Issuu on Google+


205 X 275:Layout 1 16/6/2009 09:57 Page 1


Editorial:Layout 1 22/3/2010 21:42 Page 4

LED, LCD OU PLASMA?

ISSN 1415-448X

WWW.REVISTAVIDEOSOM.COM.BR

Ano 11 Nº 143 Abril 2010 Brasil R$ 10,90 Europa 3, 50

Descubra qual a melhor TV para a sua sala

TELEVISORES

Mercado em expansão Lojas de aplicativos para celular, netbooks e até TV são a nova febre. Entenda essa tendência

Inovação

Top 5

De cafeteira inteligente a TV 3D. Fomos até Barcelona e revelamos as novidades da Philips

Selecionamos os cinco aparelhos de DVD automotivo mais cobiçados do Brasil

TESTADOS PELA REDAÇÃO

Home Theater

Solução completa de 7.1 da Onkyo dá show e tem preço acessível

Notebook poderoso

Avaliamos o portátil da Positivo com o novo processador i7 da Intel

Sonzera portátil

Caixa de som para iPhone e iPod da Klipsch é um espetáculo

Aydano Roriz Luiz Siqueira Rodolfo Carrara Tânia Roriz

Edição Nº 143 – Abril 2010

Com novas opções sendo lançadas a cada dia, nunca foi tão difícil escolher a TV certa para a sala como nos dias atuais

Editor e Diretor Responsável: Aydano Roriz Diretor Executivo: Luiz Siqueira Diretor Editorial e Jornalista Responsável: Roberto Araújo - MTb.10.766 - araujo@europanet.com.br Editor: Marco Clivati Redatores: Rodrigo Castro e Saulo Ferreira Chefe de Arte: Welby Dantas Editor de Arte e Projeto Gráfico: Alexandre Dias (Nani) Revisão de Texto: Evelise Paulis Colaboraram nesta Edição: Ivan Volpe Publicidade São Paulo E-mail: publicidade@europanet.com.br Diretor de Publicidade: Mauricio Dias (11) 3038-5093 Coordenadora: Ângela Taddeo Executivos de negócios: Alessandro Donadio, Cláudia Alves, Elisângela Xavier, Flávia Pinheiro, Rodrigo Sacomani, Leandro Blota, Marcos Roberto e Renata Naomi. Criação Publicitária: Paulo Toledo (11) 3038-5103 Tráfego: Renato Peron (11) 3038-5097 Publicidade - Outros Estados: Brasília: New Business - (61) 3323-0205 Paraná: GRP Mídia - (41) 3023-8238 Rio Grande do Sul: Semente Associados - (51) 3232-3176 Santa Catarina: MC Representações - (48) 9983-2515 Publicidade EUA e Canadá: Global Media +1 (650) 306-0880 / Fax: +1 (650) 306-0890 Atendimento ao Assinante e Venda de Edições Anteriores e Pessoa Jurídica: Gerente: Fabiana Lopes - fabiana@europanet.com.br Atendentes: Paula Hanne, Tamar Biffi, Vanessa Araújo, Josiane Montanari, Leilane Silva e Carina Cipriano Rua M.M.D.C. nº 121 - São Paulo, SP - CEP 05510-900 Telefone São Paulo: (11) 3038-5050 Telefone outros Estados: 0800-557667 Pela Internet: www.europanet.com.br E-mail: atendimento@europanet.com.br Internet: Rodrigo Mourão e Ivan Bastos (Coordenadores) e Anderson Ribeiro Circulação e Promoção: João Alexandre (Gerente) e Eduardo Teixeira Produção e Eventos: Aida Lima (Gerente) e Beth Macedo Desenvolvimento de Pessoal: Tânia Roriz e Elisangela Harumi Administração: Cecília Tomazelli (Gerente), Angela Marques e Rodrigo Tanikado Logística: Ézio S. Vicente (Gerente), Davi de Souza Alves, Liliam Lemos, Luis Henrique e Marcio Policeno A revista VídeoSom é uma publicação da Editora Europa Ltda. (ISSN 1415-448X). A Editora Europa não se responsabiliza pelo conteúdo dos anúncios de terceiros. Distribuidor Exclusivo para o Brasil Fernando Chignalia Distribuidora S. A. Rua Teodoro da Silva, 907 - CEP 20563-900 - Grajaú - RJ Impressão: Prol Editora Gráfica Instituto Verificador de Circulação Somos Filiados à ANER Associação Nacional dos Editores de Revistas

::OH! DÚVIDA CRUEL

Como sou um pouco saudosista quando o assunto é tecnologia, vez ou outra, folheio as edições mais antigas da VídeoSom. Enquanto escrevia esse editorial, resolvi relembrar quais foram as novidades no universo das TVs da edição 24, lançada no mês de março de 2000. Duas notícias me chamaram a atenção. Uma delas foi a cobertura da CES 2000. Um dos destaques apresentados na feira foi a TV de plasma ultrafina de 50” da Sharp, uma das primeiras do mercado. A TV seria lançada no Japão por míseros US$ 21 mil. A TV era mais cara que um carro popular. Outra notícia, dessa vez da seção Vitrine, falava sobre as novas TVs de tubo de tela plana da LG. O modelo CP‑29Q12P, de 29”, chegaria às lojas brasileiras por R$ 2.100. Preço de um plasma de 42” hoje em dia. Nessa época, escolher uma nova TV para a sala de casa até que era fácil. Com os preços nada acessíveis das TVs de projeção – um modelo de 61” ultrapassava os R$ 15 mil –, a única opção para a maioria dos consumidores era o tubo. Bastava então definir o tamanho (29”, 34” ou 38”), optar pela marca e verificar se a TV tinha alguns recursos interessantes como PIP (Picture‑In‑Picture) e conexão de vídeo componente. Pronto! A escolha era quase sempre certeira e feliz! Passada uma década, escolher uma nova TV para a sala se tornou uma tarefa bastante árdua. Além das diferentes tecnologias de tela, a quantidade de recursos e especificações deixa qualquer pessoa, até mesmo os mais aficionados por tecnologia, de cabelos em pé. Por mais familiarizado que você esteja com nomes como backlight, Full HD, tempo de resposta, taxa de contraste e por aí vai, sempre surge aquela dúvida cruel: “Será que estou escolhendo a melhor TV para a minha sala?”. Para tentar ajudá‑lo a responder essa dúvida cruel, nesta edição da VídeoSom preparamos um guia completo sobre TVs de plasma, LCD e LCD de LED. Você vai entender quais as vantagens e desvantagens de cada uma e encontrará o “caminho das pedras” para escolher a melhor opção para a sua sala e o tipo de uso que fará da TV. Com dezenas e dezenas de opções nas prateleiras e novidades sendo lançadas a uma velocidade incrível, escolher uma TV nunca foi tão difícil. Essa edição da VídeoSom vai dar um “norte” preciso para que a sua escolha seja tão simples quanto na época das saudosas TVs de tubo. Marco Clivati marco.clivati@europanet.com.br

Se For o Caso, Reclame. Nosso Objetivo é a Excelência! CORRESPONDÊNCIA Rua M.M.D.C., 121 Butantã, São Paulo – SP CEP 05510-900 FAX: (11) 3038-5040

Suporte técnico (11) 3038-5070 Horário de atendimento de Segunda à Sexta das 9h às 12h e das 13h às 17h e-mail: suporte@europanet.com.br

Redação Fone (11) 3038-5110 FAX (11) 3038-5040 e-mail: revista.cd-rom@europanet.com.br

Para entrar em contato com a Editora Europa Fones: (11 ) 3038-5050 São Paulo – SP São Paulo – SP

ou 0800 557667 Ligação gratuita – Outras localidades

Atendimento (11) 3038-5050 (São Paulo), 0800-557667 (Outras localidades) – FAX (11) 3038-5040 Das 8h às 20h; sábados das 9h às 15h e-mail: atendimento@europanet.com.br

Publicidade Fone (11) 3038-5097 FAX (11) 3819-0538 e-mail: publicidade@europanet.com.br

Visite nosso site:

www.europanet.com.br


Sumario:CDROM 22/3/2010 21:51 Page 4

menu ::ÍNDICE GERAL ON

06 Conheça o carro ecológico que

08

promete acabar com o trânsito

CAPA – LCD, LED OU PLASMA?

24 Tudo o que você precisa saber para escolher a TV certa

34

PHILIPS MEDIA EVENT 2010 Descubra as novidades da Philips que chegarão em breve ao Brasil APPLICATIONS STORES

40 Elas viraram febre nos celulares e

estão invadindo outros segmentos

GREEN TECH

44 As últimas novidades ecológicas

::UPDATE

Sua atualização para o mundo da tecnologia

20

::ENTREVISTA INTEL

Conversamos com os mestres do silício

TELEVISORES: A ESCOLHA CERTA

do mundo da tecnologia

NA GRINGA

46 Seis opções de compra para

quem vai viajar para o exterior

EJECT

48 Os lançamentos em Blu‑ray do mês com o melhor da alta definição

HISTÓRIA DAS MARCAS

50 Bang&Olufsen: conheça a história da hi‑end referência em design

TOP 5

52 Os melhores players de DVD

24

automotivo à venda no Brasil HELP

60 As principais dúvidas respondidas pela equipe técnica da VídeoSom

GUIA DE COMPRAS

64 Escolha o sistema integrado ideal

para você montar seu home theater

RETRÔ

66 Conheça tudo sobre os primórdios do disco de vinil

:: LCD, LED OU PLASMA?

Todas as vantagens e desvantagens de cada tecnologia para você comprar o modelo certo

52

::Testes KLIPSCH IGROOVE

54 Dock para iPhone/iPod é pequeno e tem som de gente grande

HOME THEATER ONKYO

56 Vem completo com 7.1 canais e tem preço bem atraente

vídeosom

NOTEBOOK POSITIVO

4

58 Testamos o primeiro notebook do Brasil com processador Core i7

:: PHILIPS MEDIA EVENT 2010

34

Direto de Barcelona, os lançamento da Philips

:: TOP 5

Cinco DVD players automotivos top de linha


205 X 275:Layout 1 22/3/2010 11:25 Pรกgina 1


On_143:VS2009 22/3/2010 21:56 Page 6

on

SE LIGA NESSA

RINSPEED

UC?

O estranho nome de batismo do revolucionário carro é um trocadilho para dois termos ingleses: Urban Commuter (um tipo de carro para movimentação estritamente urbana) e You See? (em português, algo como você viu?). O modelo foi feito em parceria com várias marcas, como Harman/Kardon, Pirelli, entre outras. O UC? é só mais um da lista de mais de quinze veículos inovadores já apresentados pela Rinspeed, que inclui até um carro capaz de mergulhar como um submarino (Rinspeed sQuba).

Sob trilhos

A Rinspeed também apresentou uma solução bem inusitada para cobrir grandes viagens. Seria mais ou menos como um sistema de trens particular, onde trilhos atravessariam estradas e ruas. Bastaria acoplar seu veículo ao trilho, programar a viagem desejada e curtir a paisagem enquanto o carro se encarrega de levá‑lo ao destino. Apesar de ser um conceito muito futurista, poderia ser uma ótima solução para o caótico trânsito das grandes cidades.

o ã ç u Revoldo dos no mun

Movido a eletricidade

O protótipo tem um motor totalmente movido por energia elétrica, que é alimentado por baterias de Ion‑Lithium (recarregáveis em qualquer tomada 220 volts). Mas, o fato de ser elétrico não quer dizer que o carro ofereça baixo desempenho. Com carga total (cerca de 10 horas ligado à tomada), o veículo alcança uma autonomia de até 120 km rodados e pode atingir velocidade máxima de 110 km/h. Tudo isso com emissão “zero” de poluentes.

vídeosom

transportes

6

A Rinspeed, montadora automotiva suíça especializada na criação de carros “bem diferentes”, mostrou no salão automobilístico de Genebra um novo conceito que poderá solucionar os problemas de trânsito e poluição das grandes cidades em uma só tacada. Batizado de UC? (com esse ponto de interrogação mesmo), o compacto veículo é totalmente movido a energia elétrica e traz um inovador sistema de direção “por trilhos” que pode eliminar de vez os tão incômodos engarrafamentos em viagens mais longas.


On_143:VS2009 22/3/2010 22:00 Page 7

rinspeed.com

Futurista

Esqueça o volante e os pedais. Todo o controle do carro, desde direção até freio e acelerador, é feito por um joystick localizado no meio do veículo, onde ficaria a alavanca de câmbio. O interior do carro é um tanto quanto futurista, com cores fortes e instrumentos de navegação bem diferentes. O UC? já tem GPS integrado no painel e oferece conexão 3G com a internet.

Compacto

Com 980 kg e apenas 2,60 m de comprimento, o UC? pode comportar confortavelmente até duas pessoas. Além de ocupar menos espaço no trânsito, a compacta dimensão do carro ajuda o motorista a estacionar facilmente até em vagas mais apertadas.

Disponibilidade

vídeosom

O UC? ainda é um conceito, mas a Rinspeed já está à procura de alguma montadora que se interesse em fabricar o veículo em série. Só resta torcer para que esse sonho não demore a virar realidade.

7


Update_abre_143:VS2009 21/3/2010 17:50 Page 8

update

SEU MUNDO DA TECNOLOGIA

::DESTAQUE DO MÊS

GSMA Mobile World Congress 2010 Smartphone com processador Atom e Windows Mobile 7 foram algumas das atrações do maior evento de telecomunicações do mundo

::

Enquanto o carnaval rolava solto no Brasil, acontecia em Barcelona, na Espanha, o Mobile World Congress, maior e mais importante evento de telecomunicações do mundo. A edição 2010 foi uma verdadeira vitrine global onde as principais empresas de tecnologias e os desenvolvedores de softwares e aplicativos tiveram a oportunidade de apresentar seus novos produtos e serviços móveis que irão movimentar o setor no decorrer do ano. Entre as novidades, o anúncio do Windows Mobile Seven, novo sistema operacional para smartphone da Microsoft chamou

atenção do público. O sistema foi repaginado e agora conta com visual e funções do Zune, o tocador digital da marca que nunca foi lançado por aqui. Já o Google aproveitou o evento para apresentar novos recursos para o Android e ampliar sua participação, que é cada vez maior, no mercado móvel. A empresa também aproveitou para disponibilizar a versão beta do Chrome OS, sistema operacional que tem tudo para dominar o mercado de netbooks em 2011. Veja a seguir algumas das novidades apresentadas no evento e que devem chegar em breve ao mercado nacional.

Sistemas operacionais mais avançados, aparelhos robustos e baterias cada vez mais resistentes deram as caras no evento que durou quatro dias e recebeu cerca de 50 mil visitantes

vídeosom

::CONFIRA A SEGUIR OS ASSUNTOS MAIS QUENTES:

8

HSPA+

Banda larga móvel

Em alta

Google

iPad da Sony?

Novo padrão de transmissão que as operadoras do Brasil estudam adotar para expandir a capacidade de transmissão das redes móveis. Tudo indica que teremos 4 G no Brasil até 2012.

Para Mohammad Shakouri, vice‑presidente do WiMAX Forum, o mundo terá mais de 100 milhões de novos usuários de banda larga móvel em 2020 e o Brasil é um dos mercados mais promissores.

A empresa de consultoria Convergência, especializada no segmento de telefones móveis, prevê que 30% dos consumidores latino‑americanos pretendem comprar um smartphones em 2010.

O gigante das buscas espalha seus tentáculos por todos os ramos da tecnologia. Debates sobre “compra tudo que vê pela frente” e “domínio da publicidade online” estavam entre os assuntos mais discutidos durante o congresso.

Sony está prestes a lançar um equipamento para concorrer com o iPad, da Apple. Rumores sobre o lançamento se espalharam pelos corredores do World Mobile Congress como um rastilho de pólvora. O equipamento deve mesclar as funções de tablet com reprodutor de jogos do PSP. Resta esperar.


Update_abre_143:VS2009 21/3/2010 17:51 Page 9

WINDOWS MOBILE 7 ::

A Microsoft movimentou o Word Mobile Congress com o anúncio do Windows Mobile Seven Series, que nasce como uma solução para consertar os estragos feitos pelo recente Windows Mobile 6.5, fiasco entre consumidores e que mal chegou a ser comercializado. Durante a apresentação do sistema, Steve Ballmer, CEO da Microsoft, disse que o novo sistema foi criado do zero para se adequar perfeitamente às tecnologias atuais. De fato, a “cara” do Windows Mobile Seven foi completamente modificada, tudo para se adequar à nova safra de celulares inteligentes com tela sensível ao toque. O sistema lembra muito pouco as versões anteriores, e mesmo que a empresa de Bill Gates não admita, o novo sistema tem um pé no

Características do Windows Phone 7 Interface :: Ícones para as funções do celular :: No lugar do ícone iniciar, três botões: Voltar, Ir para tela inicial e Busca

Android e outro do sistema da Apple. Assim como o Android, que usa e abusa dos aplicativos do Google, o Mobile Seven é recheado de efeitos gráficos e ícones quadrados que remetem às principais funcionalidades do sistema. A interface multimídia do sistema é a mesma do Zune, o tocador digital da empresa. O sistema terá compatibilidade com documentos Office e a área de games leva o nome de Xbox Live. Outra novidade é a conexão permanente com os serviços online da Microsoft. O sistema surpreendeu e tudo indica que vai dar um novo fôlego para Microsoft no mercado de Mobile.

Multimídia :: Galerias de imagens :: Fotos publicadas em redes sociais :: Player digital com a mesma interface do Zune

Social :: Sincronização com redes sociais: Facebook, Twitter e Windows Live

Trabalho :: Compatibilidade com os arquivos do Office :: Atalhos para as anotações :: Acessa arquivos pela rede

Games :: Perfil na rede Xbox Live :: Indicações de lançamentos :: Jogos online da Live

Dúvidas :: Será que o sistema vai funcionar com serviços externos como o Google e Flickr? :: Como fica a Xbox Live no Brasil?

ACELERÔMETRO DA VIVO

:: A operadora Vivo assinou uma parceria com Oberthur Technologies para comercializar no Brasil um novo modelo de SimCard com acelerômetro embutido. O chip detecta movimentos horizontais e verticais realizados no aparelho. O anúncio é bem‑vindo e se houver uma boa oferta de aplicativos que utilizam o cartão, a novidade pode dar um empurrãozinho nos smartphones que não possuem acelerômetro embutido. A Vivo não informou a data de lançamento da tecnologia.

50 BILHÕES

:: Esse é o número de dispositivos móveis que estarão conectados na web em 2020. A estimativa foi anunciado por Hans Vestberg, Presidente e CEO da Ericsson durante sua apresentação no evento. Segundo o executivo, o número de assinaturas de serviços móveis deve crescer seis vezes até 2015. Já o tráfego de informações deve aumentar cerca de 50 vezes em relação a 2009.

SYMBIAN S^3 LIVRE

:: A Symbian Foundation apresentou a nova geração do Symbian, sistema operacional criado pela Nokia para equipar sua linha de smartphones que teve seus direitos doados para ser um sistema de código aberto. A nova versão do sistema conta com capacidade gráfica adequada para a nova geração de celulares 4G e oferece suporte à conexão HDMI.

Ícones grandes e informações visuais: interface e menus do Windows Mobile Seven está mais intuitiva

PRÊMIO GLOBAL MOBILE WORD

:: A GSMA, entidade que representa os interesses da indústria mundial de telecomunicações móveis, aproveitou o evento para anunciar os vencedores do 15º Annual Global Mobile Awards (Prêmio Anual Mundial de Telefonia Móvel). Confira os principais ganhadores: Personalidade do Ano do Setor de Telefonia Celular ‑ Steve Jobs, cofundador e CEO da Apple Melhor Inovação Tecnológica no Celular – Orange – Mobile High Definition (HD Voice) Melhor Aparelho ou dispositivo móvel – HTC Hero Melhor Serviço de TV no Celular – CBS Mobile (TV.COM) Prêmio Celular Ecológico – VNL estação solar

DOLBY MÓVEL 5.1

:: O Dolby Digital Plus deve melhorar a qualidade sonora de celulares e smartphones, principalmente dos sons graves. O destaque do novo processador de áudio anunciado durante o World Mobile é a sua capacidade de reproduzir faixas com até 5.1 canais e possibilidade de transmitir o som para outros equipamentos por meio de uma conexão Wi‑Fi.

Melhor solução em Atendimento ao Cliente – Mobile TeleSystems (MTS) Melhor Jogo no Celular – The Last Cit (produtora Iricom) Melhor Serviço de Música no Celular – Deezer (Odyssey Music Group)


Update_143_10_11:VS2009 21/3/2010 18:51 Page 10

update

SEU MUNDO DA TECNOLOGIA

::LANÇAMENTOS DA MOBILE WORLD CONGRESS 2010 Liquid, da Acer, possui 3G, Wi‑Fi, Bluetooth e A‑GPS

ACER ::

A fabricante taiwanesa apresentou uma linha de smartphones batizada de neoTouch, composta pelos aparelhos P300 e P400 que rodam Windows Mobile 6.5 em uma tela de 3,2” sensível ao toque. Processador mais rápido e um teclado deslizante no formato Qwerty estão entre as diferenças do modelo

P400. Já o Liquid (E400) é o top da linha da marca. Ele foi desenvolvido para abrigar uma versão estilizada do Android recheada de aplicativos multimídias desenvolvidos pela própria Acer. Possui processador de 768 MHz (Snapdragon 8250, da Qualcomm) e 512 MB de memória interna.

TSUNAMI DA SAMSUNG :: A empresa preparou uma das maiores coletivas do Mobile World Congress para apresentar o S8500 Wave, primeiro smartphone da empresa a rodar sistema operacional produzido sobre a plataforma de código aberto Bada. O sistema foi desenvolvido para competir com os sistemas Android (Google) e Symbian (Nokia). A configuração do Wave deixa para trás a maioria dos smartphones, a começar pela tela de de 3,3” Amoled full touch com resolução de 800 x 480 pixels e qualidade HD na reprodução de vídeo e fotos. O processador ARM Cortex A8 roda a 1 GHz e a câmera de 5 MPixels é capaz de gravar vídeos em 720p.

SONY ERICSSOM ::

vídeosom

Participou do Mobile World Congress com celulares compactos inspirados na linha de smartphones Xperia X10 – que alcançou relativo sucesso na Europa. Outro anúncio foi a plataforma online batizada de Creations, que opera sobre os princípios da Creative Commons e permite a troca de conteúdo digital entre usuários. Entre os novos modelos de celulares estão o Mini X10 e X10 Mini Pro, que possuem mais ou menos o tamanho de cartão de crédito e devem chegar ao mercado ainda no primeiro semestre de 2010. Ambos rodam uma versão modificada do Android (1.6), com acesso a Android Market e 100% conectados com e‑mail e redes sociais.

10

X10 Mini Pro tem tela de 2,5″, 3G, GPS, Wi‑Fi e câmera de 5 MPixels

Também é possível reproduzir arquivos DivX, XviD e WMV gravados em alta definição. O pacote inclui 3G, Wi‑Fi, GPS, acelerômetro e entrada para cartões microSD de até 32 GB. Como se não bastasse, o Wave é o primeiro celular equipado com Bluetooth 3.0, oito vezes mais veloz que a versão 2.0. O aparelho deve chegar ao mercado europeu entre maio e junho com preço estimado de € 330. A Samsung também apresentou o i8520 Halo, com tela 3,7”, sistema operacional Android 2.1 customizado e um miniprojetor integrado que funciona em conjunto com a câmera de 8 MPixels.

