Satyros, um dos principais grupos independentes de teatro da capital paulista.

124 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5


I

n the 1970s, Caetano Veloso wrote Sampa, an anthem of love for the nation’s largest metropolis in which he sang about the "discreet inelegance of the girls there." Maybe he’d change the lyrics after meeting Maria Casadevall. The 27-year-old actress is now the most thorough translation of an elegance that doesn’t go unnoticed: her angular face, and her thick and straight eyebrows that attract glances wherever she goes. Audiences first saw this perfect combination in 2013 in the Globo soap opera Amor à Vida, in which she played Patricia, a nose-in-the-air lawyer with perfectly straight bangs, involved in an on-againoff-again relationship with a doctor named Michel (Caio Castro). Two years later, Maria is back playing an architect named Margot in I Love Paraisópolis, which premiers in Globo’s 7 pm time slot on the 11th of this month. Daughter-in-law of Soraya (played by Leticia Spiller), who runs an aggressive urbanization project in the community of Paraisópolis in São Paulo, her character will see her relationship with Benjamin (Mauricio Destri) and their plans of having a child together threatened by the presence of Marizete,

played by Bruna Marquezine. Despite the sudden fame, her path to TV has been long. She’s wanted to be an actress since she was a child, when she even had a little theater company in the condominium complex where she lived. In college, she studied cinema and journalism. She also lived in Paris and Australia, and worked as a waitress until realizing that the pathway to her expression was through her body. Then, in 2008, she auditioned for Satyros, one of the foremost independent theater groups in São Paulo. With the company she gained not only a vocation and a stage, but also an entire universe in which she lives to this day: Roosevelt Square, a bohemian enclave in the downtown region where the theaters and bars push the night into the wee hours of the morning, in front a large square taken over by skateboarders. When she arrived there, seven years ago, the place was still degraded, surrounded by ugly construction hoarding. "Today it’s a meeting of minds and cultures, where music, graffiti, drama and poetry come together. You see all kinds of people", says the actress.

Maria Casadevall abusa de caras e bocas durante ensaio fotográfico na Casa Bartira, em Perdizes, na capital paulista Maria Casadevall smiling and making faces during a photo shoot at Casa Bartira, in Perdizes neighborhood, in São Paulo PRODUÇÃO GERAL: THAIS LUT TI; MAQUIAGEM: GUILHERME ORBÊA; ST YLING: MAYARA INÁCIO; PRODUÇÃO DE MODA: CAROL RIBEIRO FERREIRA; AGRADECIMENTO: CASA BARTIRA

125


E M FOCO | M A R I A C A S A D E V A L L

A GENTE SE ACOSTUMA A PENSAR QUE A BELEZA É DESNECESSÁRIA. MAS ELA É MUITO IMPORTANTE, ATÉ PARA A NOSSA SAÚDE MENTAL "WE GE T U S ED TO THINKING THAT BEAUT Y IS U N N E C E S S A RY. BUT IT’S VERY IM PORTANT,

Com a companhia ela descobriu não só uma vocação e um palco, mas todo um universo no qual vive até hoje: o da Praça Roosevelt, reduto boêmio da região central em que os teatros e os bares empurram a noite até a alta madrugada, em frente a uma grande praça tomada por skatistas. Quando lá chegou, há sete anos, o lugar ainda era degradado, tomado por feios tapumes. "Hoje ele é um encontro de ideias e de culturas, onde música, grafite, dramaturgia e poesia se juntam. Você vê gente de todos os tipos", diz a atriz. Nos últimos tempos, o Satyros cogitou mudar de endereço por conta dos altos aluguéis na praça. Maria logo defende o grupo. “É um absurdo. Foi justamente a chegada dos teatros que valorizou a Roosevelt. Agora o mercado quer expulsar a arte que a revitalizou." No teatro, ela aprendeu a não ter fim de semana. Foi assim que começou a curtir São Paulo de segunda a sexta, "quando a cidade funciona de verdade". Sem carro, curte botar uma música no ouvido e sair andando por aí. De Paris, trouxe o hábito de se sentar num café e ler um livro. “O café é onde eu encontro o meu lugar de observadora, e não de observada”, explica, fazendo um contraponto com o assédio às celebridades. A exemplo de Caetano, Maria vai achando graça numa cidade de beleza nada evidente. “Eu consigo encontrar poesia na feiúra daqui. A gente se acostuma a pensar que a beleza é desnecessária. Mas ela é muito importante, até para a nossa saúde mental. São Paulo se acomodou no caos, o que não é legal. Ela te obriga à covardia, a ignorar uma criança na calçada passando fome", descreve.

126 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

In recent times, Satyros considered moving to another location because of the high rents in the square. Maria defends the group. "It’s absurd. It was precisely the coming of the theaters that valued Roosevelt square. Now the market wants to expel the art that revitalized it." Like every stage actress, she learned not to have free weekends. That’s how she began to enjoy São Paulo Monday through Friday, "when the city really works." With no car, Maria enjoys putting music on her headphones and walking around town. From her time in Paris, she brought back the habit of sitting in a cafe and reading a book. "Cafés are where I find my place as observer, not observed," she explains, making a counterpoint to the harassment of celebrities. Like Caetano, Maria finds amusement in a city of beauty that’s far from obvious. "I’m able to find poetry in the ugliness here. We get used to thinking that beauty is unnecessary. But it’s very important, even for our mental health. São Paulo has become complacent with chaos, which isn’t cool. It makes you a coward, makes you ignore a hungry child on the sidewalk," she describes. Another thing to do in São Paulo that has become one of her favorite activities is to have breakfast at the bakery in the famed Copan building, designed by Oscar Niemeyer and built in the 1950s. She always comes here with newspaper in hand – the print version, increasingly less common in this age of tablets and smartphones. "I have a penchant for solitude," she confesses, referring to the solitude that’s good, and necessary for reflection. In São Paulo, she’s able to forget the Hollywood-style world of celebrities that she sees in Rio de Janeiro. "When

LOOK 1: BLUSA CRIS BARROS, CALÇA AMAPÔ, BRINCOS LOK AL WEAR; LOOK 2: BLUSA ANTIX, SAIA E CINTO ACERVO, SAPATO GUILHERMINA;

E VE N FOR OUR M ENTAL HEALTH"


Acima, Maria e Caio Castro, em Amor à Vida, novela em que se conheceram; à direita, a atriz no papel de Lili, a Ex Above: Maria and Caio Castro in Amor à Vida, the soap opera where they met; right: the actress in the title role of Lili, a Ex

Outro programa paulistano que se tornou um de seus preferidos é tomar café da manhã na padaria do Copan, famoso edifício da década de 50, projetado por Oscar Niemeyer. Ela ali chega sempre com um jornal na mão – de papel mesmo, na contramão dos tempos de tablets e smartphones. “Eu tenho uma queda pela solidão”, confessa, falando da solidão boa e necessária para refletir. Em São Paulo, consegue se esquecer do mundo das celebridades estilo Hollywood que identifica no Rio de Janeiro. “Quando estou aqui vou à banca e tomo um susto ao ver minha cara na capa de uma revista. Nem parece que sou eu”, brinca. Na época de Amor à Vida, tinha um truque: bastava tirar a franjinha que virou a marca de sua personagem que o assédio dos fãs diminuía "uns 30%". Maria viu sua popularidade crescer ainda mais depois de setembro de 2014, mês em que o GNT colocou no ar a série Lili, a Ex, versão televisiva das tirinhas de Caco Galhardo publicadas no jornal Folha de S.Paulo. Na pele da protagonista, passou por situações e neuroses que nunca enfrentou na vida, já que, para a personagem-título, vale a máxima de que ex bom é ex morto. “Para mim, jamais! Sempre procuro firmar laços que vão além de uma relação", retruca. Uma segunda temporada da série deve sair depois que ela terminar a novela. "Se Deus, Caco, o GNT e a [produtora] O2 permitirem”, brinca. Enquanto a ex não volta aos holofotes, ela segue o namoro com o ator carioca Caio Castro, que conheceu nas gravações de Amor à Vida – e eles serão mais uma vez colegas em I Love Paraisópolis.

128 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

FOTOS: JOÃO MIGUEL JÚNIOR/ T V GLOBO/DIV. ( AMOR À VIDA); ANDRÉ BRANDÃO/GNT/DIV (LILI, A EX ).

E M FOCO | M A R I A C A S A D E V A L L

I’m here, I’ll go to a newsstand and be startled to see my face on the cover of a magazine. It seems like that’s not even me," she jokes. During production of Amor à Vida, she learned a trick: all she had to do was brush back her character’s trademark bangs and fans would hassle her "around 30%" less. Maria saw her popularity grow even more after September 2014, when GNT aired "Lili, a Ex," a television series based on the comic strips by Caco Gallardo published in the daily Folha de S.Paulo. In the lead role, she experienced situations and neuroses that she’d never faced in real life, because the title character lived by the maxim that 'a good ex is a dead ex.' "For me, never! I always try to establish ties that go beyond a relationship," she retorts. A second season of the series is due out as soon as she wraps up the soap opera. "If God, Caco, GNT and [producer] O2 permit," she jokes. While the ‘ex’ doesn’t return to the screen, she continues in a relationship with Rio actor Caio Castro, whom she met while shooting Amor à Vida - and they’ll be working together again in I Love Paraisópolis.


