Issuu on Google+

Ano 15 | nº 88 | R$ 7,00

Harley-Davidson já opera com Entreposto Uberlândia

uberlândia

Capital nacional

da logística

Uma das principais vocações de Uberlândia, a logística, é fortalecida com o início das operações do Entreposto da Zona Franca de Manaus; a cidade que já viveu outros marcos desenvolvimentistas atravessa, neste período, um dos principais norteadores para o seu futuro como referência nacional em logística. Pág. 00

educação carreira

EDUCAÇÃO & CARREIRA O perfil do ensino no Brasil, segundo dados do IDEB; saiba mais sobre a importância da formação técnica e da pós-graduação em sua carreira. Pág. 00 LANÇAMENTO IVECO Montadora apresenta dois modelos, o Iveco Stalis e o Vertis; saiba mais sobre a características destas máquinas. Pág. 00

O perfil do ensino no Brasil, segundo dados do IDEB; saiba mais sobre a importância da formação técnica e da pós-graduação em sua carreira. Pág. 00


Editorial

Diretor Executivo Editor-Chefe Claiton Mendes Ramos editor@editoracinco.com.br

Dep. Comercial Márcio Costa marciocosta@editoracinco.com.br Assistente de Redação Marina Leite financeiro@editoracinco.com.br Projeto Gráfico e Diagramação Wilson Vilela paginacao5@gmail.com

Colaboraram nesta edição Alexandre David Sílvia Arantes jornalismo@editoracinco.com.br Revisão Mariana Batista revisao@editoracinco.com.br Fotografias Claiton M. Ramos Marcio Costa

Dep. Jurídico Igor P. de Freitas-OAB/MG 86.273 e Fernanda V. Nunes OAB/MG 85.939 Impressão e CTP 3Pinti | Uberaba www.3pinti.com.br Tiragem 5 mil exemplares

Circulação Regional  Araguari  Araxá  Caldas Novas  Catalão  Ituiutaba  Itumbiara  Patos de Minas  Patrocínio  Rio Quente  São Simão  Uberaba  Uberlândia

“Os artigos assinados não emitem, necessariamente, a opinião da Bares. Os direitos autorais das imagens veiculadas são de seus autores”

Facebook | Claiton Ramos

claitonramos.blogspot.com

(34) 3229-7779 Rua Barão de Camargos, 149 - Sala 7 Bairro Centro | CEP 38400-160 Uberlândia/MG bares@editoracinco.com.br

Uma vocação traduzida em

bons negócios Esta edição dedica reportagem de capa a um dos temas de maior familiaridade para Uberlândia: a logística. A cidade já vivenciou importantes marcos no seu desenvolvimento, como a conquista da Universidade Federal e o crescimento do atacado distribuidor, além da descoberta de algumas vocações, como a pesquisa no agronegócio, o potencial para a instalação da agroindústria, sua capacidade desenvolvimentista no setor de serviços – a exemplo das áreas da educação e tecnologia. Contudo, a região de Uberlândia inicia um novo ciclo para o seu fortalecimento econômico no contexto nacional. Dentre as principais vocações, a logística realmente é uma das principais referências que faz de Uberlândia uma cidade referência para o País. O início das operações do Entreposto da Zona Franca

de Manaus (EZFM), em abril de 2010, foi mais uma certificação da importância da região para o cenário logístico nacional. Nossa reportagem de capa tem o desafio de apresentar, um pouco mais, vantagens e oportunidades que poderão surgir a partir de agora, com as operações do Entreposto. De um ano para o outro, segundo dados do operador, a Supporte Logística, 18 contratos foram fechados, dentre estes, as marcas Harley-Davidson, Kasinski, Positon, entre outras passam a operar com através de Uberlândia. Além destas, o operador também informa a possibilidade de fechar outras novas operações já de imediato. Ou seja, já estimam a utilização da capacidade total de armazenamento da unidade Uberlândia até o início do próximo ano. Além desta movimentação, que deve utilizar algo

em torno de 300 carretas/mês, diversas outras oportunidades de negócios começam a ganhar forma. A edição apresenta mais informações acerca do Entreposto e traz, também, um Caderno Especial sobre Educação & Carreira. Boa leitura, Facebook/claitonramos

Claiton M. Ramos

Editor-Chefe


6 | revistanegocios.com.br

revistanegocios.com.br | 7


notas

FRANQUIAS

Setor espera faturar R$ 87,2 bilhões em 2011 Impulsionado pelo crescimento do poder de compra das classes C e D, o setor de franquias espera faturar R$ 87,2 bilhões em 2011, alta de 15% em relação a 2010. Só nos primeiros cinco meses do ano, o país ganhou pelo menos 60 novas redes, e a expectativa da Associação Brasileira de Franquias (ABF) é de que outras 90 sejam abertas até o fim do ano. “A feira é um dos motores da expansão do setor, pois é o momento onde as marcas se apresentam e aumenta a adesão de novos investidores”, afirma o presidente da ABF, Ricardo Camargo. Segundo a ABF, o brasileiro que quiser aproveitar as oportunidades que serão criadas pela Copa do Mundo, Olimpíadas e, principalmente, pelo Pré-Sal deverá ficar atento às algumas tendências de negócios quando o assunto é franquia. Empresas ligadas à educação, como escolas de inglês e cursos profissionalizantes, turismo (agências de viagens, pou-

WALMART

Hipermercado investirá R$ 50 milhões em Uberlândia

O diretor de Operações para o Sudeste do Walmart, Marcos Cezar, esteve com o prefeito de Uberlândia, Odelmo Leão, em junho, quando anunciou a construção de sua primeira unidade no município, que será juntamente com o Shopping Uberlândia. O empreendimento que receberá investimentos de R$ 50 milhões, está previsto para ser inaugurado em outubro deste ano e irá gerar cerca de 250 empregos diretos e aproximadamente 300 indiretos

na cidade. A empresa irá privilegiar mão de obra local. A unidade, que terá mais de 9.000 m² de área construída, e 5.500 m² de área de vendas, traz um novo conceito para Uberlândia: a loja será ecoeficiente, a 16ª da rede no País. Segundo informações do Sonae Sierra Brasil, divulgadas em nota, a inauguração do Shopping Uberlândia foi transferida do segundo semestre de 2011 para março de 2012.

2012 4 ANOS DE GARANTIA SEM LIMITE DE QUILOMETRAGEM. PORQUE CAMINHÃO TEM QUE DAR LUCRO, NÃO DESPESA.

LIBERADO PARA CIRCULAR EM TAS ÁREAS RESTRI

FABRICADO NO BRASIL

4 VEZES CAMPEÃO

sadas, pequenos hotéis), logística e distribuição (companhias aéreas), alimentação, beleza, saúde e vestuário deverão ter grande procura nos próximos quatro anos. “Muita gente acha que o setor de alimentação está saturado, mas no passado foram abertas 100 no-

CAMINHÃO GUINCHO

FRUTARIA

LOJINHA

GASEIRA

vas redes de franquias. As pessoas continuarão cada vez mais se alimentando fora de casa”.

AMBULÂNCIA 8 | revistanegocios.com.br

BOUTIQUE DE CARNE

Respeite a sinalização de trânsito.

CAÇAMBA

FRIGORÍFICO

34 3291.2900 revistanegocios.com.br | 9


BARES & RESTAURANTES

Próxima edição apresentará roteiro de comida japonesa Os melhores restaurantes da culinária japonesa da região de Uberlândia serão apresentados na próxima edição do roteiro de Bares & Restaurantes, com distribuição a partir de setembro. O roteiro é produzido pela Editora Cinco, que também responde pela revista Negócios Minas. Você poderá retirar um exemplar (gratuitamente) nos estabelecimentos participantes das 12 cidades relacionadas ou adquiri-lo em bancas de Uberlândia, Ituiutaba e Araguari. Saiba mais no portal: www.roteirobareserestaurantes.com.br

10

| revistanegocios.com.br

revistanegocios.com.br | 11


LOGÍSTICA

CTR Empresarial insere Uberlândia na era dos Business Parks A primeira fase de construção do CTR Centro Empresarial de Uberlândia já foi concluída. O Business Park, nome que é dado a este perfil de empreendimento, já atende a Natura Cosméticos desde outubro de 2010. Outros seis contratos já estão em fase avançada de negociação. A localização é no Anel Viário Airton Senna, zona Oeste de Uberlândia. A área total do condomínio é de 400 mil m2, com investimentos totais quando consolidado na ordem de R$ 200 milhões e a geração de cerca de quatro mil empregos diretos. Além das instalações físicas, para a implantação de empresas, o projeto contempla áreas verdes, área de

convivência, auditório, sala de negócios e reuniões, além de serviços de segurança, limpeza e conservação, jardinagem e paisagismo, entre outros. O Centro Empresarial segue modelos desenvolvidos pela Investpark/SGO em outras regiões, como Rio de Janeiro, São Paulo e Distrito Federal. O complexo foi projetado com diversas ações ambientais, como o reaproveitamento da água de chuva, iluminação zenital (galpão), assim como o revestimento térmico da cobertura. Possui conectividade por rede de fibra óptica, portaria com monitoramento 24h, restaurante, transporte urbano, entre outros. O Empreendimento terá em seu espa-

ço o Log Station Complexo Logístico que possui galpões estilo cross-docking e armazéns logísticos; galpões para implantação de empresas industriais, comerciais e de prestação de serviços; operações de “Built to Suit”; centro de conveniências e serviços; Truck Center; Park Center (estacionamento estruturado de caminhões), além de um Corporate Center. O CTR Centro Empresarial é uma sociedade entre as empresas CTR Empreendimentos, Consulpark e Investpark. O Log Station Complexo Logístico é uma sociedade entre as empresas CTR Empreendimentos e SGO Construções.

INSS

Empreendedor deve pagar novo valor a partir de junho O custo mensal dos empreendedores individuais vai diminuir pela metade. O valor máximo que os profissionais pagarão para ter acesso aos

12

| revistanegocios.com.br

benefícios vai cair de R$ 65,95 para R$ 33,25. A redução de 11% para 5% no valor referente à contribuição previdenciária começou a vigorar em maio, mas

o pagamento da competência deste mês deve ser feito até o dia 20 de junho. Mais informações no site da Receita Federal.

revistanegocios.com.br | 13


Pensou Mercedes-Benz Pensou Uberlândia Caminhões. Venha conhecer as condições imperdíveis da linha mais completa de veículos comerciais. www.mercedes-benz.com.br | CAC: 0800.9709090

Uberlândia Caminhões e Ônibus

Av. Paulo Roberto da Cunha, 2181 - Marta Helena - Uberlândia/MG - Tel.: (34) 2102-8500 revistanegocios.com.br | 15


Reportagem de Capa

Capital nacional da

logística Uma das principais vocações de Uberlândia, a logística, é fortalecida com o início das operações do Entreposto da Zona Franca de Manaus; a cidade que já viveu outros marcos desenvolvimentistas atravessa, neste período, um dos principais norteadores para o seu futuro como referência nacional em logística 16

| revistanegocios.com.br

Após um ano de operações, completados em abril de 2011, o Entreposto da Zona Franca de Manaus (EZFM), instalado em Uberlândia, já traduz parte do cenário futuro para o setor logístico no Brasil Central. Operado pela Supporte Logística, empresa de Uberlândia, o Entreposto é o segundo da Zona Franca no País e já se destaca no cenário nacional por fatores como flexibilidade, agilidade e tecnologia embarcada para a realização das operações. O primeiro Entreposto funciona em Rezende, no Rio de Janeiro, desde 2002.

Durante a apresentação do balanço do primeiro ano das operações, em reunião comandada pelo presidente da operadora Luiz Roberto Lélis e pelo prefeito de Uberlândia, Odelmo Leão, foi confirmado o fechamento de 18 contratos com indústrias de Manaus que passam a distribuir seus produtos a partir de Uberlândia e que outras mais de 70 estão em estágio avançado de negociação para operarem com o Entreposto. Indústrias como a Kasinski, Harley-Davidson, Positron, Mitsubishi Electric Creating Photo Business, Bungee, Santa

Terezinha, iimak, Universal Fitness, Vitória Régia, H Buster, Tectoy, Tany, Tesa, entre outras, já alteraram seus canais de distribuição e seus produtos já chegam ao mercado consumidor passando por Uberlândia. “A junção de uma região com vocação para produção e outra com vocação para a distribuição só poderia resultar na soma de habilidades complementares, onde a cadeia logística ganha e o consumidor final também”. A definição foi feita pelo presidente da Supporte durante a reunião, que contou com a presença de autoridades, revistanegocios.com.br | 17


DO BRASIL PARA O MUNDO O MAIS AGUARDADO LANÇAMENTO DO ANO

empresários do setor logístico de Uberlândia e imprensa. Para entender melhor como o processo funciona, Manaus é a referência de fabricação e, Uberlândia, a de distribuição. A cidade se posiciona – para todo o País – como uma das melhores opções logísticas garantindo capilaridade para qualquer produto no varejo. “Cargas consolidadas são transportadas via modais náutico e rodoviário de Manaus até Uberlândia e, daqui para frente, saem cargas fracionadas para o varejo”, explica o presidente. Para que tudo isso funcione, a Supporte iniciou um trabalho de identificação de parceiros no segmento de cargas fracionadas, que é o transporte de Uberlândia até o varejo, em todo o Brasil. As operações firmadas já respondem por 25% da capacidade de armazenamento do operador e resultará na movimentação de algo em torno de 300 carretas/mês. “Esse volume aumentará, gradativamente, pois algumas das novas empresas em negociação chegam a movimentar entre 15 a 20 carretas/dia”, explica Luiz Roberto, sem antecipar quais serão as próximas indústrias a operarem com o Entreposto. Em virtude da localização, marcas como Honda (motos), CCE e outras do segmento eletroeletrônico devem avaliar, a partir de agora, a eficácia das operações do Entreposto Uberlândia. A mudança do canal de distribuição de um produto depende, diretamente, da constituição da empresa, das características do produto, se a mesma é nacional ou multinacional, entre outros fatores. “Em muitos casos, uma decisão tomada neste ano, só é colocada em prática no ano seguinte”, explica o presidente da Supporte, complementando que o trabalho desenvolvido pelo Entreposto Uberlândia surpreendeu a própria equipe. “Realizamos em um ano o trabalho que havíamos planejado para os próximos três anos”, reforça. Segundo o presidente a Supporte está preparada para negociar e passar a operar cargas de uma empresa em no máximo 60 dias. “Mas uma indústria não altera o seu canal de distribuição com frequência. Tra18

| revistanegocios.com.br

Flexibilidade, agilidade e tecnologia

ta-se de negócios a médio e longo prazos, ou seja, o ciclo de venda e armazenagem é longo, assim, cada indústria avalia, criteriosamente, antes de fazer qualquer mudança do seu canal de distribuição. Neste contexto, acreditamos que dentro de mais um ano e meio já teremos que pensar na expansão da área de armazenagem, pois diversos negócios que estão em fase avançada de negociação deverão ser firmados”, informa o presidente. Com as operações a Supporte deve figurar entre as maiores empresas do segmento logístico do município na movimentação do Imposto Sobre Serviços (ISS) já nos próximos anos. Neste início as operações devem movimentar algo em torno dos R$ 5 milhões/ano de ICMS sobre o transporte das mercadorias. Além dos modais náutico e rodoviário, o aéreo também será utilizado nas operações do Entreposto (dedicado à cargas de valor agregado). Durante a apresentação, o prefeito Odelmo Leão destacou a parceria com os governadores Eduardo Braga, do Amazonas e Aécio Neves, na época governador de Minas (atualmente o Estado é comandado por Antonio Anastasia), além das entidades envolvidas no processo e seus secretários. “A causa é uma só e se chama Uberlândia”, destacou o prefeito, fazendo referência à importância das parcerias firmadas para que o Entreposto Uberlândia se tornasse realidade. “Não iremos desviar desenvolvimento de qualidade de vida. Este fator é e será, sempre, fundamental para garantir a atratividade de novos investimentos em nosso município”, disse Odelmo Leão.

Este conjunto de fatores tem colocado o Entreposto Uberlândia na condição de ser a alternativa adequada, de maior eficácia, à um dos maiores gaps das indústrias de Manaus: a logística. A região Sudeste, até mesmo pela condição populacional, é uma das maiores consumidoras dos produtos fabricados na Zona Franca. Sem a operação do Entreposto Uberlândia, o prazo entre o pedido feito e a mercadoria no estoque de um grande magazine no Sudeste, por exemplo, pode girar entre 15 a 20 dias. “Com a operação feita por meio do Entreposto Uberlândia, num raio de até mil Km, serão necessários somente dois dias após pedido feito para carregar, transportar e descarregar”, enfatiza Luiz Roberto. “E essa agilidade tem sido um dos principais fatores decisórios das negociações com o Entreposto”. Na média, neste último ano, a Supporte firmou um novo contrato a cada 14 dias úteis. Para garantir esta condição a empresa desenvolve suas operações com base em tecnologia de ponta. “Operamos com rádio freqüência de imagem, tudo é 100% automatizado e informatizado. Quando uma nota fiscal de um dos clientes do Entreposto sai de Manaus, recebemos todas as informações referentes ao produto, inclusive número de série. É possível oferecer um alto nível de rastreabilidade dos produtos aos nossos clientes”, explica Luiz Roberto. Para o presidente, além da tecnologia embarcada e a posição estratégica da cidade, a condição de ser uma operadora de menor porte tem garantido maior flexibilidade nas operações. O Pólo Industrial de Manaus (PIM) é formado por 406 empresas e destas, 198 são fabricantes de produtos acabados e figuram como possíveis clientes do Entreposto Uberlândia.

Oportunidades no transporte Com o início das operações a Supporte colocou em prática uma condição

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

RESPEITE SEMPRE A SINALIZAÇÃO

O GLOBAL DA FORD DESENVOLVIDO E FABRICADO NO BRASIL. •11 opções de modelo •Suspensão independente de 4 pontos •Design inovador •Maior conforto da categoria

•Interior silencioso •Cabine simples ou leito

Visite a Automara e conheça a linha CARGO 2012 Uberlândia 34 3233-5100

Uberaba 34 3315-2004


20

| revistanegocios.com.br

revistanegocios.com.br | 21


Com a Amazon Transportes, sua carga viaja na velocidade dos seus negócios. estratégica, a qual não fará investimentos para aquisição de frota para o transporte das cargas consolidadas (Manaus/ Uberlândia/Manaus) ou das fracionadas (Uberlândia/Varejo). A proposta tem sido buscar parceiros no mercado para a realização dos serviços de acordo com a experiência e competência de cada transportadora para atender as diversas regiões do País. Só na região de Uberlândia já foram prospectadas mais de 25 transportadoras. “Nossa proposta é que todo o transporte seja desenvolvido com parceiros”, explica. Com base em estudos realizados pela própria Supporte, a região possui frota de caminhões suficiente para atender a demanda do Entreposto neste início de operações. Nesta condição a empresa firmará parcerias para o transporte de cargas fracionadas de acordo com a especificidade de cada transportadora. Ou seja, se a competência da empresa esta na região Sul, a proposta é que ela faça este transporte, assim com as empresas que já conhecem o comportamento das demais regiões do País, como o Nordeste, Sudeste e Norte. Essa condição ainda contribui com a formatação final de um dos fatores de sucesso do operador, que é a agilidade. Contando com empresas especializadas em cada região atendida, a velocidade da entrega se torna fator de competitividade, agregando ainda mais valor aos processos do Entreposto Uberlândia. “Os serviços customizados e a inteligência em soluções – que inclusive é o nosso slogan no mercado – nos colocam na condição de adaptação a qualquer necessidade dos nossos clientes. Estamos aqui para oferecer serviços específicos para cada indústria de Manaus”, reforça o presidente.

Oportunidades Com o desenvolver das operações do Entreposto projeta-se que outros negócios complementares também serão impulsionados para a região de Uberlân22

| revistanegocios.com.br

dia. “Algumas indústrias do PIM também possuem em seus portfólios produtos importados. Como o Entreposto é exclusivo para produtos fabricados na Zona Franca, esses importados criam uma nova demanda de armazenamento para a região onde o entreposto esta sediado. No exemplo do segmento de motos, algumas montadoras importam motores de polpa para o mercado nacional. Este equipamento não poderá ser armazenado no Entreposto por não ser um produto da Zona Franca. Mas a empresa utiliza-se do mesmo canal de distribuição. Assim, acreditamos que novas oportunidades, seja para a consolidação de insumos ou para a armazenagem de produtos acabados (importados) serão fortalecidas a partir de agora”, reforça Luiz Roberto. Já projetando este desenvolvimento, a Supporte reservou uma área equivalente a 100 mil m2 nas imediações da empresa, no novo Distrito Industrial criado pela Prefeitura de Uberlândia. “Investiremos para criar um armazém específico para atender esta demanda, principalmente dos produtos importados”, antecipa o presidente. Não existe data confirmada, mas este cenário deve se tornar realidade ainda nos primeiros anos de operações do Entreposto. Para o presidente Luiz Roberto, como a cadeia logística é extensa, fica difícil apontar rumos para o desenvolvimento do setor na região, ou qual segmento será melhor desenvolvido a partir de agora. A prestação de serviços, como abastecimento, manutenção (mecânica e de acessórios), pneus e até alimentação devem ser impulsionados. “Acredito que todos os negócios ligados, diretamente, ao transporte serão aquecidos a partir de agora, além do segmento de armazenamento (com oportunidades para empresas que operam com empilhadeiras, paleteiras e outros)”, diz Luiz Roberto. Outra oportunidade, acredita, está na condição de consolidação de cargas em Uberlândia para serem enviadas à Manaus. “Sejam insumos para indústrias ou

produtos acabados que atendem o mercado do Amazonas devem gerar novas oportunidades em Uberlândia”, explica. Outro bom exemplo está no segmento das motos (das empresas já atendidas pelo Entreposto), que importam muitas peças via porto de Santos e utilizam-se de armazenamento em São Paulo. Essas cargas poderão ser trazidas até Uberlândia via Porto Seco para o desembarco alfandegário (estrutura já existe e operada pela Login, da Vale do Rio Doce) e serem armazenadas em Uberlândia para então serem consolidadas e enviadas para Manaus utilizando o canal já existente de cargas transportadas entre as duas cidades. “Uberlândia pode se tornar um ponto de consolidação de cargas para atender Manaus e outras regiões do Norte do País. Mas essa será uma decisão específica de cada indústria que terá que avaliar quanto a logística impacta no seu processo e na competitividade de mercado”, explica Luiz Roberto. O que o presidente aponta é a chamada logística reversa de cargas consolidadas, ou seja, os insumos poderão ser produzidos em São Paulo ou em outra região do Pais, mas a consolidação para ser enviada a Manaus poderá ser feita em Uberlândia pela condição da existência do Entreposto. “É possível, a partir de agora, que fabricantes de insumos passem a operar em parceria para a consolidação de cargas. Já os insumos importados também poderão chegar a Uberlândia via Estação Aduaneira do Interior (EADI) e, daqui, seguir para Manaus”, explica. No exemplo da consolidação das cargas, empresas instaladas em Uberlândia e que atendem Manaus, por exemplo, poderão ganhar maior competitividade ao utilizarem-se do canal existente para a logística reversa. “Boa parte das empresas que atendem Manaus consolidam suas cargas em São Paulo. Em algum tempo poderão fazer em Uberlândia mesmo e se beneficiarem com a estrutura logística que está sendo formatada para atender o Entreposto”, diz Luiz Roberto.

A Amazon Transportes é muito mais do que uma simples transportadora, pois além de possuir uma grande frota de veículos ela oferece uma série de serviços e um gerenciamento de informações que permitem entregas ágeis e sincronizadas com as necessidades de sua empresa. Especializada em transportar cargas destinadas a Manaus e dessa cidade para todo o Brasil, inclusive para o Entreposto da Zona Franca de Manaus em Uberlândia, a Amazon Transportes respeita os cumprimentos dos prazos, disponibiliza equipamentos para entregas em qualquer época do ano e oferece a máxima segurança nas operações de deslocamento. Amazon. A transportadora que atua como uma verdadeira aliada de seus clientes.

Veículos com modernos equipamentos de rastreamento via satélite, que permitem que você saiba pela Internet exatamente em que ponto do país sua carga se encontra.

Viagens sempre em comboio com escolta e com paradas em pontos de apoio estratégicos.

São Paulo – SP Rua Nilton Coelho de Andrade, 210 – Vila Maria CEP 02167-010 - Fone: (11) 2795-2200 - Fax: (11) 2955-9009 Manaus – AM Av. Abiurana, 1.251 – Distrito Industrial CEP 69075-010 - Fone: (92) 3617-1300 - Fax: (92) 3615-4607

Unidades em São Paulo, Manaus, Rio de Janeiro, Belém e Goiânia, dotadas de um complexo sistema de vigilância.

A m a z o n T R A N S P O R T E S www.transamazon.com.br comercial@transamazon.com.br

revistanegocios.com.br | 23


Reportagem de Capa

Uberlândia Uma cidade preparada para o futuro Uberlândia vive um momento importante na sua história. Além da condição de pólo regional, registra dados que a diferencia de muitas outras importantes cidades do País. A renda per capita já chega a R$ 23 mil por ano, contra R$ 16 mil da média nacional. Já se posiciona como a se segunda maior cidade em população em Minas e figura entre as maiores do interior do País. No primeiro trimestre deste ano, seu aeroporto foi o segundo mais movimentado do Estado, superando embarques e desembarques do Aeroporto de Pampulha, na capital Belo Horizonte. Segundo Paulo Sérgio Ferreira, secretário de Desenvolvimento Econômico do município, em abril passado, a cidade foi a que mais contratou em Minas, superando inclusive a capital Beagá. “Somos o quarto Produto Interno Bruto (PIB) do Estado e o crescimento populacional, em dez anos, foi superior a 20%, enquanto que Minas cresceu 9,5% e o Brasil 12%. Registramos a maior média de crescimento quando comparada com demais cidades brasileiras”, explica o secretário. Nos últimos seis anos foram praticamente R$ 6 bilhões em novos investimentos no município. Para o secretário, “a cidade está, sim, preparada para o desenvolvimento”. Coincidência ou não, a verdade é que há mais de 40 anos não se criava um novo distrito industrial na cidade. Três novos pontos para implantação de empresas foram anunciados recentemente pelo município. Um deles é o Centro Logístico, região Oeste da cidade, que já abriga empresas como AmBev e Natura; o Centro Empresarial Leste, ao lado do Entreposto da Zona Franca, dedicado à empresas não-poluentes e o Pólo Tecnológico, implantado na região Sul da cidade. 24

| revistanegocios.com.br

Atender o Brasil com pontualidade Criada há mais 20 anos, a Rizza consolida-se no mercado de transportes de cargas secas para todo o País. A empresa conta com a experiência de mais de 40 anos do seu fundador, que sempre atendeu o mercado com pontualidade, transparência e agilidade. A segurança logística é um dos principais valores da empresa, que conta com veículos monitorados 24

Para o secretário, todo este desenvolvimento é fruto de parcerias entre Governo Municipal, Estadual e iniciativa privada. “O futuro é muito promissor. Temos uma capital intelectual implantada em Uberlândia, com as Universidades e Faculdades Particulares, o que é muito relevante. Uberlândia tem exportado mão-de-obra para empresas que atendem o Brasil e o mundo. Já estamos vivendo esse futuro, ou seja, estamos na vanguarda da questão do desenvolvimento”, reforça Paulo Sérgio.

horas e motoristas altamente treinados.

