Page 1

NOVIDADES 2016 BARCOS À VELA | BARCOS A MOTOR | SEMÍ-RÍGIDOS | MOTORES ELECTRÓNICA | EQUIPAMENTO Ano XIX | P.V.P. 3,50 € (Continente) IVA incluído

SEMI-RÍGIDOS

SAIBA COMO ESCOLHER

TALL SHIPS RACE

RUMO A LISBOA

BARCOS A TRADIÇÃO JÁ NÃO É O QUE ERA!

DESTINO

ALQUEVA


M O .C SS RE AP TIC AU .N W W W

Abril 2016

Editorial

P. O. Box 24 2656-909 Ericeira - Portugal Tel. +351 261 867 063 www.lobodomar.net

Director Vasco Melo Gonçalves Editor Lobo do Mar Redacção Lobo do Mar Publicidade Lobo do Mar Contactos +351 261 867 063 + 351 965 510 041 e-mail geral@lobodomar.net Grafismo

Contacto +351 965 761 000 email anagoncalves@lobodomar.net Impressão e acabamento AGIR - Produções Gráficas, Unip, Lda Rua Particular, Quinta de Santa Rosa 2680-458 CAMARATE Tel.: +351 219 348 990 e-mail: agir@agir.com.pt www.agir.com.pt

Distribuição VASP, Lda. Media Logistics Park, Quinta do Grajal, Venda Seca 2735-511 Agualva-Cacém Tel.: +351 21 433 70 00 Tiragem 6 000 exemplares Periodicidade Anual Depósito Legal nº. 107999/97 Registada na Entidade Reguladora para a Comunicação Social sob o nº. 120407 Direitos Reservados de reprodução fotográfica ou escrita para todos os países

Lago do Alqueva e o Turismo Náutico Nesta edição do Anuário Náutico escolhi o Grande Lago do Alqueva como um destino para o Turismo Náutico devido à sua beleza natural e ao território onde está inserido. Apesar de o plano de água já existir há alguns anos, o Turismo Náutico ainda é muito residual e está muito aquém do seu potencial. A Região de Turismo do Alentejo está a preparar um ambicioso Plano Estratégico para o Desenvolvimento do Turismo Náutico no Alentejo que poderá, num futuro breve, vir a beneficiar a região. A atual oferta é muito reduzida e resulta, em muitos dos casos, de uma reação à procura das pessoas e de uma oportunidade de negócio para os alojamentos locais criarem uma oferta complementar. Apesar do potencial que referi, atualmente apenas a Amieira Marina possui uma proposta estruturada. O proprietário de barco que queira navegar no Grande Lago possui diversos locais de acesso à água através de rampa mas aquela é a única infraestrutura com fornecimento de combustível. Ao nível da navegação é aconselhável prudência pois as boias de sinalização podem não estar colocadas na sua posição original. Ao fim destes anos todos e com as evoluções tecnológicas que os principais construtores implementaram nos seus modelos, continua a ser interdita a navegação às motos de água! APESAR DE TUDO NÃO DEIXE DE VISITAR E DE NAVEGAR NO GRANDE LAGO DO ALQUEVA, OBSERVAR AS SUAS PAISAGENS, CONHECER AS GENTES LOCAIS E A SUA MAGNÍFICA GASTRONOMIA.

Fotografia de Capa Cobalt R5WSS Surf

Vasco de Melo Gonçalves vascogoncalves@lobodomar.net anuário Náutico . 03


6

24

16

Sumário 6. Destino Albufeira do Alqueva

TEMA PA DE CA

16. Como escolher um Semi-Rígido

34

24. Tendências A tradição já não é o que era... 34. Pesca Ocasional 40. The Tall Ships Races Lisboa 2016

40

04 . anuário Náutico

Novidades 2016 48. Barcos à Vela Monocasco 52. Barcos à Vela Catamarã 54. Barcos a motor até 8m 64. Barcos a motor mais de 8m 74. Semi-Rígidos 80. Motores 85. Motos de Água 86. Eletrónica & Equipamento


www.siroco-nautica.pt

www.seaway.co.pt

A sua rota passa por nรณs! www.facebook.com/grupo.siroco/ www.siroco-equipamentos.pt

www.seaskycharter.com


Destino

Albufeira do Alqueva

Um Grande Lago

a descobrir

O Grande Lago do Alqueva é um destino de elevado potencial para o Turismo Náutico, Cultural e de Natureza. TEXTO E FOTOGRAFIA: VASCO DE MELO GONÇALVES

A região do Alentejo tem vindo a conquistar, ao longo dos últimos anos, uma notoriedade nacional e internacional. A diversidade de paisagens e de cenários, complementadas pelo trabalho desenvolvido pelos empresários, autarquias e turismo no sentido de promoverem a região tem produzido os seus frutos ao nível da procura. O Turismo Náutico poderá ser, também ele, um fator de dinamização e de captação de 06 . anuário Náutico


Destino suficiente de modo a aproveitar todo o seu potencial. No panorama empresarial nacional apenas a Amieira Marina, através da sua infraestrutura, atividades de aluguer de barcos casa e passeios turísticos, tem conseguido tirar partido deste plano de água. Ao nível da segurança de navegação, o garrar das boias de sinalização obrigam a uma atenção redobrada. A diferença da legislação espanhola com a portuguesa também tem sido um fator de constrangimento do desenvolvimento harmonioso (ver a visão da ATLA). Cientes desta realidade e após a elaboração de diversos estudos, a ERT – Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo apresentou um Plano Estratégico para o Desenvolvimento do Turismo Náutico. Trata-se de um documento extenso onde aborda diferentes planos de água existentes no Alentejo e Ribatejo. Concentrámos a nossa atenção no que diz respeito à Albufeira do Alqueva.

Algumas ideias do Plano Estratégico para o Desenvolvimento do Turismo Náutico.

novos turistas. Um outro segmento onde o Alqueva poderá ter sucesso, em virtude do plano de água e condições climatéricas, é como um destino para os construtores europeus de barcos e fabricantes de motores apresentarem as suas novidades. O Grande Lago do Alqueva é uma realidade com já alguns anos mas, ao nível do Turismo Náutico e prática de atividades náuticas, não tem tido o desenvolvimento

Ao nível das infraestruturas e equipamentos este Plano avança com algumas ideias sobre medidas a serem implementadas com vista à melhoria da oferta de acolhimento no que diz respeito à Náutica de Recreio: - Criação, recuperação e dotação de infraestruturas e serviços de apoio à atividade náutica (fingers de acostagem, poitas de amarração, cais de acesso, zonas de varagem de embarcações, rampas de acesso à albufeira, balizagem dos canais de navegação). - Infraestruturação ou recuperação de uma rede de espaços de sociabilidade e de lazer nas margens, que contemple praias fluviais, WC, restauração, parques de merendas, áreas de ensombramento, balneários, playgrounds para crianças, área desportiva e mobiliário/equipamentos de apoio anuário Náutico . 07


O ACESSO À ÁGUA PODE SER FEITO ATRAVÉS DE RAMPAS

Destino

aos utilizadores. - Qualificação dos acessos ao plano de água da albufeira. - Desenvolvimento de uma rede de parques multi atividades de recreio náutico (um parque por município funcionando como porta de parque com apoio ao uso turístico e de lazer - equipados com centro de divulgação, informação e reserva de atividades marítimo-turísticas, centro de interpretação ambiental, alojamento de pequena dimensão, atividades de animação turística, espaço recetivo das empresas marítimoturísticas, desinfeção e vistoria de embarcações privadas e outras atividades de fiscalização, etc.). - Criação de infraestruturas e serviços de apoio às atividades náuticas, nomeadamente oficinas de reparação naval, varadouros, armazéns de palamenta e aprestos, áreas de aparcamento de embarcações, estações de receção de resíduos derivados das atividades náuticas, pórticos e guinchos, entre outros. - Recuperação e adaptação das instalações da EDP nas proximidades da Barragem, atualmente geridas pela EDIA, tendo em vista a criação de uma unidade de 08 . anuário Náutico

alojamento de apoio ao desenvolvimento das atividades náutico turísticas.

A visão da ATLA

A ATLA - Associação Transfronteiriça Lago Alqueva possui um Plano de Ação 2014 – 2020, que espelha uma estratégia de gestão territorial integrada, sendo resultante do empenho e da vontade expressa pelos principais atores e agentes com responsabilidades públicas, regionais e locais, para o desenvolvimento de todo um território em Portugal e Espanha em torno do maior lago artificial da Europa – Alqueva. O Plano tem diversos eixos de atuação. No eixo 1, dedicado ao Ambiente e Ordenamento do Território, destacamos a Cooperação e articulação transfronteiriça no que concerne às diferentes utilizações dos planos de água e respetiva envolvente, o reforço e melhoria das acessibilidades ao plano de água e a criação de áreas de pesca desportiva. No eixo 3, dedicado ao Turismo, temos o Desenvolvimento e execução do Parque Temático de Alqueva; a criação de circuitos e rotas temáticas e a rede de postos de informação.


ASPETO DA AMIEIRA MARINA.

Conversámos com José Calixto, presidente da ATLA e da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz, sobre a evolução do Plano de Ação e os trabalhos não estão a seguir ao ritmo desejado. Para o implementação do plano recorreram ao ITI – Intervenção Territorial Integrada mas, não conseguiram os apoios e, por isso candidataram-se ao acesso a multi-fundos nomeadamente ao Interreg 5A, um programa de cooperação transfronteiriço Espanha-Portugal. Numa abordagem mais ligada ao Turismo e ao nível de conceito, para José Calixto será muito importante que os operadores possuam uma oferta global fruto dum trabalho em rede e não numa oferta segmentada. Estes produtos diversificados irão certamente aumentar a permanência dos turistas na região. Quando questionado especificamente sobre o Turismo Náutico e os problemas relacionados com a navegação do lado espanhol, assegurou-nos que estão a ser tomadas medidas para que, ao mais alto nível de Espanha e Portugal, seja resolvido o diferendo de legislação que prejudica (multas, apreensões de barcos, etc.) quem navega de Portugal para Espanha. A uniformidade

Destino

de legislação sobre a navegação na albufeira do Alqueva não pode ser resolvida a nível regional/local. Outro fator que preocupa este responsável é o da gestão das infraestruturas de atracação dos barcos. Já estão a ser desenvolvidos esforços, com os parceiros nomeadamente a EDIA, no sentido de se criar uma gestão centralizada para uma escolha adequada de que tipo de pontão utilizar na albufeira, haver um serviço de manutenção comum para uma maior eficácia ao nível do serviço e com uma gestão de dinheiros mais racional. JOSÉ CALIXTO - ATLA

anuário Náutico . 09


Destino

Caracterização da envolvente do Grande Lago

No âmbito da elaboração do Plano Estratégico para o Desenvolvimento do Turismo Náutico, pela ERT do Alentejo e Ribatejo, foi executado um levantamento das infraestruturas existentes de apoio à Náutica de Recreio nas diferentes povoações ribeirinhas. Localizada no município do Alandroal a aldeia de Juromenha oferece um excelente enquadramento cénico dominado pela fortaleza (futuro hotel e museu) e pelo espelho de água da albufeira do Alqueva. Do ponto de vista náutico, oferece um embarcadouro com finger recetivo, com acessibilidades reduzidas em comparação com o congénere localizado na margem espanhola. As condições de navegação são relevantes para diversas atividades náuticas para além dos passeios de recreio, como por exemplo, canoagem, paddle e remo. Oferece igualmente condições para o estabelecimento de uma potencial praia fluvial com parque de lazer associado. Monsaraz - centro náutico nas proximidades de Monsaraz e da aldeia do Telheiro, com infraestruturas de apoio às atividades náuticas, designadamente um cais com 4 fingers e rampa de varadouro e infraestru010 . anuário Náutico

turas de apoio às atividades de lazer, tais como bar/restaurante com esplanada, estacionamento, área de lazer, WC, etc. Ancoradouro de Campinho (Reguengos de Monsaraz), localiza-se próximo da aldeia de Campinho, possui um cais de acostagem e uma área de lazer na envolvente, com infraestruturas de apoio às respetivas atividades, nomeadamente, parque de estacionamento, contentores para recolha de lixo e WC. Centro Náutico da Amieira – situado próximo da localidade da Amieira, com a qual está ligado por um extenso passadiço em madeira. Possui um cais com 4 fingers infraestruturado com WC, caixotes para lixo, área de ensombramento e em projeto a construção de um restaurante. Amieira Marina – localizada próximo da aldeia da Amieira, este equipamento possui diversas instalações qualificadas de apoio às atividades náuticas, nomeadamente barcos-casa, aluguer de canoas e bicicletas, e em parceria com outras empresas, ski, vela, wakeboard, aluguer de embarcações à vela. Possui condições de atracação para 15 barcos-casa, multi-espaços de atracação


Destino CAIS SITUADO EM JUROMENHA.

para embarcações privadas. Possui, igualmente infraestruturas, equipamentos e serviços de apoio às atividades náuticas, tais como: posto de abastecimento de combustível, catering, facilidades de acesso a pessoas com mobilidade reduzida, manutenção de embarcações, rampa de varadouro, bar, receção, estruturas de formação, informação turística. Aldeia da Luz – esta aldeia é um dos principais atrativos de visita da albufeira de Alqueva, não só pela sua génese, mas também pelos recursos turísticos em presença, designadamente o Museu da Luz e o cais de atracação e acostagem e respetivo passadiço de acesso à aldeia (700m). Este cais permite a atracação de 10 embarcações e uma plataforma de acostagem de mais de 30 m. Aldeia da Estrela – este povoamento ribeirinho disponibiliza um caís de atracação com 4 fingers e algumas infraestruturas de apoio e de lazer, designadamente um restaurante. Núcleo da Barragem do Alqueva – A propriedade e gestão das Infraestruturas pertence à EDIA. Existe uma rampa de varadouro nas proximidades de dois cais

de acostagem e uma marina com 28 espaços de atracação, um pontão de acostagem para as embarcações Guadiana, Degebe e Alcarrache (barcos de passeio para grupos), bem como espaços reservados para os barcos-casa da Amieira Marina e outras infraestruturas de apoio (WC, bar, estacionamento e área de lazer). É num destes cais de acostagem que a empresa marítimo-turística AlquevaLine centra a sua operação. Nas proximidades deste núcleo, situa-se a antiga Pousada da EDP (80 quartos) e uma área de lazer na envolvente, sob gestão da EDIA. Aldeia do Alqueva – este povoamento ribeirinho disponibiliza um caís de atracação e algumas infraestruturas de apoio e de lazer, designadamente um hostel. No âmbito da Estratégia para a Conservação e Valorização das Ilhas e Penínsulas de Alqueva promovida pela EDIA identificou-se um universo de cerca de uma centena e meia de ilhas, umas com vocação para a conservação da natureza e outras para uso desportivo e recreativo, que deverão ser concessionados a operadores privados. anuário Náutico . 011


Destino

Barcos-casa | Uma experiência gratificante UM PROGRAMA IDEAL PARA A FAMÍLIA.

A melhor forma de conhecer a albufeira do Alqueva e as suas aldeias ribeirinhas é, sem dúvida, de barco e ao longo de vários dias. A Amieira Marina introduziu, há uns anos, no mercado nacional um novo conceito de desfrutar dum plano de água através da utilização de um barco-casa que não necessita de carta para o pilotar. Recordo-me que, na época, foram inúmeras as vozes que se levantaram contra a ideia baseando as suas objeções na celebre questão da segurança! Passados estes anos todos, os barcos-casa continuam a navegar na Albufeira do Alqueva e não existe registo de acidentes. Já tive a oportunidade de experimentar um barco-casa e gostei muito deste conceito de conhecer a albufeira através de uma navegação calma e relaxante. O utilizador 012 . anuário Náutico

recebe uma pequena formação de como deve usar os instrumentos e equipamentos de navegação, bem como quais as normas para navegar em segurança. Após o briefing é tempo de zarpar! A limitação da velocidade permite-nos tirar partido da paisagem, observar as inúmeras rapinas ou simplesmente ver o gado nas suas deslocações. A conceção do barco foi pensada para uma fácil utilização exterior devido a um layout simples e funcional. Possui dois postos de pilotagem, um interior e outro no flybridge. O acesso à proa, onde temos uma zona de estar, é feito por ambos os lados da embarcação. O espaçoso poço é o elo de ligação entre o exterior e o interior. Ao nível do layout interior existem diversas configurações em função do número de pessoas. O que experimentei tinha uma cabina, casa de


Destino

banho privada, salão e cozinha. O espaço interior é muito luminoso e arejado devido à inúmeras janelas e à porta de correr que dá acesso ao exterior. O conforto a bordo é total. Ao nível da navegação, a instrumentação é composta por sonda e chartplotter complementada pelas boias de sinalização numeradas que não deixam margem para dúvidas. Apenas as atracagens levantam alguma dificuldade em virtude da pouca capacidade de manobra do barco. A transmissão por linha de veio e o volume das obras-mortas interferem com a manobra o que requer alguma prática. Nas escalas e se pretende visitar as Aldeias Ribeirinhas, é recomendável levar a bordo bicicletas pois, nem sempre, as povoações ficam junto aos pontões de atracagem. anuário Náutico . 013


Destino

Monsaraz | Uma vila com caráter

Monsaraz com as suas muralhas é um dos lugares mais emblemáticos das povoações vizinhas da albufeira do Alqueva. A sua posição estratégica ligada a uma excelente preservação fazem desta vila um local de visita obrigatória para quem passa pelo Alentejo. A riqueza do património edificado aliado ao património cultural são, por si, fatores de grande atração. Mas, se lhe juntarmos a gastronomia e o vinho, o local fica irresistível. Costumo visitar Monsaraz ao longo do ano e, sempre que o faço, encontro algo de diferente e que me espanta. A paisagem altera-se, seja em função do nível da água na albufeira ou da luz, as neblinas matinais criam um ambiente único, as iniciativas culturais nomeadamente o presépio por altura do natal, fazem com que Monsaraz seja sempre diferente e um destino de qualidade. 014 . anuário Náutico


Como escolher um Semi-Rígido

MERCADO

SEMI-RÍGIDOS

PARA TODOS OS GOSTOS! A ESCOLHA DE UMA EMBARCAÇÃO SEMI-RÍGIDA FAZ-SE, NORMALMENTE, POR CRITÉRIOS DE SEGURANÇA E ESTABILIDADE MAS TAMBÉM POR RAZÕES DO TIPO DE UTILIZAÇÃO QUE IREMOS DAR A ESSA EMBARCAÇÃO. TEXTO E FOTOGRAFIA: VASCO DE MELO GONÇALVES

016 . anuário Náutico


Como escolher um Semi-Rígido

Hoje em dia, a oferta existente no mercado de embarcações semi-rígidas é enorme e com produtos para todo o tipo de utilização. Em Portugal, este tipo de embarcação, esteve até há pouco tempo muito relacionada com a prática de atividades subaquáticas. Julgando-se que elas não serviriam para mais nenhum outro de tipo de prática náutica. Trata-se de um puro engano pois, o grau de sofisticação (cabinas, cozinha, casa de banho) que alguns construtores italianos colocam nos seus modelos, é algo de espantoso…

