Page 1

LIÇÕES DE VIDA

Ele administra a terceira empresa mais internacionalizada do País sem abrir mão dos fins de semana em família

OBSTINADOS PELO SUCESSO

Jovens empreendedores que, ainda na adolescência, já sabiam transformar ideias em negócios

VIVER FELIZ Dedicar mais tempo aos filhos: difícil, mas vale a pena

Marco Stefanini, CEO da Stefanini IT Solutions


sumário Carta ao leitor

14

Artigo 64

Capa 16 Perfil 22

Gestão 66

Entrevista 32

Família 70

Fotografia 36

Dinheiro 72

Comunicação 44

SEGURANÇA PATRIMONIAL

Exclusividade 50

TI 78

Inovação 52

Mercado 84

EDUCAÇÃO

Segurança 86

Desenvolvimento 56

Prevenção 88

Aperfeiçoamento 60

16

12


36 KIDS Consumo 90 Comportamento 96 Educação 100 Tecnologia 104 Vinhos 108 Férias 112 Turismo 120 Destino 124 Luxo 128 Máquinas 134 Presentes 140

140 13


carta ao leitor

Filosofia da

felicidade

Q

PUBLISHER João Doria Jr. joaodoria@grupodoria.com.br EDITORA-CHEFE Daniela Filomeno danielafilomeno@grupodoria.com.br CONSELHO EDITORIAL Celia Pompeia celiapompeia@grupodoria.com.br Daniela Filomeno danielafilomeno@grupodoria.com.br João Doria Jr. joaodoria@grupodoria.com.br Píndaro Camarinha pindaro@camarinha.com

ual empresário ou executivo não passa mais de 12 ho-

ras por dia no trabalho, ligado ao

EDIÇÃO, REDAÇÃO E ARTE 3CX Editorial & Comunicação contato@camarinha.com

mercado nos sete dias da semana?

DIRETOR DE PRODUÇÃO Cesar Camarinha

O sucesso desses profissionais,

REDATOR-CHEFE W.F. Padovani

porém, só existe se encontrarmos,

EDITORES EXECUTIVOS Caio Camarinha Erika Campos

paralelo às funções corporativas,

REPORTAGEM Leonardo Zanon (editor), Adriana Proença e Evelyn Nemer

apoio e harmonia familiares.

DESIGN Bruno Lodovichi, Hélio Siecola, José Maria Faustino e Sylia Rehder

Pessoas bem-sucedidas no JUAN GUERRA

trabalho devem se preocupar em transferir os bons resultados para o ambiente pessoal.

REVISÃO Anselmo Cheré e Valdinei Dias Batista PUBLICIDADE DIRETORA DE PUBLICIDADE Beatriz Cruz biacruz@grupodoria.com.br

Pais felizes e realizados em suas funções costumam ter filhos igualmente felizes. O exemplo do casal se estende em todos os sentidos para uma criança, seja comportamental, seja sentimental.

GERENTE EXECUTIVA DE PUBLICIDADE Larissa Dalete larissadalete@grupodoria.com.br GERENTES DE PUBLICIDADE Cátia Silva catiasilva@grupodoria.com.br Marco Tornelli marcotornelli@grupodoria.com.br Paula Rodrigues paularodrigues@grupodoria.com.br OPERAÇÕES COMERCIAIS Katia Moreno katiamoreno@grupodoria.com.br

Se hoje a globalização e a inovação colocam os líderes diante de

COORDENADORA DE CONTEÚDO Paula Anselmo paulaanselmo@grupodoria.com.br

mudanças constantes de comportamento e de linguagens no mercado,

ASSISTENTE DE CONTEÚDO Tina Bini tinabini@grupodoria.com.br

eles também enfrentam essa maré de transformações dentro de casa.

VICE-PRESIDENTE Celia Pompeia celiapompeia@grupodoria.com.br

Filhos conectados com o mundo em seus celulares e tablets deixam os

DIRETORA ADMINISTRATIVA Catarina Define catarinadefine@grupodoria.com.br

pais em estado de alerta. Mas é bom saber que a tecnologia também ajuda a ensinar. Também cria oportunidades para aprender em con-

UMA PUBLICAÇÃO

junto, pais e filhos.

leitor histórias de sucesso nos negócios em que a família tem papel

Av. Brigadeiro Faria Lima, 2.277, 11o andar, Jardim Europa São Paulo, SP - CEP 01452-000 - Tel./fax: (11) 3039-6011 editora@grupodoria.com.br Para obter informações sobre como anunciar nesta revista, ligue para (11) 3039-6031 ou envie e-mail para: editora@grupodoria.com.br

fundamental. O líder precisa estar atento à empresa, mas sem perder

CTP, IMPRESSÃO E ACABAMENTO IBEP Gráfica

o foco no time de sua vida: a esposa e os filhos. Só assim as conquistas

CAPA Marco Stefanini em foto de Lilo Clareto

Essa união de valores, de anseios e experiências de vida formam a essência da Revista Empresarial, que, em mais uma edição, traz ao

valem a pena.

Proibida a reprodução parcial ou total sem prévia autorização da Editora Tiragem 40.000 exemplares

João Doria Jr. Pai de três filhos

14


FOTOS: LILO CLARETO

capa

16


Os reais valores de

uma vida Dono de um estilo peculiar no universo dos negócios, o empresário Marco Stefanini conta como a boa vivência em família é importante para o sucesso profissional Por Adriana Proença

17


capa

A

Stefanini IT Solutions cresceu como nenhuma

um esforço contínuo e de um trabalho árduo do qual

outra companhia brasileira do setor de tecnolo-

Marco Stefanini se orgulha, e muito. Mas o empresá-

gia da informação. Em 27 anos de história, se tornou

rio faz questão de ressaltar que os valores que fazem a

um verdadeiro império presente em 30 países nos cin-

diferença no dia a dia vão além das cifras bilionárias:

co continentes, com 17 mil funcionários – sendo 40%

estão na relação familiar.

deles fora do Brasil – e fechou 2013 com faturamento

Foi ao lado da esposa Graça que ele deu os primeiros

de R$ 2,11 bilhões. E mais: foi eleita pelo ranking das

passos na carreira de empreendedor. “Ela sempre es-

multinacionais brasileiras, da Fundação Dom Cabral,

teve ao meu lado.” Era dela a responsabilidade de cui-

a terceira companhia mais internacionalizada do País,

dar do escritório de menos de 30 m2 que o empresário

atrás apenas de JBS e Gerdau. Tudo isso, resultado de

alugava na região da avenida Paulista. Nessa época, a Stefanini era apenas um embrião no mundo dos negócios e atuava oferecendo cursos para formação profissional. Graça tinha a missão de deixar a pequena sala ajeitada para os alunos e, com uma cadernetinha,

Foi ao lado da

entrava em contato para prospectar novos clientes.

esposa, Graça, que

A determinação e o companheirismo foram os com-

Marco Stefanini deu os primeiros passos na carreira de empreendedor

bustíveis para a Stefanini conquistar novas fronteiras. “Um casal trabalhar junto não é uma tarefa fácil”, admite Stefanini. “Mas aprendemos a lidar com essa convivência diária. O principal é saber dividir bem os terrítórios”, ensina. Ele, assim como todo CEO de uma grande organização, tem uma rotina pesada. “Fico no escritório, em média, 15 horas por dia”, diz. “Mas, desde sempre preservei os fins de semana para estar com a minha família.” Essa

18


atitude de equalizar o tempo entre a vida profissional e a pessoal é rara. “Pelo menos duas vezes ao ano viajo com eles durante quatro semanas. Mais que o tempo, é importante ter qualidade”, alerta. Esse estilo participativo Stefanini tem procurado manter mesmo com os filhos mais velhos. “Escuto muito o que eles têm a dizer. Percebo que ambos têm vocação empreendedora, mas os deixo livres para que eles sigam o caminho que realmente desejam seguir. Dentro da Stefanini ou não.” A postura adotada pelo CEO talvez esteja no DNA. Stefanini é o primogênito do casal Milton e Adélia, donos de uma empresa de varal. Ele poderia muito bem atuar e dar andamento no negócio da família. No entanto, a característica ousada o impulsionou a enfrentar um rumo totalmente diferente: geologia, na Universidade de São Paulo. Jovem, bastante sonhador e sem medo de mudanças, Stefanini migrou para o setor de informática no Banco Bradesco, com o cargo de trainee, e na Engesa. Nessas companhias adquiriu conhecimentos em processamento de dados e nas áreas de análise de desempenho e suporte técnico – aprendizado este que serviu como alicerce para a criação do Grupo Stefanini. “Você se torna preparado para os negócios após uma somatória de experiências”, afirma o empresário. “E repasso

19


capa Marco Stefanini tem procurado manter o estilo participativo, apesar de hoje os filhos estarem na fase adulta

essa lição de casa sempre aos meus filhos. Tudo aquilo que é imposto não é positivo, por isso dialogo para que trilhem suas próprias vidas. É importante que eles saibam que a vida é um aprendizado constante, como ainda estou aprendendo, e, independentemente das escolhas, se dedicar é mais que fundamental.”

Stefanini em números

n

Escritórios 76 em 68 cidades

32 idiomas

Presença Global 30 países Colaboradores 17 mil no total Faturamento R$ 2,11 bilhões (2013) 20

27 anos de história

10,3 mil no Brasil


THINKSTOCKPHOTOS

perfil

22


Sucesso tem

sobrenome Para muitas famílias, administrar e empreender são ideais compartilhados que resultam em transições e sucessões positivas 23


perfil

S

e a afirmação que “sonho que se sonha junto é realidade”, muitas famílias brasileiras conseguiram o

feito. A união e a sucessão de pais, filhos, irmãos e sobrinhos percorre gerações, edifica um nome, cria uma história.

A união e a sucessão

A confiança é item prioritário como mote de suces-

de pais, filhos, irmãos

so e também para transições familiares pacíficas.

e sobrinhos percorre gerações, edifica um nome, cria uma história

É o caso de um dos fundadores da Localiza, Salim Mattar, que deixou o posto de CEO da empresa no ano passado, quando a companhia completaria quatro décadas de operações, para ser executivo chairman. Seu irmão, Eugênio Mattar, tornou-se o novo presidente da empresa. “Enxerguei que meu irmão estava muito bem preparado. Foi uma transição tranquila, nossos acionistas vinham sendo avisa-

THINKSTOCKPHOTOS

dos havia cinco anos, e o movimento das ações se

24


FOTOS: DIVULGAÇÃO

“É preciso haver um diálogo familiar para que possamos atingir nosso objetivo de vida: ser feliz”, diz Salim Mattar

Salim Mattar (ao lado) foi sucedido pelo irmão Eugênio Mattar (acima) na presidência da Localiza: transição tranquila e planejada

25


perfil

comportou de maneira serena”, comenta o ex-CEO. “A sucessão em uma empresa deve ser feita com muito cuidado. Os filhos não necessariamente precisam trabalhar nos negócios. É preciso haver um diálogo fami-

“Na família não deve haver inveja ou ciúmes entre

liar para que possamos atingir nosso objetivo de vida: ser feliz”, explica Salim. Transições bem-sucedidas ao longo de um século. Esse

primos e primas. Nós temos

é o retrato da Vinícola Salton. A empresa foi formal-

que ser profissionais. Esse é

mente constituída em 1910, quando os irmãos Paulo,

o nível que nós atingimos”, diz Daniel Salton

Ângelo, João, Cezar, Luiz e Antônio Salton deram cunho empresarial aos negócios do pai, o imigrante italiano Antonio Domenico Salton, um ainda pequeno produtor de vinho. Com liderança e carisma, Ângelo foi quem mais tempo ocupou a presidência da empresa: 28 anos. Quando morreu em 2009, vítima de um infarto, a missão de escolher um substituto não foi fácil. Coube a Daniel Salton, sobrinho de Ângelo e diretor comercial da empresa, assumir a presidência.

26


Vinícola Salton, no Rio Grande do Sul: substituir Ângelo Salton é uma experiência desafiadora, atribuída ao sobrinho Daniel Salton – em uma gestão compartilhada com Luciana Salton, filha de Ângelo

Ângelo já cogitava a substituição da direção da companhia por algum membro mais jovem da família. Além dos sobrinhos, também estão na vinícola suas duas filhas, Luciana e Stella. A escolha para a presidência foi bem aceita pelas herdeiras. Aos 55 anos de idade, Daniel começou a trabalhar na Salton aos 15, pesando caixas de uva, e, ao longo dos últimos 40 anos, passou por todas as áreas da empresa. Representante da terceira geração da família, ele assumiu a liderança com o propósito de consolidar a representatividade da marca no segmento, o que era também o sonho de Ângelo Salton Neto: tornar a empresa a maior vinícola brasileira. Ele tem conseguido. Daniel é neto do fundador Paulo Salton e filho de Lyvio (Silo) Salton, já falecidos. “Na família não deve haver inveja ou ciúmes entre primos e primas. Nós temos que ter profissionais, acima de tudo. Eu acho que é esse nível que nós atingimos”, afirma o presidente.

27


perfil

Trussardi Neto herdou do pai o talento empresarial. Na empresa da família ganhou experiência no ramo têxtil até traçar um caminho próprio

Romeu Trussardi Neto à frente da Trousseau, desde 1991

28

DE PAI PARA FILHO

que a Trousseau já possuía 15 lojas e consumia a maior

Filho de Romeu Trussardi Filho, Romeu Trussardi Neto

parte do seu tempo. Em 2010, a Trussardi foi vendida

herdou do pai o talento empresarial. Na empresa da fa-

para a catarinense Karsten.

mília ganhou experiência no ramo têxtil até traçar um

As portas da Trousseau abriram em 1991 com a propos-

caminho próprio e independente. É fundador, junto

ta de vender roupa de cama premium. Passados 22 anos,

com a esposa Adriana, da Trousseau, marca de enxovais

hoje são 25 lojas próprias em todo o Brasil, 250 funcio-

de luxo e líder no segmento.

nários e operação em Milão, Miami e Nova York. “Os fi-

Antes disso, passou 11 anos se lapidando para empre-

lhos, já adolescentes, compartilham de muitas viagens

ender. Desde 1980, logo no primeiro ano do curso de

e reuniões de trabalho, mas, deverão escolher o cami-

administração na FAAP, entrou para a Trufana, indús-

nho no qual eles, em primeiro lugar, deverão se realizar

tria têxtil do pai Romeu. Em 1993, desenvolvem a Trus-

e merecer as responsabilidades dentro da Trousseau,

sardi – marca do segmento de cama, mesa e banho. Ro-

ou em qualquer outra empresa ou profissão”, afirmam

meu Neto permanece na empresa até 2007, ocasião em

Romeu Neto e Adriana.

n


FOTOS: DIVULGAÇÃO

entrevista

32


Passando

o bastão

Promover sucessões e transições empresariais é um desafio que exige planejamento e sensibilidade

E

m entrevista à Empresarial, o presidente do

da primeira troca de comando desde a fundação.

Grupo Boticário, Artur Grynbaum, relata o

Uma pesquisa feita em 2010 pela consultoria Pri-

que pode dar certo ou errado no processo de tran-

cewaterhouseCoopers (PwC) aponta que dois ter-

sição de negócios entre familiares. O grupo criou

ços das empresas que têm plano de sucessão acre-

o Programa Futuro em Nossas Mãos para auxiliar

ditam que o comando permanecerá na família, mas

franqueados a preparar e desenvolver sucessores e

apenas metade já escolheu um sucessor.

sucedidos, já que 100% das franquias do portfólio de

Essa expectativa, eu diria até necessidade, foi identi-

unidades da rede têm administração familiar. Acom-

ficada dentro da rede de franqueados do Grupo Bo-

panhe:

ticário. Hoje, 100% das franquias do nosso portfólio de unidades de negócio têm administração familiar.

