Issuu on Google+

EMPRESÁRIO DE ÊXITO – JOSÉ DAS NEVES OLIVO

PÁG. 10

DEZ 2012/JAN 2013 | ANO 10 | EDIÇÃO 53 | R$ 8,00

ATITUDE E OPINIÃO EMPRESARIAL www.revistaexito.com.br

NO CAMINHO DA

TECNOLOGIA POR QUE É TÃO IMPORTANTE MODERNIZAR A SUA EMPRESA

EDUCAÇÃO: CURSOS PROFISSIONALIZANTES AUMENTAM AS CHANCES DE EMPREGO

VIAGEM DE NEGÓCIOS: AS LIÇÕES DA SPFW POR FLORISA SINZKER PERIN

ESTANTE ÊXITO: A INFLUÊNCIA DOS CUSTOS NA GESTÃO EMPRESARIAL

Anamaria Pasqual de Souza: “a mudança é necessária para manter a competitividade”

ESPECIAL 75 ANOS DO IMACULADA CONCEIÇÃO PÁG. 38


Transforme a promessa de falar inglês em realidade.

O SEU CRESCIMENTO PROFISSIONAL SÓ DEPENDE DA SUA ATITUDE.

Pesquisas revelam que estudantes e profissionais brasileiros têm desempenho ruim em avaliações internacionais sobre a língua inglesa. Fuja dessas estatísticas com a Speed Up. Além de oferecer horários flexíveis, a escola tem seu método focado na conversação.

Quem tem atitude faz Speed Up.

NA SPEED UP É ASSIM, INGLÊS RÁPIDO E EFICIENTE.

A distância entre você e a língua inglesa é de 18 meses.

www.speedup18meses.com.br JOAÇABA Av. XV de Novembro, 429 - Centro (49) 3521 0150

2 > êxito dezembro2012/janeiro 2013

VIDEIRA Rua Nicolau Cavon, 60 - Sala 3 - Centro (49) 3566 2914


dezembro2012/janeiro 2013 ĂŞxito >

3


EDITORIAL

EXPEDIENTE

EDIÇÃO 53 DEZEMBRO 2012/JANEIRO 2013

Tecnologia de ser

M

uito se fala sobre como evoluímos nos últimos 50 anos. Os equipamentos mudam todos os dias e, com eles, nós mudamos a olhos vistos. Entretanto, nós não aprendemos somente a utilizar computadores e máquinas de última geração, aprendemos a criá-los e isso só foi possível graças à tecnologia. Afinal, a tecnologia é o estudo da técnica. E se ela influenciou tanto a nossa vida privada e mudou nossa forma de ver a vida, as nossas empresas não poderiam ficar de fora. Precisamos nos permitir fazer esta travessia, caso contrário, estaremos eternamente à margem de nós mesmos. Nossa matéria de capa busca mostrar – a partir de cases de sucesso nos ramos da educação, tecnologia, comércio e agronegócio – como a tecnologia pode auxiliar e modernizar as empresas, fazendo com que elas atinjam resultados ainda melhores. Esta 53ª edição chegou repleta de novidades com a inauguração de duas novas editorias fixas. A seção Viagem de Negócios é inaugurada pela empresária Florisa Sinzker Perin, que fala sobre a sua experiência ao participar da São Paulo Fashion Week. Para abrir a editoria Estante Êxito, convidamos o autor Antônio Carlos de Souza para contar um pouco mais sobre seu recente lançamento, o livro “Sistemas de Custos para uma Instituição de Ensino Superior: o caso da Unoesc – Campus de Videira”. Na editoria Empresário de Êxito, José das Neves Olivo conta como o ramo farmacêutico mudou nos últimos anos e dá dicas de como crescer no setor. Se você conhece alguém que viajou a negócios, escreveu um livro ou é um grande empresário escreva para nós, pois quem sabe a sua indicação poderá ganhar uma matéria nas nossas seções interativas. Feliz 2013 e boa leitura.

- Angela Zatta angela@editoraexito.com.br

4 > êxito dezembro2012/janeiro 2013

Diretores Rosí Scariot Zatta Thiarles Souza Editor Thiarles Souza Redação Angela Zatta Clarissa Goetten Mezari Criação/Diagramação Amarildo Grotto Giuliano Getassi Gasparetto Jonas Patrício Pinto Vanessa Richetti Departamento Comercial Silvia Zatta Gonzatto Tel.: (49) 3566.0001 Fotografia Fabiano Martins Assessoria Jurídica José Carlos Damo OAB/SC 4625

Revista Êxito® é uma publicação da Êxito Editora e Comunicação Rua Veneriano dos Passos, 178 Sala 202 - Centro - Videira - SC CEP 89560-000 Tel.: (49) 3566.7708 / 3566.0001 Todas as matérias assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores. A opinião das pessoas que estão na revista, não reflete necessariamente a opinião da revista. Todas as publicidades são de inteira responsabilidade de seus anunciantes.

(f) www.facebook.com/editoraexito (t) www.twitter.com/editora_exito (@) revista@editoraexito.com.br (w) www.revistaexito.com.br


Sua casa, seu orgulho!

www.pascoalimoveisvda.com.br

VIDEIRA - SC - Pascoali Móveis - Rua Nicolau Cavon, 200 - Fone: 49 3533.0759 CONCÓRDIA - SC - Pascoali Móveis - Rua Anita Garibaldi, 212 - Fone: (49) 3444.8651 CHAPECÓ - SC - Rua Barão do Rio Branco, 126 - Sala 2 - Centro - Fone: 49 3329.546 JOAÇABA - SC - Pascoali Móveis e Eletro - Rua 7 de Setembro, 80 - sala 01 - Fone: 49 3522.01120 CAMPOS NOVOS - SC - Pascoali e Cia LTDA - Rua Cel. Farrapo, 1447 - Centro - Fone: 49 3541.2449 VIDEIRA - SC - Pascoali Móveis Planejados: - Rua Saul Brandalise, 307 - sala 101 - Fone: 49 3533.2705 dezembro2012/janeiro 2013 êxito > 5


SUMÁRIO 10 EMPRESÁRIO DE ÊXITO NEGÓCIOS 12 Pioneirismo em tecnologia 14 Propaganda ilimitada, mercado limitado 16 Empresários do setor moveleiro vão à China 18 Qualidade no atendimento determina compra 20 Como projetar uma grande marca 22 Construção, reforma e ampliação 24 Entre patas e bigodes 26 Iomerê e os desafios da nova gestão 28 Acreditar faz parte da vida SAÚDE 30 Inovação a serviço da saúde 32 O estresse pode ser seu grande inimigo 35 Procedimento com balão intergástrico 36 TECNOLOGIA 38 ESPECIAL OPINIÃO 40 Advocacia Vieceli conquista sentença inédita 42 Adgar Bittencourt

10

José Olivo: o principal é ter uma boa equipe

50

Borga: mais resultados em menos tempo

44 Fábio José Dallanora EDUCAÇÃO 46 Um mundo de possibilidades 48 Desenvolvimento cerebral das crianças 50 CAPA 60 VIAGEM DE NEGÓCIOS VARIEDADES 62 Natal da gente 2012 em Videira 64 Antonio Carlos “Bolinha” Pereira 66 Gerson Witte 68 Parajasc: superação e orgulho 69 Karatê: um estilo de vida 70 Fotografe com Êxito 72 ESTANTE ÊXITO 74 ECONOMIA 6 > êxito dezembro2012/janeiro 2013


Rua XV de Novembro, 310 - Videira - SC - 49 3566.1023 Videira Shopping - 49 3533.3131


notas INFORMAÇÃO

PROJETO VIDEIRA DAS ARTES

A Prefeitura de Videira, em parceria com o Sebrae, implantou o Projeto Videira das Artes, para dar oportunidade aos artesãos do município. O projeto conta com 56 artesãos cadastrados, os quais pesquisaram, sugeriram e desenvolveram desenhos e motivos criando uma identidade para o artesanato produzido em Videira.

CAMINHADA VIDEIRA VOLUNTÁRIA

Com mais de 300 pessoas, a 1ª Caminhada Videira Voluntária aconteceu domingo, dia 2 de dezembro, com saída as 9h da avenida Beira Rio. O percurso aconteceu nas principais ruas do centro de Videira e teve como objetivos celebrar o dia Internacional do Voluntariado e incentivar e valorizar os voluntários videirenses. Estiveram presentes mais de 30 entidades que prestam serviços nas mais diversas esferas da sociedade do município. Antes de iniciarem a caminhada os voluntários tiveram a oportunidade de mostrar seus trabalhos, trocar experiências e conhecer mais de perto as diversas ações desenvolvidas pelos outros grupos presentes. A 2ª Caminhada Videira Voluntária já está marcada para dezembro de 2013. A intenção da coordenação é tornar o evento uma data fixa no calendário municipal.

CELESC ABRE CONCURSO PÚBLICO

Estão abertas as inscrições para o concurso público da Celesc Distribuição S.A. Os interessados têm até o dia 21 de janeiro de 2013 para se candidatarem a 190 vagas de cargos de nível médio e superior e formação de cadastro reserva. O concurso será realizado sob a responsabilidade da Fundação de Estudos 8 > êxito dezembro2012/janeiro 2013

e Pesquisas Socioeconômicos (FEPESE) e as inscrições somente serão efetuadas via internet. Mais informações no portal da Celesc.

ESCOLA DE VIDEIRA TEM MELHOR MÉDIA NO ENEM

O Colégio Salvatoriano Imaculada Conceição teve o melhor desempenho do município de Videira (SC) no Enem 2012 (Exame Nacional do Ensino Médio), realizado no início de novembro com nota 577,293. O colégio é conveniado ao Sistema Positivo de Ensino (SPE), da Editora Positivo. Realizado pelo MEC, o Enem avalia a qualidade do Ensino Médio no país. Por meio de uma prova aplicada aos alunos do último ano desse nível, os resultados são apurados e divulgados nacionalmente. Os resultados do Enem também são considerados para acesso ao Ensino Superior em universidades públicas (SiSU) e privadas (ProUni).

ESCOLA DE ARROIO TRINTA LANÇA LIVROS

No dia 10 de dezembro, alunos do 1º ano do Ensino Médio Inovador da Escola de Educação Básica Governador Bornhausen, de Arroio Trinta, realizaram o lançamento dos livros do Projeto Identidade. Cada aluno escreveu o livro sobre a sua história, buscando a sua identidade e registrando os momentos mais importantes da sua vida. O projeto foi desenvolvido ao longo de todo o ano letivo de 2012. De forma interdisciplinar, todos os professores colaboraram, dentro de suas disciplinas, para a confecção do livro e auxiliaram os alunos a transcrever suas histórias e sentimentos. Aproximadamente 150 pessoas acompanharam o evento. Durante a cerimônia de lançamento, foi apresentado ao público um breve depoimento de cada aluno falando sobre a experiência de participar desse projeto, em seguida os estudantes autografaram os livros.

AÇÃO DO HÁBITO LEGAL MOBILIZA VIDEIRA

Com a última edição do Hábito Legal, em dezembro, a campanha alcançou a marca de 12 mil caixinhas Tetra Pak coletadas em dois eventos em Videira. Foram distribuídas mais de 200 mudas de plantas nativas e 600 kits ambientais com vaso, terra e semente, mobilizando mais de 600 pessoas. As caixinhas Tetra Pak foram encaminhadas ao Instituto Federal Catarinense, que vai utilizar o material para a instalação de mantas térmicas na residência de famílias de baixa remuneração no município. O Hábito Legal já está programando um novo evento para o primeiro trimestre de 2013 e está aberto a novas parcerias no próximo ano.

CONCURSO CULTURAL LABORATÓRIO VIDA

Após a criação do casal de mascotes, em comemoração aos 6 anos da empresa, o Laboratório Vida lança o Concurso Cultural “Escolha o nome dos nossos mascotes”. Além da participação, o público também concorrerá a duas cestas de Natal. O concurso teve início no dia 1º de dezembro e se estende até o dia 22 do mesmo mês, quando serão divulgados os nomes escolhidos pelo maior número de votos, e também serão sorteadas as cestas de Natal. Para quem tiver interesse em participar é só ir em uma das unidades do Laboratório Vida em Videira e votar no nome que mais gostar.

KHALIFA TRAZ COVER DA LEGIÃO URBANA

No dia 18 de janeiro o Khalifa trará para Videira a banda Legião Urbana Cover. O show não é apenas sonoro, mas também teatral, sendo que o vocalista tem todos os trejeitos, aparência física e a voz muito semelhante ao líder da Legião Urbana. A banda cover surgiu com o objetivo de manter viva a obra de Renato Russo e matar as saudades dos fãs, além de mostrar para os jovens da nova geração uma das bandas de rock mais famosas do Brasil.


www.neteeva.com.br

Sofisticados por tradição.

» MICROPIGMENTAÇÃO A micropigmentação é um procedimento estético que valoriza os traços da face e dá mais expressão ao rosto. Diferente da tatuagem e grande aliada das cirurgias plásticas, ela permite a tradução da jovialidade do rosto feminino através da definição das características mais marcantes do rosto da mulher como olhos delineados, bocas expressivas e sobrancelhas bem desenhadas. Faça a sua na Nete e Vá Hair Design.

VIDEIRA | SC Fone: (49) 3566.0749 Saul Brandalise, 440 | 2º andar | sala 22 msn: neteeva@hotmail.com

FRAIBURGO | SC Fone: (49) 9127.8304 Av. João Marques Vieira, 221 Atendimento toda 4ª feira

Agende seu horário. Aguardamos sua visita.

dezembro2012/janeiro 2013 êxito >

9


EMPRESÁRIO DE ÊXITO

A VOZ DA CONFIANÇA

as farmácias expandiram sua área de atuação com os ramos de cosméticos e a manipulação. As farmácias de hoje vendem de tudo.

Com uma bagagem de 34 anos de experiência no ramo farmacêutico, José das Neves Olivo, 51 anos, lidera a rede Lider Farma e as 15 unidades que estão sob seu comando com a tranquilidade de quem conhece o mercado e vê um futuro sólido adiante. Em um negócio que lida, sobretudo, com seres humanos, o empresário conta como o cenário mudou nas últimas décadas e como se manter competitivo em um mundo de adversidades.

Qual era o cenário das farmácias quando você entrou no ramo?

Eu tinha 17 anos quando comecei a trabalhar na área administrativa na antiga Drogaria Somensi. Embora meu forte fosse o administrativo, mesmo antes da faculdade, foi com o proprietário da farmácia, João Somensi, que eu aprendi a aplicar injeção, medir pressão, fazer curativos, etc. Depois de 9 anos de trabalho, fiz uma sociedade com o Somensi e foi onde começou aquilo que sou hoje como proprietário de farmácia. Na época não havia tanta diversidade de medicamentos. Com um número 15% menor do que hoje, não exis-

que o médico receitou, o genérico e mais uma para comprar aquilo que ele quer, mas a decisão é dele. O ramo cresceu muito desordenadamente, sem critérios. Quando eu comecei, havia quatro farmácias em Videira e hoje temos cerca de 30 e o próprio mercado está dizendo quem permanece, afinal este não é um ramo para amadores.

Como épossívelidentificaromomentode expandir a empresa?

A partir das oportunidades que aparecem no mercado. Se olharmos o cenário farmacêutico há três anos vemos que as cidades pequenas

A equipe precisa ter as informações para orientar o cliente com clareza, ética e seriedade tiam antiinflamatórios ou genéricos, estávamos à mercê dos laboratórios estrangeiros, dos remédios caros e de poucas opções em todas as áreas. Era comum que as farmácias tivessem apenas um balcão, um farmacêutico e mais um ou dois funcionários, pois os clientes compravam aquilo que o farmacêutico indicava e tinha em estoque; ao contrário do que se vê hoje, em que a concorrência entre as farmácias, os estímulos do governo para a população mais carente e a modernização da indústria possibilitou a produção em grande escala, com preços bem mais acessíveis. Hoje, o cliente precisa ter a opção 10 > êxito dezembro2012/janeiro 2013

como Iomerê ou Ibiam não eram tão importantes economicamente para as redes. Hoje, as pessoas que têm mais de uma farmácia nessas cidades conseguem dar uma boa estrutura para a população e crescem muito. É preciso ter a visão de que essas cidades podem ter farmácias pequenas, desde que bem equipadas, que podem suprir as necessidades do cliente. A rede Lider Farma nasceu a partir dessa necessidade de expansão ordenada, com mais competitividade e possibilidades frente à indústria, além de treinamento para funcionários e gestores. Quem está atendo ao mercado vai perceber que

O que faz o sucesso de uma empresa?

O principal é ter uma boa equipe, pois os funcionários são a parte mais importante de qualquer empresa. Todo empresário, do tamanho que seja, precisa de uma equipe que consiga ajudar, tenha acesso a treinamentos e incentivos. Todas as minhas farmácias caminham sem depender da minha presença, isso só é possível com uma equipe comprometida, que respeite a realidade local e tenha liberdade para resolver as situações que aparecem na mesma hora, além do sistema integrado que os deixa livres para pensar exclusivamente na venda. Mas é fundamental que a equipe tenha acesso às informações para poder orientar o cliente e saiba passar essas orientações com clareza, ética e seriedade.

Quais são os maiores desafios para o empreendedor atual? Visualizar o que o mercado vai apresentar no futuro. Neste ramo existe muita concorrência e é preciso estar à altura dos demais. Tem que ter coragem para arriscar, não perder tempo e focar nos diferenciais. Também é importante participar de feiras e eventos do ramo para conhecer as novidades e adaptar o que funciona em outras cidades para a realidade local. Mais do que isso, você tem que acreditar naquilo que o cliente vai comprar, sem subestimar.

Que dicas você daria para quem está iniciando a carreira empresarial?

Adquira conhecimento e esteja disposto a continuar aprendendo, pois as pessoas que estão preparadas sabem usar as informações que têm. Não entre em um ramo sendo amador, pois a concorrência é cruel e quem já está no mercado está muito bem preparado. É preciso gostar do que faz, entrar bem estruturado, buscar orientação profissional e de gestão e pesquisar o mercado.


