Issuu on Google+

NOTÍCIAS RELATOS ENTREVISTAS


POPTHIN

Todo mundo usa.


POPTHIN Editorial

Bem vindo ao mundo das celebridades! A Revista POP Thin, é um espaço para quem busca conhecer melhor aspectos da rotina das celebridades, além de conhcer um pouco da história de cada uma delas. Com matérias que utilizam recursos como galerias de fotos, entrevistas e infográficos entre outros, permitindo ao leitor se aprofundar nos assuntos abordados sem perder o ritmo da leitura leve e agradável. Expediente Projeto gráfico de revista de celebridades e entretenimento produzido por Átila Farias de Melo, número da matrícula 201307399177 orientado pelo professor Lederly Mendonça como avaliação parcial da disciplina de Editoração Eletrônica do curso de Design Gráfico do Centro Universitário Estácio do Ceará. Abril 2014.

04 06 Quem é Madonna?

Livro infantil

Resumo de quem foi e é Madonna.

Entrevista sobre seu segundo livro As Rosas Inglesas.

05 Origem e carreira Cidade natal, família, fama, hits e premiações.

Portfólio http://atilafariasdesign.carbonmade.com E-mail atila.farias_design@hotmail. com Referências blog.missbela.com.br Revista Dafitepremium Revista Carpicho 03


POPTHIN

Chegou na cidade com apenas 35 dólares no bolso e acabou trabalhando como modelo nu e garçonete.

Madonna M

adonna Louise Veronica Ciccone Nascida em uma família de origem italiana, perdeu a mãe quando tinha cincos anos, ficando ao lado de seus cinco irmãos. Seu pai se casou novamente e teve mais dois filhos. Madonna deu aulas de dança e piano e ganhou uma bolsa para a Universidade de Michigan, em Detroit. Quando cursava o primeiro semestre, foi convida a estudar dança em Nova York. Chegou na cidade com apenas 35 dólares no bolso e acabou trabalhando como modelo nu e garçonete. Em 1979, acompanhou Patrick Hermandez a Paris como “backing vocal” e bailarina. Após três meses, retornou a Nova York e, por 100 dólares, participou de “A Certain Sacrifice”, seu primeiro filme. Com um namorado, formou a banda The Breakfast Club, onde tocava bateria. Em 1982 lançou seu primeiro “single”, “Everybody” e, no ano seguinte, lançou seu primeiro álbum, “Madonna”.

Tudo o que você sempre quis saber Na atividade desde 1979, a diva Madonna vem fazendo sucesso desde o começo! Foram mais de 10 álbuns lançados e muitas turnês mundiais! Considerada por muitos como a rainha do pop, Madonna influenciou artistas de todas as nacionalidades e cantos do mundo!

04


POPTHIN Em 1989, o álbum “Like a Prayer” causou-lhe problemas por conta do clip da música homônima, sendo proibido pelo Vaticano e censurado em países católicos. Apesar disso, é um dos melhores no conjunto de sua discografia. Em 1990, veio outra polêmica com o clip “Justify my Love”, onde mostrava cenas de sadomasoquismo. O vídeo Alcançou o número um na Billboard Hot 100. No mesmo ano, participou do filme “Dick Tracy” fazendo par com o ator Warren Beatty, com quem teve relacionamento amoroso. .

Madonna Frases de Madonna Madonna conseguiu vender mais de 280 milhões de cópias de seus álbuns, desde Houve um tempo o início de sua carreira, ainem que acreditei da nos anos 80. Publicações que eu viveria para importantes, como a revista sempre. Foi um Forbes, elegeram a cantora tempo que rezei a como a mais rica do mundo. Jesus Cristo. Sua fortuna estaria estimada na casa de US$ 1 bilhão de dólares. Suas duas últimas Você acha mesmo turnês, Confessions Tour e que eu sou uma Sticky And Sweet, foram congarota materiasideradas pela revista Billbolista? Pois eu não ard, como as mais lucrativas sou. Não preciso da história de um artista solo. de dinheiro, eu preciso de amor. Premiações Madonna já vendeu mais de O destaque 300 milhões de discos no O mundo está Em 1996, ganhou o globo de mundo inteiro e é reconhecheio de pessoas ouro atuando no filme “Evita”. cida como a Artista musical que só fazem falar. Depois de alguns trabalhos feminina mais bem sucediMas, quantos entre sem expressão, lançou o “Ray da de todos os tempos pelo nós realmente faof Light”, considerado um Guinness World Records. De zemos o que falamos ? dos melhores de sua carreira acordo com a Recording Ine, segundo a Revista Rolling dustry Association of America Stone, um dos 500 melhores (RIAA), ela é a segunda mais de todos os tempos. Duran- vendida nos Estados Unidos, A razão pela qual te a década de 2000, desta- atrás de Barbra Streisand, intolerância, sexiscou-se o álbum “Confessions com 64,5 milhões de discos mo, racismo, hoon the Dance Floor”, d e certificados. Em 2008, a remofobia existem é 2005. Foi considevista Billboard numerou Mao medo. As pessoas rado o melhor no donna na segunda posição, estilo dance eleatrás apenas dos Beatles, na têm medo de seus próprios trônico daquele lista de maiores artistas de sentimentos, medo do desano no Grammy. todos os tempos do Hot 100. conhecido. A canção “Hung up” foi hit em 47 países. Madonna e o Brasil Seguiu-se o “Hard Madonna atuou 7 vezes Eu tentei ser um Candy” (2009), no Brasil, e é aguardagaroto, eu tentei com influências da para mais 4 atuaser uma garota, de Hip Hop, sem ções, totalizando 11. eu tentei ser uma o sucesso do O Brasíl é o país onde bagunça, eu tentei álbum anterior. ela mais atuou na ser a melhor. Eu acho que fiz America Latina. tudo errado.