Revista Empresarial – A maioria das empresas

Essa necessidade do franqueado de dar continuida-

ainda é regida pela sucessão familiar? No Brasil,

de ao negócio e a da franqueadora de garantir que

especialmente, há uma vontade maior dos pais

a cultura e o modelo aplicado sejam mantidos, nos

de fazer com que os filhos assumam as rédeas dos

levou a criar, em 2011, o Programa Futuro em Nossas

negócios?

Mãos. O objetivo do programa é perpetuar os valores

Artur Grynbaum – Há uma tendência natural

do negócio, garantir a continuidade e melhoria da

quanto à expectativa para que a sucessão ocorra

gestão das franquias e preparar e desenvolver suces-

dentro da família, principalmente quando se trata

sores e sucedidos para a transição do negócio.

33


entrevista Há, na contramão, uma tendência à abertura de capital

Eu estava lá todos os dias. Não tinha uma obrigação, mas

e profissionalização de gestão em parte das empresas

prestava atenção a tudo e, principalmente, às conversas

nacionais. Esse panorama diminuirá a expectativa em

do meu pai com meu tio sobre estratégias para faturar

relação aos filhos para as próximas gerações?

mais e atrair mais clientes. Esse convívio foi fundamental

Para mim, existe a necessidade de profissionalização in-

na minha escolha pelo empreendedorismo. Além disso,

dependentemente de abertura de capital. A família tem

cresci vendo como o Miguel cuidava do negócio dele,

que estar preparada para gerir e olhar o longo prazo do

ainda quando era apenas uma pequena farmácia de

negócio. Quanto às expectativas pela sucessão dentro da

manipulação no Centro de Curitiba. Na década de 1980,

família, em empresas de capital aberto, essa decisão não

com a expansão de O Boticário, aos 17 anos, eu ingressei

depende mais do fundador ou do atual CEO, mas de um

como assistente financeiro e passei a me dedicar muito a

conselho de administração que irá avaliar quem é a pes-

aprender tudo sobre indústria e varejo. Mas pelo traba-

soa mais indicada ao cargo mais alto da empresa. Existem

lho no varejo e por empreender eu já trazia na bagagem

casos em que o conselho decide pela sucessão dentro da

esse aprendizado desde a loja da minha família.

família fundadora. No Grupo Boticário, desde a criação

Nossas franquias têm histórias similares. Muitas delas co-

do Conselho de Administração e da primeira sucessão,

meçaram a operar há 20 ou 30 anos. Nesse período, os fi-

mantemos uma gestão profissionalizada para sucessão.

lhos cresceram vendo seus pais administrar essas lojas. A

Foi dentro desse modelo que eu fui eleito para assumir a

semente empreendedora já foi plantada.

presidência. É possível trabalhar esse incentivo de modo que se Quais os valores que devem ser despertados nos filhos

preserve a liberdade de escolha do herdeiro? É uma

para que eles se interessem pela empresa familiar? Ou

tarefa difícil?

para que agucem o lado empreendedor?

O grau de dificuldade depende do modelo familiar e do

A vivência do negócio é fundamental. Mas é preciso se-

que é passado aos filhos desde os primeiros anos de vida.

mear no herdeiro um entendimento de que a sucessão

Mas é fundamental que se preserve a liberdade de escolha

é um privilégio e não uma prisão. Deve-se estimular o

dos herdeiros. Uma sucessão arbitrária dentro da família

sentimento de dono e não a dor do dono. Eu me lembro

pode ser fatal ao negócio.

da minha infância na loja de confecção da minha família. Há filhos que se interessam pelos negócios da família,

“É fundamental que se

porém, não possuem aptidão para administração ou liderança. O que fazer?

preserve a liberdade de

Hoje existem muitas formas de capacitar as lideranças e,

escolha dos herdeiros.

principalmente, diferentes estilos e possibilidades de li-

Uma sucessão arbitrária dentro da família pode ser fatal ao negócio”

derança possíveis a fim de atender a diferentes perfis e às necessidades da organização. O que não se pode é forçar o indivíduo a exercer funções em áreas nas quais ele não tem afinidade ou interesse, nem ter um herdeiro sem capacidade de realização. Uma saída pode ser a educação com o objetivo de fazer dele um membro do conselho da empresa.

34


Em contrapartida, há outros que possuem perfis adequados, mas não se interessam pela sucessão ou por atuação na empresa. Novamente, como proceder? Neste caso, vale a premissa da preservação da liberdade de escolha do herdeiro. No passado, filhos de empreendedores sequer conheciam ou eram apresentados a outras profissões que não a continuidade do negócio da família. Hoje, as crianças têm acesso à ampla informação e, muitas vezes, decidem o que vão fazer da sua vida profissional ainda na adolescência. Contrariar ou obrigar a assumir algo que não lhes interessa não será saudável ao negócio. Como os pais devem agir para que as relações familiares não se tornem competitivas ou conflitantes? É comum isso acontecer? Em empresas familiares, para a maioria dos empreendedores, identificar o herdeiro com perfil adequado e prepará-lo para assumir os negócios é o maior desafio. A escolha deve levar em consideração características como personalidade para comandar e para se relacionar com as pessoas. Ritmo de trabalho, o trato com detalhes e ambição também devem ser levados em conta. A escolha, independentemente do grau de parentesco, deve sempre priorizar a perenidade da organização. No nosso caso, o programa do Grupo Boticário é voltado apenas aos filhos dos franqueados. Uma vez inscritos, eles pas-

filhos que estão trabalhando em empresas familiares?

sam por uma avaliação de potencial e competências para

A sucessão ainda não recebe a atenção devida dos contro-

entrar no programa (Fase de Análise) – nesse processo é

ladores das empresas familiares. Nesses modelos de ne-

possível identificar os sucessores que possuem potencial

gócios ainda prevalece uma visão distorcida do real papel

para gestão e liderança, perfil necessário para continui-

dos acionistas, que na maioria das vezes são herdeiros e

dade no negócio. O programa também trabalha o “em-

enxergam o negócio como uma extensão da família. Esse

powerment” durante o desenvolvimento, que significa

é o erro mais comum e pode ser o maior de todos. Com

“descentralização de poderes”, ou seja, sugere uma maior

isso, eles não conseguem separar os papéis de herdeiro,

participação dos sucessores nas atividades da empresa.

acionista, sucessor, gestor e proprietário de um patrimônio. Ainda há muito a se fazer para que eles consigam lidar

Quais os erros de presidentes, fundadores e pais mais

com os conflitos e, assim, promover uma troca de coman-

comuns na relação com os filhos que já estão inseridos

do que assegure a continuidade do processo de expansão

na empresa? E ainda, quais os erros mais comuns dos

dos negócios.

n

35


fotografia

A arte de Chico Audi Consagrado mundialmente, o fot贸grafo brasileiro exibe com exclusividade para a Revista Empresarial trabalhos de uma de suas maiores paix玫es: a fine art

FOTOS: CHICO AUDI

Por Paula Anselmo

36


37


fotografia

U

m dos melhores fotógrafos do mundo, o brasileiro Chico Audi coleciona uma série de obras-primas

clicadas por suas lentes, em 20 anos de carreira. “Fotografia para mim é poder parar o tempo”, define bem. Nas horas vagas ele dedica parte do seu tempo, quem diria, a fotografar. Mas, desta vez, a um trabalho artístico diferente do estilo que o consagrou profissionalmente: a fine art. “São imagens muito difíceis de captar, elas não têm nada de Photoshop, dependem do movimento da máquina com uma variação de exposição e velocidade”, explica Audi. Na fotografia, o termo fine art refere-se a imagens feitas puramente por impulso artístico e estético, sem objetivo publicitário ou documental. Até mesmo a impressão tem tratamento diferenciado. Utiliza o mais rigoroso gerenciamento de cor e equipamentos de última geração. “Cada obra é impressa em um papel canvas de algodão com uma tinta especial que dura 100 anos, acompanhada de certificado de autenticidade.” Tanto cuidado rende bons negócios. O fotógrafo vende esse trabalho na Europa e nos Estados Unidos, onde a prática é bastante difundida. Chico Audi começou a carreira em Minneapolis, nos Estados Unidos. “Morei lá durante cinco anos, tirava fotos de cavalos da raça árabe.” De volta ao Brasil, apostou na linguagem publicitária e ganhou notoriedade fotografando celebridades. Há seis anos consecutivos, faz parte da lista dos 200 melhores fotógrafos do mundo, formu-

Desde 2008, Chico Audi integra a lista dos 200 melhores fotógrafos do mundo, pela

Archive, famosa publicação alemã que divulga profissionais de foto publicitária 38


39


fotografia

40


lada pela Archive, famosa publicação alemã que divulga profissionais da fotografia publicitária. “Sinto orgulho de estar desde 2008 nessa criteriosa seleção.” Audi também já foi selecionado para a edição 2014/2015, com três imagens. Foram avaliados 860 profissionais, de 56 países, e mais de 10 mil fotografias. Apenas 200 nomes foram selecionados pela revista. O fotógrafo é autor das imagens de campanhas de marcas consagradas, como Procter & Gamble, Bradesco, Gillette, entre outras. “Transito entre os mais diversos segmentos da fotografia profissional: moda, bebidas e comida, paisagens e celebridades. Essa diversificação me ajudou bastante a sobreviver no mercado atual”, conta. E sobra tempo para a responsabilidade social, como o trabalho em apoio à ONG Amigos do Bem – em que produziu fotos para o livro Sertão – A Caminho da Transformação

41


fotografia

42


Em 2013, Audi clicou o sertão nordestino para uma parceria com a ONG Amigos do Bem. “Estar lá mudou o meu pensamento sobre a vida” (Cia. dos Livros), com 100% da venda revertida à entidade. A produção da obra foi realizada no ano passado, quando Audi visitou o sertão nordestino com a equipe da ONG. “Estar lá mudou o meu pensamento sobre a vida, a experiência abriu muito meus olhos.” É, sem dúvida, um artista versátil, mas conservador onde precisa ser: torce o nariz para o uso excessivo do Photoshop no mercado atual: “Quanto menos se usa, mais verdade se passa na imagem”.

n

43


comunicação

Online Marcelo Tas explica o poder da comunicação na web, a necessidade do diálogo nas redes sociais e a razão de ainda estarmos engatinhando quando o assunto é internet

E

ntusiasta das novas mídias e redes sociais, o autor, apresentador e diretor de TV Marcelo Tas fala com fluidez sobre as novas linguagens e

prismas em torno do marketing digital. Ministrando palestras por todo o Brasil com o tema Redes Sociais – Virtudes e Efeitos da Nova Comunicação Digital, Tas defende o diálogo como princípio de sucesso nas relações cibernéticas. Para ele, estar conectado a uma rede mundial de pessoas – e não apenas de computadores – redesenhou as relações humanas e a forma de nos posicionarmos diante do resto do mundo. “Vivemos uma era desafiadora. Não existe receita para usar redes sociais, precisamos ter a capacidade de ouvir e dizer, e assim tentar entender.” Sob esse conceito, tem mais de 6 milhões de pessoas que o acompanham nas redes sociais. “A rede quer ser ouvida. É muito importante que, mesmo com tantos seguidores, você crie um diálogo, ouça e fale com o pessoal”, afirma. “A gente nunca respondia a ninguém na televisão, por exemplo. Até porque nunca ouvia também. Não existiam ferramentas para isso. E hoje essa é a brincadeira, seja para um comunicador de TV, jornalista, professor, seja para um empresário.” Atualmente, como âncora do programa CQC – Custe o Que Custar, pela TV Bandeirantes, Tas mantém um dos blogs mais premiados do País: o Blog do Tas (melhor blog do Brasil pelo iBest em 2004 e 2005; melhor blog em língua portuguesa em 2007, segundo o The Bobs – prêmio international da Deutsche Welle, Alemanha). Nesta entrevista ele conta um pouco mais sobre o que envolve a comunicação na web e o que esperar (ou não esperar) para o futuro.

44


45

RENATO STOCKLER


comunicação crito pelas ferramentas ainda em uso na academia e nas empresas. Na maioria dos casos, tais ferramentas estão com prazo de validade vencido, esgotado na era anterior, a dos átomos, onde a comunicação era unilateral. A tendência será uma diversificação ou segmentação das redes sociais? Sem dúvida há uma tendência progressiva de diversificação e segmentação dos meios, inclusive das redes sociais. Daí a afirmar que 80% dos usuários do Facebook vão evaporar em três anos é subestimar a capacidade dos milhares de engenheiros e demais cérebros poderosos que trabalham para Mark Zuckerberg. Caso isso aconteça, a comunicação continuará e pode se deslocar para outras redes, como o Instagram, que aliás também é do grupo do Facebook. Precisamos ter cautela com previsões feitas com fita métrica e cronômetros da era linear. Elas muitas vezes desconsideram a natureza fluida, variável e quântica da era digital.

DIVULGAÇÃO

Para empresas de pequeno ou grande porte qual será a rede social dos próximos anos? Entendo a ansiedade de muitos para saber qual a próxima rede ou o próximo iPhone. Antes, é mais importante entender que a mudança principal não é no software ou Revista Empresarial – Recentemente, um estudo

no hardware, mas dentro do peito do consumidor. An-

americano indicou que o Facebook perderia 80% dos

tes, ele vivia calado, recebia as ações do marketing pas-

usuários em três anos. Acha que a rede entrará em de-

sivamente; agora ele descobriu que pode falar, espalhar

suso?

para os amigos e amigos dos amigos o seu pensamento

Marcelo Tas – Creio que esse estudo tem 99% de chan-

e jeito de consumir, se divertir, estudar, namorar, votar,

ce de dar errado. É importante entender que os métodos

protestar... etc. O antigo consumidor é agora também um

que serviam bem a outras eras nem sempre são confiá-

produtor e crítico de mídia, de comportamento, de pro-

veis para a era digital. O que caracteriza a nossa era são

dutos, da escola, dos pais, namorados, esposas, times de

quebras de paradigma e mudanças imprevisíveis, fora

futebol... É uma mudança importante e sem volta.

do radar das bolas de cristal antigas. O comportamento

46

em rede, muitas vezes, acontece em velocidade quântica

Em qual veículo o marketing digital poderá ser mais

e desenha trajetórias totalmente inesperadas. Esse novo

efetivo?

comportamento coletivo não está suficientemente des-

O marketing mais efetivo é aquele capaz de construir um


diálogo verdadeiro com esse novo consumidor. Para isso

soal... O importante é não adiar o início do movimento

é necessário antes de tudo ouvir, senão o tal diálogo ver-

para entender e participar dessa nova era. Cada semana

dadeiro não acontece. Quem tiver coragem e tenacidade

de atraso pode custar muito lá na frente. Vivemos tempos

para encarar essa tarefa pode encontrar uma oportunida-

velozes e quânticos. Não podemos nos dar ao luxo de fi-

de inédita: uma proximidade absoluta e permanente entre

car parados ou de navegar à deriva.

empresa, funcionários, fornecedores e seus clientes. As redes sociais deram voz a consumidores, que, emAinda estamos engatinhando ou já temos um panora-

bora possam expressar suas opiniões e insatisfações,

ma significativo?

facilmente denigrem imagens, pessoas e empresas,

Sim, estamos engatinhando e esta é uma boa e uma má

de forma, muitas vezes, banal e gratuita. Não vivemos

notícia ao mesmo tempo. A empresa ou empresário que

uma era de agressões desconexas e comentários pífios

se sentir “defasado” em relação à nova era merece des-

na internet?

de já os meus parabéns. Todos nós estamos defasados. É

Sim, vivemos uma era de agressões gratuitas, banalida-

impossível, até para as grandes empresas de tecnologia,

des e opiniões pífias. Creio que, diante desse fato inegá-

estar o tempo todo alinhado com as mudanças. Por isso é

vel, há oportunidades preciosas. Quanto mais ruído na

que gosto de dizer: quem se sente defasado já está muito

informação, maior nossa necessidade de discernimento.

