Page 1

#20 DEZEMBRO | DECEMBER MOSTRA O MUNDO DE MAFALDA CHEGA A SP THE WORLD OF MAFALDA EXHIBIT ARRIVES IN SP

QUEIJOS BRASILEIROS QUE DÃO ÁGUA NA BOCA MOUTH-WATERING BRAZILIAN CHEESES

O TALENTO DA ATRIZ BIANCA COMPARATO THE TALENT OF ACTRESS BIANCA COMPARATO

serra da

capivara

A RIQUEZA HISTÓRICA E AS BELAS PAISAGENS DO PARQUE QUE REÚNE MAIS DE 900 SÍTIOS ARQUEOLÓGICOS NO PIAUÍ THE HISTORICAL WEALTH AND BEAUTIFUL LANDSCAPES OF THE PARK BRING TOGETHER MORE THAN 900 ARCHAEOLOGICAL SITES IN PIAUÍ

P ORT UG U ÊS - EN G L IS H


AZUL MAGAZINE #20 D E Z E M B RO | D E C E M B E R 2 014

Sumário 88

DESTINOS

102

120 020 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

140

88

Morro de São Paulo

102

Serra da Capivara

115

Paraty

Paisagens paradisíacas no litoral baiano Idyllic landscapes on the Bahia coast

Misto de natureza e história Mixture of nature and history

Olivier Anquier dá dicas sobre a cidade Olivier Anquier gives tips about the city

EM FOCO

120

Bianca Comparato

128

Triptyque

136

Beco das Garrafas

140

Tecido Acrobático

144

Cicero Papelaria

Uma jovem atriz em transformação A young actress in transformation

A arquitetura tropicalista do grupo The group’s tropicalist architecture

O berço da bossa nova renasce The cradle of bossa nova is reborn

Os benefícios da técnica circense The benefits of the circus technique

Cadernetas cheias de charme Notebooks full of charm


Sumário 34

58 24 Editorial Editorial 26 Expediente Staff 28 Colaboradores Contributors 4 CANTOS

38 64

32 34 38 42 48 50 54

Agenda Agenda Livros Books Exposição Exhibit Música Music Cultura Geek Geek Culture Cinema Film TV TV HIGHLIGHTS

68

58 64 66 68 70 72 78 80

Gastronomia Cuisine Take 5 Take 5 O Quarto The Bedroom Hotspot Hotspot 5 Perguntas 5 Questions Vitrine Shop Window Olhar Azul Azul Look Colunas Columns

André Barcinski Mário Magalhães Mara Salles

AZUIS

148 Voos Internacionais International Flights 156 Experiência Azul Azul Experience 159 Mapa de Rotas Map of Routes 162 Panorâmica Panorama 022 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4


Um produto Brasilprev Seguros e Previdência S.A. (CNPJ: 27.665.207/0001-31), comercializado pela BB Corretora de Seguros e Administradora de Bens S.A. Processos SUSEP • Brasilprev: FIX IX – CV 2020 III – CV 2030 III – CV 2040 III – PGBL: 15414.004839/2012-74 – VGBL: 15414.004838/2012-20 • Júnior: FIX IX – CV 2020 III – CV 2030 III – CV 2040 III – PGBL: 15414.004839/2012-74 – VGBL: 15414.004838/2012-20 • Personalizado: FIX IV – CV 2020 III – CV 2030 III – CV 2040 III – PGBL: 15414.004882/2012-30 – VGBL: 15414.004888/2012-15 • Pecúlio: 15414.005120/2012-51 • Pensão ao Cônjuge: 15414.005121/2012-03 • Pensão por Prazo Certo: 15414.005119/2012-26 • Pensão aos Menores: 15414.005118/2012-81. A aprovação dos planos pela SUSEP não implica em seu incentivo ou recomendação à comercialização. Nos termos da legislação vigente, é possível a opção de tributação por alíquotas decrescentes nos planos. * Desde que você contribua com o regime geral (INSS) ou próprio dos Servidores Públicos.

Meu projeto é conhecer o mundo. E o seu, qual é?

Sejam quais forem seus projetos, invista seu 13º em um plano Brasilprev.

Central de Atendimento BB 4004 0001 ou 0800 729 0001 • SAC 0800 729 0722 Deficiente Auditivo ou de Fala 0800 729 0088 • Ouvidoria BB 0800 729 5678

@bancodobrasil

/bancodobrasil

bb.com.br/previdencia

Além de realizar seus projetos de vida, com um plano Brasilprev você pode deduzir até 12%* da renda bruta anual tributável na próxima declaração de IR.

Passe em uma agência do Banco do Brasil ou acesse bb.com.br/previdencia e faça uma simulação.

Acesse o vídeo e saiba como realizar sua contribuição extra.


Editorial Motivos para celebrar Reasons to celebrate Dear reader, This month, Azul is celebrating six years of existence. This commemoration is replete with achievements and good results. The expansion of our flights at Congonhas Airport and the start of international operations make this moment even more special. This year was marked by the arduous work by all the companies Crew members of putting the regular flights to Florida into operation. From the time of the announcement in April to the take-off of the first flight bound for Fort Lauderdale on the 1st of this month, there were only seven months of production. It was a wonderful job done as a team. We face big challenges so that we could prepare the cabin service, train pilots and flight attendants, and certify the company and the aircraft. All this in record time, making it possible for flights to start in December, so that our Customers can take advantage of the end-of-year holidays by flying with us to the US. The company acquired seven Airbus A330 to operate the overseas routes. I want to remind you that the current configuration of these aircraft is not definitive. Azul is investing US$10 million per aircraft in a program to reconfigure their interiors, so as to present a modern product that provides the best experience for you. Starting in February 2015, each of the A330s will have its internal area redone: galleys, restrooms, seats, carpets, curtains, and entertainment system, among other things. In 2017, we will receive five new A350s, which will also be utilized on the long-duration slights, and they will come from the factory with the Azul configuration already in place. Our international cabin service was created to please all tastes. There will be four options for hot dishes in Executive Class, and two in Economy, providing also for children and vegetarians. Following the start of the overseas routes, our in-flight magazine, Azul Magazine, got a new graphic design and became bilingual, with the content in Portuguese and English. See all about the operations to the US in our Azul pages, with photos of the cabins, the service, and the on-board entertainment system. I wish you a good read and an excellent flight!

Antonoaldo Neves PRESIDEN TE DA AZUL L IN HAS AÉREAS BRASIL EIRAS P RE S IDE NT OF AZUL BRAZILIAN AIRLINE S

024 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

RETRATO: DIVULGAÇÃO

Caro leitor, A Azul festeja neste mês seis anos de vida. Esta comemoração é repleta de conquistas e bons frutos. A ampliação de nossos voos no Aeroporto de Congonhas e o início das operações internacionais tornam este momento ainda mais especial. Este ano foi marcado por um trabalho árduo de todos os Tripulantes para colocar em operação as frequências para a Flórida. Desde o anúncio, feito em abril, até a decolagem do primeiro voo rumo a Fort Lauderdale, no dia 1º deste mês, foram apenas sete meses de produção. Foi um belíssimo trabalho em equipe. Tivemos grandes desafios para que fosse possível desenvolver o serviço de bordo, treinar pilotos e comissários e certificar a empresa e as aeronaves. Tudo isso em tempo recorde, viabilizando o início dos voos já em dezembro, para que nossos Clientes pudessem aproveitar as férias de fim de ano voando conosco para os Estados Unidos. A companhia adquiriu sete Airbus A330 para operar as rotas para o exterior. Quero lembrar que a configuração atual dessas aeronaves não é definitiva. A Azul está investindo cerca de US$10 milhões por avião em um programa de reconfiguração de seus interiores, de maneira a apresentar um produto moderno, que proporcione a melhor experiência de bordo para você. A partir de fevereiro de 2015, cada um dos A330 terá sua área interna refeita: galleys, banheiros, poltronas, divisórias, carpetes, cortinas, sistema de entretenimento, entre outros. Em 2017, receberemos cinco novíssimos A350, que também serão utilizados nos voos de longa duração e virão da fábrica já na configuração da Azul. Nosso serviço de bordo internacional foi pensado para agradar a todos os gostos. Serão quatro opções de pratos quentes na Classe Executiva e duas na Econômica, atendendo também crianças e vegetarianos. Acompanhando o início das rotas para o exterior, nossa revista de bordo, a Azul Magazine, ganhou novo projeto gráfico e passou a ser bilingue, com conteúdo em português e em inglês. Aproveite para ver nas páginas Azuis tudo sobre as operações para os Estados Unidos, com fotos das cabines, do serviço e do sistema de entretenimento de bordo. Desejo a você uma boa leitura e excelente voo!


Colombo. hรก 97 anos vestindo o brasil.

#vempraColombo www.CamisariaColombo.Com.br


COMUNICAÇÃO E MARCA Diretor de Comunicação e Marca Gerente de Comunicação Coordenador de Comunicação Diretor de Arte Gerente de Produto

MARKETING

Gerente de Marketing

Gianfranco Beting

Coordenador de Marketing

Carolina Constantino

Analista de Marketing Sênior

Fabio Abud

Analista de Marketing

Nemo Sampaio

facebook.com/AzulLinhasAereas

Rafaela Cambiaghi Garcia

PUBLICIDADE

Gerente Comercial

Bruna Tiussu

Marcelo Trevenzolli marcelo.trevenzolli@azulmagazine.com.br

bruna.tiussu@azulmagazine.com.br

Executivas de Contas

Marina Azaredo marina.azaredo@azulmagazine.com.br

Editor de Arte

Henrique Mathias

twitter.com/azulinhasaereas

EDITORIAL

Editora-Assistente

Francisco Almeida

Renata Florenzano

voeazul.com.br

Editora

Dilson Gonçalves

Carina Nishida carina@azulmagazine.com.br

Marcela Miranda André Graciotti

marcela.miranda@azulmagazine.com.br

andre.graciotti@azulmagazine.com.br

Sandra Torre Repórter

sandra.torre@azulmagazine.com.br

Luiza Vieira Simone Montenegro

luiza.vieira@azulmagazine.com.br

simone@azulmagazine.com.br

Estagiárias

Assistente Comercial

Sofia Franco sofia.franco@azulmagazine.com.br

Paula Rezende paula@azulmagazine.com.br | 11 3254 9895

Sophia Ladeira sophia.ladeira@azulmagazine.com.br

Tratamento de Imagens e Pré-impressão Revisão Tradução e Revisão do Inglês

Everaldo Guimarães

Representante de Vendas FTPI

aldo@azulmagazine.com.br

Andrea Medrado (RJ) andreamedrado.rio@ftpi.com.br | 21 3852 1588

Cristine Prataviera (PR) cristiane.curitiba@ftpi.com.br | 41 3026 4100

Paulo Vinicio de Brito Central de Traduções & Global Languages

Ronaldo Spagnuolo (MG) ronaldo.minas@ftpi.com.br | 31 2105 3609

Luciana Mir (DF) lucianamir.brasilia@ftpi.com.br | 61 3035 3750

COLABORADORES

Ivan Feitosa (PE) ivan.nordeste@ftpi.com.br | 81 2128 4350

Texto: Ana Ávila, Ana Luiza Ponciano, Cíntia Bertolino, Flávia Ribeiro, Janaina Fidalgo, Rosa Jorge, Tiago Agostini, Victor Gouvêa Foto: Adriano Fagundes, Camilla Maia, Carol Gherardi, Chema Llanos, Eduardo Zappia, Fáustulo Machado, Gabriel Rinaldi, Julia Rodrigues, Luciano Candisani, Sergio Caddah Ilustração: Danilo Bandeira, Mauricio Pierro Arte: Fabio Otubo Produção: Lia Guimarães Maquiagem: Jô Castro

MARKETING AZUL MAGAZINE

#20 DEZEMBRO | DECEMBER

Gerente de Marketing

Géssica Romanini

Loren Rodrigues (PE) loren.nordeste@ftpi.com.br | 81 2128 4350

PROJETO GRÁFICO André Graciotti

MOSTRA O MUNDO DE MAFALDA CHEGA A SP THE WORLD OF MAFALDA EXHIBIT ARRIVES IN SP

gessica@azulmagazine.com.br | 11 3254 9950

QUEIJOS BRASILEIROS QUE DÃO ÁGUA NA BOCA MOUTH-WATERING BRAZILIAN CHEESES

O TALENTO DA ATRIZ BIANCA COMPARATO THE TALENT OF ACTRESS BIANCA COMPARATO

DISTRIBUIÇÃO

Gerente de Circulação VOEAZUL.COM.BR

Jane Pinheiro jane.pinheiro@azulmagazine.com.br

serra da

capivara

A RIQUEZA HISTÓRICA E AS BELAS PAISAGENS DO PARQUE QUE REÚNE MAIS DE 900 SÍTIOS ARQUEOLÓGICOS NO PIAUÍ

A ZUL LI NHAS AÉ REAS B RAS IL EI RAS

THE HISTORICAL WEALTH AND BEAUTIFUL LANDSCAPES OF THE PARK BRING TOGETHER MORE THAN 900 ARCHAEOLOGICAL SITES IN PIAUÍ

IMPRESSÃO

CTP, Impressão e Acabamento Tiragem

IBEP Gráfica

90.000 exemplares

FINANCEIRO/ADMINISTRATIVO

Diretora Financeira

Luciana Mello luciana@azulmagazine.com.br

DE ZEM BRO 2014 / DEC EM BER 2014

Assistente Financeira

Editora Arranjo de Letras Eireli CNPJ – 11.052.806/0001-40 Endereço – Av. Paulista, 2200, 23º andar Consolação. CEP 01310-300 11 3254 9950

Bruna Veiga bruna.veiga@azulmagazine.com.br

20 PORTU GU ÊS - ENGLIS H

AZUL_CAPA_#20.indd 1

19/11/14 20:56

Foto de Capa Chema Llanos

026 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

AZUL Magazine não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos assinados. As pessoas que não constam do expediente da revista não têm autorização para falar em nome de AZUL Magazine ou retirar qualquer tipo de material para produção de editorial caso não tenham em seu poder uma carta atualizada e datada, em papel timbrado, assinada por pessoa que conste do expediente.


Colaboradores Gabriel Rinaldi

Carol Gherardi

F OTÓ G R A FO / P H OTO G R AP HER

F OTÓGRAFA / PHOTOGRAPHER

Formado no Rochester Institute of Technology, iniciou a carreira como retratista em Nova York. Hoje mora em São Paulo e contribui em veículos como Forbes e Marie Claire. Para este número, clicou a atriz Bianca Comparato.

A paulistana adora levar sua câmera para passear pelo mundo, mas foi na gastronomia que encontrou sua fonte de inspiração. Aqui, fez os cliques do restaurante Tuju e da matéria sobre queijos brasileiros. The São Paulo native loves to take her camera on travels throughout the world, but it was in cuisine that she found her source of inspiration. Here, she took the shots of the restaurant Tuju and the material on Brazilian cheeses.

A graduate of the Rochester Institute of Technology, he began his career as a portrait artist in New York. Now he lived in São Paulo and contributes to vehicles such as Forbes and Marie Claire. For this edition, he photographed actress Bianca Comparato.

Adriano Fagundes F OTÓGRAF O / PHOTOGRAPHER

Morou durante 20 anos nos Estados Unidos e colaborou em publicações como Condé Nast Traveller e People. Nesta Azul Magazine seus cliques ilustram o texto sobre Morro de São Paulo. He lived in the United States for 20 years and contributed to publications such as Condé Nast Traveler and People. In this Azul Magazine his shots illustrate the text about Morro de São Paulo.

Victor Gouvêa J O R N A L I STA / J O U RNALIST

Also a tourismologist, he decided to combine his two passions and dedicated himself to travel articles with tooth, nail, and passport. Here, he indicated the main attractions of Morro de São Paulo, in Bahia.

028 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

Ana Ávila J O RNALISTA / J O U RNALIST

Gaúcha, tem especialização em política internacional e trabalhou por sete anos no portal Terra. Colabora neste número com as reportagens sobre a exposição Mundo de Mafalda e o grupo de teatro Giramundo. From Rio Grande do Sul, she is specialized in International Politics and she worked for seven years at the web portal Terra. She contributed to this edition with the articles about the World of Mafalda exhibition and the Giramundo theater group.

Ana Luiza Ponciano JORN AL ISTA / JOURN AL IST

Já trabalhou na Rádio ONU, em Nova York, passou pelos canais Arte 1 e PlayTV e pelas atrações globais Jornal Nacional, Jornal Hoje e Fantástico. Nesta edição, assina o perfil de Bianca Comparato. She previously worked at UN Radio in New York, and had stints at Arte 1 and PlayTV and at the global Jornal Nacional, Jornal Hoje, and Fantástico. In this edition, she authored the profile of Bianca Comparato.

FOTOS: ARQUIVO PESSOAL

Também turismólogo, decidiu unir suas duas paixões se dedicando a reportagens de viagens com unhas, dentes e passaporte. Aqui, indica as principais atrações de Morro de São Paulo, na Bahia.


34 Livros Books A São Paulo de Claudia Jaguaribe São Paulo, by Claudia Jaguaribe

40 Exposição Exhibit Ron Mueck chega à capital paulista Ron Mueck arrives in the São Paulo capital

4 cantos

FOTOS: CL AUDIA JAGUARIBE/DIV.; DIVULGAÇÃO

40

42 Música Music Recife recebe o Festival MPB Recife receives the MPB festival

34


4 CANT OS | A G E N D A

dezembro december dia

Festival Novas Frequências RIO DE JANEIRO (RJ)

Focado em música experimental, o evento chega à sua 4ª edição com 33 atrações de 11 países diferentes. A programação engloba shows, performances, oficinas, festas e discussões sobre ritmos contemporâneos, processo criativo e mercado. Focused on experimental music, the event comes to its 4th edition with 33 attractions from 11 different countries. The programming includes shows, performances, workshops, parties, and discussions about contemporary rhythms, the creative process, and the market. EM SEIS ESPAÇOS DA CAPITAL. DE 1º A 14 DE DEZEMBRO. R$20 (ALGUMAS APRESENTAÇÕES SÃO GRATUITAS)

dia

4

Carnatal

dia

6

NATAL (RN)

NOVASFREQUENCIAS.COM

Caymmi, Quando se Canta Todo Mundo Bole BELO HORIZONTE (MG)

O carnaval fora de época da capital potiguar toma conta do Largo da Arena das Dunas. Os blocos passarão duas vezes pelo Corredor da Folia, totalizando quatro horas de desfile. Entre as atrações estão os blocos Vumbora?!, com Bell Marques, Largadinho, com Claudia Leitte, e Coruja, com Ivete Sangalo.

BH preparou uma programação musical especial para homenagear o centenário de Dorival Caymmi. Camila Costa, Bem Gil, Alice Caymmi (foto), Danilo Caymmi e outros artistas farão releituras de alguns de seus principais sucessos.

The off-season Carnaval of the capital of Rio Grande do Norte takes over the broad space of the Arena das Dunas. The parade blocks will pass twice through the Corredor da Folia, for a total of four hours of parade. Among the attractions are the Vumbora?! block, with Bell Marques; Largadinho, with Claudia Leitte; and Coruja, with Ivete Sangalo.

BH has prepared special musical programming to honor the 100th anniversary of the birth of Dorival Caymmi. Camila Costa, Bem Gil, Alice Caymmi (photo), Danilo Caymmi, and other artists will reinterpret some of his main hits.

PÇA. DA ARENA DAS DUNAS, AV. PRUDENTE DE MORAIS,

DOM. (7 E 14), ÀS 19H. R$10

5121, LAGOA NOVA. DE 4 A 7 DE DEZEMBRO, A PARTIR DAS 18H. ENTRE R$120 E R$370

CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL, PÇA. DA LIBERDADE, 450, FUNCIONÁRIOS. SÁB. (6 E 13) E 31 3431 9400

CULTURABANCODOBRASIL.COM.BR

CARNATAL.COM.BR dia

8

Focus Cia. de Dança RIO DE JANEIRO (RJ)

Hits de Roberto Carlos são a trilha sonora do espetáculo As Canções que Você Dançou pra Mim, dirigido e coreografado por Alex Neoral. No palco, quatro casais são embalados por um pot-pourri com 72 canções, como Detalhes e Cama e Mesa. Hits of Roberto Carlos are the soundtrack of the show As Canções Que Você Dançou pra Mim, directed and choreographed by Alex Neoral. On the stage, four couples are swept up in a pot-pourri with 72 songs, such as Detalhes and Cama e Mesa. THEATRO NET RIO, R. SIQUEIRA CAMPOS, 143, COPACABANA. 21 2147 8060. SEG. (8) E TER. (9), ÀS 21H. ENTRE R$50 E R$100 THEATRONETRIO.COM.BR

032 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4


Cinema | Film

Música | Music

dia

8

TV | TV

Exposição | Exhibit

Livros | Books

Dança | Dance

Teatro | Theatre

Outros | Others

Orquestra Petrobras Sinfônica PORTO ALEGRE (RS)

Para celebrar os 80 anos do maestro Isaac Karabtchevsky, o grupo sai em turnê nacional. A primeira etapa do circuito será em Porto Alegre. Em seguida, os músicos passarão por Vitória (9), Brasília (10), Goiânia (12), São Paulo (21) e Rio de Janeiro (22). To celebrate maestro Isaac Karabtchevsky’s 80th birthday, the group is going on a national tour. The first stop on the circuit will be in Porto Alegre. Then then musicians will move on to Vitória (9), Brasília (10), Goiânia (12), São Paulo (21), and Rio de Janeiro (22). TEATRO DANTE BARONE, PÇA. MARECHAL DEODORO, 101, CENTRO. SEG. (8), ÀS 20H. R$20

dia

FOTOS: DARYAN DORNELLES/DIV. (ALICE CAYMMI); CINTIA PIMENTEL /DIV. (FOCUS CIA. DE DANÇA); LÉO L APS/DIV. (FESTIVAL DE BOTECOS); LEVI BRANCO (SÃO SILVESTRE); DIVULGAÇÃO

10

51 3210 2076

Festival de Botecos BLUMENAU (SC)

A 3ª edição do evento tem a participação de 18 bares e 25 cervejarias. Entre os petiscos destacam-se o gulasch húngaro, o hambúrguer de pato e o petit gateau de linguiça Blumenau. Simultaneamente, será realizada a primeira Feira Catarinense de Cervejas Artesanais. The 3rd edition of the event has the participation of 18 bars and 25 breweries. Among the snacks, highlights include the Hungarian goulash, the duck hamburger, and the Blumenau linguiça petit gateau. The first Santa Catarina Craft Beef Fair will be held simultaneously. PQ. VILA GERMÂNICA, R. ALBERTO STEIN, 199, BAIRRO DA VELHA. QUA. (10) E QUI. (11), DAS 19H À 1H; SEX. (12) E SÁB. (13), DAS 19H ÀS 2H. R$12 47 3209 3071

FESTIVALDEBOTECOS.WORDPRESS.COM

dia

12

Cia. Ballet para Cegos Fernanda Bianchini SÃO PAULO (SP)

O grupo, que participou do encerramento das Paralimpíadas de Londres em 2012, agora apresenta Le Jardin. O espetáculo, uma montagem de trechos do repertório clássico O Corsário, conta com 100 bailarinos em cena. The group, which participated in the closing ceremony of the London Paralympics in 2012, now presents Le Jardin. The show, a montage of passages or the classical repertoire piece Le Corsaire, has 100 ballerinas on stage. TEATRO ÍTALO BRASILEIRO, AV. JOÃO DIAS, 2046, SANTO AMARO. SEX. (12), ÀS 20H30. R$20 11 5084 8542

ASSOCIACAOFERNANDABIANCHINI.ORG

dia

31

Corrida Internacional de São Silvestre SÃO PAULO (SP)

A tradicional prova de rua paulistana chega à sua 90ª edição. O percurso de 15km começa e termina na Avenida Paulista e passa por pontos turísticos da cidade, como o Viaduto do Chá e o Estádio do Pacaembu. The traditional São Paulo road race reaches its 90th edition. The 15km course starts and ends on Avenida Paulista and passes by various touristic points of the city, such as the Viaduto do Chá and Pacaembu Stadium. RUAS DE SÃO PAULO. QUA. (31), A PARTIR DAS 6H50. INSCRIÇÕES ENCERRADAS SAOSILVESTRE.COM.BR

033


4 C ANT OS | L I V R O S

São Paulo: a view from within

São Paulo vista de dentro A FOTÓGRAFA CLAUDIA JAGUARIBE LANÇA LIVRO COM IMAGENS FEITAS NAS CASAS DE MORADORES DA MAIOR METRÓPOLE DO PAÍS PHOTOGRAPHER CLAUDIA JAGUARIBE LAUNCHES A BOOK THAT BRINGS TOGETHER IMAGES TAKEN IN THE HOUSES OF RESIDENTS OF THE COUNTRY’S BIGGEST METROPOLIS Por/By MARINA AZAREDO

Selva de pedra, cidade cinza, Terra da garoa. Há diversos jeitos de se referir à capital paulista, mas, a bem da verdade, nenhum deles é muito lisonjeiro. Quando se pensa na maior cidade da América do Sul, o que vem à mente é o movimento desenfreado, os prédios cobrindo o horizonte, a chuva fina que parece cortar a alma nos dias mais frios. Foi para tentar entender melhor essa metrópole e superar os clichês que a fotógrafa Claudia Jaguaribe deu início, há quatro anos, a um projeto que agora chega às livrarias. Entrevistas mostra uma São Paulo mais humana, captada a partir da perspectiva de seus moradores. A publicação é uma consequência de seu projeto anterior, Sobre São Paulo, em que a cidade é vista de cima – ela sobrevoou a metrópole quatro vezes e visitou dez coberturas de prédios. “Depois disso, senti necessidade de me aprofundar no tema. Eu tinha fotografado a São Paulo que se vê. Mas o que sente quem nela vive?”, questiona.

034 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

Para explicitar este lado mais íntimo, ela esteve em 70 residências, de diferentes bairros – do Morumbi ao Brás, passando pelo Jaguaré. As 45 melhores imagens foram selecionadas para o livro. “Estive em casas de imigrantes bolivianos, de famílias quatrocentonas, de artistas transexuais. Visitei universos totalmente diferentes.” O trabalho fez também com que Claudia refletisse sobre as diferenças entre a capital paulista e o Rio de Janeiro, sua cidade natal. “Aqui há uma diferença marcante entre o espaço público e o privado. A moradia é muito importante. No Rio, é menos relevante.” Além de obra, Entrevistas se tornará uma exposição no Itaú Cultural, com abertura marcada para o dia 6 de dezembro. Haverá imagens dos dois livros, fotoesculturas e projeções de conversas com os retratados. “Na verdade, cada imagem deste trabalho é como um filme. Elas guardam muitas informações”, reflete Claudia.


Entrevistas Editora Madalena, R$120 Lançamento: Itaú Cultural, Av. Paulista, 149, São Paulo. Sáb. (6), às 19h. Grátis 11 2168 1777 ITAUCULTURAL.ORG.BR FOTOS: CL AUDIA JAGUARIBE/DIV.

Concrete jungle, gray city, land of drizzle. There are several ways of referring to the São Paulo capital, but, truth be told, none of them is very flattering. When thinking of the biggest city in South America, what comes to mind is unbridled movement, buildings covering the horizon, the light rain that seems to cut through the soul on the coldest of days. It was in order to understand this metropolis and overcome clichés that photographer Claudia Jaguaribe started a project four years ago, that is now reaching bookstores. Entrevistas show a more human São Paulo, captured from the perspective of its residents. The publication is a consequence of her previous project, About São Paulo, in which the city is seen from above - she flew above the city four times and climbed 10 roofs of its buildings. “After that, I felt the need to go deeper. I had photographed the São Paulo that is seen, but what do those who live there feel about it?”, she explains.

To bring out this more intimate side, she visited 70 residences, in different neighborhoods - from Morumbi to Brás, passing through Jaguaré. The 45 best images were selected for the book. “I visited the houses of Bolivian immigrants, elite families, transsexual artists. I visited completely different universes.” The project also made Claudia reflect on the differences between the São Paulo capital, and Rio de Janeiro, the city where she was born. “Here there is a significant difference between public and private space. The home is very important. In Rio, it is less relevant”. Besides the work, Entrevistas will be an exhibition at the Itaú Cultural Center, with the opening scheduled for December 6. There will be images from the two books, photo-sculptures and projections of interviews with those photographed. “In fact, each image of this project is like a film. They hold a lot of information”, Claudia reflects.

Nesta página e na anterior, algumas das imagens feitas em residências da capital paulista que estão no livro Entrevistas On this page and previous page, some of the images taken at residences in the São Paulo Capital, which are in the book Interviews

035


4 C ANT OS | L I V R O S

estante Bookshelf

BIBLIOTECA LIBRARY VEJA AQUI UMA SELEÇÃO DE NOVOS TÍTULOS NACIONAIS E ESTRANGEIROS GET IN ON THE BIGGEST NATIONAL AND INTERNATIONAL DEBUTS OF THE MONTH Por/By BRUNA TIUSSU

Relatos de família Family stories

O Irmão Alemão (Cia. das Letras, R$39,90), quinto romance de Chico Buarque, chega às livrarias cinco anos depois de Leite Derramado. A nova obra tem viés afetivo: foi inspirada na história do meio-irmão que o compositor tem (ou teve) e nunca conheceu, fruto de um relacionamento entre seu pai, Sérgio Buarque de Hollanda, e uma garota de Munique no fim dos anos 1920, antes de ele se casar com a mãe de Chico. Chico Buarque’s fifth novel, The German Brother (Cia das Letras, R$39.90) hits bookstores five years after Spilt Milk. The work has an affective bias: it was inspired by the story of the half-brother that the composer has (or had) and never met, the offspring of a relationship between his father, Sérgio Buarque de Hollanda, and a girl from Munich at the end of the 1920s, before he married Chico’s mother.

Sapos, Cobras & Lagartos Glauco .......................... O cartunista é homenageado com livro que traz 220 charges que contam a história recente da política brasileira e exaltam a verve sempre afiada do autor. The cartoonist is honored with a book that features 220 cartoon drawings that tell the recent history of Brazilian politics and show off the author’s always-sharp verve. Editora Olhares, R$45.

Cômico e sem-vergonha Comical and shameless

After releasing Pornopopeia (2009), the funnies erotic novel of recent times, Reinaldo Moraes started publishing his mischief-filled writings in the magazine Status. Recently, he selected the 35 best short stories from the publication and added one original one to make up O Cheirinho do Amor, edited by Alfaguara (R$29.90). Expect episodes that use lots of humor to relate themes as diverse as space travel, psychoanalysis, sex and desire.

036 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

Graça Infinita

David Foster Wallace .......................... Traz à tona uma geração ligada ao entretenimento e se desdobra como uma investigação sobre o que nos torna humanos. É considerado o último grande romance do século 20. Focuses on a generation connected to entertainment and unfolds as an investigation of what makes us human. It is considered the last great novel of the 20th century. Cia. das Letras, R$111,90

IMAGENS: REPRODUÇÃO

Depois de lançar Pornopopeia (2009), romance erótico mais engraçado dos últimos tempos, Reinaldo Moraes começou a publicar seus textos cheios de malícia na revista Status. Recentemente, selecionou suas 35 melhores crônicas assinadas na publicação, adicionou uma inédita e compôs O Cheirinho do Amor, editado pela Alfaguara (R$29,90). Espere episódios que relacionam, com muito humor, temas tão distintos quanto viagens espaciais, psicanálise, sexo e desejo.