NOKIA E INTEL

JUNTAS

::

Para ganhar força no disputado mercado de dispositivos móveis, as duas empresas resolveram unir forças para anunciar o lançamento de um novo sistema operacional batizado de MeeGo, que deve rodar em smartphones e outros dispositivos como: netbooks, tablets, media players e até em TVs portáteis. O novo sistema é a união de dois sistemas baseados em Linux criados individualmente pelas empresas antes da fusão: o Maemo, da Nokia, e o Moblin, da Intel. O Meego será administrado pela Linux Foundation. Por ser de código aberto, qualquer desenvolvedor pode criar aplicações que poderão ser vendidas tanto na Ovi Loja (da Nokia) quanto na Intel AppUpp Center. Tudo indica que o Meego será o par perfeito para o processador Atom, da Intel


Update_143_10_11:VS2009 21/3/2010 18:51 Page 11

Parceria entre Asus e Garmin já começa a dar os primeiros frutos

GARMIN ::

A competente fabricante de GPS se associou à Asus para criar uma divisão especializada em smartphones com GPS. A princípio são dois modelos: o A50 e o M10. O primeiro roda Android com todos os serviços Google embarcados (Mobile, Maps, Gmail, YouTube) e os mais de 20 mil aplicativos da Android Market. Possui GPS e mapas de navegação Garmin nüvi, câmera de 3 MPixels capaz de inserir geotags

HTC ::

O novo HTC Desire foi uma das sensações do Mobile World Congress. O Desire possui especificações técnicas similares às do Nexus One, do Google (produzido pela HTC). Ambos rodam Android 2.1 e possuem processador de 1 GHz. A diferença entre os aparelhos está em detalhes como a tela Amoled de 3,7” sensível ao toque e no eficiente trackpad ótico, que substitui o

(informações de latitude e longitude) nas imagens clicadas, display de 3,5” sensível ao toque, 4 GB de armazenamento interno, slot para cartão de memória microSD e acelerômetro. O segundo modelo, o M10, é baseado em Windows Mobile 6.5, teclado qwerty físico, bateria de longa duração e configuração similar à do A50 (incluindo os famosos mapas Garmin). Devem chegar ao mercado europeu ainda no primeiro semestre de 2010.

trackball físico encontrado no Nexus One. A empresa também apresentou o modelo HTC Legend, construído a partir de um único bloco de alumínio para abrigar uma tela de 3.2”. Os aparelhos chegam primeiro à Alemanha e à Inglaterra e ao resto do mundo ao longo de 2010.

LG à base de Atom ::

A LG oficializou o GW990, que já havia sido apresentado durante a CES 2010. O aparelho vem sendo chamado de smartphone do futuro, tanto pelo tamanho quanto por sua alta capacidade de processamento. É o primeiro celular inteligente baseado no processador Atom (codinome Moorestown) desenvolvido pela Intel para rodar em sistemas portáteis. O mais bacana é a sua imensa tela HD de 4,8” na proporção de 2.13:1 com resolução de 1024 x 480 pixels. Durante a apresentação, o GW990 operava com sistema operacional Moblin 2.1, descontinuado pela Intel. Isso indica que o aparelho pode chegar ao mercado

com o novíssimo Meebo. Infelizmente nem tudo são flores e o modelo, que deveria ser portátil, acabou maior que o esperado. Talvez por isso a LG preferiu apresentar o equipamento como um MID (Mobile Internet Device), que pode até fazer ligações, mas vai um pouco além do que um smartphone comum. Outro lançamento é o LG Mini (GD880), smartphone com apenas 99 g. Ele conta com o aplicativo SyncWay, que sincroniza fotos, vídeos, agenda e calendários em um servidor remoto para serem acessados a partir de qualquer outro equipamento.

TOSHIBA

A Toshiba, estreante no mercado de smartphones, apresentou no Mobile World Congress o Slider K01, com Windows Mobile 6.5. O aparelho, que já havia sido apresentado em feiras do Japão, possui visual de linhas simples, porém agradáveis. O teclado deslizante e as funções de leitor de e‑mails e editor de arquivos do Office, fazem do K01 uma boa opção tanto para o trabalho quanto para as funções de entretenimento. A configuração é razoável: processador de 1 GHz, tela OLED de 4.1” sensível ao toque, Wi‑Fi, Bluetooth, 3G e entrada para cartões micros SD.

vídeosom

::

11


Update_143_12_13:VS2009 21/3/2010 17:53 Page 12

update

SEU MUNDO DA TECNOLOGIA

LG Digital Experience 2010 ::

A LG realizou, no começo de março, a 6ª edição do Digital Experience 2010, um evento exclusivo onde são apresentados todos os grandes lançamentos que a marca colocará no mercado no decorrer do ano. A espécie de “CES particular da LG” contou com grandes

novidades em todas as áreas de eletrônicos. Foram demonstrados cerca de 140 novos produtos, que vão de televisores 3D e celulares até máquinas de lavar roupa. Confira os principais destaques. Info :: www.lge.com.br

Televisores ::

Entre os vários novos modelos apresentados, três séries de televisores merecem destaque: LEX 8 INFINITA, LEX9 e LX9500. Com vários tamanhos disponíveis (55”, 47”, 60” e 70”), os modelos serão um dos primeiros aparelhos compatíveis com 3D a chegarem ao Brasil. Eles utilizam a tecnologia de óculos ativos, que envia sinais infravermelho para os óculos dotados com um sistema de opacidade, que separa as imagens para cada olho, criando o efeito estereoscópico. As séries também contam com a tecnologia de iluminação Full LED (Direct LED), onde um grande painel de diodos luminosos cobre toda a extensão traseira da tela, criando uma taxa de contraste altíssima

(7.000.000:1) e imagens muito mais vivas do que as TVs de LED que utilizam iluminação apenas nas bordas (Edge LED). Outra novidade é a integração da tecnologia TV Wireless AV Ready, que permite conexões de áudio e vídeo sem fios a uma distância de até 30 m. Nela, os aparelhos devem ser

ligados a uma caixa de conexões que se comunica com a TV por meio de IR Blaster (uma espécie de infravermelho mais rápido e potente), garantindo o envio dos sinais sem nenhuma perda (compatível, inclusive, com resolução Full HD 1080p). O modelo LEX 8 INFINITA ainda conta com uma grande novidade: ele é o televisor mais fino do mundo, com apenas

0,69 cm de espessura. Para finalizar, vale citar que todos os novos televisores possuem taxa de atualização de 480 Hz, capaz de gerar imagens em movimento com qualidade impressionante. As séries LEX8 INFINITA, LEX9 e LX9500 chegarão ao mercado no segundo semestre de 2010, mas, seus preços ainda não foram divulgados.

Os novos televisores possuem iluminação Full LED, onde um grande painel luminoso cobre toda a extensão da tela

A LEX8 INFINITA é o televisor mais fino do mundo com míseros 0,69 cm de espessura

vídeosom

O primeiro monitor compatível com a tecnologia 3D da LG é o W2363D

12

Monitores ::

Três novas linhas de monitores também chegarão no segundo semestre de 2010. A primeira, série E50, trará quatro aparelhos (18,5”, 20”, 22” e 23”) com tecnologia de iluminação LED, resolução Full HD e design diferenciado, com apenas 1,7 cm de espessura e base completamente removível. A linha POP W2230S, mais voltada para o público jovem, tem resolução Full HD e está disponível em cinco cores diferentes: rosa, verde, azul, lilás e preto. Já o modelo W2363D oferece resolução A linha de monitores Full HD, duas entradas HDMI e é totalmente compatível com a POP W2230S dispõe tecnologia 3D da nVidia, criando uma impressionante imersão de cinco cores em vários games. Preços ainda indisponíveis. bem diferentes


Update_143_12_13:VS2009 21/3/2010 17:54 Page 13

Mobile ::

Cerca de 20 novos aparelhos celulares adentrarão o mercado pela LG este ano. Entre eles, dois bem interessantes: Scarlet II e Mini GD880. O Scarlet II é um aparelho mais voltado para o entretenimento. Ele tem tela LCD de 3” touch screen, câmera digital de 3.2 MPixels, decodificador de som Dolby Mobile e um sintonizador de TV digital integrado, que o torna o companheiro ideal em ano de Copa do Mundo. Já o Mini GD880 se destaca por ser um aparelho compacto e bem completo, com LCD touch screen de 3,2”, câmera de 5 MPixels, 3G, Bluetooth, Wi‑Fi, GPS, rádio FM e design muito elegante. O Scarlet II já estará nas lojas a partir de abril. O Mini GD880 ainda não tem previsão de lançamento.

Em época de Copa do Mundo, nada melhor do que ter um celular capaz de sintonizar TV digital

Áudio ::

A grande estrela da seção de áudio foi o home theater HB965TXW. Projetado para combinar perfeitamente com a linha de televisores INFINITA, o sistema de som 5.1 canais traz caixas acústicas bem finas em forma de torre que, apesar das medidas esbeltas, não deixam a desejar na potência final do áudio: 1.100 watts RMS. O integrado oferece reprodutor de Blu‑ray, dock para iPhone, recurso DLNA, acesso a YouTube e reprodução nativa de vídeos MKV, DivX e DivX HD. O receiver oferece entradas de áudio digital, analógico e uma HDMI. O HB965TXW chegará às lojas em agosto de 2010 pelo preço de R$ 4 mil.

Blu‑ray ::

vídeosom

Para substituir seu atual Blu‑ray player (BD350), a LG lançará em junho o BD570, reprodutor premiado como o melhor player Wi‑Fi na CES 2010. O grande diferencial do modelo em relação ao BD350 é a capacidade de acessar arquivos (DLNA) e conteúdos online por meio de uma conexão wireless. O BD570 chegará às lojas com preço interessante: R$ 900.

13


Update_143_14:VS2009 22/3/2010 22:17 Page 14

update Vídeo

SEU MUNDO DA TECNOLOGIA

BeoVision 7: acabamento em alumínio anodizado e sistema de som hi‑end

::LANÇAMENTO

LED da Bang & Olufsen Feitas para satisfazer desejos por imagens estupendas

::

A equipe da VídeoSom foi convidada para conhecer os dois últimos lançamentos da Bang & Olufsen no Brasil. O acontecimento é inédito porque a tradicional marca de equipamentos de áudio e vídeo hi‑end é conhecida pelo número reduzido de lançamentos – em média, um ou dois produtos por ano ano. São duas TVs LCDs de LEDs e acabamento de alta qualidade e preços de obras de arte. A BeoVision 7 de 55” se antecipa as mais recentes tecnologias. É uma das primeiras TVs a chegar ao País com tecnologia de LED do tipo Direct LED com escurecimento local para aumentar o contraste (saiba mais no quadro ao lado). O modelo possui resolução Full HD (1.920 x 1.080 pixels), Blu‑ray embutido e um pacote denominado VisionClear, que promete melhorar o sinal de vídeo. O time de designers e engenheiros que desenvolvem produtos Bang & Olufsen tem um lema: só adotam determinada tecnologia quando não resta nenhuma dúvida sobre sua qualidade e eficiência. Esse é um dos fatores pelo qual a empresa jamais lança produtos “da moda”. A partir dessas informações já deu para perceber que o LED é eficiente quando o assunto é iluminação de displays LCD. A empresa comprova isso com uma segunda TV baseada em LEDs. O Beovision 10 possui tela de 40”, retroiluminada por LEDs de borda (Edge LED), resolução Full HD e taxa de atualização de 240 Hz. O sistema de som possui amplificador e alto‑ falantes integrados ao compacto gabinete. Montado sobre uma estrutura de alumínio forjado, o corpo da Beovision 10 possui 7 cm de espessura e inclinação de até 45° .O equipamento pesa cerca de 50 kg! Info :: www.lojabang.com.br Tel:: (11) 3082‑8277

Direct LED

A TV BeoVision 7 de 55”, da dinamarquesa Bang & Olufsen é uma das primeiras TVs a chegar ao Brasil com tecnologia de retroiluminação direct‑lit ou Direct LED, que preenche toda a estrutura por trás do LCD. A tecnologia é baseada em pequenas sequências de lâmpadas LEDs montadas em circuitos agrupados em grades atrás do display LCD (como pequenas colmeias). A iluminação, controlada por um processador, pode ser acionada individualmente ou em grupos. Isso permite um controle mais preciso sobre as áreas claras e escuras.

O detalhe na cor azul do Beovision 10 é, na verdade, uma tampa de pano colorida em diferentes cores que podem ser substituídas


205 X 275:Layout 1 12/3/2010 14:41 Pรกgina 1


Update_143_16:VS2009 21/3/2010 18:03 Page 16

update

SEU MUNDO DA TECNOLOGIA

::Marco Clivati :: Editor ::The National ::Boxer

::Saulo Ferreira :: Repórter ::Engenheiros do Hawaii ::Acústico

Áudio

::Nani Lima :: Editor de Arte ::Dave Mattews e Tim Rey. ::Live in Las Vegas

De caixa portátil para notebook a home theater completo por apenas R$ 350. Confira as últimas novidades sonoras

::Ivan Volpe :: Editor de arte ::Norah jones ::Come Away With Me

Upgrade sonoro no laptop

::

Quem tem um notebook ou netbook sabe: os alto‑falantes integrados no dispositivo possuem uma qualidade de áudio bem ruim. A solução é apelar para as caixas de som portáteis para PC. Uma bem interessante é a nova Z205, da Logitech. Com medidas enxutas (cabe facilmente em qualquer cantinho da mochila), a nova caixa traz dois alto‑falantes e uma placa de som de

alta qualidade integrada, que se conecta ao computador por meio de uma porta USB. A Z205 ainda tem base que pode ser utilizada tanto em uma mesa quanto presa na parte superior da tela do notebook, por meio de um clip de pressão. O periférico chegará às lojas em junho e o preço não foi divulgado. Info :: ww.logitech.com.br

Novos Sony Xplod ::

A linha Xplod de rádios automotivos da Sony ganhou dois novos modelos. Com nomes complicados (CDX‑GT447UX e o CDX‑GT247X), os aparelhos oferecem 54 watts x 4 de potência, função blackout (painel se apaga automaticamente para chamar menos atenção), leitor de CDs com sistema antichoque e entrada auxiliar frontal (P2) para MP3 players. O modelo CDX‑GT447UX ainda traz entrada USB frontal, para leitura de arquivos de música de um pen drive, e função Zapping, que reproduz alguns segundos de cada música para o motorista escolher a que deseja escutar. Eles custam R$ 300 (CDX‑GT247X) e R$ 400 (CDX‑GT447UX). Info :: www.sonystyle.com.br

Dock acessível ::

Os novos rádios da Sony possuem o chamado DriveS, um sistema antichoque que evita pulos na leitura do CD

Nos últimos meses, uma verdadeira frota de novos docks para iPod tem chegado ao Brasil. Entre os vários lançados, um dos mais em conta é o Tango Studio, da norte‑americana XtremeMac. Com design minimalista, o dispositivo oferece, além da conexão universal para iPods, uma entrada de áudio analógico P2 para outros dispositivos. O dock já está sendo vendido pela distribuidora Mobimax e custa R$ 500. Info :: www.mobimax.com.br

vídeosom

Home theater muito barato ::

16

Para quem quer se livrar do som fraco das TVs, mas não quer investir fortunas em um home theater avançado, a dica é o novo sistema de áudio SP‑509BS, da C3‑Tech. Com potência de 80 watts RMS distribuídos em 5.1 canais, o conjunto é ideal para espaços pequenos e oferece entradas de áudio analógico, USB e SD para a reprodução de MP3. Isso, pela bagatela de R$ 350. Acessível, não? Info :: www.c3tech.com.br

::PLAYLIST DA REDAÇÃO

::Rodrigo Castro :: Repórter ::Queen ::Platinum Collection


Update_mobile_143:VS2009 21/3/2010 18:11 Page 18

update

CELULAR DO MÊS

Devido à volumosa tampa de proteção da lente, o Satio ganha uma aparência de câmera fotográfica

::CELULAR DO MÊS

A novidade que a Sony Ericsson acaba de trazer para o Brasil é um prato cheio para quem precisa de uma câmera ou uma filmadora sempre ao alcance. Apresentado pela primeira vez em fevereiro de 2009 e lançado oficialmente no final do mesmo ano,

::DESIGN

::SISTEMA

De frente, o smartphone tem basicamente a mesma aparência dos aparelhos full touch screen: poucos botões e um grande display LCD dominando‑o quase que por completo. Já na parte traseira, devido à volumosa tampa de proteção da lente da câmera, o celular ganha um visual digno de câmera fotográfica, o que pode não agradar muitas pessoas. Vale citar que seu corpo é todo de alumínio, o que dá uma bonita aparência e protege o aparelho de pequenos impactos.

Dicas de software

::Windows Mobile Dashwire ‑ O Dashwire é um aplicativo gratuito e essencial para quem tem muito conteúdo armazenado no smartphone. O programa cria um backup de todas as informações do aparelho (contatos, fotos, configurações, etc.) e armazena em uma página privada na WEB que pode ser acessada a qualquer momento. No caso de perda do celular, todas as informações estarão seguras no site.

vídeosom

Requisito: Windows Mobile Preço: Gratuito Site: http://dashwire.com

18

::iPhone ‑ Yoga Relax ‑ Que tal dar uma boa relaxada com uma sessão de yoga? O software para iPhone Yoga Relax transforma o aparelho em um mestre particular da arte milenar, que mostra várias posições (de nível fácil

o Satio oferece, além de praticamente todas as funções esperadas em um bom smartphone, uma poderosa câmera de 12 MPixels capaz de capturar fotos com altíssima qualidade e fazer vídeos com resolução de DVD.

e intermediário) e fala todos os passos que devem ser feitos (não precisa ficar olhando na tela do iPhone) para alcançar a paz interior. Tudo isso, por apenas US$ 0,99. Requisito: iPhone OS Preço: US$ 0,99 Site: store.apple.com/br

::Symbian TotalRecall ‑ Solução definitiva para gravar ligações telefônicas, o Total Recall é um software para Symbian muito simples de utilizar e que fornece vários recursos interessantes, como a gravação automática das chamadas e a fácil exportação dos arquivos de áudio (formato WAV).

O Satio embarca o sistema operacional Symbian S60 v9.4. Devido à alta popularidade desse OS (utilizado na grande maioria dos aparelhos da Nokia), há uma enorme variedade de aplicativos disponíveis para instalação, tornando o aparelho uma ótima opção de escolha para quem quer liberdade em termos de software.

Requisito: Symbian OS Preço: US$ 15 Site: www.killermobile.com

::Android ‑ Sky Map ‑ Com a ajuda do Sky Map, você pode virar um expert em astronomia. O software, desenvolvido pela Google, utiliza o hardware do celular Android (câmera, magnetômetro, acelerômetro e GPS) para identificar qualquer estrela, planeta ou objeto catalogado da galáxia. Basta apontar a câmera do smartphone para o céu e ele automaticamente identificará os pontos reconhecidos, informando nome da estrela, constelação e muitas outras informações. Requisito: Android Preço: Gratuito Site: twww.google.com/ sky/skymap

::DISPLAY O visor do Satio é de LCD (TFT) e tem 3,5” com resolução de 360 x 600 pixels. Sua tela é capacitiva, ou seja, tem a função touch screen, mas não consegue reconhecer toques múltiplos. Graças ao acelerômetro integrado, seu display gira a tela automaticamente de acordo com a posição (vertical ou horizontal) em que o celular se encontra na mão do usuário.

::CAPACIDADE

::

A memória interna do aparelho disponível é muito pequena: só 130 MB. Porém, o Satio oferece leitor de cartões microSD com capacidade para até 32 GB. Um cartão de 8 GB já acompanha o produto.

::MEDIA PLAYER

Satio

NOVO SMARTPHONE DA SONY ERICSSON CONTA COM UMA POTENTE CÂMERA DIGITAL DE 12 MPIXELS INTEGRADA

O Satio só oferece suporte nativo a cinco formatos multimídia: MP3, WAV, AAC, MP4 e WMV. Porém, é possível facilmente instalar outros players compatíveis com formatos mais comuns (como AVI e DivX).


Update_mobile_143:VS2009 21/3/2010 18:12 Page 19

::CONEXÕES Em relação à conectividade do Satio, se pode falar que o aparelho é bem completo. Ele oferece Bluetooth, Wi‑Fi (compatível com DLNA), 3G e GPS. Há ainda sintonizador de rádio FM com o recurso RDS. Só faltou mesmo uma saída padrão para fones de ouvido (P2), um recurso praticamente essencial nos dias atuais. Os headphones do aparelho são conectados na mesma porta USB utilizada para comunicação com o PC.

::CÂMERA INTEGRADA O ponto mais forte do Satio é, sem dúvidas, sua supercâmera digital integrada. Com 12 MPixels de resolução, a máquina permite capturar fotos gigantescas (4.000 x 3.000 pixels) e gravar filmes com qualidade de DVD. Para garantir fotos perfeitas, o Satio integra um forte flash de Xenon e uma lâmpada LED de alto brilho para fotografar e filmar, até em ambientes escuros. Para completar, há ainda os recursos de foco por toque (basta tocar na tela a área que você deseja focalizar), marcação de coordenadas geográficas (geotags) e detecção de faces e sorrisos.

::ONDE ENCONTRAR? O Sony Ericsson Satio não tem contrato de exclusividade com nenhuma operadora, o que significa que ele pode ser encontrado em várias lojas de varejo eletrônico. Seu preço gira em torno de R$ 1.850.


Entrevista_143:VS2009 21/3/2010 17:29 Page 20

ENTREVISTA

CÁSSIO TIETÊ

INTEL

Os mestres do silício Saiba como funcionam as engrenagens da empresa que produz sete em cada dez processadores do mundo Texto: Saulo Ferreira Fotos: Divulgação

::

Há mais de 40 anos a Intel contribui com o desenvolvimento de tecnologias na área da computação. Nessas quatro décadas, seu processadores, que dobram de capacidade a cada 18 meses, conquistaram o mundo. Tudo para facilitar a vida de quem utiliza o computador como ferramenta de trabalho ou lazer. Em uma harmoniosa contradição, essa gigante da tecnologia fatura bilhões de dólares todos os anos produzindo componentes milhões de vezes menores que um fio de cabelo e capazes de produzir experiências inimagináveis há apenas alguns anos. Compreender sua dimensão no universo da tecnologia é tão difícil quanto entender a complexa engenharia embutida em seus processadores. Foi em busca de respostas para as problemáticas que afetam o universo da tecnologia que a equipe da VídeoSom foi conversar com Cássio Tietê, diretor de marketing da Intel Brasil. Formado em engenharia e com extenso currículo de especializações, o executivo falou sobre suas ideologias, Lei de Moore, novas tecnologias, banda larga e mobilidade. Confira:

::Quem é o Cássio Tietê e qual é o seu relacionamento com a tecnologia? ::Acredito que existem dois caminhos para se alcançar o sucesso e atingir as realizações: um é o equilíbrio e outro é a agressividade, no sentido de querer se superar sempre. Filosofias à parte, isso é um pouco do que eu sou. Não existe uma forma de fazer as coisas acontecerem se não unir razão e emoção. A emoção impõe limitações. Fazer um novo processador mais potente ou desenvolver uma tecnologia inovadora, isso se faz com muita reflexão, muita razão e também com persistência, com a fé de que conseguimos transcender.