à frente de quem ainda não percebeu ou finge que não

Diante da avalanche de informação, boatos e notícias

percebeu a gigantesca mudança e as oportunidades tra-

falsas, aumenta a relevância de quem consegue criar um

zidas pela comunicação instantânea digital.

diálogo de qualidade com a sua rede.

Qual o principal entrave da comunicação corporativa

E como isso se dá?

na web atualmente?

Para se implementar, e principalmente para se manter,

Alguns dos entraves que dificultam as empresas para

esse diálogo há que se cuidar de algumas práticas cru-

abraçar plenamente a era digital são compreensíveis e de

ciais, entre elas, ouvir, praticar a transparência, valorizar

extrema relevância: segurança, privacidade, confiabili-

a clareza e, last but not least, manter o bom humor. A em-

dade dos sistemas, dificuldade com treinamento de pes-

presa que conseguir reconhecer seus erros com transparência, se comunicar com clareza e com bom humor, cer-

Quem se sente defasado já está muito à frente de quem ainda não percebeu ou finge que não percebeu a gigantesca mudança e as oportunidades trazidas pela comunicação instantânea digital

tamente vai ser ouvida pela sua rede. Da mesma forma que uma reputação pode ser arranhada mais facilmente na era digital, as boas práticas também são espalhadas com uma facilidade e velocidade inéditas. Os negócios sempre foram e continuarão sendo guiados por relações humanas. As novidades são a velocidade e a multiplicidade dos caminhos digitais. Diante dos nossos olhos, há grandes oportunidades. Nunca foi tão possível a aproximação entre empresas, clientes, fornecedores e parceiros. É hora de encarar essa mudança com criatividade, coragem e discernimento.

n

47


exclusividade

Sofisticação

em cada detalhe O departamento da Montblanc voltado para o mundo corporativo é uma forma de reforçar ainda mais a excelência da marca no mercado

DIVULGAÇÃO

S

inônimo de qualidade absoluta e glamour, a Montblanc, célebre marca alemã de canetas, e tam-

bém de relógios e acessórios, sempre optou pela exclusividade. Reforçando a escolha, presente desde sua fundação em 1906, criou, há dez anos, o departamento Corporate para atender de forma única ao mercado empresarial. Não é toda empresa que pode adquirir os produtos dessa linha. Há uma rigorosa seleção. É preciso, sobretudo, estar em sintonia com o item que a Montblanc mais preza: a excelência. “Todo produto que leva a nossa estrela branca representa distinção e elevado padrão cultural e de consumo”, diz Alain dos Santos, diretor-geral da Montblanc no Brasil. “Quem dá e quem recebe um produto nosso é bem consciente desses valores.” Além de conhecer o perfil do solicitante, a empresa fica atenta ao perfil dos profissionais que serão presenteados com seus produtos. “É uma forma de disseminar nossos princípios”, acrescenta Alain. Toda a linha de produtos Montblanc está disponível para as ações corporativas; as empresas decidem seus Alain: “Um presente que se transforma numa homenagem”

50

presentes entre uma variedade de canetas, relógios,


Ser diferenciado, inesquecível e tornar os momentos únicos é o que o Corporate Montblanc oferece aos seus parceiros

acessórios de couro e objetos de uso pessoal, em versões masculinas e femininas. Podem aplicar sua logomarca somente em lugares que não comprometam a integridade do presente, como a caixa da embalagem ou o interior dos artigos de couro, em baixo-relevo. “Com esse tipo de cuidado, fazemos com que o presente corporativo da Montblanc seja uma grande homenagem a quem o recebe”, lembra Alain.

n

montblanc.corporate@richemont.com www.montblanccorporategifts.com

Toda a linha de produtos Montblanc está disponível para as ações corporativas

Tel.: (11) 3529-7118

51


inovação

Obstinados

a realizar um sonho Jovens brasileiros contam como começaram a atuar no ramo da tecnologia ainda adolescentes e, em pouco tempo, transformaram suas ideias em grandes empresas

F

orça de vontade, obstinação e um sonho a ser realizado: o de empreender. O século 21 tem se

mostrado uma época em que os jovens brasileiros não querem guardar sua ideias apenas para eles. Pelo contrário, eles estão sendo treinados a pensar fora da caixa, a olhar ao seu redor e para o seu dia a dia e per-

O século 21 tem se mostrado

ceber quais necessidades devem ser superadas. Ideias

uma época em que os jovens

como a de Tallis Gomes, de apenas 26 anos, que em 2011 lançou o Easy Taxi, um aplicativo que ajuda a localizar táxis livres – um sucesso no mercado. Gomes começou a empreender cedo. Aos 14 anos, revendia celulares pela internet. Em seguida, criou duas startups. Nesse meio-tempo, largou a faculdade de publicidade e propaganda e vendeu seu carro para idealizar o Easy Taxi. Mas nem tudo fo-

52

brasileiros não querem guardar sua ideias apenas para eles


LEO NEVES

Tallis Gomes, da Easy Taxi: nos primeiros meses ele saiu Ă s ruas para captar clientes

53


inovação ram flores. “Eu ia de hotel em hotel para falar com turistas estrangeiros. Dizia que no Rio de Janeiro era complicado pegar táxi e que o aplicativo auxiliaria neste processo”, recorda. “Também fazíamos reuniões com taxistas para mostrar as vantagens. Era tudo com a cara e a coragem.” Ele lançou oficialmente o aplicativo no Rio de Janeiro, no fim de 2011. Em seguida, em São Paulo. Hoje, o Easy Taxi está presente em 23 países, possui 1,3 mil colaboradores e uma cultura empreendedora. “Criamos uma startup única no mundo e, assim, mostramos aos nossos funcionários que eles fazem parte dela.”

AINDA MAIS CEDO Fabricio Bloisi tem na veia a tecnologia e as vendas. Depois de fazer um curso de computação com 8 anos de idade, aos 12 começou a vender alguns programas bem simples para lojas. Ao entrar na Unicamp, aos 21, resolDIVULGAÇÃO

veu idealizar a Movile – empresa de desenvolvimento de plataformas de comércio e conteúdo móvel – em uma pequena sala 2 x 2, junto com um amigo. “Criar uma empresa no Brasil é sempre muito difícil. Temos uma série de dificuldades”, explica Bloisi. “No entan-

Fabrício Bloisi, da Movile: os desafios fazem parte do processo para se atingir um objetivo e realizar seu sonho

to, os desafios fazem parte do processo para se atingir um objetivo e realizar um sonho. Nos últimos anos, a

54

Movile teve um grande crescimento, mostrando aos

da era pós-PC. Nesse cenário, não há dúvidas de que a

novos empreendedores que é possível superar todas as

área mais promissora para as startups é a que envolve

dificuldades e criar grandes empresas de tecnologia no

serviços de mobilidade.”

Brasil.”

Outro exemplo de jovem empreendedor de TI é o de Cesar

A companhia cresceu. Se tornou líder do setor na

Alcácio, que, aos 23 anos, criou a Redecom Tecnologia, en-

América Latina. Hoje são mais de 300 colaboradores

quanto ainda cursava física na Universidade de Brasília. A

distribuídos nos escritórios do Brasil, México, Argen-

empresa, que começou disponibilizando internet condo-

tina, Colômbia, Venezuela e Vale do Silício. “Desde

minial e venda de computadores, pretende faturar R$ 48 mi-

que a Movile começou, em 1998, nós acreditávamos

lhões este ano, apresentando crescimento de 100%. “Após dez

que era possível. O Vale do Silício, nos Estados Unidos,

anos de criação, temos o objetivo de nos tornarmos o maior

sempre foi a nossa referência e inspiração”, conta. “Nos

e melhor player brasileiro de infraestrutura de TI”, completa

últimos quatro anos, a percepção do mobile se tornou

Alcácio, que possui escritórios em Brasília, São Paulo, Rio de

ainda mais importante, principalmente com o advento

Janeiro e Miami. Obstinação a eles não falta. 

n


EDUCAÇÃO BEM PREPARADO

Cresce a procura por cursos de pós-graduação no Norte e Nordeste do País

INSPIRAÇÃO

THINKSTOCKPHOTOS

Escola da Indonésia dá lições ao mundo de como educar com sustentabilidade


FOTOS: DIVULGAÇÃO

desenvolvimento

A escola mais verde 56

do mundo


Fantástico mundo da educação: ensinamento de primeira em contato com a natureza

Projeto da Green School, na Indonésia, prova que é possível unir homem e meio ambiente em uma estrutura educacional visando ao bem do planeta

E

squeça as paredes e as imensas grades que costumam cercar as escolas brasileiras. Nada de corredores, pi-

sos ou ambientes fechados. No conteúdo didático, além do básico da matemática, física, biologia, entre outras disciplinas tradicionais, lições específicas sobre sustentabilidade e, principalmente, sobre o ser humano. Lições, aliás, que são colocadas em prática. Na Green School, situada na aldeia rural de Sibang Kaja, em Bali, Indonésia, o aluno se sente, realmente, fazendo parte do meio em que vive – a instituição foi nomeada em 2012 a escola mais verde do planeta pelo Green Building Council, dos Estados Unidos. A ideia surgiu após o casal americano John e Cynthia Hardy, que já residiam em Bali havia mais de 30 anos,

57


desenvolvimento largar o mercado de joias para desenvolver o projeto de

reciclada, a energia é proveniente de geradores com pla-

uma escola. Inaugurada em setembro de 2008, começou

cas solares e o jardim é uma horta. Todos os alunos, do

pequena, com 90 alunos. Hoje, já são quase 300 crianças.

jardim da infância ao ensino médio, são inseridos nas três

“Queríamos criar algo verdadeiramente inspirador e fora

direções educacionais: aulas normais (matemática, ciên-

das limitações estruturais, conceituais e físicas de muitas

cias, línguas), artes criativas (reciclagem, pintura, tea-

escolas tradicionais”, conta John Hardy. “Me orgulha di-

tro e música) e estudos verdes.

zer que estamos fazendo o bem e construindo um tipo de

Engana-se, porém, quem acha que na Green School se

escola que quebra o paradigma da aprendizagem. Quere-

aprende apenas na teoria. Pelo contrário: as crianças vão

mos que as crianças desenvolvam a consciência espiritual

a campo mexer na horta, plantar arroz e conhecer sobre a

e a intuição emocional, incentivando-as a serem admira-

fauna e a flora. “Nossa escola ainda não é totalmente sus-

das com as possibilidades da vida e do meio ambiente.”

tentável, mas acredito que vamos chegar lá”, almeja Hardy. O currículo do colégio é desenvolvido pelo diretor e

ESTRUTURA

consultor inglês em educação holística internacional

Na Green School paredes não são bem-vindas. Muito

Alan Wagstaff, com as disciplinas tradicionais certifi-

menos objetos que não respeitam a natureza. Por isso,

cadas pela Universidade de Cambridge. As aulas são

mesas, cadeiras e armários são todos idealizados com

ministradas em áreas cobertas por iluminação natural

material natural – o mais utilizado é o bambu. Já a água é

– incluindo o “prédio” central, que conta com três an-

Conjunto harmônico: alunos e professores em busca de uma nova visão de futuro

58


Aulas inusitadas: crianças plantam arroz e aprendem sobre a fauna e a flora

dares. Ao redor dele há um parquinho feito de cordas e pneus antigos, além de uma grande biblioteca. E, em era digital, há salas superequipadas com computadores, todos conectados à internet. John Hardy deu o pontapé inicial para uma educação centrada mais no ser humano e no meio ambiente, com o sonho de que seu projeto se espalhe pelo mundo. A professora e educa-

Inaugurada em setembro

dora Claudia Arantes de Assis, da Universidade Federal

de 2008, começou pequena,

do Amapá, analisa o projeto como uma iniciativa louvá-

com 90 alunos. Hoje, já são

vel. Mas, com grandes dificuldades de ser aplicada no Brasil em curto prazo. “Para que uma escola deste nível

quase 300 crianças

dê certo, os gastos mensais para os pais dos alunos será grande. Além disso, vamos ter que vencer o preconceito de que unidades escolares fora das capitais não são boas”, realça Claudia. “Acho que é uma ideia que já pode ser estudada, pois a entidade tem um currículo muito interessante e necessário para o mundo atual. Mas, para instalação no País, é preciso ser mais cauteloso.” 

n

59


aperfeiรงoamento

THINKSTOCKPHOTOS

Em alta

60


Cursos de pós-graduação crescem 23% no País, especialmente nas regiões Norte e Nordeste

O

desenvolvimento econômico brasileiro alavancou a busca por especializações. Entre 2010 e 2013,

o Brasil teve 23% de crescimento na quantidade de programas de pós-graduação, segundo o Ministério da Educação. Atualmente, são 5.082 cursos, sendo 2.903 de mestrado, 1.792 de doutorado e 397 de mestrado profissional. Na lista dos cursos em ascensão estão aqueles que preparam para as áreas em alta, como engenharias, tecnologia da informação, petróleo e gás e administração. Os cursos lato sensu em gestão empresarial ou gerenciamento de projetos também crescem e indicam dois movimentos fortes: o de profissionais de outras áreas, como medicina ou direito, que estão percebendo a importância de ter conhecimentos na área de gestão, assim como o de muitas pessoas que se lançam na criação de seus próprios negócios.

