Page 1

ano 13 • número 34 • julho de 2012

Telefone/Fax: (19) 3491-7000 • Caixa Postal 1820 – 13360-000 – Capivari – SP www.editoraeme.com.br • vendas@editoraeme.com.br • blog.editoraeme.com.br

IMPRESSO

Lançamentos Desistir da vida não é solução

Mais uma obra especial resgatando uma das principais parcerias da história do Espiritismo: a do médium Chico Xavier com o espírito André Luiz, conhecido como “repórter do além”

“O Espiritismo vem mostrar que o trabalho de reconstrução da vida, às vezes, é árduo, penoso, mas que, no final do túnel, o Pai compassivo espera a volta do filho com os braços abertos”, comenta Isabel Scoqui sobre seu novo livro, que aborda o suicídio. Leia mais sobre a obra e a autora, numa especial entrevista.

páginas 2 e 3

A pequena flor do campo

Luiz Gonzaga Pinheiro Estudo romanceado • 14x21 cm • 216 pp. • R$ 22,00

Nesta história envolvente, um ex-chefe de tribo africana que vendia negros para que fossem escravizados no Brasil, reencarna neste país e, antes mesmo de nascer, começa a ser perseguido por inimigos. Com apenas 45 dias de nascida, Hortência chega ao centro, dando início ao tratamento de um complexo caso de desobsessão.

Retorno ao passado

Dauny Fritsch • William (espírito) Romance mediúnico • 16x23 cm • 272 pp. • R$ 28,00

Nesta envolvente trama, vamos conhecer dois momentos distintos nas vidas de um grupo de espíritos, antes unidos pelo ódio e pelo rancor. Encontraremos o barão Negrus Mont utilizando o magnetismo para manipular as suas vítimas, e a generosa Anahys, espírito desprendido que a todos auxilia com o seu amor.

TAMBÉM NESTA EDIÇÃO

OK!

Li e gostei

Comentários de leitores sobre livros de Eça de Queirós/Wanda Canutti e Joseval Carneiro

página 3

AGUARDE! Nossa equipe já está trabalhando nas Agendas 2013, com muito conteúdo de qualidade!

PROMOÇÕES Conheça os 12 pacotões especiais, com livros de sucesso da editora, a preços imperdíveis

página 4 1


Lançamento

Editorial Olá! Você está recebendo mais uma edição do Leitor EME. Na entrevista deste mês, conheça a escritora paulista Isabel Scoqui e o seu mais recente lançamento, baseado principalmente nas obras de André Luiz, que trata das consequências do suicídio, procurando preveni-lo, e da infinita misericórdia de Deus. Veja ainda o novo romance da médium Dauny Fritsch, pelo espírito William, e o último estudo romanceado de Luiz Gonzaga Pinheiro, lançados recentemente. Leia comentários de leitores sobre dois dos nossos livros e, na última página, conheça os 12 pacotões especiais, com excelentes títulos da editora. Aguarde a próxima edição. E, sempre que precisar, conte com a Editora EME!

Expediente Leitor EME é um boletim informativo da Editora EME, distribuído gratuitamente Editor: Arnaldo Divo Rodrigues de Camargo Jornalista responsável: Rubens Toledo – MTb 13.776 Diagramação: Editora EME Fotolitos e impressão: Gráfica EME Tiragem desta edição: 3.200 exemplares Vendas: (19) 3491-7000 vendas@editoraeme.com.br

SAL

Serviço de Atendimento ao Leitor Queremos saber a sua opinião! Envie suas críticas, sugestões e dúvidas para o e-mail sal@editoraeme.com.br ou ligue para (19) 3491-7000.