FOTO: ZÉ PAULO CARDEAL / T V GLOBO/DIV. (I LOVE PARAISÓPOLIS); DIVULGAÇÃO

E M FOCO | M A R I A C A S A D E V A L L

À esquerda, Maria no papel de Margot, em I Love Paraisópolis, novela que estreia este mês na Globo; acima, em uma das peças do grupo Satyros Left: Maria playing Margot in I Love Paraisópolis, a soap opera premiering this month on Globo television network; above: on stage with Satyros theatre group

ZOOM Berço espanhol Seu sobrenome difícil de esquecer é de origem catalã. Sua família, uma tradicional produtora de vinhos, é de Girona, cidade a 100km de Barcelona. Um de seus antepassados morava na “casa do vale”, de onde saiu o Casadevall

Spanish cradle

Her hard-to-forget surname is of Catalan origin. Her family, traditional wine producers, is from Girona, a city located 100km from Barcelona. One of her ancestors lived in the "house in the valley" [“casa del valle”], which is where the name Casadevall comes from

Raízes do Brasil O ano de 2015 ainda reserva a ela um novo desafio pela frente: o cinema. Sua beleza catalã, que bem poderia estar num filme de Almodóvar, numa versão mais jovem e estilosa de Penélope Cruz, será vista em No Retrovisor, longa de Johnny Araújo baseado numa peça de Marcelo Rubens Paiva. Na trama ela é Bebel, uma moça da década de 80 que se envolve com dois amigos, Ney e Marcos. Entretando, a relação entre eles muda depois de um grave acidente. Como diz uma das personagens, "a Bebel não se curou dos anos 1990". Ao falar de todos os projetos profissionais que hoje ocupam seu horizonte, o olhar da atriz brilha. Caetano pode até ter errado lá na história da deselegância discreta das meninas paulistanas. Mas alguma coisa acontece no nosso coração quando cruzamos o caminho de Maria.

130 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

The year 2015 also has a new challenge in store for her: movies. Her Catalan beauty – she could well star in a film by Almodóvar, like a younger and more stylish version Penelope Cruz – will be seen in No Retrovisor, a feature film by Johnny Araújo based on the play by Marcelo Rubens Paiva. She plays Bebel, a young woman in the 1980s who is involved with two friends, Ney and Marcos, and whose relationship changes after a serious accident. As one of the characters says, "Bebel never got over the 1990s". In speaking of all the professional projects that now occupy her horizon, the actress’s eyes light up. Caetano may have gotten it wrong with that story of discreet inelegance of São Paulo girls. But something happens in our hearts when we cross paths with Maria.

Entre seus lugares preferidos no País estão Brasília e a Chapada Diamantina. Seus próximos destinos passam longe do óbvio. Maria quer conhecer Alter do Chão, no Pará, e fazer uma longa viagem para explorar o sertão e aproveitar as festas regionais do Norte e do Nordeste

Brazilian roots

Among her favorite places in the country are Brasília and Chapada Diamantina. Her next destinations are far from obvious: Maria wants to visit Alter do Chão, in Pará, and take a long trip to get to know the backlands and regional festivities in the North and Northeast of Brazil

Estrelas-guias Entre os papéis que lhe marcaram no cinema e aumentaram sua vontade de ser atriz estão os de Juliette Binoche, em Cópia Fiel, Natalie Portman, em Closer – Perto Demais, e o da pouco conhecida Juliana Carneiro da Cunha, a matriarca da família de Lavoura Arcaica, de Luiz Fernando Carvalho – um dos diretores com quem ainda sonha trabalhar

Guiding stars

Among the film roles that most impressed her and nurtured her desire to become an actress are those of Juliette Binoche in Certified Copy, Natalie Portman in Closer, and the little-known Juliana Carneiro da Cunha, the family matriarch in To the Left of the Father, directed by Luiz Fernando Carvalho – one of the directors whom she still dreams of working with


GUIA VOAR MELHOR.

VOLT.AG

UMA HOMENAGEM AOS MILHÕES DE CONSUMIDORES QUE VOAM PELO BRASIL.

As empresas aéreas prepararam uma surpresa para comemorar o mês dos consumidores com vocês, passageiros. Além de oferecer a atualização do Guia Voar Melhor, criaram uma ação especial e foram ao aeroporto para ouvir famílias, trabalhadores, idosos, viajantes experientes e de primeira viagem, que estão aproveitando os benefícios do transporte aéreo. O resultado dessa ação emocionante já está correndo as redes sociais. Assista e compartilhe!

Baixe o Guia Voar Melhor da ABEAR e leve sempre com você, no tablet ou no seu smartphone.

abear.com.br


E M FOCO | E D U A R D O K O B R A

Histรณria em

GRANDE ESCALA History on a grand scale

132 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5


Artista autodidata, Eduardo Kobra transforma muros em obras de arte a céu aberto ao pintar cenas do passado e personalidades que marcaram a trajetória de cidades mundo afora Self-taught artist, Eduardo Kobra turns walls into open-air works of art by painting scenes from the past and personalities that have marked the histories of cities around the world

Por/By BRUNA TIUSSU Fotos/Photos RAFAEL KENT

PRODUÇÃO GERAL: THAIS LUT TI

133


E M FOCO | E D U A R D O K O B R A

P

ernambuco tem o forró, tem o xote e tem Luiz Gonzaga. Maior representante da cultura do sertão nordestino, sempre com sua vestimenta de cangaceiro, o compositor responsável por divulgar os ritmos da região Brasil afora, nas décadas de 40 e 50, agora faz parte do skyline da capital Recife. Com um sorriso no rosto e cores alegres – e os inseparáveis chapéu e sanfona –, sua figura estampa os 77 metros de altura do muro da Prefeitura da cidade desde o mês passado. Uma obra tão grandiosa quanto a trajetória do Rei do Baião. A pintura ainda leva o crédito de ser a maior já realizada pelo muralista paulistano Eduardo Kobra, responsável por transformar paredes antes brancas – e sem-graça – em incríveis obras de arte a céu aberto. Por conta da altura imensa e da largura estreita do espaço (15 metros), o trabalho foi de difícil nível técnico e levou 35 dias para ficar pronto, 15 a mais que o previsto. "Tivemos de adaptar o desenho para essa estrutura. Para que a imagem ficasse nítida e pudesse ser identificada por uma pessoa a 300 metros de distância", explica o artista, que gastou, no total, 800 latas de spray e 200 galões de esmalte.

134 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

Logo após receber o convite do Ministério do Turismo para preencher a área, Kobra decidiu que ilustraria Gonzagão. A escolha é compreensível: desde 2004, ele tem como principal projeto o Muros da Memória, uma tentativa de reproduzir em grande escala cenas e personalidades que fazem parte da história da cidade que ganhará a obra. Em São Paulo, por exemplo, a Avenida 23 de Maio e a Avenida Hélio Pellegrino contam com pinturas em preto e branco que representam o cotidiano dos anos 1910 e 1920; um prédio da Avenida Paulista estampa o rosto de Oscar Niemeyer; e uma parede da comunidade da Vila Fundão ganhou os rostos dos integrantes do grupo de rap Racionais MC's. Autodidata – ele frequentou a escola até o 3º ano do Ensino Médio –, o artista é habituê de museus, galerias e livrarias, onde pesquisa, com dedicação e paciência, episódios e nomes que podem servir de tema para seus trabalhos. Depois que passou a receber convites para colorir muros também em outros países, levou o hábito consigo, para onde quer que vá. Hoje, quem passeia pelo distrito de Tverskov, em Moscou, onde está o Teatro Bolshoi, pode ver a obra A Bailarina, feita por Kobra em 2013 e inspirada na dançarina russa Maya Plisetskava. Viajantes em Nova York têm a chance de apreciar duas de suas mais emblemá-