As pós-graduações mais quentes do mercado • Gestão tributária • Medicina e enfermagem do trabalho e gestão em saúde • Segurança ambiental • Gerência de projetos • Controladoria, gerência contábil e fiscal • Negócios em petróleo e gás • Gestão empresarial • Gestão de pessoas • Finanças aplicadas à gestão de RH

61


aperfeiçoamento De acordo com o MEC, existem hoje no País aproximadamente 2 mil cursos dos mais variados tipos

“Na última década, o número de jovens que chega ao mercado com terceiro grau aumentou de forma impressionante”, afirma Carlos Henrique Leite Corseuil, diretor-adjunto da Diretoria de Estudos e Políticas Sociais do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). “Isso é um reflexo do momento do Brasil, em que 105 milhões de pessoas ascenderam à classe média, o que cria o aumento da demanda por todos os tipos de produtos. Isso, consequente-

Técnico e tecnológicos em alta Nos próximos três anos o Brasil vai precisar de mais de 7 milhões de profissionais de nível técnico para suprir a demanda do mercado, de acordo com a Confederação Nacional das Indústrias (CNI). Enquanto sobram candidatos com formação superior generalista, faltam técnicos e tecnólogos especializados. Para profissionais com inclinação às carreiras técnicas – tanto para ocupações de técnico de nível médio como de nível superior, os chamados tecnólogos – o momento não poderia ser melhor. A vantagem para quem segue por esse caminho é chegar cedo e qualificado ao mercado de trabalho. Atualmente, são 220 cursos de formação técnica e mais 112 graduações tecnológicas espalhadas por instituições públicas e privadas em todo o Brasil. Em ambos os casos, o tempo de formação é menor que o de cursos de bacharelado – em média, dois anos para técnico e de dois a três para tecnólogo. Entre as áreas mais aquecidas para técnicos e tecnólogos estão construção civil, logística, telecomunicações, siderurgia, metalurgia, mecatrônica, tecnologia da informação (TI), biotecnologia, alimentos, além de setores relacionados a cadeia de petróleo, gás e biocombustíveis.

mente, gera mercado para quem trabalha com gerenciamento de projetos.” Cresce ainda no Brasil o número de cursos voltados para a área ambiental. De acordo com o MEC, existem hoje no País aproximadamente 2 mil cursos dos mais variados tipos. Somente nas escolas do Senac, por exemplo, foram oferecidos no ano passado 32 cursos ligados à área ambiental, com 5.414 alunos. Um dos cursos mais procurados é o de gestão ambiental. Vale dizer que os chamados empregos verdes já respondem por quase 7% de todos os empregos formais do País. Entre as profissões mais valorizadas, estão a de biotecnologista, engenheiro ambiental, técnico ambiental, engenheiro florestal e gestor ambiental. Dos programas de pós-graduação existentes, 12% têm padrão de qualidade internacional, conforme dados da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), entre 2010 e 2012. A avaliação usa escala de 1 (pior nota) a 7 (melhor nota). Os programas com nível internacional obtiveram pontuações 6 e 7. Formação de professores, produção intelectual e infraestrutura estão entre os quesitos avaliados. Os cursos de pós-graduação têm, atualmente, 56.890 professores permanentes e uma produção de quase 1,5 milhão de artigos, livros e produções técnicas. Entre 2010 e 2013, segundo a avaliação do MEC nesse período, a alta chegou a 40% na região Norte, 33% no Nordeste, 14% no Sudeste, 25% no Sul e 37% no Centro-Oeste.

62

n


artigo

Status de

adultos Os adolescentes estão amadurecendo mais rápido? Qual o papel dos pais nesse processo? Por Içami Tiba*

Q

uanto mais primitivo o povo, mais cedo os adolescentes adquirem o status de adultos. Quanto mais

sofisticado for o critério de maturidade, mais tempo e recursos gasta o adolescente para ser considerado adulto. O critério de adulto é aqui preenchido por três valores: independência financeira, autonomia comportamental e cidadania ética. Mas nosso corpo está maduro para engravidar a partir da puberdade, de 11 a 14 anos em média. Há bisavós vivas que foram mães com 13 ou 14 anos de idade e passaram a vida fértil tendo filhos, e também há hoje a gravidez precoce, com 12 ou 13 anos de idade. Filhos eram forças de trabalho numa época em que sobrevivência vinha antes dos estudos. A maioria dos filhos saiu de casa porque casou ou porque foi buscar trabalho melhor em cidade grande. Eles migraram DIVULGAÇÃO

com a cara e a coragem. Sem estudos, ofereceram seu cor-

64

po para trabalhos pesados. Com estudos, conseguiram um trabalho melhor e a possibilidade de continuar estudando.


A neurociência explica que a maturidade mental chega

da sua mãe, da sua avó... A mãe se sente culpada se não

aos 26 anos de idade, pelo amadurecimento do córtex

trabalha e também culpada por não ficar em casa com

pré-frontal, que torna a pessoa menos impulsiva, mais

os filhos. O homem está perdendo o chip machista mas

prospectiva, mais reflexiva e mais empática que quando

ainda não encontrou o seu novo chip. Assim, o pai acaba

jovem. Há menos de um século, o conhecimento passou

querendo ser amigo e não educador.

a ser a mais importante ferramenta de trabalho. Esse

Pai tem que ser pai, pois amigo não é pai, mesmo que o

avanço ajudou muito a emancipação da mulher, que, as-

pai queira ser amigo do filho. O filho precisa de um pai

sim, chegou ao mercado de trabalho abrindo forte con-

que lhe passe valores intangíveis como ética, disciplina,

corrência com os homens.

gratidão, generosidade, empenho, religiosidade, cidada-

Hoje, é possível afirmar que a família também está se re-

nia, entre outros, e que aplique na educação a relação de

organizando em novas configurações. Aos clássicos pa-

custo-benefício, a busca de resultados e a meritocracia.

péis de pais e filhos, agora se agregaram novos, como os

Educação não é tarefa de amigo.

de padrastos de filhos não órfãos, de enteados, de filhos

A mãe tem que emancipar-se do seu machismo e prati-

postiços, de avós e “avodrastos”, de “tios”, de “namoridos”,

car a educação sustentável, que é ensinar o que o filho

de adultos jovens como adolescentões e de pré-púberes

tem que aprender na busca da autossuficiência e cobrar

como adolescentinhos...

resultados. Ela tem que se obrigar a não fazer pelo filho o

Hoje os pequeninos já querem funcionar como adoles-

que ele tem que aprender a fazer. O aprender é sustentá-

centes e os graúdos tornam-se eternos dependentes.

vel. O receber pronto é consumo.

Além disso, o adolescente tem muitas informações, mas

Com a finalidade de ajudar os pais a educarem melhor

poucos conhecimentos, e está emocionalmente mal pre-

os seus filhos, não importa a idade, criei o conceito de

parado para a vida. Mesmo percebendo tudo isso, os pais

educação sustentável, principal pauta do meu novo livro

não sabem o que fazer, como educar os filhos.

Educação Familiar: Presente e Futuro. 

n

A mulher saiu vitoriosa com a sua emancipação e o prêmio foi um chip de mulher emancipada. Mas em casa, ela

*Içami Tiba é psiquiatra e educador, autor de livros ligados à educação

continua tentando educar com o mesmo chip machista

e à família. Entre eles, Quem Ama, Educa! – Formando Cidadãos Éticos

65


gestão

Carreira em

equilíbrio Pesquisa internacional mostra que fidelidade dos executivos às empresas depende de seus reconhecimentos – e um deles é permitir que ele possa ter um tempo livre com a família

“N

o mundo contemporâneo, os espaços públicos ou privados estão cada vez mais misturados, di-

fusos. E os indivíduos estão sendo demandados todo o tempo, tendo que se conectar a cada segundo, independente de onde estejam.” Esta é a visão global do mercado de trabalho atual do professor Anderson Sant’Anna, coordenador do Núcleo de Desenvolvimento de Liderança da Fundação Dom Cabral, que completa: “Desta forma, por considerar o trabalho a centralidade, estamos cada vez mais envolvidos no meio profissional, sempre pensando em possibilidades de gerar negócios”. Dentro deste cenário, o Iese Business School realizou em âmbito mundial a pesquisa International Family-Responsible Employer Index (Ifrei), que no Brasil foi coordenada pelo ISE Business School. O levantamento feito com mais de 16 mil executivos de 22 países, entre eles 215 brasileiros, queria saber sobre a importância da responsabilidade familiar corporativa. E uma das principais conclusões do estudo é que ir a favor ou contra a qualidade de vida do empregado impacta diretamente na fidelidade à corporação da qual ele faz parte. “Empresas que valorizam

66


67

FOTOS: THINKSTOCKPHOTOS


gestão

Valores familiares: executivos querem ficar mais tempo com os filhos

68

seus profissionais criam fidelidade”, retrata Cesar Bulla-

à pouca influência dos pais na vida das crianças. Até

ra, diretor do Departamento de Gestão de Pessoas do

mesmo o conteúdo virtual e a televisão são mais impac-

ISE Business School e coordenador do Ifrei no Brasil.

tantes, na maioria dos casos. “É, sem dúvida, uma re-

Essa valorização, segundo o professor Sant’Anna, não

lação trabalho-casa mais equilibrada”, conta Sant’Anna.

precisa ser necessariamente em dinheiro. “Antes o siste-

“Além disso, levar a casa para o trabalho, fazendo os fi-

ma de reconhecimento era homogêneo, bem parecido.

lhos participarem de sua vida profissional, é uma forma

Hoje, não. A diversidade é maior. Por isso é preciso que

de a família entender as demandas de seu dia a dia e

a companhia ouça cada funcionário e saiba identificar

torná-la mais consciente.” A opinião do professor é su-

suas necessidades”, aponta o especialista. “Os líderes

portada pelo levantamento.

precisam atuar como coachings para entender os con-

“Locais onde há valorização fazem os funcionários per-

textos empresariais diversificados.”

ceberem um significado maior em seu trabalho, sentem

Uma dessas necessidades é a permanência maior com a

que são úteis para os outros e para a sociedade”, realça

família. Por meio do home office, prática cada vez mais

Buccara. Em empresas onde isso não ocorre, a porcen-

comum, é possível passar mais tempo com os filhos,

tagem de profissionais brasileiros que pensam em sair

transmitindo importantes valores morais e familia-

da organização no levantamento realizado é de 59% no

res, justamente aqueles que estão se perdendo devido

Brasil e 61% na média global. 

n


família

Profissional versus pessoal Como trazer a felicidade da realização profissional do trabalho para casa?

Por Flávio Gikovate*

P

essoas felizes e realizadas no trabalho nem sempre conseguem transferir os bons resultados para

o ambiente familiar. Muitas são as questões envolvidas e talvez uma das mais relevantes tenha a ver com a dinâmica conjugal; é a ela que vou me dedicar aqui. Também irei me ater à condição mais frequente, qual seja, a dos homens como os mais bem-sucedidos profissionalmente. O maior problema, a meu ver, é que muitos deles não integram suas parceiras em suas atividades: elas não participam das dificuldades e nem a elas atribuem parte dos louros do sucesso. Isso acaba por determinar um perigoso afastamento conjugal, não raramente recheado de ingredientes invejosos – quem é excluído fica suscetível a esse sentimento. Muitos homens, por não quererem preocupar suas

EDUARDO KNAPP

parceiras ou então por estarem cansados e sem vonta-

70

de de conversar sobre os assuntos do trabalho, as deixam por fora desse tipo de inquietação. A pretexto de poupá-las, na realidade as estão excluindo, subtraindo


sua função como copiloto! Na maior parte das vezes são

estourado e intolerante e o outro mais sereno e dócil, os

casados com mulheres inteligentes e bem formadas que

filhos têm dois padrões com os quais podem se identifi-

poderiam e deveriam funcionar como conselheiras com-

car e, se forem dois, cada um será de um modo, o que é

petentes e idôneas; quando isso não acontece, elas se

péssimo porque desde cedo viverão às turras e, no futuro,

sentem muito mal aproveitadas. Acabam se dedicando

seguirão caminhos bem diferentes.

quase que exclusivamente às tarefas domésticas e à ges-

Casais harmônicos em que ambos batalham, cada um

tão do cotidiano dos filhos, tarefas hoje pouco valoriza-

no seu papel, para o sucesso e a felicidade profissional,

das e que nem sempre as preenchem intelectualmente.

transmitem, através do exemplo, todas as boas virtudes

Acaba se abrindo uma fissura no elo conjugal, o que

que eles cultivam para seus filhos. Quando um é traba-

é extremamente maligno e prejudicial para o futuro da

lhador e o outro é ocioso, o exemplo que se passa é de

relação e também para a educação dos filhos. A cumpli-

dois tipos, e o mais provável é que isso redundará em

cidade de um casal no qual o homem pilota a atividade

dois “modelos” de filhos. Se ambos forem determinados,

profissional e a mulher é o copiloto não tem qualquer co-

disciplinados, tolerantes a frustrações, contrariedades e

notação machista. O piloto é alguém que ocupa a função

reveses, seus filhos sairão à sua imagem e semelhança!

por ser admirado pela parceira, respeitado por ela, que se

Quanto mais sólidos forem os valores familiares, menor

encantou sentimentalmente em virtude de suas qualida-

será a influência do meio. Ou seja, o mais provável é que,

des. No caso em que ambos trabalham, na atividade da

quaisquer que sejam as circunstâncias sociais, os filhos

mulher ela será o piloto e ele o copiloto.

tendam a seguir os passos de seus pais. Pais felizes e am-

O importante é que haja comunhão e cumplicidade

bos realizados em suas funções de piloto e copiloto cos-

no casal: ambos ganham e ambos perdem. Formam-se

tumam ter filhos igualmente felizes e que serão guiados

alianças solidárias, estáveis e fundadas em um só con-

essencialmente pelo exemplo doméstico: a felicidade do

junto de valores. Não há rivalidade ou inveja, não há um

casal se estende aos filhos. Filhos que convivem em um

mais e outro menos bem-sucedido: ambos são vencedo-

ambiente de concórdia e carinho tenderão a buscar par-

res. O modo de ser desses casais é governado por um úni-

ceiros sentimentais com os quais afinam bem e possam

co conjunto de normas, construídos com a colaboração

constituir vínculos similares ao que assistiram em casa.

e anuência de ambos. Casais que têm filosofia de vida e

E terão filhos parecidos com eles, com seus avós e assim

projetos em comum têm muito mais chance de serem

por diante. Assim se constrói uma saga fundada em bons

felizes e curtirem os desdobramentos do sucesso profis-

resultados profissionais e humanos, onde as pessoas

sional de qualquer um deles, posto que todo sucesso – e

conseguem usufruir da máxima felicidade cabível a nós,

todo fracasso – é compartilhado.

humanos, sempre sujeitos a todos os tipos de intempé-

Outro desdobramento fundamental desse estilo de vida

ries, contrariedades e doenças.

n

em que o casal está unido em torno de ideais claros e unificados é que os filhos crescem num ambiente de concór-

*Flávio Gikovate – médico psiquiatra formado pela USP é autor de 32

dia e onde há apenas um código de valores. Quando não

livros, entre eles Superdicas para Viver Bem e Ser Mais Feliz, que já

é esse o caso, ou seja, quando um dos cônjuges é mais

foi traduzido em quatro línguas: italiano, espanhol, árabe e francês

71


Fly: não percebi que estava no fundo do poço

72

FOTOS: DIVULGAÇÃO

dinheiro


Lições

de vida

Aprendendo com os próprio erros, o coreógrafo Vagner Menezes Pereira, o Fly, se tornou hábil consultor para quem precisa recuperar as finanças

P

ara quem via de fora, a vida do coreógrafo Vagner Menezes Pereira, o Fly, ex-integrante do grupo You

Can Dance, parecia estar sincronizada e no ritmo certo. Ainda bem jovem, aos 13 anos, o garoto que cresceu na região simples de São Cristóvão, no Rio de Janeiro, descobriu a habilidade na arte da dança. O talento passou de hobby a ganha-pão e permitiu a ele rapidamente status, fama e dinheiro. Mal ele sabia, mas o dinheiro, de solução, se tornaria um transtorno. “Eu era muito novo e, talvez, por isso, não soube lidar com a ascensão”, conta o coreógrafo. “Aprendi tudo da pior forma possível.” Juntamente com os outros três integrantes do grupo You Can Dance, Fly, em 1995, gra-

“É fundamental cada um viver dentro de sua realidade financeira”

vou o primeiro disco com contrato pela Sony Music. Ao mesmo tempo, era dançarino fixo no Programa da Xuxa, da TV Globo. Pouco tempo depois do ápice da fama, Fly faliu totalmente. “Quis ter tudo, comprar tudo”, recorda. “Mas não percebi que estava no fundo do poço. Isso aconteceu quando um dia eu não tinha R$ 3,50 para pagar meu lanche.” Contratado pela Rede Globo, resolveu estudar marketing. A emissora era responsável pelo pagamento de 80% do curso, desde que ele não reprovasse em nenhuma disciplina. “Reprovei justamente em economia e tive que sair

73


dinheiro

Após quatro anos fazendo tudo o que era aconselhado nos livros, Fly saiu do estado de endividamento

Livro Como Saí do Buraco: lançado em 2013

74

da faculdade porque não ia conseguir arcar”, lamenta.

