Issuu on Google+


CONVITE DO CÉU É impossível você resistir a ele

ConviteDoCeu_3aProva.indd 1

27/09/13 11:50


ConviteDoCeu_3aProva.indd 2

27/09/13 11:50


Joel Sinete

CONVITE DO CÉU É impossível você resistir a ele

São Pau l o 2 0 1 3

ConviteDoCeu_3aProva.indd 3

27/09/13 11:50


Copyright © 2012 by Joel Sinete Coordenação Editorial Silvia Segóvia Diagramação Oika Serviços Editoriais Capa Monalisa Morato Revisão de Texto Patricia Murari Raquel Siqueira Texto de acordo com as normas do Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa (Decreto Legislativo nº 54, de 1995) Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) Sinete, Joel Convite do céu : é impossível você resistir a ele / Joel Sinete. -- Barueri, SP : Ágape, 2013. 1. Cristianismo 2. Deus - Adoração e amor 3. Deus - Amor 4. Presença de Deus 5. Vida cristã 6. Vida cristã - Meditações I. Título. 13-09949

CDD-248.4

Índices para catálogo sistemático: 1. Deus : Espiritualidade : Vida cristã 248.4 2013 Publicado com autorização. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida sem a devida autorização da Editora. Impresso no Brasil Printed in Brazil EDITORA ÁGAPE Al. Araguaia, 2.190 – Conj. 1.112 CEP 06455-000 – Barueri – SP Tel: (11) 2321-5080 – Fax: (11) 2321-5099 www.agape.com.br

ConviteDoCeu_3aProva.indd 4

27/09/13 11:50


Hernandes Dias Lopes Pode haver neste mundo outras pessoas tão sábias, inteligentes, espirituais e amorosas quanto ao senhor. Mas poucas detêm tamanha generosidade e altruísmo, capazes de estar sempre dispostas a se colocarem a serviço do outro. Dedico este livro ao amigo, irmão e servo Reverendo Hernandes, pois ele não apenas já aceitou os convites nele expresso, mas tem conduzido muitos a dizer “sim” ao anfitrião que se coloca na sala de comando do universo.

ConviteDoCeu_3aProva.indd 5

27/09/13 11:50


“O Espírito e a noiva dizem: Vem! Aquele que ouve, diga: Vem! Aquele que tem sede, venha; e quem quiser receba de graça a água da vida.” Ap 22.17

ConviteDoCeu_3aProva.indd 6

27/09/13 11:50


SUMÁRIO Agradecimentos. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11 Prefácio . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13 Um chamado especial. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15 Capítulo 1 Favor Imerecido Convite da graça . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 23 Capítulo 2 Parada Obrigatória Convite do descanso. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 35 Capítulo 3 Aliviando a Bagagem Convite do descanso II. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 43

7

ConviteDoCeu_3aProva.indd 7

27/09/13 11:50


Capítulo 4 Uma Toalha, Uma Bacia com Água, Uma Lição Convite da humildade. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 53 Capítulo 5 Enxergando o Invisível Convite da fé . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 63 Capítulo 6 Remédio Para a Alma Convite do perdão. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 77 Capítulo 7 Enfrentando Desafios Arrebatadores Convite à coragem. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 87 Capítulo 8 Mãos Estendidas Convite da solidariedade. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 97 Capítulo 9 Casa Nova, Móveis Novos, Nova Vida Convite ao novo homem. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 107 Capítulo 10 Dê Mais um Passo Convite à perseverança. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 123

8

ConviteDoCeu_3aProva.indd 8

27/09/13 11:50


Capítulo 11 Deus Escuta Convite da oração . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 133 Capítulo 12 O Sonho de Deus Convite da comunhão. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 145 Capítulo 13 Ainda Há Um Lugar Para Você Convite do céu. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 157 Notas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 164

9

ConviteDoCeu_3aProva.indd 9

27/09/13 11:50


ConviteDoCeu_3aProva.indd 10

27/09/13 11:50


AGRADECIMENTOS Para fazer um bolo você não precisa de muito esforço; basta juntar alguns ingredientes, colocar tudo em uma batedeira, seguir uma receita, e em poucos minutos sua obra-prima estará concluída. Escrever um livro não é tão simples assim. É preciso mais do que algumas palavras, uma boa ideia e um grande desejo no coração. É preciso de pessoas. Pessoas que nos inspirem, estimulem, auxiliem, corrijam, tolerem; pessoas que nos ouçam. Um livro não existe sem elas. Por isso, minha homenagem e gratidão a vocês que, de alguma forma, contribuíram oferecendo alguns ingredientes fundamentais para transformar este projeto em uma bela obra de arte. Reverendo Hernandes Dias Lopes, é um presente de Deus poder ouvir as suas palavras e um imenso privilégio tê-las registradas neste livro. Mais uma vez, minha gratidão eterna pela sua participação e pelo seu incentivo. 11