P

Um dos desenhos que ilustram o ateliê de Kobra, na Vila Madalena, em São Paulo; detalhe de seus tênis cheios de tintas; e o artista em seu estúdio One of the drawings that illustrates the walls of Kobra's studio, in Vila Madalena, São Paulo; his sneakers splattered with paint; and the artist

ernambuco has forró, it has xote, and it has Luiz Gonzaga. As the greatest representative of the culture of Brazil’s Northeastern hinterlands, ever donning his old-time cangaceiro outfit, the composer responsible for disseminating region’s rhythms throughout Brazil in the 1940s and 50s is now part of Recife's skyline. With a smile on his face and cheerful colors – and of course his inseparable hat and accordion – his figure has graced an entire side of the 77-meter tall Recife City Hall building since last month. A work of art as great as the career of the Rei do Baião. The painting also takes the credit of being the largest one ever undertaken by São Pauloborn muralist Eduardo Kobra, responsible for transforming walls that were previously blank (i.e. dreary) into amazing open-air works of art. Due to the immense height and the narrow width (15 meters) of the space he had to work with on the City Hall building in Recife, the project was technically difficult and took 35 days to complete, 15 days longer than expected. "We had to adapt the design to this structure. In order for the image to stay sharp and so it could be identified by a person 300 meters away,” explains the artist, who spent a total of 800 spray cans and 200 gallons of enamel paint. Soon after receiving the invitation of the Ministry of Tourism to fill in the area, Kobra had already decided that he would illustrate “Gonzagão.” The choice is understandable: since 2004, his main project has been the “Wall of Memories,” an attempt to reproduce – on a large scale – scenes and personalities that make up the history of the city that hosts the work. In São Paulo, for example, Avenida 23 de Maio and Avenida Hélio Pellegrino have black and white paintings representing daily life in the 1910s and 1920s; a building on Avenida Paulista features the face of Oscar Niemeyer; and a wall in the community of Vila Fundão displays the faces of members of rap group Racionais MC's. A self-taught artist (he attended school until his senior year of high school), Kobra is a regular visitor of museums, galleries and bookstores, where he researches – with patience and dedication – episodes and names that may serve as a theme for

135


FOTOS: HEUDES REGIS/DIV. (GONZ AGÃO); ARQUIVO PESSOAL

E M FOCO | E D U A R D O K O B R A

ticas pinturas. Próximo ao High Line está O Beijo (2012), que faz referência à foto do famoso beijo trocado por um marinheiro e uma enfermeira na Times Square, em 1945. E, em Williamsburg, no ano passado, ele transformou a lateral de um prédio de tijolos num ringue de boxe, com Andy Warhol e o mestre do grafite Jean Michel Basquiat, lado a lado. "Olhei aquela parede e quis pintá-la. Pedi autorização para a senhorinha proprietária do edifício e ela topou. E, depois de pronto, adorou o resultado", lembra Kobra. Nem sempre é simples assim conseguir o aval para uma produção. "Países como França e Inglaterra têm tolerância zero com a street art. A autorização do dono do muro não é suficiente. É preciso ter a do governo, que não dá", explica. Para atuar em sua cidade natal Kobra também tem de recorrer à Prefeitura paulistana, por conta da Lei Cidade Limpa. E ele garante que faz tudo dentro das regras. "Esta é a única forma de ter certeza de que o trabalho será preservado." Kobra, porém, também já andou "fora da linha". Nascido e crescido em Campo Limpo, bairro da Zona Sul de São Paulo, ele começou a pichar paredes aos 12 anos e chegou a ser preso três vezes. Nessa época, suas grandes influências eram o grafite e a cultura hip hop dos Estados Unidos. Ao longo dos anos, seu trabalho foi evo-

136 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

his work. Once he started receiving invitations to paint murals in other countries, he took this habit with him wherever he goes. Today, anyone walking through Tverskov district in Moscow, where the Bolshoi Theatre is located, can see the work titled The Ballerina, painted by Kobra in 2013 and inspired by the Russian dancer Maya Plisetskava. People in New York have the chance to enjoy two of his most emblematic paintings. Near the High Line is “The Kiss” (2012), which refers to the picture of the famous kiss between a sailor and a nurse in Times Square in 1945. And in Williamsburg, last year, he turned the side of a brick building into a boxing ring, with Andy Warhol and graffiti master Jean Michel Basquiat, side by side. "I looked at that wall and I wanted to paint it. I asked permission from the little old lady who owned the building and she went for it. And after it was done, she loved the result," recalls Kobra. It’s not always simple to get the green-light for a painting. "Countries like France and England have zero tolerance for street art. Authorization from the owner of the wall isn’t enough. You have to have government permission, which it doesn’t grant," he explains. To work in his home town, Kobra also has to resort to the São Paulo City Hall, on behalf of the Clean City Law. And he ensures that he does everything by the book. "This is the only way to assure that the work will be preserved." However, Kobra has also acted "out of line." Born and raised in in the Campo Limpo neighborhood in the South Zone of São Paulo, he started tagging walls when he was 12 years old, and got arrested

Em sentido horário, O Beijo, em Nova York; A Bailarina, em Moscou; o ringue com Warhol e Basquiat, também em Nova York; e a figura de Gonzagão estampada na Prefeitura de Recife Clockwise: The Kiss in New York City; The Ballerina in Moscow; the boxing ring with Warhol and Basquiat, also in New York City; and the likeness of Gonzagão on the Recife City Hall Building


FOTOS: MARCOS LEONE/DIV. (RACIONAIS); ARQUIVO PESSOAL

E M FOCO | E D U A R D O K O B R A

ZOOM Família Kobra não tem parentes artistas. Sua mãe é dona de casa e o pai, tapeceiro. "No começo não gostavam que eu pichasse, claro. Hoje curtem meu trabalho"

Family

Kobra has no relatives who are artists. His mother is a housewife and his father is an upholsterer. "At first they didn’t like it when I painted graffiti, of course. Today they like my work"

Companheiros No alto, mural na Av. Hélio Pellegrino; acima, homenagem aos Racionais MC's, ambos em SP Top of page: a mural on Avenida Hélio Pellegrino; above, homage to the rap group Racionais MC's, both in São Paulo

luindo e dando forma a essa vertente mais autoral. "Tudo isso foi resultado de muito esforço pessoal. Na periferia você pode pensar em ser qualquer coisa, menos um artista. Não há apoio algum", afirma. Hoje, com 39 anos, o paulistano aparece em várias listas como um dos principais artistas urbanos do mundo e acaba de fechar acordo com o estúdio de Mr. Brainshow – pseudônimo do francês Thierry Guetta, que mora em Los Angeles e é parceiro de Banksy –, que vai gerir seu trabalho, primeiro lá fora e, mais tarde, também no Brasil. Não por acaso, depois da obra do Rei do Baião são os projetos no exterior que ocupam sua agenda. Com os sprays separados e as malas prontas, Kobra visita este mês a Ásia, a Oceania e a América do Norte: muros de Tóquio, Taiti, Dubai e Nova York, preparem-se para ganhar cores, formas e vida.

138 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

three times. At that time, his major influences were US hip hop and graffiti culture. Over the years, his work kept evolving and shaping this more original aspect. "All this was the result of very personal effort. In the poor outlying areas, you can think about being almost anything but an artist. There is no support at all," he says. Today, at 39, Kobra appears on several lists as one of the world’s leading urban artists and has just closed a deal with the studio of Mr. Brainshow - the pseudonym of French street artist Thierry Guetta, who lives in Los Angeles and is a partner of Banksy – who will manage his work, at first abroad, and later in Brazil as well. Not surprisingly, after the work of the “Rei do Baião,” his international projects are what have been taking up most of his time. With spray paint cans organized and suitcases packed, Kobra will visit this month Asia, Oceania and North America. Attention, walls in Tokyo, Tahiti, Dubai and New York, get ready to gain new colors, shapes, and life.

Seu estúdio, localizado na Vila Madalena, em frente a um de seus murais, conta com 13 profissionais que atuam nas diferentes etapas dos projetos

Companions

His studio, located in Vila Madalena, right in front of one of his murals, has 13 professionals working on different stages of his projects

Portfolio Ele não sabe exatamente quantas obras já fez, mas tem uma página na internet com mais de três mil fotos de murais distintos

Portfolio

He doesn’t know exactly how many works he’s completed, but he has a website with more than 3,000 photos of different murals

Siga o mestre O muralista está dando início ao projeto Envolva-se, em que jovens interessados em street art podem se inscrever em seu site para acompanhar alguns de seus trabalhos

Follow the master

The muralist is kicking off the project Envolva-se (“Get involved”), whereby young people interested in street art can register on his web site to follow several of his works

Desconfiança Em 2013, durante a execução de A Bailarina, Kobra e sua equipe foram vigiados por viaturas do governo russo e chegaram a ter de parar o trabalho. "Eles não estão acostumados com essa arte. Não acreditavam que a pintura final fosse ficar como eu havia mostrado"

Mistrust

In 2013, while painting The Ballerina in Moscow, Kobra and his team were watched by government vehicles and even had the work temporarily suspended. "They’re not used to this kind of art. They didn’t believe that the final painting would look like the one I had shown them"