Visite-nos!

www.facebook.com/EditoraEME www.twitter.com/EditoraEME

2

A autora

Isabel Cristina Antunes Ravacci Scoqui é casada com Antonio e mãe de dois filhos: Yara e Tiago. Agente de telecomunicações

policial da Polícia Civil, é graduada em letras e mora em São José do Rio Pardo, interior de São Paulo. Seu primeiro contato com a doutrina espírita deu-se por meio da leitura de O Livro dos Espíritos e O Evangelho segundo o Espiritismo. “O Espiritismo chegou, em minha vida, num momento de muita fragilidade. Eu precisava

de algo que me desse sustentação para passar por uma prova bastante difícil. Ao me deparar com a doutrina, não só passei pelas dificuldades sem me desequilibrar, como encontrei as respostas para muitas perguntas internas”, comenta. Palestrante, articulista de jornais espíritas e participando atualmente do Centro Espírita Hilário Silva, passou a integrar

Entrevista com a autora Qual a principal motivação para escrever Desistir da vida não é solução? Valorizar a vida, cuja cotação anda meio baixa. No afã de combater preconceitos e velhos tabus, a modernidade banalizou certos preceitos que são fundamentais para o equilíbrio do ser humano. A sede de novas sensações, do conforto material, a preocupação excessiva com a aparência, entre outras coisas, fizeram com que a vida se transformasse num objeto de consumo, além dos limites naturais. O livro aborda experiências variadas, que mostram a inutilidade do suicídio, uma vez que, ao chegarmos no plano espiritual, verificamos que não podemos morrer; que são dolorosas as repercussões em nosso corpo espiritual e que falimos perante a prova necessária, deixando o nosso débito agravado a ser ressarcido no futuro. Ao escrever este livro, fui motivada, portanto, pela prevenção a esse ato insano. Teve alguma surpresa ou dificuldade para realizar o livro? O tema é difícil, espinhoso. Procurei tratá-lo com tato, para que se tornasse uma leitura agradável, sem omitir o que é importante. Creio que esse foi o maior desafio que enfrentei. Constatei que cada caso é único, com si­ tuações agravantes ou atenuantes. Exemplo disso é a existência de uma entidade que, apesar de suicidar-se em encarnação anterior, vive em plano elevado e

carrega consigo uma fatia de céu. Não se deve generalizar. O que deseja transmitir aos leitores com esta obra? Nós, que temos algum conhecimento espírita, certamente temos motivos para não pensar no suicídio como solução. Mas há outras formas veladas de exterminar a vida física. O suicídio inconsciente, por exemplo. Abordamos principalmente a obra de André Luiz e, quando ele se declarou suicida inconsciente, tocou num assunto que interessa a todos nós. Seus questionamentos e afirmações chamam-nos à reflexão. Como somos dados a excessos, podemos estar cometendo uma violência contra o nosso corpo físico. A intenção é provocar no leitor a necessidade de repensar atitudes e valorizar esse precioso instrumento de manifestação na Terra. André Luiz deixou o seu recado. As obras dele têm ainda importância para o conhecimento de assuntos tão importantes quanto o suicídio? Tenho essa convicção. Não só pelo suicídio. Acho que a obra dele ainda tem muito a ser estudada. Sempre digo que, por serem livros onde há personagens e conflitos, muitas pessoas leem as obras como romances, sem aprofundamento, então só percebem a existência da ponta do iceberg. Há muita coisa a ser descoberta, pois as obras de André Luiz complementam satisfatoriamente os preceitos doutrinários.

Por que o suicídio é considerado uma porta falsa? Porque quem entra por essa porta não encontra o que procurou. A primeira consequência é o desapontamento. A pessoa percebe que foi um ato vão, que a vida continua. Então conhece a dor superlativa, repercutindo em seu corpo espiritual e, quando finalmente consegue algum alívio, entende que vai ter que passar por tudo de novo, que adquiriu uma dívida redobrada e não solucionou a causa que a levou ao ato lamentável. Como o Espiritismo pode contribuir para a compreensão das consequências do suicídio? O Espiritismo nos mostra que o suicídio é um ato inútil e que se constitui uma grave infração contra a lei divina. É a maior violência que um indivíduo pode praticar contra si mesmo, porque imprime marcas profundas no corpo espiritual que, muitas vezes, consome encarnações para amenizá-las. Mostra que as provas são sempre compatíveis com a nossa capacidade de suportá-las, que através delas quitamos nossos débitos e sempre saímos mais fortalecidos. Funciona como uma vacina contra o suicídio. Qual o papel da sociedade e da mídia no esclarecimento e na prevenção do suicídio? A sociedade, em primeiro lugar, deveria rever seus valores. É ela quem usufrui da mídia. Se a sociedade se interessasse por esse tema ou por prevenção, cer-