4 C ANT OS | E X P O S I Ç Ã O

Rebelde com causa A pequena Mafalda, personagem mais ilustre

O MUNDO DE MAFALDA

DESEMBARCA EM SÃO PAULO do cartunista Quino, está aniversariando e a COM OBJETOS, DESENHOS E OFICINAS QUE CONTAM A HISTÓRIA DA FAMOSA E SEMPRE CRÍTICA GAROTINHA ARGENTINA MAFALDA’S WORLD ARRIVES IN SAO PAULO WITH OBJECTS, DRAWINGS AND WORKSHOPS THAT TELL THE STORY OF THE FAMOUS AND ALWAYS CRITICAL ARGENTINE LITTLE GIRL

Por/By ANA ÁVILA

festa em São Paulo já tem data marcada: entre os dias 16 deste mês e 28 de fevereiro de 2015, uma exposição em comemoração aos seus 50 anos estará à espera de adultos e crianças na Praça das Artes. Depois de Argentina – seu país natal –, México, Chile e Costa Rica, chega a vez de o Brasil sediar a mostra que permite viajar pelo universo da esperta e questionadora garotinha. Dividida em 13 módulos e duas oficinas, a mostra O Mundo de Mafalda reúne elementos da rotina da personagem que ganhou fama internacional, traduzida em 26 idiomas. A casa onde mora, o carro de seus pais, seu armário, a mesa da família e a vitrola em que ouve música ajudarão a contar os episódios vividos pela menina de 6 anos que ama Beatles, odeia sopa e se revolta com questões da modernidade. Os amigos Manolito, Felipe, Susanita, Miguelito e Libertad e Guille, o irmão caçula, fazem companhia a ela na exposição, que integra o Circuito São Paulo de Cultura. “A programação infantil é uma das maiores demandas da população. Nossa ideia é ter uma agenda de qualidade, de graça e em todas as regiões da cidade”, afirma Fabio Maleronka, diretor do Circuito São Paulo de Cultura.

038 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

Embora tenha fãs de todas as idades, Mafalda chega a São Paulo com o objetivo de fazer parte das férias de verão dos pequenos. As crianças poderão desenhar e pintar com carimbos dos principais personagens dos quadrinhos que consagraram seu autor, o argentino Joaquim Lavado, o Quino, que nasceu em 1932 na cidade de Mendonza e, hoje, vive recluso e já não desenha. Mesmo aposentado, recebeu este ano o prêmio Príncipe das Astúrias na categoria Comunicação e Humanidades. Maleronka explica que a mostra encerra um ano em que pela primeira vez foi institucionalizada uma programação em escala, que tem como um de seus grandes eixos eventos infantis. “Só neste semestre foram mais de 700 atrações gratuitas”, diz. A viagem de Mafalda ao Brasil é fruto de uma parceria entre a Fundação Theatro Municipal de São Paulo, a Secretaria Municipal de Cultura e a produtora Mundo Giras.

Praça das Artes Av. São João, 281, Centro, São Paulo. De 16 de dezembro de 2014 a 28 de fevereiro de 2015. Diariamente, das 9h às 20h – nos dias 24, 25 e 31 de dezembro e de 1º a 6 de janeiro não haverá expediente. Grátis CIRCUITOSPDECULTURA.PREFEITURA.SP.GOV.BR.

FOTOS: REPRODUÇÃO (ILUSTRAÇÃO); DIVULGAÇÃO

Rebel with a cause


Na página anterior, ilustração de Mafalda, principal personagem de Quino. Acima, uma das salas para interação do público; e, abaixo, um dos objetos em exibição na mostra que chega a São Paulo On previous page, illustration of Mafalda, Quino’s main character. Above, objects on display at the exhibition arriving in São Paulo; and, beside, one of the rooms for interaction with the public

Little Mafalda, the most illustrious of cartoonist Quino’s characters, is celebrating her birthday, and the date for the party in São Paulo is already set: between December 16 and February 28, an exposition celebrating her 50 years of existence will be awaiting adults and children at the Praça das Artes. Following Argentina - her home country - Mexico, Chile and Costa Rica, it’s Brazil’s turn to host the exhibition that takes you on a trip around the world with the smart and curious little girl. Divided into 13 modules and 2 workshops, Mafalda’s World brings together elements from the character’s routine that brought her international fame, translated in 26 languages. The house where she lives, her parents’ car, her wardrobe, the family table and the jukebox from which she listens to music will help tell the tale of the episodes experienced by the 6-year old girl who loves the Beatles, hates soup and rebels against questions of modernity. Her friends Manolito, Felipe, Susanita, Muguelito and Libertad and Guille, her younger brother, keep her company at the exhibition, which integrates the São Paulo Cultural Circuit. “The children’s program is one of the population’s biggest demands. Our idea is to have a quality, free schedule across all regions of the city”, states Fabio Maleronka, Director of the São Paulo Cultural Circuit. Although she brings together fans of all ages, Mafalda is arriving in São Paulo with the aim of being a part of the little ones’ summer vacation. Children will be able to draw and paint with stamps of the main characters of the comic designed by their author, the Argentine Joaquim “Quino” Lavado. He was born in 1932 in the city of Mendonza, and now he lives as a recluse and no longer draws. Even though retired, this year he received this year’s Prince of Asturias Award in the Communication and Humanities category. Maleronka explains that the exhibition ends a year where for the first time a scheduled program has been institutionalized, with children events being on of its main axes. “In this semester alone there have been more than 700 free attractions”, he says. Mafalda’s journey to Brazil is the fruit of a partnership between the Municipal Theater Foundation of São Paulo, the Municipal Secretary for Culture, and the producer Mundo Giras.

039


4 C ANT OS | E X P O S I Ç Ã O

ARTE EM FOCO ART IN FOCUS SAIBA MAIS SOBRE OS DESTAQUES DE MUSEUS E ESPAÇOS CULTURAIS FIND OUT MORE ABOUT THE OUTSTANDING MUSEUMS AND CULTURAL SPACES Por/By SOFIA FRANCO

Legado underground Underground legacy

A forte influência da estética improvisada do No Wave – movimento artístico que marcou a década de 70 nos Estados Unidos – no atual cinema independente é o mote de Pequenas Histórias da Vanguarda, mostra que chega a Brasília em 3 de dezembro. Além da exibição de 50 filmes, como Estranhos no Paraíso (1984, foto), um catálogo contém textos do período e entrevistas com cineastas. Até 29 de dezembro. The strong influence of the improvised aesthetic of No Wave – an artistic movement which marked the 70s in the United States – on current independent film is the theme of Pequenas Histórias da Vanguarda, an exhibition which arrives in Brasília on December 3. In additions to the screening of 50 movies, such as Stranger Than Paradise (1984, photo), a catalog contains texts from the period and interviews with film-makers. Through December 29. CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL, SCES, TRECHO 02, LOTE 22, BRASÍLIA (DF). QUA. A SEG., DAS 9H ÀS 21H. ENTRE R$2 E R$4 61 3108 7600

CULTURABANCODOBRASIL.COM.BR

Gigantes e miniaturas Depois do Rio, é a vez de São Paulo receber as impressionantes esculturas hiper-realistas de Ron Mueck. Resina, fibra de vidro, silicone e acrílico são alguns dos materiais utilizados pelo artista australiano para compor figuras humanas em escalas distintas – ora supergrandes, ora pequeninas. Em cartaz até 22 de fevereiro de 2015. After Rio, it is São Paulo’s turn to receive the impressive hyper-realistic sculptures of Ron Mueck. Resin, fiberglass, silicone, and acrylic are some of the materials used by the Australian artist to compose human figures on different scales – sometimes huge, sometimes tiny. On display through February 22, 2015. PINACOTECA DE SÃO PAULO, PÇA. DA LUZ, 2, LUZ, SÃO PAULO (SP). TER. A DOM., DAS 10H ÀS 17H30; QUI., DAS 10H ÀS 22H. R$6 (GRÁTIS ÀS QUINTAS, APÓS ÀS 17H, E AOS SÁBADOS) 11 3324 1000

PINACOTECA.ORG.BR

Trajetória de uma nação History of a nation

Os mais de cinco séculos de história do País estarão representados no Espaço Olavo Setubal, ambiente de exposição permanente do Itaú Cultural que será inaugurado no dia 13 deste mês. Documentos do tempo da escravatura, moedas, atlas e tratados vão compor o acervo de mil peças, um dos principais do gênero em toda a América Latina. The more than five centuries of the country’s history are represented at Espaço Olavo Setubal, Itaú Cultural’s permanent exhibition space which will be inaugurated on December 13. Documents from the time of slavery, coins, atlases, and treaties will be part of the collection of 1300 pieces, one of the most important of its kind in all of Latin America. ESPAÇO OLAVO SETUBAL, ITAÚ CULTURAL, AV. PAULISTA, 149, BELA VISTA, SÃO PAULO (SP). TER. A SEX., DAS 9H ÀS 20H; SÁB. E DOM., DAS 11H ÀS 20H. GRÁTIS 11 2168 1777

040 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

ITAUCULTURAL.ORG.BR

FOTOS: EDOUARD FRAIPONT/DIV. (ESPAÇO OL AVO SETUBAL); RON MUECK FONDATION CARTIER/DIV. (RON MUECK); DIVULGAÇÃO

Giants and miniatures


Questões atuais Current affairs

Produção multimídia Multimedia production

Obras da coleção Ella Fontanals-Cisneros estarão em exibição na mostra Memórias da Obsolescência, em cartaz a partir de 13 de dezembro, em São Paulo. Marina Abramovicć (foto), Regina José Galindo e William Kentridge são alguns autores das videoartes selecionadas pelo curador Jesús Fuenmayor. Até 8 de fevereiro de 2015.

Esculturas, vídeos e peças sonoras vão ocupar o galpão do Museu Vale, em Vila Velha, do dia 4 deste mês a 8 de março de 2015, na exposição Atlântica Moderna: Purus e Negros. A mineira Ana Maria Tavares, autora das obras, tem como objetivo utilizar a paisagem para falar da relação entre natureza e cultura. Ela usa como referência ícones modernistas, como Adolf Loos, Le Corbusier, Burle Marx, entre outros.

Works from the Ella Fontanals-Cisneros collection will be on display at the Memórias da Obsolescência exhibition, open starting December 13, in São Paulo. Marina Abramovicć (photo), Regina José Galindo, and William Kentridge are some of the creators of the video arts selected by curator Jesús Fuenmayor. Through February 8, 2015.

Sculptures, videos, and audio pieces will occupy the warehouse of Museu Vale, in Vila Velha, from December 4 to March 8 of 2015 in the exposition Atlântica Moderna: Purus e Negros. Minas Gerais native Ana Maria Tavares, creator of the works, has the objective of using the landscape to talk about the relationship between nature and culture. As a reference, she uses modernist icons such as Adolf Loos, Le Corbusier, and Burle Marx, among others.

PAÇO DAS ARTES, AV. DA UNIVERSIDADE, 1, CIDADE UNIVERSITÁRIA, SÃO PAULO (SP).

MUSEU VALE, AV. ANÉZIO JOSÉ SIMÕES, S/Nº, ARGOLAS, VILA VELHA (ES).

TER.A SEX., DAS 10H ÀS 19H; SÁB. E DOM., DAS 11H ÀS 18H. GRÁTIS

TER. A SEX., DAS 8H ÀS 17H; SÁB. E DOM., DAS 10H ÀS 18H. EM JANEIRO: TER.

11 3814 4832

PACODASARTES.ORG.BR

A DOM., DAS 10H ÀS 18H. GRÁTIS

27 3333 2484

MUSEUVALE.COM


4 C ANT OS | M Ú S I C A

Barulhinho Good sound

bom FESTIVAL MPB FAZ SUA ESTREIA EM RECIFE NESTE MÊS COM ESTRELAS COMO MARISA

Caetano Veloso e Marisa Monte são alguns dos destaques do palco Recife Caetano Veloso and Marisa Monte are two of the highlights of the Recife stage

MONTE, GILBERTO GIL E CAETANO VELOSO THE MPB FESTIVAL MAKES ITS DEBUT IN RECIFE THIS MONTH, WITH STARS SUCH AS MARISA MONTE, GILBERTO GIL, AND CAETANO VELOSO

SÁBADO, 13/12 SATURDAY Maria Gadú Arnaldo Antunes Gilberto Gil e Marisa Monte Nação Zumbi Tibério Azul Banda do Mar Mombojó e Vitor Araújo

DOMINGO, 14/12 SUNDAY Lenine Ana Carolina Caetano Veloso Seu Jorge Nana Queiroga e Ylana Preta Gil Mamelucos e Vanessa Oliveira

042 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

A música popular brasileira vai tomar conta de Recife nos dias 13 e 14 deste mês. A primeira edição do Festival MPB será realizada na área externa do Centro de Convenções Pernambuco, exatamente na divisa da capital com a vizinha Olinda. As duas cidades batizam os palcos do evento, onde se alternam atrações brasileiríssimas. O palco Recife recebe nomes consagrados, como A rna ldo Antunes, Nação Zumbi e Caetano Veloso. O destaque fica por conta do show conjunto de Gilberto Gil e Marisa Monte no sábado (13). Já o palco Olinda terá a nova Banda do Mar – projeto de Mallu Magalhães e Marcelo Camelo –, Preta Gil e grupos locais, como Tibério Azul e Mombojó. Idealizado por três empresários pernambucanos, o festival tem produção de Flora Gil e abre a temporada musical do verão de 2015. “Escolhemos dezembro justamente pelo clima festivo, de férias, sol e confraternização”, comenta ela. A ideia é que o evento tenha outras edições e ultrapasse as fronteiras do Estado nordestino, exaltando os ritmos da MPB por todo o País.

Festival MPB Av. Professor Andrade Bezerra, s/nº, Salgadinho, Olinda. Sáb. (13), às 17h; e dom. (14), às 16h. Entre R$120 e R$500 FESTIVALMPBOFICIAL.COM.BR

Brazilian popular music will take hold of Recife on the 13th and 14th of this month. The first edition of the MPB Festival will be held in the outdoor area of the Pernambuco Convention Center, exactly on the capital’s border with neighboring Olinda. The two cities christen the stages of the event, where very Brazilian attractions will trade off. The Recife stage welcomes established names, such as Arnaldo Antunes, Nação Zumbi, and Caetano Veloso. The highlight is the joint show of Gilberto Gil and Marisa Monte on Saturday (13). Then then Olinda stage will have the new Banda do Mar – the project of Mallu Magalhães and Marcelo Camelo – Preta Gil and local groups, such as Tibério Azul and Mombojó. Conceived by three businessmen from Pernambuco, the festival has production by Flora Gil and it opens the summer 2015 music season. “We chose December precisely for the festive climate of holidays, sun and socializing,” she comments. The idea is for the event to have other editions and extend beyond the borders of the Northeast State, exalting the sounds of MPB throughout the Country.

FOTOS: MARCOS HERMES/DIV. (CAETANO VELOSO); LEO AVERSA /DIV. (MARISA MONTE)

Por/By SOFIA FRANCO


4 CANT OS | M Ú S I C A

Shows às cegas Blind shows O SOFAR SOUNDS, PROJETO BRITÂNICO QUE ACABA DE COMPLETAR DOIS ANOS NO BRASIL, ORGANIZA APRESENTAÇÕES “SURPRESAS” EM 12 CAPITAIS DO PAÍS E CONQUISTA UM PÚBLICO ÁVIDO POR NOVIDADES SOFAR SOUNDS, A BRITISH PROJECT THAT HAS JUST COMPLETED TWO YEARS IN BRAZIL, ORGANIZES "SURPRISE" SHOWS IN 12 CITIES ACROSS THE COUNTRY AND HAS WON OVER AN AUDIENCE EAGER FOR NOVELTY Por/By TIAGO AGOSTINI

044 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

A hair salon or a clothes store are ideal scenarios. On the makeshift stage, a trendy band, around 100 people sat around it and hey presto, another Sofar Sounds show takes off. The British project, present in 40 countries and for two years in Brazil, is set apart for the different experience it promotes for artists and audiences. Surprise shows are carried out in unusual places, where music is really what matters most. "It's a kind of intervention, a pocket into which you strip your show down to its basic elements," says Rodrigo Lemos, former guitarist of A Banda Mais Bonita da Cidade, who was featured in one of the São Paulo editions with his group Naked Girls and Aeroplanes. Brought to Brazil by Fernando Remiggi, from Minas Gerais, Sofar runs, on average, about six shows a month, spread across 12 cities and at addresses published 48h before the event. Each one showcases three or four bands, only revealed at the last minute. And, to take part, there is a protocol to follow: you have to sign up to the sofarsounds.com website, wait to receive an invitation by email, confirm your attendance and hope to appear on the exclusive guest list - priority is given to those who have never been to one of the project's shows. Ellen Oléria (winner of The Voice Brazil in 2012), Tiê and Chay Suede, the ex-Rebel who became a global star, are some of the artists who have already taken to the project's stage, which for now, is funded collaboratively: guests pay an amount in advance and, in exchange, win free gifts according to the value.

DEZEMBRO DECEMBER 7 - Brasília 8 - Belo Horizonte 10 - Salvador 15 - São Paulo 15 - Rio de Janeiro

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

FOTOS: FL ÁVIO CHARCHAR/DIV. (SAMBA ROOMS HOSTEL); LUIZ FELIPE SANTOS/DIV. (SOFAR + SECRET FESTIVAL); MARIA VITÓRIA DUTRA /DIV. (ELLEN OLÉRIA)

Um salão de cabeleireiro ou uma loja de roupas é cenário ideal. No palco improvisado, uma banda descolada, cerca de 100 pessoas sentadas ao redor e pronto, mais um show do Sofar Sounds toma forma. O projeto britânico, presente em 40 países e há dois anos no Brasil, destaca-se pela experiência diferente que promove para artistas e público. Nele, apresentações surpresas são realizadas em locais inusitados, onde a música é o que mais importa. “É uma espécie de intervenção, um pocket em que você reduz seu show aos elementos essenciais”, conta Rodrigo Lemos, ex-guitarrista da Banda Mais Bonita da Cidade, que participou de uma das edições paulistanas com seu grupo Naked Girls and Aeroplanes. Trazido ao Brasil pelo mineiro Fernando Remiggi, o Sofar realiza, em média, seis edições por mês, distribuídas em 12 capitais e em endereços divulgados 48h antes do evento. Cada um conta com três ou quatro bandas, reveladas somente na hora. E, para participar, há de se seguir um protocolo: é preciso se inscrever no site sofarsounds.com, aguardar a convocação por e-mail, confirmar presença e torcer para entrar na seleta lista de convidados – a prioridade é de quem nunca foi a um show do projeto. Ellen Oléria (vencedora do The Voice Brasil em 2012), Tiê e Chay Suede, o ex-Rebelde que virou astro global, são alguns dos artistas que já subiram no palco do projeto, que, por aqui, se mantém de forma colaborativa: os convidados pagam uma quantia prévia e, em troca, ganham brindes de acordo com o valor.


À esquerda, registro do Sofar + Secret Festival, realizado em junho, em São Paulo; à direita, a cantora Ellen Oléria; e, abaixo, uma das edições de BH, no Samba Rooms Hostel Left, taken at Sofar + Secret Festival, which took place in June, in São Paulo; right, singer Ellen Oléria; and below, one of the Belo Horizonte's shows at the Samba Rooms Hostel

3599_an_azul_final.pdf

1

17/11/14

17:05

045


4 C ANT OS | M Ú S I C A

Incursão no mundo pop

OUÇA ESSA

Incursion into the pop world

LISTEN TO THIS OS PRINCIPAIS LANÇAMENTOS NACIONAIS E INTERNACIONAIS DO MÊS THE MAIN NATIONAL AND INTERNATIONAL RELEASES OF THE MONTH Por/By SOFIA FRANCO

Viagem sonora Audio Trip

Sonic Highways, o 8º álbum de estúdio do Foo Fighters, chega ao mercado acompanhado de uma minissérie da HBO, dirigida pelo vocalista e guitarrista Dave Grohl. Para os projetos, a banda passou por oito cidades norteamericanas, gravando em cada uma delas um episódio do programa e uma faixa do disco.

Com 1989, Taylor Swift faz a transição definitiva para a música pop, deixando o country para trás. O primeiro single do disco, Shake It Off, é para dançar como se ninguém estivesse vendo. Este é o quinto disco da cantora e compositora americana, que já ganhou sete vezes o prêmio Grammy. With 1989, Taylor Swift makes the definitive transition to pop music, leaving country behind. The first single of the disc, Shake It Off, is for dancing like no one is watching. This is the fifth disc from the American singer and songwriter, who has already won the Grammy award seven times.

Sonic Highways, the 8th studio album from the Foo Fighters goes on sale, accompanied by an HBO miniseries directed by vocalist and guitarist Dave Grohl. For the projects, the band visited eight US cities, and in each one, it recorded an episode of the program and a track on the disc.

Narrativas da cidade

playlist

Narratives of the city

Three years after releasing Nó na Orelha, Criolo now present Convoque seu Buda. On the album, the rapper narrates the urban Brazil facing the underprivileged, such as a catering employee who serves luxury parties in Cartão de Visita, a song with vocals by Tulipa Ruiz. There is also participation from Juçara Marçal, Money Mark, Rodrigo Campos, and the band Síntese.

046 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

Marco Pigossi AT O R / A C T O R

Budapest George Ezra Hold on (feat. Sampha) SBTRKT Angels The XX Cira, Regina e Nana Lucas Santtana Neguinho Gal Costa

FOTOS: CAROLINE BIT TENCOURT/DIV. (CRIOLO); JORGE BISPO/DIV. (MARCO PIGOSSI); RINGO/DIV. (FOO FIGHTERS)

Três anos depois de lançar Nó na Orelha, Criolo apresenta agora Convoque seu Buda. No álbum, o rapper narra o Brasil urbano voltado a quem não tem privilégios, como um funcionário de bufê que serve festas de luxo em Cartão de Visita, canção que tem a voz de Tulipa Ruiz. Há ainda participações de Juçara Marçal, Money Mark, Rodrigo Campos e da banda Síntese.


4 C ANT OS | C U L T U R A G E E K

Superconvenção Pop super-convention

Três convidados ilustres da CCXP: à esquerda, o ator Sean Astin; ao lado, o quadrinista Don Rosa; e, abaixo, Jason Momoa Three illustrious guests of CCXP: to the left, actor Sean Astin; to the side, cartoonist Don Rosa; and below, Jason Momoa

pop A PRIMEIRA EDIÇÃO DA

Por/By SOFIA FRANCO

NO BRASIL REÚNE EXPOSITORES COMO DISNEY E WARNER E ÍCONES DO CINEMA E DA TV NA CAPITAL PAULISTA THE FIRST EDITION OF THE COMIC CON EXPERIENCE IN BRAZIL BRINGS TOGETHER EXHIBITORS SUCH AS DISNEY AND WARNER AND ICONS FROM THE SILVER SCREEN AND TV IN THE SÃO PAULO CAPITAL

Os nerds brasileiros já podem comemorar. No começo de dezembro, São Paulo recebe pela primeira vez a Comic Con Experience, evento feito na medida para quem gosta de cultura pop. A versão nacional da famosa feira geek realizada anualmente em San Diego, nos Estados Unidos, chega com o tema Batman 75 Anos e uma programação que apresenta nomes como os atores Sean Astin, o Sam Gamgee de O Senhor dos Anéis, e Jason Momoa, o Khal Drogo de Game of Thrones. A ideia de trazer um evento do gênero para o País surgiu após uma viagem de um dos organizadores para Chicago, cidade que sedia uma das edições da Comic Con. “Foi no ano 2000. Voltei para casa empolgado e ao mesmo tempo decepcionado por não existir um evento de grande porte de cultura pop no Brasil”, lembra Ivan Costa, sócio e cocriador da CCXP, como está sendo chamada por aqui. A convenção confirmou presença de empresas como Disney e Warner. Ícones como o quadrinista Don Rosa e o comediante Edgar Vivar, o Senhor Barriga do seriado mexicano Chaves, também estarão por lá. E, para conversar sobre o homem-morcego, grande homenageado do evento, marcarão presença Scott Snyder, autor da série Batman Eternal, da DC Comics, e Klaus Janson, colaborador de Frank Miller na HQ Batman: The Dark Knight Returns.

São Paulo Expo Exhibition & Convention Center Rod. dos Imigrantes, KM 1,5, Cursino, São Paulo. Qui. (4), das 12h às 22h; sex. (5) e sáb. (6), das 10h às 22h; dom. (7), das 10h às 20h. Entre R$70 e R$5.000. CCXP.COM.BR

048 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

Brazilian nerds can now rejoice. In the beginning of December, for the first time, São Paulo is receiving Comic Con Experience, an event made to order for lovers of pop culture. The Brazilian version of the famous geek fair held annually in San Diego, in the United States, arrives with the theme of 75 Years of Batman and programming that presents names such as actors Sean Astin, who played Sam Gangee in Lord of the Rings, and Jason Momoa, who played Khal Drogo in Game of Thrones. The idea of bringing an event of this type to the Country emerged after one of the organizers took a trip to Chicago, the city which hosts one of the editions of Comic Con. “It was in the year 2000. I returned home excited and at the same time disappointed that there was not large-scale pop culture event in Brazil,” recalls Ivan Costa, partner and co-creator of CCXP, as the event is being called here. The convention has confirmed the presence of companies such as Disney and Warner. Icons such as cartoonist Don Rosa and comedian Edgar Vivar, who played Señor Barriga in the Mexican series El Chavo del Ocho, will also be there. And, to speak about Batman, the great honoree of the event, Scott Snyder, author of the series Batman Eternal, from DC Comics, and Klaus Janson, Frank Miller’s collaborator on HQ Batman: The Dark Knight Returns, will be present.

FOTOS: DIVULGAÇÃO

COMIC CON EXPERIENCE


4 C ANT OS | C I N E M A

Uma caça ao

A national treasure hunt

tesouro nacional MISTÉRIOS E DESAFIOS PERMEIAM A TRAMA DE O SEGREDO DOS DIAMANTES, NOVO LONGA INFANTO-JUVENIL DE HELVÉCIO RATTON MYSTERIES AND CHALLENGES PERMEATE THE PLOT OF THE SECRET OF DIAMONDS, THE NEW FEATURE-FILM FOR CHILDREN BY HELVÉCIO

Com o intuito de fugir das comédias e do cinema de autor, o diretor mineiro Helvécio Ratton (de O Menino Maluquinho) investiu em um filme de aventura com conteúdo brasileiro. O Segredo dos Diamantes – que estreia em 18 de dezembro e levou o prêmio de Melhor Filme do júri popular no Festival de Gramado – foi pensado para o público infanto-juvenil e promete agradar com sua trama cheia de ação vivida por amigos. O longa traz como protagonistas três atores iniciantes. Matheus Abreu vive Ângelo, um garoto que decide desvendar a lenda de um tesouro ao lado de Julia (Rachel Pimentel) e Carlinhos (Alberto Gouvêa). A aventura tem claras referências do cinema norte-americano, mas a paisagem de Minas Gerais deixa a produção muito bem localizada. Mesmo com tal cenário, um elenco local e com trilha sonora do Skank, a ideia nunca foi fazer um filme regional. “Minhas principais influências foram filmes como Goonies e a série Indiana Jones. O plano era que pudesse ser rodado em qualquer lugar”, explica Ratton. O diretor diz ainda que a ideia do filme vem da lembrança de infância de ouvir histórias de tesouros perdidos. Mas o que o fez levá-la a sério foi um relato do ator italiano Angelo Dettori. “Durante a gravação de Dança dos Bonecos (1986), ele me contou que tinha passado a vida toda procurando diamantes, a ponto de comprar as terras em que supostamente estariam.” Isso nunca saiu de sua cabeça. O resto é cinema.

050 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

Aiming to escape from comedies and auteur cinema, Minas Gerais director Helvécio Ratton (of The Nutty Boy) has invested in an adventure film with Brazilian content. The Secret of Diamonds - released on December 18 and awarded the Best Film by the popular jury at the Gramado Festival - was designed for a younger audience, and promises to please with its plot full of vivid action among friends. The feature introduces three debuting actors to play its characters. Matheus Abreu plays Ângelo, a boy who decides to unravel the legend of a treasure of diamonds alongside Julia (Rachel Pimentel) and Carlinhos (Alberto Gouvêa). The adventure has clear influences from North-American cinema, but the Minas Gerais scenery makes the production thoroughly localized. Even with the backdrop, local cast and soundtrack by Skank, the idea was never to make a regional film. “My main influences were films like the Goonies and Indiana Jones. The plan was to be able to take it to any place”, explains Ratton. The director says that the idea for the film comes from his childhood recollection of hearing stories of lost treasures. But what made him take it seriously was a tale told by Italian actor Angelo Dettori. “During filming for Dance of the Dolls (1986), he told me he had spent his whole life looking for diamonds, even buying land where he thought they might be.” The idea never left his mind. The rest is cinema.

No topo da página, o trio protagonista da aventura; e, acima, duas cenas de O Segredo dos Diamantes, que estreia neste mês At the top of the page, the adventure’s trio of characters; and, above, two scenes from The Secret of Diamonds, out this month

FOTOS: ESTEVAM AVELL AR/DIV. E BIANCA AUN/DIV.

Por/By ANA LUIZA PONCIANO


4 C ANT OS | C I N E M A

TELA GRANDE BIG SCREEN FIQUE POR DENTRO DAS PRINCIPAIS ESTREIAS NACIONAIS E INTERNACIONAIS DO MÊS GET IN ON THE BIGGEST NATIONAL AND INTERNATIONAL DEBUTS OF THE MONTH Por/By SOPHIA LADEIRA dia

4

Era da tecnologia Era of technology

Dirigido por Jason Reitman (de Juno e Obrigado por Fumar), Homens, Mulheres e Filhos relata como adolescentes e adultos lidam com a transformação que a internet promove em seus relacionamentos, em sua comunicação e em suas vidas amorosas. Adam Sandler e Jennifer Garner estão no elenco.

dia

25

Directed by Jason Reitman (of Juno and Thank You for Smoking), Men, Women, and Children tells how teens and adults deal with the transformation that the internet is bringing about in our relationships, in our communication, and in our love lives. The cast includes Adam Sandler and Jennifer Garner. dia

18

Descobertas infantis Childhood discoveries

Adeus ano velho

Goodbye to the old year

A comédia nacional A Noite da Virada se passa em uma festa de réveillon na casa de Ana (Julia Rabello) e Duda (Paulo Tiefenthaler). O banheiro, principal cenário, vira palco de fofocas que colocam em risco a comemoração. O elenco conta ainda com Luana Piovani e Marcos Palmeira. The Brazilian comedy A Noite da Virada takes place at a New Year's party at the house of Ana (Julia Rabello) and Duda (Paulo Tiefenthaler). The bathroom, the main setting, becomes the stage for gossip that puts the celebration at risk. The cast also includes Luana Piovani and Marcos Palmeira.

052 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

Após o sucesso de O Pequeno Nicolau, os produtores franceses investiram na sequência: As Férias do Pequeno Nicolau. No filme, o menino (Mathéo Boisselier) e a família caem na estrada rumo ao litoral. Ele logo faz novos amigos e conhece Isabelle, que acredita ser sua futura esposa. After the success of Little Nicholas, the French producers invested in a sequel: Little Nicholas on Holiday. In the film, the boy (Mathéo Boisselier) and the family hit the road for the coast. He soon makes new friends and meet Isabelle, who he believes to be his future wife.


dia

18

Segredos e trapaças

Programa Cinemark mania. Todo mundo ama, todo mundo quer.