Após quatro anos fazendo tudo o que era aconselhado

A reprovação, entretanto, foi o momento da reviravolta.

em livros, Fly saiu do estado de endividamento. “Decidi

“Pedi ajuda para o professor pouco antes. Primeiro, para

ajudar outras pessoas que estavam na mesma situação

me recuperar na matéria. Depois, para eu resolver minhas

que a minha.” Ele então criou um curso sobre o tema e

finanças, mas não tinha como pagar a consulta particular.”

apresentou o projeto para a emissora de televisão. As pri-

Fly foi procurar nos livros de educação financeira a solu-

meiras palestras foram pessoalmente, até criar um plano

ção para os problemas. “Primeiro li Pai Rico, Pai Pobre, de

de curso de educação financeira online parta auxiliar os

autoria de Robert Kiyosaki. E não parei mais.” Para ele, as

colaboradores da companhia que estão em situação crí-

dicas das literaturas do tema foram vitais para sua recu-

tica. “Faço pelo simples prazer em ajudar. Estar endivida-

peração. “Desde então, anoto exatamente tudo que gasto.

do e sem saída é quase uma doença”, compara. Além do

Até mesmo se der R$ 2 de caixinha.” Com essa fórmula fi-

curso na emissora, Fly passou a lecionar o tema nas UPPs

cou mais fácil enxergar para onde o dinheiro ia. “Aprendi

do Rio de Janeiro e também nas unidades da Marinha.

ainda que não existe crédito barato. E o mais importante:

Ano passado, compilou todos os ensinamentos no livro

é fundamental viver dentro da sua realidade.” Mas alerta:

Como Saí do Buraco – Desafie Também os seus Limites,

economizar não significa abrir mão dos sonhos. “Precisa-

da editora Inspire. “Agora estou trabalhando no segundo

mos aprender a incluir os sonhos no planejamento”, pro-

livro. Quero continuar mostrando para as pessoas que é

põe. “Sem isso, o sonho se torna pesadelo.”

possível ter saúde financeira.”

n


Segurança P

a

t

r

i

m

o

n

i

a

l

CADEADO ONLINE

SOB MEDIDA Análise de risco é indispensável na contratação da proteção pessoal

THINKSTOCKPHOTOS

Como as empresas devem se prevenir de ataques contra seus dados


ti

78


Bem

protegido

FOTOS: THINKSTOCKPHOTOS

Como o mercado brasileiro tem enxergado a segurança em tecnologia da informação e o que fazer para se tornar menos vulnerável

79


ti

A

opinião dos especialistas em tecnologia da informação é unânime: o Brasil saiu da inércia quanto

ao tema “elevação do nível de maturidade da segurança do setor”. Entretanto, ainda se caminha a passos lentos. Hoje, as estratégias para proteger o setor de TI fazem parte da pauta corporativa, sim, mas de forma um tanto quan-

Ficar distante das ameaças

to tímida. O assunto só ganhou repercussão ultimamente

exige atenção redobrada

depois das denúncias de que os Estados Unidos estariam

na qualificação dos

espionando o Brasil e tinham informações sigilosas, entre outras, da Petrobras e da presidente Dilma Rousseff. Este caso, que ganhou destaque na imprensa mundial, de fato, é macro. Mas vale ressaltar que as ameaças também são presentes em menor escalão. Há casos como o

colaboradores, estratégia de inteligência e investimento em novas tecnologias

de um funcionário, por exemplo, que detém dados sigilosos da companhia e, por descuido e influências de terceiros, deixa vazar. Ou a recepcionista desatenta que deixa alguém sem identificação entrar. Riscos assim passam despercebidos e os estragos podem ser devastadores. “Muitas vezes, os equipamentos estão lá, mas quem os opera não usufrui da capacidade dos mesmos”, lamenta Vinícius Brentan, diretor de TI do Grupo Binário. “O fator que contribui para isso é a falta de leis e normas específicas para o tema no Brasil, que não punem a organização que não mantém bom padrão de segurança de TI, facilitando para que ocorra a violação de segurança.” Ficar distante das ameaças exige atenção redobrada na qualificação dos colaboradores, estratégia de inteligência e investimento em novas tecnologias. “Só assim fica mais fácil defender o território cibernético da companhia, sites, aplicações de software, estações, servidores de arquivos e banco de dados e seus negócios”, alerta Ines Brosso, doutora em tecnologia da informação e coordenadora do curso de pós-graduação lato sensu em SeguDIVULGAÇÃO

rança de TI da Universidade Mackenzie. “A informação atravessa vários domínios dentro de uma empresa. Por isso, é fundamental estabelecer regras e políticas de segurança por esses domínios, de forma a poder monitorálos eficientemente.”

80

Rogério Reis, da Arcon: os bancos brasileiros enfrentam, por mês, de dez a 20 ataques do tipo phishing scam, aqueles golpes por meio de e-mails falsos


ti

Regra básica: monitoramento contínuo

Para Rogério Reis, diretor de Operações da Arcon, empresa especializada em serviços gerenciados de segurança, a atenção ao setor deve ser redobrada. “Os bancos brasileiros, por exemplo, enfrentam, por mês, de dez a 20 ataques do tipo phishing scam, aqueles golpes por meio de e-mails falsos”, diz, “enquanto na Europa a média é de apenas uma ou duas vezes ao ano.” O especialista é ainda categórico: a falta de segurança pode ser a derrocada de qualquer negócio. “Uma única falha pode representar o roubo de uma base inteira de clientes ou mesmo a perda imediata de credibilidade de uma empresa”, diz. “Quem usaria um serviço de um banco que tem seus sistemas invadidos?” Vale a pena se prevenir. 

82

n

Segurança em TI ganhou destaque, especialmente, depois das denúncias de que os Estados Unidos estariam espionando o Brasil


mercado

Sempre à

disposição Washington Cinel conta como a Gocil tem aprimorado sua relação com os clientes DIVULGAÇÃO

O

mercado de segurança patrimonial tem crescido. E, para acompanhar essa necessidade, gigantes como

a Gocil investem em profissionalismo, treinamento, mão de obra e produtos. Washington Cinel, presidente da Gocil, conta quais são as principais demandas da companhia. Revista Empresarial – Quais são os tipos de projetos que a Gocil tem realizado com mais frequência para proteção empresarial? Washington Cinel – As demandas de segurança nos projetos dos quais estamos participando têm se aprimorado, refletindo a preocupação dos gestores de segurança e a integração com sistemas e tecnologia. Com quase 30 anos de mercado, a Gocil é uma empresa especializada em soluções para segurança patrimonial, segurança eletrônica e serviços. De forma única no mercado, integra pessoas, processos e tecnologia de ponta. Mais do que oferecer tecnologia de ponta e profissionais qualificados, nosso trabalho se diferencia pela inteligência com que planejamos cada ação, cada projeto e pelo cuiWashington Cinel: fundador e presidente da Gocil, uma das maiores empresas de segurança e serviços do Brasil

84

dado com que executamos nossos serviços. Investir em tecnologia, inovar constantemente, e, principalmente,


valorizar as pessoas, são mais que objetivos, são metas

O brasileiro tem se prevenido mais antes da ocor-

que realizamos todos os dias. Mais especificamente, te-

rência de algum incidente de segurança ou ele

mos elaborado projetos integrados de segurança para

ainda espera acontecer para depois se proteger?

setores como hospitais, laboratórios, centros logísticos

Como você analisa esse perfil nacional?

e empresariais e escolas, e percebemos um aumento na

As manifestações, os problemas nos transportes

demanda de projetos em setores ligados à infraestrutu-

(como os incêndios), o aumento dos índices de vio-

ra, tão em voga no momento, como portos e aeroportos.

lência, de forma geral, têm trazido à pauta essa discussão nos lares brasileiros. E com a discussão vêm

E com relação à segurança pessoal, houve um

as atitudes, os cuidados, os zelos pelos familiares.

aumento na demanda no último ano? Quais as pers-

Acreditamos, sim, que o brasileiro está mais zeloso

pectivas?

pela sua segurança. As empresas seguem as mesmas

A demanda tem crescido ano a ano. Atualmente a Gocil

tendências.

possui mais de 50 contratos de segurança pessoal. Em sua grande maioria, são ligados aos contratos corporati-

Como funciona o gerenciamento e a análise de ris-

vos de vigilância de grandes empresas. Atendemos tam-

co da Gocil para seus clientes?

bém a empresários renomados. Em razão dos próximos

A gestão e a análise de risco são feitas individualmen-

grandes eventos, como a Copa do Mundo e os Jogos

te, para cada contrato assinado, e em parceria com o

Olímpicos, percebemos grande procura por esses ser-

gestor da operação por parte do cliente. A partir da

viços, já que muitas empresas nacionais e estrangeiras

análise, elaboramos manuais e procedimentos custo-

estão oferecendo a seus clientes a experiência dos even-

mizados para o gerenciamento de risco, consideran-

tos e, juntamente com os convites, estendem proteção

do e atendendo às particularidades do cliente e ao

pessoal a esses convidados.

segmento de atuação.

n

85


segurança

Não caia

na rede Como proteger os dados pessoais na internet e evitar que sua família se dê mal Juliana Cunha*

C

ircula pela rede uma campanha que diz: “Se na internet o produto é de graça, então você é o pro-

duto”. Isso quer dizer que o serviços que usamos, sejam redes sociais, games, aplicativos, sejam contas de e-mail, não são gratuitos. Os usuários pagam ao aceitar fornecer seus dados pessoais. Para muitos serviços na internet, as informações pessoais são um produto valioso, negociadas principalmente com empresas de publicidade e de vendas online para elaborar um perfil detalhado do comportamento dos consumidores. Apesar de a constituição brasileira garantir o direito fundamental à intimidade e à vida privada, a proteção dos dados pessoais é uma questão sensível que merece atenção e cuidado por parte do cidadão, das empresas, do Estado e da sociedade. Existem diferentes tipos de dados que fornecemos quando usamos a internet. Aqueles que, intencionalmente, você ou sua família compartilham na rede, nos locais que frequentam, que são suas ideias e valores, fotos de viaDIVULGAÇÃO

gem, onde trabalham ou estudam. Um segundo grupo de

86

dados são aqueles fornecidos compulsoriamente ao se cadastrar para usar um serviço, tais como nome comple-


THINKSTOCKPHOTOS

to, data de nascimento, etc. Numa terceira camada mais

serviço é confiável e observe com cautela quais informa-

invisível, poderíamos acrescentar os chamados metada-

ções serão coletadas para avaliar se vale a pena fornecer

dos: informações técnicas que nossos dispositivos (com-

todos esses dados em troca desse joguinho “gratuito”.

putadores, máquinas fotográficas, celulares, tablets, en-

Já em relação aos metadados, apesar da complexidade,

tre outros) registram sobre nossos usos online, como o

é possível minimizar sua coleta configurando seus pro-

modelo dos equipamentos, marcas, horário de entrada

gramas e aparelhos para evitar gravação de senhas, desli-

e saída do aplicativo/site/jogo, históricos de cookies, nú-

gando a localização automática via GPS e fazendo logout

meros de IP, entre outros dados que geralmente nem sa-

dos sites e serviços quando terminar de usar.

bemos que existem, mas que podem revelar muito sobre

Para a garotada, a regra continua sendo diálogo e con-

nossa vida digital.

fiança. Converse com seus filhos sobre o que eles fazem

No primeiro caso é preciso uma decisão de toda a famí-

na internet e quem são seus amigos. Você não precisa

lia sobre o que ela quer que todo mundo saiba e o que

ser um expert em tecnologia para acompanhar a vida

apenas amigos e familiares mais próximos podem saber.

deles na rede. Navegue junto, aprenda com eles e este-

Tudo o que é compartilhado na internet se torna uma in-

ja por perto, disponível para uma boa conversa. Seus fi-

formação acessível publicamente que se dissemina mui-

lhos podem aprender sozinhos a usar os equipamentos

to rápido e é difícil de ser removida depois. A regra que

digitais com muita facilidade, mas ética e cidadania não

vale para a internet é: “Pense bem antes de publicar”.

aprenderão se os pais e as escolas não promoverem essa

Para os dados que somos obrigados a fornecer ao usar de-

oportunidade. Cuidado para não confundir capacidade

terminados serviços, uma pergunta: com quantos contra-

técnica de uso com maturidade e capacidade crítica de

tos e termos de uso na rede você já concordou sem ler? O

seus filhos quando estão conectados.

n

primeiro passo importante é conhecer os termos de uso dos serviços. Eles costumam ser chatos, mas é um dever

*Juliana Cunha é psicóloga, psicanalista e coordenadora da Sa-

que precisa ser ensinado a todos da família. Pesquise se o

ferNet Brasil

87


prevenção

Sempre

alerta P

esquisa

realizada

pela

Security

Industry

Association (SIA), gigante americana do setor de

DIVULGAÇÃO

Investimentos em recursos tecnológicos têm impulsionado o setor de segurança no País

soluções para segurança, mostra toda a efervescência da área no Brasil nos próximos anos – essa fatia do mercado brasileiro deve movimentar aproximadamente R$ 3,7 bilhões em 2017. O motivo é que os cuidados com a Copa do Mundo, este ano, e as Olimpíadas, em 2016, impulsionarão o segmento, com um auge previsto para daqui a três anos. Além dos dois grandes eventos esportivos, outros fatores, como as falhas da segurança pública, e as manifestações de rua – que tiveram início em junho do ano passado –, entraram na conta. “Nossa companhia está preparada para atender de forma especializada aos mais diferentes eventos”, afirma Wagner Martins, presidente da Embrase, empresa presente em todo o território nacional, com 27 anos de experiência no mercado. O especialista diz ainda que o se-

Wagner Martins, da Embrase: “Há dois anos não registramos nenhum furto na rua Amauri”

tor de segurança conta cada vez mais com mecanismos

88

de prevenção, especialmente pelos mais tecnológicos.

venção realizadas pela Embrase ocorreu com os lojistas

“Hoje o marginal tem mais informações e, quando você

e donos de restaurantes na rua Amauri, localizada nos

usa a tecnologia, a tendência é que migre da área que

Jardins, em São Paulo. A rua foi equipada com vários

está protegida.”

dispositivos tecnológicos, como câmeras e rádios de

Cada vez mais empresas, lojistas e grandes centros

comunicação usados por seguranças. “Há dois anos

comerciais incluem os investimentos em segurança

não registramos mais nenhum furto ali”, afirma Martins.

como prioridade. Uma das ações estratégicas de pre-

“Deu certo.”

n


THINKSTOCKPHOTOS

KIDS

LUXO

Grifes nacionais e estrangeiras investem para conquistar os pequenos

PROFESSOR VIRTUAL

Jogos e aplicativos que ajudam no aprendizado de crianรงas e adolescentes


consumo

Desfile de Grifes ampliam suas opções para crianças. E elas estão adorando

Coleção Verão 2014, de Cris Barros: inspiração no urbano e no rock

90

RODRIGO SCHMIDT

bom gosto


E

m uma visita ao shopping, os pais passam por diversas

adolescentes. Um dos destaques da Versace é a ma-

lojas. Resolvem parar na Gucci, Cris Barros, Tommy

madeira adornada com cristais Swarovski. Além do

Hilfiger, Calvin Klein, Dior, Versace e Fendi. A vendedora

mercado da moda, o de brinquedos de luxo também

logo pergunta se gostariam de ver algo para eles. A respos-

vem crescendo. A empresa americana Sweet Retreat

ta é imediata: estamos procurando algo para nossos filhos.