ançamento EME A obra ativamente o movimento espírita graças à sua identificação com as obras de André Luiz. Dos estudos dessas obras, este lançamento é seu quarto livro, antecedido por Pessoas de André, Mentores de André Luiz e As surpresas da cidade espiritual Nosso Lar, o último em coautoria. Publicou também o livro A cada conto um ponto.

tamente a mídia o abordaria. Mas como disse, é um tema de difícil trato, então não é tratado. Há casos de homicídio, por exemplo, que são repetidos exaustivamente. Porque dá audiência. A sociedade precisava melhorar seus instrumentos para promover a prevenção dos males que a afligem. Qual a sua visão sobre o trabalho do CVV – Centro de Valorização da Vida? É um pronto socorro de almas feridas. Um trabalho maravilhoso. A pessoa que se dispõe a ouvir e esclarecer o seu próximo num momento tão crítico é um instrumento de Deus a favor da vida. Seu único objetivo é o bem-estar do próximo. Deixe um comentário final para o leitor. Um escritor pode escrever mil livros, se não houver o leitor o seu trabalho terá sido em vão. O leitor é um parceiro. Então, parceiro, se você está passando por uma bela fase, valorize a sua felicidade. Procure ter olhos de ver e ouvidos de ouvir, como diria Jesus. Sinta quanta coisa Deus colocou à sua disposição para que aqui estivesse, adquirindo experiência e conhecimento. Se você está passando por uma fase difícil, que exige de você o seu máximo de resistência, saiba que as provas mais pesadas são destinadas aos ombros fortes. Insista, ainda que isso te pareça impossível. Não esmoreça, porque depois da tempestade vem a bonança e, com certeza, o seu esforço será recompensado.

OK!

Li e gostei

Desistir da vida não é solução Isabel Scoqui 14x21 cm • 136 páginas • R$ 18,00

Ao longo da sua obra, André Luiz retratou com cores fiéis e envolventes as consequências do suicídio, deixando claro que a grande decepção – para aquele que decide pôr fim a própria vida – é descobrir que permanece vivo. Os conflitos e dificuldades permanecem do lado de lá, e o sofrimento é intensificado para aqueles que, num ato impensado, escolheram a porta do suicídio. A autora recolheu dos livros do espírito os relatos que apresentam toda a dor causada por essa escolha, nas suas mais diversas modalidades, reforçando sempre que não estamos abandonados por Deus em situação alguma.

Tudo pela música Este livro foi um dos melhores que já li até hoje. Cada página que lia era uma emoção muito forte. Chorei quase o livro todo! Parabéns e muito obrigada pela oportunidade de encontrar uma obra maravilhosa como essa. Deusirene Alves Fernandes Barros mora em Goiânia/GO­­­­

Trecho da obra Antonina levava uma vida difícil. Ainda pequena, ficou órfã de pai. Começou a trabalhar aos oito anos de idade, para ajudar nas despesas da casa. Aos vinte perdeu a mãe. Mas seus compromissos com a família não tinham acabado. Teve que renunciar aos sonhos de toda moça, pois sua irmã ainda precisava do seu apoio. Casara-se com um indivíduo violento, que chegava no lar a altas horas da noite, proferindo insultos e distribuindo pancadas. Sensibilizada, Antonina permaneceu ao lado da irmã, amparando-a nas dificuldades e ajudando na criação de quatro pequenos sobrinhos. A vida da moça corria triste e monótona, quando conheceu Gustavo. Logo perceberam que comungavam as mesmas ideias e sentimentos. O jovem lutava com dificuldade para manter os estudos. Antonina, então, desdobrou-se para repartir o tempo e as possibilidades entre a família e o jovem com quem sonhava construir um lar feliz.