Novos negócios no setor logístico Segundo o secretário, a cidade esta preparada para receber novos investimentos no setor logístico. “Temos infra-estrutura, áreas disponíveis e adequadas. Estamos preparados para fortalecer as empresas que aqui estão e, principalmente, atrair novos investimentos”.

Paulo Sérgio reforça que, qualquer empresa nacional ou multinacional que tenha necessidade da implantação de um Centro de Distribuição nacional, precisa avaliar Uberlândia. “Quando pensamos em logística, lembramos de Uberlândia”.

(34) 3257-2500 Rua Afonso Egidio de Souza, 20 Distrito Industrial | Uberlândia/MG www.rizzatransportes.com.br

revistanegocios.com.br | 25


O transporte é nosso

Reportagem de Capa

o sucesso é seu

O que fazer para se tornar, de vez, a capital da logística Para o consultor Altamiro Borges, especialista em logística, a região de Uberlândia possui características naturais que a coloca em vantagem no cenário nacional. Mas, para ser considerada uma “capital da logística”, alguns passos ainda precisam ser dados. “Percebe-se movimentos de transição e de consciência da sociedade, de liderança políticas e empresariais locais sobre a importância da mudança de ‘capital nacional do atacado distribuidor para capital da logística’, que já é um grande avanço”, explica. Para o especialista este movimento ganhou maiores proporções com a definição da instalação de uma unidade da Associação de Logística (Aslog), em Uberlândia, há mais de dez anos. “A ação foi coordenada, na época, pela Prefeitura Municipal e Associação Comercial e Industrial de Uberlândia (Aciub) e fortaleceu o segmento, criando inclusive, a partir deste movimento, os primeiros cursos de pós-graduação em logística que passaram a ser oferecidos pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e pelo Centro Universitário – Unitri, também de Uberlândia”, explica. Para o consultor, o Entreposto faz parte de um processo evolutível da comunidade logística (privada e pública) de Uberlândia, que passou a pensar mais estrategicamente buscando alternativas focando uma Plataforma Logística ampliada, ou seja, Brasil Central. “E neste contexto Uberlândia tem apresentado melhores condições de formação de clusters a exemplo dos já existentes. Temos algo maior do que somente a visão logística para os negócios no País, temos uma Plataforma de Valor que agrega à qualquer negócio, à sociedade e ao desenvolvimen26

| revistanegocios.com.br

to”, explica. Para Altamiro, este é um desenvolvimento natural e constante que teve início há mais de 70 anos com a criação das primeiras empresas em Uberlândia, depois com a instalação de importantes bases da agroindústria e, logo após, o desenvolvimento do atacado distribuidor. “Uberlândia possui uma Plataforma de Valor única e pode atender o Brasil inteiro”, explica Altamiro Borges. Avaliando os números neste momento, os impactos ainda são razoáveis neste início. “Não podemos afirmar que viveremos uma explosão de crescimento econômico em virtude, apenas, do Entreposto”. Altamiro justifica que, para os próximos 5, 10 anos, o cenário mudará gradativamente. Altamiro ainda faz uma avaliação sobre o segmento atacadista que, ano a ano, diminui atividades em Uberlândia, transferindo parte de suas movimentações para filiais espalhadas pelo País. “Quando recebemos a informação de que o Entreposto movimentará algo em torno de 300 carretas por mês, já perdemos este número no atacado distribuidor nos últimos anos, em virtude da regionalização dos atacadistas. Essa migração é a comprovação de que o País atravessa um período de desenvolvimento sustentável, em todas as suas regiões”. Uma migração que também já chegou na indústria. “A Algar Agro, por exemplo, uma empresa local, abriu sua segunda fábrica no Maranhão e já empreende novos negócios naquela região”, explica Altamiro Borges. Por outro lado, a região Brasil Central atrai projetos inovadores e o Entreposto é um dos pontos favoráveis a esse processo, mesmo chegando em um momento de substituição da descentralização do setor atacadista. Ou seja, não perceberemos uma grande movimentação de imediato”,

afirma. É fundamental garantir o desenvolvimento com estratégias direcionadas rumo a Plataforma de Valor Brasil Central, e não de forma politizada e individualista que em muitos momentos sobrepôs as decisões na região. “A especialização é que fará a diferença no futuro e a infra-estrutura é que dará base a este desenvolvimento, mas ainda me assusta, pois o que esta sendo feito atualmente, deveria ter sido realizado há pelo menos 15 anos, principalmente quando o assunto é o modal rodoviário”. Altamiro Borges ilustra a criação do Entreposto como sendo a grande loja âncora para atender a Plataforma de Valor do Brasil Central. “A visão de futuro das pessoas que estiveram a frente da implantação do Entreposto precisa ser reconhecida e valorizada. Precisamos, também, ter esta mesma visão de continuidade para os demais negócios. É fundamental pensar em um plano diretor regional, integrando todas oportunidades de nossa região”, enfatiza. O consultor cita como exemplo o trabalho desenvolvido por Pernambuco, iniciado há mais de 20 anos e que resultou na criação do Porto de Suape, uma Plataforma de Valor que atrai novos negócios e desenvolvimento. “Acredito que, se realmente proporcionarmos competitividade e agregação de valor para os negócios da região do Brasil Central – e neste caso estou falando de parte do Mato Grosso do Sul, de Goiás, Distrito Federal, Triângulo Mineiro e Norte de São Paulo - poderemos atrair três vezes mais do que o previsto”, diz. Para Altamiro Borges, as demais Plataformas já existem, apenas o Brasil Central que ainda “deixa a desejar”.

Há mais de 20 anos transportando com seriedade, segurança e pontualidade para os estados de Minas Gerais, São Paulo e Goiás, a Transportadora Emborcação conta com uma frota atualizada, consultoria logística e equipe treinada para melhor atender o mercado. São ferramentas e processos inovadores para desenvolver, na medida certa, operações logísticas e de armazenamento.

TRANSPORTADORA

EMBORCAÇÃO Av. Minas Gerais, 1.615 | Centro | Araguari/MG

(34) 2109-4747

São Paulo São Paulo Campinas

Goiás

Goiânia Catalão

Minas Gerais Araguari Uberlândia Uberaba Patrocínio Patos de Minas Belo Horizonte Araxá Ituiutaba

www.emborcacao.com.br revistanegocios.com.br | 27


Reportagem de Capa

Coletas e Entregas de Encomendas e Mercadorias em mais de 240 cidades em Minas Gerais diariamente

Harley-Davidson

Somos franqueados da JAD LOG, o que nos permite coletar e enviar mercadorias praticamente para todo o Brasil. Cidades que atendemos

Empresa escolhe Entreposto Uberlândia para garantir maior presença no Brasil Nos seus mais de 100 anos de história, a Harley-Davidson tornou-se mais do que um fabricante de motocicletas. Atualmente, a marca é uma lenda do motociclismo e sinônimo de estilo de vida, disseminado pelas Américas, Europa, Ásia, África e Oceania. A companhia produz motocicletas Custom, Cruiser e Touring, além de oferecer uma completa linha de peças, acessórios, equipamentos e vestuário. Com a abertura das importações no Brasil (1991), a companhia passou a buscar representantes no País. A primeira concessionária foi em Minas Gerais, mas logo se transferiu para São Paulo. Em 1999, foi instalada a fábrica da Harley-Davidson do Brasil, localizada no Pólo Industrial de Manaus (PIM). Atualmente, a planta monta em formato CKD todos os 13 modelos disponíveis para venda no mercado brasileiro. Em 2011, a Harley-Davidson assumiu 28

| revistanegocios.com.br

um papel mais ativo no Brasil com a criação de uma subsidiária comercial, localizada em São Paulo. Nesta fase, o foco foi a expansão das concessionárias para oferecer aos consumidores brasileiros uma rede de serviços com níveis de excelência adequados aos padrões mundiais da Harley-Davidson. Nesta nova fase, aumentando a presença comercial e abrindo novos concessionários no País, Celso Ganeko, CEO da marca no Brasil, explica que Uberlândia foi uma decisão estratégica para atender as necessidades logísticas e de distribuição da marca no País. “Uma boa rede de distribuição precisa ter uma ótima sinergia entre fábrica e a área comercial e temos isso na Harley-Davidson. Dessa forma, a estratégia da empresa foi fundamental para a definição da localidade a ser operada como Centro de Distribuição (CD)”.

Para a mudança do canal de distribuição a Harley-Davidson buscou garantias de uma localização que atendesse, de maneira rápida e eficiente, concessionários e consumidores, e que o operador oferecesse estrutura condizente com a necessidade da marca e que atendesse as expectativas da empresa. “Posso afirmar que encontramos todo este conjunto no Entreposto Uberlândia”, reforça Celso Ganeko. A movimentação da marca no Entreposto será definida de acordo com a demanda gerada pela nova rede de concessionários no País. “A ideia é que a parceria seja de longo prazo, como sempre procuramos fazer na Harley-Davidson”, explica o CEO. A operação fará a distribuição da linha de motocicletas produzida na Zona Franca para todo o Brasil.

PABX: (34) 3257-9200 Comercial: (34) 3257-9201 / (34) 3257-9202 comercial@conexlog.com.br SAC / Solicitação de Coletas Uberlândia (34) 3257-9292 / (34) 3257-9293 / (34) 9661-2764 Uberaba (34) 3315-0245 / (34) 9964-0071 Belo Horizonte (31) 3462-0127

www.conexlog.com.br

Abadia dos Dourados-MG Água Comprida-MG Almerindonópolis-GO Aparecida de Minas-MG Araguari-MG Araporã-MG Arapuá-MG Araxá-MG Arinos-MG Belo Horizonte-MG Betim-MG Bonfinópolis de Minas-MG Buriti Alegre-GO Brejo Bonito-MG Brasilândia-MG Buritis-MG Cabeceira Grande-MG Cachoeira Dourada de Minas-MG Campina Verde-MG Campo Florido-MG Campos Altos-MG Canápolis-MG Capinópolis-MG Carmo do Paranaíba-MG Carneirinho-MG Cascalho Rico-MG Centralina-MG Colômbia-SP Comendador Gomes-MG Conceição das Alagoas-MG Confins-MG Conquista-MG Contagem-MG Coromandel-MG Cruzeiro da Fortaleza-MG Delta-MG Dolearina-MG Dom Bosco-MG Estrela do Sul-MG

Fronteira-MG Frutal-MG Guarda dos Ferreiras-MG Guarda-Mor-MG Guimarânia-MG Gurinhatã-MG Honorópolis-MG Ibiá-MG Ibirité-MG Igarapé-MG Inaciolândia-GO Indianópolis-MG Ipiaçú-MG Iraí de Minas-MG Itapagipe-MG Ituiutaba-MG Itumbiara-GO Iturama-MG João Pinheiro-MG Juatuba-MG Lagamar-MG Lagoa Formosa-MG Lagoa Grande-MG Lagoa Santa-MG Limeira do Oeste-MG Luislândia do Oeste-MG Mateus Leme-MG Matutina-MG Monte Alegre de Minas-MG Monte Carmelo-MG Natalândia-MG Nova Lima-MG Nova Ponte-MG Paracatu-MG Paranaiguara-GO Patos de Minas-MG Patrocínio-MG Pedrinopolis-MG Peirópolis-MG Perdizes-MG

Pirajuba-MG Planura-MG Ponte Alta-MG Prata-MG Pratinha-MG Presidente Olegário-MG Raposos-MG Riachinho-MG Ribeirão das Neves-MG Rio Paranaíba-MG Romaria-MG Sacramento-MG Santa Juliana-MG Santa Luzia-MG Santa Rosa da Serra-MG Santa Vitória-MG São Francisco de Sales-MG São Gonçalo do Abaeté-MG São Gotardo-MG São Sebastião do Pontal-MG São Simão-GO Serra do Salitre-MG Tapira-MG Tapuirama-MG Tiros-MG Tupaciguara-MG Uberaba-MG Uberlândia-MG Unaí-MG União de Minas-MG Uruana de Minas-MG Varjão de Minas-MG Vazante-MG Veríssimo-MG Vespasiano-MG


Reportagem de Capa

Tany

Operar com menores custos e oferecer melhores serviços aos clientes Este foi o objetivo da Tany, a primeira fabricante de secadores manuais do País para uso profissional. Fundada em 1976, é uma empresa brasileira e pioneira na fabricação de equipamentos para beleza. Com tecnologia de ponta, design diferenciado e preços competitivos, a empresa valoriza a performance como atributo principal para oferecer equipamentos que realcem o talento dos profissionais. Em 2002 instalou-se no Pólo Industrial de Manaus (PIM), onde utiliza as melhores matérias primas nacionais e importadas em seu processo de fabricação. A empresa oferece grande rede de assistência técnica e distribuição segmentada em todo o Brasil. “Com a criação do Entreposto Uberlândia tivemos a oportunidade de conhecer o trabalho desenvolvido pela Supporte Logística. Além das vantagens de custo e qualidade de serviços, o operador apresentou, durante todo o estudo de viabilidade, profissionais capacitados, estrutura de atendimento, sofisticação tecnológica e excelente qualidade nos serviços de pós-venda. E esses fatores foram de encontro aos nossos objetivos, que é operar com menores custos e oferecer os melhores serviços aos nossos clientes e consumidores”, explica Alexandre Cobra, CEO da empresa. Dentre os fatores que contribuíram 30

| revistanegocios.com.br

para a mudança do canal de distribuição da marca para todo o País, a localização estratégica de Uberlândia foi um dos principais pontos. “Além deste, encontramos outros quatro fatores: a redução de custos com nossas operações logísticas; a melhoria da qualidade dos serviços; rentabilidade do negócio; e o crescimento do nosso market share nacional”, diz o CEO. A empresa operava com o Rio de Janeiro e segundo Alexandre Cobra, a migração está sendo um sucesso. “Durante a definição do nosso plano de trabalho ficou bastante claro que tínhamos objetivos em comum com a Supporte Logística. Elaboramos um plano de atuação com metas definidas e acompanhamento diário dos resultados. E todo este trabalho está sendo extremamente positivo. Ganhamos agilidade, ampliamos a nossa distribuição para todo o território nacional e melhoramos, consideravelmente, a qualidade no atendimento”, justifica. Para o CEO esta é uma parceria de longo prazo. A empresa distribui, através de Uberlândia, sua linha completa de secadores, modeladores, pranchas, pedicuros e acessórios para atender profissionais e consumidores de acordo com a necessidade de cada um em todo o País.

O Entreposto É um contrato de permissão do

estado do Amazonas, explorado pela iniciativa privada, homologado em

processo de licitação, para armaze-

nagem de produtos industrializados na Zona Franca de Manaus com sus-

pensão de impostos por até 180 dias. O prazo desta permissão é de dez

anos, renováveis por iguais períodos sucessivamente.

A Supporte Logística está instalada

em uma área de 300 mil m2, possui área destinada a estacionamento

de caminhões, 39 mil m2 de área de armazenagem com 50 mil posições

paletes e 60 docas para carga e descarga. Salas para instalação de área

administrativa, pé direito livre de 10

metros e circuito fechado de TV, fazem parte da infra-estrutura da empresa.

revistanegocios.com.br | 31


Feniub Logística 2011

O destino certo para grandes negócios A feira promovida pela Aciub há mais de 40 anos será realizada entre os dias 4 e 7 de outubro Por sua localização estratégica e privilegiada, que proporciona fácil ligação aos principais mercados do país e do mundo, Uberlândia tornou-se um pólo de excelência em logística. Prova disso é que desde março do ano passado a cidade abriga o Entreposto da Zona Franca de Manaus. A estrutura funciona como um armazém para recebimento e estocagem de produtos industrializados na Zona Franca de Manaus, que chegam através de aviões ou por terra em carretas. As mercadorias são distribuídas de Uberlândia para

32

| revistanegocios.com.br

os principais centros comerciais e industriais do Brasil. Os produtos ficam armazenados no entreposto sem a incidência de tributos, conforme Protocolo ICMS 85/2008, estabelecido entre os estados do Amazonas e de Minas Gerais. Isso, associado a outros fatores, permite competitividade nos custos e um grande diferencial no prazo de entrega dos produtos. A previsão é que, por ano, o Entreposto movimente cerca de R$ 1,5 bilhão. Além do Entreposto da Zona Franca de

Manaus, até o fim do próximo ano, Uberlândia terá em operação um Distrito Industrial, na zona leste, ao lado do Anel Viário Norte, e um Polo Tecnológico, na zona sul, próximo do local onde está em construção o novo shopping. As obras para a instalação devem começar ainda neste ano. O anúncio foi feito no primeiro semestre deste ano pelo prefeito Odelmo Leão, que também assinou e enviou à Câmara Municipal, o projeto de lei para a criação da Agência Municipal de Desenvolvimento Sustentável de Uberlândia (Am-

des), que administrará os locais. Outro fator que tem contribuído e que foi criado justamente com o objetivo de fortalecer a imagem de Uberlândia como município de classe mundial e referência em eficiência logística e competitividade, foi a implantação do Projeto Plataforma de Valor do Brasil Central, realizado em parceria com a Associação Comercial e Industrial de Uberlândia (Aciub), Fade e Sebrae. Dentre as várias ações promovidas pela Plataforma está a de desenvolver novos projetos de infraestrutura de transporte e logística para a cidade e região, envolver a Comunidade Logística e atrair novos investimentos em infraestrutura, tecnologia da informação e qualificação profissional. São estes e outros investimentos feitos pelo governo estadual, municipal em parceria com empresas privadas que tem proporcionado a consolidação da cidade como a capital nacional da logística. Sendo assim a Feniub 2011, tradicional feira de negócios realizada pela Associação Comercial e Industrial de Uberlândia (Aciub) há mais de 40 anos, não poderia este ano abordar outro tema se não o da Logística, segundo o presidente da

entidade, Rogério Nery de Siqueira Silva. “Uberlândia é a capital nacional da logística e a Feniub acompanha esta realidade”, disse. A feira, que visa a geração de negócios e o desenvolvimento empresarial, será realizada entre os dias 4 e 7 de outubro, no Castelli Master, espaço com mais de 10 mil metros quadrados situado na região Sul da cidade. O evento terá várias novidades dentro de sua programação, a começar pelo lançamento da Movimenta - Feira Internacional de Logística, prevista para acontecer bienalmente a partir do próximo ano. Na programação, palestras, rodadas de negócios organizada pela Amcham e a novidade, que será a Arena Empresarial, um espaço planejado para empresas ofertarem seus produtos e serviços para clientes e convidados. “A Feniub é a oportunidade de mostrar o potencial de Uberlândia e região no setor de logística e transporte. Através deste evento poderemos realizar negócios, uma vez que é a oportunidade de interação do setor produtivo e de consumo. Além disso, a Feniub pode ampliar conhecimentos, contribuindo assim para que as empresas possam se capacitar para operar em um mercado competitivo”, disse

Ary de Sousa, do Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas do Triângulo Mineiro (Settrim). Cerca de 60% dos espaços destinados aos expositores já estão reservados. Entre as empresas que já confirmaram presença estão a Prefeitura de Uberlândia, Petrobras, Braspress, Banco do Brasil, Unimed Uberlândia, Algar, Eurominas, Plastflex, Torneadora Galvão, TV Integração, Baterias Moura, Palefix, TOTVs, Mecalux, Total Service Logística, Settrim, Sebrae, Sest Senat, Fade, NTLI, Sankhya, Mil Implementos, Conex, CTR Empreendimentos, Toutatis, Zatix, Randon - Mil Implementos, Valysys, MM Logística, Faculdade do Trabalho, Torneadora Galvão, dentre outras empresas. A expectativa da comissão organizadora do evento é que mais de 3 mil pessoas/dia passem pela feira, o que também deve proporcionar a movimentação de um grande volume de transações comerciais. Os empresários interessados em participar deste evento devem entrar em contato com a empresa Viva Marketing através do (34) 3222-6992 ou pelo e-mail: comercial@ vivamaketing.com.br. revistanegocios.com.br | 33


34

| revistanegocios.com.br

revistanegocios.com.br | 35


IVECO STRALIS NR EUROTRONIC

Produtividade e profissionalização Casamento perfeito motor-câmbio faz do Iveco Stralis NR Eurotronic até 7% mais econômico que a versão de transmissão manual do modelo; acionamento de marchas por meio de teclas no painel e sem pedal de embreagem: modelo é mais fácil de guiar, mais confortável e seguro A Iveco apresenta mais uma grande inovação em sua linha extrapesada: o Iveco Stralis NR Eurotronic, equipado com a mais moderna transmissão automatizada do mercado, a única com 16 marchas e que também dispensa totalmente o pedal da embreagem. Disponível como equipamento de série no modelo de maior potência da gama Stralis NR (460cv), a nova transmissão amplia em até 7% a economia de combustível quando comparado ao modelo manual, compõe o mais eficiente sistema de freio

motor da categoria (até 985cv de potência de frenagem) e, de quebra, eleva automaticamente o nível médio dos motoristas, garantindo maior ganho operacional para os frotistas. “Ouvimos o cliente mais uma vez”, explica Marco Mazzu, presidente da Iveco Latin America. “O resultado é um produto excelente, econômico, de grande segurança, com reduzido custo operacional e que permite às empresas profissionalizar automaticamente suas frotas, conquistando maior lucrativida-

de na operação”. O evento de lançamento para a imprensa especializada, concessionários e clientes foi em abril, na Ilha de Comandatuba, no Sul da Bahia. Já disponível na rede da marca, o Iveco Stralis NR Eurotronic pode vir nas versões 4x2, 6x2 e 6x4 e atende à crescente preferência pela transmissão automatizada entre os extrapesados: estima-se que cerca de 40% dos caminhões do segmento vendidos em 2010 saíram de fábrica com esse tipo de equipamento. “A expectativa é vendermos mais

de 3 mil unidades do Iveco Stralis NR Eurotronic no Brasil em 2011”, informa Alcides Cavalcanti, diretor de Vendas e Marketing da Iveco. Esse volume corresponde a cerca de 40% do volume total da gama Stralis NR previsto para o ano. “Com isso, esperamos ultrapassar 15% de participação entre os extrapesados em 2011”. Segundo Cavalcanti, um dos grandes apelos da transmissão automatizada é que ela eleva e equaliza o nível técnico dos motoristas e, com isso, reduz o consumo médio e o custo de manutenção e aumenta muito a segurança das frotas. Em sua primeira utilização no Brasil em veículos comerciais, a caixa ZF AS-Tronic (como é chamada pelo fabricante) é o “estado da arte” em transmissão automatizada. Sua aplicação no Iveco Stralis NR Eurotronic foi precedida de um inédito trabalho de parceria entre a Iveco e a ZF, para a sincronização das centrais eletrônicas do motor e da transmissão, fazendo com que o conjunto powertrain trabalhe como se fosse um só, maximizando tanto a eficiência energética quanto o poder de frenagem de ambos. “Este é mais um exemplo da maturidade da engenharia brasileira da Iveco”, opina Renato Mastrobuono, diretor de Desenvolvimento de Produto da empresa. “Nossos testes mostram que conseguimos juntar menor consumo e mais segurança no mesmo pacote”, diz Mastrobuono. Lançada em 2005, a família Stralis foi reformulada em 2007. E, em 2010, com a chegada da versão NR, ganhou um renovado powertrain (maior potência e torque, menor consumo, melhor freio motor, relação reduzida opcional de eixo traseiro), tanque em alumínio com capacidade de até 900 litros, espelho retrovisor elétrico, para-lama tripartido, econômetro, defletores de ar de teto e lateral e intarder. E, agora, com o Iveco Stralis NR Eurotronic, a Iveco mantém todos esses benefícios, agrega a eles a caixa automatizada e acelera a bem-sucedida carreira do modelo, que já ultrapassou a marca de 20 mil unidades comercializadas em território brasileiro.

Facilidade Teclas no painel, sem pedal de embreagem Tecnicamente, a caixa AS-Tronic da ZF é uma caixa automatizada, que funciona por meio da automatização da embreagem, da seleção e do engate de marchas (e não por meio de um conversor de torque), mas oferece ao motorista do Iveco Stralis NR Eurotronic a sensação de estar dirigindo um verdadeiro automático. O acionamento da transmissão se dá por meio de teclas no painel (com a tradicional nomenclatura “D”, “N”, “R”). E o sistema elimina completamente a necessidade do pedal de embreagem. “Basta apertar a tecla D e acelerar. O câmbio automatizado é inteligente e escolhe a marcha certa para a hora certa, com engates suaves e precisos, permitindo uma condução mais confortável, econômica e eficiente do caminhão”, explica Cristiane Nunes, gerente de Marketing de Produto da Iveco. A tecla “D” coloca em operação as 16 velocidades à frente. Com a tecla “N” aciona-se o ponto morto. E com a tecla “R” entram as duas marchas à ré. Quando o motorista precisa manobrar em espaços reduzidos, engatar ou desengatar um implemento ou dar ré para entrar numa doca, aperta-se a tecla “D” ou “R” por dois segundos e, assim, aciona-se o modo slow, que troca marchas em ritmo

mais lento, evitando acelerações bruscas ou trancos, garantindo a precisão da manobra. O sistema ainda emprega uma alavanca multifuncional sob o lado direito do volante, em posição ergonômica. Com ela, pode-se mudar manualmente as marchas: movimentando-a para frente, faz-se a redução; para trás, avançam-se as marchas. Empurrando-a para baixo, em seis fases sequenciais, acionam-se o freio motor e os vários estágios do intarder (opcional). Por meio de um botão no meio da alavanca multifuncional, aciona-se o piloto automático (Cruise Control). Em outro botão na extremidade da alavanca, controla-se a velocidade do Cruise Control. “Praticamente sem tirar as mãos do volante, o motorista tem total controle do veículo, com agilidade e segurança”, diz Cristiane Nunes.

revistanegocios.com.br | 37


CENTRO DE ATENÇÃO AO CLIENTE

0800 702 3443

Única transmissão automatizada de 16 marchas

www.iveco.com.br

Sem pedal de embreagem Maior potência de frenagem e ABS de série Motor Cursor 13 de 460cv Down Hill Control – total controle em declives e situações emergenciais

Faça revisões em seu veículo regularmente.

Frota Fácil – telemetria aberta e completa para gestão da frota

COM O NOVO IVECO STRALIS NR EUROTRONIC É ASSIM: seu motorista dá a partida e a sua produtividade decola automaticamente.

Novo Iveco Stralis NR Eurotronic. TECNOLOGIA E FORÇA PARA SUA EMPRESA DECOLAR. O MAIS MODERNO

www.ivecostralis.com.br 38

| revistanegocios.com.br

CAMINHÃO AUTOMATIZADO DO MERCADO.

*Fotos ilustrativas. Veículos vendidos sem implementos. Algumas versões, itens opcionais e cores estão sujeitos à disponibilidade de estoque, podendo variar seu prazo de entrega. Garantia de 4 anos válida para os modelos Iveco Stralis NR com pedidos realizados nas concessionárias Iveco a partir do dia 1º de maio de 2011. Tal garantia contempla o 1° ano de cobertura total e demais anos (2º, 3º e 4º) de cobertura de peças do trem de força (motor, transmissão e eixo traseiro), expirando em 48 meses a partir da emissão do certificado de garantia ou no momento em que o veículo completar 500.000 quilômetros. As indicações de coberturas e exclusões dessa condição de garantia estão expressas no livro de garantia que acompanha o veículo. Para mais informações, consulte a Rede de Concessionárias Iveco ou o Centro de Atenção ao Cliente Iveco – 08007023443.

revistanegocios.com.br | 39


IVECO STRALIS NR EUROTRONIC

PERFORMANCE

Maior economia de combustível A perfeita integração das centrais eletrônicas do motor e da transmissão automatizada faz com que o conjunto powertrain do Iveco Stralis NR Eurotronic trabalhe sempre em perfeito equilíbrio entre economia e desempenho. O conjunto foi validado em testes em campo pela Iveco e também na aplicação prática em várias rotas de grandes e tradicionais clientes da marca, nos quais o Iveco Stralis NR Eurotronic demonstrou ser até 7% mais econômico do que seu similar com transmissão mecânica, ampliando as vantagens oferecidas pelo consagrado motor Iveco-FPT Cursor 13, de seis cilindros e 13 litros, que é, reconhecidamente, um engenho de baixo consumo de combustível.