ConviteDoCeu_3aProva.indd 11

27/09/13 11:50


Reverendo Anderson Sathler, algumas pessoas se satisfazem em nos indicar o caminho correto; outras, em nos acompanhar nele. Obrigado pela sua companhia nesta jornada e pela orientação sempre segura. Valéria Caiafa, outro projeto, outro livro, e mais uma vez, outra expressão da sua competência e capacidade. Sua eficiência enobrece este trabalho e faz bem aos olhos daqueles que o leem. Você se supera a cada dia. Editora Ágape, obrigado por me deixar fazer parte dessa família e compartilhar um pouco do que Deus tem me dado nessas décadas de comunhão com Ele. Meus filhos Crisander e Crisellen, se os filhos são flechas, sou um guerreiro frustrado, pois me sinto constrangido em um dia ter de atirá-los. Amo-os profundamente. Minha esposa Genoveva, meu benzinho desde sempre. O que seria da Fera sem a Bela, da lua sem o sol, de mim sem você? Mas um dia a Bela surgiu e deu beleza à Fera; o sol nasceu e deu luminosidade à lua; você apareceu e trouxe razão à minha existência. Meu amor por você vai se findar no mesmo dia em que Deus deixar de amar. Você, leitor, obrigado por me deixar entrar em sua casa e por acreditar nas palavras deste livro; mas, principalmente, obrigado por aceitar o convite daquele que é inspiração: Jesus. E a Ti, Senhor! Sou imensamente grato por me inserir na Sua lista de convidados.

12

ConviteDoCeu_3aProva.indd 12

27/09/13 11:50


PREFÁCIO Na caminhada da vida temos boas surpresas. Fui surpreendido com o gesto fidalgo e honroso de Joel Sinete, dedicando-me esta obra, eloquente em seu estilo, rico em seu conteúdo, e urgente quanto a seu apelo. Prefaciar este livro, portanto, é para mim, inaudita honra. E faço isso, por várias sobejas razões. Em primeiro lugar, Joel é um escritor talentoso. Escreve com beleza retórica, com profundidade ímpar e com clareza irretocável. Seu compromisso com a Palavra e sua fidelidade na exposição dos temas saltam aos olhos e aquecem o coração. Em segundo lugar, o assunto é assaz oportuno e absolutamente urgente. Ao ler esta obra você ouvirá o sonido dos muitos convites ecoando em seus ouvidos e apelando ao seu coração. Não são convites fúteis, mas desafiam você a enfrentar, com os olhos fitos em Jesus, as maiores realidades da vida. Não são convites interesseiros, que visam explorar você, mas tratam dos mais lídimos interesses da sua alma. Não são convites para as 13

ConviteDoCeu_3aProva.indd 13

27/09/13 11:50


banalidades da vida nem para os prazeres deste mundo, mas são apelos que promanam do céu e procedem do próprio Deus. Atender a esses convites é refinada sabedoria; rejeitá-los, a mais consumada loucura! Em terceiro lugar, a necessidade do tema é indiscutivelmente urgente. Temos ouvido muitas vozes dissonantes no mundo contemporâneo, vozes como de sereia, que induzem ao erro. Há muitas vozes melífluas e aveludadas, que tentam seduzir seu coração para depois enfiar-lhe uma espada no peito. Os convites da graça, que desabotoam deste precioso livro, falam daquilo que é essencial, daquilo que é inadiável, daquilo que é eterno­. Afine seus ouvidos pelo diapasão do céu e incline seu coração para atender, sem tardança, a esses convites; pois, ao recebê-los, você encontrará a fonte da vida e a felicidade eterna. Em quarto lugar, a necessidade do seu coração será plenamente suprida. Estou certo de que este livro tem uma mensagem fiel e relevante, oportuna e desafiadora. Se você guardar essa mensagem no escrínio de sua alma, encontrará um oásis no deserto, uma fonte no ermo e uma ilha de vida neste mar de desespero. A pessoa central destacada neste livro é Jesus, o Filho de Deus, o Salvador do mundo, o Amigo fiel, o Consolador dos aflitos, o Protetor dos fiéis. Leia cada página deste livro com a alma sedenta e com coração aberto e prepare-se para entrar na sala do banquete e desfrutar das melhores iguarias da mesa do Pai. Hernandes Dias Lopes