EM FOCO | R E P O R T A G E M

Manly vanity

Vaidade MESA DE SINUCA, CERVEJA COMO CORTESIA E ATENDIMENTO PERSONALIZADO SÃO ALGUNS DOS ATRIBUTOS DE SUCESSO DAS BARBER SHOPS, CASAS FREQUENTADAS POR HOMENS QUE APROVEITAM A HORA DE CUIDAR DA APARÊNCIA PARA RELAXAR POOL TABLES, COMPLIMENTARY BEER, AND PERSONALIZED SERVICE ARE A FEW REASONS FOR THE SUCCESS OF A NEW BREED OF BARBER SHOPS APPEARING ACROSS BRAZIL, FREQUENTED BY MEN TAKING ADVANTAGE OF THEIR GROOMING TIME IN ORDER TO RELAX Por/By LUIZA VIEIRA

140 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

FOTOS: DIVULGAÇÃO

máscula


FOTOS: RICARDO BASSET TI/DIV. (CORLEONE); QUARTEL DESIGN/DIV. (SEU ELIAS); FÁBIO MELO/DIV. (BARBA NEGRA)

Na página anterior, acima, a Corleone, em São Paulo; abaixo, profissionais da Seu Elias, em BH. Nesta página, a Barba Negra Barbearia, em Ribeirão Preto Previous page, above: Corleone, in São Paulo; below: professionals at Seu Elias, in Belo Horizonte. This page: Barba Negra Barbearia, in Ribeirão Preto

A

fórmula se replica em cada novo salão que abre as portas no Brasil: decoração vintage, bar com geladeiras cheias de cervejas e opções de lazer que vão de mesas de sinuca a videogames. Apesar de não contarem com uma plaquinha dizendo "só para eles", são os homens o público-alvo desses espaços, também chamados de barber shops. Neles, cortar o cabelo ou aparar a barba é mais que uma simples necessidade pessoal. São cuidados que devem vir acompanhados de momentos de puro relaxamento, para se esquecer mesmo da vida. A combinação entre beleza e entretenimento não tardou a virar fenômeno nacional. Esse novo conceito de barbearia é hoje um dos responsáveis por movimentar um valor considerável no setor – o último registro, de 2013, aponta um total de R$9 bilhões, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosmético (Abihpec). Neste mercado masculino, perdemos apenas para Estados Unidos e já alcançamos um crescimento de 10% ao ano. Para não perder o embalo e conquistar cada vez mais frequentadores, as empresas não param de investir em serviços personalizados, produtos de qualidade e atendimento impecável. Quem entra pela primeira vez na Corleone, instalada numa movimentada esquina da Zona Sul de São Paulo, pode até achar que se trata de um bar: mais de 450 rótulos de cerveja são oferecidos aos clientes. Devidamente acomodados numa das quatro cadeiras garimpadas em antiquários, eles saboreiam um chope e recebem massagem facial enquanto a toalha quente e a navalha entram em ação. >>

T

he formula is replicated in each new shop that opens up in Brazil: vintage decor, a bar with coolers stocked full of beer, and recreational options ranging from pool tables to video games. Although there’s no sign on the door stating "men only", guys are definitely the target-public of these spaces, often known in Brazil by the English term, “barber shops”. At these establishments, getting your hair cut or your beard trimmed is more than just a personal need. It’s a matter of personal grooming that should be accompanied by moments of pure relaxation, to really forget about life for a while. It wasn’t long before this combination of handsomeness and entertainment became a nationwide phenomenon. This new concept of barber shop now accounts for a considerable share of spending in the sector; the latest figures, from 2013, show a total of R$9 billion, according to the Brazilian Association of Personal Hygiene, Perfumery and Cosmetics Industries (Abihpec). In the men's care market, Brazil places second only to the USA, and has reached a growth rate of 10% a year. So as not to lose the momentum and in order to win over more and more patrons, establishments are constantly investing in personalized service, high-quality products, and impeccable customer care. First-time walk-ins at Corleone, located on a busy corner in the South Zone of São Paulo, may even think it’s a bar: over 450 beer labels are offered to customers. Duly accommodated in one of four old-timey barber chairs picked at antique stores, he enjoys a cold beer and gets a face massage while the hot towel and straight-edge razor come into action. >>

141


EM FOCO | R E P O R T A G E M

PA R A

conhecer To know more

São Paulo Corleone R. DR. RENATO PAES DE BARROS, 390, ITAIM BIBI 11 2538 8008 BARBEARIACORLEONE. COM.BR

Acima, produtos da curitibana Barbearia Clube; à direita, ambiente da loja; e, ao lado, o bar da barber shop Dom Cabral, em Brasília Above: products from Barbearia Clube, in Curitiba; right: ambience of the shop; opposite: barber shop Dom Cabral, in Brasília

Ribeirão Preto Barba Negra Barbearia AV. INDEPENDÊNCIA, 2165, JARDIM SUMARÉ 16 3289 5812 BARBANEGRABARBEARIA. COM.BR

Rio de Janeiro Barber Shop

142 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

At Barber Shop Dom Cabral in Brasília, in addition to the hot towel, imported products ensure a perfect shave. Men who are a bit more vain can also choose a special package, which includes antistress massage and a shoe shine. Instead of seeking alternatives on the market, Curitiba’s Barbearia Clube decided to invest in its own line of products and special events. On Dia do Rei (“King’s Day”), you can snack on appetizers and play videogames while getting your hair trimmed, getting your nails done or getting a facial – all "a guy thing", according to the shop’s slogan. "I’m very pleased to have been able to innovate one of the oldest professions in the world. And one that had been dwindling,” says owner Meire Ferreira. Fábio Mariano Borges, sociologist and professor of the Professional Master’s Degree Program in Consumer Behavior at the Higher School of Advertising and Marketing (ESPM), in São Paulo, sees the revival of traditional and personalized service as one of the great strengths of barber shops. "Men today are allowed to cultivate vanity and, especially, take better care of themselves," he says. Proof of this are the captive customers and celebrities who have visited the Seu Elias barber shop, in Belo Horizonte. With special treatment for hair and beards, the owner of the establishment was called upon 12 times during the 2014 FIFA World Cup to attend to players of the Argentine National Team. Neymar, Thiago Silva and Ronaldinho Gaúcho are among the Brazilians who also have tried – and approved – the services and pampering offered there.

Belo Horizonte Seu Elias R. ZILAH CORRÊA DE ARAÚJO, 268, OURO PRETO 31 2516 0505 SEUELIAS.COM.BR

Curitiba Barbearia Clube R. JACAREZINHO, 21, MERCÊS 41 3014 9413 BARBEARIACLUBE.COM.BR

Brasília Dom Cabral ED. MELIÁ BRASIL 21, BL. D, LJ. 70/76, ASA SUL 61 3224 7787 DOMCABRALBARBEARIA. COM.BR

Fortaleza Fígaro Barbearia Social Club R. HENRIQUETA GALENO, 603, DIONÍSIO TORRES 85 3244 4020 FIGAROCLUB.COM.BR

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Na barber shop Dom Cabral, em Brasília, além da toalha quente, produtos importados garantem o perfeito barbear. Homens mais vaidosos ainda podem escolher um pacote diferenciado, que inclui massagem antistress e engraxate. Em vez de buscar alternativas no mercado, a curitibana Barbearia Clube resolveu investir em sua própria linha de produtos e em eventos especiais. No Dia do Rei, é possível petiscar e jogar videogame enquanto apara o cabelo, cuida das unhas ou da pele do rosto – tudo "coisa de macho", como afirma o slogan da casa. "Fico muito satisfeita por ter conseguido inovar numa das mais antigas profissões do mundo. E que vinha se perdendo", diz a proprietária Meire Ferreira. Fábio Mariano Borges, sociólogo e professor do mestrado profissional em comportamento de consumidor da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), em São Paulo, aponta o resgate do serviço artesanal e personalizado como um dos grandes trunfos das barber shops. "Os homens hoje se permitem cultivar a vaidade e, principalmente, cuidar mais de si", diz. Prova disso são os clientes cativos e as celebridades que já bateram cartão na barbearia Seu Elias, em Belo Horizonte. Com tratamentos especiais de cabelo e barba, o dono do espaço foi convocado 12 vezes durante a Copa do Mundo de 2014 para atender os jogadores da seleção argentina. Neymar, Thiago Silva e Ronaldinho Gaúcho estão no time de brasileiros que também já provaram – e aprovaram – os serviços e os mimos oferecidos pela casa.

R. LAURO MÜLLER, 116, BOTAFOGO, SHOPPING RIO SUL 21 2541 1484 BARBERSHOPRIO.COM.BR


CALA A BOCA, copelia. no viva é um sucesso atrás do outro.