A maior elasticidade proporcionada pelas 16 marchas (contra 12 dos concorrentes) permite que se encontre, sempre, a relação de marcha certa para cada situação enfrentada pelo veículo. Ele responde de forma ótima frente às variações de peso da carga, das subidas e descidas da estrada ou diante de exigências do motorista, como maior aceleração para uma ultrapassagem. Além disso, o Iveco Stralis NR Eurotronic possui a opção de dois modos distintos de condução: o modo normal, no qual se equilibram as necessidades de agilidade e o ótimo consumo, e o modo Economy (identificado no botão no painel pela sigla Eco), que privilegia a eco-

nomia de combustível. Isso acontece com uma rígida observação de parâmetros como melhor ponto de torque e potência do motor. Contudo, se o motorista precisar de maior potência para uma ultrapassagem mais rápida, por exemplo, basta pressionar o pedal do acelerador até o final de seu curso e o veículo passa instantaneamente para o modo normal de condução, voltando posteriormente, e de maneira automática, para o modo Economy. Outro fator de economia (e segurança) é o Iveco Downhill Control (DHC). Esse sistema “inteligente” baseia-se na troca de informações entre as centrais eletrônicas do motor e da transmissão e “sabe o que fazer e quando”. Por exemplo: se o Iveco Stralis NR Eurotronic termina de subir uma elevação de terreno e começa a descer, e o motorista não indica nenhuma intenção de frear seu movi-

M ou r a Lo g D iese l

Excelência em rendimento

e maior economia

A melhor opção para caminhões, ônibus e tratores Uberlândia é considerada a capital da logística do país. Privilegiada por uma malha rodoviária que favorece o negócio, possui grandes atacadistas, indústrias e empresas do segmento. Há um ano, vem funcionando como entreposto para a Zona Franca de Manaus. A cidade mineira abrange 2/3 do consumo nacional em um raio de 600 quilômetros. Devido a sua proximidade com a Região Sudeste, proporciona rápido acesso aos maiores centros comerciais e industriais do Brasil. “Para realizar essa logística, as transportadoras precisam contar com equipa40

| revistanegocios.com.br

mentos de qualidade em seus veículos”, aponta o gerente do Triângulo, distribuidor de Baterias Moura no município, Rodrigo Cabral. “A bateria Moura Log Diesel é ideal para equipar caminhões, ônibus e tratores por atender as especificações mais exigentes destas categorias”. “Sua exclusiva tecnologia de elementos blindados garante maior resistência a vibrações típicas da utilização em veículos comerciais que trabalham em longas jornadas de operação e severas condições de trabalho”, explica o engenheiro de vendas da Moura, Francisco Stela. “Ela é totalmente

livre de manutenção, o que elimina a necessidade de reposição de água e evita a penetração de impurezas e contaminação do eletrólito”, detalha. “Isso garante uma distância média percorrida até duas vezes maior que as baterias convencionais de tecnologia automotiva”. A Log Diesel é ideal para quem quer economia, proporcionando melhores rendimentos, menores intervenções de manutenção e maior eficiência por quilômetro rodado. Ela também foi aprovada por grandes frotistas, garantindo maior produtividade e confiabilidade, e propiciando economia de

mento, o sistema sobe rapidamente para a 16ª marcha e faz o cut off do combustível, para tirar total proveito da aceleração gravitacional. Assim, o caminhão embala, ganha velocidade mais rapidamente, com consumo zero, sempre de forma controlada, pois a transmissão estará sempre engatada. O piloto automático também é otimizado para a economia, pois mantém a velocidade preestabelecida pelo condutor sempre dentro dos parâmetros de economia, tanto em terreno plano quanto em aclives e em declives acentuados. “Ao final, com todos esses sistemas mais a troca automatizada de marchas, o Iveco Stralis NR Eurotronic faz com que a média de consumo de um ótimo motorista fique ainda melhor. E que a média de um motorista ainda em fase de maturação melhore consideravelmente”, explica Cristiane Nunes.

aproximadamente 50%. Esse número foi comprovado pelo grupo Bamcaf (veja gráfico ao lado), que atua no estado de São Paulo e possui uma frota de mais de seis mil veículos – utilizando a Log Diesel na reposição. Esse modelo de bateria foi desenvolvido para grandes montadoras de caminhões e ônibus da América do Sul e é utilizado por empresas como Mercedes Benz, Ford e Iveco. Por ser um produto Moura, conta com assistência técnica própria em todas as unidades da Rede de Distribuição Moura (RDM), presente em todo o Mercosul. Além disso, a Moura conta com unidades independentes que atendem outros países da América do Sul e Portugal e Inglaterra, na Europa. Sobre a Moura Fundada há 54 anos, em Belo Jardim, Pernambuco, é composta por cinco plantas industriais e dois centros técnico-logísticos no Brasil e mais uma planta e um centro técnico-logístico na Argentina. Com tradi-

ção consolidada na fabricação de baterias com ampla gama de aplicações, seu portfólio atende aos setores automobilístico, náutico, logístico, tracionário e estacionário, fornecendo baterias para montadoras de veículos, lanchas, empilhadeiras, trens e

operadoras de telecomunicações do Brasil. A Moura possui um importante programa de logística reversa, tendo capacidade de reciclar mais de 100% de sua produção e contribuir, assim, para a preservação do meio ambiente.

Consumo de Baterias Bamcaf - 2010 600 500 400 300 200 100 0

Jan

Fev

Mar

Abr

Mai

Jun

Jul

Ago

Set

Out

Nov

Dez

O grupo Bamcaf, do setor de transportes, possui mais de 6,3 mil veículos e, entre as principais empresas, está a Sambaíba/SP; o grupo usa 100% baterias Moura Log Diesel

revistanegocios.com.br | 41


Soluções ao

IVECO STRALIS NR EUROTRONIC

seu alcance

CÂMBIO AUTOMATIZADO

Benefício do IVECO Frota Fácil Uma ferramenta de fácil utilização para o controle e redução do custo operacional das frotas. Essa é a principal característica do Iveco Frota Fácil, disponível como série nas versões de 410NR e 460NR e opcional nas versões do 380NR e do Cursor, e que atende a três grandes necessidades do transportador:

Comunicação Integrada

Liberdade de acesso aos dados da telemetria do caminhão. Sistema não vinculado a nenhum provedor de serviços de rastreamento, deixando para os clientes a escolha do fornecedor de sua preferência. Sistema integrado ao caminhão, que evita a adaptação feita hoje em chicotes elétricos e outros componentes, afetando a condição original do veículo. Desenvolvido no Brasil, com garantia original Iveco, o Frota Fácil contempla módulo eletrônico embarcado, sistema de transmissão de dados via GPS e comunicação celular GPRS. O módulo eletrônico recebe diretamente da centralina a telemetria do caminhão, enquanto o posicionamento do veiculo é monitorado pela antena GPS. Todas essas informações são enviadas depois, via antena de comunicação celular (GPRS), às empresas de rastreamento, que podem traduzi-las em análises operacionais completas.

42

| revistanegocios.com.br

REVISÕES

Menores custos de manutenção Um sistema de aceleração e frenagem acertado reflete-se em benefícios adicionais para o operador do transporte. Motor e transmissão operam sempre dentro de suas características técnicas ideais, o que prolonga a vida do conjunto. E um sistema de freio motor com as características trazidas pelo Iveco Stralis NR Eurotronic evita o superaquecimento e desgaste prematuro de componentes do sistema de freios, pneus, etc. Essa característica amplia um gran-

de diferencial competitivo que já acompanha a linha Iveco Stralis NR desde seu lançamento em abril de 2010 – o menor custo operacional de seu segmento. “Com os avanços tecnológicos mais o trabalho de desenvolvimento em plataforma, que inclui a experiência de campo do pessoal de pós-venda, a Iveco pode projetar com segurança um aumento nos intervalos de manutenção do produto”, explica Maurício Gouveia, diretor de Pós-Venda da Iveco.

A RR Life é uma empresa especializada em Consultoria Empresarial, com foco nas áreas de Projetos Financeiros; Planejamento Estratégico; Diagnóstico de Gestão Empresarial; Plano de Negócios; Avaliação de Empresas; Reestruturação Organização; entre outras áreas.

Empresarial

Vendas

Financeira

Cursos in Company A RR Life oferece treinamentos nas áreas de Empreendedorismo; Liderança; Negociação e Vendas; Endomarketing; Planejamento Financeiro; Negociação com bancos, fornecedores e parceiros comerciais.

Contrate palestras da RR Life  Administre seu Tempo e Renda Mai$;  Coaching – Treinamento Técnico;  Comunicação Eficaz (Ferramenta para o Sucesso);  Desenvolvendo Equipes de Alta Performance;  Seja Positivo – Acredite em seu Potencial;  Técnicas de Vendas – Faça Certo para Dar Certo;

Roberto Rodrigues é professor e consultor da RR Life

34 9977-5975

www.rrlifeconsultoria.com.br


M ou r a Lo g D iese l

força

Inclusive na hora de parar O Iveco Stralis NR Eurotronic ganha também na hora de frear. Ele possui o melhor sistema de freio motor do mercado brasileiro e, aliado ao opcional intarder, chega a uma potência de frenagem de 985cv, de forma segura e progressiva. “O motorista mantém sempre o caminhão ‘na mão’, com total controle do veículo”, comenta Túlio Rabelo, especialista em transmissões da Iveco. “Caminhões com esses sistemas de freios podem trafegar em velocidades médias mais altas sem ultrapassar o limite da segurança, aumentando a produtividade”, diz o engenheiro. O freio motor é acionado integralmente pela alavanca multifuncional, que pode ser abaixada em seis estágios. No primeiro estágio, o motorista aciona os 347cv do patenteado sistema de freio motor por descompressão Iveco Turbo Brake (ITB). Com o segundo estágio, além do ITB, aciona-

44

| revistanegocios.com.br

-se a válvula “borboleta”, Combined Brake (CEB), que fecha a exaustão e faz com que a pressão reversa dos gases eleve a potência de frenagem para 415cv, o que já é o mais potente freio motor de série da categoria. Aqui entra novamente o Iveco DHC, que, no segundo estágio, sincroniza a redução de marchas com as exigências da frenagem, mantendo o motor sempre “cheio”, na zona mais alta da faixa verde do conta-giros, o que não só mantém o CEB no ponto máximo de eficiência, como também dá maior controle operacional do veículo ao motorista. Detalhe: com o Iveco DHC, a redução de marchas acontece de forma absolutamente controlada. Isso transmite ao motorista a confortável sensação de segurança e tranquilidade, fatores que contribuem para a correta tomada de decisões ao volante. Em veículos equipados com o intar-

der ZF (acoplado à transmissão), a capacidade de frenagem vai além. No segundo estágio da alavanca multifuncional, já são acionados 25% da potência do intarder. No terceiro estágio, entra 50% do intarder. No quarto, 75%. No quinto, 100%. E cada movimento é sempre acompanhado da simultânea – e perfeita – redução de marchas. No sexto estágio, as centrais puxam uma redução de marchas ainda mais agressiva, potencializando todos os 985cv combinados do sistema, o mais potente do mercado. Mesmo com tudo isso, o Iveco Stralis NR Eurotronic vem equipado de série com sistema antitravamento ABS. “Pode-se viajar com toda a segurança de Belo Horizonte a São Paulo com um ‘bitrenzão’ só usando o pedal de freio nos pedágios”, sugere Renato Mastrobuono.

revistanegocios.com.br | 45


Curinga Caminhões

Curinga Caminhões O departamento de Pós-Venda da Curinga Caminhões, concessionária que atende as exigências do negócio Iveco, está em processo de Certificação dos Padrões de Atendimento Iveco, tendo conquistado na Pré-Certificação 91% dos processos válidos, contra uma exigência mínima de 85%. “A implantação dos Padrões Iveco proporcionou significativa melhoria para a Curinga Caminhões em todas as áreas do nosso Pós-Venda, elevando o nível de satisfação dos nossos clientes, cumprindo assim com o mais importante papel do projeto ”, comenta Enéias Junior Casa Grandi, gerente de Pós-Venda da Concessionária em Uberlândia. No segundo semestre de 2011, a Curinga Caminhões estará com a Certificação dos Padrões de Atendimento Iveco 100% implantada. Contando com uma equipe de profissionais para as áreas de atendimento, serviços técnicos e gestão pós- venda, a Curinga Caminhões está apta a prestar o melhor atendimento aos clientes da rede Iveco. Localizada numa região estratégica do Triângulo Mineiro, a Concessionária atende um grande número de clientes e conta, atualmente, com a melhor estrutura física em conformidade com o que há de mais moderno na rede de concessionárias Iveco do Brasil.

Em evento simultâneo, IVECO apresentou o Vertis para clientes em 51 Concessionárias no Brasil Em Uberlândia, o concessionário da marca, a Curinga Caminhões, recebeu clientes e apresentou o mais recente lançamento da marca que atende, diretamente, necessidades dos atacadistas distribuidores No fechamento do primeiro quadrimestre de 2011 com crescimento de 2,5 pontos percentuais de market share no mercado de caminhões acima de 2,8 toneladas de peso bruto total (PBT), alcançando 9% de participação, a Iveco anunciou a realização de mais uma ação de relacionamento com clientes de todo o País, o chamado “Dia D”, para a apresentação do caminhão médio Iveco Vertis. O evento foi realizado simultaneamente em 51 concessionárias da marca no Brasil no dia 12 de maio. Em Uberlândia, o concessionário da marca, a Curinga Caminhões, recebeu clientes e apresentou o mais recente lançamento da marca, que apresenta um pouco da identidade do atacado distribuidor instalado em Uberlândia. A expectativa era reunir 10 mil clientes em todo o País, fato

conquistado. Desde a primeira realização, em 2007, o “Dia D” já reuniu cerca de 35 mil clientes em suas revendas. O evento foi desenhado para estender, regionalmente, os lançamentos da marca. Já tiveram os seus “Dia D” a linha de comerciais leves Daily, a família de pesados Stralis e o semipesado Tector. Em 2010, foi a vez da gama Stralis NR – lançada com novas motorizações e atributos de modernidade e da linha Cursor. O Iveco Vertis é o caminhão médio “com a cara da nova economia brasileira”. Com índice de nacionalização de 85%, o produto tem alto grau de confiabilidade porque seu projeto privilegiou fornecedores já consagrados no mercado. O conjunto powertrain é o mais moderno do segmento. O motor Iveco-FPT

Opinião do cliente IVECO “A IVECO atende todas as necessidades do transportador brasileiro. Aqui em Uberlândia, por meio da Curinga Caminhões, contamos com uma das melhores estruturas de atendimento da marca. Com os novos modelos, a exemplo do Vertis, nossa proposta é ampliar a frota IVECO em nossa empresa. Este é um caminhão que atende, e muito bem, o segmento de secos e molhados, que já avaliamos a ampliação dentro do nosso negócio, principalmente para atender ainda mais as regiões onde já atuamos, como São Paulo, Bahia e a região de Uberlândia”.

46

Lênio Luis Rodrigues | r e v i s t Transportes anegocios.com.br Transnorato

Adélio Eduardo da Silva União Atacado

NEF 4, produzido pela FPT em Sete Lagoas/ MG, apresenta superior economia de combustível e baixa emissão de poluentes, além de já estar preparado para a conversão ao Euro V. O novo modelo nasce com dois anos de garantia, sendo o primeiro ano total e o segundo ano para o powertrain. O Iveco Vertis vem nas versões de 9 e 13 toneladas, denominadas 90V16 e 130V18. O Vertis 90V16 tem PBT de 9.300 kg, potência de 154cv e conta com três opções de entre-eixos (3.308mm, 3.800mm e 4.350mm) e cabine simples. O Vertis 130V18, com PBT de 13.300 kg, desenvolve 173cv, vem com três opções de entre-eixos (4.350mm, 4.750mm e 5.100mm) e dois tipos de cabine: simples e estendida. Em todas as versões, o Iveco Vertis tem maior capacidade de carga do que seus concorrentes.

“Essa é uma marca que nos surpreende o tempo todo. Nossa frota já é 100% da marca e a qualidade destas máquinas, assim como a durabilidade a economia foram fatores que nos conquistaram. As empresas sérias de transportes estão preocupadas com cada centavo que podem economizar para fazer o produto chegar mais em conta até o consumidor. Atendemos 17 Estados brasileiros e percorremos uma grande distância, então, por mínima que seja a economia, ela sempre contribui com a melhoria dos resultados. E a parceria que temos com a IVECO e com a Curinga Caminhões tem facilitado todo este processo”.

Essa edição do “dia D” foi considerada a maior já realizada pela Iveco. “Foi, mais uma vez, uma grande oportunidade de demonstrarmos os vários produtos que lançamos desde 2007. Nosso mix de produtos está cada vez maior e atendendo de forma cada vez mais ampla as necessidades do mercado. A cada ano, o ‘Dia D’ está se tornando uma ferramenta valiosa de relacionamento regional com nossos clientes”, completa Antonio Dadalti, vice-presidente de Vendas e Marketing da Iveco. O evento foi batizado de “Dia D” em referência à invasão da Normandia pelas tropas aliadas durante a Segunda Guerra

“A IVECO é uma marca que vem surpreendendo ano após ano. Somos parceiros da Curinga Caminhões e mantemos uma relação, inclusive, de amizade. Esta é uma marca que sempre nos atendeu muito bem”. Matheus Câmera Buritama Transportes

Mundial. “Foi uma ação coordenada, de grande eficácia e relevância, um dia que mudou a história”, relembra Marco Piquini, diretor de Comunicação da Iveco. “O “Dia D” Iveco cria um momento que envolve todo o universo da empresa em uma enorme mobilização simultânea com a participação do presidente da Iveco Latin America, Marco Mazzu, seus diretores, gerentes, colaboradores, concessionários e vendedores.  As concessionárias participantes estiveram especialmente decoradas para receber clientes e familiares, com entretenimentos variados de acordo com as características e estratégias de cada região. “Te-

“Firmamos uma grande parceria com a IVECO quando definimos que não queríamos comprar caminhões mas, sim, desempenho. A fábrica abraçou esta causa, pesquisou, testou e colocou no mercado o Vertis. Participamos da definição deste caminhão, que foi desenhado para atender as necessidades do Martins no mercado nacional. Testamos o modelo durante um ano, sugerindo melhorias e modificações para um melhor desempenho. O resultado é esta máquina, desenhada para atender o atacado nacional. Fácil de dirigir e com excelente manobrabilidade, o Vertis é um conjunto de benefícios com o melhor desempenho para o setor. Atualmente já somamos 80% de nossa frota total com a marca IVECO e estamos muito satisfeito com os resultados. Nossa parceria prevê renovação a cada cinco anos. Nos tornamos especialistas Vertis e posso afirmar que este é um caminhão de sucesso. A IVECO está no caminho certo e este produto será um sucesso no mercado”.

mos diversas culturas em cada canto do País e queremos trazer essa riqueza para cada realidade de nossas praças comerciais”, conclui Dadalti. Na Curinga Caminhões, em Uberlândia, o Dia D foi comemorado com um coquetel para cerca de 300 clientes, a partir das 19h30. Há 13 anos na cidade, a concessionária aproveitou o momento para apresentar o caminhão aos clientes. “É um evento fundamental para a Curinga, onde provamos para o nosso cliente como ele é importante para nós e ainda aproveitamos oportunidade de apresentar melhor o produto”, disse Edson Teixeira, gerente da agência.

Marcos Amaral Teixeira (centro) r e v ide s tFrota a n e gdo o cMartins ios.com.br | 47 Gerente de Operações


IVECO STRALIS NR SÓ QUEM ESTÁ QUILÔMETROS À FRENTE EM QUALIDADE E TECNOLOGIA PODE OFERECER A MAIOR GARANTIA DO SEGMENTO.

IVECO STRALIS NR SÓ QUEM ESTÁ QUILÔMETROS À FRENTE EM QUALIDADE E TECNOLOGIA PODE OFERECER A MAIOR GARANTIA DO SEGMENTO.

Faça revisõ ões em seu veíc culo regularmente e. BAIXO CONSUMO

BAIXO CUSTO DE

MANUTENÇÃO

FaçEXCELENTE a revisõ ões em seu veíc culo regularmente e.

QUILÔMETROS À FRENTE.

VALORIZAÇÃO BAIXO CONSUMO

EXCELENTE 460 NR – 410 NR – 380 NR | VERSÕES: 4xsxsx4

BAIXO CUSTO DE

MANUTENÇÃO

VALORIZAÇÃO

www.ivecostralis.com.br

460 NR – 410 NR – 380 NR | VERSÕES: 4xsxsx4

48

| revistanegocios.com.br

QUILÔMETROS À FRENTE. www.ivecostralis.com.br

Veículos vendidos sem implementos. Algumas versões, itens opcionais e cores estão sujeitos à disponibilidade de estoque, podendo variar seu prazo de entrega. Garantia END: ROD BR 050 6835 Veículos vendidos sem implementos. versões, itens opcionais estãodo sujeitos disponibilidade estoque, variar seu prazo de entrega. o Garantia de 4Nº anos válida para os modelos Iveco Stralis NR com pedidos realizados nas Algumas concessionárias Iveco eacores partir dia à1º de maiodede 2011.podendo Tal garantia contempla 1° ano de de 4 anos válida para os modelos Iveco Stralis NR com pedidos realizados nas concessionárias Iveco a partir do dia 1º de maio de 2011. Tal garantia contempla o 1° ano de BAIRRO: MINAS GERAIS cobertura total e demais anos (2º, 3º e 4º) de cobertura de total peças do anos trem dee 4º) força (motor, transmissão e eixo em 48 em meses a apartir emissão do cobertura e demais (2º, 3º de cobertura de peças do trem de força (motor,traseiro), transmissão eexpirando eixo traseiro), expirando 48 meses partir dada emissão do certificado de garantia500.000 ou no momento em que o veículo 500.000de quilômetros. As indicações de coberturasdessa e exclusões dessa condição de garantia estão expressas certificado de–garantia completar quilômetros. Ascompletar indicações coberturas e exclusões condição de garantia estão expressas CEP: 38402-019 | UBERLÂNDIA MG ou no momento em que o veículo no livro de garantia que acompanha o veículo. Para mais informações, consulte a Rede de Concessionárias Iveco ou o Centro de Atenção ao Cliente Iveco – 08007023443. no livro garantia que acompanha o veículo. Para mais informações, consulte a Rede de Concessionárias Iveco ou o Centro de Atenção – .08007023443. r e v iao s t aCliente n e g o c i Iveco os.com br | 49 FONE: (34) 3256-7102 FAX: (34)de3256-7107


Curinga Caminhões

IVECO quer o melhor pós-venda do Brasil com o novo programa “Padrões de Atendimento” O programa dos “Novos Padrões de Atendimento Pós-Venda” prevê a certificação de 12 concessionárias até o final do primeiro semestre deste ano, sendo que outras 15 deverão passar pelo programa no segundo semestre Depois de dobrar o número de concessionárias para quase 100 casas e triplicar para mil o número de boxes de serviço em todo o País (um trabalho realizado nos últimos quatro anos), a Iveco lança em 2011 o programa “Novos Padrões de Atendimento Pós-Venda”, com o qual pretende fazer de sua rede a mais bem avaliada pelos clientes de caminhões brasileiros. “Nossa média de satisfação já é muito boa e com este programa seremos os melhores na avaliação dos clientes”, informa Marco Mazzu, presidente da Iveco Latin America. “Esse objetivo faz parte da missão, visão e valores da empresa”. O programa dos “Novos Padrões de

Atendimento Pós-Venda” prevê a certificação de 12 concessionárias até o final do primeiro semestre deste ano, sendo que outras 15 deverão passar pelo programa no segundo semestre. Isso significa que um total de 28 concessionárias – ou um terço da rede – estarão aptas a entregar um serviço de qualidade excepcional aos clientes. O programa continua em 2012 e será permanente. Será, também, estendido para a Iveco Argentina. Todas as concessionárias certificadas serão reavaliadas a cada seis meses, pois a proposta é garantir a qualidade constante. Para Maurício Gouveia, diretor de Pós-Venda da Iveco, a rede está pronta para o de-

safio. “Basta pensar que nosso CSI médio tem aumentado consistentemente desde 2007 ainda que, neste período, houve uma grande expansão da rede”, lembra Gouveia. Nos últimos quatro anos, por exemplo, o volume de passagens pela rede subiu de 35.000/ano para 210.000/ano. “A tendência era a qualidade ter caído, mas na verdade subiu”. Ele comenta que a Iveco foi finalista do “Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente” em 2010 e que é novamente finalista ao prêmio em 2011. “O serviço excelente é um pilar de sustentação da marca Iveco e juntos com a rede vamos surpreender nosso cliente e coloc��-lo ainda mais à frente”.

analisa o presidente. Eram 52 as concessionárias existentes em 2006; hoje são 92 (e cerca de outras 10 deverão ser inauguradas em 2011). A maioria destas casas foram construídas junto às rotas estratégicas do transporte brasileiro. Os boxes de atendimento na rede, que eram menos de 400 há quatro anos, hoje são 986 (o que significa a capacidade de atender simultaneamente 986 veículos em todo o país). Além disso, a rede possui cerca de 100 veículos de atendimento remoto para atendimentos emergenciais no campo. O Centro de Operações de Peças Iveco (COPI), que é um centro de distribuição de peças foi inaugurado em Sorocaba (SP) em 2010 e possui duas vezes mais área e três vezes mais espaço de armazenamento que o antigo armazém de peças da empresa. Além disso, este novo centro trabalha dentro do conceito do World Class Logistics, um padrão do Grupo Fiat, e utiliza os este tipo de atividade no mundo. Ao mesmo tempo, com serviços como o Non Stop (de atendimento 24 horas via

Excelência em pós-venda é pilar da marca

moto via web), a Iveco coloca-se hoje em

O programa “Novos Padrões de Atendimento” é mais uma das muitas iniciativas tomadas pela Iveco desde 2007 visando a ampliação e a melhoria do atendimento ao cliente da empresa. “Há quatro anos definimos o serviço excelente como um dos pilares da marca Iveco e estamos trabalhando de forma planejada, sistemática e efetiva nesta direção”, explica Marco Mazzu, presidente da Iveco. Um dos pontos fundamentais deste programa foi a decisão, já em 2007, de expansão da rede visando dar atendimento ao crescimento da frota de veículos Iveco. “Sabíamos que as vendas da marca iriam subir rapidamente e sabíamos também que precisaríamos atender a todos estes produtos, e atendê-los realmente bem”,

criados canais especiais de comunicação

| revistanegocios.com.br

O programa “Novos Padrões de Atendimento Pós-Venda” foi idealizado em 2010 e a partir daí foi desenvolvida a metodologia, o treinamento de consultores e a preparação de materiais de treinamento. O resultado é uma padronização rigorosa e contempla todo o processo de atendimento ao cliente: agendamento, recepção, programação e realização do serviço, controle de qualidade, entrega do veículo e acompanhamento pós-serviço (feito com 100% dos clientes, por telefone, para verificar a satisfação em relação ao serviço feito). A padronização também abrange a gestão do estoque de peças na concessionária. “Com a padronização dos processos, diminui-se a interferência do fator humano na qualidade do serviço”, comenta André Vac, supervisor do programa, cujo trabalho, além de ter coordenado seu desenvolvimento, é viajar pelo Brasil gerenciando sua implantação.