FABIANO MARTINS

José das Neves Olivo: “Não entre em um ramo sendo amador, pois os concorrentes estão muito bem preparados”


NEGÓCIOS

PIONEIRISMO EM TECNOLOGIA Quando o assunto é inovação em tecnologia em Videira e região, a Fomatto Net é uma referência. Depois de reinventarse em 1997 com a chegada da internet, a empresa liderada por Vilson Giazzoni tem o seu grande diferencial na união da busca pelas novidades do setor com atendimento qualificado. Basta um passeio rápido na rua para encontrar alguém capaz de falar sobre as mudanças que a tecnologia trouxe para o mundo. Qualquer pessoa que tenha mais de 20 anos poderá lembrar, com certo saudosismo, do tempo em que os celulares eram grandes caixas e computadores caríssimos ocupavam grande parte do espaço da sala. Talvez fosse ini-

maginável para as gerações mais antigas que a telefonia móvel e os computadores se unissem em um único aparelho, mas a conexão aconteceu e ninguém mais quer estar fora dela. Segundo Vilson Giazzoni, muita coisa mudou em seus 18 anos de atividade no ramo. “Quando éramos uma escola, ministrávamos cursos de manuseio de programas básicos

A velocidade do acesso para o usuário vai aumentar e o preço poderá cair, mesmo que a tecnologia tenha alto custo

como sistemas operacionais, editores de texto e planilhas. Depois ensinamos os usuários a trabalhar com o mouse, com Windows e com programas gráficos. Mas depois que conhecemos a internet, em 1997, vislumbramos um universo de grande utilização do serviço e procuramos permanecer no setor”. Pioneira no serviço de acesso da internet discada em 1997, a Formatto Net também foi a primeira a trazer o serviço de autenticação de ADSL no ano de 2000, internet via rádio em 2001 e via fibra óptica em 2010. Tida como um item de primeira necessidade para as empresas, a internet atualmente agrupa dentro de uma empresa todos os sistemas - gestão, fiscal, comunicação e financeiro, os quais devem estar no ar 24 horas por dia para acompanhar a movimentação do negócio. Atenta a esta necessidade, a empresa montou uma infraestrutura que permite a interVilson Giazzoni 12 > êxito dezembro2012/janeiro 2013

ligação entre empresas localmente com redes de fibra, rádio ou virtualmente com interligação entre cidades por meio de operadoras de Telecom. “Temos investido constantemente em infraestrutura de largura de banda, construção de redes ópticas e de rádio, investimento em capital humano com qualificação, sistemas de gerenciamento e monitoramento que são imprescindíveis para que os sistemas dos clientes estejam sempre on-line”, explica Giazzoni. O segredo para se manter na liderança do ramo é o investimento em conhecimento e infraestrutura técnica e pessoal. “O técnico não é somente um solucionador de problemas, é um pesquisador. Ele precisa estudar muito para entender todas as variações e interconexões entre sistemas e dispositivos que existem nas redes dos clientes. Acreditamos que estamos transformando técnicos em especialistas em redes, pois constantemente precisamos transformar as necessidades dos clientes em projetos, permitindo que tudo funcione perfeitamente”, diz. Para continuar na liderança, a Formatto Net foi a primeira empresa a oferecer o serviço de internet via fibra óptica para a região. A tecnologia que impulsiona todo sistema de comunicação mundial transporta dados em alta velocidade através da luz invisível sem que haja variação de velocidade ou qualidade, e permite conexões para outros serviços além de internet como telefonia, TV a cabo e interconexões entre negócios. “A tendência é o aumento da velocidade e a redução de preços dos serviços de telecom para os usuários, mesmo que a migração da tecnologia tenha um alto custo”, finaliza Giazzoni que acredita que a interatividade criada entre os dispositivos de rede nos últimos anos vai acelerar os passos do desenvolvimento do ser humano em todas as áreas. Formatto Net Videira - SC Fone: 49 3566 0567 www.formatto.com.br


6 anos

Mais de 400 projetos executados.

Confira nosso site: www.fbengenharia.com

JORGE FELISBERTO (CREA-SC 60020-7) - (CRA-SC 14114) - (CRECI-SC 20921) Administrador com MBA em Administração Estratégica e Financeira pela Unoesc Videira. Técnico Industrial em Edificações pela ETEFESC. Técnico Profissional de Obras pela Universidade do Porto - Portugal. Ex-professor do curso de mestre de obra do SEBRAEFlorianópolis. Atua há 29 anos na área de construção civil. Corretor de Imóveis, registrado no CRECI 11ª Região-SC.

FABIANO BIAVA (CREA-SC 67691-9) Engenheiro Civil pela UFSM-RS. Atua há 9 anos na área de construção civil.

Rua Angelo Grazziotin, 62 - Salas 2 e 3 - Bairro Matriz - Videira - SC - Fone: 49 3566.5862 CREA-SC - 82125-1 - fb@fbengenharia.com


NEGÓCIOS

PROPAGANDA ILIMITADA, MERCADO LIMITADO Despertando para o design estratégico, o relacionamento entre as empresas e agências de comunicação da região Meio-Oeste tem crescido timidamente nos últimos anos, mas não sem enfrentar desafios como a agregação de valor ao design aliado à conquista da publicidade online. Com a implantação do plano real, a entrada de milhares de brasileiros no mercado consumidor ampliou a oferta de serviços e produtos. O crescimento da produção e do consumo brasileiro fez com que o volume de negócios publicitários crescesse e mudasse a visão de uma boa parte das empresas. Isso fez com que o Brasil, segundo a ABAP (Associação Brasileira de Agências de Publicidade), se tornasse o 5º mercado

14 > êxito dezembro2012/janeiro 2013

publicitário mundial. Entretanto, as agências do interior do país ainda estão se relacionando timidamente com os seus clientes. De acordo com o Sebrae, as micro e pequenas empresas destinam verbas abaixo de 0,3% para a comunicação e o marketing dos seus negócios. Para Michel Beal, publicitário e proprietário de uma agência, “o mercado local está agora começando a enxergar a necessidade de ter o design como

ferramenta estratégica na promoção dos seus produtos e serviços. Em cidades pequenas, como é formada a nossa região, as empresas de comunicação encontram dificuldades em mostrar o valor que o design e a comunicação têm para o crescimento das empresas”. Outro setor que tem crescido exponencialmente é o da publicidade online. As mídias digitais conquistam cada vez mais o seu lugar não apenas nos grandes centros, mas também nos pequenos. “A comunicação online é muito popular na região. As redes sociais têm sido ferramentas de promoção que vieram para somar esforços com os websites e hotsites, os quais mantêm seu perfil institucional. Além disso, o Facebook tem aproximado e construído um relacionamento íntimo entre empresa e consumidor, o que resulta positivamente no crescimento da imagem da marca da empresa”, finaliza.


Versatilidade e Confiança em obras.

Nossos Serviços: :: Projeto Arquitetônico :: Projeto Hidrossanitário :: Projeto Elétrico :: Projeto Estrutural :: Projeto Preventivo de Incêndio :: Responsabilidade Técnica :: Mão de Obra :: Obra Completa

Jeferson E. Suckow CAU: 60790-8 Arquiteto / Urbanista

Rodrigo Mendes CREA/SC: 059.829-6 Engenheiro Civil

(49) 3566.2616

Rua Benjamin Grazziotin, 20 Sala 01 - Centro - Videira - SC www.versattoengenharia.com.br dezembro2012/janeiro 2013 êxito >

15


NEGÓCIOS

EMPRESÁRIOS DO SETOR MOVELEIRO VÃO À CHINA Empresários do setor moveleiro participaram no último mês de novembro de uma missão empresarial à China para conhecer escala de produção e matérias-primas.

Espaço mais amplo e silencioso para proporcionar mais conforto e liberdade para o seu melhor amigo.

Banho Tosa Higiênica Tosa Estética Hidratação Escova Luminosa Tintura Hospedagem Microchipagem

O objetivo foi visitar um dos principais fornecedores de matéria-prima que, atualmente, é um país em ascensão no mercado mundial, proporcionando aos empresários conhecer as estratégias de negócios. A viagem foi coordenada pela Associação dos Moveleiros do Oeste de Santa Catarina (Amoesc) e o Sindicato dos Madeireiros e Moveleiros do Oeste de Santa Catarina (Simovale). O roteiro incluiu cidades como Istambul, na Turquia, e Guangzhou, Xangai e Hong Kong, na China. A missão empresarial privilegiou em seu roteiro a Canton Fair, que

importá-los para venda no Brasil. A perspectiva, segundo ele, é que a China proporcione ao Brasil não apenas vislumbrar a produção em larga escala e baixo custo, mas também fez despertar um desejo de transformação necessário para que a realidade comercial do setor no país melhore.

BRASIL X CHINA

O empresário Osni Verona diz ainda que, a tendência é que a classe média consuma cada vez mais, o que gerará um déficit de produtos na China. Com isso, não existirá uma

É necessário adequar custo com a qualidade e a alta produtividade de alguns produtos

Pacotes Mensais

O bem-estar do seu bichinho está com novo endereço! R. Paraguaçu de Souza, 134 (Em frente ao restaurante Unoesc)

Bairro Universitário - Videira - SC

3533.2055 - 9928.5842 Consultório Veterinário:

3566.6577 - 9916.3081 16 > êxito dezembro2012/janeiro 2013

acontece em três etapas. O foco foi visitar a segunda e terceira etapas da feira, com expositores do setor de móveis e matérias-primas como tecidos, componentes em geral e acessórios para estofados. “Observamos que há mais vantagem em adquirir produtos ou componentes chineses, que têm um custo reduzido, e com isso fabricar os móveis e comercializá-los no Brasil, consequentemente com um preço reduzido”, explicou o presidente da Amoesc/Simovale, Osni Verona. Verona destaca ainda que “não há criatividade, apenas uma preocupação com a produção em grande escala”. Segundo Verona os empresários da região fortaleceram parcerias a fim de fabricar móveis na China e

produção suficiente para suprir o mercado interno e consequentemente haverá uma demanda de importação. “Devemos ter uma visão estratégica e empreendedora. Para o Brasil comercializar na China é necessário adequar custo com a qualidade e a alta produtividade de alguns produtos e propor um design contemporâneo e uma matéria-prima nobre, que é a nossa madeira. Além disso enfatizar nossa preocupação com a chancela, ligada à preservação ambiental. A prospecção de negócios, seja a curto, médio ou longo prazo, é entusiasmante, mas devemos ser rápidos”, finaliza. MB Comunicação


Rua Arlindo de Mattos, 250 Bairro Santa Tereza, Videira/SC Fone: (49) 3533 1168

ABRA AS PORTAS PARA A

TECNOLOGIA

• Os produtos mais modernos • A mais completa loja do ramo na região • Referência do setor de arquitetura, presentes, decoração e refrigeração por contar com as marcas mais importantes do segmento • Tecnologia de ponta • Soluções apropriadas para seu projeto • Experiência e conhecimento ao seu dispor • Conheça e beneficie-se valorizando a sua obra.

dezembro2012/janeiro 2013 êxito >

17


NEGÓCIOS

QUALIDADE NO ATENDIMENTO DETERMINA COMPRA A CDL Chapecó, em parceria com a Unoesc, apresentou recentemente durante o Almoço Empresarial do Varejo uma pesquisa inédita sobre o comportamento de compra do consumidor.

Mais de 240 veículos atualizados constantemente. Várias imagens, detalhadas, que dão real noção do produto. Veículos revisados com garantia de concessionária.

“A pesquisa é uma das ações do Planejamento Estratégico da entidade e, hoje, a CDL pode dar esse suporte de informações ao associado”, observa o presidente da CDL Chapecó, Gilberto João Badalotti. Os resultados da pesquisa foram apresentados pelo responsável técnico, professor Werner Luiz Antoni. Ele chamou a atenção dos lojistas para a importância do banco de dados com as informações dos clientes, já que a pesquisa indicou que a data mais importante e que mais leva consumidores ao varejo chapecoense são os aniversários de familiares.

METODOLOGIA

As atividades e os procedimentos executados durante a realização da pesquisa foram conduzidos pelo professor com formação na área de administração e marketing. A operacionalização do estudo foi de responsabilidade da Empresa Júnior da Unoesc Chapecó. O levantamento envolveu os segmentos de eletroeletrônicos, móveis e decoração, supermercados, mercados e alimentos; materiais de construção, cosméticos, maquia-

O lojista precisa sair do patamar de venda técnica e apostar em relacionamento com o cliente “Mais do que ter cadastro de clientes, o varejista precisa saber analisar as informações e saber essas datas para transformá-las em oportunidades de negócios”. Antoni também observou que, em Chapecó, comprar está aliado a lazer e que o cliente faz questão de ter tempo para comparar produtos, estabelecimentos, atendimento, entre outros aspectos. Outro indicador da pesquisa é em relação ao atendimento no comércio varejista. Antoni informou que atender bem pode ser determinante na escolha do consumidor. “O lojista precisa sair do patamar de venda técnica e apostar em relacionamento com o cliente”. O resultado da pesquisa foi entregue, em CD, aos partici-

www.carboniseminovos.com.br

pantes do Almoço Empresarial.

gem e perfumaria, farmácias, ótica, joias e relógios, bazar e variedades, lojas de 1 real, camelôs, acessórios e bijuterias, confecções infantis, masculinas e femininas, calçados infantis, masculinos e femininos e lojas de autopeças. Após definidos os tipos de varejo, por parte dos consumidores na coleta de dados de campo, foi verificada a frequência de compra por grupo específico de varejo, os quais foram cruzados com idade, gênero e renda familiar de forma agregada. As questões norteadoras da pesquisa foram: Por que o consumidor compra? Quando? Como? Qual a fre-quência? Onde? MB Comunicação


dezembro2012/janeiro 2013 ĂŞxito >

19


NEGÓCIOS

COMO PROJETAR UMA GRANDE MARCA O branding é um método de construção de marcas que se baseia em criar uma proposta de valor a um serviço ou produto, para um público específico, através de um elemento unificante - a marca -, gerando uma vantagem competitiva. Saindo da porta de casa há um lugar preferido para tomar café, comprar pão, lavar o carro ou comprar roupas novas. Às vezes é por proximidade, qualidade e preço, em outros casos o consumidor é movido por um impulso intangível. Como uma marca nova pode se tornar uma grande marca?

1 - ENCONTRE SUA ÁREA DE ATUAÇÃO

Hoje com as novas tecnologias, uma marca pode chegar onde quiser, mesmo estando nos lugares mais escondidos do planeta. Deve-se escolher uma área geográfica para a oferta de produtos e serviços e conhecer seus concorrentes.

2 - A CONCORRÊNCIA

Nunca considere a concorrência como uma ameaça e sim como alguém com quem se pode aprender o que funciona e o que não funciona. Identifique os melhores do setor e compreenda o que fazem de melhor e porquê.

3 - O CONSUMIDOR

Nada se vende se ninguém compra. O consumidor tem necessidades e desejos que precisam ser saciados. Avalie se a empresa tem tudo o que o consumidor necessita ou se algo pode ser melhorado. Entender necessidades ajudará a

identificar debilidades. Uma vez que temos o universo competitivo mapeado é hora de abordar a estratégia.

Tudo que foi citado até agora deve ser projetado em uma identidade visual e verbal adequada. Aqui o segredo é ser coerente com nossa personalidade e proposta de valor. Uma vez resolvida a identidade visual e verbal, será importante projetar sua forma de aplicação. E é nesse momento que a marca se constrói, entrando em contato com o público e interagindo com ele.

9 - PONTOS DE CONTATO

Descreva as características que são mais importantes para o mercado analisado, o que interessa e o que não interessa ao consumidor, o que a concorrência faz e o que não faz. Tomar como referência um modelo de negócio de um concorrente é estar se baseando em ideias que já funcionam.

Ter uma marca em mãos e não ativá-la é como atirar uma granada sem antes puxar o anel. Ela nunca explodirá. O consumidor precisa comprovar que a marca realmente é aquilo que ela diz ser. Vale, neste caso, se colocar na pele do consumidor e tentar fazer um mapa do caminho que ele levará para comprar seu produto. Em qualquer ponto de contato, será necessário projetar como a marca será vista.

5 - O CONCEITO DA MARCA

10 - VOCÊ É SUA MARCA

4 - ANÁLISE

É preciso transmitir uma ideia ao público sobre a empresa, que mostre nossas diferenças e que possa representar uma vantagem competitiva.

6 - PERSONALIZAÇÃO DA IDEIA

Pensar em como o consumidor deve enxergar a marca, se deve vê-la como simpática, agradável, tradicional, de qualidade, séria, divertida, social, entre outras carcaterísticas. Estes atributos serão traduzidos na marca, formando uma personalidade própria.

7 - PROPOSTA DE VALOR

Consiste em revelar ao público quem somos, o que fazemos e porque somos relevantes.

O branding traz as ferramentas necessárias para ser uma opção preferencial para seus consumidores

20 > êxito dezembro2012/janeiro 2013

8 - DESENHE O QUE QUER SER

E o mais importante, tanto você como seus colaboradores são a personificação da marca, é preciso refletir o que foi planejado para ser competitivo, o que foi definido como personalidade, falar como se a marca falasse e atuar como a marca pensa. Não há outra forma de criar uma marca de sucesso que não seja de dentro para fora. Se não for realmente verdadeira, não convencerá. A pergunta típica é: venderá mais? O branding traz as ferramentas necessárias para ser uma opção preferencial para seus consumidores. O restante do processo, sendo executado com êxito, se traduzirá em aumento nas vendas. Michel Beal é publicitário, especialista em design gráfico e estratégia corporativa e design gráfico e tecnologias contemporâneas. Diretor da Beal Branding michel@beal.ag www.beal.ag


A HORA DO

Jeans.

Perfeito para todas as ocasiões. Perfeito para o seu bolso.

Confira as condições especiais na loja.

Desconto à vista de 1 peça

15%

2 peças

25%

3 peças

35%

no crediário em 3x com 15% de desconto.

Rua Saul Brandalise, 132 Videira . SC . 49 3566.0576 dezembro2012/janeiro 2013 êxito >

21


NEGÓCIOS

CONSTRUÇÃO, REFORMA E AMPLIAÇÃO Sicredi oferece soluções para quem deseja construir, reformar ou ampliar a sua residência ou estabelecimento comercial. Os associados podem optar entre a linha de crédito ou pelo consórcio. As modalidades asseguram economia e transformam sonhos em realidade. Totalizando mais de 32 mil operações em outubro deste ano, o Crédito Responsável Sicredi Construção e Reforma é uma modalidade de financiamento direcionada aos associados pessoa física e jurídica. A opção libera recursos financeiros para aquisição de material de construção e pagamentos de mão de obra especializada para construção e reforma. O limite de crédito é definido de acordo com a capacidade de pagamento do associado, que pode escolher por parcelas pré ou pós-fixadas, com prazo de até 60 meses para pagar. O pagamento ocorre por meio de débito automático na conta corrente do beneficiado. Econômico e acessível, o Sicredi Consórcio Imóveis para construção e reforma é outra opção oferecida aos associados. A vantagem desta opção fica por conta da não incidência de juros, pois trata-se de um autofinanciamento, ou seja, os recursos são do próprio grupo de consórcio e possibilita a aquisição da carta de crédito num prazo mais longo, não onerando o orçamento da família. A contemplação acontece por sorteio, lances fixo ou livre, sendo que o associado pode utilizar até 25% da carta de crédito como lance embutido. As faixas de crédito abrangem de R$ 30 mil a R$ 300mil, com prazos de até 180 meses para pagar. Além de construção, reforma e ampliação, a carta de crédito pode ser utilizada para aquisição de imóveis novos, até mesmo na planta, ou usados, residenciais ou comerciais, urbanos ou rurais e terrenos. 22 > êxito dezembro2012/janeiro 2013

Atualmente, o Sicredi Consórcio Imóveis possui carteira ativa de 6.400 cotas, somando mais de R$ 681 milhões em créditos. Das cotas ativas, 1.436 já foram contempladas, com R$ 156 milhões de créditos liberados. Em média, 18% dos créditos contemplados são utilizados para a modalidade construção, reforma e ampliação. Somente em 2012, foram mais de 60 liberações de créditos para tal modalidade.