CONCEITO E LAY-OUT

A grande maioria dos construtores dispõe de modelos de embarcações semi-rígidas do tipo Open (com ou sem layout predefinido), modelos cabinados e pequenas unidades que servem de embarcações auxiliares. A embarcação do tipo Open permite ao utilizador escolher qual a configuração de lay-out quer para a sua embarcação. O mobiliário é um acessório e comprado à parte e colocado no convés em função

do tipo de utilização que o proprietário quer dar à embarcação. Por vezes vemos modelos com apenas com uma consola totalmente encosta a um dos bordos privilegiando, desta forma, a capacidade de carga de equipamentos e a boa circulação a bordo. Ao nível dos acessórios existe uma grande diversidade de formas quer de consolas como bancos que, também eles, dependem da finalidade de utilização. Contudo, existem modelos que já vêm, de fábrica, com o layout de convés definido no que diz respeito à posição da consola, bancos e porões. Estes são os modelos mais procurados pelo o utilizador de recreio que pretende ter um barco para efetuar passeios ou atividades náuticas de pequena duração (menos de um dia). Neste segmento Open, alguns construtores possuem modelos mais robustos dedicados a uma utilização mais intensiva (trabalho) e aptos a navegar com qualquer tipo de condições de mar e meteorológicas. Em virtude da grande dinâmica que as atividades subaquáticas (mergulho e caçasubmarina) têm, na Europa, certos construtores desenvolveram modelos específicos anuário Náutico . 017


Como escolher um Semi-Rígido DOIS TIPOS DIFERENTES DE CONSOLA. A DA ESQUERDA VOCACIONADA PARA O CRUZEIRO ENQUANTO QUE, A DA DIREITA É MAIS DE TRABALHO.

para estas áreas de atividade. Ainda no segmento dos modelos “especializados” foram desenvolvidos projetos destinados à Marítimo Turística para observação de cetáceos e passeios. Com a introdução de uma cabina, a embarcação semi-rígida proporciona outro tipo de conforto a bordo. Também neste segmento existem diferentes tipos de oferta fruto do tipo de programa que o proprietário quer fazer. No nosso mercado é mais vulgar vermos modelos de barcos com uma cabina central inserida na consola. Essa cabina possui, normalmente, um WC e algum espaço para arrumos. Contudo existem outros modelos que reservam todo o espaço da proa para a cabina que possui uma cozinha e casa de banho rivalizando, diretamente, com os day-cruiser em fibra. Neste tipo de semirígido os níveis de conforto são elevados e os padrões de qualidade de acabamento colocam-se num outro patamar e, isso, reflete-se nos preços de comercialização. Ao nível da motorização estes modelos podem ser equipados com motores fora 018 . anuário Náutico

de borda ou interiores. No que diz respeito à forma do casco e, como em qualquer embarcação, poderá ter um V mais pronunciado, médio ou pouco. Se o V for mais pronunciado poderá navegar em mares mais ondulados com uma passagem mais confortável na vaga.

MATERIAIS

Quanto aos tecidos utilizados no fabrico dos flutuadores podem ser fabricados com três tipos de materiais: PVC; Hypalon/Neoprene e PU Poliuretano. Como exemplo de um fabricante que trabalha com estes tecidos temos a marca Vanguard Marine, um grupo internacional com fábrica em Portugal, com grande experiência na concepção e fabrico de embarcações semi-rígidas de utilização profissional e de lazer “...Os materiais utilizados tanto o PVC como o Neopreno cs (Hypalon) e o PU Poliuretano dispõem da mesma estrutura construtiva, um suporte textil de base que suporta as propriedades mecánicas de resistência aos rasgos e im-


Como escolher um Semi-Rígido

pactos e aos recobrimentos internos e externos que proporcionam a impremeabilidade do ar assim como a resistência á intempéria dos agentes atmosféricos e a abrasão em função das propriedades específicas de cada um deles”. No que diz respeito à tecnologia e processo de fabricação, “...Os materiais de PVC e o PU Poliuretano são fabricados com sistemas mecanizados e motorizados combinados com a tecnologia de Thermosealing®, sistema industrializado que proporciona uma qualidade uniforme e uma grande redução de custos. O fabrico em Neopreno Hypalon realiza-se por um processo tradicional e manual de colado em frio. Thermosealing® é o processo industrial de união das distintas partes do flutuador neumático por um processo de dupla fusão simultânea e calandrado a altas pressões, uma dupla fita de união interna/ externa, que proporciona soldaduras mais fortes que o próprio material empregado”. Ao nível do material de fabrico do casco, a

1AF_ANAUTICO_AdRodape_Yamaha_ParaMaisNegocio_2016.pdf

F70HP

grande maioria dos modelos comercializados em Portugal é de fibra de vidro. Contudo existem também propostas com casco de alumínio.

VAI COMPRAR O SEU PRIMEIRO SEMI-RÍGIDO

1

A decisão de compra deverá ter em conta qual o tipo de utilização vai dar à sua embarcação, para onde irá navegar e que tipo de carta pretende tirar. Tomada a decisão em relação ao tipo de barco que necessita, à que ter em conta que o transporte de um semi-rígido é realizado com recurso a um atrelado. Será que o seu automóvel possui as características adequadas para realizar tais funções? Será que possui uma carta de condução também ela válida para conduzir o conjunto? Ultrapassadas estas questões vamos concentrar a nossa atenção no que diz respeito à questão do arrumar do barco e atrelado. A solução nem sempre é tão fácil devido 22/03/16

16:42

EM TRABALHO OU DIVERSÃO, UM COMPANHEIRO PLENO DE POTÊNCIA.

anuário Náutico . 019


Como escolher um Semi-Rígido DIFERENTES TIPOS DE EMBARCAÇÕES SEMI-RÍGIDAS PARA DIFERENTES TIPO DE UTILIZAÇÃO. DESDE O SIMPLES MODELO PARA ANEXO (MOTOR FORA DE BORDA OU JET) AO DAY-CRUISER E DE CRUZEIRO.

ao volume e dimensões do conjunto. Desta forma terá que pensar aonde vai guardar a embarcação: garagem própria, deixar ao ar livre com capota, recolher numa empresa de serviços ou deixar numa marina. A escolha de uma marca e de um modelo é algo de complicada decisão. Hoje em dia, no mercado nacional, a oferta é diversificada e normalmente de boa qualidade. Os agentes económicos criaram uma fórmula de comercialização interessante que é a dos packs barco/motor, onde os preços são mais competitivos. Na hora da decisão tenha em conta a rede de assistência técnica das marcas e, na capacidade do 020 . anuário Náutico

agente económico realizar um serviço de pós-venda de qualidade. Uma coisa que deverá ter em conta é se o preço inclui os acessórios, os equipamentos de segurança obrigatórios, o serviço de montagem e o atrelado. Ainda no que diz respeito a despesas com a embarcação terá que ter em conta o valor do registo, seguro, selo e taxa de farolagem. Em Portugal existem representantes de algumas marcas internacionais mas também possuímos construtores de qualidade nomeadamente, Vanguard, Hydrosport e SeaRibs.


Como escolher um Semi-Rígido

OPINIÃO LUÍS QUINTA

Desvantagens? Não vejo nenhuma... Quando comecei a levar as actividades subaquáticas muito a sério, há cerca de trinta anos, um dos meus meios de deslocação para as zonas de mergulho foi o barco pneumático. Levei esta plataforma de inúmeras maneiras para as diversas zonas da costa portuguesa, desde enrolado no tejadilho do carro, a montado em cima da viatura, ou a reboque em cima de um atrelado. A leveza e portabilidade de um pneumático foi, desde cedo, para mim um meio de apoio inquestionável, quer para o mergulho, quer para a pesca submarina. No início da década de 80 do séc. passado, e numa das minhas viagens a Sagres, vislumbrei o primeiro semi-rígido da minha vida. Era uma embarcação estranha para a época, pois era um misto de barco de fibra e pneumático. Era francês e parecia um protótipo. Desde então fui assistindo à evolução e massificação das embarcações semi-rígidas. Pelo meu percurso de quase trinta anos de carreira fotográfica, possuí dois pneumáticos e um semi-rígido, percorrendo milhares de milhas náuticas em todas as águas de Portugal. Naveguei em centenas de embarcações pneumáticas, um pouco por todo o mundo, de inúmeras marcas e tamanhos. Para a minha actividade enquanto mergulhador, fotógrafo e operador de câmara, não encontro outra embarcação com as mesma vantagens, para trabalhar no mar, como o semi-rígido. Um semi-rígido é, tipicamente, uma embarcação ágil, capaz de navegar, com todos os tipos de mar, como também de viajar e fácil de atracar. 3AF_ANAUTICO_AdRodape_Yamaha_ParaMaisNegocio_2016.pdf Mesmo com pesos mal arrumados, ou de-

F130HP F115HP

sequilibrados, um semi-rígido compensa bem este detalhe. Por vezes, a trabalhar com várias pessoas a bordo e debruçadas para o mesmo lado, um semi-rígido aguenta-se bem não adornando perigosamente. Mesmo quando é necessário mudar de bordo, porque o nosso sujeito fotográfico mudou de direcção, posso tranquilamente alternar de estibordo, para bombordo num instante. Para saltar para dentro de água, ou para retornar à embarcação, os flutuadores redondos, macios e lisos não encontram comparação com outro tipo de embarcações. Se necessitar de filmar, ou fotografar perto da linha de água, numa embarcação semi-rígida é fácil baixar-me para trabalhar perto do mar. Desvantagens? Não vejo nenhuma de relevante, apenas a tela pode desgastar-se pelo uso e pelo sol, dando menos longevidade à embarcação. Mas neste aspecto depende da manutenção e cuidado que cada utilizador dá ao seu “navio”. Furos? Já naveguei muitas milhas com pneumáticos e semi-rígidos furados, sem problemas de maior. Chegámos sempre tranquilos e confortáveis a terra! Luis Quinta 3

Natural History Photographer and Filmmaker

22/03/16

16:47

facebook.com/LuisQuintaPhotography

AS NOVIDADES COM A MELHOR RELAÇÃO PESO-POTÊNCIA DA SUA CLASSE.

anuário Náutico . 021


OPINIÃO VASCO VARANDA O TT do meio aquático

C

M

A convite da Lobo do Mar ( Anuário Náutico ), venho assim explicar a minha preferência por embarcações semi-rígidas, no segmento de mercado que pretendo atingir, e para a atividade marítimo-turística vocacionada para a observação de vida selvagem. A embarcação semi-rígida, para além de ser tendencialmente mais leve, oferece uma maior estabilidade, principalmente em mar aberto, com ondulação e algum vento. Nunca adorna demasiado mesmo que os clientes se debrucem todos para o mesmo bordo, fruto de um avistamento mais emocionante. Oferecem um compromisso entre segurança e conforto muito elevado. Permitem uma maior proximidade com o elemento aquático e, no caso das embarcações com cascos menos pronunciados, torna-se mais fácil navegar em fundos de pouca água, como acontece muitas vezes nos estuários. Para os casos de trabalho em exclusividade com clientes profissionais, tais como fotógrafos, ou pequenos trabalhos científicos, que requerem o transporte de muito material sensível tal como equipamento de 022 . anuário Náutico

vídeo e fotografia, também permitem uma maior facilidade, não só na passagem do equipamento para dentro e fora de água, como no nosso caso específico, em que utilizamos uma embarcação dita “ aberta”, como na arrumação do referido equipamento. Penso assim ter deixado de forma clara, a justificação da opinião formada com a experiência vivida. Este tipo de embarcação é por muitos denominada de TT do meio aquático.

Vasco Varanda

é o responsável da Feathers & Scales uma jovem empresa de animação turística, licenciada pelo Turismo de Portugal com o registo no RNAAT Nº 559/2015. Especialmente vocacionada para o bird-watching e dolphin-watching, nas águas da Costa Atlântica de Almada, assim como para os passeios, em viatura TT, ao longo da costa e até à Serra da Arrábida, etc, tem no seu ativo uma viatura TT, Nissan Patrol Longo, com capacidade máxima para 6 (seis) passageiros, além do condutor, e ainda uma embarcação semi-rígida de 5,10 m de comprimento, com capacidade para 10 ( dez ) passageiros.

Y

CM

MY

CY

CMY

K


Tendências

TENDÊNCIAS

A TRADIÇÃO JÁ NÃO É O QUE ERA... LONGE VÃO OS TEMPOS EM QUE UM RIVA REPRESENTAVA O QUE DEMAIS SOFISTICADO SE FAZIA NO PANORAMA NÁUTICO INTERNACIONAL. O CONCEITO DE ÍCONE OU DE OBJETO DE DESEJO, NO SÉCULO XXI, É COMPLETAMENTE DIFERENTE DOS DA SEGUNDA METADE DO SÉCULO XX. TEXTO E FOTOGRAFIA: VASCO DE MELO GONÇALVES E D.R.

024 . anuário Náutico


Tendências

exclusivos da alta-sociedade e dos colunáveis e, os conceitos estéticos no que diz respeito a design e decoração dos barcos, bem como o tipo de utilização, alteraram-se profundamente.

A marca italiana Riva, através do seu modelo Aquarama encarnou desde do ano de 1962 e durante muitos anos, o conceito de barco desportivo e de glamour. Parte deste imaginário vem da estreita ligação com o mundo do cinema e à Côte d’Azur francesa. Hoje em dia, a realidade é bem diferente. A Côte d’Azur e alguns portos de Itália deixaram de ser os espaços geográficos

NOVA ESTÉTICA, NOVOS CONCEITOS Esta “revolução” na náutica de recreio está intimamente ligada à evolução económica mundial e ao surgimento de uma nova geração de milionários. Clientes europeus, norte-americanos, russos e, mais recentemente, chineses dominam a carteira de encomendas dos principais estaleiros mundiais. Os barcos deixaram de ser concebidos / construídos para “navegar” e passaram a ser mais sofisticados e, em tudo, semelhantes a boas casas. Os proprietários têm a possibilidade de escolher / conceber a decoração, o layout, a motorização, a cor do seu futuro barco. O barco passou a ser um símbolo de estatuto financeiro e uma plataforma para se fazer negócio num ambiente relaxado. Os estaleiros italianos foram os primeiros a compreender esta nova realidade e, hoje em dia, são um dos principais construtores mundiais. anuário Náutico . 025


Tendências

Seria redutor caracterizar o perfil do nauta atual numa pessoa que gosta de ostentar e que procura apenas a sofisticação e a estética. Nos últimos anos, temos assistido a uma procura crescente de pequenos veleiros por parte de profissionais bem-sucedidos em atividades de grande stress. São pessoas sem um grande conhecimento de navegação mas que procuram o sossego que o velejar proporciona e a tranquilidade que um fim de semana a bordo transmite. Os estaleiros, principalmente os franceses, aperceberam-se rapidamente da existência deste novo mercado e começaram a conceber modelos de veleiros extremamente simples, ao nível da manobra mas, com todas as comodidades a bordo. À facilidade de manobra dado que existem modelos que podem ser tripulados por apenas uma ou duas pessoas, juntou-se a evolução tecnológica dos sistemas de auxílio à navegação como são os casos de equipamentos de GPS com cartografia, sondas e radares. Os principais fabricantes de equipamentos introduziram, nos seus modelos, sistemas de operação intuitivos muito idênticos aos utilizados no dia-a-dia das pessoas nos seus computadores. Para facilitar ainda mais, o barco já pode ser controlado através de aplicações nos tablets e smartphones... Não nos deixemos embalar porque, na náutica, nem tudo é calma e relaxe! Para aqueles que gostam de desportos náuticos e que procuram adrenalina no contacto com a água, velocidade e sensações

026 . anuário Náutico

fortes, o day-cruiser a motor ou a moto de água podem ser as respostas ideais. Também neste segmento, a tecnologia e a investigação estão presentes. Os principais construtores mundiais, com especial incidência nos norte-americanos, conceberam modelos de barcos com cascos com uma grande hidrodinâmica equipados com motores potentes e silenciosos e devidamente preparados para os desportos nomeadamente o Wakeboard e o Surf. Estes modelos traduzem os desejos de uma geração dinâmica caracterizada pelo culto duma imagem desportiva, pelo gosto de estar com os amigos num contacto estreito com a natureza. É nas motos de água que assistimos às maiores evoluções tecnológicas e dinâmicas. A “luta” pela liderança do setor é protagonizada pelos fabricantes americano SeaDoo e pelo japonês Yamaha. Durante anos a aposta dos fabricantes concentrou-se no incremento de potência nos seus modelos chegando alguns a ter 260 Cv! Este exagero de potência colocou problemas de segurança aos utilizadores e tornou esses modelos quase indomáveis. A Yamaha percebeu que, ao conceber modelos tão “selvagens” estava a fabricar motos de água para um número “reduzido” de utilizadores... Através de uma intensa investigação e de muito investimento inverteu a tendência e começou a apresentar modelos mais “domesticados” com forte incorporação de segurança de onde se destacam os limitadores de potência, a marcha à ré e sistemas auxiliares de manobra.


6OSTAS

PROP AZER F PARA AR SONH

Tendências REALMENTE A TRADIÇÃO JÁ NÃO É O QUE ERA E, ESTA REALIDADE ESTÁ BEM EXPRESSA NAS SEIS PROPOSTAS DE EMBARCAÇÕES QUE APRESENTAMOS. COMO ELO DE LIGAÇÃO ENTRE ELAS TEMOS A INOVAÇÃO, O DESIGN E A EXCLUSIVIDADE.

ARCADIA 85, UM SUPERYACHT O construtor Arcadia Yachts é conhecido por construir modelos de barcos a motor com linhas arrojadas e originais mas também, por ter preocupações ambientais. Estas preocupações são explanadas no processo de fabrico com utilização de motorização híbrida, utilização de tintas amigas do ambiente, utilização de painéis solares e implementação de sofisticados sistemas de tratamento de águas sujas a bordo. O Arcadia 85 não deixa ninguém indiferente quer pela sua dimensão como pelo seu visual a fazer lembrar os antigos batelões que navegavam nos canais europeus e que foram transformados em barcos-casa. O conceito de layout do Arcadia 85 foi pensado para ser um barco de família onde a zona de estar se encontra, toda

ela, num deck. A conceção inteligente do deck superior suprime as necessidades das áreas de exteriores. Com 25 m de comprimento o Arcadia 85 tem um deslocamento de 55 toneladas. Ele está equipado com dois motores diesel MAN que lhe permitem atingir 18 nós de velocidade máxima e uma velocidade de cruzeiro de 16 nós. A sua autonomia é de 500 milhas náuticas.