::Trabalhar em uma das maiores empresas de tecnologia do mundo faz parte deste desafio?

vídeosom

::A Intel se confunde em meio a tudo isso sim. Esses caminhos estão no DNA da empresa. 24 horas por dia respiramos a vontade de transformar a sociedade e de contribuir para que o universo digital e a informática viabilizem um mundo mais pleno. Queremos que a sociedade se conecte, tenha acesso a educação e possa se divertir e ter liberdade de expressão.

20

::No caso da linha New Core, são três famílias (i3, i5 e i7) e mais de 25 processadores diferentes. Esses dispositivos não poderiam ser comercializados de maneira mais “amigável”? Você acredita que as diferentes versões de processadores (Pentium, Dual Core, Core 2 Duo, i3, i5)

podem dar margem para que fabricantes usem o logo da Intel em computadores que decepcionam na hora de usar? ::Estamos sensíveis quanto a questão de comunicação das nossas marcas. Enfrentamos o desafio constante de explicar o quanto o processador é fundamental na experiência de usar o computador. Prova disso é que já simplificamos as divisões. Há alguns anos tínhamos mais de 40 marcas e logos e atualmente temos uma família muito mais exulta, dividida em três segmentos.

::Ainda assim são mais de 25 modelos de processadores na série Core 2010... ::Ao falar sobre tecnologia, é preciso considerar que existem públicos distintos que vão desde os aficionados por tecnologia, que entendem sobre o assunto e adoram o linguajar de bits e bytes, até pessoas que buscam por algo mais funcional, portanto não querem se envolver e saber se é o Core 2 Duo E6500 ou se é o Core i3 540 ou se é o Core i5 650. As nuances nos modelos de processadores servem para que os fabricantes equalizem os processadores de acordo com outros componentes da máquina que pretendem comercializar.

::Processadores de 90, 64, 32 nanômetros. O que são nanômetro para o universo dos processadores? ::No mundo da tecnologia tudo é muito pequeno. Mas para ser pequeno é preciso, de certa forma, ser grandioso. Para ser ter uma ideia do que é trabalhar com nanotecnologia basta dizer que em um único processador da família Core 2010 existe entre seiscentos e um bilhão de transistores dentro de chips que cabem na palma da mão. Em uma cabeça de alfinete cabem cerca de 60 milhões de transistores. São dimensões tão pequenas que transcendem a imaginação. Mas trabalhar com dimensões tão reduzidas foi justamente o que possibilitou criar novas experiências que nem imaginávamos dois ou três anos atrás. Principalmente para quem trabalha com fotos e imagens no computador. Hoje é possível assistir a filmes em alta definição em notebooks.

::Há 40 anos a Intel mantém a Lei de Moore e, ao mesmo tempo, a tecnologia de processamento é cada vez mais desenvolvida. Por quanto tempo a empresa vai conseguir manter a máxima criada por Moore?

Gordon Moore foi um dos fundadores da Intel. Ele escreveu um artigo em 1965 que dizia que a cada 18 meses a indústria de chips dobraria a capacidade de processamentos de seus processadores


Entrevista_143:VS2009 21/3/2010 17:29 Page 21

“24 HORAS POR DIA RESPIRAMOS A VONTADE DE TRANSFORMAR A SOCIEDADE E DE CONTRIBUIR PARA QUE O UNIVERSO DIGITAL E A INFORMÁTICA VIABILIZEM UM MUNDO MAIS PLENO.”

DIRETOR DE MARKETING DA INTEL BRASIL

vídeosom

Cássio Tietê

21


Entrevista_143:VS2009 21/3/2010 17:29 Page 22

ENTREVISTA

CÁSSIO TIETÊ

INTEL

::A lei de Moore pauta nosso dia a dia. Ela é o desafio que a Intel se autoimpõe. Por enquanto, eu não consigo enxergar limite para a lei e nós não podemos acreditar que existe um limite. Na prática já desenvolvemos testes com plataformas de 22 nanômetros e anunciamos pesquisas no campo dos 12 nanômetros. Se precisar vamos buscar outras medidas para definir nosso trabalho.

::O mundo precisa de tanta velocidade de processamento? ::Claro que precisa. Hoje em dia os sites da internet usam cada vez mais recursos como Flash, Java e todo tipo de aplicativo que consome recursos de processamento da máquina. Cada vez mais o usuário quer som e imagem de alta definição no computador. Esse aumento no desempenho é que possibilita executar múltiplas tarefas nos computadores. Aliás, hoje as pessoas já trabalham em multitarefas sem perceber. Usar o computador é sinônimo de atualizar planilhas do trabalho, enviar e receber e‑mails, conversar online, ouvir música, rodar antivírus, atualizar mídias sociais (orkut, facebook).

::Tudo indica que o 3D é uma tecnologia que veio para ficar. Ao mesmo tempo é uma das tecnologias que exige mais do hardware e demanda processamento. O que a Intel pensa a esse respeito? ::Em breve, os consumidores irão consumir massivamente imagens em 3D, tecnologia que demanda alto poder de processamento. Desenvolvemos os processadores mais poderosos do mundo justamente para suprir essa necessidade.

::Recentemente a Intel anunciou uma versão do Core i7 com seis núcleos. O número de núcleos é fundamental? ::Dizer quantos Cores ou quantos Gigahertz não é mais a melhor forma de medir o desempenho dos processadores. O mais importante é ʻsentirʻ a experiência. Perceber que as músicas são transferidas para o reprodutor digital com velocidade espantosamente mais rápidas se comparado com qualquer outra máquina do mercado. Isso sim convence a evolução.

::Durante a apresentação do iPad, Steve Jobs fez pouco dos netbooks. Disse que são notebooks mais baratos e que não são melhores em nada (navegar na web, reproduzir vídeos...). Você também acha isso?

vídeosom

::Não concordo com essa afirmação pela seguinte razão: o netbook é uma categoria nova que surgiu e já se firmou. Aqui no Brasil já corresponde por 15% de todos os dispositivos móveis vendidos. Ele é uma categoria. Tem um modelo de uso diferente dos notebooks e permite mobilidade. A partir do momento que surgem novas categorias – como o tablet anunciado – os equipamentos se complementam. Cada um serve para suprir determinados nichos. Tem espaço para todos e o lado bom da história é que hoje o mercado oferece muito mais opções aos consumidores.

22

:: A Toshiba lançou na CES 2010 a Cell TV, um televisor com processador Cell, o mesmo de PS3. É a TV com poder de processamento mais avançada atualmente. A Intel tem algum projeto ou já está trabalhando para criar um processador específico para TVs?

“NOS JÁ ANTECIPAMOS QUE EM BREVE, MUITO EM BREVE, A EXPERIÊNCIA DE VER TV VAI SE FUNDIR COM A EXPERIÊNCIA DA INTERNET. ESSE MOVIMENTO VAI POSSIBILITAR QUE OS TELESPECTADORES FINALMENTE TENHAM INTERAÇÃO BILATERAL. OU SEJA, SERÁ POSSÍVEL ASSISTIR À TV E COMPRAR OS PRODUTOS EXPOSTOS NA NOVELA.” ::Nós já antecipamos que em breve, muito em breve, a experiência de ver TV vai se fundir com a experiência da internet. Esse movimento vai possibilitar que os telespectadores finalmente tenham interação bilateral. Ou seja, será possível assistir à TV e comprar os produtos expostos na novela, realizar chats com os personagens... Essas experiências demandam alto poder de processamento e é por isso que já estamos trabalhando em parceria com os fabricantes de TV para que essa tecnologia se viabilize. Um exemplo concreto disso foi a parceria da Intel com a operadora de TV francesa Orange, para o desenvolvimento de um decodificador com browser para resolver a questão de administrar conteúdo.

::A Intel é ligada ao desenvolvimento da tecnologia WiMax, cotada como uma forma de acelerar a banda larga no Brasil. Você acha que o WiMax sai do papel algum dia no Brasil? ::Acho que sai sim. Acredito que foi dado um grande passo agora que o Governo definiu as regras do espectro na categoria 3.5 GHz, que vai permitir que aconteçam leilões desse espectro para que as operadoras ofereçam o serviço de WiMax. Aposto que ainda em 2010 teremos surpresas no Brasil com relação a esse assunto. Para a Intel, o mais importante é ter uma banda larga de qualidade no País, e banda larga de qualidade, é algo superior ao que existe hoje em termos de 3G. Entendemos que banda larga móvel é algo semelhante à banda larga fixa residencial. Existem algumas formas de entregar esse tipo de conexão móvel de qualidade e a Intel entende que o WiMax é melhor que as outras alternativas. Ela é mais eficiente tanto em velocidade quanto no custo dos equipamentos que não requerem propriedade intelectual.


205 X 275:Layout 1 17/8/2009 18:48 Pรกgina 1


Materia de Capa1:VS2009 22/3/2010 22:45 Page 24

Com dezenas de opções nas lojas, nunca foi tão difícil escolher uma TV. Nesta reportagem você encontra um guia para descobrir qual a melhor TV para sua sala Texto: Rodrigo Castro e Saulo Ferreira

::

vídeosom

Você vai ao supermercado comprar um simples frasco de shampoo e se depara com dezenas, talvez centenas de opções: cabelos normais, secos, cacheados e oleosos. A variedade é grande e você certamente já se decepcionou com algumas dessas opções. Mas não se preocupe porque o negócio aqui na VídeoSom é mesmo com a tecnologia. O exemplo com os cosméticos serve apenas para ilustrar como andam as prateleiras de TVs nas lojas de eletroeletrônicos, repletas de modelos, marcas e tecnologias. E já que TV não é shampoo, ninguém precisa errar na hora de escolher o modelo mais adequado, não é mesmo? Mas qual modelo comprar? Um plasma? Um LCD? Ou o novo LCD de LED, que o vendedor insiste ser o mais avançado: “O LED é a revolução. Full HD, e olha como é fininho. Sua patroa vai adorar!”, diz o quase simpático atendente da loja. Consultar os amigos não ajuda muito. Para eles, é tudo a mesma coisa e o melhor negócio é comprar o aparelho que estiver mais em conta. Para facilitar sua vida frente a prateleira e o simpático vendedor, a equipe da VídeoSom preparou um roteiro para desmistificar as principais tecnologias embutidas nas TVs de tela grande. Um guia completo com informações úteis para auxiliar você ao escolher o modelo mais apropriado para seu tipo de sala.

24

As principais características dos equipamentos e o melhor: os melhores modelos disponíveis no mercado para facilitar sua vida na hora da escolha. :: Escolha difícil Há uma década, comprar uma nova TV era tarefa menos árdua que atualmente. Havia sim grande diversidade de marcas. Porém, todas estavam na mesma categoria: o tubo e com 29”, 34” ou 38”. Apenas os modelos top de linha contavam com uma ou outra conexão diferenciada. Em geral, todas ofereciam os mesmos recursos e apresentavam a mesma resolução de tela (standard). Por alguns anos, a única diferença entre os modelos estava na marca. O cenário começou a complicar quando alguns termos como: HDTV, tempo de resposta e Full HD entraram em cena. Atualmente cada categoria de TV possui especificidades. Pequenos detalhes que fazem toda diferença. No universo do vídeo é preciso encontrar aquela que atenda bem suas necessidades. No final da década passada chegaram os primeiros modelos de plasma. Telas grandes no formato cinema (16:9) supercompactas. “Fininhas”, diziam. No início, os preços eram proibitivos. Entretanto, a popularidade foi aumentando gradativamente. O Plasma foi a primeira


Materia de Capa1:VS2009 22/3/2010 22:45 Page 25

Independentemente da tecnologia utilizada pela TV, existem modelos bons e ruins. O importante é ficar atento e saber separar o “joio do trigo”

vídeosom

tecnologia que possibilitou a produção de TVs finas com telas maiores e alta qualidade de imagem. Com a chegado do LCD, alguns diziam que ele iria morrer. Mas está aí. Firme e forte. Ao contrário do que muitos pensam, a venda de TVs de plasma vem crescendo a cada ano. O LCD chegou em seguida. A tecnologia já reinava no mercado de computadores e chegou às prateleiras de TV com força para entrar na disputa. Primeiro foram os LCDs de 27” e 32”. Depois chegaram modelos maiores e com melhor qualidade de imagem. A grande novidade agora são as TVs LCD de LED. A tecnologia é evolução dos LCDs convencionais e, muito provavelmente, em breve, serão a maioria. Em linhas gerais, a única grande diferença entre TV com backlight de LED e um LCD convencional está justamente na iluminação. No lugar de lâmpadas fluorescentes, chamadas CCFL (Cold Cathode Fluorescente Lamp), para iluminar a tela, entram pequenos filetes de LEDs nas laterais (ou atrás da tela, isso depende da tecnologia) para gerar a iluminação. Ainda não é possível afirmar qual tecnologia vai se sobressair. Por algum tempo, todas devem disputar a atenção de consumidores sedentos por imagens de alta qualidade.

25


Materia de Capa2:VS2009 22/3/2010 22:47 Page 26

Entenda de uma vez por todas as especificações dos televisores e descubra qual tecnologia se destaca em cada quesito

S

e você já está pesquisando há algum tempo a compra de um televisor de alta definição, provavelmente já descobriu que esse universo está cercado de características confusas. Nas lojas, modelos se destacam por taxa de contraste elevada, tempo de resposta mínimo, atualização de 120 Hz, resolução HD Ready, Full HD... Mas afinal de contas, o que

é tudo isso? Para ajudar você a escolher o modelo certo entre as centenas de TVs disponíveis atualmente no mercado, a VídeoSom preparou um guia de referência prático para você entender o essencial sobre esse setor da tecnologia e não se deixar levar por papo de vendedor na hora da decisão. É ler, entender e sair preparado para as compras. Vamos lá?

Recursos multimídia mais sofisticados devem ser levados em consideração na hora de escolher entre um ou outro modelo

Resolução

vídeosom

:: A resolução é uma das

26

especificações que mais confunde a cabeça dos consumidores na hora de comprar um HDTV. Essa medida, expressa em quantidade de pixels, indica o número de linhas de definição (horizontais x verticais) que o modelo oferece. Quanto maior o número de linhas de definição, maior a quantidade de pixels, ou seja, melhor a qualidade da imagem final. Atualmente, existem duas resoluções no mercado: HD Ready (1.366 x 768 pixels ou 720p) e Full HD (1.920 x 1.080 pixels ou 1080p). Qual das duas é a melhor? Na prática, a resolução Full HD, pois, só ela oferece a quantidade de pixels necessários para reproduzir fielmente 100% da imagem de um sinal 1080p, como um filme Blu‑ray, por exemplo. Quando um vídeo Full HD é reproduzido em uma HD Ready, acontece o processo conhecido como downscaling, que nada mais é uma adaptação do sinal de 1.080 linhas para que ele possa ser reproduzido e exibido na tela do televisor. A grande vantagem da HD Ready é seu preço, que chega a ser até 40% mais barato que uma Full HD de mesmo tamanho. Nesse caso, a dica, para qualquer tecnologia (LCD, LED ou plasma), é a seguinte: em TVs abaixo de 40”, devido ao tamanho minúsculo dos pixels, a resolução HD Ready é mais que suficiente para assistir a filmes Blu‑ray e TV digital, pois a falta das linhas sacrificadas é dificilmente perceptível. Agora, para modelos acima de 42”, a resolução Full HD se torna praticamente essencial. Há também uma ressalva: se houver a intenção de ligar um PC na TV, escolha a resolução Full HD independentemente do tamanho do modelo, pois, nessa aplicação, as linhas sacrificadas farão muita falta.

Multimídia

:: Com a quantidade de

Tempo de resposta

:: O tempo de resposta é uma característica expressa em milissegundos (ms) que mostra a velocidade em que a TV consegue alterar as cores de um pixel para causar a impressão de movimento. Quanto menor a medida, mais rápido a resposta e melhor é a impressão de mobilidade. Caso a resposta seja lenta, ocorrerá o famoso efeito fantasma em imagens com movimento, ou seja, objetos duplicados, embaçados e com rastros estranhos. O tempo de resposta deve ser levado em consideração, principalmente, se você for utilizar a TV para games, que geralmente possuem cenas com movimentos mais rápidos. Nesse caso, entre as três tecnologias, quem leva destaque é a plasma, que tem o menor tempo de resposta: apenas 0,001 ms, ou seja, praticamente instantâneo. Um bom LCD deve possuir resposta abaixo de 8 ms. Acima disso, o modelo é mais suscetível ao efeito fantasma.

arquivos digitais disponíveis hoje em dia, o recurso de reprodução multimídia deixou de ser item de capricho e se tornou um elemento muito importante nas novas HDTVs. Nada melhor do que você poder mostrar para a família inteira as fotos ou os vídeos de uma viagem em um televisor de 42”, dispensando completamente a necessidade de um computador e do esforço de todos para se apertarem e ver a imagem em uma tela de notebook. Portanto, não considere o recurso multimídia uma frescura, e sim, uma ótima função a mais. Há modelos que apresentam uma rica lista de compatibilidade digital, oferecendo suporte para a reprodução de vários formatos de vídeo, áudio, fotos e até legendas. Alguns contam com conexão de rede (Ethernet ou Wi‑Fi), que proporciona acesso remoto a arquivos armazenados em um computador da rede (DLNA); consulta de notícias; previsão do tempo; e até reprodução de vídeos diretamente da internet. Procure saber os formatos multimídias reconhecidos pelo modelo de TV que você está interessado para ver se ela pode reproduzir os filmes de sua câmera digital ou as séries de TV que você tem no PC. Com certeza você utilizará muito esse recurso.


Materia de Capa2:VS2009 22/3/2010 22:47 Page 27

Não baseie a escolha da sua nova TV pela diferença da taxa de contraste informada pelos fabricantes, pois as medidas dificilmente expressam valores reais Taxa de atualização

::A taxa de atualização (ou refresh rate) é listada nas

Ao optar por um televisor de LCD é importante ficar atento com a taxa de atualização da tela. Para não se arrepender, evite modelos de 60 Hz

Contraste

:: A diferença entre o maior nível de branco e o menor nível de preto que um televisor consegue reproduzir é chamado de contraste. Essa medida relacional (tantos níveis por cada pixels) indica o quão brilhante ou escuro a imagem pode ser reproduzida na tela. Quanto maior o nível de contraste, mais definida e nítida é a imagem (mais detalhes são observados em cenas escuras ou claras). Em níveis menores, as imagens brancas terão aparência cinzenta e o preto não será absoluto (um nível mais escuro de cinza). Esse quesito não é uma referência confiável hoje em dia, pois, devido os fabricantes terem adotado a medida dinâmica (realizada com padrões diferentes em cada marca), os reais valores acabam sendo absurdamente exagerados (uma taxa de contraste estático de 700:1 pode chegar facilmente a 10.000:1 em medida dinâmica). A tecnologia plasma oferece naturalmente níveis muito elevados de contraste (é comum encontrar valores como 2.000.000:1). As TVs de LED também oferecem medidas bem altas, quase próximas à de um plasma. Já as LCDs se destacam menos por ter taxas bem menores (geralmente, em torno de 50.000:1). Mas, como citado anteriormente, não baseie sua compra na diferença desse quesito, pois as medidas dificilmente expressam valores reais.

vídeosom

especificações como uma frequência (Hz) e indica a quantidade de quadros por segundo que a TV pode mostrar, ou seja, quantas vezes a tela consegue ser redesenhada em um segundo. Quanto maior a taxa de atualização, melhor a suavidade e definição em imagens com maior movimento. Em medidas mais baixas, os movimentos mais velozes são apresentados com constantes travamentos. Nesse quesito, quem ganha ainda é o plasma, que oferece naturalmente taxas bem altas: de 500 a 600 Hz. Mas, com a evolução da tecnologia, as TVs de LCD e LED já oferecem taxas bem próximas do plasma. Já existem televisores no mercado com 120 Hz e 240 Hz e algumas marcas já oferecem modelos com 480 Hz. A dica é: para televisores novos, procure fugir dos modelos que oferecem apenas 60 Hz.

27


Materia de Capa3:VS2009 23/3/2010 00:15 Page 28

É fato: a maioria dos televisores de alta definição oferece um sistema de áudio muito fraco. Por isso, um sistema de home theater acaba sendo inevitável

Análise do ambiente

:: O passo mais importante de todos

Áudio

:: Se seu critério para a escolha da TV for a qualidade de som, então será muito difícil você chegar a uma conclusão. É fato: a grande maioria dos televisores de alta definição oferece um sistema de áudio muito fraco. Se você pretende utilizar a TV para assistir a filmes ou jogar videogame, é praticamente obrigatório adquirir junto um sistema de home theater, pois não adianta muito você ter altíssima qualidade de imagem se o som de seus vídeos é mais parecido com um radinho de pilha. Portanto, não leve muito a sério esse quesito e saiba que, para aproveitar 100% do envolvimento da alta definição, mais cedo ou mais tarde você terá que adquirir um sistema de áudio à parte.

Recurso de gravação

vídeosom

:: Alguns televisores disponíveis no mercado

28

possuem recurso de gravação da TV digital. Apesar de ser uma ótima função, principalmente se você não fica em casa o dia todo, o recurso acaba encarecendo consideravelmente o preço final do modelo. Por isso, antes de adquirir uma TV com a função de gravação, verifique se realmente ela terá utilidade para você. Caso contrário, invista em um modelo com características básicas mais interessantes.