14

ConviteDoCeu_3aProva.indd 14

27/09/13 11:50


UM CHAMADO ESPECIAL Convite Você já recebeu um. De casamento, aniversário, formatura, inauguração de um empreendimento, participação em algum evento, lançamento de um livro (se não recebeu nenhum, sinta-se convidado para o lançamento deste), e posso garantir que se sentiu honrado por ter sido lembrado. Todos nós nos sentimos. Alguns convites são cerimônias de gala: jantar com uma autoridade, recebimento de um prêmio. Eles vêm em envelopes decorados e contêm laços dourados. Outros são singelas cordialidades: churrasco com os amigos, futebol no sábado à tarde, confraternização com os colegas do trabalho. E tem aqueles que não podemos considerar como convites, mas intimações. Você não tem opção de dizer “não”. De maneira geral, os convites são atos de gentileza especiais, venha ele da forma que vier: em um invólucro entregue em mãos, 15

ConviteDoCeu_3aProva.indd 15

27/09/13 11:50


através de um telefonema, seja ele encaminhado pelo correio ou comunicado verbalmente. A forma é insignificante. O que move seu rosto a esboçar um sorriso de contentamento e vibrar de alegria é saber que alguém pensou em você. É sentir-se prestigiado. Um convite é sempre uma manifestação de apreço, uma expressão de consideração, uma demonstração de amor. Quem o recebe sabe o valor que ele tem, sabe o que significa. É bom você ouvir alguém dizer: “Quer sair comigo?”, ou ler as palavras impressas em alto relevo: “O Sr. e Sra. Smith sentir-se-ão honrados com sua presença no casamento de sua filha...”, ou, “Sr. Joel, convidamos Vossa Senhoria a participar...”. O céu sabe disso. Deus sabe disso. E sabe tanto, que Ele preparou uma dezena deles. Cada um feito exclusivamente para você. Uma carta personalizada do céu. Seus convites, porém, não são encontrados em envelopes, nem comunicados pelo telefone; não são colocados em sua caixa de correspondências. Eles são revelados na Sua Palavra. Deus é um Deus que convida. É um Deus que abre a porta e acena chamando os peregrinos para uma mesa farta. É um Deus que convida você para entrar no Seu reino e habitar um mundo onde não há lágrimas, nem tristeza, nem dor. Um Deus que está disposto a lhe dar descanso, que oferece alívio, que promete caminhar com você, consolar, proteger, confortar você; um Deus que se apresenta como a água que sacia a sua sede e o pão que mata a sua fome. Um Deus que não faz distinção de raça, cor, condição financeira, posição social. Ele convoca a todos.

16

ConviteDoCeu_3aProva.indd 16

27/09/13 11:50


Se você se sente honrado em ser chamado para participar de um simples evento, uma comemoração ou uma cerimônia qualquer, imagine então ser convidado para participar dEle mesmo­? É isso mesmo que você leu. Deus não se limita a chamá-lo para ir à Sua Igreja, ou à Sua reunião de oração, ou ao Seu estudo bíblico; Ele o convida para ir a Ele: “Vinde a mim”. E o melhor, Ele não contrata uma equipe de profissionais para servir você, Ele mesmo o faz. Por isso parece que a palavra favorita de Deus é “venha”, e não “vá”. “Vinde...” As Escrituras Sagradas mostram esta expressão de Deus inúmeras vezes. Do Antigo ao Novo Testamento, dos profetas aos apóstolos, Deus se revela como aquEle que chama até Ele: “Vinde, pois, e arrazoemos, diz o Senhor; ainda que os vossos pecados são como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve.” (Is 1.18) “E vós, os que não tendes dinheiro, vinde, comprai e comei.” (Is 55.1) “Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei.” (Mt 11.28) “Vinde para as bodas.” (Mt 22.4) “Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens.” (Mc 1.17) “Se alguém tem sede, venha a mim e beba.” (Jo 7.37)

17

ConviteDoCeu_3aProva.indd 17

27/09/13 11:50


Como um Pai que ama seus filhos, Ele está sempre sussurrando aos seus ouvidos: “Lance sobre mim toda a sua ansiedade, porque eu tenho cuidado de você.” “Quando você passar pelas águas, eu serei contigo; quando pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti.” “Eu sou Aquele que te consola.” “Nunca tosquenejo nem durmo. Estou à sua direita.” “Nunca o deixarei ou o desampararei.” “Se Eu sou por você, quem será contra você?” “Eu te esforço. Eu te ajudo.” “Ninguém o arrebatará das minhas mãos.” “Não temas, nem te assustes, porque Eu estou contigo.” Que palavras alentadoras! Que pessoa no mundo ousaria pronunciá-las? Quem poderia fazer tais promessas ou oferecer tamanhas benesses? Maomé? Buda? Ghandi­? Madre Tereza de Calcutá? Ninguém. Nenhum ser humano seria capaz de fazer tais compromissos. E sabe por quê? Porque nenhuma pessoa teria condições de cumpri-las. Somente aquEle que amou o mundo de tal maneira a ponto de morrer por ele é capaz de se sacrificar por você, somente aquEle­ que experimentou todas as dores imagináveis é capaz de entender seu sofrimento; e, somente aquEle que detém todo poder é capaz