Ficha técnica Modelo: Arcadia 85 | Origem: Itália | Construtor: Arcadia Yachts | Comprimento total: 25,90 m | Comprimento do casco: 23,97 m | Largura máx.: 7,15 m | Calado: 1,65 m | Peso: 67 Ton. | Motorização: 2 x R6-730 Cv MAN | Depósito de combustível: 5 900 L | Depósito de água: 1700 L | Cabinas: 4 + 2.

anuário Náutico . 027


Tendências

COBALT A25, UM DAY-CRUISER POR VOCAÇÃO O construtor norte-americano Cobalts é uma referência de qualidade e design no segmento dos modelos de barcos daycruiser. Destingue-se dos outros construtores americanos e europeus pela design, qualidade de fabrico e pela atenção aos detalhes. O modelo A25 é um bom exemplo do que acabo de referir tratando-se de um modelo de proa aberta destino a uma utilização em família ou entre amigos. Por vezes as inivações não são logo percetíveis mas, o A25 possui um casco fabricado com recurso a diversas camadas de materiais, de onde se destaca o Kevlar, aplicadas manualmente. No posto de pilotagem o construtor integrou o Cobalt Touch Tech

028 . anuário Náutico

navigation. À popa temos uma plataforma de banhos invadora e equipada com degrau o que facilita o acesso à água. Ao nível da motorização, o construtor oferece diferentes ofertas de potência (dos 300 aos 430 Cv) entre os dois fabricantes de motores, MerCruiser e Volvo Penta.

Ficha técnica Modelo: A25 | Origem: USA | Construtor: Cobalt Boats | Comprimento: 7,77 m | Boca: 2,59 m | Calado: 0,76 a 0,99 m | Capacidade de combustível: 189 L | Capacidade de água: 38 L | Peso: 2 325 kg | Motorização: MerCruiser 6.2 L MPI ECT-300 B3 - 300 Cv / Volvo Penta V8-300C-G DP – 300 Cv.


Tendências

JEANNEAU LEADER 46, CRUZEIRO DE QUALIDADE O Leader 46 do construtor francês Jeanneau representa a nova geração de modelos de barco a motor destinado ao cruzeiro. Esta nova tendência acenta em linhas exteriores retro e muito simples, interiores com um conceito Zen com elevada luz natural. É um modelo mais intimista destinado a uma utilização familiar que poderá ter duas ou três cabinas. Em ambas as configurações, a cabina do proprietário situa-se a meio da embarcação, ocupa toda a largura da mesma e possui casa de banho privativa. O layout da zona de estar, no convés, foi pensado no sentido de criar diferentes zonas de estar para uma melhor distribuição das pessoas a bordo. A popa é de grande qualidade e o acesso ao mar é fácil e se-

guro. Ao nível da motorização, a escolha foi para os afamados motores Volvo Penta sendo que, numa das configurações, é utilizado o sistema IPS.

Ficha técnica Modelo: Leader 46 | Origem: França | Construtor: Jeanneau | Comprimento total: 14,30 m | Comprimento do casco: 12,67 m | Boca: 4,1 m | Calado: 1,1 m | Deslocamento ligeiro: 10 600 kg | Cabinas: 2 a 3 | Motorização: Volvo 2x D6-370 DP (2x 370 CV) + Joystick; Volvo 2x D6-400 DP (2x 400 CV) + Joystick; Volvo 2x IPS 600 (2x D6-435 CV) | Depósito de combustível: 900 L | Água: 400 L | Categoria CE: B-12 / C-14 | Designer: Garroni Design | Arquiteto Naval: J&J Design

anuário Náutico . 029


Tendências

JEANNEAU MERRY FISHER 755 MARLIN, A PESCA EM CONFORTO O modelo Merry Fisher 755 Marlin oferece um real conforto de navigação e de vida a bordo. O conceito e o design deste modelo tem muitas referências aos antigos barcos de pesca e aos barcos utilizados nos paises nórdicos. No exterior, o layout walkaround permite uma boa circulação e, em ação de pesca, espaço suficiente para os pescadores. O interior é muito semelhante ao dos barcos da Filândia com uma zona de estar por detrás do posto de pilotagem, portas laterais de acesso ao exterior e cabina na zona inferior. O casco possui um V evolutivo que corresponde aos atuais critérios de navegação e permite ser rápido e estável. A escolha de motorização fora de borda permite obter velocidades mais elevadas, consumo mais reduzido e uma maior eficiência na ma-

030 . anuário Náutico

nutenção. O Merry Fisher 755 Marlin é um modelo polivalente.

Ficha técnica Modelo: Merry Fisher 755 Marlin | Origem: França | Construtor: Jeanneau | Comprimento total: 7,25 m | Comprimento do casco: 6,96 m | Boca: 2,81 m | Calado: 0,52 m | Peso s/motor: 1 750 kg | Motorização: 1 x 200 Cv | Depósito de combustivel: 285 L | Água: 100 L | Cabina: 1 | Categoria CE: C-8 | Conceção: Jeanneau design - Centkowski & Denert Design


Tendências

STRIDER 19, UM BARCO DE SONHO O Strider 19 é um semirrígido que nasce do trabalho desenvolvido pelo designer italiano Christian Grande e pelo gabinete de estudos neozelandês Naiad que projetou o casco. É o exemplo máximo da versatilidade de utilização, do requinte e da performance. O Strider 19 como semirrígido é muito versátil e seguro em qualquer tipo de mar. O construtor SACS, através da incorporação de materiais nobres, mobiliário requintado e design refinado, transformou este modelo em algo exclusivo e destinado a um cliente diferente que gosta de conforto e velocidade. Só para termos

a noção do potencial de velocidade deste modelo, o Strider 19 equipado com dois motores Caterpillar de 1150 Cv cada, atingiu velocidades máximas de 50 nós.

Ficha técnica Modelo: Strider 19 | Origem: Itália | Construtor: SACS | Comprimento total: 18,30 m | Largura máx.: 5,45 m | Calado: 1,10 m | Deslocamento: 21,6 Ton. | Potência máx.: 2 x 1200 Cv | Depósito de combustível: 3 000 L | Depósito de água: 300 L | Lotação: 22 | Cabinas: 2.

anuário Náutico . 031


Tendências

FX HO, FÁCIL E SEGURA As motos de água não deixam ninguém indiferente e atraem pessoas de todas as idades. Contudo, havia a noção que eram perigosas pois tinham muitos cavalos de potência e eram difíceis de manobrar para quem não tinha experiência. O construtor japonês Yamaha tem uma cultura de empresa muito própria e preocupa-se com o bem-estar do utilizador e desenvolveu diversas soluções técnicas para inverter este pensamento. Este modelo incorpora sistema RiDE com controlo intuitivo, o Cruise Assist, modo No Wake e trim eletrónico, o Low-RPM Mode™ (Modo RPM reduzidas para iniciação), o Sistema eletrónico

032 . anuário Náutico

de marcha à ré de velocidade continuada e indicadores de F-N-R (em frente, ponto morto, marcha à ré). A FX HO vem equipada com um banco para 3 passageiros, plataforma grande na popa, escada e pegas práticas para subir a bordo e grande espaço de arrumação.

Ficha técnica Modelo: FX HO | Origem: Japão | Construtor: Yamaha | Comprimento: 3,56 m | Largura: 1,23 m | Altura: 1,23 m | Peso: 376 kg | Cilindrada: 1 812 cc | Tipo de motor: 4 válvulas, 4 cilindros, 4 tempos, DOHC | Depósito de combustível: 70 L | Lotação: 1 a 3.


Pesca

PESCA OCASIONAL

A BORDO DE UMA EMBARCAÇÃO HÁ SEMPRE OPORTUNIDADE PARA PESCAR...

ESTAR A BORDO DE UMA EMBARCAÇÃO É UMA BOA OPORTUNIDADE PARA ALGUNS MOMENTOS DE PESCA. A ABORDAGEM QUE AGORA FAZEMOS VISA TÃO SÓ FORNECER ALGUMA INFORMAÇÃO A QUEM NUNCA PESCOU OU A QUEM SÓ PESCA OCASIONALMENTE. TEXTO E FOTOGRAFIA: JORGE BARRETO

034 . anuário Náutico


Pesca

PESCAR É DIVERTIDO, ESTIMULA OS NOSSOS SENTIDOS E É MUITAS VEZES UMA ATIVIDADE QUE “PODE DAR OS SEUS FRUTOS”, ISTO É, “PODE DAR OS SEUS PEIXES”.

ABEIRANDO UM ROBALO

Pescar é divertido, estimula os nossos sentidos e é muitas vezes uma atividade que “pode dar os seus frutos”, isto é, “pode dar os seus peixes”. Quer em barco à vela quer em barco a motor, podemos animar os nossos passeios ou viagens com momentos de pesca e capturar peixe que tão bem nos vai saber pela sua frescura. Para tanto basta que tenhamos a bordo um mínimo de equipamento, como um ou

mais conjuntos de cana e carreto, linhas, anzóis, chumbadas, montagens ditas para o carapau e algumas amostras.

A AÇÃO DE PESCA

Se a embarcação tiver seguimento, poderemos aproveitar o seu movimento e velocidade para corricar com amostras. Nos períodos em que estivermos parados ou com deriva lenta, poderemos pescar ao fundo ou lançar as amostras. anuário Náutico . 035


Pesca

MAIS UM PEIXE PESCADO AO CORRICO

PEQUENO TUNÍDEO, DENOMINADO BONITO OU MERMA CAPTURADO AO CORRICO.

MAIS UM PEIXE PESCADO AO CORRICO

No caso do corrico, basta libertar a amostra na esteira deixada pelo barco e soltar cerca de 90 metros de fio do carreto. Depois é esperar que algum predador se interesse pela nossa amostra e a ataque. A regulação do drag do carreto deve ser feita até que não ocorra saída de linha provocada pela resistência da amostra na água. Assim, se um peixe ficar preso na amostra, o drag irá compensar o esforço com saída controlada de linha. Os peixes que são expectáveis capturar no corrico ligeiro são os robalos, as cavalas, os sarrajões e, mais ao largo, outros pequenos tunídeos como o atum listado e os bonitos (ou até os dourados). Em situações em que estamos parados ou com deriva lenta, poderemos pescar na vertical. A utilização de montagens de plumas pode permitir a captura de carapaus e cavalas, peixes por si só interessantes para cozinhar, mas também para servirem de isca. Se pretendermos pescar ao fundo, pode036 . anuário Náutico

remos iscar com pedaços de carapau ou de cavala. Esta última, é muito eficaz para capturar peixes como a safia, o besugo ou o pargo. Note-se que as montagens de plumas iscadas com pequenos pedaços de cavala são também muito eficazes na captura de safias, peixe semelhante ao sargo e muitas vezes confundido com este.

EQUIPAMENTOS E MONTAGENS

Embora se trate de pesca ocasional, convirá que os equipamentos a utilizar tenham um desempenho aceitável, para que a experiência de pesca possa ser agradável, que motive mesmo a sua repetição. A cana deve ter de comprimento entre 1,80 m e 2,60 m. O carreto, dependendo da cana escolhida, poderá ser tamanho 4500 a 6000. Existem conjuntos cana/carreto já constituídos, perfeitamente adaptados e que respondem às exigências. Estão neste caso os Conjuntos Daiwa:


Pesca

Siluro 01, Jigging e Fundo. O carreto poderá ser bobinado com nylon 0,35 mm, o que permitirá abordar a pesca ao corrico, a pesca ao fundo e até o lançado. As montagens de plumas, que pretendem simular pequenos peixes ou larvas, estão disponíveis na generalidade das lojas de pesca. Aproveite a visita à loja para comprar também algumas chumbadas, entre as 70 e as 120g. Sugerem-se os anzóis já empatados porque evitam algum trabalho prévio, para que nem sempre há disponibilidade. A marca Daiwa tem montagens, as Rig Boat Crossbead e a Deep Drop Light com 2 e 3 anzóis já empatados, prontos a iscar e pescar. Relativamente às amostras, o jerkbait D’Minnow SW da Daiwa, permite corricar e efetuar lançamentos. A profundidade de natação desta amostra é de cerca de um metro, mas pelo seu peso de 31,5g, pode ser lançada com facilidade. Como utensílios do pescador sugere-se que esteja munido de um “corta unhas”, 038 . anuário Náutico

PESCANDO COM CHUMBADINHA

para cortar pontas de nylon, um pequeno alicate e um canivete de ponta redonda. Há ainda que observar a legislação em vigor para a Pesca Lúdica nas águas continentais portuguesas.

SUGESTÕES CULINÁRIAS

Com peixe acabado de pescar, nomeadamente robalo, podemos preparar sashimi. Para tanto, deve manter o peixe em arca térmica com gelo até à sua preparação. Separe os filetes de ambos os lados com uma faca adequada. Liberte depois a pele. Verifique se ainda há espinhas, nomeadamente no meio do filete - se houver remova-as. O peixe estará pronto para comer. O molho de soja e o wasabi são bem vindos a bordo. Os filetes podem também ser cortados em lâminas muito finas, quase transparentes, em jeito de carpaccio e temperadas com limão, lima, um pouco de sal e pimenta. Esta experiência será certamente a primeira de muitas…


Ficha técnica: · Peso total: 240 kg · Comprimento do casco: 5,60 m · Comprimento na linha de água: 5,55 m · Comprimento total: 7,60 m · Bouca: 1,7 m · Calado Max: 1,27 m · Calado Min: 0,35 m · Quilha Pivotante: 73,55 kg · Vela grande: 12,31 m2 · Vela de proa: 6 m2 · Spy assimétrico: 27,60 m2 · Fabricante das velas: North Sails · Altura do mastro de carbono: 8m · Material: Fibra de vidro com reforço em carbono

SK2: Um barco desportivo de grande versatilidade Independentemente de ser usado para competição ou lazer com a família, o SK2 é sempre um barco divertido e acessível com quilha pivotante, que foi inspirado nos Volvo Ocean Race. A sua retranca invertida, permite que desfrute de toda a diversão e acção, ao libertar espaço no poço. Com design e construção na Europa, o barco encontra-se todo equipado e pronto a navegar, o casco em fibra com reforço em carbono e com o mastro e a retranca em fibra de carbono, tornam-o um barco leve. Para simplificar a sua vida e poder desfrutar o mais rápido possível das maravilhas da natureza marítima, esta embarcação prepara-se em apenas meia hora. SK2 é o resultado da soma de performance, segurança, estabilidade, praticidade e diversão, aliada a um design visionário! Quer experimentar velejar nesta embarcação inovadora? Entre em contacto connosco!

CBSports Center, Lda Praça Nuno Rodrigues dos Santos, Loja 2 G/H 1600-171 Lisboa Telm: +351 919 807 477/912 geral@cbsports.pt www.cbsports.pt


Tall Ships Race 2016

THE TALL SHIPS RACES LISBOA 2016

OS GRANDES VELEIROS REGRESSAM A LISBOA

040 . anuรกrio Nรกutico


Tall Ships Race 2016

A THE TALL SHIPS RACES É UMA COMPETIÇÃO DE VELA QUE SE REALIZA ANUALMENTE PARA DAR OPORTUNIDADES DE FORMAÇÃO DE VELA A JOVENS DE TODO O MUNDO. A EDIÇÃO DE 2016 VAI CELEBRAR O 60º ANIVERSÁRIO DESTA REGATA, PASSANDO POR QUATRO PORTOS (1.955 MILHAS NÁUTICAS) E INICIANDO-SE EM ANTUÉRPIA (BÉLGICA), DE 07 A 10 DE JULHO. A PRIMEIRA ETAPA É LISBOA, DE 22 A 25 JULHO, SEGUINDO DEPOIS PARA CÁDIZ (ESPANHA), DE 28 A 31 DE JULHO. A REGATA TERMINA NA CORUNHA (ESPANHA), DE 11 A 14 DE AGOSTO.

Os Grandes Veleiros

Os Grandes Veleiros são classificados em 4 categorias, dependendo do seu Comprimento Total (LOA), do Comprimento de Linha d´água (LWL) e do equipamento de Vela. O Comprimento Total (LOA) refere-se ao comprimento máximo de uma embarcação de dois pontos sobre o casco, medida perpendicular à linha de flutuação; O Comprimento de Linha d’Água (LWL) denota o comprimento do veleiro, no ponto onde ela se senta na água. Exclui o comprimento total do barco, tais como as características que estão fora da água. Fonte: Sail Training International anuário Náutico . 041


Tall Ships Race 2016 Alexander Von Humboldt II Classe: A | Bandeira: Alemã | Comprimento: 65 m | Tipo: Barca | Ano de construção: 2011 | Porto de registo: Bremerhaven, Alemanha | Propriedade: Deutsche Stiftung Sail Training | www.alex-2.de

Belem Classe: A | Bandeira: Francesa | Comprimento: 65 m | Tipo: Barca 3 | Ano de construção: 1896 | Porto de registo: Brest | Propriedade: Foundation Belem | www.fondationbelem.com

Jolie Brise Classe: B | Bandeira: Inglesa | Comprimento: 22,4 m | Tipo: Cutter | Ano de construção: 1913 | Porto de registo: Hamble, Inglaterra | Propriedade: Dauntsey’s School, Wiltshire, England | www.joliebrise.com

042 . anuário Náutico


Tall Ships Race 2016 MIR Classe: A | Bandeira: Russa | Comprimento: 108,8 m | Tipo: Navio | Ano de construção: 1987 | Porto de registo: São Petersburgo, Rússia | Propriedade: Admiral Makarov State Maritime Academy, St. Petersburg, Russia

Fryderyk Chopin Classe: A | Bandeira: Polaca | Comprimento: 57,17 m | Tipo: Brigue | Ano de construção: 1992 | Porto de registo: Szczecin, Polónia | Propriedade: 3 Oceans Ltd |www.fryderykchopin.pl

Santa Maria Manuela Classe: A | Bandeira: Portuguesa | Comprimento: 68,64 m | Tipo: Lugre | Ano de construção: 1937 | Porto de registo: Aveiro, Portugal | Propriedade: Pascoal & Filhos, SA | www.santamariamanuela.pt

044 . anuário Náutico


Tall Ships Race 2016

Lista de Navios já inscritos para a The Tall Ships Races 2016: • • • • • • •

Lord Nelson Classe: A | Bandeira: Inglesa | Comprimento: 52,42 m | Tipo: Barca | Ano de construção: 1985 | Porto de registo: Southampton, Inglaterra | Propriedade: Jubilee Sailing Trust |www.jst.org.uk

• • • • • • • • • • •

São assim agrupados em

Classe A / Navios de velas quadradas – (Barca, Lugre-Patacho, Brigue, Patacho) e outros veleiros com Comprimento Total (LOA) superior a 40 metros, não incluindo a vela. Classe B / Chalupa de um mastro, Chalupas, Ioles, e Escunas – Embarcações com Comprimento Total (LOA) inferior a 40 metros e com Comprimento de linha d’Água (LWL) de pelo menos 9.14 metros. Classe C / Bermudan sloops, Chalupas, Ioles e Escunas – Embarcações com Comprimento Total (LOA) inferior a 40 metros e Comprimento de Linha d’Água (LWL) de pelo menos 9,14 metros sem transportar velas balão. Classe D / Bermudan sloops, Chalupas, Ioles e Escunas – Embarcações com Comprimento Total (LOA) inferior a 40 metros e Comprimento de Linha d’Água (LWL) de pelo menos 9,14 metros incluindo velas balão.