05


POPTHIN

O livro

As Rosas Inglesas

Na primeira vez em que Madonna lançou um livro, em 1992, seus fãs compraram mais de um milhão de exemplares. O resto do mundo se dividiu: parte se mostrava escandalizada; parte a acusava de perseguir o escândalo para efeito de marketing. O fato é que todo mundo falou de Sex. Com o tempo, o livro foi reconhecido como a mais intensa provocação cultural e comportamental de sua época, em escala global. Em 15 de setembro, chegou às livrarias de cerca de cem países em 30 línguas o segundo livro de Madonna: As Rosas Inglesas. E é um livro infantil. Para quem estiver excitado com a idéia de que Madonna vai escandalizar os pais, será uma decepção. Sua história provoca, sim, reflexões. Os jovens leitores são chamados a pensar sobre pontos frágeis da natureza humana, como a inveja e o prejulgamento, temas centrais deste primeiro de uma série de cinco títulos destinados às crianças. As Rosas Inglesas em questão são quatro garotas que se afastam de uma colega de escola, porque em segredo

invejam sua beleza e presumem que ela seja esnobe. Mas, graças ao empurrãozinho de uma fada-madrinha, elas terminam por descobrir que há mais por trás das aparências.

Entrevista Você havia dito que, embora se visse fazendo muitas coisas em sua vida, escrever livros infantis nunca foi uma delas. Por que decidiu escrever esta série, e por que agora? Madonna: Por duas razões. Eu tenho duas crianças agora e elas são uma grande fonte de inspiração. Encontrei meu caminho espiritual e aprendi muitas coisas. Entre elas, a importância de partilhar isso e o desejo de iluminar os outros. Crianças são naturalmente abertas e expansivas, então achei que deveria começar por elas a partilhar o que aprendi. Você disse que sua filha foi de grande ajuda no processo de criação do livro e ao lhe mostrar, quando estava terminado. Como assim? Madonna: Ela se envolveu muito no processo criativo. Ela me dizia quando a história ficava chata. Ela pediu a garotas para lhe contarem suas coisas favoritas, e ela me ajudou a escolher os ilustradores. Quais eram os seus livros favoritos quando criança? Madonna: The Giving Tree (A árvore generosa); Charlotte’s Web (A teia de Charlotte), Winnie the Pooh (O ursinho Puff), Alice no País das Maravilhas, The Chronicles of Narnia (As crônicas de Nárnia), The Secret Garden (O jardim secreto).

05

Em 1992, você chocou o mundo com o livro de fotos Sex. Agora você entra no outro extremo do universo editorial. O que se passa na sua cabeça quando pensa no caminho que traçou de lá para cá? Como você mudou? Madonna: A jornada que fiz entre Sex e agora foi muito vasta e complexa para defini-la em algumas frases. Mas posso dizer que hoje vejo o mundo e meu papel nele de forma diferente. Você disse que a maioria das pessoas acredita que você fez sua carreira em cima de surpresas mas sem, como mencionou em entrevistas anteriores, “pensar profundamente sobre as conseqüências”. O que mudou para fazê-la pensar nas conseqüências de seus atos? Madonna: Ter filhos me levou a uma reação em cadeia de levantar questões e procurar respostas. Achei respostas quando comecei a estudar a Cabala há sete anos e meio. Percebi que havia, e continua a haver, uma reação no mundo a todas as minhas palavras e ações, boas ou más. Senti as implicações do carma pessoal e global. Qual é a lição mais importante que as crianças de hoje precisam aprender sobre a vida, o amor e a busca da felicidade? Madonna: A lição mais importante é que estamos todos conectados uns aos outros no nível da alma e precisamos aprender a amar o próximo e cuidar dele, não importa o que for necessário! Que nossos pensamentos, palavras e ações realmente afetam aqueles próximos de nós. Que mudar o mundo começa com uma idéia. Que o amor realmente pode tudo.


POPTHIN



Átila farias de melo 201307399177