18

ConviteDoCeu_3aProva.indd 18

27/09/13 11:50


de ajudá-lo: “Pois, naquilo que ele mesmo sofreu, tendo sido tentado, é poderoso para socorrer os que são tentados.” (Hb 2.18) Desculpe a minha curiosidade, mas o que você tem feito com os convites de Deus? Recusado? Ignorado? Menosprezado? Não sei que respostas você tem dado a Deus, mas posso garantir que Seu convite continua de pé. Ele não tem desistido de você. Deus não desistiu de Moisés, Jonas ou Jeremias, mesmo que tenham tentado resistir a Seu convite. Ele não abriu mão daquelas pessoas as quais chamou. Em sua última semana de vida, Jesus contou uma parábola sobre o convite de um rei para uma festa de casamento do seu filho. O rei preparou tudo. Pensou nos mínimos detalhes. Se você já participou de uma festa de gala, pode imaginar a dimensão do evento: o luxo, o requinte, a beleza, as finas iguarias reais. E assim, o rei enviou seus servos a chamar os convidados. A expectativa era tornar aquele momento algo memorável. O rei já visualizava o local repleto de pessoas. Mas, para sua surpresa, ninguém compareceu. Alguns ignoraram o convite, outros desculparam-se por estar muito atarefados. Mateus, o publicano, que um dia foi convidado a se tornar um discípulo, descreve este episódio: “Então, enviou os seus servos a chamar os convidados para as bodas; mas estes não quiseram vir. Enviou ainda outros servos, com esta ordem: Dizei aos convidados: Eis

19

ConviteDoCeu_3aProva.indd 19

27/09/13 11:50


que já preparei o meu banquete; os meus bois e cevados já foram abatidos, e tudo está pronto; vinde para as bodas. Eles, porém, não se importaram e se foram, um para o seu campo, outro para o seu negócio...” (Mt 22.3-5) Se alguém já ignorou um convite pessoal seu, sabe como o rei se sentiu. Não há nada que ofenda mais que um convite especial ser relegado ao menosprezo. A maioria das pessoas não rejeita Jesus... apenas não dá a devida importância ao convite. Não recusa a sua oferta... apenas não valoriza as suas palavras. É possível alguém conhecer muito a respeito do convite de Deus sem nunca tê-lo respondido pessoalmente. Respeitam, reverenciam, admiram e até agradecem, mas não se esforçam por atendê-lo. Deus está desejoso em recebê-lo, com todos os seus defeitos, todos os seus problemas e todas as suas falhas. Ele está ansioso para fazer parte da sua vida e quer que você faça parte da vida dEle. Foi este o sentimento revelado a João no livro de Apocalipse: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo­.” (Ap 3.20). Ele está louco para entrar no seu mundo, mudar sua história. O Senhor do Universo, o criador das galáxias, o autor da vida quer ter comunhão com você, indiferentemente de quem você seja. Ele quer compartilhar com você o que Ele tem de melhor. E o que Ele tem de melhor não é um carro zero quilômetro, uma casa totalmente mobiliada, um emprego dos seus sonhos ou uma reserva no

20

ConviteDoCeu_3aProva.indd 20

27/09/13 11:50


banco. Muitos pensam que isso é o melhor que Deus tem a oferecer. Na verdade, o que Ele tem de melhor é Ele mesmo. Mas o que me chama mais a atenção em relação a Deus é que apesar do seu convite ser especial, apesar do privilégio ser nosso, Ele não nos obriga a aceitá-lo; não nos coage ou força a nossa decisão. Ele nos dá a liberdade da escolha. Observe novamente as palavras reveladas ao vidente de Patmos: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta...” (Ap 3.20). Deixe-me destacar três palavras neste versículo­: “SE ALGUÉM OUVIR”. Este alguém sou eu, é você. É interessante que Deus deixe a escolha a nosso critério; a escolha de dizer sim ou não, de abrir ou não a porta, de aceitar ou não o convite. Não me entenda mal e nem me julgue chato, mas não posso deixar de repetir aquela pergunta: O que você tem feito com os convites de Deus? Se você os tem guardado, Deus quer ser mais do que uma mera lembrança. Se você os tem admirado, Deus quer ser mais do que um objeto de afeição. Se você os tem ignorado, Deus quer ser mais importante na sua vida. Se você os tem esquecido, Deus quer um pouco mais da sua atenção. Deus não o convida por uma simples formalidade; nem tampouco por educação. Ele não o chama por chamar. Talvez algumas pessoas o tenham feito, mas Deus não. Ele o convida porque o