Secrets and swindles

Boas FesTas

Chester (Viggo Mortensen) e Colette (Kirsten Dunst) são o par central de As Duas Faces de Janeiro, longa ambientado na Grécia dos anos 1960. Em uma viagem ao país, o casal conhece um guia que é, na verdade, um famoso golpista da região. O filme é baseado no romance homônimo de Patricia Highsmith. Chester (Viggo Mortensen) and Colette (Kirsten Dunst) are the central pair in The Two Faces of January, a feature film set in Greece during the 1960s. On a trip to the country, the couple meets a guide who is actually a famous con man of the region. The film is based on the novel of the same name by Patricia Highsmith. dia

11

a já aDquir ão c art o seu s heteria il b s a n eite. v e apro

nTe

some

,00 2 1 $ r

ingress gratuit o o Saga final Final Saga

O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos encerra a trilogia de fantasia dirigida por Peter Jackson e inspirada nos livros de J.R.R. Tolkien. No último episódio, em meio à escuridão, elfos, homens e anões devem se unir para destruir um inimigo em comum. The Hobbit: The Battle of the Five Armies completes the fantasy trilogy directed by Peter Jackson and inspired by the books of J.R.R. Tolkien. In the last chapter, in darkness, elves, men, and dwarfs must unite to destroy a common enemy. Brindes

Promoções

Depois faça seu caDastro no site Da cinemark e ainDa

pipocas Popcorn

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Combos

A Marvel e os estúdios Disney anunciaram que o próximo fruto de sua parceria sairá em maio de 2016 – o longa Capitão América 3: Guerra Civil

O aguardado Cinquenta Tons de Cinza já tem data de estreia no Brasil: 12 de fevereiro de 2015. Jamie Dornan e Dakota Johson serão os protagonistas

Marvel and Disney studios announce that the next fruit of their partnership will come out in May 2016 – the feature film Captain America 3: Civil War

The long-awaited Fifty Shades of Grey now has a date for its debut in Brazil: February 12, 2015 Jamie Dornan and Dakota Johnson will be the protagonists

ganhe um ingresso

para qualquer sessão De 2a a 5a-feira, inclusive para salas 3D e xD. Acesse o regulamento em cinemark.com.br/cinemarkmania e saiba mais.

053


4 C ANT OS

|

TV

VEJA ESSA LO O K AT T H I S SAIBA QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS NOVIDADES DA PROGRAMAÇÃO DE TV FIND OUT THE MAIN NEWS ABOUT TV PROGRAMMING Por/By SOFIA FRANCO

Prepare a pipoca Prepare the popcorn

Um novo canal de filmes está disponível nas operadoras de TV por assinatura do País em versão HD e SD. O Paramount Channel tem programação dublada em português – com opção de áudio original – e focada na biblioteca da marca título, que inclui clássicos do cinema e franquias de sucesso, além de conteúdo exclusivo, como entrevistas com diretores e atores e bastidores. A new movie channel is available from cable TV operators of the Country, in HD and SD versions. The Paramount Channel has programming dubbed in Portuguese – with an option for the original audio – and is focused on the library of the titular studio, which includes movie classics and successful franchises, as well as exclusive content, such as a interviews with directors and actors and behind-the-scenes.

Quem quer ser um rockstar? Who wants to be a rock star?

A jornada da banda Coelho Branco na luta por um espaço na cena musical do Rio é o enredo da série Meus Dias de Rock, misto de ficção e documentário que vai ao ar no Canal Brasil a partir de 12 de dezembro, com um episódio por semana – são 12 no total. O quinteto é interpretado por Bernardo Barreto, Pedro Coelho, André Coelho, André Pfefer e Pedro Gracindo, que formam o grupo na vida real. Na luta pelo reconhecimento, eles enfrentam disputas internas, traição e empregos temporários. A trilha sonora é dos compositores Cícero e Wado, com produção de Kassin. The journey of the band Coelho Branco in the struggle for a space in the musical scene of Rio is the subject of the series Meus Dias de Rock, a mixture of fiction and documentary that will be aired on Canal Brasil starting December 12, with one episode per week – there are 12 in total. The quintet is played by Bernardo Barreto, Pedro Coelho, André Coelho, André Pfefer, and Pedro Gracindo, who form the group in real life. In the struggle for recognition, they confront internal disputes, betrayal, and temporary jobs. The soundtrack was composed by Cícero and Wado, with production by Kassin. A PARTIR DE 12 DE DEZEMBRO. SEX. ÀS 22H, NO CANAL BRASIL

Retrato da realidade A Record exibe a partir de 1º de dezembro uma série inteiramente produzida em 4K, definição superior ao Full HD. Com cinco episódios, Conselho Tutelar retrata o trabalho de uma instituição que protege crianças no Rio de Janeiro. O ator Roberto Bomtempo teve a ajuda de um conselheiro real para construir o protagonista Sereno, um veterano superdedicado ao ofício. Ainda estão no elenco Paulo Vilela e Gaby Haviaras e haverá participações de Lucinha Lins e Carolina Virguez. Starting December 1, Record is showing a series produced entirely in 4K, definition superior to Full HD. With five episodes, Conselho Tutelar portrays the work of an institution which protects children in Rio de Janeiro. Actor Roberto Bomtempo had the help of a real counselor to build the protagonist, Sereno, a veteran very dedicated to the office. The cast also includes Paulo Vilela and Gaby Haviaras, and there will be roles by Lucinha Lins and Carolina Virguez. DE 1º A 5 DE DEZEMBRO. SEG. A SEX., ÀS 23H, NA RECORD

054 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

FOTOS: MUNIR CHATACK /DIV. (CONSELHO TUTEL AR); DIVULGAÇÃO

Portrait of reality


TAG

Ibuflex® (ibuprofeno) - Reg. nº 1.6773.0088. Indicação: Febre e dores leves e moderadas, associadas a gripes e resfriados, dor de garganta, dor de cabeça, dor de dente, dor nas costas, cólicas menstruais, dores musculares e outros. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO. NÃO USE ESTE MEDICAMENTO EM CASOS DE ÚLCERA, GASTRITE, DOENÇA DOS RINS OU SE VOCÊ JÁ TEVE REAÇÃO ALÉRGICA A

ANTI-INFLAMATÓRIOS. Outubro/14. 1. Ref.: Packman B, Packman E, Doyle G, Cooper S, Ashraf E, Koronkiewicz K, Jayawardena S. Solubilized ibuprofen: evaluation of onset, relief, and safety of a novel formulation in the treatment of episodic tension-type headache. Headache, 40:561-567, 2000. 2. Vide Bula.


60 Gastronomia Cuisine Queijos brasileiros de qualidade Brazilian quality cheeses

64 Take 5 Take 5 Destinos ideais para o réveillon Ideal destinations for New Year’s

highlights

68 Hotspot Hotspot O Wynwood District, em Miami The Wynwood District, in Miami

FOTOS: CAROL GHERARDI (QUEIJOS); ANDREW MEADE/DIV. ( W YNWOOD WALLS)DIVULGAÇÃO

60

68


H I GHLIGHT S | G A S T R O N O M I A

Cultivo próprio

Home grown

NO PAULISTANO TUJU, O INGREDIENTE É PROTAGONISTA: TOMATE, MILHO E FOLHAS VERDES COLOREM AS HORTAS DO RESTAURANTE E ABASTECEM SUA COZINHA, COMANDADA PELO CHEF IVAN RALSTON AT TUJU, IN SÃO PAULO, INGREDIENTS ARE THE CHIEF PROTAGONIST: TOMATOES, CORN AND GREEN LEAVES COLOR THE RESTAURANT'S GARDENS AND SUPPLY ITS KITCHEN, LED BY IVAL RALSTON Por/By JANAINA FIDALGO

Fotos/Photos CAROL GHERARDI

Nos meses anteriores à abertura do Tuju, Ivan Ralston levou sua equipe a quase todos os fornecedores, do cultivador de vieiras de Picinguaba ao produtor de orgânicos de Itatiba. As visitas de campo reforçaram a percepção que o cozinheiro já tinha quando condicionou a existência de seu restaurante à de uma horta instalada no mesmo espaço. Mais do que prover vegetais frescos à cozinha, queria que a pequena plantação fizesse as pessoas refletirem sobre a "crueldade do mercado". "Por que uma cenoura grande e reta vale dinheiro e uma pequena e torta, não? Espero conseguir despertar esta questão. Os clientes acham cool termos uma horta, mas gostaria que vissem a roubada que é cultivar alimentos", explica ele. Não à toa, o terreno ocupado pelo Tuju, aberto no fim de julho, é enorme. Dos 500 metros quadrados, mais de 100 têm cultivo. Cerca de 200 espécies comestíveis se esparramam pelos canteiros, pela horta construída sobre o teto dos banheiros e nos carrinhos da estufa e da entrada. Só de tomate há 30 variedades. Fora os pés de capuchinha, milho e couve-rábano. Hoje, 100% das folhas do menu degustação vêm do cultivo próprio.

No último mês, Ralston já começou a renovar o cardápio, pequeno e com boas opções. Das entradas, destaque para o macarrão de pupunha e lulas com vôngole, ouriço e gema e a nova cavaquinha com abacate, pesto e capuchinha. O canelone de pato com tucupi é um dos melhores pratos. As sobremesas, a cargo do pâtissier Rafael Protti, são impecáveis. Experimente a mandaçaia: torta de maçã com chantilly de tomilho e sorbet de mel. Embora a tônica seja a da gastronomia brasileira contemporânea, há um quê de orientalismo. "A cozinha japonesa tem um equilíbrio entre sofisticação e simplicidade. No Japão, entendi que menos é mais", diz o chef. Filho dos proprietários do Ráscal, ele estudou música antes de se tornar cozinheiro. Trabalhou dois anos no Maní e seguiu para a Espanha, onde passou pelos estrelados El Celler de Can Rocca e Mugaritz. Depois, ficou um tempo em Tóquio, no restaurante RyuGin. De volta ao Brasil, juntouse a cinco sócios para abrir o Tuju. Espaçosa e iluminada, a casa tem projeto assinado pelos escritórios de arquitetura Vapor324 e Garupa. Os móveis são da marcenaria Baraúna e o pássaro grafitado – o tuju, que dá nome à casa – é de Deco Farkas.

Tuju R. Fradique Coutinho, 1248, Vila Madalena, São Paulo

058 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

11 2691 5548

TUJU.COM.BR


ENDEREÇOS

Em sentido horário, detalhe do stencil que fica no caminho para a horta; o tuju grafitado por Deco Farkas; a sobremesa mandaçaia; o canelone de pato com tucupi; e o chef Ivan Ralston na estufa do restaurante Clockwise, detail of the stencil on the path to the vegetable garden; the 'tuju' bird designed by Deco Farkas; the 'mandaçaia' desert; the duck cannelloni with tucupi; and the chef Ivan Ralston in the restaurant's greenhouse

In the months prior to Tuju's opening, Ivan Ralston took his team to almost all its suppliers, from the scallop farmer in Picinguaba to the organic farmer in Itatiba. The field visits re-enforced the view that the chef already had when he decided that his restaurant had to have a vegetable garden installed in the same space. More than just providing fresh vegetables to the kitchen, he wanted the small plantation to remind people about the "cruelty of the market". "Why is a large straight carrot valuable and a small twisted one isn't? I hope to open up that question. Customers think it's cool that we have a vegetable garden, but I would like them to understand the robbery that is growing vegetables", he explains. No wonder, the land occupied by Tuju, opened in late July, is huge. Of the 500 square meters, more than 100 is cultivated. About 200 edible species are spread across the beds, across the garden built on the roof of the toilets and on trolleys in the greenhouse and entrance. There are 30 varieties of tomato alone. That is not to mention the sprigs of nasturtium, corn and kohlrabi. Today, 100% of the leaves on the tasting menu come from the on-site vegetable garden. Last month, Ralston already began to refresh the menu, which is small with good options. Of the starters, the highlights are the pupunha pasta and squid with scallops, hedgehog mushroom and egg yolk, and the new "cavaquinha" (a type of lobster) with avocado, pesto and nasturtium. The duck cannelloni with tucupi is one of the best dishes. The deserts, made by pastry chef Rafael Protti, are impeccable. Try mandaçaia: apple pie with thyme whipped cream and honey sorbet. Although the emphasis is on contemporary Brazilian cuisine, there is a hint of orientalism. "Japonese cuisine has a balance between sophistication and simplicity. In Japan, I learnt that less is more", says the chef. Son of the owners of Ráscal, he studied music before becoming a chef. He worked for two years in Maní and went on to Spain, where he passed through the renowned El Celler de Can Rocca and Mugaritz. Then, he spent some time in Tokyo, at the RyuGin restaurant. Upon returning to Brazil, he joined a group of five partners to open Tuju. Light and spacious, the house has a design signed by architecture offices Vapor324 and Garupa. The furniture is from Baraúna and the graffitied bird - the tuju, which gives its name to the house - is by Deco Farkas.

gastronômicos Gastronomical addresses

Por/By

Ivan Ralston

Maní É o restaurante dos meus mestres. Quando vou lá, peço o menu degustação. It is the restaurant of my masters. When I go there, I ask for the tasting menu.. R. JOAQUIM ANTUNES, 210, JARDIM PAULISTANO 11 3085 4148

Jiquitaia Muda sempre o cardápio, mas mantém o bom custo-benefício. The menu always changes, but it always keeps the cost-benefit. R. ANTÔNIO CARLOS, 268, CONSOLAÇÃO 11 3262 2366

Sabiá Bar com ambiente despretensioso. Frequento desde que abriu. A bar with an unpretentious atmosphere. I've been going there since it opened. R. FIDALGA, 705, VILA MADALENA 11 3032 1617

Feira da Água Branca Bom lugar para achar produtos orgânicos. A good place for finding organic products. AV. FRANCISCO MATARAZZO, 455, ÁGUA BRANCA 11 3865 4130

059


H I GHLIGHT S | G A S T R O N O M I A

Queijo brasileiro?

Brazilian cheese? Yes, sir!

Tem sim, senhor LOJAS ESPECIALIZADAS CAEM NAS GRAÇAS DO PÚBLICO E AFIRMAM A VOCAÇÃO DO PAÍS DE FABRICAR PRODUTOS DELICIOSOS COM LEITE DE VACA, CABRA, OVELHA E BÚFALA SPECIALTY STORES DRAW IN THE CROWDS AND AFFIRM THE COUNTRY'S VOCATION FOR PRODUCING DELICIOUS PRODUCTS WITH COW, GOAT, SHEEP AND BUFFALO MILK Por/By CÍNTIA BERTOLINO

Nas prateleiras, mais de 80 tipos de queijos, todos eles brasileiros. Aberta em abril do ano passado, a loja A Queijaria costuma ter à disposição dos fregueses variedades de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Sul. O proprietário da casa, Fernando Oliveira, orgulha-se de ocupar grande parte do seu tempo viajando pelo País para descobrir preciosidades como os queijos da fazenda da família de Ariano Suassuna, no Nordeste, e o suape, que lembra o suíço emmental. Há seis anos no ramo, ele conta que em suas andanças encontrou histórias comoventes de gente que segue fabricando queijos artesanais apesar de todas as dificuldades. "É comum que não tenham nem para quem vender seus produtos. Mas não deixam de fazê-los para não acabar com uma tradição iniciada por seus antepassados”, explica. Embora só agora a variada produção nacional esteja chamando a atenção, o Brasil faz queijos de leite cru há mais de 400 anos. E cada região tem sua peculiaridade. Afinal, trata-se de um alimento vivo, que depende de clima, modo de preparo e bactérias locais. É por isso que um queijo do Rio Grande do Sul jamais será parecido com outro de Pernambuco ou do Rio de Janeiro. E aí é que está a beleza. Bruno Cabral, da Mestre Queijeiro, também na capital paulista, é um afinador de queijos. O nome é dado ao responsável por acompanhar de perto o processo de maturação que ajuda a deixar ainda melhor um exemplar já excelente. Na loja, que costuma ter mais de 30 tipos de queijo de leite cru de vaca, cabra, ovelha e búfala, há também uma câmara especial para aprimorar sabores.

060 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

Fotos/Photos CAROL GHERARDI


Na página anterior, uma seleção de exemplares de Norte a Sul do País; à esquerda, queijos primonato, feitos com leite de búfala; e, abaixo, Fernando Oliveira, na bancada da sua A Queijaria On the previous page, a selection of samples from the North to the South of the Country; to the left, primonato cheeses, made with buffalo milk; and, below, Fernando Oliveira, at the counter of A Queijaria

ONDE

comprar where to buy

São Paulo Mestre Queijeiro R. SIMÃO ÁLVARES, 112, PINHEIROS 11 2369 1087 MESTREQUEIJEIRO.COM.BR

Casa Santa Luzia AL. LORENA, 1471, JARDINS 11 3897 5000 SANTALUZIA.COM.BR

A Queijaria R. ASPICUELTA, 35, VILA MADALENA 11 3812 6449 AQUEIJARIA.COM.BR

Rio de Janeiro Inaugurada no início do ano, sua casa reforça a ideia de que os brasileiros estão, enfim, descobrindo as deliciosas riquezas do País. "Acho incrível ter um queijo de cabra azul tão bom como o da Capril do Bosque, fabricado em Joanópolis, interior de São Paulo. Além de delicioso, tem a singularidade de levar leite de cabra (algo muito raro nos queijos azuis) e ter sabor delicado", afirma Bruno. Outro destaque é o queijo curado de ovelha que vem de Chapecó, Santa Catarina. "Ele é mais gordo, untuoso. Porém, não é muito salgado, nem forte", diz. Duas boas opções para quem quer começar a explorar sabores diferentes e com selo nacional.

Casa Carandaí R. LOPES QUINTAS, 165, JARDIM BOTÂNICO 21 3114 0179 CASACARANDAI.COM.BR

Belo Horizonte De-Lá AV. DO CONTORNO, 6000, LOJA 208, SAVASSI 31 3225 6347 PRODUTOSDELA.COM.BR

On the shelves, there are more than 80 types of cheese, all of them Brazilian. Opened in April of last year, A Queijaria store usually offers varieties from São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Pernambuco, Paraíba and Rio Grande do Sul. The owner of the house, Fernando Oliveira, is proud of dedicating the large part of his time to travelling the country to make precious discoveries such as the cheeses of the Ariano Suassuna family ranch, in the North-east, and Suape, which is similar to the Swiss emmental. Now with six years of experience in the area, he recalls that on his travels he has discovered moving stories of people who continue to produce handmade cheese even in the face of great difficulty. "It is common to find that they don't even have anyone to sell their products to. But they don't stop making it, in order to avoid breaking a tradition started by their ancestors", he explains. Although varied domestic production is only attracting attention now, Brazil has been making cheeses from raw milk for more than 400 years. And each region has its specialty. After all, it is a living food, which depends on climate, mode of preparation and local bacteria. That is why a cheese from Rio Grande do Sul will never be similar to another from Pernambuco or Rio de Janeiro. That is where the beauty lies. Bruno Cabral, from Mestre Queijeiro store, also in the state capital, is a cheese refiner. The name is given to the person responsible for monitoring the maturing process closely, which helps to make an excellent sample even better. In the store, which usually has more than 30 types of cheese made from raw cow, goat, sheep and bufflow milk, also has a special chamber for improving flavors. Inagurated at the start of the year, the house re-inforces the idea that Brazilians are, finally, discovering the delicious riches of their Country. "I think it is amazing to have a blue goat’s cheese as good as that of Capril do Bosque, produced in Joanópolis, in the interior of São Paulo. As well as delicious, it is unique in using goats cheese (very rare for blue cheeses) and having a delicate chase", says Bruno. Another highlight is the cured sheep cheese, which comes from Chapecó, Santa Catarina. "It is fatter, thicker. However, it isn't salty or strong", he says. Two good options for those who want to explore different flavors with the national seal.

061


H I GHLIGHT S | G A S T R O N O M I A

BOM APETITE BON APPETIT CONFIRA AS MELHORES NOVIDADES DE BARES, RESTAURANTES E CAFÉS CHECK OUT THE BEST OF WHAT’S NEW IN BARS, RESTAURANTS, AND CAFÉS Por/By LUIZA VIEIRA

Em família In the family

Na Zona Norte de Recife, o Nalleth desponta como boa novidade no bairro do Rosarinho. O restaurante tem menu desenvolvido pelo chef Hugo Prouvot, com opções de massas, saladas, carnes, aves e frutos do mar. O camarão na manteiga (foto) chega à mesa com lâminas de maçã verde e farofa panko.

À francesa French

A Éclair Moi Paris, especializada em éclairs – também conhecidas como bombas –, abriu as portas em São Paulo há poucos meses. Além dos tradicionais sabores doces, versões salgadas do quitute chamam a atenção. Destaque para o de creme de foie gras com cristais de vinho Monbazillac e o de salmão com maçã verde.

In the North Zone of Recife, Nalleth emerges as the good news from the Rosarinho neighborhood. The restaurant has a menu developed by chef Hugo Prouvot, with options of pastas, salads, meats, poultry, and seafood. The butter shrimp (photo) comes to the table with slices of green apple and breadcrumb farofa. NALLETH, AV. SANTOS DUMONT, 544, ROSARINHO, RECIFE (PE)

81 3314 6790

NALLETH.COM.BR

Éclair Moi Paris, specialized in éclairs, also known locally as bombas, opened its doors in São Paulo a few months back. In addition to the traditions sweet flavors, savory versions of the delicacy call attention. Special mention goes to the foie gras creme éclair with crystal cups of Monbazillac wine and the salmon éclair with green apple. ÉCLAIR MOI PARIS, R. AFONSO BRAZ, 668, VILA NOVA CONCEIÇÃO, SÃO PAULO (SP) 11 2639 5899

ECLAIRMOI.COM

Bistrô premiado

Jos Boomgaardt, duplamente estrelado no Guia Michelin, é o nome por trás da cozinha do Maison VG Bistrô e Suítes, no Rio. O cardápio do charmoso lodge conta com pratos como salmão ao molho de curry da Índia e filé-mignon com favas e legumes (foto), em uma interessante fusão das culinárias francesa e tailandesa. The Boomgaardts, double-starred in the Michelin Guide, are the name behind the kitchen of Maison VG Bistrô e Suítes, in Rio. The menu of the charming lodge has dishes with salmon in Indian curry sauce and file mignon with fava beans and vegetables (photo), in an interesting fusion of French and Thai cuisines. MAISON VG BISTRÔ E SUÍTES, EST. DO SACARRÃO, 867, CASA 3, VARGEM GRANDE, RIO DE JANEIRO (RJ) 21 3870 2599

062 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

FACEBOOK.COM/MAISONVG

FOTOS: TADEU BRUNELLI/DIV. (ÉCL AIR MOI PARIS); ELISA BERENGUER/DIV. (NALLETH); BRUNO LEÃO/DIV. (MAISON VG BISTRÔ E SUÍTES)

Award-winning bistro


H I GHL IGHT S | T A K E 5

Boas-vindas a Welcome to 2015

2015

SAIBA QUAIS SÃO OS MELHORES DESTINOS BRASILEIROS PARA PASSAR A NOITE DE RÉVEILLON. DA FESTA MAIS ANIMADA AO LUGAR CERTO PARA DESCANSAR E CURTIR A NATUREZA FIND OUT THE BEST BRAZILIAN DESTINATIONS TO SPEND NEW YEAR’S EVE, FROM THE MOST HAPPENING PARTY TO THE RIGHT PLACE TO RELAX AND ENJOY NATURE Por/By MARINA AZAREDO

Copacabana

A virada mais famosa – e democrática – do País não perde o seu charme. Ano após ano, as areias da praia carioca são tomadas por uma multidão disposta a apreciar a queima de fogos, que dura cerca de 15 minutos. Leve seu espumante e pule as sete ondinhas.

RIO DE JANEIRO (RJ)

The country most famous – and most democratic – changeover hasn’t lost its charm. Year after year, the sands of the Rio beach are taken over by a multitude keen to enjoy the fireworks, which last around 15 minutes. Bring your bubbly and jump the seven waves.

Amazônia MANAUS (AM)

É o destino preferido de modelos, jogadores de futebol e gente em busca de glamour. A praia é livre, mas a badalação acontece mesmo é nos beach clubs. Os mais concorridos são o P12 (foto), o Café de la Musique e o Taikô. The destination preferred by models, soccer players, and people in search of glamor. The beach is free, but the real excitement takes place in the beach clubs. The most popular ones are P12 (photo), Café de la Musique, and Taikô.

Trancoso

Visconde de Mauá

PORTO SEGURO (BA)

RESENDE (RJ)

É palco de concorridas festas para estilos distintos: o Réveillon do Taípe (foto) atrai socialites e endinheirados. Já o Beach Club Bahia Bonita impõe o clima carioca em uma festa feita em parceria com o selo Baile do Zeh Pretim. It is stage for busy parties for distinct styles: the New Year’s at Taípe (photo) attracts socialites and the affluent. The Beach Club Bahia Bonita, on the other hand, imposes a Rio atmosphere for a party thrown in partnership with the Baile do Zeh Pretim seal.

064 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

Uma alternativa para fugir dos destinos litorâneos é virar o ano a bordo de um barco, observando a fauna e a flora da floresta. Diversas agências oferecem roteiros que percorrem os rios – como o Negro, o Tapajós (foto) e o Amazonas – e incluem visitas a comunidades ribeirinhas. An alternative to scape from the coastal destinations is to ring in the new year on a boat, observing the fauna and flora of the jungle. Various agencies offer itineraries that follow the rivers – as Negro, Tapajós (photo) and Amazonas – and include visits to riverside communities.

Quer sossego? O vilarejo, na divisa do Rio de Janeiro com Minas Gerais, tem pousadas confortáveis e bons restaurantes com agenda especial para a última noite de 2014. Durante o dia, curta as cachoeiras e as trilhas. Do you want peace and quiet? The village, on the border between Rio de Janeiro and Minas Gerais, has comfortable pousadas and good restaurants with a special agenda for the last night of 2014. During the day, enjoy the waterfalls and trails.

FOTOS: FERNANDO MAIA /RIOTUR/DIV. (COPACABANA); MARCO DUTRA /DIV. (JURERÊ); DANIEL GUTIERREZ/AMZ PROJECTS/DIV. (AMA ZÔNIA); CHARLES NASEH/DIV. ( TRANCOSO); DIVULGAÇÃO

Jurerê Internacional FLORIANÓPOLIS (SC)


H I GHLIGHT S | O Q U A R T O

CONHECIDA POR TER LIBERTADO OS ESCRAVOS ANTES DA LEI ÁUREA, A FAZENDA DONA CAROLINA

Hotel com alma

OFERECE CONFORTO E CONTATO COM A NATUREZA SEM DEIXAR DE LADO SUA VEIA HISTÓRICA KNOWN FOR HAVING FREED THE SLAVES BEFORE

abolicionista Hotel with an abolitionist soul Por/By MARINA AZAREDO

Em 1888, a Fazenda Jaboticabal, em Itatiba, no interior de São Paulo, fez história ao anteciparse ao movimento abolicionista libertando seus escravos três meses antes de a Lei Áurea entrar em vigor. A responsável pela atitude vanguardista foi – quem diria? – uma mulher: Carolina Augusta de Moraes e Silva. À época, com 48 anos, ela comandava com pulso firme a propriedade desde a morte precoce do marido. Importante produtora de café, a fazenda acabou se tornando um dos símbolos da luta pelo fim da escravidão no Brasil e ganhou o nome de sua admirada proprietária em 1919, após sua morte. Até hoje nas mãos da mesma família, o espaço foi transformado no Hotel Fazenda Dona Carolina na década de 90. Lá, natureza e história se complementam em uma das hospedagens mais premiadas do País. Entre as acomodações – são 94 no total –, a mais charmosa e confortável é a suíte máster, com 60 metros quadrados, piso e móveis de madeira, decoração clássica, enxoval de algodão 300 fios da Trussardi e amenities L'Occitane. O banheiro, todo de travertino, possui um box e uma ampla banheira. Mas o destaque mesmo está fora do quarto: ao se abrirem as janelas tem-se uma bela vista do lago e das montanhas que circundam a região. Se for de manhã, e com tempo bom, melhor ainda, pois o sol brilha forte e invade o cômodo com uma intensa luz natural. Depois do farto café da manhã, com pães, bolos, geleias e outras guloseimas, é hora de explorar a casa-sede, mais um ponto alto do local. Construída em 1872, ela foi restaurada, mas preserva características originais, além de mobiliário da época. Há cristaleiras, cadeiras, mesas, uma máquina registradora, um relógio e lustres do tempo em que Dona Carolina ainda dava as ordens. Ali também fica o piano-bar, onde, aos sábados, os hóspedes terminam a noite ao som de um delicioso repertório que vai de My Way a Carinhoso.

Fazenda Dona Carolina Rod. Alkindar Monteiro Junqueira, KM 39,5, Itatiba. Entre R$884 e R$2.143 11 4534 9100 DONACAROLINA.COM.BR

066 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

Acima e na página ao lado, dois registros da suíte máster, a mais luxuosa do hotel; e, à direita, a casasede, construída em 1872 Above and on the next page, two shots of the master suite, the must luxurious of the hotel; and, to the right, the main house, built in 1872

THE GOLDEN LAW, THE DONA CAROLINA RANCH OFFERS COMFORT AND CONTACT WITH NATURE WITHOUT ABANDONING ITS HISTORICAL ROOTS


DIVERSÃO EM FAMÍLIA FAMILY FUN

No meio do mato | Há nove trilhas para o deleite dos mais aventureiros. A mais fácil é a do Lago, que tem 1,6km e leva ao centro hípico. A mais longa é a dos Cavalos, com 7,9km, ideal para, como o nome indica, ser feita a cavalo In the middle of the forest | There are nine trails to delight even the most adventurous. The easiest is the Lake trail, which is 1.6km long and takes you to the equestrian center. The longest is the Horse trail, 7.9km in length which, as the name suggests, is ideally done on horseback Foco nos pequenos | Nos fins de semana, famílias costumam lotar o hotel e não faltam atividades para as crianças: tirolesa, arvorismo, caiaque, passeio de charrete, brinquedoteca, duas piscinas e até ordenha das vacas Something for the little ones | On weekends, families tend to fill the hotel and there is no shortage of activities for children: zip lines, canopy tours, kayaking, horse-drawn carriage rides, a play park , two swimming pools and even cow milking

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Sabores locais | A fazenda ainda cultiva uma pequena quantidade de café, mas hoje seu maior destaque é a cachaça. São produzidos 10 mil litros por ano e a bebida já ganhou até medalha de prata na San Francisco World Spirits Competition Local flavors | The ranch still cultivates a small amount of coffee, but today it is best known for its cachaça (Brazilian liquor). 10,000 liters are produced every year and the drink has even won a silver medal in the San Francisco World Sprits Competition

In 1888, the Jaboticabal Ranch, in Itatiba, in São Paulo's interior, made history by anticipating the abolitionist movement and freeing its slaves three months before the Golden Law came into force. Responsible for the avant-garde attitude was - who would have guessed? - a woman: Carolina Augusta de Moraes e Silva. At the time, 48 years old, she had been commanding the property with a firm hand since the untimely death of her husband. A significant producer of coffee, the ranch came to be one of the symbols of the battle to end slavery in Brazil and took on the name of its much-admired owner in 1919, following her death. In the hands of the same family to this day, the space was transformed into the Dona Carolina Ranch Hotel in the 1990s. There, nature and history come together to create one of the most award-winning accommodations in the Country. Among the rooms - there are 94 in total - the most charming and comfortable is the master suite, with

60 square meters, wooden floor and furniture, classic decoration, 300thread Trussardi cotton linen and L'Occitane toiletries. The bathroom, in travertine throughout, has a shower cubicle and a large bathtub. But the real highlight is outside the room: the windows open to reveal a beautiful view of the lake and mountains that surround the region. If you are there in the morning in good time, even better, as the sun shines brightly and invades the room with an intense natural light. After a hearty breakfast with breads, cakes, jellies and other goodies, it's time to explore the main house, yet another high point of the site. Built in 1982, it has been renovated, but preserves original features and period furniture. There are china cabinets, chairs, tables, a cash register, a clock and lighting from the time in which Dona Carolina still gave the orders. There you will also find the piano bar, where on Saturdays, guests end the evening to the sound of a delicious repertoire that ranges from My Way to 'Carinhoso'.