Kids constrói casas de madeira de cerca de 10 m2

A cena, comum fora do País, tem se tornado frequente no

com eletricidade e até encanamento que podem custar

Brasil: grifes nacionais e internacionais estão apostando

mais de R$ 40 mil.

suas fichas nesse mercado de luxo infantil bem pujante. O segmento de moda e acessórios para crianças movimenta R$ 60 bilhões por ano no País, de acordo com a consultoria Rabelo e Associados, com elevação de 14%, em média, ao ano. Com esse crescimento, serviços e produtos de luxo para os pequenos são cada vez mais fáceis de encontrar. A Calvin Klein Jeans Kids, por exemplo, que comercia-

Grifes nacionais e internacionais estão apostando suas fichas no mercado de luxo infantil

liza suas peças infantis desde 2009 por aqui, tem lançado suas coleções com frequência. Para o inverno de 2014, as peças serão inspiradas na vanguarda, no urbano, no rock e na conectividade, com novidades de shapes, tecidos, comprimentos e opções de padronagem. A estilista brasileira Cris Barros, famosa por seus vestidos

Bolsa infantil da Calvin Klein

e cortes muito bem acabados para as mulheres, também conta com uma linha especial kids. A Cris Barros Mini oferece composições para meninos e meninas que gostam de se vestir bem. A inspiração para a Coleção Verão 2014, por exemplo, aconteceu após uma viagem da estilista ao Camboja. Assim, de forma lúdica e descon-

NO EXTERIOR As crianças estão cada vez mais exigentes quando o assunto é moda. Por isso, grifes como a

FOTOS: DIVULGAÇÃO

traída, Cris Barros variou cores e formas.

Dior, a Prada e a Versace também estão apostando nesse segmento – apesar de elas ainda não estarem disponíveis no Brasil. A linha Baby Dior atende crianças de 4 a 12 anos, enquanto a Young Versace é para a faixa de recém-nascidos aos pré-

91


consumo

Sonho dos brasileiros: loja da Young Versace, em Milão

ALÉM DE PRODUTOS Os serviços premium para crianças também viraram

O segmento de moda e acessórios para crianças movimenta R$ 60 bilhões por ano no País, com elevação de 14%, em média, ao ano

moda – principalmente quando se trata de ensaios fotográficos. O Estúdio Roni Sanches, por exemplo, inclui uma minimoto Harley-Davidson no cenário para os books de bebês e crianças. “Cerca de 80% das pessoas que investem nesses produtos são pais de filhos únicos, uma das razões que os levam a buscar produtos de qualidade para a vida dessa única criança”, explica Adriana Sanches, diretora do Estúdio. “É um investimento para a vida toda”, completa a profissional, que recebe em média 50 clientes mensais para realizar os ensaios.

92

n


Para eles Dicas para os meninos arrasarem no estilo

Minicarro Audi R8 motorizado. Tem rádio FM com conexão MP3 e cinto de segurança. Atinge 4 km/h. Para crianças de 3 a 6 anos. Preço médio: R$ 1,7 mil.

Tênis Calvin Klein Jeans Kids branco. Preço médio: R$ 259,00

Calça Jeans Tommy Hilfiger para 3 anos. Preço médio. R$ 239,00

93


consumo Para elas Em dias frios ou nas viagens internacionais, a jaqueta Camel, da Burberry, aquece e deixa o look ainda mais sofisticado. Preço sob consulta.

Quer vestir bem sua filha? Com essa calça jeans da Diesel, à venda na flagship da Haddock Lobo, em São Paulo, ela vai ficar maravilhosa. Preço: R$ 490,00

Em dias de calor, e sempre na moda. Vestido floral com calcinha, manga princesa, gola dupla franzida e forro 100% de algodão, da Valutin. Preço: R$ 148,00

94


Um presente para os recémnascidos by Baby Dior: mamadeira rosa de 150 ml e cobertor branco com uma pequena pomba branca na ponta. Preço sob consulta

Quem disse que as meninas não podem usar joias?! Pelo contrário, os brincos Caresse d’orchidées Cartier, de ouro rosa, diamante e safira, vão dar um toque ainda mais especial ao dia a dia das garotas. Preço: R$ 7.800,00

Desde criança é importante saber a importância do dinheiro. Para as meninas, nada mais cute do que o Yellow Duck Baby Bank, da Tiffany. Preço sob consulta

95


comportamento

96


Agenda

cheia

THINKSTOCKPHOTOS

Crianças estressadas com o excesso de atividades e cursos proliferam. Atenção, pais: brincar também é preciso

97


comportamento

M

uitos pequenos têm rotina de gente grande. A intensidade dos afazeres diários, que muitas ve-

zes lembram a agenda de um executivo, tem feito com que as crianças vivam atualmente uma sobrecarga de atividades. Um panorama prejudicial, capaz de trazer consequências como estresse, desconcentração e hiperatividade infantis. Para os especialistas, o excesso de cursos ou aulas extracurriculares pode trazer efeito rebote. “Os pais acreditam que estão preparando a criança para um futuro brilhante, até mesmo em detrimento do competitivo mercado de trabalho, mas correm o risco de a própria criança, se sobrecarregada, não absorver o aprendizado em nenhuma esfera, se estressar ou até adoecer”, afirma a psicóloga Ana Maria Rossi, presidente da International Stress Management Association no Brasil (Isma-BR). “A visão de que a realização de muitas atividades simultâneas é CRISTINE ROCHOL

positiva está errada. O que temos hoje são crianças angustiadas e desfocadas, que não conseguem se concentrar ou se dedicar a nenhum curso.” Este perfil, segundo Ana Maria, é também consequência da sociedade atual e do conceito familiar contemporâneo, no qual os pais – saturados pela demanda de traba-

Ana Maria: a visão de que a realização de muitas atividades simultâneas é positiva está errada

lho – acabam por envolver a criança em atividades diversas. Mas ainda há outras causas. Muitos adultos buscam

98

realizar nos filhos suas aspirações ou frustrações, crian-

brincar e fazer os deveres de casa, itens que, segundo ela,

do expectativas errôneas e infrutíferas.

somem cerca de três horas e meia no dia.

Para a psicóloga, é essencial que a criança goste do que

Quando a criança está tensa, infeliz ou receosa com

faz. “Este é o principal critério”, diz ela. Para os resultados

suas atividades elas apresentam sinais. Dores de cabe-

serem benéficos, a receita é simples: estar aberto e sensí-

ça, dores musculares, irritação, manhas, agressividade e

vel ao filho, analisando o perfil da criança. Pode-se, cla-

problemas com sono. Em casos mais graves, vômitos e

ro, estimular e incentivar novos experimentos, de forma

diarreia, além de medos e fobias sem razão de ser. “Deve-

flexível, na qual a criança tenha liberdade de escolher.

se levar ao pediatra e checar a saúde, mas entender que

“Tem que existir cumplicidade, conversar, ouvir, ampliar

muitas vezes é simplesmente o emocional da criança que

a base de conhecimento para detectar o que faz bem ou

está abalado”, informa a especialista. “As crianças podem,

mal”, reforça Ana Maria. Para a especialista, é imprescin-

e, muitas vezes, têm o direito absoluto de não querer fa-

dível que os pequenos tenham tempo para descansar,

zer nada. E isso não é ruim.” 

n


FOTOS: THINKSTOCKPHOTOS

educação

100


Falar “não” é

necessário A psicóloga Robertha Blatt, especializada em terapia familiar, explica como lidar com os filhos nos momentos de recusa

A

negativa tem um papel fundamental no processo

permitindo a eles fazerem o que quiser, pois efetivamen-

educativo. No entanto, está atualmente entre as

te estão longe e ainda sentem-se culpados por não par-

principais dificuldades dos pais na educação dos filhos.

ticiparem da rotina dos filhos. Os pais da atualidade se

Como uma forma de compensação da ausência, eles pas-

deparam com maior liberdade sexual, de expressão, na

saram a ceder a tudo, ou quase tudo. Esse comportamen-

escolha profissional, etc. Parece que existe uma pressão

to, segundo a psicóloga Robertha Blatt, especializada em

social para o sim, um imediatismo que impossibilita a

terapia de família, prejudica a formação emocional do

espera e o não.

indivíduo e pode trazer consequências negativas na vida adulta.

Qual a importância de saber dizer “não” no processo de criação?

Revista Empresarial – Atualmente os pais têm mais di-

O “não” funciona como um mapa que dá uma informa-

ficuldades de dizer não aos filhos?

ção e um referencial, influenciando o indivíduo na forma

Robertha Blatt – Dizer não tem sido mais difícil do que

que se organizará como pessoa e na sociedade, definindo

foi em épocas passadas por inúmeros aspectos. Percebo

qual contribuição trará para seu grupo. Quando a gente

na prática clínica casos em que o pai e a mãe não podem

mostra a uma criança que ela não pode fazer unicamente

dedicar muito tempo e atenção aos filhos em razão de

o que deseja, passa a ser importante que cada um tenha

trabalhos e afazeres diários. Por isso, acabam tentando

seu espaço e direitos respeitados. Assim, estamos ensi-

compensar sua ausência com recompensas materiais ou

nando civilidade, democracia e respeito ao outro.

101


educação Qual é o reflexo da maior permissividade dos pais quando os filhos chegam à fase adulta? Certamente, uma criança que não recebeu suas doses de limites encontrará mais dificuldade de se adaptar a inúmeras situações. Porém, o desenvolvimento e a formação de uma pessoa não acontecem de forma linear, e esse molde é uma via de mão dupla que depende de uma interação de fatores, como o temperamento, a personalidade da criança, a convivência com irmãos, a família extensa, a escola, os amigos e o trabalho. Assim, sempre existe a possibilidade de reaprender e viver novas experiências que complementarão sua formação. É possível que a criança leve vivências, informações e valores da escola para casa, por exemplo. Como os adultos devem lidar com as situações em que precisam negar aos filhos? Os pais precisam estar fortalecidos. Ajuda muito quando

DIVULGAÇÃO

pai e mãe conseguem oferecer apoio mútuo um ao outro,

Robertha Blatt: “Certamente, uma criança que não recebeu doses de limites encontrará mais dificuldade de se adaptar a inúmeras situações”

e têm em mente seu projeto educacional. Contudo, não estarão livres de uma vivência emocional intensa ao dizerem não. É preciso reconhecer que a experiência emocional está sendo vivida e que isso não é negativo. O mais importante na hora de dizer “não” é se manter firme em suas convicções. Muitas vezes, os pais dizem sim para evitar o desgaste, pois é cansativo argumentar e lidar com as reações dos filhos. Porém, negar e não cumprir a negativa é um comportamento que pode fazer com

“Atualmente, um dos conflitos mais frequentes entre pais e filhos se dá no aspecto material”

que os pais se enfraqueçam. A melhor forma para acertar é estipular regras e procurar segui-las. Há como deixar a negativa mais leve? O “não” é sempre uma frustração de uma expectativa ou desejo – e não há como aliviar isso. São essas vivências das frustrações que formam a bagagem emocional da criança e contribuem na formação do caráter, ensinando a buscar outras maneiras de se sentir satisfeito e percebendo que é possível suportar uma espera ou mesmo a não realização de seu desejo.

102


Agora, fica ainda mais complicado o equilíbrio entre

sos. Essa prática começa na infância e me lembra uma

ceder e negar quando os pais têm uma condição finan-

cena em que os pais saem com a criança na rua e, diante

ceira mais favorável?

dos muitos pedidos, dizem não ter dinheiro. Mentem na

Atualmente, um dos conflitos mais frequentes entre

tentativa de conter os pedidos das crianças e são des-

pais e filhos se dá no aspecto material. As pessoas po-

mascarados em pouco tempo. Nesse exemplo, os pais

dem ter recursos financeiros, mas necessitam de um

perdem a oportunidade de passar seus valores, trocar

projeto e planejamento de vida para dar sentido à sua

experiências e dar limites.

n

existência. O não e o sim precisam ser coerentes com os valores da família. Educar é oferecer exemplos mais do que palavras. As ações da família precisam estar intimamente relacionadas ao projeto educacional que almejam. São os pais e seus valores, ocupando o lugar de

“O mais importante na hora de dizer ‘não’ é se manter firme em suas convicções”

autoridades que decidem onde empregarão seus recur-

103


tecnologia

Na ponta

dos dedos Esqueça o modelo anterior de ensino. O século 21 promete revolucionar o modo de aprender Por Erika Campos

A

postilas, professores de costas para os alunos, ca-

A importância de integrar educação e tecnologia é tal que,

dernos. Esse não é o modelo de ensino mais atrati-

em dezembro de 2013, durante a Semana do Ensino da

vo para os mais jovens. Os nativos digitais – nascidos em

Ciência da Programação, o presidente dos Estados Uni-

lares que possuem computadores conectados à internet

dos, Barack Obama, convocou os jovens a participarem da

– demandam outro método de aprendizado. Com a dis-

campanha Hour of Code, com a pretensão de ensinar lin-

seminação dos tablets e smartphones, jovens e crianças

guagem de programação a 10 milhões de alunos no país.

incluíram em seu cotidiano a tecnologia não apenas para

A iniciativa, que teve o apoio de engenheiros do Google,

o divertimento, mas para a educação.

Microsoft, Facebook e Twitter, ganhou proporções mun-

A gamificação – atribuição de características de games a

diais e atingiu estudantes de 170 países. No Brasil, diversas

ambientes que não são de jo-

escolas passaram a oferecer programação como curso ex-

gos – cria ações interativas e

tracurricular, além de criar clubes de estudo.

cativantes, o que torna as

O programa sugere que atividades comuns de ciência da

tarefas mais intuitivas e in-

computação estimulam a criatividade e a habilidade de

teressantes. Diversão, expe-

resolver problemas cotidianos e fornecem solidez para

riência e conhecimento em formato lúdico são as apostas

Conheça, a seguir, alguns aplicativos e plataformas que funcionam como professores virtuais.

THINKSTOCKPHOTOS

dos aplicativos educativos.

profissionais em qualquer carreira.

Códigos QR Escaneie com seu celular com câmera o código de barras em 2D ao lado dos aplicativos nas páginas seguintes. Dessa forma é possível acessar as lojas virtuais para baixar os programas ou obter mais informações sobre os aplicativos.