21

ConviteDoCeu_3aProva.indd 21

27/09/13 11:50


ama; porque Ele quer você; para demonstrar que você é importante, indispensável. Ele o ama de tal forma, que há dois mil anos decidiu vir pessoalmente ao seu encontro. Aquele que era ilimitado tornou-se limitado. O Senhor do tempo entrou no nosso tempo. Suas mãos poderosas tocaram corpos enfermos; Sua voz majestosa, falou a pessoas simples; Seus pés puros percorreram caminhos imundos; Sua vida Santa conviveu com indivíduos pecadores. Não é maravilhoso saber que Ele veio por nossa causa? Não é uma honra ter o Rei dos reis convivendo em nosso meio? Não é um privilégio ter o Criador se relacionando com sua criatura? E sabe o que isso quer demonstrar? Que você é especial. Ele abandonou a Sua glória e entrou no nosso tempo para mostrar que seu convite é irrecusável. Mas a parte mais notável na vinda de Jesus é que Ele percorreu o nosso mundo, viveu a nossa vida, para dizer que, mais do que um chamado, seu convite é um passaporte: “Eu sou o caminho...” (Jo 14.6). Um passaporte que pode levar você a um lugar melhor do que um centro de convenções, a uma festa maior do que um baile de formatura, a um encontro mais importante do que uma audiência com o Presidente da República. Ele veio para dizer que é bem-vindo; e ainda que você não mereça, seu nome está na lista de convidados. E Ele não gostaria que estivesse ausente na festa que Ele preparou exclusivamente para você. Este livro é para você. Abra-o, leia-o e desfrute de cada promessa que ele tem. 22

ConviteDoCeu_3aProva.indd 22

27/09/13 11:50


Capítulo 1

FAVOR IMERECIDO Convite da graça “Ah! Todos vós, os que tendes sede, vinde às águas; e, vós, os que não tendes dinheiro, vinde, comprai e comei; sim, vinde e comprai, sem dinheiro e sem preço, vinho e leite.” (Is 55.1) Estou olhando para ele. Aliás, já venho observando-o há algum tempo. Todos os dias ele chega, pousa sobre o muro, olha atento para os lados analisando o ambiente, depois de alguns minutos desce até o terreiro. Suas asas amarelo-ouro parecem brilhar com o reflexo do sol do meio-dia. Sua beleza exuberante contrasta com seus quinze centímetros de tamanho. Estou aproximadamente a dois metros dele. Ocupado em bicar freneticamente as sementes que se encontram espalhadas pelo chão, não percebe a minha presença. Ele não sabe que fui eu quem colocou ali aquelas sementes. Ele não se preocupa com isso. Sua atenção está voltada unicamente em 23

ConviteDoCeu_3aProva.indd 23

27/09/13 11:50


deliciar-se com a comida que se encontra à sua disposição. Eu as tenho colocado todas as manhãs. Vou ao mercado semanalmente, procuro a seção de produtos para aves, escolho as sementes de melhor qualidade e, diariamente, as espalho para servir de alimento para ele. Preparei também um pequeno bebedouro. Ele tem o formato de uma concha. No calor ele se esbalda na água para molhar as penas e refrescar seu corpo. Você pode achar exagero da m ­ inha parte, mas a água que coloco para ele é a mesma que entra na minha geladeira, completamente pura, límpida. Pode acreditar! A primeira vez que pousou em nosso quintal, trazia um ramo no bico indicando que queria fazer um ninho. Isso aconteceu no verão passado. Imediatamente, comprei uma casinha de madeira, coloquei algodão e alguns matinhos para ele se adaptar. No princípio ele ficou meio desconfiado, resistente, sem coragem de se achegar ao local­. Mas em pouco tempo, cordões, linhas, folhas, matos de todos os tipos foram sendo colocados dentro da casinha, delicadamente traçados, transformando o lugar em um pequeno berço. Não foi preciso esperar muitos dias para que ouvíssemos o chiado dos filhotes pedindo comida. Ele carinho­samente trazia a comida, colocava no bico dos filhotes e depois saía. Repetia este movimento ­inúmeras vezes por dia. Eu ficava encantado com sua dedicação, seu cuidado. Muitos pais deveriam se mirar no seu exemplo. Não vi os filhotes crescerem, mas certamente foram embora, pois já não escuto mais o barulho vindo do ninho.