067


HIGHLIGHT S | H O T S P O T

Wynwood District

Criatividade

Miami (EUA)

à flor da pele Creativity in bloom

195 3

NO DISTRITO DE WYNWOOD, EM MIAMI, ARTE É A MEDIDA DE 6

E RESTAURANTES ANIMADOS, RESULTANDO EM UMA DAS COMUNIDADES MAIS EFERVESCENTES DA FLÓRIDA IN THE DISTRICT OF WYNWOOD, IN MIAMI, ART IS THE

NW 29th St

NE 2nd Ave

POR LOJAS DE DESIGN, SALA DE CINEMA INDEPENDENTE

NW 2nd Ave

TODAS AS ATRAÇÕES. SÃO MAIS DE 70 GALERIAS RODEADAS

7

95

MEASURE OF ALL THE ATTRACTIONS. THERE ARE MORE THAN 70 GALLERIES SURROUNDED BY DESIGN SHOPS,

8 5

INDEPENDENT MOVIE THEATERS, AND BUSY RESTAURANTS,

1

4

MAKING IT ONE OF THE MOST EXCITING CITIES IN FLORIDA

2 9 Wynwood District

Por/By ROSA JORGE

Miami Beach

Panels covered by graffiti artists from 14 countries – Brazil is represented by Nunca and Osgemeos – illustrate walls and doors of old warehouses. Conceived in 2009 by patron of the arts Tony Goldman, the project has helped to propel the neighborhood's now-legendary creative atmosphere. 1 305 531 4411

2 Panther Coffee

3 La Latina

Coffe break, aqui, é mais que uma expressão. Os proprietários da casa selecionam pessoalmente os grãos que usam no preparo de seu excepcional café, torrado manualmente e tirado por baristas treinados.

No salão com paredes cobertas por painéis floridos são servidas as melhores arepas de Miami. Os pães típicos da Venezuela ali recebem recheios como frango com abacate e feijão preto com queijo.

The coffee break here is more than an expression. The owners of the show personally select the beans that they use to prepare their exceptional coffee, toasted manually and brewed by trained baristas.

The best arepas in Miami are served in a hall with walls covered by flowered panels. The typical breads of Venezuela here receive fillings such as chicken with pineapple and black beans with cheese.

1 305 677 3952

PANTHERCOFFEE.COM

068 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

1 305 571 9655

LALATINAMIAMI.COM

THEWYNWOODWALLS.COM

FOTOS: ANDREW MAEDE/DIV. ( W YNWOOD WALLS E W YNWOOD KITCHEN & BAR); CARSTEN FOERTSCH/DIV. ( THE L AB MIAMI); SERGIO ALEX ANDER/DIV. (MVM MIAMI); DIVULGAÇÃO ILUSTRAÇÃO: DANILO BANDEIRA

1 Wynwood Walls Painéis grafitados por artistas de 14 países – o Brasil está representado por Nunca e Osgemeos – ilustram paredes e portas de antigos galpões. Idealizado em 2009 pelo mecenas Tony Goldman, o projeto ajudou a impulsionar a hoje mítica atmosfera criativa do bairro.


4 Wynwood Brewing Company Em torno das mesas comunais da cervejaria artesanal – a primeira oficialmente reconhecida da cidade –, visitantes bebem e falam sobre... cerveja e arte. Prove blonde ales, porters, stouts e IPAs por US$7 a caneca. Around the communal tables of the craft brewery – the cities first officially recognized one – visitors drink and talk about... beer and art. It serves blonde ales, porters, stouts, and IPAs for US$7 a mug. 1 305 982 8732

WYNWOODBREWING.COM

5 The Lab Miami O antigo armazém convertido em escritório coletivo de startups reúne jovens empreendedores que também promovem eventos, como fóruns e workshops. No site, é possível agendar uma visita guiada. The old warehouse converted into a collective office for start-ups brings together young entrepreneurs who also promote events, such as forums and workshops. On the site, it is possible to schedule a guided visit. 1 305 507 3660

THELABMIAMI.COM

6 Bakehouse Art Complex

7 O Cinema

Misto de museu, centro de estudos e espaço de festa, a antiga panificadora abriga, hoje, mostras temporárias e até artistas iniciantes, que soltam a criatividade em estúdios individuais.

Sua programação resume-se a filmes de realizadores independentes ou de arte. O ambiente despojado tem jeito de uma pequena fábrica e possui uma parede externa, adivinha? Grafitada, claro.

A mixture of museum, research center, and party space, the old bakery now holds temporary exhibitions and even beginning artists, who unleash their creativity in individual studios.

Its programming is built around films from independent filmmakers or art films. The stripped-down atmosphere feels like a small factory and it has an outside wall that is, guess? Covered in graffiti art, of course.

1 305 576 2828

8 Wynwood Kitchen & Bar

1 305 571 9970

BACFL.ORG

9 MVM Miami

O-CINEMA.ORG

Azul viagens

40 03 1181

Aberto pela filha de Tony Goldman, Jessica, o restaurante segue o estilo descolado das Wynwood Walls. No cardápio de inspiração latina, há empanadas, lula marinada no limão e pargo na frigideira.

le/Miami Ft. Lauderda Hotel Crowne

Dez noites no dale Airport uder Plaza Fort La S) (DE CA MP INA 6/2 015 SA ÍDA EM 18/

Opened by Tony Goldman's daughter, Jessica, the restaurant follows the fashionable style of Wynwood Walls. On the Latin-inspired menu are empanadas, lime-marinated squid, and pan-fried snapper. 1 305 722 8959

10x R$301,50

sem juros

WYNWOODKITCHENANDBAR.COM

Em sua loja de roupas, Melissa Mosheim prioriza designers de Miami, como ela mesma, e dá especial atenção aos nem tão conhecidos. Além de bonito, o local é um achado e tem peças a preços acessíveis. In her clothing shops, Melissa Mosheim prioritized designers from Miami, such as herself, and gives special attention to those who are lesser-known. Not only beautiful, the place is quite a find, and it has pieces at accessible prices. 1 305 573 4885

MVMMIAMI.COM

069


H I GHLIGHT S | C I N C O P E R G U N T A S

Brave world of the puppets

Admirável mundo dos bonecos EM SUA ÚLTIMA EDIÇÃO DO ANO, A SÉRIE OCUPAÇÃO DO ITAÚ CULTURAL HOMENAGEIA IN ITS LAST INSTALLMENT OF THE YEAR, ITAÚ CULTURAL'S OCUPAÇÃO SERIES PAYS HOMAGE TO THE GIRAMUNDO THEATER GROUP, WITH MORE THAN FOUR DECADES ON THE ROAD Por/By ANA ÁVILA

Fundado em 1971, em Belo Horizonte, pelos artistas plásticos Álvaro Apocalypse, Terezinha Veloso e Madu Vivacqua, o grupo de teatro de bonecos Giramundo segue se reinventando. Em 2003, com a morte de Álvaro e Terezinha, coube a Beatriz Apocalypse, filha do casal, levar o legado adiante. Ela apostou em novidades, como a presença de um boneco digital no palco e em parcerias com Arnaldo Baptista e Fernanda Takai no mais recente espetáculo, Alice no País das Maravilhas. Agora, a trupe é homenageada numa exposição em cartaz no Itaú Cultural, que conta com personagens de clássicos como Pedro e o Lobo e Pinóquio. O público pode, ainda, conferir o processo de criação da companhia e detalhes de sua trajetória que, segundo Beatriz, mistura-se a sua própria história.

070 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

Founded in 1971 in Belo Horizonte by visual artists Álvaro Apocalypse, Terezinha Veloso, and Madu Vivacqua, the Giramundo puppet theater group continues to reinvent itself. In 2003, with the death of Álvaro and Terezinha, it fell to Beatriz Apocalypse, the couple's daughter, to carry the legacy forward. She wagered on new things, such as the presence of a digital puppet on the stage and partnerships with Arnaldo Baptista and Fernanda Takai, in Alice in Wonderland, the most recent show. Now, the troupe is honored in an exposition on display at Itaú Cultural, which has characters from classics such as Peter and the Wolf and Pinocchio. The public can also check out the company's creation process and details of its history which, according to Beatriz, is mixed with her own history.

FOTOS: MARCELO NICOL ATO/DIV. (PEDRO E O LOBO); ACERVO GIRAMUNDO/DIV.

O GRUPO DE TEATRO GIRAMUNDO, COM MAIS DE QUATRO DÉCADAS DE ESTRADA


Na página anterior, Beatriz Apocalypse; acima, o trio fundador da trupe; e, abaixo, cena de Pedro e o Lobo. Nesta página, à esquerda, boneco de Alice no País das Maravilhas; e, à direita, de Pinóquio On the previous page, Beatriz Apocalypse; above, the troupe's founding trio; and below, a scene from Peter and the Wolf. On this page, to the left, puppet from Alice in Wonderland; and to the right; from Pinocchio

1

2

Como é rever toda a trajetória da companhia em forma de exposição? Para mim, ver essa retrospectiva é ver um pouco da minha história. Como filha dos fundadores, cada espetáculo me lembra uma fase da minha vida e da rotina com eles. Felizmente tenho esta oportunidade. What's it like to retrace the company's whole history in the form of an exposition? To me, seeing this retrospective is seeing a little of my history. As the daughter of the founders, every show reminds me of a phase of my life and the routine with them. I am lucky to have this opportunity.

Quais elementos marcantes do Giramundo o visitante poderá conferir? Ele vai ver os primeiros bonecos do grupo – é a segunda vez que os originais saem da sede – e um boneco de Cobra Norato, o espetáculo mais premiado. Também conhecerá as diversas técnicas do teatro de bonecos, além de assistir a uma pequena apresentação que mostra de forma animada algumas das montagens mais importantes da companhia. What are the remarkable elements of Giramundo that visitors can check out? They can see the group's first puppets – it's the second time that the originals have been taken outside the headquarters – and a puppet of Cobra Norato, the show that won the most awards. They will also learn about the various techniques of the puppet theater, and also see a small presentation which shows some of the company's most important stage settings in animated form.

3

A mistura de novas e antigas referências está perceptível na mostra? Sim. Por meio dos projetos técnicos, de alguns pequenos objetos e peças soltas. Quem visitá-la poderá ver também como um boneco é construído. Contamos com um marionetista que vai construir alguns durante a mostra, toda quinta e sexta. Is the mixture of old and new references perceptible in the exhibit? Yes. Through the technical designs of some small objects and individual parts. The visitor can also see how a puppet is constructed. We have a puppeteer who will construct some during the exhibit, every Thursday and Friday.

4

O Giramundo vem se atualizando. É uma tática para manter o interesse do público por essa arte? Não temos nenhuma estratégia clara. É uma vontade nossa, de quem recebeu essa herança e quer estar constantemente se transformando. As mudanças vêm, em grande parte, da pesquisa. Estamos sempre olhando novos materiais, formas e testando alguma coisa.

5

Quais novidades os fãs podem esperar no próximo ano? Vêm aí novas parcerias? Em 2015 estaremos focados nos repertórios. Temos 15 espetáculos ativos. Vamos reativar mais alguns, além de aperfeiçoar os produtos e as apresentações. Também queremos dar atenção ao museu, tentar deixá-lo sempre aberto. Sobre as parcerias, não há nada previsto. Por enquanto continuaremos circulando com Alice no País das Maravilhas, que tem John Ulhoa, Fernanda Takai e Arnaldo Baptista.

What news can fans expect in the coming year? Are there new partnerships in the works? In 2015, we will be focused Giramundo has been on the repertoires. We updating itself. It is a have 15 active shows. We tactic to keep the public's are going to reactivate interest in this art? a few more, as well as We don't have any clear improve the products and strategy. It's something we presentations. We also want to do, we who received want to give attention to the this legacy and want to be museum, to try to have it constantly transforming always open. With regard to ourselves. The changes the partnerships, there isn't come, in large part, from anything planned. For now, research. We are also we'll continue circulating with looking at new materials Alice in Wonderland, which and shapes, and testing has John Ulhoa, Fernanda something. Takai, and Arnaldo Baptista.

Ocupação Giramundo Itaú Cultural. Av. Paulista, 149, Bela Vista, São Paulo. Até 11 de janeiro. Ter. a sex., das 9h às 20h; sáb. e dom., das 11h às 20h. Grátis 11 2168 1777

ITAUCULTURAL.ORG.BR

071


HI G HLIGHT S | V I T R I N E

Regalos

Christmas treats

natalinos DEZEMBRO CHEGOU E, COM ELE, AS FESTAS DE FIM DE ANO, OS AMIGOS SECRETOS E AS CONFRATERNIZAÇÕES EM FAMÍLIA. APRESENTAMOS UMA SELEÇÃO DE PRODUTOS PARA HOMENS, MULHERES E CRIANÇAS QUE PODE SERVIR DE INSPIRAÇÃO PARA SUA LISTA DE PRESENTES DECEMBER IS HERE, AND WITH IT, COME END OF YEAR PARTIES, SECRET SANTAS AND FAMILY CELEBRATIONS. HERE WE PRESENT A SELECTION OF PRODUCTS FOR MEN, WOMEN AND CHILDREN THAT MAY GIVE YOU INSPIRATION FOR YOUR PRESENT LIST

Edição/Editing LIA GUIMARÃES Produção/Production SOPHIA LADEIRA

Descolado, o quimono possui estampa floral e aplicação de franjas nas barras e nas mangas. Para um visual divertido. R$393 Stylish, the floral-print kimono has fringing on the sleeves and hem. For a funny look. R$393 VIVAFLORINDA.COM.BR

FEMININO For Her

As luvas de boxe Everlast são para a turma adepta dos esportes de luta. R$164,48 Everlast boxing gloves are for those adept at combat sports. R$164.48

O colar trançado de miçangas agrada aquelas que gostam de acrescentar cor ao visual. R$89 This braided beaded necklace is great for those who like to add color to their look. R$89

NETSHOES.COM.BR ACCESSORIZE.COM.BR

072 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4


Ideal para o verão, a espadrilha feita de couro tem salto anabela tramado. R$350

Impermeável, a bolsa de PVC é esportiva e elegante ao mesmo tempo. R$329

Ideal for summer, the leather espadrille has a woven wedge heel. R$350

Waterproof, this PVC bag is sporty and elegant at the same time. R$329

SCHUTZ.COM.BR

LACOSTE.COM.BR

O ukulele modelo abacaxi é pintado à mão com motivos que lembram as estampas típicas da Farm. R$359 The pineapple model ukulele is hand-painted with motifs reminiscent of typical Farm prints. R$359

FOTOS: DIVULGAÇÃO

FARMRIO.COM.BR


HI G HLIGHT S | V I T R I N E

MASCULINO For Him

A toalha de praia da Sergio K com mensagem bem humorada é ótima pedida para alegrar o passeio. R$169 The Sergio K beach towel, with a humorous message, is a great option for brightening your trip out. R$169

Além do rosto, o barbeador elétrico pode ser usado em outras partes do corpo. R$249 As well as the face, this electric shaver can also be used on other parts of the body. R$249

SERGIOK.COM.BR

PHILIPS.COM.BR

Compacta, a cafeteira Modo prepara espressos, cappuccinos, chás e outras bebidas quentes. R$479 Compact, the Modo coffee maker prepares espressos, cappuccinos, teas and other hot drinks. R$479 TRESCOMPLETA.COM.BR

074 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

Com 109cm, o skate longboard da Globe Roach é perfeito para quem busca um meio de transporte alternativo. R$899 109cm in length, the Globe Roach long skateboard is perfect for those looking for an alternative means of transport. R$899 STARPOINT.COM.BR


A churrasqueira portátil tem chapa de inox e se acomoda perfeitamente na varanda ou no jardim. R$129,90 This mobile barbecue has a stainless steel plate and sits perfectly on the balcony or in the garden. R$129.9 0

A garrafa da edição limitada da vodka Absolut foi criada por Andy Warhol. R$93,50 This limited edition Absolut vodka glass was created by Andy Warhol. R$93.50 ABSOLUT.COM/BR

ETNA.COM.BR

O tênis Nike Air Max Lunar 90 LTR conta com amortecimento especial e proporciona uma passada suave. R$559 Nike Air Max Lunar 90 LTR trainers have special cushioning and offer a soft tread. R$559 NIKE.COM.BR


HI G HLIGHT S | V I T R I N E

Feito de plástico e com peças de bambu, o brinquedo Muuli estimula a coordenação motora das crianças. R$179 Made with plastic and pieces of bamboo, the Muuli toy develops children’s motor coordination. R$179 TRENZINHO.COM.BR

O Kit Gingerbread House da Dauper vem com biscoitos, glacê e confeitos que viram uma casinha natalina. R$72,90 The Dauper Gingerbread House Kit comes with biscuits, icing and decorations to make a Christmas house. R$72.90 DAUPERBISCOITERIA.COM.BR

INFANTIL For Children

A bicicleta Mystic da Trek oferece conforto a quem ainda está aprendendo a andar sobre duas rodas. R$1.299 The Trek Mystic bike offers comfort for those who are still learning to ride on two wheels. R$1299 TREKBIKES.COM.BR

076 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

A blusa de lycra da Roxy protege os pequenos das ações do sol e do mar. R$125 This Roxy lycra top protects little ones from the sun and the sea. R$125 ROXYBRASIL.COM.BR


O pião de madeira do Estúdio Manus é um presente clássico e ultradivertido. R$80 The Estúdio Manus wooden spinning top is a classic and super-fun present. R$80

A mochila Jansport de poliéster tem capacidade para 25 litros. R$99,90 The Jansport polyester backpack holds up to 25 liters. R$99.90 JANSPORTBRASIL.COM.BR

Com estampa colorida de estrelinhas, o maiô infantil é puro charme. R$39,90 With a colorful starry print, this children’s bathing suite is simply charming. R$39.90 LOJASRENNER.COM.BR

Fotos: Divulgação

DONACOISA.COM.BR


HIGHLIGHT S | O L H A R A Z U L

@leilalizolhandoomundo BA Taí alguém que sabe curtir bem as belezas de Trancoso Someone who really knows how to enjoy the beauties of Trancoso

@dsfotografo PE Chegando à paradisíaca Noronha para clicar mais um casamento Arriving at the heavenly Noronha to snap another wedding

Instant photos

Instantâneos CONFIRA AQUI ALGUNS DOS MELHORES CLIQUES FEITOS PELOS CLIENTES AZUL CHECK OUT SOME OF THE BEST SNAPS TAKEN BY AZUL CUSTOMERS

@almapaulista SP Pátio do Colégio, local onde a capital paulista nasceu Pátio do Colégio, where the São Paulo capital was born

@isabelabriz RJ O inacreditável mar de águas límpidas de Arraial do Cabo The incredibly clear sear waters in Arraial do Cabo

078 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

@vinifrei RJ Lagoa Rodrigo de Freitas: o que é lindo deve ser pintado – e fotografado Lagoa Rodrigo de Freitas: if it’s beautiful it must be painted – and photographed


@gersonlmartins RN A famosa Praia de Genipabu, com suas dunas gigantescas The famous Praia de Genipabu, with its giant dunes

@essemundoenosso RJ Praia da Azeda, uma das mais gostosas e fotogênicas de Búzios Praia da Azeda, one of the loveliest and most photogenic beaches of Búzios OLHAR

azul Quer ver sua foto na próxima edição da revista? Use a hashtag #azulmagazine no Instagram

@thamuza BA No trajeto para Salvador, Davi virou fã da Azul Linhas Aéreas On his way to Salvador, Davi becomes a fan of Azul Airlines

Do you want to see your photo in the next edition of the magazine? Use the hashtag #azulmagazine in Instagram


HIGHLIGHT S

COLUNA André Barcinski

Quando a idade é um mero detalhe When age is a mere detail

C

an an artist be more productive in their 80s than in their 30s? Canadian singer and songwriter Leonard Cohen, recently-turned octogenarian, proves that he can. Cohen has just released Popular Problems, his second album in two years (the third, if we count Live in London), and has done the longest and most successful tours of his career. Known as a perfectionist who takes a long time to finish a song and takes five or even nine years between discs, he is in his most productive phase. And to think that all this happened out of financial necessity. In 2004, he retired from music to spend the rest of his days in a Buddhist monastery in California, when he discovered that his agent had swiped all his money. The solution he found was to go back on the road. In 2008, Cohen announced his first tour in 15 years. And a mysterious and inexplicable thing happened: his public multiplied. Suddenly, he was no longer playing in small theaters, but in packed gymnasiums, with ten of fifteen thousand people. During his absence, new generations had come to know and love his music. The tour was a resounding success and yielded the CD and DVD Live in London. And the songwriter hasn’t left the road since. In 2012, he released Old Ideas, his first studio album in eight years. His tours became longer and the show because more and more intense and emotional. I had the luck to see one of his presentations at the Palacio de Deportes, in Madrid. More than 14,000 people packed the house. Cohen and his band played for exactly four hours, with a 15 minute interval in the middle for everyone to recoup their forces. A moving tour de force, in which artist and public showed a mutual affection which I have never seen in any other show. At the end of 2014, he promises to release the dates of his next world tour. Let’s hope it will finally include Brazil.

André Barcinski é colunista do portal R7 e diretor e produtor dos programas O Estranho Mundo de Zé do Caixão e Nasi Noite Adentro, no Canal Brasil is a columnist from the R7 portal and director and producer of the programs O Estranho Mundo de Zé do Caixão and Nasi Noite Adentro, on Canal Brasil

080 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

RETRATO: DIVULGAÇÃO

U

m artista pode ser mais produtivo aos 80 anos do que aos 30? O cantor e compositor canadense Leonard Cohen, recentemente octogenário, prova que sim. Cohen acaba de lançar Popular Problems, seu segundo álbum em dois anos (o terceiro, se contarmos o ao vivo Live in London), e tem feito as turnês mais longas e de maior sucesso da carreira. Conhecido como um perfeccionista, que leva muito tempo para terminar uma música e chega a passar cinco ou até nove anos entre discos, ele está em sua fase mais produtiva. E pensar que tudo isso aconteceu por necessidade financeira. Em 2004, aposentou-se da música para passar o resto de seus dias num monastério budista na Califórnia, quando descobriu que sua agente havia surrupiado todo seu dinheiro. A solução encontrada foi voltar à estrada. Em 2008, Cohen anunciou sua primeira turnê em 15 anos. E uma coisa misteriosa e inexplicável ocorreu: seu público se multiplicou. De repente, ele não estava mais tocando em pequenos teatros, mas em ginásios lotados, com 10 ou 15 mil pessoas. Durante sua ausência, novas gerações passaram a conhecer e amar sua música. A turnê foi um sucesso estrondoso e rendeu o CD e DVD Live in London. E o compositor não deixou mais a estrada. Em 2012, lançou Old Ideas, seu primeiro disco de estúdio em oito anos. Suas turnês ficavam mais longas e os shows, cada vez mais extensos e emocionantes. Tive a sorte de ver uma de suas apresentações, no Palacio de Deportes, em Madri. Mais de 14 mil pessoas lotavam o lugar. Cohen e banda tocaram por exatas quatro horas, com um intervalo de 15 minutos no meio para todos recobrarem as forças. Um tour de force comovente, em que artista e público mostraram um afeto mútuo que nunca vi em nenhum outro show. Até o fim de 2014, ele promete divulgar datas de sua próxima turnê mundial. Vamos torcer para que finalmente inclua o Brasil.


betocarrero.com.br

É COMO SUBIR NA NOSSA BIG TOWER: VOCÊ OLHA PRA CIMA E FICA IMPRESSIONADO, OLHA PRA BAIXO E FICA MAIS IMPRESSIONADO AINDA.

Beto Carrero World. O sexto melhor parque do mundo e o melhor da América Latina, segundo a pesquisa Travellers’ Choice do TripAdvisor*. 1o 2o 3o 4o 5o

6o 7o 8o 9o 10o 11o 12o 13o 14o 15o

Discovery Cove, Orlando, EUA Europa-Park, Rust, Alemanha Universal’s Island of Adventure, Orlando, EUA Magic Kingdom, Orlando, EUA Disney’s Hollywood Studios, Orlando, EUA Beto Carrero World, Santa Catarina Disneyland, Califórnia, EUA Universal Studios, Sentosa Island, Cingapura PortAventura Park, Salou, Espanha Disney’s Animal Kingdom, Orlando, EUA SeaWorld, Orlando, EUA Cedar Point Amusement Park, Ohio, EUA Universal Studios Hollywood, Califórnia, EUA Busch Gardens, Tampa, EUA Ocean Park, Hong Kong, China

*TripAdvisor é o maior site de viagens do mundo, com 260 milhões de visitantes por ano. Levantamento realizado nos últimos 12 meses, com 150 milhões de avaliações.


H I GHLIGHT S

COLUNA Mário Magalhães

Os jingles que anunciavam Papai Noel The jingles that announced Santa Claus

E

very morning I skip the escalator and climb 33 steps, in the exit from the subway, before walking 12 more steps and entering the half-neoclassical, half-art deco building where I work in Cinelândia. I head for the static staircase because, as I sit in front of the computer for a good part of the day, at least I’m doing one more little exercise. While I advance step by step, a monumental clock on the top of a building on Rua do Passeio looms closer. I feel like an arrow approaching the target in slow motion, even though it will never come very close to it. More than half a century old, the contraption still works. The Rio locals call it the “Mesbla clock”. As anyone not born yesterday or the day before knows, Mesbla was a chain of fashion boutiques that marked an era. When I glimpse its clock, now and then I hum: “At Mesbla, at Mesbla/ The biggest Christmas in Brazil/ Buy now with no down payment/ And don’t start paying until April”. Mesbla is gone, but its jingle touting the end-of-year purchases became etched in my memory. Like the one for Varig, that ended like this: “Santa Claus flying his jet in the sky/ Bringing a Christmas of happiness/ And year full of prosperity”. Children’s choirs sang the one for the National Bank: “I want to see you not cry/ Not look behind nor regret what you do”. It ended: “That Christmas exists/That no one is sad/ That there is always love in the world/ Good Christmas, a merry Christmas/ Lots of love and peace for you”. No Christmas melody has ever moved me like the one that John Lennon and Yoko Ono released in 1971 and soothed the dreams of so many generations: in Happy Christmas more than the voice of the former Beatle, the mighty chorus echoes with the message that the war would end if everyone wished it. The world adopted the song, and the guns fell silent a few years later. Happy Christmas, a Merry Christmas.

Mário Magalhães é jornalista e escritor. Recebeu 25 prêmios jornalísticos e literários no exterior e no Brasil. Quando criança, dizia que no futuro sua profissão seria “passageiro de avião” is a journalist and writer. He has received 25 journalistic and literary awards abroad and in Brazil. When he was a child, he said that in the future, his professional would be an “airplane passenger”

082 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

RETRATO: DIVULGAÇÃO

T

odas as manhãs eu driblo a escada rolante e subo 33 degraus, na saída do metrô, antes de caminhar mais 12 passos e entrar no edifício meio neoclássico, meio art déco, onde trabalho na Cinelândia. Embico para a escada estática porque, como me aboleto boa parte do dia diante do computador, ao menos faço um exerciciozinho a mais. Enquanto avanço degrau por degrau, um relógio monumental, no alto de um prédio da Rua do Passeio, vai ficando mais próximo. Eu me sinto uma flecha se avizinhando do alvo em câmera lenta, mesmo que não vá chegar muito perto dele. Com mais de meio século, a geringonça ainda funciona. Os cariocas a chamam de “relógio da Mesbla”. Como sabe quem não nasceu ontem ou anteontem, a Mesbla foi uma rede de magazines que marcou época. Ao vislumbrar seu relógio, volta e meia cantarolo: “Na Mesbla, na Mesbla/ O maior Natal do Brasil/ Compre agora sem entrada/ E só comece a pagar em abril”. A Mesbla se foi, mas seu jingle apregoando as compras de fim de ano aninhou-se na memória. Como o da Varig, cujo final era assim: “Papai Noel voando a jato pelo céu/ Trazendo um Natal de felicidade/ E um ano novo cheio de prosperidade”. Corais infantis embalavam o do Banco Nacional: “Quero ver você não chorar/ Não olhar pra trás nem se arrepender do que faz”. Encerrava: “Que o Natal existe/ Que ninguém é triste/ Que no mundo há sempre amor/ Bom Natal, um feliz Natal/ Muito amor e paz pra você”. Nenhuma melodia natalina me comoveu como a que John Lennon e Yoko Ono lançaram em 1971 e acalentou os sonhos de tantas gerações: em Happy Christmas, mais do que a voz do antigo beatle, ecoa o coro pujante com a mensagem de que a guerra acabaria se cada um quisesse. O mundo adotou a canção, e as armas silenciaram dali a poucos anos. Bom Natal, um feliz Natal.


H I GHLIGHT S

COLUNA Mara Salles

O guarda-comidas The pantry

I

f perhaps you’ve heard that I was one of those children who helped grandma make bread or who climbed up on the stool to stir the sweets in the pan, I’m sorry, that wasn’t me. Nothing happening in the country kitchen had more importance than the world laying wide open there outside that made me see fun in everything there was to see in the illuminated rural environment where I spent my childhood. In no other stage of life do I remember having had any specific interest in cooking. Until the day I got it in my head to open a restaurant, supported by the facts of being unhappy in my profession as a banker and my mother being a cook and all. Ah, also because I had a sizable severance package. Just like that. I’m going to spare you the ordeal that brought me to conclude that the domestic formula was not sufficient when applied to the business and decide to invest in professional training. That was the moment when I really entered the kitchen for good. Right from the start, I noticed that, when cooking, I repeated my mother’s gestures. I saw her hands in my own. In the way I dashed the salt, tenderized the steak, stewed the seasonings... And in the same natural way, memories began rising to the surface, of my father planting, collecting, and storing the food. It was extraordinary to have this affective legacy bloom after so much resistance to the pots and pans. There was, in a little part of my brain, a pantry from which, little by little, precious finds began to come out. Even though I still had a lot to learn in order to become professional, I had already found the essence of my cooking, conceived from the values of the field. Where, little did I know, I had my first lessons in gastronomy. That’s how it went until the business solidified and I delve deeper and deeper into the kitchen, my place of comfort. If you’ve ever heard of a chef convinced that the kitchen is a great instrument of transformation and that cooking, in addition to being necessary, is not as complicated as it seem, that, yes, is me.