As TVs 3D estão chegando e os preços, ao que tudo indica, não serão proibitivos. Por isso, pense se não será vantagem aguardar para comprar um modelo 3D

TV 3D

:: A partir do segundo semestre de 2010, chegarão às lojas os primeiros modelos de televisores compatíveis com a tecnologia 3D. Por isso, pense bem se não vale a pena esperar mais um pouco para adquirir uma nova TV. Isso porque, caso mais pra frente você queira adentrar ao mundo da tecnologia tridimensional, será necessário comprar outro televisor. Os preços das TVs 3D por aqui, apesar de ainda não terem sido divulgados, serão mais caros do que os modelos convencionais. Nos EUA, por exemplo, o preço dos televisores 3D que acabaram de chegar às lojas, é cerca de 20% a 30% superior aos modelos convencionais. Portanto, como o preço, provavelmente não será nenhum absurdo, se o 3D for algo muito atraente para você, vale a pena esperar.

para você não errar na escolha da HDTV é a análise do ambiente onde o aparelho será instalado. Dois pontos principais devem ser levados em consideração: distância disponível e luminosidade da sala. O tamanho do televisor deve ser compatível com o espaço entre seu sofá e o móvel (ou parede) em que a TV será instalada. Não adianta comprar um modelo de 60” se você tem apenas 1,5 m disponível. Nesse caso, você acabará vendo mais os pixels da TV do que a imagem em alta definição. A luminosidade do ambiente é outro ponto que acaba influenciando na qualidade final da imagem. Caso sua sala seja bem iluminada, com janelas e vazamento de luz de outros ambientes, prefira os televisores de LCD e LED, pois seus painéis refletem menos. Já a tecnologia plasma possui um alto índice de reflexão e necessita de um lugar com luminosidade controlada (bem escuro) para oferecer a melhor qualidade. Confira na tabela a seguir os tamanhos de tela recomendados para cada distância. Tela 26” 32” 40” 42” 47” 50” 60”

Distância mínima 1,0 m 1,1 m 1,5 m 1,6 m 1,8 m 1,9 m 2,3 m

Distância máxima 2,0 m 2,4 m 3,0 m 3,2 m 3,6 m 3,8 m 4,6 m


Materia de Capa3:VS2009 23/3/2010 00:15 Page 29

Definir o tamanho do televisor ideal dependerá exclusivamente da distância que você tem disponível entre o sofá e a tela

Se você não tem um receiver com entradas HDMI, ficar atento à quantidade de conexões do televisor pode ser fator decisivo na hora de escolher o modelo certo

Conectividade

Ângulo de visão

:: O item conectividade parece uma

:: Tendo em vista que a TV é um dos aparelhos que passa mais tempo ligado em casa, é muito importante olhar para o lado do consumo de energia. Nesse quesito, o plasma é a tecnologia menos interessante, pois consome praticamente mais que o dobro da energia necessária para uma TV LCD. Por sua vez, a LED é a campeã no quesito economia, pois consome metade da energia de uma LCD, ou seja, quatro vezes menos que uma plasma.

:: As primeiras TVs LCD de alta

Conversor digital

:: O conversor digital é a tecnologia que permite o televisor sintonizar os sinais da TV digital. A tecnologia já virou praticamente um item de linha. A maioria das novas TVs (acima de 32”) já trazem o conversor de TV digital integrado. Caso o modelo de interesse não tenha esse recurso, saiba que mais pra frente você terá que investir em um set‑top‑box (uma espécie de conversor digital externo).

definição tinham um grande problema em relação ao posicionamento. Dependendo do ângulo do espectador em relação a TV (olhando pelas laterais ou por cima), as imagens ficavam com cores distorcidas, parecendo mais um filme negativo. Por isso, é bem comum você encontrar nas especificações a medida de ângulo de visão, que indica o limite de ângulo (vertical e horizontal) em que você é capaz de visualizar a tela sem que haja perda na qualidade de imagem. Hoje em dia, com a evolução dos painéis, esse problema já não é mais crítico. Mas, fica uma dica: na hora de instalar sua TV, procure deixar o centro da tela na altura de seus olhos, local onde o foco é direcionado.

vídeosom

Consumo

coisa que não pesa muito na hora da compra. Afinal, para que você vai querer uma TV com mais de duas entradas HDMI? Acredite, mesmo que atualmente você só tenha um Blu‑ray e um videogame para conectar à TV, um dia você precisará de uma terceira ou até quarta entrada HDMI. E, se nesse dia você não tiver feito a escolha certa, terá que ficar afastando a TV para trocar cabos, tarefa não muito agradável. Não seja modesto: em caso de dúvidas entre dois modelos na comparação dos elementos básicos (resolução, taxa de atualização, consumo, etc.), escolha a que oferecer maior quantidade e variedade de conexões. Você não irá se arrepender.

29


Materia de Capa4:VS2009 23/3/2010 00:51 Page 30

Confira aqui as vantagens e desvantagens de cada tecnologia e veja algumas boas opções selecionadas pela VídeoSom

Plasma

LCD

Definição de imagem mais apurada devido à alta taxa de contraste • Ideal para filmes –

Grande variedade de marcas e modelos à venda nas lojas

• VANTAGENS: • Devido ao baixo tempo de resposta, a tecnologia é ideal para games • alta taxa de atualização proporciona suavidade superior de movimentos

vídeosom

• Preço mais acessível

30

• VANTAGENS: • Única opção para TVs com menos de 32” •

• DESVANTAGENS: • Baixas taxas de contraste e resposta • Maior impacto ambiental devido ao mercúrio da lâmpada fluorescente

• DESVANTAGENS: • Consumo elevado de energia • Poucos modelos disponíveis no

• Devido à grande variedade de modelos, é mais difícil escolher

mercado • Exige um ambiente com iluminação controlada para bom desempenho

uma TV boa (existem modelos excelentes e modelos muito ruins)

Samsung PL50B650S1

Panasonic P50G11B

O plasma de 50” da Samsung conta com resolução Full HD e decodificador de TV digital embutido. O recurso Media 2.0 oferece acesso a informações da internet, como a previsão do tempo. Possui quatro entradas HDMI e uma conexão USB. Tamanho e resolução da tela: 50” (1.920 x 1.080 pixels) Brilho: 1.500 cd/m2 Contraste: 50.000:1 Tempo de resposta: 0,001 ms Ângulo de visão: 178° Conexões de entrada: 2 HDMI, 3 vídeo componente, 2 vídeo composto, 2 RF, RGB e 2 USB Conexões de saída: headphone e áudio digital (óptico) Potência de áudio: 20 watts RMS Dimensões: 123 x 817 x 290 mm Peso: 39 kg Preço sugerido: R$ 4.900

Segundo a Panasonic, a tecnologia empregada na produção do display deste plasma de 50” é capaz de reproduzir o chamado ʻpreto absolutoʼ. O aparelho possui sintonizador de TV digital, USB e entrada para leitor de cartões SD. Reproduz fotos (JPEG) e vídeos no formato AVCHD. Tamanho e resolução da tela: 50” (1.920 x 1.080 pixels) Brilho: 1.500 cd/m2 Contraste: 40.000:1 Tempo de resposta: não informado Ângulo de visão: 178° Conexões de entrada: 3 HDMI, 2 vídeo componente, 3 vídeo composto, 1 S‑Vídeo, 2 RF, RGB e USB Conexões de saída: headphone e áudio digital (óptico) Potência de áudio: 20 watts RMS Dimensões: 1.218 x 814 x 401 mm Peso: 34 Kg Preço sugerido: R$ 5.200

LG 60PS80BD Este plasma de 60” da LG é um dos equipamentos mais completos do mercado brasileiro. Lançado no final de 2008, é um dos raros equipamentos à venda no País que possui certificação da empresa THX. Tamanho e resolução da tela: 60” (1.920 x 1.080 pixels) Brilho: 1.500 cd/m2 Contraste: 1.000.000:1 Tempo de resposta: 0,001 ms Ângulo de visão: 178° Conexões de entrada: 3 HDMI, 2 vídeo componente, 2 vídeo composto, 2 RF, RGB e USB Conexões de saída: headphone e áudio digital (óptico) Potência de áudio: 20 watts RMS Dimensões: 123 x 817 x 290 mm Peso: 53 Kg Preço sugerido: R$ 11.000

Philips 42PFL7404D Alia qualidade técnica e excelente custo‑benefício. O modelo de 42” é um dos mais baratos do mercado e ainda assim conta com taxa de atualização de 120 Hz, quatro conexões HDMI, decodificador de TV digital e tempo de resposta de 3 ms. Tamanho e resolução da tela: 50” (1.920 x 1.080 pixels) Brilho: 500 cd/m2 Contraste: 80.000:1 Tempo de resposta: 3 ms Ângulo de visão: 178° Conexões de entrada: 4 HDMI, 2 vídeo componente, 2 vídeo composto, 2 RF, RGB e USB Conexões de saída: headphone e áudio digital (óptico) Potência de áudio: 20 watts RMS Dimensões: 996 x 655 x 260 mm Peso: 25 Kg Preço sugerido: R$ 3.000

LG 42LH70YD A Scarlet II convence pelo design moderno de linhas curvas, cor vinho e um grande botão on/off sensível ao toque na parte frontal. O modelo possui taxa de atualização de 120 Hz e conta com algumas perfumarias que agradam, como a conexão Bluetooth para transferir fotos, arquivos de áudio e conectar fones de ouvido. Tamanho e resolução da tela: 42” (1.920 x 1.080 pixels) Brilho: 500 cd/m2 Contraste: 100.000:1 Tempo de resposta: 2,4 ms Ângulo de visão: 178° Conexões de entrada: 3 HDMI, 2 vídeo componente, 2 vídeo composto, 2 RF, RGB e USB Conexões de saída: headphone e áudio digital (óptico) Potência de áudio: 14 watts RMS Dimensões: 1232 x 817 x 290 mm Peso: 39 Kg Preço sugerido: R$ 3.900


Materia de Capa4:VS2009 23/3/2010 00:51 Page 31

Serviço ::LG

4004‑5400 (capitais) e 0800 707 5454 (outras regiões) www.lge.com/br

::Samsung 4004‑5400 (capitais) e 0800 707 5454 (outras regiões) www.samsung.com/br

::Sony (11) 4003‑7669 www.sonystyle.com.br

LED

• VANTAGENS: • Design mais bonito. Além de leves, os televisores com essa tecnologia são os mais finos do mercado (alguns com menos de 1 cm de espessura) • Taxa de contraste bem

::Panasonic

próxima a de um televisor plasma • Menor consumo de energia do mercado • Os modelos de LED

(11) 4003‑7669 www.panasonic.com.br

atualmente são os que oferecem mais recursos multimídia (acesso à internet, DLNA, entre outros) • DESVANTAGENS: • Preço elevado • Ainda poucos fabricantes em território nacional • Tempo de resposta relativamente baixo (comparado ao plasma)

A qualidade de imagem deste LCD da Sony é estupenda. Apesar de ser um LCD convencional, o modelo compete de igual para igual com a nova linha de LCDs com iluminação por LEDs. O grande diferencial da XBR9 é a taxa de atualização de 240 Hz. Tamanho e resolução da tela: 52” (1.920 x 1.080 pixels) Brilho: Não informado Contraste: 100.000:1 Tempo de resposta: Não informado Ângulo de visão: 178° Conexões de entrada: 4 HDMI, 2 vídeo componente, 2 vídeo composto, 1 S‑Vídeo, 2 RF, RGB e USB Conexões de saída: headphone e áudio digital (óptico) Potência de áudio: 20 watts RMS Dimensões: 1234 x 821 x 358 mm Peso: 30 Kg Preço sugerido: R$ 8.500

Samsung UN40B7000 Imagens ricas e detalhadas. O design do modelo é bonito e atraente. O recurso batizado de Media 2.0 funciona em conjunto com uma conexão de banda larga para oferecer alguns serviços online, como visualizar notícias e previsão do tempo. Tamanho e resolução da tela: 40” (1.920 x 1.080 pixels) Brilho: Não informado Contraste: 3.000.000:1 Tempo de resposta: Não informado Ângulo de visão: 178° Conexões de entrada: 4 HDMI, 1 vídeo componente, 1 vídeo composto, 2 RF, RGB e 2 USB Conexões de saída: headphone e áudio digital (óptico) Potência de áudio: 20 watts RMS Dimensões: 996 x 692 x 255 mm Peso: 24 Kg Preço sugerido: R$ 4.100

LG 47SL90QD Primeira safra de LCDs retroiluminadas por LEDs da LG, a SL90 conta com recurso denominado LG Borderless, um vidro de proteção que cobre toda extensão frontal do aparelho, dando a impressão de que ela não tem borda. A taxa de atualização é de 120 Hz. Tamanho e resolução da tela: 47” (1.920 x 1.080 pixels) Brilho: 450 cd/m2 Contraste: 3.000.000:1 Tempo de resposta: 2 ms Ângulo de visão: 178° Conexões de entrada: 3 HDMI, 3 vídeo componente, 2 vídeo composto, 2 RF, RGB e 2 USB Conexões de saída: headphone e áudio digital (óptico) Potência de áudio: 20 watts RMS Dimensões: 111x 690 x 290 mm Peso: 28 Kg Preço sugerido: R$ 6.000

Samsung UN55B8000 O diferencial do televisor de LED da Samsung é a sua espessura de apenas 3 cm, marca incrível para um aparelho de 55”. Mas ser magrinha é apenas uma das muitas características desse modelo que vem equipado com receptor de TV digital, taxa de atualização de 240 Hz e uma série de recursos multimídia. Tamanho e resolução da tela: 55” (1.920 x 1.080 pixels) Brilho: Não informado Contraste: 5.000.000:1 Tempo de resposta: Não informado Ângulo de visão: 178° Conexões de entrada: 4 HDMI, 2 vídeo componente, 2 vídeo composto, 2 RF, RGB e 2 USB Conexões de saída: headphone e áudio digital (óptico) Potência de áudio: 30 Watts RMS Dimensões: 1322 x 860 x 307 mm Peso: 29 Kg Preço sugerido: R$ 12.500

vídeosom

Sony ‑ 52XBR9

31


205 X 275:Layout 1 22/3/2010 11:26 Pรกgina 1


205 X 275:Layout 1 22/3/2010 11:26 Pรกgina 2


Philips:VS2009 22/3/2010 22:22 Page 34

COBERTURA

WINTER MEDIA EVENT 2010

PHILIPS

WINTERMEDIA

EVENT 2 0 1 0 Em Barcelona, Philips mostra seu novo arsenal de produtos com o qual pretende conquistar consumidores ao redor do mundo Enviado especial: Marco Clivati

vídeosom

::

34

A convite da Philips, a VídeoSom foi até Barcelona, na Espanha, conferir as últimas novidades que a empresa promete lançar no decorrer de 2010. De cafeteira inteligente a TV 3D, durante o Winter Media Event 2010 o que não faltou foram novos produtos recheados de inovação para conquistar exigentes consumidores ao redor do mundo. Apesar de não serem todos os produtos que chegarão ao País, os brasileiros podem aguardar muitas novidades em 2010 por parte da

Philips. TVs LCD de LED e 3D, equipamentos de som hi‑end, novos portáteis e muitas outras novidades desembarcarão nas prateleiras das lojas brasileiras no decorrer do ano. Atualmente dividida em três áreas de atuação: cuidados com a saúde (Healthcare), iluminação (Lighting) e produtos de consumo (Consumer Lifestyle), o Winter Media Event, que é o principal evento da Philips, é focado exclusivamente no segmento de produtos de consumo. Este ano, cerca de 240 jornalistas de diferentes países, principalmente europeus, estiveram presentes no evento para registrar, ver e testar de perto as novas criações da empresa holandesa. Depois de dois dias mergulhado em novidades, deu para perceber que a Philips vem com tudo para 2010, preocupada principalmente em oferecer produtos acima da média e recheados de inovação. Confira, nas páginas a seguir, os detalhes dos principais produtos apresentados em Barcelona.


Philips:VS2009 22/3/2010 22:24 Page 35

recer em ofe Focada com s to s, produ clusivo ciais ex t diferen r Media Even te no Win el perceber sív foi pos presa não m que a e brincadeira. ra e a p tá s e pleta d ha com Uma lin CDs com ,L TVs 3D ED e ht de L backlig entos de áudio m equipa elidade são fid de alta alguns a apenas do arsenal d s lo p o rã a exem g e h que c eses. Philips ximos m nos pró


Philips:VS2009 21/3/2010 18:20 Page 36

COBERTURA

WINTER MEDIA EVENT 2010

PHILIPS

TELEVISORES Na área de TVs, a Philips vem com força total em 2010. Modelos 3D, com conexão à internet, um novo Ambilight e muitas outras novidades são alguns exemplos. Ao todo foram apresentados 16 novos modelos de LCD, todos de LED: Cinema 21:9, Série 9000 (32”, 40” e 46”), Série 8000 (37”, 40”, 46” e 52”), Série 7000 (32”, 37”, 40” e 46”) e Série 5000 (32”, 40”, 46” e 52”). Como disse o executivo responsável pela linha de áudio, vídeo e multimídia da Philips, Wiebo Vaartjes, “a empresa não está interessada em volumes e sim em fazer produtos diferenciados para enriquecer a experiência dos consumidores”. A TV Cinema 21:9, o Ambilight e muitos outros recursos exclusivos da Philips são bons exemplos dessa visão da empresa. A seguir, você confere os detalhes de cada uma das novas TVs que serão lançadas pela Philips ao redor do mundo, em 2010. No Brasil, vale ressaltar que a Série 8000 que será lançada no exterior chegará por aqui rebatizada como Série 9000. O mesmo vale para a Série 7000 que, por aqui, será chamada de Série 8000. A Série 9000, que será a top de linha da Philips no exterior, não será lançada no País. Todos os modelos descritos a seguir se referem aos produtos que serão lançados no exterior.

Cinema 21:9

vídeosom

:: Lançada em 2009 na Europa, a Cinema 21:9 de

36

56” foi a primeira TV comercial do mundo com proporção de tela ultra‑widescreen. Agora, a Cinema 21:9 ganhou alguns reforços. Além de contar com tecnologia Ambilight Spectra 3 (veja mais na página ao lado), a TV também é 3D ready. A boa notícia para os consumidores brasileiros é que a Philips pretende lançar a primeira versão da Cinema 21:9 por aqui. Os entusiastas do cinema já podem começar a guardar uma verba extra. A Cinema 21:9 é comercializada atualmente na Europa por cerca de R$ 11 mil.

TV 3D

:: A Philips também está apostando suas fichas na TV 3D. Entre os modelos que serão lançados em 2010, os televisores da Série 9000, 8000 e Cinema 21:9 serão 3D ready. Ou seja, são oito modelos capazes de reproduzir imagens Full HD em 3D. Assim como a maioria dos fabricantes, a Philips também optou pelos óculos ativos. Por meio de um transmissor conectado na TV, o sinal é enviado aos óculos 3D ativo que, ora bloqueia a lente esquerda, ora a lente direita, criando o efeito tridimensional estereoscópico. Um pacote contendo dois óculos ativos e o transmissor será comercializado separadamente. Durante as demonstrações feitas em Barcelona, os óculos utilizados eram da empresa XpanD (www.xpandcinema.com). Base 2 em 1 No Brasil, a empresa promete :: Simples, ecológico e lançar em 2010 a Série 8000 inteligente. As novas TVs da que, por aqui, será chamada Philips da Série 9000 e 8000 de Série 9000. virão com uma base com dupla função. Elas tanto poderão servir como base de apoio para TVs que serão apoiadas sobre uma mesa, como também poderão ser utilizadas como suporte para fixar a TV na parede. Além de poupar o dinheiro do consumidor com a comprar de um suporte de parede, com essa iniciativa, a Philips está evitando que milhares e milhares de suportes de TV acabem parando na lata do lixo.


Philips:VS2009 21/3/2010 18:22 Page 37

Ambilight

:: Com mais de seis anos de existência, a tecnologia exclusiva da Philips, Ambilight, ganhou novas melhorias. Para quem não conhece, o Ambilight é um recurso presente em alguns modelos que gera luzes ao redor da tela. Segundo a Philips, isso minimiza a fadiga visual e aumenta a sensação de imersão ao assistir à TV. O Ambilight identifica as cores dominantes da imagem que está sendo gerada na tela e projeta na parede, por meio de lâmpadas localizadas na lateral do televisor, luzes com cores semelhantes à da imagem. Nas versões anteriores do Ambilight, para conseguir um resultado satisfatório, era preciso que a parede fosse branca. Nas novas versões – batizadas de Ambilight Spectra 2 e Spectra 3 – isso não é necessário. No menu de configuração é possível selecionar entre 24 cores diferentes de parede. Com esse ajuste, a TV calcula a cor que deverá ser gerada para que a luz do Ambilight se adapte à cor da parede. A nova versão do Ambilight ainda contará com um aumento do número de segmentos luminosos para proporcionar uma combinação de cores mais precisa. A Série 9000 e a Cinema 21:9 são as únicas que contarão com a versão Spectra 3. Nesses modelos, o sistema de iluminação está presente tanto nas laterais como na borda superior da tela. Além disso, o Spectra 3 apresenta uma maior quantidade de segmentos luminosos do que o Spectra 2, que só apresenta iluminação nas laterais. Para mostrar a satisfação de seus consumidores com a tecnologia, a Philips apresentou o resultado de uma pesquisa feita com 2.500 proprietários de TVs Ambilight. Do total de entrevistados, 81% disseram ter interesse em trocar de TV por uma que também seja Ambilight. Em relação à satisfação, 35% consideram o Ambilight excelente e 45% muito bom.

Facilidade de operação :: Com o número cada vez maior de

Tecnologias LED

:: A nova linha de TVs LCD da Philips apresenta três tipos diferentes de backlight de LED: Direct LED, Edge LED e Direct LED Pro com 2D Dimming. Nos modelos Direct LED e Direct LED Pro, os LEDs são instalados em toda a parte traseira da tela, tendo o Direct Pro, uma quantidade maior de LEDs, o que permite um controle de iluminação muito mais preciso nas diferentes áreas da tela. Já no Edge LED, os LEDs são dispostos apenas na borda da tela. Isso permite a construção de telas extremamente finas. Além do menor consumo de energia quando comparado com os LCDs convencionais de lâmpada fluorescente, o backlight de LED possibilita um melhor contraste. Enquanto o backlight convencional permite que a TV atinja taxa de contraste de 100.000:1, a tecnologia Direct LED e Edge LED podem alcançar até 500.000:1. Já nos modelos com backlight Direct LED com 2D Dimming, o contraste sobe para 10.000.000:1. Os modelos top de linha, Série 9000, são os únicos com este tipo de backlight. Já os modelos da Série 8000 e 7000 (Série 9000 e 8000 aqui no Brasil) são construídos com backlight Edge LED. Para mais informações acesse: http://bit.ly/b86CHP.

TVs conectadas

:: Televisores conectados à internet são a nova tendência

no segmento de TVs. No caso da Philips, o sinônimo de TV conectada chama‑se NET TV. Um recurso que promete agregar uma série de serviços online à telinha como previsão de tempo, notícias, fotos e até um browser para navegar na web. O NET TV também oferece serviço de VOD (Video on Demand). Pela TV, é possível alugar filmes em alta definição e assistir a eles instantaneamente via streaming. Parceiros locais da Philips na Europa, como a Film2Home (Dinamarca, Noruega, Suécia e Finlândia), fornecerão conteúdos pelo NET TV. Entre os novos televisores que irão oferecer o recurso NET TV estão os modelos da Série 9000, 8000 e 7000. Os modelos da Série 9000 já contam com Wi‑Fi integrado. Já os modelos da Série 8000 e 7000 (no Brasil, Série 9000 e 8000, respectivamente), poderão ser conectados via Wi‑Fi com a ajuda de um adaptador USB. Apesar de o Wi‑Fi ser opcional nas Séries 7000 e 8000, todos os modelos contam com porta Ethernet. Os novos televisores ainda são equipados com DLNA 1.5, para reproduzir conteúdos de áudio, foto e vídeo armazenados em qualquer PC conectado à rede doméstica; e conexão HDMI 1.4.

vídeosom

recursos e funções, tornar a operação da TV mais simples e rápida é luta constante entre os fabricantes. Para tentar resolver esse problema a Philips irá incorporar novas funcionalidades à linha 2010. A primeira medida será o controle remoto. Chamado de OneUX, o controle contará com poucas teclas. Todos os ajustes, ativação de recursos e acesso aos conteúdos multimídia da TV são feitos por meio de teclas de atalho no controle remoto com o auxílio de uma interface de alta definição bastante intuitiva. As TVs ainda contarão com função Ajuda. Caso você queira saber para que serve determinada função, a TV apresenta um descritivo na tela.