24

ConviteDoCeu_3aProva.indd 24

27/09/13 11:50


Ele, porém, continua ali. Aparece todos os dias, todas as manhãs. Não sei se permanece por causa da comida farta sem nenhum sacrifício, ou se já se acostumou com o lugar; mas isso não importa. Fico feliz com a presença dele, maravilhado com o seu canto que me acorda e com a sua beleza que enobrece o meu quintal. Eu poderia prendê-lo em uma gaiola para evitar que fuja, mas não o faço. Sei que algum dia ele pode me deixar, voar para outros lugares, experimentar novos ares; mas seria muito egoísmo da minha parte privá-lo da sua liberdade. Já me afeiçoei tanto a ele que quando algum animal o coloca em perigo, entro logo em ação. Sou tipo “anjo da guarda”. A fim de protegê-lo cheguei a criar a A.P.P. – Associação dos Protetores dos Pássaros. Acho que você faz ideia de quem possa ser o presidente (eu, claro). Estou enganado, ou você está balançando a cabeça e perguntando: Por que faz isso? Por que gasta o seu dinheiro com uma criatura que não tem nada para lhe oferecer? Por que gasta o seu tempo com um pássaro que nem sabe quem é você? Quer mesmo saber? Porque eu sei que existe alguém que faz muito mais por mim e por você. Alguém que cuida de nós diuturnamente. Enquanto você dorme, Ele vigia. Enquanto descansa, Ele trabalha. Está sozinho? Ele o acompanha. Está triste? Ele o alegra. Está perdido? Ele mostra o caminho. Precisa de alguém para desabafar? Ele o ouve. Ele envia o sol todas as manhãs, e a lua para iluminar suas

25

ConviteDoCeu_3aProva.indd 25

27/09/13 11:50


noites. Faz brotar toda sorte de flores para embelezar seu mundo, frutos para matar a sua fome. Ele se importa com você. Deus, através do profeta Isaías, sete séculos antes de Cristo, falou uma palavra que certamente deve provocar coceiras nos ouvidos dos defensores das ideias evolucionistas: “Assim diz Deus, o Senhor, que criou os céus e os estendeu, formou a terra e a tudo quanto produz; que dá fôlego de vida ao povo que nela está e o Espírito aos que andam nela.” (Is 42.5) É bom ouvir isto de Deus. Saber que não somos frutos do acaso, produtos de uma evolução cósmica. É bom saber que fomos criados por Deus, formados pelas mãos do Arquiteto do universo. Você foi projetado por Ele; delicadamente planejado. Cada parte do seu corpo é obra dEle. Sua mente criativa, seu corpo perfeito, sua beleza exuberante, seu temperamento. É Ele quem lhe dá forças para trabalhar, quem sustenta sua existência. Não é sem razão que o homem mais sábio que pisou neste planeta tenha afirmado: “Nada há melhor para o homem do que comer, beber e fazer que a sua alma goze o bem do seu trabalho. No entanto, vi também que isto vem da mão de Deus, pois, separado deste, quem pode comer ou quem pode alegrar-se?” (Ec 2.24,25). E um pouco mais à frente ele reafirma: “Sei que nada há melhor para o homem do que regozijar-se e levar vida regalada; e também que é dom de Deus que possa o homem comer, beber e desfrutar o bem de todo o seu trabalho.” (Ec 3.12) Moisés também despertou a lembrança do povo de Israel para esta verdade, antes de adentrarem na terra prometida: “Antes, te lembrarás do Senhor, teu Deus, que Ele é o que te dá força 26

ConviteDoCeu_3aProva.indd 26

27/09/13 11:50


para adquirires poder; para poder confirmar o seu concerto, que jurou a teus pais, como se vê neste dia.” (Dt 8.18) Salomão e Moisés tinham uma convicção: Deus é o Autor. Ele não é um mero coadjuvante na história da vida. Ele mesmo a escreveu. Folheie a sua Bíblia e vá até aproximadamente o centro dela. Agora, veja o que o salmista escreveu: “Os teus olhos me viram a substância ainda informe, e no teu livro foram escritos todos os Meus dias, cada um deles escrito e determinado, quando nem um deles havia ainda.” (Sl 139.16) Deus o viu antes de você ser você. Acompanhou seu desenvolvimento intrauterino. Viu seus braços serem formados, seus olhos, pés. Ouviu as primeiras batidas do seu coração e o primeiro ar que encheu seu pulmão. Ele escreveu cada instante da sua vida, cada passo que você dá. No Salmo 23 Davi dedica 185 palavras para destacar o cuidado de Deus. Nessas linhas ele revela quem está no controle da sua vida. O experiente pastor de ovelhas se deleitava em dizer quem dirigia sua caminhada. “Ele” me conduz a pastos verdejantes; (v.2) “Ele” me guia a águas tranquilas; (v.2) “Ele” refrigera a minha alma; (v.3) “Ele” me guia pelas veredas da justiça; (v.3) “Ele” está comigo no vale da sombra da morte; (v.4) “Ele” prepara uma mesa na presença dos meus adversários; (v.5) “Ele” unge-me a cabeça com o óleo; (v.5) 27