Mara Salles é chef do restaurante Tordesilhas, em São Paulo is the chef of the restaurant Tordesilhas, in São Paulo

084 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

RETRATO: DIVULGAÇÃO

S

e acaso ouvirem dizer que eu era daquelas crianças que ajudavam a avó a fazer o pão ou que subiam no banquinho para mexer o doce do tacho, desculpem-me, essa não era eu. Nenhum acontecimento dentro da cozinha caipira tinha importância maior do que o mundo que se escancarava lá fora e me fazia ver graça em tudo o que havia no iluminado ambiente rural onde passei a infância. Em nenhuma outra etapa da vida me lembro de ter tido interesse específico pela culinária. Até o dia em que me deu na veneta montar um restaurante, sustentada nos fatos de estar infeliz com minha profissão de bancária e de minha mãe ser uma cozinheira e tanto. Ah, também porque eu tinha um robustinho FGTS. Simples assim. Vou poupá-los do calvário que se sucedeu até eu concluir que a fórmula doméstica aplicada ao negócio era furada e decidir investir na profissionalização. Foi nesse momento que entrei na cozinha pra valer. Logo no começo, dei-me conta de que, ao cozinhar, repetia o gestual de minha mãe. Via em minhas mãos as dela. No jeitinho de salpicar o sal, ao bater o bife, refogar os temperos... E da mesma forma natural começaram a se avivar em minha memória lembranças do meu pai plantando, colhendo e armazenando a comida. Foi extraordinário esse legado afetivo aflorar após tanta resistência às panelas. Havia, numa partezinha do meu cérebro, um guarda-comidas de onde começaram a sair, aos poucos, preciosos achados. Embora tivesse ainda muito o que aprender para me tornar profissional, já havia encontrado o eixo da minha cozinha, pensada a partir dos valores do campo. Onde, mal sabia eu, tive as primeiras lições de gastronomia. Assim foi até o negócio se consolidar e eu mergulhar cada vez mais na cozinha, meu lugar de conforto. Se ouvirem dizer de uma chef convicta de que a cozinha é um grande instrumento de transformação e que cozinhar, além de necessário, não é tão complicado quanto parece, essa, sim, sou eu.


88 Morro de São Paulo Pequeno paraíso no litoral baiano Little paradise on the Bahia coast

102 Serra da Capivara Uma viagem às nossas origens A trip back to our origins

destinos

FOTOS: ADRIANO FAGUNDES (MORRO DE SÃO PAULO); CHEMA LL ANOS (SERRA DA CAPIVARA)

102

115 Paraty Dicas de endereços, por Olivier Anquier Address tips, by Olivier Anquier

88


DEST INOS | M O R R O D E S Ã O P A U L O

Aqui, a deslumbrante paisagem da 5ª faixa de areia de Morro de São Paulo, que também recebe o apelido de Praia do Encanto. Na página ao lado, a piscina do Restaurante e Pousada Passárgada e dois surfistas locais Here, the striking landscape of Morro’s 5th strip of sand, which also carries the nickname of Praia do Encanto (“Enchantment Beach”). On the next page, the pool of Restaurante e Pousada Passárgada and two local surfers

088 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4


Na chamada Costa do Dendê, Morro de São Paulo exibe praias de águas cristalinas, belos corais, restaurantes animados e uma variada programação noturna. Tais quesitos fazem o destino baiano ser adorado por quem busca tranquilidade ou agito On the so-called Dendê Coast, Morro de São Paulo features beaches with crystal waters, beautiful corals, exciting restaurants, and a varied slate of nightlife offerings. These requisites earn the Bahian destination adoration from anyone looking for tranquility or excitement

Morro de

amores Hill of love

Por/By VICTOR GOUVÊA Fotos/Photos ADRIANO FAGUNDES

089


DEST INOS | M O R R O D E S Ã O P A U L O

E

m uma escala de 1 a 5, qual nível de sossego você espera de uma viagem à praia? Essa gradação é a melhor forma de escolher onde fincar o pé em Morro de São Paulo, um dos pontos mais cobiçados do litoral baiano. Localizado na Ilha de Tinharé, fica a 15 minutos de barco de Valença, onde voos da Azul pousam e decolam todo sábado, no pequeno aeroporto, desde outubro. O destino possui cinco faixas de areia que atendem pelo número, feito chamada escolar, com opções para quem quer agitar ou relaxar – aí a progressão do nível de tranquilidade pode ajudar muito na decisão. As 1ª e 2ª praias são perfeitas para a turma da ferveção. E também para aqueles que não abrem mão de passeios culturais mesmo quando a intenção é curtir sol e mar. Por ali fica a diminuta praça central, onde barracas de artesanatos são armadas em todo fim de tarde, e a maior parte das lojas, bares e restaurantes. Um deles é o Passárgada, detentor da vista mais privilegiada do pôr do sol da região. Quase de frente para a restauradíssima Igreja de Nossa Senhora da Luz, que remete ao

090 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

início da ocupação da ilha, no século 17, sentar-se em uma de suas mesas e esperar o sol descer até o horizonte é programa obrigatório. O cenário cinematográfico é completo: bananeiras, barquinhos no píer, rochedos bem distribuídos e o portal que dá as boas-vindas aos recém-chegados. Pertinho do restaurante está um farol do século 18, que se estica até 89 metros em relação ao nível do mar. Numa visita à ilha, em 1859, Dom Pedro II anotou em seu diário que “a igreja era sofrível, mas o farol, de primeira classe”. Hoje ele só pode ser visitado na área externa, depois de muito trabalhar no escoamento da produção de alimentos à capital, Salvador – que se enxerga do mirante com algum esforço. Mais fácil olhar para o outro lado e contemplar as baías de águas cristalinas das 1ª, 2ª e 3ª praias espichadas até onde a vista alcança, com coqueiros adornando. Há duas maneiras de sair do mirante: com ou sem aventura. Os mais precavidos descem ao sopé do morro e visitam as belas ruínas da Fortaleza de Tapirandu, erguida a partir de 1628. Já os mais corajosos podem apanhar a tirolesa que parte do alto da montanha direto para a Praia 1. Uma delícia deslizar longamente até chegar à água do mar, admirando a paisagem.


Na página anterior, o pôr do sol apreciado do Restaurante Passárgada e, abaixo, um casal na Fortaleza de Tapirandu. Nesta página, ao lado, a 1ª Praia vista do alto por aqueles que encaram a tirolesa; e, abaixo, o farol do século 18 On the previous page, the sunset enjoyed from Restaurante Passárgada and, below, a couple at Tapirandu Fort. On this page, to the side, the 1st Beach as seen from above by those who take on the zipline; and below, the 18th-century lighthouse

O

n a scale of 1 to 5, what level of peace and quiet do you expect from a trip to the beach? This gradation is the best way to choose where to dig in your heels in Morro de São Paulo, one of the most coveted points on the Bahian coast. Located on the Island of Tinharé, it is 15 minutes by boat from Valença, where Azul flights have arrived and departed every Saturday at the small airport since October. The destination has five strips of sand that are known by number, with options for anyone who wants to shake things up or relax – so the progression of the level of peacefulness can help a lot in the decision. The 1st and 2nd beaches are perfect for a group that likes excitement. And also for those who won’t forgo cultural outings, even when the intention is to enjoy the sun and surf. Nearby, there is a small central square where handcraft stalls are set up at the end of every afternoon, and the majority of the shops, bars, and restaurants are there. One of them is Passárgada, which has the region’s most privileged view of the sunset. Almost right across from the carefully restored Nossa Senhora da Luz Church, which goes back to the start of occupation of the island in the 17th century, sitting at one of its tables and waiting for the sun to sink to the horizon is an activity not to be missed. The movie set is complete: banana trees, small boats at the pier, well-distributed boulders, and the gateway which welcomes recent arrivals. Very near the restaurant is a 18th-century lighthouse which rises to 89 meters in relation to sea level. On a visit to the island in 1859, Dom Pedro II noted in his journal that “the church was miserable, but the lighthouse, first class.” Today only the outside area can be visited, after much work in the flow of food production to the capital Salvador – which can be seen from the lookout with some effort. It’s easier to look to the side and contemplate the bays of crystal waters of the 1st, 2nd, and 3rd Beaches extending as far as the eye can see, adorned with coconut trees. There are two ways to leave the lookout: with or without adventure. The more cautious descend to the foot of the hill and visit the beautiful ruins of the Tapirandu Fort, erected starting in 1628. The more courageous can take the zipline that goes from the

091


DEST INOS | M O R R O D E S Ã O P A U L O

Ao lado, a panorâmica com a vila e a 1ª Praia; e, abaixo, Joe, o rei das batidas de frutas. Na página seguinte, à direita, um artista durante performance na festa da espuma; no centro, um surfista rumo ao mar; e, abaixo, o badejo servido no restaurante Minha Louca Paixão To the side, the panorama with the village and the 1st Beach; and below, Joe, the king of fruit cocktails. On the following page, to the right, an artist during a performance at the foam party; center, a surfer headed for the sea; and below, sea bass served at the restaurant Minha Louca Paixão

Além dos restaurantes com música ao vivo, a área do agito sedia os poucos eventos que embalam as noites de Morro de São Paulo. Um deles é a Pulsar, balada de música eletrônica no meio da mata. Aos sábados há a tradicional festa da espuma. E, às segundas e quintas, o balanço intimista de um luau toma conta da areia, com som até o sol raiar. Seja lá qual for a farra noturna eleita, é indispensável se render às caipirinhas de frutas regionais. O rei das batidas por ali é o experiente Joe, que há 27 anos comanda sua barraca. Ele se tornou um destaque na arte quando decidiu fazer concorrência com o único comerciante de bebidas da ilha. Resultado: consagrou-se com suas poções e o tal homem ninguém sabe por onde anda. Apesar de não pôr uma só gota de álcool na boca, o nativo testa combinações com água em casa, antes de colocá-las no cardápio. A que mais gosta leva laranja, cacau e o néctar que escorre deste fruto recém-colhido, comprado puro de produtores de Ilhéus. “Eu nasci para fazer isso, viu?”, orgulha-se. Nas sacodidas da coqueteleira, Joe assistiu ao progresso de Morro, que antes era só areia e agora já possui calçamento na ruazinha principal. A praça central é ligada à 2ª Praia por esse calçadão, onde não circulam automóveis. De lá adiante, apenas por um deck de madeira até o meio da 3ª Praia – uma zona de transição entre o alvoroço das primeiras e o sossego absoluto da 4ª e da 5ª. É depois da Ilha da Saudade, que marca o início da 3ª Praia, que o clima começa a mudar. Dali partem passeios de barco pela região e ainda há restaurantes bem estruturados, mas o vaivém das ondas se torna o som predominante. Quando a maré está baixa, formam-se piscinas naturais em meio a corais e é possível alugar um caiaque para remar até a Ilha do Caitá, um banco de areia que se torna uma bela prainha particular.

092 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4


top of the mountain directly to Beach 1. It is a delight to slide at length until landing in the water of the sea, admiring the landscape. In addition to the restaurants with live music, the bustling area hosts the only three events which pack the nights of Morro de São Paulo. One of them is Pulsar, an electronic music party in the middle of the forest. On Saturdays, there is the traditional foam party. And on Mondays and Thursdays, the intimate rhythm of a luau takes hold of the sand, with sounds until the crack of dawn. Whatever form of nighttime revelry you choose, it is indispensable to give in to the caipirinhas made with regional fruits. The king of cocktails there is the expert Joe, who has been running his stand for 27 years. He made a name for himself in the art when he decided to compete against the island’s only beverage vendor. Result: he established himself with his concoctions and nobody knows

what happened to that other guy. Even though he never puts a single drop of alcohol to his lips, the native tests combinations with water at home before debuting them on the menu. His favorite has orange, cacao, and the nectar that drips from this fruit when harvested fresh, bought pure from producers in Ilhéus. “I was born to do this, you see?,” he boasts. With the shakes of the shaker, Joe has watched Morro’s progress, which was once only sand and which now has pavement on the main street. The central square is connected to the 2nd Beach by this walkway, on which no cars circulate. After that point, there is only a wooden deck to the 3rd Beach – a zone of transition between the bustle of the first ones and the absolute peacefulness of the 4th and 5th. It is after Saudade Island, which marks the start of the 3rd Beach, that the atmosphere starts to change. From there, boat outings depart for the region and there are still well-structured restaurants, but the waves crashing and receding becomes the predominant sound. When the tide is out, natural pools are formed among the corals and it is possible to rent a kayak to row to Caitá Island, a sandbank that turns into a beautiful private beach.

093


DEST INOS | M O R R O D E S Ã O P A U L O

À direita, a paradisíaca Praia de Moreré; abaixo, o famoso Guido da Lagosta; e, no pé da página, um pescador em Tassimirim e os coloridos peixinhos nas águas de Boipeba. Na página ao lado, o mar verdeesmeralda da Praia de Garapuá To the side, the idyllic Moreré Beach; below, the famous Lobster Guido; and at the bottom of the page, a fisherman in Tassimirim and the colored fish in the waters of Boipeba. On the following page, the emerald green sea of Garapuá Beach

094 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4


PRODUTOS

Locais

Caminhar do final da 3ª Praia rumo às seguintes é como entrar em outra dimensão. Nas 4ª e 5ª praias, o silêncio impera. Em longos passeios não se cruza com ninguém e o banho na água verde -esmeralda é quase exclusivo. Um privilégio que pode ser alcançado de carro, por dentro da ilha, ou de barco – estes podem ir além do número 5. E vale a pena continuar a explorar para ver o que há no além-mar. Depois do fim da contagem, a próxima faixa de areia é Garapuá. Pense num lugar pacato. Formado em uma baía com uma pequena capela e dois restaurantes, o vilarejo conserva um charme bucólico. A ideia é lagartear em uma esteira do quiosque do Capitão Pipoca enquanto belisca algumas lambretas, moluscos típicos da região, que crescem nos mangues. Cozidas com cebola, tomate e coentro, são leves e deliciosas. As próximas joias do litoral ficam na ilha de Boipeba. Dá para entender facilmente por que Moreré é considerada por muitos uma das dez melhores praias brasileiras. Apelidada de “Morro há 20 anos”, ainda está distante do avanço do homem. Por ali o tempo passa em compasso baiano e amendoeiras-da-praia conferem sombra, que se une à água fresca num estalo de felicidade. Chega-se nadando até as piscinas naturais onde seu Antônio ancora o barco e serve coco gelado para os visitantes, que se surpreendem com a beleza dos corais e dos peixinhos coloridos ávidos pela polpa da fruta. Vizinho de Moreré, na divisão entre as praias de Tassimirim e Cueira, encontra-se uma celebridade local. É Seu Guido da Lagosta, um ex-pescador que prepara o melhor crustáceo que você vai provar em muito tempo. Há 30 anos no mesmo lugar, ele serve animais frescos – fora da época

Local products

Azeite de dendê

Dendê Oil Leve o óleo típico da gastronomia baiana para preparar em casa moqueca ou acarajé. R$10 o frasco com 200ml Pick up the typical oil of Bahian cuisine to prepare moqueca or acarajé at home. R$10 for a 200ml bottle

Xequerê do Roque

Xeqierê do Roque O instrumento de percussão africano é produzido com o fruto da cabaceira e miçangas. A partir de R$15 The African percussion instrument is made of a calabash gourd and beads. Starting at R$15

Walking from the end of the 3rd Beach toward the next ones is like entering another dimension. On the 4th and 5th beaches, silence reigns. Long walks can be taken without coming across anyone else, and bathing in the emerald green waters is almost exclusive. A privilege that can be reached by car, through the interior of the island, or by boat, which can go beyond number 5. And it’s worth the trouble to continue exploring to see what there is across the waters. After the end of the count, the next strip of sand is Garapuá. Think of a sleep place. Form on a bay with a small chapel and two restaurants, the village retains a bucolic charm. The idea is to bask in the sun on a mat from Capitão Pipoca’s kiosk, while snacking on some lambretas, a typical shellfish of the region which grows in the mangroves. Cooked with onion, tomato, and cilantro, they are light and delicious. The next jewels of the coast are on the island of Boipeba. It is easy to understand why Moreré is considered by many to be one of the ten best beaches of Brazil. Nicknames the “Morro of 20 years ago”, it is still far from the advance of mankind. There the time passes at a Bahian pace and tropical almond trees provide shade that meets the cool water in a burst of happiness. You arrive by swimming to the natural pools where Antônio anchors his boat and serves chilled coconut to visitors, who are surprised by the beauty of the corals and the colored fish hungry for the pulp of the fruit. Next to Moreré, at the border between the beaches of Tassimirim and Cuieira, a local celebrity can be found. It’s Lobster Guido, an ex-fisherman who prepares the best crustacean you’ll taste for a long time. In the same place for 30 years, he serves fresh animals – outside the season of prohibition. Cooked on a clay stove with dried coconut leaves,

095


DEST INOS | M O R R O D E S Ã O P A U L O

de proibição. Cozidas no fogão de taipa com palha de coqueiro, as sugestões são diversas: moqueca com banana-da-terra, ensopada, com mel e manjericão, abacaxi apimentado, ou, a melhor e mais simples, grelhada na manteiga. Aos 59 anos, o carismático senhor se reveza entre as panelas e a atenção aos turistas. Conta causos e fala sobre sua fama internacional, como quando ligaram da TV dinamarquesa perguntando se ele tinha agenda para uma gravação. Respondeu: “Tenho agenda não, venham a hora que quiserem”. Guido tampouco se intimida em passar a receita de suas delícias, pois sabe que sem uma matéria-prima tão fresca quanto a sua, ninguém poderá reproduzir experiência gastronômica similar. No caso dos passeios de um dia, partindo de Morro, uma opção é retornar pela parte de trás da ilha de Tinharé. A “volta olímpica” completa-se comendo ostras frescas em bares flutuantes de Canavieiras, conhecendo o Convento de Santo Antônio, em Cairu, e se lambuzando de lama em Gamboa. Ao aportar em Morro de São Paulo, já no belíssimo portal, não tenha dúvidas: será impossível controlar o impulso de recomeçar a contagem do zero.

096 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

the recommendations are diverse: moqueca with plantain, stewed, with honey and basil, peppered pineapple, or the best and simplest, grilled in butter. At 59 years old, the charismatic man alternates between the pots and pans and serving the tourists. He tells stories and talks about his international fame, such as when Danish TV called him asking whether he had time in his schedule for a filming. He replied: “I don’t have any schedule, come whenever you want.” Guido is also not shy to share the recipe of his delicacies, since he knows that without ingredients as fresh as his, no one will be able to reproduce such experience. In the case of the day trips departing from Morro, one option is to return through the back part of the Tinharé Island. The “victory lap is completed by eating fresh oysters at floating bars of Canavieiras, seeing the Santo Antonio Convent in Cairu, and smearing yourself with mud in Gamboa. When you dock in Morro de São Paulo, right from the beautiful portal, have no doubt: it will be impossible to control the impulse to start the count over from zero.

À esquerda, o belo fim de tarde em Morro de São Paulo; no alto, uma simpática e típica baiana; e, acima, ostras frescas servidas em bares flutuantes em Canavieiras To the left, the beautiful late afternoon in Morro de São Paulo; on top, a friendly typical Bahian woman; and above, fresh oysters served in floating bars in Canavieiras


DEST INOS | M O R R O D E S Ã O P A U L O

ONDE FICAR

ONDE COMER

COMO IR

WHERE TO STAY

WHERE TO EAT

HOW TO GET THERE

Pousada Safira do Morro

Restaurante Minha Louca Paixão

É a solução para quem quer se hospedar no agito da 2ª Praia, mas sem o barulho dos bares à beira-mar. Localizada um quarteirão para dentro da ilha, possui quartos limpos e espaçosos e um café da manhã reforçado. It’s the solution for those who want to stay in the excitement of the 2nd Beach, but without the noise of the bars and seaside parties. Located a block toward the center of the island, it has clean, spacious rooms and a hearty breakfast.

Instalado na 3ª Praia, é possível ouvir as ondas quebrando enquanto se saboreiam especialidades regionais, como o bobó de camarão, em porções fartas. Depois, vale descansar no futon do gramado. Set on the 3rd Beach, it is possible to hear the waves breaking while savoring regional specialties such as the generous portion of Shrimp Bobó. Afterward, it’s worth relaxing on the futon on the grass.

Desde outubro, a Azul opera voos diretos entre Salvador e Valença todos os sábados. Dali, são necessários apenas 15 minutos de barco para chegar a Morro de São Paulo. Since October, Azul has been operating direct flights between Salvador and Valença every Saturday. From there, it takes only 15 minutes by boat to reach Morro de São Paulo.

R. CAMINHO DA BIQUINHA, 10

3ª PRAIA, S/N°

75 3652 1490

SAFIRADOMORRO.COM.BR

75 3652 1318

MINHALOUCAPAIXAO.COM.BR

Hotel Karapitangui

Oh La La Creperia

Localizado na 4ª Praia, é cercado de Mata Atlântica de um lado e pelo mar cristalino do outro. Passe as noites nas suítes, nos apartamentos ou no bangalô. Located on the 4th Beach, it is surrounded by Atlantic Forest on one side and crystal sea on the other. Spend your nights in the suites, in the apartments, or in the bungalow.

Parece ser só mais uma opção entre os tantos restaurantes da praça, mas não é. O crepe servido neste restaurante tem massa fina e recheio farto e saboroso por um preço justo. Embrulhado como um pacote, há diversas opções de sabores. It looks like just one option out of so many restaurants on the square, but it’s not. The crepes served in this restaurant have thin dough and plentiful and tasty filling, for a fair price. Wrapped as a package, there are various flavor options. .

4ª PRAIA, S/Nº 75 3652 2088

KARAPITANGUI.COM.BR

SE

Salvador

BA

Valença

MORRO DE SÃO PAULO

R. PRINCIPAL, S/Nº

Guido da Lagosta Ocupando a mesma barraca há 30 anos, o cozinheiro serve crustáceos frescos e irresistíveis. Escolha entre uma das receitas sugeridas e delicie-se com uma refeição inesquecível. Occupying the same shack for 30 years, the cook serves fresh and irresistible crustaceans. Choose one of the suggested recipes and enjoy a delicious, unforgettable meal. ENTRE AS PRAIAS TASSIMIRIM E CUEIRA,

Azul viagens

40 03 1181

ão Paulo Morro de S Pousada te noites na Se com café Terra e Mar, INA S) 12 (DE CA MP SA ÍDA EM 13/

ILHA DE BOIPEBA

10x R$120

sem juros

098 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4


Gestão de Qualidade Motiva. Seus clientes satisfeitos e sua empresa com maior credibilidade.

A Motiva Contact Center possui um olhar diferente sobre suas operações e sempre preza pela transparência com seus clientes.

agenciacarbon.com.br

Com uma gerência sempre próxima, a Motiva se torna uma extensão da sua empresa e entrega informações importantes para rentabilizar suas operações. MOTIVA Contact Center. Qualidade que gera resultados.

Pelo segundo ano consecutivo, entre as melhores em qualidade do país.

3119.3400 . 3119.3407

Ligue: +55 (19) Rua Flávio Telles, 155 | Jardim Santa Genebra | Campinas | São Paulo

www.motiva.com.br


DES T INOS | M O R R O D E S Ã O P A U L O | F A Z E N D O A M A L A

Let’s hit the beach

Vamos a la playa PARA CURTIR DIAS DE SOL E MAR COM CHARME E ELEGÂNCIA TO ENJOY DAYS OF SUN AND SURF WITH CHARM AND ELEGANCE Edição/Editing LIA GUIMARÃES Produção/Production SOPHIA LADEIRA Fotos/Photos FÁUSTULO MACHADO

2

1

3

4

100 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4


1 Maiô Rip Curl. R$299,90 Rip Curl swimsuit. R$299.90 RIPCURL.COM.BR

8

2 Canga Tommy Hilfiger. R$159 Tommy Hilfiger sarong. R$159 TOMMY.COM

3 Colar Bendita Benedita R$89,90 Bendita Benedita necklace. R$89.90

5

BENDITABENEDITA.COM.BR

4 Snorkel e máscara Oxer. R$99,99 Oxer snorkel and mask. R$99.99 CENTAURO.COM.BR

5 Viseira Track & Field. R$59 Track & Field visor. R$59 TF.COM.BR

6 Creme de cabelo Kérastase. R$133

9

Kérastase hair creme. R$133

6

14

KERASTASE.COM.BR

7 Alpargatas Calvin Klein. R$199 Calvin Klein canvas shoes. R$199 CALVINKLEIN.COM.BR

10

8 Camiseta Hering For You. R$34,90 Hering For You t-shirt. R$34.90 HERINGFORYOU.COM.BR

7

9 Óculos Ray-Ban. R$500

11

12

Ray-Ban sunglasses. R$500 SUNGLASSHUT.COM

10 Esmaltes Essie. R$33 Essie nail polishes. R$33 ESSIEBRASIL.COM.BR

11 Água termal Evian. R$49,90 Evian thermal water. R$49.90 FRAJO.COM.BR

13

12 Prendedores de cabelo Accessorize. R$39 Accessorize hair fasteners. R$39

AGRADECIMENTO: EUCATEX (PISO L AMINADO LINHO BRANCO)

ACCESSORIZE.COM.BR

13 Nécessaire Sub. R$145 Sub nécessaire. R$145 SUBBEACHWEAR.COM.BR

14 Celular Galaxy KZoom Samsung. R$2.099 Samsung Galaxy KZoom cell phone. R$2099 SAMSUNG.COM/BR

101


DEST INOS | S E R R A D A CC AA PP IIVVAARRAA

TESOURO

BRUTO Rough Treasure


Turista observa a entrada de luz na Toca do Inferno, uma das formações rochosas do Parque Tourist observes the light entering the Toca do Inferno, one of the Park’s rock formations

Há milhares de anos, o homem deixou suas marcas em paredões e rochedos do Sudeste do Piauí, hoje reunidos no Parque Nacional Serra da Capivara. Um lugar onde é possível ver de perto os vestígios de nossa civilização e se emocionar diante de uma paisagem única Thousands of years ago, man left his mark on cliffs and boulders in the Southeast of Piauí, now assembled in the Serra da Capivara National Park. A place where it is possible to see vestiges of our civilization up close and be moved by a unique landscape

Por/By LUIZA VIEIRA Fotos/Photos CHEMA LLANOS


DEST INOS | S E R R A D A C A P I V A R A

G

uaritas novas, limpas e conectadas 24 horas por dia via rádio recebem os visitantes na imensa área (são 130 mil hectares) do Parque Nacional Serra da Capivara. Dali adiante, setas indicam o caminho das trilhas e degraus montados sobre pedras ajudam a alcançar os incríveis paredões cobertos de pinturas rupestres, as protagonistas locais. Conservadas de forma surpreendente – nem parece que atravessaram séculos e civilizações –, elas podem ser vistas de pertinho, graças à minuciosa manutenção que a arqueóloga Niède Guidon e sua equipe promovem. A brasileira descendente de franceses, hoje com 81 anos, desbravou todo o Sudeste do Piauí e, desde os anos 1970, esforça-se para deixar esse tesouro pré-histórico arrumadinho para quem quiser saboreá-lo. Com direito a cliques em paisagens esculpidas pelo vento e pelo tempo. Distante 530km da capital Teresina, o Parque abrange as cidades de João Costa, Brejo do Piauí, Coronel José Dias e São Raimundo Nonato – esta última, considerada sua porta de entrada, fica a 300km de Petrolina, destino pernambucano servido pela Azul. Foi instituído em 1979, quando seu valor histórico veio à tona: datações de carbono comprovaram que grupos de homo sapiens viveram ali há mais de 100 mil anos. A teoria refutou tudo o que até então se sabia sobre o homem americano e a hipótese de que ele havia chegado ao continente por outros caminhos. O barulho, na época, ecoou pelos inúmeros cânions da região e chamou a atenção da comunidade científica internacional e da Unesco, que deu ao local o merecido título de Patrimônio Cultural da Humanidade, em 1991.

104 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

Cogerido pelo ICMBio (antigo Ibama) e pela Fundação Museu do Homem Americano (Fumdham), órgão dirigido por Niède, o local oferece uma viagem às nossas origens. Animais, vegetações, homenzinhos e representações de rituais são alguns dos mais de 40 mil desenhos, com idades entre 6 mil e 18 mil anos, que se espalham por seus 900 sítios arqueológicos cadastrados. Daquelas terras também saíram importantes fósseis e ossadas que se destacam entre os já encontrados no continente. “Recentemente, estávamos preparando um novo circuito de visitação, mas ao fincarmos uma estaca no chão, nós nos deparamos com um esqueleto. Numa busca rápida, escavamos outros dez. Há muito ainda o que fazer e descobrir”, relata a arqueóloga, com entusiasmo. Muitos dos achados dessas pesquisas e reproduções de fósseis estão em exposição no Museu do Homem Americano, um verdadeiro oásis tecnológico no meio do Piauí.


N Na página anterior, acima, um dos desfiladeiros do Parque; e no centro, o Museu do Homem Americano. Nesta página, acima, a arqueóloga Niède Guidon; ao lado e abaixo, pinturas rupestres que viraram símbolo do local On the previous page, above, one of the Park’s gorges; and in the center, the Museum of the American Man. On this page, above, archaeologist Niède Guidon; and to the side and below, the petroglyph with has become the place’s symbol

ew ranger stations, clean and connected 24 hours a day via radio, receive the visitors to the immense area (130,000 hectares) of the Serra da Capivara National Park. From their, arrows indicate the path of trails and steps mounted on stones help you reach the incredible cliffs covered with petroglyphs, the local main attraction. Surprisingly well-preserved – they don’t even look like they’ve weathered centuries and civilizations – they can be seen close up, thanks to the careful maintenance of archaeologist Niède Guidon and her team. The Brazilian, of French descent and now 81 years old, explored the whole Southeast of Piauí and, since the 1970s, has made efforts to leave this prehistoric treasure all arranged for those who want to get a taste of it. With the right to take snapshots of landscapes sculpted by the wind and by time. 530 km from the capital, Teresina, the Park encompasses the cities of João Costa, Brejo do Piauí, Coronel José Dias, and São Raimundo Nonato – the latter considered its port of entry – it is 300 km from Petrolina, a Pernambuco destination served by Azul. It was instituted in 1979, when its historical value came to light: carbon dating has proved that groups of homo sapiens lived there more than 100,000 years ago. The theory refuted what was known up to then about American man and the hypothesis that he had arrived on the continent by other routes. The buzz at the time echoed through the numerous canyons of the region and called the attention of the international scientific community and UNESCO, which gave the location the well-deserved title of Cultural Heritage of Humanity, in 1991. Co-managed by the ICMBio (formerly Ibama) and the Museum of the American Man Foundation (Fumdham), an organization directed by Niède, the location offers a trip back to our origins. Animals, vegetation, human figures, and representations of rituals are some of the more than 40,000 paintings, with ages between 6,000 and 18,000 years, which are scattered across the 900 registered archaeological sites. Important fossils and bones which stand out against those already found on the continent have also come from these lands. “Recently, we were preparing a new circuit for visitation when we went to put a stake in the ground and came upon a skeleton. With a quick search, we excavated another ten. There is still a lot to do and discover,” says the archaeologist, enthusiastically. Many of the finds of this research and reproductions of fossils are on display at the Museum of the American Man, a true technological oasis in the middle of Piauí.

105


DEST INOS | S E R R A D A C A P I V A R A

O Parque impressiona ainda por outro quesito: sua natureza particular. Em meio à caatinga fechada e seca, com um emaranhado de galhos esbranquiçados, é possível encontrar beleza em todos os cantos. Repleto de boqueirões, chapadas e formações rochosas curiosas, experimenta-se um cenário que, no passado, foi mar e rio. Um de seus ícones é a Pedra Furada, formação com um enorme buraco, fruto da ação do vento. Outro ponto de destaque é o Grotão da Esperança – contemplado no Circuito Caldeirão dos Rodrigues, um dos 14 estabelecidos para turistas –, muito por conta da bela panorâmica que se vê dali, com cânions, cactos floridos e, nos céus, a dança dos urubus-reis e a presença de pequenos falcões. Além desses, outros pássaros cruzam a paisagem num ir e vir constante. Já na terra, capivaras não existem mais. Porém, podem ser vistos tamanduás-bandeiras, caititus (uma espécie de porco do mato), tatupebas, veados, raposas, macacos e mocós, bichinhos pequenos, quase uma miniatura de capivara, presentes em cada buraquinho de rocha. Eles, aliás, são os responsáveis pela maior degradação das pinturas rupestres: seus fluidos ácidos por pouco não danificam o trabalho há anos conservado nas paredes. O estrago é evitado por conta da atenta manutenção do Parque. A limpeza dos sítios arqueológicos é feita periodicamente, a tempo de salvar os registros. Onças-pardas e pintadas também vivem na região, mas é raro avistá-las. No máximo, percebem-se seus rastros. O resto fica por conta dos “causos” dos antigos caçadores.