“Nossa meta é que o atendimento ao cliente seja feito da mesma forma em todo o Brasil, garantindo total disponibilidade dos serviços ao cliente, e que estes serviços sejam feitos com agilidade, competitividade e qualidade”. Ao selecionar a concessionária para a padronização, a Iveco faz um completo levantamento de suas instalações, equipamentos e recursos humanos, e isso fornece uma “fotografia” da situação corrente e permite o desenho perfeito de um plano de ação que orienta a equipe na implementação dos processos. A certificação em si leva nove meses. Para ser certificada, ela deve alcançar um alinhamento com pelo menos 85% dos padrões propostos”, explica Vac. Com este nível, o resultado já é uma qualidade de atendimento excelente. “Mas a rede está aderindo entusiasmadamente ao programa e isso está fazendo com que o alinhamento seja bastante alto”, explica Vac.

mais modernos softwares de gestão para

0800) e o Tele Serviço (atendimento re-

50

Padronização rigorosa e eficaz

total disponibilidade de contato e atendimento ao cliente. Além de tudo, foram para agilizar a informação da Iveco para a Rede, da Rede para a Iveco, do cliente para a Iveco etc. Um destes programas foi batizado de “Voz do Cliente”. Cada área da empresa tem o seu representante que tem autorização para parar seu serviço e atender a uma solicitação de informações chegada por meio do Centro de Atenção ao Cliente, dos sites ou do blog da empresa. O objetivo é que todas as respostas sejam dadas num prazo de 24 horas. Por outro lado, dentro da Iveco, existe também o “Ouvidor”, um funcionário da revenda que tem por missão ser o ombudsman do cliente dentro da concessionária.

Maior produtividade e maior rapidez nos serviços Durante a implementação dos novos padrões uma equipe interna é escolhida para receber todo o novo treinamento e se tornar, em consequência, multiplicadora do conhecimento junto os demais funcionários. O treinamento é baseado em material especialmente desenvolvido, que inclui um check-list completo que coloca todas as situações do dia-a-dia da concessionária dentro dos processos preconizados pelo programa. A equipe de desenvolvimento da concessionária trabalha sob orientação dos consultores do programa, por uma semana. Depois a equipe realiza quatro semanas de implementação por conta própria com suporte dos Customer Service Managers da Iveco. Este procedimento repete-se por três vezes, totalizando 15 semanas. Nos três meses seguintes, o concessionário continua com a implementação e passa pela pré-certificação. A certificação final chega depois de outros três meses. “Assim, o concessionário consegue fazer com que o projeto passe a fazer

parte do dia-a-dia de sua empresa”, diz Vac. A implantação dos processos previstos racionaliza o trabalho na concessionária, com conseqüente melhoria do serviço e aumento da produtividade, que vem da melhor gestão do estoque de peças, por exemplo. O controle do estoque segue um sistema que prepara a concessionária para ter, sempre, as peças necessárias para o atendimento imediato, seja por meio de pedido normal, seja por reposição de estoque. O agendamento com gestão à vista permite a pré-programação de recursos humanos, espaço e tempo de oficina e peças. A distribuição do trabalho é beneficiada, ainda, pela melhor disposição e armazenamento de ferramentas e equipamentos. O serviço mecânico, propriamente dito, segue também um padrão, reforçado por treinamento constante dos mecânicos. Há o controle de qualidade e rigoroso cumprimento dos prazos previstos. O resultado é que a concessionária pode atender mais clientes, com mais qualidade. revistanegocios.com.br | 51


Exportação | Canton Fair

Canton Fair

Oportunidades de negócios na China A Feira é considerada a mais completa em variedade de exposições, possui a mais ampla presença de compradores estrangeiros e o maior volume de negócios da China

“A China é um problema ou uma oportunidade para o Brasil?” Palavras do Embaixador Sergio Amaral, muito atuais! Que a China oferece uma grande oportunidade para importações de artigos manufaturados os brasileiros já sabem. Para conhecer o que pode ser importado é interessante participar da Canton Fair (Feira de Cantão), inaugurada na primavera de 1957, todos os anos, nos meses de abril e outubro, a China recebe empresários e visitantes de todo o mundo em busca oportunidades e para comprar produtos que possam ser interessantes de adquirir.

A Feira é considerada a mais completa em variedade de exposições, possui a mais ampla presença de compradores estrangeiros e o maior volume de negócios da China. Nela estão presentes as 20 mil melhores empresas chinesas de comércio exterior, todas aprovadas pelo Governo chinês. Com as chamadas trading companies, que já estão inseridas no contexto do comércio internacional com a China, os empresários que vão a Canton Fair contam com assistência em cooperações econômicas, consultoria, negociação, tradução, visita a fábricas e estreitamento dos laços

pessoais, hoje se tão importantes em negociações internacionais Fazer negócios com chineses é algo que vai além do simples roteiro de apresentação e técnicas de negociação, é preciso que haja profissionais que tenham vivência na China e entendam o modo chinês facilitando o sucesso nas negociações. Em sua 108ª edição, a Canton Fair realizada no ano passado, recebeu 200.612 compradores de todo o mundo e contou com 23.599 expositores. As três primeiras fases da feira aconteceram nos dias 15-19, 23-27 de abri e 1-5 de maio, cada fase leva 5 dias. Os produtos

expostos variam muito. Apenas para se ter uma idéia, a 1ª fase teve expositores de pequenas máquinas, bicicletas, motocicletas, peças de reposição, produtos químicos, hardware, ferramentas, veículos, máquinas de construção, eletrodomésticos, computadores, equipamentos de iluminação, equipamentos sanitários, etc. A segunda fase, realizada entre os dias 23-27 de abril, foi de expositores de bens diários de consumo, presentes e artigos de decoração. A terceira fase foi apresentou expositores de alimentos e produtos agrícolas, além de produtos de medicina e de beleza e saúde. O Complexo da Feira de Importação e Exportação da China está localizada na Ilha de Pazhou, em Guangzhou. A Ilha tem uma área de mais de 1 milhão de metros quadrados, dos quais 338.000 metros quadrados de área interna de exposição.

A próxima Canton Fair acontecerá nos dias 15-19 (Fase I), 23,27 de outubro (Fase II) e 31 de outubro a 4 de novembro (Fase III). Na Fase I serão exibidos produtos eletrônicos e utilidades domésticas, eletrodomésticos, equipamentos de iluminação, veículos e peças de reposição, máquinas, equipamentos e ferramentas, materiais de construção e produtos químicos. Na fase II haverá expositores de bens de consumo, presentes e produtos de decoração. E finalmente, na última fase, teremos a exposição de produtos têxteis e vestuário, calçados, material de escritório, bolsas, produtos de lazer, medicamentos e dispositivos médicos, além de produtos de saúde e alimentos. É a oportunidade que os importadores, ainda à procura de produtos para comercialização, devem aproveitar para visitar a China.

Saiba mais Bell Comércio Internacional (34) 3237-7550 www.bellcomercio.com.br

Flexibilidade, Agilidade e Competência

IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO

34 52

| revistanegocios.com.br

3237 7550

Rua Silva Jardim, 227 | Centro | Uberlândia/MG

revistanegocios.com.br | 53

www.bellcomercio.com.br


A solução ideal para seu food service No mercado há mais de seis anos, a Mundo Café reúne as melhores soluções para cafeterias ou lanchonetes

A empresa oferece soluções da Italian Coffe, com máquinas e moedores para preparo de espressos; da FMB, para o preparo de bebidas geladas a base de cafés, cappuccinos e chocolates; a Top Taylor, que é fabricante de máquinas para produção de gelo, sorvete expresso, fritadeiras e outros equipamentos; além da Zumm, com diversos equipamentos para produção de suco de laranja natural.

Centro de Treinamento de Barista Cursos personalizados para profissionais e apreciadores de cafés  Consultoria e elaboração de carta de receitas com cafés  Montagem de cafeteria personalizada em festas e eventos 

C-712

Nossos Serviços Máquinas de café espresso  Equipamentos para fast food  Bebidas especiais para foodservice  Centro de preparo de cafés especiais 

Crown C-712 Máquina de Sorvete Soft Recursos Oferecer todas as variações populares, de baixa ou sem-gordura para sorvetes, iogurtes e sorbets. Serve dois distintos sabores suaves, ou um misto de ambos. Cilindro de Congelamento Dois, 3,2 litros.

Av. Ana Godoy de Souza, 2078 | B. Santa Mônica | Uberlândia/MG

(34) 3231-5218 - www.mundocafe.com.br

Reservatório de Mix Dois, 18,9 litros cada. As bombas de ar/mix entregam o montante exato de ar e mistura ao congelamento dos cilindros. Contém o Sistema SHR de refrigeração nos reservatórios de mix que mantém a mistura abaixo de 5 C durante operação automática ou de espera. Luzes indicadoras Leitura digital exibe horas desde a última limpeza para garantir Leitu a segurança dos produtos. Mix Low alerta o operador para adicionar mistura. Alarme sonoro pode ser ativado para misturar som quando é baixa. Quando o Mix Out pisca, o aparelho desliga-se automaticamente para evitar danos. Controle Touch Screen Os controles de micro-circuito de toque são incorporados em incorpo vidro temperado e duráveis. Múltiplos idiomas são selecionáveis. A Viscosidade é medida continuamente para dispensar uma qualidade suave ao servir as sobremesas. Temperaturas na operação, tanto em escala Fahrenheit ou Celsius. Draw counter permite ao operador visualizar número de porções. Standby Durante longos períodos sem uso, o recurso de espera mantém o produto seguro em temperaturas nos reservatórios de mix e no cilindro de congelamento.

54

| revistanegocios.com.br

Acessório Opcional Dispensador de casquinha Dispensador de cascão Spiner pra milkshake Dispensador de cobertura cobertu integrado Dispensador de cobertura externo Dispensador de Xaropes - 2 temperaturas ambiente com tampas e conchas, 2 aquecidas com calda de bombas.

O perfil do ensino no Brasil, segundo dados do IDEB; saiba mais sobre a importância da formação técnica e da pós-graduação em sua carreira. revistanegocios.com.br | 55


ESPECIAL EDUCAÇÃO

metodologia e o sentido na Educação Infantil

A metodologia é que dá sentido de unidade a todos os passos do ensino e da aprendizagem, principalmente quanto à apresentação da matéria e elaboração da mesma Por Sílvia Arantes, repórter Há muitos anos vem sendo questionada a forma de educar. E nos tempos de hoje não é diferente, pesquisas e mais pesquisas são realizadas para avaliar a metodologia na educação infantil. Uma das fases marcantes na vida da criança é a entrada na escola. O momento é novo tanto para ela quanto para os pais, 56

| revistanegocios.com.br

que não estavam acostumados a verem seu filho no papel de aluno. Para Biddy Lages, diretora pedagógica do Colégio Infantil Espaço da Criança, em Uberlândia, a criança tem que aprender a conviver com um ambiente diferente do que estava acostumada a conviver. “Apropriando-se de uma realidade nova com influências, idéias e oportunidades com as quais nunca havia se deparado antes. Sentimentos estão en-

volvidos, a criança apresenta sentimentos de tristeza, separação, sensação de estranheza ou desconforto, pois elas sentem-se estranhas no grupo ao qual está inserido, e que é diferente do seu grupo familiar. Aqui começa o trabalho do professor, a afetividade e a dedicação são primordiais nesses momentos, é preciso dar tempo para que a criança aprenda a conviver com essa nova situação muito amor, carinho e dedicação revistanegocios.com.br | 57


ESPECIAL EDUCAÇÃO

suavizam e abreviam o tempo. Quando a criança sente acolhida e amparada ela reage e enfrenta corajosamente a nova situação”, disse. A metodologia é que dá sentido de unidade a todos os passos do ensino e da aprendizagem, principalmente quanto à apresentação da matéria e elaboração da mesma. Pode-se dizer que a metodologia é o conjunto de procedimentos lógicos e psicologicamente ordenados. Acompanhando a evolução da educação, a Infantil tem o compromisso de proporcionar às crianças oportunidades de forma sistematizada e estruturada com as informações do seu meio, criando condições de construir conhecimentos, elaborar idéias transformadoras sobre o mundo.

Proposta pedagógica da Educação Infantil Para se discutir a metodologia educacional faz-se necessário conceituá-la primeiramente. A metodologia estuda os métodos de ensino, classificando-os e descrevendo-os, sem julgar ou dar algum valor. Ou seja, a metodologia é um roteiro geral para a atividade, que indica as grandes linhas de ação utilizadas pelos professores em suas aulas, pois é o meio de que lança mão para trabalhar conteúdos curriculares e alcançar os objetivos pretendidos. A diretora geral e educadora do INEI Coc, Consuelo de Mello Franco, diz que a verdadeira metodologia de ensino é aquela que se desenvolvem no seio de cada escola. “Ao longo dos anos

de sua atuação no serviço da formação de pessoas felizes, éticas, capazes de se tornar agentes de mudanças positivas no meio social. Livros e tratados estão repletos de nomes para quem queira escolher um deles e dizer ser este ou aquele o nome mais conveniente de metodologia educacional”, afirmou. Segundo a Lei de Diretrizes e Base – 9394/96 (LDB), seu objetivo é desenvolver integralmente os alunos da Educação Infantil nos aspectos físicos, psicológicos, intelectual e social, sendo fundamental a participação ativa da família e comunidade, através de atividades extraclasse.

A participação dos pais

58

‘ diz que os pais têm que estar mais

técnicos, docentes e colaboradores de va-

infância. “A escola hoje é muito mais do

presente na vida dos filhos, participar da

lor, atraem a família como co-participante

que um lugar para se passar o tempo, é um

sua vida escolar, das tarefas escolares, fa-

do processo de ensino e de aprendizagem

lugar de ensino onde a criança desenvol-

zendo com que a criança tenha oportuni-

e, ainda, tratam de adequar o ambiente às

dades e amplie suas experiências e conhe-

ações da boa formação”, analisou.

verá o seu aprendizado. A nossa equipe realiza um trabalho de formação e orien-

cimentos. “A Educação Infantil é um dos

Para Juliana Cristina, diretora admi-

grandes passos da vida da criança; deve-se

nistrativa do Colégio Infantil Espaço da

respeitado o nível maturacional da crian-

Criança, em Uberlândia, o melhor para a

ça, para que se encontre integrada e feliz

Educação Infantil é desenvolver um tra-

no seu ambiente escolar. A aprendiza-

balho que priorize o lúdico e as atividades

gem só acontece quando é feita de forma

práticas, de modo que as crianças possam

uma vez que é através do brincar que a

prazerosa, lúdica, estimulante, quando a

obter conhecimentos de forma prazerosa

criança adquire experiências e desenvolve

criança sente prazer de ir para a escola,

e dinâmica e principalmente se expressar,

seus conceitos sobre o mundo que a cer-

por isso as escolas se constituem, agregam

vivenciando com muita intensidade a sua

ca”, afirmou.

| revistanegocios.com.br

tação, é preciso entender e respeitar o tempo de cada um, ou seja, o nível maturacional, já que a atividade lúdica infantil deve ser encarada com muita seriedade,

revistanegocios.com.br | 59


I N S T I T U C I O N A L E S PA Ç O D A C R I A N Ç A

Colégio Espaço da Criança valoriza a unicidade, ou seja, a criança Cada criança é única, com necessidades absolutas e que requerem atenção, carinho e profissionais bem preparados para acompanhar e estimular o seu desenvolvimento

A determinação e o espírito empre-

rados e afetivos, além de um projeto peda-

das crianças. “O conhecimento mais ade-

endedor de Juliana Cristina e Biddy Lages

gógico inovador. Com ensino de qualidade,

quado é aquele adquirido de forma praze-

foram determinantes para a criação do Co-

o Espaço da Criança prioriza a disciplina,

rosa e espontânea. A criança precisa sentir

légio Infantil Espaço da Criança, que tem

a responsabilidade e a dedicação, que tem

que é amada com a mesma intensidade,

como proposta o desenvolvimento de um

se transformado em fatores preponderan-

independente de seu desempenho escolar”,

trabalho diferenciado na Educação Infantil

tes na aquisição dos conhecimentos que

afirmam Biddy Lages e Juliana Cristina.

em Uberlândia.

constituem os Parâmetros Curriculares de

O colégio possui infra-estrutura com

60

Ensino.

No colégio, um dos destaques é o relacionamento família-escola, através de vá-

amplas salas de aula arejadas e bem ilumi-

A equipe de professores, especialmente

rios canais de comunicação, a exemplo de

nadas, tudo isso em um ambiente seguro e

selecionada, gosta do que faz e tem como

reuniões de grupos e individualizadas, sem

com a participação de profissionais prepa-

preocupação constante, a formação global

perder o foco na construção do grupo.

| revistanegocios.com.br

A estrutura O Colégio Infantil Espaço da Criança, dispõe de dois pátios arborizados, com brinquedos adequados às várias faixas etárias. Salas espaçosas, arejadas, refeitório, sala de TV/vídeo, cozinha, banheira de hidromassagem, cantinho dos pais, além da brinquedoteca que cada sala possui. As atividades na brinquedoteca são diárias cada turma com seu horário de acordo com a rotina da sala, sendo atividades livres ou dirigidas, incluindo brincar, jogar, escutar histórias, apresentações de teatro de fantoches entre outras. A brinquedoteca está dividida em nichos: do faz-de-conta, das bonecas, dos carrinhos, do supermercado, da oficina, da beleza, dos jogos e dos brinquedos. Conta, ainda, com a Livroteca, sucatoteca, periodicamente, os nichos são trocados de acordo com o projeto que está sendo trabalhado com as crianças. O colégio oferece alimentação com um cardápio elaborado pela nutricionista, que orienta e acompanha todo o processo desde a compra dos alimentos até o seu processamento final para garantir que as crianças aprendam a comer de forma saudável e variada. Os alimentos são carinhosamente feitos pela tia Sol com uma pitada de carinho e bom humor. Muitas expectativas e projetos estão previstos para este ano, a exemplo dos pedagógicos que serão desenvolvidos a partir de temas atuais, que despertem o interesse e a curiosidade das crianças. Um dos primeiros projetos do ano será o do Carnaval, dentro de uma proposta multidisciplinar. “Vale ressaltar que nossos projetos pautam sempre por proposta Comunitária, onde todos participam. Aqui, escola e família discutem a melhor forma de abordar o tema, respeitando sempre as especificidades de cada um”, afirma Juliana Cristina.

Proposta pedagógica O aluno é estimulado a questionar o meio em que vive, a interagir com o ambiente e com os outros e, por fim, a conhecer-se. Cada vivência, cada descoberta é transformada em aprendizado. Com a aplicação prática desta linha de pensamento, os alunos são motivados a utilizar a criatividade em seu sentido mais pleno e, assim, construir explicações para a realidade tornando-se pessoas autônomas, éticas, solidárias e com grande bagagem de conhecimento. O colégio conta ainda com um dos mais longos calendários de funcionamento. Não há férias e nem recessos, funcionando de janeiro a janeiro, oferecendo maior tranquilidade aos pais. O Projeto Político-Pedagógico é elaborado com ênfase e embasamento teórico nos estudos de Donald Woods Winnicott (1896-1971), um pediatra e psicanalista in-

glês que cuidou especialmente de bebês. Winnicott (1945/1978) enfatizava que no princípio o bebê não constitui uma unidade em si. A unidade corresponde a uma organização entre o indivíduo e o meio ambiente e a base da saúde mental é estabelecida nos primórdios da infância pelo provimento de cuidados dispensados à criança por uma mãe suficientemente boa. O bebê depende da disponibilidade de um adulto genuinamente preocupado com os seus cuidados, isto é, que possa contribuir para uma adaptação ativa e sensível às necessidades da criança, que a princípio são absolutas. “Comungando com suas idéias, resolvemos criar o Espaço da criança que, atualmente, conta com um grupo de profissionais afinados com a Proposta Pedagógica e Filosófica do Colégio”, afirma Biddy Lages,

revistanegocios.com.br | 61


I N S T I T U C I O N A L E S PA Ç O D A C R I A N Ç A

ESPECIAL EDUCAÇÃO

diretora pedagógica do colégio. O Espaço da Criança conta, ainda, com o projeto Boca Saudável, que atua na prevenção e no desenvolvimento da higiene bucal e que já faz parte da rotina diária das crianças. Por meio de uma boa escovação, supervisionada, eles aprendem como cuidar bem dos seus dentinhos. A proposta inclui atividades educativas, aplicação de flúor e inspeção bucal. Dessa forma, o aprendizado acontece com brincadeiras e muita diversão. Além dessa proposta, os alunos têm o acompanhamento de uma equipe de enfermagem, que desenvolve os projetos e as ações cuja essência está na melhoria da qualidade de vida e na promoção do bem estar das crianças.

senvolvimento das crianças que conta com um controle de registros diários em agenda

Como é na escola que as crianças pas-

e, também, através de portfólio individu-

sam boa parte do dia, a interatividade com

al entregue a cada semestre aos pais. Este

toda a equipe e demais coleguinhas é for-

registro permite um acompanhamento do

temente estimulada por atividades que são

dia-a-dia no Colégio e a evolução dos filhos

previamente planejadas e desenvolvidas de

no período”, explicam Juliana e Bidy. O Co-

forma sutil, respeitando a individualidade

légio propõe um atendimento individuali-

de cada um como ser único. “Este é um

zado, buscando reproduzir os hábitos e as

fator extremamente importante para o de-

rotinas das crianças em sua vida familiar.

Missão Atuar na educação com ética e competência buscando efetivamente formar cidadãos atuantes, transformadores e responsáveis.

O perfil do Ensino Médio no Brasil

Visão Tornar-se referência nacional na área educacional sendo reconhecida pela proposta pedagógica e qualidade de ensino.

Funcionamento: Berçário, Maternal I, Maternal II, I Período, II Período. O funcionamento é de segunda-feira a sexta-feira, em três turnos. Integral: Das 06h30 às 18h30. Parcial: Das 06h30 ás 12h30 e ou /12h30 ás 18h30 (com a possibilidade de estender o horário até as 19h00 (mediante a agendamento prévio). Parcial Estendido: Garante duas horas a mais que o período parcial. Proporcionando aos pais a tranquilidade de assumir os compromissos sem o estresse provocado pela falta de tempo. Atendimento aos Sábados: Das 08h às 16h (mediante o agendamento prévio). 62

| revistanegocios.com.br

O Brasil possui um dos menores índices (3,5) para o ensino médio, segundo dados do Relatório de Monitoramento de Educação da Unesco; mas comemora avanço para 3,6 em 2010, superando a meta de 2009

Sílvia Arantes, repórter A educação no Brasil ainda corre para alcançar patamares adequados para um país que demonstra tanto vigor em outras áreas, como a economia. Segundo o Relatório de Monitoramento de Educação para

Todos, de 2010, da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco), a qualidade da educação no Brasil é baixa, principalmente no ensino básico. No último Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), o ensino médio avançou de 3,5 para 3,6, superando a meta

nacional de 2009. De acordo com a coordenadora geral do Ensino Médio do Colégio INEI Coc, Cirlei Garcia Vieira, o crescimento na faixa ocorreu fundamentalmente em razão do desempenho dos estudantes, que contribuiu com 57,9% do aumento do indicador. “Acreditamos que alguns prograrevistanegocios.com.br | 63


ESPECIAL EDUCAÇÃO

mas voltados para o ensino médio, vá mudar o perfil das nossas escolas, como dos alunos perante o conhecimento formando alunos mais críticos, que aprendam a pensar, a relacionar conhecimento com dados da experiência cotidiana, a dar significado ao aprendido, a fazer conexões entre teoria e prática e a argumentar com base em fatos. Provavelmente em 2013 possamos ter dados mais concretos dessa análise. Saberemos se programas como o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) será o que vai dar certo na educação do nosso país”, analisou. A assessora Pedagógica do Colégio Marista de Uberlândia e Patos de Minas, Gracielle Naves Pereira da Costa, diz que segundo os dados do IDEB, a média nacional do Ensino Médio é de 3,6, considerando que a média dos países desenvolvidos é de 6,0, lembrando que o Brasil colocou, como meta, alcançar essa mesma nota em 2022. “É preciso lembrar que o MEC foi criado há 81 anos, tempo considerado pequeno diante da realidade de países desenvolvidos, assim, a partir desse raciocínio podemos considerar que o Brasil está caminhando bem, porém os resultados aparecem a longo prazo,” afirmou.

Legislação Segundo a nova Lei nº 9.394/96 – Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) – vem para conferir uma nova identidade ao ensino, determinando que o ensino médio seja educação básica. A constituição, portanto, confere a esse nível de ensino o estatuto de direito de todo cidadão. Isso significa que o ensino médio passa a integrar a etapa do processo educacional que a nação considera básica para o exercício da cidadania, base para o acesso às atividades produtivas, para o prosseguimento nos níveis mais elevados. A coordenadora geral do Ensino Médio do Colégio INEI Coc, Cirlei Garcia Vieira, acredita que o problema maior da educação no país é cultural. “Enquanto a população, governantes, educadores e pais não acreditarem que a educação é necessária para a formação do homem, não só para ser um bom profissional, mas para a formação de um ser humano diferente que precisa saber que filosofia, história, sociologia, poesia entre outros, são importantes na formação sensível e intelectual do homem social. Isso devia ser um direito natural de todo homem”, afirmou.

64

| revistanegocios.com.br

revistanegocios.com.br | 65


ESPECIAL EDUCAÇÃO

Perfis dos Programas

rogramas de Avaliação promovem ensino de qualidade Para gerar seus dados e estudos educacionais o Inep realiza levantamentos estatísticos e avaliativos em todos os níveis e modalidades de ensino Por Sílvia Arantes, repórter Um país para se evoluir necessita de uma educação de qualidade como um dos principais pontos de partida, fato esse considerado meio que distante da realidade brasileira. Apesar disso, o Governo Federal, com o objetivo de melhorar a educação no Brasil, criou o PDE (Plano de Desen-

volvimento da Educação). Uma das principais finalidades do PDE é oferecer educação básica de qualidade a todos os indivíduos realizando investimentos na educação profissional e superior, afinal envolve um trabalho em conjunto, nos quais os pais, alunos, professores e gestores visem o sucesso e a permanência do aluno na escola.

A coordenadora geral do Ensino Médio do Colégio INEI Coc, Cirlei Garcia Vieira, diz que há tempos que, os profissionais do ensino médio, sentem uma lacuna ao se discutir qual o papel do ensino médio, quais teorias educacionais envolveriam a sua complexidade, após a Lei 9394 (Lei das Diretrizes e Bases da Educação Nacional) de dezembro de 2006 entrar em vigor, propondo mudanças e um avanço na educação. “Com a lei é evidenciada a preparação básica para o trabalho e deve, portanto, orientar todos os componentes curriculares. Assim pautados os Programas de Avaliação começam a se nortear na aquisição de competências e habilidades, garantidoras da formação geral e da preparação básica para o trabalho. O conhecimento deve ser percebido e compreendido nas múltiplas interações entre as várias disciplinas, bem como as relações existentes entre os conteúdos aprendidos e a vida social”, afirmou.