37


Philips:VS2009 21/3/2010 18:23 Page 38

COBERTURA

WINTER MEDIA EVENT 2010

PHILIPS

ÁUDIO Apesar dos poucos lançamentos na área de áudio, em todos os novos aparelhos você encontra alguma inovação e qualidade sonora que vai de muito bom a excepcional. Para certificar a qualidade de áudio de seus equipamentos, a Philips criou uma metodologia batizada de “Golden Ear Approach”, algo como “Abordagem do Ouvido de Ouro”, uma alusão ao sentido refinado daqueles que levam qualidade de áudio a sério. Nessa metodologia, além de exaustivos testes para aprimorar seus equipamentos de áudio e levar a mesma sensação dos estúdios para dentro de casa, a empresa contou com o aval de nomes consagrados do mercado. Um deles é Steve Lillywhite, que tem no currículo dois prêmios Grammy consecutivos por seus trabalhos com o U2. Outro mestre do áudio é Geoff Foster, engenheiro de som responsável pela trilha sonora de filmes como Batman Begins, Moulin Rouge, Código Da Vinci, entre outros. O resultado de tudo isso, como é o caso dos micro sytems MCi900 e MCD900, é de arrepiar.

Linha Fidelio

Micro system

:: Para os amantes do áudio de alta qualidade, a Philips apresentou três novos micro systems: MCi900, MCD900 e MCD909. A grande inovação do MCi900 (foto acima) e do MCD900 está na construção da suas caixas acústicas, batizada de SoundSphere. Para conseguir um som de extrema qualidade, as caixas contam com um tweeter flutuante. Segundo a Philips, essa construção possibilitou que o som seja irradiado para todas as direções, possibilitando que o ouvinte perceba exatamente onde estão os músicos. Para chegar ao projeto final da SoundSphere, a Philips contou com a ajuda de especialistas em áudio que ouviram as caixas por mais de 500 horas, durante 3 anos. Os dois micro systems apresentam acabamento em alumínio e oferecem potência total de 100 watts RMS, leitor de CD e DVD e entrada USB. A diferença do MCi900 é que ele ainda conta com um HD interno de 160 GB e conexão Wi‑Fi para acessar rádios da web e fazer streaming de áudio de arquivos armazenados em um PC ou Mac. O MCi900 será comercializado na Europa por € 999 e o MCD900 por € 799. Já o pequeno MCD909 (foto abaixo) é outra obra de arte da empresa. Com potência total de 150 watts RMS, o aparelho tem conectores banhados a ouro, caixas acústicas de madeira e, para resgatar o som purista, o sistema de amplificação do equipamento é feito com válvulas. O MCD909 ainda funciona como player de vídeo. Vem com saída HDMI, processador Dolby Digital e é capaz de reproduzir DVD, DivX, SVCD, MP3, WMA e CD. Pela sua porta USB, também é possível visualizar fotos e reproduzir músicas.

vídeosom

:: Todos com um design bastante atraente, a nova linha Fidelio é composta de oito modelos diferentes de dock station para iPhones e iPods. Variando de tamanho e potência, as opções vão desde modelos simples, que podem ser alimentados por pilhas, até os mais sofisticados, feitos para agradar até aos audiófilos mais exigentes. O top de linha, o DS9000 (€ 499), por exemplo, é construído com madeira certificada, vem com controle remoto e tem potência suficiente para sonorizar ambientes grandes. Com 100 watts RMS de potência, mesmo em volumes elevados, o equipamento não distorce e apresenta qualidade de áudio que impressiona. Todos os modelos da linha Fidelio ainda contam com um software, disponível gratuitamente na Apple Store, que possibilita que você equalize o som de acordo com seus critérios.

38


Philips:VS2009 21/3/2010 18:25 Page 39

Soundbar HTS9140

Home theater HTS9520

:: Recheado de recursos, o HTS9520 é um sistema integrado completo.

Vem com Blu‑ray player, processadores de áudio de alta definição DTS HD e Dolby TrueHD, recurso NET TV e compatibilidade com DLNA via Wi‑Fi (por meio de um adaptador USB). Uma das inovações do HTS9520 é o sistema de caixas batizada de 360Sound. Tanto as frontais quanto as surrounds são confeccionadas com três drivers, um deles posicionado na parte frontal da caixa juntamente com o tweeter e os outros dois dispostos em cada uma das laterais, formando um tipo de caixa “tripolar”. O objetivo dessa configuração é melhorar a dispersão sonora pelo ambiente. Seu belo acabamento todo em alumínio, já sinaliza uma nova tendência no design dos equipamentos eletrônicos para os próximos anos.

:: O HTS9140 é muito mais do que um simples sistema de som no formato barra. O equipamento vem com player de Blu‑ray, saída HDMI (1080p), processadores de áudio DTS HD e Dolby TrueHD, recurso NET TV (veja mais na página anterior) e ainda é compatível com DLNA, funcionando como um media center. Mesmo com todas as novas funções, o HTS9140 é mais fino do que o seu antecessor, o HTS8160. O novo SoundBar tem apenas 16 cm de espessura é ideal para ser instalado junto a TVs a partir de 40”. Um detalhe bem interessante do aparelho é o que slot para os discos de Blu‑ray, DVD e CD, apesar de estar localizado na parte superior, tem um ligeira inclinação. Dessa forma, é possível instalar o Soundbar bem próximo da TV, sem que isso atrapalhe na hora de inserir ou retirar o disco. O HTS9140 ainda vem com um potente subwoofer para garantir os graves. Apesar de não chegar aos pés de um sistema real de 5.1 canais, o novo recurso Ambisound do Soundbar cria um efeito de envolvimento bastante interessante.

PORTÁTEIS Dois portáteis se destacaram durante o evento da Philips: o GoGear Muse, um tipo de concorrente do Zune HD da Microsoft, e o MP3 player Activa, apresentado pela primeira vez na CES, no início de 2010. Veja a seguir os detalhes de cada aparelho.

GoGear Muse

:: A família de players portáteis GoGear da Philips ganhará um reforço Cafeteira inteligente :: Em julho de 2009, com o

Activa

objetivo de se tornar líder no segmento de cafeteiras, a Philips adquiriu a italiana Saeco, empresa que criou a primeira máquina automática de café expresso doméstica do mundo. E os frutos dessa aquisição já começaram. Uma das novidades apresentadas em Barcelona foi a Saeco Xelsis. Uma máquina de café expresso que só não faz pãozinho. A sofisticação da Xelsis é tão grande que ela conta até com um sensor de impressão digital. Basta você colocar o dedo no sensor para que ela reconheça o usuário e prepare, em questão de segundos, o café do jeitinho que você gosta. Na Europa, ela será comercializada por € 2 mil. Veja o vídeo dela funcionando em: http://bit.ly/8YyHnk

:: Apresentado na CES 2010, o MP3 player Activa é para quem gosta de correr ou pedalar. Com tamanho próximo a de um relógio de pulso, o player conta com sensores que captam o ritmo de sua corrida ou pedalada e seleciona a música de acordo com a sua velocidade. Se você estiver devagar, o Activa seleciona uma música com uma batida mais lenta. Se tiver mais rápido, ele reproduz uma mais agitada. O pequeno player ainda lhe dá alguns feedbacks sobre seu desempenho por meio de mensagens de voz. Algo como “Não pare! Você está indo muito bem”. Ele ainda oferece um serviço para monitorar seu desempenho. Você pode programá‑lo para atingir metas como perder uma determinada quantidade de calorias, por exemplo.

vídeosom

de alta definição. O novo GoGear Muse conta com tela LCD touchscreen de 3,2” (640 × 240 pixels) e é capaz de reproduzir vídeos em alta definição (720p). Um dos diferenciais do produto fica por conta de uma saída HDMI. Ela é ideal para reproduzir os vídeos de alta definição armazenados no GoGear direto na tela da TV. Em relação à capacidade, o aparelho conta com três opções: 8 GB, 16 GB e 32 GB. As três versões ainda oferecem um slot para cartões de memória do tipo microSD. Outra novidade do GoGear Muse é a tecnologia Full Sound, que promete melhorar a qualidade de áudio de arquivos MP3 gravados com altas taxas de compressão. Por meio de um processador digital de sinais, o aparelho analisa o sinal de áudio e reforça o espectro de frequência da música de forma a deixá‑la mais definida. O novo player ainda é compatível com arquivos FLAC e traz rádio FM com RDS. Chegará à Europa no início de maio.

39


vĂ­deosom

Lojas:VS2009 22/3/2010 22:38 Page 40

40


Lojas:VS2009 22/3/2010 22:38 Page 41

Mercado de telefonia móvel está em transformação e as lojas de aplicativos estão no olho do furacão

::

Montar uma loja virtual de aplicativos com programas úteis ou divertidos para usar no smartphone é sinônimo de bom negócio em qualquer lugar do mundo, inclusive no Brasil. Hoje, os brasileiros já têm acesso a lojas virtuais dos principais fabricantes de aparelhos: Nokia, LG, Samsung e até a Apple já abriram filiais no Brasil e mais opções devem chegar em breve. Aliás, foi a Apple quem iniciou esse “boom” de aplicativos móveis. Atitude que acabou contribuindo positivamente para os demais fabricantes de smartphones e hoje todos querem ter sua loja de aplicativos. Oferecer jogos e programas com as mais diversas utilidades se tornou um mercado bilionário. Juntas, as principais “applications stores” já faturaram mais de US$ 3 bilhões mundo afora com a venda de aplicativos. Alívio para o segmento de telecomunicações que vê suas receitas diminuírem com a expansão da internet. Antes do surgimento das lojas de aplicativos, o procedimento funcionava mais ou menos assim: o usuário saía da loja de uma operadora com um aparelho novinho

em folha, mas enxuto e sem nenhum atrativo. De calculadora a GPS, passando por jogos e programas para acessar redes sociais, tudo precisa ser instalado no dispositivo. Como acontece com os computadores. Antes das App Stores (como são conhecidas) serem criadas, o único caminho para o consumidor encontrar esse tipo de programa era recorrer a sites independentes. Existia uma infinidade de lojas virtuais para celulares e smartphones espalhadas pela internet. O suporte era precário ou inexistente e todos os programas (o termo aplicativo só pegou depois que a Apple lançou o iPhone) ficavam espalhados sem qualquer tipo de divisão por sistema operacional, marca ou modelo de aparelho. Todos esses empecilhos dificultavam a vida do consumidor. Encontrar um simples programa para reproduzir arquivos de PDFs, por exemplo, poderia se tornar uma verdadeira maratona. Tudo indica, que de um jeito ou de outro, essa avalanche de App Stores, se ainda não cruza, irá cruzar sua vida muito em breve. Nestas circunstâncias, nada melhor do que estar bem informado sobre o assunto. Nas páginas a seguir, você vai descobrir os meandros, os números e algumas curiosidades deste universo digital em plena expansão.

vídeosom

Texto: Saulo Ferreira

41


Lojas:VS2009 22/3/2010 22:38 Page 42

ESPECIAL

LOJAS DE APLICATIVOS

:: Dinheiro vivo

Ligados pela (OS) Os números chamam atenção. Apenas em :: Semelhante ao mercado de informática, onde 2009, foram baixados mais de sete bilhões de programas e jogos são desenvolvidos de acordo com aplicativos para celulares e smartphones. A cifra determinado sistema operacional (Windows, Linux, Mac), os aplicativos para smartphones estão deve saltar para 50 bilhões de downloads em 2012, intimamente ligados ao sistema operacional móvel (OS) época em que a indústria de aplicativos tem ao qual são destinados. A Apple criou o iPhone OS para chances reais de ultrapassar o faturamento de todo equipar seu smartphone. Antes, quem dominava o o mercado fonográfico. As projeções foram feitas mercado era o Windows Mobile, OS da Microsoft. Bastou alguns meses para o Google perceber o potencial do pela consultoria indiana Chetan Sharma, mercado móvel e anunciar o Android, sistema especializada em mercados de tecnologias móveis, operacional móvel do buscador. Entre os destaques, o sob encomenda para GetJar, segunda maior loja de código aberto do sistema permite a qualquer aplicativos do mundo. A GetJar se destaca por ser desenvolvedor criar aplicativos para o Android sem ter que pagar royalties e ainda contar com compatibilidade uma App Store independente, ou seja, não está nativa com serviços do buscador (Gmail, Maps, buscas). ligada a nenhum fabricante ou operadora. Se Outros fabricantes como a Nokia, RIM (BlackBerry), LG e comparada com a App Store, da Apple, a GetJar só Samsung também possuem OS próprios. fica atrás nos quesitos: número de aplicativos e usuários cadastrados. Esse aumento de proporções épicas no mercado de aplicações móveis começou a mudar há três anos quando a marca da maça resolveu lançar seu próprio smartphone. Mais uma vez, a empresa de Steve Jobs transformou o mercado. Sem experiência no segmento de telecomunicações, a Apple resolveu apostar suas fichas em apenas um modelo de aparelho e usar o iTunes, seu programa para interface com os populares iPod, para “conversar” como seu smartphone. Meses após o lançamento do aparelho, um kit técnico para desenvolvimento de aplicativos foi disponibilizado. Ao desenvolvedor bastava pagar U$S 100 pelo kit com as linguagens específicas sobre como desenvolver programas e colocar as ideias em prática. O negócio se mostrou atraente para a turma de desenvolvedores, os caras que criam as aplicações que são baixadas milhões de vezes. Essa turma fica com 70% do valor cobrado pelos programas vendidos na loja virtual. Steve Jobs, CEO da Apple Muitos disponibilizam programas de graça. Em média, 25% dos aplicativos são gratuitos e o restante varia entre US$ 1 a US$ 20. O dinheiro em caixa possibilita o desenvolvimento de novos aplicativos e assim a roda gira. Para manter a qualidade do produto final, a Apple implantou um rígido padrão de qualidade para aplicativos. Todos os programas são avaliados pelo departamento técnico da empresa, antes de serem oferecidos ao público na loja virtual. Isso garante a qualidade do software e faz as pessoas comprarem mais e mais. Taxada de conservadora no início, a iniciativa se mostrou eficiente ao oferecer apenas “mercadorias de qualidade” a preços justos. Atualmente o sistema é seguido à risca pelos outros fabricantes. Em um comunicado divulgado à imprensa em janeiro de 2010, a Apple apresentou os números do negócio: três bilhões de aplicativos baixados em 18 meses. Jobs, CEO da empresa, provocou: “Não vejo sinais de que a concorrência possa nos alcançar”. Apenas com aplicativos, a Apple já faturou mais de dois bilhões de dólares.

“Não vejo sinais de que a concorrência possa nos alcançar””

vídeosom

:: Unidos venceremos

42

Já deu para perceber que, além de alegrar a vida dos donos de smartphones, os aplicativos também rendem alguns bons milhões. Pois saiba que a disputa é acirrada. Todos querem uma parte do bolo. Basta dizer que as maiores operadoras de telefonia móvel do mundo uniram forças para criar uma plataforma aberta de aplicativos. A chamada Whosale Applications Community (algo como Comunidade de Aplicativos no Atacado) vai reunir 24 operadoras para criar uma App Store multiplataforma que deve funcionar com o maior número de aparelhos possível. O time de titãs é composto por operadoras do

Aplicativos para tudo: de jogos a despertador, passando por app para ler o horóscopo e até enviar cantadas virtuais


Lojas:VS2009 22/3/2010 22:38 Page 43

A Samsung é um dos fabricantes porte de: America Movil, AT&T, Deutsche Android cresce que aposta neste modelo. Durante a CES Telekom, NTT Docomo, Orange, Telecom ::Enquanto as vendas do Nexus One, 2010, que acorreu em janeiro, a empresa Italia, Telefônica, Sprint, Vodafone, China smartphone com o nome Google, estão em baixa nos EUA, o sistema anunciou o desenvolvimento da Mobile e Verizon Wireless, que juntas operacional móvel do buscador é um Samsung Apps TV, primeira loja de atendem cerca de três bilhões de sucesso. De acordo com levantamento aplicativos do mundo onde o consumidores no mundo. Fabricantes feito em fevereiro de 2010 pela consultoria Quantcast, o Android consumidor poderá escolher e baixar como a LG, Samsung e Sony Ericsson representa 15 % dos acesso à internet aplicativos para rodar na TV e em outros confirmaram apoio à iniciativa. móvel na América do Norte. A equipamentos como Blu‑ray e sistemas O aumento exponencial é fator chave para porcentagem ainda é menor que o de home theater. Já existe um site no ar consolidar o mercado, que deve expandir mais iPhone, que responde por (63%), mas apresenta crescimento significativo de 8,3% (tv.samsungapps.com) com aviso de de 400% até 2014, seguindo as projeções em um mês. Se analisado o período de um que o portal deve começar a funcionar a menos otimistas apresentadas durante o ano, o crescimento do Android chega 95%, partir de julho de 2010. Mobile World Congress 2010, que ocorreu em contra queda de 10% do iPhone. As aplicações são inúmeras. Imagine fevereiro na Espanha. De acordo com assistir a uma corrida de Fórmula 1 ao informações de outra consultoria, a In‑Stat, o vivo e acompanhar em tempo real a posição de todos os outros número de smartphones deve crescer 35% até o final de 2010. Isso competidores (sem depender das informações do locutor). Ou um significa que um, em cada três aparelhos que realizam chamadas aplicativo para acessar redes sociais na tela da TV. Resolveu telefônicas, deve funcionar com sistemas peracionais capazes de “Twitar” enquanto assiste à TV? Basta abrir um aplicativo, logar suportar lojas de aplicativos online. pelo controle remoto e enviar seus comentários. :: Só o começo Outro fabricante que aposta no formato é a Intel. Na intenção O segredo dos aplicativos é deixar de lado a parte complicada da de alavancar ainda mais o sucesso dos netbooks, a empresa criou tecnologia para entregar experiências agradáveis. Basta escolher uma App Store exclusiva para esse tipo de equipamento. O o programa que lhe interessa para se divertir. Não existem espaço oferece suporte para que os desenvolvedores criem impedimentos como os “requisitos básicos” ou “instalação”; e não aplicações otimizadas para o processador Atom, que equipa a importa qual é a plataforma, comprar aplicativos em uma App maior parte dos netbooks. Store é garantia de que o programa vai rodar com o desempenho Não há dúvidas de que, muito em breve, todas as pessoas correto e sem travar. estarão conectadas à internet por meio de dispositivos portáteis. Esse tipo de simplicidade abre espaço para uma infinidade de Neste cenário, os smartphones continuarão reinando com os aplicações. Mas o que vem depois? Tudo indica que a ideia de criar, aplicativos. Entranto, não se espante se, daqui a alguns anos, formatar e oferecer conteúdo atraente no formato de aplicativos você esteja adquirindo aplicativos para rodar nos mais diferentes não vai permanecer apenas no universo dos smartphones. equipamentos, de geladeiras a fornos de micro‑ondas.

Tamanho das 5 principais App Stores de fabricantes

GRATUITOS

/

PAGOS

Fonte: Consultoria Distimo

*número total de aplicativos

Gratuitos vs Pagos

Raio‑X de uma App Store ::Tamanho ‑ A App Store da Apple sai na frente quando o assunto

::Gratuitos ‑ A Google Android Market é a única App que oferece

é tamanho. São mais de 150 mil aplicativos disponíveis. Entre 13 e

:: Preço ‑ BlackBerry App World é a loja mais cara, com média de

14 mil novos aplicativos por mês são disponibilizados.

preço dos aplicativo de US$ 8,20.

::2º lugar ‑ Google Android Market é a segunda maior App com cerca de 20 mil aplicativos. Entre 3 e 4 mil aplicativos novos por mês.

:: Jogos ‑ São os mais populares com 58% dos downloads. Em seguida vem entretenimento com 18% da preferência.

vídeosom

um número maior de aplicativos gratuitos do que pagos.

43


GreenTech_143:VS2009 21/3/2010 17:30 Page 44

GREENTECH

TECNOLOGIA AMIGA DO MEIO AMBIENTE

Texto: Marco Clivati

::Por favor, no lixo não ::

No auge dos meus 9 anos, as pilhas eram minha garantia de diversão nas tardes pós‑colégio. Meus carrinhos de controle remoto – pelo

lojas das operadoras de telefonia móvel que atuam no Brasil. Para alegria dos consumidores conscientes e do meio ambiente, uma

menos aqueles que sobreviviam às minhas chaves de fenda – eram

mudança significativa nesse universo das pilhas deve acontecer até o final

campeões de consumo de pilhas e baterias. Lembro até hoje do meu

de 2010. Segundo a resolução nº 401 do Conselho Nacional do Meio

xodó: uma pick‑up Colossus da Estrela. Para garantir a diversão eram

Ambiente (CONAMA) – uma atualização da resolução nº257 de 1999 –,

necessárias cinco pilhas grandes para o carrinho, duas pilhas pequenas

fabricantes e importadores de pilhas e baterias serão responsáveis pela

para alimentar os faróis e mais seis pilhas pequenas para o controle

reciclagem ou descarte definitivo das pilhas e baterias. De acordo com a

remoto. Para a minha tristeza, as treze pilhas não duravam muito. A tração

nova resolução, até novembro de 2010, os locais de venda terão que

4x4 do Colussus consumia mais do que “Opalão” 6 cilindros!

oferecer postos de coleta para receber o material descartado.

Depois de dessecá‑las, ainda tinha a esperança de uma sobrevida colocando as pilhas dentro do congelador. Mas o resultado nunca foi

Exemplo gringo

muito animador. Depois de dois dias na geladeira, o máximo que

Nos EUA e Canadá, o Call2Recycle (www.call2recycle.org) é um bom

conseguia era alguns poucos segundos de diversão adicional. Acabada

exemplo de sucesso quando o assunto é reciclagem de pilhas. Criado em

qualquer esperança de que as pilhas pudessem fazer o motor do Colossus

1996, o Programa conta com a parceria de mais de 350 fabricantes e lojas

“roncar”, o destino final das pilhas era o mais cruel de todos: a lata do lixo.

e já soma mais de 30 mil coletores de pilhas espalhados pela América do

Nessa época do divertidíssimo carrinho de controle remoto, não tinha

Norte. Desde a sua criação, o Programa

consciência de que uma única pilha pequena pudesse contaminar cerca

já recolheu e reciclou 27,7 mil

de 20 mil litros de água! Também não sabia que para ser dizimada na

toneladas de pilhas

natureza, uma pilha levava de 100 a 500 anos! Hoje, já não sou mais um

recarregáveis. Só em 2008,

devorador de pilhas como antigamente. E, além de reciclar o lixo de casa,

foram 3,1 mil toneladas.

as poucas pilhas que utilizo não vão mais parar na lata do lixo. Há uns bons

“OS METAIS PESADOS

anos, seja em casa ou aqui na redação, vou juntando as minhas pilhas e a de colegas e depois as encaminho para um dos postos de coleta do Programa Papa‑Pilhas. Criado pelo Banco Real em dezembro de 2006, o Papa‑Pilhas é um belo exemplo de iniciativa privada em prol do meio ambiente.