A jornada universitária durou sete anos e, assim que Gustavo se formou, sentiu-se importante demais para ligar o seu destino a uma jovem modesta. Assim que recebeu o diploma de médico, desejando destaque social, casou-se com uma moça muito rica, menosprezando os sentimentos daquela que fora a companheira fiel nos momentos difíceis. Antonina teve os sonhos de felicidade conjugal varridos pela situação inesperada. Seu mundo pareceu desmoronar. [...] Mediante tanta indiferença e ingratidão, quis desaparecer da face da Terra. Resolveu suicidar-se. Adquiriu fatal dose de veneno, que ia ingerir ainda naquela noite. Deitada na cama, dava vazão ao sofrimento, chorando sem parar. [...] Inspirava piedade. O assistente Calderaro informou que tinha instruções para intervir no caso. Trecho extraído do capítulo “Decepção amorosa – No mundo maior”, páginas 55 e 56.

O Evangelho é um santo remédio O livro trata de temas variados, todos eles voltados à justa compreensão do corpo e da alma. O autor foi muito feliz em suas abordagens, por tratá-las com a linguagem adequada a todas as pessoas, independente do nível intelectual que possuam. Entendo que toda boa obra deve ter essa característica, que considero imprescindível num livro espírita. Recomendo com louvor. Parabéns à editora e ao autor. Cezar Carneiro mora em Fortaleza/CE

3


Promoções A Editora EME mantém a sua promoção especial de 10 pacotões, com quatro sucessos em cada, e lançou também dois novos pacotões com livros infantojuvenis, um com 10 e outro com 20 títulos especiais. Os preços são imperdíveis! Conheça abaixo todos eles e aproveite! Mais informações em www.editoraeme.com.br

APENAS R$ 115,00

APENAS R$ 57,50 • • • • • • • • • •

Além dos dez que fazem parte do pacotão 1:

O anjo silencioso Cartilha das virtudes Faísca e outras histórias Frederico reencarna A joaninha Zizi e outras histórias A poderosa oração de Jesus A saga do planetinha azul O sonho de Estelinha Vermelhinho, o peixinho A vida ensinou

• • • • • • • • • •

Os bichos da Floresta Mágica Crônicas do Augusto Dona árvore A esperança Estelinha, a estrelinha que não ficou sozinha Histórias de Ana Lúcia Histórias de minha infância Histórias de Tia Nete Histórias de Tiamara A verdadeira riqueza e outros 7 contos

APENAS R$ 26,00 CADA Pacotão 1

Pacotão 5

Pacotão 2

Pacotão 6

Pacotão 3

Pacotão 7

• • • • • • • • • • • •

Evolução humana e fatos históricos Mundo interior da alma Amor e sacrifício Mensagens de saúde espiritual Um espaço para os miosótis A trajetória do espiritismo A espada e a fé Histórias da Tia Nete Asas para o infinito Vidas em retalhos O menino e o evangelho Em busca do vale encantado

Pacotão 4 • • • •

4

As surpresas da cidade espiritual Nosso Lar Alerta aos pais O fantasma de Canterville Estudo sobre preces e mensagens espirituais

• • • • • • • • • • • •

Pessoas de André Curso de expositores espíritas Sombras no horizonte A esperança Túnel de relacionamentos Vidas – Memórias e Amizade Reconcilia-te primeiro Amor e vida em família Marechal Ewerton Quadros Os espíritos, a música celeste e a música terrena O último passageiro Mãe é mãe

Pacotão 8 • • • •

Pequeno manual do orientador espírita Viva a vida! Segredos do velho mosteiro O coqueiro solitário

Pacotão 9 • • • •

Sexo, amor e educação Você e a obsessão O valor das experiências O míssil da paz

Pacotão 10 • • • •

A vida ensinou Você e os espíritos Um fantasma de peso Histórias de Ana Lúcia

Leitor EME Edição 34  

Leitor EME Edição 34

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you