SOBRE O SICREDI

O Sicredi é um sistema composto por 113 cooperativas de crédito, integradas horizontal e verticalmente. A integração horizontal representa a rede de atendimento (mais de 1.100 pontos), distribuída em 10 Estados (Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Tocantins, Pará, Rondônia e Goiás) e 905 municípios. No processo de integração vertical, as cooperativas estão organizadas em quatro Cooperativas Centrais, uma Confederação, uma Fundação e um Banco Cooperativo, que controla as empresas específicas que atuam na distribuição de seguros, administração de cartões e de consórcios. Mais informações no site www.sicredi.com.br. MB Comunicação


dezembro2012/janeiro 2013 ĂŞxito >

23


NEGÓCIOS

ENTRE PATAS E BIGODES

Não foi apenas o mercado pet que expandiu. O número de profissionais formados em veterinária também cresceu bastante, o que deixa o ramo veterinário, inProprietário de uma clínica veterinária, em Videira (SC), clusive o de animais de pequeno Samir Kamel Salha foi uma daquelas crianças que sonhava porte, muito competitivo e difiem se tornar veterinário. Com o seu sonho realizado, ele, culta sua entrada no mercado de que também é empresário, fala das conquistas e das dificul- trabalho. “Na minha época, quandades enfrentadas na profissão e no mercado de trabalho do eu ainda era estudante, havia e como a medicina veterinária tem avançado rapidamente. uma ou duas faculdades de medicina veterinária no nosso Estado, No final da década de 90, após de crescer”, conta Samir. hoje esse número passa de dez”, terminar a faculdade de veterináHá alguns anos, a medicina ve- aponta Samir. Outro problema ria, o médico veterinário Samir terinária, para animais de peque- da profissão é o “charlatanismo”, Kamel Salha entrou de cabeça no no porte, era carente de aparelhos pois muitos estabelecimentos, mercado de pequenos animais, já específicos para fazer os diagnós- agropecuárias e pet shops, por então promissor, com a sua es- ticos, quase tudo era diagnostica- exemplo, não têm um veterinário posa, também médica veterinária, do através do olho clínico. Com no estabelecimento e palpitam Sheila Salha. Juntos o casal tem o avanço da medicina humana, sobre a saúde do animal, algo que três filhos e muitas histórias para a medicina veterinária também só um médico veterinário pode contar da profissão. evoluiu. Segundo Samir, “hoje fazer com propriedade. “Muitas Munido apenas de poucos equi- os animais contam com pratica- pessoas não sabem, mas há divipamentos, Samir abria a sua pri- mente a mesma tecnologia dos sões no ramo, como Consultório meira clínica em março de 1998, humanos. Já é possível fazer ul- Veterinário, Hospital Veterinário, Clínica Veterinária, Pet Shop e Agropecuária. Cada uma delas é habilitada para algumas funções, Hoje as pessoas tratam os mas não podem exercer outras. seus animais como membros Por exemplo, uma agropecuária da família não pode fazer vacinas”, alerta. Segundo Samir, “com um mercado tão concorrido, é necessário ter alguns diferenciais, e isso em Videira. “No ano em que eu co- trassom colorido, cirurgias com pode ser feito por meio de cursos mecei a atuar no ramo, o mercado próteses, tratamento de quimio- profissionalizantes, atualizações pet mostrava tendências de uma terapia, e nos grandes centros é profissionais e bons equipamenforte expansão, desde então, hou- possível encontrar hemodiálise, tos. Minha dica, se é que posso ve um crescimento muito grande UTI, laboratórios específicos para dar alguma, é que não devemos nesse setor. Hoje as pessoas tratam animais, hotéis de luxo e muitas nunca nos acomodar, achar que os seus animais como membros da outras opções que nós nem ima- sabemos tudo e se contentar em família, não medem esforços para ginamos, seguindo uma tendência ter apenas o diploma da faculdacuidar dos seus animais, e isso que já é comum em países mais de na mão”. faz com que o mercado não pare desenvolvidos”. Para ser veterinário, gostar de animais é uma condição fundamental, mas isso não é o sufiMERCADO PET BRASILEIRO - ANIMAIS DE COMPANHIA EM NÚMEROS* ciente para seguir nessa carreira. O estudante que levar esse sonho classe A e B adiante, precisa entender que não % vai encontrar apenas animais felizes, com boa saúde, muitas vezes classe C será o contrário, terá que lidar com % sangue, com a morte e, também, classe D com os sentimentos dos donos % desses animais, que normalmente *Retirado do IBOPE (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística) é muito forte”, finaliza.

63 64 55

24 > êxito dezembro2012/janeiro 2013


dezembro2012/janeiro 2013 ĂŞxito >

25


NEGÓCIOS

IOMERÊ E OS DESAFIOS DA NOVA GESTÃO O prefeito eleito de Iomerê (SC), Luciano Paganini e seu vice, Milto “Maneco” Borga, anunciaram os nomes que irão compor a administração municipal na próxima gestão. A escolha levou em conta o perfil técnico, conhecimento dos setores e a representação dos partidos que formam a base de governo. Divulgados em 29 de novembro, os nomes escolhidos para compor o primeiro e segundo escalões da nova administração municipal foram avaliados minuciosamente pelo prefeito eleito Luciano Paganini e seu vice, Milto “Maneco” Borga. Segundo Paganini, os nomes se adequam à nova forma de administrar que será implementada no município de Iomerê, cujas ações serão voltadas às pessoas. “A escolha foi técnica, levando em consideração a formação dos secretários ou sua experiência na área. Também prestigiamos a prata da casa, já que todos os integrantes desse novo corpo administrativo são de Iomerê. Por fim, consideramos a participação política dos partidos que elegeram o prefeito, cuja coligação foi formada pelo PMDB e PT”, destacou Paganini. O anúncio foi feito durante a reunião na localidade de Caravagio, com lideranças dos partidos que formaram a coligação vitoriosa do município. Na ocasião, o prefeito lembrou à equipe o seu sério compromisso com a condução de Iomerê, além de ressaltar que as ações tomadas a partir de 1º de janeiro serão norteadas pelas necessidades urgentes da cidade, pautadas pelas propostas apresentadas durante o período eleitoral. “Nosso plano

de governo, que foi embasado em propostas reais, possíveis de serem realizadas, começará a ser desencadeado, promovendo as melhorias que nossa cidade precisa, trabalhando incansavelmente pelo seu desenvolvimento e respeitando as pessoas”, diz Paganini. Definidos os secretários, o prefeito afirma que é tempo de Iomerê viver uma nova fase de desenvolvimento e, por isso, seu trabalho será fundamentado em frentes específicas. As prioridades são: a educação com modernização das escolas, ampliação de vagas e valorização dos profissionais com diálogo e incentivo à formação continuada; a saúde com atendimento amplo e oferecimento de mais profissionais na área; infraestrutura, com a devida atenção para dar a Iomerê o que ela precisa para se desenvolver. “Também precisamos resgatar as prioridades como o asfalto até Treze Tílias, a viabilização do conjunto habitacional e a implementação do distrito industrial. Tudo isso será feito sem esquecer do diálogo pleno com os munícipes, respeitando-os, ouvindo-os e consultando-os constantemente”, conta Paganini, que também planeja resgatar as tradições municipais iniciando com a realização anual da festa julina.

Precisamos resgatar as prioridades do município sem esquecer do diálogo pleno com os munícipes

26 > êxito dezembro2012/janeiro 2013

SECRETÁRIO E CARGO

Milto “Maneco” Borga Secretário de Saúde Douglas Francisco Zardo Secretário de Administração Maurício Bridi Secretário da Educação, Cultura e Esporte Claudemir Agostini Secretário da Agricultura Alzemiro Mafioletti Secretário de Obras Alvacir Paganini Diretor de Obras Marcelino Reck Supervisor de Esportes Diana Peretti Diretora do Centro Educacional Municipal de Iomerê (CEMI) Maria Savaris Colissi Diretora do Centro Municipal de Educação Infantil (CEMEI) Paula Pasqual Assessora Jurídica

Luciano Paganini Prefeito eleito de Iomerê


A M B I E N T E S

ANOS A ESPAÇO MÓVEIS FAZ ANIVERSÁRIO E QUEM

GANHA É VOCÊ

PROMOÇÃO

LIQUIDA TOTAL

DESCONTOS DE

10 20 30 40 %

10

%

%

OU EM

X SEM JUROS

%

50

%

FRAIBURGO - SC

Rua Arnoldo Frey, 459 - Centro Fone: (49) 3246.1000

dezembro2012/janeiro 2013 êxito >

27

www.espaco-moveis.com


NEGÓCIOS

ACREDITAR FAZ PARTE DA VIDA Vencedora na categoria de Serviços e Saúde, Maribel Gaio, do Laboratório Vida, trouxe do evento em Florianópolis, além do troféu, a alegria pelo reconhecimento da sua forma de gestão. Mesmo com o prêmio conquistado, e tendo sido finalista em mais duas categorias, a empresária sabe que a jornada não terminou e continua no caminho rumo a excelência. O MPE Brasil – Prêmio de Competitividade para Micro e Pequenas Empresas se constitui no reconhecimento estadual e nacional às micro e pequenas empresas que promovem o aumento à qualidade, da produtividade e da competitividade pela disseminação de conceitos e práticas de gestão. No Estado de Santa Catarina foi realizado a 19ª edição do Prêmio MPE Brasil, com 1,8 mil inscrições, sendo que apenas 23 empresas fo-

obter um relatório de feedback do Sebrae para identificar as oportunidades de melhoria, reforçar os pontos fortes da empresa e buscar continuamente a excelência na gestão do laboratório. Como vencedora da categoria de Serviços de Saúde, a empresária fala sobre a importância dessa conquista. “É o reconhecimento de um trabalho voltado desde o início da existência do Laboratório Vida para um atendimento diferenciado, hu-

Esteja aberto a críticas, e visualize nelas oportunidades para melhorar ainda mais ram selecionadas para a final e 9 delas saíram vitoriosas. Dentre elas o Laboratório de Análises Clínicas Vida, que foi finalista nas categorias Destaque de Inovação, Destaque de Boas Práticas de Responsabilidade Social e Destaque de Serviços de Saúde, sendo que esta última lhe rendeu o 1º lugar. Com essa vitória o Laboratório Vida ganhará consultoria do Sebrae, selo de qualidade MPE Brasil, vaga no curso de Excelência em Gestão do Movimento Catarinense de Excelência, visita técnica a grandes empresas e participação na etapa nacional do prêmio em 2013, que será realizada em Brasília. A empresária e proprietária do Laboratório Vida, Maribel Emília Gaio, destaca que o maior interesse em participar do MPE Brasil foi 28 > êxito dezembro2012/janeiro 2013

manizado e com qualidade na área de análises clínicas para clientes de Videira e região, pautados na ética, responsabilidade socioambiental e união da equipe de trabalho”. A implantação e melhoria contínua do sistema de gestão da qualidade, certificado pela ISO 9001, acreditação do laboratório pelas normas do DICQ da Sociedade Brasileira de Análises Clínicas, foram alguns fatores significativos e que contribuíram para que o 1º lugar fosse conquistado. Além disso, Maribel ressalta a importância do trabalho em equipe no propósito de atender com ética e profissionalismo os clientes. Parcerias com outras empresas da cidade de Videira no desenvolvimento de campanhas e práticas de responsabilidade socioambiental, como o Hiperdia e

o Programa Hábito Legal, também foram relevantes. “A mudança de comportamento empreendedor por meio de estabelecimento de metas, indicadores de desempenho e muito planejamento também foram fundamentais“, ressalva. O MPE Brasil ainda contribui para melhorar a competitividade das empresas locais, por meio de comentários sobre o questionário preenchido por elas. Através dessas observações é possível identificar se a empresa está no caminho certo e quais são as suas fragilidades. Segundo a empresária, “esse diagnóstico ajuda a visualizar oportunidades de melhoria e traçar planos de ação e estratégias para fortalecer o negócio”. Para as empresas que tiverem interesse em participar, a diretora do Laboratório Vida aconselha ter um conhecimento profundo sobre a área de atuação, conhecer o mercado, buscar qualificações para melhorar a gestão da empresa, além de ler muito. “Aprender a ouvir e se colocar no lugar do outro, seja cliente ou colaborador, também é essencial. Sempre esteja aberto a críticas, e visualize nelas oportunidades para melhorar ainda mais”, finaliza. Categoria Serviços de Saúde: Laboratório de Análises Clínicas Vida Tempo de mercado: 6 anos Cidade: Videira Número de funcionários: 11

Diferencial: A busca pela qualificação desde o início da empresa, que obteve a certificação internacional ISO 9001 em 2008, assim como uma série de certificações específicas para o setor laboratorial, o que resultou na melhoria do atendimento para os clientes e facilitou a gestão administrativa da empresa.


Ficar em forma nunca foi tão fácil! A Academia Cuore Gym e Fitness oferece o que há de mais moderno na região para aliar saúde e boa forma. Com ambientes climatizados, equipamentos modernos e profissionais constantemente qualificados, você poderá aproveitar o que há de melhor no ramo de academias na região.

Conheça a Academia Cuore Gym e Fitness e desfrute de todos os benefícios que a academia pode dar para você e sua saúde.

Rua Angelo Grazziotin, 400 - Bairro Matriz - Fone: 3566.0945 / 3533.3002 - Videira -2013 SC dezembro2012/janeiro

êxito >

29


SAÚDE

INOVAÇÃO A SERVIÇO DA SAÚDE A Farmácia de Manipulação Lider Farma revolucionou o setor magistral de Videira e região com equipamentos de última geração e profissionais qualificados. Para continuar no rumo do crescimento, a unidade passou por uma reforma em sua estrutura física em 2012. Se as farmácias de manipulação eram tidas como um campo obscuro há cerca de 10 anos, hoje elas se tornaram importantes aliadas da classe médica por oferecer soluções inovadoras em medicamentos produzidos individualizadamente. Com o maior mercado magistral do mundo, o Brasil detém aproximadamente 7 mil estabelecimentos e a legislação sanitária mais exigente do mundo. Para se adequar às normas e manter a

nitárias, piso vinílico antibactericida e equipamentos de alta tecnologia aliados a um rigoroso controle ambiental e pessoal altamente treinado e qualificado”. Todo esse investimento disponibiliza aos clientes muito mais qualidade aos produtos, complementando o tratamento médico para que o resultado esperado seja efetivo. Na busca por oferecer produtos personalizados, manipulados de

Focamos na competência, inovação e pesquisa para desenvolver novas formulações competitividade no setor, a Farmácia de Manipulação Lider Farma investiu em infraestrutura e tornou-se uma das mais modernas farmácias do Brasil. Segundo o farmacêutico Wagner Moresco, um dos responsáveis pela Farmácia de Manipulação Lider Farma, “sabemos que ainda existem na região algumas farmácias antigas que possuem paredes de azulejo, piso cerâmico e manipulam tudo em uma única sala, o que expõe o cliente a um alto risco sanitário. Nós somos uma farmácia modelo, isto é, em nossos quase 10 anos de experiência conseguimos uma farmácia de padrão internacional com uma área adaptada frente à legislação brasileira com cabines de manipulação individual com altíssima pureza na filtração de ar, exaustão localizada, divisórias sa30 > êxito dezembro2012/janeiro 2013

acordo com a prescrição médica, a farmácia de manipulação faz aquilo que a indústria farmacêutica e cosmética industrializam em larga escala ou ainda não manufaturam. Segundo a farmacêutica Lidiane C. Lemos, o grande salto dos últimos 10 anos foi a possibilidade de mostrar para a sociedade e classe médica o quão especializada a Farmácia de Manipulação Lider Farma se tornou. “Fizemos muito mais do que ampliar o padrão de qualidade, focamos na competência, inovação e pesquisa para desenvolver novas formulações baseadas em ativos inovadores”, comenta. Atenta às exigências do mercado, a Farmácia de Manipulação Lider Farma surpreende seus clientes com investimentos em infraestrutura, treinamento de funcionários, assessoria técnica qualificada, assistência

farmacêutica, produtos inovadores, matérias-primas e embalagens de alta tecnologia tendo como consequência direta produtos de qualidade capazes de atender às suas necessidades. “Precisamos evoluir junto com a tecnologia e buscar o que ela tem de melhor a oferecer para adaptar ao nosso ramo. A única coisa que não conseguimos fazer é acompanhar a velocidade que a tecnologia proporciona à disseminação da informação, afinal, os processos de manipulação têm seu tempo específico para atingir sempre os melhores resultados”, destaca Wagner. Mesmo depois de ser parabenizada pelos auditores e órgãos fiscalizadores, a Farmácia de Manipulação Lider Farma não parou. Com mudanças que vão desde a base cosmética mais inovadora até as instalações, a equipe continua no caminho da especialização para oferecer as melhores opções em saúde e bem-estar para prescritores e clientes. “A classe médica vê em nosso trabalho um certificado de qualidade capaz de surpreender com produtos inovadores de resultado assegurado”, diz Wagner.