PRESENTES EM UMA ÚNICA PILHA PEQUENA É CAPAZ DE CONTAMINAR CERCA DE 20 MIL LITROS DE ÁGUA.”

O Brasil consome anualmente 1,2 bilhão de pilhas. A maioria delas acaba indo parar no lixo comum

Com mais de 2 mil postos de coletas no território nacional, só em 2009, o Programa evitou que 155,5 toneladas de pilhas, baterias e recarregadores de celulares fossem parar no lixo. Apesar de o Programa crescer a cada ano – em 2009, a quantidade de

suas pilhas. Já em 2009, o número saltou para 37%. E, desse total, 91%

resgatadas pelo Papa‑Pilhas não faz nem “cócegas” no montante de pilhas

disseram que o fazem por acreditarem que essa prática trará impactos

que é consumido no País. Segundo dados da ABINEE (Associação Brasileira

positivos para o futuro de suas crianças.

alcalinas são comercializadas anualmente no Brasil. Depois do Papa‑Pilhas, uma serie de outros programas começaram a

Por mais ineficiente que sejam as leis e as iniciativas de coleta e reciclagem no Brasil, evitar que as pilhas acabem indo parar nos aterros sanitários deveria ser obrigação de todos: consumidores, fabricantes,

surgir ao redor do País. Com 2 toneladas recolhidas em 2009, o programa

comerciantes e governo. Seja da mais boazinha até a mais perversa, pilhas

Cata‑Pilha, implantado pelos Correios, no Estado de Minas Gerais, é outro

comuns, alcalinas, de mercúrio, lítio ou níquel‑cádmio não deveriam e não

exemplo. Hoje, são cerca de 200 agências dos Correios com coletores.

devem nunca ser jogadas no lixo comum.

A Porto Seguro é outra empresa que vem investindo em campanhas

vídeosom

com a entidade, em 2007, apenas 8% dos norte‑americanos reciclavam

material coletado foi 22% maior do que em 2008 –, a quantidade de pilhas

da Indústria Elétrica e Eletrônica), cerca de 1,2 bilhão de pilhas comuns e

44

Com campanhas educativas veiculadas na TV e em diversas outras mídias, o Call2Recycle vem conquistando adeptos a cada ano. De acordo

Com poucas iniciativas de âmbito nacional como o Papa‑Pilhas e a

de cunho socioambiental. Ao todo, na cidade de São Paulo, são

total carência de campanhas educativas, as pilhas continuam tendo o

36 oficinas credenciadas onde você pode descartar suas pilhas e baterias

destino mais cruel de todos. As pilhas que garantem a diversão de hoje

para que possam ser encaminhadas para reciclagem. Já no caso das

serão o pesadelo do amanhã. O grito de socorro do nosso majestoso

baterias e aparelhos celulares antigos, outra opção são as centenas de

planeta azul está com os decibéis nas alturas!


Projeto1:Layout 1 22/3/2010 15:58 Pรกgina 1


Na_gringa_143:VS2009 22/3/2010 22:08 Page 46

na gringa

ELETRÔNICOS

IMPORTADOS

mentos Equipa cnologia e a te de altaes eletrônicas e u novidadatraentes e qaram preços o desembarc s. ã ra ainda nterras brasilei icas d em gumas l a a r fi Con

2

1

vídeosom

1

46

3

2

3

CÂMERA DE GUERRA

7.2 COM DUAS CAIXAS

STREAMING EM ALTA

::

::

::

A Optio W90, nova câmera digital da Pentax, é perfeita para quem gosta de se aventurar nas paisagens mais selvagens. Com 12,1 MPixels de resolução e display LCD de 2,7”, o modelo traz corpo emborrachado e robusto que resiste à água (até 6 m de profundidade), poeira, quedas e até temperaturas extremas (neve ou sol escaldante). A digital ainda captura filmes em alta definição (720p) e conta com zoom ótico de 5x e saída HDMI. A W90 é vendida em duas cores (preto e verde) e, lá fora, já está à venda por US$ 330. Info :: www.pentaximaging.com

Em um evento na Alemanha, a Panasonic apresentou um novo sistema de áudio projetado principalmente para ser utilizado com suas TVs 3D. O SC‑ZT2 é composto por duas caixas acústicas em formato torre, que distribuem o áudio pela sala por meio de diferentes angulações nos alto‑falantes, criando uma sensação de ambiência 7.2 canais (subwoofers localizados nas bases). Outra característica do home é a comunicação com a TV sem necessidade de fios. Espera‑se que o modelo seja lançado em abril, juntamente com os televisores 3D da Panasonic. Info :: www.panasonic.com

A partir de abril, os felizardos norte‑americanos contarão com um novo serviço de locadora online. Trata‑se do XStreamHD, um sistema que transmite o conteúdo comprado ou alugado por meio de um satélite exclusivo, que oferece altíssima velocidade de transferência. O detalhe é que o serviço é focado em conteúdo de alta definição (1.080p), oferecendo ao usuário acesso a todos os filmes em Blu‑ray já lançados ao alcance do sofá. O receiver do serviço é capaz de transmitir o conteúdo via wireless para qualquer aparelho da casa compatível com DLNA. Preço ainda não divulgado. Info :: www.xstreamhd.com


Na_gringa_143:VS2009 21/3/2010 17:39 Page 47

5 4

6 5

6

TABLET E NOTEBOOK

PROJEÇÃO 3D ACESSÍVEL

BLU‑RAY DE GRAÇA

Enquanto o tão aguardado tablet dedicado da HP não chega ao mercado, a fabricante “cutuca” o setor lançando o HP Elitebook 2740p, um híbrido de notebook e tablet que traz características bem interessantes. Equipado com processador Intel Core i5, o laptop traz tela LED de 12,1” com sensibilidade de toque capacitiva (toques múltiplos) e bateria de seis células que proporciona uma autonomia de até 5 horas contínuas de uso. Sem grandes detalhes divulgados, o modelo será lançado nos Estados Unidos em abril e custará US$ 1.600. Info :: www.hp.com

A Acer, uma das mais fortes fabricantes de notebooks dos EUA, decidiu entrar na briga pela tecnologia 3D lançando o S5200, primeiro projetor da marca compatível com a tecnologia estereoscópica da nVidia. Com 3.000 ANSI Lumens e resolução nativa XGA (1.024 x 768 pixels), o projetor DLP tem taxa de atualização de 120 Hz e é capaz de criar imagens com até 81”. O aparelho oferece entradas HDMI e VGA e já está disponível lá fora por um preço, até que acessível : US$ 1.000 (junte mais uns R$ 800 no investimento para adquirir a placa e os óculos necessários para o efeito 3D). Info :: www.acer.com

Já pensou em pagar menos de R$ 300 em um Blu‑ray player da Sony? Aqui no Brasil, isso parece que ainda vai demorar para acontecer, mas, para quem vai aos EUA, essa é uma oferta bem comum de se encontrar. Lojas como a BestBuy estão vendendo o atual modelo BDP‑S360 por apenas US$ 140, tornando o aparelho um item praticamente obrigatório para trazer na viagem de volta ao Brasil. Apesar de ser um player de entrada, o Sony S360 oferece todas as funções necessárias para curtir, em alta definição, todos os grandes lançamentos de Hollywood. Info :: www.sony.com

::

::

::

vídeosom

4

47


BluRay_143:VS2009 21/3/2010 17:21 Page 48

eject

BLU‑RAY

LANÇAMENTOS

Bastardos Inglórios • Inglourious Basterds • Direção: Quentin Tarantino • Elenco: Brad Pitt, Christoph Waltz, Eli Roth, Diane Kruger e Mélanie Laurent • Duração: 152 min • Ano: 2009 (EUA) • Áudio: Inglês (DTS-HD), francês e espanhol (Dolby Digital) (Blu-ray importado) • Legendas: Inglês, francês e espanhol • Tela: Widescreen (2.40:1) • Região: A • Extras: Sim (importado): Cenas estendidas (HD), Mini documentário Nation’s Pride, Making-of, pôster do filme, Quentin Tarantino’s Camera Angel • BD-Live: Não (importado) • Preço: R$ 160

Bastardos Inglórios Matar nazistas com crueldade é ponto de partida na obra‑prima de Tarantino Texto: Saulo Ferreira Fotos: Divulgação

vídeosom

::

48

Após retratar a máfia em Pulp Fiction (1994) e Jackie Brown (1998), e narrar a história de uma noiva traída que deseja vingança em Kill Bill (2004), o diretor Quentin Tarantino resolveu homenagear o cinema de guerra. O cenário escolhido é a França ocupada pelos alemães em plena Segunda Guerra Mundial, onde a jovem Shosanna Dreyfus (Mélanie Laurent) testemunha a execução de toda sua família pelas mãos do coronel nazista caçador de judeus Hans Landa (Christoph Waltz em atuação lhe rendeu o Oscar). A moça consegue escapar com vida e foge para Paris, onde vive disfarçada como dona de um cinema. Como já é tradição nas obras do diretor, o filme se divide em histórias distintas que se cruzam durante a trama. É assim que a

narrativa dá um salto para o tenente do exército norte‑americano Aldo Raine (Brad Pitt) que recruta um grupo de elite com apenas uma única missão: matar (e marcar) nazistas, de preferência, da forma mais cruel possível. Após uma série de missões atrozes e suicidas, o grupo passa a ser conhecido entre os inimigos pela alcunha de ʻOs Bastardosʼ (The Basterds). Entre uma e outra “aniquilação nazi”, encontram Bridget Von Hammersmark (Diane Kruger), atriz alemã que atua como espiã em uma missão para derrubar os líderes do Terceiro Reich. O local escolhido: a première de um filme de guerra com a presença do alto escalão nazista. Ao longo do filme, Tarantino, que também é autor do roteiro, imprime diálogos que literalmente “colam” o

espectador na poltrona e costura inúmeras referências da cultura pop na trama. A começar pelo nome do personagem principal, referência clara ao ator Aldo Ray, estrela de filmes épicos dos anos 50. Bastardos traz ainda Ennio Morricone na trilha sonora e referências ao trabalho da cineasta Leni Riefenstah, que dirigiu filmes de propaganda para o partido nazista Alemão. A edição nacional em Blu‑ray de Bastardos Inglórios deveria chegar ao mercado em abril, como parte de um pacote que a Universal informou ter preparado para marcar o início da produção de discos nacionais. Entretanto, o estúdio adiou o lançamento e não informou a nova data. A versão norte‑americana do Blu‑ray é encontrada em importadoras nacionais.


BluRay_143:VS2009 21/3/2010 17:21 Page 49

::ASSISTA TAMBÉM

Abril quente para os amantes da música. Dois excelentes documentários musicais: um sobre o Rock e outro sobre Soul

::

Os astros do soul e do rock que repousam em andares superiores da galáxia devem ter feito um acerto de contas cósmico para proporcionar essa dupla de documentários que chega ao Brasil em Blu‑ray e DVD pela Sony. São dois registros, um contemporâneo com três astros do rock e outro que chega para registrar um acontecimento histórico da década de 1970. It Might Get Loud (A Todo Volume) é indispensável para os amantes do instrumento mais marcante do rock: a guitarra. Nele, três virtuosas lendas vivas das paletas: Jimmy Page, do Led Zeppelin, The Edge, do U2, e Jack White, do White Stripes, conversam sobre como a guitarra entrou em suas vidas, suas principais influências, como criaram seus timbres únicos e trocam experiências em cima de um palco totalmente

dedicado ao mundo das seis cordas. Na mesma levada musical, porém muito mais engajado, está o aclamado Soul Power, documentário que relembra um dos mais significativos festivais de música da África, o Zaire 74, que reuniu a nata da música negra americana em Kinshasa, Zaire (atual República Democrática do Congo). Montado com cenas da época que dispensam qualquer apresentação, apresenta artistas do naipe de James Brown, B.B.King, Bill Whiters em performances inspiradíssimas. O festival de música negra aconteceu na África por ocasião do histórico confronto entre os astros do Boxe, Jorge Foreman e Muhammad Ali. A direção é de Jeffrey Levy‑Hinte, diretor de Quando Éramos Reis (When We Were Kings, 1996).

A Todo Volume

Soul Power

•Direção: Davis Guggenheim •Documentário •Ano: 2008 •Tempo: 97 min •Região: A •Áudio: inglês (Dolby Digital e Dolby TrueHD) •Legenda: Português e inglês •Tela: Widescreen (16:9) •Extras: Sim •BD-Live: Não •Preço: R$ 90

•Direção: : Jeffrey Levy-Hinte •Documentário •Ano: 2009 •Tempo: 92 min •Região: A •Áudio: inglês (Dolby Digital e Dolby TrueHD) •Legenda: Português e inglês •Tela: Widescreen (16:9) •Extras: Sim •BD-Live: Não •Preço: R$ 90

Após redigir um relatório sobre segurança internacional, o historiador e agente da CIA Jack Ryan acaba escalado para atuar em um grupo do alto escalão do Governo que luta contra uma célula terrorista armada com uma ogiva nuclear. Adaptação para o cinema da obra do escritor Tom Clancy, especializado em trailers de ação. Stardust – O Mistério da Estrela • 2007 • 127 min • Áudio: Inglês (DTS‑HD) • Legendas: Português, inglês e espanhol • Formato de tela: Widescreen (2.40:1) • Região: A • BD‑Live: Não • Extras: Sim • Preço: R$ 90

Adaptação para o cinema do conto de fadas escrito por Neil Gaiman que narra a história da vila de Wall, lugar pacato que possui uma passagem para universo lúdico de Stormhold. Tristran Thorn, jovem habitante da vila cruza a passagem em busca de uma estrela cadente, que na verdade é uma bela donzela. No elenco Michelle Pfeiffer e Robert DeNiro. O fabuloso destino de Amélie Poulain • 2001 • 123 min • Áudio: francês e português (Dolby Digital) • Legendas: Português, francês e inglês • Formato de tela: Widescreen (1.71:1) • Região: A • BD‑Live: Não • Extras: Sim • Preço: R$ 70

Se você é daqueles que torce o nariz para filmes franceses, arrisque rodar esse Blu‑ray, de preferência com uma garota ao lado. O filme narra a história da jovem Amélie, que cresceu sem contato com o mundo exterior até se mudar para um antigo apartamento em Paris onde, sem querer, encontra uma caixa escondida entre os azulejos da nova morada. Na busca pelo dono do objeto, a jovem vive a grande aventura de sua vida.

vídeosom

Rock e Soul em Blu‑ray

A Soma de Todos os Medos • The Sum Of All Fears • EUA, 2002 • 124 min • Áudio: Inglês (Dolby Digital) • Legendas: Português, inglês e espanhol • Formato de tela: widescreen (2.35:1) • Região: A • BD‑Live: Não • Extras: Sim • Preço: R$ 80

49


LinhadoTempo_Bang & Olufsen:VS2009 22/3/2010 22:14 Page 50

g Balnufsen O HISTÓRIA DAS MARCAS

BANG & OLUFSEN

írito de r p s e o vivo o rigo m m ê s t e n a m icado mtodos com o t s fi o s lufsen : ign ra servir a ang & O s e m e a B rincípio básico d a s s e a p s e p o a o u n d e a o s p s ã a o n O e intacto essoas re Qualid uipamentos mantém eve servir às p ceis de opera : : d fá o ia ã g s q lo s o e to n ! u c s r d se a te 1939 cria Seus pro adas, não me ônicos de ntrário. tr éc Aproveita o Natal para lançar o Beolit, rádio modelo que deu início do famoso prefixo Beo, usado até hoje. Ele foi o primeiro com gabinete produzido em baquelite, resina sintética precursora do plástico moldado atual. O material permitiu a produção de formas arredondadas inspiradas no veículo Buick Y-Job, de 1938.

1930 Europa enfrenta a grande depressão. Os equipamentos B&O são direcionados ao público de maior poder aquisitivo. Isso garante as vendas. Chega ao mercado o rádio modelo Five Lamper. Bastava plugá-lo na tomada para funcionar.

20 de 30 a de d écada a D c é D 1925 A história da Bang & Olufsen começou quando o jovem engenheiro Peter Bang retornou de uma viagem aos Estados Unidos com a bagagem recheada de planos para montar um negócio em seu país de origem, a Dinamarca.

40 de a d ca Dé

co rd ele stria de s, com ara dura feitos p o rara na indú tos inovadore ainda ã n ç e ue p q m e a c ra n Co quip sono o. São e recisão mpos consum erenciado e p m desde os te lufsen O dif ve d n e n u ig e q s v e S o d tradiçã Bang e sótão r a o te m n e , e P s u seg 80 ano arceiros e p d s is o a e . em qu cio há m a Dinamarca d o negó criaram sa, no interior a c a m de u ira lo Ferre Por Sau

60 de a d ca Dé

0 a de 5 Décad

1945 O exército alemão mantinha constantes inspeções na fábrica da B&O, vista como foco de atividades subversivas. Nunca encontraram provas que pudessem incriminar os funcionários ou a empresa. Ainda assim, uma explosão destruiu a fábrica na madrugada de 15 de janeiro.

1964 OBeomaster 900 conquista o mercado europeu com a mesma intensidade que o Five Lamper atingiu o mercado dinamarquês 30 anos antes.

1955 Rádios, alto-falantes, TVs e gravadores de fitas da B&O passaram a ser elogiados por suas “qualidades estéticas”.

1965 Apresentou a TV Beovision 400, uma TV criada por David Lewis, renomado designer inglês que atuou por décadas com a B&O.

VÍDEOsom

1926

50

Peter procurou por Svend Olufsen, seu amigo dos tempos de universidade. Sua proposta era unir forças para criar novos produtos radiofônicos. A proposta foi bem aceita por Olufsen, que precisava de ajuda nas pesquisas que vinha realizando para criar um modelo de rádio alimentado por corrente alternada. Na época, todos os rádios funcionavam a bateria.

TEMPOS DIFÍCEIS

1927 - Em menos de um ano, criaram uma espécie de adaptador para rádios batizado de Eliminator. O dispositivo permitia que qualquer rádio da época funcionasse ligado à rede elétrica. O equipamento foi bem aceito no mercado e no final do mesmo ano, em 17 de novembro, fundaram a empresa: a Bang & Olufsen

Uma década após reconstruir a fábrica do ataque alemão, a B&O enfrentou a concorrência de grandes fabricantes de eletrônicos europeus. Foi preciso repensar sua estratégia de negócio sob o risco de desaparecer do mapa. Foi nessa época que a empresa solicitou as primeiras colaborações de arquitetos e designers dinamarqueses para desenhar seus equipamentos.


LinhadoTempo_Bang & Olufsen:VS2009 21/3/2010 17:36 Page 51

1978 O conceituado Museu de Arte Moderna de Nova Iorque, conhecido como MoMA, realizou uma exposição com 39 produtos B&O. O Museu mantém em seu acervo permanente cerca de 20 equipamentos da marca, considerados excelência em design.

2003

1975 Época de mudanças conceituais nos equipamentos B&O. Os acabamentos externos ficaram cada vez mais enxutos, ainda que carregados de tecnologia na parte interna. Beomaster 1900 foi comercializado por décadas.

0 a de 7 Décad 1972 Estreia o Beogram 4000, toca-discos com acabamento impecável. Nessa época, diversos equipamentos da B&O já abusavam do alumínio anodizado em sua concepção. O material voltou a reinar 40 anos depois com os iPods, da Apple.

2004

Apresentou o alto-falante BeoLab 5, que consumiu 20 anos de pesquisas e está entre os melhores do mundo. As caixas são dotadas de sensores capazes de calibrar o som de acordo com cada ambiente.

2005

PROBLEMAS FINANCEIROS

Pela primeira vez em sua história, a B&O passou a fabricar equipamentos fora da Dinamarca. Nessa época a empresa alugou instalações na República Tcheca e deu início à produção. Em 2006, transferiu as instalações para uma nova fábrica com cerca de 6 mil m².

Grave queda nas receitas devido à concorrência dos equipamentos asiáticos. A estratégia de vender para quem não pergunta pelo preço não deu muito certo na era da globalização. Crise financeira e problemas administrativos que impediam a tomada de decisões rápidas também não ajudavam o progresso da empresa.

de ada Déc

80

e 90 da d a c Dé

BeoVision 4, aperfeiçoou aquilo que já era muito bom. O preço é incompatível com o padrão de 98% da população. Sorte dos 2% restantes.

00 0 2 s Ano

Em uma tentativa para levantar capital, a B&O se associou à holandesa Philips. Entretanto, a parceria durou menos de um ano.

2006 Desenvolveu o B&O Advanced Sound System, sistema de som surround para o veículo A8, da alemã Audi, e ingressou no mercado de sonorização de automóveis de luxo.

1991 Lançou o slogan “Bang & Olufsen, for those who discuss design and quality before price”, muito usado na época. Em tradução livre: “B&O, para quem deseja discutir design e qualidade antes do preço”.

Para sanar os problemas financeiros que se estendiam há anos, um novo conselho de administração foi eleito. Medidas como retenção de custos tanto na fábrica quanto nas revendas, controle de estoque e corte de funcionários foram adotados para tentar corrigir os problemas financeiros.

1992 Criou o Beosystem AV 9000, seu próprio home cinema. Com menos de US$ 30 mil no bolso não dava para pensar em levar o conjunto para casa.

2010 Apresentou a Beovision 10, TV de LCD com 55”, retroiluminada com LEDs do tipo Direct-lit, Blu-ray e todos processadores de sons já criados. Tudo embutido para evitar problemas. Já a Beovison 7 é uma TV LCD de 40”, com LEDs do tipo Edge-lit (iluminação de borda) e visual inovador.

Fontes: bang-olufsen.com; beophile.com; beoworld.org; mundodas marcas.blogspot.com; artigo de Tom Andry, Audiohilics (audioholics.com).

VÍDEOsom

1968

51


Top5_143:VS2009 24/3/2010 12:58 Page 52

top 5

Fique atento! DVD PLAYER AUTOMOTIVO

Uma resolução do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), em vigor desde 1º de março de 2006, exige que equipamentos capazes de gerar imagens para fins de entretenimento instalados na parte da frente do veículo estejam equipados com dispositivo que interrompe as imagens quando o carro entrar em movimento. Isso significa que quem possui um DVD instalado no painel do carro só pode assistir às atrações com o freio puxado. Sob pena de multa.