• • • • • • • • • • • •

4 classes:

• • •

Akela – Rússia | Classe D Alexander Von Humboldt – Alemanha | Classe A Atyla – Holanda | Classe B Balaena – Polónia | Classe C Black Diamond of Durham – Reino Unido | Classe C Camelot – Polónia | Classe C Challenge Wales – Reino Unido | Classe C Christian Radich – Noruega | Classe A Fryderyk Chopin – Polónia | Classe A Gulden Leeuw – Holanda | Classe A Jolie Brise – Reino Unido | Classe B Juan De Langara – Espanha | Classe C Lord Nelson – Reino Unido | Classe A Maybe – Reino Unido | Classe B MIR – Rússia | Classe A Morgenster – Holanda | Classe A Morning Star of Revelation – Reino Unido | Classe B Ocean Spirit of Moray – Reino Unido| Classe C Pelican of London – Reino Unido | Classe A Pogoria – Polónia – Classe A Polar – Portugal – Classe B Politechnika – Polónia | Classe D Regina-Germania – Alemanha | Classe C Rona II – Reino Unido | Classe D Roztocze – Polónia | Classe C Rupel – Bélgica | Classe B Rzeszowiak – Polónia | Classe C Spaniel – Letónia | Classe C ST IV – Estónia | Classe C Statsraad Lehmkuhl – Noruega | Classe A Tomidi – Bélgica | Classe D Vera Cruz – Portugal | Classe B Zarco – Portugal | Classe C Mais informações em : http://tallshipslisboa.com/

anuário Náutico . 045


Barcos à Vela

ADES

NOVID

2016

BAVARIA

Ficha técnica Modelo: 34 Cruiser | Origem: Alemanha | Construtor: Bavaria | Comprimento total: 9,99 m | Boca: 3,42 m | Calado: 1,95 m | Combustível: 150 L | Água: 150 L | Cabinas: 3 | Camas: 6 | Área vélica: 51 m² | Altura do mastro desde a linha de água: 14,80 m | Preço: Sob consulta | Comercialização: Descobreventos.

BÉNÉTEAU

Ficha técnica Modelo: Oceanis 41.1 | Origem: França | Construtor: Bénéteau | Arquiteto naval: Finot Conq | Designer de interiores: Nauta Design | Comprimento total: 12,43 m | Comprimento do casco: 11,98 m | Boca: 4,20 m | Nº de cabinas: 2-3 | Área vélica: - | Deslocamento: 8 777 kg | Combustível: 200 L | Água: 240 L | Motor: 45 Cv | Propulsão: Sail Drive | Certificação CE : A8/B9/C14 | Preço: Sob consulta| Comercialização: Francisco Ramada.

Ficha técnica Modelo: Oceanis Yacht 62 | Origem: França | Construtor: Bénéteau | Arquiteto naval: Berret-Racoupeau Yacht Design | Designer de interiores: Andreani Design | Comprimento total: 19,07 m | Comprimento do casco: 18,12 m | Boca: 5,33 m | Nº de cabinas: 4 | Área vélica: 182 m² | Deslocamento: 24 170 kg | Combustível: 460 L | Água: 860 L | Motor: 160 Cv | Propulsão: Linha de veios | Certificação CE: A12/B13/C14| Preço: Sob consulta | Comercialização: Francisco Ramada. 048 . anuário Náutico


Monocasco

DEHLER

Ficha técnica Modelo: 42 | Origem: Alemanha | Construtor: Dehler | Arquiteto naval: Judel/Vrolijk & co | Designer de interiores: Dehler | Comprimento total: 12,84 m | Comprimento do casco: 12,42 m | Comprimento na linha de água: 11,50 m | Boca: 3,91 m | Calado: 2,38 m | Nº de cabinas: 2 | Lastro: 3 000 kg | Deslocamento: 9 100 kg | Motor: Volvo D2-40 | Potência: 39,6 Cv | Combustível: 160 L | Água: 315 L | Certificação CE: A | Área vélica: 93,0 m² | Altura do mastro desde a linha de água: 19,50 m | Preço base s/IVA: 169.900,00 euros | Comercialização: Scalanauta. DUFOUR

Ficha técnica Modelo: 412 Grand Large | Origem: França | Construtor: Dufour | Comprimento total: 12,70 m | Comprimento do casco: 11,98 m | Comprimento na linha de água: 11,15 m | Boca: 4,20 m | Calado: 2,10 m | Nº de cabinas: 3 | Lastro: 2 600 kg | Deslocamento: 8 940kg | Motor: Interior | Potência: 40 Cv | Combustível: 380 L | Água: 200 L | Certificação CE: A | Área vélica: 71 m² | Preço: Sob consulta | Comercialização: Descobreventos.

Ficha técnica Modelo: 512 Grand Large | Origem: França | Construtor: Dufour | Comprimento total: 15,20 m | Comprimento do casco: 14,75 m | Comprimento na linha de água: 13,67 m | Boca: 4,80 m | Calado: 2,30 m | Nº de cabinas: 3-4 | Lastro: 4 042 kg | Deslocamento: 15 245 kg | Motor: Interior | Potência: 75 Cv | Combustível: 720 L | Água: 500 L | Certificação CE: A | Área vélica: 100,8 m² |Preço: Sob consulta | Comercialização: Descobreventos.

anuário Náutico . 049


Barcos à Vela

HANSE

Ficha técnica Modelo: 315 | Origem: Alemanha | Construtor: Hanse | Arquiteto naval: Design Judel / Vrolijk & co | Designer de interiores: HanseYachts Design| Comprimento total: 9,62 m | Comprimento do casco: 9,10 m | Comprimento na linha de água: 8,70 m | Boca: 3,35 m | Calado: 1,85 m | Nº de cabinas: 2 | Lastro: 1 500 kg | Deslocamento: 4 700 kg | Motor: Interior | Potência: 11,8 Cv | Combustível: 100 L | Água: 230 L | Certificação CE: A | Área vélica: 47 m² | Altura do mastro desde a linha de água: 14,35 m | Preço base na fábrica e s/IVA: 59 900,00 Euros | Comercialização: AlgarveSail.

ICE YACHTS

Ficha técnica Modelo: ICE52 | Origem: Itália | Construtor: Ice Yachts | Arquiteto naval: Felci Yacht Design | Comprimento total: 15,80 m | Comprimento do casco: 14,84 m | Comprimento na linha de água: - m | Boca: 4,65 m | Calado: 2,45 m | Nº de cabinas: 3 | Lastro: 4 600 kg | Deslocamento: 12 500 kg | Motor: Volvo ou Yanmar | Potência: 75 Cv | Combustível: 360 L | Água: 500 L | Certificação CE: - | Área vélica: 110 m² | Altura do mastro desde a linha de água: - m | Preço: Sob consulta| Comercialização: Tulip Yachts.

JEANNEAU

Ficha técnica Modelo: 54 | Origem: França | Construtor: Jeanneau | Arquiteto naval: Philippe Briand Yacht Design – Andrew Winch | Comprimento total: 16,16 m | Comprimento do casco: 15,75 m | Comprimento na linha de água: 14,25 m | Boca: 4,92 m | Calado: 2,24 m | Nº de cabinas: 2-3-4-5-6| Lastro: - kg | Deslocamento: 17 164 kg | Motor: Yanmar | Potência: 75 Cv | Combustível: 240 L | Água: 724 L | Certificação CE: A14 / B15 / C16 | Área vélica: 111 m² | Altura do mastro desde a linha de água: - m | Preço: Sob consulta | Comercialização: Marina Estrella. 050 . anuário Náutico


Monocasco

SOLARIS

Ficha técnica Modelo: Solaris 47 | Origem: Itália | Construtor: Solaris Yachts | Arquiteto: Javier Soto Acebal | Designer de interiores: L. Micheletti - Solaris Team | Comprimento total: 14,35 m | Boca: 4,36 m | Calado: 2,80 m | Nº de cabinas: 3 |Deslocamento: - | Motor: Interior | Potência: 55 Cv | Combustível: 440 L | Água: 280 L | Certificação CE: A | Área vélica: 129 m² | Preço: Sob consulta| Comercialização: Scalanauta. X YACHTS

Ficha técnica Modelo: X4 | Origem: Dinamarca | Construtor: X Yachts | Comprimento do casco: 12,50 m | Comprimento na linha de água: 11,31 m | Boca: 3,95 m | Calado: 2,20 m | Nº de cabinas: 3+1| Lastro: 3 800 kg | Deslocamento: 8 850 kg | Motor: Interior | Potência: 45 Cv | Combustível: 200 L | Água: 340 L | Área vélica: 98,3 m² | Altura do mastro desde a linha de água: - m | Preço base na fábrica e s/IVA: 279 000,00 Euros | Comercialização: X Yachts Portugal.

anuário Náutico . 051


Barcos à Vela Catamarã FOUNTAINE PAJOT

DES

A NOVID

2016

Ficha técnica

Modelo: Lucia 40 | Origem: França | Construtor: Fountaine Pajot | Arquiteto: Berret-Raccoupeau Yacht Design | Comprimento: 11,73 m | Boca: 6,63 m | Peso: 8 900 kg | Calado: 1,20 m | Motorização: 2 x 20 Cv | Combustível: 300 L | Água: 2 x 265 L | Nº de cabinas: 3-4 | Área vélica: 95 m² | Preço: Sob consulta | Comercialização: Soproyachts. LAGOON

Ficha técnica Modelo: Lagoon 42 | Origem: França | Construtor: Lagoon | Arquitecto naval: Van Peteghem-Lauriot Prévost | Designer de exterior: Patrick Le Quément / VPLP | Designer de interior: Nauta Design | Comprimento total: 12,80 m | Comprimento na linha de água: 12,50 m | Boca: 7,70 m | Calado: 1,25 m | Deslocamento ligeiro: 12 t | Motores: 2 x 45 CV | Combustível: 300 L | Água: 300 L | Camas: 6 a 12 | Nº. de cabinas: 3-4 | Área vélica: 98m² | Certificação CE : A :12 / B :14 / C :20 / D :30 | Preço: Sob consulta | Comercialização: SeaWay. NAUTITECH

Ficha técnica Modelo: 46 Open | Origem: França | Construtor: Nautitech | Comprimento total: 13,71 m | Boca: 7,54 m | Calado: 1,45 m | Peso: 10.800 kg | Motorização: 2 x 40 Cv Volvo Penta | Combustível: 2 x 300 L | Água: 2 x 300 L | Cabinas: 3 – 4 | Área vélica: 112 m² | Altura do mastro desde a linha de água: 22,90 m | Preço: Sob consulta | Comercialização: Descobreventos. LEOPARD

Ficha técnica Modelo: Leopard 40 | Origem: África do Sul | Construtor: Leopard Catamarãs | Comprimento Total : 12 m | Comprimento na linha de água: 11,62 m | Boca: 6,72 m | Calado: 1,25 m | Deslocamento: 10 530 kg | Motor: 2 x 29 Cv | Combustível: 360 L | Água: 780 L| Cabinas: 3-4 | Área de Vela : 95,9 m² | Preço: Sob consulta | Comercialização: CourelYates. 052 . anuário Náutico


Barcos a Motor até 8m

DES

A NOVID

2016

BAYLINER

Ficha técnica Modelo: Element CC6 | Construtor: Bayliner | Comprimento total: 6,10 m | Comprimento do Casco: 5,49 m | Boca: 2,29 m | Peso a seco: 907 Kg | Calado: 0,30 m | Combustível: 114 L | Lotação: 8 | Comercialização: Touron Portugal.

Ficha técnica

Ficha técnica

Modelo: VR5 | Construtor: Bayliner | Comprimento total: 6,20 m | Comprimento do casco: 5,55 m | Boca: 2,55 m | Peso a seco: 907 Kg | Calado: 0,86 m | Combustível: 132 L | Lotação: 9 | Comercialização: Touron Portugal.

Modelo: VR6 | Construtor: Bayliner | Comprimento total: 6,82 m | Comprimento do casco: 6,17 m | Boca: 2,44 m | Calado: 0,86 m | Combustível: 132 L | Lotação: 10 | Comercialização: Touron Portugal.

054 . anuário Náutico


Barcos a Motor até 8m

BÉNÉTEAU

Ficha técnica Modelo: Barracuda 8 | Origem: França | Construtor: Bénéteau | Comprimento total: 8,03 m | Comprimento do casco: 6,98 m | Boca: 2,78 m | Combustível: 285 L | Motorização: 300 Cv | Certificação CE: C8 | Comercialização: Francisco Ramada.

Ficha técnica Modelos: Flyer 8.8 SPACEdeck e SUNdeck | Origem: França | Construtor: Bénéteau | Comprimento do casco: 7,89 m | Comprimento total: 8,50 m | Boca: 2,89 m | Motorização máx.: 500 CV | Combustível: 400 L – 600 L (opcional) | Categoria CE: B8 / C11 | Comercialização: Francisco Ramada.

CHAPARRAL

Ficha técnica Modelo: Suncoast 210 | Origem: USA | Construtor: Chaparral Boats | Comprimento: 6,35 m | Boca: 2,59 m | Calado: 0,36 m/0,76 m | Combustível: 189 L | Água: 38 L | Potência máx.: 200 Cv | Peso s/motor: 1 429 kg | Lotação: 10 | Preço: 64.643€ (base para motorização Mercury 150 Cv com IVA e entrega na água) | Comercialização: BoatCenter

Ficha técnica Modelo: SSX 227 | Origem: USA | Construtor: Chaparral Boats | Comprimento: 7,01 m | Boca: 2,59 m | Calado: 0,53 m/0,86 m | Combustível: 170 L | Potência máx.: 350 Cv | Lotação: 12 | Preço: 86.394€ (para motorização Mercruiser 4.5 MPI 250 hp com I.V.A e entrega na água) | Comercialização: BoatCenter anuário Náutico . 055


Barcos a Motor até 8m COBALT

Ficha técnica Modelo: CS3 | Origem: USA | Construtor: Cobalt Boats | Comprimento total: 7,21 m | Boca: 2,59 m | Calado: 0,61 / 0,94 m | Peso: 1 678 kg | Combustível: 189 L | Água: - L | Motorização: 4.5 L MPI ECT-250 Alpha - 250 Cv / V6-240-G DP (non-cat) ltd qty 240 Cv | Lotação: 12 | Preço: Sob consulta| Comercialização: Nautiser / Centro Náutico.

Ficha técnica Modelo: R5WSS Surf | Origem: USA | Construtor: Cobalt Boats | Comprimento total: 7,82 m | Boca: 2,59 m | Calado: 0,53 / 0,94 m | Combustível: 189 L | Água: 38 L | Peso: 2 214 kg | Lotação: 14 | Motorização: Volvo V8-300C-G FWD DP - 300 Cv | Motorização opcional: V8-350C-G FWD DP - 350 Cv; V8380C FWD DP - 380 Cv; V8-430CE FWD DP (includes EVC) - 430 Cv | Comercialização: Nautiser / Centro Náutico.

FOUR WINNS

Ficha técnica

Ficha técnica

Modelo: TS242 | Origem: USA | Construtor: Four Winns | Comprimento total: 7,44 m | Boca: 2,59 m | Combustível: 220 L | Calado: 43 cm/84 cm | Peso: 2 100 kg | Motorização: Volvo Penta | Comercialização: Maré Alta.

Modelo: V255 | Origem: USA | Construtor: Four Winns | Comprimento total: 7,67 m | Boca: 2,55 m | Combustível: 265 L | Calado: 56 cm/91 cm | Peso: 2 801 kg | Motorização: NC | Comercialização: Maré Alta.

056 . anuário Náutico


Barcos a Motor até 8m INVICTUS YACHTS

Ficha técnica Modelo: 280 GT | Origem: Itália | Construtor: Invictus Yachts | Comprimento: 8,90 m | Boca: 2,84 m | Peso: 2 800 kg | Lotação: 8 | Motorização: Volvo Penta 350 Cv | Combustível: 530 L | Água: 70 L | Preço base s/IVA e transporte: 96.720,00 Euros | Comercialização: CourelYates.

Ficha técnica Modelo: 280 SX | Origem: Itália | Construtor: Invictus Yachts | Comprimento: 8,70 m | Boca: 2,7 m | Peso: 2 800 kg | Lotação: 8 | Motorização: Volvo Penta 350 Cv | Combustível: 530 L | Água: 54 L | Preço base s/IVA e transporte: 70.750,00 Euros | Comercialização: CourelYates.

Ficha técnica Modelo: 270 FX | Origem: Itália | Construtor: Invictus Yachts | Comprimento: 8,10 m | Boca: 2,7 m | Peso: 2 300 kg | Lotação: 8 | Motorização: 1 x 300 Cv / 2 x 150 Cv | Combustível: 530 L | Água: 47 L | Preço base s/ IVA, s/motor e transporte: 46.800,00 Euros | Comercialização: CourelYates.

JEANNEAU

Ficha técnica Modelo: Merry Fisher 795 | Origem: França | Construtor: Jeanneau | Comprimento total: 7,90 m | Boca: 2,80 m | Calado: 0,50 m | Peso s/motor: 2 150 kg | Motorização máx.: 200 Cv | Combustível: 280 L | Água: 100 L | Cabina: 1 | Design: Centkowski & Denert Design / Jeanneau Design | Comercialização: Nautiser / Centro Náutico.

058 . anuário Náutico


Barcos a Motor até 8m

MARKER ONE

Ficha técnica Modelo: ML4 | Origem: USA | Construtor: Marke One | Comprimento: 5,57 m | Boca: 2,59 m | Calado: 0,33 / 0,84 m | Combustível: 208 L | Água: 38 L | Peso c/motor: 1 717 kg | Potência máx.: 350 Cv | Lotação: 12 | Preço: Sob consulta | Comercialização: Nautiser / Centro Náutico.

MONTEREY

Ficha técnica Modelo: 258 SS | Origem: USA | Construtor: Monterey Boats | Comprimento total: 7,60 m | Boca: 2,5 m | Calado: 0,61 m / 0,94 m | Combustível: 246 L | Potência máx.: 430 Cv | Comercialização: Limatla.

QUICKSILVER

Ficha técnica

Ficha técnica

Modelo: Activ 455 Cabin | Construtor: Quicksilver | Comprimento total: 4,50 m | Boca: 2,12 m | Peso: ND | Combustível: 25 L | Categoria CE: C | Lotação: 4 | Potência máx.: 60 Cv | Coluna do motor (FB): L | Comercialização: Touron Portugal.

Modelo: Activ 505 Cabin | Construtor: Quicksilver | Comprimento total: 5,07 m | Boca: 2,12 m | Peso: ND | Combustível: 50 L | Categoria CE: C | Lotação: 5 | Potência máx.: 100 Cv | Coluna do motor (FB): L | Comercialização: Touron Portugal.

anuário Náutico . 059


Barcos a Motor até 8m

Ficha técnica

Ficha técnica

Modelo: Activ 755 Open | Comprimento total: 7,23 m | Boca: 2,55 m | Peso: 1 540 kg | Combustível: 280 L | Água: 80 L | Categoria CE: C | Lotação: 8 | Potência máx.: 300 Cv | Coluna do motor (FB): XL | Comercialização: Touron Portugal.

Modelo: Activ 755 Sundeck | Comprimento total: 7,23 m | Boca: 2,55 m | Peso: 1 590 kg | Combustível: 280 L | Água: 80 L | Categoria CE: C | Lotação: 8 | Potência máx.: 300 Cv | Coluna do motor (FB): XL | Comercialização: Touron Portugal.