Farmácia de Manipulação Lider Farma Videira - SC - Av. Dom Pedro II, 225 Fone: 49 3566 2133 www.liderfarmavda.com.br


dezembro2012/janeiro 2013 ĂŞxito >

31


SAÚDE

O ESTRESSE PODE SER SEU GRANDE INIMIGO A proximidade do fim do ano, para muitos, significa o aumento de atividades que contribuem diretamente nos quadros de estresse. É importante reconhecermos o significado e consequências do estresse, e quando ele se torna um transtorno capaz de prejudicar nossa saúde. O estresse é caracterizado por um conjunto de reações que o organismo desenvolve ao ser submetido a uma situação que exija um esforço para se adaptar. A fonte de tensão pode ser externa ao organismo, como uma exigência de algo ou alguém, ou interna, exemplificada como uma autodemanda ou autocobrança (Lazarus, 1966). Em seus estudos, Selye observou que o estresse produzia reações de defesa e adaptação frente ao agente estressor. Essas reações apresentam três estágios: no primeiro (alarme), o corpo reconhece o estressor e ativa o sistema neu-

ao estresse. “Uma gazela atacada por um leão na savana africana precisa exatamente dessas alterações orgânicas para tentar sobreviver nos minutos seguintes”. No segundo estágio (adaptação), o organismo repara os danos causados pela reação de alarme, reduzindo os níveis hormonais. Mas, se o estresse continua, o terceiro estágio (exaustão) começa e pode provocar o surgimento de uma doença associada à condição estressante. Por isso, o estresse agudo, repetido inúmeras vezes, pode trazer consequências desagradáveis, incluindo disfunção

O estresse agudo, repetido inúmeras vezes, pode trazer disfunções das defesas imunológicas roendócrino; as glândulas adrenais, ou supra-renais, passam a produzir e liberar os hormônios do estresse (adrenalina, noradrenalina e cortisol), que aceleram o batimento cardíaco, dilatam as pupilas, aumentam a sudorese e os níveis de açúcar no sangue, reduzem a digestão e o interesse pelo sexo, contraem o baço (que expulsa mais hemácias para a circulação sanguínea, ampliando o fornecimento de oxigênio aos tecidos). Toda essa reação causa imunossupressão, ou seja, redução das defesas do organismo. A função dessa resposta fisiológica é preparar o organismo para a ação, que pode ser de luta ou fuga 32 > êxito dezembro2012/janeiro 2013

das defesas imunológicas. O estresse excessivo pode trazer consequências para os indivíduos, na sua vida familiar e social, pois a pessoa cronicamente estressada apresenta cansaço mental, dificuldade de concentração, perda de memória imediata, apatia, indiferença emocional e por vezes irritação, sua criatividade será prejudicada bem como sua produtividade. Ele ainda pode levar ao adoecimento através da diminuição das defesas do organismo, incluindo o aumento da suscetibilidade a infecções como herpes, gripe e resfriado, além do desenvolvimento de doenças cardiovasculares, câncer e outras.

Quando se trata do tratamento do estresse, é preciso lembrar que ele não é propriamente uma doença e sim um quadro facilitador para que se desenvolvam doenças as quais o indivíduo esteja predisposto. É uma reação natural necessária para sua sobrevivência em situações de perigo, para o organismo garantir sua organização e equilíbrio, inclusive na motivação pela vida. O que deve ser colocado em manutenção são as formas de lidar com ele e evitar que seja excessivo e prejudique a saúde. O diagnóstico diferencial do estresse deve ser feito por profissionais com especialidade, médicos; preferencialmente com especialização em psiquiatria e psicólogos. Os princípios da Terapia Cognitivo-Comportamental, uma das mais indicadas neste tipo de tratamento, têm como objetivo buscar a identificação das fontes do estresse e alterações no estilo de vida objetivando mudanças de hábitos e de comportamentos potencialmente nocivos. O combate do estresse é de grande relevância a nível de campanhas educativas para que o conhecimento possa contribuir com a conscientização e busca de tratamento preventivo. LAZARUS, R.S. – Psychological stress and the coping process. McGraw Hill, New York, 1966. LIPP, M.E.N. Estresse emocional: a contribuição de estressores internos e externos. São Paulo: Revista de Psiquiatria Clínica, 2001. RANGÉ, B. Psicoterapias cognitivocomportamentais: um diálogo com a psiquiatria. Porto Alegre: Artemed Editora, 2001. Regina Pinho Gomig Psicóloga CRP-12/04579 Especialista em Terapia Cognitiva-Comportamental (TCC), Mestre em Saúde Coletiva Av. Santa Terezinha, 243 - Joaçaba-SC (49) 3522- 4406 | (49) 9104-0714 rginapinho@hotmail.com


A TECNOLOGIA INVADIU A ANÁLISE DE ÁGUA E SOLO! O Espectrofotômetro de Absorção Atômica é um equipamento auxiliar na análise de água e solo que identifica e quantifica os metais presentes na amostra. O equipamento mais moderno da região e o resultado mais confiável.

CREDENCIADO E CERTIFICADO

pela Rede Oficial de Laboratórios de Análise de Solo (ROLAS) dos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

SERVIÇOS: - Análise de água potável - Análise de efluentes - Análise de alimentos - Análise de solo - Análise da qualidade do ar - Caracterização e classificação de resíduos sólidos - Controle de higienização do ambiente e manipuladores - Monitoramento de poços de postos de combustíveis - Assessoria em tratamento de água

Av. João Marques Vieira, 601 - Sala 02 Centro - Fraiburgo/SC Fone: (49) 3246 8050 / (49) 3246 7538 comercial@lbiosaude.com.br


Mais de R$ 2 milhões em negócios foram realizados na Assembleia Nacional Itinerante de A Sicredi Parque das Araucárias PR/SC realizou recentemente na cidade de Videira, a Assembleia Nacional Itinerante de Consórcios. Além de Videira, também houve a participação dos associados e das Unidades de Atendimento do Meio-oeste catarinense: Caçador, Fraiburgo e Treze Tílias. Durante o evento os presentes que somaram mais de 250 pessoas, foram recepcionados na I AM Bier/Mediterrâneo, onde puderam conhecer todas as linhas de créditos e modalidades de consórcio. Sicredi Consórcios � Investir no Sicredi Consórcios é investir na realização de seus sonhos. São planos de consórcio sob medida para o associado que deseja investir em um imóvel, automóvel, motocicleta, caminhão, utilitário, trator,

Presidente da cooperativa, Clemente Renosto.

equipamento agrícola ou rodoviário ou ainda, um serviço.

proferida

Diversos segmentos, prazos e planos que atendem a todas as

de Mercado do Sicredi,

necessidades

Joel Queiroz da Silva. Para o analista, �o consórcio é mais

Assembleia Itinerante - A Assembleia Itinerante foi

uma modalidade de investimento, tanto para pessoa física

pelo Analista

como jurídica, de pequeno, médio e grande porte. O consórcio é uma excelente oportunidade para o empresário renovar sua frota, comprar um imóvel comercial ou realizar outras operações livre de juros, fazendo de uma forma planejada e gastando muito menos�, destacou Silva. Resultado da Assembleia - Além de uma linda festa, o evento gerou muitos negócios para a cooperativa. Foram mais de 35 cotas comercializadas somando mais de R$ 2 milhões em vendas na noite do evento. Sobre o Sicredi O Sicredi é um sistema composto por 113 coopera�vas de crédito, integradas horizontal e ver�calmente. A integração horizontal representa a rede de unidades de atendimento (1.182 unidades de atendimento), distribuídas em 10 Estados* ‐ 905 municípios. No processo de integração ver�cal, as coopera�vas estão organizadas em quatro Coopera�vas Centrais, uma Confederação, uma Fundação e um Banco Coopera�vo, que controla as empresas específicas que atuam na distribuição de seguros, administração de cartões e de consórcios. Mais informações no site sicredi.com.br.

34 > êxito dezembro2012/janeiro 2013


SAÚDE

PROCEDIMENTO COM BALÃO INTRAGÁSTRICO Indicado para pessoas obesas que pretendem emagrecer de forma saudável, o tratamento com Balão Intragrástrico é uma opção segura e eficaz no combate ao excesso de peso. Colocado com o auxílio da endoscopia digestiva, ele permanece no estômago do paciente por um período de seis meses, visando proporcionar sensação de saciedade precoce, o que resulta em menor ingestão de alimentos, ajuda na reeducação alimentar e nas mudanças dos hábitos de vida. Esse procedimento é realizado pelo Serviço de Endoscopia do Centro de Diagnóstico por Imagem (Unimagem) do Hospital Unimed Chapecó pelo profissional Dr. Almiro Braga de Miranda Ramos. A qualidade e a segurança no procedimento é a principal preo-

A indicação também pode ser feita para mulheres que ganharam peso após gravidez e não conseguem perder; pessoas que aumentaram de peso em determinada fase da vida e que querem retomar hábitos saudáveis de alimentação, além de pessoas que não querem submeter-se a procedimentos cirúrgicos para perda de peso. A indicação de qualquer tratamento de saúde deve ser realizada somente com indicação médica, após avaliação clínica e laboratorial adequada. Segundo Dr. Almiro,é necessário acompanhamento multidisciplinar

Dia D ganhar presentes

Carinho que se sente na pele com o vale presente da D’pil. Venha Conferir!

A indicação de qualquer tratamento de saúde deve ser realizada somente com indicação médica cupação do profissional e do hospital, que oferece equipe médica e de enfermagem altamente qualificada, bem como equipamentos de última geração para realização do procedimento. Dr. Almiro é especialista em endoscopia digestiva e Gastroenterologia. O balão é de silicone, preenchido com soro fisiológico colorido com tinta azul de metileno, de 400 a 700ml, ocupando aproximadamente a metade do volume funcional do estômago. O procedimento é simples, sem necessidade de internação e é indicado para pessoas com Índice de Massa Corporal (IMC) a partir de 28 que não conseguem eliminar excesso de peso.

do paciente que passou pela colocação de Balão Intragástrico, além de controle da acidez do estômago durante o tratamento, com medicação indicada pelo médico que acompanha o tratamento. Trata-se de um procedimento médico terapêutico, que também tem complicações e contra indicações, necessitando sempre que o paciente realize avaliações completas. Mais informações podem ser obtidas no setor de Endoscopia do Hospital Unimed Chapecó pelo telefone 3361-1880 ou diretamente no consultório, pelo telefone 3322-2762.

D’pil Videira Rua Oswaldo Cruz, 222 Videira - SC Fone: 49 3566-0236 videira_sc@dpilbrasil.com.br

Siga-nos:

MB Comunicação

dezembro2012/janeiro 2013 êxito >

35


TECNOLOGIA

MEIO ELETRÔNICO DE PAGAMENTO SOBE 14% EM 2011 O uso de meios eletrônicos de pagamento de varejo cresceu 14% em 2011, segundo dados do Banco Central. A alta é resultado da forte influência das transações com cartões de crédito e de débito, cujo uso avançou 16,8% no ano passado. Ao mesmo tempo, o uso de cheques recuou em cerca de 5% no mesmo período. Segundo o Banco Central, os cheques de baixo valor estão sendo substituídos pelos instrumentos eletrônicos, principalmente pelos cartões de pagamento. Quanto ao uso dos canais de atendimento, em 2011, 63% das transações bancárias foram efetuadas por meio dos canais eletrônicos: internet banking – 36%, terminal de auto-atendimento – 26% e celulares e PDAs – 0,6%, uma pequena variação na comparação com os 62% observados em 2010.

Há 20 anos era enviada a primeira mensagem de texto do mundo. A mensagem desejava Feliz Natal ao diretor da gigante empresa britânica de telecomunicações Vodafone. O objetivo era melhorar a tecnologia do paging (bipe). A ideia inicial é que as mensagens fossem utilizadas como um pager executivo, onde as secretárias poderiam entrar em contato com os seus chefes quando eles tivessem fora. Quando mais as mensagens de texto ganhavam popularidade, a Vodafone solicitava mais equipamentos para suportar o sistema.

Fonte: www.g1.globo.com/economia

Fonte: www.exame.abril.com.br/tecnologia

VENDAS DA BLACK FRIDAY MOVIMENTARAM R$ 217 MILHÕES

VODAFONE LANÇOU O SMS HÁ 20 ANOS

PRIMEIRO JORNAL SÓ PARA iPAD SERÁ ENCERRADO

Organizadores do evento “Black Friday” projetavam 135 milhões para as 24 horas de vendas, mas foram surpreendidos com mais que o dobro. Mesmo com a instabilidade em uma parcela dos sites participantes e indícios de maquiagem de preço, o montante representar um valor de 117% superior ao apresentado na mesma data do ano passado. Bastaram 12 horas para que o evento registrasse o recorde de vendas estabelecido na edição de 2011. Foram feitos 541.486 pedidos, com ticket médio de RS 401,00. Os eletrônicos, informática, celulares, eletrodomésticos e games foram as categorias mais procuradas. A região Sudeste respondeu pela maior parte dos acessos (71,5%), seguidos do Sul (11,2%), Nordeste (9,9%), Centro-Oeste (5,2%) e Norte (2,1%).

Criado em fevereiro de 2011, o The Daily, jornal criado exclusivamente para o iPad será encerrado a partir de 15 de dezembro, segundo a News Corp, a quem pertence o produto. De acordo com o dono da empresa, Rupert Murdoch, o motivo da desistência se deu pela falta de adoção rápida e da falta de público, resultando em um modelo de negócio insustentável em longo prazo. Embora tenha sido desenvolvido em parceria com a Apple, para rodar somente no iPad, a publicação teve de se abrir a outros mercados. Hoje, o Daily, está disponível para iPhone, dispositivos com Android e até no Kindle Fire. Cerca de 120 funcionários do jornal eletrônico, assim como as suas tecnologias, serão direcionadas ao New York Post, tabloide do grupo. Murdoch afirmou que o aprendizado do Daily ajudará a tornar o Post mais forte na web, no celular e no próprio papel.

Fonte: www.g1.globo.com/economia

Fonte: www.olhardigital.uol.com.br

36 > êxito dezembro2012/janeiro 2013


Controle seu negócio como você sempre quis! www.metasis.com.br www.metasis.com.br

CONSULTORIA SABER O REAL CUSTO DOS SEUS PRODUTOS

SERVIÇOS PRESTADOS

Oferecer informações para identificar e tomar

- Reestruturação do processo operacional das informações;

decisões sobre redução de custos, aumento de

- Análise financeira;

produtividade e maior rentabilidade, a fim de

- Análise dos custos;

poder competir no mercado atual. A METASIS

- Formação de custos dos produtos por processo;

CONSULTORIA presta serviço de consultoria

- Análise das linhas produtivas;

baseado no diagnóstico da situação atual,

- Geração da formação de preço de venda;

identificação de ações para ajustes, melhorias e

- Vendas;

definições para colocar em prática.

- Maximização da lucratividade.

A METASIS possui metodologia de consultoria estilo artesanal, ou seja, procura atender as necessidades

SISTEMAS

da empresa cliente por meio de projeto baseado em metodologias e técnicas administrativas especificamente estruturadas para a referida

Tenha o controle absoluto dos processos da sua

empresa.

empresa com grande velocidade e segurança com sistemas que atendem a todas as suas necessidades

VANTAGENS: - Visão externa mais ampla, baseada em atividades exercidas com diversas empresas; - Experiência na solução de problemas semelhantes; - Alavancagem para a ação; - Preparação para enfrentar o mercado com precaução e medidas para aumentar os lucros; - Tarefas temporárias.

Videira - SC - (49) 3566 7417 / (49) 3566 0994 metasis@metasis.com.br

www.metasis.com.br

e ainda têm uma equipe de suporte ágil e eficiente. Com um portfólio amplo, capaz de automatizar e integrar todas as áreas da empresa gerando informações completas para as áreas operacionais, gerenciais e fiscais, a Metasis é a melhor solução para a sua empresa.

SISTEMAS COMPLETOS PARA: - Indústrias;

- Oficinas;

- Comércio;

- Laudos Médicos.

ACESSE O NOSSO SITE PARA CONFERIR NOSSA LISTA COMPLETA DE SOFTWARES.

dezembro2012/janeiro 2013 êxito >

37


ESPECIAL

TRADIÇÃO DE EDUCAR O navio cortava o agitado mar de dezembro. Era verão no hemisfério sul, um lugar tão diferente que tudo que elas ouviram falar a respeito tornou-se incapaz de descrever aquela terra tão mais ao sul. Depois de por os pés no chão e viajar continente adentro sem conhecer uma só palavra de português, as Irmãs Salvatorianas iniciaram uma nova viagem entre as colinas de Santa Catarina para pisar em Videira, terra que seria sua morada – e de seu inconfundível legado – por muitos anos. A data? 24 de dezembro de 1936. Elas ergueram as primeiras estacas da escola que guiaria a vida de gerações de famílias de Videira e região: o Colégio Salvatoriano Imaculada Conceição. De acordo com Geancarlos Farinon Flores de Matias, diretor da instituição, os 75 anos de dedicação ao ensino e à promoção da vida são fruto do empenho zeloso, consciente e responsável das Irmãs Salvatorianas e equipe de educadores. Pautada nos valores que regem a Rede Salvatoriana de Ensino, o Colégio Salvatoriano Imaculada Conceição tem seu sistema educa38 > êxito dezembro2012/janeiro 2013

tivo fundamentado na vivência dos valores cristãos na busca de formar cidadãos conscientes com o mundo e sua função como agentes sociais. Segundo a vice-diretora, Irmã Noemi Berlanda, o colégio se preocupa com a formação integral dos jovens. “Nosso sistema de ensino coloca o aluno como centro das atividades ensinando-lhe não somente a resolver problemas, como também a interpretar dados e contextos com a mediação dos professores que acompanham e aperfeiçoam o processo de ensino-aprendizagem”, aponta Irmã Noemi.