104


De 0 a 5 anos Galinha Pintadinha A personagem que virou febre entre os pequenos ganhou vários aplicativos. Primeiras letras, cores, formas e números são apresentados em tom divertido e cativante. Disponível para iOS, Android e Windows. http://bit.ly/galinhapintadinha1

Boa Noite, Mo Um dos momentos menos prazerosos para as crianças é a hora de dormir. Para auxiliar nessa rotina, elas acompanham a preparação do monstrinho na hora de ir para a cama: banho, escovar os dentes e embalar outros monstrinhos. Tudo ao som de músicas suaves. Disponível para iOS e Android. http://bit.ly/boanoitemo

Little Fox Music Box O aplicativo possui três canções populares (em inglês), mais de 100 elementos interativos e função karaokê, além de um estúdio em que a criança pode gravar suas próprias músicas. Disponível para iOS e Android. http://bit.ly/littlefoxmusicbox

Animal Puzzle for Babies Quero Ser Turma da Mônica Com a customização de cor da pele, olhos, cabelo, nariz, boca, roupas e cenário, a criança cria um personagem com os traços da Turma da Mônica, avalia sua própria imagem e ganha melhor consciência de seu corpo. Disponível apenas para iOS. http://bit.ly/queroserturmadamonica

Com o simples deslizar do dedo, a imagem dividida em três partes forma a figura de um animal. Assim que o quebracabeças é resolvido, ouve-se o som que ele produz. São 12 espécies diferentes e há possibilidade de ajuste da dificuldade. Disponível para iOS e Android. http://bit.ly/animalpuzzle

Interactive Alphabet Primeiro contato, em inglês, com as letras do alfabeto em uma divertida experiência. Os níveis de dificuldade vão desde um tour pelo alfabeto até desenhar as letras e procurálas em uma palavra. É possível customizar o app com suas próprias fotos e palavras. Disponível apenas para iOS. http://bit.ly/interactivealphabet

Pepi Bath Lindos personagens – menino ou menina – ensinam de forma engraçada e bemhumorada sobre higiene pessoal: lavar as mãos, escovar os dentes, ir ao banheiro e tomar banho. Inclui minitarefas e surpresas interativas. Disponível para iOS e Android. http://bit.ly/pepibath1

105


tecnologia De 6 a 11 anos MathBoard

Barefoot World Atlas

É considerado um dos top aplicativos educacionais no mundo todo. Possui níveis de configuração, para todas as idades do ensino básico, com geração de problemas desde soma e subtração até raiz quadrada. Atividades extras tornam o aprendizado da matemática estimulante e agradável. Disponível para iOS e Mac. http://bit.ly/mathboard1

É um globo 3D interativo. Com movimentos de pinça, os continentes são ampliados e podese descobrir as regiões e países do mundo, além das diversas culturas. Possui minijogos para tornar o aprendizado mais divertido. Disponível apenas para iOS. http://bit.ly/barefootworldatlas1

PuzzBlock Museum

Pili Pop

Uma mistura de quebra-cabeças com aula de arte. Uma obra de arte tem seus pedaços embaralhados e, para avançar, é necessário deslizar as peças para montá-la corretamente. É possível escolher entre os diversos períodos artísticos, como se fossem salas do museu. Cada pintura possui uma ficha explicativa. Disponível para iOS e Android. http://bit.ly/puzzblockmuseum

Focado no ensino da língua inglesa para crianças, utiliza a expressão e compreensão por meio de reconhecimento de fala. Possui jogos de entretenimento com personagens de diversos países e culturas. Vencedor do prêmio Parents Choice Award 2013. Disponível apenas para iOS. http://bit.ly/pilipop

Scratch

Symmetry School: Learning Geometry

Com o intuito de ensinar lógica de programação de uma maneira divertida, o grupo Lifelong Kindergarten criou o projeto Scratch no Media Lab do Massachussets Institute Technology (MIT). Nele é possível criar animações, jogos, músicas e simulações e depois compartilhá-los com outros membros. Criatividade, reflexão sistemática e trabalho colaborativo são as premissas do Scratch. Disponível para Windows e Mac. http://bit.ly/ScratchMitEdu

106

Desenvolvimento de raciocínio espacial e aprendizado de geometria são o foco deste aplicativo. A criança deve recriar uma cena no tabuleiro virtual, com fichas coloridas, por meio da simetria reflexiva ou rotacional. Movimentos certos e errados, além do tempo são registrados em um ranking. Disponível apenas para iOS. http://bit.ly/symmetryschool


Adolescentes iStudiez Pro

EleMints: Periodic Table

Um organizador da vida acadêmica. Podem ser cadastrados horários das disciplinas – inclusive com a sala – até tarefas, provas e contatos dos professores, com possibilidade de receber notificações para não perder aula. A versão completa permite sincronizar as informações entre o iPhone e o iPad. Disponível para iOS. http://bit.ly/iStudiezPro

EleMints não é apenas uma simples tabela periódica. O app possui cinco seções com gráficos, elementos organizados por propriedade, biblioteca de artigos e ferramentas para calcular massa molar, balanço de equações químicas e ajuda para resolver problemas e exercícios. Disponível apenas para iOS. http://bit.ly/EleMints1

EvoBooks

Hour of Code

Os livros-aplicativos possuem conteúdo 3D interativo criado por profissionais de cada área – biologia, química, física, história, geografia e matemática – e próprio para o ensino fundamental. Disponíveis para Android e Windows. http://bit.ly/Evobooks

Com o auxílio de elementos dos jogos Angry Birds e Plants vs. Zombies, os alunos aprendem lógica com a resolução de quebracabeças. Plataforma online para todos os sistemas operacionais. http://bit.ly/HourofCode1

Jovens e adultos

Coursera

TED

Organização educacional que possui parcerias com instituições de ensino de todo o mundo e oferece cursos online gratuitos. As aulas são ministradas por meio de videoaulas e abrangem áreas como medicina, ciências sociais, matemática, administração e ciência da computação. A maioria dos cursos possui certificado de renomadas instituições de ensino, como Universidade de Stanford, Princeton e Columbia. Plataforma online para todos os sistemas operacionais. http://bit.ly/Courseraedu

O TED (Technology, Entertainment, Design) disponibiliza conferências de figuras expoentes em suas áreas de conhecimento. Entre os conferencistas estão nomes como Bill Clinton, Al Gore, Gordon Brown, Richard Dawkinse e Bill Gates. Produzido especialmente para quem não tem tempo a perder, os vídeos possuem, no máximo, 18 minutos. Disponível em todos os sistemas. http://bit.ly/WatchTED

107


FOTOS: CATENA/DIVULGAÇÃO

vinhos

Paladar

familiar

Catena Zapata, vinícola de maior projeção na Argentina, elevou o nome e a qualidade por quatro gerações 108


S

ão muitos os elementos que marcam a trajetória de sucesso da vinícola argentina Catena Zapata. A parceria

entre pai e filhos é um deles. Soma-se a isso valores enraizados como ousadia, persistência e competência que, transmitidos de geração a geração, elevaram o nome Zapata como

Por dentro de um mito: a vinícola Catena Zapata foi responsável por colocar a Argentina no mundo dos vinhos

o principal da história do vinho do país, responsável por colocar a Argentina no mapa dos melhores rótulos do mundo. Nicolás Catena, atual presidente, representa a terceira geração da família a produzir vinhos na região de Mendoza. Sua ambição era seguir carreira em ciências econômicas, área em que ele havia se formado e teria continuado se não fosse a morte prematura da mãe em um acidente de carro, em 1962 – o que o fez entrar na empresa para ajudar o pai. Decisão acertada. Sua personalidade investigativa favoreceu a combinação de uvas cabernet sauvignon e malbec, colocando os vinhos sul-americanos em um novo patamar. Se Nicolás herdou o legado familiar, é agora a hora de transmitir o conhecimento e unir forças com sua filha Laura Catena, atual vice-presidente da vinícola. Ela se dedica a dois setores muito distintos: vinho e medicina – Laura é médica e trabalha na área de emergências do hospital da Universidade da Califórnia, em São Francisco. A admiração entre os dois é um dos motes do sucesso. “Tiro o chapéu para meu pai. Ele não somente criou um departamento de investigação como teve a inciativa de trazer consultores de fora para nos ensinar, nos ajudar a descobrir como fazer. Meu pai teve uma enorme humildade”, afirma Laura. O pai também se derrama em elogios. “Sempre achei que meus três filhos eram muito capazes e qualquer um deles poderia me substituir. Quando decidiram seus estudos, nenhum deles manifestou interesse em trabalhar com vinho”, recorda Nicolás. “Ocorreu que a primeira a se interessar foi Laura. Muito jovem ainda, se iniciando na carreira de medicina, ela começou a degustar e gostar do assunto, e rapidamente propôs coisas e lançou ideias, mostrando sua capacidade, o que indicava que podia tomar meu lugar com vantagens.” Estava claro que seria ela a pessoa que poderia comandar a empresa familiar.

109


vinhos

Laura e Nicolás: os mantenedores de uma tradição

110


Para o futuro, todos convergem: querem buscar novas zonas e pesquisar com mais profundidade cada vinhedo, assim como estudar sobre as mudanças climáticas. “Inves-

Para o futuro, a família quer

timos muito em pesquisas e trocamos experiências com

buscar novas zonas e pesquisar

universidades, como Davis e Mendoza”, explica Laura. “No

com mais profundidade cada vinhedo, assim como estudar sobre as mudanças climáticas

caso de uvas, estamos analisando a bonarda, a chardonnay de altitude e temos um projeto sobre a cabernet sauvignon.” Ao se recordar do passado, Nicolás não esconde a emoção. “Na cultura italiana (seu bisavô partiu da Itália para a Argentina em 1898), todos os pais querem ser superados por seus filhos. Meu pai e avô teriam orgulho do que a família Catena Zapata conquistou”, diz ele, feliz com o que colheu, e com o que plantou.

n

Que bela Mendoza: o horizonte de uma das plantações da família Catena

111


fĂŠrias

DiversĂŁo

garantida Resorts aprimoram estrutura para fĂŠrias de pais e filhos

112


V

iajar com os filhos sempre é divertido. Mas... achar um bom hotel com estrutura para que as crianças possam curtir as férias não é fácil. O luxuoso resort Sandy

Lane, na costa ocidental de Barbados, no Caribe, une o que há de melhor para pais e filhos. Nele, as férias estão garantidas. siderado a primeira hospedagem premium da região – foi inaugurado em 1961 e oferece 112 acomodações com vista para a beleza do mar do Caribe.

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Situado a apenas 19 km do aeroporto, possui uma ampla estrutura de alto requinte. Con-

113


férias Para os pais há três campos de golfe, um amplo spa com todos os tipos de tratamentos de beleza e relaxamento, além de atividades aquáticas. Já para as crianças, o hotel busca promover diversas atividades. A maioria das brincadeiras ocorre na Treehouse Club, um verdadeiro centro de entretenimento que conta com um minicinema e um ambiente para jantares temáticos para os pequenos, além de muitos jogos e brinquedos. Os monitores também incentivam as crianças a expressarem suas habilidades por meio de artesanato, esportes e peças de teatro. Enquanto isso, os adolescentes podem desfrutar de mesas de sinuca, pebolim e jogos eletrônicos, além de estações de computador e jukebox. Eles também podem realizar clínicas esportivas e atividades aquáticas, sempre acompanhados dos monitores.

DO MAR PARA AS SAVANAS Enquanto o contato com os esportes aquáticos é mais comum no Caribe, na África é a vida dos grandes animais que aguça a curiosidade das crianças. Situado

114

Para todas as idades: resort Sandy Lane, em Barbados, oferece atividades para crianças e adolescentes


MARK WILLIAMS

Contato com a natureza: no Singita Lodge Sweni é possível conhecer um pouco da vida selvagem da África

dentro do Parque Nacional Kruger, na África do Sul, o Singita Lodge Sweni é rodeado de centenas de árvores na beira do rio Sweni. Tranquilo e íntimo, o refúgio

Durante a estadia no Singita

privilegia as ricas cores suaves e texturas que reprodu-

Lodge Sweni, os pequenos

zem os tons da paisagem natural em sua decoração. Crianças de todas as idades são bem-vindas. Há servi-

podem conhecer uma variada

ços disponíveis de babysitting e atividades sob medida

vida selvagem, incluindo

para atender a cada família. Tudo seguindo a máxima segurança – inclusive na participação das crianças em atividades de safári. Durante a estadia no Singita Lodge Sweni os pequenos podem conhecer uma variada vida selvagem, incluindo elefante, girafa, leopardo, leão, rinoceronte-branco, rinoceronte-negro, búfalo, hipopótamo e chita.

elefante, girafa, leopardo, leão, rinoceronte-branco, rinocerontenegro, búfalo, hipopótamo e chita

Além da visita aos animais é possível as crianças cozinharem com os chefs do lodge, realizarem mountain

115


MARK WILLIAMS

férias

Vista do paraíso: um dos lodges do resort na África do Sul

116


JOÃO RIBEIRO

Animação: há um complexo só para elas em Comandatuba

bike e ainda o curso de mini-rangers para se tornarem jovens exploradores. No curso, elas aprendem a capturar e soltar borboletas, a entender a astronomia e também técnicas de sobrevivência na selva. No Brasil, um dos destinos preferidos é a ilha de Comandatuba, na Bahia. No complexo, pais e filhos podem se divertir com inúmeras atividades em meio a coqueiros, fauna e flora, além da vegetação nativa intocada. Com 62 mil m2 e 21 km de praia, oferece campo de golfe, quadras de tenis, campo de futebol, esportes náuticos, parque aquático e um luxuoso spa by Clarins. Para a criança, a equipe de monitores do hotel prepara atividades para todos os gostos e estilos. Há teatrinho, jogos, passeios, torneiros, shows, arco e flecha e aulas de surfe. Para aqueles com menos de quatro anos, há uma equipe de babysitters preparada para cuidar dos pequenos. Um dos locais preferidos, sem dúvida, é a Casa das Crianças, local que dispõe de uma ampla área de lazer com piscina infantil, quadra esportiva, sala de jogos e videoteca.

117


férias

Não dá para reclamar: Atlantis conta com inúmeras opções de entretenimento para as crianças

ESPECIALMENTE PARA CRIANÇAS O Atlantis Paradise Island parece que foi idealizado para as férias em família. Adultos, claro, tem sua vez, mas são

O Atlantis Kids Adventures é um clube com mais de 8 mil m2 repleto de programas educacionais para crianças entre 3 e 12 anos

as crianças que mais se divertem. Localizado nas Bahamas, explora a imaginação. Conta com um enorme complexo aquático com fontes, cascatas, escorregadores e piscinas, tesouros enterrados nas praias, refeições especialmente feitas para elas, playground e sala de jogos. Há ainda o Atlantis Kids Adventures, um clube com mais de 8 mil m2 repleto de programas educacionais para crianças entre 3 e 12 anos.  www.sandylane.com www.singita.com/sweni-lodge www.transamerica.com.br www.atlantisparadise.com

118

n


119


turismo

Quase tudo pronto: Four Seasons Resort Orlando at Walt Disney World deve abrir em agosto deste ano

Magia na

hotelaria Four Seasons Resort Orlando, principal hotel de luxo do complexo Walt Disney World, será inaugurado em agosto – reservas já podem ser feitas 120


T

udo está ficando pronto. A obra está acelerada. Em mais alguns meses os turistas de Orlando vão ter

mais uma opção hoteleira de altíssima qualidade. Está prevista para agosto de 2014 a inauguração do Four Seasons

Toda a estrutura do Four

Resort Orlando at Walt Disney World. Toda sua estrutura

Seasons Resort Orlando

está sendo desenvolvida para unir acomodações de luxo,

está sendo desenvolvida

gastronomia de primeira linha, spa de nível internacional e um complexo recreativo com golfe, tênis, quadra de basquete e piscinas (inclusive uma reservada apenas para adultos). Tudo isso em uma localização privilegiada. O hotel, situado a minutos dos parques Magic Kingdom Park, Epcot, Disney’s Animal Kingdom e do Disney’s Hollywood Studios, já começou a aceitar reservas para o check-in a partir de seu mês de inauguração.

para unir acomodações de luxo, gastronomia de primeira linha, spa de nível internacional e um complexo recreativo inesquecível

O hotel oferece duas promoções especiais de abertura: a Stay Longer, onde a cada duas diárias pagas a terceira

FOTOS: DIVULGAÇÃO

é grátis, e a Value Offer, para grupos de no mínimo dez

Além do horizonte: boa parte dos quartos tem vista para todo o complexo Disney

121


turismo

apartamentos, em apartamento duplo e preços especiais para uso de golfe e spa. “Temos como objetivo proporcionar uma experiência inusitada no destino, onde há poucas opções de hospedagem sofisticada na região”, explica Thomas Steinhauer, vice-presidente regional e gerentegeral do hotel. “A demanda já tem sido intensa, por isso resolvemos abrir as reservas antecipadas.”