Segundo dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), é uma autarquia federal vinculada ao Ministério da Educação (MEC), cuja missão é promover estudos, pesquisas e avaliações sobre o Sistema Educacional Brasileiro com o objetivo de subsidiar a formulação e implementação de políticas públicas para a área educacional a partir de parâmetros de qualidade e igualdade, bem como produzir informações claras e confiáveis aos gestores, pesquisadores, educadores e público em geral. Para gerar seus dados e estudos educacionais o Inep realiza levantamentos estatísticos e avaliativos em todos os níveis e modalidades de ensino como: Exame Nacional do Ensino Médio (Enem): Exame de saída facultativo aos que já concluíram e aos concluintes do ensino médio, aplicado pela primeira vez em 1997. Já o (Saeb) Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (pesquisa por amostragem, do ensino fundamental e médio, realizada a cada dois anos, com o intuito de coletar dados sobre alunos, professo-

res, diretores de escolas públicas e privadas em todo o Brasil. A assessora pedagógica do Colégio Marista de Uberlândia e Patos de Minas, Gracielle Naves Pereira da Costa ressalta o papel dos programas de avaliação. “Programas que avaliam o estudante no quesito conhecimento científico, cobrando um conhecimento global de todas as matérias, geralmente contribuem pouco para a complementação profissional do estudante, devido ao fato de ser um processo que valoriza somente o conhecimento apresentado no momento da prova”, explica Gracielle. Segundo Gracielle considerando a nova realidade de avaliação, ENEM, com certeza a interdisciplinaridade é um diferencial no preparo do estudante. “É preciso que o professor esteja preparado para trabalhar em sala de aula de forma contextualizada. Assim, a formação continuada é um estratégia espetacular, desde que o professor também esteja consciente da importância de seu papel na sociedade, ou seja, o que é essencial para todo o corpo docente da escola”, afirma a assessora.

O conceito eficiente para se aprender idiomas

Aulas de inglês e espanhol na sua empresa com horário flexível Curso de business Professores nativos Desconto especial para provas internacionais TOEFL e TOEIC

(34) 3214-1311 66

| revistanegocios.com.br

Av. Cipriano Del Fávero, 425 | Uberlândia/MG

revistanegocios.com.br | 67


ESPECIAL EDUCAÇÃO

erfil dos alunos que ingressam nas Universidades Públicas e Privadas

Conhecer a realidade sócio-econômica e cultural dos estudantes de graduação das Universidades também é fundamental para definir o perfil dos alunos atuais

Por Sílvia Arantes, repóter Falar do jovem na atualidade é uma tarefa complexa, pois existem diversas dimensões. Um dos principais pontos é o papel da família e da escola, como principais instituições responsáveis pela formação da personalidade da juventude. Nessa relação, família e escola, um olhar para os processos políticos e pedagógicos que permeiam todo o processo e dos quais dependem a permanência ou não do jovem na escola. Hoje uma das realidades é saber qual é o perfil dos alunos que vão ingressar nas universidades públicas ou privadas. A coordenadora geral do Ensino Médio do Colégio INEI Coc, Cirlei Garcia Vieira ressalta a importância do conhecimento e dificuldades dos alunos. “Alunos com pouco ou muito conhecimento existem em qualquer escola de ensino médio às universidades, portanto temos bons alunos e outros com muitas dificuldades em todas as situações. O que se propõe é aumentar a acessibilidade e o nível de aprendizado de todos. Para isso precisamos melhorar o ensino do básico”, afirmou. Atualmente é possível ingressar em 68

| revistanegocios.com.br

uma instituição de ensino superior particular, afinal existem vários programas de incentivo do governo para que pessoas com renda inferior possam ingressar na faculdade. Conhecer a realidade sócio-econômica e cultural dos estudantes de graduação das Universidades também é fundamental para definir o perfil dos alunos atuais. A assessora Pedagógica do Colégio Marista de Uberlândia e Patos de Minas, Gracielle Naves Pereira da Costa, diz que de modo geral, nas universidades se encontra uma diversidade significativa: estudantes conscientes realizando seu papel com comprometimento e seriedade e outros com menos determinação e responsabilidade. “Pensando no âmbito cognitivo, seria importante levar em consideração que as universidades vêm sofrendo com a falta de maturidade dos estudantes e também com a falta de preparo acadêmico para o enfrentamento da realidade. No âmbito social, atualmente foram criadas algumas estratégias pelo governo a fim de garantir o acesso dos estudantes de baixa renda nas universidades tanto públicas quanto privadas”, analisou.

Gracielle Naves Pereira da Costa é assessora Pedagógica do Colégio Marista de Uberlândia e Patos de Minas

Programas de Incentivo

Cirlei Garcia Vieira é coordenadora geral do Ensino Médio do Colégio INEI Coc

De acordo com o MEC (Ministério da Educação), muitos jovens brasileiros estão conseguindo entrar para a universidade graças aos programas de incentivo do governo. Desde o início a intenção do governo federal ao criar esses programas é levar o maior número possível de estudantes brasileiros à universidade. O ProUni (Programa Universidade para Todos), caso o candidato obtenha um ótimo resultado pode ser garantido a ele bolsa integral ou parcial em qualquer faculdade que tenha parceria com esse programa, o Fies (Programa de Financiamento Estudantil), também é

outra solução, pois é um financiamento que ajuda os universitários a arcar com os estudos e depois da conclusão da faculdade, ele paga o financiamento em várias prestações. O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), também pode ser uma opção, pois apesar de não ser obrigatório, ajuda e muito as pessoas que obtiveram um bom resultado, pois muitas instituições de ensino superior exigem a participação no exame para fazer a pré seleção e somar pontos para o ingresso na instituição. De acordo com o MEC, o que não falta é opção par realizar o sonho do curso superior.

revistanegocios.com.br | 69


FAC U L DA D E P O L I T ÉC N I C A

Pesquisa do PMI aponta que falhas na gestão de projetos traz prejuízos para às empresas Uma pesquisa realizada pelo Project Management Institute (PMI), que é uma organização

internacional

responsável

pelo desenvolvimento das práticas em gerenciamento de projetos no mundo, identificou junto a 300 empresas brasileiras que, para 76% destas organizações pesquisadas, o problema com a comunicação é o principal motivo de fracasso de projetos. Ainda segundo os dados da pesquisa,

Formação completa para quem

quer fazer a diferença

A Politécnica, instalada em Uberlândia, reconhece as necessidades do mercado que se torna, cada vez mais exigente, na busca por profissionais que tenham visão holística; capacidade analítica; de síntese; e que busquem manter-se, constantemente, atualizados profissionalmente. Vencer na vida e ter uma carreira profissional promissora é uma questão de escolha e muitos profissionais já entenderam este desafio. A questão é onde buscar esta formação? Para especialistas, dentre as melhores alternativas, a sugestão é investir na educação continuada, sintonizada com a realidade do mercado. Para acompanhar estas mudanças, a Politécnica inova com a criação de um novo formato em seus cursos de especializações, que são os MBA´s oferecidos pela instituição. E esta proposta faz com que a instituição se torne sinônimo de inovação no segmento de formação continuada para Uberlândia e região, com a proposta de agir no presente, projetando o futuro, ou seja, um profissional melhor preparado para os desafios do mercado de trabalho. Identificando necessidades no mercado, a instituição baseou seus cursos de MBA´s na utilização do módulo de Gerenciamento de Projetos como complemento de sua formação profissional ampliada. O resultado é uma diferenciação no mercado, com a oferta única de uma formação específica em diversas áreas, com o foco no aperfeiçoamento profissional. 70

| revistanegocios.com.br

71% dos entrevistados consideram que o não cumprimento de prazos também colabora para estas falhas e 70% culpam as constantes mudanças de escopo. A pesquisa mostra ainda que fracassar em um projeto é perder muito dinheiro. Mesmo assim, 58% das corporações não possuem um departamento de gerenciamento de projetos. A boa notícia identificada pelo PMI é que 56% das empresas pesquisadas pretendem implementar áreas de Gerenciamento de Projetos. Dessa forma, cada vez mais, o profissional completo terá espaço no mercado de trabalho. E este profissional precisa somar conhecimento e habilidades para fazer a integração de práticas de gestão de projetos com as rotinas específicas de sua área, seja ela de recursos humanos, marketing e vendas, finanças e controladoria, entre outras.

Novo formato de MBA

a ter como opção, o módulo de Gestão de Projetos complementar aos demais módulos específicos de cada área. Essa reformu-

lação já coloca a instituição entre as mais inovadoras na proposta da formação continuada.

Para atender a essas necessidades das empresas que buscam profissionais diferenciados no mercado, que saibam integrar os projetos de sua área com as estratégias da empresa, a Politécnica desenvolveu uma estrutura e metodologia espe-

Benefícios  Alinhar projetos com as estratégias da empresa  Trabalhar com as melhores práticas de gestão  Desenvolver as ações a partir da visão do cliente  Otimizar tarefas e potencializar resultados

Saiba mais www.facpoli.edu.br (34) 3233-1500

cialmente para os seus MBA´s, que passam revistanegocios.com.br | 71


ESPECIAL EDUCAÇÃO

que os pais precisam avaliar quanto à contratação da escola infantil

Sorna, antes de começar a busca, é bom ter em mente que não existe uma escola perfeita para todos, mas sim uma escola mais apropriada para a criança. “Ao sair à procura, pense bem. Não é possível escolher uma escola sem antes examinar com cuidado quais são as suas expectativas em relação à aprendizagem e ao futuro de seu filho. Se quer que ele seja alfabetizado rapidamente, aprenda outros idiomas, ou desenvolva seu lado artístico. Estas e muitas outras questões podem ser o ponto de partida para ajudar a sair em busca de um colégio adequado”, explicou. Para Elcione Alves, uma dica é visitar a escola quando ela está funcionando

normalmente. E se possível, levar o filho, porque eles não podem deixar de participar deste processo de escolha. Afinal de contas, são eles que estudarão lá. Outra orientação dos especialistas, é quanto aos valores transmitidos pela escola, se esses condizem com os transmitidos pela família. Não se trata de responsabilizar a escola pela formação da moral e do caráter, mas a instituição exerce bastante inf luência sobre a criança, por isso a importância de estar por dentro de algumas de suas filosofias e práticas. Para Biddy Lages, diretora pedagógica do Colégio Infantil Espaço da Criança, a escolha da escola, antes de tudo, exige

A grande dificuldade é sentida somente pela ansiedade de errar, de não oferecer aos filhos a melhor opção correta, deve se levar em consideração a

uma boa referência. Também ajuda na de-

relação de veracidade com que a institui-

cisão a opinião de terceiros que já tenham

Uma das grandes dificuldades que os

ção desenvolve seus serviços e o ambien-

experiência real com a escola”, contou.

pais têm é quanto à escolha da escola na

te onde estes se realizam. “É importante

Hoje se sabe da importância dos pri-

qual o seu filho irá estudar. Afinal não é

também pensar nas referencias pessoais,

meiros anos para desenvolvimento in-

uma tarefa fácil avaliar uma escola, já

no caso de o aluno já conhecer a escola.

fantil. Uma boa escola pode, realmente,

que envolve tantos quesitos que devem

Além disso, os pais ou responsáveis de-

oferecer as condições que permitam o

ser analisados. De acordo com a diretora

vem ter a consciência de que a escola elei-

desenvolvimento da criança, em especial

geral e educadora do INEI Coc, Consuelo

ta tem a infraestrutura adequada, dispõe

para as que têm convivência com outras.

de Mello Franco, para se escolher a escola

da tecnologia educacional necessária e

Por Sílvia Arantes, repórter

Segundo a psicóloga Elcione Alves Consuelo de Mello Franco é diretora geral e educadora do INEI Coc

72

Dicas de adaptação da criança na escola

Chegou à hora de colocar seu filho na escola, nem sempre isso acontece de forma tranquila, afinal a rotina da criança vai mudar, ela passará a conviver com pessoas fora do ambiente familiar, pais e filhos precisam estar preparados para essa mudança. Segundo a psicóloga Elcione Alves Sorna, aqui vão algumas dicas que podem ajudar neste momento.

| revistanegocios.com.br

No maternal, a criança ainda é muito ligada ao ambiente fami-

  

Reforce sentimentos positivos. Se ainda assim, a criança tiver é natural;

muitas coisas diferentes. Conte dos brinquedos, das brincadei

Após o primeiro dia, pergunte como foi a aula, as brincadeiras e

dificuldade, fique tranquilo. A transição de um meio para outro

to aquele lugar é legal e que ele está indo para lá para aprender ras, das coisas diferentes que vai encontrar na escola;

Você precisa mostrar para ele que aquele é um lugar feliz, de

a “tia”. Sorria e mostre que está atento a todo o seu relato;

conhecer outras pessoas; Antes de levar o pequeno para o primeiro dia, diga a ele o quan-

No dia, não chore perto dele quando for deixá-lo na escola, ain-

total confiança da mamãe e do papai;

É importante transmitir segurança e mostrar que a escola é um dos melhores lugares para aprender, brincar, ter amiguinhos e

paciência para avaliar todos os fatores. “Além de olhar a proposta pedagógica é preciso avaliar e fazer uma lista com as expectativas referentes à escola e o ambiente escolar levando em consideração todos os aspectos: financeiro, cultural, religioso entre outros e a partir dos dados coletados escolherem aquela que melhor atende as expectativas da família. A escola certa será aquela que combina com a família e com a criança”, afirmou. A coordenadora do Ensino Infantil do Colégio Nacional, Marilda de Fátima Peixoto Borges Rodrigues, diz que a primeira infância é um período de grande desenvolvimento e nessa fase a construção da inteligência, a aquisição de aprendizagens, de habilidades, de valores e atitudes servirão para a vida toda. “A escolha de uma boa escola nessa fase, será a garantia de um desenvolvimento harmônico e de uma imagem positiva de si que as crianças levarão para a vida adulta”.

da que este seja um momento difícil para você;

liar. Por isso, ela precisa passar por uma transição para o ambiente escolar, algo que pode durar dias e até semanas;

Elcione Alves Sorna, psicóloga

Se você também estiver tendo dificuldades com esta mudança,

Prepare-o para algo novo e fale que será um lugar onde ele vai ficar

procure o apoio dos profissionais da escola. Eles te orientarão

por pouco tempo, enquanto você vai trabalhar. Reforce que a sua

e darão dicas para lidar com esta situação nova, até que ela se

volta será rápida, porque o pequenino não tem noção de tempo.

torne rotineira para você e seu filho. revistanegocios.com.br | 73


ESPECIAL EDUCAÇÃO

Gestão de

Carreira Na hora de escolher a carreira, é bom se informar, planejar e não temer o futuro

A

Por Sílvia Arantes, repórter ssustados, confusos, indecisos. É assim que muitos jovens se sentem na hora de escolher sua profissão, às vésperas das inscrições para os vestibulares. Aquela certeza desde pequeno do que se vai ser quando crescer não rolou. Surge o medo de não dar certo. E a angústia aperta mais diante do variado leque de alternativas de curso superior. São mais de 150 e, a cada dia, surgem novas opções de carreiras e de oportuni-

dades de trabalho. O que fazer? Esse turbilhão de dúvidas não deve ser encarado como um problema grave. Especialistas garantem que a insegurança diante da escolha profissional é um sintoma saudável e produtivo. Com vários caminhos abertos à sua frente, o indeciso tem maiores chances de escolher melhor do que quem apóia sua certeza em fantasias. Por isso, recomenda-se que essa fase da vida seja enfrentada com tranquilidade pelos jovens e sua família. Afinal, toda decisão pressupõe incertezas e uma dose de risco. E esse é o primeiro grande desafio do jovem diante do novo e do desconhecido. 74

| revistanegocios.com.br

Uma forma de diminuir a pressão é saber que essa escolha profissional não é necessariamente definitiva. Novos caminhos vão surgir durante a faculdade, o mercado de trabalho pode exigir adaptações ou uma grande guinada na carreira. “Nesse momento da vida no qual o indivíduo vai escolher pela profissão, o que se deve levar em consideração é o que ele gosta de fazer, pois assim ele irá se dedicar e fazer bem, e terá uma posição diferente no mercado. Nunca se deve optar por impressões ou situações do mercado, simplesmente porque naquele momento o mercado da economia está mostrando que alguma profissão tende a ser sucesso”, afirma Edison Mello Júnior, Coaching e professor universitário. Nos últimos anos as pessoas têm começado a compreender que o sucesso profissional também esta associado a um planejamento. Que planejar é uma necessidade básica em qualquer ramo em que você atue ou queira atuar com tranquilidade e maior possibilidade de sucesso. Escolher uma profissão representa esboçar um projeto de vida, questionar valores, as habilidades, o que se gosta de fazer, a qualidade de vida que se pretende ter. E esse momento de reflexão pode render bem mais quando é compartilhado com a família. Segundo o Coaching Edison Mello Júnior, a distinção entre os cursos de nível superior como bacharelado, tecnólogo e cursos técnicos também fazem grande diferença na hora da escolha. “Os cursos técnicos não te habilitam para um cargo de nível superior, normalmente são escolhidos em um primeiro momento pela classe média baixa, ou seja, pessoas que precisam trabalhar e estar qualificadas para o mercado de trabalho. Já os Cursos Tecnólogos, são cursos superiores de curta duração voltados para o fornecimento de técnicas profissionais em determinada área, são para indivíduos que trabalham e precisam de qualificação em pouco tempo. Os cursos de bacharelados são cursos de aprofundamento científico em sua respectiva área de concentração, ou seja, são voltados para

Adriano Novaes é diretor da Esamc

Edison Mello é coaching e professor universitário

o aprofundamento científico de determi-

escola pode até abrir portas no início da

nada área, são procurados na maioria por

carreira, mas vale lembrar que existe muita

pessoas que vão dar continuidade a uma

concorrência. Para os especialistas em re-

pesquisa cientifica, mestrado e até mesmo

cursos humanos, o sucesso numa profissão

um doutorado. Nos últimos tempos, cres-

depende de 30% de conhecimento e 70% de

ceu muito o Ensino à Distância EAD, nor-

atitude. Reunir informações sobre as profis-

malmente procurado por pessoas que não

sões e cursos oferecidos ajudam na hora da

tem disponibilidade de tempo em estudar

escolha, há ainda a opção de buscar apoio

nos horários tradicionais das faculdades

em empresas de orientação vocacional. As

públicas ou privadas, disciplina são pon-

transformações econômicas que atingiram

tos importantes para boa aprendizagem do

o mundo de forma global impulsionaram

aluno”, explicou.

novas e promissoras carreiras. São as profis-

O professor da Universidade de Uberaba (Uniube), Marcos Eduardo Tanner, diz

sões que envolvem inovações tecnológicas e áreas de inteligência e conhecimento.

que o EAD é um processo de ensino ade-

O diretor acadêmico da ESAMC,

quado para as pessoas com limitação de

Adriano Novaes, diz que uma das maiores

tempo, logística complicada para transpor-

dificuldades que os alunos encontram para

te entre residência e instituição de ensino e

decidir pela carreira profissional é a falta de

pessoas que não possuem uma rotina fixa,

autoconhecimento e muitas opções de cur-

tanto pessoal como profissional. “O curso

sos. “Hoje os alunos têm muitas opções de

é ideal também para pessoas que viajam

cursos. Por exemplo, antigamente o aluno

muito, atende também as pessoas que re-

gostava de matemática ia fazer engenha-

sidem em áreas distantes das Instituições

ria civil, mecânica ou elétrica, atualmente

de Ensino, além de atender alunos que já

existe descrição de mais de 100 tipos de

possuem uma experiência acadêmica e

engenharias diferentes. Outro fator im-

profissional consolidada”, afirmou.

portante é conhecer melhor as profissões

Em meio a tantas opções, o estudante

visitando faculdades e empresas onde tra-

deve ficar atento a algumas armadilhas. A

balham profissionais das áreas de interesse

primeira delas é acreditar que cursar uma

do aluno. Importante hobby é diferente de

boa faculdade vai livrá-lo do desemprego e

profissão, não é porque gosto de animais

assegurar o sucesso profissional. Uma boa

que devo fazer veterinária”, afirmou. revistanegocios.com.br | 75


ESPECIAL EDUCAÇÃO

Formação Técnica Formação técnica pode garantir melhores oportunidades no mercado de trabalho Áreas voltadas para a tecnologia e o relacionamento com consumidores são as mais indicadas; dentre alguns cursos, marketing, vendas e comércio exterior somam pontos A competitividade do mercado leva cada vez mais pessoas às salas em busca de qualificação profissional. Porém, em algum momento pode surgir a dúvida sobre qual caminho seguir. O que é melhor? Curso técnico ou superior? Segundo Ricardo de Oliveira, diretor da Pratik Cursos Profissionalizantes, é preciso buscar a formação técnica antes mesmo de iniciar a carreira profissional. “Quem se aprimora e busca novos conhecimentos terá mais oportunidades no mercado”, disse. Ainda segundo o diretor, as áreas de formação técnica mais procuradas são as que envolvem tecnologia. “Profissionais de Tecnologia da Informação (TI) têm uma fundamental importância no cenário mundial, uma vez que o Brasil é hoje um grande exportador de serviços no setor, junto com Índia e China”, explicou. Outra opção de cursos para quem ainda possui dúvidas, são aqueles voltados para Propaganda, Marketing e Vendas, entre eles, a modalidade de Comércio Exterior. “Quanto maior é a demanda por produtos e serviços, mais as empresas precisam de profissionais que saibam atingir o público-alvo e aumentar sua lucratividade”, ressaltou. De acordo com pesquisa divulgada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em 2010, pessoas que passam pela educação profissional, seja curso técnico, superior de 76

| revistanegocios.com.br

Ricardo de Oliveira é diretor da Pratik Cursos Profissionalizantes

tecnologia ou qualificação, têm 48,2% mais

tenção em Notebooks, Criação de Games,

chances de obter uma ocupação.

Curso de Programação em Java, Curso de Criação de Projetos e Animações Gráficas,

Pratik Com 21 anos de mercado, a Pratik Cursos Profissionalizantes oferece mais de 40 cursos profissionalizantes nas áreas de Informática Básica e Avançada; Programação; Web Design; Hardware - Montagem e Manutenção em Micros. Atenta às tendências do mercado, a empresa ainda oferece cursos de Manu-

Cursos de Editoração Gráfica, entre outros. Além disso, ministra treinamentos para colaboradores de grandes empresas de Uberlândia e região. Na escola também são oferecidos pacotes de cursos intensivos, com carga horária personalizada, onde o aluno pode concluir o curso em curto espaço de tempo. Tudo para atender a necessidades de clientes com urgência de qualificação profissional, mas sem perder a excelência do ensino. revistanegocios.com.br | 77


w w w.

.com

O novo mundo é feito de empresas sem barreiras.

O novo mundo não tem limites. Nele, empresas se aproximam para dividir o conhecimento multiplicando suas riquezas e gerando novas demandas. O mundo compartilhado abre novas oportunidades e novos mercados. A TOTVS, por meio de suas soluções em tecnologia, software e serviços, oferece acesso a esse novo mundo sem barreiras ou limitações. Let´s Share.

Technology | Software (SaaS) | Social Network | Consulting 78

| revistanegocios.com.br

/totvs

#letsshare

(34) 2102 9009

w w w. t o t v s . c o m

Compartilhe o novo mundo.


Sustentabilidade Social

Saiba mais Para informações sobre o Selo Empresa Cidadã, condições e calendário, os empresário podem acessar o site da CDL Uberlândia: www.cdludi.org.br

Selo Empresa Cidadã é retomado neste ano A CDL Uberlândia, que coordena o programa, espera superar as metas dos anos anteriores com o número de empresas participantes que estão valorizando, ainda mais, a necessidade de ações de sustentabilidade social em suas atividades Após quatro anos, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) volta a premiar empresas com o Selo Empresa Cidadã, que estimula o investimento social das empresas privadas com fins lucrativos, do município de Uberlândia. O período de inatividade da ação foi de análise de outros critérios para fazer com que o Selo fosse alguma coisa desejada por um maior numero de empresas. Até então somente as grandes empresas participavam. “Entendemos que com toda a questão da sustentabilidade, devíamos ter outras empresas de diferentes portes e segmentos participando. Neste período conhecemos outros cenários para fazer com que o Selo fosse atrativo também para elas. Foi uma fase de adequação e maturação do produto em função destes novos cenários”, explicou Celso Vilela, presidente da CDL Uberlândia. Agora com novo formato, a expectativa é que cerca de 50 empresas participem da nova edição do Selo, que começou em 2004 e ocorreu até 2006. “Abrimos a participação para micros, pequenas, médias e grandes empresas, comercias e também de serviços. Estamos com grande disposição. Devemos promover durante este ano alguns workshops para mostrar como é prático e fácil. Mostrar ao lojista, que tem espaço pra participar dentro das possibilidades do negócio”, disse Celso Vilela. De acordo com o presidente, o Selo se torna importante para as empresas que o conquistam, pois por meio dele, buscam sensibilizar o consumidor e fazer do selo 80

| revistanegocios.com.br

Efrem Telecom

O esporte em prol da inclusão social Por Sílvia Arantes, repórter

um diferencial em relação à concorrência, de maneira muito distinta, o que mostra o sucesso da iniciativa. Além desses fatores, as empresas continuam a desenvolver outros projetos, e outras ideias de responsabilidade social. “Atualmente não há mais espaço para empresas que não se preocupem com a questão da sustentabilidade. Aquelas que acham que a atividade não tem nada a ver com isso, estão com os dias contados”, revelou. Ainda de acordo com o presidente da CDL Uberlândia, a sustentabilida-

de começa pelo individuo. Na media em que busca uma forma de comprar e consumir, diferente de como fazia antes, exige das empresas que vendem o produto, uma postura diferente. “Terão que se preocupar em orientar em como descartar o produto depois que utilizado e em ter um relacionamento mais estreito com o consumidor para fidelizar esse cliente, que saberá que está comprando um produto que tem origem, compromisso com a natureza e com a qualidade de vida”, concluiu.