TERÇA

21:00

22:00


EM FOCO | M A D E I N B R A Z I L

Heloisa Collins no estábulo, com os animais da fazenda; acima, uma das cabras do rebanho e alguns dos queijos da Capril. Na página seguinte, o Pirâmide do Bosque Heloisa Collins in the stables, with her farm animals; above: one of the goats from the herd and some of the Capril-brand cheeses. Next page: “Pirâmide do Bosque” cheese

Finos e

Fine hand-crafted cheeses

artesanais 144 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

HELOISA COLLINS DISPENSA O USO DE MÁQUINAS E FAZ TUDO EM SUA FAZENDA: ELA CRIA CABRAS E UTILIZA O LEITE COMO MATÉRIA-PRIMA DOS DELICIOSOS QUEIJOS DA CAPRIL DO BOSQUE HELOISA COLLINS DOES AWAY WITH MACHINERY AND MAKES EVERYTHING ON HER FARM: SHE RAISES GOATS AND USES THE MILK AS THE RAW MATERIAL FOR CRAFTING THE “CAPRIL DO BOSQUE” BRAND CHEESES Por/By BRUNA TIUSSU

Fotos/Photos ROBERTO SEBA


No asnodnaos dnaosdn aosid nasdoin asodn asodn oasnd oasd oasnd oasndoansodando No ansod naosd naosdn oasnd oansdo ansod naod oansdi ansod oasn oaisnd oasdn iaosdn asd

Na fazenda de Heloisa Collins, em Joanópolis, as grandes estrelas são as cabras distribuídas pelo estábulo. De pelos macios, olhar simpático e um apetite constante, elas fornecem a matéria-prima perfeita para a ex-professora, de 65 anos, fabricar os dez tipos de queijos do portfolio da Capril do Bosque, marca já reconhecida pela excelência de seus produtos. Oficialmente fundada em 2010, a empresa é resultado de um hobby que virou negócio. "Tudo começou porque sou uma boa comedora de queijos", afirma Heloisa, que, por conta de sua paixão, arriscou as primeiras receitas há 20 anos, sempre usando a família como "cobaia". Diante de tantos feedbacks positivos, a doutora em linguística decidiu encerrar a carreira nas letras para fazer queijo. Mas não qualquer um: o de cabra. "Achei o caminho para os queijos finos e me animei." Já dona da propriedade na Serra da Mantiqueira, a 120km de São Paulo, ela comprou os primeiros animais e tratou de aprender a criá-los. Com um leite de primeira nas mãos, debruçou-se sobre livros, importou mofos e utensílios e não parou mais. Hoje ela faz cerca de 400 quilos de queijo por mês, de forma artesanal, sem o uso de máquinas. Mas tem auxílio humano: Victor, seu filho, cuida do rebanho; quatro funcionárias ajudam-na na queijaria, com 200 metros quadrados ; e sua filha, Juliana, comanda o bistrô da propriedade, onde as delícias servidas privilegiam os produtos da casa. A Capril também abastece outros restaurantes na capital paulista – Attimo e Tuju são alguns dos parceiros de Heloisa –, além de colocar seus produtos à venda na loja Mestre Queijeiro. A outra forma de obtê-los é visitando a fazenda, onde os queijos ocupam uma vitrine refrigerada. Cada um agrada o paladar de uma forma diferente. O Azul do Bosque, por exemplo, é o carro-chefe da marca e o único feito com mofo azul no País. Já o Pirâmide do Bosque, recoberto com carvão vegetal, matura de fora para dentro, enquanto o Caprino do Embaixador é semelhante ao pecorino (que é feito com leite de ovelha) e maturado por 300 dias. "Agora estou colocando muita fé no Banhado do Bosque, minha mais recente receita", conta Heloisa. O meia cura, da linha do chevrotin, é lavado na cerveja, dia sim, dia não. Um queijo simples e saboroso, o próximo a brilhar no portfolio da Capril.

caprildobosque.blogspot.com.br

47

cabras vivem hoje na fazenda, na companhia de cinco bodes nanny goats now live on the farm, in the company of five billy goats

500

litros de leite é a produção média semanal dos animais liters of milk is the animals’ average weekly production

100

quilos de queijo são fabricados por semana na Capril kilos of cheese are manufactured weekly at Capril

On Heloisa Collins’ farm, in Joanópolis, the biggest stars are the nanny goats scattered throughout the stables. With soft fur, friendly eyes and a constant appetite, they provide the perfect raw material for the former teacher, 65, to make the ten types of cheese that comprise the portfolio of Capril do Bosque, a brand widely recognized for its outstanding products. Officially founded in 2010, the company is the result of a hobby-turned-business. "It all started because I love to eat cheese," said Heloisa. Because of this passion, she tried out her first cheese-making recipes 20 years ago, always using her family as "guinea pigs". With so much positive feedback, Dr. Collins (she holds a PhD in linguistics) decided to wrap up her career in literature in order to make cheese. But not just any cheese: goat cheese. "I found the pathway to fine cheeses and was thrilled with the idea." Already the owner of a farm in Serra da Mantiqueira, 120km from São Paulo, she bought her first animals and set out to learn how to raise and breed them. With top-notch milk at hand, she pored over books, imported molds and utensils, and hasn’t stopped since. Today she makes around 400 kilos of cheese a month, in the traditional way, with no modern machinery. But she has human help: her son Victor takes care of the animals; four employees help in the production facilities (occupying an area of 200 square meters); and her daughter Juliana runs the bistro located on the property, which serves up delectables that accentuate the products offered there. Capril also supplies cheeses to other restaurants in the city of São Paulo – Attimo and Tuju are two of Heloisa partners – and sells them at the Mestre Queijeiro shop as well. The other way to purchase the cheeses is by visiting the farm, where they’re kept in refrigerated display cases. Each one pleases the taste buds differently. The “Azul do Bosque” cheese, for example, is the brand’s flagship type, and the only cheese made with blue mold in Brazil. “Pirâmide do Bosque” cheese, covered with charcoal, matures from the outside inward, while “Caprino do Embaixador” is similar to pecorino (which is made from sheep's milk) and aged for 300 days. "Now I'm putting a lot of faith in “Banhado do Bosque”, my latest recipe," says Heloisa. This half-cure cheese, from the chevrotin line, is basted in beer every other day. A simple and savory cheese, which will soon shine in Capril’s portfolio.

145


Seus materiais gráficos ganham vida nova com a qualidade de impressão da Log&Print.

logprint.com.br

EXCELÊNCIA

EM IMPRESSÃO

A Log&Print, uma das mais premiadas gráficas do Brasil, é referência nacional e internacional em soluções de impressão e logística.

logprint Log&Print

EDITORIAL | PROMOCIONAL | CORPORATIVO | DADOS VARIÁVEIS | MANUAL TÉCNICO | EMBALAGEM


148 Novidades News Mais entretenimento a bordo More entertainment on board

149 Expansรฃo Expansion Novos voos para a Flรณrida New flights to Florida

FOTO: ALEX ANDRE TAK ASHI/DIV.

azuis

159 Mapa de Rotas Route Map Os destinos da companhia Our destinations

149


AZU IS | N O V I D A D E S

More entertainment on board

Mais diversão a bordo

Desde o mês passado, quem voa na classe econômica da Azul para a Flórida, nos Estados Unidos, recebe um tablet com inúmeras opções de filmes e jogos. O dispositivo é a grande novidade no serviço de entretenimento da companhia nas rotas para Fort Lauderdale/Miami e Orlando. Sucessos de público nos cinemas, como os filmes Se Eu Ficar e A Culpa É das Estrelas, são alguns dos títulos disponíveis. "Os dispositivos eletrônicos individuais trazem mais conforto e comodidade a todos a bordo, uma vez que podem ser manuseados da forma que o Cliente desejar”, afirma Gianfranco Beting, diretor de Comunicação, Marca e Produto da Azul. As crianças também foram contempladas com boas surpresas. O Kit Azul Kids faz a alegria dos pequenos passageiros desde março, quando começou a ser distribuído. Ele contém materiais educativos, como revistas de atividades – com passatempos, como palavras cruzadas, jogo dos sete erros e jogo da memória –, lápis para colorir, quebra-cabeça e adesivos. E, no serviço de bordo, a novidade é o cardápio da Business Light. Clientes que viajam nesta classe podem escolher entre quatro pratos diferentes. Novos aperitivos e entradas também estão no menu.

148 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5 . 2 0 1 5

FOTOS: DIVULGAÇÃO A ZUL

TABLET COM VÁRIOS FILMES E JOGOS E KIT AZUL KIDS AGORA INTEGRAM AS OPÇÕES DE ENTRETENIMENTO NOS VOOS INTERNACIONAIS TABLET WITH A WIDE CHOICE OF MOVIES AND GAMES AND AZUL KIDS KIT ARE NOW PART OF THE ENTERTAINMENT OPTIONS ON INTERNATIONAL FLIGHTS

Since last month, all passengers flying economy class on Azul to Florida are receiving a tablet with a wide range of choices of movies and games. The individual device is the latest feature of the company's entertainment service on flights to Fort Lauderdale/Miami and Orlando. Hit movies like If I Stay and The Fault in our Stars are among the titles available. "The individual electronic devices bring more comfort and convenience to everyone on board, since they can be used in the way the Customers want,” said Gianfranco Beting, Azul’s Director of Communications, Brand and Product. Children are also in store for nice surprises. The Azul Kids Kit have been delighting our younger flyers since March, when distribution of them began. The kit contains educational materials, like an activities magazine – featuring crossword puzzles, spot the differences, and memory games – plus colored pencils, a puzzle, and stickers. And, as part of our in-flight service, the latest feature is the menu in Business Light class. Customers traveling in this class can choose from four different dishes. New appetizers and entrees are also featured on the menu.