106 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

Durante a seca, de abril a setembro – no chamado verão piauiense –, os animais têm de matar a sede nas águas dos caldeirões que se espalham por todos os 130 mil hectares de área e são abastecidos por caminhões-pipa. Portanto, a dica é se aproximar deles em silêncio, para que cresçam as chances de se deparar com um representante da fauna local. Já no inverno, de novembro a março, predominam dias chuvosos e com altas temperaturas. Além de atrair os mosquitos – repelentes são essenciais nessa época –, a água que cai do céu abençoa a terra castigada pela estiagem e oferece uma nova vista. Onde antes parecia existir apenas uma vegetação morta, repleta de labirintos de galhos secos, surgem folhas em diversos tons de verde e muitas flores. Até mesmo os cactos se abrem coloridos, dando um toque especial à já exótica vista.


Na página anterior, à esquerda, um caititu; no alto uma visitante na Pedra Furada; no centro, um mocó entre as rochas; e, abaixo, um tatupeba. Nesta página, à direita, um cacto, grande representante da flora local; e, abaixo, peças do Ateliê de Cerâmica On the previous page, to the left, a collared peccary; on the top a visitor at Pedra Furada; in the center, a rock cavy among the rocks; and below, a six-banded armadillo. On this page, to the right, a cactus, significant representative of the local flora; and below, pieces from the Ceramics Studio

ARTE LOCAL

LOCAL ART Pertinho do Parque, no povoado de Barreirinho, em Coronel José Dias, funciona, desde 1994, o Ateliê de Cerâmica Serra da Capivara. Peças pintadas à mão e produzidas sob um alto padrão de qualidade ajudam a comunidade local e põem em evidência o artesanato da região. Hoje, são comercializadas online e em grandes redes, como o Grupo Pão de Açúcar e a loja Tok&Stok. Near the Park, in the settlement of Barreirinho, in Coronel José Dias, the Serra da Capivara ceramics studio has been in operation since 1994. Hand-painted pieces produced with a high standard of quality help the local community and highlight the region’s handcrafts. Today, they are sold online and in large chains such as the Pão de Açúcar Group and the store Tok&Stok. CERAMICACAPIVARA.COM

The Park is also impressive for another reason: its peculiar nature. Amidst the closed, dry scrubland with a tangle of whitish branches, it is possible to find beauty all around. Replete with gullies, mesas, and curious rock formations, you experience a setting that in the past was sea and river. One of its icons is the Pedra Furada (Pierced Rock), a formation with an enormous hole, the result of the action of the wind. Another highlight is the Esperança Cave – included on the Caldeirão dos Rodrigues Circuit, one of 14 established for tourists – largely on account of the panoramic beauty that can be seen from there, with canyons, flowered cacti and, in the sky, the dance of the king vultures and small falcons. In addition to these, other birds cross the landscape in the constant coming and going. On land, there are no long capivaras. However, you can see giant anteaters, collared peccaries, six-banded

armadillos, deer, foxes, monkeys, and rock cavies, a small animal almost like a miniature capivara, present in every hole in the rock. They are, after all, the ones responsible for the biggest degradation of the petroglyphs: their acidic fluids very nearly damage the work preserved for years on the walls. The damage is prevented because of the attentive maintenance of the Park. The cleaning of the archaeological sites is performed periodically, in time to save the records. Pumas and jaguars also live in the region, but are rarely seen. At most, their tracks can be seen. The rest is on account of the “tales” of the ancient hunters. During the dry season, from April to September – in the so-called Piauí summer – the animals have to quench their thirst in the waters of the “cauldrons”, which are scattered across the 130 hectares of the area and are refilled by tanker trucks. Therefore, the trick is to approach them silently, so that you have better chances of coming upon a representative of the local fauna. Then, in the winter, from November to March, rainy days with high temperatures prevail. In addition to attracting mosquitoes – repellents are essential at this time of year – the water that falls from the sky blesses the drought-

107


DEST INOS | S E R R A D A C A P I V A R A

No alto, panorâmica do Grotão da Esperança, uma das vistas mais belas da região; e, acima, revoada no Cânion das Andorinhas At the top of the page, the panorama from the Baixão da Esperança, one of the most beautiful of the region; and above, birds seen at Swallow Canyon

108 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

Contemplá-la do alto é um exercício incansável. Vale cada esforço para alcançar o topo das chapadas e vencer as trilhas. Depois de muito sobe e desce, o descanso merecido recebe o nome de Cânion das Andorinhas. A melhor hora para visitá-lo é por volta das 17h, momento em que o sol começa a se recolher no horizonte. Os pássaros que dão nome ao local chegam na sequência, aos poucos. Basta deitar para contemplar seus rasantes. Depois de reunidas ali, o espetáculo se inicia: em grupos, elas descem a toda velocidade e se refugiam em um buraco. Só quando a última andorinha for embora, aí sim, é hora de se despedir do Parque e voltar para casa.

-punished land and offers a new sight. Where before there was only dead vegetation, replete with labyrinths of dry branches, leaves of various shades of green and many flower come forth. Even the cacti open up with colors, giving a special touch to the already exotic panorama. Taking it all in from the top is an exercise you’ll never tire of. It’s worth every sweaty effort to reach the top of the mesas and beat the trails. After lots of ups and downs, the well-deserved resting spot receives the name of Cânion das Andorinhas (Swallow Canyon). The best time to visit it is around 5 PM, when the sun starts to sink on the horizon. The birds which lend their name to the place come in sequence, little by little. You just have to lie back to contemplate their sweeping flights. After gathered there, the spectacle begins: in groups, they descend at full speed and take refuge in a hole. Only when the last swallow has gone, only then is it time to say goodbye to the Park and head home.


DEST INOS | S E R R A D A C A P I V A R A

ONDE FICAR

ONDE COMER

COMO IR

WHERE TO STAY

WHERE TO EAT

HOW TO GET THERE

Albergue Serra da Capivara

Albergue Serra da Capivara

Localizado dentro do Ateliê de Cerâmica, possui quartos individuais e coletivos, todos equipados com ar-condicionado. É a melhor opção para quem busca maior integração com o Parque e, como fica de frente para algumas das chapadas, tem um visual deslumbrante. Located inside the ceramics studio, it has individual and collective rooms, all equipped with air conditioning. It is the best option for those looking for better integration with the Park, and since it faces some of the mesas, it has a striking appearance.

Além de hospedagem, funciona como restaurante. A refeição, à vontade, é saborosa e variada: opções de carnes e saladas acompanham o tradicional arroz com feijão. À tarde, sempre sai um bolo quentinho para comer com café. In addition to the accommodations, it functions as a restaurant. The buffet-style meal is tasty and varied: meat and salad options are accompanied by the traditional rice and beans. In the afternoon, they always come out with a hot cake to have with coffee.

A Azul opera voos diários para Petrolina (PE) – a 300km de São Raimundo Nonato –, com conexões em Juazeiro do Norte, no Ceará. Azul operates daily flights to Petrolina (PE) – 300 kilometers from São Raimundo Nonato – with connections in Juazeiro do Norte, in Ceará.

SÍTIO BARREIRINHO, ZONA RURAL, CORONEL JOSÉ DIAS 89 3528 1760

SÍTIO BARREIRINHO, ZONA RURAL, CORONEL JOSÉ DIAS

89 3528 1760

CERAMICACAPIVARA.COM

CERAMICACAPIVARA.COM

Restaurante Trilha da Capivara Hotel Serra da Capivara Simples, porém aconchegante, é alternativa certeira em São Raimundo Nonato. Afastado do centro, garante noites tranquilas para descansar do dia intenso de trilhas. Peça para ficar em um dos quartos novos, inaugurados em 2009. Simple but cozy, it is a sure bet in São Raimundo Nonato. Removed from downtown, it guarantees peaceful nights to rest from the intense day on the trails. Ask to stay in one of the new rooms, inaugurated in 2009. ROD. PI 140, KM 0, SANTA LUZIA, SÃO RAIMUNDO NONATO

110

89 3582 1789

HOTELSC.COM.BR

A Z U L M AG A Z I N E | 12 . 2 014

Conhecido na região como Restaurante da Paula, fica na saída do Circuito da Pedra Furada. Simples, de comida caseira, serve um ótimo arroz com feijão e macaxeira, acompanhado geralmente de carne de sol ou galinha caipira. Reserve uma mesa com antecedência. Known in the region as Paula’s Restaurant, it is at the exit of the Pedra Furada Circuit. Simple, with homestyle food, it serves great rice, beans, and manioc, generally accompanied by carne de sol (sun-dried beef) or galinha caipira (country-style chicken). Make reservations in advance.

Teresina

MA PI

CE

PARQUE NACIONAL SERRA DA CAPIVARA

PE São Raimundo Nonato Petrolina

89 9408 0995 BA


Faça Medicina no 2º melhor curso

privado de medicina de Minas de acordo com a

Medicina Araguari Situada a 25 minutos de Uberlândia/MG

Os melhores cursos são feitos para os melhores profissionais.

unipacaraguari.edu.br

(34) 3249.3900

FACULDADE DE ARAGUARI-MG

* RUF - O 2º melhor curso privado de Minas Gerais, sendo o melhor do interior do Estado, segundo o Ranking Universitário da Folha, 08/09/2014. ** A Faculdade de Araguari se destacou em MG dentre mais de 600 faculdades pesquisadas no país, pela excelente avaliação de seus cursos pelo mercado de trabalho: Medicina ( 2º lugar); Educação Física ( 4º lugar); Nutrição ( 9º lugar) ; Farmácia ( 10º lugar); Pedagogia ( 12º lugar); Direito (13º lugar); Enfermagem e Ciências Contábeis ( 14º lugar) e Administração de Empresas ( 16º lugar). *** Foi autorizado pelo MEC em 2014 a criação dos cursos de Medicina Veterinária e de Engenharia de Produção.


DES T INOS | S E R R A D A C A P I V A R A | F A Z E N D O A M A L A

Trails in sight 3

Trilhas à vista PRODUTOS E ACESSÓRIOS PARA MELHOR EXPLORAR OS PAREDÕES DA SERRA DA CAPIVARA PRODUCTS AND ACCESSORIES TO BETTER EXPLORE THE CLIFFS OF THE SERRA DA CAPIVARA

1

Edição/Editing LIA GUIMARÃES Produção/Production SOPHIA LADEIRA Fotos/Photos FÁUSTULO MACHADO

2

4

5 8 7 AGRADECIMENTO: MAIS REVESTIMENTOS (PORCELANATO ECOVILA)

6

112 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4


1 Lunch box Bento Store. R$140

9

Bento Store lunch box. R$140 BENTOSTORE.COM.BR

11

2 Calça Timberland. R$349 Timberland pants. R$349 TIMBERLAND.COM.BR

3 Chapéu LRG. R$169 LRG hat. R$169 L-R-G.COM

4 Óculos Carrera. R$479 Carrera sunglasses. R$479 SAFILOEMFOCO.COM.BR

5 Binóculo Le Paquet. R$238 Le Paquet binoculars. R$238 LEPAQUET.COM.BR

10

6 Hidratante facial Clinique. R$139 Clinique facial moisturizer. R$139

12

CLINIQUE.COM.BR

7 Desodorante para os pés Dr. Jones. R$22,90 Dr. Jones deodorant for the feet. R$22.90 DRJONES.COM.BR

8 Shower gel Blue Dragon. R$42 Blue Dragon shower gel. R$42 RITUALS.COM

9 Tênis Nike. R$549 Nike tennis shoes. R$549 NIKE.COM.BR

10 Mochila The North Face. R$499 The North Face backpack. R$499

13

THENORTHFACE.COM.BR

11 Porta-documentos Samsonite. R$89,90 Samsonite briefcase. R$89.90 SAMSONITE.COM.BR

12 Alicate multifunções Victorinox. R$470 Victorinox pliers. R$470 VICTORINOX.COM.BR

13 Câmera Instax Mini Fuji. R$799 Fuji Instax Mini camera. R$799 LOJAFUJI.COM.BR

113


GRCcomunicacao.com.br


DEST INOS | E U F U I

Paraty

por/by Olivier Anquier

Cheguei ao Brasil em 1979, no Rio de Janeiro. Passei por Floripa e Jericoacoara, onde tive restaurantes, e hoje moro em São Paulo. Ainda assim, meu lugar preferido no País é Paraty, no litoral Sul do Rio. Quando quero me desconectar de tudo, vou para a minha casa na Serra da Bocaina. De lá, basta pegar meu velho barquinho para alcançar esse paraíso que é a cidadezinha colonial. Eu a conheci em 1982, quando passei um réveillon lá. Fiquei encantado. Era como se estivesse num livro de história. A partir de então, comecei a frequentá-la esporadicamente. Gravei programas no Centro Histórico e nos arredores e pude desbravá-la além do circuito comum. Um dos meus pontos preferidos é a comunidade quilombola de Campinho da Independência, no trajeto para Ubatuba, já no litoral de São Paulo. Recomendo caminhar para conhecê-la bem, mas nada de salto alto. Não indico nem chinelo, pois é muito fácil torcer os pés nas ruas de pedras irregulares. A melhor pedida é um tênis confortável e a cabeça vazia: Paraty é um lugar para relaxar e se esquecer da vida.

Colonial paradise

Paraíso

colonial

O CHEF FRANCÊS OLIVIER ANQUIER, À FRENTE DO PROGRAMA DIÁRIO DO OLIVIER, DA GNT, ENCONTRA EM PARATY O SOSSEGO NECESSÁRIO PARA SE DESLIGAR DA ROTINA FRENCH CHEF OLIVIER ANQUIER, FRONT MAN OF THE PROGRAM OLIVIER’S DIARY, ON GNT, FINDS THE PEACE HE NEEDS TO SWITCH OFF FROM ROUTINE AT PARATY

Em depoimento a / A testimony to LUIZA VIEIRA Retrato/Portrait JULIA RODRIGUES

I arrived in Brazil in 1979, in Rio de Janeiro. I traveled through Floripa and Jericoacoara, where I had restaurants, and today I live in São Paulo. Even so, my favorite place in the Country is Paraty, on the Southern coast of Rio. When I want to switch off from everything, I go to my house in Serra da Bocaina. From there, all I have to do is take my old boat to reach this paradise that is a little colonial city. I discovered it in 1982, when I spent a New Years Eve there. I was enchanted. It was as if I were in a history book. From then on, I began to visit it sporadically. I filmed programs in the Historic Center and in the surroundings and I was able to venture out beyond the usual circuit. One of my favourite spots is the Campinho da Independência Quilombola community, on the way to Ubatuba, on the coast of São Paulo. I recommend walking to see it properly, but certainly no high heels. I don’t even recommend sandals, as it’s easy to twist your ankles on the irregular cobbled streets. The best option is a comfortable pair of sneakers and an empty head: Paraty is a place for relaxing and forgetting about life.


DES T INOS | E U F U I

Confira as dicas de Olivier Anquier para curtir o melhor de Paraty Check out Olivier Anquier’s tips for enjoying the best of Paraty

1 Rodovia Rio-Santos Rio-Santos Highway BR 101

2 Caminho do Ouro Gold Route CENTRO DE INFORMAÇÕES TURÍSTICAS CAMINHO DO OURO ESTRADA PARATY/CUNHA, KM 8 24 3371 1783

3 Restaurante Banana da Terra Banana da Terra Restaurant R. DR. SAMUEL COSTA, 198, CENTRO HISTÓRICO 24 3371 1725 RESTAURANTEBANANADATERRA.COM.BR

4 Festa Literária Internacional de Paraty – Flip

International Literary Festival of Paraty – Flip ASSOCIAÇÃO CASA AZUL, R. JOÃO AYRES MARTINS, 14 24 3371 7082 CASAAZUL.ORG.BR

5 Mercado de Peixes Fish Market LGO. STA. RITA, CENTRO HISTÓRICO

6 Restaurantes nas ilhas Restaurants on the islands PORTO DE PARATY

7 Centro Histórico Historic Downtown

2 Longe do burburinho, o caminho por onde passavam os tropeiros abriga cidades de Minas Gerais e São Paulo. É rico em histórias e belezas naturais. Away from the hubbub, the path the troopers used to take covers the cities of Minas Gerais and São Paulo. It is rich in history and natural beauty.

116

A Z U L M AG A Z I N E | 12 . 2 014

1 A melhor opção para se chegar a Paraty, por conta de sua beleza. Margeia o litoral, corta a Mata Atlântica e tem mirantes com vistas incríveis das praias. The best option for arriving at Paraty, on account of its beauty. It borders the coast, crosses the Atlantic Forest and has lookouts with amazing views of the beaches.


6 Barquinhos saem do porto e levam às ilhas que contam com restaurantes de cozinha simples e impecável. Peixe grelhado na churrasqueira é a pedida certa.

5 Abastecido diariamente, tem produtos fresquinhos e de boa qualidade. As histórias dos pescadores completam o passeio. Perfeito para ir com crianças.

Boats leave the port for islands that boast restaurants with simple and impeccable cooking. Barbequegrilled fish is the order of the day.

Stocked daily, it has fresh products of great quality. The stories of the fishermen finish off the excursion. Perfect for visiting with children.

3 Ocupa um belo casarão do Centro Histórico e sua cozinha caiçara, sob o comando da chef Ana Bueno, privilegia pescados e frutos do mar. It occupies a beautiful mansion in the Historic Center and its caiçara kitchen, under the command of chef Ana Bueno, and favors fish and seafood.

7 Suas construções, do século 19, exibem uma mistura de estilos arquitetônicos, com batentes de granito, sacadas com gradis e fachadas coloridas. Its buildings, from the 19th Century, display a mixture of architectural styles, with granite jambs, balconies with railings and colorful facades.

4 ILUSTRAÇÃO: MAURICIO PIERRO

O evento literário, um dos mais prestigiados do País, é ótima oportunidade para conhecer a cidade pelo viés cultural. Realizado anualmente, em julho. The literary event, one of the most prestigious in the Country, is a great opportunity to discover the city from a cultural bias. It takes place annually, in July.

117


120 Bianca Comparato A jovem atriz camaleônica The young chameleon actress

128 Triptyque Os projetos inovadores do escritório The innovative projects of the office

emfoco

FOTOS: GABRIEL RINALDI (BIANCA COMPARATO); CAMILL A MAIA (CICERO)

120

144 Cicero Papelaria Cadernos divertidos e modernos Fun, modern notebooks

144


E M FOCO | B I A N C A C O M P A R A T O


PEQUENA

Small notable actress

Bianca Comparato é uma jovem atriz camaleônica. Com apenas 29 anos, ela usa e abusa do corpo e do rosto para compor personagens tão díspares quanto uma colegial, uma paciente com câncer e até uma freira, seu papel mais recente Bianca Comparato is a young actress of the chameleon type. At only 29 years old, she uses and abuses her body and face to play characters as disparate as a schoolgirl, a cancer patient, and even a nun, her most recent role

Por/By ANA LUIZA PONCIANO Fotos/Photos GABRIEL RINALDI

121


EM FOCO | B I A N C A C O M P A R A T O

manhã de terça-feira e Bianca Comparato está com a agenda cheia para o resto do dia. Duas entrevistas e uma sessão de fotos para lançar seu novo trabalho. E, enquanto se arruma, entre batons, máscaras para os cílios e bases para a pele, nosso bate-papo transcorre. "Pode deixar bem natural, sem muitos exageros", diz a atriz carioca à maquiadora. "A minha vaidade está em fazer a cena bem. Meu corpo e meu rosto são apenas uma forma de contar uma história. Se é para ficar feia, vou querer ficar feia. Mas, também, se é para estar linda, vamos aí." Transformar-se foi uma das coisas que ela fez de melhor em seu mais recente papel: no longa Irmã Dulce, atualmente em cartaz nas salas do País, ela interpreta a freira baiana dos 19 aos 45 anos.

122 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

Assim que soube que iria fazer o filme, decidiu que não tocaria nenhum outro projeto. Começou a estudar exaustivamente e a entender a trajetória da personagem junto com o preparador Sergio Penna. Um mês antes das filmagens a equipe foi para Salvador e deu início ao trabalho conjunto, principalmente com ensaios e pesquisas. "Estar lá já era uma preparação. A Bahia, para mim, é um Estado mãe. Todo o mundo que sabia que eu faria o papel me contava um episódio interessante da irmã Dulce”, lembra. Encontrar a maneira exata de falar foi um dos grandes desafios. A freira tinha um problema de respiração, o que a deixava com um tom de voz único. Ela e a atriz Regina Braga, que faz a irmã na segunda metade da sua vida, começaram a buscar juntas um jeito comum para viverem a protagonista. Antes, porém, de conquistar o papel principal no filme de Vicente Amorim, Bianca já havia vencido outros obstáculos e se destacado tanto no cinema quanto na televisão e no teatro. Com apenas 29 anos e 1,54m de altura, a pequena jovem atriz é uma espécie de camaleão da nova geração da dramaturgia brasileira. Filha do escritor e roteirista Doc Comparato e da fonoaudióloga Leila Mendes, descobriu ainda no colégio como era natural estar nos palcos. Mas seus pais só a deixaram seguir a vocação depois de ela estudar mais. E foi assim que, aos 16 anos, mudou-se para Londres, onde fez um curso intensivo de atuação. "Lá percebi que tinha mesmo talento para isso. No curso, fazia um monólogo e um dia desabrochei. A turma me aplaudiu. Foi quando notei a profissão dentro de mim", afirma.


Agradecimento: Red Bull Station

Bianca posa durante ensaio fotográfico, no espaço criativo Red Bull Station, no Centro de São Paulo Bianca poses during a photo shoot at the Red Bull Station creative space, in the Center of São Paulo

t's a Tuesday morning and Bianca Comparato has a full schedule until the end of the day. Two interviews and a photo session to launch a new work. It is while she is getting ready, between lipsticks, mascaras for the lashes, and bases for the skin, that our chat takes place. "It can be quite natural, without much exaggeration," say the Rio-born actress to the make-up artist. "My vanity is in making the scene well. My body and my face are only a form of telling a story. If it's supposed to be ugly, I'll be ugly. But also if it's supposed to be pretty, let's do that." Being transformed was one of the things she did best in her most recent role: in the feature-length film Irmã Dulce, currently playing at theaters in the country, she plays a nun from Bahia, from 19 to 45 years old. As soon as she found out she was going to do the film, she decided that she wouldn't touch any other project. She began to study exhaustively and to understand the history of the character along with coach Sergio Penna. One month before filming, the team went to Salvador and started in on the joint work, mainly with trials and research. "Being there was already a preparation. Bahia to me is a mother state. Everyone that knew I was going to do the role told me an interesting episode about sister Dulce," she recalls. Finding the exact manner of speaking was one of the great challenges. The nun had a breathing problem, which left her with a unique tone of voice. Beside actress Regina Braga, who plays the sister in the second half of her life, they together began to look for a common way to play the protagonist. However, before rising to the main role in the film by Vicente Amorim, Bianca had already overcome other obstacles and stood out both in film and on television and in theater. At only 29 years old and 1.54m tall, the small young actress

123


E M FOCO | B I A N C A C O M P A R A T O

A MINHA VAIDADE ESTÁ EM FAZER A CENA BEM. MEU CORPO E MEU ROSTO SÃO APENAS UMA FORMA DE CONTAR UMA HISTÓRIA "M Y VAN I T Y I S I N M A K I N G T H E S C E N E WE LL. MY B ODY AND M Y FAC E AR E ON LY A FOR M OF T E LLI N G A STORY "

Depois disso, foi tudo meio por acaso na vida da atriz. Um teste aqui, um convite ali e, quando percebeu, estava ao lado de Antônio Fagundes e Stênio Garcia fazendo uma participação na série Carga Pesada, em 2005. No ano seguinte, aos 22 anos, tomou outra grande decisão: morar sozinha. Sempre independente, vive hoje com o namorado, em Laranjeiras, no Rio, e, quando não está trabalhando, faz questão de viajar pelo menos uma vez por ano. Achar uma brecha em sua agenda, porém, não é tarefa das mais fáceis. Bianca já soma participações em seis peças de teatro e dez produções televisivas, entre novelas e seriados. Em 2006, destacou-se como Maria João, em Belíssima, mas a grande guinada de sua carreira se deu em Avenida Brasil, em 2012, com a personagem Betânia. Um papel complexo, interessante e em horário nobre. Um ano depois, fez uma colegial na série da MTV A Menina Sem Qualidades, dirigida por Felipe Hirsch, quando foi muito elogiada. Seu próximo passo, ainda na TV, foi em Sessão de Terapia, interpretando uma paciente com câncer – papel que insistiu com Selton Mello que deveria ter. “Para um ator, essa série é quase um teatro. Você está lá, sem nada para te apoiar", explica. A atriz se dedicou exaustivamente a esse trabalho, inclusive raspou o cabelo para viver a personagem. Entretanto, assume que deve muito do resultado à direção impecável de Selton: "Ele tirou o melhor de mim". Em 2013 também fincou os pés no cinema. Em Somos Tão Jovens, filme sobre a juventude de Renato Russo, fez Carmem Teresa, irmã do cantor. E, para isso, conviveu bastante com a personagem real. "Quando se lida com uma pessoa que existiu, o material de arquivo vira fonte de inspiração.


is a type of chameleon of the new generation of Brazilian performing arts. Daughter of author and screenwriter Doc Comparato and phono-audiologist Leila Mendes, she discovered how natural she was on the stage while still in high school. But her parents only let her follow her calling after studying more. And that is how, at 16, she moved to London, where she took an intensive course in acting. "There I realized that I really had talent for this. In the course, I was doing a monologue, and one day I blossomed. The group applauded me. That was when I perceived the profession within myself," she affirms. After that, it was all kind of by chance in the actress's life. A tryout here, an invitation there, and by the time she noticed it, she was next to Antônio Fagundes and Stênio Garcia doing a role in the series Carga Pesada, in 2005. The following year, at 22 years of age, she made another big decision: to live on her own. Always independent, now she lives with her boyfriend in Laranjeiras, in Rio, and when she isn't working, she makes a point to travel at least once a year. Finding an opening in her schedule, however, is no easy task. Bianca already has roles in six theater pieces and ten television productions under her belt, including telenovelas and series. In 2006, she stood out as Maria João, in Belíssima, but the big turning point in her career cam in Avenida Brasil, in 2012, with the character of Betânia. A complex, interesting role, during prime time. A year later, she played a schoolgirl in the MTV series A Menina Sem Qualidades, directed by Felipe Hirsch, for which she was highly praised. Her next step, also on TV, was on Sessão de Terapia, playing a cancer patient - a role which she insisted to Selton Mello on having. "To an actor, this series is almost a theater. You are there, with nothing to support you," she explains. The actress dedicated herself exhaustively to this work, and even shaved her hair to play the character. However, she admits that she owes much of the result to Selton's impeccable directing: "He brought out the best in me".


E M FOCO | B I A N C A C O M P A R A T O

Em sentido horário, a atriz no longa Irmã Dulce, atualmente em cartaz; na série A Menina Sem Qualidades; no filme Somos Tão Jovens; e em Sessão de Terapia Clockwise, the actress in the feature-length Irmã Dulce; in the series A Menina Sem Qualidades; in the film Somos Tão Jovens; and in Sessão de Terapia

ZOOM Ídolo Marlon Brandon. Bianca até organizou uma mostra em homenagem ao ator em 2009, na Caixa Cultural do Rio de Janeiro

Idol

Marlon Brandon. Bianca even organized an exhibit in the actor's honor in 2009, at Caixa Cultural in Rio de Janeiro

Funções múltiplas

126 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

Multiple functions

In 2001, in the plan Lição no. 18 Romeu e Julieta, written by her father, the actress assumed the role of Julieta and was credited in the production

Momento marcante Em Sessão de Terapia teve de raspar o cabelo: "Foi um renascimento"

Defining moment

In Sessão de Terapia she had to shave off her hair: "It was a rebirth"

Paradoxos Em A Menina Sem Qualidades viveu uma colegial. No filme Irmã Dulce interpreta a freira dos 19 aos 45 anos de idade

Paradoxes

In A Menina Sem Qualidades, she played a schoolgirl. Now, in the film Irmã Dulce she plays a nun from 19 up to 45 years of age

Talento reconhecido Suas atuações nas duas séries, Sessão de Terapia e A Menina Sem Qualidades, renderam-lhe o prêmio de melhor atriz em televisão da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA), em 2013

Recognized talent

Her acting in the two series, Sessão de Terapia and A Menina Sem Qualidades, earned her the award for best television actress from the São Paulo Art Critic Association (APCA), in 2013

FOTOS: ADALBERTO PYGMEU/DIV. (SESSÃO DE TERAPIA); IQUE ESTEVES/DIV. (IRMÃ DULCE); DIVULGAÇÃO

Não vejo como um modelo que tenho que copiar, mas como uma referência", explica. Bianca tem um método próprio de trabalho. É muito sistemática e costuma ler o roteiro várias vezes até que seja afetada por ele. O desafio sempre é não se repetir. Agora, com Irmã Dulce já lançado, aposta em projetos variados. Vai filmar em 2015 com Aluizio Abranches, diretor de Um Copo de Cólera (1999). Além disso, começa a rodar uma novela ainda este ano e tem o objetivo de transformar um livro de Paula Gicovate em peça de teatro. Outros planos? “Sim, claro. Depois de fazer Irmã Dulce fiquei com vontade de ter um filho. A maternidade nunca tinha passado pela minha cabeça, mas, depois da personagem, comecei a sentir meu lado maternal mais aflorado. Este é meu grande plano", afirma ela. Maquiada da maneira adequada, sem qualquer exagero, Bianca levanta-se e se dirige para as fotos. "Estou pronta", diz, com ares de Audrey Hepburn.

In 2013, it was her first time to dig her heels into cinema. In Somos Tão Jovens, a movie about the Renato Russo's youth, she played Carmem Teresa, the singer's sister. And for that, she spent a lot of time with the real character. "When you deal with a person that existed, the archive material becomes a source of inspiration. I don't see it as a model that I have to copy, but as a reference," she explains. Bianca has her own method of working. She is very systematic, and usually reads the script several times until she is affected by it. The challenge is always to avoid repeating oneself. Now, with Irmã Dulce already released, she is working on a variety of projects. In 2015, she will film with Aluizio Abranches, director of Um Copo de Cólera (1999). In addition, she starts rolling on a telenovela this year also, and has the objective of transforming a book of Paula Gicovate into a theater play. Other plans? "Yes, of course. After playing Irmã Dulce, I started wanting to have a kid. Maternity had never crossed by mind, but after the character, I started to feel my maternal side had surfaced more. That is my big plan," she affirms. Suitable made-up, without exaggeration, Bianca stands up and heads for the photos. "I'm ready," she says, with airs of Audrey Hepburn.

Em 2001, na peça Lição nº18 Romeu e Julieta, escrita por seu pai, a atriz assumiu o papel de Julieta e assinou a produção


FÉRIAS

COM A

A Z I L A C LO rece e m ê c o V relaxar.

Saia na frente, economize e viaje do seu jeito! Diárias com

ou combos com

Desconto

tuDo incluso

Ganhe

A partir de

15% nas reservas até 23/12/2014*

10x R$

50

,26**

3 diárias + ar + direção + seguros + taxas + km livre

Confira todas as ofertas e condições em

www.localiza.com/ferias Promoções válidas para utilização de 6/1 a 21/2/2015. *Consulte condições. **Valor referente ao Grupo C.