Em Dezembro de 1998 foi fundada a Efrem Telecom, com foco na Prestação de Serviços em Telecomunicações. Com objetivo de atender o mercado de Uberlândia e as cidades da região num raio de 350 Km, iniciou suas atividades com cinco clientes e, atualmente, já possui mais de 200 em sua carteira de contratos. A missão da empresa sempre foi levar ao mercado de Uberlândia e região, atendimento de qualidade, prezando por soluções que dinamizem o trabalho e satisfaçam os objetivos e necessidades dos clientes, parceiros e colaboradores. Atualmente as empresas visam muito à responsabilidade social, e a Efrem não é diferente. No ano de 2009, a empresa fechou parceria com a academia Troia Sports de Karatê. O intuito era unir forças para traçar metas em busca do desen-

volvimento de ações, projetos e melhoria na vida de crianças e adolescentes. Estas ações passaram a atender demandas do bairro Presidente Roosevelt e adjacentes, Zona Norte da cidade. A coordenadora administrativa Efrem, Luciana Alves, diz que foi neste momento que surgiu a Associação Vencer-“do” de Karatê e Artes Marciais. “O objetivo é levar o esporte, o conhecimento da arte e a inclusão social a uma parcela da comunidade menos favorecida, que mesmo sem recursos financeiros tenham a oportunidade de participar de atividades esportivas”, explicou. Para Luciana, no mesmo ano, os trabalhos já deram resultados à comunidade e ao cenário do esporte, com conquistas de sua jovem equipe de atletas. “Desde então, as atividades não pararam, ou seja, hoje faz parte da rotina da academia Troia Sport”, afirma à coordenadora. A associação atende crianças e ado-

lescentes do sexo masculino e feminino na faixa etária de 5 a 17 anos. No ano de 2010 foram executadas 41 ações de integração social, um sucesso para seus idealizadores, que antes tinha estes números apenas como um sonho a ser alcançado. No mesmo ano, com o projeto “Litros de Alegria e Doa-se”, cerca de 200 famílias foram beneficiadas na periferia de Uberlândia, com a entrega de roupas, calçados, agasalhos, leite e cestas-básicas. Para Luciana, a idéia da associação ganhou cores e vida. A cada ação realizada, os resultados foram atingidos. “É fundamental sabermos que, com um pouco de boa vontade, comprometimento e espírito inovador, e parcerias, os resultados futuros serão bem melhores, tornando forte essa corrente em favor da melhoria da vida dos jovens que a Associação propõe atender”, reforçou. revistanegocios.com.br | 81


Sustentabilidade Social

Sankhya

Sustentabilidade, um dos valores da empresa Por Sílvia Arantes, repórter Atuando no mercado brasileiro há 21 anos, a Sankhya é uma empresa que oferece soluções em gestão empresarial com base na tecnologia da informação. Oferece aos clientes atendimento personalizado e procura entender e melhorar os negócios dos mesmos. Com essa proposta a Sankhya alcança destaque e liderança em sistemas de gestão para pequenas empresas em todo o País.

Instituto Politriz

Um ano e meio de muito sucesso Por Sílvia Arantes, repórter Há mais de 20 anos no mercado, a Politriz, empresa sediada em Uberlândia, conta com mais de 250 ítens em seu mix de produtos, que estão segmentados em linha doméstica, automotiva, tratamento de pisos e consumo. Pensando em uma sociedade mais justa e na formação de cidadãos, a Politriz iniciou projeto na área da responsabilidade social, com uma escola de futebol em 2009. Em 2010, a empresa criou um Centro de Formação para Crianças e Adolescentes de seis a quatorze anos, com uma filosofia de ensino voltada para o desenvolvimento físico, social, cultural e intelectual de seus participantes, formando assim futuros e honrados cidadãos. A administradora do Instituto, Dorisnei Firmino Costa diz que desde o inicio 82

| revistanegocios.com.br

do projeto a ideia era criar um centro de prevenção, no qual fosse realizado um trabalho de assistencialismo para capacitar as crianças que estariam na rua. “No ano de 2008 compramos um barracão no bairro Morumbi e começamos a fazer sopas todas às quartas-feiras. Em seguida iniciamos um trabalho de conscientização dos funcionários da empresa Politriz, com o Natal Solidário. Desenvolvemos o voluntariado em cada um e passamos a ajudar as crianças e seus familiares”, ressaltou. O Instituto Politriz oferece oficinas de informática, artes, capoeira, hip hop e coral. Além do aprendizado diário, todas as crianças recebem alimentação completa no período de suas atividades e também aprendem a reciclar e, assim, colaboram com o futuro do planeta. O Instituto atende 105 crianças (entre

o centro de formação e a escola de futebol) e o objetivo é transformar vidas, torná-las pessoas conscientes do seu direito e dever, “afinal o comportamento social faz parte da vida de todo ser”, reforça Dorisnei, que complementa: em nossas vidas temos que aprender a socializar com outras pessoas, cada um pode fazer a diferença. “Se cada cidadão se preocupar com seus 100 metros ao lado, seja no seu bairro, com seu vizinho, tentando fazer o bem, o mundo seria diferente”, analisou. E o Instituto também já é palco para a descoberta de novos talentos, a exemplo da dança. Crianças estão sendo preparadas para a possibilidade de participar do quadro “Se Vira nos 30”, do programa do Faustão, na Rede Globo. O ritmo será o hip hop. Na área da informática, outras crianças também estão se destacando. “Com a ajuda da instrutora de artes, estamos conseguindo, perceber e destacar as crianças que já tem algum talento, seja redigindo texto ou na criação. Como estamos na era digital iniciaremos um curso em programas de web designer, pois temos um projeto para o final deste ano, de lançar um livro com a história do Instituto Politriz. E serão as próprias crianças que irão confeccioná-lo”, finalizou Dorisnei.

E sustentabilidade é um dos principais valores da empresa, que trabalha em um modelo de negócios em que todos ganham: a empresa, a sociedade e o meio ambiente. Entender as necessidades e expectativas do outro, compartilhar e adotar a postura de querer ser melhor como cidadão, são atitudes que a Sankhya admira nas pessoas e que busca promover em todas as oportunidades que tem de se relacionar com a comunidade ou seus integrantes. De acordo com Raquel Garcia, gerente de Marketing da Sankhya, a empresa está aberta para a ampliação do diálogo e investimento de forma constante em educação. “Acreditamos que ela é a principal ferramenta de que dispomos para sensibilizar as pessoas para a importância da sustentabilidade. Há mais de quatro anos que a Sankhya tem trabalhado e desenvolvido a sustentabilidade como projeto modelo para os seus

Alguns dos projetos Desde novembro de 2010 a Sankhya criou um Comitê de Sustentabilidade, uma comissão composta por 12 pessoas, com um representante de cada área é um líder. A proposta é contribuir com ações de desenvolvimento dentro da empresa. Segundo Raquel, o Comitê se tornou um Conselho Deliberativo dentro da empresa e já pensa, o tempo todo, em ações de sustentabilidade. “Já temos autonomia para realizar uma série de ações que envolvam responsabilidade social, comunidade, cultura, meio ambiente, isso envolvendo todos os funcionários. O objetivo do Comitê é integrar pessoas, todos em prol de uma causa, e fazer com que os colaboradores façam a diferença na vida de outras pessoas”, contou. A Sankhya tem a visão que na Educação pode mudar comportamentos e dentro desse contexto, a mesma desenvolveu o projeto de Formação de Jovens de Baixa Renda para o Mercado de Trabalho. O objetivo do projeto é dar uma visão macro do conceito ERP cuja função é armazenar, processar e organizar as informações geradas nos processos organizacionais agregando e estabelecendo relações de informação entre todas as áreas de uma empresa. A intenção da Sankhya é capacitar esses jovens dando a eles, uma dimensão sobre a atuação com maior efetividade e eficiência nas rotinas de trabalho.

negócios, no qual, todos ganham, principalmente os funcionários, parceiros e o meio ambiente. Trabalhamos de uma maneira onde moral e ética são aspectos relevantes para a nossa empresa, assim como a sustentabilidade”, ressaltou.

Parcerias Meio ambiente, aquecimento global, reciclagem, preservação da natureza, comércio ilegal de animais silvestres,

entre outros, são assuntos sérios que precisam de atenção e, principalmente, atitude. É pensando dessa forma que a Sankhya e a Castro Naves, parceiras há quase 15 anos, tiveram a iniciativa da criação de um Blog “Parceiros do Bem”, para reunir empresas e pessoas do bem visando compartilhar suas experiências e atitudes voltadas para o cuidado com o meio ambiente e com a comunidade. Para Raquel Garcia, se cada um fizer sua parte, multiplicaremos as boas idéias e assim as tornaremos real, para vivermos em um mundo melhor. “Essa parceria com a Castro Naves já é sucesso, pois as idéias fluem e desde o inicio tivemos a intenção de levar até os nossos parceiros, um canal de comunicação no qual todos compartilhassem conosco experiências ou ações de sucesso relacionadas à responsabilidade social e meio ambiente. Nosso objetivo é estimular as pessoas cada vez mais, e principalmente fazer com que elas acreditem que podemos fazer um mundo melhor”, explicou. revistanegocios.com.br | 83


Sustentabilidade Social

Instituto ISO Olhos

Programa Social Ver para Reviver A ISO Olhos já completou 12 anos de atendimento com o Programa Social Ver para Reviver em Uberlândia. Uma vez ao ano, médicos e colaboradores do Instituto, juntos, se unem para atenderem pessoas que precisam de atendimento, mas que não têm condições de pagar por um exame oftalmológico ou mesmo um tratamento. Neste período já foram atendidos mais de 12,9 mil pessoas. O Programa é destinado à terceira idade, mas atende adultos e crianças. Na última edição em julho de 2010, mais de 1,5 mil pessoas visitaram os estandes do Programa que são instalados na estacionamento da clínica, que fica no bairro Martins, em Uberlândia. No total, estiveram envolvidos na ação 55 profissio-

nais da oftalmologia, oito voluntários, 41 parceiros do Instituto estiveram presentes na ação, onde o resultado foram a realização de 713 testes de acuidade, 415 de tonometria e 182 consultas agendadas. A ação foi realizada das 8h às 14h do dia 31 de julho de 2010 e conta com a participação, além de diversos parceiros, com o apoio da Pastoral da Criança. Também em 2010, o Instituto recebeu o título de “Empresário Herói” nas áreas de Responsabilidade Social e Inovação Tecnológica. O reconhecimento é feito pela Fiemg.

Como funciona o Programa O primeiro passo, que também serve como triagem das pessoas atendidas, é a

realização do teste de Acuidade. Ele identifica se a pessoa tem alguma necessidade na visão para enxergar perto ou longe. Na última edição do teste, 1,5 mil pessoas foram atendidas. Após a realização do Acuidade, as pessoas que tinham necessidade identificada foram encaminhadas para o segundo passo, o teste de Tonometria (que mede a pressão intraocular). É com este exame, por exemplo, que é possível identificar se a pessoa tem ou não Glaucoma (que é a alta pressão dos olhos). Identificada essa necessidade, a pessoa é encaminhada para uma nova triagem. E só nesta última edição, 200 pessoas tiveram algum problema de visão identificado. Após a aplicação dos testes, essas pessoas foram encaminhadas para o atendimento clínico,

onde foram realizadas consultas com os especialistas da clínica. Neste caso são avaliados pelo Programa os critérios de urgência; comprovação de carência; necessidade de capacidade produtiva (a exemplo de motoristas e outros profissionais que necessitam da visão para desempenharem bem suas funções). Para Isabel Rosita, gestora do Programa e gerente do Instituto, as ações de responsabilidade social desenvolvidas pelo ISO Olhos, além da contribuição direta com quem necessidade de atendimento, contribuiu, também, com o crescimento e o aprendizado de todos os envolvidos. “Alinhamos integração interna com a filosofia da empresa em prol do atendimento. Construímos, ao longo destes mais de dez anos, um programa sustentável, que não depende de vergas governamentais, mas apenas da boa vontade das pessoas”, reforça Isabel Rosita. E essa é uma ação que contribui, sim, com a transformação de vidas. “Temos a comprovação de que estamos desenvolven84

| revistanegocios.com.br

do uma ação a qual as pessoas se sentem valorizadas. E só este reconhecimento já nos vale toda a dedicação”, reforça. A tradução da proposta do Instituto ISO pode ser melhor entendida com o texto utilizado por eles para a apresentação do Programa Social Ver e Reviver: “Como um rio, o nosso projeto social, de mais de 10 anos de existência, não pode mais voltar, já mergulhamos no oceano da responsabilidade social; estamos fazendo a nossa parte e saímos agradecidos a Deus pela oportunidade de participar de tão belo trabalho”.

revistanegocios.com.br | 85


I n s t i t u t o d a O po r t u n id a de S oci a l

Momento de descontração na formatura da 2ª turma do IOS Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba

Unidade Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba

Alunos da 1ª Turma do IOS

Empresa investe no futuro de

Jovens aprendizes Instituto da Oportunidade Social, mantido pela TOTVS, fortalece a relação do aprendizado, possibilitando oportunidades de emprego a jovens de baixa renda em Uberlândia. Há 13 anos foi criado o Instituto Microsiga, com o objetivo preparar adolescentes para o mercado de trabalho, capacitando-os através de cursos de informática básica e Pacote Office. Com o desenvolvimento do projeto e a garantia real de oportunidades, em meados de 2002 novas parcerias foram firmadas e o Instituto passou a ser denominado Instituto da Oportunidade Social (IOS), com maior abrangência de capacitação. Nascia assim a proposta de transmitir conhecimentos práticos e teóricos sobre 86

| revistanegocios.com.br

processos administrativos que envolvem as funcionalidades dos Sistemas de Gestão Empresarial, Enterprise Resource Planning - também conhecidos como ERP’s. O Instituto da Oportunidade Social é mantido pela TOTVS, empresa que surgiu a partir da consolidação dos quatro grandes fornecedores brasileiros de software ERP. Com o passar dos anos, o IOS foi ganhando novas proporções e percebeu que poderia fazer algo a mais pelo futuro destes jovens já que, para empregar não basta apenas treinar em inclusão digital. É preciso os tornar profissionais. Nesta nova etapa, os alunos possuem acesso ao modelo de treinamento com base no ERP TOTVS (Microsiga Protheus) e obtêm conhecimentos que ultrapassam a simples utilização do sistema. Aprendem os processos teóricos e práticos, adquirindo assim

vivências com rotinas de trabalho, envolvendo os departamentos básicos existentes em qualquer empresa - independente do seu porte, a exemplo de Controles de Compras; Estoques e Custos; Faturamento; Financeiro; Contabilidade; SPED Fiscal e Call Center. Com este formato, além de novos conhecimentos, os alunos passaram a ter contato com termos como: Contas a Pagar, Inventários, Balanço Patrimonial, Contrato Bancário, Fluxo de Caixa, entre outros. Os jovens também recebem aulas complementares de Comunicação e Expressão, Cálculo Matemático e participam de Workshops com temas como: “Noções sobre Consumo Responsável”, “O mercado e o mundo do trabalho”, “Equilíbrio ambiental - o que eu tenho a ver com isso?”, “Discussão sobre o uso de álcool, tabaco e outras drogas”, entre outros.

Em setembro de 2009 a TOTVS Triângulo Mineiro abraçou a causa, investiu e trouxe para Uberlândia uma Unidade do IOS. Com o apoio da Faculdade UNIESSA e do Instituto Virtus, a empresa passou a contribuir com a transformação de sonhos em realidade. Criado em São Paulo, sede da TOTVS, o IOS chegou à região tornando-se pioneiro na oferta do novo modelo de treinamento. E em um trabalho conjunto a equipe realizou apresentações junto a diretores de escolas e aos próprios alunos. “Era difícil acreditar que um curso oferecido gratuitamente fosse tão bom!”, ressalta Damiane Muniz, uma das alunas do IOS que, atualmente, assume o posto de monitora do curso. A parceria com o Instituto Virtus- ONG que propicia inclusão social a portadores de deficiência física, através do esporte e da educação- foi um facilitador e abriu portas para o Instituto na sociedade uberlandense. A credibilidade, infraestrutura e a localização da Uniessa também foram fundamentais para o sucesso do projeto. No Brasil o IOS forma anualmente 1400 jovens. Além de Uberlândia, o IOS possui Unidades nas cidades de Curitiba/ PR, Goiânia/GO, Pouso Alegre/MG, Rio de Janeiro/RJ, Cuiabá/MT e em São Paulo/SPonde mantém unidades nas regiões de Diadema, Jabaquara, Vila Remédios, Itaquera, Sumaré, Lapa, e Santana. Há projetos de implantação do novo modelo de treinamento nas cidades de Joinvile/SC e Belo Horizonte/MG.

O Modelo de Treinamento O curso é semestral e possui 300 horas de duração. Há as opções manhã ou tarde e é ministrado diariamente. A Coordenação Pedagógica do IOS está sediada em São Paulo, onde o material didático é criado e impresso e depois distribuído aos alunos de todas as Unidades. Os alunos recebem, gratuitamente, apostilas de português e matemática, pacote Office e do sistema ERP TOTVS. Para Marcílio Otoni, CEO da TOTVS Triângulo Mineiro e Diretor da Unidade na região, “O processo de qualificação desses jovens tem um triplo resultado: a satisfação dos participantes TOTVS Triângulo Mineiro, que oferecem oportunidade e orientação (fator que proporciona aos jovens a conquista do seu próprio espaço e concretização de sonhos); a satisfação dos clientes, com expectativas superadas ao obterem mão de obra qualificada e especializada às suas necessidades corporativas, sem custos de treinamento à empresa; e o reconhecimento da sociedade, que admira o trabalho do IOS em sua totalidade e o propaga”. O desempenho da Unidade Triângulo Mineiro já é reconhecido entre os empresários de Uberlândia e região. Dentre os bons exemplos está a solicitação de empresários da região para a implantação da ONG em outras cidades. Segundo Marcílio Otoni, “As futuras parcerias já estão sendo estudadas”.

Marcelo Monteiro - vice-presidente da TOTVS, durante a formatura da 1ª turma do IOS TM

revistanegocios.com.br | 87


I n s t i t u t o d a O po r t u n id a de S oci a l

A receita da empregabilidade

Hanah Bomfim - Coordenadora do IOS Triângulo Mineiro

O IOS tem como foco a empregabilidade e, por isso, trabalha nos aluno valores como: disciplina, noções de hierarquia, compromissos, pró-atividade e espírito de equipe. Os trabalhos são realizados em grupo e, aleatoriamente, fazem com que o aluno conviva com a diversidade e entenda que isso o espera no mercado de trabalho.

lo Matemático. De acordo com a proposta pedagógica, a boa comunicação auxilia na melhoria do vocabulário e na correção de vícios adquiridos durante a fase escolar. Já as aulas de cálculo fazem toda a diferença em módulos como contabilidade e financeiro. Para que tudo isso funcione, além do instrutor em sala, um monitor tira dúvidas

São ministradas ainda aulas de extensão em Comunicação e Expressão e Cálcu-

dos jovens sem a necessidade de parar a aula.

A qualificação final Ao fim do curso os alunos têm a missão de desenvolver um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), no qual criam uma empresa com toda a estrutura de seus produtos. É necessário que o negócio seja viável e que utilize todos os módulos do ERP TOTVS. Estes trabalhos têm impressionado muitos profissionais convidados, como os próprios Marcílio Otoni e Erick Amâncio - Mestre de cerimônias do IOS e aluno da 1ª Turma

Como participar do programa? Os empresários interessados na contratação de menores aprendizes ou estagiários poderão solicitar mais informações através da Fundação CDL, em Uberlândia, uma das parcerias do programa. No caso de contratações efetivas, o contato poderá ser feito através do e-mail: ios.triangulo@ ios.org.br.

participantes da TOTVS: “A qualidade técnica e o nível de conhecimento adquiridos em tão pouco tempo são impressionantes”, reforça o CEO. Na conclusão os jovens são avaliados e recebem certificação, além de serem encaminhados para vagas existentes junto às empresas parceiras, fornecedores e clientes da TOTVS. Após admissão, ainda são supervisionados pelo IOS e o resultado já chega a 40% de efetivação no mercado de trabalho. Em Uberlândia o IOS abre, semes-

Omar Martins, presidente do Instituto Virtus

tralmente, 80 vagas em período matutino e vespertino. Para participar, o jovem precisa ter entre 15 e 21 anos, ser de baixa renda e ter concluído o ensino fundamental em escolas da rede pública. Os inscritos participam de um processo seletivo realizado no ato da inscrição. A seleção final é definida pela condição socioeconômica do candidato. O curso e todo o material didático são gratuitos. Marcílio Otoni, diretor do IOS Triângulo Mineiro

88

| revistanegocios.com.br

Hanah, Thiago Borges (Instrutor ERP TOTVS) e a Coordenadora Pedagógica do IOS Alecsandra Nery

revistanegocios.com.br | 89


90

| revistanegocios.com.br

revistanegocios.com.br | 91


especial souza cruz

A Ilha do Aprisionamento

SIPAT 2011 Semana traduziu objetivo da unidade que é chegar ao final deste ano com Zero Acidente

Ações lúdicas movimentaram a semana e traduziram a importância da atenção de cada colaborador em sua atividade para evitar acidentes “Zero Acidentes���. Esse é o objetivo que uniu todos os colaboradores da Fábrica Souza Cruz Uberlândia para este ano de 2011. Uma ação que demonstra o pioneirismo que sempre fez parte da rotina da companhia, assim como a inovação, a responsabilidade, o compromisso com a qualidade, a sustentabilidade, entre outros valores. Para que a meta seja cumprida, ações contínuas foram colocadas em prática desde novembro de 2010. E como reforço, a Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho 2011 (SIPAT), promovida em maio na unidade Uberlândia, ganhou atividades diferenciadas. O propósito foi sensibilizar colaboradores, terceiros e familiares e levá-los a reflexões e sensações que de alguma maneira contribuísse para uma mudança de atitude quanto à importância da segurança, seja na vida pessoal ou no trabalho. A SIPAT 2011 foi realizada na área de lazer da Fábrica, com uma programação que contou com a participação de parceiros, apoiadores e expositores, a exemplo do Corpo de Bombeiros de Uberlândia, Atta Restaurante, Hospital Santa Clara, SESI Minas, Instituto de Olhos do Triângulo, entre outros. Um dos momentos com maior descontração da Semana foi a palestra “Viva a Vida e Morra de Rir”, com Wyuk Ramos, que contou com praticamente 100% de participação de todos os colaboradores da Fábrica. Além de palestras, a SIPAT 2011 contou com atividades lúdicas, principalmente brincadeiras alusivas aos cuidados que devem ser tomados para evitar a apreensão de partes do corpo ou de roupas nos circuitos móveis das máquinas. Este espaço foi chamado de “Ilha de Aprisionamento”.

92

| revistanegocios.com.br

Na Ilha, dentre as brincadeiras, os participantes tiveram experiências com a Pescaria, que foi uma piscina de mil litros, com peixes fictícios, onde os participantes fisgaram peixes manuseando a vara de pescar com uma só das mãos. A proposta desta atividade foi de chamar a atenção dos participantes para com suas “mãos”. Durante a atividade, um monitor chamava a atenção dos colaboradores sobre este cuidado, informando que, um acidente (na empresa ou fora dela) pode privar qualquer um de fazer coisas simples e agradáveis, como participar de uma pescaria com amigos.

Outra atividade que despertou a curiosidade dos colaboradores foi o Espaço Atenção, que testou a atenção dos participantes. Foi montada uma cabine fechada, onde havia uma TV para que o participante dissesse as cores que estava vendo, porém, as cores foram representadas por palavras que diziam o contrário. Ou seja, o verde era representado pela palavra “amarelo”, o vermelho pela palavra “azul”, entre outras. Como era um teste de atenção, o participante deveria somente dizer a cor que estava vendo e não ler o que estava escrito. Ao errar cada um levava um sopro de ar no rosto (“um susto”) e uma buzina ensurdecedora também foi acionada. A mensagem

passada pelo monitor foi que é preciso “cuidado, porque a distração nas atividades rotineiras pode causar acidentes”. A Cama do Equilíbrio também foi outra atividade da Semana. O participante saltou na cama elástica de braços abertos e em seguida o instrutor pediu que fizesse o mesmo com os braços junto ao peito. Houve total perda de equilíbrio. Nesta atividade a mensagem do monitor era para que, cada um redobrasse o cuidado com os braços e mãos. “Perder um destes membros pode trazer conseqüências para uma vida toda. Pode, inclusive, te privar de fazer atividades não só no trabalho, mas com a família ou hobbies que por acaso a pessoa tenha”. O Espaço da Sorte ou Cápsula da Sorte também fez parte da “Ilha de Aprisionamento” e proporcionou sensações das possíveis dificuldades que podem ser enfrentadas no dia a dia das pessoas, caso haja a falta de algum dos membros, como dedos, mãos ou braços. Na Cápsula, o mote da brincadeira foi que, “contar com a sorte dá azar”. A mensagem foi para que ninguém colocasse as mãos em locais inseguros. Em uma grande mesa, com várias aberturas, o participante colocou a mão e teve várias sensações, como frio, aspirador, meleca, tinta etc.

revistanegocios.com.br | 93


94

A participação da família

Mensagens “provocativas”

O evento trouxe também ações dedicadas à família, principalmente às crianças, que participaram de contação de histórias e show de mágica. Já os familiares adultos puderam participar de palestras sobre obesidade e cuidados com acidentes domésticos. Mais de 100 familiares de colaboradores e terceiros estiveram presentes. Quem também marcou presença foi o mascote “Zerinho”, criado no início de 2011 para ilustrar a campanha “Zero Acidente”. Ele esteve presente em todas as ações animando e encorajando os participantes.

Como ações de estímulo à mensagem da SIPAT 2011, peças de comunicação “provocativas” foram distribuídas pela Unidade ao longo dos meses: as TVs do restaurante receberam um adesivo que bloqueou parte da visão dos freqüentadores e trouxe a mensagem de que “os EPIs, para proteção dos olhos, devem ser usados corretamente, pois um acidente pode fazer com que a sensação trazida pelo adesivo seja uma realidade para toda a vida. Outra iniciativa foi o bloqueio da entrada principal da empresa e durante toda a semana, um grande painel impediu que as pessoas seguissem a sua rotina diária, com a mensagem de que “um acidente pode fazer com que as ações mais simples sejam modificadas para sempre”. Peças de prevenção também foram aplicadas nos banheiros, no espaço de jogos de sinuca e dominó.

| revistanegocios.com.br

revistanegocios.com.br | 95


Festival de Talentos Outra iniciativa inovadora foi o Festival de Talentos, um concurso em duas categorias: paródia e fotografia. Os participantes registraram através de seus trabalhos bons exemplos de atitudes seguras que preservam o brilho da vida. Mais de 50 trabalhos foram apresentados. Conheça os vencedores de cada categoria: Categoria Paródia 1º Lugar Wandenir Aparecida da Silva | SMD – 2ª T Paródia “Epitáfio do Zé Mane” 2º Lugar Thayse Guimarães | Contabilidade Paródia “Veja o Brilho” Categoria Fotografia 1º Lugar Elisângela Aparecida Timóteo | SMD- 2ªT 2º Lugar Cleyton Lima | PMD - Intermediária 96

| revistanegocios.com.br

Mais sobre a Souza Cruz A Souza Cruz é um dos maiores grupos empresariais brasileiros, uma companhia aberta cotada na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) e que integra o grupo British American Tobacco - presente em 180 países. A Souza Cruz posiciona-se entre os 10 maiores contribuintes de tributos no Brasil e leva renda para 80% das cidades brasileiras (são R$ 7,3 bilhões em impostos pagos por ano – números de 2010 –, proporcionando benefícios sociais). E quase 10% do resultado bruto da Souza Cruz é investido em atividades inovadoras e importantes para o desenvolvimento do país. revistanegocios.com.br | 97


JARDINS GÊNOVA. O MAIS NOVO LANÇAMENTO DA FGR URBANISMO EM UBERLÂNDIA. Tudo será especial no Jardins Gênova, começando pela localização, na Zona Sul, a de maior desenvolvimento e valorização da cidade, próximo ao futuro Uberlândia Shopping e vizinho dos já consagrados Jardins Barcelona e Jardins Roma. Junto aos dois outros empreendimentos, o Jardins Gênova estará localizado em frente a uma verdadeira reserva florestal, formada pela área de preservação ambiental permanente do rio Uberabinha.Tão especial quanto a localização privilegiada é o projeto do condomínio, que além do complexo esportivo e de lazer mais que completo, contará com mais de 97 mil m2 de áreas verdes no seu interior que, unidos aos primorosos projetos urbanístico e paisagístico, certamente farão do Jardins Gênova um dos nossos mais belos empreendimentos.