FOTOS: DIVULGAÇÃO

AZU I S | E X P A N S Ã O

New flights to the US

Novos voos para os Estados Unidos A PARTIR DE 1º DE JULHO, A AZUL CONTARÁ COM OUTRAS TRÊS FREQUÊNCIAS SEMANAIS PARA FORT LAUDERDALE/MIAMI E OPERAÇÕES EXTRAS PARA ORLANDO STARTING JULY 1ST, AZUL WILL HAVE THREE ADDITIONAL WEEKLY FLIGHTS TO FORT LAUDERDALE/MIAMI PLUS EXTRA FLIGHTS TO ORLANDO

Para atender à demanda da alta temporada de férias, a Azul terá, a partir de 1º de julho, três novos voos regulares semanais para Fort Lauderdale, a 40km de Miami. Já Orlando, segundo destino servido pela companhia nos Estados Unidos, contará com operações complementares entre 1º de julho e 9 de agosto. “Os reforços em nossa malha aérea internacional atenderão a períodos em que muitas pessoas vão aos Estados Unidos, principalmente a turismo. Com o verão americano e o recesso escolar no Brasil, esta é uma ótima oportunidade para visitar o país, e a Azul está a postos para garantir que todos os Clientes possam aproveitar a época da melhor forma possível, a começar pela experiência a bordo”, afirma Marcelo Bento, diretor de Planejamento e Alianças da companhia. Atualmente, a empresa conta com dois voos regulares diários e diretos para os Estados Unidos: para Fort Lauderdale/Miami e Orlando. E está planejando outras frequências extras para o período do fim do ano. A Azul já solicitou aos órgãos reguladores dois novos voos semanais temporários entre Campinas e Fort Lauderdale/Miami de 2 de dezembro de 2015 a 14 de fevereiro de 2016. Ao comprar uma passagem internacional da Azul, os Clientes cadastrados no programa de vantagens TudoAzul acumulam, no mínimo, 10 mil pontos. Com 5 mil pontos já é possível realizar viagens domésticas para vários destinos servidos pela companhia. Para se tornar um membro TudoAzul acesse tudoazul.voeazul.com.br.

To meet the demand of the peak holiday season, starting on July 1st, Azul will have three new weekly scheduled flights to Fort Lauderdale, 40km from Miami. The second US destination served by the company, Orlando, will also have additional flights between July 1st and August 9th. "The strengthening of our international air route network is to meet the higher demand in periods when many people fly to the United States, especially for tourism. As it is summertime in the US, and schools are out in Brazil, this is a great opportunity to visit that country, and Azul is on hand to assure that all Customers can enjoy the season in the best possible way, starting with the onboard experience,” said Marcelo Bento, director of Planning and Alliances for Azul. The company currently has two regular direct flights daily to the US: to Fort Lauderdale/Miami and Orlando. And we're planning other additional flights for the year-end period. Azul has already requested regulators for two new seasonal weekly flights between Campinas and Fort Lauderdale/ Miami between December 2nd, 2015 and February 14th, 2016. When buying an international Azul ticket, registered Customers in TudoAzul benefits program accumulate at least 10,000 points. With 5,000 points it is already possible to take domestic flights to various destinations served by the company. To become a TudoAzul member visit: tudoazul.voeazul.com.br.

149


PUBLIEDITORIAL AZUL CARGO

Mande bem com Azul Cargo. A mais ágil e pontual no transporte de carga aérea. Com presença em mais de 3.500 municípios, o serviço de entregas expressas porta a porta da Azul Cargo já é referência no mercado e, assim como as operações da Azul, mantém a alta confiabilidade demonstrada desde o início das operações. Fator primordial para o sucesso da Azul Cargo é a segurança, o que norteia o modo com que manuseia e transporta suas remessas, além de ser o primeiro valor da companhia. Produtos com alto valor agregado recebem no transporte aéreo um tratamento seguro, com poucos transbordos, tempo mínimo de permanência em armazéns e entregas rápidas ao destinatário, evitando assim riscos de roubos, perdas e avarias. Os clientes da Azul Cargo contam com um alto padrão de atendimento pós-vendas.

Para remessas urgentes, que podem ser despachadas até duas horas antes da decolagem de um voo e retiradas até duas horas após a chegada.

Entrega em domicílio ou retirada da carga no dia seguinte ao dia do envio para remessas destinadas às capitais e principais cidades brasileiras.*

Indicado para cargas de maior volume, e que tenham um prazo mais flexível para a chegada ao destino.

Serviço customizado para clientes de e-commerce que tenham distribuição frequente de pequenas encomendas.

Garante entrega porta a porta ou retirada até as 10h horas da manhã do dia seguinte ao dia do envio. Consulte lista de cidades atendidas.

Tarifas reduzidas para documentos até 100g.

Para informações sobre localidades atendidas, endereços das lojas, horários de atendimento, horários limite de despacho, restrições e rastreamento das remessas, ligue (11) 4003-8399 ou acesse: azulcargo.com.br


AZU I S | F R O T A

Our aircraft

Nossas aeronaves ATR 42-500 Quantidade de aeronaves/Number of aircraft: 4 Alcance/Scope: 1.555km Velocidade/Speed: 450km/h (Cruzeiro/Cruise); 494km/h (Máxima/Maximum) N° de assentos Economy/N° of Economy-class seats: 48 Peso máximo de decolagem/Maximum Takeoff Weight: 18.600kg Dimensões/Dimensions: 22,67m (Comprimento/Length); 24,57m (Envergadura/Wing Span); 7,59m (Altura/Height)

ATR 72 500/600 Quantidade de aeronaves/Number of aircraft: 49 Alcance/Scope: 1.650km Velocidade/Speed: 511km/h (Cruzeiro/Cruise); 560km/h (Máxima/Maximum) N° de assentos Economy/N° of Economy-class seats: 70 Peso máximo de decolagem/Maximum Takeoff Weight: 23.000kg Dimensões/Dimensions: 27,17m (Comprimento/Length); 27,05m (Envergadura/Wing Span); 7,65m (Altura/Height)

EMBRAER 175 Quantidade de aeronaves/Number of aircraft: 5 Alcance/Scope: 3.700km Velocidade/Speed: 850km/h (Cruzeiro/Cruise); 890km/h (Máxima/Maximum) N° de assentos Economy/N° of Economy-class seats: 86 Peso máximo de decolagem/Maximum Takeoff Weight: 38.790kg Dimensões/Dimensions: 31,68m (Comprimento/Length); 26m (Envergadura/Wing Span); 9,73m (Altura/Height)

EMBRAER 190 Quantidade de aeronaves/Number of aircraft: 22 Alcance/Scope: 4.500km Velocidade/Speed: 850km/h (Cruzeiro/Cruise); 890km/h (Máxima/Maximum) N° de assentos Economy/N° of Economy-class seats: 106 Peso máximo de decolagem/Maximum Takeoff Weight: 51.800kg Dimensões/Dimensions: 36,24m (Comprimento/Length); 28,72m (Envergadura/Wing Span); 10,55m (Altura/Height) EMBRAER 195 Quantidade de aeronaves/Number of aircraft: 59 Alcance/Scope: 4.100km Velocidade/Speed: 850km/h (Cruzeiro/Cruise); 890km/h (Máxima/Maximum) N° de assentos Economy/N° of Economy-class seats: 118 Peso máximo de decolagem/Maximum Takeoff Weight: 52.290kg Dimensões/Dimensions: 38,65m (Comprimento/Length); 28,72m (Envergadura/Wing Span); 10,55m (Altura/Height)

Airbus A330 Quantidade de aeronaves/Number of aircraft: 5 Alcance/Scope: 13.400km Velocidade/Speed: 871km/h (Cruzeiro/Cruise); 913km/h (Máxima/Maximum) N° de assentos Economy/N° of Economy-class seats: 248 (PR-AIV & PR-AIZ); 251 (PR-AIX, PR-AIY & PR-AIW) N° de assentos Business/Number of Business-class seats: 24 (PR-AIV & PR-AIZ); 27 (PR-AIX, PR-AIY & PR-AIW) Peso máximo de decolagem/Maximum Takeoff Weight: 230.000kg Dimensões/Dimensions: 58,82m (Comprimento/Length); 60,30m (Envergadura/Wing Span); 17,39m (Altura/Height)

151


AZU IS | L I N H A S D E Ô N I B U S

Exclusive transport

Transporte exclusivo CLIENTES AZUL CONTAM COM VÁRIOS ÔNIBUS EM SÃO PAULO E EM SANTA CATARINA. CONFIRA AS ROTAS E OS HORÁRIOS AZUL CUSTOMERS CAN RELY ON SEVERAL BUSES IN SÃO PAULO AND SANTA CATARINA. CHECK OUT THE ROUTES AND SCHEDULES

São Paulo Campinas (Viracopos)

A Azul oferece ônibus executivos gratuitos, com Wi-Fi e ar-condicionado, em lugares estratégicos nos estados de São Paulo e Santa Catarina. Entre a capital paulista e o Aeroporto de Viracopos, em Campinas, a companhia opera linhas de 30 em 30 minutos. Para utilizar o serviço apresente seu cartão de embarque ou seu itinerário 15 minutos antes da partida do ônibus.