Ficha técnica Modelo: Activ 755 Weekend | Construtor: Quicksilver | Comprimento total: 7,76m | Boca: 2,85m | Peso: 2218 kg (FB) /2615 kg (SternDrive) | Depósito de combustível: 300 L | Categoria CE: C | Lotação: 9 | Potência máx.: 300 Cv | Comercialização: Touron Portugal.

060 . anuário Náutico


Novos Activ 755 Sundeck & Open

Descubra o verdadeiro significado de liberdade. Com uma combinação perfeita entre desempenho, comodidade e versatilidade, os novos Activ 755 Sundeck e 755 Open foram construídos para oferecer uma navegação rápida e desportiva, com grande comodidade, para 8 pessoas a bordo. Disponibilizando um extensa variedade de configurações e motorizações fora de borda até 300 CV, o Activ 755 é uma das embarcações mais notáveis no segmento dos 7 metros. O modelo Sundeck dispõe de solário de proa com grandes dimensões e uma espaçosa cabina, enquanto o modelo Open oferece múltiplas opções de assentos à proa e à popa. A nova Série Activ 755 leva-nos à descoberta do lado mais divertido da vida. Mais detalhes sobre a nova Série Activ 755 e sobre a rede de Concessionários Quicksilver em: www.touron-nautica.com / www.quicksilver-boats.com


Barcos a Motor até 8m RODMAN

Ficha técnica Modelo: 890 Ventura Out Board Series | Origem: Espanha | Comprimento total: 8,90 m | Comprimento do casco: 7,99 m | Boca: 2,98 m | Peso s/motor: 2 900 kg | Motorização: 1 x 300 Cv ou 2 x 150 Cv, 2 x 200 Cv | Combustível: 400 L | Água: 100 L | Lotação: 8/10 | Preço na fábrica, s/impostos e s/ motor: 58 900,00 Euros | Comercialização: Limatla.

Ficha técnica Modelo: Spirit 31 OB | Origem: Espanha | Construtor: Rodman | Comprimento total: 9,48 m | Comprimento do casco: 7,95 m | Boca: 3,36 m | Calado: 0,62 m | Deslocamento: 5,9 tons | Combustível: 450 L | Água: 110 L | Motorização: 2 x 150Cv / 2 x 200 Cv / 1 x 300 Cv / 1 x 350 Cv | Cabinas: 2 | Preço: Sob consulta| Comercialização: Limatla.

SELVA

Ficha técnica Modelo: D5.6 | Origem: Itália | Construtor: Selva | Comprimento: 5,50 m | Boca: 2,32 m | Peso: 620 kg | Potência máx.: 115 Cv | Lotação: 6 | Categoria CE: C | Comercialização: Yanmar Ibérica

062 . anuário Náutico


Barcos a Motor mais de 8m

DES

A NOVID

2016

ABSOLUTE

Ficha técnica Modelo: Navetta 52 | Origem: Itália | Construtor: Absolute Yachts | Comprimento total: 16 m | Boca: 4,65 m | Água: 600 L | Combustível: 2000 L | Motorização: 2 x D6-IPS600 (2x320 Kw-2x435 HP) | Comercialização: Lux Yachts

AZIMUT

Ficha técnica Modelo: Magellano 66 | Origem: Itália | Construtor: Azimut Yachts | Arquiteto: Studio P.L.A.N.A (PierLuigi Ausonio Naval Architecture) & Azimut|Benetti R&D Dept. | Design exterior: Cor D. Rover | Design interior: Azimut Syle Department | Comprimento total: 20,15 m | Comprimento do casco: 17,95 m | Boca: 5,44 m | Calado: 1,67 m | Deslocamento: 37.5 t | Motores: 2 x VOLVO D13 - 800 mHP | Combustível: 4500 L | Água: 1000 L | Cabinas: 3 + 1 | Preço: Sob consulta | Comercialização: Marina Estrella. 064 . anuário Náutico


Ficha técnica

Barcos a Motor mais de 8m

Modelo: 66 Fly | Origem: Itália | Construtor: Azimut Yachts | Arquiteto: Stefano Righini | Design interior: Carlo Galeazzi | Comprimento total: 20,80 m | Comprimento do casco: 20,33 m | Boca: 5,23 m | Calado: 1,60 m | Deslocamento: 41,6 t | Motores: 2 x 1150 Cv CAT C18 ACERT | Combustível: 3900 L | Água: 1000 L | Cabinas: 4 + 1 | Preço: Sob consulta | Comercialização: Marina Estrella.

Ficha técnica Modelo: 72 Fly | Origem: Itália | Construtor: Azimut Yachts | Arquiteto: Studio P.L.A.N.A (PierLuigi Ausonio Naval Architecture) & Azimut Yachts | Design exterior: Stefano Righini | Design interior: Carlo Galeazzi | Comprimento total: 22,64 m | Comprimento do casco: 22,05 m | Boca: 5,60 m | Calado: 1,82 m | Deslocamento: 53.3 t | Motores: 2 x 1400 HP (1029 kW) MAN CR V12 | Combustível: 5200 L | Água: 1100 L | Cabinas: 4 + 1 | Preço: Sob consulta | Comercialização: Marina Estrella.

BAVARIA

Ficha técnica Modelo: E40 Sedan e Fly | Origem: Alemanha | Construtor: Bavaria | Comprimento total: 12,99 m | Comprimento do casco: 11,99 m | Comprimento na linha de água: 11,55 m | Calado: 1,1 m | Peso: 10 500 kg | Combustível: 270 L | Água: 420 L | Cabinas: 2-3 | Motorização standard: 75 D2 Volvo Penta | Preço na fábrica e s/impostos: 169 300,00 Euros | Comercialização: Descobre Ventos.

anuário Náutico . 065


Barcos a Motor mais de 8m BÉNÉTEAU

Ficha técnica Modelo: Gran Turismo 40 | Origem: França | Construtor: Bénéteau | Arquiteto: Nuvolari & Lenard | Comprimento total: 12,67 m | Comprimento do casco: 11,5 m | Boca: 3,87 m | Deslocamento: 7 935 kg | Combustível: 2 x 325 L | Água: 200 L | Motorização: 2 x 370 CV | Comercialização: Francisco Ramada.

Ficha técnica Modelo: GT 46 | Origem: França | Construtor: Bénéteau | Arquiteto naval: Bénéteau Power Boats | Design : Nuvolari & Lenard |Design interior: Andreani Design | Comprimento total: 14,78 m | Comprimento do casco: 13,5 m | Boca: 4,20 m | Calado: 1,15 m | Combustível: 900 L | Água: 400 L | Motores: Z-drive Volvo 2x D6-370CV Joystick; Z-drive Volvo 2x D6-400CV Joystick; Volvo IPS 600 | Certificação CE : B12/C12 | Comercialização: Francisco Ramada.

CHAPARRAL

Ficha técnica Modelo: 337 SSX | Origem: USA | Construtor: Chaparral Boats | Comprimento total: 10,21 m | Boca: 3,05 m | Calado: 0,58 / 0,98 m | Combustível: 568 L | Água: 95 L | Potência máx.: 860 hp | Peso: 5443 kg | Comercialização: Boat Center.

066 . anuário Náutico


Barcos a Motor mais de 8m CHRISCRAFT

Ficha técnica Modelo: Capri 25 | Origem: USA | Construtor: Chris Craft | Comprimento total: 8,1 m | Boca: 2,6 m | Calado: 0,86 m | Peso: 2 585 kg | Combustível: 310 L | Preço base s/impostos e na fábrica: 149 233 euros | Comercialização: Boat Center.

COBALT

Ficha técnica

Ficha técnica

Modelo: R30 | Origem: USA | Construtor: Cobalt Boats | Comprimento total: 9,35 m | Boca: 2,90 m | Calado: 0,63 / 0,93 m | Peso: 3357 kg / 3992 kg | Combustível: 439 L | Água: 68 L | Motorização: 8.2 Mag ECT B3X - 380 Cv / Twin V8-300C-G DP - 300 Cv | Preço: Sob consulta | Comercialização: Nautiser / Centro Náutico.

Modelo: A40 | Origem: USA | Construtor: Cobalt Boats | Comprimento total: 12,04 m | Boca: 3,66 m | Calado: 0,61 / 1,01 m | Peso: 9 038 kg | Combustível: 852 L | Água: 189 L | Motorização: Twin 8.2 Mag HO ECT B3X (DTS) - 430 Cv / Twin Diesel D6 330 Volvo Penta - 330 Cv | Preço: Sob consulta | Comercialização: Nautiser / Centro Náutico.

anuário Náutico . 067


Barcos a Motor mais de 8m CRANCHI

Ficha técnica Modelo: Z35 | Origem: Itália | Construtor: Cranchi | Comprimento total: 11,55 m | Boca: 3,49 m | Calado: 0,90 m | Peso: 7 500 kg | Lotação: 12 | Combustível: 600 L | Água: 190 L | Cabinas: 2 | Motorização: Volvo Penta 2xD4 EVC/E/DPH (2x260 Cv) | Preço: 209.990,00 Euros | Comercialização: Porti Nauta.

FAIRLINE

Ficha técnica Modelo: Targa 53GT | Origem: Inglaterra | Construtor: Fairline | Comprimento total: 16,76 m | Boca: 4,47 m | Calado: 1,20 m | Motorização: Volvo ou Catrapillar | Combustível: 2 500 L | Água: 650 L | Cabinas: 3 | Preço: Sob consulta | Comercialização: Fairline Lisboa e Algarve.

FERRETTI

Ficha técnica Modelo: 550 | Origem: Itália | Construtor: Ferretti | Comprimento total: 16,82 m | Comprimento do casco: 16,40 m | Comprimento na linha de água: 13,82 m Boca: 4,82 m | Calado: 1,51 m | Deslocamento: 24.860 kg | Combustível: 2.500 L | Água: 680 L | Motorização: CUMMINS 715 / 715 Cv | Cabinas: 3 | Lotação: 14 | Preço: Sob consulta | Comercialização: Consultyachts.

FOUR WINNS

Ficha técnica Modelo: HD 270 | Origem: USA | Construtor: Four Winns | Comprimento total: 8,08 m | Boca: 2,55 m | Combustível: 265 L | Calado: 46 cm/89 cm | Peso: 2 450 kg | Comercialização: Maré Alta. 068 . anuário Náutico


Barcos a Motor mais de 8m GALEON

Ficha técnica Modelo: 305 Open | Origem: Polónia | Construtor: Galeon | Comprimento total: 9,60 m | Comprimento do casco: 8,99 m | Boca: 2,94 m | Calado: 0,72 m | Combustível: 415 L | Água: 200 L | Deslocamento: 5 870 kg | Motorização: 260 / 400 Cv | Lotação: 9 | Preço: Sob consulta | Comercialização: CourelYates.

Ficha técnica Modelo: 310 HTC | Origem: Polónia | Construtor: Galeon | Comprimento total: 9,60 m | Comprimento do casco: 8,99 m | Boca: 2,94 m | Calado: 0,72 m | Combustível: 415 L | Água: 200 L | Deslocamento: 6 090 kg | Motorização: 260 / 400 Cv | Lotação: 7 | Preço: Sob consulta | Comercialização: CourelYates.

JEANNEAU

Ficha técnica Modelo: Cap Camarat 10.5 WA | Origem: França | Construtor: Jeanneau | Comprimento total: 10,57 m | Boca : 3,21 m | Motorização: 2x 300 Cv | Designer: Michael Peters / Patrice Sarrazin | Preço do barco s/motores, s/ impostos e na fábrica: 68 900,00 € | Comercialização: Nautiser CentroNáutico.

Ficha técnica Modelo: Leader 46 | Origem: França | Construtor: Jeanneau | Comprimento total: 14,20 m | Comprimento do casco: 12,67 m | Boca: 4,10 m | Calado: 1,10 m | Combustível: 900 L | Motorização: 2x Volvo D6-400 (2x400 Cv); 2 x Volvo IPS500 (2x370 hp); 2x Volvo IPS600 (2x 435 hp) | Cabinas: 2 a 3 | Designer : Garroni Design / Naval | Arquitecto: J&J Design | Comercialização: Nautiser / Centro Náutico.

anuário Náutico . 069


Barcos a Motor mais de 8m

LEOPARD

Ficha técnica Modelo: 43 PC | Origem: África do Sul | Construtor: Leopard Catamarãs | Comprimento total: 13,00 m | Comprimento na linha de água: 12,44 m | Boca: 6,72 m | Calado: 0,94 m | Cabinas: 3-4 | Deslocamento: 11 700 kg | Motorização: 2 x 220 Cv | Combustível: 1 000 L | Água: 780 L | Preço: Sob consulta | Comercialização:CourelYates.

MONTECARLO

Ficha técnica Modelo: MC 6S | Origem: França | Construtor: MonteCarlo | Comprimento total: 18,35 m | Comprimento do casco: 15,97 m Boca: 4,88 m | Deslocamento: 19 628 kg | Calado: 1,17 m | Nº. De cabinas: 3+1 | Combustível: 2 x 1100 L | Água: 2 x 400 L | Motorização: 2 x 600 Cv CUMMINS QSC 8.3 Zeus | Certificação CE: B14/C16/D16 | Preço: Sob consulta | Comercialização: Francisco Ramada.

070 . anuário Náutico


> Oferta de remotorização com desconto equivalente AO IVA <

>

> < > < Com uma rede profissional ao seu serviço MORADA SERVIÇO YANMAR Marina de YACHTWORKS Cascais, Loja(MASTER 134 DEALER)

C.P. 2750-800

LOCALIDADE Cascais / LISBOA

TEL. + 351 214 601 388

E-MAIL yachtworks@netcabo.pt sodoca@sodoca.pt

Rua S. Cristóvão SODOCA, 9 –LDA 11, Apartado 43

3834-908

GAFANHA DA NAZARÉ

+ 351 234 390 270

Av. Brasília, J.J.R.SOEIRO, Doca de Belém LDAPav. 8, 1400-038 Lisboa

1400-038

LISBOA

+ 351 213 624 642

Marina deWAVETECH, Cascais, LojaLDA 128

Rua da Azinhaga NAUTIBRÁS, Velha,LDA Fr. Lote 5, Casal do Rico Sampaio Estrada Nacional BOATCARE, 252 -LDA Edif. Centro Náutico Edificio daESTALEIRO Capitania, Passeio NAVAL DE de Neptuno LISBOA

Passeio Maritimo CNALGÉS de -Algés, CENTRO TorreNAUTICO, VTS S.A. Parque Industrial DRULOFER, da Cancela S.A - PI 4.7

Rua do Pavihão,Edif. BLUE ADVENTURE, Caniço Centrum, UNIPESSOAL Bloco A1 Fracção AP Rua Conselheiro Miguel Da Silveira, 3 MID ATLANTIC YACHT SERVICES Atalaia - Ribeirinha FLORES & PARREIRA, LDA

Marina deNAUTIBOTELHO, Vila do Porto, Lugar de Salvaterra, Vila do Porto LDA

2750-800 2970-512 2950-402 1990-193 1495-165 9125-042 9125-257 9900-144 9700-000

CASCAIS

SESIMBRA PALMELA LISBOA ALGÉS

SANTA CRUZ

+ 351 214 847 025

info@wavetech.pt jjrsoeiro@sapo.pt

+ 351 212 685 540

antonio.bras@nautibras.pt

+ 351 914 592 231

estaleironavallisboa@gmail.com

+ 351 212 336 820 + 351 213 032 440 +351 291 934 262

joseanjos@nautiser.com luis.fidalgo@cnalges.pt fferreira@drulofer.com

CANIÇO

+351 962 370 315

marcherminio@blue-adventure.pt

ILHA TERCEIRA

+351 295 401 280

geral@floresparreira.com

HORTA-FAIAL

+351 292 391 616

mays@mail.telepac.pt

9580-541

SANTA MARIA

+351 296 882 547

LDA Marina deNAUTIMASCARENHAS, Sines

7520-901

SINES

+351 269 633 123

nautimascarenhas@gmail.com

ComplexoONDANAUTICA, de Estaleiros Navais Lda.

8400-278

LAGOA(ALGARVE) - FARO

+351 282 418 920

emoreira@ondanautica.com

Rua Azores TECNINÁUTICA, Parque, Lote 1 EMANUEL OLIVEIRA Estaleiro da NAUTIWORKS, Marina Albufeira Lda

Estrada Sopromar, SOPROMAR Estaleiro - CENTRO nº1 NÁUTICO, LDA. Zona Industrial de Olhao MARINA FORMOSA, Lda ComplexoPORTI de Estaleiros NAUTA,Navais Lda Marina deMEUMAR Vilamoura Estaleiros

Travessa AUTO Herculano MARREIROS Rocha nº DE 5 IDALÉCIO CATARINO QUINTA DO DEUSESREBELDES-UNIPESSOAL, SOBRAL, 59 CASTRO MARIM LDA.

Nautimascarenhas, Lda

9500-794 8200-000 8600-716

PONTA DELGADA ALBUFEIRA

+351 962 563 233 +351 289 587 833

LAGOS

+351 282 763 889

8400-278

PARCHAL

+351 282 461 288

8800-353

TAVIRA

+351 281 324 150

8700-913 8125 409

8950-256

OLHÃO

VILAMOURA VILA REAL DE STO. ANTONIO

PROVEN MARINE TECHNOLOGY

+351 289 702 162

+351 289 322 056 +351 281 027 115

geral@nautibotelho.pt

tecninautica@gmail.com luis@nautiworks.pt

luis@sopromar.com

marinaformosa@gmail.com pecas@angelpilot.com marta@meumar.com

Automarreiros@gmail.com geral@nautiparque.com

www.yanmarmarine.com

<


Barcos a Motor mais de 8m PRESTIGE

Ficha técnica Modelo: 680 | Origem: França | Construtor: Prestige / Jeanneau | Comprimento total: 21,46m | Comprimento do casco: 19,08 m | Boca: 5,33 m Calado: 1,58 m | Deslocamento ligeiro: 29 800 kg | Deslocamento a plena carga: 39 600 kg | Motorização: 2 x IPS 1200 - Volvo D13 – 900Cv | Cabinas: 3/4 + 1 skipper | Combustível: 3 450 L | Água: 800L + 120L | Certificação CE: B-16 | Exterior e interior designer : Garroni Design / J.P. | Arquiteto: J & J Design | Comercialização: Marina Estrella.

Ficha técnica Modelo: 680 S | Origem: França | Construtor: Prestige / Jeanneau | Comprimento total: 21,46m | Comprimento do casco: 19,08 m | Boca: 5,33 m Calado: 1,58 m | Deslocamento ligeiro: 29 800 kg | Deslocamento a plena carga: 39 600 kg | Motorização: 2 x IPS 1200 - Volvo D13 – 900Cv | Cabinas: 3/4 + 1 skipper | Combustível: 3 450 L | Água: 800L + 120L | Certificação CE: B-16 | Exterior e interior designer : Garroni Design / J.P. | Arquiteto: J & J Design | Comercialização: Marina Estrella.