LAZER, CONFORTO E SEGURANÇA PARA TODA A FAMÍLIA Projeto com previsão de:

 03 Quadras de Tênis;  01 Quadra Poliesportiva;  02 Campos de Futebol Society;  03 Quadras de Peteca;  01 Sala de Ginástica (Fitness);  01 Piscina Esportiva;

 01 Pista de Cooper;  02 Estações de Ginástica;  05 Parques Infantis;  01 Pergolado em madeira;  Equipe de segurança equipada.

EM BREVE VOCÊ VAI CONHECER MAIS ESSE GRANDE SUCESSO DA FGR URBANISMO.

INFORMAÇÕES (34) 3224-1112 98

| revistanegocios.com.br

www.fgr.com.br

FGR URBANISMO S.A.CRECI JURÍDICO 8016. IMAGENS MERAMENTE ILUSTRATIVAS.O LOTEAMENTO JARDINS GÊNOVA ESTÁ APROVADO JUNTO À PREFEITURA MUNICIPAL DE UBERLÂNDIA, ATRAVÉS DO TERMO DE APROVAÇÃO DE LOTEAMENTO Nº 007649/2010 E ALVARÁ DE LICENÇA DE MESMO Nº NO CARTÓRIO DE PRIMEIRO OFÍCIO DE REGISTRO DE IMÓVEIS DE UBERLÂNDIA, COM PROTOCOLO DE ENTRADA SOB Nº 353273. A MATRÍCULA DO IMÓVEL É Nº 119.319.

A FAMÍLIA JARDINS ESTÁ CRESC ENDO

revistanegocios.com.br | 99


Negócios | Higienização e Impermeabilização

fiquem mais próximas. Este processo facilita a manutenção diária no estofado, visto que o tecido se tornará mais resistente ao acúmulo de poeira e a infiltração de água. “Com a aplicação, o mais indicado é a aspiração do pó ou, no mínimo, uma escovada a seco. Jamais usar pano úmido no estofado com o objetivo de retirar a poeira”, sugere Silviene.

Conserve Clean

Empresa inova e cria novo conceito para atender mercado Higienizar e impermeabilizar o estofado de casa ou da empresa, periodicamente, é considerado boa atitude para garantir qualidade do bem estar das pessoas e durabilidade do móvel

Criada em janeiro de 2008, a Conerve Clean, instalada em Uberlândia, é uma empresa especializada em higienização, impermeabilização de tecidos e hidratação de couro em estofados (residenciais ou em salas empresariais). O negócio exige técnica, profissionais qualificados, modernos equipamentos e produtos específicos. Mas, para que um novo conceito de prestação de serviço fosse criado no mercado de Uberlândia, Eder Fabre Martins Faria e Silviene Gouveia Martins, donos da empresa, colocaram em prática o empreendedorismo e a vontade de fazer algo inovador de cada um. O primeiro passo e também desafio era, além de criar uma nova empresa, criar uma nova proposta para atender o mercado. “Nossos clientes sabem da importância da higienização e, também, da impermeabilização. Mas precisávamos informar o quanto economizam quando fazem essas manutenções adequadas, sejam os estofa100

| revistanegocios.com.br

dos de casa ou da empresa”, explica Silviene. E dentro da proposta de um novo conceito no atendimento, a Conserve Clean vai até a residência ou empresa do cliente para executar o trabalho, oferecendo mais conforto e praticidade aos clientes. A higienização de estofados residenciais, por exemplo, é indicada a cada seis meses, ou no mínimo uma vez ao ano. Já na empresa, onde o fluxo de pessoas é sempre maior, este tempo é reduzido para no mínimo a cada três meses, ou uma vez a cada seis meses, onde é importante avaliar caso a caso. “Cada vez mais é notória a importância de oferecer ambientes não só bonitos, mas saudáveis, seja em casa ou no trabalho. E a qualidade dos estofados – para que os mesmos fiquem livres de fungos, ácaros e bactérias – só é possível com a higienização correta e a aplicação da impermeabilização ou hidratação adequada, no exemplo do couro”, explica Silviene.

E este assunto já foi até tema do Fantástico, da Rede Globo, no quadro “Dr. Bactéria”, que informou sobre a quantidade de fungos, ácaros e bactérias que podem ser encontrados em estofados quando não conservados adequadamente, ou seja, sem a higienização mínima. “O resultado sempre são o aparecimento de alergias e diversas outras irritações, seja na pele ou vias respiratórias, em crianças e adultos”, enfatiza a empresária. O novo e grande desafio da empresa passou a ser o de levar informações aos clientes sobre a qualidade do bem estar de cada um e da durabilidade de cada móvel com a manutenção correta. Dessa maneira, além da higienização, a empresa passou a oferecer a impermeabilização, um processo que garante maior proteção contra líquidos a base de água. A aplicação do produto impermeabilizante faz com que as fibras do tecido

Garantir melhor qualidade de saúde na empresa Mas a higienização ou mesmo a impermeabilização não estão restritos somente aos estofados. Você já imaginou como é possível manter uma cadeira de uma sala de cinema em condições higienizadas para uso? E uma cadeira de uma posição de call center, onde a troca de operadores pode chegar a quatro turnos/dia? Mas, afinal, quando você fez a higienização da cadeira que você usa em sua empresa, ou mesmo as que são utilizadas na sala de reunião? A higienização não é indicada somente aos estofados que se tem em casa ou na recepção da empresa. “Nos demais departamentos de uma companhia, a exemplo das modalidades já citadas, assim como cadeiras utilizadas na sala de aula de uma escola, faculdade ou de auditórios e centros de convenções, requerem manutenções periódicas e preventivas para oferecer, além de saúde aos usuários, durabilidade à empresa”, explicam os empresários. A regra, como diz o especialista esportista: ‘é clara’. Em ambientes onde há uma grande circulação de pessoas, a exemplo dos novos layouts de empresas modernas, que valoriza a integração de todos, com baias e ilhas de trabalho, a higienização se torna fator imprescindível para garantir a boa saúde, principalmente respiratório, dos funcionários. “Um ambiente sem ácaros, fungos ou bactérias, será, sempre, mais adequado ao uso e humano”, reforça Silviene.

Casa Mobile

Impermeabilização garante originalidade e vida útil aos estofados

Alessandra Faustina é decoradora da Casa Mobile, loja de Uberlândia que atende toda a região. Segundo ela, “é de grande importância fazer a impermeabilização logo após a entrega do estofado. Por se tratar de um móvel de valor agregado, é fundamental que todos os cuidados sejam tomados para garantir maior vida útil”, explica. A impermeabilização feita pela Conserve Clean foi eleita pela loja que passou a oferecer o serviço aos clientes. “A aplicação do produto une as fibras de todos os tipos de estofados, naturais e sintéticos, impedindo a penetração de líquidos e sujeiras, além de se tornar um protetor contra raios ultra-violeta. Com a aplicação, evita-se, também, o mofo, ácaros, fungos e bactérias, não alterando as

características originais do tecido”, explica a decoradora. De acordo com Alessandra, mesmo impermeabilizando, é fundamental tomar alguns cuidados, como espaná-lo e escová-lo (com escova de cerdas macias) semanalmente. Caso molhe, utilize um papel toalha para absorver todo o líquido derramado, sem esfregar. Para garantir maior vida útil, a decoradora recomenda a higienização anual do estofado ou, em alguns casos, a cada seis meses, dependendo da freqüência de utilização do mesmo. “Sugerimos a Conserve Clean em todos estes serviços. Além de equipamentos adequados, contam com um excelente quadro de profissionais treinados. revistanegocios.com.br | 101


Negócios | Higienização e Impermeabilização

Rezende Sistemas

Higienização das cadeiras do auditório a cada três meses

A Rezende Sistemas, sediada em Uberlândia, é uma empresa especializada no desenvolvimento de software para o mercado nacional. E uma de suas necessidades era higienizar e impermeabilizar as cadeiras do seu auditório, onde são realizados treinamentos de funcionários e usuários dos softwares. Após indicações de amigos contrataram a Conserve Clean. “O primeiro trabalho foi realizado em estofados da sala de jogos em minha casa e o resultado foi tão bom que resolvi trazê-los para fazer a higienização e impermeabilização de cadeiras na empresa, principalmente as do auditório”, diz Marcia Helena Alves Rezende, uma das diretoras da empresa. Após a primeira higienização, as cadeiras passaram a receber manutenção a cada três meses. Marcia diz que os estofados em casa e as cadeiras da empresa ficaram como semi-novos. “Após os serviços da Conserve Clean, a manutenção ficou bem mais fácil e a nossa satisfação é total. Atualmente somos nós quem indicamos a empresa no mercado, pois além de um excelente serviço, a Conserve Clean mantém uma equipe muito bem preparada e extremamente organizada. Eu já havia feito este mesmo serviço com outras empresas, mas 102

| revistanegocios.com.br

Esamc

Higienização das cadeiras oferece bem estar aos alunos

Manter as cadeiras higienizadas para oferecer bem estar aos alunos. A conclusão é do diretor da Faculdade Esamc, Adriano Novaes, que contratou os serviços da Conserve Clean, após ter conhecimento dos serviços que a empresa presta no mercado. “Nosso pessoal sempre procurou manter as salas com uma boa circulação de ar e uma limpeza diária para não acumular sujeira mas, quando passamos a conhecer o serviço de higienização, definimos por fazê-lo. O resultado foi surpreendente. As cadeiras ficaram com aparência de novas, ficamos satisfeitos com a o excelente trabalho desenvolvido pela Conserve Clean”, reforça o diretor. Além da percepção que nossos alunos já tinham sobre a nossa preocupação com o ambiente da escola, passaram a ter certeza que buscamos, cada vez mais, o bem estar de todos”, conclui o diretor.

Manutenção

a Conserve Clean me surpreendeu, tanto em casa como aqui na empresa”, conclui.

Saiba mais sobre a importância da higienização e impermeabilização de tecidos e, também, da hidratação do couro utilizados em poltronas, cadeiras e estofados. revistanegocios.com.br | 103


A n o . o r t r n A o c c s m e u d e e u d . g ê % u c l 0 o 5 A v A m r o A c p s É A , d l i i n c u á f É , o d i p á r É 4h

s A d i n Au

: m e t stível v ocê

mbu o sil c a o r i B b o e o n a multimarca imento em tod • Frot tos de atend on • 107 p

s2 a v r e s Re e d l a r t • C en t ência 24h is • A s s va s O n l in e er • R es

az r T e a v sivos e u l L c x o e ç i s s v • S er ias e benefício icas e jurídica er fís c s r a a o P s s • pe a r a p o d • Váli be r l idas U

ândia

0 0 8 0 6 2 2 3 ) 0 4 0 (3 5 1 9 7 9 9 ) (34 r b . m o .c s a esse: d C i a 0 n 0 2 .u 0 w w 6 2 w 2 3 ) 4 3 ( 1 2 1 1 2 1 0 0 8 0 Un

orto aerop o a o s aces via de rto 6 8 , e rop o oni a r e x h o c b a iceto M av. an

nº tos, s / n a s s dos é alve 4h: s o J a rvas 2 e praç s e r e

ld entra C e U lig

104

| revistanegocios.com.br

revistanegocios.com.br | 105


M ode l ismo

O fascínio de fazer uma máquina voar A paixão pelo modelismo leva empresários, autônomos e outros profissionais a dedicarem horas e horas por semana com vôos, montagens de máquinas e regulagens de motores em prol da satisfação, do prazer e do equilíbrio emocional Paixão! O aeromodelismo pode ser considerado sim uma paixão, além de ser também considerado brinquedo para gente grande. E são milhares de praticantes aqui no Brasil, iniciantes e profissionais no assunto. Em Uberlândia e região, vários grupos de empresários, profissionais liberais, entre outros, já elegeram o modelismo como hobbie predileto. Mas é importante ressaltar que este hobbie, que também é considerado esporte (com competições) exige regulamentação. Ou seja, para ligar sua máquina, é fundamental que você esteja em um local apropriado para a realização dos vôos e manobras. Existe, inclusive, autorização legal para um piloto de aeromodelismo. Além da presença do instrutor (principalmente nos primeiros vôos), é importante checar regras junto a Confederação Brasileira de Aeromodelismo (COBRA), sediada no Rio de Janeiro, que reúne clubes e associações dedicadas à prática da atividade em todo o 106

| revistanegocios.com.br

Brasil. Para se ter uma ideia da importância do tema, a COBRA é reconhecida pelo Departamento de Aviação Civil do Ministério da Defesa e pelo Conselho Nacional de Desportos do Ministério do Esporte, como órgão máximo de direção do aeromodelismo no País. Sendo assim, antes de acelerar seu aeromodelo, consulte regras e obedeça, acima de tudo, as condições de segurança. Em Uberlândia, o Clube Caça e Pesca se apresenta como um dos locais mais adequados para a prática. A cidade já chegou a ter um clube específico, que foi o Clube Modelismo do Triângulo (CMT), com excelentes pistas para automodelismo on road e off road, além de estrutura e espaços adequados para a prática de vôos, mas o mesmo foi desativado. Segundo Airton Borges da Silva Filho, que é especialista no assunto e empresário no ramo de modelismo em Uberlândia, os iniciantes devem ficar atentos e, lógico, se-

Saiba mais Aeromodelismo é o conjunto de atividades que envolvem a construção e o voo de modelos, em escala reduzida (modelismo), de aeronaves e espaçonaves (aviões, balões, foguetes etc.). É um tipo de miniaturismo. Existem várias categorias de aeromodelismo:

 VCC - voo circular controlado, no qual o aeromodelo fica ligado ao aeromodelista por meio de cabos;  Radiocontrolado - o aeromodelo é controlado por meio de um transmissor de radiofrequências;  Voo livre - o aeromodelo, depois de lançado, não sofre mais nenhuma interferência por parte do aeromodelista. Pode ser aeromodelo com motor, com elástico ou sem propulsão própria. revistanegocios.com.br | 107


M ode l ismo

guir regras e regulamento do modelismo, que se divide em diversas práticas, como o aeromodelismo, o automodelismo, ferromodelismo, helimodelismo, nautimodelismo, entre outros. “É fundamental iniciar com um aparelho mais adequado para quem ainda não tem prática, seja pelo custo ou mesmo pela falta de experiência”, reforça. Para os que pensam que pilotar um helicóptero é mais fácil do que um avião, Airton explica que é justamente o contrário. “Pilotar um helimodelismo é o mesmo que tentar se equilibrar em cima de uma bola, ou seja, o piloto não terá a dimensão para nenhum dos lados. No helimodelismo, além deste equilíbrio, o piloto tem que ter o controle de todas as dimensões. Este é o modelismo com maior complexidade. Ao contrário do carro (automodelismo) que é considerado o mais simples. Para os iniciantes de aeromodelismo, a dica de Airton é que procurem auxílio de alguém que tenha experiência. “É fundamental a orientação na escolha da máquina certa e sobre as técnicas de vôos, afinal, qualquer erro pode danificar o aparelho”, reforça. Uma dica do especialista é que, consideravelmente, os aviões mais “feinhos” são os mais fáceis de serem pilotados, são os de asas altas (indicados para iniciantes). Já as

TUDO PARA MODELISMO

replicas, aviões considerados “bonitos”, são indicados para pilotos com mais experiência. “Além da escolha certa, é fundamental que o iniciante faça aulas em um simulador de vôos. É como se fosse um videogame, onde você pilotará a maquina, já com o seu rádio transmissor conectado a um computador”, explica Airton Borges. Para o empresário, é possível iniciar

na atividade com investimentos na ordem de R$ 700, com modelos elétricos. Nos modelos a combustão, em torno de R$ 1 mil a R$ 1,2 mil. “No modelismo existem diversos praticantes, ou seja, tem alguns que gostam somente de pilotar e outros já são fascinados por montarem suas máquinas, fabricar, regular. Contudo, existe uma união muito forte entre os praticantes, inclusive alguns transformam este hobbie, também em um negócio”, explica o empresário. Nas lojas de modelismo existem máquinas montadas e kits para que o praticante faça todo o trabalho.

Categorias de Modelismo Atualmente a categoria mais praticada de aeromodelismo é o radiocontrolado (RC), que divide-se basicamente em três modalidades, que se diferem pelo seu tipo de motor: aeromodelos com motores a explosão (combustão interna); aeromodelos com motores elétricos; e planadores. Leia mais sobre aeromodelismo e helimodelismo na próxima edição da Negócios Minas. www.revistanegocios.com.br 108

| revistanegocios.com.br

COMBUSTÃO E ELÉTRICOS

     

Automodelismo Aeromodelismo Helimodelismo Nautimodelismo Ferreomodelismo Combustíveis

Produtos pronta-entrega e sob encomenda Revenda HobbyOne e Diniz Esteves Enterprises

Maiores distribuidores do Brasil Av. Brasil 1514 Aparecida. Uberlândia- MG evistanegocios.com.br Fones (34) 3234-0737 / 9991-2345 | Fax (34) r 3212-0746

| 109


portões, entre outros. As cercas de concertina agregam um elevado fator físico de segurança. As concertinas duplas, clipadas, são amplamente produzidas e utilizadas em aço galvanizado, inoxidável ou galvalume com fio de aço de 275mm, aumentando a resistência da fita concertina, que dificilmente seria cortada com ferramentas convencionais. Quando se trata de residências, principalmente em áreas nobres, é importante o morador se atentar a eficiência da concertina e não somente aos aspectos arquitetônicos do imóvel. É fato que a busca pela segurança, seja em uma empresa ou em uma residência, será sempre contínua. Neste contexto, a concertina é um dos produtos diferenciados para garantir ainda mais segurança patrimonial e residencial.

Distribuição, instalação e manutenção A Aço Forte, empresa instalada em Uberlândia, está preparada para atender demanda em qualquer parte do País. Para as regiões do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, o atendimento é direto e a instalação das cercas de imediato. Além da venda, a empresa também presta serviços de instalação e manutenção das cercas de concertina. A empresa possui planos flexibilizados para a compra e instalação das cercas, seja para áreas comerciais ou residenciais. Um serviço executado com a máxima qualidade por profissionais treinados. Dentre outras vantagens da concertina, é que, quando bem instalada, a cerca praticamente não requer manutenção. Ela pode ser instalada, como já dito, em residências, empresas comerciais ou de serviços, indústrias, torres de transmissão (telefonia etc.), aeroportos, prédios públicos, entre outros.

A definição certa é a Cerca de Segurança Concertina Atualmente a Concertina é, indiscutivelmente, o protetor perimetral de maior aceitação quando se fala em segurança A Cerca de Concertina é uma barreira perimetral fabricada em aço galvanizado (galvalume ou inox) e estruturada em arame de alta resistência. É uma versão moderna do arame farpado, produzida em formato de espiral, com lâminas afiadas de quatro pontas cortantes e pontiagudas, confeccionadas para penetrar e agarrar o intruso. Variam de tamanho, distância entre as lâminas, 110

| revistanegocios.com.br

diâmetro e espiras. Essa barreira de proteção perimetral executa com máxima eficiência o objetivo de eliminar qualquer tentativa de invasão e ou evasão dentro da área protegida, pois suas facas contidas nas espirais, dispostas estrategicamente, frustram qualquer aventureiro que se arrisque em transpô-la. Sua forma helicoidal (aspiral) possibilita a instalação em muros, telhados, alambrados, gradis, cercas,

Aço Forte Concertina Uberlandia/MG vendas@acoforteoncertina.com www.acoforteconcertina.com Falar com Tatiana Zanatta (034) 3212-3246 revistanegocios.com.br | 111


E speci a l | S t oc k To t a l t e l ecomu n ic a ç õ es

Stock Telecomuicações Empresa se especializa e passa atender mercado de segurança eletrônica

Autorizada Motorola no segmento de radiocomunicadores, a Stock também atende o mercado com produtos e serviços da HDL, a exemplo do segmento de CFTV No mercado de Uberlândia e região desde 2004, a Stock Telecomunicações, iniciou atividades no segmento de radiocomunicação, com voz e dados, inclusive com reconhecimento como Revenda Premium Motorola e Serviço Autorizado Motorola. Com a proposta de ampliar o mix de serviços e produtos no mercado e atender novas demandas da carteira de clientes, a Stock aceitou o convite da HDL e se tornou distribuidor exclusivo da marca para a região do Triângulo Mineiro no segmento de circuito fechado de tevê (CFTV). A pontualidade da entrega dos serviços, o comprometimento com o bom atendimento e logística foram fatores que credenciaram a Stock a atender clientes, também, neste segmento de segurança eletrônica. “Nossa proposta sempre foi a de prover soluções em telecomunicações para que nossos clientes e parceiros tenham todas as inovações tecnológicas ao seu alcance, prezando sempre pelo ótimo atendimento e condições comerciais atrativas”, explica Roberto Boyadjian, diretor comercial da empresa. Com a ampliação do mix, a empresa já atende todo o território nacional, com maior ênfase em Minas Gerais. Na busca constante do aperfeiçoamento das equipes para a oferta de serviços em telecomunicações e segurança eletrônica, a Stock se especializou nas áreas de manutenção de equipamentos, desenvolvimento de projetos e instalação de equipamentos. No segmento de Telecom, a empresa atua no segmento de radiocomunicação como Ser112

| revistanegocios.com.br

viço Autorizado Motorola (SAM) e de Serviço Autorizado HYT, sendo o único ponto das duas marcas para atender o interior de Minas Gerais. Já no segmento de segurança eletrônica, a Stock disponibiliza moderno laboratório para atender com serviços e instalações. “Avaliamos novas parcerias para oferecer ainda mais serviços especializados aos nossos clientes. Trabalhamos para oferecer e atender o mercado com todas as soluções em voz e dados”, reforça o diretor. revistanegocios.com.br | 113


Lo g í s t ic a

Moviminas passa a representar a marca JLG em todo o Brasil Central

Saiba mais sobre a JLG no Brasil Em 1996, a JLG inicia suas operações na América Latina através de parceria com um locador/distribuidor regional. Já no ano de 2000, a JLG encerra esta parceria e instala seu primeiro escritório independente na cidade de Campinas/ SP. A partir de 2003, a aceitação dos produtos JLG foi tamanha, que logo este escritório foi transferido para novas instalações, que já comportavam algumas máquinas e um pequeno estoque de pe-

As plataformas aéreas da JLG já são ofertadas no Brasil Central pela Moviminas; parceria é pioneira no segmento e fortalece no mercado nacional a marca de uma das líderes mundiais em equipamentos para trabalhos aéreos em diversas atividades Negócio firmado entre a JLG Brasil e a Moviminas, sediada em Uberlândia e com filiais em outras cinco praças, marca o pioneirismo da empresa mineira, que atua no mercado de venda e locação de equipamentos para manuseio logístico. Com a nova parceria, a Moviminas passa a atender, também, o segmento de plataformas de trabalhos aéreas e manipuladores. A americana JLG é uma das líderes deste segmento no mercado mundial. A proposta das duas empresas é aproximar a marca do mercado e levar soluções a diversos segmentos, a exemplo dos setores da construção civil e de manutenção. “Estamos iniciando um trabalho com os

melhores no mercado de plataformas. E essa condição já faz parte da filosofia de trabalho da Moviminas no mercado, onde atuamos, também, com a representação da marca Still, no segmento de empilhadeiras a combustão e elétricas”, explica Paulo Cabbia, diretor geral do grupo Moviminas. A matriz está instalada em Uberlândia e as filiais em Goiânia, Anápolis, Brasília, Cuiabá e Campo Grande, de onde a Moviminas atende a região do Triângulo Mineiro e os Estados de Goiás, Tocantins, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, Rondônia, Acre e Distrito Federal. Com o novo negócio, a empresa mineira passa a oferecer as plataformas JLG em

114

| revistanegocios.com.br

que desenvolveu e mantém política de vendas abrangente pautada na qualidade de seus produtos,fator que tem mantido a fidelidade de grandes clientes, além de atrair, cada vez mais, empresas que percebem os diferenciais de produtos de grande valor agregado. Para Enzo Bagarollo, o grupo Moviminas comprova que está bem sintonizado com relação ao mercado de locações no País, demonstrando sua preocupação em oferecer os melhor e mais seguros produtos deste segmento ao mercado.

Americana tem se sustentado na fidelidade de seus clientes, que comprovam os mais altos níveis de satisfação do mercado de produtos para acesso em alturas. Vale ainda destacar que a JLG Latino Americana inaugurou recentemente mais uma instalação para estocagem de máquinas e revisões de novos produtos, totalizando agora mais de 11.000 m2 de instalações para melhor atender seus clientes.

Cases | Empilhadeiras Still

Junco, em Uberlândia, elege a Still como fornecedora de empilhadeiras todo o Brasil Central, com venda, locação e assistência técnica. Segundo Cabbia, este é um segmento onde 90% das operações são de locação e somente 10% são vendas dos equipamentos. “Com a parceria passamos a oferecer a locação, o pós-venda e a assistência técnica dos equipamentos JLG ao mercado”, reforça o diretor da Moviminas.

Parceria pautada pela qualidade dos produtos A JLG é pioneira no desenvolvimento e na fabricação de plataformas de trabalhos aéreos em âmbito global, além de ser a precursora deste mercado aqui no Brasil. A empresa oferece o maior mix de produtos no mercado e, segundo Enzo Bagarollo Rossi, da JLG Latino América, “oferece, também, o melhor pós-venda no segmento, superando todos os demais concorrentes instalados no País”. A JLG faz parte de um dos maiores grupos industriais das Américas, a Oshkosh Corporation,

ças, além de uma área de treinamentos. As vendas de plataformas de trabalhos aéreos combinado ao sucesso de vendas dos manipuladores telescópicos impulsionaram a JLG mais uma vez para uma nova instalação, agora na cidade de Indaiatuba/SP. Nesta nova fase, uma completa estrutura de vendas, treinamentos, peças de reposição, novos equipamentos foi instalada. O crescimento contínuo da JLG Latino

A Junco iniciou sua história em Ituiutaba, interior de Minas Gerais, quando seu fundador, o Sr. Onézimo, iniciou a fabricação e venda de temperos e condimentos, que eram oferecidos porta-a-porta. Nesta história, a força da família sempre esteve presente, quando seus filhos, Onésimo Filho, Junio Junqueira e Paulo Romes se juntaram ao negócio vislumbrando conquistar novos mercados e consolidar a marca Junco. Após alguns anos a empresa é transferida para Uberlândia/MG e, além de diversificar sua linha de produtos alimentícios, direcionou também sua produção para o segmento de artigos para festa, uma iniciativa que deu certo e fez da empresa, em menos de 15 anos, uma das maiores do Brasil no segmento de festa. Atualmente, a marca está em constante evolução, promovendo distribuição, além do contínuo aprimoramento e diversificação dos seus produtos, atingindo índices de crescimento superiores à média do mercado no segmento de artigos para festa. Com o projeto de Planejamento da Implantação do Novo Centro de Distribuição,

que contemplou a etapa de prospecção dos melhores fornecedores de equipamentos de movimentação e armazenagem nacionais, através dos seguintes critérios de avaliação: localização do parceiro; características técnicas do equipamento; pós-venda; manutenção preventiva; preço; financiamento BNDES; e avaliação “in loco”, “definimos, entre os três melhores candidatos,

pela Moviminas”, explica Marcelo Oliveira, que é Coordenador de Logística da Junco. A empresa adquiriu empilhadeira elétrica Still FMX 17 e seu conjunto de carregador e baterias. O equipamento é utilizado no Centro de Distribuição (CD), que foi projetado com a estrutura porta paletes, além do abastecimento de matérias primas no mezanino do CD. revistanegocios.com.br | 115


Lo g í s t ic a

O antes e o agora, com a Moviminas “Temos pouco tempo de ‘casa nova’, pois saímos de uma operação complexa devido a infra-estrutura que tínhamos no antigo armazém. Mas as mudanças nos processos e aumento em nossa produtividade é percebida no dia-a-dia. Antes da aquisição da empilhadeira, tínhamos cinco funcionários para realizar as tarefas que, atualmente, apenas o operador de empilhadeira já nos atende”, explica o coordenador. Para Marcelo Oliveira, o atendimento da Moviminas, incluindo a proposta dos vendedores e a equipe técnica de manutenção, na condução das negociações, impressionou. “A equipe Moviminas possui um algo grau de conhecimento da operação logística de movimentação e armazenagem e a responsabilidade em cumprir com os prazos foi determinante para fecharmos negócio”, ressalta. Marcelo explica que, a partir do fechamento do negócio, firmou-se muito mais que uma parceria entre as duas empresas, tanto na área comercial quanto na técnica. “A Moviminas fez um excelente trabalho na preparação de nosso operador de empilhadeira, que tinha pouca experiência na função. Como suporte, todas as nossas necessidades de atendimento operacional estão sendo atendidas e monitoradas, que para a Junco é fundamental”, explica Peixoto. Para o coordenador de logística da Junco, a Moviminas é uma empresa que pode ser recomenda em virtude de diversos fatores, a exemplo da transparência. “Essa é uma empresa que nos apóia na continuidade de nosso planejamento de expansão dos negócios e consolidação no mercado como uma empresa inovadora, enxuta e mais produtiva”, finaliza.