ReseRvas 24h

0800 979 2000

www.localiza.com

solution

a t s e e v r e s e R e d a d i l i u q n a tr . ê c o pra v


E M FOCO | T R I P T Y Q U E


TROPICALISMO

URBANO Urban tropicalism

Comandado por uma brasileira e três franceses, o Triptyque é o escritório responsável por projetos arquitetônicos que têm dado uma nova cara às cidades do País Commended by a Brazilian and three French people, Triptyque is the office responsible for architectural projects that have given a new face to the cities of the Country Por/By MARINA AZAREDO Fotos/Photos JULIA RODRIGUES

E

m um dos imóveis do cruzamento da Ave n id a E u r opa com a Rua Áustria, a língua oficial é o francês. Mas a esquina, apesar dos nomes das vias, não fica no Velho Continente, e sim no coração de um dos bairros mais tradicionais de São Paulo, o Jardim Europa. É ali, em uma casa espaçosa e arejada, que cerca de 40 pessoas dão vida ao Triptyque, escritório responsável por alguns dos projetos arquitetônicos mais inovadores dos últimos anos no Brasil – a maioria marcada pela junção de conceitos clássicos com características tipicamente tropicalistas.

O

n one of the properties at the intersection of Avenida Europa with Rua Áustria, the official language is French. But the corner, despite the street names, is not in the Old World but right in the heart of one of the most traditional neighborhoods of São Paulo, Jardim Europa. It is there, in a spacious and airy house, that around 40 people bring Triptyque to life, the office responsible for some of the most innovative architectural projects in recent years in Brazil – the majority of the marked by the combination of classic concepts with typically tropicalist characteristics.

129


E M FOCO | T R I P T Y Q U E

A premissa pode ser conferida no mais recente lançamento do escritório, na própria capital paulista: o espaço comercial Groenlândia, nos Jardins, é um grande bloco de mármore branco escondido atrás de trepadeiras e palmeiras de até nove metros de altura. A obra agora integra a lista de prédios festejados do Tryptique, na qual estão a Galeria Ouvidor, em Fortaleza, o restaurante Chez Oscar e a loja da Farm da Vila Madalena, ambos também em São Paulo. Os primeiros passos rumo a esse sucesso foram dados em 1999. Os franceses Greg Bousquet, Olivier Raffaelli e Guillaume Sibaud e a brasileira Carolina Bueno eram jovens profissionais cansados da arquitetura romântica. Estudantes da conceituada Escola de Arquitetura Paris-la-Seine, queriam ser mais atores do mundo. E, com a ansiedade típica da idade, decidiram que era hora de ir para um lugar onde pudessem tirar do papel – e da cabeça – todas as ideias mirabolantes que andavam tendo. O local escolhido foi o Rio de Janeiro. "Na Europa, por questões históricas e de espaço, é mais difícil conseguir colocar a sua arte na rua. E o Brasil estava repleto de oportunidades criativas", lembra Carol, hoje com 40 anos. Com o escritório na Zona Sul carioca, ganharam um concurso para reformar o Museu Histórico Nacional. Porém, por falta de recursos, o projeto nunca foi concretizado. O primeiro trabalho de destaque acabou sendo, então, a fachada da loja H.Stern, em Ipanema, o que deu visibilidade aos quatro jovens arquitetos. "Viver aqui e se relacionar com os brasileiros foi bastante simples", conta Guillaume, 41. Mas o Rio, apesar de ter atingido as expectativas dos franceses no que diz respeito ao imaginário sobre o Brasil, deixou a desejar profissionalmente. "Há 15 anos, as coisas aconteciam em São Paulo", justifica Carol. "A cidade cresce sem parar. É claro que há problemas urbanos a resolver, mas é tudo muito estimulante”, elogia Greg, 41.

130 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4


Na página anterior, Guillaume e Carol. Nesta página, Olivier (ao lado) e Greg (abaixo), completam o quarteto de sócios do Triptyque On the previous page, Gui and Carol. On this page, Olivier (to the side) and Greg (below), complete the quartet of partners of Triptyque

The premise can be observed in the most recent of the office's inaugurations, in the São Paulo capital itself: the Groenlândia, a comercial spot in Jardins, is a large block of white marble hidden behind vines and palm trees up to 9 meters in height. The work is now part of the list of Tryptique's celebrated buildings, which also includes the Galeria Ouvidor, in Fortaleza, and the restaurant Chez Oscar and Farm store, in Vila Madalena, both also in São Paulo. The first steps toward this success came in 1999. Frenchmen Greg Bousquet, Oliver Rafaelli, and Guillaume Sibaud and Brazilian Carolina Bueno were young professionals tired of romantic architecture. Students of the renowned Paris-laSeine Architecture School, they wanted to be better actors in the world. So, with the anxiety typical of the age, they decided that it was time to go to a place where they could get the dazzling ideas they were having off the ground. The place chosen was Rio de Janeiro. "In Europe, for reasons of history and of space, it is more difficult to be able to put your art on the street. And Brazil was full of creative opportunities," recalls Carol, now 40 years old. With the office in Rio's Zona Sul, they won a competition to renovate the National History Museum. However, due to lack of funds, the project never materialized. The first work of note therefore ended up being the facade of the H.Stern store in Ipanema, which gave the four young architects visibility. "Living here and relating with the Brazilian was quite simple," says Guillaume, 41. But Rio, despite having met the expectations of the Frenchmen with regard to their imagination about Brazil, left something to be desired professionally. "15 years ago, things were happening in São Paulo," Carol reasons. "The city is growing non-stop. Of course, there are urban problems to be resolved, but everything is very stimulating," says Greg, 41.

131


E M FOCO | T R I P T Y Q U E

132 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

Once set up in the São Paulo capital, their first big project was the luxury design store Micasa, in Jardim América. This is the building with which the quartet began to take over the metropolis. Finished in 2004, it is a source of pride, but the partners recognized that they still hadn't reached their pinnacle. It lacked the tropicalism which ended up coloring their work in the following years. It is Greg who offers selfcriticism: "It was minimalist in a city that needed to integrate cultures." The project with which the quartet launched the basis of its brand, which contracts with the city at the same time it tries to adapt to what it offers, is for a building on Rua Harmonia, in Vila Madalena, where a store of the clothing brand Farm is in operation. On a plot that suffers from floods, the group designed a structure of walls covered on the outside by a layer of plants. The 2007 idea already showed a concern with the environment, a concept increasingly important for contemporary architecture: rainwater is drained, treated and reused. After that came the awards, the invitation to one of the editions of the Venice Biennale, and the work hasn't stopped pouring in. Today, the office works at an accelerated pace. The four partners

À esquerda, o recém-inaugurado Groenlândia, em São Paulo; no topo da página, a Galeria Ouvidor, em Fortaleza; e, acima, o restaurante Chez Oscar, outro projeto erguido na capital paulista To the left, the recently inaugurated Groenlândia, in São Paulo; at the top of the page, the Galeria Ouvidor, in Fortaleza; and above, the restaurant Chez Oscar, another project built in the São Paulo capital

FOTOS: LEONARDO FINOT TI/DIV. (CHEZ OSCAR); ROBERTO WAGNER/DIV. (OUVIDOR); DIVULGAÇÃO

Já instalados na capital paulista, seu primeiro grande projeto foi a loja de design de luxo Micasa, no Jardim América. Com esse prédio o quarteto começou a conquistar a metrópole. Finalizado em 2004, é motivo de orgulho, mas os sócios reconhecem que ali ainda não haviam chegado ao auge. Faltava o tropicalismo, que acabou contaminando o seu trabalho nos anos seguintes. É Greg quem faz a autocrítica: "Era minimalista, em uma cidade que precisava integrar culturas". O projeto com que o quarteto lançou as bases de sua marca, que se contrapõe à cidade ao mesmo tempo que tenta se adaptar ao que ela oferece, é de um prédio na Rua Harmonia, na Vila Madalena, onde funciona uma loja da marca de roupas Farm. Em um terreno que sofria com enchentes, o grupo projetou uma estrutura de paredes recobertas externamente por uma camada vegetal. De 2007, a ideia já tinha uma preocupação ambiental, conceito cada vez mais caro à arquitetura contemporânea: as águas das chuvas são drenadas, tratadas e reutilizadas. Depois disso vieram os prêmios, o convite para uma das edições da Bienal de Veneza e os trabalhos não pararam de chegar. Hoje o escritório tem ritmo acelerado. Os quatro sócios assinam todos os projetos juntos e trabalham fazendo brainstormings constantes – em francês, é claro.


Programação inicial sujeita a alteração sem aviso prévio.

Suas férias ersão cercadas de div os. por todos os lad

Praia paradisíaca.

Complexo Aquático e diversão para toda a família.

Costão Spa, um dos 3 melhores do Brasil.

Sandboard, slackline, arvorismo e muito mais.

E aqui você também encontra recreação para todas as idades, trilhas ecológicas na Mata Atlântica, Museu Arqueológico ao Ar Livre, gastronomia internacional e muito mais.

TUDO ISSO EM FLORIANÓPOLIS, A CAPITAL DA QUALIDADE DE VIDA NO BRASIL.

COSTAO.COM.BR

CONSULTE SEU AGENTE DE VIAGENS.

ACESSE E CONFIRA NOSSOS PACOTES.

FAÇA A SUA RESERVA - 0800 48 1000.


E M FOCO | T R I P T Y Q U E

À esquerda, o edifício ecologicamente sustentável que abriga a loja Farm, em São Paulo; e, acima, a fachada da Micasa, projeto que deu visibilidade ao quarteto na capital paulista To the left, the ecologically sustainable building that is home to the Farm store, in São Paulo; and above, the facade of Micasa, the project which gave the quartet visibility in São Paulo capital

ZOOM Decepção O projeto mais desafiador do escritório foi justamente um que não saiu do papel: ao participar de um concurso para fazer a Base Antártica Brasileira, ficou em segundo lugar de um total de 74 inscritos

Disappointment

The office's most challenging project was precisely one that never left the drawing board: when it participated in a competition to do the Brazilian Antarctic Base, it came in second place of a total of 74 entries

Terra natal Os arquitetos mantêm a rotina de visitar a França a cada dois meses, para rever familiares e resolver assuntos da filial de Paris

134 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

Homeland

The architects keep up a routine of visiting France every two months, to visit family members and resolve issues at the Paris branch

Inovações No Triptyque, faz-se de tudo um pouco. Os sócios não tentam se especializar em nenhum tipo de projeto e buscam sempre novidades. "Não queremos fazer arquitetura de repetição", resume Gui

Innovations

At Triptyque, they do a little of everything. The partners don't aim to specialize in any project type, and they always aim to do new things. "We don't want to do architecture of repetition," Gui says

Mestres Entre as fontes de inspiração, Gui, Carol, Greg e Olivier citam grandes profisisonais brasileiros, como Paulo Mendes da Rocha, João Batista Vilanova Artigas e Oscar Niemeyer, além da ítalo-brasileira Lina Bo Bardi

Masters

Among their sources of inspiration, Gui, Carol, Greg, and Olivier cite great Brazilian professionals, such as Paulo Mendes da Rocha, João Batista Vilanova Artigas, Oscar Niemeyer, ando also the Italo-Brazilian Lina Bo Bardi

FOTOS: LEONARDO FINOT TI/DIV. (FARM); DIVULGAÇÃO

É um constante entra-e-sai da sala de reuniões, um troca-troca de celulares e infindáveis assuntos que se sobrepõem e raramente se esgotam. "Existe uma interação constante, um convite a dividir. A produção é uma criação coletiva”, detalha Olivier, também de 41 anos. Com o tempo dividido entre projetos comerciais e particulares, os três franceses e a brasileira contam que trabalhar com cultura é um objetivo a ser perseguido. Para tentar ficar cada vez mais próximos disso, inauguraram um escritório em Paris em 2008, o que possibilita que participem de licitações públicas na França. Mas voltar definitivamente não está nos planos dos gringos – nem de Carolina. Quem garante é Gui: "A arquitetura é como vinho. Já conhecemos os grandes rótulos do mundo, mas às vezes um mais jovem e diferente também cai bem. E é aqui que estamos descobrindo e fazendo essa nova arquitetura que nos apaixona e nos faz querer continuar”. Então, um brinde ao tropicalismo!

sign all the projects together and work by doing constant brainstorming – in French, of course. It is a come-and-go from the meeting room, an exchange of cell phones and endless issues which overlap and are rarely exhausted. "There is a constant interaction, an invitation to share. The production is a collective creation," says Olivier, also 41 years old. With their time divided between commercial and private project the three Frenchmen and the Brazilian woman say that working with culture is an objective to be pursued. To try to get closer and closer to that, they inaugurated an office in Paris in 2008, which enables them to participate in public biddings in France. But returning to stay is definitely not in the foreigners' plans – nor those of Carolina. Gui assures us: "Architecture is like wine. We already know the great labels of the world, but sometimes a younger, different one goes well. And it's here that we are discovering and making this new architecture that impassions us and makes us want to continue." So, a toast to tropicalism!


EM FOCO | R E P O R T A G E M

O berço da

bossa nova

The cradle of bossa nova

REDUTO DE ARTISTAS COMO ELIS REGINA E BADEN POWELL NOS ANOS 1960, O BECO DAS GARRAFAS É REVITALIZADO E SE FIRMA COMO OPÇÃO DE BOA MÚSICA NO RIO DE JANEIRO A HAVEN FOR ARTISTS LIKE ELIS REGINA AND BADEN POWELL IN THE 1960S, BECO DAS GARRAFAS HAS BEEN REVITALIZED AND ESTABLISHES ITSELF AS AN OPTION FOR GOOD MUSIC IN RIO DE JANEIRO Por/By FLÁVIA RIBEIRO Fotos/Photos EDUARDO ZAPPIA

136 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4


N

o fim dos anos 1950 e ao longo dos 1960, quatro bares localizados em uma via sem saída, a Rua Duvivier, em Copacabana, concentravam shows da nata da então incipiente bossa nova. No Ma Griffe, no Little Club, no Bacará e no Bottle's Bar apresentaram-se Elis Regina, Nara Leão, Baden Powell, Sérgio Mendes, Leny Andrade e muitos outros. Na época, o lugar era chamado de Beco das Garrafas, pois moradores dos prédios vizinhos lançavam as ditas cujas para acabar com o burburinho provocado pelos assíduos frequentadores. Abandonado por décadas, o local está de volta, depois de um projeto de revitalização capitaneado pela cantora e produtora Amanda Bravo e com investimentos da Heineken. Filha do músico Durval Ferreira – coautor de clássicos da bossa nova, como Estamos Aí e Tristeza de Nós Dois –, Amanda decidiu realizar o sonho do pai, morto em 2007, e tocou adiante os planos de transformar o Beco das Garrafas novamente em um lugar relevante para a cena musical carioca. "Aquele foi um ambiente fértil, que ajudou a revolucionar a MPB. Meu pai e um sócio, Sérgio De Martino, tentaram revivê-lo no fim da década de 80, mas a ideia não foi para a frente. Há pouco mais de um ano, liguei para o Sérgio. Transformamos o Bottle's e o Bacará em um só espaço e abrimos no réveillon passado”, conta ela. Por uma feliz coincidência, a Heineken havia incluído o Rio de Janeiro em sua campanha global, Cities of the World, com lançamento de garrafas comemorativas e investimento em locais icônicos de seis cidades: Nova York, Xangai, Berlim, Amsterdam, Londres e a capital fluminense. Nela, o Beco das Garrafas foi o grande escolhido para ser o centro do projeto e passou por uma ampla reforma. >>

DIVULGAÇÃO

Na página anterior, luminoso restaurado na fachada; no alto, drink do cardápio; e, abaixo, parede com fotos, reportagens e objetos que remetem aos anos 1960. À direita, o show em homenagem a Elis Regina, realizado em setembro On the previous page, restored lighting on the facade; cocktail from the menu; and below, wall with photos, articles, and objects which go back to the 1960s. To the right, the show in homage to Elis Regina, held in September

A

t the end of the 1950s and over the course of the 1960s, four bars located on a dead-end lane at Rua Duvivier, in Copacabana, were the focal point for prime shows of the then-incipient genre of bossa nova. Ma Griffe, Little Club, Bacará, and Bottle's Bar presented Elis Regina, Nara Leão, Baden Powell, Sérgio Mendes, Leny Andrade, and many others. At the time, the place was called Beco da Garrafas ("Bottle Alley"), since residents of the neighboring buildings threw bottles to get rid of the noise caused by the regulars. Abandoned for decades, the location is back, after a revitalization project spearheaded by singer and producer Amanda Bravo, with investments from Heineken. Daughter of musician Durval Ferreira – cowriter of bossa nova classics such as Estamos Aí and Tristeza de Nós Dois –, Amanda decided to run the dream of her father, who died in 2007, and she set in motion the plans to transform Beco das Garrafas into a place once again relevant to the Rio musical scene. "That was a fertile environment, which helped to revolutionize MPB. My father and a partner, Sérgio De Martino, tried to revive it at the end of the 80s, but the idea never got moving. A little over a year ago, I called Sérgio. We transformed Bottle's and Bacará into a single space and opened it last New Year's," she says. Through a happy coincidence, Heineken had included Rio de Janeiro in its global Cities of the World campaign, with the launch of commemorative bottles and investment in iconic locations in six cities: New York, Shanghai, Berlin, Amsterdam, London, and the capital of Rio de Janeiro. There, Beco das Garrafas was the big choice to be the center of the project, and it underwent an extensive renovation. >>

137


CPDOC JB/FOLHAPRESS/DIV.

EM FOCO | R E P O R T A G E M

"Queremos resgatar a história da bossa nova e o frescor que a musicalidade brasileira possui. Para isso, nada melhor do que o ponto que foi o berço desse estilo musical", explica Bernardo Spielmann, diretor de marketing da marca e de patrocínios da cervejaria no Brasil. "O Bottle's Bar, com o Bacará incorporado a ele, e o Little Club passaram por uma reestruturação completa, preservando o formato original. Foram feitas diversas reformas na alvenaria e aprimoramentos no design e na decoração. Sempre respeitando sua rica história." Depois de pronto, houve uma reinauguração, em setembro, com um show em homenagem a Elis Regina. Desde então, há apresentações, de terça a sábado, das 18h às 2h. Já passaram por lá nomes como Victor Biglione, Chico Batera, Carol Saboya, Ricardo Silveira e Patrícia Marx, além de novos talentos, como Júlia Vargas e Suricato. Duas vezes por mês, aos sábados, há o Clubinho, às 16h, com espaço para bandas formadas por crianças e cantores mirins. No cardápio, petiscos como aipim frito, pastéis, casquinha de siri, sanduíches e batata frita. Para beber, cerveja, chope e drinks. "O lugar é tipicamente carioca, no coração de Copacabana. É despojado. Qualquer um pode frequentá-lo de bermuda e havaianas", comenta Amanda, garantindo que nenhum vizinho jogou garrafas ali desde a reabertura.

Beco das Garrafas R. Duvivier, 37, Copacabana, Rio de Janeiro. Couvert artístico entre R$30 e R$50 21 2543 2962 BOTTLESBAR.COM.BR

138 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

"We wanted to rescue the history of bossa nova, and the exuberance that Brazilian musicality possesses. For that, nothing is better than the spot that was the cradle of this musical style," explains Bernardo Spielmann, director of the brand's marketing and the brewer's sponsorships in Brazil. "Bottle's Bar, with Bacará incorporated into it, and the Little Club have undergone a complete restoration, preserving the original format. Various renovations were done to the brickwork, improvements in the design and the decoration. Always respecting its rich history." Once it was ready, there was a re-inauguration in September, with a show in homage to Elis Regina. Since then, there have been presentations from Tuesday to Saturday, from 6 to 9 PM. Names such as Victor Biglione, Chico Batera, Carol Saboya, Ricardo Silveira, and Patrícia Marx have come through, as well as new talent, such as Júlia Vargas and Suricato. Twice a month, on Saturdays, there is the Clubinho, with space for bands made up of children and teen singers. On the menu, there are finger foods such as fried cassava, pastels, crab cakes, sandwiches, and French fries. To drink, bottled or draft beer and cocktails. "The place is typical of Rio de Janeiro, in the heart of Copacabana. It is unpretentious. Anyone can frequent it in shorts and flip-flops," comments Amanda, assuring us that not one of the neighbors has thrown bottles since it re-opening.

À esquerda, imagem da década de 60, quando o local era reduto de artistas da bossa nova; e, acima, Amanda Bravo, que esteve à frente da revitalização To the left, an image from the 60s, when the spot was a haven for bossa nova artists; and above, Amanda Bravo, who spearheaded its revitalization

Azul viagens

40 03 1181

iro Rio de Jane Rio

Pestana Três noites no m café Atlântica, co

CA MP INA S) 12/ 2014 (DE SA ÍDA EM 11/

10x R$159

sem juros


E M FOCO | B E M - E S T A R

Acrobacia nas

High-level acrobatics

COM UM QUÊ DE ARTE E MUITO ESFORÇO FÍSICO, A TÉCNICA CIRCENSE DO TECIDO EXERCITA BRAÇOS, PERNAS E ABDÔMEN EM DELICADAS MANOBRAS AÉREAS WITH A TOUCH OF ART AND A LOT OF PHYSICAL EFFORT,

alturas

Por/By SOFIA FRANCO Fotos/Photos SERGIO CADDAH

THE AERIAL SILK CIRCUS TECHNIQUE EXERCISES ARMS, LEGS AND THE ABDOMEN IN DELICATE AERIAL MANEUVERS

Aqui, a professora Bel Mucci, no Galpão do Circo, em São Paulo Here, the teacher Bel Mucci, at Galpão do Circo, in São Paulo

140 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

A suspended piece of cloth and the body itself are the only "equipment" involved. Force, balance and flexibility are put to the test in the elaboration of vertical maneuvers, which appear to be a combination of ballet steps with Olympic gymnastic techniques. The maneuvers range from twists and turns to falls, with which the artist comes very close to the ground. And all of this without any safety equipment. It is the art that joins together with physical exercise to form beautiful aerial figures in the so-called acrobatic silks. The activity was developed in circus schools and soon became a worldwide fever. It has become even more popular around here since Globo's soap opera Avenida Brasil, when the character Nathalia Dill appeared practicing aerial acrobatics with double layers of fabric made from liganete, an elastic material that molds to the body and supports up to four times a person's weight . The demand is greater from the female audience. "The sport has a very delicate and plastic aesthetic quality. That's why it appeals to women", explains Bel Mucci, teacher of the technique at the Galpão do Circo, in São Paulo. >>

AGRADECIMENTO: GALPÃO DO CIRCO

Um pedaço de pano suspenso e o próprio corpo são os únicos "equipamentos" envolvidos. Força, equilíbrio e elasticidade são então colocados à prova na elaboração de manobras verticais, que mais parecem uma mistura de passos de balé com técnicas da ginástica olímpíca. Vão desde torções e giros até quedas, com as quais se chega bem pertinho do chão. Tudo isso sem nenhum equipamento de segurança. É a arte que se une ao exercício físico para formar belas figuras aéreas no chamado tecido acrobático. A atividade se desenvolveu nas escolas de circo e logo virou febre mundo afora. Por aqui, ficou ainda mais popular após a novela global Avenida Brasil, quando a personagem de Nathalia Dill aparecia praticando acrobacias nas alturas com faixas duplas de tecido feitas de liganete, material elástico que se molda ao corpo e suporta até quatro vezes o peso da pessoa. A procura é maior por parte do público feminino. "A modalidade tem uma qualidade estética muito plástica e delicada. Por isso a preferência das mulheres", explica Bel Mucci, professora da técnica no Galpão do Circo, em São Paulo. >>


E M FOCO | B E M - E S T A R

ONDE

praticar

Ao lado e abaixo, exercícios durante uma aula On side and below, exercises during a class

where to practice

São Paulo Galpão do Circo R. GIRASSOL, 323, VILA MADALENA 11 3812 1676 GALPAODOCIRCO.COM.BR

Rio de Janeiro Espaço Intrépida Trupe FUNDIÇÃO PROGRESSO, R. DOS ARCOS, 24, CENTRO 21 2220 1977 INTREPIDATRUPE.COM.BR

Belo Horizonte Circo Spasso

Mas o esporte também exige esforço. Sobretudo dos músculos dos braços, que precisam sustentar o corpo quando dependurado. As manobras demandam força abdominal e as pernas dão elasticidade aos movimentos. Para facilitar as operações, as aulas começam com aquecimento em grupo. Depois, cada aluno vai para seu aparelho treinar quedas e sequências de coreografias, a fim de criar resistência para fazer um conjunto de figuras sem precisar descer do tecido. Ao final, a turma faz exercícios de alongamento e flexibilidade. Julia Giambiagi, 21, treina há três anos. Hoje, pratica todos os dias e pretende seguir carreira no circo. Ela conta que o início é difícil, mas também instigante. "Você se empolga. A cada aula aprende um exercício novo e vai fluindo." O desenvolvimento de cada um depende de seu histórico com atividades físicas, coordenação motora, equilíbrio e dedicação. Diferentemente do ambiente competitivo dos esportes, as aulas de tecido incentivam a integração. Na mesma turma há pessoas de níveis distintos que se ajudam, criando uma atmosfera de confiança. Como boa arte circense que é, seu objetivo é se tornar um desafio pessoal: além de ser estimulado a fazer algo fora do usual, o praticante encara seus próprios medos.

142 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

But the art also requires great effort. Especially from the arm muscles, which must sustain the body when hanging. The maneuvers require great abdominal strength and the legs give elasticity to the movements. To facilitate the operations, classes begin with a group warm-up. Then, the students go to their apparatus to practice choreographed falls and sequences, with the aim of creating resistance to make a set of figures without needing to come down from the fabric. At the end, the group does stretching and flexibility exercises. Julia Giambiagi, 21, has been training for three years. Now she practices every day and hopes to pursue a career in the circus. She says that the beginning is difficult, but also exciting. "You get overexcited. With every class you learn a new exercise and then it just flows." The development of each student depends on their track-record of physical activity, motor coordination, balance and dedication. Different from the competitive world of sports, the fabric classes encourage interaction. In the same class there are people of various levels who help each other, creating an atmosphere of trust. Being the great circus art it is, its objective is to create a personal challenge: besides being stimulated to do something unusual, the practitioner faces her own fears.

AV. FRANCISCO SÁ, 16, PRADO 31 3275 1205 CIRCOSPASSO. WORDPRESS.COM

Porto Alegre MEME Santo de Casa Estação Cultural R. LOPO GONÇALVES, 176, CIDADE BAIXA 51 3019 2595 CENTROMEME.COM.BR

Brasília Cia Athletica SHOPPING PIER 21, SCES, TRECHO 02, LAGO SUL 61 3322 4000 CIAATHLETICA.COM.BR

Recife Camila Gatis CLUBE ALEMÃO DE PERNAMBUCO, ESTRADA DO ENCANAMENTO, 216, PARNAMIRIM 81 8822 1239 TECIDOACROBATICO CAMILAGATIS. BLOGSPOT.COM.BR


EM FOCO | M A D E I N B R A Z I L

A revolução das

cadernetas The notebook revolution

144 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

A CARIOCA CICERO PAPELARIA FAZ CADERNOS COM QUALIDADE DE LIVRO QUE AGRADAM EM CHEIO QUEM NÃO DISPENSA O PAPEL E A CANETA PARA FAZER ANOTAÇÕES RIO-BASED CICERO PAPELARIA STATIONARY MAKES BOOK-QUALITY NOTEBOOKS THAT APPEAL SQUARELY TO THOSE WHO CAN'T DO WITHOUT PEN AND PAPER TO MAKE NOTES Por/By MARINA AZAREDO

Fotos/Photos CAMILLA MAIA


Na página anterior, os irmãos Caetano e Cicero Pedrosa; aqui, cadernos de coleções desenvolvidas pela dupla On the previous page, brothers Caetano and Cicero Pedrosa; here, notebooks from collections developed by the duo

Está no dicionário: caderno é uma porção de folhas de papel sobrepostas, em forma de pequeno livro de apontamentos. A definição segue a mesma, mas o produto em si, não. Em tempos de tablets e outras tecnologias, os cadernos ironicamente ganharam status de item cool e atualmente fazem sucesso com modelos clássicos, com edições limitadas e qualidade de livro. Primeiro vieram os Moleskines, fabricados na Itália e inspirados nos modelos usados por artistas e intelectuais como Van Gogh e Ernest Hemingway. Mas há sete anos surgiu uma marca legitimamente brasileira: a Cicero Papelaria, criada pelo carioca Cicero Pedrosa, de 34 anos. "Eu estava na faculdade de design e achei que o mercado precisava de um caderno diferente", lembra ele. Hoje a empresa produz 150 mil unidades por ano, mas o começo da empreitada não foi fácil. Com um investimento inicial equivalente ao valor de um carro popular, era Cicero quem fazia tudo, desde o desenvolvimento dos exemplares até a negociação com as lojas. Convencer os clientes de que seu produto era vendável foi tarefa árdua. "Era uma barreira cultural do brasileiro, que achava que um caderno tinha de custar R$3. Mas, por um pouco mais você pode comprar um que vai durar a vida toda", explica. Algum tempo depois, o empresário ganhou a companhia de seu irmão, o engenheiro Caetano, no negócio. Atualmente, além de vender cadernos nas principais livrarias do País, a dupla tem parcerias com marcas como Google, La Estampa e Reserva. Há desde empresas que encomendam cadernetas personalizadas para distribuir aos funcionários e clientes até grifes que fazem colaborações criativas para algumas das coleções – são desenvolvidas de seis a oito por ano, com temas e designs variados. "Temos muito orgulho de fazer um produto 100% nacional, com mão de obra local e enfrentando forte concorrência das importações", gaba-se Cicero, que não descarta começar a exportar. "Já recebemos propostas de países como Estados Unidos, Uruguai e Portugal, mas ainda estamos estudando. Sabemos que é um grande salto", completa.

ciceropapelaria.com.br

1,5

milhão de cadernos já foram vendidos desde a fundação da Cicero 1.5 million notebooks have already been sold since Cicero was founded

300 é o número de pontos de venda em que os produtos estão disponíveis. Entre eles, Livraria Cultura, Saraiva e Livraria da Travessa 300 is the number of points of sale at which the products are available. These include Livraria Cultura, Saraiva, and Livraria da Travessa

R$

8

é o preço dos modelos mais baratos. Os mais caros custam cerca de R$50 8 is the price of the cheapest models. The most expensive cost around R$50

It's in the dictionary: a notebook is an allotment of superimposed paper pages in the form of a small appointment book. The definition remains the same, but the product does not. In the era of tablets and other technologies, notebooks have ironically gained in status and are currently having success with classic models, with limited editions, and book quality. First came the Moleskines, manufactured in Italy and inspired by the models used by artists and intellectuals such as Van Gogh and Ernest Hemingway. But seven years ago, a legitimately Brazilian brand came into being: Cicero Papelaria, created by Rio native Cicero Pedrosa, 34. "I was in the design school and I thought that the market needed a different notebook," he recalls. Today the company produces 150,000 units per year, but the enterprise's beginning were not easy. With an initial investment equivalent to the value of a popular car, it was Cicero that did everything, from developing prototypes to the negotiation with the stores. Convincing clients that what he produced was marketable was an arduous task. "It was a Brazilian cultural barrier, that thought that a notebook had to cost R$3. But, for a little more, you can buy one that will last a lifetime," he explains. Some time later, the entrepreneur gained the company of his brother Caetano, an engineer, in the business. Currently, in addition to selling notebooks at the country's main bookstores, the duo has partnerships with brands such as Google, La Estampa, and Reserva. There is everything from companies who order personalized notebooks to distribute to their employees and customers to big names that do creative collaborations for some of their collections – six to eight are carried out each year, with a variety of themes and designs. "We are very proud to have a 100% national product, with local labor and facing strong competition from imports," boast Cicero, who doesn't discard the possibility of starting to export. "We have already received proposals from companies like the United States, Uruguay, and Portugal, but we are still studying it. We know that it is a big leap," he concludes.