PRINCESS

Ficha técnica Modelo: 30M | Origem: Inglaterra | Construtor: Princess Yachts | Comprimento total: 30,45 m | Boca: 7,05 m | Calado: 2,06 m | Deslocamento: 98 Ton | Combustível: 12 200 L | Água: 1 600 L | Motorização: Twin MTU 12V 2000 M94 (2 x 1 948 Cv) | Cabinas: 4 + Tripulação | Comercialização: Soproyachts.

RODMAN

Ficha técnica Modelo: 54 Muse | Origem: Espanha | Construtor: Rodman | Comprimento total: 16,72 m | Comprimento do casco: 16,21 m | Boca: 4,75 m | Calado: 1,02 m | Deslocamento: 27,5 tons | Combustível: 2 540 L | Água: 650 L | Motorização: 2 X Volvo IPS 950 | Cabinas: 3 | Preço: Sob consulta | Comercialização: Limatla. 072 . anuário Náutico


Barcos a Motor mais de 8m SANLORENZO

Ficha técnica Modelo: 460EXP | Origem: Itália | Construtor: Sanlorenzo | Comprimento total: 42,78 m | Boca: 9,20 m | Calado: 2,50 m| Tonelagem: 460 T | Motorização: 2 x CAT C32 Acert - 1319 Cv / 2 x MTU 8V 4000 M63 - 1360 Cv | Combustível: 50 000 L | Acomodação: 10 – 12 pessoas | Comercialização: Sanlorenzo Portugal

SEA RAY

Ficha técnica Modelo: 400 Sundancer | Origem: USA | Construtor: Sea Ray | Comprimento total: 12,2 m | Comprimento c/plataforma: 13,26 m | Boca: 4,11 m | Calado: 1,01 m | Peso: 12 935 kg | Combustível: 1 211 L | Água: 378 L | Motorização: T-MerCruiser® 8.2 MAG HO ECT* Bravo IIIx w/Axius (T-430 php - 321 kW).

SESSA MARINE

Ficha técnica Modelo: F42 | Origem: Itália | Construtor: Sessa Marine | Comprimento total: 13,10 m | Comprimento do casco: 11,76 m | Boca: 3,90 m | Calado: 0,82 m |Motorização: Volvo Penta 2 x IPS 500 D6 | Combustível: 2 x 490 L | Água: 350 L | Cabinas: 2 | Peso: 10.700 kg | Lotação: 12 | Designer: Christian Grande | Cerificação CE: B | Preço: Sob consulta | Comercialização: Soproyachts.

SUNSEEKER

Ficha técnica Modelo: 131 Yacht | Origem: Inglaterra | Construtor: Sunseeker | Comprimento: 40,05 | Boca: 8,09 m | Calado: 2,70 / 2,85 m | Deslocamento: 189 600 kg | Combustível: 21 650 L | Água: 4 950 L | Comercialização: Sunseeker Ibérica. anuário Náutico . 073


Semi-Rígidos

DES

A NOVID

2016

CAPELLI

Ficha técnica

Ficha técnica

Modelo: Tempest 560 Work | Origem: Itália | Construtor: Capelli | Comprimento: 5,60 m | Boca: 2,59 m | Ø do flutuador: 0,56 m | Tecido: Neoprene -Hypalon Orca® 1100 dtex | Peso s/motor: 480 kg | Lotação: 12 | Potência máx.: 135 Cv | Certificação CE: C | Preço na fábrica, s/motor e s/IVA: 11 700 euros |Comercialização: Porti Nauta.

Modelo: Tempest 775 | Origem: Itália | Construtor: Capelli | Comprimento: 7,75 m | Boca: 2,97 m | Ø do flutuador: 0,65 m | Tecido: Neoprene -Hypalon Orca® 1100 dtex | Nº. Câmaras: 6 | Peso s/motor: 1 3500 kg | Lotação: 22 | Potência máx.: 250 Cv | Combustível: 220 L | Certificação CE: B | Preço na fábrica, s/motor e s/IVA: 41 600 euros |Comercialização: Porti Nauta.

HYDROSPORT

Ficha técnica Modelo: Z-14 | Origem: Portugal | Construtor: Hydrosport | Comprimento: 4,2m | Boca 1,75m | Peso s/motor: 240kg | Lotação: 5 | Comercialização: Hydrosport.

Ficha técnica Modelo: RIB909 | Origem: Portugal | Construtor: Hydrosport | Comprimento: 9,1m | Boca: 2,95m | Ø do flutuador: 0,55 m | Peso s/motor: a partir de 1100kg | Motorização: 1 x 250-350 Cv or 2 x 150-225 Cv | combustível: 340 L | Lotação: 24 | Comercialização: Hydrosport. 074 . anuário Náutico


´ RADAR DOPPLER DE ESTADO SOLIDO

DRS4D-NXT, o passo seguinte na tecnologia de radar CONTROLO TOTAL SIMPLICIDADE REFINADA

SONDAS

NOVO

5.7” Fish Finder Model

FCV-628

NAVpilot Piloto

automático revolucionário concebido para uma variedade de embarcações.

8.4” Fish Finder Model

FCV-588

www.furuno.com


Semi-Rígidos RANIERI

Ficha técnica Modelo: Cayman 23 Sport Diving | Origem: Itália | Fabricante: Ranieri | Comprimento: 7,10 m | Boca: 2,80 m | Ø do flutuador: 0,60 m | Nº. De camaras: 5 | Peso s/ motor: 650 kg | Lotação: 24 | Potência máx.: 250 Cv | Combustível: 205 L | Certificação CE: C-B | Preço: Sob consulta |Comercialização: Soproyachts.

Ficha técnica Modelo: Cayman 31 Sport Touring | Origem: Itália | Fabricante: Ranieri | Comprimento: 9,40 m | Boca: 3,40 m | Ø do flutuador: 0,68 m | Nº. De camaras: 6 | Peso s/ motor: 1 920 kg | Lotação: 16-18 | Potência máx.: 600 Cv | Combustível: 550 L | Água: 135 L | Certificação CE: B | Preço: Sob consulta |Comercialização: Soproyachts.

SACS

Ficha técnica Modelo: S900 | Origem: Itália | Fabricante: SACS | Comprimento: 9,00 m | Boca: 3,08 m | Nº. De câmaras: 6 | Ø do flutuador: 0,60 m | Peso s/motor: 1.700 kg | Combustível: 400 L | Água: 80 L | Potência máx.: 350 Cv | Lotação: 22 | Certificação CE: B | Designer: Christian Grande Design Works | Comercialização: www.sacsmarine.it

076 . anuário Náutico


Semi-Rígidos SELVA

Ficha técnica

Ficha técnica

Modelo: GT340 | Origem: Itália | Fabricante: Selva | Comprimento: 3,35 m | Comprimento interior: 2,67 m | Boca: 1,73 m | Largura interior: 0,84 m | Ø do flutuador: 43 cm | Nº. De Câmaras: 3 | Material: Neoprene-Hypalon | Lotação: 5 | Potência máx.: 40 Cv | Peso s/ motor: 200 kg | Combustível: - L | Categoria CE: C | Preço: Sob consulta | Importador: Yanmar Equipment Iberica, S.L

Modelo: 600 | Origem: Itália | Fabricante: Selva | Comprimento: 5,99 m | Comprimento interior: 5,50 m | Boca: 2,63 m | Largura interior: 1,43 m | Ø do flutuador: 50-60 cm | Nº. De Câmaras: 6 | Material: NeopreneHypalon | Lotação: 10 | Potência máx.: 171 Cv | Peso s/motor: 480 kg | Combustível: - L | Categoria CE: C | Preço: Sob consulta | Importador: Yanmar Equipment Iberica, S.L

VALIANT

Ficha técnica Modelo: 430 Confort | Fabricante: Valiant | Comprimento: 4,25 m | Comprimento interior: 2,95 | Boca: 2,02 m | Largura interior: 0,93 m | Ø do flutuador: 40-52 cm | Nº. De Câmaras: 5 | Material: PVC Haku 1100 Dtex | Lotação: 7 | Potência máx.: 40 Cv | Peso s/motor: 150 kg | Combustível: 25 L | Categoria CE: C | Preço s/IVA: 7 290,00 Euros | Comercialização: Touron Portugal. anuário Náutico . 077


Semi-Rígidos

Ficha técnica Modelo: 500 Sport | Fabricante: Valiant | Comprimento: 5,01 m | Comprimento interior: 3,98 | Boca: 2,5 m | Largura interior: 1,28 m | Ø do flutuador: 57 cm | Nº. De Câmaras: 5 | Material: PVC Haku 1100 Dtex | Lotação: 8 | Potência máx.: 92 Cv | Peso s/ motor: 290 kg | Combustível: 95 L | Categoria CE: C | Preço s/IVA: - | Comercialização: Touron Portugal.

Ficha técnica Modelo: 580 Confort | Fabricante: Valiant | Comprimento: 5,84 m | Comprimento interior: 4,60 | Boca: 2,5 m | Largura interior: 1,30 m | Ø do flutuador: 43-61 cm | Nº. De Câmaras: 5 | Material: PVC Haku 1100 Dtex | Lotação: 9 | Potência máx.: 152 Cv | Peso s/motor: 620 kg | Combustível: 115 L | Categoria CE: C | Preço s/IVA: 17 180,00 Euros | Comercialização: Touron Portugal.

Ficha técnica Modelo: 630 Classic| Fabricante: Valiant | Comprimento: 6,30 m | Comprimento interior: 5,10 | Boca: 2,5 m | Largura interior: 1,30 m | Ø do flutuador: 43-61 cm | Nº. De Câmaras: 5 | Material: PVC Haku 1100 Dtex | Lotação: 13 | Potência máx.: 152 Cv | Peso s/motor: 740 kg | Combustível: 140 L | Categoria CE: C | Preço s/IVA: 20 410,00 Euros | Comercialização: Touron Portugal.

078 . anuário Náutico


Motores

DES

A NOVID

2016

MERCRUISER 6.2L V8

MERCURY 400R VERADO O novo motor Mercury Racing 400R Verado é o fora de borda mais potente jamais fabricado pela Mercury, oferecendo a melhor relação peso-potência do mercado de motores a 4 Tempos. Este magnífico status de potência e de eficiência foi conseguido com uma serie de desenvolvimentos tecnológicos com base no bloco 2.6L Verado. O motor foi pensado para cobrir as necessidades de potência que exigidas pelas embarcações de alto rendimento de última geração. 080 . anuário Náutico

Os novos motores Mercury MerCruiser 6.2L V8 de 300 e 350 CV, fabricados especificamente para uso marítimo, disponibilizam mais binário e potência em simultâneo com funcionamento mais suave e silencioso. Fabricado com tecnologia de ponta e inovadora, o novo Mercury MerCruiser 6.2L, tal como o recentemente apresentado MerCruiser 4.5L V6 de 200 CV e 250 CV, foi desenvolvido e é fabricado nas instalações centrais da Mercury Marine em Fond du Lac, Wisconsin (EUA). A Mercury desenvolveu o novo 6.2L de raiz para uso marítimo, sem necessidade de adaptar e marinizar um motor automóvel. Daí que o novo 6.2L não esteja limitado por restrições do sector automóvel e por tecnologias desnecessários que implicam custos adicionais e maior dificuldade em criar valor acrescentado. O produto final resultou num equilíbrio perfeito entre potência, resistência à corrosão, manutenção simples e navegação agradável e silenciosa.


Motores

MINNKOTA EO

MINNKOTA RIPTIDE ULTERRA O Riptide Ulterra é um motor elétrico de colocação à proa, que foi concebido para embarcações de recreio, de pesca desportiva, até 7m, que tenham caraterísticas compatíveis para os receber. Está preparado para água salgada (mar) ou águas doces ou salobras (rios, lagos). Destaca-se não só por apresentar maior resistência à corrosão do mar, como também por ser controlado através de um sofisticado comando sem fios com GPS! São alimentados a 24V ou 36V, dependendo da versão do motor, para mais ou menos força (Libras) . O motor é controlado como que a partir de um sistema de navegação! É considerado revolucionário pelas suas características totalmente automatizadas de recolha e colocação na água. Além disso, inclui a capacidade de elevar ou baixar o motor para a profundidade que se quer na água. Estas funções inovadoras, controladas sem fios com o comando i-Pilot, facultam o controlo do barco de forma fácil e acessível. Assim, não é necessário sair da cabina ou deslocar-se até à proa para recolher o motor ou ajustar o comprimento da haste durante a actividade de pesca. O Riptide Ulterra funciona com o padrão GPS do i-Pilot.

A Minnkota apresenta o EO, “outboard eléctrico”, direcionado para pequenas lanchas , e concebidos para um reforço da autonomia e maior velocidade, do que os seus outros motores eléctricos habituais. O motores elétricos não são especificados em Cv ou Kw, porque se regem por leis da física diferentes dos motores de combustão. Os elétricos referenciam-se por “Força” (kg força, ou libras força) e os outros convencionais é que se medem em Cv ou Kw. Tratando-se de coisas diferentes não existe pois uma forma de conversão de uma na outra (Força em Potência). É como se quiséssemos traduzir “Litros” em “Quilos”. No entanto, e para que os utilizadores tenham ao menos uma ideia, é possível usar alguns modelos matemáticos de conversão que dão ao menos uma ideia de conversão . Por isso a Minnkota apresenta dois modelos, um indicado como sendo de 1/2 Cv de “potência” e outro como 1 Cv. O primeiro usa bateria de 12 VDC, já no segundo , tem que ser alimentado a 24VDC (duas baterias de 12VDC ligadas em série). Os Minnkota EO são de reduzida dimensão, leves para poderem ser levados de e para o barco, tendo sido testados para executar percursos longos mesmo a velocidade elevada (para o conceito elétrico) , sem sobreaquecimento. Com a bateria totalmente carregada, permite uma autonomia até 9 horas contínuas, em velocidade média. Informa acerca do estado da bateria de modo a permitir controlo durante as deslocações. Finalmente, os Minnkota EO são para água salgada, ficando permanentemente nesse ambiente, e podem ser usados também em água doce. anuário Náutico . 081


Motores

SUZUKI

SELVA O XSR 70 é um motor a quatro tempos SOCH de 16 válvulas de injecção eletrónica, com quatro cilindros em linha e 996 cc de cilindrada. Pesa 119 kg e possui coluna longa. O XSR 150 é um motor de injecção electrónica a quatro tempo, com quatro cilindros, 16 válvulas e 2670 cc de cilindrada. Pesa 216 kg e possui um avançado sistema de gestão eletrónica que contrala eficazmente todas as funções do motor oferecendo desta forma, um bom rendimento. 082 . anuário Náutico

A Suzuki lançou novos portáteis fora de borda DF6A, DF5A e DF4A. Os principais benefícios para o utilizador destes novos modelos são o baixo peso, facilidade e suavidade de utilização e extrema fiabilidade. Além disso, apresentam também um novo desenho e nova tonalidade de cor. De dimensão compacta e pesando apenas 23,5 kg, estes novos motores vão com certeza tornar-se bastante populares entre os entusiastas da náutica. Com inovações técnicas e algumas simples mas efectivas características ergonómicas, estes novos modelos são incrivelmente fáceis de utilizar. Ao combinar o baixo peso com duas pegas de transporte resistentes, torna-se mais fácil colocá-los na embarcação assim como retirá-los para armazenagem. A Suzuki tornou ainda mais fácil a armazenagem destes motores com possibilidade de três posições. O melhorado sistema de alimentação e de lubrificação permite colocar o motor na posição horizontal, sobre qualquer um dos três lados (frente, lateral ou posterior) sem a preocupação de fuga de combustível ou de óleo.


Motores

TOHATSU Os novos modelos MFS 25 e 30 do fabricante Tohatsu possuem como principais características, o novo capot, a nova caixa com uma nova relação de transmissão (para permitir o uso de hélices maiores), controle variável do ralentí e o TOCS -Tohatsu Onboard Communication System - Tohatsu Sistema de Comunicação a Bordo. Para além disso temos o novo sistema para lavagem do motor, um design inovador alinhado com os modelos MFS40/50. De realçar também o Comando de Punho Multi-Funções (Opcional) para um controle suave e maior facilidade de utilização, graças à inclusão da chave de ignição, punho das mudanças de maior dimensão e interruptor Trim/Tilt num punho Multi-funções de maior dimensão. O Selector Frontal para melhor funcionamento e manobrabilidade, foi adotado um selector frontal para os modelos de comando de punho (modelo-MF).

YAMAHA O novo motor TR-1 High Output é uma unidade de potência com 3 cilindros e 1049cc é o cume da inovação em motores marítimos e foi desenvolvido para os modelos Waverunner V1, V1 Sport, VX Deluxe e VX Cruiser. O TR-1 High Output é 13% mais potente do que o motor Yamaha MR-1 que será substituído enquanto é efectivamente 40% mais pequeno e 20% mais leve. O resultado é uma aceleração mais rápida e maior velocidade máxima, com ainda melhor economia no consumo de combustível e mais diversão na navegação. anuário Náutico . 083


Motores

4JH45

6LY440

4JH110

6LY400

YANMAR O fabricante Yanmar apresenta diversas novidades no segmento destinado às embarcações de recreio: 4JH45, 4JH110, 6LY400 e 6LY440. O modelo 4JH45 é um motor diesel a quatro tempos com quatro cilindros em linha e rifregerado a água. Possui uma potência de 45 Cv às 3000 rpm, injecção direta com o sistema common rail e arranque elétrico. Pesa 220 kg. O modelo 4JH110 é um motor diesel a quatro tempos com quatro cilindros em linha e rifregerado a água. Possui uma potência de 110 Cv às 3200 rpm, injecção direta com o sistema common rail, Turbocharged com intercoole e arranque elétrico. Pesa 229 kg. 084 . anuário Náutico

O modelo 6LY400 é um motor diesel a quatro tempos com seis cilindros em linha e rifregerado a água. Possui uma potência de 400 Cv às 3300 rpm, injecção direta com o sistema denso common rail, Turbocharged com turbina de arrefecimento de água e arranque elétrico. Pesa 585 kg. O modelo 6LY440 é um motor diesel a quatro tempos com seis cilindros em linha e rifregerado a água. Possui uma potência de 440 Cv às 3300 rpm, injecção direta com o sistema denso common rail, Turbocharged com turbina de arrefecimento de água e arranque elétrico. Pesa 585 kg.