Os educadores do Colégio Salvatoriano Imaculada Conceição, há 75 anos, formam líderes comunitários preocupados com a alteridade e capazes de exercer sua vivência em sociedade de forma correta, ética e justa. “Acreditamos que, fora da família, a escola é o primeiro ambiente onde a criança encontra fontes puras de conhecimento. Acreditamos que o docente deverá passar suas melhores características para os alunos, afinal, grandes educadores se permitem ensinar e transmitir amor e dedicação”, destaca o diretor. Para comemorar o seu aniversá-


Primeiras Irmãs vindas da Alemanha para Videira, em dezembro de 1936

Prédio das primeiras instalações do Imaculada Conceição

Formação das filas antes do início das aulas

Lino Vanz, Angelo Leoni e Evaldo Reichert (da esq. p/ dir.), alunos da 1ª turma de formandos

Funcionários do Colégio Salvatoriano Imaculada Conceição em evento de comemoração dos 75 anos

FOTOS: ARQUIVO

rio, o Colégio organizou uma semana de atividades em novembro. O início das comemorações aconteceu no dia 21 com uma missa festiva celebrada na Igreja Matriz de Videira. “Além de comemorar o aniversário, a cerimônia foi o momento de homenagear três alunos da nossa primeira turma de formandos: Lino Vanz, Evaldo Reichert e Ângelo Leoni”, conta Irmã Noemi. Juntamente com os alunos e ex-alunos, a missa foi a oportunidade de valorizar a família, uma das peças centrais do fazer pedagógico das escolas Salvatorianas, e a equipe de educadores. A semana seguiu com o jantar dançante típico italiano no dia 24, momento em que o seleto público recepcionado pela equipe do Colégio Salvatoriano Imaculada Conceição pode presenciar importantes homenagens aos educadores e Irmãs que atuam diretamente na instituição, além de saborear o cardápio típico italiano e dançar ao som da Família Paganini. O evento contou com a presença do prefeito Wilmar Carelli e da presidente do Instituto de Ensino e Assistência Social, Irmã Leonila Gubert, além do apoio das empresas Brasimac, Drogarias Farmagnus, Geremias Manipulação, IENSO, Pinturas Brunetto, Rec 3, Vinhos Randon e Transvan. Para fechar com chave de ouro, as comemorações alusivas aos 75 anos do Colégio Salvatoriano Imaculada Conceição encerraram no dia 28 de novembro com o Natal Luz, apresentação dos alunos em comemoração ao nascimento de Jesus Cristo. “Crê, espera, confia, ama e vá em frente”. Sob as palavras do fundador da ordem dos Salvatorianos, Pe. Jordan, as Irmãs e educadorres que atuam no Colégio Salvatoriano Imaculada Conceição continuam orientando os caminhos da escola e formando jovens capazes de ter uma visão completa do mundo e da sociedade com a certeza de que há muitos anos por vir.

dezembro2012/janeiro 2013 êxito >

39


OPINIÃO

ADVOCACIA VIECELI CONQUISTA SENTENÇA INÉDITA Dr. Cassio Vieceli, advogado especializado em Transporte Rodoviário de Cargas e Assessor Jurídico da Cootravale, obtém sentença inédita no país que declara inconstitucional o artigo 5º - A da lei 11.442/07, que dispõe sobre o pagamento do frete. Em sentença inédita no país, o Juiz Federal Antônio Fernando Schenkel do Amaral e Silva, de Itajaí (SC), julgou procedente a ação ordinária com pedido de tutela antecipada proposta pela Cooperativa dos Transportes do Vale (Cootravale), contra a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e Advocacia Geral da União. Na ação, a Cootravale alegou a inconstitucionalidade do artigo 5º - A da Lei 11.442/07 e Resolução ANTT 3.658/11. O artigo dispõe que o pagamento do frete do transporte rodoviário de cargas ao Transportador Autônomo de Cargas (TAC) deverá ser efetuado por meio de crédito em conta de

até três veículos) poderão receber o preço de seus serviços de forma livre ou diversa daquelas disciplinadas pelo artigo em questão, o que fere gravemente o direito à livre concorrência e ao princípio constitucional da isonomia. “Parece-me evidente que a vinculação do recebimento do preço a mecanismos de depósito em conta ou outros de índole eletrônica geram um custo adicional, o que pode tornar mais atrativa a contratação do serviço que não esteja submetido a tais formas restritivas”, acrescentou o juiz. A ANTT defendeu a higidez dos atos impugnados e a impossibilidade jurídica do pedido. Já a União foi

A decisão foi o reconhecimento de um grande equívoco legislativo e veio a atender o clamor de uma grande maioria depósitos mantida em instituição bancária ou por outro meio de pagamento regulamentado pela ANTT. A transportadora que fizesse pagamentos com a carta-frete, espécie de vale sem valor fiscal, que os caminhoneiros recebem como adiantamento, poderia ser multada em até 50% do valor total de cada serviço irregularmente pago. O motorista autônomo que aceitasse poderia ser multado em R$ 550,00. O magistrado, com base no princípio da isonomia e nos artigos 170, IX e 179 da Constituição Federal, anotou que aqueles que não se qualificam entre transportadores autônomos, cooperativas e empresas de transporte de cargas (com frota de 40 > êxito dezembro2012/janeiro 2013

extinta do processo. O Juiz Antônio entendeu que transportadores podem ficar em situação concorrencial desfavorável frente aos demais. “Há claro o desrespeito ao postulado da igualdade”. Para o Dr. Cassio Vieceli, a decisão foi o reconhecimento de um grande equívoco legislativo e veio a atender o clamor de uma grande maioria. “A Justiça reconheceu o pleito dos transportadores, pois notoriamente os mesmos eram prejudicados pela forma como deveriam pagar e receber o valor do frete, eis que era mais caro e burocrático o procedimento unilateralmente estipulado pela ANTT”. Assim, os associados da Cootravale podem continuar o exer-

cício de suas atividades livremente, amparados pela decisão judicial, sem que possam sofrer qualquer embaraço ou sansão fiscalizatória. Ainda cabe recurso da decisão. Dr. Cassio Vieceli , diretor da Advocacia Vieceli, localizada em Videira e que atende todo o Brasil, é um dos poucos advogados no país especializado no Transporte Rodoviário de Cargas, setor responsável por mais de 60% do volume de mercadorias movimentadas no Brasil, com o seu custo representando cerca de 6% do Produto Interno Bruto. Além de assessorar a Cootravale, Vieceli também atende o Sintravir (Sindicato das Empresas de Transporte Rodoviário de Carga e Logística de Videira e Região), Cotramol (Cooperativa dos Transportadores de Cargas do Meio-Oeste Catarinense), Cootratan (Cooperativa dos Transportadores de Cargas de Tangará), Sindicargas (Sindicato das Empresas de Transporte de Carga da Região de Florianópolis), atua como colaborador do corpo jurídico da Fetrancesc (Federação das Empresas de Transporte de Carga e Logística no Estado de Santa Catarina), entre outras entidades. Desde 2007 realiza palestras referentes à legislação do transporte, além de escrever artigos e participar ativamente de reuniões, buscando melhorias para o transportador.

Cassio Vieceli - Advocacia Vieceli Rua José Formighieri, 417, Videira/SC Tel.: (49) 3566.7828 / 3566.6775 www.advocaciavieceli.com.br


NOVIDADE: MAMOGRAFIA DIGITAL NA UNIDADE VIDEIRA

Recepção da unidade de Videira

Exames :: ultrassonografia geral :: tomografia computadorizada :: doppler venoso e arterial :: densitometria óssea :: ressonância magnética (1.5T) :: raios X - digital :: mamografia digital Recepção da unidade de Caçador

VIDEIRA - SC Rua Oswaldo Cruz, 47 Fone: (49) 3566.0858 (ao lado do Hospital Santa Maria)

CAÇADOR - SC Rua Colômbia, 191 Fone: (49) 3563.0112 (próximo ao Hospital Maicê)

SÃO MATEUS DO SUL - PR Av. Ozy Mendonça de Lima, 170 - Centro Fone: (42) 3532.1103 / 3532.1104

Diretor Técnico Médico - Rodolpho Luiz Marsico - CRM - SC 15691 dezembro2012/janeiro 2013 êxito >

41


OPINIÃO

ADGAR BITTENCOURT

O ENVELHECIMENTO DO OESTE CATARINENSE Um estudo sério e aprofundado de indicadores de crescimento, nos últimos 10 anos, pegou muita gente de calças curtas: o Oeste de Santa Catarina está envelhecendo do ponto de vista demográfico e antropológico; em consequência do êxodo para o litoral e para grandes centros urbanos a população produtiva, especialmente, na faixa etária de 19 a 30 anos, está alterando o perfil antropológico do grande Oeste. Trocando em miúdos o Oeste está envelhecendo. Os autores, professores da Unoesc, Universidade do Oeste de Santa Catarina, agente regional integrador de uma vasta

le da natalidade provocado pelo perfil cultural dos novos habitantes do Oeste, de usos e costumes muito diferentes dos pioneiros e dos desbravadores. Os nossos avós tinham em média DEZ filhos, os nossos pais baixaram a produção para CINCO; a minha geração está emplacando a média de DOIS filhos por casal. Mesmo aumentando a permanência das crianças nas escolas é fragrante a diminuição da população escolar em todos os eitos do Estado e também no Oeste. Os estudiosos comentam, ainda, os resultados das políticas de desenvolvimento socioeconômico que devem levar em considera-

Nossos avós tinham em média dez filhos, nossos pais baixaram para cinco; a minha geração está emplacando a média de dois filhos por casal região do Estado, apontam deficiências educacionais e socioeconômicas que configuram uma estase preocupante no processo de desenvolvimento do grande Oeste. Há uma permanente diminuição nos índices de matrículas escolares no ensino fundamental o que demonstra, ao longo da década estudada, um decréscimo da população, resultante do contro42 > êxito dezembro2012/janeiro 2013

ção não só o perfil educacional e a cultura familiar, mas também a falta de estímulos facilitadores dos passos a serem dados rumo ao futuro. Aí residem as grandes interrogações em torno da chamada “paradeira” da região, já incluída entre as três mais pobres do Estado: Planalto Norte, região Serrana e região do Oeste. Por coincidência ou não, as três regiões formam

parte do polígono do Contestado que ao fazer cem anos continua presente na chamada fratura exposta da bancarrota do desenvolvimento do Oeste. É importante considerar ao pensarmos o Meio-Oeste e o grande Oeste catarinense e seu atraso em relação ao litoral e outros vales do Estado que uma unidade para se fazer considerada no contexto nacional precisa harmonia no seu todo. O Oeste tem sido o celeiro produtivo da riqueza circulada pelos produtores de grãos e pelas agroindústrias de grande porte. Destacam-se núcleos de prosperidade e de abundância de capitais no Oeste: Chapecó é uma exceção; Campos Novos e Xanxerê lhe seguem os passos. No entanto, a base econômica que traça o perfil político da grande região está fundeada na produção e exportação de produtos primários ou quando muito de incipiente industrialização com baixo teor de agregação de valor. Meus irmãos, leiam com atenção as informações científicas sobre o Oeste dos últimos dez anos. Todos precisamos compor um novo momento. Entre muitas coisas que precisamos para sacudir o envelhecimento precoce são altas doses de educação e tecnologia em todas as áreas e, em especial, vontade política. Tenho dito! Adgar Bittencourt Escritor e membro da ACO - Academia Catarinense de Odontologia adgar.bittencourt@unoesc.edu.br


dezembro2012/janeiro 2013 ĂŞxito >

43


OPINIÃO

FÁBIO JOSÉ DALLANORA

A EXISTÊNCIA DOS ANJOS A tradução da palavra anjo (do latim e grego) significa mensageiro. São figuras presentes em muitas religiões e de acordo com a tradição judaico-cristã são criaturas espirituais. A representação comum iconográfica nos mostra estes seres com asas de pássaros e uma auréola, proprietários de uma beleza ímpar e por vezes representados como crianças mostrando inocência e virtude. Pois bem, é sobre estes anjos que desejo escrever: não os anjos portadores de asas, não as representações bíblicas e religiosas, mas anjos de carne e osso, que vivem entre nós e dedicam sua vida em benefício de outras. Estes anjos sobre os quais me refiro, residem muito próximo de nós, na vizinha cidade de Curitibanos. Em uma das visitas que fiz pelo compromisso assumido junto à Associação Internacional de Lions Clubes, tive a oportunidade de visitar uma obra mantida pelos companheiros de Curitibanos e lá encontrei estes anjos. Escrevo sobre eles, mesmo sendo sabedor que estes anjos estão em todo lugar, por desejo de exprimir o amor que pessoas que atuam em trabalhos voluntários têm pela humanidade. A entidade em questão é o asilo de idosos, objeto de auxílio comunitário. Por diversas vezes pudemos nos emocionar visitando obras mantidas pelos clubes de serviço de nosso distrito LIONS, mas esta entidade, em especial, me fez refletir sobre a vida. Vou me referir a uma 44 > êxito dezembro2012/janeiro 2013

pessoa em especial e como não tenho sua permissão vou omitir seu nome simplesmente chamando-a de ANJO. Pois bem, nesta entidade conheci o ANJO, mulher de fibra, receosa de fotografias, simples em seu modo de ser e grandiosa em sua atitude. Acompanhou-nos durante toda a visita, nos mostrou a grandiosidade da obra, nos serviu um delicioso “cafezinho” o qual se apressou em passar e que até hoje lembro o aroma e sinto o sabor. Conversando com ANJO, pedi a

lá estão têm família e, no entanto, estas não os visitam. São idosos em fase terminal, idosos portadores de doenças degenerativas ou simplesmente idosos. E assim, passo a passo a humanidade caminha “evoluindo em conhecimento e involuindo em atitude”. Não cabe a ninguém questionar atitudes de outros, cabe sim, à consciência de cada um ao deitar a cabeça em um travesseiro e, naquele momento de intimidade única fazer um exame de seus atos, exame este que não pode ser visto por mais ninguém além dele. Este exame talvez seja o maior peso do livre arbítrio do qual somos dotados e quem sabe

Passo a passo a humanidade caminha “evoluindo em conhecimento e involuindo em atitude” ela sobre como manter uma entidade como aquela onde as pessoas que lá estão dependem diretamente dos que lá trabalham para sua sobrevivência uma vez que, não fosse a existência daquela casa, talvez já não mais estivessem entre nós. A resposta veio com a mesma simplicidade com que nos recebeu e nos serviu o café: - o auxílio da comunidade é importante, ainda temos um “caixinha”, mas o importante é que DEUS proveu, DEUS provê e DEUS proverá. Estas palavras foram de uma profundidade imensa, pois a conta criada pela espécie humana é demasiado alta. Muitos idosos que

seja o grande julgamento cósmico a que estamos sujeitos. Caros filhos deste mundo tratem bem seus pais, pois pode ser que no futuro, seus filhos escolherão o asilo em que vocês viverão seus últimos dias. Quero dizer para ANJO que a flor do maracujá que você deu a mim e a minha esposa por ocasião de nossa visita já murchou, mas o que ela representa continua vivo em nosso coração e mente. Fábio José Dallanora Farmacêutico Bioquímico Professor da ACBS – Unoesc Governador Lions Distrito LD-8 2012/2013


dezembro2012/janeiro 2013 ĂŞxito >

45


EDUCAÇÃO

UM MUNDO DE POSSIBILIDADES Com quase dez anos de experiência no ramo de cursos profissionalizantes, Gustavo Danese, natural de Caçador (SC), dirige o setor comercial de duas escolas no município de Videira (SC) e na sua cidade natal. Mesmo com algumas dificuldades que esse segmento enfrenta no dia a dia, o diretor não consegue esconder a paixão pelo ramo. Uma alternativa para quem quer entrar mais rápido no mercado de trabalho tem sido os cursos profissionalizantes. Além disso, esse tipo de ensino é uma boa opção para quem ainda não consegue pagar uma faculdade, ou para quem tem dúvidas quanto a área que pretende atuar. O mercado de trabalho tem se mostrado cada vez mais aquecido nos últimos anos. Entretanto, se há um grande número de vagas esperando para serem preenchidas, existe também a queixa das empre-

são da grande maioria dos pais. “Quando a gente liga para oferecer cursos para crianças de até 12 anos, os pais acham que eles são muito novos para fazê-los, que o seu filho não precisa pensar em trabalho tão cedo. O ideal é que os pais enxergassem as oportunidades que os seus filhos terão no futuro. Quanto antes você se qualificar, mais fortalecido você entrará no mercado de trabalho”, diz Gustavo. As empresas também têm um olhar diferenciado do ramo. Segundo Gustavo, “geralmente, so-

Quanto antes você se qualificar, mais fortalecido você entrará no mercado de trabalho sas em não encontrarem mão de obra qualificada. Segundo Gustavo, “nos grandes centros, por causa da grande concorrência, as pessoas são obrigadas cada vez mais a se qualificarem para ter um diferencial. Há pessoas que trabalham durante o dia e fazem faculdade à noite, e, mesmo assim, arrumam tempo para fazer um curso profissionalizante”. O diretor ainda destaca que “nas cidades grandes as pessoas é que vão atrás das escolas. Aqui é o contrário, a escola é quem precisa ir atrás dessas pessoas, precisa fazer campanhas, lembrando o quanto é importante se qualificar. E, mesmo assim, as pessoas têm resistência”, lamenta. Outro fator interessante é a vi46 > êxito dezembro2012/janeiro 2013

mos nós que vamos atrás das empresas para oferecer convênio e, quando isso acontece, elas sempre se mostram receptivas. Contudo, dificilmente elas nos procuram. Isso acontece porque a empresa às vezes paga pela qualificação de seus funcionários, e dois meses depois eles a deixam para ganhar um pouco mais em outra, aí o investimento feito pela empresa acaba se perdendo”. De acordo com Gustavo, a escola é procurada por três tipos de perfis, “são os que procuram o seu primeiro emprego, os que querem abrir o seu próprio negócio e os que gostariam de melhorar o cargo dentro da empresa onde trabalham. O perfil do jovem de 12 a 14

anos procura se qualificar para se sobressair no mercado de trabalho com 16 anos. Já os jovens de 14 a 20 anos estão correndo atrás de qualificação porque já perceberam que estão ficando para trás”. No Brasil, os cursos profissionalizantes ainda são menosprezados se comparados com outras alternativas de educação. “É comum os alunos solicitarem mudança de horário em função de um lazer, ou faltarem por qualquer motivo, quando chove, por exemplo. Esse tipo de coisa não acontece com a faculdade ou com um curso técnico. As pessoas levam uma faculdade muito mais a sério, mas se esquecem de que um curso profissionalizante também é sério e, quando bem feito, abre muitas portas”, aponta o diretor. Uma das maiores vantagens de se fazer um curso profissionalizante junto da faculdade é poder aliar a prática com a teoria. “A faculdade é essencial, pois ensina todo o embasamento teórico necessário, e o curso profissionalizante oferece mais dinamismo, prioriza a prática. O ideal é fazer os dois, pois um complementa o outro”, aconselha Gustavo.