145


VOLT.AG

ALTA TEMPORADA, IMPREVISTOS EM BAIXA! Dicas para Voar Melhor nas férias e feriados! Alguns cuidados no planejamento deixam as viagens mais agradáveis, mesmo em épocas de movimento nos aeroportos.

DICAS DE PROGRAMAÇÃO: TENHA A DOCUMENTAÇÃO SEMPRE EM DIA

#1

Ao planejar qualquer viagem, informe-se sobre os documentos necessários e cheque a validade exigida. Principalmente se irá voar com crianças.

#2

ATENÇÃO:

CHEGUE AO AEROPORTO COM ANTECEDÊNCIA

Mínimo de 1 hora - voos nacionais. Mínimo de 2 horas - voos internacionais. Sempre calcule o tempo de deslocamento até o aeroporto! FAÇA O CHECK-IN COM TRANQUILIDADE Dirija-se ao balcão da companhia e certifique-se de ter em mãos os documentos, o código de reserva do voo ou o bilhete.

#3

É possível antecipar o check-in pelo computador, tablet, celular ou nos terminais de autoatendimento no aeroporto. # TOP DICA: Para agilizar sua passagem pelo aparelho de raios X, coloque objetos metálicos como relógios, cintos, joias e celulares na bagagem de mão, antes de entrar na fila. Lembre-se de ter em mãos os documentos e o cartão de embarque de todos! # FACILITE SEU DESEMBARQUE: Mantenha sempre as etiquetas da companhia nas malas. Personalizar as bagagens com adesivos e fitas torna mais fácil a identificação na esteira. IMPORTANTE: leve malas e bolsas em bom estado!

ABEAR.COM.BR


148 Voos Internacionais International Flights A primeira viagem para os EUA The first trip to the US

157 Experiência Azul Azul Experience Orientações para o check-in Instructions for check-in

azuis

159 Mapa de Rotas Map of Routes Os destinos da companhia The company’s destinations

159

FOTOS: DIVULGAÇÃO A ZUL

148


AZU IS | V O O S I N T E R N A C I O N A I S

EMBARQUE IMEDIATO BEM-VINDOS A UM VOO ESPECIAL: PARTIREMOS DE VIRACOPOS, EM CAMPINAS, COM DESTINO AO AEROPORTO MCCOY, EM ORLANDO, A BORDO DO AMÉRICA AZUL, O A330 ESCOLHIDO PARA INAUGURAR AS ROTAS INTERNACIONAIS DA COMPANHIA WELCOME TO A SPECIAL FLIGHT: WE DEPART FROM VIRACOPOS, IN CAMPINAS, BOUND FOR THE MCCOY AIRPORT, IN ORLANDO, ON BOARD THE AMÉRICA AZUL, THE A330 CHOSEN TO INAUGURATE THE COMPANY'S INTERNATIONAL ROUTES.

sta não é uma viagem qualquer. É um voo de certificação, no qual inspetores da autoridade aeronáutica brasileira, a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), monitoram, com olhar crítico, todos os processos relativos ao voo. Catering, manutenção, pilotagem, abastecimento, check-in e despacho de bagagens. Tudo é examinado no sentido de garantir aos viajantes que uma empresa ou um novo tipo de aeronave esteja de acordo com a legislação vigente para o transporte regular de passageiros ou carga, com total segurança e comodidade. Os inspetores designados para a viagem supervisionam, assim, cada pré-requisito operacional, com margem zero de tolerância para aquilo que não estiver nos manuais. Passar por uma prova como esta era o último desafio que a Azul teria de cumprir antes de receber a homologação para implementar seus voos internacionais. Por isso era natural que um clima de energia especial dominasse a área de check-in da companhia naquela manhã. Fui atendido com muita rapidez pela Meire e pelo Reginaldo, que deram um show de simpatia e eficiência. Recebi meu cartão de embarque e fiquei emocionado ao ler ali Campinas-Orlando. Muitas memórias vieram à minha cabeça. Para mim, esse voo também trazia todo um significado especial: foi pelo aeroporto de McCoy, em Orlando, que a Transbrasil começou a operar serviços internacionais com seus 767-200, em 1984. Uma feliz coincidência. Nesse voo não levaríamos clientes. Apenas funcionários da empresa, os inspetores e a tripulação de três pilotos e dez comissários estariam a bordo, somando 27 ocupantes. A aeronave escalada foi justamente o primeiro A330-200 recebido pela companhia em junho. Matriculada PR-AIZ, leva o nome de América Azul. O embarque, como não poderia ser diferente, levou poucos minutos, e às 11h40 estávamos a bordo. Ocupei meu assento, 3A, um dos 24 na cabine dianteira do avião. Além dessas poltronas da Classe Executiva (chamada na Azul de Business Light), ele hoje possui outras 251 na Classe Econômica.

MAAGGAAZZI INNEE || 1122. 2. 20 01 14 4 148 A Z U LL M

This is not just any flight. It is a certification flight, on which the inspectors from the Brazilian aeronautics authority, ANAC (National Civil Aviation Authority) are monitoring, with a critical eye, all the processes related to the flight. Catering, maintenance, pilotage, refueling, check-in, and luggage dispatch. Everything is examined with the purpose of guaranteeing the passengers that a company or a new type of plane is in accordance with the legislation in effect for the regular transport of passengers or cargo, with total safety and convenience. The inspectors designated for the trip thus oversee every operational prerequisite, with zero margin of tolerance for anything that is not in the manuals. Passing a test like this one was the last challenge that Azul would have to complete before receiving the approval to implement its international flights. It was therefore natural that an atmosphere of special energy would dominate the company's check-in area that morning. I was attended to very quickly by Meire and Reginaldo, who put on a show of friendliness and efficiency. I received by boarding pass and was thrilled to read Campinas-Orlando on it. Many memories came into my head. To me, this flight also carried a whole special significance: it was through the McCoy airport in Orlando that Transbrasil began operating international service with its 767-200 in 1984. A happy coincidence. On this flight, we would not be carrying customers. Only company employees, inspectors, and the crew of three pilots and ten flight attendants would be on board, a total of 27 occupants. The plane chosen was precisely the first A330-200 received by the company in June. Registered as PR-AIZ, it carries the name of América Azul. The boarding, as it would have to be, took only a few minutes, and at 11:40 AM were on board. I took my seat, 3A, one of the 24 in the forward cabin of the plane. In addition to these Executive class seats (called Business Light at Azul), it now has 251 others in Economy Class. It is good to remember that this configuration will not be the definitive one. Azul is investing US$10 million per aircraft for their total reconfiguration, so

Fotos: Divulgação Azul

E

Por/By GIANFRANCO BETING


Abaixo, tripulante durante o voo teste; e, no pé da página, poltronas da Classe Executiva que estarão disponíveis a partir de fevereiro de 2015 Below, the crew during the test flight; and seats in Executive Class, available on February 2015

É bom lembrar que esta configuração não será a definitiva. A Azul está investindo US$10 milhões por aeronave para sua total reconfiguração, de maneira a apresentar um produto moderno e competitivo. A partir de fevereiro de 2015, cada A330 – serão sete na frota até março do ano que vem – terá seu interior refeito: galleys, banheiros, poltronas, divisórias, carpetes, cortinas e sistema de entretenimento. Tudo será substituído por modelos, sistemas e materiais de última geração, compatíveis com o padrão de cabine de bordo que a companhia irá introduzir nos seus A350-900, que começarão a ser entregues em 2017. Mas, voltemos a falar do padrão que os clientes da Azul começam a experimentar neste mês, quando decolarão de Campinas os primeiros voos regulares para Fort Lauderdale e Orlando. Portas fechadas pontualmente às 11h55, trator engatado na bequilha e horário publicado de saída. Aguardamos um pouco até que, finalmente, nosso push-back deu-se às 12h01. Mais três minutos, o motor Rolls-Royce Trent esquerdo ganhou vida, ronronando suavemente. Trator desengatado e freio de estacionamento liberado pelo Comandante Ary Nunes, iniciamos, precisamente às 12h20, o táxi – e uma nova fase na história da Azul. O táxi foi curto, mas a espera seria relativamente longa. Campinas é o hub da companhia e, como tal, recebe mais de 200 voos diários, o que dá uma média de 400 operações a cada 24 horas. Enquanto aguardávamos, decolaram à nossa frente um ATR e um Embraer 195. Logo, assistimos ao pouso de um Embraer e quatro ATR da empresa. Até que a torre Campinas liberou nossa partida.

as to present a modern and competitive product. Starting in February 2015, every A330 – there will be seven in the fleet by March of next year – will have its interior redone: galleys, restrooms, seats, dividers, carpets, curtains, and the entertainment system. Everything will be replaced by models, systems, and materials of the latest generation, compatible with the passenger cabin standard that the company will introduce on its A350-900, which will start to be delivered in 2017. But let's go back to talking about the standard that the customers of Azul will start to experience this month, when the first regular flights will take off from Campinas bound for Fort Lauderdale and Orlando. The doors were closed punctually at 11:55, the tractor was hitched to the nose wheel, and the time of departure was posted. We waited a little until, finally, we were given our push-back at 12:01. After another three minutes, the left Rolls-Royce Trent engine came to life, purring smoothly. With the tractor disengaged and the parking brake released by Captain Ary Nunes, at 12:20 on the dot, we started the taxiing – and a new phase in Azul's history. The taxiing was short, but the wait would be relatively long. Campinas is the company's hub, and as such, it receives more than 200 flights daily, which results in an average of 400 operations every 24 hours. While we waited, an ATR and an Embraer 195 took off in front of us. Then we watched the landing of an Embraer and four of the company's ATRs, until the Campinas cleared us for departure.

149


AZU IS | V O O S I N T E R N A C I O N A I S

O relógio marcava 12h40 quando o par de Trents ganhou força. Não estávamos pesados para aquela decolagem e, sendo assim, a aceleração foi sensível. Em menos da metade da pista o América Azul começou a ganhar os céus de Campinas. Nossas velocidades: V-1 de 129 nós, V-R de 133 e V-2 de 134. Trens recolhidos, fomos em frente, executando a subida por instrumentos Rio Claro 1 Alpha, com suave curva à direita. Neste voo, também foi empregado pela primeira vez o “callsign” adotado para frequências internacionais da companhia: o Bluebird. Após a decolagem, enfrentamos uma leve turbulência, mas foi suficiente para manter os avisos de atar cintos ligados por mais tempo. Tão logo liberada, a Tripulação, liderada pela Comissária Sênior Cássia Leuzzi, iniciou o serviço de almoço. Para esse voo de prova a Azul optou por apresentar os pratos em contêineres descartáveis, bem como por não servir bebidas alcoólicas. A louça, os copos de vidro e a carta de vinhos escolhida com capricho seriam guardados para o voo inaugural regular, que ocorreria 19 dias depois. Ainda assim, foi um serviço bem satisfatório. Primeiro, castanhas, cubinhos de queijo de coalho com mel de engenho e bebidas a escolher. Depois, sopa de milho ou salada fresca. Duas opções de entradas: salada fria de confit de magret de pato desfiado com maçã-verde e vegetais ou salmão defumado marinado. Como pratos principais, nhoque de mandioquinha com tomates concassés e molho branco (a Azul sempre terá uma opção vegetariana) ou um tradicional strogonoff de filé-mignon com arroz branco e batata palha. Quanto à sobremesa, queijos e frutas ou uma torta mousse de bolacha Negresco, que agradou bastante. Chá e café completaram os trabalhos. Nos voos regulares serão quatro opções de pratos quentes na Classe Executiva e duas na Econômica. Aquele era mesmo um voo de prova e havia muito o que fazer, além de aproveitar o sistema de entretenimento de bordo. Mais de 20 filmes, entre clássicos e recentes blockbusters, estavam à disposição dos passageiros, em monitores individuais. Relatórios foram preenchidos, anotações feitas, conversas e pontos de observações discutidos. Foi um começo muito bom, com a tripulação trabalhando de forma elegante e segura. Três horas depois, copinhos de sorvete de baunilha

MAAGGAAZZI INNEE || 1122. 2. 20 01 14 4 150 A Z U LL M

The clock marked 12:40 when the pair of Trents gained power. We were not heavy for that take-off, and so the acceleration was reasonable. At less than half of the runway, the América Azul took to the skies of Campinas. Our speeds: V-1 at 129 knots, V-R at 133, and V-2 at 134. With the landing gear retracted, we went forward, executing the ascent with Rio Claro 1 Alpha instruments, with a smooth curve to the right. On this flight, the call sign adopted for the company's international frequencies, the Bluebird, was used for the first time. After take-off, we encountered light turbulence, but enough to keep the fasten seatbelt signs turned on for longer. As soon as they were turned off, the crew, cleared by Senior Flight Attendant Cássia Leuzzi , started the lunch service. For this test flight, Azul opted to present the dishes in disposable containers, and opted not to serve alcoholic beverages. The dishes, the glass cups, and the carefully chosen wine list would be saved for the inaugural regular flight, which would take place 19 days later. Even so, it was a quite satisfying service. First, there were nuts, cubes of coalho cheese with molasses, and a choice of beverages. Then came corn soup or fresh salad. Two starter options: a cold shredded duck magret confit salad with green apple and vegetables or marinated smoked salmon. For the main dishes, mandioquinha gnocchi with tomato concasse and white sauce (Azul will always have a vegetarian option) or a traditional beef stroganoff of


Acima, refeição servida durante o voo; e, na página anterior, Sky Sofa, conjunto de poltronas que viram cama Above, a meal served during the trip; and below, Sky Sofa, a set of seats that turn into a bed

foram oferecidos como um mid-flight snack, o que será padrão nos voos da companhia. Além disso, os já tradicionais snacks da Azul (seis opções) ficaram todo o tempo nas galleys para aqueles que quisessem fazer uma boquinha adicional. Fome ninguém passou! Lá fora, as nuvens não cediam. Grandes cúmulos-nimbos atravessaram a rota, com topos acima de 45 mil pés, obrigando os comandantes a executarem seguidos desvios, ainda que suaves. Mantínhamos uma velocidade em relação ao solo de 473 nós, estimando nossa chegada em Orlando para as 16h50, hora local, ou 19h50, em Brasília. A temperatura seria de 26 graus, céu claro e pista em operação 17L. Durante o voo, fui conversar com o Comandante Ary Nunes, responsável por essa operação. Ele é um dos veteranos da Azul, por isso foi escolhido para essa viagem. Foi ele também quem esteve à frente do PR-AZL, o primeiro Embraer da companhia, em seu voo inaugural, no dia 15 de dezembro de 2008, decolando de Viracopos com destino a Salvador. Profissional experiente, tem mais de 15 mil horas de voo, tendo pilotado Bandeirante, na Rio-Sul, Electras e vários tipos de Boeing, na Varig. A seu lado estava Douglas Campello, outro profissional experiente. Iam também dois pilotos instrutores da Airbus, além do examinador da ANAC. Desde aquele voo inaugural para a Bahia, a frota da Azul cresceu de uma para 145 aeronaves. Sua participação no mercado foi de 0% para 17% – marca medida pela oferta em assentos/km oferecidos – ou para 25%, se mensurada pela receita total. A companhia ainda passou de 800 para 10 mil colaboradores e de dois voos diários para 900, representando metade de todas as rotas regulares operadas entre pares de cidades no mercado doméstico brasileiro. Tudo isto em menos de seis anos de vida. Um fenômeno!

file mignon with white rice and shoestring potatoes. For the desert, cheeses and fruits or a Negresco cookie mousse pie, which was quite pleasing. Tea and coffee finished off the work. On regular flights, there will be four options for hot dishes in Executive Class and two in Economy. That really was a test flight, and there was lots to do, not to mention taking advantage of the on-board entertainment system. More than 20 movies, including classics and recent blockbusters, were available to the passengers, on individual monitors. Reports were filled out, notes taken, conversations had and observations discussed. It was a very good start, with the crew working elegantly and safely. Three hours later, cups of vanilla ice cream were offered as a mid-flight snack, which will be the standard on the company's flights. In addition to that, Azul's already traditional snacks (six options) were always kept in the galleys for those who wanted something extra to munch on. No one went hungry! Outside, it continued to be cloudy. Large cumulonimbus clouds crossed the route, with tops over 45,000 feet, forcing the captains to execute consecutive yet smooth detours. We maintained a ground speed of 473 knots, with our estimated time of arrival in Orlando at 4:50 PM, local time, or 7:50 PM, Brasília time. The temperature would be 26 degree, clear skies, and runway 17L operational. During the flight, I went to talk to captain Ary Nunes, who was responsible for this operation. He is one of Azul's veterans, and was chosen for this flight for that reason. It was also he who was was in charge of the PR-AZL, the first of the company's Embraers, on its inaugural flight, on December 15, 2008, departing from Viracopos bound for Salvador. An experienced professional, he has more than 15,000 hours of flight time, having piloted the Bandeirante for Rio-Sul and Eletras and various types of Boeing for Varig. Beside him was Douglas Campello, another experienced professional. Two Airbus instructor pilots also went, along with the examiner from the ANAC. Since that inaugural flight to Bahia, Azul's fleet has grown from one to 145 aircraft. It share in the market went from 0% to 17% – a mark measured by the offer in seats/km offered – or to 25%, if measured by total revenues. The company also grew from 800 to 10,000 employees and from two daily flights to 900, representing half of all the regular routes in operation between pairs of cities in the Brazilian domestic market. All of this in less than six years of existence. A phenomenon!

151


AZU IS | V O O S I N T E R N A C I O N A I S

Este crescimento, o talento individual e o esforço coletivo desaguavam nesse voo simbólico. A primeira ligação comercial, sem escalas, unindo o aeroporto de Campinas aos Estados Unidos. O PR-AIZ é uma aeronave com 11 anos de uso, mas está muito bem conservada. Anteriormente, operou pela MEA e pela Gulf Air. Depois de ficar algum tempo em Lake Charles, Louisiana, o jato passou por um trabalho minucioso de revisão, pintura nas cores da Azul e então foi entregue para a companhia, em junho. De lá para cá, realizou vários voos de instrução e começou a servir, regularmente, a ligação Viracopos-Recife, que será mantida com o Airbus A330-200 mesmo após o início dos voos para Fort Lauderdale e Orlando. O voo para Orlando será diurno, como foi esse de teste. O horário permite sobrevoar a Amazônia e o Caribe com luz natural, o que possibilita a observação de belíssimas paisagens pela janela. O tempo estava aberto e as belas panorâmicas caribenhas podiam ser vistas, com dezenas de ilhas rodeadas de coroas de um mar turquesa. Também podia-se aproveitar o sempre interessante sobrevoo a Cuba. Antes da chegada, a companhia oferece uma segunda refeição quente. Nesse caso, havia duas opções: quiche de alho-poró ou croque-monsieur. Frutas frescas e bebidas acompanhavam e concluíam o serviço do voo. Depois de 7h55 de um voo absolutamente tranquilo, iniciamos nossa descida em Orlando às 17h25, hora local. Um magnífico pôr do sol emoldurava o motor nº1, em uma cena belíssima. Fomos vetorados em meio ao tráfego diretamente para a pista 36R. Cabine preparada para a chegada, expectativa a bordo e a cabeça girando, pensando nos meses de preparação para aquele momento em que a Azul chega aos Estados Unidos e começa sua nova fase de crescimento. E a exatos 35 minutos após o TOD (Top of Descent), as rodas do PR-AIZ tocaram o solo com suavidade. Minutos depois, fomos recebidos pelo entusiasmado time local, que celebrava sem disfarçar a emoção, com gente pulando e se abraçando no próprio finger do portão 24. Missão cumprida. À América, Azul.

152 A Z U L M A G A Z I N E | 1 2 . 2 0 1 4

This growth, the individual talent, and the collective efforts flowed into this symbolic flight. The first commercial non-stop connection joining Campinas with the United States. The PR-AIZ is an aircraft with 11 years of use, but it is very well maintained. Previously, it was operated by MEA and Gulf Air. After remaining for some time in Lake Charles, Louisiana, the jet underwent a meticulous review, was painted in Azul's colors, and was then delivered to the company in June. Since then, it has performed various instruction flights and has begun to regularly serve the Viracopos-Recife connection, which will be maintained with an Airbus 330-200 even after the start of the flights to Fort Lauderdale and Orlando. The flight to Orlando will be in daytime, like this test flight. The schedule allows for flying over the Amazon and the Caribbean with natural light, which allows for beautiful landscapes to be observed through the window. The weather was clear and the beautiful panoramas of the Caribbean could be seen, with dozens of islands surrounded by halos of turquoise sea. The always-interesting flyover of Cuba could also be enjoyed. Before arrival, the company offers a second hot meal. This time, there were two options, leek quiche or a ham and cheese croque monsieur. Fresh fruit and beverages came with it and concluded the service of the flight. After 7 hours and 55 minutes of an absolutely tranquil flight, we began our descent to Orlando at 5:25 PM local time. A magnificent sunset framed engine no. 1 in a beautiful scene. We were vectored amidst the traffic directly for runway 36R. The cabin was prepared for the arrival, expectations were on board and my head was spinning, thinking of the months of preparation for that moment, in which Azul arrives in the United States and begins its new phase of growth. At exactly 35 minutes after the TOD (Top of Descent), the wheels of the PR-AIZ touch down smoothly. Minutes later, we were received by the enthusiastic local team, which celebrated without holding back, with people jumping and hugging right in the airbridge of gate 24. Mission accomplished. To America, Azul.

Acima, o A330 batizado de América Azul Above, the A330 christened as the América Azul


PUBLIEDITORIAL AZUL CARGO

Mande bem com Azul Cargo. A mais ágil e pontual no transporte de carga aérea. Com presença em mais de 3.500 municípios, o serviço de entregas expressas porta a porta da Azul Cargo já é referência no mercado e, assim como as operações da Azul, mantém a alta confiabilidade demonstrada desde o início das operações. Fator primordial para o sucesso da Azul Cargo é a segurança, o que norteia o modo com que manuseia e transporta suas remessas, além de ser o primeiro valor da companhia. Produtos com alto valor agregado recebem no transporte aéreo um tratamento seguro, com poucos transbordos, tempo mínimo de permanência em armazéns e entregas rápidas ao destinatário, evitando assim riscos de roubos, perdas e avarias. Os clientes da Azul Cargo contam com um alto padrão de atendimento pós-vendas.

Para remessas urgentes, que podem ser despachadas até duas horas antes da decolagem de um voo e retiradas até duas horas após a chegada.

Entrega em domicílio ou retirada da carga no dia seguinte ao dia do envio para remessas destinadas às capitais e principais cidades brasileiras.*

Indicado para cargas de maior volume, e que tenham um prazo mais flexível para a chegada ao destino.

Serviço customizado para clientes de e-commerce que tenham distribuição frequente de pequenas encomendas.

Garante entrega porta a porta ou retirada até as 10h horas da manhã do dia seguinte ao dia do envio. Consulte lista de cidades atendidas.

Tarifas reduzidas para documentos até 100g.

Para informações sobre localidades atendidas, endereços das lojas, horários de atendimento, horários limite de despacho, restrições e rastreamento das remessas, ligue (11) 4003-8399 ou acesse: azulcargo.com.br


AZU IS | E X P E R I Ê N C I A A Z U L

Experiência

Azul

Azul Experience

Bagagem

NESTA SEÇÃO, REUNIMOS ALGUMAS DICAS IMPORTANTES PARA TORNAR SUA VIAGEM SEGURA, TRANQUILA E CONFORTÁVEL IN THIS SECTION, WE BRING TOGETHER SOME IMPORTANT TIPS FOR MAKING YOUR TRIP SAFE, PEACEFUL, AND COMFORTABLE

Luggage

Na hora de preparar sua mala, lembre-se: o limite total para bagagem despachada é de 23kg. A bagagem de mão deve pesar até 5kg e não pode conter objetos cortantes e inflamáveis. When preparing your suitcase, remember: the total limit for checked luggage is 23kg. Hand luggage must weight no more than 5kg and must not contain sharp or flammable objects.

Aeroporto

Airport

A Azul recomenda que você se organize para chegar ao aeroporto pelo menos uma hora antes de seu embarque, evitando, desta forma, possíveis contratempos. Azul recommends that you arrange to arrive at the airport at least one hour before your departure, thus avoiding possible mishaps.

Ônibus Azul

Bem-Estar

Well-Being

- Faça uma alimentação leve e hidrate-se bem antes de embarcar - Prefira viajar com roupas confortáveis - Caso se sinta mal durante o voo, se necessário, utilize o saquinho disponível no bolsão à sua frente - Se sentir um desconforto nos ouvidos devido à mudança de altitude, tampe o nariz e engula saliva algumas vezes. - Have a light meal and hydrate yourself well before boarding - Prefer traveling with comfortable clothing - If you feel ill during the flight, if necessary, use the small bag available in the seat-back pocket in front of you - If you feel discomfort in your ears due to the change in altitude, hold your nose and swallow saliva a few times.

MAAGGAAZZI INNEE || 1122. 2. 20 01 14 4 156 A Z U LL M

Documentos

Documents

Sempre que viajar com a Azul, tenha em mãos um documento de identificação em bom estado e com foto. Apresente-o no balcão de checkin e no portão de embarque. Whenever you travel with Azul, have an identification document in hand, in good condition and with a photo. Present it at the check-in counter and at the boarding gate.

Azul Bus

Serviços de ônibus para o aeroporto estão disponíveis em São Paulo e Santa Catarina. Não é necessário fazer reserva. Apenas apresente seu cartão de embarque. Confira a tabela de horários em nossos canais de atendimento e no site. Bus services to the airports are available in São Paulo and Santa Catarina. No reservation is needed. Simple present your boarding pass. Check the schedule table on our service channels and on the website.


Dicas para o

check-in

Tips for check-in

A AZUL OFERECE CINCO MANEIRAS DIFERENTES PARA REALIZAR O SEU CHECK-IN. ESCOLHA A QUE MELHOR SE ADAPTA ÀS SUAS NECESSIDADES AZUL OFFERS FIVE DIFFERENT WAYS TO HANDLE YOUR CHECK-IN. CHOOSE THE ONE THE BEST SUITS YOUR NEEDS

Totem check-in Para os Clientes que preferem o método tradicional de checkin, a Azul disponibiliza totens de autoatendimento nos aeroportos. For Customers who prefer the traditional method of check-in, Azul provides selfservice kiosks at the airports.

SMS check-in

Web check-in

Basta enviar um SMS para o número 26990 com o localizador do voo ou o CPF do passageiro. Ao final do processo, o Cliente recebe um SMS com o link para o acesso ao cartão de embarque.

No site da Azul é possível fazer o check-in de forma rápida e simples a partir de 48 horas antes de seu embarque. Perfeito para quem tem fácil acesso a computadores e quer economizar tempo.

Just send an SMS to number 26990 with the flight locator or CPF of the passenger. At the end of the process, an SMS is sent with the link for access to the boarding pass.

On Azul's website, it is possible to do your check-in quickly and simply up to 48 hours before your departure. Perfect for those who have easy access to computers and who want to save time.

App check-in

Fast check-in

Com o aplicativo da Azul, disponível gratuitamente para os sistemas iOS e Android, o bilhete fica guardado no passbook do smartphone e é possível embarcar mostrando apenas a tela do aparelho.

Para utilizar esta opção é preciso apenas digitar o endereço fc.voeazul.com.br no navegador do celular e inserir uma das quatro alternativas de informação: número do localizador, RG, CPF ou número do Tudo Azul.

With Azul's app, available free of charge for iOS and Android systems, the ticket is saved in the smart phone's passbook and it is possible to board by simply showing the screen of the device.

To utilize this option, you need only type the address fc.voeazul.com. br on the cellphone and enter one of the four information alternatives. They are: locator number, RG, CPF, or Tudo Azul number.

157


AZU I S | M A P A D E R O T A S

Nova York

Orlando Ft. Lauderdale/Miami

Boa Vista

Porto Trombetas

São Gabriel da Cachoeira

Macapá Belém

Santarém

Manaus

São Luís

Parintins

Parnaíba

Altamira

Tefé

Tucuruí

Tabatinga

Marabá Imperatriz

Coari Itaituba

Fortaleza

Teresina

Natal

Carajás Juazeiro do Norte

Eirunepé Araguaína

Recife Petrolina

Alta Floresta Ji-Paraná

Paulo Afonso

Palmas Barreiras

Aracaju Lençóis

Vilhena

Feira de Santana Valença

Vitória da Conquista

Brasília

Cuiabá

Goiânia

Rondonópolis

Patos de Minas

Rio Verde

Caldas Novas

Through the air

Uberlândia

Corumbá

Uberaba S. J. do Rio Preto

Campo Grande

Pelos ares SÃO 104 DESTINOS, MAIS DO QUE O DOBRO DA CONCORRÊNCIA, EM 850 VOOS DIÁRIOS THERE ARE 104 DESTINATIONS, MORE THAN TWICE AS MANY AS THE COMPETITION, ON 850 FLIGHTS DAILY

Maceió

Sinop

Cacoal

Bonito

Três Lagoas

Araxá

Salvador

Ilhéus

Montes Claros Porto Seguro Texeira de Freitas Governador Valadares Ipatinga (Confins) Belo Horizonte (Pampulha)

Ribeirão Preto

Vitória Zona da Mata Campos dos Goytacazes Macaé Cabo Frio Campinas Dumont) Rio de Janeiro (Santos (Galeão) S. J. dos Campos

Araçatuba Araraquara Presidente Prudente Bauru Dourados Marília Londrina

Maringá

São Paulo (Congonhas)

Cascavel

São Paulo

(Guarulhos)

Curitiba

Foz do Iguaçu Chapecó

Fort Lauderdale/Miami e Orlando a partir de dezembro de 2014 starting in December 2014

João Pessoa

Campina Grande

Porto Velho Rio Branco

Nova York previsão de início em 2015 expected to start in 2015

Fernando de Noronha

Joinville

Passo Fundo Caxias do Sul

Navegantes Florianópolis Criciúma

Santa Maria Porto Alegre Pelotas

159


A ZUI S

PA N O R Â M I C A Luciano Candisani

Instinto natural Natural instinct

Apaixonado pela vida selvagem, o fotógrafo paulistano Luciano Candisani colabora em veículos do mundo inteiro há 18 anos. Foi em uma recente incursão no Legado das Águas – Reserva Votorantim, no Vale do Ribeira, em São Paulo, que registrou esta imagem. “Vejo nos olhos desta perereca a mesma curiosidade que a Mata Atlântica despertou em mim quando criança”, diz ele, que este ano foi indicado ao Wildlife Photographer of the Year, principal prêmio da fotografia de natureza. Passionate about wildlife, São Paulo’s photographer Candisani Luciano has been producing photographic reports for publications around the world for 18 years. It was in a recent incursion into the Water Legacy - Votorantim Reserve, in the Ribeira Valley, São Paulo, that he recorded this image. “In the eyes of this tree frog I see the same childish curiosity that the Atlantic Forest awakened in me when I was a child,” says the professional, who this year was awarded Wildlife Photographer of the Year, the most important award in nature photography.


leve a vida mais leve

Azul 20 completa  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you