Shopping Tamboré (Alphaville)

Terminal Barra Funda (São Paulo-SP)

Shopping Eldorado (São Paulo-SP)

Sorocaba

Aeroporto de Congonhas (São Paulo-SP)

Azul offers free executive buses, with Wi-Fi and air conditioning, at strategic locations in the states of São Paulo and Santa Catarina. Between the São Paulo capital and Viracopos Airport, in Campinas, the company operates lines every 30 minutes. To use the service, present your boarding pass or itinerary 15 minutes before the departure of the bus.

Santa Catarina Blumenau

Navegantes

Aeroporto de Congonhas > Aeroporto de Viracopos > Aeroporto de Congonhas Congonhas Airport > Viracopos Airport > Congonhas Airport

segunda a sexta / monday to friday Congonhas > Viracopos

Viracopos > Congonhas

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

4:00 5:00 6:00 7:00 8:00 9:00 10:00 11:00 12:00 13:00 14:00 15:00 16:00 17:00 18:00 19:00 20:00

5:30 6:30 7:30 8:30 9:30 10:30 11:30 12:30 13:30 14:30 15:30 16:30 17:30 18:30 19:30 20:30 21:30

5:45 6:45 7:45 8:45 9:45 10:45 11:45 13:45 14:45 15:45 16:45 17:45 18:45 19:45 20:45 21:45 22:45 23:45 0:45

Chegada /Arrival

7:15 8:15 9:15 10:15 11:15 12:15 13:15 15:15 16:15 17:15 18:15 19:15 20:15 21:15 22:15 23:15 0:15 1:15 2:15

sábados / saturdays Congonhas > Viracopos

domingos / sundays

Viracopos > Congonhas

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

4:00 5:30 6:30* 8:30* 10:30* 12:30* 15:00* 18:00 19:00*

5:30 7:00 8:00 10:00 12:00 14:00 16:30 19:30 20:30

6:15 8:15* 9:45 11:15* 12:15 13:15* 16:15* 17:15 19:15* 21:45 23:15*

Chegada /Arrival

7:45 9:45 11:15 12:45 13:45 14:45 17:45 18:45 20:45 23:15 0:45

Congonhas > Viracopos

Viracopos > Congonhas

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

4:30* 6:30 8:30* 10:00 12:00* 14:00 15:00* 16:00 18:30 19:30*

6:00 8:00 10:00 11:30 13:30 15:30 16:30 17:30 20:00 21:00

7:15 10:15 12:15* 13:45* 15:45* 17:15 19:15* 20:45 22:15* 23:15*

Chegada /Arrival

8:45 11:45 13:45 15:15 17:15 18:45 20:45 22:15 23:45 0:45

*ônibus com parada no Shopping Eldorado / *buses stopping at Eldorado Shopping 2 . 2 015 154 A Z U L M A G A Z I N E | 0 5


Shopping Eldorado > Aeroporto de Viracopos > Shopping Eldorado Eldorado Shopping > Viracopos Airport > Eldorado Shopping

segunda a sexta / monday to friday

sábados / saturdays

domingos / sundays

Shopping Eldorado > Viracopos

Viracopos > Shopping Eldorado

Shopping Eldorado > Viracopos

Viracopos > Shopping Eldorado

Shopping Eldorado > Viracopos

Viracopos > Shopping Eldorado

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

4:30 5:30 6:30 7:30 8:30 9:30 10:30 11:30 13:30 14:30 15:30 16:30 17:30 18:30 19:30 20:30

6:00 7:00 8:00 9:00 10:00 11:00 12:00 13:00 15:00 16:00 17:00 18:00 19:00 20:00 21:00 22:00

6:15 7:15 8:15 9:15 10:15 11:15 12:15 13:15 14:15 15:15 15:45 17:15 18:15 19:15 20:15 21:15 22:15 23:15 0:15

7:45 8:45 9:45 10:45 11:45 12:45 13:45 14:45 15:45 16:45 17:15 18:45 19:45 20:45 21:45 22:45 23:45 0:45 1:45

4:00 5:30 7:00 9:00 11:00 13:00 15:30 18:30 19:30

5:30 7:00 8:30 10:30 12:30 14:30 17:00 20:00 21:00

5:45 8:15 9:15 11:15 13:15 16:15 17:45 19:15 20:45 23:15

7:15 9:45 10:45 12:45 14:45 17:45 19:15 20:45 22:15 0:45

5:00 7:00 9:00 10:30 12:30 14:30 15:30 16:30 18:30 19:30 20:00

6:30 8:30 10:30 12:00 14:00 16:00 17:00 18:00 20:00 21:00 21:30

5:45 9:45 12:15 13:45 15:45 17:45 19:15 20:15 21:15 22:15 23:15 0:15

7:15 11:15 13:45 15:15 17:15 19:15 20:45 21:45 22:45 23:45 0:45 1:45

Terminal Barra Funda > Aeroporto de Viracopos > Terminal Barra Funda Barra Funda Terminal > Viracopos Airport > Barra Funda Terminal

segunda a sexta / monday to friday Barra Funda > Viracopos

sábados / saturdays

Viracopos > Barra Funda

Barra Funda > Viracopos

domingos / sundays

Viracopos > Barra Funda

Barra Funda > Viracopos

Viracopos > Barra Funda

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

4:00 5:30 6:30 7:30 8:30 9:30 11:00 13:00 14:30 15:30 16:30 17:30 18:30 19:30 20:30

5:30 7:00 8:00 9:00 10:00 11:00 12:30 14:30 16:00 17:00 18:00 19:00 20:00 21:00 22:00

6:15 7:15 8:45 9:45 11:45 13:45 15:45 16:45 17:45 19:15 20:45 21:45 22:15 23:15

7:45 8:45 10:15 11:15 13:15 15:15 17:15 18:15 19:15 20:45 22:15 23:15 23:45 0:45

4:30 5:30 6:30 9:00 11:00 14:30 16:00 17:30 19:00 20:00

6:00 7:00 8:00 10:30 12:30 16:00 17:30 19:00 20:30 21:30

6:15 7:15 7:45 8:45 10:15 12:45 13:45 16:45 17:15 19:15 21:15 23:45

7:45 8:45 9:15 10:15 12:45 14:15 15:15 18:15 18:45 20:45 22:45 1:15

5:30 7:00 8:30 10:30 13:00 14:30 15:30 16:30 18:00 19:00 19:30

7:00 8:30 10:00 12:00 14:30 16:00 17:00 18:00 19:30 20:30 21:00

7:15 9:45 12:15 13:45 15:45 17:45 19:45 20:45 21:45 22:45 23:45

8:45 11:15 13:45 15:15 17:15 19:15 21:15 22:15 23:15 0:15 1:15

Shopping Tamboré > Aeroporto de Viracopos > Shopping Tamboré Tamboré Shopping > Viracopos Airport > Tamboré Shopping

segunda a sexta / monday to friday Tamboré > Viracopos

Viracopos > Tamboré

sábados / saturdays Tamboré > Viracopos

domingos / sundays

Viracopos > Tamboré

Tamboré > Viracopos

Viracopos > Tamboré

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

4:00 5:30 7:00 9:00 10:30 13:00 14:00 15:30 17:00 19:00 20:00

5:30 7:00 8:30 10:30 12:00 14:30 15:30 17:00 18:30 20:30 21:30

6:45 8:45 10:15 12:15 13:45 16:45 17:45 19:45 21:45 23:45

8:15 10:15 11:45 13:45 15:15 18:15 19:15 21:15 23:15 1:15

4:00 5:30 7:00 9:00 11:00 15:00 18:30 20:00

5:30 7:00 8:30 10:30 12:30 16:30 20:00 21:30

6:45 9:15 10:45 12:15 13:45 16:15 18:15 21:15 23:15

8:15 10:45 12:15 13:45 15:15 17:45 19:45 22:45 0:45

5:30 7:00 10:30 13:00 15:00 17:00 19:00 20:00

7:00 8:30 12:00 14:30 16:30 18:30 20:30 21:30

7:15 10:15 11:45 13:45 15:45 18:15 20:15 22:15 23:15

8:45 11:45 13:15 15:15 17:15 19:45 21:45 23:45 0:45

155


AZU IS | E X P E R I Ê N C I A A Z U L

Experiência Bagagem

Azul

Azul Experience

NESTA SEÇÃO, REUNIMOS ALGUMAS DICAS IMPORTANTES PARA TORNAR SUA VIAGEM SEGURA, TRANQUILA E CONFORTÁVEL IN THIS SECTION, WE LIST SOME IMPORTANT TIPS FOR MAKING YOUR TRIP SAFE, PEACEFUL, AND COMFORTABLE

Aeroporto

Luggage

Na hora de preparar sua mala, lembre-se: o limite total para bagagem despachada é de 23kg. A bagagem de mão deve pesar até 5kg e não pode conter objetos cortantes e inflamáveis. When preparing your suitcase, remember: the total limit for checked luggage is 23kg. Hand luggage must weigh no more than 5kg and must not contain sharp or flammable objects.