ConviteDoCeu_3aProva.indd 27

27/09/13 11:50


“Ele” me faz habitar em Sua casa. (v.6) O pastor de ovelhas, o poeta, o músico que virou rei não tinha nenhum constrangimento em dizer quem era o responsável pelas suas vitórias: “Ele” – Yaweh – Jeová – Deus. Paulo fez coro com o filho caçula de Jessé, quando encorajou os crentes de Filipos. Ele ligou o megafone, conectou um amplificador e afirmou: “E o meu Deus, segundo a Sua riqueza em glória, há de suprir, em Cristo Jesus, cada uma das vossas necessidades.” (Fp 4.19). Paulo é categórico em afirmar: “cada uma das vossas necessidades”. Não algumas necessidades, ou as necessidades mais urgentes, ou as básicas. Você precisa se alimentar? Seu corpo necessita de água para se hidratar? Seu saldo bancário está no vermelho? Não se preocupe, seu Deus pode lhe suprir. Você tem andado ansioso? Seus dias têm sido marcados por preocupações, noites maldormidas? Seu chefe tem sido injusto com você? Aquiete-se, aquEle que te criou conhece as suas lutas. Você está numa cama de hospital? Numa sala de quimioterapia? Numa sessão de hemodiálise? A morte o persegue como uma sombra? Inimigos o tem rondado? Não se preocupe, Deus está com você. E se Ele está com você, nada lhe faltará. Você conhece alguém com tamanho cuidado? Alguns de vocês devem estar franzindo as sobrancelhas e dizendo: Mas eu também cuido bem dos meus filhos, trato com 28

ConviteDoCeu_3aProva.indd 28

27/09/13 11:50


carinho a minha esposa, remunero meus empregados de maneira justa, ajudo a quem me pede alguma coisa. Eu creio nisso! A questão é: o que você faz quando sua bondade não é retribuída? Como você age quando seus filhos não reconhecem a sua dedicação, quando sua esposa não o trata com o mesmo esmero, quando seus empregados não produzem suficientemente, quando o mendigo não lhe demonstra gratidão? Qual sua atitude quando sua “aparente” beneficência não é correspondida? Vou fazer uma lista e você irá marcar aquela opção que real­ mente seria a sua reação (não vale mentir). ( ) Você muda a sua maneira de agir, tornando-se frio, insensível ( ) Você reclama da sua dedicação ( ) Você paga com a mesma moeda ( ) Você fica decepcionado ( ) Você fica murmurando pelos cantos Se você marcou alguma delas, ou se marcou todas elas, não precisa pensar que a porta do céu se fechou para você, ou que Deus lhe virou as costas. Você não está sozinho. Vivemos em um mundo onde cobramos pelo bem que fazemos aos outros; habitamos em um mundo de interesses. Deus, não. Ele não faz nada pensando no que temos para oferecer a Ele. Na realidade, nada temos a oferecer para Ele. 29

ConviteDoCeu_3aProva.indd 29

27/09/13 11:50


Jó, no meio dos seus sofrimentos, nos lembra de uma verdade que tem de ser recordada todos os dias: “Se és justo, que Lhe dás? Ou que recebe Ele da tua mão?”(Jó 35.7). Seja realista: o que você tem para dar ao Rei do universo? Que conselhos você poderia dar ao Mentor da vida? Que novidades você poderia apresentar ao Criador de todas as coisas? Que ajuda você poderia conceder ao Deus Todo Poderoso? Qual a sua justiça diante do Deus Santo? Se você ainda acha que Deus necessita de alguma coisa de você, ouça a oração de Davi: “Teu Senhor, é o poder, a grandeza, a honra, a vitória e a majestade; porque teu é tudo quanto há nos céus e na terra; teu, Senhor, é o reino, e tu te exaltaste por chefe sobre todos. Riquezas e glória vêm de ti, tu dominas sobre tudo, na tua mão há força e poder; ó nosso Deus, graças te damos e louvamos o teu glorioso nome. Porque quem sou eu, e quem é o meu povo para que pudéssemos dar voluntariamente estas coisas? Porque tudo vem de ti, e das tuas mãos to damos.” (1Cr 29.11-14) Observou com atenção as palavras do rei de Israel? Deixe-me salientar algumas verdades que Davi destaca: “Teu Senhor, é o poder, a grandeza, a honra, a vitória e a majestade” (v.11) “Teu é tudo quanto há nos céus e na terra” (v.11) “Teu, Senhor, é o reino...” (v.11) “Riquezas e glórias vêm de ti...” (v.12) “Tu dominas sobre tudo...” (v.12)