OPORTUNIDADE DE EMPREGO

48%

de chances se tiver um curso técnico, tecnológico ou de qualificação

38%

de chances de conseguir um emprego com carteira assinada *Fonte: Pesquisa Mensal de Emprego (PME)


dezembro2012/janeiro 2013 ĂŞxito >

47


EDUCAÇÃO

DESENVOLVIMENTO CEREBRAL DAS CRIANÇAS

trole de crianças entre 4 e 6 anos. Este estudo longitudinal teve 600 crianças submetidas a um teste no qual deveriam controlar sua vontade de comer um marshmellow delicioso colocado à sua frente, até passado um determiA importância de observar o desenvolvimento cerebral nos nado tempo para então ganhar primeiros anos de vida de uma criança é fator fundamental outro. Após alguns anos foram para o seu futuro a nível físico, emocional e social. investigar como foi seus desempenhos escolares e mais tarde deUltimamente não é pouco co- anos de idade, já houve uma gran- sempenhos no vestibular. O que mum encontrarmos em um su- de poda significativa destas célu- acha que aconteceu com a criança permercado, por exemplo, a cena las nervosas. Há uma nova grande que não conseguia controlar sua de uma criança impondo à sua poda na adolescência. Ora, o que vontade em saborear o doce? E mãe o que vai comprar e tam- são podas senão limites? Sim, o com a criança que conseguiu conbém não é pouco frequente ver cérebro também precisa de limi- trolar seu impulso? Lógico que a os pais cedendo aos caprichos de tes para se desenvolver de modo segunda conseguiu ganhar outro seus filhos. Muitas destas crian- saudável! Sim, o cérebro é pro- doce. Mas do ponto de vista de ças, espertas como só elas, afinal gramado para as possibilidades, seu desempenho cognitivo esta se encontram um de seus auges mas também para os limites! Se última obteve maior competênsinápticos, já ganham, no primei- uma criança, após o nascimento, cia na vida acadêmica. Logo esta ro chilique, o objeto de seu dese- continuar com os quase 100 bi- é uma das pesquisas que corrojo, que então passa a ser outro e lhões, será deficiente mental, por boram com a necessidade de treiexemplo. Apenas esta informação nar na criança sua capacidade de mais outro. Como poderíamos interpretar es- neurocientífica já deve causar um autocontrole, afinal esta função tas cenas? Apenas um chilique, fal- certo espanto nos pais muito per- está localizada em uma região do ta de educação, imaturidade cere- missivos, principalmente. O “não” cérebro, no pré-frontal que só termina de se formar por volta dos 28 anos. Sabendo que esta região do céO cérebro também precisa de rebro precisa ser estimulada desde limites para se desenvolver de cedo para ao final do processo de modo saudável desenvolvimento cerebral estar plena de suas capacitações, é que eu volto à pergunta inicial e ainda coloco mais uma: será que não é bral, novos tempos, geração alpha? para uma criança muitas vezes é a também importante darmos limiNa última década muitos es- confirmação de sinapses “positi- tes claros e competentes para que tudos e pesquisas neurocientífi- vas”. O “não” é fortalecer sinapses as crianças desenvolvam suas hacas vêm por um lado, confirmar competentes, de acordo com cada bilidades cerebrais de modo mais muitas práticas educativas, e por época do desenvolvimento neu- eficiente? Sei que não é uma tarefa outro, desmistificam outras. É rocognitivo. fácil, mas quem disse que o que inegável a importância e urgência Há um estudo muito interes- realmente vale a pena, é fácil? Talem buscarmos informações rele- sante, que inclusive teve um de vez seja mais fácil dizer um “não” vantes a cerca do desenvolvimento seus vídeos veiculado no youtu- para os chiliques e para o que não do cérebro para nortearmos a edu- be, sobre o controle de impulsos é saudável. cação no século XXI. O cérebro é o em crianças. Ou seja, controle de órgão mais importante para nos- impulsos é uma competência que Adriana Fóz Educadora, Psicopedagoga sas aprendizagens. É nele que se a criança desenvolve quando está e Neuropsicóloga encontra nosso comando central. sob o estímulo do limite. ConCoordenadora geral Mas o que o cérebro tem a duzido por um cientista da Unido Projeto Cuca Legal ver com a cena descrita acima? versidade de Stanford, foi desenPesquisadora CNPq Acompanhem comigo, uma crian- volvido em 1982, o início de tal em Neurociências na Educação. ça nasce com quase 100 bilhões pesquisa que tinha a proposta de Consultora e autora de livros. de neurônios e até chegar aos três estudar a capacidade de autocon48 > êxito dezembro2012/janeiro 2013


A LOJA É NOVA MAS A QUALIdAdE doS PRodUToS CoNTINUA A

MESMA!

Rua Saul Brandalise, 112 | Centro Videira | SC | Fone: 49 3566.1132


CAPA

NO CAMINHO DA TECNOLOGIA POR QUE É TÃO IMPORTANTE MODERNIZAR A SUA EMPRESA Texto: Angela Zatta

Fotos: Fabiano Martins

Basta uma rápida olhada nas empresas que emergiram no cenário regional nos últimos anos para perceber o que todas têm em comum: o investimento em tecnologia. Em tempos de mobilidade não existem mais fronteiras para quem busca bons resultados e não tem medo de arriscar. Descubra como a tecnologia impacta áreas como o comércio, o ensino e a pecuária e o que é possível esperar para os próximos anos. Os olhos de Vilson Giazzoni brilham ao falar de tecnologia. Por trás de seus cabelos brancos esconde-se um profundo conhecedor do mercado tecnológico que sabe, com conhecimento adquirido pela experiência, que a região do Meio-Oeste catarinense ainda pode crescer muito no ramo tecnológico. O proprietário da Formatto Net, de Videira (SC), lembra que “no início, a internet era utilizada para tarefas simples como lazer, interligar computadores, trocar mensagens e acessar notícias. Hoje, tudo e todos estão conectados e a simples conexão entre computadores virou a interligação entre redes de pequenas, médias e grandes empresas”. Muito mais que um ambiente climatizado repleto de servidores e cabos conectados, o Data Center da Formatto Net abriga conexões e sistemas de várias empresas da região e disponibiliza um dos itens de maior necessidade da atualidade: a internet. “Para que uma empresa tenha sucesso no mercado atual, independente do ramo de atuação, precisa focar em dez itens: ideias inovadoras, planejamento, investimentos, sistemas, infraestrutura, monitoramento, internet, capital humano, marketing e clientes. Todos estes itens dependem de tecnologia”, diz Vilson. O segredo para utilizar a tecnologia como um degrau para o sucesso é ver nela uma ferramenta de gestão. Para Vilson, “os sistemas que controlavam estoque antigamente, hoje devem fornecer dados estatísticos para serem estudados em busca de melhorias”. Os sistemas utilizados atualmente facilitam a fiscalização de tributos em todas as áreas, permitem acesso a bancos, agilidade nos contatos e transações

“Por interligar tudo e todos, não há uma área sequer capaz de sobreviver fora da rede”

50 > êxito dezembro2012/janeiro 2013


Vilson Giazzoni

com fornecedores, auxiliam ações do marketing e e-commerce e permitem transações on-line 24 horas por dia. “Para tudo isso acontecer, é preciso que as pessoas que trabalham no ramo tenham o perfil técnico apropriado capaz de trabalhar com seriedade e orientar o mercado com seriedade”, aponta Vilson. Mas as mudanças não aconteceram apenas nos dispositivos; eles mudaram porque as pessoas mudaram. Com a mobilidade dos equipamentos e aumento exponencial da largura de banda, a velocidade das informações que já assustava a geração dos anos 2000 passou a ser ainda maior e beneficiou aqueles que souberam tirar proveito do que ela tem a oferecer. Vilson diz que “a troca de mensagens mexeu com a privacidade das pessoas e agora envolve o compartilhamento de vídeos, fotos e situações em grupos específicos. Além disso, as grandes empresas descobriram na internet um grande aliado do comércio”. Por interligar tudo e todos, não há uma área sequer capaz de sobreviver fora da rede. Hoje, achamos normal rastrear objetos, veículos, pessoas e negócios, e utilizar as redes sociais para levantar o perfil das pessoas, clientes e fornecedores. Quebraram-se as distâncias e tudo está mais acessível. “Quem mais soube aproveitar a tecnologia foram os bancos e o governo, porque eles criaram e aperfeiçoaram rapidamente seus sistemas para que houvesse eficiência e rastreabilidade em seus serviços com profunda diminuição de custos”, destaca Vilson. Mesmo ciente do risco que implica falar sobre o futuro da tecnologia, o proprietário da Formatto Net explica que a infraestrutura de internet via fibra óptica vai continuar contribuindo para o desenvolvimento tecnológico da região, pois permite interligar os principais negócios da cidade com o mundo. Com o crescimento do número de usuários a possibilidade de guardar e compartilhar arquivos na rede, a grande virada da tecnologia para os próximos anos será pautada no item mobilidade. Resta-nos permanecer atentos ao mercado para entender e utilizar as mudanças a nosso favor. dezembro2012/janeiro 2013 êxito >

51


HUMANIDADE EM TEMPOS DE TECNOLOGIA Os relógios continuam tiquetaqueando na parede da Relojoaria Pasqual, em Videira (SC). O encontro dos ponteiros faz cantar os cucos e passa despercebido pelos modelos mais modernos que seguem mostrando a hora em silêncio. Os relógios continuam contando as horas e o tempo que passa enquanto as pessoas mudam. Encurtam-se as saias, mudam-se os carros, mas o tique-taque não para e o comércio precisa estar preparado para o que o futuro reserva para a próxima hora. Anamaria Pasqual de Souza estava pronta para a mudança quando assumiu a liderança do negócio da família. “Depois que eu entrei, a relojoaria mudou muito porque a época pedia mudanças. Antigamente, uma relojoaria vendia ouro e relógio. Hoje o processo de compra e venda está muito fácil porque é tudo virtual. A mala de relógios trazida pelo vendedor foi substituída por um notebook e você faz o pedido direto no sistema de uma forma fácil e segura”, conta a empresária que contou com o apoio do pai, Amado Pasqual, durante três anos antes de comandar a relojoaria. “Ele teve tempo de me ensinar tudo. No primeiro ano, ele estava trabalhando junto comigo, mas no segundo ficou mais doente e no terceiro já não veio mais para a loja. Foi nessa época que percebi que o ouro cedia espaço para os acessórios e comecei a ir em feiras para ver as tendências”, recorda. Atenta a necessidade de não esperar pela procura dos fornecedores, Anamaria viu uma grande oportunidade de negócios ao ir em busca de novidades e o crescimento veio aliado à mudança do foco de venda que passou a ser a semijoia. Mas o maior desafio tecnológico enfrentado por ela ao entrar no comércio foi enfrentar o computador. “Para a minha geração, o computador era um bicho. A adaptação a ele, aos sistemas, à internet e agora às redes sociais é algo difícil de fazer. Nós, os lojistas da minha época, tivemos que encarar aulas de informática e mudar nossa forma de lidar com o nosso próprio negócio para não deixa-lo morrer”. Aliado ao aprendizado em tecnologia, o comércio atual enfrenta a dificuldade de acompanhar os constantes lançamentos da indústria de acessórios para renovar

“O grande desafio do comércio é aproveitar o que a tecnologia fornece para melhorar o relacionamento”

52 > êxito dezembro2012/janeiro 2013


Anamaria Pasqual de Souza

seus estoques, e da concorrência com o e-commerce. Segundo a pesquisa apresentada pela empresa americana Forrester Research, as vendas pela internet no Brasil devem encerrar 2012 com um montante próximo a US$ 12,2 bilhões e atingir os US$ 25 bilhões em 2017. A projeção é um reflexo da constante busca do consumidor pelo comodismo da compra on-line. “Muitos clientes pesquisam na internet antes de procurar nas lojas e buscam o menor preço, a melhor condição, desconto ou prazo. Mas tem aquele porém: e se der problema? Algumas peças como alianças, por exemplo, podem não permitir ajustes. Isso deve ser levado em conta na hora da compra para que o barato não saia caro mais tarde”, aponta Anamaria. Com a aceleração de produtos e tecnologias disponíveis para os lojistas, o grande segredo para o comerciante é se manter sempre aberto para as necessidades do mercado, pois mudou também o perfil dos clientes, que buscam uma loja bonita, com bom atendimento e que o valorize. Segundo Anamaria, depois da primeira reforma feita na Relojoaria, muitos clientes comentaram que a mudança era desnecessária, já que a loja ainda atendia as necessidades deles, “mas as reformas são necessárias. Uma vez parece que quanto mais simples fosse a loja, mais sucesso ela fazia e hoje já não é mais assim”. Mas enquanto as empresas estão focadas em melhoramento tecnológico, a empresária vê em seu negócio um grande diferencial: a humanidade do atendimento. Com a concorrência acirrada, o grande desafio do comércio é aproveitar o que a tecnologia fornece para melhorar o relacionamento e se aproximar ainda mais dos clientes. “As vezes eu acho que não sou boa vendedora, mas não é justo pensar apenas na venda. Não posso vender um relógio pra quem não sabe ver as horas, não posso ser desonesta com o cliente, porque quem fizer isso está fora do mercado. São gestos pequenos como um condicional, um pacote de presente ou uma orientação que fazem a diferença com o cliente”, finaliza a empresária. dezembro2012/janeiro 2013 êxito >

53


NOS TRILHOS DA EDUCAÇÃO Entre as pessoas mais poderosas do mercado nas últimas décadas, destacava-se a figura do guarda-livros. Com seu anel vermelho e unhas compridas, ele ocupava o maior cargo dos escritórios e pequenas indústrias da região do Meio-Oeste catarinense. Mas os anos passaram, o guarda-livros tornou-se contador e sua formação já não se restringe ao segundo grau. Gilberto Seleme, presidente da Universidade do Alto Vale do Rio do Peixe (Uniarp), de Caçador (SC), ainda lembra-se desses profissionais e se espanta ao comparar a formação deles aos requisitos solicitados pelas empresas de hoje. “Se naquela época bastava concluir o ensino médio, hoje praticamente não basta ter ensino superior. A exigência aumentou muito, especialmente na área tecnológica, que é carente na região”, diz Seleme. O atraso brasileiro em relação à tecnologia nas indústrias vem sendo reduzido nos últimos anos. Com o investimento das empresas em máquinas e qualificação de mão de obra, as universidades precisaram se adaptar para atingir o novo público. Segundo Gilberto Seleme, aquela mão de obra técnica empregada na indústria há 30 anos deixou de ser utilizada e “para absorver esse novo público que tem futuro no mercado de trabalho atual, as universidades precisaram mostrar à comunidade que aqueles que têm estudo em tecnologia podem trabalhar em boas empresas, ter melhores salários e emprego garantido”. Acompanhando a demanda regional, o objetivo maior das universidades do Meio-Oeste é reter os talentos locais. “Não podemos comparar a nossa região com Joinville, por exemplo, cidade que já tinha cerca de 100 anos no ano de fundação de Caçador. Aqui é difícil encontrar alguém de idade avançada cujos pais tenham sido médicos ou engenheiros, pois a região estava em conflito quando os colonizadores chegaram. Por isso, não podemos abrir mão dos nossos jovens talentos”, aponta o presidente, que acredita que o jovem tende a ficar no local em que fez seu curso superior, especialmente se for em um grande centro, pois “se ele tiver meios de cursar uma ótima universidade na região, poderá montar o seu próprio negócio ou trabalhar em uma grande corporação e somar em conjunto com o ambiente onde cresceu”. Seleme também acredita que este objetivo pode ser alcançado mediante ações de responsabilidade e assistência social. Entretanto, este não pode ser um objetivo exclusivo das universidades.

“A exigência aumentou muito, especialmente na área tecnológica, que é carente na região”

54 > êxito dezembro2012/janeiro 2013


Gilberto Seleme

Para que as indústrias, e com elas todos os setores da região, possam se desenvolver é preciso que passemos por uma modernização em alguns setores sendo que o primeiro é a matéria-prima. “Nós não temos minério de ferro e nem petróleo, a nossa matéria-prima é basicamente de origem agrícola, do ramo madeireiro, papeleiro e a proteína animal. Precisamos usar a tecnologia disponível e aprimorá-la para melhorar a oferta da matéria-prima que temos para oferecer”, explica Seleme. O segundo setor é de logística, o qual carece de urgentes investimentos para transportar a produção regional com segurança e baixo custo. O último setor é de mão de obra qualificada. Para o presidente, “ninguém vai montar um pólo industrial aqui se não tivermos mão de obra disponível, por isso é urgente que invistamos em qualificação não apenas nos setores ligados à indústria, mas em todos os setores que regem a economia regional”. Os jovens e a universidade que vai prepará-los tem um grande desafio pela frente: prever as necessidades do mercado. Este é um obstáculo que diz respeito tanto à atuação do corpo docente quanto à oferta de cursos por parte da instituição. “Os professores precisam se manter atualizados e conhecer a região para visualizar o mercado e nortear o que ele vai ser nos próximos 20 anos”, diz Seleme. E se um dos principais benefícios trazidos pela tecnologia é a otimização dos desempenhos, a Uniarp se manteve atenta e investiu no servidor Blade Mod, da IBM, que possibilitou a redução do espaço físico, de consumo de energia e a implantação de novos serviços como a Educação à Distância, web rádio, web TV e outros. “Adquirimos recentemente uma ferramenta de EAD da TOTVS, a 6ª maior empresa do mundo em sistemas de gestão integrada, para implantar as primeiras disciplinas virtuais para vários cursos a partir de 2013”, conta Seleme. Com tecnologia aplicada em ensino e pesquisa, as universidades da região encaram o desafio de formar a nova geração de jovens que têm a inovação no seu sangue e vão tornar o Meio-Oeste de Santa Catarina em uma terra ainda melhor de se viver. dezembro2012/janeiro 2013 êxito >

55


PELAS LENTES DO MICROSCÓPIO Aquele cenário que abriga uma grande área verde de pastagens, onde é possível ver um rebanho tranquilo descansando à sombra das árvores, longe da simpática casinha de madeira onde descansa o caseiro fatigado pelo calor do campo está a um passo de se tornar uma paisagem esquecida no quadro da sala. Não porque vão terminar os rebanhos, os caseiros ou as pastagens, mas porque a tecnologia aplicada invadiu o campo e pode incrementar os resultados dos produtores. Foi o que aconteceu com o empresário Dorival Carlos Borga, proprietário da 3 Marias Agronegócios, de Videira (SC), que descobriu na tecnologia da pecuária uma nova oportunidade de investir e crescer no setor. Trabalhando com as raças Angus, Hereford e Brahman, ele aproveita o despertar catarinense para a evolução e melhoramento genético dos rebanhos do Estado para aumentar a produtividade e dar aos proprietários e pecuaristas a oportunidade de se beneficiar com a tecnologia disponível. “Antigamente, os rebanhos eram melhorados com cruzamento direto, mas é um método muito lento para se conseguir o avanço genético que se requer nos dias de hoje. Com o avanço da ciência, os produtores partiram para métodos mais avançados como a fertilização, processo em que a fêmea é fertilizada e os embriões são transferidos para outras fêmeas, que fazem o papel de barriga de aluguel. Este processo já teve avanços significativos e trouxe muitos benefícios para os animais, embora atualmente a melhor maneira para melhorar geneticamente os rebanhos seja com o método de fetilização in vitro (FIV)”, explica o empresário que fez a primeira fertilização in vitro em sua propriedade no ano de 2008. Utilizada para aumentar a produtividade dos rebanhos e abreviar o tempo de produção, a tecnologia tem cumprido o importante papel de agregar valor na produção de bovinos em um Estado que não suporta grandes rebanhos. “Se não somos os maiores, temos que ser os melhores. Enfrentamos um grande desafio com as barreiras de proteção sanitária que Santa Catarina tem, pois somos o único Estado brasileiro livre de febre aftosa sem vacinação e a melhor maneira de melhorar geneticamente os rebanhos que temos aqui é trazer os embriões já fertilizados para serem gestados pelos nossos animais ou coletarmos embriões dos animais expoentes que dispomos aqui e que são frutos dos melhoramentos genéticos já conquistados”, destaca. Com a possibilidade de melhorar geneticamente os rebanhos, os produtores podem ganhar até 30% a mais, conside-

“Vivemos em tempo de massificação do conhecimento e maximização de resultados, e isso só se dá com o emprego de tecnologias avançadas”