DES

A NOVID

2016

Motos de Água

YAMAHA WAVERUNNER VX CRUISER HO Enquanto muitas características individuais técnicas e práticas tiveram a sua importância nos tão procurados modelos VX, é a sua versatilidade em todas as utilizações que lhes conferiu um público tão fiel. Para o mais recente e potente modelo VX, a VX Cruiser HO, a Yamaha escolheu o motor de 4 cilindros, de 1812cc que já foi bem comprovado nos modelos FX. Este motor é acompanhado com o revolucionário e intuitivo sistema de controlo RiDE, No Wake Mode e Cruise Control. V1 SPORT A V1 é uma marcante moto de água de entrada, equipada com as características Waverunner que a tornaram a melhor escolha

www.yachtworks.pt

para uma máquina divertida de 3 lugares que se pudesse comprar com pouco dinheiro. A Waverunner V1 Sport, motorizada com o motor TR-1 High Output de 3 cilindros, é o pack total garantindo fiabilidade, economia, fácil manuseamento, performance adequada e entusiasmante – e capacidade para rebocar todo o equipamento necessário para wakeboard e outros desportos náuticos. Equipada com características nunca antes encontradas em modelos de baixa gama e mais baratos – desde a marcha à ré até aos espelhos retrovisores, passando pelo imenso espaço de arrumação, a um degrau de embarque e os tapetes em HydroTurf.

anuário Náutico . 085


Eletrónica & Equipamento

DES

A NOVID

2016 ÓNICA

ELETR

ADVANSEA WI-FI universal Este multiplexer centraliza todos os dados NMEA 0183 num único fluxo. Em seguida, os dados são transmitidos via Wi-Fi e acessíveis a partir de um dispositivo sem fio: laptop, tablet ou smartphone. Uma vez que os instrumentos .estão ligados, a interface configura-se automaticamente. Cabo de dados: 1 m de comprimento. Fonte de alimentação: A partir de 9,5 V a +30 V; Consumo: máx. 40 mA (12 V). PVP : 321,89€. Comercialização: SeaWay.

EM-TRACK A Em-Track é uma marca que oferece soluções especializadas de AIS. Todas as marcas de eletrónica marítima oferecem hoje estes acessórios que reforçam a segurança de navegação, prevenindo as colisões e outras situações, particularmente quando a visibilidade é má, ou se está numa zona de grande densidade de tráfego. A Em-Track é pouco conhecida porque apostou no conceito de “fabrica para os outros”. 086 . anuário Náutico

Ou seja, o que quase todas as marcas oferecem está relacionado com a Em-Trak. Agora que o fabricante quer dar mais visibilidade a si mesmo, a Em-Trak permite trazer mais economia na compra desta tecnologia, com a mesma compatibilidade com sistemas multifunção. Existem soluções de Transcetor de Classe A, B, Recetor, SART AIS, SART Identifier. Comercialização: Nautel.


Eletrónica & Equipamento

FURUNO

GARMIN

A empresa Nautel estabeleceu um acordo de distribuição nacional para a área da náutica com a japonesa Furuno, talvez o maior fabricante mundial de sistemas eletrónicos de navegação, comunicações e pesca. Atualmente, a marca Furuno não tem a expressão na náutica nacional que tem praticamente em todo o mundo e, o desafio vai ser de com trabalho conjunto inverter esta situação. A aposta inicial da Nautel, ao nível de produtos, são os de navegação para a náutica nomeadamente o revolucionário Radar “wireless” (mod. DRS4W) que funciona também comandado através de equipamentos iPad/ Ipad Mini/iPhone (iOS6.1 e superior). Para além desta facilidade de utilização temos ainda a possibilidade de integração com outras Apps como, por exemplo, as de cartografia e software de navegação TimeZero (MaxSea), este sistema cria um novo mundo a bordo. Continuam os modelos muito baratos , 1623 e 1725, mundialmente famosos . Nas sondas, a Furuno desenvolveu o que se pode chamar de seu próprio CHIRP: É a tecnologia RezBoost de que se vai começar a ouvir falar mais. O modelo para as embarcações de pesca até aos 12 m será a FCV-688. Para os veleiros também existe toda uma gama de soluções, que começam nos instrumentos FI-70. O pequeno GPS/Chartplotter será o GP-1670, e em pilotos automáticos estarão os NAVpilot711C e NAVpilot-700.

Sondas echoMAP™ CHIRP As novas sondas echoMAP™ CHIRP integram não só a tradicional tecnologia CHIRP, mas também a tecnologia CHIRP DownVü™/ SideVü™ da Garmin para garantirem uma monitorização do fundo do mar com a melhor qualidade possível. Especificamente criadas para responderem às necessidades dos pescadores mais exigentes, estas novas unidades integram o software de criação de mapas personalizados Quickdraw™ Contours, e garantem compatibilidade com a rede NMEA® 2000 que permite uma visualização rápida e fácil no ecrã com toda a informação relevante referente ao motor, aos sensores, ao piloto automático, entre outras opções. Tal como acontece nas versões anteriores, os novos modelos contam com uma interface muito intuitiva e com um ecrã a cores, de grande qualidade, que está disponível em quatro dimensões: 4, 5, 7 e 9 polegadas. Todos os modelos contam com um GPS interno de 5 Hz que atualiza a posição e o curso do barco 5 vezes por segundo. PRVP echoMAP™ CHIRP 42dv (sem transdutor): Desde 349 euros; echoMAP™ CHIRP 52dv (sem transdutor): Desde 629 euros; echoMAP™ CHIRP 72dv (sem transdutor): Desde 899 euros; echoMAP™ CHIRP 72sv (sem transdutor): Desde 999 euros; echoMAP™ CHIRP 92sv (sem transdutor): Desde 1.199 euros.

anuário Náutico . 087


Eletrónica & Equipamento Gps 73 O GPS 73, é um novo equipamento de navegação portátil especificamente desenhado para os marinheiros que necessitam de uma solução simples, robusta e fiável. Este novo equipamento portátil é extremamente fácil de utilizar e vem equipado com um vasto leque de funcionalidades especificamente orientadas para a navegação no mar como: o Man Overboard (MOB) ou Homem ao Mar, alarmes marítimos, planeamento de rotas e navegação. Foi ainda adicionado um novo SailAssist que integra opções úteis como uma grelha de partida virtual, cronómetro dos tempos de corrida, distância da linha de partida, gráfico com histórico de velocidade e assistente de viragem. O novo GPS 73 está disponível a um preço recomendado de €169,00.

Striker™, uma nova série de sondas com GPS integrado A série Striker™, uma nova gama de sondas composta por 5 modelos que, além de integrarem GPS de alta sensibilidade, incluem também a tecnologia CHIRP e as sondas de exploração DownVü™ e SideVü™ (depende dos modelos). Os pescadores terão não só a possibilidade de verem com uma qualidade quase fotográfica os peixes e as estruturas que estão por baixo e nas laterais da embarcação, como também marcar os melhores locais de pesca, e regressar a esses locais com mais facilidade. Os modelos Striker contam com um ecrã brilhante que garante a melhor visualização dos conteúdos, mesmo sob luz solar direta e que está disponível em três tamanhos: 3,5 polegadas (8,9 centímetros), 5 polegadas (12,7 centímetros) e 7 polegadas (17,8 centímetros). Todos os modelos da série incluem um transdutor CHIRP (77/200 kHz) da Garmin que oferece um nível de qualidade e de detalhe de peças e estruturas visivelmente superior ao disponibiliza088 . anuário Náutico


Eletrónica & Equipamento

do pelos transdutores tradicionais. Em vez de emitir numa única frequência, o CHIRP emite varrimentos contínuos de frequência com uma intensidade que contempla tanto os níveis altos e baixos, que se interpretam individualmente para criarem arcos de peixe nítidos com uma melhor separação de alvos. Para os pescadores que querem ver os objetos e a estrutura por baixo da embarcação, os modelos Striker DV incluem uma sonda de exploração DownVü™, que reproduz imagens de alta qualidade de todos os elementos que se encontram por baixo da sua embarcação. O modelo Striker™ 7sv acrescenta ainda uma sonda de exploração SideVü™, que exibe os elementos que se encontram na lateral da embarcação. PVR Striker™ 4: 169 euros; Striker™ 4dv: 249 euros; Striker™ 5dv: 399 euros; Striker™ 7dv: 699 euros; Striker™ 7sv: 799 euros. Radares marítimos de antena aberta de 25kW O GMR 2524xHD2 e o GMR 2526 xHD2 são os radares mais potentes da Garmin até ao 090 . anuário Náutico

momento Os dois novos radares marítimos de antena aberta especificamente desenhados para os pescadores profissionais e cruzeiros de longo-curso. Estes radares marítimos de altadefinição oferecem uma potência de transmissão de 25kW, um aumento do alcance máximo de 96 milhas náuticas, e a funcionalidade Pulse Expansion1 que maximiza a energia de transmissão. O modelo GMR 2524 xHD2 de 4 pés e o modelo GMR 2526 xHD2 de 6 pés estão disponíveis com Pulse Expansion, uma nova funcionalidade que permite aumentar a duração do impulso de transmissão, maximizar a energia em alvos e aumentar a sua dimensão. Com o Pulse Expansion, os marinheiros conseguem identificar mais rapidamente os alvos num raio de maior alcance, alvos esses que de outra forma nunca seriam detetados. Esta funcionalidade irá estar disponível em toda a linha de equipamentos xHD2 de antena aberta, e em radares de cúpula xHD, através de um upgrade gratuito de software.


SONDA GPS COM CHIRP Graças à nova série de sondas STRIKER, robustas e com GPS de alta sensibilidade, poderá marcar o seu ponto de pesca favorito e navegar de novo até ao mesmo facilmente. Inclui sonda tradicional CHIRP, que mostra com nitidez os arcos de peixes e faz uma excelente separação dos alvos. Para além disto, com o ecrã dividido, poderá visualizar o mapa de waypoints e navegar até aos seu locais preferidos.

SÉRIE STRIKER™ Disponível com tamanhos de ecrã de 3,5”, 5” e 7”. Garmin.pt © 2016 Garmin Ltd. ou suas subsidiárias

IT’S YOUR TIME.


Eletrónica & Equipamento

HONDEX Uma marca com longa tradição em Portugal, vinda do Japão, onde a indústria da eletrónica marítima é uma referência mundial. Realçam-se a nova sonda HE-881, de 8,4” de ecrã, que pode ser montada na vertival ou na horizontal conforme o gosto do utilizador. A outra grande solução é o pequeno sonar de varrimento circular de 360 graus, que funciona também como sonda (ecrã de 10,4”), para montagem no casco, com sistema automático de descida/subida da haste do domo transdutor.Também existe em versão de comando manual da referida haste. Trata-se do modelo HE-773Di. Comercialização: Nautel.

HUMMINBIRD O fabricante Humminbird® mantém a sua senda de crescimento e inovação. No início de 2015, apresentou as novas: as Helix 5 (unidades que têm em comum o tamanho de ecrã de 5”, na horizontal, no formato de 16:9). Mais recentemente as Helix 7, que basicamente eram as Helix 5 mas com ecrã de 7”, onde a projeção da imagem ganhou uma 092 . anuário Náutico

nova dimensão. Neste início de 2016 volta a inovar com o lançamentos das Helix 9 e 10. Não se trata dos mesmos sistemas das Helix 5 e 7, apenas com ecrãs maiores. As Helix 9 e 10 incorporam inúmeras funcionalidades e capacidades adicionais, para além dos seus ecrãs de 9 e 10” de TFT (mas de 65.000 cores, e respetivamente, 800 x 480 e 1024x600 pixeis de resolução), na mesma lógica de aspeto em 16:9 do formato atual dos TV’s e monitores de informática. Para quem já usa Humminbird® é fácil migrar de modelos anteriores pois os transdutores são os mesmos que nas séries 300, 500, 600, 700, 800 e 900 e 1100. Caraterísticas específicas destas novas séries, com relação às Helix 5 e 7 : • Dupla ranhura para cartões de memória micro SD • Autochart LIVE (direto nos aparelhos) – Automapeamento instantâneo dos fundos • Ligação em rede ETHERNET, para uso por exemplo de dois ecrãs a partilharem dados. • Podem ligar a antena de Radar Humminbird.


Eletrónica & Equipamento

• Opção de comando remoto manual sem fios (wireless). • Frequência adicional de 50KHz, com transdutor opcional, para versões XD (Extreme Depth). • Nas versões SI (sonar lateral) podem ligar também o transdutor de sonar 360 graus, da tecnologia patenteada pela HUMMINBIRD, sonar 360. • Entrada NMEA2000 para ligação a motores e visualização de consumos e dados. • I-Pilot Link , comando wireless e integra-

do para os motores Minnkota Terrova e Powerdrive • Teclas adicionais, programáveis (user keys) GPS/Chartplotter/Sonda a cores 2D: Helix 9 Sonar GPS (1.199 € ) e Helix 10 Sonar GPS (1675 € ). GPS/Chartplotter/SonarVertical/Sonda 2D: Helix 9 DI GPS (1.390 € ) e Helix 10 DI GPS (1.845 €). GPS/Chartplotter/Sonar lateral/Sonar Vertical/ Sonda 2D: Helix 9 SI GPS (1.799 €) e Helix 10 SI GPS (2.499€). Comercialização: Nautel. anuário Náutico . 093


Eletrónica & Equipamento LOWRANCE A Lowrance lança a série de sondas Hook. Disponíveis com ecrã de 4, 5, 7 e 9 polegadas, todos os modelos HOOK dispõem de sonar CHIRP, que oferece uma melhor identificação de alvos em maiores profundidades, um visor mais nítido com menores interferências e separação de alvos avançada, de modo a que os pescadores possam mais facilmente distinguir os peixes pequenos dos peixes para a pesca desportiva. A formação de imagem DownScan™ está também disponível na maior parte dos modelos para fornecer aos pescadores uma imagem nítida, tipo fotografia, da estrutura de alojamento dos peixes por baixo do barco.

RAYMARINE Radar marítimo sem fios QuantumTM com tecnologia CHIRP A marca reclama para si a apresentação do primeiro radar marítimo com antena de radome que integra a tecnologia de compressão de impulsos CHIRP. Definindo assim um novo padrão para radares compactos de estado sólido, o radar Quantum fornece imagens excelentes de radar quer seja em alcances longos quer em alcances extremamente curtos. A tecnologia de Compressão de Impulsos CHIRP da Quantum, utiliza múltiplos impulsos comprimidos de radar com a tecnologia avançada ATX™ de separação de alvos, exclusiva da FLIR. O radar Quantum com ATX™, apresenta os alvos tais como, embarcações, pontos de referência, boias, e fenómenos meteorológicos com uma qualidade de resolução e discriminação sem igual em relação aos radares tradicionais de magnetrão. O design leve do radar Quantum, com apenas 5.4Kg de peso, representa uma redução de cerca de 50% em relação aos radares tradicionais de magnetrão. A comunicação por Wi-Fi com os displays multifunções da Raymarine, facilita a instalação, eliminando a existência de cabos de radar ou módulos de interface, enquanto que garante emissões seguras de 094 . anuário Náutico

radiação e uma substancial economia de consumo. Esta eficiência energética será sem dúvida a melhor solução de radar para os veleiros. A elevada eficiência da componente eletrónica do Radar Quantum de estado sólido reduz significativamente o consumo, prolongando deste modo a autonomia das baterias. Comercialização: Nautiradar.


Eletrónica & Equipamento

Dragonfly 7 PRO Trata-se de uma Sonda/GPS de 7” com duplo canal Chirp Downvision™ com chartplotter. A mais avançada tecnologia CHIRP DownVisionTM de espectro amplo e integração sem fios com dispositivos móveis está agora disponível num display super brilhante de 7”. Este combinado de Sonda/GPS/Chartplotter é um equipamento rico em recursos para a pesca desportiva quer seja em rios ou no mar junto à costa. Com as mesmas características avançadas do premiado modelo Dragonfly 5 PRO, a Dragonfly 7 PRO, apresenta-se num display extra grande de 7” para garantir o máximo de visibilidade. O display super brilhante com revestimento ótico garante o seu funcionamento em quaisquer condições meteorológicas e nunca embacia. Ao contrário das sondas que transmitem cada impulso numa frequência única, a Dragonfly 7 PRO DownVision™ utiliza a tecnologia CHIRP de espectro amplo para simultaneamente transmitir em múltiplas frequências de sonda. Como consequência a Dragonfly 7 PRO produz imagens de alta resolução com uma qualidade fotográfica. A Dragonfly 7 PRO supera as sondas comuns

graças ao excelente alcance em profundidade até 180m e a uma pesquisa fiel do fundo do mar a alta velocidade. Também está equipada com um canal de sonda CHIRP de alta frequência para poder detetar peixe e fundo do mar até 277m de profundidade. O sensor integrado de GPS de 10Hz, de aquisição rápida, e cartografia da Dragonfly 7 PRO ajuda os utilizadores a manterem-se no rumo, enquanto que a aplicação móvel Wi-FishTM da Raymarine vai permitir visualizar diretamente num Smartphone ou Tablet, as imagens de sonda CHIRP Downvision. A funcionalidade Wi-Fi integrada na Dragonfly 7 PRO também permite a sincronização com a aplicação Navionics Boating, oferecendo aos pescadores a capacidade de poderem criar, com a sonda CHIRP Dragonfly, e em tempo real, os seus próprios mapas batimétricos em HD. O modelo Dragonfly 7 PRO suporta cartas da Navionics, C-MAP da Jeppesen e LightHouse da Raymarine, podendo ser fornecida num pacote incluindo já a carta C-MAP ou Navionics+ em cartão microSD. PVP a partir de € 857,00 euros. Comercialização: Nautiradar. anuário Náutico . 095


ADES

Eletrónica & Equipamento AQUAPAC

NOVID

2016

O fabricante inglês de soluções estanques para atividade de outdoor Aquapac apresenta diversas novidades para 2016 nomeadamente: o Waterproof iPad Pro Case, o TrailProof™ Tote Bag, o TrailProof™ Waist Pack e o TrailProof™ Drybag – 7L. O Waterproof iPad Pro Case é um equipamento estanque e submersível que pesa, na totalidade (bolsa e correia) 143 gr. O material com que é fabricado permite aceder a todas as funcionalidades do equipamento eletrónico nomeadamente o touchscreen. O TrailProof™ Tote Bag é um equipamento à prova de água com 187 gr de peso fabricado em vinil 500D que o torna resistente às abrasões e arranhões. O TrailProof™ Waist Pack é uma bolsa de cintura à prova de água, com uma capacidade de 3 litros, pesa 381 gr e é fabricada em vinil 500D reforçado. O TrailProof™ Drybag – 7L é um saco estanque com alça, com a capacidade de 7 litros, pesa 270 gr e é fabricada em vinil 500D reforçado. Comercialização: Nautiradar.

FLIR A formação de imagens a partir do calor dos corpos e objetos está na génese da tecnologia desenvolvida ao longo dos anos pelo fabricante FLIR. Seja dia ou noite a sua capacidade de ver vai manter-se intacta graças a esta tecnologia. A câmara portátil de visão noturna térmica compacta e robusta, permite visualizar outras embarcações, pontos de referência em terra, boias e objetos flutuantes numa escuridão total. Dispondo agora dum display LCD de alta resolução e da tecnologia líder em sensores térmicos da FLIR, a câmara Ocean Scout faz com que o seu tempo passado na água seja mais seguro e relaxante. Os sistemas térmicos de visão noturna são surpreendentes à noite, mas são também eficazes 096 . anuário Náutico

TO

AMEN

EQUIP


Embalagem repleta de ciência engenhosa

O Micron WA é um anti-incrustante com nova tecnología Water Activated Matrix, a qual proporciona cores nítidas e luminosas e uma excelente proteção contra o crescimento de todo o tipo de incrustações em todos os tipos de água, inclusive nas mais ativas, até para 24 meses. Depois da aplicação, o Micron WA parece diferente dos anti-incrustantes tradicionais. Mas, uma vez imerso, o sistema de tecnología activada Water Activated Matrix desenvole a cor de forma uniforme e proporciona um acabamento nítido e proporciona toda a prestação contra incrustações. A tecnologia Water Activated Matrix fará com que mude a ideia que tem sobre os produtos de base de água. Escolha o Micron WA devido às cores nítidas e luminosas, à redução do impacto meio ambiental e, além disso, de poder vangloriar-se de ter o casco mais limpo de toda a marina. Ciência inteligente criada por científicos/as imaginativos/as cheios de ideias engenhosas.