30

ConviteDoCeu_3aProva.indd 30

27/09/13 11:50


“Na tua mão há força e poder...” (v.12) “Porque tudo vem de ti, e das tuas mãos to damos.” (v.14) Compreende o que Davi está falando para Deus? Atentou para quem está no centro da oração de Davi? Enxergou o personagem principal? “Deus”. Esta deveria ser a nossa oração diária. De onde vem o seu sucesso? De Deus. De onde vem sua riqueza? De Deus. De onde vem sua sabedoria? De Deus. De onde vem sua força? De Deus. Seu dinheiro é dEle, seus bens são dEle, seus talentos e habilidades, sua capacidade de ­aprender, seu tempo, sua vida. “Ao Senhor pertence a terra e tudo o que nela se contém, o mundo e os que nele habitam.” (Sl 24.1) Se tudo é dEle, nada é seu. Ele é o dono, o proprietário, o mantenedor e sustentador da vida. Você não tem nada para oferecer a Deus que não venha dEle. Portanto, tudo o que Ele faz em seu benefício é pela sua graça. Não precisa fazer esta cara de espanto, mas esta é a pura verdade. Você não pode pagar pelo que Deus lhe dá. Não pode recompensá-Lo pela Sua bondade. Não pode retribuir o Seu favor. Não poderia, mesmo que tentasse. O que Deus faz por você é impagável. A maioria de nós tem dificuldade com este pensamento, porque trabalhamos por tudo que recebemos. Mas, neste caso, o favor de Deus vem até nós gratuitamente, sem quaisquer condições.

31

ConviteDoCeu_3aProva.indd 31

27/09/13 11:50


Na economia de Deus não há relacionamento comercial. Há graça. Isso me faz lembrar um amigo meu que trabalhava como adestrador de cães. A cada comando atendido, o cachorro recebia um biscoito como recompensa. O cachorro pulava por dentro de um pneu, recebia um biscoito. Passava no meio de suas pernas, outro biscoito. Ficava de pé, outro biscoito. Fingia de morto, mais um biscoito. Percebi com o tempo que o animal já não olhava para o dono, apenas para as suas mãos. Deus não nos trata como cães. Ele não lhe dá uma recompensa a cada vez que você o obedece. Ele não coloca a mão no bolso e dá um prêmio por você fazer aquilo que Lhe agrada. O problema é que muitas pessoas pensam como cães adestrados. Elas dizem: Se eu fizer tudo “direitinho”, Deus me recompensará mais. Se eu aumentar o meu dízimo, Deus me abençoará mais. Se eu frequentar mais os cultos, Deus ouvirá mais minhas orações. Se eu ler mais a Bíblia, Deus resolverá os meus problemas. É um grande engano. Deus não negocia as suas bênçãos. O profeta Isaías mexe com o nosso orgulho quando diz “... todos nós somos como imundo, e todas as nossas justiças, como trapo da imundícia...” (Is 64.6) Pesadas as suas palavras, não acha? Gostemos ou não, nós estamos absolutamente desprovidos de qualquer mérito ou direito que impulsione Deus a nosso favor.

32

ConviteDoCeu_3aProva.indd 32

27/09/13 11:50


Por isso, a mensagem que vem do céu é: “Vinde e c­ omprai, sem dinheiro e sem preço, vinho e leite.” (Is 55.1)... “Inclinai os ouvidos e vinde a mim; ouvi, e a vossa alma viverá­...” (Is 55.3) Preste atenção nestas palavras: “Sem dinheiro e sem preço”. Deixe-me traduzir esta verdade com uma frase que você conhece bem: “TOTALMENTE GRÁTIS” ou “0800”. Deus é o Deus do convite. O Deus da graça. Ele não barganha com você. Não faz uma troca, um contrato, uma transação comercial. Ele simplesmente o chama. Ele o convida não apenas para salvar sua alma, mas também para cuidar do seu corpo. Ele o requisita para proteger sua vida, orientar seus passos, aliviar seu fardo, enxugar suas lágrimas. “... ouvi, e a vossa alma viverá” (Is55.3). Ele o abençoa mesmo sabendo que você não tem nada a oferecer para Ele. Isso se chama graça. Lembra-se do meu canário? Ele também não tem nada para me dar. Não pode pagar pela sua comida; não pode trabalhar para compensá-la. Mesmo assim, fico feliz em vê-lo bicar aquelas pequenas sementes. Já o considero como parte da nossa família. Porém, para mantê-lo próximo de mim, continuo colocando as sementes para ele todos os dias. Deus fez mais, infinitamente mais para nos ter ao Seu lado eternamente. Ele não nos deu apenas uns biscoitos para comer ou uma casa para morar. Ele nos honrou com a Sua presença. Desceu do céu, deixou Seu trono, entrou no nosso mundo. Vestiu a nossa pele, sofreu as nossas dores, morreu em nosso lugar.

33

ConviteDoCeu_3aProva.indd 33

27/09/13 11:50


“Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores.” (Rm 5.8) E se você acha que isso é ainda pouco, que tal ouvir a promessa que Ele deixou para você. Ela certamente irá convencê-lo de que vale a pena aceitar seu convite: “Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar. E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos levarei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também.” (Jo 14.1-3)

34

ConviteDoCeu_3aProva.indd 34

27/09/13 11:50



Convite do céu