O som do carro anda meio s cinco caído? Separamo tela DVD players com uela aq embutida para dar elhorar m ajuda na hora de . ss o o som do p ante

Ficha Técnica

KVT‑546, da Kenwood, tem conversor DA de 24 bits e conta com processadores Dolby Digital e DTS

1

:: Tamanho e resolução da tela: 7” (440 x 234 pixels) :: Potência de saída contínua (RMS): 20 watts x 4 :: Potência máxima de saída: 50 watts x 4 (MOSFET) :: Reproduz: DVD‑R, DVD‑RW, CD‑R, CD‑RW, DivX, MP3, WMA, AAC e WAV :: Conexões: óptica digital, três saídas RCA (uma exclusiva para vídeo), auxiliar 3,5 mm (P2), conexão para iPod (requer cabo opcional KCA‑IP301V) :: Multimídia: USB, Bluetooth

vídeosom

Kenwood ‑ KVT‑546DVD

52

Tradicional marca japonesa de equipamentos de áudio e vídeo automotivo, a Kenwood é conhecida no Brasil pelo acabamento primoroso dos seus produtos. O tocador multimídia KVT‑546 é um dos mais completos do mercado e faz parte da linha 2010 que a empresa traz ao País. Entre os atrativos do modelo, o sistema “Z‑Action” armazena a tela escamoteável de 7”, sensível ao toque, com o a parte superior direcionada para cima, função que promete aumentar a vida útil do dispositivo. O player conta com conversor DA (digital/analógico) de 24 bits e processadores Dolby Digital e DTS que garantem a fidelidade sonora. Preço sugerido: R$ 2.800 Telefone: (11) 3541‑9460 Info: www.kenwood.com.br

O AVH‑P5180 apresenta 112 cores nos botões do painel frontal e cinco tipos de iluminação para os menus digitais da tela

2

Ficha Técnica :: Tamanho e resolução da tela: 7” (440 x 234 pixels) :: Potência de saída contínua (RMS): 22 watts x 4 :: Potência máxima de saída: 50 watts x 4 (MOSFET) :: Reproduz: DVD‑R, DVD‑RW, CD‑R, CD‑RW, DivX, JPEG, MP3, WMA, AAC e WAV :: Conexões: óptica digital, três saídas RCA (uma exclusiva para vídeo), auxiliar 3,5 mm (P2), RGB, conexão para iPod, entrada para câmera traseira :: Multimídia: USB e Bluetooth

Pioneer AVH‑P5180 No acirrado mercado de DVD players automotivos, uma das opções mais interessantes é o modelo AVH‑P5180 da Pionner. O aparelho oferece boa potência sonora e tela retrátil de 7” sensível ao toque, pela qual é possível controlar praticamente todas as funções do aparelho. Para facilitar a vida dos ouvintes da era digital, o modelo reproduz arquivos de áudio e vídeo a partir de qualquer pendrive. Entre as funcionalidades: equalizador de três bandas, com diversas opções de ajuste, e compatibilidade com tocadores iPod. Preço sugerido: R$ 1.800 Telefone: 0800 600 5725 Info: www.pioneer.com.br


Top5_143:VS2009 24/3/2010 12:58 Page 53

Philips CED 750 apresenta a maior potência de som entre os modelos, são quatro canais de 24 watts RMS

Panasonic CQ‑VD5005L tem bons recursos e preço atraente

Ficha Técnica

:: Tamanho e resolução da tela: 7” (440 x 234 pixels) :: Potência de saída contínua (RMS): 18 watts x 4 :: Potência máxima de saída: 45 watts x 4 (MOSFET) :: Reproduz: DVD‑R/RW, DVD+R/RW, CD‑R/RW, SVCD, VCD, MP3 e WMA :: Conexões: duas saídas RCA, auxiliar 3,5 mm (P2) :: Multimídia: USB

Ficha Técnica

3 4 5 O HBD‑9650 da H‑Buster vem até com GPS e é um dos mais baratos do mercado

Philips CED750

HBuster HBD‑9650AVN

Difícil encontrar um eletrônico que defina com tanta eficiência a expressão “bom, bonito e barato” quanto o modelo HBD‑9650, produzido pela H‑Buster. O equipamento possui tela LCD de 7" widescreen sensível ao toque que se adapta a ângulos de visão diferentes de acordo com o modelo de carro. Vem com GPS integrado e mapas navegáveis de mais de 300 cidades brasileiras. Para completar, o HBD‑9650 conta com duas saídas de vídeo para monitores externos, equalizador de sete bandas e conexão para subwoofer . Preço sugerido: R$ 1.750 Telefone: (11) 2137‑2088 (São Paulo) e 0800 724 8882 (outras localidades) Info: www.hbuster.com.br

O CED 750, da Philips, chegou ao Brasil no final de 2008 e ainda é comercializado em magazines e lojas especializadas. Prova de que o equipamento não decepciona. O modelo é o único da lista com quatro canais de áudio com 24 watts RMS de potência. O player também conta com Bluetooth integrado para o motorista fazer ligações do celular sem precisar usar as mãos, entrada USB e slot para cartões de memória do tido SD e SDHC, para reprodução de arquivos de áudio e vídeo. Preço sugerido: R$ 1.700 Telefone: (11) 2121 0203 (São Paulo) e 0800 701 0203 (outras regiões) Info: www.philips.com.br

:: Tamanho e resolução da tela: 7” 16:9 (480 x 234 pixels) :: Potência de saída contínua (RMS): 18 watts x 4 :: Potência máxima de saída: 45 watts x 4 :: Reproduz: DVD‑R, DVD‑RW, CD‑R, CD‑RW, DivX, MP3, WMA, AAC e WAV :: Conexões: duas saídas RCA, entrada auxiliar :: Multimídia: USB, conexão com iPod (requer cabo opcional)

Panasonic ‑ CQ‑VD5005L Com boas opções de players automotivos, a Panasonic não faz feio com o CQ‑VD5005L, player de DVD com tela embutida. O aparelho conta com acabamento de alta qualidade e tela de 7”, sensível ao toque, com 480 x 234 pixels de resolução. Uma conexão de áudio e vídeo frontal permite conectar filmadoras, aparelhos de MP3 e iPods. O modelo media player da Panasonic ainda oferece cinco ângulos de inclinação de tela e memória para armazenar as configurações do aparelho e evitar o reajuste. Preço sugerido: R$ 1.700 Telefone: 0800 0111033 (São Paulo) e (12) 3935‑9300 (outras localidades) Info: www.panasonic.com.br

vídeosom

Ficha Técnica

:: Tamanho e resolução da tela: 7” 16:9 (480 x 234 de pixels) :: Potência de saída contínua (RMS): 24 watts x 4 :: Potência máxima de saída: 50 watts x 4. :: Reproduz: DVD, DVD‑R/‑RW, DVD+R/+RW, DVD+RW, CD de vídeo, CD, CD‑R, CD‑RW, SVCD, DivX, Foto CD, JPEG, MPEG, MP3 e WMA :: Conexões: 1 entrada RCA, 1 saída de vídeo (vídeo composto), 2 saídas pré‑amplificada (RCA) :: Multimídia: USB, SD e SDHC (cartão de memória) e Bluetooth

53


Review iGroove:VS2009 21/3/2010 18:05 Page 54

review

TESTADO PELA REDAÇÃO

DOCK PARA IPOD

KLIPSCH IGROOVE SXT

R$ 840

Pequena gigante Com o sistema de áudio da Klipsch, seu iPod nunca mais será o mesmo Texto e fotos: Saulo Ferreira

::Compatibilidade: todos os modelos de iPod e iPhone com conector de 30 pinos ::Resposta de frequência: de 60 Hz a 20 kHz ::Frequência de corte: 4 KHz ::Volume máximo: 100 db ::Falantes: dois falantes estéreo de 2,5” e 2 cornetas (tweters) de 0,75” ::Amplificador: biamplificado (classe D) ::Conexões: 30 pinos padrão iPod, auxiliar 3,5 mm (P2) e saída S‑Video (não compatível com todos os modelos de iPod) ::Dimensões: 30 x 11 x 12 cm ::Tensão: 110 / 240 Volts A iGroove STX conta com ::Peso: 2,8 kg dois alto‑falantes de 2,5” e é o único da categoria que ::Acessórios: controle remoto, fonte A/C e seis utiliza duas cornetas bases para iPods

vídeosom

::

54

Ouvir música nos fones de ouvido do iPod durante uma atividade individual é sempre agradável. Entretanto, em casa ou no escritório, os fones de ouvido podem não ser a melhor solução, principalmente se você quiser compartilhar o que está ouvindo com outras pessoas. Neste caso, os donos de iPod e iPhone podem contar com uma dock, categoria de equipamento que amplia a qualidade de som dos portáteis e ao mesmo tempo recarrega suas baterias. Uma opção interessante neste segmento é a iGroove STX, da Klipsch, empresa conhecida no segmento de som hi‑end. Ela é bonita, compacta e indicada para usuários que desejam ouvir as músicas armazenadas em seus tocadores digitais em volumes moderados sem abrir mão da qualidade de som. O visual discreto na cor preta com detalhes na cor cinza confere elegância ao equipamento que pode ser utilizado na sala, no quarto ou no escritório. A dock é praticamente portátil. Apenas para se ter uma ideia das suas dimensões físicas, podemos dizer que a iGrove cabe com folga em cima da revista VídeoSom, que você, leitor, tem em mãos. Mas tamanho não é tudo e ao retirar o equipamento da caixa, plugar o cabo elétrico na tomada (infelizmente o aparelho não funciona com pilhas) e “espetar” o iPod na base, localizada entre os dois falantes, a primeira

pergunta que veio logo no início do teste foi: como um equipamento tão pequeno pode produzir um som tão encorpado? A dock reproduz sons claros e bem definidos que impressionam pela qualidade dos graves. Para conseguir todo esse requinte sonoro, o conjunto é “alimentado” por um amplificador competente que a Klipsch não revela a potência. O iGrove STX não fez corpo mole e reproduziu com fidelidade o som dançante do álbum Tonight, da banda escocesa Franz Ferdinand, armazenado em um iPod Touch de 8GB no formato AAC com taxa de amostragem 192 Kbps. A trilha sonora do filme Pulp Fiction no formato MP3 codificado a 320 Kbps também teve excelente desempenho entre graves e agudos, inclusive durante os diálogos do filme, reproduzidos entre uma faixa e outra. Mas o conjunto não suportou reproduzir em alto e bom som o grave de faixas como The Rain Is Gone, (MP3 a 320 kbps) do DJ inglês DubFX e apresentou leve distorção nos graves. Problema que pode ser contornado com a retenção de graves na função EQ (equalizador) do iPod Touch e iPhone. Para quem procura um equipamento com qualidade sonora, fácil de usar e que oferece preço competitivo (em relação a outros equipamentos do mesmo porte), a iGroove STX é uma excelente opção.


Review iGroove:VS2009 21/3/2010 18:06 Page 55

PRÓS

zAlta qualidade de som zTamanho compacto zRecarrega a bateria

CONTRAS

z Saída S‑Vídeo não é compatível com todos os modelos de iPod z Preço

Qualidade de som Quando se trata de reprodução de músicas digitais, um item imprescindível é o formato de compressão usado na hora de comprar faixas em lojas online ou importar as músicas do CD. Quanto mais se comprime uma canção durante a importação, maior será a perda sonora. No caso do iTunes, programa padrão para interface com o iPod e iPhone, os usuários podem escolher entre cinco codificadores diferentes na hora de ripar arquivos de música: AAC, AIFF, Apple Lossless, MP3 e WAV. Cada um possui especificidades sonoras que resultam em arquivos que ocupam mais espaço na memória e melhor desempenho sonoro ou arquivos menores e de menor qualidade. Se você é daquele que prima pelos pequenos detalhes nas gravações, o ideal é utilizar formatos mais “robustos” como o Apple Lossless, que reduz em 50% o tamanho das faixas. Agora se o seu negócio e reduzir as músicas ao máximo para carregar a coleção no bolso, os formatos AAC (padrão de músicas digitais da Apple) ou MP3 resolvem. Neste caso, configure a taxa da compressão para no mínimo 192 kbps a fim de obter uma boa fidelidade sonora.

Bases Não fique confuso com as sete bases acopláveis que acompanham o iGrove STX. O motivo da variedade são os encaixes diferentes em cada modelo de iPod. A confusão existe, mas não é culpa da Klipsch ou de qualquer outro fabricante de dock. Nos testes na redação, uma única base foi usada para encaixe de um iPod Touch 8GB e um iPhone 3GS sem dificuldades. Para modelos antigos de iPod é recomendado um teste prático antes da compra para evitar o risco de incompatibilidade.

Visual minimalista A iGroove SXT possui apenas três botões: dois para o volume e um Power – iluminado por LEDs azul (On) e vermelho (Off). O visual básico dos comandos é aceitável, principalmente para aqueles que desejam um equipamento de fácil operação. Um pequeno controle remoto acompanha o conjunto com as principais funções do equipamento (power, play, volume, mudo e troca de faixas).

Basta programar seu iPod Touch ou iPhone e conectar o portátil na base que quando o despertador soar a iGrove STX reproduz o lembrete. No caso do iPhone, a dock também amplifica o campanhinha e pode funcionar como viva-voz com retorno pelo próprio celular. Além disso, a dock da Klipsch possui saída S-Vídeo, para reproduzir os vídeos armazenados nos tocadores digitais em monitores externos e uma entrada auxiliar (P2) para conexão com iPod Shuffle. Finalizando o conjunto funções salva-vidas, a iGrove STX conta com circuito interno que recarrega a bateria dos iPods.

vídeosom

Despertador de luxo

55


Review Onkyo ST-5500:VS2009 21/3/2010 18:09 Page 56

review

TESTADO PELA REDAÇÃO

ÁUDIO

HOME THEATER IN‑A‑BOX ONKYO HT‑S5200

R$ 3.400

Cinema na caixa Home theater in‑a‑box da Onkyo cria espetacular ambiência com seus 1.200 watts e 7.1 canais Texto: Rodrigo astro Fotos: Divulgação

::Potência: 1200 watts RMS (7.1 canais) ::Processadores de áudio: Dolby Pro Logic IIx, Dolby Digital EX, DTS ::Conexões: Entradas: HDMI (4), vídeo componente (2), vídeo composto (4), áudio digital ótico (2), áudio digital coaxial (2), áudio analógico (6), áudio auxiliar (P2), dock universal para iPhone Saídas: HDMI, vídeo composto, vídeo componente, áudio analógico (2), headphone ::Rádio AM / FM ::Alimentação: 110~240 volts ‑ 50/60Hz ::Dimensões: Receiver: 43,5 x 15 x 36,9 cm Satélites frontais: 15,5 x 37,1 x 19,8 cm Satélites traseiros: 15,1 x 27,1 x 9,6 cm Satélite central: 43,6 x 10,5 x 13,2 cm Subwoofer: 28,3 x 49,8 x 39,9 cm ::Peso: 21 kg (total) ::Preço: R$ 3.400

vídeosom

::

56

Ideais para quem quer dar um upgrade sonoro na sala de vídeo, os home theaters in‑a‑box são sistemas intermediários entre um integrado e receiver e caixas compradas avulso, oferecendo tudo o que o usuário precisa para alcançar uma boa qualidade de áudio sem gastar fortunas. Entre as poucas opções de in‑a‑box disponíveis no Brasil, uma ótima escolha é o Onkyo HT‑S5200. Com potência total de 1.200 watts RMS, o conjunto de 7.1 canais apresenta um design básico e direto, com formas quadradas e acabamento com a cor preta predominante. As caixas acústicas, que são fabricadas com madeira em MDF, apresentam um tamanho médio, exigindo um bom espaço para a instalação de todas as caixas e o gigante subwoofer. O receiver que acompanha o conjunto possui uma boa quantidade de entradas. Além das várias entradas analógicas, o aparelho traz 4 entradas de áudio digital (duas óticas e duas coaxiais) e 4 entradas HDMI. Há também um dock para conexão universal com iPod incluso na embalagem. Após a instalação do sistema, o receiver oferece opção de calibragem automática das caixas acústicas. Para isso, um microfone (incluso) deve ser posicionado

O sistema in‑a‑box da Onkyo oferece uma boa variedade de entradas e saídas, suficiente para a maioria dos usuários

em diferentes locais da sala durante o teste automático que demora cerca de 10 minutos para ser completado. A função de autocalibragem foi eficiente, pois configurou corretamente o ganho de todos os satélites. Infelizmente, o receiver conta com alguns pontos negativos. Pra começar, o modelo não oferece opções de configurações na tela da TV. Todos os parâmetros devem ser configurados utilizando o pequeno display LCD do painel frontal, o que acaba dificultando o processo. Outra fraqueza do aparelho é a ausência os decodificadores de alta definição Dolby TrueHD e DTS HD. Até aí tudo bem. Mas a mais grave de todas é que o receiver não suporta áudio via HDMI, o que significa que você terá que utilizar dois cabos para ligar seus aparelhos de alta definição: HDMI (para o vídeo) e ótico ou coaxial (para o áudio). Uma falha considerável. Quanto ao desempenho sonoro, o HT‑S5200 proporcionou um verdadeiro espetáculo de áudio. Os 7.1 canais criaram uma forte ambiência, com frequências muito bem distribuídas e audíveis. O subwoofer merece um destaque maior, pois reproduziu as frequências graves com alta fidelidade e uma grande potência. Não houve nenhum indício de distorção, mesmo em volumes mais elevados. O Onkyo HT‑S5200 pode ser encontrado em lojas especializadas em eletrônicos e custa por volta de R$ 3.400 – um investimento que, apesar de alto, vale muito a pena.


Review Onkyo ST-5500:VS2009 21/3/2010 18:09 Page 57

O home theater in‑a‑box HT‑S5200 da Onkyo oferece tudo o que o usuário precisa para dar aquele upgrade na sala de vídeo sem gastar fortunas e sem o áudio básico e simples encontrado na maioria dos sistemas integrados

PRÓS

zÁudio 7.1 canais de alta qualidade com ótima distribuição de frequências zDock para iPhone/iPod incluso na embalagem zSubwoofer proporciona graves fortes e definidos zSistema eficiente de autocalibragem

CONTRAS

zNão suporta áudio via HDMI zNão tem processadores de áudio de alta definição zConfiguração só pelo display do receiver

O receiver do sistema traz uma boa quantidade de entradas. Além das várias opções de conexões analógicas, o aparelho conta com dock para iPod que carrega o aparelho enquanto reproduz seu conteúdo (filmes, músicas e imagens). Apesar de oferecer quatro entradas HDMI, o receiver não reproduz o áudio dessa interface. Isso significa que você terá que utilizar dois cabos para conectar seu Blu-ray ou videogame: HDMI (para vídeo) e coaxial ou ótico (para o áudio).

Acabamento O design das caixas do HT-S5200 é simples e direto. O conjunto inteiro é baseado na cor preta e traz formas completamente quadradas. Todas as caixas acústicas são construídas com madeira MDF e necessitam de um bom espaço na sala. Para ambientes pequenos, o usuário pode instalar apenas o sistema 5.1, deixando duas caixas para sonorização de um segundo ambiente por meio da saída frontal B.

No quesito áudio, o HT-S5200 da Onkyo rende um verdadeiro espetáculo sonoro. O conjunto proporciona alta potência e frequências bem distribuídas, criando forte ambiência com os 7.1 canais sem nenhuma incidência de distorção (mesmo em volumes mais elevados). O subwoofer ativo do home theater merece destaque, pois reproduziu os graves com forte presença, literalmente fazendo o chão tremer. O recurso de autocalibragem por microfone é outro ponto forte, pois configurou com êxito os parâmetros adequados para a sala.

vídeosom

Áudio Conexões

57


Review Positivo S457U:VS2009 21/3/2010 18:07 Page 58

review

TESTADO PELA REDAÇÃO

NOTEBOOK

POSITIVO MOBILE S457U

R$ 3.300

Laptop classe A Novo notebook da Positivo traz o super processador Intel i7 e surpreende pelo poder de processamento Texto: Rodrigo Castro Fotos: Divulgação ::Processador: Intel Core i7 ::Sistema operacional: Windows 7 Ultimate ::Tela: LCD de 14,1” ::Memória RAM: 4 GB (DDR3) ::HD: 500 GB ::Leitor de cartões: SD, MS ::Webcam: 1,3 MPixels e microfone integrados ::Bateria: 6 células com duração de até 5 horas ::Alto‑falantes embutidos (estéreo) ::Conexões: Wi‑Fi 802.11b/g, Ethernet, 3 portas USB, microfone e saídas HDMI (áudio e vídeo), VGA e áudio analógico (P2) ::Dimensões: 34 x 23 x 3,1 cm ::Peso líquido: 2,2 kg (com bateria) ::Preço: R$ 3.300

vídeosom

::

58

Não é por acaso que a Positivo, fabricante brasileira de produtos de informática, cresce a cada ano. Com produtos inovadores e de excelente qualidade a empresa vem se destacando no mercado. Sua mais recente aposta é S457U, um dos primeiros notebooks no Brasil equipados com o novo processador Intel Core i7, o mais rápido do mundo para o segmento de notebooks da atualidade. Muito diferente dos primeiros notebooks lançados pela Positivo, que apresentavam, além de um hardware mediano, design nada chamativo, o novo S457U conta com um visual digno de primeira linha. A tampa do equipamento traz um bonito acabamento black piano acompanhado de detalhes em prata e cinza que, juntos, criam um design muito elegante. Já a parte de dentro é totalmente preenchida com uma tonalidade preta/grafite fosco. Seu teclado possui teclas bem grandes e sensíveis, mas com pouco espaço entre elas. Isso pode causar certo desconforto para alguns usuários, mas é só uma questão de costume . O S457U, que vem equipado com o sistema operacional Windows 7 Ultimate, conta com vários recursos muito úteis. Pra começar, a máquina tem câmera de 1,3 MPixels integrada na parte superior da tela. Apesar de ser considerada baixa, a resolução é mais que suficiente para a transmissão de vídeo em tempo real pela internet. O touch pad (mouse

Dentre as conexões, se destaca a saída HDMI, que permite a reprodução de áudio e vídeo em um HDTV

controlado pelos dedos) oferece suporte a multi toque (como no iPhone) e sua sensibilidade é muito boa. Sobre conexões, o notebook oferece praticamente todas as encontradas nos melhores dispositivos: Ethernet, Wi‑Fi, VGA, entrada e saída de áudio, leitor de cartões SD/MS e três portas USB (considerado pouco, pois já há modelos que oferecem até 5 portas). O melhor de tudo é que há uma conexão de saída HDMI, que permite envio de vídeo e áudio para as TVs de alta definição. Esse recurso, aliado ao media center do Windows 7, faz do PC uma verdadeira central de entretenimento, facilitando a reprodução de filmes e a visualização de conteúdos diversos. Sem dúvidas, o grande destaque do novo notebook é o feroz desempenho. O poder de processamento do Intel Core i7 (de 4 núcleos) impressionou muita gente na redação. Nos testes com um benchmark (software que analisa e avalia o conjunto de hardware da máquina), o resultado geral foi cerca de 4 vezes maior do que um Core 2 Duo (processador mais comum em notebooks) e cerca de 10% mais rápido que um desktop com o Core 2 Quad, mostrando agilidade em processamentos aritméticos e suavidade na renderização de gráficos em 3D. Mas, o ótimo desempenho não é mérito só do i7. A máquina oferece um hardware de apoio muito robusto: LCD de 14,1”, 4 GB de memória RAM DDR3, HD SATA de 500 GB e placa gráfica aceleradora Intel Media HD. O S457U já está à venda nas lojas por R$ 3.300.