ESTRUTURA Para não deixar nada a desejar, toda a estrutura do hotel tem sido montada com muito cuidado. O projeto prevê vistas mágicas das acomodações – as varandas de vários apartamentos oferecem horizonte dos fogos do Magic Kingdom. Os 444 apartamentos e suítes seguem estilo contemporâneo e a Royal Suite, no 16o andar, pode ser reconfigurada com até três salas de estar e nove apartamentos. A gastronomia também será o ponto alto do Four Seasons. O restaurante Ravello servirá pratos com base na culinária da costa italiana. Já o Capa, localizado na cobertura do resort, será especializado em tapas. O PB+G, que fica junto a piscina, tem menu leve, enquanto o Plancha, no clube de golfe, trará a cozinha de inspiração cubana/norte-americana. O novo hotel conta também com um spa com 18 salas de tratamentos, além de bangalôs para total privacidade. As

122


crianças não foram esquecidas. A Explorer Island é uma área de dois hectares dedicados à diversão dos pequenos com piscina, escorregadores, parede de alpinismo e ati-

O resort oferece ainda

vidades organizadas pelo programa Kids for All Seasons.

experiências assinadas pelo

O resort oferece ainda experiências assinadas pelo Walt Disney World, tais como café da manhã com os personagens e o Disney Planning Center, um serviço que auxilia a visita dos hóspedes aos parques. Quem acredita na magia de Orlando pode ainda aproveitar para se casar no próprio hotel, que oferece ambientes para festa para centenas de convidados ou uma cerimônia íntima. Os adultos poderão curtir também o The Oasis, uma piscina reservada, com cabanas privativas, menu sofisticado e muita mordomia.

Walt Disney World, tais como café da manhã com os personagens e o Disney Planning Center, um serviço que auxilia a visita dos hóspedes aos parques

n

Sabores: hotel contará com quatro restaurantes, incluindo um italiano e um de tapas

123


destino

Joia

parisiense Traços da história arquitetônica, sofisticação e conforto fazem parte do projeto repaginado do hotel Prince de Galles

Saguão principal: elegância em cada detalhe

124


FOTOS: BENOIT LINERO

Duo: conforto e sofisticação em todas as acomodações

O

lendário hotel Prince de Galles, em Paris, reabriu suas portas o ano passado após um período de dois

anos de restauração. Localizado na avenida George V, no coração da elegância parisiense, o hotel cinco estrelas – integrante da Luxury Collection Hotels & Resorts – traz de volta seu esplendor art déco, estilo que estava no auge na inauguração original da hospedagem, em 1928. Para preservar os traços que remontam a uma parte importante da história da arquitetura, os designers de inte-

Dono de uma magnificência admirável, o hotel apresenta uma combinação exótica dos elementos da art déco

riores atentaram aos mínimos detalhes. Artesãos locais foram selecionados com a missão de criar o mobiliário utilizando ébano, mármores finos e até folhas de ouro. O resultado foi, no mínimo, surpreendente.

125


destino Logo na entrada principal, os hóspedes têm a sensação de que foram transportados para uma mansão pari-

O ex-primeiro-ministro britânico Winston Churchill também integra a lista das personalidades que já se hospedaram no hotel

siense da primeira parte do século passado. O charme especial fica por conta do lustre artesanal inspirado no original de 1929. Nas proximidades da recepção, uma tapeçaria requintada em harmonia com o estofado de couro. De fato, o quesito elegância ecoa em toda dependência do hotel. As acomodações ganharam tecidos de seda, conforto luminotécnico e espelhos. Já os banheiros trazem mosaicos personalizados. O Prince de Galles fica a poucos passos do Arco do Triunfo, da Torre Eiffel e da Champs Élysées. Com mais de oito décadas, fascina pela beleza e também pela ri-

Refúgio de estrelas: reis, rainhas, chefes de Estado e artistas costumam frequentar o Prince de Galles

126


Salas de banho: magníficos mosaicos atemporais

queza histórica. O empreendimento recebeu esse nome graças ao seu objetivo original: servir como estadia nas visitas anuais do príncipe de Gales, futuro Eduardo 8o, filho do rei da Inglaterra George 5o. Mas ele não foi a única majestade a desfrutar dessa maison do bem-estar. Tornaram-se hóspedes regulares lord Chamberlain e o rei Alexandre 1o, da Iugoslávia. O ex-primeiro-ministro britânico Winston Churchill também integra a lista das personalidades que já se hospedaram no hotel. Antes mesmo da sua construção, o Prince de Galles já fazia história. Frédéric Chopin, compositor e pianista polonês, viveu em um edifício no local que posteriormente daria lugar a um dos empreendimentos hoteleiros mais singulares da Europa.

n

127


FOTOS: DI VULGAÇÃO

luxo

128


O glamour de

Snowmass

Por que a montanha no Colorado é considerada uma das melhores do mundo para quem busca aventura, sofisticação e conforto

129


luxo

P

istas para todos os níveis. Restaurantes de altíssima qualidade. Hotéis sofisticados. Gente bonita. Essa é

Snowmass, uma das quatro montanhas esquiáveis de Aspen, no Colorado – a maior, por sinal. A antiga comunidade fazendeira foi transformada nos últimos anos em um dos destinos preferidos de neve do mundo. Para atrair os turistas, a região não para de investir e de se aperfeiçoar. Recentemente foram aplicados quase US$ 70 milhões em infraestrutura, contando com a inclusão de 230 acres de novas áreas, hospedagens e alguns restaurantes, como o Elk Camp. A região está tão em evidência e conquistando os brasileiros que o empresário Oskar Metsavaht, criador da grife Osklen e frequentador assíduo do destino, lançou sua coleção inspirada nas montanhas de Aspen/Snowmass.

130

Para atrair os turistas, a região investiu recentemente US$ 70 milhões em infraestrutura


Para todos os níveis: pistas são esquiáveis por amadores e também por profissionais

Não é apenas Metsavaht que é visto com frequência nas pistas e nos restaurantes. Os atores Kevin Costner e Jack Nicholson fazem da região seu segundo lar, seja pela qualidade da hotelaria, pela decoração vitoriana das construções, seja pelas belas paisagens das montanhas.

PARA INVERNO E VERÃO Durante a temporada de inverno, tanto em Snowmass como nas outras três estações – Aspen Mountain, Highlands e Buttermilk – é possível praticar esqui, snowboard, fazer passeios de trenó e visitar as hot springs (piscinas com águas termais). Já no verão, a visão do local é outra. Sai a neve e entram em cena os esportes de montanha e de corredeiras, como balonismo, paragliding, rafting, ciclismo e trilhas.

HOTÉIS Quem quer ficar à beira das montanhas, literalmente, deve escolher o Viceroy Snowmass. A apenas 7 km do centro de Aspen, é uma das melhores hospedagens de toda a região. Resort de luxo ski-in/ski-out – desde a porta do hotel é possível praticar esqui, snowboard, patinação no gelo e passeios de trenó no inverno –, oferece um

131


luxo

Viceroy Snowmass: o melhor hotel da região

O hotel Viceroy Snowmass está situado a apenas 7 km do centro de Aspen

132


amplo terraço com café da manhã servido com vista para toda a cadeia de montanhas. O Viceroy também promove momentos de lazer com o Ute Spa. Com 7 mil m2, foi idealizado com base nas tradições indianas e conta com diversos tratamentos – incluindo um de hidroterapia Vichy. São 173 apartamentos também chamados de estúdios. Neles há cozinhas totalmente equipadas, além de TVs de tela plana, DVD, iPod, camas king size, lençóis de algodão egípcio, lareiras a gás, lavadoras e secadoras. O The Westin Snowmass Resort também oferece acesso direto às pistas da Snowmass. Com design moderno e ambiente confortável, conta com 254 quartos e suítes – com destaque para a presidencial, com mil m2, dois quartos, ambos com vista para as montanhas. As demais acomodações oferecem área de estar com sofás, TV de 47 polegadas LCD e sistema de som Bose com docking station. Para o divertimento, fitness center e kids club. n www.viceroyhotelsandresorts.com www.westinsnowmass.com

The Westin Resort: 254 quartos com design moderno

133


máquinas

Luxo

para poucos Uma seleção com verdadeiras obras de arte do universo dos desejos

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Jaguar XKR-S

134

Moderno e irreverente, o Jaguar XKR-S é, no mínimo, espetacular. O imponente superesportivo foi apresentado no Salão de Detroit deste ano como o modelo mais ágil e potente. Equipado com motor V8 Supercharged, pode atingir de 0 a 100 km/h em apenas 4,4 segundos. O carro recebeu uma série de upgrades de aerodinâmica, suspensão e controle de tração. No interior, o XKR-S oferece toda a elegância e o conforto, premissa da lendária marca Jaguar. www.jaguar.com/br/pt


Ferreti 960 Silhueta perfeita e altíssima comodidade. Essas características estão em evidência no maior iate produzido pela Ferretti Yachts, o Ferretti 960. A embarcação, com 24 m de comprimento, abriga quatro cabines de hóspedes. O perfil externo define uma nova tendência no design de grandes cascos planos: o vidro corre ao longo de todo o convés principal, garantindo incrível luz natural interior. www.ferrettibrasil.com.br

135


máquinas Mangusta 110 O superiate Mangusta 110, verdadeira obra-prima do design atemporal, tem como ponto alto a versatilidade. O novo layout interior proporciona um melhor espaço para atender às necessidades não só do proprietário, mas também de hóspedes e tripulantes. O deck principal, por exemplo, possui um grande salão que pode ser facilmente convertido em um espaço de almoço. Com desempenho incomparável, o Mangusta 110 vem equipado com motores MTU 16V 2000M94 e jatos d’água Kamewa Rolls-Royce, que garantem uma velocidade de 33 nós, assegurando uma excelente estabilidade com completa ausência de vibrações. www.overmarine.com

136


Legacy 650 Com uma autonomia de 7 mil km, o modelo Legacy 650, da Embraer, é capaz de voar de São Paulo a Miami, sem escalas. O interior também surpreende: os 46,7 m2 de cabine são divididos em três áreas. Em uma delas há uma espaçosa cozinha equipada com cafeteira, pia, miniadega, e ainda há outras possibilidades de adaptações para atender ao gosto do comprador. www.embraer.com

137


máquinas

Adastra O Trimaran Adastra espelha um desenho futurístico, que o torna um dos iates mais incríveis do mundo. Projetado pelo inglês John Shuttleworth, da Yacht Design, ele tem a proposta de atender às necessidades de quem deseja desbravar o mar junto de seus familiares. O casco esguio e o exterior aerodinâmico permitem que viaje mais rápido em mar aberto, a 17 nós. Esse iate, que acomoda nove convidados e até seis tripulantes, é produzido somente sob encomenda. www.john-shuttleworth.com

138


Bell 429 Funcionalidade. Essa é a palavra que resume o helicóptero Bell 429, da companhia americana Bell Helicopter. O modelo se destaca pelo interior espaçoso e ainda mais pela flexibilidade. Sua cabine pode ser reconfigurada para atender às mais diferentes missões e comportar até oito pessoas. No quesito velocidade, o helicóptero também não deixa a desejar. Equipado com dois motores, chega a 287 km/h de velocidade máxima. Um misto de conforto e alta performance. www.bellhelicopter.com

139


presentes

Estilo

e bom gosto Objetos de desejo, para eles e para elas

O Golden Dynastie, perfume de Marina de Bourbon, apresenta uma composição de flores e frutas com fundo de madeiras aromáticas. Preço: R$ 172,00 (50 ml)

140

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Do Atelier Schiper, o brinco Marola, de ouro e brilhantes, é parte da coleção de mesmo nome, inspirada no movimento das ondas do mar. Preço: R$ 5.680,00


Pingente de ouro amarelo fosco com diamantes, da coleção Momento, da The Graces. Preço: R$ 1.250,00

Honey, a nova fragrância feminina de Marc Jacobs, mistura o frescor da pera verde e da tangerina a uma base de mel e baunilha dourada. Preço: R$ 289,00 (50 ml)

Bracelete da linha Perlée, coleção icônica da Van Cleef & Arpels que ganhou peças de ouro amarelo. Preço sob consulta

141


presentes De Antonio Bernardo, a pulseira facetada é formada por retângulos de prata e esmalte preto, com acabamento acetinado. Preço: R$ 2.300,00

O perfume masculino Bottega Veneta possui notas de castanha espanhola combinadas aos aromas de bergamota, cedro e zimbro dos Balcãs. Preço: R$ 326,00 (50 ml)

O LifeCode é um dispositivo em forma de bracelete que pode reunir informações relevantes de seu usuário, como histórico médico e contatos médicos e de emergência. Ideal para crianças, esportistas, idosos e viajantes. Pesa apenas 10 g. Seu acesso é via USB e possui tradução instantânea para seis línguas. Preço: R$ 195,00

142


O Ultrabook Conversível XPS 12, da Dell, possui tela touchscreen de 12” que gira e transforma o equipamento em tablet. Preço: a partir de R$ 5.699,00

O Eau de Lacoste L.12.12 Noir é inspirado em uma das peças mais famosas da marca: a camisa polo. Sua fragrância tem o frescor da melancia e o calor do manjericão egípcio. Preço: R$ 289,00 (100 ml)

O Transocean Chronograph GMT, da Breitling, tem mostrador guilloché, fundo transparente de vidro de safira e inicial B de ouro 18 quilates. Série limitada a 2 mil exemplares. Preço: R$ 30.349,00

143


presentes O Jack Daniel’s – Sinatra Select é uma edição ultrapremium do clássico Old No 7 Tennessee Whiskey, que homenageia o mais célebre fã que a bebida já teve: Frank Sinatra. Preço: R$ 499,00

O Boss Jour Pour Femme, da Boss Parfums, traz o frescor cítrico da flor de grapefruit e da lima, com acabamento almiscarado. Preço: R$ 285,00 (50 ml)

Com ar vintage, a X-M1, da Fujifilm, tem acesso Wi-Fi, 16 MP, lentes cambiáveis e acabamento de couro. Preço sugerido: R$ 3.299,00 (kit com lente XC16-50 mm F3.5-5.6 OIS)

144


Da Kleiner Schein, a caixa de jogos Best Play Royal, da linha 7Ball tem gravações a laser e acompanha acessórios. Preço: R$ 267,30

Luminária de piso Elmo Zick Zack, de latão e alumínio, com 1,20 m de altura. À venda na Kare. Preço: R$ 5.800,00

O relógio Excalibur 42, de Roger Dubuis, à venda na Frattina, possui caixa e fecho em ouro rosa e pulseira de couro de crocodilo costurada à mão. Preço sob consulta

145


presentes

Gargantilha de ouro rosa 18 quilates com diamante, quartzo rosa e turmalina rosa, da Brumani. Preço: R$ 10.210,00

Signorina Eau de Toilette é uma fragrância de Salvatore Ferragamo com notas-base de rosas e tons frutados sob um amadeirado leitoso. Preço: R$ 249,00 (50 ml)

A carteira Biker, da Miu Miu, é inspirada na cultura biker, com detalhes de metal que remetem às jaquetas de couro. Preço: R$ 1.650,00

146

EMPRESARIAL  

Empresarial tem como foco principal a relação entre sucesso profissional e familiar, liderança e sucessão nas empresas. Mês de publicação: m...