Utilizar as tintas anti-incrustantes de maneira segura: leia sempre a etiqueta e a informação sobre o produto antes da sua utilização. , International o logotipo de AkzoNobel são marcas de AkzoNobel. © AkzoNobel 2014.


Eletrónica & Equipamento para ver com sol e brilho intensos, neblina e muito mais. O mais recente modelo TK 160 x 120 e as suas principais características: Deteta objetos até 119 m de distância; Tem um campo de visão de 20°; Capacidade para 1000 fotos; Para filmar; Possibilidade de escolha entre uma palete de cores; Muito simples de usar; Não tem necessidade de nenhuma formação especifica sendo muito intuitiva; Muito ergonómica, pode trabalhar com este equipamento usando apenas uma mão e os botões são de fácil acesso; Tamanho de bolso com apenas 170gr de peso; Submersível com certificação IP67; A sua construção robusta permite que seja usada nos ambientes marítimos mais agrestes sem prejudicar o seu desempenho; A bateria recarregável de ião de lítio tem uma autonomia de 5 horas. Preço: € 630,00. Comercialização: Nautiradar

FUSION A Fusion lançou uma nova atualização de software para os Sistemas Marítimos de Entretenimento True-MarineTM das Séries 650 e 750, adicionando novas funcionalidades com tecnologia de ponta, aos seus já avançados sistemas de som. Os sistemas FUSION 650 e 750 de elevado desempenho, apresentam um nível de reprodução superior e integram as mais recentes tecnologias marítimas e proteção ambiental. Com a introdução desta nova atualização de software, os utilizadores da série 750 desfrutarão dum interface de utilizador baseado em ícones para uma utilização mais intuitiva e um acesso mais rápido à sua música favorita. O lançamento deste software inclui também a compatibilidade FUSION-Link Lite. Trata-se duma plataforma aberta de controlo áudio que permite a outras marcas poderem se interligar com os excelentes sistemas de entretenimento da FUSION. Seja através da roda de leme, dum relógio tipo “smart watch” ou a par098 . anuário Náutico

tir da tecnologia de comutação digital de controlo dos sistemas de bordo, é possível através de sistemas de terceiros ajustar o volume, mudar de faixa ou alternar a fonte em sistemas FUSION compatíveis, sendo ainda possível a ligação em rede de vários dispositivos via NMEA 2000, Ethernet, Wi-Fi ou conectividade Bluetooth. Comercialização: Nautiradar


INTERNATIONAL

Eletrónica & Equipamento

AkzoNobel, alargou a sua gama International® Boatcare com um novo Textile Waterproofer que protege os tecidos contra a humidade, sujidade e mofo. O Textile Waterproofer é amigável e de custo eficaz e foi concebido para impregnar de forma segura e proteger superfícies têxteis no ambiente marinho. As coberturas fornecem proteção ideal contra a sujidade e água, mas ao longo do tempo essa proteção diminui. Os cuidados de rotina com a Textile Waterproofer a bordo prolonga a vida e torna a têxteis com aparência de novo por mais tempo e a sua flexibilidade será mantida. O novo Textile Waterproofer foi concebido para uma utilização em ambiente marinho e faz parte da gama Internacional Boatcare, que compreende soluções de limpeza, restauro, proteção e manutenção e acabamentos de superfícies pintadas de um barco.

LALIZAS Novos coletes insufláveis Lalizas Kappa e Theta, coletes ergonómicos com design de vanguarda e de alta qualidade: Características: Ativação automática do insuflador; Janela para inspeção rápida do mecanismo de insuflação; Áreas do pescoço e do peito em neopreno macio; Fácil ajuste e envergadura; Anel D macio e bolso para faca/navalha; Correia entre pernas dupla e alças de levantamento. Colete Insuflável Kappa automático 190N, aprovação ISO 12402-3, com correia entre pernas dupla. Colete insuflável Theta automático 290N, aprovação ISO 12402-2, com capuz antispray e com correia entre pernas dupla.

anuário Náutico . 099


Eletrónica & Equipamento

MASTERVOLT A Mastervolt apresenta a nova gama MLS de baterias de iões de lítio de 12 V, compactas e eficientes. Concebida para aplicações em pequenos sistemas elétricos, a nova série MLS fornece uma vida útil de utilização três vezes superior à das baterias chumbo-ácido, e com apenas 30% do seu peso e volume. A marca Holandesa Mastervolt anuncia assim o lançamento da nova gama de baterias de iões de lítio de 12V, de elevado desempenho – MLS – constituída por quatro modelos com potências que variam entre os 80 Wh e os 390 Wh. As novas baterias MLS são adequadas para várias e diferentes aplicações e onde seja necessária uma capacidade até 90 Ah. A sua dimensão e peso reduzidos aliados ao facto destas baterias poderem ser montadas em várias orientações, fazem com que seja a solução ideal para uma utilização portátil, como por exemplo, comunicações móveis. Outras aplicações vão desde pequenas embarcações e veículos até sistemas de seguran0100 . anuário Náutico

ça e aplicações industriais. Cada modelo foi testado e certificado de acordo com a norma UN38.3 (transporte seguro por via aérea, marítima e terrestre) e possui uma garantia de 2 anos. A atualização da gama de inversores/carregadores Mass Combi é outra novidade da Matervolt. Especificações principais dos modelos 1600W, 1800W, 2200W e 2600W: Versões 12V e 24V; Carregador inteligente de baterias de 3 etapas, com ripple CC baixo, assegurando carregamento rápido e uma vida longa para as baterias; Dupla saída CA para separar equipamento sensível de consumos mais elevados; Carrega em simultâneo dois bancos individuais de baterias; Potência de Apoio: Energia extra dada pelas baterias quando a proveniente da rede elétrica ou do grupo gerador for limitada; Função “em paralelo” (modelos de 2200 e 2600 Watt); Aprovação CE e E-mark. Comercialização: Nautiradar.


Eletrónica & Equipamento MATT CHEM O Top Glass é um polidor para superfícies de vidro que permite eliminar as micro-ranhuras e atenuar os pequenos riscos nas superfícies de vidro sem as riscar, ajudando também a remover a camada de calcário existente e as manchas de água. O facto de se apresentar em pasta facilita a sua aplicação sem perdas de produto contrariamente aos produtos de forma líquida. Restaura a transparência das superfícies de vidro e confere-lhes uma película hidrofóbica que retarda as manchas de água.

OCEANLED A XD16 Xtreme Series Dock Light é o mais recente lançamento do fabricante inglês Ocean Led. Trata-se de um equipamento destinado a ser utilizado num barco quando ele se encontra atracado numa marina ou doca. O XD16 Xtreme é um equipamento robusto e fabricado para aguentar impactos, não necessita manutenção, possui uma vida útil de 40 000 horas, 60° de raio, consumo de 1,5A / 24V e uma alimentação de 24V DC. Comercialização: Nautiradar

PLASTIMO Fatos XM Costal O fabricante francês Plastimo apresentou a nova gama costal da XM disponível em calças de cor preta e casaco cinza e preto. Trata-se de um equipamento respirável, impermeável, leve e concebido para uma utilização em navegação costeira e igualmente apropriado para desportos ou atividades ao ar livre. O seu corte e flexibilidade proporcionam conforto e facilidade de movimento. Fabricados a partir de poliamida resistente com um revestimento hidrofílico. PVP / Casaco: 179,10€; Calça: 125,57€

anuário Náutico . 0101


Eletrónica & Equipamento Colete 180SL Adequado para uso intensivo para vela e motor, flexível e confortável. Flutuabilidade de 180 N garantido por uma garrafa de Co2 de 38 g. Câmara-de-ar: Laranja fluorescente com banda refletora 300 cm². Colocação prática e intuitiva, estilo colete com fecho permitindo um perfeito ajuste no corpo. Bolso para acessórios extras. PVP a partir de 266,90€ Colete 150N criança Nova gama similar à gama de adulto de 165 newtons. Concebido para crianças de 18 a 40 kg. PVP: a partir de 115,14€ Sacos de sobrevivência Disponível em cor amarela (20 extensível a 40 lts) ou de cor vermelha ( 45 litros). Perfeito para transportar e proteger o equipamento de segurança em caso de emergência. PVP a partir de 29,73€ Bolsas estanques A nova gama da Plastimo de sacos estanques são inovadoras e versáteis, impermeáveis e possuem uma construção robusta, um design inteligente com funções inteligentes: definitivamente ideal para desportos aquáticos e atividades à beira-mar. Disponível nas cores azul ou preto e cinza de 60,80 ou 100 litros. PVP a partir de 107,63€ Bússolas Olimpic 100 Especificamente concebido para barcos à vela, a gama de bússolas Olympic são excecionalmente estáveis e permanecem absolutamente precisas independentemente do ângulo de inclinação ou condições meteorológicas. PVP : 204,44€ Barra de reboque Barra de reboque para wakeboard, esqui aquático ou ski-tubes. Montagem diretamente em qualquer motor de popa. A força de tração é exercida a partir do motor: fornece mais es0102 . anuário Náutico


Eletrónica & Equipamento tabilidade e contribui para um caminho reto e velocidade constante (Também significa menor consumo de combustível). Disponíveis para motores de 30 a 350 HP. PVP a partir de 672,39€

RAIBLAZA A Railblaza produz sistemas de montagem/fixação, versáteis e de fácil utilização para colocação no barco, canoa, kayak etc de todas a espécie de acessórios que lá queiramos usar provisória, ou permanentemente. A ideia parte da base que se fixa algures em permanente, em superfície horizontal, vertical ou tubo, e nela depois se monta a fixação temporária do dispositivo que se pretende. Os acessórios vão desde suportes para canas de pesca, fixações para tablets, VHF’s, GPS’s, câmaras tipo GoPro, sondas, transdutores, varetas de bandeiras, luzes de navegação etc. Para este ano junta-se mais o seguinte : Base, que têm uma tomada USB/12VDC que permite alimentar logo diretamente um dispositivo eletrónico ou luz. “Sapata” auto-aderente a flutuadores de semi-rígidos, de colocação fácil sem necessidade de ser feito por especialista e, flutuadores. Tubo para câmara, com 1m. Fixador para garrafas dos mergulhadores, dos tanques portáteis de combustíveis e outras botijas. Comercialização: Nautel.

RUTLAND A Rutland é especialista em geradores eólicos. O novo Rutland 1200 é a mais recente turbina que consegue gerar uma potência de até 500W. Com três pás, permite que a turbina tenha velocidade baixa no arranque, e elevado desempenho com os ventos fortes, mantendo a operação extremamente silenciosa. O Regulador/Controlador MPPT , incluído, maximiza a saída da turbina e tem entrada para até mais 250W de energia solar para fornecer uma completa solução para o barco, caravana, ou sistema de alimentação remota de carga de bateria. Comercialização: Nautel. anuário Náutico . 0103


Eletrónica & Equipamento SCANSTRUT O fabricante Scanstrut lançou uma tomada dupla USB estanque para 12 – 24V. Principais características: Para qualquer conetor USB tipo-A | Carrega 2 dispositivos ao mesmo tempo | Estanque segundo IPX4 com tampa fechada | Marinizado com revestimento anti-corrosão no circuito impresso | Resistente aos UV | Mola e dobradiça em aço inox 316 | Design excelente e de dimensões reduzidas | Fácil de abrir e fechar mesmo com luvas calçadas | Fácil instalação | Formato standard que permite substituir outras tomadas USB | Tensão de entrada: 6V – 30V CC | Tensão de saída: 5V +/-5% | Dimensões de corte: 29mm / 11/8” de diâmetro | Dimensões em mm: 82 (Larg.) x 250 (Alt.) x 66 (prof.). PRVP: €31,00 (iva incluído) Comercialização: Nautiradar

STERLING POWER A novidade da Sterling Power para este ano é uma gama de inversores/carregadores integrados/ combinado. A vantagem é a existência de um sistema automático de comutação para 220VAC quando a embarcação se liga à rede na Marina. Em termos de inversor, é do tipo de onda sinusoidal pura desde 1300 a 3500W. Comercialização: Nautel. Principais características dos Combinados Inversor/Carregador - Pro Combi S + 230 VAC/50KHz, com onda sinusoidal pura. Estanquicidade IP22. Seletor para 8 tipos diferentes de bateria. Correção do Factor de Potência (PFC). Comutação automática se estiver ligado aos 220VAC de terra. PCSP121600 / 12V , Inv. 1300W, Carreg. 75A - 22,5x20,5x23cm, 8,5kg. c/cont.remoto - 10m cabo. Preço: 1.035 Euros. PCS122500 / 12V , Inv. 2500W, Carreg.80A - 38x22x19cm, 18,5kg. c/cont.remoto - 10m cabo. Preço: 1.460 Euros PCS123500 / 12V , Inv. 3500W, Carreg. 100A - 55x22x19cm, 27kg. c/cont.remoto - 10m cabo. Preço: 2.220 Euros PCSP241600 / 24V , Inv. 1300W, Carreg. 35A - 22,5x20,5x23cm, 8,5kg. c/cont.remoto - 10m cabo. Preço: 1.035 Euros PCS242500 / 24V , Inv. 2500W, Carreg.35A - 38x22x19cm, 18,5kg. c/cont.remoto - 10m cabo. Preço: 1.460 Euros PCS243500 / 24V , Inv. 3500W, Carreg. 50A - 55x22x19cm, 27kg. c/cont.remoto - 10m cabo. Preço: 2.280 euros 0104 . anuário Náutico


Eletrónica & Equipamento STIHL O novo modelo RE 143 PLUS é uma potente lavadora de 140 bares com tambor. Multi funcional com um PLUS em conforto, dado que dispõe de um tambor para colocar a mangueira. Mangueira de alta pressão reforçada a aço de 12 m. Mangueira têxtil plana com carreto. Cabeça de bomba em latão, regulação da pressão e do volume, manómetro, sistema de dosagem de agentes de limpeza e depósito de detergente. Dados técnicos Caudal max. de água l/h: 610 Mangueira alta pressão-Comprimento m: 12 Potência kW: 2,9 Peso kg: 27,2 Voltagem / Número fases / Hz: 230/1 /50 Potência kW: 2,9 Pressão de trabalho bar: 10-140 Pressão de trabalho bar: 140 Caudal máx. de água l/h: 540 Temperatura máx. de entrada de água °C: 60 Caudal mínimo de água l/h: 540 Preço: Desde 679,00 €

THE BOOSTER O The Booster TB-01 pode ser usado em qualquer local para arrancar um veículo ou para carregar um aparelho através de um periférico USB. É facilmente transportável e pode ser comodamente guardado no porta-luvas, num bolso ou até numa bolsa de transporte. Este equipamento apresenta-se como um carregador “all-in-one” com sistema portátil para alimentação de motores e dispositivos. Este equipamento possibilita sobretudo a ligação de motores de automóveis, barcos e motas. Com uma capacidade de 12.000 mAh, a solução permite também carregar pequenos aparelhos como um tablet, consolas portáteis, iPad, iPhone, mp3/mp4, auriculares Bluetooth, GPS ou câmaras fotográficas com USB. O The Booster TB-01 oferece proteção antirretorno elétrico, autonomia de bateria coranuário Náutico . 0105


Eletrónica & Equipamento

respondente a cerca de cinco carregamentos de iPhone 6 e permite arrancar motores de 3.5 litros gasolina max. e 3.0 litros gasóleo max. várias vezes antes de voltar a carregar o aparelho, dependendo do estado de bateria do carro e o do nível de bateria do TB-01, por exemplo. Adicionalmente, possui um cabo USB com diferentes adaptadores, pinças crocodilo para arrancar e cabo de alimentação elétrica. PVP recomendado de 159€.

ULTRAFLEX Novos volantes Loredan da Ultraflex Os modelos volante com 35 cm (13,8 “) de diâmetro foram introduzidas na ampla gama do fabricante italiano. Todos eles estão preparados para trabalharem com as direções da Ultraflex e pode vir equipados ou não com o sistema de trim. Todos os volantes Ultraflex cumprem a diretiva CEE 94/25 requisitos que permitem ostentar a marca CE em conformidade com a EN 28848 - EN 29775 e ABYC normas de segurança P22. O Ultraflex Paddle Trim, é um sistema de controle instalado ao volante para, desta forma, podermos controlar a posição do motor sem ter de tirar as mãos do volante. Comercialização: Equipabarco

0106 . anuário Náutico

MERCURY MARINE SMC 4000 Depois de ter lançado no mercado novas plataformas de motor e cablagem, a Mercury Marine apresenta, agora, o novo comando lateral mecânico (SMC 4000) que se carateriza por eficiência superior e estilo renovado. Estamos perante um novo e atualizado sistema de mudanças que melhora a qualidade da mudança e conta com um design renovado para uma maior proteção à corrosão. O novo desenho do painel torna-o mais estético e ergonómico. Os engenheiros da Mercury atualizaram a caixa com um design mais moderno e melhor performance. Este novo comando lateral liderará a transição dos cabos de mudanças e aceleração Generation I para os Generation II. O cabo, no geral, é o mesmo, mas as ligações (terminais) são diferentes. As primeiras versões estarão equipadas com cablagem de 15’’ ou 20’’ com função de trim e terminal de 14 pinos. No futuro também estará disponível a verão de 15’’ com terminal de 14 pinos, mas sem a função de trim.


Promoções válidas de 15 de Março até 31 de Julho de 2016

PARA SI E PARA A NATUREZA,

O MELHOR BENEFICIO PRIMAVERA / VERÃO 2016 CORTA-RELVAS

149 €

DESDE

MOTOSSERRAS

199 €

DESDE

CORTA-SEBES

99 €

DESDE

VEJA O NOSSO FOLHETO PRIMAVERA-VERÃO 2016

Distribuidores Oficiais STIHL O serviço associado aos nossos produtos.

Os equipamentos Stihl só podem ser encontrados em distribuidores oficiais da marca, porque só assim podemos afiançar que adquire a máquina de que realmente necessita e que lhe é demonstrada como deve ser operada. Qualquer intervenção técnica que necessite é realizada num curto espaço de tempo, pois dispomos da melhor garantia: um stock completo de peças, acessórios originais e pessoal especializado. Mas sobretudo, estamos perto de si, quer seja no litoral ou no interior, a norte ou a sul, em zonas urbanas ou rurais, valorizamos a proximidade da marca junto dos nossos clientes. Agora que ficou a saber, porque é que só encontra os nossos produtos na rede de distribuição especializada STIHL e VIKING, aproveite e faça uma visita ao distribuidor mais próximo, encontre-o em: www.stihl.pt ou em 21 910 82 00.

Se é STIHL, pode confiar.


Anuário Náutico 2016 Versão Digital  

Anuário Náutico 2016 Versão Digital Gratuita

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you