Review Positivo S457U:VS2009 21/3/2010 18:08 Page 59

Perfeito para quem precisa de um computador portátil para trabalhos pesados, o notebook S457U é um dos primeiros no Brasil a embarcar o i7, novo processador da Intel que carrega o mérito de ser o mais rápido do mundo

PRÓS

zProcessador Intel Core i7 zAlto desempenho em processamento zVisual e acabamento de primeira zWindows 7 Ultimate zSaída HDMI (áudio e vídeo)

CONTRAS

zAlto falantes integrados têm desempenho abaixo do esperado zApenas 3 portas USB

Hardware ::Processador: Intel Core i7 ‑ M620 (2,67 GHz, 4 MB Cache) ::Vídeo: Intel Graphics Media Accelerator HD ::Áudio: Via High Definition Audio ::Rede: Realtek RTL8197 SE ::Modem: Motorola SM56 ::HD: Samsung HM500JI ::Webcam: Chicony

Diferente dos primeiros modelos lançados há tempos atrás pela Positivo, o novo notebook conta com um design digno de primeira linha. A parte de fora (traseira do LCD) é coberta com acabamento black piano e traz alguns detalhes em cinza e prata que ajudam a compor um visual elegante. Já a parte de dentro é toda preenchida com preto/grafite fosco, o que livra o computador das nada bonitas impressões digitais. O teclado possui teclas grandes e bem sensíveis, o que pode não agradar a algumas pessoas (mas, é questão de costume).

Alto desempenho

Recursos poderosos

O desempenho geral do novo processador Intel i7 chega a ser impressionante. Nos testes com um benchmark (software que analisa toda a parte de hardware da máquina), o resultado foi cerca de 4 vezes mais potente do que um PC com Core 2 Duo (processador mais comum em notebooks) e algo em torno de 10% mais eficaz do que um desktop com Intel Quad Core. Para quem busca uma máquina portátil para trabalhar com softwares profissionais (como o Photoshop), a S457U é a escolha certa.

Além do hardware robusto, o S457U traz alguns recursos muito úteis. A webcam integrada oferece 1,3 MPixels de resolução, definição mais que suficiente para realizar videoconferências. A conexão HDMI permite o envio de vídeo e áudio para televisores e monitores, valorizando o Media Center do Windows 7, uma poderosa ferramenta de entretenimento. Por fim, o touch pad (mouse controlado pelos dedos) reconhece toques múltiplos (como no iPhone), oferecendo mais agilidade e conforto na realização de várias tarefas.

vídeosom

Acabamento top de linha

59


Correio_143:VS2009 21/3/2010 17:25 Page 60

help

CORREIO TÉCNICO

ESPAÇO DO LEITOR

::Legenda na TV Adquiri recentemente uma TV plasma Samsung PL50B650. Os motivos de escolha do televisor foram dois: a alta qualidade de imagem oferecida pelo painel de plasma e a capacidade do modelo de reproduzir arquivos de vídeo. Mas, estou tendo um pequeno problema: consta no manual que a TV consegue reproduzir legendas de vídeos em MKV, mas não estou conseguindo adicionar a legenda ao vídeo. O que posso estar fazendo de errado? ::Odair Mallechi Por e‑mail

::A maioria dos televisores que reproduzem conteúdo multimídia também consegue reproduzir arquivos de legenda. Para isso, a legenda desejada deve estar armazenada na mesma pasta ou diretório do arquivo de vídeo e deve conter exatamente o mesmo nome do filme. Caso estas condições não sejam obedecidas, a legenda poderá não ser visualizada.

::Fotos no e‑mail Preciso enviar por e‑mail várias fotos de uma viagem que fiz, porém, as imagens estão muito grandes (são cerca de 120 fotos e cada uma tem em média 3 MB de tamanho). Existe algum programa capaz de diminuir automaticamente o tamanho de várias imagens ao mesmo tempo? ::Henrique Donaire Por e‑mail

vídeosom

O videogame Nintendo Wii revolucionou o modo de jogar, mas peca na parte gráfica dos games

60

das imagens convertidas na opção Definir Tamanho (para e‑mail, é recomendada a resolução 800 x 600 pixels) e aperte o botão Iniciar. Pronto. Agora, as imagens podem ser mandadas sem nenhum problema por e‑mail.

::Videogame certo Para exibir legendas em TVs com recurso multimidia, o arquivo deve ter o mesmo nome e estar na mesma pasta do vídeo

::Existe uma solução bem fácil para seu problema, Henrique. Basta baixar e instalar o FotoSizer, um aplicativo gratuito e totalmente em português que converte uma pasta inteira de imagens de uma só vez e com várias opções de personalização. Para baixar o software, basta acessar o link: tinyurl.com/ FotoSizer. Após baixar e instalar o FotoSizer, clique no botão Selecionar Pastas, localize o diretório onde estão armazenadas as imagens que você deseja converter, selecione o tamanho

Estou querendo dar a meu sobrinho um videogame de presente de aniversário, mas estou em dúvida entre: Wii, PlayStation 3 e Xbox 360. Qual deles é o melhor? Vale citar que o aparelho ficará em minha sala de vídeo, ou seja, outras funções além de videogame serão muito bem‑vindas. ::Ailton Magalhães Por e‑mail

::Não há como concluir qual videogame da nova geração é o melhor. Isso porque

O Sony PlayStation 3 oferece gráficos avançados, mas o custo dos jogos é bem alto

O Microsoft Xbox 360 tem gráficos de primeira, mas dá mais problermas


Correio_143:VS2009 22/3/2010 22:06 Page 61

::ENVIE SUAS DÚVIDAS videosom@europanet.com.br

HD com duas USB

Gostaria de ligar um HD externo na minha TV LG Scarlet II para reproduzir os vídeos armazenados no mesmo. Porém, meu dispositivo (HP SimpleSave de 320 GB) precisa de duas portas USB para funcionar e a TV só oferece uma. Já tentei por um split (HUB) para dividir a única porta USB da TV em duas, mas mesmo assim não funcionou. Existe alguma solução para isso? Maurício Pascal ‑ Por e‑mail

::Alguns HDs externos necessitam de duas portas USB para funcionar: uma para alimentar o disco e outra para a comunicação com o PC (ou TV, no seu caso). Adicionar um HUB USB que divide a funcionalidade da porta não funcionará nesse caso porque a energia não é suficiente para alimentar o dispositivo. Mas, há uma solução. Existe no mercado uma espécie de adaptador USB que é ligado diretamente na energia elétrica para carregar gadgets como celulares e players portáteis. Com um desses, basta plugar a USB de alimentação (de cor cinza) no adaptador e a outra USB na TV para que funcione corretamente. Esse adaptador pode ser facilmente encontrado nas lojas por R$ 15.

O adaptador de alimentação USB pode ser encontrado facilmente em várias lojas de eletrônicos

cada um deles possui uma característica única, ou seja, vai mesmo do gosto da pessoa. O Nintendo Wii, por exemplo, trouxe uma revolução nos games com o controle que reconhece os movimentos do jogador. Porém, o game peca por trazer gráficos simples e em baixa definição. O Microsoft Xbox 360 traz uma enorme variedade de games e seus gráficos são de tirar o fôlego. Só que o videogame é um dos que mais dá problemas de funcionamento. Já o Sony PlayStation 3 possui o melhor desempenho gráfico, mas seus games, além de complexos, têm o custo bem alto. Como você citou que outras O HT‑Z320T pode ser facilmente destravado para rodar discos de DVD de todas as regiões

funcionalidades do videogame podem ser tomadas como padrão de escolha, então, nesse caso, o mais interessante de todos é o PlayStation 3. Isso porque, além de ser um ótimo videogame, o console também é um competente player de Blu‑ray e media center.

esse bloqueio? ::Andrew Souza Por e‑mail

::Para destravar o bloqueio de regiões do HZ‑Z320T, siga o procedimento:

1. Ligue o aparelho sem nenhum disco na bandeja.

::S‑Vídeo na TV LCD Possuo uma TV LCD de 42” da Panasonic e há cerca de uma semana estou com o serviço de TV por assinatura SKY digital. Estou ligando o receptor à TV por meio do cabo de vídeo composto e a imagem está consideravelmente ruim. Ouvi dizer que a saída de S‑Vídeo do receptor da SKY oferece uma qualidade superior à de vídeo composto, porém, meu televisor não tem essa entrada. Se eu comprar um adaptador de S‑Vídeo para vídeo componente, terei uma melhora na imagem? ::Diogo Silva Por e‑mail

::De fato, o S‑Vídeo oferece uma qualidade de imagem superior à do vídeo composto. Como sua TV não tem entrada S‑Vídeo, uma solução para converter o sinal S‑Vídeo em vídeo componente é o conversor D‑4000 da Transcortec (www.transcortec.com.br). Apesar da melhora na qualidade de imagem em relação à conexão de vídeo composto, ela será bastante sutil. A melhor solução é assinar o plano HD da SKY, pois ele oferece um receptor equipado com vídeo componente e HDMI. Além disso, você também terá uma melhora de qualidade nos canais que não são de alta definição.

::Liberar HT Samsung Comprei um home theater 5.1 canais Samsung HT‑Z320T nos Estados Unidos e ele não roda DVD da região 4. Há algum procedimento para destravar

2. Pressione o botão Enter no controle remoto. 3. Aperte a seguinte sequência numérica: 8, 4, 2, 6 e 9. Confirme com Enter.

4. O player desligará automaticamente. Basta ligá‑lo novamente para concluir o processo.

?

Capacitiva ou resistiva

Estou pesquisando alguns modelos de smartphone e geralmente vejo uma característica que não entendo: as chamadas telas touch screen capacitivas e resistivas. Qual a diferença entre elas? Renato Alvarenga ‑ Por e‑mail

::Capacitiva e resistiva são duas tecnologias diferentes integradas nos displays de LCD com sensibilidade de toque. Telas resistivas são compostas por várias camadas de material condutivo. Quando a tela é pressionada, estes materiais fazem contato, revelando a posição correta por coordenadas X e Y. Nas telas capacitivas, a posição é informada por meio de troca de tensão, onde o dedo funciona como um capacitor, que interage com um certo ponto do display (marcado com coordenadas), revelando o local pressionado. O recurso de toques múltiplos (utilizado no iPhone) só é possível com telas capacitivas.

O iPhone é um dos aparelhos que usa tela capacitiva, que permite o reconhecimento de mais de um toque ao mesmo tempo

vídeosom

?

61


NA VIDEOSOM 142:Anuncio_Grandes Mestres 22/3/2010 18:10 Pรกgina 1


NA VIDEOSOM 142:Anuncio_Grandes Mestres 22/3/2010 18:10 Pรกgina 2


GuiadeCompras_143:VS2009 21/3/2010 17:31 Page 64

shop

GUIA DE COMPRAS

ÁUDIO INTEGRADO

::SISTEMAS INTEGRADOS ::DESTAQUE DO MÊS

LG HB954TZW ::

Apesar de ser um dos mais caros à venda no mercado, o home theater HB954TZW da LG vale por cada centavo investido. Além da alta potência sonora (1.000 watts RMS distribuídos por cinco caixas acústicas mais um subwoofer) e da capacidade de reproduzir discos Blu‑ray, o sistema conta com design muito atraente e traz uma grande variedade de conexões, com destaque para as duas entradas HDMI e o dock retrátil para iPod localizado no painel frontal. Outro ponto interessante do home theater é o recurso wireless, onde as caixas de som traseiras recebem o áudio de um receptor sem fio (incluso na embalagem), dispensando aquela incômoda “fiarada” passando pelo meio da sala. Para completar, a função YouTube permite o acesso a milhões de vídeos do famoso site, tudo diretamente na tela de sua TV. O sistema é vendido nas lojas por R$ 4 mil. Para mais informações, confira o teste completo do equipamento, publicado na edição 139 da VídeoSom.

Lojas

Americanas Compra fácil Extra Fast Shop FNAC Magazine Luiza MercadoLivre Ponto Frio Shoptime Submarino Walmart

4003-1000 (21) 2515-7000 4004-4737 (11) 3232-3100 (11) 3579-2000 (11) 3508-9900 Não disponível 0800-2861855 4003-9898 4003-5544 3003-6000

Fabricantes de home theaters

LG Panasonic Philco Philips Samsung Semp Toshiba Sony

0800-7075454 0800-0111033 11 2937-6278 0800-7010203 0800-124421 (11) 3232-2000 0800-8807669

ESPECIFICAÇÕES ::Potência: 1.000 watts RMS (5.1 canais) ::Compatibilidade: BD, DVD, CD, JPG, MP3, WMA, WMV, JPEG, DIVX ::Conexões de saída: HDMI, vídeo composto e componente ::Conexões de entrada: HDMI (2), áudio analógico, áudio digital (ótico e coaxial), USB, Ethernet e dock para iPod ::Recursos: Rádio AM/FM, caixas surround wireless (adaptador incluso), streaming e acesso ao YouTube ::Preço: R$ 4.000 O sistema da LG possui

vídeosom

1.000 watts RMS , reproduz Blu‑ray e ainda acessa vídeos do YouTube

64

www.americanas.com.br www.comprafacil.com.br www.extra.com.br www.fastshop.com.br www.fnac.com.br www.magazineluiza.com.br www.mercadolivre.com.br www.pontofrio.com.br www.shoptime.com.br www.submarino.com.br www.walmart.com.br

www.lge.com.br www.panasonic.com.br www.philco.com.br www.philips.com.br www.samsung.com.br www.semptoshiba.com.br www.sonystyle.com.br


Samsung HT‑Z120

Philco PHT660

LG HT304

Philips HTS3181

::Potência: 330 w RMS (5.1 canais) ::Compatibilidade: DVD, CD, MP3,

::Potência: 360 w RMS (5.1 canais) ::Compatibilidade: DVD, CD,

::Potência: 300 w RMS (5.1 canais) ::Compatibilidade: DVD, CD, JPG,

::Potência: 300 w RMS (5.1 canais) ::Compatibilidade: DVD, CD, MP3,

JPG, WMA, DIVX, XVID ::Conexões: Saídas de vídeo composto e componente, entradas de áudio analógico e USB ::Recursos: Rádio FM ::Preço: R$ 450

WMA, JPEG, MP3 ::Conexões: Saídas HDMI, vídeo composto e componente, entradas de áudio analógico, áudio digital (coaxial), USB e leitor SD ::Recursos: Rádio AM/FM ::Preço: R$ 450

MP3, DIVX composto e componente, entradas de áudio analógico (2) e USB ::Recursos: Rádio AM/FM ::Preço: R$ 550

JPG, WMA, DIVX ::Conexões: Saídas de vídeo composto e componente, entradas de áudio analógico e USB ::Recursos: Rádio FM ::Preço: R$ 600

Semp Toshiba XB‑1536

Semp Toshiba XB‑1551

Philips HTS3565

Sony DAV‑DZ295K

::Potência: 300 w RMS (5.1 canais) ::Compatibilidade: DVD, CD, MP3,

::Potência: 600 w RMS (5.1 canais) ::Compatibilidade: DVD, CD,

::Potência: 1.000 w RMS (5.1 canais) ::Compatibilidade: DVD, CD, MP3,

::Potência: 850 w RMS (5.1 canais) Compatibilidade: DVD, CD, MP3,

JPG, WMA, MP4 ::Conexões: Saídas de vídeo composto, componente e S-Vídeo, entradas de áudio analógico e USB ::Recursos: Rádio AM/FM ::Preço: R$ 800

WMA, JPEG, MP3 ::Conexões: Saídas de vídeo componente, composto, S-Vídeo e headphone, entradas de áudio digital (ótico e coaxial), áudio analógico e USB ::Recursos: Rádio AM/FM ::Preço: R$ 1.000

JPG, WMA, DIVX ::Conexões: Saídas HDMI, vídeo composto e componente e S-Vídeo, entradas de áudio digital (ótica) e USB ::Recursos: Rádio FM ::Preço: R$ 1.200

JPG, WMA, DIVX ::Conexões: Saídas HDMI, vídeo composto e componente e headphone, entradas de áudio analógico (2), DMPort e USB ::Recursos: FM, Wireless p/ caixas traseiras (adaptador não incluso) ::Preço: R$ 1.300

Panasonic SC‑PT560

Samsung HT‑X725

LG HW554TH

::Potência: 1.000 w RMS (5.1 canais) ::Compatibilidade: DVD, CD, JPG,

::Potência: 800 w RMS (5.1 canais) ::Compatibilidade: DVD, CD, MP3,

Panasonic SC‑PT579

::Potência: 500 w RMS (5.1 canais) ::Compatibilidade: DVD, CD, JPG,

::Potência: 1.000 w RMS (5.1 canais) ::Compatibilidade: DVD, CD, MP3,

MP3, AVCHD, DIVX ::Conexões: Saídas HDMI, vídeo composto, componente, áudio analógico e headphone, entradas de áudio digital ótico, áudio analógico, USB e dock para iPod ::Recursos: Rádio AM/FM ::Preço: R$ 1.300

JPG, WMA, DIVX ::Conexões: Saídas HDMI, vídeo composto e componente, entradas de áudio digital (coaxial e ótico), áudio analógico, USB e Ethernet ::Recursos: Rádio FM, conexão Bluetooth, Wireless para caixas traseiras (adaptador não incluso) ::Preço: R$ 1.600

MP3, DIVX

JPG, WMA

::Conexões: Saídas HDMI, vídeo

::Conexões: Saídas HDMI, vídeo composto, componente e headphone, entradas de áudio analógico, áudio digital ótico, USB e dock para iPod ::Recursos: Rádio FM, Wireless para caixas traseiras (adaptador incluso) ::Preço: R$ 1.900

Philips HTS7520

Samsung HT‑BD1250T

::Potência: 1.000 w RMS (5.1 canais) ::Compatibilidade: BD, DVD, CD,

::Potência: 1000 w RMS (5.1 canais) ::Compatibilidade: BD, DVD, CD,

JPG, MP3, DIVX, WMV, MKV, AVCHD ::Conexões: Saídas HDMI, vídeo composto e componente, entradas de áudio analógico, áudio digital (ótico e coaxial), Ethernet e USB ::Recursos: Rádio FM ::Preço: R$ 2.600

JPG, MP3, DIVX, WMV ::Conexões: Saídas HDMI, vídeo composto e componente, entradas de áudio digital (coaxial e ótico), áudio analógico, USB e Ethernet ::Recursos: Rádio FM, streaming de arquivos multimídia e compatibilidade Wi-Fi (adaptador não incluso) ::Preço: R$ 2.900

::Conexões: Saídas de vídeo

composto e componente, entradas de áudio analógico (2), áudio digital (ótico) e USB ::Recursos: Rádio AM/FM, Wireless para caixas traseiras (adaptador incluso) ::Preço: R$ 1.700

Panasonic SC‑BT205

LG HB954TZW

::Potência: 1.000 w RMS (5.1 canais) ::Compatibilidade: BD, DVD, CD,

::Potência: 1.000 w RMS (5.1 canais) ::Compatibilidade: BD, DVD, CD,

JPG, MP3, AVCHD ::Conexões: Saídas HDMI, vídeo composto, componente, áudio analógico e headphone, entradas de áudio digital ótico, áudio analógico, USB e dock para iPod ::Recursos: Rádio AM/FM, streaming e acesso ao YouTube ::Preço: R$ 3.500

JPG, MP3, WMA, WMV, JPEG, DIVX ::Conexões: Saídas HDMI, vídeo composto e componente, entradas HDMI (2), áudio analógico e digital (ótico e coaxial), USB, Ethernet e iPod ::Recursos: AM/FM, Wireless para caixas traseiras (adaptador incluso), streaming e acesso ao YouTube ::Preço: R$ 4.000

vídeosom

GuiadeCompras_143:VS2009 21/3/2010 17:31 Page 65

65


Retrô_143:VS2009 21/3/2010 17:47 Page 66

mpo nel do te tú o d Direto

Curiosidades

Uma das prim eiras gravaçõe s de áudio da história fo i a música infa ntil Mary Had a Little La mb, que foi ca ntada por Thomas Ediso n durante os testes de seu fonógr afo, em 1877 .

Os discos de vinil (ou, para os mais íntimos, bolachões) foram as primeiras mídias analógicas utilizadas para a gravação de áudio da história. Com mais de 80 anos de existência, o formato atravessou gerações e até hoje é um dos preferidos entre o público audiófilo devido à grande profundidade sonora que oferece. Descubra agora um pouco de sua história. A base da tecnologia utilizada no vinil foi inventada por Thomas Edison, o mesmo criador da lâmpada. Em 1877, Edison fez uma experiência utilizando uma ponta de metal presa a um alto‑falante de telefone e um cilindro de parafina. Ao gritar no telefone e girar uma alavanca, a ponta marcava as vibrações na parafina que, depois de seca, entrava em contato com uma agulha ressonante (conectada a uma corneta) capaz de reproduzir o que foi gravado. Ao ver que sua experiência renderia sucesso, Edison substituiu a parafina por um cilindro de metal coberto com uma camada de estanho e criou, no mesmo ano, o fonógrafo, primeiro reprodutor e gravador de áudio do mundo.

vídeosom

1

66

Em 1888, o alemão Emile Berliner criou o gramofone, uma espécie de fonógrafo que lia lateralmente as marcações de um disco de borracha vulcanizada, que era mais barato e mais fácil de produzir naquela época do que os cilindros de metal de Edison. Nessa mesma época, Edison e Berliner brigaram pela patente do gramofone (que utilizava o mesmo princípio do fonógrafo). Berliner ganhou os direitos. A partir daí, as duas invenções iniciaram uma batalha para decidir quem sobreviveria como formato oficial de gravação.

da atualidade Alguns artistas seus álbuns o nd ça estão lan il como uma vin em discos de ate à pirataria. forma de comb

2

Em 1896, os dois aparelhos já tinham um motor elétrico, que dispensava a alavanca manual e garantia uma velocidade constante. Nenhuma das tecnologias tinha um preço popular. Somente pessoas de alto poder aquisitivo tinham um aparelho em casa e pouquíssimas gravações foram feitas. Foi aí que em 1918, com a expiração da patente do gramofone, várias empresas começaram a produzir os discos de borracha. Em 1920, os cilindros do gramofone deixaram de ser produzidos.

3

Em 1925, surgiram os primeiros tocadores de discos equipados com amplificadores elétricos, dispensando a tradicional corneta do gramofone. Nesta época, o LP (long play), disco de 12” com autonomia de gravação de 20 minutos por lado, foi criado pela Columbia Records. O famoso disco de vinil só foi projetado em 1930, pela RCA. Devido ao seu baixo custo, maior flexibilidade e a possibilidade de gravações em estéreo, o vinil dominou o mercado em pouco tempo, se tornando o material padrão para a produção dos discos.

4

De 1925 a meados dos anos 80, o disco foi a principal forma de distribuição de áudio. O formato só perdeu força no começo dos anos 90 devido à popularização do CD, que, além de mais compacto, oferecia áudio totalmente digital, livre de chiados. Apesar de não estar tão presente no mercado atual, os discos de vinil nunca deixaram de ser fabricados e ainda é um sucesso de venda entre o público audiófilo, que prefere o som do bolachão do que qualquer outra fonte de áudio.

5


205 X 275:Layout 1 11/2/2010 15:10 Pรกgina 1


Anuncio 205x275.indd 1

3/15/10 2:59 PM


Revista VídeoSom 143