116

| revistanegocios.com.br

Nutriza, em Goiás, contrata Moviminas e Still Instalada em Pires do Rio/GO, a Nutriza Agroindustrial de Alimentos S/A, é um complexo formado por fábricas de rações para aves, granjas de matrizes, incubatório e uma unidade de abate e processamento frangos, com capacidade para 200 mil aves/ dia e 1.200 tons de industrializados/mês. Ao todo, a Nutriza aloja nove milhões de frangos, com criação própria e regime de integração com fornecedores, o que gera renda e empregos na região. Como principal atividade industrial do grupo, a Nutriza é fabricante dos produtos da marca Friato e emprega 2,3 mil

colaboradores diretamente, gerando outros mais de sete mil empregos indiretos. Para manusear toda essa produção, a empresa recebeu indicações e optou por empilhadeiras da Still. A proximidade com a representação da marca, feita pela Moviminas em Goiás, foi outro fator decisório na aquisição dos equipamentos. A Nutriza opera com quatro máquinas elétricas (exigência para operações com alimentos e em ambientes fechados e refrigerados), praticamente 24 horas por dia, no sistema revezamento, em câmaras frias com temperaturas de até -25oC.

O antes e o agora, com a Still no manuseio “A mudança foi para muito melhor”, explica Fábio Tomazini, direto da Nutriza. “Nossa operação anterior prejudicava, e muito, nossas embalagens. Atualmente trabalhamos no sistema drive in, e tudo é paletizado. Melhoramos muito na organização e na qualidade dos nossos produtos, oferecendo assim, mais satisfação aos nossos consumidores”, reforça o diretor. Dentre outros fatores que foram determinantes para a aquisição dos equipamentos, Tomazini destaca a modernização da empresa e o contínuo processo de melhoria que a Nutriza desenvolve da criação e abate das aves até a estocagem

e expedição. A agilidade da Moviminas foi outro fator de relevância na negociação. “A empresa sempre nos atendeu com muita rapidez e competência em qualquer urgência, visto que a atividade frigorífica exige este comportamento, mesmo assim, a Moviminas sempre nos surpreendeu no atendimento”. Fábio Tomazini explica que a Moviminas, por todas as suas características no mercado, é uma empresa que a Nutriza indica no segmento frigorífico principalmente pela experiência de parceria, “condição fundamental para o sucesso e permanência no mercado”.

MATRIZ UBERLÂNDIA-MG

(34) 3232-1410

CENTRO-OESTE LOCAÇÕES-MG

(34) 3232-0009

FILIAL GOIÂNIA-GO

(62) 3282-3927

FILIAL ANÁPOLIS-GO

(62) 3313-7476

FILIAL BRASÍLIA-DF

(61) 3356-3733

FILIAL CUIABÁ-MT

(65) 3682-8570

FILIAL CAMPO GRANDE-MS

(67) 3045-2547

revistanegocios.com.br | 117 www.moviminas.com.br


Lo g í s t ic a

A maior e mais eficiente

gráfica do interior de Minas A Gráfica 3 Pinti é reconhecida e atesta a preferência do mercado oferecendo tecnologia, profissionais qualificados, eficiência nos processos, além de contínuos investimentos, a exemplo da aquisição da primeira impressora Off Set 8 cores do interior de Minas, já em funcionamento

Evolução! Essa é uma das definições mais adequadas para traduzir o desenvolvimento registrado nas últimas três décadas pela Gráfica 3 Pinti (G3P), que está instalada em sede própria em Uberaba numa área de 3,4 mil m2. A Gráfica já é considerada um dos maiores e mais bem montados parque gráfico do interior de Minas, uma evolução que teve início ainda com os linotipos, passando pela era da tipografia até chegar aos tempos atuais, com o que há de mais moderno e eficiente no mercado gráfico mundial. “Focamos no mercado, realizamos investimentos certos, avaliamos criteriosamente as necessidades dos nossos clientes para oferecer soluções na medida exata de cada um, sempre com muito cuidado e cautela em todas as ações, além dos objetivos bem definidos, como a satisfação dos clientes; a qualidade dos trabalhos realizados e o fortalecimento de parcerias”, explica Pablo Perez Pinti, diretor da Gráfica. Para acompanhar as evoluções do setor gráfico mundial, a G3P tem investido, constantemente, em novas tecnologias e ferramentas, além do treinamento especí118

| revistanegocios.com.br

fico de cada profissional. Em sintonia com as novidades do mercado, participando das principais feiras mundiais, a exemplo das realizadas nos Estados Unidos e na Alemanha, a gráfica tem oferecido um portfólio de serviços que vai além do bom atendimento, além da condição certa para realizar os investimentos mais adequados. “O foco em máquinas específicas para a produção de materiais gráficos, a exemplo da impressão de revistas, catálogos, livros, folders, panfletos, ou seja, uma completa linha editorial e promocional, nos transformou na maior e mais completa gráfica do interior do Estado, um reconhecimento que chegou por meio do título de Excelência Gráfica em Produção de Revistas do Estado de Minas, conquistado em 2010”, diz Pablo Pinti.

Uma gráfica completa A G3P é completa em todas as principais fases da produção gráfica. Na pré-impressão, que vai do recebimento do trabalho (arquivo) ao processamento do mesmo, a Gráfica utiliza-se de um dos mais mo-

dernos sistemas disponíveis no mercado, o Computer to Plate, conhecido pela sigla CTP. Este é um equipamento que elimina o uso de fotolitos no processo de impressão, oferecendo mais agilidade e melhor qualidade para a impressão, além de economia no custo final do trabalho. Na considerada segunda fase de impressão, além das impressoras de 4 e 5 cores, a G3P acaba de instalar um dos mais modernos equipamentos no interior do Estado. “Uma novíssima impressora Off Set Heidelberg 8 cores, capaz de produzir impressos coloridos frente e verso, simultaneamente, a 15 mil folhas por hora já esta disponível ao mercado. Esta é a única impressora deste nível existente em gráficas do interior de Minas Gerais”, informa Pablo Pinti. Na terceira e última fase do processo, que é o setor de acabamento e finalização dos trabalhos impressos, a G3P disponibiliza modernos equipamentos para cortes, dobras, acabamentos especiais, como plastificações e laminações (fosca e brilho), além de alceadeiras que intercala, grampeia

e cola revistas (de lombada quadrada ou canoa), que são especificações finais de acabamento para este tipo de impresso). Neste setor, a capacidade chega a três mil revistas por hora. Mas para o diretor, não só de máquinas sobrevive uma empresa gráfica. “Temos, além de todo este investimento em tecnologias e novas ferramentas, o compromisso com uma equipe de profissionais credenciados como os melhores do mercado gráfico da região, preparados para colocar, no papel, tudo aquilo que sua imaginação mandar”, reforça Pablo. A Gráfica atende 24 horas por dia durante os 7 dias da semana. “Entendemos que qualidade e preço justo já não fazem mais diferença, pois são atributos obrigatórios no mercado atual. Nos diferenciamos no setor em relação a agilidade na entrega e, também, no atendimento aos nossos clientes”, diz Pablo Pinti, justificando o sucesso atingido pela empresa nos últimos anos. Conheça alguns benefícios oferecido pela Gráfica 3 Pinti • Para as gráficas modernas, não existe mais distancia para um atendimento a cliente. Temos o FTP – disco virtual

na internet – onde coloca-se um arquivo de qualquer tipo de impresso e, em poucos minutos, este arquivo já estará disponível aos profissionais da gráfica. A G3P já atende empresas em um raio de 300 Km no entorno de Uberaba, a exemplo de Catalão/GO e Ribeirão Preto/SP, passando por Uberlandia, Franca, Araxá, Rio Preto e demais cidades. As entregas são realizadas em veículos próprios, que fazem, diariamente, esta logística. Inovação contínua em todos os setores e processos da Gráfica, inclusive com mais novidades para 2011 e 2012. Experiência com a impressão de centenas de títulos de revistas de todas as regiões atendidas, impressas mensalmente. Aprovação dos clientes que fizeram o teste e elegeram a G3P por todas as condições oferecidos, como agilidade, preço, atendimento e qualidade final. A qualidade da G3P é diferenciada da concorrência. Trabalhos desenvolvimentos com matéria-prima de primeiríssima qualidade, desde a tinta, papel até o acabamento, tudo de melhor que o mercado oferece.

revistanegocios.com.br | 119


E speci a l F GR

FGR se prepara para o início das obras do Jardins Gênova

Intervenções no sistema viário da região começam a ser feitas A FGR Urbanismo S/A, construtora de condomínios horizontais, presente em oito Estados brasileiros já deu início as obras de engenharia para a construção do terceiro loteamento fechado horizontal em Uberlândia: o Jardins Gênova, localizado no bairro Cidade Jardim, setor sul da cidade. Por esse motivo, algumas intervenções no sistema viário da região já começaram a ser feitas. “As avenidas dos Jardins, dos Pica Paus, das Primaveras e Olímpio de Freitas estão devidamente sinalizadas com placas indicativas de redução de velocidade. As avenidas que circundam o local da obra não serão interditadas, porém nesses trechos, a atenção precisa ser redobrada, principalmente pelos condutores de veículos pesados”, explicou o engenheiro civil responsável pelo empreendimento, Luiz Pedro Accorsi. Além de obras específicas no em120

| revistanegocios.com.br

preendimento, para facilitar o acesso dos moradores ao condomínio, a avenida dos Jardins, por exemplo, vai se transformar em pista contínua. Ainda com relação às obras, o ponta pé começa com a terraplanagem de todo o terreno. Nesse primeiro momento mais de 60 profissionais realizarão o serviço de mão de obra na área de infraestrutura, entre eles operadores de máquinas, topógrafos, entre outros. A obra toda vai gerar cerca de 200 postos de trabalho durante os dois anos de construção. A área de 469.895,00 m² contempla 339 lotes residenciais. São mais de 469 mil metros quadrados de condomínio, sendo mais de 97 mil metros quadrados reservados a áreas verdes, incluindo nascentes e um córrego. Os moradores viverão em frente a uma reserva ecológica, formada pela área de preservação permanente da mata ciliar do Rio Uberabinha.

De acordo com o coordenador da filial da FGR em Uberlândia, Rogério Moreira, o Gênova será o mais novo condomínio de alto padrão da cidade. “A nossa estratégia é investir mais na região. Além de fortalecer o conceito do jeito jardins de viver, a FGR visa aproveitar e contribuir ainda mais com o crescimento imobiliário e a valorização na zona sul da cidade. O Jardins Gênova vem de encontro a esta filosofia”, destacou Rogério. O projeto, avaliado em R$ 35 milhões, ainda se constitui de três quadras de tênis com piso em saibro, dois campos de futebol society gramados; cinco parques infantis; pista de cooper; duas estações de ginástica; uma sala de ginástica (fitness) acoplada a uma piscina esportiva aquecida e coberta; quadra poliesportiva; três quadras de peteca e um lago panorâmico de aproximadamente 25 mil metros quadrados.

Tecnologia subterrânea O projeto contempla redes subterrâneas de distribuição de energia, comum em países como França, Inglaterra, Estados Unidos, Itália e Espanha. Com a estrutura elétrica inovadora, os moradores terão além do conforto, segurança. Segundo o engenheiro civil da FGR, Luiz Pedro Accorsi, já é comum a instalação da tecnologia no Brasil, em especial em condomínios horizontais. Luiz Pedro explica que mesmo sendo mais cara que a rede de energia convencional, vale a pena optar pela rede subterrânea, pois ela agrega valor e beleza ao local do empreendimento. Trata-se de uma obra mais cara que a convencional, mas que trás diversos benefícios. “A técnica diminui a poluição visual causada por cabos aéreos e sua manutenção é ainda mais prática que a da rede compacta por possuir cabos revestidos e enterrados, reduzindo interferências com a arborização e paisagismo de ruas e praças e com ventos e tempestades”, concluiu o engenheiro civil. A previsão é que dezembro de 2012 o empreendimento esteja concluído. revistanegocios.com.br | 121


Ref r i g e r a ç ã o Z a g r os Fotos: Divulgação

metais). Estes equipamentos garantem maior precisão e qualidade na finalização de cada peça projetada. “Ganhamos na agilidade e na qualidade, pois os serviços de dobra e corte eram terceirizados, o que nos exigia esforços em logística e maior tempo para a finalização de projetos. Atualmente, tudo que projetamos, fabricamos dentro de nossas instalações”, enfatiza o diretor. Além dos metais, a área de marcenaria também recebeu investimentos no último ano. Uma máquina seccionadora horizontal, já em funcionamento, garante mais velocidade e precisão no corte de MDFs (placas de madeira), que são utilizadas no desenvolvimento de maioria dos móveis. Para completar, a Zagros adquiriu uma li-

xadeira e uma lapidadeira de vidro, equipamentos que estão em operação e compõem os novos investimentos da fábrica. Para garantir eficácia em seus processos, a Zagros ainda investiu em novas ferramentas e no treinamento de suas equipes, a exemplo dos profissionais que passaram a operar estes novos e modernos equipamentos.

Agilidade na fabricação Com a aquisição dos novos equipamentos, a empresa ganhou agilidade para desenvolver projetos em aço inox, a exemplo de linhas para cozinhas industriais, áreas refrigeradas de supermercados (e

Zagros se posiciona entre as mais bem equipadas do Brasil Investimentos em novas tecnologias e inovação no desenvolvimento de projetos e instalação de móveis comerciais colocam a empresa entre as mais bem equipadas do País Fatores como a qualidade dos projetos executados, o bom atendimento e o foco no cliente, sempre atendendo suas necessidades, têm contribuído com o crescimento da empresa no mercado. Especializada no desenvolvimento sob encomenda de móveis para ambientes comerciais, a Refrigeração Zagros inicia 2011 apresentando inovações em processos e na finalização de seus produtos. A empresa projeta, fabrica e instala mó122

| revistanegocios.com.br

veis comerciais em supermercados, panificadoras, lanchonetes, açougues, hortifrutis, choperias, restaurantes, adegas, sorveterias, postos de serviços, entre outros. “Um trabalho que desenvolvemos sem perder o foco no que consideramos de maior valor para a nossa empresa: que são nossos clientes”, explica Arian Karimmanish, diretor industrial da Zagros. E para garantir essa evolução, a empresa tem realizado investimentos em expansão

física e em novas tecnologias. Para a execução dos seus projetos, por exemplo, já conta com equipamento de injeção de poliuretano (utilizado para isolamento térmico), além de cabine destinada para pintura eletrostática (com forno e alta tecnologia embarcada). Esta categoria de pintura é uma das grandes inovações da empresa neste início de 2011. No final de 2010, o parque fabril da Zagros passou a contar com um novo conjunto de dobradeiras e guilhotina hidráulica (para revistanegocios.com.br | 123


COMPLETA LINHA DE MÓVEIS COMERCIAIS PROJETADOS SOB ENCOMENDA

outras lojas), além da montagem de projetos de restaurantes e outros similares. “Além das mais recentes lojas do Bretas que foram inauguradas, também desenvolvemos projetos para a rede D´Ville, a exemplo da loja Center Shopping, inaugurada em fevereiro deste ano”, informa Arian. Para o diretor, a Zagros se diferencia no mercado em virtude dos constantes investimentos realizados, sejam em treinamento dos profissionais, em novas tecnologias, ou em modernos equipamentos. “Participamos de feiras e nos mantemos em sintonia com importantes fabricantes de equipamentos (dos setores de perfil de alumínio; vidros; e refrigeração), com o objetivo de identificar novas tecnologias para atendermos, melhor, nossos clientes. Trabalhamos para oferecer o

124

| revistanegocios.com.br

A Refrigeração Zagros é uma empresa especializada em fabricação e projetos de Móveis Comerciais sob encomenda, para clientes de diversos ramos de atividade comercial

Rua Cel. Antônio Alves Pereira, 3200 | Uberlândia-MG | (34) 3237-1138 www.refrigeracaozagros.com

Projetos Especiais  Supermercados  Açougues  Adegas  Cafeterias  Restaurantes  Lanchonetes  Choperias  Padarias  Sorveterias  Delicatessen revistanegocios.com.br | 125


que há de mais inovador no mercado”, reforça.

Inovação no mercado Dentre as principais inovações no segmento, foi a Zagros quem desenvolveu o formato de distribuição de refrigeração para vitrines, uma inovação que garante 100% de refrigeração e, consequentemente, contribui para manter a qualidade dos produtos expostos. Segundo Arian, os equipamentos existentes no mercado não atendiam estas especificações. Mas as inovações da empresa não param por ai. A pesquisa e utilização de novos materiais também colocam a Zagros na vanguarda. A empresa já conta até com fornecedores exclusivos para algumas matérias-primas, garantindo, assim, unicidade nos projetos desenvolvidos.

Satisfação dos clientes Pesquisa realizada por alunos da Faculdade Esamc, em Uberlândia, revelou que mais de 80% dos clientes atendidos pela empresa estão satisfeitos ou muito satisfeitos com os produtos e com o atendimento. “Este percentual enche qualquer empresário de orgulho, pois confirma que estamos na direção correta. Mesmo assim, nosso compromisso continuará sendo o de implementar novos processos para superarmos esta satisfação no mercado”, reforça Arian.

A equipe Zagros Mais de 40 profissionais estão diretamente ligados com o desenvolvimento, a execução e a instalação dos móveis comerciais. “Somos uma empresa que investe em tecnologia e, em especial, nas pessoas”, diz o diretor, reforçando benefícios e condições oferecidas para que cada profissional desempenhe e entregue qualidade ao mercado. “Nosso compromisso, internamente e no mercado, é oferecer produtos que trarão, sempre, os melhores resultados aos nossos clientes”, finaliza Arian.

126

| revistanegocios.com.br

revistanegocios.com.br | 127


A r t i g o | V a n de r l ei C o r r a l

O processo de Coaching como ferramenta de gestão e melhoria de desempenho O Coaching é um processo de desenvolvimento de competências e habilidades comportamentais que impactam diretamente nas estratégias e na realização das metas de clientes e das organizações, tornando-os mais resilientes, adaptáveis e potencializando os resultados e desejos O processo de Coaching tem tido um grande enfoque na sociedade, mas tem sido nas empresas que o termo se tornou moda. Poucos, porém, sabem exatamente do que realmente se trata. Muitos pensam que Coaching é algum tipo de psicoterapia, consultoria, assessoria, aconselhamento ou mesmo o conceito que mais dele se aproxima, que é a função de diretor técnico nos esportes (treinador) que no inglês é Coach. O conceito pega emprestado o nome e parte da função de coordenar e orientar pessoas ou equipes para atingirem o máximo rendimento esperado de cada. Desta maneira, o Coaching se tornou uma palavra internacional, não tendo tradução específica para o português. O Coaching é um processo de desenvolvimento de competências e habilidades comportamentais que impactam diretamente nas estratégias e na realização das metas de clientes e das organizações, tornando-os mais resilientes, adaptáveis e potencializando os resultados e desejos. É capaz de auxiliar pessoas a pensarem em mudanças referentes ao próprio comportamento, tendo em mente metas pessoais ou profissionais. Desta forma, é um processo focado em ações do cliente (Coachee) para a realização de metas e desejos e, também, no desenvolvimen128

| revistanegocios.com.br

to ou aprimoramento de suas competências individuais. O Coach (o profissional em Coaching), por sua vez, é quem acompanha este processo de mudanças, que são necessárias e auxilia o cliente (Coachee) a provocar estas mudanças e a manter o foco nas metas estabelecidas. É um processo direcionado aos resultados. O papel do Coach já é o de fazer o Coachee conseguir ser a melhor pessoa que ele possa ser. Mas só existe uma função para o Coaching? Existem vários tipos de Coaching: Coaching Executivo e de Liderança, Coaching de Vida, Coaching de Sucessão, Coaching Pré-aposentadoria, Coaching de Carreira, Coaching de Equipe, Coaching para High Potentials, Coaching para novos Líderes. O Coaching Pessoal ou de Vida, objetiva a capacitação das pessoas na sua auto-realização, pelo alcance de suas metas, alinhando-as para uma vida equilibrada tendo como base valores, a missão e propósito de vida. É também capaz de estimular a tomada de consciência do potencial latente que já existe dentro de cada um, promovendo o reconhecimento de virtudes e aspectos a serem trabalhados, aumentando a segurança por meio da minimização dos seus conf litos internos e melhorando sua motivação e capacidade de comunicação. O Coaching ainda amplia seu estado de alegria e felicidade nas relações interpessoais. O Coaching Executivo e de Liderança visa aumentar as habilidades do executivo para produzir resultados na empresa e alterar comportamentos que reduzam sua eficácia no trabalho. Estas metas podem ser focadas nas competências necessárias para melhorar o desempenho no cargo atual, para o desenvolvimento em um cargo futuro ou mesmo no sentido de melhorar os resultados do negócio ou macro situações.

No mundo moderno, o capital humano nas empresas tem se tornado cada vez mais importante e, cada vez, mais o aumento da competição obriga as empresas a se tornarem mais e mais eficientes para alcançarem e se manterem no topo do sucesso. Desenvolver o capital humano não é uma questão apenas de atrair técnicos brilhantes, mas sim, de desenvolver grandes líderes. Um gestor de projetos, tecnicamente acima da média, quando for promovido à posição de gerente, deixará de ser um gestor de projetos e será um gestor de pessoas que por sua vez gerenciam projetos. Esta é uma definição muito importante que poucos conseguem perceber a diferença e muitas vezes isso acontece sem o devido preparo. E por que executivos promissores os “high potentials” muitas vezes fracassam? Sem o devido preparo para lidar com as questões humanas, eles muitas vezes intimidam ou são ríspidos, são frios e arrogantes, traem a confiança de subordinados e pares ou são ambiciosos demais. Também têm dificuldade de se adaptarem ao chefe ou são incapazes de pensar estrategicamente, além de certos problemas específicos de desempenho. Certas perguntas nunca foram plenamente internalizadas pelos gestores, até porque sempre fomos treinados, ao longo de nossas vidas, para lidarmos com aspectos técnicos e não com os aspectos humanos de cada função. Perguntas como Quais são suas crenças sobre liderança? Quais são os hábitos de trabalho de um líder? Como este líder deve tratar os seus liderados? Que responsabilidade ele tem pelo desenvolvimento de cada um? não tem sido bem desenvolvidas. Na medida em que avançamos na carreira temos que fazer esta transição de técnicos brilhantes para gestores de pessoas. E, a partir deste momento, o que se espera são equipes mais produtivas,

eficientes, adaptáveis e que não estejam prontas e, mas em condições de serem desenvolvidas pelos seus líderes, que estão com a difícil tarefa de, cada vez mais, humanizarem as empresas. O líder precisa ser um mobilizador, alguém que motiva o crescimento de sua equipe. Necessita equilibrar firmeza, sensibilidade e sabedoria. O processo de Coaching tem a função principal de promover o aprendizado e o desenvolvimento. Com a aplicação do conceito a empresa passa a ter o benefício de somar equipes de alto desempenho, fator primordial para a construção de melhores resultados e de forma mais eficiente, além de ter pessoas alinhadas com os desafios empresariais. Os liderados têm o beneficio de se tornarem pessoas mais bem preparadas para lidar com mudanças e com adversidades e, portanto, mais adaptáveis e mais resilientes. Tornam-se profissionais melhores preparados para utilizarem os seus próprios potenciais, além de desenvolverem a própria capacidade de liderança. Equipes de liderança com alta resolução de adversidades e competitividade levam ao aumento do capital humano, o que proporciona um maior capital intelectual e, conseqüentemente, um aumento de valor de mercado para as empresas.

Saiba mais Vanderlei Corral é economista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV, consultor em Gestão de Empresas e Coaching na FinAplic Assessoria Empresarial. www.finaplic.com.br vanderlei.corral@finaplic.com.br (34) 9198-5957

Bibliografia: O Líder-Coach – Rhandy Di Stéfano revistanegocios.com.br | 129


A r t i g o | F a bi a n o A l ves

A vez do Brasil

Nosso país é destaque no cenário internacional e dá cada vez mais respostas ao mundo. Saímos relativamente bem frente à crise econômica mundial entre 2008 e 2009; fomos contemplados com os Jogos Olímpicos de 2016 e também seremos sede da Copa do Mundo de 2014; temos a menor taxa de desemprego dos últimos 10 anos, 7% segundo o IBGE, instituto que divulgou também o resultado do primeiro trimestre das vendas do comércio que aumentaram 11,5%, maior alta desde 2001. Porém, para que o Brasil seja realmente referência são necessários grandes investimentos. Principalmente em logística, no que tange as rodovias, aos portos, aos aeroportos, bem como na matriz energética no território nacional. De acordo com o Business Monitor International, em 2010, investiremos em infraestrutura 3,6% do PIB, menor valor entre os demais países do BRIC. A Índia, 130

| revistanegocios.com.br

por exemplo, deverá atingir 5,3%; a China, 3,6%; Rússia, 3,4%. Ainda em relação aos BRICS, a nossa defasagem continua. A China tem 80% de suas estradas pavimentadas, a Rússia 67%; a Índia 63%. O Brasil: apenas 6%. Os portos de Santos (SP) e Sepetiba (RJ) ocupam a 49ª e a 44ª posições no ranking global de volume de cargas conforme Instituto of Shipping Economics & Logistics, enquanto a China possui oito dos dez primeiros terminais desta lista. A defasagem também atinge aeroportos e equipamentos turísticos do País. Isso é o mais visível a todos. Além da questão dos investimentos, o Brasil necessita de uma revisão tributária e trabalhista para que nossas empresas tenham melhores condições para crescer e gerar mais empregos. É Fundamental destinar recursos e atenção à educação, principalmente na formação

técnica, que gera de forma mais rápida uma mão de obra melhor qualificada, que o mercado necessita tão avidamente em todos os setores econômicos. Assim, devemos ficar atentos e aproveitarmos as oportunidades para que não percamos a “nossa vez”.

Fabiano Alves é analista do Sebrae-MG, MBA em Finanças e Estratégias, Pós Graduação em Gestão e Especialização em Filosofia. revistanegocios.com.br | 131


132

| revistanegocios.com.br


Edição 88