Airport

TudoAzul

TudoAzul

Para garantir pontos no programa de vantagens informe sempre seu CPF em suas reservas ou na hora do check-in. Se você ainda não é Cliente TudoAzul, cadastre-se e ganhe 1.000 pontos de boas-vindas. To ensure point for the TudoAzul, our Loyalty Program, please provide your CPF or TudoAzul number at booking or check-in. If you are not yet a TudoAzul Client, register and receive 1,000 welcome points. VOEAZUL.COM.BR/TUDOAZUL/AZUL-MAGAZINE

A Azul recomenda que você se organize para chegar ao aeroporto pelo menos uma hora antes de seu embarque, evitando, desta forma, possíveis contratempos. Azul recommends that you arrange to arrive at the airport at least one hour before your departure, thus avoiding possible problems.

Bem-Estar

Well-Being

- Faça uma alimentação leve e hidrate-se bem antes de embarcar - Prefira viajar com roupas confortáveis - Caso se sinta mal durante o voo, se necessário, utilize o saquinho disponível no bolsão à sua frente - Se sentir um desconforto nos ouvidos devido à mudança de altitude, tampe o nariz e engula saliva algumas vezes. - Have a light meal and hydrate yourself well before boarding - It is recommended to travel in comfortable clothing - If you feel ill during the flight, if necessary, please use the small bag available in the seat-back pocket in front of you - If you feel discomfort in your ears due to the change in altitude, hold your nose and swallow (saliva) a few times.

156 A Z U L M A G A Z I N E | 01 52 .. 22 001154

Ônibus Azul

Documentos

Documents

Sempre que viajar com a Azul, tenha em mãos um documento de identificação em bom estado e com foto. Apresente-o no balcão de check-in e no portão de embarque. Whenever you travel with Azul, have an identification document in hand, in good condition and with a photo. Present it at the check-in counter and at the boarding gate.

Azul Bus

Serviços de ônibus para o aeroporto estão disponíveis em São Paulo e Santa Catarina. Não é necessário fazer reserva. Apenas apresente seu cartão de embarque. Confira a tabela de horários em nossos canais de atendimento e no site. Bus services to the airports are available in São Paulo and Santa Catarina. No reservation is needed. Simple present your boarding pass. Check the schedule time table on our service channels and on the website.


Dicas para o

check-in

Tips for check-in

A AZUL OFERECE CINCO MANEIRAS DIFERENTES PARA REALIZAR O SEU CHECK-IN. ESCOLHA A QUE MELHOR SE ADAPTA ÀS SUAS NECESSIDADES AZUL OFFERS FIVE DIFFERENT WAYS TO HANDLE YOUR CHECK-IN. CHOOSE THE ONE THAT BEST SUITS YOUR NEEDS

Totem check-in Para os Clientes que preferem o método tradicional de checkin, a Azul disponibiliza totens de autoatendimento nos aeroportos. For Customers who prefer the traditional method of check-in, Azul provides self-service kiosks at the airports.

SMS check-in Basta enviar um SMS para o número 26990 com o localizador do voo ou o CPF do passageiro. Ao final do processo, o Cliente recebe um SMS com o link para o acesso ao cartão de embarque. Just send an SMS to number 26990 with the flight locator or CPF of the passenger. At the end of the process, an SMS will be sent to you with the link for access to the boarding pass.

App check-in

Web check-in No site da Azul é possível fazer o check-in de forma rápida e simples a partir de 48 horas antes de seu embarque. Perfeito para quem tem fácil acesso a computadores e quer economizar tempo. On Azul's website, it is possible to do your check-in quickly and simply up to 48 hours before your departure. Which is perfect for those who have easy access to computers and who want to save time.

Fast check-in

Com o aplicativo da Azul, disponível gratuitamente para os sistemas iOS e Android, o bilhete fica guardado no passbook do smartphone e é possível embarcar mostrando apenas a tela do aparelho.

Para utilizar esta opção é preciso apenas digitar o endereço FC.VOEAZUL.COM.BR no navegador do celular e inserir uma das quatro alternativas de informação: número do localizador, RG, CPF ou número do Tudo Azul.

With Azul's app, available free of charge for iOS and Android systems, the ticket is saved in the smart phone's passbook and it is possible to board by simply showing the screen of your device.

To utilize this option, you need only type the address fc.voeazul.com.br on the cellphone and enter one of the four information alternatives. They are: record locator number, RG, CPF, or TudoAzul number.

157


AZU I S | M A P A D E R O T A S

NOVIDADES NA MALHA NEW FLIGHTS Este mês, a Azul estreia 13 rotas nacionais, todas com voos diários. Veja, ao lado, os aeroportos de origem e os destinos das novas frequências This month, Azul debuts 13 domestic routes, all with daily flights. Check out the origin and destination airports of these new flights

Orlando Ft. Lauderdale/Miami

SÃO PAULO Guarulhos > Cascavel (PR) Guarulhos > Maringá (PR) Guarulhos > Joinville (SC)

RIO DE JANEIRO St. Dumont > Belo Horizonte (MG) St. Dumont > Uberlândia (MG) St. Dumont > Florianópolis (SC) St. Dumont > Navegantes (SC) Galeão > Macaé (RJ)

BELO HORIZONTE Confins > Ilhéus (BA) Confins > Cabo Frio (RJ) Pampulha > Brasília (DF)

SÃO LUÍS São Luís > Belém (PA) São Luís > Fortaleza (CE)

Boa Vista

Porto Trombetas

São Gabriel da Cachoeira

Macapá Belém

Santarém

Manaus

São Luís

Parintins Tabatinga

Parnaíba

Altamira

Tefé

Tucuruí

Marabá Imperatriz

Coari Itaituba

Fortaleza

Teresina

Natal

Carajás

Fernando de Noronha

Juazeiro do Norte

Eirunepé

João Pessoa Recife

Porto Velho Alta Floresta

Rio Branco Ji-Paraná

Petrolina Paulo Afonso

Palmas Barreiras

Cacoal

Aracaju Lençóis

Vilhena

Feira de Santana Valença

Vitória da Conquista

Brasília

Cuiabá

Goiânia

Rondonópolis

Patos de Minas

Rio Verde

Caldas Novas Uberlândia

Corumbá

Uberaba S. J. do Rio Preto

Campo Grande Bonito

Três Lagoas

Araçatuba Presidente Prudente Bauru Dourados Marília

São Paulo (Congonhas)

Cascavel

Campinas

Salvador

Ilhéus

Montes Claros Porto Seguro Teixeira de Freitas Governador Valadares Ipatinga (Confins) Belo Horizonte (Pampulha)

Vitória Zona da Mata Campos dos Goytacazes Macaé Cabo Frio Dumont) Rio de Janeiro (Santos (Galeão)

São Paulo

(Guarulhos)

Curitiba

Foz do Iguaçu

SÃO 104 DESTINOS, MAIS DO QUE O DOBRO DA CONCORRÊNCIA, EM 850 VOOS DIÁRIOS THERE ARE 104 DESTINATIONS, MORE THAN TWICE AS MANY AS THE COMPETITION, ON 850 DAILY FLIGHTS

Araxá Ribeirão Preto

Londrina

Maringá

Our route network

Pelos ares

Maceió

Sinop

Chapecó

Joinville

Passo Fundo Caxias do Sul

Navegantes Florianópolis Criciúma

Santa Maria Porto Alegre Pelotas

159


A ZUI S

PA N O R Â M I C A Du Zuppani

Parece, mas não é

Looks can be deceiving

A curiosa imagem revela a intimidade de Du Zuppani com Maués, conhecida como a Terra do Guaraná, no interior do Amazonas. “Soube da importância deste fruto por meio das lendas dos povos indígenas. A tradição de seu plantio e seu consumo segue forte entre os locais”, diz o fotógrafo, que registra a região há dez anos. This curious image reveals the intimacy between Du Zuppani and Maués, known as the Land of Guaraná, deep inside the Amazon rainforest. “I learned the importance of the guaraná fruit through the legends of the indigenous peoples. The tradition of cultivating and consuming guaraná is strong among locals,” explains the photographer, who’s been taking pictures in this region for ten years.


Azul 25 completa  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you