56 > êxito dezembro2012/janeiro 2013


Dorival Carlos Borga

rando o volume de carne, representado pela precocidade das raças e a qualidade superior que produzem, considerando a maciez, suculência e sabor. Embora seja de interesse do Governo do Estado melhorar e desenvolver a genética dos rebanhos e disponibilize linhas de crédito especiais a juros subsidiados para o ramo, os produtores ainda têm suas restrições. Segundo Borga, o principal é acreditar no processo e persistir, “eu emprego mais de 70% do meu tempo para desenvolver este projeto que atualmente responde por aproximadamente 10% do faturamento e o meu caso não é atípico”. Para dar a chance dos produtores da região se familiarizarem com as inovações trazidas pela tecnologia, o empresário participa de eventos, feiras e viagens internacionais, além de promover leilões e dias de campo onde os participantes podem adquirir informações sobre manejo, orientações técnicas, alternativas de pastagem, importância de cruzamento adequado para dar os melhores resultados e ainda adquirirem reprodutores de alto valor genético. Se a agricultura busca soluções para combater as variações climáticas constantes nos últimos anos, a pecuária precisa de alternativas para aumentar a oferta de pastagens ao longo do ano já que “a genética representa 50% no desenvolvimento do animal e que o restante é alcançado com um rigoroso planejamento nutricional”, diz Borga. Para não ficar exposto e dependente das condições climáticas, o produtor importou máquinas da França e da Holanda para produzir feno pré-secado. “Aproveitamos o excesso de pastagem em determinadas épocas do ano para alimentar o rebanho durante os meses em que o alimento fica escasso. Não podemos ter um investimento tão grande na genética dos animais e ficarmos a mercê das questões meteorológicas”, esclarece o empresário. Crescendo em um campo promissor, a tecnologia aplicada na pecuária com a evolução genética traz para o consumidor uma carne que, com o passar dos anos, tende a ter um custo mais acessível. “Vivemos em tempo de massificação do conhecimento e maximização de resultados, e isso só se dá com o emprego de tecnologias avançadas”, finaliza. dezembro2012/janeiro 2013 êxito >

57


Inaugurada no dia 31 de agosto de 2012, a nova sede da Subseção da OAB/SC de Videira, localizada na Rua Adolfo Konder nº 317, veio premiar uma antiga reivindicação dos advogados que compõem a Subseção. Com estrutura funcional e instalações adequadas, distribuídas em aproximadamente 800 metros quadrados de área construída, a nova sede oferece amplo espaço para a realização de eventos, desempenho das funções administrativas e ainda uma bela área de lazer destinada à confraternização entre os advogados. Além de privilegiada localização, pois está muito próxima do Fórum da Comarca, Vara Federal e Paço Municipal, a nova sede local da OAB/SC destaca-se pelo fácil acesso e pelo seu moderno estilo arquitetônico. No primeiro andar, um amplo auditório com aproximadamente 200 lugares passa a viabilizar a realização de exposições, palestras e cursos de atualização e aperfeiçoamento profissional. No andar térreo, além de confortável área destinada à recepção, várias salas compõem o setor administrativo da entidade (secretaria, biblioteca, sala de reuniões, etc), dando o conforto necessário para o bom atendimento ao público e também destinando aos advogados adequado espaço (salas de atendimento individual) e serviço de apoio para a realização de seu trabalho (equipamentos de informática, telefone e internet pelo sistema de fibra ótica). No pavimento inferior, a nova sede está dotada de amplo espaço alternativo, constituído por garagem e ampla área de lazer, com cozinha e churrasqueira, estas últimas destinadas a eventos de caráter social. “A nova sede da Subseção da OAB/SC de Videira encontra-se à altura das necessidades dos advogados videirenses e dos demais profissionais que acorrem à nossa Comarca. Também se constitui em um espaço destinado à cidadania e à promoção de eventos culturais e de aprimoramento da advocacia, além de permitir melhor integração entre os advogados”, assinala o Presidente Nelson Luiz Damo. “Devemos esta bonita e funcional obra ao empenho do nosso representante na Seccional de Santa Catarina, Diretor Tesoureiro José Carlos Damo, e ao Presidente Paulo Roberto de Borba que sensibilizados com a reivindicação e atentos ao imperativo de reverter em prol dos advogados as suas contribuições institucionais, dotaram Videira com uma sede funcional e à altura de nossas necessidades”, complementa. 58 > êxito dezembro2012/janeiro 2013


Encerramos mais um ano com muitas conquistas. As vitórias alcançadas ao longo de 2012 permanecerão em nossa memória e seu brilho aumentará com o passar dos anos. Desejamos que 2013 seja mais um ano repleto de realizações e união.

Feliz Natal e Boas Festas! dezembro2012/janeiro 2013 êxito >

59


VIAGEM DE NEGÓCIOS

UM CONVITE PARA A MODA A viagem durou apenas dois dias, mas o aprendizado que Florisa Sinzker Perin, 54, adquiriu na São Paulo Fashion Week tem duração ilimitada. A empresária atua no ramo de confecção há 20 anos e tem na moda uma das suas grandes paixões. Em entrevista à Êxito, Florisa conta as experiências que viveu no evento e como a viagem influenciou o seu negócio.

Como você recebeu o convite para ir à SPFW?

O convite veio das marcas que represento. Já estive no Rio Bussines, Fashion Rio, Minas Trend Preview e, inclusive, em outras edições da SPFW. Em 2012, fui a convite de várias marcas. O convite da Animale, por exemplo, veio acompanhado de um champanhe e uma taça, porque o SPFW é algo glamouroso e eles me convidaram para ficar na fila A porque sou cliente da marca há anos. Essa fidelidade que tenho com as marcas me possibilitou ganhar os convites e ir tanto para a SPFW quanto para outros eventos de moda.

E como é passar pelos portões da SPFW?

Há alguns anos era mais badalado já que o evento era muito mais fechado. Hoje é requintado, mas já tem mais abertura. Passando pelos portões, você vê todas as tendências, vê pessoas lindas e felizes, tem contato com vários estilos que vão desde o streetwear até aquela coisa bem chique, como se a pessoa fosse para um casamento. Daí você vê uma mulher que entra com uma roupa elegantíssima usando uma bolsa que você sabe que custa cerca de 7 mil reais e percebe que tudo que circula pelos corredores do SPFW é uma manifestação de poder. Eu achava tudo isso um desperdício até minha amiga comprar uma bolsa

da Chanel que vale 14 mil reais e me deixar segurá-la, você não imagina o poder que tem aquela bolsa. Não é apenas um acessório caro, é o poder de uma marca. A moda tem muito disso. Algumas marcas têm estrela, as peças são caras, mas você veste e você compra porque ela te transmite poder, enquanto outras peças podem ser bem feitas, mas não possuem estrela. A moda e a SPFW são uma manifestação de poder. Se um dia eu fui pobre, lá eu esqueci. É uma sensação que me causa arrepios até hoje.

O que é possível esperar de um evento como este?

O SPFW é o maior evento de moda no Brasil, então quem trabalha com moda precisa ir e pode esperar tudo. Você vai para uma Fashion Week para ver as tendências, conhecer novas marcas, encontrar lojistas que trabalham com as mesmas marcas que você, trocar ideias e experiências. Quem vai, pode esperar tudo isso e ainda aquela certeza de passar para o cliente todas as informações sobre o que é tendência. Você pode dizer para o cliente comprar sem medo, porque vai continuar atual ao longo do ano, ou seja, a participação no evento te dá a chance de passar confiança na hora da venda. Você adquire bagagem e isso não tem preço que pague.

60 > êxito dezembro2012/janeiro 2013

FABIANO MARTINS

Não se intimide com as pessoas ou com os artistas, porque ao entrar na SPFW você se torna um deles


O SPFW superou as expectativas?

Sim. Por mais que você possa achar que é a mesma coisa, sempre tem alguma novidade. As mesmas marcas que desfilam no SPFW, desfilam no Fashion Rio, mas é sempre possível aproveitar. Esta vez, por exemplo, eu tive a chance de assistir ao desfile do Samuel Cirnansck, cujas roupas são extremamente glamourosas, e foi muito positivo porque me deu a chance de descobrir novas marcas.

Como o evento influenciou o seu negócio?

Quando você vai a um evento como este, não basta apenas assistir ao desfile. Você precisa ver o perfil dos clientes nas roupas e produções para trazer ao seu negócio. Como eu tenho alguns anos de experiência no ramo, já sei aquilo que funciona para os meus clientes e o que posso trazer para a loja. É este tipo de influência que uma semana de moda pode trazer. Vai da pessoa saber direcionar para o seu ramo. Eu acredito que qualquer negócio que você faça, qualquer evento que você participe e que possa direcionar para o seu ramo, vai poder te dar um retorno positivo.

Quais foram os pontos positivos e negativos da SPFW?

O único ponto negativo é o cansaço da viagem e a correria para assistir aos desfiles, afinal isso pesa quando você já não tem 20 anos. Mas o evento é muito bem organizado, o que é um dos muitos pontos positivos. Depois de cruzar os portões, você passa a ser tratado como um cliente VIP, porque quem é convidado para assistir a SPFW é VIP. Todos são tratados iguais, todos ganham espumante na entrada. No lounge, é comum cruzar com artistas e todo tipo de gente famosa que é receptiva, conversa, tira fotos, etc. A diferença é percebida dentro dos desfiles. Depois de cruzar as portas pretas e chegar ao local dos desfiles, você tem seu lugar na arquibancada, que pode ser na fila A, B ou C. Desta vez, eu sentei na A Florisa Sinzker Perin: “A moda também é uma manifestação de poder”

e percebi mais assédio dos fotógrafos, afinal eles precisam fotografar todo mundo que está lá para depois passar pelo crivo das editoras na hora da publicação. Quando eu passei o portão, um dos fotógrafos pediu se poderia me fotografar e eu fiquei tão surpresa que disse: “Moço, é claro, fique à vontade!” Porque você vê que não precisa ser uma celebridade para ser bem recebida nos corredores do SPFW. Mesmo que os artistas participem do evento, não há tumulto porque quem está lá quer fazer negócios. É claro que fotografar com uma pessoa famosa faz parte, mas não há aquela loucura e gritaria hoje em dia. Nas primeiras edições do evento havia esse tipo de assédio, mas hoje em dia não existe aquela loucura como vemos nas festas do Oscar, por exemplo. Até porque como nós vamos a negócios, ninguém “se joga” em cima dos famosos quando eles aparecem. Nesta edição, encontrei a Contanza Pascolatto, que já era minha conhecida e eu me dou muito bem com a filha dela. A Constanza me reconheceu e isso foi muito gratificante porque quando eu tinha a confecção, era cliente direta dela e cheguei a mandar alguns looks de presente para ela. Então, encontrar uma pessoa deste nível em um evento e saber que ela lembra de você é um sinal de que você fez a diferença em algum momento, o que é muito bom.

Que dicas você daria para quem vai para o SPFW?

Aproveitar o máximo. Não se intimide com as pessoas ou com os artistas, porque a partir do momento que você cruzou o portão, você se torna um deles. Tente ir em todos os desfiles possíveis, estar lá dentro de corpo e alma e participar de tudo. Quando você entra no desfile, os seguranças furam o convite e é necessário ter outro para ir ao desfile seguinte. Se não tiver, você pode até ficar lá dentro, no oba-oba, mas não chega até as passarelas. dezembro2012/janeiro 2013 êxito >

61


VARIEDADES

NATAL DA GENTE 2012 EM VIDEIRA Inaugurada no dia 14 de novembro, a decoração de Natal de Videira ilumina os corações dos adultos e crianças da região. Seja com as luzes ou com a Casa do Papai Noel, a magia da época continua a encantar com a decoração que se supera a cada ano.

FOTOS: STUDIIO C

Os videirenses ganharam mais um presente com a decoração natalina de 2012. Segundo o presidente da CDL Videira, Evandro Colle, foram mais de seis meses de trabalho para planejar e executar cada elemento da decoração. “Em nome da Prefeitura e da CDL, parceiras do projeto, quero agradecer a todos os envolvidos e enaltecer o trabalho realizado pelas artistas plásticas, servidores das Secretarias de Agricultura, do Departamento de Serviços Urbanos, Associados da CDL e Secretaria de Turismo e Cultura”, destacou Colle. As milhares de lâmpadas de led iluminam as pontes Aderbal Ramos da Silva e Cezar Carelli. A árvore gigante ornamentada com dezenas de elementos coloridos e lâmpadas especiais que simulam a queda de neve permite a passagem de pedestres pelo interior de sua estrutura. A Praça Nereu Ramos abriga a Casa do Papai Noel, em tamanho natural, onde os visitantes podem conhecer a casa em que ele recebe as crianças e suas cartinhas. Do lado de fora, as renas puxam o trenó, anjos tocam clarinetes e a família Noel alegra o ambiente iluminado com as estrelas e sinos na copa das árvores. Em lugar de destaque, a Sagrada Família pode ser admirada por todos. “Tudo foi feito com muito carinho para cada videirense”, finaliza Colle.

62 > êxito dezembro2012/janeiro 2013


SONHOS EMBALADOS PARA PRESENTE.

Rel贸gio Champion A partir de

R$ 59,90

dezembro2012/janeiro 2013 锚xito >

63


VARIEDADES

ANTONIO CARLOS “BOLINHA” PEREIRA

LINGUAJAR DOS MALEIROS E ENGRAXATES - “Voresque serde rombio?” (Você está bem?) - “Sirne, mórne.” (Sim, cara) Século passado, segunda metade dos anos 60: eu fazia o curso Técnico de Contabilidade no Colégio CNEC de Joaçaba, e ali aprendi a linguagem dos maleiros, os carregadores de malas, que ajudavam os viajantes a transportar sua bagagem da estação ferroviária de Herval D’Oeste até os hotéis, e dos engraxates. As estradas eram precárias e a ferrovia foi decisiva no desenvolvimento da nossa região. Na estação de Herval eram quatro trens diários: o “misto”, transportando passageiros e carga, o “direto” que trazia passageiros e as malas do Correio, e ainda o “internacional”, que fazia o trecho Montevidéu a São Paulo, três vezes por semana. Mas, que fique muito claro: a gíria criada pelos meninos na década anterior não era matéria curricular, eu aprendi a “larfiar na ríngia” com alguns colegas de aula: o Vilmar, o Getúlio (filho do lendário “Lilico” Galvão, de quem ainda hoje se contam façanhas impressionantes). - “Rãeme, larfia pro raipe que rósne raives grojá lórbia lá em charbio” (Mãe, fala pro pai que nós vamos jogar bola lá em baixo) Foi Alcides Volpato, conhecido como Chico, quem deu a esse 64 > êxito dezembro2012/janeiro 2013

dialeto peculiar o status de coisa séria, ao concluir, em 2002, o curso de História na Unoesc Joaçaba e escolher para tema de seu TCC “Linguajar do Maleiro/ Engraxate de Herval D’Oeste e Joaçaba – décadas de 50, 60 e 70 – a peculiaridade de um estilo de comunicação singular”. Em sua pesquisa, Chico levantou elementos históricos da tradição oral e escrita, visando resgatar um componente histórico-cultural peculiar e específico de nossa

eles se sentirem muito chiques. Atualmente, o “Hervalês” tem aproximadamente 340 palavras traduzidas, muitas registradas na Fundação da Biblioteca Nacional. Observe que aqueles engraxates e maleiros eram muito novos, alguns deles ainda crianças, e o trabalho, hoje “proibido para menores”, era uma forma de subsistência, mas nós que começamos cedo sabemos que trabalhar nunca matou ninguém; ao contrário, prepara para a vida! - “O proferorse rone braisse que a melã rombia delede serde croila por mirco” (O professor não sabe que a irmã boa dele é louca por mim). Ospra! Iniciei um blog que traz também outros escritos, como o

O hervalês permitia a comunicação sem que os mais velhos ou que não eram do grupo entendessem região – o linguajar dos maleiros. - “Voresque réuque caréufe com lorbiacha?” (Você quer café com bolacha?) . – “Rone, mirco serde diorgo.” (Não, eu estou gordo). Com um vocabulário bastante reduzido, o “hervalês” permitia a livre comunicação entre eles, sem que mais velhos ou quem não era do grupo entendessem. Combinar, por exemplo, de ir nadar no rio, dizendo aos pais que estavam indo jogar bola. E o orgulho natural em falar uma segunda língua, ainda que um dialeto, fazia

conto “Ospra”, e “A Carta da Vida”, que criei como aprendiz do Cristiano Moreira no Curso de Formação de Escritores. Sirne, mórne! Conheça o trabalho de conclusão de curso do “Crichio” Volpato e aprenda a ”larfiar na ríngia” – veja detalhes sobre o “hervalês” no blog www.osdiscosdobolinha.blogspot.com.br Antonio Carlos “Bolinha” Pereira Vice-presidente da SCAJHO Comunicador, apresenta desde 1966 “Os Discos do Bolinha” bolinhapereira@gmail.com


A Sopasta sabe que embalagens levam mais que produtos.

Este tempo, que é muito mais colorido do que presentes embrulhados em papel brilhante, constitui-se na hora de olhar o todo. Mesmo que os enfeites da árvore de Natal sejam lindos em sua natureza, é a beleza do conjunto da árvore que encanta. Assim também é na nossa vida, que é linda porque é complexa e envolvente. Para nós, a beleza da vida é ver em cada parte individual uma soma de esforços e ver no todo uma união de pequenas partes.

FELIZ NATAL E PRÓSPERO ANO NOVO São os votos da Sopasta

Papel e Embalagem (49) 3532 7000

www.sopasta.com.br ISO 9001 dezembro2012/janeiro 2013 êxito > OHSAS 18001

65


VARIEDADES

GERSON WITTE

MALHAÇÃO DE ALTÍSSIMO IMPACTO Dois amigos de meia idade se encontram em um hospital. Após um breve cumprimento, em meio a expressões de dor, eles começam a fazer o que se espera que se faça em uma sala de espera: contar sobre suas respectivas doenças. - Pois é, Chico, estou aqui por causa desta história de saúde, – começa o careca, de barriga proeminente e com uma mão nas costas – Com a patroa enchendo o saco, que eu estava sedentário, que a vida não é só cerveja e futebol na TV, que exercício ia desentupir minhas artérias, fazer meu coração bater de novo... enfim, pra ela parar de incomodar, eu fui... - Não me diga, Osvaldão. Passei por algo parecido, mas continue – respondeu o outro, com cabelos grisalhos e uma perna engessada, puxando um cigarro do bolso, mas guardando quando a enfermeira lhe mandou um olhar de ódio. - Chico, no maldito lugar um cara de pijama com listras no lado me passou uma lista de exercícios que não entendi e me apresentou os aparelhos de tortura. Comecei com um para erguer peso com os braços abertos, puxando 5 barras de ferro, suando que nem um condenado... - Se machucou fazendo isso? - Não, foi depois que saí do aparelho e um destes ratos de academia foi lá, colocou para erguer todas as barras de ferro que tinha na máquina e ficou, com certeza, rindo de mim por dentro. 66 > êxito dezembro2012/janeiro 2013

Chico escuta que vão chamar a polícia e desiste novamente de acender o cigarro. Após um suspiro, diz pro amigo continuar. - O problema foi que, não estando satisfeito em fazer isso na minha cara, buscou mais dois halteres e colocou no aparelho para aumentar o peso! Eu não aguentei! Fiquei indignado! Um “piá de bosta” que nem tem barba me desafiando assim! Quando ele saiu, coloquei todos os pesos e mais quatro halteres... - E aí, o que aconteceu? - O médico me disse que, se até semana que vem eu parar de urinar sangue, não vai precisar operar. Mas valeu a pena e mostrei

pro moleque! Mas me diga, Chico, porque está aqui? - Me obrigaram a fazer academia também, Osvaldão. Mulher, filhos, netos insistindo nessa coisa de vida saudável, exercícios, largar o cigarro... (suspiro). Tive que ficar andando numa esteira olhando pra parede, que nem aqueles ratinhos na rodinha, sabe? Eu lá e o mengão na televisão de casa... Malandro mesmo é o dono da academia, que ganha dinheiro com o suor dos outros. - E se machucou na esteira? - Que nada, caí em um buraco que o prefeito deixou da eleição. Fratura exposta. Mas o médico me deu uma boa notícia: vou ficar seis meses sem poder caminhar e assim não tenho que ir malhar. - Sortudo... Gerson Witte Artista Gráfico gerson.witte@gmail.com


Foto: Fabiano Martins/Local: SERP/Modelo: Bianca

Valentini Rua Marechal Floriano Peixoto, 535 - Videira - SC - Fone: 49 3533-2565


VARIEDADES

PARAJASC: SUPERAÇÃO E ORGULHO Superação é termo recorrente no esporte. É através dele que muitos atletas superam as suas dificuldades e as suas limitações. A 8ª edição do Parajasc ficou, mais uma vez, repleta de histórias vitoriosas. Os para-atletas videirenses trouxeram para casa 9 medalhas, o que resultou na 7ª posição geral da competição. A 8ª edição do Parajasc – Jogos Abertos Paradesportivos de Santa Catarina – desse ano aconteceu no município de Brusque, do dia 20 a 25 de novembro, e reuniu aproximadamente 2 mil atletas, que representavam 51 municípios do Estado. Os atletas foram divididos, de acordo com a classificação funcional, em quatro segmentos: deficiência física (D.F.); auditiva (D.A.); intelectual (D.I.) e visual (D.V.). As modalidades disputadas foram atletismo, bocha, basquete, futsal, goalball, tênis de mesa, ciclismo e xadrez. Além disso, também foram disputados troféus e medalhas por modalidade, por

naipe e por segmento de deficiência, e para os três primeiros na classificação geral. Segundo o superintendente da Fundação Municipal de Esportes de Brusque, Marcelo Cavichiolo, “ser sede dos Parajasc significa criar oportunidades de inclusão social para as pessoas com deficiência, superar barreiras na luta contra o preconceito e propiciar igualdade de acesso aos locais de competição por parte das pessoas com alguma deficiência”. Brusque, que é o município berço dos Jogos Abertos, também quer dar exemplo de solidariedade “e fortalecer a atividade de quem

trabalha com o paradesporto, despertando a consciência da população para reduzir a desigualdade social”, completa Cavichiolo. Os Parajasc são uma promoção do Governo do Estado, com realização da Fesporte e apoio das secretarias de Desenvolvimento Regional (SDRs) e da prefeitura de Brusque.

VIDEIRA

A passagem de Videira pelo Parajasc foi coroada de excelentes resultados. Os 29 para-atletas participantes trouxeram para casa nove medalhas, sendo duas de ouro, seis de prata e uma de bronze. Isso fez com que Videira ficasse na 7ª colocação geral da competição, sendo a melhor colocação do município entre todas as edições do Parajasc, sendo motivo de orgulho para toda a cidade. Para o professor e técnico da equipe, Gustavo Costenaro Brandalise, o Parajasc foi “motivo de orgulho que nos engrandece e nos qualifica a trabalharmos cada vez mais para vencermos os nossos oponentes e brilharmos no pódio no próximo ano”.

QUADRO DE MEDALHAS OURO - Tênis de mesa Deficiência Intelectual Leonildo de Oliveira PRATA - Futsal Deficiência Intelectual Masculino Fernando Lucio Alves, Roberto Vilmar Schneider, Ricardo Pinto, Dienifer Zonta, Luiz Antônio Parise, Odair Soares da Silva, Fábio José Pagliarini e Jamir Alves dos Santos. PRATA - Atletismo Deficiência Intelectual Feminino Silvana Costa e Flávia Brancalione PRATA - Atletismo Deficiência Intelectual Masculino Ismael Menegolla BRONZE - Atletismo Deficiência Intelectual Down Masculino Ismael Menegolla

68 > êxito dezembro2012/janeiro 2013


VARIEDADES

KARATÊ: UM ESTILO DE VIDA Com mais de 20 anos de experiência na prática do Karatê, Sensei Ivonei Dambros, de Videira (SC), fala como essa arte marcial não se limita apenas ao corpo, mas como ela se estende também ao aperfeiçoamento da mente. O Karatê, surgido na ilha de Okinawa ao Sul do Japão, foi criado no final do século XIX, como defesa da própria vida, utilizando o corpo como instrumento de luta. Por este motivo, Karatê significa “Mãos Vazias”. Outro sentido que pode ser dado para Kara (vazio), Te (mãos), dentro de um conceito influenciado pela filosofia Zen, e além de defender-se desarmado, ter a mente livre do egoísmo, da vaidade e da maldade.

de vida. Foi o que absorvi dele que me levou às minhas maiores conquistas. Sua prática me ensinou que não sou superior, tão pouco inferior a ninguém, tudo depende do quanto de meus esforços eu direciono para que algo se concretize. Sendo mais filosófico, o Karatê para mim é um modo de viver, de consciência e de superação interior”. Muito mais do que uma modalidade de luta “o Karatê cultiva em

O Karatê para mim é um modo de viver, de consciência e de superação interior No Brasil, esta arte marcial começou as ser difundida na década de 50 pelos imigrantes japoneses, inicialmente no Estado de São Paulo e posteriormente em outros Estados. Hoje esta modalidade de arte marcial é uma das mais praticadas no país. Para o Sensei Ivonei Dambros, “o Karatê representa a minha história

sua filosofia aspectos como humildade, caráter, justiça, esforço, determinação, respeito, paz e harmonia”, aponta o Sensei. O município de Videira conta com a Associação Videirense de Karatê, criada para “fomentar a prática da arte marcial na cidade, oportunizando ao maior número de pessoas os benefícios que ela

pode oferecer”, explica. Estudos apontam que entre sete e nove anos o uso da força e da habilidade física são sobrepostos em relação ao “espírito de equipe e solidariedade”. “Sendo assim esta é a faixa etária mais adequada para iniciação do Karatê, onde os valores morais contidos em sua prática vão contribuir significativamente no processo de formação da criança”, aconselha. Também é fundamental que o instrutor tenha uma formação adequada para trabalhar com essa arte marcial, estando preparado para atender e respeitar os aspectos psicomotores e cognitivos que cada faixa etária necessita. Segundo o Sensei, “quanto mais nova a criança, maior deve ser o cuidado que devemos ter para não acarretar traumas psicológicos ou físicos posteriormente”. De um modo geral, o Karatê contribui pra o desenvolvimento integral do indivíduo “proporciona a ele não só habilidades de luta, mas o desenvolvimento físico e mental levando o adepto a um estado de harmonia consigo e com o meio que o cerca”, finaliza.

BENEFÍCIOS DA PRÁTICA DO KARATÊ Psicomotores

Cognitivos

Morais, Éticos e Comportamentais

Velocidade, agilidade, força, flexibilidade, equilíbrio, lateralidade coordenação, capacidade cardiorrespiratória.

Desenvolve a atenção, concentração, raciocínio, percepção espaço-temporal.

Disciplina, respeito, companheirismo, coragem, autoconfiança, sociabilização, controle da ansiedade, espírito de equipe.

Sensei Ivonei Dambros Faixa Preta 4º Grau Diretor Técnico – Federação Catarinense de Karatê e Associação Videirense de Karatê Vice-Presidente – Associação Shito-kai do Brasil ivoneidambros@hotmail.com

dezembro2012/janeiro 2013 êxito >

69


VARIEDADES

FOTOGRAFE COM ÊXITO

1

Envie até três fotos pelo e-mail

revista@editoraexito.com.br com

uma breve descrição e local do registro. Se ela for selecionada e publicada, você ganha uma assinatura anual da Revista Êxito. Não esqueça de enviar junto seu nome completo e endereço.

Foto 1: Leveza O voo solitário do pássaro. Local: Barra do Rio Azul- RS Fotógrafo: Jako Jacomel Joaçaba - SC

Foto 2: Serra Catarinense Linda paisagem de Bom Jardim da Serra.

2

Local: Bom Jardim da Serra - SC Fotógrafo: Jean Rafael Antunes Campos Novos - SC

Foto 3: A grandiosidade do rio Margem do Rio Grande, divisa dos Estados de São Paulo e Minas Gerais. Local: Mesópolis - SP Fotógrafo: Silvio Cesar Orso Videira - SC

3

70 > êxito dezembro2012/janeiro 2013


4

Foto 4: Super-lua Fenômeno da super-lua ocorrido no dia 6 de maio de 2012.

5

Local: Passo Fundo - RS Fotógrafo: Lucas Pessoa de Freitas - Fraiburgo - SC

Foto 5: Freddy Um cachorro completamente dócil, que me fez descobrir o prazer de fotografar. Local: Água Doce - SC Fotógrafa: Priscila Ferronato Kerick - Água Doce - SC 6

Foto 6: Arte Grafites sobre o Muro de Berlim. Local: Berlim - Alemanha Fotógrafa: Verônica Tessmann Treze Tílias - SC

dezembro2012/janeiro 2013 êxito >

71


ESTANTE ÊXITO

UMA NOVA VISÃO SOBRE OS CUSTOS Conhecido por seu cargo na pró-reitoria da Unoesc - Campus de Videira, Antônio Carlos de Souza entra nos caminhos da produção literária com o lançamento de sua primeira obra: Sistema de Custos para uma Instituição de Ensino Superior: o caso da Unoesc - Campus de Videira. A partir do estudo de caso da instituição sob seu comando, o autor dá valiosas dicas capazes de serem adaptadas às empresas.

Como nasceu a sua vontade de escrever um livro? Este era um sonho antigo até por ser docente, já que como tal é preciso sempre trabalhar para produzir conhecimento. Iniciei o ano de 2012 com a proposta de publicar três livros e já consegui publicar um deles, os outros dois ficarão para o próximo ano.

ação. Eu sou docente da disciplina de custos empresariais e análise de custos e além de ser a sequência da minha dissertação de mestrado, foi fruto da minha tese no doutorado feito na Universidade do Museo Social Argentino (UMSA), na Argentina.

Como é possível adaptar o conteúdo do livro para outros tipos de Instituições de Como serão esses próximos lançamen- Ensino Superior e de negócios? tos? Trabalhar com a questão de custos, As outras obras são em parceria com outros autores. Um deles vai falar

racionalização, otimização e aproveitamento, é um campo diferencial

O gerenciamento de custos é o segredo para ampliar as margens sobre Liderança, assunto que sempre gera polêmica já que não há um consenso sobre ser uma característica nata ou não, contando ainda com um capítulo especial sobre liderança feminina já que as mulheres têm ocupado lugares de destaque na administração das empresas. O outro livro vai tratar da área de Análise de Investimentos e Capital de Giro com exercícios práticos voltados para a gestão financeira das empresas.

O que o levou a escrever o livro sobre Sistema de Custos? Basicamente a minha área de atu-

72 > êxito dezembro2012/janeiro 2013

e competitivo para as empresas porque facilita a gestão. Isso vale para as instituições de ensino e para qualquer outro negócio. O conteúdo é atual, até porque trabalha com modernas metodologias de custeio. Ele pode ser utilizado a nível acadêmico e na gestão das empresas, pois trabalha com essa dinâmica de trabalhar com racionalização, rastreio e otimização de custos dentro do processo industrial. É a base para dinamizar o processo produtivo. Uma instituição de ensino superior não é diferente de uma em-


Antonio Carlos de Souza

presa porque nossos cursos, que são nossos produtos, também atendem a uma determinada demanda e precisam ter um ciclo de vida. Nós, como qualquer outra empresa, temos que ter a coragem de pôr fim quando a hora chegar para dar a chance de abrir novas alternativas para suprir a demanda do mercado. É essa a provocação do livro e que se encaixa em todas as áreas.

Quais benefícios o sistema de custos proposto pode trazer para as empresas?

O principal é dar dinâmica para as empresas. É comum que os empresários se importem muito com a parte comercial, com a venda, abertura de mercado, que é algo realmente importante, mas eles acabam se esquecendo da própria estrutura de composição de custos, não fazem uma análise de investimentos e administram mal o capital de giro. Por isso é comum encontrar empresas inchadas, que produzem de forma ineficiente e não mantêm uma racionalidade. Elas buscam essa análise quando sofrem algum problema financeiro ou têm choques com os competidores, quando o ideal seria que o planejamento estivesse sempre na ponta do lápis para ser revisto. O livro abre uma proposta de identificar os custos diretos e indiretos do produto para oferecer ao leitor a chance de fazer uma análise e melhorar a empresa no âmbito econômico-financeiro. Afinal, não adianta focar apenas no preço final do produto, que é algo que vem de fora para dentro. É preciso focar nos custos, que é aquilo que a empresa pode controlar. O gerenciamento de custos é o segredo para ampliar as margens.

O que leva as empresas e instituições de ensino a terem problemas financeiros?

FABIANO MARTINS

A falta de planejamento. Não é preciso nem falar em planejamento estratégico, mas em planejamento puro e simples que parte da visão de custos e alcança a análise de investimentos com uma boa gestão financeira do capital investido. Acredito que as grande questões são a união de planejamento e orçamento, valorização de ações, cumprimento de metas e o controle com o que há disponível em termos de tecnologia e é capaz de dar um retorno a curto prazo (1 ano) e longo prazo (3 anos). Vale destacar que essa falta de planejamento e de análise financeira atinge até as pessoas físicas. dezembro2012/janeiro 2013 êxito >

73


ECONOMIA

LUZ FICARÁ MAIS BARATA EM MAIS DE 70% DO PAÍS As elétricas Eletrobras, Cesp e Cteep abriram, durante assembleia, o debate sobre a proposta do Governo Federal para a renovação das concessões que vencem em 2015 e 2017. A Eletrobras, maior do país, aceitou a renovação, reforçando as expectativas de conta de luz mais barata, anunciada pela presidente Dilma Rousseff em setembro. Enquanto a Cteep discute se assina o acordo ou entrega seus ativos ao governo em 2015 e 2017, a controladas da Eletrobras contam por 70% da transmissão do País, e indicam que a luz ficará mais barata nos próximos anos. A Cesp não fechou o acordo. O acordo com a Eletrobras é um sinal de que a queda de braço entre o governo e as companhias do setor pode chegar ao fim, uma vez que o plano de governo para luz elétrica mais barata se traduz em lucros menores aos acionistas. As empresas serão indenizadas pelo governo, em contrapartida. O plano consiste em baixar a conta de luz por meio de diminuição de impostos e do preço da tarifa. Até agora, a Cesp representa o maior revés para o plano do governo para reduzir a conta de luz, na média, em 20% a partir de 2013.

O empresário Eike Batista, do grupo EBX, perdeu em novembro desse ano o posto de homem mais rico do Brasil, segundo ranking da Bloomberg. O posto, agora, pertence ao investidor Jorge Paulo Lemann, da InBev. A fortuna de Eike hoje está estimada em US$ 18,6 bilhões, é quase metade do que ele possuía no final de março. Por sua vez, Lemann tem US$ 18,9 bilhões. De janeiro a setembro, as empresas de Eike Batista tiveram prejuízo de R$ 1,68 bilhão – 64% superiores ao prejuízo acumulado ao longo de todo o ano passado, que foi de R$ 1,02 bilhão, segundo dados da consultoria Economatica. Segundo a Bloomberg, Eike Batista afirmou, em e-mail, que o Brasil merece ter mais brasileiros na lista de bilionários, mas não quis comentar sobre a perda de posição no ranking.

Fonte: www.administradores.com.br

Fonte: www.g1.globo.com/economia

EIKE PERDE TÍTULO DE MAIS RICO DO BRASIL

AGRICULTORES DE SC APOSTAM NO CULTIVO DE FRUTAS VERMELHAS As estufas protegem a safra do frio, do vento e do sol, contribuindo para que os morangos nasçam grandes e verme-lhos. Eles são hoje uma das principais apostas da fruticultura local do Meio-Oeste do Estado. Há mais de 20 anos foi trazido do Chile um formato diferente de plantio, o que contribuiu para que Pinheiro Preto se especializasse nas plantações de morango. Outras frutas vermelhas, como a amora e a framboesa, também se adaptaram muito bem à temperatura local, que varia entre 18 e 23 graus na época mais forte da produção, entre novembro e março. A experiência faz parte de um projeto da Epagri, Empresa de Pesquisa e Extensão Rural de Santa Catarina, que busca diversificar as espécies de pequenas frutas. O projeto está em vigor há dois anos. Além disso, mutações genéticas também estão sendo feitas na tentativa de encontrar a fruta perfeita para agradar ao consumidor. Fonte: www.g1.globo.com/economia

FMI COLOCA BRASIL DENTRE OS MAIS VULNERÁVEIS O Ministério do Planejamento fixou em R$ 670,95 o valor do salário mínimo a partir de janeiro de 2013. Essa é a proposta que o Governo Federal incluiu no Projeto de Lei Orçamentária Anual (Ploa), enviado no dia 30 de novembro, ao Congresso Nacional. O novo valor é 7,9% maior que os R$ 622 pagos atualmente. O novo valor do mínimo passa a ser pago a partir de fevereiro, referente ao mês de janeiro. O reajuste inclui a variação de 2,7% do Produto Interno Bruto (PIB) de 2011 e a estimativa de que a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) previsto para o ano de 5%. A estimativa do governo é que cada R$ 1 de avanço no mínimo gere despesas de R$ 308 milhões ao governo. Com isso, o aumento de R$ 48 concedido pelo governo causará impacto de cerca de R$ 15,1 bilhões aos cofres públicos. Fonte: www.exame.abril.com.br/economia


TISSOT

VICTOR HUGO

OAKLEY

EURO

VICTOR HUGO

Quando o presente é bom, a magia acontece.

76 > êxito dezembro2012/janeiro 2013

ABSURDA


Revista Êxito 53